Docstoc

Louis Carlos 3456789 - PDF

Document Sample
Louis Carlos 3456789 - PDF Powered By Docstoc
					Se em prantos alguém lhe declara fervor E da constância,mesmo ausente,oferece um afago Abrace essa alma que também procura amor Luis Carlos

POEMAS : o poeta do amor

Uma Apresentação Luis Carlos:Um talento revestido de sensibilidade
Luis Carlos Silva Santos, educador,poeta.Para aqueles que o lêem pela primeira vez, pode-se acentuar que ele combina as mais elevadas e vívidas percepções da realidade com uma poesia

adornada e absolutamente individual principalmente no que tange ao amor.
Sua originalidade e poder conquistaram a admiração de quem o lê. Sinto-me feliz por apresentar aos admiradores do amor e da arte de escrever o autor de uma alma rica de fé e generosidade. Em meio a isto estão alguns dos mais envolventes e incisivos escritos sobre o que é amar , que datam do período de 2008/2009 em Porto Velho. Este livro contém poemas maravilhosas, e sua literatura e arte são ímpares ,espalham-se, mantendo sempre seu sublime e independente culto ao espírito e aos ditames da ética. Como disse Kahlil Gibran no seu livro “A Voz do Mestre” - “É aquele momento em que a Vida passa da

sonolência para a alvorada. É a primeira chama que ilumina o íntimo mais profundo do coração. É a primeira nota mágica arrancada das cordas de prata do sentimento. É aquele momento instantâneo em que se abrem diante da alma as crônicas do Tempo, e se revelam aos olhos as proezas da noite, e as vozes da consciência. Ele é que abre os segredos da Eternidade para o futuro. É a semente lançada por Ishtar, deusa do Amor, e espargida pelos olhos do ser amado na paisagem do Amor, depois regada e cuidada pela afeição, e finalmente colhida pela alma.” Luis
Carlos é assim;alma vibrante,sensível,batalhador;trata do tema “amor” com coração e sutileza,alcançando alma e coração dos apaixonados e sofredores. Lê-lo é força, é sentir no poder

das palavras a intensidade do sentimento, é deixar-se invadir pelo que diz as entrelinhas,é buscar a perfeição do sentir. Uma admiradora..

~ Uma Biografia ~
Seu nome completo é Luis Carlos Silva Santos. É mais comumente conhecido sob o pseudônimo Léo Vincey – nome este,usado para publicar seus poemas no Recanto das letras. 1969 - Nasceu em 27de Fevereiro, em Porto Velho no Estado de Rondônia ,Casado,pai de uma menina e dois meninos,educador e atualmente escritor.Foi criado pelo avós maternos e deles guarda ensinamentos que nortearam sua vida.Pacato desde a infância, absorveu das pessoas e do mundo que via somente através da leitura e da televisão,as sensações que permeiam seus variados textos.Desde cedo auxiliava os avós no comércio que tinham. Vendia também churrasquinho,vatapá,tacacá e salgados.Foi um estudante que se manteve no anonimato e dessa época guarda lembranças de amigos que as circunstâncias da vida os levaram. Na adolescência trabalhou como ajudante de pedreiro,vendedor de flores e catava alumínio para ajudar a família e dar a si mesmo o mínimo de prazer.Com muito esforço concluiu o Magistério na Escola Carmela Dutra...,fez concurso público para Professor em 1988 no Estado de Rondônia,foi aprovado e começou a lecionar.Em 1989 fez vestibular e entrou na Universidade Federal de Rondônia – UNIR no curso de Letras.Nessa época estudava à tarde e trabalhava pela manhã em Escolas privadas e à noite em Escolas públicas.A vida para ele era conquistada no dia a dia. Hoje – 2009 – reconhece que teve de batalhar muito para atingir um pouco de conforto,pois já atua na área de Educação há duas décadas.Gosta do que faz e se sente mais completo quando escreve.Muitos dos seus textos foram perdidos no decorrer dos anos de batalha,mas recentemente começou a exercitar o ato de escrever com mais afinco graças a uma amiga que viu nele potencial que ele mesmo não compreende e diz ainda estar treinando para melhorar os que futuramente virão.Luis Carlos é um homem que afirma que “ o universo está repleto de histórias que merecem ser contadas “ e,tenta transformar o que vê e sente em palavras.

“O que digo hoje com apenas meu coração será dito amanhã por milhares de corações.( Gibran Kahlil )

Meu melhor presente
Quero que essas linhas toscas Nunca passe de um querer às moscas Um presente eu tenho pra te dar Ficará para a vida toda e sempre irás recordar Se algum dia eu não passar de pó Saiba que isso é a vida,minha doce amada Não se desespere quando chegar a madrugada Olhe pro céu, percebas que não estás só Meu melhor presente irás carregar na memória Ficará para sempre na página da nossa história O que fomos,o que poucos chegarão a ser Sinônimo de alegria,cumplicidade e prazer Nós dois sabemos de que presente se trata É muito mais que a vida que te dediquei É fruto de um amor sedento que aos teus pés joguei Foi minha alma,sublimada,para ti na medida exata.

PEDIDO DE AMOR
Eu sei que pedir o seu amor não basta É preciso muito chão pra lhe saciar a alma Cada dia me entrego a essa devoção tão casta Independe de mim,sair sem trauma Tornei-me um esmoleu de um amor tão imenso Pedindo a todo instante que ao menos me olhe Nesse olhar se apiede desse moribundo,vem me escolhe Quero ser o chão que pisas,meu bem,é isso que penso Se o meu pedir for pouco,deixe-me ficar rouco Sei que o amor não se pede se doa,estou desesperado Ando sem voz de tanto suplicar,estou num sufoco Um gesto apenas já me deixaria mais aliviado Todo pedinte vive da migalha alheia A sua é muito mais que o paraíso Por que me importar se é disso que eu preciso? Se não lhe vejo por um só dia meu corpo cambaleia Nas novelas,filmes,livros...o amor é tão perfeito Vamos amor,metamorfosear,atende meu pedido Você sabe que enlouqueço se não for correspondido Pedir,pedir,pedir,pedir...será que é meu defeito?

NOS TEUS BRAÇOS...
Não suporto mais essa distância Esse fugir constante me causa ânsia Um sofrer assim tão sem juízo Torna-me mais distante do paraíso Meu amor,há um ninho em quero me recostar Isso ao menos tu podes fazê-lo,por isso me empenho O amar é uma fera que para dominá-la pede engenho As artimanhas desse tema eu não sei usar Sinto aqui no peito e treme muito Uma vontade louca de essa sede aliviar Quero tanto a segurança do teu encanto Que só de pensar no teu colo,sinto um anjo me acariciar Socorro amor,dai-me abrigo,abra os braços Num gesto de carinho e complacência Não me deixe morrer sem ter a essência Do prazer que reside em teus abraços...

EU TE AMO
Prostrado aos seus pés estou,meu amor Em pensamento de corpo e alma me dedico A fazer de sua vida uma calmaria e a isso eu publico Essas singelas palavras que aos poucos revelarão meu ardor Declarar amor,requer sentir puro e verdadeiro

Deve o amante aos céus olhar e pedir ajuda Aos deuses,anjos,estrelas para não ser o derradeiro Momento único de pura emoção e que a sorte o acuda Sem ela,a Sorte, fica o amado a deriva do acaso Ele antes quer ter a certeza e mesmo na dúvida Seguir em frente,pois sabe que do amar ele não duvida E a todos deixa claro que o amor não é um "caso" Eu te amo,são três palavras apenas Uma frase que é muito repetida Não por mim,nesse momento, querida, Declaro o meu Amor e não me importo com as duras penas.

ESSE TEU OLHAR...
Não me canso de seguir teu olhar Ele provoca em mim delírio e gozo Que é Esse teu olhar tem um quê mais que perfeito Vive a me envolver e de mim faz um escravo Não sei mais o que faço,sinto no ar um raro efeito A impor em mim o teu pisar e não sou bravo Minha doce amante,a braveza de um homem é defender Seu amor e se preciso com a vida e sem hesitação Ele sabe que viver sem é um castigo e prefere morrer Um morrer com alegria e com satisfação dimensionado com o teu piscar Uma arma fatal que me faz vítima De um amor assim tão saboroso Que mesmo quando me falta,sou teu menina...

BEM NO SEU OUVIDO...
Vem amor,a hora é essa,achegue-se bem perto Muitos segredos quero compartilhar e não serão novidades Basta abrir os olhos,está na cara,ouvirá minhas verdades Não se importe com a voz embargada,com você meu futuro é certo Um homem quando ama,faz da mulher um farol É ela que guia seu Norte e ele não teme a morte... Não amar seria loucura e destruiria sua sorte

Por ela em tudo se aplica e sem ela não existe sol A mulher no jogo do amor jamais é passiva Suas armas são implacáveis e um carinho torna a vida aquecida Não me engano com sua fragilidade e nem com a atitude compreensiva Sabe dominar o seu homem quando se mostra bem atrevida Amar alguém assim,de corpo e alma,é ter a vida realizada A vida bem vivida,só o é quando em tudo compartilhada Bem no seu ouvido lhe direi:"-Eu amo... E até quando estou dormindo é por você que chamo."

TE AMO,TE AMO,TE AMO,TE AMO...
Como louca alucinada pelos teus beijos Entregue a minha insensatez, sigo vasculhando Os caminhos tortuosos do amor e seus esconderijos Na tentativa vã de paz encontrar,o meu peito vai pulsando Pulsa firme que até o corpo estremece e a alma delira Um delirar quase enlouquecedor e de ti pede abrigo Teus braços envolvem os sonhos que persigo Tua boca úmida encanta o som da mais fina lira Amor,amor,amor...sou uma flor murcha e sem vida Que de carinhos pretende ser consumida Vem,não espere tanto,tire-me desse tormento Amar-te demais é meu único juramento Não posso suportar o que minhas células dizem Elas reclamam,imploram e minha boca confessa Te amo,te amo,te amo...Os meus músculos se comprimem Deixando o corpo ereto,é só pedir e peça...

O AMOR QUE VEM DE TI...
Quero bem alto ao mundo gritar O sentimento que é muito batido Eu ouso,falo sempre,sou atrevido Com ele sinto tudo em volta levitar É um gostoso prazer ter no rosto essa dor Maltrata,avilta e faz de mim um menino sonhador

Não é preciso nem dizê-lo,todos veem Basta um leve aceno para que creem De ti tenho a força que preciso Suporto infortúnios,enfrento feras Nas palavras eu nunca sou conciso É isso que tem esse pulsar e tu esperas Um esperar constante do homem que se diz teu amante Amo,amo,amo...Não nego esse amar tão vibrante Ele vem de ti e em mim se reflete Ah amor,não paro de jogar confete...

OS MANDAMENTOS DO AMOR
Manda o Amor que as pessoas o abusem Um abusar desregrado até de suas queridas filhas Que o coração não freie e siga suas trilhas Encarando com louvor os caminhos que o conduzem Se lhe chamam de Paixão há que se ter cuidado Essa filha avassaladora carrega com ela uma doença Faz do ser um fanático e ele a segue de bom grado A cegueira é possível e ai de quem se põe nessa crença Mas eis que surge o Ciúme,filho adotivo do Amor, Desestabiliza a relação e impõe a ela uma tempestade Muitos terrores surgem e é difícil sair dessa adversidade Óh filho ingrato,recebes carinho,por que causar tanta dor? Os mandamentos do Amor são tão diversos Dos imagináveis,alguns não podem ficar dispersos: A pessoa amada jamais pode ser esquecida, O fogo que o nutre deve aquecer o bem por toda a vida.

EU

TE

A M O ...

Sei que é tarde pra dizer o que muito tu já sabes Mas o atrevimento é característica dos que não querem perder Tarde,penso eu,talvez vás me compreender Essa angústia,essa incerteza que tu dar fim podes...

Não quero desgastar-te com meus lamentos Entendas que há em mim muitos tormentos Com prazer sustento a palavra e só a ela sigo Fazer-te feliz é um deleite e isso persigo Minha amada,o mundo fez de mim um sonhador Construo meus castelos e sigo essa sina Contente,decidido e nenhum transtorno me desatina A Verdade encontrei nos teus braços,tornei-me guardador... Das dores que ora aparecem,pois o amor não são só flores Há que os espinhos suportar e disso não reclamo Sou teu,não é novidade,contigo descobri os sabores Que encantam os seres quando digo te amo...

DE TANTO AMAR...
De tanto amar perdi as estribeiras A razão sucumbiu e o acaso se consolidou Vítima de meus caprichos cresceram as olheiras De vigílias vivi à espera de um sentir que nunca acabou Quanta alegria!Quanta emoção me consumia!!! Dos delírios verbais que a ti ternamente dizia Restaram os ecos de um sentimento dorido Amar demais assim fez do coração um ferido O corpo estraçalhado pela luta pede descanso A alma chorosa triunfa diante do espanto Corpo e alma,unidos, reféns do encanto Sustentam a todo custo,nos lábios,o beijo manso... A imagem é linda e o amor mais ainda Pobre de mim,escravo de tanto amar,de tanto amar... Submisso convicto da mulher divinamente linda Sinto o peito gritar "ame,ame,ame...,não pare de clamar."

POR VOCÊ...
Tenho o peito repleto de sonhos Sementes que seus olhos me deram Dia-a-dia os seus carinhos floriram Minha vida cansada e meus olhos tristonhos

Sem você o verão é tão frio Se não vem,sinto medo,torpor,calafrio... Por você sou o contrário de mim Medida exata de um amar sem fim Quando estamos juntos tudo é mais bonito... O amargor que eventualmente a vida traz É superado com o seu olhar,imagem bela do infinito Ah meu ar,só você me satisfaz Há muito que perdi o medo do perigo Por você sei que tudo consigo Sei também que nossa vida está repleta Da inspiração que vem de você e de amor é completa.

POR TODA A MINHA VIDA... A musa que meu eu alarde Navega em mares muito bravios Às vezes quando a toco ela arde Outras,vive a testar os meus brios Nessa busca louca pelo intenso prazer Em Ninfo me transformo,se é que pode se dizer A língua que roça as palavras ecoa Nos labirintos se acha e de gozo ela voa Predestinados que somos e de amor a alma repleta Não nos importamos com o tempo,segredamos Um segredo que os terceiros confirmam "essa é uma vida completa!" Amor por toda uma vida nos amaremos!!!!

COMO EU TE AMO!!!!!

Se aos teus olhos me consideras fácil É que o amor se faz assim de intensa entrega De um doar constante e que ao amado nada nega Só ele,o amor,nos transforma em um ser tão ágil... Se eu me vejo só quando te olho Verás que Narciso ressuscita do embevecimento A flor te presenteia compactuando do meu juramento De ser tua e afirmar que em teus braços me recolho Embora o amar seja tão contraditório De leviana nada tenho,meu corpo é um ofertório Tu bem o sabes quando o possui com força e gentileza Aos teus olhos sou assim,despida de mim, Completa em ti e cheia de extrema beleza Amando com sofreguidão até a respiração ter um fim.

MINHA LÍNGUA NA TUA...
Hoje amor,vai ser bem louco Nem te ouvirei dizer que é pouco Os pêlos irão se eriçar A febre de amar não vai passar O convite será com o olhar Nesse violão não vou parar de dedilhar Como um polvo tu me sentirás constante A sede,o ardor,a aflição de amar será flamejante Ah amor,basta um toque da minha língua A percorrer pelo teu corpo,abrindo o segredo do gozo Que explosões de cores fazem do atracar-se mais gostoso Meu corpo padecerá e não me importa se ficar à míngua Tua língua é um mistério do meu muito desejar Fica brigando com a minha,aumentando o fraquejar O fim disso tudo nós bem sabemos É do amor fecundo que um dia morreremos!!!!!!

TE AMO,TE AMO,TE AMO...
Ah Amor,não fazes assim com teus anseios Não vês que estou entregue aos teus pedidos? É enorme esse sentir,não me dê os freios Com eles o amar é morno e ambos ficamos feridos Em mim nenhuma condição imponho Quero o peito trêmulo,é o que proponho Desejo é o sobrenome que carrego Vontade é uma filha a que me apego O desejo e a vontade sempre perto Transpiram na minha pele de alegria Desse amor vou morrer um dia,isso é bem certo Mas saiba que é por ti essa poesia A ti me subordino com prazer E com orgulho te digo óh meu bem-querer: És a razão de toda uma vida Mulher que preenche uma existência sofrida

Se sofro é porque o amar assim me faz Tu com isso só me deste a sensação Que amar assim purifica e satisfaz Não tenha pena do meu pobre coração.

