Docstoc

Living And Greener

Document Sample
Living And Greener Powered By Docstoc
					101 Maneiras de Viver
mais Ecologicamente
      [ 101 Ways to Living Greener ]




               Dee Braun
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com




Índice
Uso da Energia no Lar …………….. p. 02

Na Cozinha ...................................... p. 05

Ao redor da Casa ............................ p. 06

Fazendo Compras ........................... p. 10

Transporte ....................................... p. 11

No Jardim ………………………..…... p. 12




Aviso Legal

Embora tenham sido tomadas todas as precauções para assegurar que as informações apresentadas
aqui sejam corretas, o seu conteúdo é reflexo dos pontos de vista do autor e tem propósito apenas
educacional e informativo. Todos os “links” têm apenas propósito informativo e não são garantidos o
seu conteúdo, sua precisão ou qualquer outro propósito implícito ou explícito.




Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                 .1.
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

.Uso da Energia no Lar

1. Mantenha a sua calefação funcionando de forma eficiente. A calefação é o equipamento mais
dispendioso de sua casa. Na realidade, o aquecimento do lar é responsável em média por 60% de
toda a energia utilizada na casa. Certifique-se de que ele esteja funcionando o mais eficientemente
possível através de substituir seu filtro a cada dois meses. Uma ótima opção é comprar um filtro
reutilizável que possa ser lavado regularmente. Você irá pagar mais por eles, mas eles irão durar
anos, de forma que no final eles custarão menos que os filtros descartáveis. Os poucos minutos que
você irá gastar para cuidar apropriadamente de sua calefação podem aumentar em até 50 por cento
sua eficiência energética.

2. Instale um termostato programável. Esquentar ou resfriar sua casa quando ninguém está em casa
– ou quando todos estão dormindo – usa uma quantidade de energia desnecessária. Isto é ruim para
o meio-ambiente e ruim para o seu bolso! Em vez de desperdiçar esta energia, compre um termostato
programável e ajuste a temperatura para que ela fique muitos graus mais fria (ou mais quente no
verão) durante a noite e quando a casa estiver vazia. Você poderá facilmente retornar à temperatura
desejada no momento em que você acordar ou chegar à sua casa.

3. Enrole o seu “boiler” (recipiente de água quente dos aquecedores) em uma manta. Qualquer loja
especializada vende mantas de fibra de vidro que você poderá enrolar em seu tanque de água
quente, para ajudar a reter o calor. Elas podem ser instaladas facilmente (você mesmo pode fazê-lo)
e normalmente ela se pagará no primeiro ano de uso.

4. Opte por um sistema de água quente sem reservatório. Se o seu sistema de aquecimento está
ficando velho e você está pensando em substituí-lo, escolha uma das novas opções de aquecedores
de água sem reservatório. Eles aquecem a água que você necessita em vez de manter aquecido e
pronto para uso um reservatório inteiro. Por causa disso eles usam significativamente menos energia,
o que é melhor para o meio-ambiente. E um bônus adicional é que você deverá economizar cerca de
50% nos seus custos em aquecimento de água.

5. Mantenha sua casa naturalmente resfriada. Fechar as venezianas e cortinas e usar ventiladores de
teto pode diminuir drasticamente a temperatura de seu lar durante o calor do verão. Se você precisar
usar o ar condicionado, mantenha-o a 23º C e reserve seu uso apenas para os dias mais quentes.
Um termostato programável é uma ótima opção para elevar a temperatura durante a noite ou quando
ninguém estiver em casa.

6. Substitua suas lâmpadas incandescentes. Embora sejam mais caras inicialmente, as lâmpadas
compactas de luz fluorescente irão economizar muito dinheiro em longo prazo. Elas usam 75%
menos eletricidade que as lâmpadas incandescentes e duram até 10 vezes mais! Isto significa que
você pagará significativamente menos de energia elétrica e não estará jogando tantas lâmpadas no
lixo. Se você substituísse apenas cinco das lâmpadas que você usa mais frequentemente por
lâmpadas fluorescentes estaria economizando mais de R$ 60,00 (sessenta reais) por ano.

7. Apague as luzes. Muitas pessoas deixam luzes acesas por toda a casa. Mas lembre-se que cada
pequena quantidade de eletricidade que você puder economizar conta! Crie uma política em seu lar
de sempre apagar as luzes quando sair de uma sala. Da mesma forma, certifique-se que a televisão,
o aparelho de som e o computador estejam desligados quando não estiverem sendo usados. Para as
luzes externas, use um sensor de luz ou detector de movimentos em vez de sempre deixar as luzes
externas acesas.




Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                   .2.
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

8. Certifique-se que seu refrigerador e freezer estejam funcionando de forma eficiente. Refrigeradores
com mais de 10 anos usam aproximadamente 60% mais eletricidade que os modelos novos. Para
certificar-se que você não está usando mais energia que o necessário, mantenha a temperatura do
refrigerador em 2º C e do freezer em -17º C. Isto irá conservar seus alimentos à temperatura perfeita
sem usar eletricidade em excesso. Outra grande dica é limpar o condensador uma ou duas vezes por
ano, de forma que o motor não tenha que funcionar tanto ou tão frequentemente.

9. Use o seu microondas. Nem todos os alimentos ficam bons quando cozidos em microondas, mas
muitas vezes você pode usá-lo em substituição a seu forno convencional. Já que o seu microondas
usa 75% menos energia que o seu forno, vale a pena descobrir novas maneiras de usá-lo enquanto
cozinhando!

10. Desligue aparelhos eletrônicos quando não estiverem sendo usados. Você sabia que a sua
televisão, aparelho de DVD, computador e equipamentos de cozinha, todos eles usam alguma
eletricidade, mesmo quando não estão ligados? Evite desperdiçar esta eletricidade, desligando-os, se
você não for usá-los por um dia ou mais tempo. E lembre-se de desligá-los antes de sair de férias.

