Documents
Resources
Learning Center
Upload
Plans & pricing Sign in
Sign Out

Série Graça - Guia do Líder - Parte 4

VIEWS: 89 PAGES: 5

									Série

1 Versão do LÍDER

Graça que Vence o Pecado - 4ª Parte
VISÃO GERAL
O propósito desta série é ajudar os membros do seu grupo o que significa viver a suficiente graça de Jesus. Seu principal objetivo como líder de um pequeno grupo é construir o caráter de Cristo em cada membro. Este processo de desenvolvimento do caráter começa com a compreensão da graça de Deus na vida de cada membro. A mensagem que permeia esta série de modo claro é “Vivendo a Suficiente Graça de Jesus” . Faça o seu grupo saber que fomos tão programados para pagar, retribuir, devolver, merecer e fazer por merecer que, embora sejamos alvos da graça divina, insistimos em pagar o que já foi pago, ao invés de simplesmente sermos gratos, eternamente gratos pela SUFICIENTE GRAÇA DE DEUS.

ORAÇÃO
Comece a reunião com uma breve oração. Isto é o que deve ser feito toda semana após a chegada de todos. Ela marca o início formal da reunião.

ABERTURA
Pergunte ao grupo se alguém gostaria de compartilhar algum ensinamento sobre a lição anterior: Graça que denuncia o Pecado. Dica: tire 20min e deixe o grupo à vontade para o compartilhamento.

FOCO PRINCIPAL – Lição 3 No coração, nunca vamos deixar de sermos irmãos mais velhos até que sejamos demovidos pelo amor do verdadeiro irmão mais velho – Jesus.
“Ele não se envergonha de nos chamar de irmãos” – Hb 2:11

PROPÓSITO
Faça os membros do seu grupo abrirem suas apostilas na quarta lição. Em seguida leia a introdução, ou peça para um dos membros ler, enquanto os outros acompanham.

Ekklesia - Recursos

www.ibc.org.br/ekklesia

INTRODUÇÃO
Ler Juntos GL 2:11-16

2

A maioria das religiões opera no princípio: OBEDEÇO POR ISSO DEUS ME ACEITA. O evangelho da Graça diz: SOU ACEITO PELOS MÉRITOS DE CRISTO, POR ISSO OBEDEÇO. OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Embora sejamos salvos, aceitos e obedientes, temos um configuração padrão de fábrica, que nos leva a viver sem a Graça. Isto é, tendemos a voltar à devassidão ou à religiosidade mesmo depois de convertido e nisto reside a maioria dos nossos problemas, lutas e frustrações. A Graça não apenas nos salva, mas nos sustenta e nos levará à eternidade com o Pai. A Graça é como um passaporte que garante ao Filho adotivo status de Filho, passagem de Filho, visto de Filho, tratamento de Filho até que cheguemos na eternidade com o Pai. Não podemos perder de vista e de foco a Graça. Brigas, fracassos, problemas de relacionamento, confusões na igreja, vícios, maus pensamentos, ira, amargura, etc, acontecem porque abandonamos o Evangelho da Graça para vivermos fora dele ou sem ele. O Evangelho da Graça não é o ABC da fé, mas o A a Z da vida cristã. Alguns acham que foram salvos pela Graça e que podem viver só de bons princípios e regras cristãs. Sem a Graça não há como vencer... A Graça contém o que Cristo fez na cruz por nós e esta é a base da nossa fé, da nossa vida e da nossa obediência. “Começamos como pródigos e acabamos como Filhos mais velhos.” Esta foi a advertência de Paulo em Gálatas 1:6 “Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho”; 3:3 “Sois assim tão insensatos que, tendo começado no Espírito, estejais, agora, vos aperfeiçoando na carne?” O Evangelho da Graça estabelece: Quem Deus é – Santo e soberano Criador Quem somos – pecadores O que fizemos – matamos o Filho O que Deus fez – sacrificou seu Filho por nós. O que nós merecemos – A morte O que Deus nos deu – Adoção e vida no Seu Filho. Lutero disse: A verdade do evangelho é o principal artigo da fé cristã. Temos que vivê-la, ensiná-la e praticá-la. O nosso coração é como o João Teimoso, ELE NÃO PODE SER MUDADO PELA FORÇA DE VONTADE, POR UMA REFORMA MORAL, PELA MEMORIZAÇÃO OU INTERNALIZAÇÃO DE MANDAMENTOS BÍBLICOS. SÓ UMA CONSTANTE E RENOVADORA COMPREENSÃO E VISÃO DA GRAÇA É CAPAZ DE MUDAR O NOSSO CORAÇÃO.