OS NOSSOS LENCÓIS
Da janela uma cena me chama a atenção, Lençóis ao vento,felizes a bailar Eles parecem ter certeza do prazer que vão causar, Eu,tímido,detenho corajosamente uma forte emoção... Os lençóis coloridos brincam com o meu desejo Em minha mente flutuam nossas brincadeiras, O riso,o suor,as promessas e as mãos ligeiras... Tudo são lembranças guardadas que revejo A mulher que estendeu os lençóis nem sabe ainda Ela é feliz embora não suspeite,ah,doce criatura Não faças isso!Não vê que essa imagem é uma tortura! Como sinto falta dos lençóis e da sua boca linda Um suspiro é agora inevitável,é seu perfume Que dos lençóis o vento trouxe em minha mente Não quero só fazer da vida um queixume No meu peito essa alegoria faz o dia mais contente.

TE AMO...
Não sei mais o que fazer da minha vida

O chão perdi,o ar me falta,o medo me domina... Olho-me no espelho e não me vejo...é teu rosto, querida... Minha imagem se perdeu,´e só amor que me ilumina Não prometo mil juras de amor,brigo com o coração Esse músculo carrasco que me mantém acorrentado É o que me diz quem sou e a ele estou compromissado De seguir o sentimento com toda dedicação Quem ama traz no peito uma imensa fera Cuja força não subjuga e por mais que vocifera É rendido quando olha a coisa amada Prostrando-se de bom grado à mais sonhada Te amo com as forças que não possuo O amar faz de tudo,vence o impossível... Se não me entrego inteiro eu suo Dando margens ao incerto,ao previsível... Meu amor é uma delícia a cada instante Nele tudo é novidade,pois no mundo sempre há mudança E viver assim faz a minha vida mais vibrante É meu dever manter em mim essa perseverança.

AMANDO EM SILÊNCIO...
A chuva fina cai lá fora Meus olhos acompanham cada gota Eles parecem antecipar a tempestade que meu peito anuncia O temor da desventura é tão grande... Cá em mim as imagens vão surgindo Na memória sou o mais eloquente dos mortais Tu embevecida me afagas o rosto É tudo tão certo... Nutrir dentro do coração um amor firme Regá-lo a todo instante e não proferir uma só palavra É castigar a si mesmo Ah ser covarde!!Arranque do teu rosto essa vergonha Não de amar,pois amar não se faz às escondidas Grite ao mundo, em cada passo tua força surgirá Intimado pela minha consciência Crio coragem e descubro que em silêncio nos amávamos...

SÓ POR QUE TE AMO...

Por tudo que há na vida quero passar Não meço esforços pra te conquistar Se por acaso intranquila te vejo Não te preocupes,irei suprir teu desejo Viver é o melhor que se faz da vida Por ti o impossível não mais existe Fiz das trevas luz e do meu corpo tua lida O homem quando ama sempre insiste Esse versejar feito com gosto Não dispõe dos grandes mestres a maestria É posto no papel e na mente o rosto Da mulher que se tem por idolatria Amar é uma ação em gozo infindo E isso podes ver que estás comigo Não recuses o meu ombro como abrigo Dos teus lábios sentirei o doce lindo.

SONDA-ME,PAIXÃO Sonda-me,Paixão,descubra em mim teus caminhos Eis-me aqui,resoluto,ajoelhado diante de Ti Como devoto fanático conformado com teus espinhos Transformado,transtornado,alucinado,meu ser não resiste Quero aquilo que Tu não podes dar:a sanidade, Essa clareza que se desfaz quando me olhas Ri de mim,sabendo que já fiz minhas escolhas Agora sei que o coração pode trazer pra si perversidade Ah sentimento cruel,estou sendo testado Meu coração,senhor e escravo de si,não tem limite Sua perversão é ver-se preso ao que lhe tem abrasado A liberdade não deseja e ao Teu domínio se permite.

COMO NÃO TE AMAR TANTO ASSIM? O orvalho da manhã desce tranquilo Aliviando a sede desse amor Teu corpo molemente recostado Impõe em mim o doce encanto em que me acho

Dos lençóis tenho ciúme nesse instante Acariciam tua pele sem me pedir Na janela há um raio de sol bem tímido ainda Anunciando um novo bem pra te servir Não desperte meu amor,é cedo ainda Essa imagem faz carícias sobre mim Detenho-me diante de ti como soldado À espera de uma ordem pra te servir Todo dia a mesma cena e o grande empenho De te dar o meu bom dia e o meu sentir Cada dia uma aventura em tua vida Transformando as desventuras da rotina Não te canses meu bem do teu devoto Minha missão é na tristeza por um fim.

AMOR,SAGRADO AMOR

A ti o meu amor será inteiro Por que tudo pela metade nunca dura Se não acreditas que eu seja verdadeiro Pondes a testar essa tua criatura O teste carrega em si um só anseio, No amor não pode haver dívida nem receio, Essa tua insegurança é muito injusta O amar demais assim talvez te assusta Se temes o amor,escute minhas juras Fazer-te abraçar estrelas é o meu penhor Na carne o verbo amar só faz fissuras No peito,o sentir me traz calor Eu quero com fervor dar-te um agrado Ser teu presente pela vida inteira Ouvir o lindo som da voz ligeira Se deleitando do amor mais que sagrado.

SE VOCÊ ME AMA... Se você me ama,tire-me desse pesadelo A sua ausência me angustia,é torturante Ver o ser amado e não libertar a energia delirante Vem meu bem,não prenda o seu cabelo Meus olhos lhe seguem nessa jornada Se você me ama,acompanhe o ritmo do meu coração Não veja isso como uma condição,minha amada O Amor é livre,mas o meu sentir não Se você me ama,entre agora nessa prisão Sinta plenamente o sabor que ela traz Verá que lhe respiro e como sua voz me apraz Ah meu doce encanto,não deixe que eu viva de ilusão Os seus cabelos que ao sabor do vento esvoaçam Espalham alegria e meus sentidos embaraçam Permita-me amar-lhe intensamente,óh querida Se você me ama,torne-me eterno em sua vida.

EU TE AMO
Três palavras eu pretendo te dizer Muitos falam de outras formas pro seu bem Quero te expor tudo antes de enlouquecer Sei que o amor só faz o que lhe convém Segui meus instintos,rompi meus temores Ah força incontrolável,indefinível... O peito arfa ante o perigo terrível Quero muito sentir sabores e destilar os melhores odores Teu amor tem muitas cores e a ti me apego Se me disseres que sou insensível,eu nego A boca ansiosa quer muito proferir O cérebro insano ousa o coração ferir Essas palavras que meus olhos te dizem Ecoam por todo meu ser quando te chamo Louco de amor e feliz já estou e que todos escutem: A cada instante vou contar o quanto eu te amo!!!!

O SILÊNCIO DO OLHAR
Travo uma guerra ferrenha com meu pobre coração Dias e dias me desespero pra achar uma solução As palavras me põem num cercado E como bicho enjaulado,o destino me tem castigado Tu te colocas ao meu lado e feito um louco chamo tua atenção Nesse cercado do amor,minha voz perdi de vez Sei que jamais terei a minha doce lucidez Todo homem apaixonado, possessivo fica se não controla a emoção Tu me dizes com teus olhos "tenha paciência,a mulher é um mistério" Ao ouvir tão profunda informação,peço-lhe sabedoria Nenhuma palavra me dizes e amando-te torno-me mais sério Um compromisso firmei de ser teu minha senhoria Teu terreno é o meu amar,nisso eu ponho apreço Nos teus olhos há o meu mundo Em ti pus meu sonho mais profundo Meu amor,só no silêncio do olhar,em tuas mãos padeço.

ALMA GÊMEA Montado em seu corcel reluzente A procura de um olhar carente Sai o Amor da alma gêmea em busca No mundo vasto em que tudo ofusca O coração quer paz encontrar Quando no peito a luz acender O controle tem que demonstrar Mesmo sendo fácil se perder Ela não está perdida,olhe ao lado Sempre esteve aí seu bem amado.

O MILAGRE DO AMOR Ah coração sem lei,em ti sementes foram lançadas A variedade de teu solo fértil produz enganos Se te portas como pedra e tens emoções deturpadas Nem as águas que te regam evitarão os danos

Tal qual o metal mais duro,tua frieza te consome Insensível vives e sem amor tu morres Mas se esperas recompensa e da firmeza corres Leviano ficas,coração,e se esvai o lar,a honra e o nome Nessa terra de ninguém,como cão sem dono Por um milagre o ser humano espera: Que dois corações puros e sinceros não percam o sono Só o Amor é capaz do impossível e dominar a fera.

EU TE AMO Divina luz que me ilumina a vida Minha confissão contida no olhar É um gesto sacrossanto do meu dedicar Se por acaso peco e isso me mantém aguerrida É que o amor não escolhe lado,nem bem, nem mal Tudo por ele se explica,por isso aqui estou Entregue a minha própria sorte,esperando um sinal A aflição é tão grande que a ansiedade se assustou A timidez constante retém a tua iniciativa Nesse beco de emoções,não me julgues atrevida Da tua boca não espero nenhuma ação punitiva Se por ventura me desespero,é pela frase querida De dócil presa,tornei-me predadora fatal A roupa,os cremes e o perfume te puseram de joelhos no chão

Tua cabeça pressionando o meu ventre me abriu o portal Dizer "eu te amo" com as mãos no teu rosto é pura emoção.

SOU TUA... Pode alguém domar seu próprio coração? Esse órgão símbolo do sentimento mais sublime Quando tem medo se aperta e se comprime Mas se de paixão é tomado,prenuncia explosão Ah paixão que cega,filha efêmera do Amor, Por ti fiquei submissa e em teu colo deitada O ninho em que minha cabeça se sente confortada Como eu te quero e de ti vou extrair o melhor sabor Ser tua para mim é um grande privilégio Não sou frágil,toda mulher é uma fortaleza Minha essência se completa em ti e a certeza Do amar me deu um presente:o sortilégio Ah,meu lindo sonho,meus olhos que te pertencem Fazem juras de contigo estar em qualquer situação Sou tua,pele,ossos,alma...meus carinhos te convencem
A ser o protetor de uma mulher cujo amor não cabe no coração.

PENSANDO EM VOCÊ... Debruçada no parapeito da janela Olhando a imensidão do céu estrelado Imersa em meus pensamentos,tal qual sentinela Guardo na memória a lembrança de meu bem amado O brilho da noite e a lua tão bela,não superam, Nem de longe, a imensurável beleza de seu vulto A brisa lépida traz seu perfume e como indulto

Sinto a presença se suas mãos que me acariciaram Dos seus lábios tenho na boca o beijo quente Que momentos antes em seus braços eu estava Se me veem suspirando e o peito fica arfante É da emoção que tive enquanto me abraçava, Só uma coisa tão vibrante me faz cantar e sorrir: Levar você para cama na hora de dormir.

A QUEM BUSCA AMOR Não perca a esperança,essa ingrata companheira Ela vive a assombrar seus íntimos sonhos A cada dia lhe acena,afagando seus olhos tristonhos Incendiando a alma,pondo-lhe em névoa um bem que lhe queira Não vê que só há busca onde reside o desejo infindo Inflama seu peito de vontade,segue adiante Sua busca incessante pode ter fim,se vir alguém sorrindo Imite-o,o sorriso dá-lhe um ar confiante Mas se ele existir apenas na aparência e nisso ficar Não maldiga sua sorte,pois não estará sozinho Há legiões de gente que vivem sem amor,sem carinho Quantos no mundo esperam pelo grande amor encontrar Dizer "eu te amo" e dessa busca nunca mais depender? É assim que muitos se sentem,lute,porém não vá se arrepender.

QUANDO A GENTE AMA... Só o Amor,este bem maior do homem, Força suprema,inigualável combustível da vontade, Faz do ser o arquiteto de sua própria felicidade... Em mim tocou mais fundo,suas chamas me consomem Dizer "eu te amo",toda e qualquer pessoa pode É tão bom viver ao lado da pessoa amada e ser correspondido Mas se o contrário acontece,quem é que nos acode? As armadilhas do amor podem tornar um vencedor em vencido Ah,como eu queria que o amor fosse previsível Tornaria tudo mais fácil,porém perderia a graça: Das mãos dadas,dos olhares,das flores,bilhetes... Quando a gente ama,para o amor não existe o impossível, Faz dos dias da pessoa amada um contentamento que não passa... E uma entrega total,sem avisos nem convites.

AO MEU AMOR... Se trago no peito uma alegria que me invade É do amor que carrego desde a infância Foi nele que encontrei a verdade Na linda voz de um ser de inocência Lembro que de mãos dadas passeávamos Pelas ruas do nosso bairro tão tranquilo O selo que trocamos era o nosso sigilo Depois veio o silêncio e as juras ao nos olharmos Um amor tão grande nascido na meninice Foi motivo de riso aos corações incrédulos Suas línguas ferinas provaram o amargo fel E hoje estão admirados nos vendo na velhice Fiéis que se tornaram,oferecem-nos regalos Sabendo que em breve,estaremos unidos também no céu.

TE AMOOOOOOOOOO... Todas as estações têm seu explendor Há que se preparar para recebê-las E desfrutar delas toda sua intensidade e ardor Em ti aprendi a beleza de querê-las Tu és assim minha doce ternura,como as estações Na Primavera de nossas vidas o amor nasceu... Florido,colorido e não havia perfume como o teu Tudo tão lindo e a pele exalava as mais quentes emoções No calor de nossa paixão surgiu o Verão Os raios solares não disputavam com a quentura dos desejos A vida em nós maravilhosa a para te agradar os gracejos Como não te amar?Mas nem tudo é perfeito,meu coração Os ventos do desentendimento aportaram em nós Sabia que era Outono e precisávamos ficar sós O medo nessa hora só apavora,as chuvas caíram... Uma enchente de tristeza passou e as nossas lágrimas se misturaram Ah,estação cruel,terrível momento de nosso amor Não estás sozinha,o frio da indiferença te acompanha Com ele o Inv(f)erno e a lareira pede lenha O puro sentir a tudo sobrevive,não importa o seu furor Em tempos difíceis para superar a tempestade Ou talvez um frio intenso,um sorriso é o começo

Traz à mente um mundo de alegrias e bate a saudade Teu amor são as estações e desse bem padeço.

CIÚME Uma gota de ti já é a essência do mal Foste criado pelo homem,óh sintoma da insegurança Verme que abala a estrutura e abre o portal Para um mundo de crimes,de horror e desesperança Tua sina é acompanhar a humanidade E teus seguidores,cheios de iniquidade Dissimulam teu poder,propagam a tua permanência Vivem num mundo de dor,sem nenhuma decência Por ti muitas vidas foram destruídas Nações conquistadas para aplacar tua fome... Basta que haja um fio de suspeita Para que reines,deixando as dúvidas vencidas, Os corações apertados e a vida transforme Óh Ciúme,não és justo,mas mesmo assim o homem não te rejeita.

DIO,COMO TE AMO!!!!!! Perdido eu estava no mundo dos sonhos A alegria faltava em meus olhos tristonhos Quis então estar no purgatório e nisso por um fim Mas Deus!!Dá-me luz,não é isso que quero para mim!!! Os teus olhos doces de menina-mulher Trouxeram paz ao meu ser torturado Tua força divina por um anjo mostrado Revigorou minha vida,deu-me mais poder Do trapo que eu era,já não resta mais nada És como a Terra,cheia de maravilhas No teu mundo entrei,meu amor,minha fada

Agora eu fico indicando as trilhas Para os perdidos que vivem,sem carinho e amor Tu me fizeste santo,expurgando minha dor.

DE TANTO AMAR... Ah,amor cruel,doce desejo que me invade Teu toque me queima a pele,aguçando meus sentidos Sinto meus seios eriçarem,do pudor não ouço gemidos Tua língua viajando no meu pescoço me mostra a verdade Quanto prazer sentimos juntos nessa hora!!!!! Que delícia de joelhos te ver e por mim orar, Teus lábios beijando minha flor,fazendo-me delirar... Quero me perder nas tuas carícias,minha alma implora O meu corpo já despido te chama O momento é propício.o ardor nos inflama Vem,vem,queima bem forte,nossa química é perfeita De tanto amar faremos do mar nossa coberta O céu alcançaremos,fazendo-o nosso mundo O deleite que sentiremos será belo e profundo.

MINHA ESTRELA QUERIDA... Quando no céu apareceu tão linda estrela Meus olhos não paravam de fitá-la

Quis segui-la,mas meus pés não tinham asas Apelei,implorei por alguma ajuda...invadi muitas casas Meu juízo se perdeu desde então,eras linda... Fiz promessas pro seu amor conseguir "Homem e Estrela juntos não podem",diziam a sorrir O amor tem seus segredos e poderes, sua mão foi bem-vinda Por nós mudou a regra do destino de cada coisa em seu lugar e hora E nós pusemos prescedentes a quem não tem amor e muito chora Nosso amor serviu de exemplo,sou poeta,você,musa... Vivo a todo instante a cantá-la,meu amor Dos seus lábios nunca ouvi uma recusa De andar comigo seja aonde for...