11. Use chapas metálicas sobre as chamas do fogão. Quando você estiver cozinhando vegetais ou
fervendo água na chaleira, opte por chapas metálicas em vez de usar sua chama. Elas usam
significativamente menos eletricidade e realizam o trabalho mais rápido.

12. Só use a sua lava-louça cheia. Antes de fazer funcionar um ciclo na sua lava-louças, certifique-se
de que ela esteja cheia. Você usará menos eletricidade e menos água – e um bônus adicional é que
as suas louças sairão mais limpas! E sempre se certifique de deixar sua louça secar no ar ou use a
opção de secagem a frio em vez de usar a opção de secagem a quente. Só isso diminuirá a
quantidade de energia usada de 15 a 50%!

13. Mude seus interruptores para os digitais “dimmer” (aparelho que regula a intensidade ou brilho da
luz). Embora o uso de “dimmers” em suas luzes seja uma ótima forma de economizar energia, alguns
“dimmers” antigos não são mais eficientes do que interruptores comuns. Se você tem um “dimmer”
analógico cheque para ver se o interruptor esquenta. Se ele esquentar, você não estará
economizando nenhuma energia ao usá-lo. Leve em consideração a opção de substituí-lo por um dos
novos “dimmers” digitais para aumentar a quantidade de energia economizada.

14. Torne a sua piscina mais eficiente energeticamente. Piscinas são responsáveis por cerca de 60%
dos custos de energia da casa no verão – e mais ainda em partes do mundo onde as piscinas são
usadas o ano todo. Diminua este custo em cerca de 20% simplesmente usando um cobertor solar
para ajudar a manter a piscina aquecida. Economize outros 20% ao abaixar alguns graus no
aquecedor de sua piscina.

15. Isole o seu encanamento de água quente. Isole o primeiro metro de cano que entra e que sai de
seu reservatório de água quente, bem como qualquer cano metálico de água quente que passe por
espaços não aquecidos em sua casa. Este procedimento rápido e fácil reduzirá a quantidade de
eletricidade que você irá usar e economizará algum dinheiro.

16. Limpe o filtro de sua secadora. Deixar o filtro de sua secadora de roupas obstruído pode resultar
em 30% a mais de energia gasta. Certifique-se de limpá-lo antes de cada uso e esfregá-lo
mensalmente com uma escova de cerdas macias. Para checar e verificar se ele precisa ser limpo,
encha-o com água e veja se ele drena. Frequentemente, pequeninas partículas podem entupir os
buracos, embora eles pareçam estar limpos.




Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                     .3.
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

17. Instale detectores de movimento em suas luzes externas. Em vez de deixar suas luzes externas
acesas a noite toda, instale detectores de movimento, de forma que elas acendam apenas quando
necessário. Este procedimento relativamente simples pode economizar cerca de 30% da eletricidade
necessária para sua iluminação externa.

18. Mantenha sua geladeira e freezer bem abastecidos. Um refrigerador ou freezer meio vazio usa
significativamente mais energia que um cheio. Se você não tiver nada mais a adicionar, encha
garrafas de água e as coloque onde houver espaço sobrando.

19. Invista em climatizar sua casa. Se a sua casa é muito fria você está literalmente jogando dinheiro
pela janela. Gaste um pouco de tempo selando portas e janelas para diminuir a perda de calor.
Também se certifique de verificar se você tem isolamento suficiente. Nas casas antigas o sótão em
particular pode se beneficiar com melhor isolamento térmico. Se você não tem certeza do que você
está necessitando, vale a pena contratar um profissional para realizar uma auditoria energética.

20. Compre uma panela elétrica. Também conhecidas como panelas elétricas lentas, as panelas
elétricas podem ser usadas para tudo, desde torradas até cozidos. Pelo fato dessas novas panelas
elétricas usarem a mesma quantidade de energia que uma única lâmpada, elas são uma forma de
cozinhar muito eficiente energeticamente.

21. Pare de perder calor. Há muitos locais em sua casa onde você está perdendo calor e nem está
percebendo. Um deles, que a maioria das pessoas faz vistas grossas, são as tomadas elétricas. Em
particular, isto acontece em casas mais antigas onde não há muito isolamento nas paredes. Impeça
esta perda de calor colocando aqueles pequenos plugs plásticos à prova de crianças.

22. Abaixe a temperatura do seu aquecedor de água quente. A maioria das casas mantém o
aquecedor de água quente ajustado para muito mais quente do que o necessário. Como resultado
disso, você acaba tendo que misturar muita água fria para fazê-lo chegar a uma temperatura viável
para ser usada. Certifique-se que o seu aquecedor de água não esteja ajustado acima de 60º C. Esta
temperatura é quente o suficiente para matar germes, mas não tão quente que desperdice muita
energia.

23. Descubra sobre promoções que irão ajudá-lo a melhorar a eficiência energética de sua casa.
Mudar o modo como vivemos está se tornando tão importante que em muitas partes do mundo o
governo e as companhias de energia estão ajudando os proprietários através de pagar – ou pelo
menos subsidiar – medidas de economia de energia. Descubra programas deste tipo em sua região
ao pesquisar na internet, ligar para seu fornecedor de energia ou perguntar a funcionários públicos
locais.

24. Solicite uma auditoria energética domiciliar. Muitas companhias de fornecimento de energia agora
oferecem auditorias energéticas gratuitamente a seus clientes. Cheque com o seu fornecedor para
descobrir o que está disponível. Você irá se surpreender com o que irá aprender sobre como você
está desperdiçando energia.




Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                     .4.
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

.Na Cozinha

25. Ao comprar seus alimentos, lembre-se de quatro coisas. Escolha alimentos que sejam NATURAIS
(ou seja, alimentos o menos processados possível e nos quais não tenham sido usados pesticidas),
NÃO EMBALADOS (com o mínimo de embalagem possível), NUTRITIVOS e DA ÉPOCA (da
estação).

26. Sempre que possível, compre a sua comida em produtores locais. Muitas cidades têm mercados-
fazenda, onde você pode comprar frutas, legumes, carnes, pães e outros produtos de vendedores
locais (o próprio produtor). Assim você não apenas estará apoiando sua economia local, mas eles
normalmente serão opções mais frescas e saudáveis. Você também poderá conversar diretamente
com o vendedor, para saber sobre suas práticas quanto ao uso de pesticidas, hormônios e
conservantes. Um benefício adicional é que o alimento não foi transportado, o que significa menor
uso de combustíveis com menos emissões poluentes.

27. Guarde os alimentos em recipientes reutilizáveis. A quantidade de embalagens descartáveis
usadas para alimentos hoje em dia é incrível. Ajude a reduzir isso optando por recipientes reutilizáveis
ao embalar alimentos. Há muitas opções disponíveis, em vários diferentes tamanhos, de forma que
você poderá embalar tudo que precisar. Certifique-se também, se necessário, de incluir recipientes
metálicos reutilizáveis.

28. Compre produtos de uso frequente em grande quantidade. Produtos em pequenas porções são
um enorme desperdício de material de embalagem. Ao comprar em grandes quantidades, você
diminui a quantidade de embalagem que necessitará ser jogada fora e, além disso, comprar mais a
cada vez significa menos viagens ao mercado para buscar mais coisas.

29. Realize a compostagem do seu lixo de cozinha. Realizar a compostagem de restos de frutas e
vegetais é uma excelente forma de diminuir a quantidade de lixo que irá para os nossos aterros
sanitários, e propiciará ricos nutrientes para o solo que você poderá usar em seu jardim. Algumas
comunidades estão agora iniciando programas municipais de compostagem. Assim, verifique se
existe um programa deste tipo onde você vive.

30. Não desperdice água, enquanto esperando ela esquentar. Deixar a torneira aberta até a água
esquentar é um desperdício desnecessário. Em vez de deixar esta água ir embora pelo ralo, guarde-a
em um vasilhame ou pote e use-a para aguar suas plantas, para cozinhar ou coloque no refrigerador
para usá-la como água para beber.

31. Use menos energia quando estiver cozinhando. Há muitas coisas que você pode fazer para
diminuir a energia utilizada ao cozinhar. Quando estiver fervendo água, coloque uma tampa na panela
e ela irá ferver mais rápido. Quando estiver fervendo, abaixe o fogo (água fervendo em fogo baixo
tem a mesma temperatura). A maioria dos alimentos não necessita de forno pré-aquecido, assim não
desperdice energia desta forma. Ao usar o forno no preparo de assados, você poderá desligá-lo nos
15 minutos finais, de forma que o calor restante terminará o cozimento. Tudo isso poderá ajudá-lo a
usar menos energia na cozinha.

32. Descongele os alimentos antes de cozinhá-los. Leva mais tempo – e gasta mais energia –
cozinhar alimentos retirados diretamente do freezer. Em vez disso, pense antecipadamente sobre o
que e quando você irá cozinhar e descongele-o com antecedência. Da mesma forma, retire os itens
do freezer antes da hora de colocá-los no forno para trazê-los à temperatura ambiente.

33. Mantenha sempre água potável no refrigerador. Em vez de ter que abrir a torneira para pegar
água potável toda vez que você quiser beber, guarde uma vasilha na geladeira. Isto também irá
ajudá-lo a evitar comprar garrafas individuais de água, que geram um desperdício desnecessário.




Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                      .5.
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

34. Abra menos a torneira ao preparar refeições. Na próxima vez que você for cozinhar, coloque uma
grande vasilha sob a torneira e veja quanta água é coletada toda vez que você lava as mãos, lava os
alimentos, etc. Você se surpreenderá com a quantidade de água desperdiçada. Reduza isto,
separando uma vasilha de água na pia para lavar suas mãos. Tenha outra para lavar frutas e
legumes. Desta forma, você estará usando apenas aquela vasilha de água, em vez de deixar a
torneira aberta.

35. Procure usar pratos de papelão que possam ser compostados. Os pratos de papelão que você
costuma ver nos supermercados são feitos de polpa virgem de árvore. Eles são então revestidos por
uma cera à base de petróleo, o que significa que após o seu uso eles não poderão ser reciclados.
Mas atualmente existe um novo tipo de prato de papelão feito de “bagaço” de cana. O “bagaço” é
uma sobra do processamento do açúcar e quando usado para fazer produtos como papel e papelão é
compostável. Assim, agora você pode ajudar o meio-ambiente e não ter que lavar pratos depois do
pic-nic!


Ao redor da Casa
36. Tenha plantas em volta da casa. As plantas são surpreendentes em limpar seu ambiente. Tê-las
em sua casa pode reduzir os poluentes do ar interior em mais da metade. Ótimas opções são a hera-
inglesa e lírios da paz, as quais absorvem gases tóxicos, como o benzeno e o formol. Se você tem
animal de estimação e/ou crianças pequenas, apenas certifique-se em optar por plantas que não
sejam venenosas.

37. Nunca jogue seus remédios velhos no vaso sanitário. Em quase todos os armários de remédios
há remédios vencidos. Mas, o que quer que você faça, não os jogue no vaso sanitário! Isso pode ser
perigoso. Ao invés disso, pergunte ao seu farmacêutico se ele recolhe e elimina-os adequadamente.
No caso dele não fazer isso, pelo menos ele poderá dizer-lhe onde você pode levá-los.

