Docstoc

CLARICE 2

Document Sample
CLARICE 2 Powered By Docstoc
					CLARICE 2

Teste VestibUOL
Veja se você assimilou bem a história que Clarice Lispector escreveu em "A Hora da Estrela" *Teste feito pelo Stockler Vestibulares 1. O texto apresenta no primeiro parágrafo a figura de um homem magro, na esquina, acompanhado de seu violino. Essa imagem revela: Um devaneio do narrador Rodrigo S.M. ao analisar o seu próprio inconsciente. Um aviso, metáfora da morte, retomada no final da narrativa; O amor de Macabéa por Olímpico de Jesus; A alegria, sinônimo de música; A dor da autora Clarice Lispector ao perceber que em sua obra não há vida. 2. A respeito do narrador é possível afirmar que: Sente aversão por Macabéa já que ela representa a pobreza e a imundície; Era mesmo um fracassado, pois mal sabia como iniciar a narrativa; Está totalmente "dentro do mundo" e representa o oposto de Macabéa; Teria de se mostrar para o leitor por meio da personagem porque seu grande desafio é "escrever a si mesmo"; Por estar perdido em seu mundo, o narrador revela em Macabéa seus erros para atingir a verdade absoluta. 3. O narrador apresenta, em uma das passagens abaixo, uma crítica ao artificialismo, ao preciosismo tão caro aos escritores que vêem na dificuldade sucesso iminente. Assinale a alternativa que representa o comentário feito, lembrando-se de que há uma afirmação implícita: "Abordar a simplicidade é que é difícil." "Mas por que trato dessa moça quando o que mais desejo é trigo puramente maduro e ouro no estio?" "Pareceu-lhe que o espelho baço e escurecido não refletia imagem alguma. Sumira por acaso a sua existência física?" "Há os que têm. E há os que não têm." "que ela era incompetente. Incompetente para a vida." "Os fatos são sonoros mas entre os fatos há um sussurro. É o sussurro que me impressiona." 4. Os trechos entre parênteses podem ser interpretados como: O parecer do narrador sobre a escrita, a emoção e a personagem, partindo da metalingüística. Os sentimentos de Macabéa ressaltados pelo processo da digressão. Puro discurso indireto livre, já que o narrador conhece o interior da personagem.

Uma crítica à ingenuidade de Macabéa. Uma desculpa para fugir da personagem.


				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:20
posted:5/24/2009
language:
pages:2