AMOR,A FLOR MAIS LINDA... Eis que uma rosa se abriu ao te ver passar A beleza de teu vulto estonteante dava vida Que até as pedras se derreteram ao te olhar... Tua força em todo canto é conhecida Que maravilhas fazes sem perceber De santo lhe chamam e um altar fizeram Em honra e glória daquele a que todos se curvam Agradecidos que estão por te conhecer És no mundo a flor mais linda,dão-lhe o nome de Amor Tua pétala tranforma o insensível em amante feroz Faz do sadio um louco e do louco tua voz A gritar ao Universo que és o Penhor Sustentando toda uma existência Se é de alegria ou de dor,não importa,paciência!!!!

SEGUINDO O MEU CAMINHO... Ando pela rua,os olhos cheios de lágrimas... Cada gota que escorre no meu rosto traz a lembrança De uma vida mal vivida,sem esperança O mundo a minha volta ri das minhas feridas Sem saber,ignora toda uma luta,sigo anônimo, Em meio à multidão,poucos olhares solidários, Estão tão apressados,meu Deus,vou sem ânimo A cada passo as lágrimas jorram,haja relicários!!!! O céu azul,o sol ardente diminuem o meu pesar São os únicos lampejos de alegria,um contraste cruel Que a vida implacável impôs seu pisar... Ela é efêmera,delicada,desejável,imprevisível... Em minhas mãos carrego flores,cadáveres involuntários Que a humanidade arranca de seus lares sem piedade... Estou mais morto do que elas,seu perfume tem o cheiro da saudade Das irmãs,da mãe...que no além faz santuários Ah amor,quero estar contigo nesse momento Tu não sabes como é difícil seguir o meu caminho A vida segue seu curso e eu vivendo de lamento Sem receber da amada um gesto de carinho... CORAÇÃO APAIXONADO!!!!!!... O Amor quando nos toca transforma a vida... Faz da existência uma aventura incerta Tudo o que se sabe sobre ele,uma porta aberta...

Mas senti-lo,um ardor na pele aquecida Sonhos,juras e promessas são feitos Toda a razão se esvai,loucuras são cometidas Os amantes só querem ver seus desejos satisfeitos Estar apaixonado é permitir as emoções mais atrevidas O pudor se sente rejeitado,tudo vale no amor, Os segredos ficam escondidos na parede Os olhos,repletos de um imenso fervor, Dizem tudo,mostram a sua sede De se perder na mais louca paixão Assim deseja o mais puro coração...

AMOR,MEU GRANDE AMOR No silêncio do meu quarto ouço vozes São sussurros tão repletos de amor Selados com beijos quentes...ferozes... Corpos emitindo o puro clangor É uma imagem muito linda de olhar O espelho da memória reflete ainda Segredo da mulher mais que bem-vinda Uma deusa que faz o meu ser pulsar Sem suspeitar do olhar lhe vigiando Dorme tranquila,tão bela e serena Meu coração por ela suspirando... Dou-lhe um beijo tão suave e molhado Amor,meu grande amor,minha morena Não desperte desse sonho o seu amado.

CORAÇÃO PARTIDO,ALMA DILACERADA... O peito geme e a dor é indescrítível Por mais que se tente,não há como suportar o terror O sentir é dolorido e até os anjos pedem à paz favor A paz não vem e os lábios esboçam um sorriso sofrível Ah,coração magoado,destruído,feito em pedaços... De nada adianta implorar.Pra que pedir abraços? Partido está e em prantos vive... Com esse sofrimento quem é que sobrevive?! Os corações que um dia outrora estiveram unidos Procuram muito se refazer da dor Sofrem separados e em todos os sentidos Clamam por alívio,ele não vem e aumenta o pavor Os olhos já inchados pela sensação angustiante Cerram-se ,compadecendo-se do pobre amante

EU AMO AMAR VOCÊ,ANJO LINDO... O Amor me deu as suas sanhas Fez de mim um heroi-menino louco por façanhas Segredou os seus mistérios,construiu muitos castelos Atirou ao mar,no abismo dele,os impuros elos... Tornou-me representante do amar tão puro Que os homens seguem meus passos e dou graças Por sua existência,vem anjo celeste,dê-me suas asas Nelas quero voar bem alto em busca do infinito e lhe asseguro:

Que amar demais não é nenhum tormento Farei isso,você bem sabe,até no meu saimento... O Amor me deu também poder,meu anjo lindo De lhe amar mesmo quando estou dormindo...

A MUSA DO AMOR... Eu quero essa mulher demais,é um desejo infindo É ela a quem amo,me faz respirar e de musa a chamo... O mundo construo em plena harmonia e no seu leito lindo Os pés eu ponho e juntos abraçados de nada reclamo A musa dos poetas a tenho,está junto a mim A cada momento me vejo a beijar as suas muitas faces Seus vários olhares, nem mesmo disfarço os nossos enlaces, De muitos carinhos me rendo aos afagos e dou-lhe um jasmim A flor poderosa e muito cheirosa que dela exala o perfume... Minha musa do amor não é deusa nem ninfa,é mulher real Que causa ciúme às deusas de fato,só a ela sou leal... Ela tem muitas etnias,negar seu valor seria um crime.

NÃO VIVO SEM VOCÊ..................

O martírio da vida é a solidão,disso eu fujo Só o amor a miniminiza,não há como terminá-la Se dela me sinto companheiro,sou um fraco... Minha vida é tão vazia se longe está Sem você não tenho força,sou inseguro... Amo você,minha força, fraqueza e razão de minha existência O ar que respira é o que me faz viver Não quero ficar perdido no mundo,meu farol Sou um náufrago à deriva,proteja-me Inverto os papéis,de você sou dependente e carente Não sou nada,como posso ser alguma coisa se me anulei por você Disso não reclamo,o amor me fez submisso e isso quis de bom grado Quem ama se entrega,não tem medo de sofrer... Estou eternamente conectado a você,sou seu chão... Vem,caminha sobre mim,nessa estrada só encontrará felicidade Vale a pena viver um grande amor,essa é minha certeza Mas se com você não for,pra que viver,sem você não vivo...

A ETERNA QUESTÃO DO AMOR... Muitos se aproveitam de mim Desde que o mundo é mundo Sempre me julgaram início,meio e fim... Por isso vivo a questionar:sentem-me verdadeiro e profundo? Milhares não saberão dizer... Sou indefinível e todos querem de mim o socorro Usam-me com muitos sobrenomes:paixão,desejo,fissura...é de doer Sou único, se outros nomes me dão,disso eu corro Amar ou não amar,eis a questão e pronto!!!!!!!!!

EU TE AMOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Quem nunca chorou por um amor tão grande? Se é de alegria ou não,a lágrima rolou e isso basta Ter o sentimento,mensurá-lo por estrelas na imensidão vasta É conter o incontível,aquilo que a todo instante se expande... Meu amor por ti não tem medida,vivo a senti-lo Como um louco errante a procura de um lugar tranquilo Em ti minha vida faz sentido e encontro a paz desejada Fazendo-te sorrir e a cada segundo muito mais amada...

Óh anjo que ao meu lado vive,continue assim uma deusa na Terra Teu amante carrega os perfumes mais raros e na boca Uma frase não gasta,pois usá-la seria uma coisa tão louca Banalizar o amar,essa insensatez em mim já se encerra A lucidez mantenho e com o silêncio do olhar te digo: "...eu te amoooo!!!!o nosso amor só bendigo."

AMOR Difícil conter esse sentimento quando invade o peito A razão turva,o corpo grita,a vontade cresce... Tudo é menor que ele Já não se sente Sono Fome Sede... Diante da pessoa amada o mundo em volta estremece

O nervosismo aumenta e o medo padece Inesgotável fonte do homem Objeto do desejo,universal e único simultaneamente Pois cada um a seu tempo o exalta a sua maneira O amor nos toca a alma Preenche o vazio,destrói a solidão Irracional por natureza,essa é sua beleza Sua química misteriosa nos escolhe Não se deixa escolher Por ele se vive ao extremo Cruel é querê-lo e nunca tê-lo Mas só de saber de sua existência o ser não se apequena...

USA-ME,AMOR...(aos corações apaixonados ) Tu és a fonte da vida O brilho que meus olhos ilumina A ti não guardo segredos Quero nesse momento desvendar-me por inteiro Quero ser o que no deserto encontra o oásis Usa-me,amor... Como o rio que vai ao encontro do mar Ciente que seu destino é esse Eis-me aqui,amor,uma metáfora alucinada Sussurrando à natureza tua extrema beleza Em qualquer momento,amor,usa-me... Sou aquele que te completa,meu princípio,meio e fim... Tenho erros amor,não nego... Tua perfeição me guia Usa-me,amor... Transformado estou por tua luz Conceda-me o prazer de viver contigo até além-vida...

Amor... Tu és a fonte da vida O brilho que meus olhos ilumina A ti não guardo segredos Quero nesse momento desvendar-me por inteiro Quero ser o que no deserto encontra o oásis Usa-me,amor... Como o rio que vai ao encontro do mar Ciente que seu destino é esse Eis-me aqui,amor,uma metáfora alucinada Sussurrando à natureza tua extrema beleza Em qualquer momento,amor,usa-me... Sou aquele que te completa,meu princípio,meio e fim... Tenho erros amor,não nego... Tua perfeição me guia Usa-me,amor... Transformado estou por tua luz Conceda-me o prazer de viver contigo até além-vida...

COMO NÃO TE AMAR TANTO ASSIM...? Todas as noites me deito pensando em ti... Sob uma névoa me apareces,fico encantado Lentamente te aproximas,meu corpo estremece,paralisado Cada vez mais a ansiedade aumenta,corre ,venha logo,amo-te... Teu vulto encantador começa a ganhar forma Minhas batidas aceleram,será que estou sonhando?

Óh musas e ninfetas do amor,dai-me sua norma Quero aprender os matizes da paixão,sedento sigo olhando Ouço tua respiração,vejo teu olhar a despir-me Não ,não,não...que ninguém me acorde,é realidade o que vejo Um anjo em minha frente a consumir-me Quero deliciar-me,por esta mulher há muito que pelejo Tua boca junto a minha,molhada de desejo infindo Toca e nesse momento sinto-me flutuar Mas consumida pelo ciúme,a Lua, veio te afastar "-Ele é meu,vá ingrata,não o pondes a delirar,não fiques rindo!" Sozinho fico toda noite,nesta luta desigual A Lua me tem por namorado,tu nada esboças em nossa defesa Tenho dois símbolos de amor,a mulher amada e a Lua,neles a beleza Como não ter amar tanto assim?Se sem ti eu passo mal.

MIL RAZÕES PARA AMAR DEMAIS... Com o olhar turvo de alegria te digo: Amar demais pode ser o meu crime,minha ternura Mas não há nada nesse mundo que me tire o abrigo De estar ao teu lado,ser passional e de beijar com loucura O vírus do amor há muito me pegou de surpresa Seus sintomas são claros e suas consequências imprevisíveis Mil razões teria para o "sim" ou "não" amar,essa é a beleza O amor nos faz crer que tudo podemos,somos invencíveis... Até o coração de pedra em sua hora derradeira se entrega Pois somos feitos de amor e nele nos confortamos Quem me dera ter o dom da palavra e com voz sôfrega Dizer tudo que sinto:"te amo meu bem",mas as mãos falam tanto...

SEDE DE AMOR,PURO AMOR O desejo é uma sede fervendo no olhar O corpo delira de vontade e quer beber Precioso líquido da vida,por inteiro sorver Mas que líquido é esse?Se amor lhe chamam,como não buscar? Ter sede e não beber da água para saciar É viver em um conflito constante Muitos têm sede,mas não encontram água,vivem a vagar... Buscando sempre uma aventura errante Essa secura que se sente na boca e nunca aplacada Mais parece um castigo para os amantes De amor a alma jamais é saciada Vivendo eternamente sedenta tal qual navegantes Que completos são se seguem sua sina De viver na água,mesmo que seja a ruína.

AMOR SENTIDO... Eu amo a mulher pecadora e de alma casta Dos seus cabelos me cubro e sorvo o perfume Adoro suas curvas,delas sinto ciúme... Meu sonho de amor não cabe nessa tela vasta Da sua boca o beijo me aquece e gela minha alma O medo de perdê-la é tão grande que abala a calma Seus olhos dizem tudo,os meus se curvam Suas mãos delicadas florescem o que tocam Seu corpo perfeito,por deuses desenhado É um templo sublime de extrema devoção

Nele adentro deixando meu suco de vida e paixão Por vezes me desespero se tenho sonhado Se é verdade o que vejo,pois a mulher perfeita Com beijos molhados em meu corpo se deita...

TE AMO,TE AMO,TE AMO... Vou lhe dizer tudo o que meu peito sente Em minhas veias corre o sangue mais quente A verdade é tão pura,como é bom essa doçura De olhar o ser amado com ternura Dentro de mim pulsa forte um furacão Destruindo minha vida,deixando minha alma aquecida Quero muito eterna essa sensação, minha querida Cobrir-lhe a existência da mais terna devoção Pra você fiz a canção mais bela E o mundo de joelhos parou ao ouvir Minha voz ecoando aos ventos:-"É ela!É ela,É ela..." Todos já não tinham medo do porvir Sentiram o poder do meu amor e uma frase apenas se escutava: Te amo,te amo,te amo...enquanto me abraçava.

CAMINHOS DO CORAÇÃO... O amor impôs em mim sua pisada Emitindo seus sinais a cada instante

Sei que agora estou numa encruzilhada Dividido pela dúvida mais angustiante: Será que ela me ama tanto quanto eu? Preso a essa questão cruel,travo mil batalhas Perdendo todas,deixando bem claro as minhas falhas... Amar demais sempre foi omeu destino,sou sandeu Ah,o coração e seus caminhos,mostre-me a saída Antes que de mim ela só tenha pena Se muitas vidas eu tivesse,a amaria tanto,minha pequena Pois um sentir tão forte não suporta a despedida No amor tudo vale e meu corpo é sua morada De uma coisa tenho certeza:ela é minha eterna namorada!

AMAR...AMAR...AMAR... Querer amar e não poder Vendo a pessoa amada tão perto... Pro amor distância não existe e isso é certo Mas se os corações estão distantes...é muito fácil de se perder Só se perde quando o sentimento é leviano Deixar-se levar pela dor,é triste não ter retribuição,viver no engano Se queres amar e não amas Colocaste no peito falsas chamas O amor se dá de bom grado e não se cobra Pois se esperas recompensa no amor,és um mercenário Vivendo de ilusões,escondido em um armário

Vá...Não tenha medo,ame,faça sua obra Se as lágrimas encharcarem o corpo por um amor vivido Ao menos poderá dizer tê-lo verdadeiramente sentido.

UMA CANÇÃO DE AMOR... Sob o ar rarefeito uma brisa exala seu perfume Ela vem num crescendo contagiante Abrindo corações,retirando deles o negrume O odor se instala,expurgando o mal errante Quem não quer que o amor o encante? Amar não faz prisioneiro,é um presente Um mimo que torna a alma contente A faz pulsar de emoção e numa canção confiante Transforma um incrédulo em amante, A melodia do amor é poderosa O seu cheiro deixa a vida deliciosa Mas há que absorver as desventuras e seguir adiante Firme,convicto da força do amor Uma música envolvente que vale qualquer dor.

A CIGARRA E A FORMIGA Numa de só zoeira Vivendo de bar em bar Sua vida era só canseira Nem sabia que tinha lar

A Cigarra vivia na farra Trabalhar?Nem se fosse na marra O futuro a Deus pertence-dizia Cantava,dançava...a vida era só mordomia Trabalhando com afinco,a Formiga resmungava -Da vida nada aproveito,que chato!!!!!! A existência repleta de esforço e disso se angustiava O futuro era seu presente,falava sempre desse fato Mas, de repente a loucura:saiu chutando o balde Levou toda a colônia pra ver o show do Vivald Das "Estações", o inverno era um inferno Me aguarde,Cigarra,esse meu gesto é moderno Esopo,Efedro e La Fontaine do túmulo olhavam com espanto Temiam que nessa era,a moral perdesse o encanto Pior ainda eram os do Oriente(pais dessa fábula contente) Mal tinham créditos por alegrar essa gente.