38. Não desperdice calor quando a lareira estiver acesa. Uma lareira aberta desperdiça até 85% do
gás que usa porque, assim como numa lareira à lenha, o fogo suga o calor do interior e elimina-o
através da chaminé. Lareiras a gás fechadas queimam mais eficientemente e podem economizar seu
dinheiro.

39. Use menos água quando tomar banho. Banheiras normalmente usam menos água que chuveiros.
Portanto, sempre que possível, opte por uma imersão na banheira. Se preferir banhos de chuveiro,
mantenha-os curtos. Dez minutos são mais que suficientes. E certifique-se de instalar chuveiro e
torneira de baixo fluxo para reduzir a quantidade de água. Você pode economizar cerca de 50% da
água utilizada e quase nem notar a diferença.

40. Instale vasos sanitários novos. Vasos sanitários mais novos usam significativamente menos água
que vasos mais velhos. E vasos sanitários de baixo fluxo não apenas economizam água, mas eles
realmente reduzem os gases de efeito estufa produzidos no processo de purificação da água. Se
você não tem condições de comprar um vaso sanitário novo, uma ótima alternativa é colocar uma
garrafa plástica de água tampada no reservatório. Fazer isso significa que menos água é usada em
cada descarga.

41. Conserte as coisas em vez de jogá-las fora. Com o preço de muitos bens de consumo ficando
cada vez menores a cada ano, é tentador simplesmente substituir aparelhos e dispositivos velhos
quando eles quebram. Mas frequentemente eles podem ser consertados por uma fração do custo de
compra. Você não estará apenas economizando dinheiro, mas também evitando que aquele item
termine em algum aterro.




Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                  .6.
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

42. Pendure suas roupas para secar. Uma família média faz mais de 400 lavagens de roupa por ano.
É um grande gasto de eletricidade secar toda essa roupa na secadora! Você pode cortar esse gasto
dramaticamente pendurando suas roupas para secar. Em dias frios, use um daqueles suportes para
roupas que você pode armar e desarmar dentro de casa. Em dias quentes, você pode armar esse
suporte na varanda ou no quintal ou então usar um varal. Hoje em dia existem vários tipos de varal
disponíveis que podem ser retirados facilmente quando não estiverem em uso ou que podem ser
erguidos de forma a não atrapalhar a passagem de pessoas.

43. Reduza o desperdício ao dar presentes. Em vez de papel de presente, use papel jornal
(quadrinhos funcionam bem quando são coloridos), caixas de presente reutilizáveis ou mesmo sobras
de papel de parede. Quando receber um presente embrulhado em material reutilizável, guarde-o para
usá-lo posteriormente. Você também pode guardar os cartões que recebe e reciclá-los como
etiquetas de presentes.

44. Reutilize produtos sempre que possível. Você já reparou quanto lixo sua família produz no
período de uma semana? Os fabricantes usam tantas embalagens que é fácil para uma família de
quatro pessoas produzir vários sacos de lixo todo dia. Da próxima vez que estiver pensando em jogar
alguma coisa fora, tente considerar maneiras de reutilizar aquilo. Por exemplo, certas embalagens
podem ser usadas para guardar coisas; tecidos velhos ou manchados podem ser usados como panos
de limpeza; bastões de hóquei quebrados dão ótimas estacas de jardim. Se for criativo, você vai se
surpreender com quantos novos usos você pode descobrir para itens que considerava simplesmente
lixo!

45. Doe as coisas que você não usa mais. Em vez de jogar fora os itens que você não precisa mais,
doe-os para a caridade. Roupas, sapatos, artigos esportivos e brinquedos são muito bem vindos em
instituições como o Exército da Salvação. Você terá menos coisas entulhadas em sua garagem e sua
doação ajudará famílias com necessidades.

46. Diga não ao lixo que vem pelo correio. Muito papel é desperdiçado em propagandas e folhetos.
Coloque um aviso na sua caixa de correio recusando tais itens e envie uma mensagem aos
anunciantes pedindo que mudem suas técnicas de divulgação. Se um número suficiente de pessoas
fizer isso, eles acabarão ouvindo.

47. Use pano em vez de papel. Usar guardanapos e toalhas de papel produz muito lixo
desnecessário. Você sabia que a indústria de papel é a terceira maior responsável pelas emissões
que estão causando o aquecimento global? Portanto, em vez de papel, opte por pano. Uma grande
fonte de retalhos são roupas velhas que estão muito manchadas ou rasgadas para serem usadas.

49. Use pilhas recarregáveis. Se a sua casa é como a maioria, você tem muitas coisas que funcionam
a pilha, do controle remoto da TV à sua câmera fotográfica. E se você tem filhos, você pode adicionar
à lista uma quantidade infindável de brinquedos! Faça um favor ao meio ambiente usando pilhas
recarregáveis. Elas custam mais de início, mas elas produzem significativamente menos lixo e, no
final, você ainda economiza dinheiro. Recarregadores de pilhas que funcionam com energia solar
estão disponíveis até na internet.

49. Descubra aquilo que você pode reciclar. Cidades diferentes reciclam itens diferentes. É
importante saber exatamente o que é reciclado em sua região. Muitas pessoas separam seus itens
toda semana pensando que estes estão sendo reciclados quando, na realidade, eles são jogados fora
depois de recolhidos. Ao conhecer as políticas de sua cidade você pode evitar comprar produtos que
não vêm em embalagens recicláveis e assegurar que você esteja separando tudo que pode ser
reciclado.

50. Armazene materiais perigosos de forma apropriada. A maioria dos municípios tem programas
para recolher materiais perigosos como pneus velhos, baterias, produtos eletrônicos, óleo usado e
substâncias tóxicas tais como sobras de tintas e solventes. Informe-se em sua região sobre
programas para manter esses materiais potencialmente perigosos fora dos aterros.


Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                      .7.
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com



51. Instale redutores de vazão nos chuveiros e arejadores nas torneiras. O custo com aquecimento de
água representa em média 15% da conta de luz. Diminua esse gasto instalando redutores de vazão
nos chuveiros e arejadores nas torneiras da cozinha. Eles reduzem o consumo de água em cerca de
60% e é provável que você nem perceba a diferença (até receber sua conta de luz).

52. Use produtos de limpeza totalmente naturais. Quase toda a limpeza de uma casa pode ser feita
usando simplesmente vinagre, bicarbonato de sódio e água. Use o vinagre como um desinfetante
natural, desodorizante, produto de limpeza para todos os fins e limpador de janelas, e adicione-o ao
ciclo de enxágue de sua máquina de lavar como amaciante. Limpe a banheira, o vaso sanitário e as
prateleiras com uma pasta de bicarbonato de sódio e água. Se preferir usar produtos de limpeza
comerciais, existem agora muitas empresas que oferecem versões mais ecológicas de seus produtos.

53. Compre produtos reciclados sempre que possível. Muitos produtos que usamos no dia a dia
podem ser feitos de material reciclado. Fazendo isso economizamos de 70 a 90% de energia e
poluição do que usando materiais novos. Em particular, produtos de papel constituem um grande
ramo para você escolher produtos mais amigáveis ao meio ambiente. Procure por papel higiênico e
papel de imprimir sem alvejantes, que são feitos de no mínimo 80% de material reciclado.

54. Reutilize papel. Muitas das folhas de papel que reciclamos são impressas apenas em um dos
lados. Em vez de sempre usar uma folha nova, use o verso de folhas já impressas quando o
documento que você estiver imprimindo não for importante. Você também pode reutilizar papel
usando para fazer anotações ou rascunhos, juntando, por exemplo, na forma de um bloco e deixando
ao lado do telefone.

55. Leia as notícias online. Jornais diários geram uma quantidade enorme de lixo. Mesmo que seja
algo que pode ser reciclado, é melhor simplesmente eliminar inteiramente esse gasto desnecessário
de papel. Em vez de fazer assinatura de um jornal, leia as notícias online. Pense sobre quanto papel
isso economiza ao longo de um ano.

56. Use livros e revistas da biblioteca. Bibliotecas são uma grande fonte para qualquer um que
procura reduzir a quantidade de lixo que produz. Em vez de comprar livros e revistas, verifique se
você não pode encontrá-los na biblioteca.

57. Evite lavar suas roupas a seco. A maioria dos produtos químicos usados em lavagem a seco são
altamente tóxicos. Esses produtos não são apenas prejudiciais ao meio ambiente, mas também a
você, pois eles permanecem nas roupas após a lavagem e podem representar risco a saúde. Ao
comprar roupas, prefira itens que possam ser lavados em casa àqueles que precisam de lavagem a
seco. A maioria dos itens cujas etiquetas recomendam apenas lavagem a seco podem na verdade ser
lavados a mão com um detergente suave e água fria. Se sua peça de roupa realmente não pode ser
lavada a mão, procure um serviço de lavanderia que não faça lavagem a seco.

58. Não utilize produtos de limpeza bactericidas. Nossa sociedade se tornou obcecada por viver livre
de germes, e assim podemos estar fazendo mais mal a nós mesmos do que nos ajudando. Produtos
de limpeza bactericidas contêm um produto químico chamado triclosano, que é uma forma de dioxina.
Além de causar uma variedade de problemas de saúde, incluindo diminuição de fertilidade e defeitos
congênitos, esse produto também se mistura com o cloro em nossa água da torneira e forma dioxinas
cloradas que podem ser mortais. Portanto, é melhor usar apenas sabão comum. Na realidade,
fazendo isso você elimina 99,4% dos germes. Compare com um sabão bactericida que elimina
99,6%.

59. Ensine seus filhos sobre responsabilidade ambiental. Nossos filhos são realmente o futuro de
nossa terra. Comece ensinando-lhes sobre a importância de se fazer escolhas ecológicas e isso se
tornará uma segunda natureza para eles. Certifique-se de que você também pratique o que você
prega! Crianças tendem muito mais a fazer o que elas veem você fazer do que aquilo que você diz a
elas para fazer.


Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                       .8.
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

60. Escolha produtos de bebê que sejam ecológicos. A quantidade de produtos químicos usados em
produtos de bebê hoje em dia é impressionante. Sem mencionar a quantidade de lixo gerado! Fraldas
descartáveis é o item individual de lixo mais presente em nossos aterros. Recuse contribuir para o
problema usando fraldas de pano. Hoje em dia elas são mais fáceis de usar: não precisam mais de
alfinetes de segurança! E muitas comunidades têm serviços que semanalmente recolhem fraldas
sujas e entregam fraldas limpas.

61. Tenha um Natal sem pilhas. Se você tem filhos, torne o próximo Natal “sem pilhas”. Diga a toda
família e a seus amigos que, em vez de brinquedos que requerem pilhas, seria melhor dar a seus
filhos presentes como livros, quebra-cabeças e brinquedos não eletrônicos. Você não apenas ajudará
o ambiente usando menos pilhas, mas você também economizará dinheiro e seus filhos usarão mais
a imaginação. Mesmo que você não tenha filhos, faça disso uma política: dar apenas presentes que
não precisam de pilhas.

62. Pague suas contas eletronicamente. Quase todas as companhias agora oferecem a opção de
receber suas contas eletronicamente e pagá-las online ou pelo telefone através do seu banco. Evite
toda aquela papelada desnecessária usando esse serviço.