PERGUNTAS PARA COMPARTILHAR
Você já se sentiu alguma vez frustrado com a sua vida espiritual? Você reconhece que falta uma renovadora compreensão da Graça em sua vida?

Ekklesia - Recursos

www.ibc.org.br/ekklesia

3

ESTUDO
Conforme o texto que lemos, Pedro era judeu, e por isso sabia que de acordo com a lei judaica gentios eram impuros e que ele não podia andar ou estar com eles. Cf. At 10:28 “Vós bem sabeis que é proibido por lei a um judeu ajuntar-se ou mesmo aproximar-se de outra raça...” Mas, o coração de Pedro foi mudado pelo Evangelho da Graça, pois este torna puro o impuro qualquer que seja a raça, cor, posição social ou status. Por isso, agora ele está sentado com os irmãos gentios sem constrangimento. Mas com o passar do tempo, Pedro volta à religiosidade judaica e aos velhos costumes da lei, quando outros irmãos judeus se aproximam. Voltam a discriminação, os velhos conceitos, o racismo e a divisão está feita novamente. A CONFRONTAÇÃO: Paulo confronta Pedro: cf. Gl 2:14 “Quando porém, ví que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho...” Observe que Paulo não disse: Pedro você está com uma atitude racista e isso é contra a vontade de Deus, ou Pedro você agiu preconceituosamente e isto é contra a lei de Deus. Observe o que Paulo disse: Pedro, você não está andando de acordo com o Evangelho. Você está ignorando a Graça de Jesus, base de tudo que cremos e de tudo que agora devemos praticar. Pedro teve uma atitude hipócrita, racista, dissimuladora e preconceituosa, mas tudo isto não era causa, mas conseqüência da não compreensão e prática do Evangelho da Graça. Paulo poderia ter dito: Pedro para de ser racista, esta não é a vontade de Deus! Para de mentir, Deus não gosta e você poderá ser castigado! Para de dissimular, disfarçar que coisa feia para um crente! Isso poderia ter tido algum efeito na hora, mas não mudaria o coração de Pedro. Pedro na sua mente conhecia o Evangelho da Graça, foi isso que o fez aproximar-se dos gentios cristãos, mas não demorou muito seu coração foi tomado pelo desejo de agradar aos outros e ficou longe de reconhecer e vivenciar a Graça.

PERGUNTAS PARA COMPARTILHAR
( Para o Líder: Promova uma conversa franca sobre as seguintes alternativas do caso acima ). Por Por Por Por Por Por quê quê quê quê quê quê nos comparamos com outras pessoas? não lidamos bem com crítica? nos ocupamos com trabalho ou ministério até a exaustão? corremos atrás de reconhecimento das pessoas? cuidamos demasiadamente da nossa aparência? não falamos a verdade toda e sempre?

A VISÃO BÍBLICA
O fato é que apesar de crermos no amor de Jesus, ele se torna uma abstração na minha mente, enquanto corro atrás do amor, do reconhecimento e da aceitação das pessoas.

Ekklesia - Recursos

www.ibc.org.br/ekklesia

4 O medo de não sermos aceitos no grupo, no trabalho, na escola, no amor, na família e até na igreja nos levam a meias verdades, mentiras, dissimulações, negações infundadas, despersonalização e descompensações de comportamento (falamos demais ou nos calamos demais). O fato é que buscamos no que temos e fazemos aquilo que só a Graça de Jesus pode dar – aceitação, respeito, admiração, realização e significado. Fomos aceitos como Filhos Amados do Pai. Não adianta dizer... pare de correr, pare de comer demais ou de menos, pare de mentir, pare de reagir, pare de se irar... como se um comando à minha vontade fosse mudar o meu coração. Chavões e conselhos vãos que reformam temporariamente, mas não renovam o coração e as atitudes. Chegou a hora de admitir que cremos no Evangelho da Graça para a vida eterna, mas não a vivenciamos nas ações mais simples para a vida abundante. Por isso, continuamos, mesmo depois de salvos a correr atrás de aceitação dos homens, significância nos cargos, nas realizações, nos títulos, no reconhecimento, corremos atrás de recompensas e vamos nos esquecendo da SUFICIENTE GRAÇA DE JESUS. Reforma moral não funciona, pois o coração humano só muda se crer e praticar o EVANGELHO DA GRAÇA. Por isso Paulo disse: “... Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo Vive em Mim” Gl 2:19, 20 e 21. (Não anulo a Graça de Deus) Podemos forçar atitudes morais, pressionar a vontade dos outros, mas isto não muda o coração de ninguém. Por isso, precisamos do Evangelho da Graça para mudar o nosso coração.