O CANÁRIO AMARELO Uma lágrima na pena escorria Era a saudade dos dias de alegria

Comidinha colocada na boca Os primeiros ensaios de voo Quanto medo!Mas, venceu a ousadia Seu canto era lindo e a muitos encantava Só se calava quando o Uirapuru cantava Muitos amigos ele fez,saudosos estão A vida tem seus imprevistos Caiu numa arapuca O predador era o homem Na gaiola ele vive De comida industrializada se enche Nessa prisão,o condenado, espera a morte chegar Até quando meu Deus? A AMIZADE... Muito se falou e se fala sobre esse tema Não tenho a pretensão de encerrá-lo Sabe-se que o amor e a amizade são irmãs e nelas há um lema: O coração,mãe dessas filhas,pede a pureza de usá-lo Ter amigos ou/e amigas é como ganhar na loteria No mundo muitos vestem uma falsa fantasia Vivem a declarar que são,maltratando a beleza desse nome Amizade,bem precioso e necessário,é um desejo que nos consome Se em prantos alguém lhe declara fervor E da constância,mesmo ausente,oferece um afago Abrace essa alma que também procura amor Essa jóia rara,que de muito não faz falta, Vive a permear os sonhos e nunca faz estrago Se é verdadeira e no coração se faz tão alta...

INVISÍVEL Ando pelas ruas,absorto em meus pensamentos Olho as pessoas,não as vejo Sei não estar cego

O espelho se faz presente agora Imagens refletidas se escondem Olhar e não ver Ver e não olhar Constantes comuns na vida do homem Invisíveis,imagino,somos todos Peças inexistentes no turbilhão da vida Vida que se faz esquecida No desespero,um grito se ouve Louco,louco,louco me dizem Quero saber se existir é dolorido Dolorido é viver sem vida própria Encontrando prazeres mundanos como conforto Um tiro se ouve Caio estatelado no chão Breve existência Nem assim eu sou

APESAR DOS PESARES... Vou levando a vida do meu jeito Cada um sabe a dor que traz no peito A minha é uma ferida carcomida Amante da autofagia e do prazer é a comida Atormentado por uma angústia cortante Deparo-me com meu inimigo íntimo Ele bufa,esperneia e diz ser meu gesto legítimo No espelho,um sorriso amarelo-berrante Apesar dos pesares,a Tristeza,minha companheira, Faz afagos no meu ego,dando-me esperança... Pasmem,ela sabe se fazer alegre e ri... Ri do meu desencanto e me abraça fagueira Vivendo nesse pesar de apesares,sem bonança Não me importo com mais nada,pois em vida morri. UMA ARANHA ATRAPALHADA... Aracnídea Aracnada nasceu bem diferente Cheia de vontades,levava a vida contente Pra ela o mundo estava errado

Nas teias que construia deixava seu legado Bailarina queria ser e dos insetos era amiga Comia folhas,coitada,era vegetariana Um absurdo pensava as irmãs,assim só tem inimiga Fez do Besouro seu par e se apresentava bacana Era um show sua apresentação Trocava as coreografias e fingia que não via Sempre amiga de todos,nem percebia,sorria Acreditava no sonho e seguia seu coração Aos poucos acumulou muitos prêmios e era muito boa de papo Aracnídea Aracnada ,essa aranha atrapalhada Tornou-se celebridade ,casou-se com um lindo Sapo Seu príncipe encantado e para sempre foi amada...

PARA SEMPRE AMIGO... Sentado em meu sofá,envolto em lembranças Deixo o riso fluir pensando em nós quando crianças... A inocência desses seres faz de mim um sonhador De idealizar meu mundo por mais que haja dor Uma ilha nunca seremos,da solidão corremos Nossa natureza é partilhar de tudo que há na vida Não tenho medo de sofrer,nem de abrir a ferida... A amizade,esse Bem mais que terreno,oferece-nos os lemos: Suas estradas,seus rios,mas não se engane quando ouvir Que ela é jóia rara,acredite, e tenha cuidado com bijouterias Nos adornam a vida,são efêmeras e plenas de galanterias Meu amigo,deixe-me assim te chamar,estampes no rosto o rir Cada dia um novo dia para eternizar esse sentimento Meu peito sente quando estás chorando Minha alma voa pra aliviar esse sofrimento Essas palavras esboçam o que meu coração está te ofertando.

AMOR ALÉM DA VIDA

No cair da tarde sinto a sombra do seu vulto Perseguindo-me Ela parece adivinhar meus mais loucos pensamentos Corroendo-me Maquinalmente transcorre a rotina Sem pressa Vejo-a desfilando ao meu redor Oferece flores(Absurdo!!!!Penso.) Papéis trocados de uma história avessa Antemanhã se aproxima Seu vulto continua ali Súbito percebo que não passo de um fantasma Fantasma a perseguir sua sombra Noto isto ao perceber sobre mim...minha lápide

UM SEGUNDO Enquanto os sonhos passam à margem do real Um desejo invade a tênue linha do tempo Arrastando Entorpecendo Ensurdecendo A vontade de ser teu eterno presente Passado e futuro se degladiam Aniquilando este segundo imortal Quem nunca chorou por um amor tão grande? Se é de alegria ou não,a lágrima rolou e isso basta Ter o sentimento,mensurá-lo por estrelas na imensidão vasta É conter o incontível,aquilo que a todo instante se expande... Meu amor por ti não tem medida,vivo a senti-lo Como um louco errante a procura de um lugar tranquilo Em ti minha vida faz sentido e encontro a paz desejada Fazendo-te sorrir e a cada segundo muito mais amada...

Óh anjo que ao meu lado vive,continue assim uma deusa na Terra Teu amante carrega os perfumes mais raros e na boca Uma frase não gasta,pois usá-la seria uma coisa tão louca Banalizar o amar,essa insensatez em mim já se encerra A lucidez mantenho e com o silêncio do olhar te digo: "...eu te amoooo!!!!o nosso amor só bendigo." NÃO ME DEIXE...

Não faça meu mundo se esvair de mim Não transforme minha vida numa tristeza sem fim Tudo que quis e ainda quero é te fazer feliz O chão se abriu,não sei onde pisar,estou por um triz Pensamentos loucos invadem minha mente Não serei mais um,lutarei por esse amor Lembro das tardes quentes e das noites do teu calor Como sofro só de pensar,chego a ficar demente Desvairado,alucinado...pelo amor de Deus não me deixe A ti nunca prometi,sempre cumpri,não há do que se queixe Por mais que entenda a razão,o meu coração dilacera Não me deixe...não me deixe...afaste de mim essa fera... Estou tal qual um animal enjaulado,ansioso pela liberdade Mas com prazer imenso me prendo a teus domínios Jamais quero sentir a dor que é a saudade Não me deixe...não me deixe...dá-me a paz dos teus lábios...

DEUS É LUZ... Para muitos esse arremedo de soneto parecerá uma oração A outros tantos,simplesmente uma canção Não importa o que pensam,sei o que sinto Para Deus a salvação existe,isso pressinto

Tua vida,minha vida,nossas vidas conectadas Na hora última buscamos a luz Assim não quero,pois o Senhor me seduz Sedução que brota do meu desejo de ver minhas ações abençoadas Na escuridão um fósforo acendi,os males assustei Tua Palavra aos meus divulguei,a claridade vi assumindo Corações contritos,purificados por Teu amor. Para Ti,óh Amor infindo,minha vida entreguei A Teus braços atados,apressado corri sorrindo Purgar-me Contigo,extirpando toda a dor. Três palavras eu pretendo te dizer Muitos falam de outras formas pro seu bem Quero te expor tudo antes de enlouquecer Sei que o amor só faz o que lhe convém Segui meus instintos,rompi meus temores

Ah força incontrolável,indefinível... O peito arfa ante o perigo terrível Quero muito sentir sabores e destilar os melhores odores Teu amor tem muitas cores e a ti me apego Se me disseres que sou insensível,eu nego A boca ansiosa quer muito proferir O cérebro insano ousa o coração ferir Essas palavras que meus olhos te dizem Ecoam por todo meu ser quando te chamo ouço de amor e feliz já estou e que todos escutem: A cada instante vou contar o quanto eu te amo!!!! ALMA GÊMEA Montado em seu corcel reluzente A procura de um olhar carente Sai o Amor da alma gêmea em busca No mundo vasto em que tudo ofusca O coração quer paz encontrar Quando no peito a luz acender O controle tem que demonstrar Mesmo sendo fácil se perder Ela não está perdida,olhe ao lado Sempre esteve aí seu bem amado.
ALMA TRISTE

Minha alma é triste e ninguém vê Se aos outros o meu ar é de alegria Não se enganem,é meu disfarce,minha sangria Assim vou vivendo o que a Sorte antevê

Sem ter com quem me confortar,a Solidão Enche-se de orgulho acompanhando o meu presente Ah,como eu queria que ela fosse ausente E não se mostrasse em meio à multidão

Para quê chorar,se ninguém me nota? As lágrimas que furtivas escorrem,afligem meu coração Nele não existem muitos caminhos,só há uma rota: A falta de Sorte,a Solidão constante e uma férrea amargura...

Essas sensações ferozes,tornam ínfima a mais pura emoção: O olhar solidário de uma alma heroica e cheia de candura.

EU TE AMO

Divina luz que me ilumina a vida Minha confissão contida no olhar É um gesto sacrossanto do meu dedicar Se por acaso peco e isso me mantém aguerrida

É que o amor não escolhe lado,nem bem, nem mal Tudo por ele se explica,por isso aqui estou Entregue a minha própria sorte,esperando um sinal A aflição é tão grande que a ansiedade se assustou

A timidez constante retém a tua iniciativa Nesse beco de emoções,não me julgues atrevida Da tua boca não espero nenhuma ação punitiva Se por ventura me desespero,é pela frase querida

De dócil presa,tornei-me predadora fatal A roupa,os cremes e o perfume te puseram de joelhos no chão Tua cabeça pressionando o meu ventre me abriu o portal Dizer "eu te amo" com as mãos no teu rosto é pura emoção. O SILÊNCIO DO OLHAR Travo uma guerra ferrenha com meu pobre coração Dias e dias me desespero pra achar uma solução As palavras me põem num cercado E como bicho enjaulado,o destino me tem castigado

Tu te colocas ao meu lado e feito um louco chamo tua atenção Nesse cercado do amor,minha voz perdi de vez Sei que jamais terei a minha doce lucidez Todo homem apaixonado, possessivo fica se não controla a emoção

Tu me dizes com teus olhos "tenha paciência,a mulher é um mistério" Ao ouvir tão profunda informação,peço-lhe sabedoria Nenhuma palavra me dizes e amando-te torno-me mais sério Um compromisso firmei de ser teu minha senhoria

Teu terreno é o meu amar,nisso eu ponho apreço Nos teus olhos há o meu mundo Em ti pus meu sonho mais profundo Meu amor,só no silêncio do olhar,em tuas mãos padeço. ANJO NEGRO A Morte anda rondando minha casa Vive a espreitar-me ,sondando os meus sonhos Mal sabe que por Ela crio asa Para acalmar-Lhe os desejos mais medonhos Dela sei que jamais vou escapar Vive a ceifar vidas e de todas as formas Ela segue suas leis,não existe normas Dama ingrata que a humanidade deseja extirpar Poucos amam Essa excluída da rotina natural Mas arredia,só pega quem está na lista Dizemos que "é coisa do destino" aos entes no funeral Óh meu Anjo Negro,em ti pensei por horas Irei contigo uma dia,não tenha pressa,não insista... Nosso abraço chegará e não terei esporas.

SOU TUA... Pode alguém domar seu próprio coração? Esse órgão símbolo do sentimento mais sublime Quando tem medo se aperta e se comprime Mas se de paixão é tomado,prenuncia explosão Ah paixão que cega,filha efêmera do Amor, Por ti fiquei submissa e em teu colo deitada O ninho em que minha cabeça se sente confortada Como eu te quero e de ti vou extrair o melhor sabor Ser tua para mim é um grande privilégio Não sou frágil,toda mulher é uma fortaleza Minha essência se completa em ti e a certeza Do amar me deu um presente: o sortilégio Ah meu lindo sonho,meus olhos que te pertencem Fazem juras de contigo estar em qualquer situação Sou tua,pele,ossos,alma...Meus carinhos te convencem A ser o protetor de uma mulher cujo amor não cabe no coração..

PENSANDO EM VOCE...

Debruçada no parapeito da janela Olhando a imensidão do céu estrelado Imersa em meus pensamentos,tal qual sentinela Guardo na memória a lembrança de meu amado O brilho da noite e a lua tão bela,não superam, Nem de longe,a imensurável beleza de seu vulto, A brisa lépida traz seu perfume e como indulto Sinto a presença de suas mãos que me acariciaram Dos seus lábios tenho na boca o beijo quente Que momentos antes em seus braços eu estava Se me veem suspirando e o peito fica arfante

É da emoção que tive enquanto me abraçava Só uma coisa tão vibrante me faz cantar e sorrir: Levar você para cama na hora de dormir.

AO MEU AMOR...

Se trago no meu peito uma alegria que me invade É do amor que carrego desde a infância Foi nele que encontrei a verdade Na linda voz de um ser de inocência Lembro que de mãos dadas passeávamos Pelas ruas do nosso bairro tão tranquilo O selo que trocamos era o nosso sigilo Depois veio o silêncio e as juras ao nos olharmos Um amor tão grande nascido na meninice Foi motivo de riso aos corações incrédulos Suas línguas ferinas provaram o amargo fel E hoje estão admirados nos vendo na velhice Fiéis que se tornaram,oferecem-nos regalos Sabendo que em breve estaremos juntos no céu.

A QUEM BUSCA AMOR

Não perca a esperança,essa ingrata companheira Ela vive a assombrar seus íntimos sonhos A cada dia lhe acena,afagando seus olhos tristonhos Incendiando a alma,pondo-lhe em névoa um bem que lhe queira Não vê que só há busca onde reside o desejo infindo Inflama seu peito de vontade,segue adiante Sua busca incessante pode ter um fim,se vir alguém sorrindo Imite-o,o sorriso dá-lhe um ar confiante Mas se ele existir apenas na aparência e nisso ficar Não maldiga sua sorte,pois não estará sozinho Há legiões de gente que vivem sem amor,sem carinho Quantos no mundo esperam pelo seu grande amor encontrar

Dizer "eu te amo" e dessa busca nunca mais depender? É assim que muitos se sentem.Lute,porém não vá se arrepender.
O SEU OLHAR...

O seu olhar tem vida intensa
Por ele eu perco a cabeça O que é são pediu licença Não importa se eu mereça Quero um beijo,venha logo Pois há muito que lhe rogo Meu amor,minha doce estrela Tenho medo de perdê-la Quero ser sua retina Pra apagar toda feiúra E nela por a minha jura De lhe amar,minha menina Se o meu amor for pequeno O seu olhar não tem culpa É que a inveja é um veneno Por isso eu peço desculpa Na grandeza de seu mundo É fácil de se perder Agora me olhe bem fundo Salve-me,meu bem-querer!
QUANDO A GENTE AMA ...

Só o Amor,este bem maior do homem Força suprema,inigualável combustível da vontade Faz do ser o arquiteto de sua própria felicidade Em mim tocou mais fundo,suas chamas me consomem

Dizer "eu te amo",toda e qualquer pessoa pode É tão bom viver ao lado da pessoa amada e ser correspondido Mas se o contrário acontece,quem é que nos acode? As armadilhas do Amor podem tornar um vencedor em vencido

Ah,como eu queria que o A mor fosse previsível Tornaria tudo mais fácil,porém perderia a graça: Das mãos dadas,dos olhares,das flores,bombons,bilhetes... Quando a gente ama,para o amor não existe o impossível Faz dos dias da pessoa amada um contentamento que não passa... E uma entrega total,sem avisos nem convites. MINHA DOCE TERNURA

Todas as estações têm seu explendor Há que se preparar para recebê-las E desfrutar delas toda sua intensidade e ardor Em ti aprendi a beleza de querê-las Tu és assim minha doce ternura,como as estações Na Primavera de nossas vidas o amor nasceu... Florido,colorido e não havia perfume como o teu Tudo tão lindo e a pele exalava as mais quentes emoções No calor de nossa paixão surgiu o Verão Os raios solares não disputavam com a quentura dos desejos A vida em nós maravilhosa e para te agradar os gracejos Como não te amar?Mas nem tudo é perfeito,meu coração Os ventos do desentendimento aportaram-se em nós Sabia que era Outono e precisávamos ficar sós O medo nessa hora só apavora,as chuvas caíram... Uma enchente de tristeza passou e as lágrimas se misturaram Ah estação cruel,terrível momento de nosso amor Não estás sozinha,o frio da indiferença te acompanha Com ele o Inv(f)erno e a lareira pede lenha O puro sentir a tudo sobrevive,não importa o seu furor

Em tempos difíceis,para suportar a tempestade Ou talvez um frio intenso,um sorriso é o começo Traz à mente um mundo de alegria e bate a saudade Teu amor são as estações e desse bem padeço.