63. Participe de alguma organização ambiental. Há muitas organizações diferentes dedicadas a
ajudar o meio ambiente. Quer você escolha uma organização internacional como a World Wildlife
Fund – WWF, ou alguma organização local, o importante é participar. Você se sentirá bem,
contribuirá para uma causa justa e dará um bom exemplo para as pessoas da sua comunidade.

64. Feche sua torneira. Sua mãe provavelmente dizia isso a você quando criança, mas você fecha?
Enquanto escovando os dentes ou fazendo a barba, sempre se certifique de fechar a torneira. Mesmo
alguns segundos podem desperdiçar uma tremenda quantidade de água. É uma coisa simples que
pode ter um grande impacto no consumo de água em sua casa.

65. Se tiver a opção, compre sua energia de companhias energéticas que sejam ecológicas. Hoje em
dia há companhias que oferecem eletricidade gerada através de fontes renováveis tais como turbinas
eólicas (ventos) ou hidroelétricas de baixo impacto. Verifique em sua região se há companhias que
fornecem energia elétrica total ou parcialmente de fontes desse tipo e faça a troca! Se um número
suficiente de pessoas começarem a fazer isso, mais e mais companhias começarão a oferecer essa
opção.

66. Lave seu carro no seu gramado. Assim você faz dois serviços ao mesmo tempo: limpa seu carro e
rega sua grama. Além disso, você usará bem menos água do que é usado em serviços comerciais de
lavagem de carro. Use um balde ou uma mangueira com dispositivo para controlar o fluxo de água,
de forma que você use apenas a quantidade de água necessária.

67. Use vassoura para varrer calçadas, pátios e entradas de garagem. Em vez de usar sua
mangueira e desperdiçar água, pegue a velha vassoura. Afinal, logo tudo fica sujo de novo!

68. Pense em pequenas maneiras com as quais você pode fazer a diferença. Às vezes, o melhor que
você pode fazer para o meio ambiente são pequenas mudanças na sua vida diária. Quando juntamos
todas elas, podemos fazer uma diferença significativa. Preste atenção a tudo que você faz durante o
dia e veja o que pode ser feito diferentemente. Por exemplo, se você bebe chá, apenas ferva a
quantidade de água necessária; se você produz muito lixo, pense em maneiras de como reduzir isso.




Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                  .9.
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

.Fazendo compras
69. Tenha sua própria caneca. Quando pedir um café para viagem, use sua própria caneca em vez de
usar um copo descartável. Mesmo pequenas reduções desse tipo podem fazer uma grande diferença
se forem feitas por um número significativo de pessoas.

70. Compre sabões e detergentes sem fosfato. Fosfatos despejados em lagos e rios são
responsáveis pela proliferação de algas. Quando essas algas se proliferam na superfície de uma
porção de água, elas prejudicam o crescimento das outras plantas no fundo e causam uma série de
problemas. Faça sua parte em limitar a quantidade de fosfato que chega a lagos e rios escolhendo
apenas sabões e detergentes sem fosfato.

71. Não compre produtos feitos de PVC ou de vinil. Polivinil clorídrico (PVC) é usado em muitos itens
residenciais como cortinas de boxe, pisos e até brinquedos infantis. Os processos de fabricação de
produtos feitos desse material poluem o ambiente – e eles poluem o ar de sua residência. Evite todos
esses produtos para que haja um ambiente mais limpo e um lar mais saudável.

72. Compre produtos feitos para durar. Nós nos tornamos a sociedade dos descartáveis. Parece que
a cada dia fabricamos mais produtos feitos para serem jogados no lixo após apenas algumas poucas
utilizações. Em vez de comprar alguma coisa porque ela é barata, compre algo que seja de boa
qualidade e feito para durar. Vai lhe custar mais hoje, mas você estará fazendo um favor ao ambiente
e, no final, gastando menos, uma vez que não terá que repor aquele produto com frequência.

73. Compre produtos de empresas que sejam ambientalmente responsáveis. Empresas que usam
materiais reciclados e embrulham seus itens com o mínimo de desperdício entendem a importância
de se proteger o ambiente. Fale com eles e faça com que eles saibam que você aprova a
mentalidade eco-amigável deles comprando seus produtos. Para as empresas que não estão fazendo
seu papel, envie cartas para que saibam que, como consumidor, você espera mais delas. Elas nunca
vão mudar se não houver incentivo para isso!

74. Opte por sacolas reutilizáveis. Um saco plástico leva um tempo estimado de 1000 anos para se
degradar num aterro de lixo. Pense sobre quantos sacos você usa toda vez que vai ao supermercado.
É muito desperdício! Em vez disso, tenha uma sacola reutilizável daquelas feitas de lona e leve-a com
você sempre que for fazer compras. Outra alternativa aos sacos plásticos é empacotar suas compras
em caixas grandes de papelão que existem na maioria das lojas.

75. Compre produtos de segunda-mão sempre que possível. Você vai se surpreender com as coisas
das quais as pessoas estão se desfazendo. Na próxima vez que estiver procurando por um produto
que pode estar disponível em segunda-mão, reserve um tempo para dar uma olhada nos
classificados do jornal local ou visitar websites especializados no assunto. Caso não encontre o
produto, você pode ainda colocar um anúncio e esperar que vendedores entrem em contato com
você.

76. Opte por roupas e joias “clássicas". Até em Hollywood essa mania pegou! Da próxima vez que
estiver procurando por um novo traje ou pelo colar perfeito, considere uma loja de artigos de
segunda-mão que tem um monte de opções de estilos de anos recentes. Você evita que esses itens
sejam desperdiçados e fica com uma ótima aparência enquanto fazendo isso.

77. Compre produtos orgânicos e totalmente naturais. Em resposta à demanda do consumidor,
muitos produtores estão agora produzindo artigos orgânicos ou que usam materiais totalmente
naturais, como o bambu. De vestuário até revestimento de pisos, você pode encontrar quase
qualquer coisa produzida de forma ambientalmente amigável. Embora você pague um pouco a mais
por esses produtos, é um investimento que vale a pena, pois você terá a consciência de estar
ajudando o planeta com suas escolhas.




Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                  . 10 .
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

.Transporte
78. Prefira o transporte coletivo ou organize caronas quando possível. Embora custe um pouco
organizar caronas, isso pode diminuir dramaticamente as emissões. Um ônibus urbano pode
transportar a mesma quantidade de passageiros de 40 carros! Uma van comum com sete lugares
emite quase sete vezes menos poluição que um carro com apenas uma pessoa.

79. Ande ou caminhe em vez de dirigir. Estudos mostram que uma pessoa média faz cerca de 2.000
saídas de carro por ano para lugares a menos de 2 milhas de casa. Em vez de usar sempre o carro,
tente andar ou ir de bicicleta. Mesmo que você diminua apenas um pouco dessas saídas de carro já
estará cortando significativamente a quantidade de dióxido de carbono emitido para a atmosfera.

80. Não deixe seu carro ligado à toa. Isso não apenas desperdiça combustível, mas também lança
muitos poluentes desnecessários. Uma boa regra de ouro é desligar o carro quando você ficar parado
no trânsito mais do que 10 segundos. Na próxima vez que estiver esperando por alguém, certifique-se
que seu carro esteja desligado. Não ligue seu carro parado só para aquecer numa manhã fria – a
melhor maneira de fazer isso é colocando-o em movimento. E opte por ir a um restaurante em vez de
usar o drive thru. Fazer essas mudanças simples evita muita poluição.

81. Gaste menos combustível quando dirigir. Você gasta mais combustível quando está acelerando.
Sem mencionar o desgaste do motor e dos pneus, que torna seu carro menos eficiente. Economize
combustível – e diminua suas emissões – usando seu piloto automático quando estiver dirigindo na
estrada. E também, diminuir sua velocidade mesmo que em poucos quilômetros por hora pode
economizar até 10% de combustível.

82. Mantenha em dia a regulagem do seu carro. Um carro que precise de ajuste ou que tenha os
pneus mal calibrados consumirá mais combustível que o necessário. Faça as regulagens periódicas
agendadas para evitar potenciais problemas. Isso inclui mudanças periódicas do óleo e do filtro de ar
como recomendado pelo fabricante do seu carro.

83. Cobre de seus governantes políticas de mudança. Exigindo dos fabricantes de carro veículos
mais eficientes podemos reduzir significativamente a quantidade de CO2 no ar. Escreva para os
membros do governo e peça a eles que elevem os padrões de economia de combustível para 40
milhas/galão. A menos que sejam cobrados, os fabricantes de carro têm pouco estímulo para fazerem
mudanças por si mesmos.

84. Compre um híbrido. Se for comprar um carro novo, dê uma olhada nas opções de híbridos.
Embora custem mais no começo, eles ajudarão você a economizar dinheiro em combustível e
manutenção. Mas o mais importante é que eles têm um grande impacto na quantidade de gases de
efeito estufa que são lançados na atmosfera. Se você não pode arcar com o custo de um híbrido, pelo
menos procure o carro mais eficiente no consumo de combustível que esteja dentro de suas
possibilidades.

85. Dirija menos planejando com antecedência. Em vez de sair sempre que você acha que alguma
coisa está faltando, planeje com antecedência e faça apenas uma saída. Você não apenas gastará
menos combustível, mas terá mais tempo para fazer outras coisas, em vez de ficar dando várias
saídas.




Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                   . 11 .
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

.No Jardim
86. Use fertilizantes totalmente naturais. Infelizmente fertilizantes nunca ficam apenas na grama ou
nos canteiros onde são aplicados. Sempre que chove, os produtos químicos se infiltram nos lençois
subterrâneos, o que pode poluir lagos, rios, córregos e até a água potável. Evite qualquer problema
escolhendo fertilizantes totalmente naturais. Eles custam um pouco mais caro, mas são muito mais
gentis com o nosso ambiente.

87. Adquira um tambor de chuva. Toda vez que chove, muita água boa escoa pelos ralos. Instale um
desses tambores e capte essa água para usar nos seus canteiros. Você pode até ligar sua mangueira
na maioria desses tambores e regar o seu gramado com aquela água. Esses tambores são muito
fáceis de instalar – tudo que você tem que fazer é conectá-los ao cano por onde escorre a água da
calha. Assim, quando chove, a água é coletada no tambor em vez de ir direto para a rede de esgotos.

88. No jardim, use energia solar ou lâmpadas de LED. Um jardim belamente iluminado é um lugar
maravilhoso para passar o tempo durante os meses mais quentes. Mas, em vez de instalar lâmpadas
não eficientes no gasto de energia, escolha energia solar ou lâmpadas de LED. Baterias solares são
carregadas pelo sol durante o dia e ficam prontas para funcionar durante a noite. Lâmpadas de LED
usam eletricidade, mas consomem apenas uma pequena fração do que lâmpadas comuns gastam.
De fato, um conjunto de luz de LED branca consome apenas 2 watts de eletricidade e as lâmpadas
duram cerca de 100 mil horas.

89. Encontre modos naturais de manter seu jardim livre de pestes. Insetos são um fato da vida num
jardim. E muitos são, na verdade, benéficos para o seu quintal. Mas se você acha que suas plantas
estão sendo devoradas, é hora de procurar soluções naturais para lidar com as pestes. Em vez de
usar produtos químicos, opte por inseticidas naturais. Por exemplo, um pires com cerveja manterá as
lesmas distantes dos lírios. Plantar cebolinha francesa ao lado de suas rosas afasta os pulgões. Há
também sabões inseticidas naturais com os quais você pode “lavar” suas plantas.

