Docstoc

Fido Almcar

Document Sample
Fido Almcar Powered By Docstoc
					                               “Há o perigo de que nos dessensibilizemos a
Música: Flowers of the Sea   ponto de sermos indiferentes. Tratando mal os           Criado por
                                  animais aprendemos a destratar pessoas,
Intérprete: Era
                             sempre que parecerem estar mais próximas da
                                                                               Rildo Silveira
Fotos: Internet               condição animal do que do refinamento social    realdoveg@gmail.com
Texto: Rildo Silveira               que a educação, o patrimônio e o status
                                          propiciam aos mais favorecidos”.    22/11/10 - 11:28:40
                                                          Sônia T. Felipe
O Almiscareiro é um simpático mamífero artiodáctilo, ruminante, da
  família dos cervídeos (Moschus moschiferus), da Ásia, o qual se
caracteriza pela forte secreção odorífera produzida por uma glândula
      abdominal e usada em perfumaria, denominada almíscar.
Obtém-se o almíscar de odor similar em outros animais, como no boi-
 almiscarado, na ratazana-almiscarada da Índia e Europa, no pato-
  almiscarado do sul da Austrália, no musaranho-almiscarado, no
     escaravelho-almiscarado e no aligátor da América Central.




     ratazana-almiscarada                   aligátor
 Uma das variedades mais comercializadas é a secreção do cervo-
almiscarado, onde para se obter seu perfume, mata-se o animal e se
 extrai completamente a glândula, que é secada ao sol, sobre uma
         pedra quente ou submergindo-a em azeite quente.
É comercializada sob duas formas: a glândula inteira ou o perfume
                   extraído do seu receptáculo.




              cervo almiscarado
Também é encontrado em algumas plantas,
 como o “almíscar comum”, na madeira-
almiscarada e nas “sementes de almíscar”
       do Hibiscus Abelmoschus.

                São conhecidos três tipos
               dessa substância valiosa e
               extremamente aromática,
                   sendo a mais cara, a
                contida numa bolsa sob a
                   pele do abdômen do
                 almiscareiro macho, que
               habita os elevados picos do
                        Himalaia.
O almíscar possui coloração púrpura escuro, seco, suave, de
                      sabor amargo.
    Seu aroma é o mais persistente e penetrante que de
   qualquer outra substância conhecida, dando força às
 essências vegetais com seu aroma poderoso e duradouro.
 O ano de 1900 representou o auge no comércio do óleo de almíscar, quando
 1400 kg do óleo foram coletados, o que causou a morte de aproximadamente
                               50.000 animais.
Atualmente, o comércio mundial do óleo de almíscar natural é limitado a 300
   kg por ano, o que representa ainda o sofrimento e a morte de milhares de
animais e colocando-os na lista dos animais severamente em risco de extinção.
Para se obter o almíscar e os lucros dele oriundos, não se tem o
         mínimo respeito e compaixão pelos animais.
 No caso do cervo-almiscarado, mata-se o animal e se extrai
  completamente a glândula, que é secada ao sol, sobre uma
      pedra quente ou submergindo-a em azeite quente.
  É comercializada sob duas formas: a glândula inteira ou o
             perfume extraído do seu receptáculo.
 Já os almiscareiros
    são caçados e
     mantidos em
 minúsculas e fétidas
gaiolas durante mais
de 15 anos na mesma
    posição, sendo
manuseados de forma
cruel para retirada de
  seu almíscar, que
  também é matéria
  prima para outros
      produtos.
   Nessas prisões, sofrem de fome, sede, stress
  mórbido, problemas severos de saúde, privação
social, sexual, reduzindo suas vidas a um inferno,
tudo por causa da luxúria e da ganância humana.
   A demanda por almíscar causou um declínio dramático na
população dos cervos almiscareiros e hoje, poucos animais estão
vivos e sua proteção foi reivindicada no Tratado de Washington
                   para Espécies Ameaçadas.
                 Porém eles ainda são caçados.
Embora vergonhoso e imoral e um desrespeito à natureza e aos
mais fracos, muitas pessoas não têm consciência da origem dos
 produtos que lhe são oferecidos, como no caso de perfumes e
            outros produtos que contêm o almíscar.
Existem quatro essências provenientes de animais na
 composição dos perfumes que devem ser evitadas:
o almíscar, o castóreo, o âmbar cinzento e o gato-de-
                algália ou gato bravo.




                   boi-almiscarado
    Podemos e devemos ser vaidosos, mas com moralidade e
compaixão, visto que, a princípio, somos dotados de inteligência,
como o brilhante químico Albert Baur, que no longínquo ano de
       1888, obteve o almíscar artificial, por casualidade.
Suas experiências com TNT resultaram em um odor de almíscar
                  fresco, o “Almíscar Baur”.
  Muitas outras fragrâncias de almíscar foram criadas depois.




               Hoje, o boi almiscarado é um animal raro, que habita
            exclusivamente a Groelândia e os extremos setentrionais da
             América, onde o gelo ainda retarda a chegada do homem.
   Estas substâncias são bastante semelhantes ao
                 almíscar natural.
Em 1894, descobriu também o almíscar cetona, que
foi largamente utilizado até os anos de 1990 devido
          ao seu baixo custo de produção.




                                                Musk-Ketone




                                                Musk-Xylol
Essa substância sintética, denominada simtrinitro-butil tolueno,
      possui um aroma similar ao natural, sendo obtida da
condensação de tolueno com brometo de isobutila em presença de
      cloreto de alumínio e nitrogenando o produto obtido.
    Tem-se no decorrer dos tempos, criado muitas
fórmulas similares e a grande descoberta do almíscar
  sintético evitou a extinção do cervo-almiscarado.




                                    glândulas de almíscar
Renuncie à degradação ambiental e humana em nome da ganância
e vaidade, não usando produtos que contenham almíscar natural.
    Utilize as alternativas dos almíscares vegetal ou artificial.
Se possível, faça valer sua inteligência, e se não for pedir muito, de
                  sua faculdade de sentir também.
Fotos extraídas do site da WSPA
www.wspa-international.org
     Faça sua parte.


 Divulgue esta mensagem.


 Envie para seus amigos.


A NATUREZA AGRADECE !!!
                VISITE

            www.abcanimal.org.br
           www.floraisecia.com.br
              www.greepet.vet.br
        www.territorioselvagem.org.br
              www.petfeliz.com.br
            www.direitoanimal.org
         www.jornal3milenio.com.br
              www.apascs.org.br
       http://danielcaixao.multiply.com
            http://afamaran.zip.net
  http://ubbibr.fotolog.com/por_toda_vida
http://poramoraosanimais.blog.terra.com.br
        www.redetv.com.br/lateshow
                www.aila.org.br
        www.institutoninarosa.org.br
            www.gatoverde.com.br
        www.clubedaspulgas.com.br
         www.vegetarianismo.com.br
             www.falabicho.org.br
                www.svb.org.br
               www.suipa.org.br
          www.projetomucky.com.br
       www.ranchodosgnomos.org.br
            www.arcabrasil.org.br
                www.pea.org.br
               www.sosfauna.org
              www.renctas.org.br
                www.apasfa.org
         http://portugallusofono.com
http://www.vertentes.com.br/focinhocarente
                www.uipa.org.br
          www.institutoanael.org.br
           www.clubedototo.com.br
             www.oitovidas.org.br
              www.sopeq.com.br
             www.veda-bolivia.org
           www.quatropatas.org.br

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:21
posted:11/22/2010
language:Portuguese
pages:23