A PIPA
O vento leva as pipas ao alto Olhinhos brilhantes acompanham O céu fica colorido Grandes,pequenas,bonitas... Bailam no ar Guerra nas estrelas começa Doce emaranhado de redes no espaço Linhas com cerol,argh!!!!!!!!!!!! Famílias choram Pernas procuram as pipas que caem Com varas,paus,galhos... Vence o mais forte Entre buzinadas,a confusão: Alguém não voltará para casa Está brincando de pipa no céu...

DE TANTO AMAR... Ah,amor cruel,doce desejo que me invade Teu toque me queima a pele,aguçando meus sentidos Sinto meus seios eriçarem,do pudor não ouço gemidos Tua língua viajando no meu pescoço me mostra a verdade Quanto prazer sentimos juntos nessa hora!!!! Que delícia de joelhos te ver e por mim orar Teus lábios beijando minha flor,fazendo-me delirar Quero me perder nas tuas carícias,minha alma implora O meu corpo já despido te chama O momento é propício,o ardor nos inflama Vem,vem,queima bem forte,somos química perfeita De tanto amar faremos do mar nossa coberta O céu alcançaremos,fazendo-o nosso mundo

O deleite que sentiremos será belo e profundo.

POR TODA A MINHA VIDA...

Ao meu princípio,meio e fim...

Esta carta é um reconhecimento que faço antes que minha respiração acabe e eu não possa deixar meu legado à humanidade.Sei que minhas ações mostram o quanto sou devotado a você,minha querida amada,mas a necessidade de que todas as demonstrações se esgotem é gritante em mim.Não imaginas o prazer que me dá vê-la feliz quando te levo o café matinal.É assim que começo o meu dia,você bem sabe disso e às vezes deixo-lhe fazer o mesmo,pois desapontá-la seria magoar o que me é mais caro nesse mundo.Nossa união foi uma verdadeira aventura:éramos diferentes em tudo e a máxima dos opostos que se atraem encontrou um selo em nós.Nós personificamos essa máxima.Tudo graças à magia do amor que é a força que move o mundo e o sentimento cantado,falado, e escrito de diversas maneiras pelos amantes mundo à fora,sejam eles profissionais da palavra ou não.O que me guia pra lhe escrever é o mais puro sentimento.Dizem que pra falar de amor basta ser sincero e deixar o coração tomar a frente de tudo,pois é o que acontece agora.Nesse papel não caberia tudo o que sinto por você,as imagens e os floreios com as palavras não seriam suficientes pra nem chegar perto da nossa verdade.Não me tome como exagerado,o amor faz dessas coisa se você sabe como eu sou:te amo ao extremo e ainda é pouco.Acho que consigo até prever um esboço de sorriso seu ao ler essa carta.Instrui nossos filhos pra lhe darem ela quando eu fosse pro céu lhe aguardar,não suportaria ser o último e peço desculpa por ser o primeiro.Planejamos partir juntos,mas o destino quis assim.Calma amor,aquieta o coração,daqui eu sofro também.Pense em todos os momentos felizes que passamos juntos,até nas pequenas tempestades que vencemos.Em todos eles o que nos deu certeza da alegria foi o nosso amor.Ele não morre,eu carrego comigo e daqui sinto a intensidade do seu por mim.Cada casal tem sua história e nós temos a nossa,o nosso amor é eterno.No começo da carta,a saudação fez o seu coração bater mais forte,ela lembra a música que guiou nossas vidas.Sinto daqui você cantarolando mentalmente enquanto está lendo:"eu sei que vou te amar /por toda a minha vida eu vou te amar/desesperadamente eu vou te amar/e cada gesto meu será pra te dizer..."ah...quanta alegria essa música nos deu,espero que ela tenha aliviado a dor da minha ausência.Seja forte amor,tenha certeza que seu lugar junto a mim já está reservado.Não posso daqui

enxugar suas lágrimas,é uma pena,mas no silêncio da noite se ouvires anjos cantando,saiba que fazem isso a pedido meu. Nem toda uma vida foi suficiente pra demonstrar meu amor por você,minha lágrima sela essa carta, pra sempre seu: Anjo guardador.

MINHA ESTRELA QUERIDA... Quando no céu apareceu tão linda estrela Meus olhos não paravam de fitá-la Quis segui-la,mas meus pés não tinham asas Apelei,implorei por alguma ajuda...invadi muitas casas Meu juízo se perdeu desde então,eras linda... Fiz promessas pro seu amor conseguir "Homem e Estrela juntos não podem",diziam a sorrir O amor tem seus segredos e poderes, sua mão foi bem-vinda Por nós mudou a regra do destino de cada coisa em seu lugar e hora E nós pusemos prescedentes a quem não tem amor e muito chora Nosso amor serviu de exemplo,sou poeta,você,musa... Vivo a todo instante a cantá-la,meu amor Dos seus lábios nunca ouvi uma recusa De andar comigo seja aonde for... FELIZ ANIVERSÁRIO,É O TEU DIA!!!!! Como agradar a quem mais se ama no dia dela? Mil maneiras pensei,queimei os neurônios de tanto imaginar Agradar pode ser uma tarefa difícil,não somos ela... Só de pensar na alegria que quero dar,o coração vive a pular Talvez um "feliz aniversário" seco e direto vá magoar Mas não,é um dia único para ela,se repete eu sei... Como é bom ver isso repetidas vezes,sentir a emoção no ar Ver a pessoa feliz,sendo amada,abraçada,tudo como sonhei Perguntar o que ela gostaria de ganhar nesse dia,uma indelicadeza Melhor mesmo é surpreendê-la e de surpresa gostamos Agindo como se tivéssemos em frente do espelho,uma beleza Pois agradar a quem se ama é se ver feliz também,por isso lutamos Muito eu poderia lhe escrever,falar...mas vamos festejar É o seu dia e como não poderia ser diferente:FELIZ ANIVERSÁRIO!!!!!!!! Dá cá um beijo,um abraço e...pra mais tarde o desejar...

VERSOS TRISTES...

A grande Dor que envolve o ser vivente Tornando sua alma descontente,em mim fez morada Apareceu num momento tão carente e com sua garra quente Dilacerou o meu viver,deixando a ferida escancarada... Óh versos podres que até o pus de ti se enoja Não nasças,estanques a Dor,fazei-me uma pessoa corajosa Não quero fluir toda a tristeza que sinto Dai-me o sinal,tirai-me desse labirinto... Quantas linhas toscas já se leram em vão, Que nada da tristeza exalavam?Apenas por um momento Quero que uma alma solidária saiba do meu tormento Sinta o que me invade e me estenda a mão... A Perda,essa dama insensível e que muitos apavora, Abraçou-me com força,sem dó nem compaixão... Levou-me a pessoa mais amada,deixando-me na escuridão... O medo é grande e o futuro só me apavora.

MEU SALVADOR

Por vós corro em busca de salvação Tenho a alma negra,quero purificá-la Seu olhar triste,por mim,pelo mundo,pedem uma solução Sou culpado em abandoná-lo assim Dê-me o castigo merecido,será pouco Teus braços abertos,prontos a receber-me Confirmam Tua infinita bondade Sou cruel ao deixar-Te preso os pés Como podeis caminhar em busca de almas perdidas Nada O impede,Nós temos a liberdade e O abandonamos Convenientemente Te buscamos só no desespero Alguns verdadeiramente estão sempre contigo Hipócritas existem em qualquer parte Tua semente há muito lançada,perdeu-se entre os homens

Vem,semeia em mim por vossa Glória ,vos imploro Sou alma desamparada que em Teu rebanho quer estar Estarei desesperado agora?Não,minha alma chora A necessidade me devora,vejo enfim chegar a hora Momento que o Homem tem que decidir Sou teu Senhor,use-me como prova de bom Pastor

ANGÚSTIA DE VIVER Não vejo mais alegria na vida Toda minha existência foi sofrida A Solidão,companheira inseparável, Abandonou-me de forma desagradável Vi-me num abismo,preso na imensidão De sentimentos doentios,o céu ria de mim Sem saber como sair da escuridão Pedi aos anjos para me darem um fim Crime nenhum quiseram cometer Fui obrigado a fazer uma loucura Essa tristeza infinda não podia conter A doce vida tão almejada

Não passou de ficção,uma aventura Ela se perdeu,pois tornei-me criatura alada.

SIM A vida tem-me escorrido pelas mãos Tudo que faço,não há prazer O não tem sido uma constante Quero libertar minha alma desse transtorno Tu,Senhor, tens a oportunidade Enche-me de Tua Luz Meu coração sedento já não aguenta mais A falha está em mim Uma nova vida,um novo horizonte se aproxima Sinto o entendimento invadir-me Todas as minhas forças serão suas Sim,sim,sim...o anjo disse a mim Acalentando os meus martírios Extirpando o lodo de meu ser Sim é o que digo a Ti,Meu Amigo,Meu Deus RIO DE LÁGRIMA Meu corpo maltratado pela dor, pena O dó de mim já nem sei se tem Vivo chorando, feito gangrena O coração só quer um bem As lágrimas rolam pelo rosto Uma tristeza imensa me invade Fico a fazer o gosto Do ser que não deseja que o agrade Pouco a pouco vejo um rio em torno de mim Sinto-me que vou afogar-me Busco um rochedo, enxergo um fim A Morte sorri dizendo-me:- "Venha comigo ser infame!!!” Com Ela encontro o único consolo Acabar com o sofrimento, o meu dolo.

TRISTEZA NO PEITO... Tu nem imaginas a dor que sinto agora Invadiu meu peito,dilacera e me devora Tudo que mais quero é fugir dessa tristeza

Nada mais me consola,foi cruel tua frieza Um simples afago bastaria, a quem sempre te amou A perda de um amor aumenta a aflição Como posso suportar o descaso ao meu coração Se tu o ouvisses agora, ah... ele nunca te agradou Não crês decerto na força desse sentimento É capaz de superar até o maior tormento Fico aqui sofrendo,contendo essa tristeza no peito Tendo como testemunha as lágrimas,derramadas no nosso leito.

INQUIETA-ME, SENHOR Com o espírito há muito quebrantado A Ti me curvo sem demora Quero sentir o peito apertado Resoluto em divulgá-lo mundo afora Nenhum segundo de paz eu te peço Invada-me Senhor, se não pereço Minhas mãos são Tuas, é o meu desejo Fazer de minha vida um ensejo De encher os corações com o meu exemplo Reflexo de Tua infinita bondade Meu Deus, isso não é nenhuma caridade É fruto de amor imenso, sou teu templo Vem meu Pai, vivo em pura inquietação Não meça esforços para minha salvação.

AMARGOR As janelas da alma se fecharam O mundo tornou-se cinza

Decepção, ressentimento fluem no peito As lágrimas incessantes registram a dor Vida dolorida Bocas vomitando dissabores Amor chegando ao fim Estrada amarga no horizonte Um beijo feito fel na fronte Selando a triste despedida

NÃO VOU ME CALAR!!!!!!

Oh pátria da alma nefasta e herança corrupta Sob tuas terras os nativos se revoltam A ti foi imposta a fúria da lâmina da espada injusta Os poucos honestos que restam, a voz não soltam Estás tu predestinada a fracassar? Basta estar nos espaços públicos pra ver a covardia À tradição de ludibriar tornou-se uma franquia Natural, inevitável e que a todos consegue calar Os heróis, aqui, morrem de vergonha por tanta impunidade Suas forças só minimizam o problema Os malfeitores gargalham,sabem das brechas da Lei, é muita iniqüidade A Lei e a Ordem, separadas, vivem num dilema

Não perceberam que mancham a frase de tua bandeira Esperam antes que os incautos a tornem verdadeira.

SOLIDÃO... Sempre chegas com o desejo de atormentar Alimentando as ilusões mais esquecidas Sombra de meu carinho Como te procuro Como te quero Brincas, levando de mim saudades Ah!!Quando todos o abominam, mais louca fico por ti Muitas te querem por momentos Vem ser o guia de minha vida No amanhecer turbulento de minhas emoções.

NÓS DOIS... Meu corpo grita a ausência do teu Tudo parece disforme e impreciso A alma chora O ar se sufoca A existência planeja seu próprio funeral Nada preenche esse vazio Vem Abranda-me com tua boca a insaciável vontade de você.

CARINHO... Cada vez teu toque me alucina Aumentando ainda mais meu sentimento Recebê-lo e devolvê-lo, ações naturais Inigualável prazer nos embevece Nas lembranças sempre bem guardados Hinos são feitos em teu louvor O desejo de tê-lo muito perto.

CORAÇÃO PARTIDO, ALMA DILACERADA... O peito geme e a dor é indescritível Por mais que se tente, não há como suportar o terror O sentir é dolorido e até os anjos pedem à paz favor A paz não vem e os lábios esboçam um sorriso sofrível Ah, coração magoado, destruído, feito em pedaços... De nada adianta implorar.Pra que pedir abraços? Partido está e em prantos vive... Com esse sofrimento quem é que sobrevive?! Os corações que um dia outrora estiveram unidos Procuram muito se refazer da dor Sofrem separados e em todos os sentidos Clamam por alívio, ele não vem e o pavor aumenta... Os olhos já inchados pela sensação angustiante Cerram-se ,compadecendo-se do pobre amante.

UMA CANÇÃO DE AMOR...

Sob o ar rarefeito uma brisa exala seu perfume Ela vem num crescendo contagiante Abrindo corações,retirando deles o negrume O odor se instala,expurgando o mal errante Quem não quer que o amor o encante? Amar não faz prisioneiro, é um presente Um mimo que torna a alma contente A faz pulsar de emoção e numa canção confiante Transforma um incrédulo em amante, A melodia do amor é poderosa O seu cheiro deixa a vida deliciosa Mas há que absorver as desventuras e seguir adiante Firme, convicto da força do amor Uma música envolvente que vale qualquer dor.

SEDE DE AMOR, PURO AMOR... O desejo é uma sede fervendo no olhar O corpo delira de vontade e quer beber Precioso líquido da vida, por inteiro sorver Mas que líquido é esse?Se amor lhe chama, como não buscar? Ter sede e não beber da água para saciar É viver em um conflito constante Muitos têm sede, mas não encontram água, vivem a vagar... Buscando sempre uma aventura errante Essa secura que se sente na boca e nunca aplacada Mais parece um castigo para os amantes De amor a alma jamais é saciada Vivendo eternamente sedenta tal qual navegantes Que completos são se seguem sua sina De viver na água,mesmo que seja a ruína.

COMO NÃO TE AMAR TANTO ASSIM...? Todas as noites me deito pensando em ti... Sob uma névoa me apareces,fico encantado Lentamente te aproximas,meu corpo estremece,paralisado Cada vez mais a ansiedade aumenta,corre ,venha logo,amo-te... Teu vulto encantador começa a ganhar forma Minhas batidas aceleram,será que estou sonhando? Oh musas e ninfetas do amor, dai-me sua norma Quero aprender os matizes da paixão, sedento sigo olhando Ouço tua respiração, vejo teu olhar a despir-me Não, não, não...que ninguém me acorde,é realidade o que vejo Um anjo em minha frente a consumir-me Quero deliciar-me,por esta mulher há muito que pelejo Tua boca junto a minha,molhada de desejo infindo Toca e nesse momento sinto-me flutuar Mas consumida pelo ciúme,a Lua, veio te afastar “-Ele é meu,vá ingrata,não o pondes a delirar,não fiques rindo!”

Sozinho fico toda noite,nesta luta desigual A Lua me tem por namorado,tu nada esboças em nossa defesa Tenho dois símbolos de amor,a mulher amada e a Lua,neles a beleza Como não ter amar tanto assim?Se sem ti eu passo mal.

AMOR SENTIDO... Eu amo a mulher pecadora e de alma casta Dos seus cabelos me cubro e sorvo o perfume Adoro suas curvas, delas sinto ciúme... Meu sonho de amor não cabe nessa tela vasta Da sua boca o beijo me aquece e gela minha alma O medo de perdê-la é tão grande que abala a calma Seus olhos dizem tudo,os meus se curvam Suas mãos delicadas florescem o que tocam Seu corpo perfeito,por deuses desenhado É um templo sublime de extrema devoção Nele adentro deixando meu suco de vida e paixão Por vezes me desespero se tenho sonhado Se é verdade o que vejo,pois a mulher perfeita Com beijos molhados em meu corpo se deita.. AMOR...

Difícil conter esse sentimento quando invade o peito A razão turva, o corpo grita, a vontade cresce... Tudo é menor que ele Já não se sente Sono Fome Sede... Diante da pessoa amada o mundo em volta estremece O nervosismo aumenta e o medo padece Inesgotável fonte do homem Objeto do desejo,universal e único simultaneamente Pois cada um a seu tempo o exalta a sua maneira O amor nos toca a alma Preenche o vazio,destrói a solidão Irracional por natureza,essa é sua beleza Sua química misteriosa nos escolhe Não se deixa escolher Por ele se vive ao extremo Cruel é querê-lo e nunca tê-lo Mas só de saber de sua existência o ser não se apequena...