90. Plante uma árvore. Plantando árvores no seu quintal você ajuda a manter o ar mais limpo e sua
vizinhança mais bonita. Não importa o espaço que você tenha, sempre existe um tipo adequado de
árvore. Consulte o viveiro local sobre o espaço onde você gostaria de plantar uma árvore e eles o
ajudarão a selecionar um tipo cujo crescimento seja controlável para o seu espaço e tenha um
sistema de raízes que não interferirão com nada.
Verifique se sua prefeitura oferece isenções ou abatimentos de impostos para quem planta árvores.

91. Economize água. Há diversas coisas que você pode fazer quando estiver preparando seu canteiro
de flores, que o ajudarão a economizar água. Uma coisa importante é plantar espécies nativas, pois
elas estão aclimatadas à quantidade de chuva local. Também, adicione compostagem (adubo) ao
solo para ajudá-lo a reter um pouco de umidade. E complete seus canteiros com palha e folhas
secas, que ajudam a manter a umidade e que têm o benefício adicional de prevenir o surgimento de
ervas daninhas.

92. Opte por uma variedade de plantas diferentes. Grandes quantidades de plantas do mesmo tipo
são mais propensas a atrair pestes e doenças do que um jardim bem misto. Portanto, quando for
plantar, certifique-se da mistura! Você não apenas terá plantas mais saudáveis, mas também atrairá
uma quantidade maior de criaturas, o que pode ser benéfico e ajudar a tornar muito mais interessante
o jardim.

93. Não use madeira prensada. Embora esteja disponível facilmente e seja mais barata que outros
tipos de materiais de construção, você nunca deveria usar madeira prensada quando construindo
cercas, varandas e galpões, pois ela contém produtos químicos que continuam a ser emitidos para a
atmosfera por muitos anos. Isso não é ruim apenas para o ambiente, mas também para você, porque
você as inala. Gaste um pouco mais e compre madeira não prensada como o cedro. Se você for a
uma serralheria em vez de ir a uma loja de materiais de construção, você encontrará maior variedade
e quase sempre poderá economizar algum dinheiro.

Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                   . 12 .
Aprenda mais sobre Saúde Natural: http://www.natural-holistic-health.com

94. Use uma alternativa à turfa. Turfa é facilmente encontrada em lojas de jardinagem para uso como
aditivo para o solo. Sua capacidade de manter a umidade torna-a muito útil para os jardineiros. No
entanto, embora regar menos o jardim seja algo bom para o ambiente, a turfa não é. Turfa é extraída
de terras úmidas antigas e, com a sua remoção, a filtração natural dos lençois de água é prejudicada,
a prevenção de enchentes naturais é alterada e o habitat de muitas espécies selvagens é destruído.
Uma boa alternativa para melhor manter a umidade do solo é a fibra de coco (“coir”).

 95. Escolha o tipo adequado de grama para a sua região. Ao plantar a grama ideal para o clima onde
você vive, haverá menos trabalho de manutenção. Procure por espécies resistentes a doenças e à
estiagem no seu centro de jardinagem local e converse com eles sobre que cuidados tomar.

96. Não regue sua grama durante o dia. Quando você faz isso, uma grande quantidade de água
simplesmente evapora por causa do calor e da luz do sol. Em vez disso, regue a grama cedo pela
manhã ou à noite depois de o sol se pôr. Isso também reduzirá o risco de sua grama ser queimada, o
que pode acontecer quando o sol é refletido através de gotículas de água.

97. Opte por cortadores e aparadores de grama que economizem energia. Você sabia que alguns
antigos cortadores poluíam mais que carros? Se você ainda usa instrumentos de jardinagem
ineficientes, agora é a hora de mudar. Há muitas marcas diferentes de cortadores e aparadores
manuais ou alimentados por bateria. Usando um desses em vez de ferramentas de jardinagem
alimentadas por gasolina ou eletricidade, você pode economizar bastante e eles são bem melhores
para o ambiente.

98. Escolha o tipo certo de árvore. Quando for plantar uma árvore, considere o local onde você quer
colocá-la antes de decidir o tipo de árvore. Isso assegurará a escolha de árvores que darão a sombra
necessária quando você quiser permanecer refrescado, e permitirão que o sol brilhe quando você
precisar de calor. Por exemplo, se o sol brilha no seu quarto nos meses quentes e o aquece, plante
uma árvore que fornecerá sombra para suas janelas. Escolhendo árvores que perdem suas folhas,
você terá o benefício de permitir que o sol brilhe durante os meses de inverno, ajudando a
naturalmente aquecer sua casa.

99. Não retire a grama cortada. Deixando a grama cortada sobre o gramado você cria seu próprio
fertilizante. Conforme aquilo se decompõe, nutrientes importantes são repostos no solo, o que torna o
gramado mais saudável e mais forte. Você também evita que toda aquela grama cortada vá parar nos
locais de despejo de lixo.

100. Plante sua própria horta. Muitos recursos são necessários para produzir a comida que
compramos no supermercado. Da água usada para regar as plantações ao combustível necessário
para o transporte, há muitas repercussões negativas para o ambiente. Cultivar sua própria comida é
uma ótima maneira de ser mais amigo do ambiente. E vegetais cultivados em casa são sempre mais
saborosos.

101. Use uma mangueira giratória ou um regador. Se você precisa regar seu gramado ou jardim,
escolha um meio que poupe o máximo de água. Para pequenos trabalhos, opte por um simples
regador. Para trabalhos maiores, escolha uma mangueira giratória. Elas usam 70% menos água que
a maioria dos irrigadores.




Ebooks gratuitos sobre Saúde Natural: http://www.remedies4.com                                  . 13 .

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Tags:
Stats:
views:373
posted:3/23/2011
language:English
pages:14