COMO O EVANGELHO MUDA O NOSSO CORAÇÃO?
Descobrindo os ídolos do seu coração. Lutero escreveu: Exposição dos 10 mandamentos – Tratado sobre as boas obras. Ele disse: Dizer que somos salvos e que devemos viver pelo Evangelho da Graça que mostra a suficiência de Cristo é o mesmo que foi dito no Velho Testamento, “Não terás outros deuses diante de mim”. O 1o. mandamento é o mesmo que dizer “Não coloque suas boas obras, seus méritos pessoais e sua auto-justiça no lugar de Cristo”. Como assim? Quando você vive em função da aceitação e do reconhecimento dos outros, o que você faz para ser aceito ou agradar os outros, ignora o que Cristo já fez por você (Graça) e faz com que o seu mérito atraia a recompensa dos outros. Você e os outros assumem o lugar de Cristo na sua vida - Isto é idolatria. Você não mente porque esquece que é pecado mentir e que o Diabo é o pai da mentira. Mas, mentimos para não sermos rejeitados, reprovados e não perdermos a significância, com isso trocamos o amor de Jesus pelo amor e aceitação dos outros. Isto é IDOLATRIA. Isto é anular o poder da GRAÇA. Cristo é a nossa verdadeira fonte de significância, segurança e aceitação – nEle fomos adotados e aceitos pelo Pai, o dono do universo. Qualquer coisa que você acrescenta a Jesus para ser feliz ou ter razão para viver – isto será o seu ídolo.

Ekklesia - Recursos

www.ibc.org.br/ekklesia

5 Você nunca peca a não ser que haja um pecado sob o seu pecado. O maior de todos: O pecado de idolatria, fazendo algo a não ser Jesus a sua salvação, não descansando no que Ele fez por você. Não reconhecendo a suficiência da GRAÇA. Torcemos a verdade quando sabemos que alguém vai ficar chateado conosco... vou fazer, pode deixar.... tentamos agradar as pessoas, pois nos importamos demais com o que os outros pensam e por isso mentimos. Há uma forma moralista para tornar pessoas direitas e honestas. Exemplo: Menino, não minta, senão Deus castiga, seu pai pune ou você vai ser pego e vão taxá-lo de mentiroso. Neste caso usamos o medo e o orgulho para mudar o coração da criança. Dobramos o coração, mas não o derretemos, quebramos, mas não quebrantamos.

A SOLUÇÃO NA GRAÇA
Olhar para coisas e pessoas (homens, o emprego, os bens, a aprovação, o status) e dizer, vocês são interessantes, mas vocês não são a minha vida. CRISTO É MINHA VIDA. Por isso, Paulo diz que tenho que colocar a minha vida nas coisas do alto, pois a minha vida está escondida com Cristo em Deus. IMPLICAÇÕES: Como derreter o coração para que se amolde à vontade de Deus ao invés de retorcê-lo forçando-o a obedecer? Como mudar o coração ao invés de mudar o comportamento através de medo e orgulho? ADORAR O DEUS DE TODA A GRAÇA. Se eu mudasse só através da prática de princípios bíblicos e mandamentos bíblicos a chave seria – Ensino e Obediência. Mas, se é o Evangelho da Graça que muda o meu coração. E se o meu problema é que o meu coração acha maior prazer e realização no filho, no amante, no trabalho, mas do que no amor de Jesus, se o minha cabeça conhece o evangelho da Graça, mas meu coração não, então, só serei liberto através da ADORAÇÃO. ADORAÇÃO: O que você está fazendo na adoração? O que fazemos no louvor, na comunhão, na oração, no batismo e na ceia? Não estamos dizendo ou proclamando nada de novo, estamos sim trazendo a verdade do Evangelho da Graça da mente para o coração. O seu coração está sendo transformado pelo evangelho da Graça enquanto adoramos. Paulo diz que não se envergonha do Evangelho da Graça, pois ele não tem o poder de Deus, nem que produza o poder de Deus, mas que o Evangelho É O PODER DE DEUS.

FOCO PRINCIPAL
Compreendendo o Evangelho da Graça, coloque-o nas áreas da sua vida em que você parece não querer ou não poder mudar e perceba que a razão ou o porquê da não mudança é o resquício de INCOMPREENSÃO E INCREDULIDADE no Evangelho da Graça.

Ekklesia - Recursos

www.ibc.org.br/ekklesia


								
To top