USA-ME, AMOR...

Amor... Tu és a fonte da vida O brilho que meus olhos ilumina A ti não guardo segredos Quero nesse momento desvendar-me por inteiro Quero ser o que no deserto encontra o oásis Usa-me, amor... Como o rio que vai ao encontro do mar Ciente que seu destino é esse Eis-me aqui, amor, uma metáfora alucinada Sussurrando à natureza tua extrema beleza Em qualquer momento, amor, usa-me... Sou aquele que te completa, meu princípio, meio e fim... Tenho erros amor, não nego... Tua perfeição me guia Usa-me, amor... Transformado estou por tua luz Conceda-me o prazer de viver contigo até além-vida...

Sede de amor puro amor O desejo é uma sede fervendo no olhar O corpo delira de vontade e quer beber Precioso líquido da vida, por inteiro sorver Mas que líquido é esse?Se amor lhe chamam, como não buscar? Ter sede e não beber da água para saciar É viver em um conflito constante Muitos têm sede, mas não encontram água, vivem a vagar... Buscando sempre uma aventura errante Essa secura que se sente na boca e nunca aplacada Mais parece um castigo para os amantes De amor a alma jamais é saciada Vivendo eternamente sedenta tal qual navegantes Que completos são se seguem sua sina De viver na água,mesmo que seja a ruína.

NÓS DOIS... Meu corpo grita a ausência do teu Tudo parece disforme e impreciso A alma chora O ar se sufoca A existência planeja seu próprio funeral Nada preenche esse vazio Vem Abranda-me com tua boca a insaciável vontade de você.

CARINHO...

Cada vez teu toque me alucina Aumentando ainda mais meu sentimento Recebê-lo e devolvê-lo, ações naturais Inigualável prazer nos embevece Nas lembranças sempre bem guardados Hinos são feitos em teu louvor O desejo de tê-lo muito perto.

SOLIDÃO Sempre chegas com o desejo de atormentar Alimentando as ilusões mais esquecidas Sombra de meu carinho Como te procuro Como te quero Brincas, levando de mim saudades Ah!!Quando todos o abominam, mais louca fico por ti Muitas te querem por momentos Vem ser o guia de minha vida No amanhecer turbulento de minhas emoções

TRISTEZA NO PEITO Tu nem imaginas a dor que sinto agora Invadiu meu peito,dilacera e me devora Tudo que mais quero é fugir dessa tristeza Nada mais me consola,foi cruel tua frieza

Um simples afago bastaria, a quem sempre te amou A perda de um amor aumenta a aflição Como posso suportar o descaso ao meu coração Se tu o ouvisses agora, ah... ele nunca te agradou Não crês decerto na força desse sentimento É capaz de superar até o maior tormento Fico aqui sofrendo,contendo essa tristeza no peito Tendo como testemunha as lágrimas,derramadas no nosso leito.

RIO DE LÁGRIMA Meu corpo maltratado pela dor, pena O dó de mim já nem sei se tem Vivo chorando, feito gangrena O coração só quer um bem As lágrimas rolam pelo rosto Uma tristeza imensa me invade Fico a fazer o gosto Do ser que não deseja que o agrade Pouco a pouco vejo um rio em torno de mim Sinto-me que vou afogar-me Busco um rochedo, enxergo um fim A Morte sorri dizendo-me:- "Venha comigo ser infame!!!” Com Ela encontro o único consolo Acabar com o sofrimento, o meu dolo. SIM A vida tem-me escorrido pelas mãos Tudo que faço, não há prazer O não tem sido uma constante Quero libertar minha alma desse transtorno Tu, Senhor, tens a oportunidade Enche-me de Tua Luz Meu coração sedento já não agüenta mais A falha está em mim Uma nova vida, um novo horizonte se aproxima Sinto o entendimento invadir-me Todas as minhas forças serão suas Sim, sim, sim...o anjo disse a mim Acalentando os meus martírios

Extirpando o lodo de meu ser Sim é o que digo a Ti,Meu Amigo,Meu Deus ANGÚSTIA DE VIVER Não vejo mais alegria na vida Toda minha existência foi sofrida A Solidão,companheira inseparável, Abandonou-me de forma desagradável Vi-me num abismo,preso na imensidão De sentimentos doentios,o céu ria de mim Sem saber como sair da escuridão Pedi aos anjos para me darem um fim Crime nenhum quiseram cometer Fui obrigado a fazer uma loucura Essa tristeza infinda não podia conter A doce vida tão almejada Não passou de ficção,uma aventura Ela se perdeu,pois tornei criatura alada.

VERSOS TRISTES A grande Dor que envolve o ser vivente Tornando sua alma descontente,em mim fez morada Apareceu num momento tão carente e com sua garra quente Dilacerou o meu viver,deixando a ferida escancarada... Oh versos podres que até o pus de ti se enoja Não nasças,estanques a Dor,fazei-me uma pessoa corajosa Não quero fluir toda a tristeza que sinto Dai-me o sinal,tirai-me desse labirinto... Quantas linhas toscas já se leram em vão, Que nada da tristeza exalavam?Apenas por um momento Quero que uma alma solidária saiba do meu tormento Sinta o que me invade e me estenda a mão... A Perda,essa dama insensível e que muitos apavora, Abraçou-me com força,sem dó nem compaixão... Levou-me a pessoa mais amada,deixando-me na escuridão... O medo é grande e o futuro só me apavora.

FELIZ ANIVERSÁRIO Como agradar a quem mais se ama no dia dela? Mil maneiras pensei,queimei os neurônios de tanto imaginar Agradar pode ser uma tarefa difícil,não somos ela... Só de pensar na alegria que quero dar,o coração vive a pular Talvez um "feliz aniversário" seco e direto vá magoar Mas não,é um dia único para ela,se repete eu sei... Como é bom ver isso repetidas vezes,sentir a emoção no ar Ver a pessoa feliz,sendo amada,abraçada,tudo como sonhei Perguntar o que ela gostaria de ganhar nesse dia,uma indelicadeza Melhor mesmo é surpreendê-la e de surpresa gostamos Agindo como se tivéssemos em frente do espelho,uma beleza Pois agradar a quem se ama é se ver feliz também,por isso lutamos Muito eu poderia lhe escrever,falar...mas vamos festejar É o seu dia e como não poderia ser diferente:FELIZ ANIVERSÁRIO!!!!!!!! Dá cá um beijo,um abraço e...pra mais tarde o desejar...

MINHA DOCE TERNURA Todas as estações têm seu esplendor Há que se preparar para recebê-las E desfrutar delas toda sua intensidade e ardor Em ti aprendi a beleza de querê-las Tu és assim minha doce ternura,como as estações Na Primavera de nossas vidas o amor nasceu... Florido,colorido e não havia perfume como o teu Tudo tão lindo e a pele exalava as mais quentes emoções No calor de nossa paixão surgiu o Verão Os raios solares não disputavam com a quentura dos desejos A vida em nós maravilhosa e para te agradar os gracejos Como não te amar?Mas nem tudo é perfeito,meu coração Os ventos do desentendimento aportaram-se em nós Sabia que era Outono e precisávamos ficar sós O medo nessa hora só apavora,as chuvas caíram... Uma enchente de tristeza passou e as lágrimas se misturaram Ah estação cruel,terrível momento de nosso amor Não estás sozinha,o frio da indiferença te acompanha

Com ele o Inv(f) erno e a lareira pede lenha O puro sentir a tudo sobrevive,não importa o seu furor Em tempos difíceis,para suportar a tempestade Ou talvez um frio intenso,um sorriso é o começo Traz à mente um mundo de alegria e bate a saudade Teu amor são as estações e desse bem padeço.

ALMA TRISTE Minha alma é triste e ninguém vê Se aos outros o meu ar é de alegria Não se enganem,é meu disfarce,minha sangria Assim vou vivendo o que a Sorte antevê

Sem ter com quem me confortar,a Solidão Enche-se de orgulho acompanhando o meu presente Ah,como eu queria que ela fosse ausente E não se mostrasse em meio à multidão

Para quê chorar,se ninguém me nota? As lágrimas que furtivas escorrem,afligem meu coração Nele não existem muitos caminhos,só há uma rota: A falta de Sorte,a Solidão constante e uma férrea amargura... Essas sensações ferozes,tornam ínfima a mais pura emoção: O olhar solidário de uma alma heróica e cheia de candura.

SE VOCÊ ME AMA Se você me ama,tire-me desse pesadelo A sua ausência me angustia,é torturante Ver o ser amado e não libertar a energia delirante Vem meu bem,não prenda o seu cabelo Meus olhos lhe seguem nessa jornada Se você me ama,acompanhe o ritmo do meu coração Não veja isso como uma condição,minha amada O Amor é livre,mas o meu sentir não Se você me ama,entre agora nessa prisão Sinta plenamente o sabor que ela traz Verá que lhe respiro e como sua voz me apraz Ah meu doce encanto,não deixe que eu viva de ilusão Os seus cabelos que ao sabor do vento esvoaçam Espalham alegria e meus sentidos embaraçam Permita-me amar-lhe intensamente,oh querida Se você me ama,torne-me eterno em sua vida. SER CRIANÇA Ser criança é acreditar que tudo é perfeito Sua inocência encantadora contagia O adulto muitas vezes não vê: Uma criança dentro de si reclama

É a pressa,dura rotina,triste vida... Tudo no mundo para a criança é novidade Ver o mundo com olhos de criança... Doces olhos,pobres olhos,quanta beleza na ingenuidade!

Ser criança não possui fórmula Se é e pronto! Viver com intensidade cada segundo Depois de um dia farto,dormir sereno

Ah adultos,pobres adultos,tolos adultos... Ser criança é tão belo É um estado de espírito -Mamãe,olho d'água usa óculos?

Criança tem cada uma! Ser criança não tem coisa melhor.

Você :UMA POESIA Pensando em você quis fazer uma poesia Assim do seu jeito Do meu jeito Do nosso jeito de ser Peguei no papel,tentei Juro que tentei fazer uma poesia O meu erro,o nosso erro Foi tentar ser assim Diferentes,contrários Só percebi a poesia quando olhei você:sorrindo Descobri que não precisava Nosso amor é uma poesia Leve,solta O gosto do seu beijo faz-me relembrar A cada instante,em cada sorriso seu quanto te amo

A CHUVA O cheiro da poeira molhada Sensação gostosa de comer A chuva cai Deixando o rosto das crianças felizes Os pingos d'água aquecem o coração Molham o rosto Sorrisos largos Apostam corrida Como juiz o tempo que dura a chuva Duro tempo,pouca chuva,muita vontade Poças d'água no chão são pscinas A lama no corpo,um troféu de felicidade Raios e trovões nem amedrontam Elas desafiam a vida Heróicos anjinhos.

A CULPA Caminho em sonhos proibidos À procura de um pesadelo gêmeo Alma farroupilha de amor santificado De ti extraí venenos odiosos Purifiquei minha carcaça alada Adiando nossa miscigenação híbrida Estragando nossas gerações apodrecidas Ó realidade Mistura-te a esses devaneios Desvendando a venda das ilusões Enquanto meu amor se embriaga de prazer Não,não,não,não posso viver assim...

A... VERSÃO DA POÉTICA Uma ilha de palavras?Não me sinto só Fartura de lirismo?Libertação?Qual nada,pura invencionice Dizem que fingem e acreditam nisso Consagrados ou anônimos,buscam-me Estou em toda parte e em lugar nenhum Tu,que me lês,já riste ou choraste Desperto as mais variadas sensações Não te peço nada Viva(isso fazes sem que te peça) No teu viver Mesmo que não queira em cada momento:alegria,dor prazer... muitas partes do meu todo se materializam Ah,esta alma angustiada,em linhas tortas Se apossou de mim,doce pretensão Não sou de ninguém Apenas te sinto nesse momento

AMAR ASSIM...

O toque do teu corpo arrepia Um sussurro alucina O teu beijo enlouquece de prazer Ah amor Amar é sentir calma Calmaria barulhenta,ensurdecedora,contagiante... Entregar-se Corpo e alma Pele e osso Céu e inferno Sem medo Amar assim na amplidão do mistério profundo Paraíso de nós dois

AMOR ALÉM DA VIDA No cair da tarde sinto a sombra do seu vulto Perseguindo-me Ela parece adivinhar meus mais loucos pensamentos Corroendo-me Maquinalmente transcorre a rotina

Sem pressa Vejo-a desfilando ao meu redor Oferece flores(Absurdo!!!!Penso.) Papéis trocados de uma história avessa Antemanhã se aproxima Seu vulto continua ali Súbito percebo que não passo de um fantasma Fantasma a perseguir sua sombra Noto isto ao perceber sobre mim...minha lápide

BICHARADA Pato Porco Pintinho Boi Cavalo Marreco Carneiro Vaca Ganso Olha a cobra!!!!!!!!!! Galinha Cachorro Gato Rato Passarinho Inseto Uma borboleta lá no teto Cerca Portão O mundo inteiro Uma raposa no galinheiro Um alvoroço Raposa fugindo com medo Feliz, a fazenda segue a vida

BOLHAS DE SABÃO Crianças com os pés no chão Sorrisos nos rostos Felizes anjinhos a brincar -A minha é maior -Não é não Começa a disputa sempre assim Na varanda o mundo inteiro PLOC,PLOC,PLOC-risos e a brincadeira continua As mães com cuidado as observam Carinho que de longe já conforta As bolhinhas de sabão alcançam o céu Olhos satisfeitos acompanham Como é bom ser criança,mesmo grande

CLUBE DE HERÓIS Pequeno-grande mundo das crianças,o quintal é explorado A mágica da fantasia contagia Velhos-novos heróis surgem Meninas Super-Poderosas SPD,Águia Dourada Homem-Aranha,Batman Super-Homem e Aninha Aninha quer ser ela mesma Sempre do contra Nesse clube menina tem vez Frágeis-fortes crianças HA,HA,HA,HA...Vou destruir o planeta!!!! E agora quem poderá nos defender? O inimigo é poderoso O conflito tem início Seus planos não funcionam O Bem venceu dessa vez Da cozinha,a avó chama para o lanche As fantasias não se desfazem A batalha tem um novo recomeço Brincar de herói fortalece o espírito O Mundo dorme tranquilo..

DECLARAÇÃO O amor invadiu minhas células Tal qual um deleite de um sorriso teu Insônia e juras aumentaram minha taquicardia Desejo o acalanto do teu toque Como esquivar-me de um sentimento intenso? Vida,já não mais a tenho Entrego-a a ti com todas as minhas forças Ó futuro de minha existência Já nem sei de mim,pois sou teu Viver,agora,só tem sentido ao teu lado A cada dia,único e último.viverei cada momento Tua felicidade,minha realização,convivência pacífica Uma sina indissolúvel,inevitável Amor,amor,amor,amor...só você.

ENCANTAMENTO Alma bissexta nefasta Discretamente crepuscular Invade inevitavelmente o falso brilho do alvorecer Obtuso encantamento De um homem desiludido Janelas abertas,portas arrebentadas Um louco viciado pelo espelho do espelho quebrado Entregai as chaves do escárnio Esse poeta só quer amar

EROTISMO À FLOR DA PELE

Ai,ui,mais um pouco Ufa,assim? É,tá ficando bom Agora vai,se prepara Uau!!Que delícia,continua Oh,oh,nossa que bom Depressa,vai,anda Ele tá chegando? Quase,termina logo,acaba com o meu desespero Nessa fricção a noite inteira Parafuso e Porca compreendem Sem arruela não dá .

ESTRANHO Ando pelas ruas absorto,esbarrando em fantasmas Olho a esquina dos meus pesadelos São reais distorções da minha ficção Fome?Adultério?Dor?Frustração?Lágrimas? Talvez Crianças comerão seus Sonhos? Inutilia truncat Carro?Casa?Diversão?Família?Comida?Religião? Paro diante de uma porta,procuro as chaves Mistério Não as encontro...encontro poeira Vejo meus pés esfarelados pelo tempo Susto Sumo diante dos Homens,lentamente EXÍLIO

Na penumbra de campos e serrados Há paredes de concreto Cimento armado Mentes insanas Insanas mentes Não sei Enxergo onde os olhos não vêem Farol da noite,sozinho Estrangeiro do mundo,vasculhando terrenos Sob Ruínas históricas e ardentes Entre horizontes perdidos Na humanidade Exilo Me. HOMICÍDIO Prisão perpétua para o meu crime! Juiz Amor declarou: -Cela Solidão para esse criminoso Não havia defesa Não haverá infelicidade Cometi o crime que a humanidade desejava Fui julgado Humilhado Expulso da sociedade -Matei a Saudade com cianureto.

HORA DE DORMIR O coaxar dos sapos embala o sono Vaga-lumes iluminam a noite do menino Os mosquitos se esquivam de línguas saperinas Os uivos do lobo já não mais assustam Sob luz de vela

A mãe conta uma historinha O trenzinho avança pela estrada Os apitos são sorrisos no rosto da criança O sono tranquilo logo chega Um beijo na testa sela a noite Sonhos ficam mais felizes. IMAGENS DO NOSSO AMOR Metáforas são inúteis para falar do meu amor por ti Hipérboles,um eufemismo redundante de nós dois Compará-la,não teria como Teus beijos,uma sinestesia Teu olhar,sorriso e corpo,uma paráfrase da canção mais linda O teu abraço,uma inversão da despedida Você tão bela,eu, uma antítese Opostos perfeitos de uma atração fatal O cheiro de teu suor misturado ao meu,uma personificação A ironia não tem vez entre nós Muitas imagens Poucas imagens Não importa Sentir a calmaria desse amor,basta. INÓCUO Tenho medo do que sinto Arde-me o corpo de paixão Idéias inócuas tu dizes Vatepraputaquepariuporra Espantas a minha ânsia Desejos no travesseiro do teu quarto Paredes que cruzam o corredor Caio sob abismo de frustrações Vatepraputaquepariuporra Espanto a ironia do teu lábio carcomido Choros,saudades premeditadas,gritos Um corpo no chão Perícia Flagrante Testeminhas Dossiê:um crime passional Suicídio

MATEMÁTICA DESCOMPLICADA

Eu + Você=amor tão lindo Você + Eu=compromisso Compromisso +Vontade=três Três + Sonho=família Família + Necessidade=casa Casa +Filhos=gerações Gerações +Sobrevivência=perpetuação da espécie Perpetuação da espécie+Humanidade=mundo feliz Mundo feliz + Nós dois=razão do nosso amor Pra quê complicar?

NEFELIBATA O rio cuspia veneno no horizonte No playground zumbis negociavam cérebros computadorizados O carrilhão do progresso acenava aos caboclos intelectualizados Infantis bocejos do Herói Sofregamente protege a justiça empalada ao desejo de um Santo Nego o que não nego a mim mesmo Beijando a sombra de uma bruxa.

NÓS DOIS Meu corpo grita a ausência do teu Tudo parece disforme e impreciso A alma chora O ar se sufoca A existência planeja seu próprio funeral Nada preenche esse vazio Vem Abranda-me com tua boca a insaciável vontade de você.

O GRILO

Cantando e pulando O grilo vem andando Sorrindo e pedindo Um ar que florindo Vai correndo e fugindo. O grilo se volta Ouve um baque na porta Ele corre e socorre a formiga Jasmim. Pensando na volta ele diz um sim À flor que abrindo dá amor pra mim. O grilo Remela Só pensa na bela Do mar que se esconde bem dentro de um bonde. Que grilo sapeca Que corre e que dança As árvores balança no fio dessa trança.

O PÁSSARO Voas Não percebendo o óbvio És nada Figura insone vigias o acaso na escuridão dos teus vôos Flutuas, incógnita da liberdade Porcos Parcos pedidos purulam És nada,nada és Sob odes estranhas procuram exaltarem-te Loucos os que tentam compreender-te Apenas voas Nada,és o que nos falta Humanidade,espelho das imaginações Homem-pássaro sem asas.

O POETA Minha alma bissexta de poeta retornou em mim Estou fora de mim A palavra em si é um meio e um fim Dores do mundo,não as sinto Não consigo sentir nem as minhas Escrevo o que está explícito e explícito em alguém que não sei quem é Se impotância tem,não sei.

O QUE DIZER DO AMOR? O que dizer do amor?Muito já se disse Do amor não digo nada,sinto-o Sentir pra muitos não é suficiente Deve-se transbordar,contagiar a pessoa amada Dirão que contagiar é pouco diante da grandeza dele É preciso atingir a alma até a satisfação máxima Ó amor como te quero invadindo as veias,enchendo os pulmões Por ti sou derrotado e me saio vencedor Tu que deveras foi banalizado Perdoa-me por dizer algo de ti Como não declarar o que se sente? Covardia é não vivê-lo,defendê-lo,imortalizá-lo Impossível,alguém me sopra aos ouvidos De tempos em tempos,uma alma tem o dom Dom de torná-lo personificado pelas palavras O que dizer do amor? Apenas ame,nada em troca espere... O amor verdadeiro existe Querê-lo,quem não o quer O que dizer do amor?...

O RAPTO DA RECORDAÇÃO Lá no fundo,em um cantinho Repousa Inquieta Triste Às vezes chora Ri Canta Blasfema... Em outro canto Quieto Confuso Pedindo perdão Unem-se Beijando Trazendo felicidade Sinônimos do amor Saudade Rapto Recorda(ação)... Sussuram gemidos Emoção Adormecem O dia nasce feliz O VAGA-LUME Estrelinhas na escuridão iluminam a noite Piscando chamam a atenção Enchem de alegria o coração Queimam Não cheguem perto São frágeis,envolventes vaga-lumes No ar sua dança embala a solidão Pisca,pisca vaga-lume Meu sopro abraça você Tristeza não existe mais Meu coração está em paz.

PAIXÃO SEM FIM Ah,amor tu me dominas,me deixas louca O teu cheiro,alimento para alma Meu anjo gentil,teus lábios me corrompem

Sou tua,só a ti desejo Quantas vezes me perdi em teus abraços Como quero sempre me perder Teus passos,estrada que sigo firme e contente Os teus olhos iluminam a escuridão de minha vida Sou nada sem você,meu tudo Em teu colo,ninho perfeito,deposito a esperança Paixão que me tranquiliza e alucina Meu corpo Teu corpo Nosso amor Mais ninguém. PASSIONAL O vento sussurra ao pressentir teu vulto Enquanto as lembranças ferem (-Tudo passa!Aquieta-te,diz o vento) No riso ingrato do adeus as dores se confundem Tantas vezes quente Tantas vezes enterrado O sentimento(que teima em resistir) Sobrevive Vendo o ciclo refazer mais uma caminhada.

PEIXINHOS NO AQUÁRIO Miniatura de prisão multiplicada Na sala de estar um lindo aquário Tem algas,navio pirata,pedrinhas coloridas Como é maravilhoso Bem no fundo um baú com tesouro Tesouro de muitas histórias,muitas aventuras Que medo do Capitão Barba-Negra Ainda bem que tem o mocinho Peixinhos coloridos beijam a criança Ação que só ela imagina Ela fala com eles em língua estranha Pobrezinhos,não entendem nada Só querem voltar para casa Família,amigos,liberdade e nada mais.

PRECE Se o meu povo cantar Não haverá medo tristeza,solidão... As crianças poderão dormir Colocando as desventuras e prantos de lado Se o meu povo sorrir Colocando em minhas mãos o sentimento do mundo Refletirei em minha face a alegria Se o meu povo chorar Sem que tenha aplacado sua fome Sem que tivesse alcançado o perdão Divino Sem que tivesse justiçado suas crianças Entregarei meu corpo,minha vida por meu povo Se o meu povo orar conhecerá DEUS Problemas não existirão,nem crises medíocres Se o meu povo não perder esse poema-prece Serei feliz Alegrando-me com o novo mundo Abrindo os horizontes perdidos de uma geração

PRISIONEIRO Moram em mim muitas almas condenadas Inconciliáveis,egoístas e sorrateiras Meu corpo já não existe Personagens de uma ficção absurda Convidam mais e mais forasteiros Fundo uma cidade Mas quem vai administrar? Redimirem-se,não querem Bandidas, seguem nessa vida louca O real já nem sei o que é Finjo entender,encontro um amor Compartilho a dor Anjos surgem desse enlace para me salvar Decaídos se amotinam Descobrem que a luz é real Pouco a pouco o perdão conseguem Deixando o amanhecer em paz. .

UM SEGUNDO Enquanto os sonhos passam à margem do real Um desejo invade a tênue linha do tempo Arrastando Entorpecendo Ensurdecendo A vontade de ser teu eterno presente Passado e futuro se digladiam Aniquilando este segundo imortal. VERTICAL Trans mitir portar pirar Emoções vencidas Ex altar piar Corações partidos Ven tilar der cer Meu amor perdido. SÓ

O toque distante do teu beijo amargo Envenenou a sede Vendeu as ilusões Corroeu o desejo Do amor De te amar amando vivamente Essa solidão UM AMOR PRA RECORDAR Noites passei suando frio Pensamento voltado a ti Contornando as janelas da ilusão Teu caminho,meu caminho segui

Tão diferentes,tão próximos Seguias o teu destino Em busca dele desejava As decepções da vida Pouco a pouco me mostrava Um amor se revelava Minha resignação,vontade o atraíam Amor crescendo em ti Em mim transbordando Os respingos encharcando o teu peito Tuas mãos chegando-se às minhas Nossos olhos fitos confirmaram a união Prazeres divinais,gozos intensos Felicidade vivendo conosco Ah amor...o sonho acordado Despertar não quero... Como aves do infortúnio O frio Arrepio Calafrio Dores Dissabores Sofrimento O mundo caindo Céu escurecendo Eu te perdendo A chuva,meus olhos Raios,trovões,o coração convulso As flores diárias,recordações desse amor Breve,juntos estaremos Teu túmulo,minha cama...

TRISTEZA ó sentimento agourento,fiel escudeiro da dor,inimigo da alegria rancor do prazer e contentamento,só tu tens como aliado a depressão,amiga da angústia,companheira da ansiedade e rival da auto-estima,faz dos seres cadáveres ambulantes musa solitária em si,dona de legiões de desafortunados como esquivar-se de tuas garras?sinônimo da crueldade,matriarca das lágrimas inconsoláveis,és ainda assim o motivo de inspiração,razão do compartilhamento do sofrer de muitos poetas,solidários a quem da palavra não detém intimidade es-

tás aqui em forma de lágrima,borrada pela queda cujo papel não pôde mantê-la intacta no peito aqueceu as irmãs e só .

TEU OLHAR Teu olhar,girassol fecundo Sigo ansioso,cativo do teu mundo Uma hora quer distância,outra,afagos Nessa inconstância não sucumbo A doçura me acalma Tens fel?Questionar,uma heresia A força dele me contagia Estrelas que me guiam em tua direção Como não ceder? Refém agradecido dew teu domínio Em teus olhos me vejo Não vejo mais nada Olho o que olhas Caleidoscópio inútil Sem ti O que importa é ser No ter do teu viver

SÓ... Sentir dentro do peito essa angústia Querer a todo custo uma ventura Migalhas recolhidas da malícia As sobras de uma mesa de fartura O corpo grita sua vontade a cada instante Procurando sempre um sorriso esquivo O toque é muito mais que um motivo Da alegria tosca desse ser errante Ah,ingrata Solidão,aplaca essa busca Dá prazer a quem sabe tornar-se pó Centelha que aos olhos só ofusca Felicidade plena,uma utopia Certeza de quem vive de filantropia A escuridão da vida é viver só.

SER AMIGO

O ser e o ter amigo,questão de querer Se for de ocasião,melhor fugir Muito se compara o amigo Escolhe-se ou é escolhido? Incomparável importância A ele odes,canções foram criadas Guarda-se no peito lembranças Boas ou más,é a vida Amigo não se ressente nem recalca Conflitos são normais entre os seres A gangorra da vida mostra Compreensão,um desejo Utopia viver numa ilha O homem na multidão preso a sua bolha Esquecendo-se de si Protegendo-se da dor O calor humano floresce o amor Importa para o amigo,é ser

SENSAÇÕES Feito navalha na carne,dói Dilacera o corpo,nervos se contraem O sofrimento amarga o paladar Chorar já não posso Dormir,não consigo A tristeza me domina Respirar é uma agonia Aves agourentas me consolam A morte vive a zombar: Sofre,sofre,sofre e 'inda é pouco Muito não tive Querer não devo Enterrado,vivo Invisível no mundo de invisíveis Zumbi,zumbi,zumbi... Nasci podre Onde está a chave?

PERDER VOCÊ Perda,sentimento que deixa um vazio O chão some,a alegria se esvai As horas ficam longas,nada nos distrai Os amigos consolam,mas cadê o brio? Coragem se apavora,o medo nos devora Como colocar algo para fora? Tudo que se tinha,fica na esperança Sonho de criança,crer que há bonança Querer longe esse pesadelo Desejar sobrar ainda o cabelo Depois de tanto sofrimento Livrar-se enfim desse tormento Vislumbrar apenas a perfeita união Acreditar na estrada do coração

SUBMUNDO DO AMOR Procuram sufocar o desejo escondido O meu mais secreto medo Sombra denunciadora no claror da escuridão do meu quarto Reencarnando sonho antigo Promessa machucada pela corrosão do tempo Em outro lugar você desarma meus sentimentos Corrompe minhas emoções Não Não quero viver desse jeito bandido Apesar de tudo espero a mais efervescente das paixões

PEDAÇOS DE ALGUÉM Complemento de um sonho Lar confuso Sorrisos cansados Toque de angústia Vozes emboloradas Seus beijos Várias lágrimas Incompletos,sem jeito,só queremos viver Nossas vidas Tornam-se um pedaço Pedaço de nós mesmos

O SOL E A LUA Caminho solitário na noite,esperando o dia Sei que aparecerás,mas estarei perdido Até quando vai durar essa agonia?

Dura espera pra quem tem o coração partido Torço pra um dia acontecer um eclipse Nele estaremos juntos,não farei burrice Todos pensam que nosso amor é impossível Mudarei o mundo e isso será incrível A partir desse dia,seremos exemplos de amor Quem não se inpirou em ti musa da noite? Nunca se quer foste um satélite Brincaram contigo,fingiram até dor Dor que eu,inimigo dos vampiros,sinto Ah,esse amor que trago no peito Essa vontade de te aquecer,sei...não tem jeito Quero uma mágica,sair desse labirinto Minha eterna Lua,amada até e além do fim do mundo Sonho contigo estar,desfazer essa maldição Fazer com que saibam do meu sentimento profundo Unir nossas almas em um só coração....

O PÁSSARO Voas Não percebendo o óbvio És nada Figura insone vigias o acaso na escuridão dos teus vôos Flutuas, incógnita da liberdade Porcos Parcos pedidos purulam És nada,nada és Sob odes estranhas procuram exaltarem-te Loucos os que tentam compreender-te Apenas voas Nada,és o que nos falta Humanidade,espelho das imaginações Homem-pássaro sem asas O MAGO-BRUXO HOMENAGEM A MACHADO DE ASSIS

Olha o doce,dizia ele contente Bem sabia a doçura que faria de nossas vidas Sob seus passos uma história se confirmaria Menino franzino,pobreza material O gênio da palavra ia se revelando Amigos na jornada coleciona Dia e noite referências do mundo o acompanhavam Com eles aprende,o pupilo vira mestre A mãe lavando roupa,o pai pintando paredes Lava nossa alma,nas paredes seu nome é impresso Suas histórias nos retratam sem molduras A natureza humana se reprisa nelas Mudam de camisa,hábitos permanecem Mulheres fortesw envolvem seus enredos Enredam a cada um de nós com sua força Carolineando nossos sonhos Companheira de toda uma vida A ti nos curvamos,ó Mago-Bruxo A poção mágica,admirada,copiada,nunca igualada nem superada Deixa uma marca indelével em nossos corações A humanidade é tua,o prazer,nosso MINIATURAS Passa suavemente o batom pelos lábios Ajeita os cabelos Sorri para o espelho Tão pequenina a menina!! Sonha em ser atriz,dançarina,médica... O mundo é perfeito,acredita Fazendo o jogo que lhe impõem Acelera o tempo Larga as bonecas Impotente fica diante do meio Uma lágrima cai,ninguém percebe Casa,marido,filhos,preocupações... Infância abortada Pobre futura mulher Exagera na rotina -Mãe porque meu irmão não ajuda -Ele é homem Alguém se indigna nesse momento.

MINHA VIDA EM TUAS MÃOS A lágrima que escorre no rosto Só mostra a dor profunda,mais nada É símbolo de um sofrer com gosto Desejo de tê-la sublimada A boca que beijei,não coro A força desse amor revigoro Ter a vida testada a todo instante Faz-me a cada dia mais infante Insamo me rotulo toda hora Vislumbrando teu amor,a nossa história O medo de te perder só me devora Se tens humanidade,dê-me a glória Tuas mãos conduzem a minha vida Fazei dela uma alegria bem florida.

MEU SALVADOR Por vós corro em busca de salvação Tenho a alma negra,quero purificá-la Seu olhar triste,por mim,pelo mundo,pedem uma solução Sou culpado em abandoná-lo assim Dê-me o castigo merecido,será pouco Teus braços abertos,prontos a receber-me Confirmam Tua infinita bondade Sou cruel ao deixar-Te preso os pés Como podeis caminhar em busca de almas perdidas Nada O impede,Nós temos a liberdade e O abandonamos Convenientemente Te buscamos só no desespero Alguns verdadeiramente estão sempre contigo Hipócritas existem em qualquer parte Tua semente há muito lançada,perdeu-se entre os homens Vem,semeia em mim por vossa Glória ,vos imploro Sou alma desamparada que em Teu rebanho quer estar

Estarei desesperado agora?Não,minha alma chora A necessidade me devora,vejo enfim chegar a hora Momento que o Homem tem que decidir Sou teu Senhor,use-me como prova de bom Pastor.

MEU AMOR O sol ardendo em sua pele O peito arfando de emoção Os cabelos ao vento As curvas conduzindo o meu olhar Os passos ligeiros, seguindo-a Suas mãos delicadas,um carinho Gostoso sentir seu toque Penetra na alma aquecendo A vontade submissa,caprichosa Cada pedaço de mim implorando Ósculo precioso,combustível do prazer A brisa refresca o corpo Seus braços,meus abraços,um laço Inútil fugir ao sentimento,domínio do coração Vem,a vida,minha vida,nosso amor Ah,o cheiro de você pelo ar A natureza exalando seu perfume Sou inteiro a seus pés,divina flor Amor de toda uma vida,devoção para a eternidade.

INVISÍVEL Ando pelas ruas absorto em meus pensamentos Olho as pessoas,não as vejo Sei não estar cego O espelho se faz presente agora Imagens refletidas se escondem Olhar e não ver Ver e não olhar Constantes comuns na vida do homem Invisíveis,imagino,somos todos Peças inexistentes no turbilhão da vida Vida que se faz esquecida No desespero,um grito se ouve

Louco,louco,louco me dizem Quero saber se existir é dolorido Dolorido é viver sem vida própria Encontrando prazeres mundanos com conforto Um tiro se escuta Caio estatelado no chão Breve existência Nem assim eu sou.

FUTEBOL NA RUA Pés descalços felizes no asfalto Dois contra dois Os chinelos são os limites Pequena-imensa trave,portal da felicidade Malabares do esporte Folha seca Vaca Chapéu Caneta Bicicleta ......................... Tantos nomes surgem Gênios anônimos de uma nação privilegiada Lá vem a Foca Goooooooooooooooool Não foi não Foi,foi,foi Não foi A platéia,ansiosa por atuar,pacifica

A revanche é aguardada com ansiedade Brincam as crianças nos campos da vida Inocentes,puras,singelas... Ó que saudade.

FUNERAL DO AMOR Teu corpo ao lado do meu,frio Meu calor não te aquece O toque só te aborrece O amor morrendo Nasceu algum dia? O corpo esperando A alma chorando A noite vazia A vida vazia Vazio,o meu ser De tanto querer ter O que nunca tive Ó amor,não morras Em mim,vive!!! A esperança,tua companheira vive queixosa Teus olhos nunca foram meus Só agora minhas lágrimas fazem sentido Inútil espera,o amor morreu em ti Tuas palavras firmam

Teus gestos confirmam Amor próprio? Estou a procura O que não vejo,dói.

FESTA NO SALÃO

Hoje vai ter festa no salão O dedo fica a limpar o cenário Menininho distraído nem liga pra brincadeira Que coisa feia!- diz o pai Que horrível!- diz a mãe Que nojento!- diz o passante Inesperadamente,ele diz: -tão todos convidado! -Mas antes lava as mão- diz a irmã.

FACE A FACE Face a face Sorriso Esconderijo Ilusão No abrir de uma porta Lágrima Desespero Saudades Não se vê Luz Esperança O repuxar de uma porta Uma sentença: o adeus O cair de uma lágrima se assemelha à morte EU TE AMO

Como negar o sentimento que salta aos olhos? Dizer simplesmente "eu te amo",sem senti-lo,loucura Loucura mais ainda contê-lo Ah...meu sonho de amor Contigo a vida é um prazer Multiplicarmos nossas essências Desejo natural Viver não é mais perigoso Perigoso é desprotegê-la,ignorá-la Estar junto a ti...vem A Natureza se perfumou por ti Reparaste nas nuvens? Ela desenha nós dois a cada segundo O céu de um azul intenso se vestiu Teus olhos não competem com ele,são mais belos A brisa ao refrescar teu rosto leva um beijo meu No arco-íris podes ler:"eu te amo" Amor do meu viver Só tu és a razão de tudo isso...

ETERNA ESTÓRIA Cachorro e gato brigam no quintal Pra apartar a luta,chamam o rato Juvenal Ratinho corajoso esse Meter-se numa disputa tradicional Pêlos pra tudo quanto é lado Gato,amigo de rato? Cachorro,amigo de gato? Nesse balaio de dúvidas Brinquedinho do bebê foi pro hospital Rato,Cachorro,Gato foram ler jornal. ESSAS CRIANÇAS!!!!! Nada a vê Macaco na tv Brincando com você Foi à roça

Perdeu a carroça Assim vão brincando as criancinhas Mundo mágico e divertido O real não tem lógica Imaginação é quem manda Pai,mãe meu dentinho a fada vai levar? Ah, a fada salvadora,nem a bruxa pode com ela Vai e fará outro dente nascer Ela é dentista? Fico sem resposta Preocupado fico com a idade dos porquês Perguntas que não acabam mais Que bom ser criança Aprender a descoberta diária,sem medo Essas crianças nos enchem de vontade de ser assim Desbravadores de nós mesmos.

ERA UMA VEZ :JOSÉ Corpo franzino esse menino Desde os quatro anos na labuta Catando plástico,alumínio,papel... A vida o fez se virar Construindo sonhos,segue adiante sua jornada Uma família depende dele Comida,nem tanto,só o que sobra da feira Vestimenta,o que lhe dão Diversão,viver um dia após o outro Educação,nunca ouviu falar disso Escrever não pode Sua rotina é seu diário Carrega nos ombros o peso do mundo Velho,aos quinze anos Mulher nunca teve Seu sonho de amor é comer mortadela com coca-cola Coitado do Zé,me sinto íntimo dele

Passa por nós e não o vemos Uma bala tirou-lhe a respiração É só mais um,a família se vira Entregues a sua própria sorte Deixam flores de plástico no túmulo Essas não morrem Morreremos de vergonha algum dia?

DESEJO Meu corpo sente fome da fome do teu corpo Minha sede se agoniza Vejo um vazio enchendo meu peito O hálito quente de tua boca me congela Calafrio,horror,arfante me solidifico Névoa do querer tanto esquecido Teus abraços me afastam,sou teu,não ligo Capacho de mim mesmo,meu inimigo Sofrimento de amor levo comigo Desejo do desejo do desejo...que mal há nisso? Anulo-me por ti,espelho de minha alma Amor que não tenho,nem me nota Não lamentes perder amor tão lindo Foste teu ácido,resigno-me contigo

Mesmo na dor,o amor não findo Esperança de ser teu ombro amigo.

DE CORAÇÃO PRA CORAÇÃO Pulsa rápido e sem vida O querer apetecido De uma lida tão sofrida Amor não correspondido A sina contrariada Deu razão ao coração -Vai,vença,é união Junto dessa aliada A Coragem se aninhou Ungido pela saudade Buscando a felicidade Muitas pedras encontrou Quer sagrar-se vencedor? Acostuma-se com dor

Toda conquista é difícil Sorriso é melhor indício Acompanhado de flores Vá espantando os temores Sê justo ao teu coração Entrega sem aflição Amar também é sofrer Às vezes tem desventura Mas sua doce aventura Diminui o seu doer Meu coração fala ao teu: -Meu pulsar é todo seu!!!! Ouve esse desesperado Ele só quer ser amado. CRISTO: VIDA ETERNA A morte bateu em minha porta Se,não Foi suspiro Tive medo Tremi Chorei Dentro de mim encontrei resposta Cristo:vida eterna. CIO T eu hálito cheirando a sexo Meu corpo querendo A vontade doendo Tua voz rouca cedendo Um beijo aquecendo A língua lambendo O -endo mostrando o eco,movimento O sorriso,a cereja.

ARRUINADAMENTE ARRUINADAMENTE A RUI NADA MENTE RUIN DA MENTE RUINA DA MENTE NA MENTE A MENTE

MENTE ARRUINADAMENTE AMOR DE PERDIÇÃO Simples como respirar ele surgiu Dominou a mente,coração,corpo e alma O mundo se abriu Cada segundo de vida,insubstituível Viver pleno,pulsando o sentimento Loucuras realizadas,atos de bravura No isolamento ficou,cego de paixão Perdido em si mesmo Narciso se intimida com tamanha entrega Tudo que vê é espelho Saber amar a si,gesto natural Completar-se em alguém,busca incessante Amor perfeito,sonho pouco encontrado A vida sem ele,vazia,uma completa perdição Querer muito se perder ao encontro desse amor Trajeto de toda uma vida Só amor,amor, amor e mais amor move as pessoas.

AMARGOR As janelas da alma se fecharam O mundo tornou-se cinza Decepção,ressentimento fluem no peito As lágrimas incessantes registram a dor Vida dolorida Bocas vomitando dissabores Amor chegando ao fim Estrada amarga no horizonte Um beijo feito fel na fronte Selando a triste despedida. AMAR VOCÊ É POUCO Sempre que me deito é em você que penso Ao me levantar a primeira imagem em minha mente é sua Feliz seria se você estivesse ao meu lado Sei que já lhe disseram isso Não lhe digo nenhuma novidade

Tem as qualidades esperada,é perfeita até nos defeitos Como tenho medo de não fazer parte de sua vida Ensaiei inúmeros momentos de amor entre nós Como tremi,suei frio,gaguejei... Você me manteve calmo,mas não consegui dizer Uma voz fraquinha,tímida saiu:te amo Sou um girassol seguindo a luz que o alimenta Parece obsessão,loucura,paixão O amor é entrega,não importando a recompensa Assim sou,teu por completo. A UMA AMIGA Obs: A SONIAMAR SALIN

Teus olhos,cheios de vida,muita esperança irradiam Ruborizas o rosto ao se emocionar À flor da pele tua verdade evidente Mulher guerreira,Iara na imaginação Solidão em ti não existe Consigo nos leva Contigo estamos,incondicionalmente Vontade,persistência,luta são palavras-espelho Teu rosto está nelas Refletem em nós desejos sonhados Sementes plantadas em nossos corações O mundo se faz melhor Estás nele,bendito o teu nascimento Enraizada ficas em nossas lembranças Não serás esquecida nem pelo esquecimento.

A NOSSA AMIZADE De repente aconteceu Cumplicidade aflorando Descobri o mundo seu Assim fui me apaixonando A cada dia uma espera Amigos tudo superam Tão longe dessa esfera Muitas maldades imperam

Destruir uma amizade A tarefa do invejoso Seu olhar malicioso Mostra toda falsidade Que pena dessa pessoa No coração sempre ecoa Lágrimas amarguradas Emoções inconsoladas Nossa amizade,uma força Inquebrável fortaleza É tão cheia de beleza Deita no ombro a cabeça.

..........TE AMO.............. Meus músculos vibram ao som de tua voz O arfar de minha respiração denuncia minha tensão Tudo quanto posso faço,controlo-me O sentir não permite Ao tocares minhas mãos,sinto-me criança confiante na condução Nossas mãos se entrelaçam Meu corpo vibra por inteiro A voz treme,nem percebes Sussurro-te juras Beijo tua testa como demonstração de extremo respeito Ajoelho-me,ponho a mão no bolso Retiro dele um objeto envolto em caixa de veludo Estás apreensiva Mostro o mimo Ergues-me

Com um beijo A aliança se confirma No abraço apertado Meu grito o mundo ouve ..........TE AMO..........

VOCÊ EM MIM Sinto que esse amor não é em vão O seu olhar conduz os meus passos Afastando-me completamente da solidão Corro em direção a seus abraços Cada vez fica mais forte o nosso envolvimento As carícias que trocamos não saem do pensamento A libido é intensa,seus beijos,pura recompensa De um pobre amante,rico na sua presença Me ver sem você é um pesadelo sombrio Não sei onde começo nem termino Sinto como um menino senhor do seu próprio destino Feliz vendo você,meu anjo,afastando qualquer calafrio A boca sedenta por um beijo seu,implora O corpo trêmulo,percebendo a delícia Aceita de bom grado a sua perícia De fazer de seu servo um ser que lhe adora Ponho-lhe em um altar minha doçura Sabedor que sou de sua candura Afirmo sem dúvida que você em mim É fonte de força,alegria sem fim.

UM GRANDE AMOR Um amor assim não é possível esquecer Pensar nele,so faz o corpo aquecer Por toda minha vida pra sempre vou te amar Como é gostoso em teus braços me acalentar Prazer igual nunca tive,isso te juro Pois jurar por amor é ter certeza absoluta De andar muito firme e não fugir da disputa

Mostrar ao seu amor que é sincero,não deixá-la no escuro Ter um grande amor é difícil Loucura pensar que é fácil Uma vida toda se busca essa emoção Às vezes jamais se encontra Mas a vida melindrosa nos apronta Uma chance para realizar o coração.

TEU CORPO NO MEU O cheiro do teu suor me fascina Meu corpo estremece,vejo minha ruína Destroço perfeito de uma doce dança Teu corpo envolto ao meu é a maior bonança Ah,quanto prazer se sente com o amor presente Quando ao teu lado estou,tudo fica mais quente Os pêlos se eriçam,minha boca busca tua boca Numa procura incessante, chega a ficar louca Delírios se ouve,uma leveza brilhante O mundo some,só existe o agora O toque nos faz mais amantes desse amor sem demora A força que quero constante,de ti recebo-a confiante Meu bem não sou mais errante Em ti o desejo torna-se mais lindo

Só quero vê-la sorrindo Depois do prazer tão rompante Em meus ombros deitar tua cabeça Ouvir um suspiro profundo Não temer que esse sentimento pereça É ele que faz o meu mundo. SÓ QUEM AMA... Ai,ai meu coração...não sei se posso Suportar em meu peito tanta aflição Ah...esse inferno de amar...já disseram isso Só quem ama sabe o sabor de tamanha devoção O corpo treme,a fala falha,os olhos não têm sossego As mãos suam,a boca fica sedenta de vontade O cheiro do amor o deixa cego,é tão grande a ansiedade Que já nem sei mas o que faço,nele me apego Óh Amor,sentimento há muito cantado e sentí-lo É coisa que poucos podem desfrutar Por isso, jamais eu penso em ferí-lo Pois só quem ama conhece o prazer que é amar Amor não tem cobrança,entrega-se sabendo Que a lágrima é uma das companheiras,assim vou vivendo... SALVEM A POESIA !!!!!! Salvem a poesia!!!!!!!!!!!!!!! Não deixem que a transformem numa heresia Óh!!Quantos eu-líricos já nasceram mortos Por versos sofríveis,de sentidos tortos Dizem que a poesia retrata a vida Ela está no sentir,metade do poeta a outra,tua Nem se imagina o quanto ele sua Para compor a sua história sentida O dever de salvá-la,se faz necessário fremir Escrevê-la não requer estrutura rígida Basta apenas que a emoção não seja frígida O conteúdo só a tem de remir Salvem a poesia!!!!!!!!!!!!Salvem a poesia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Nunca desistam de tentar Joguem fora toda a hipocrisia

Que ela virá a alma acalentar....

RIO DE LÁGRIMA Meu corpo maltratad o pela dor,pena O dó de mim já nem sei se tem Vivo chorando,feito gangrena O coração só quer um bem As lágrimas rolam pelo rosto Uma tristeza imensa me invade Fico a fazer o gosto Do ser que não deseja que o agrade Pouco a pouco vejo um rio em torno de mim Sinto-me que vou afogar-me Busco um rochedo,enxergo um fim A Morte sorri dizendo-me:-"Venha comigo ser infame!!!" Com Ela encontro o único consolo Acabar com o sofrimento,o meu dolo.

QUANDO O CORAÇÃO CALA Tum-tum,tum-tum...pulsa forte o coração Tum-tum,tum...as batidas vão gritando Lentamente o silêncio atormentando Levando à boca a fria sensação O medo invade,o corpo fica gélido As mãos suam,a voz dá um estalido Abafada fica de ansiedade Querendo muito um gesto de bondade Ah,amor cruel,dai forças a esse órgão Para aliviá-lo dessa aflição A dúvida atroz da correspondência Faz dele vítima desse tormento Eleva a arritmia,baixa a eloquência Tum-tum,tum... emudece o sentimento.

PROCURA-SE AMOR Quem jamais teve a felicidade tão casta Vive a procurar pelo mundo,na imensidão vasta Uma agulha no palheiro,querê-lo por inteiro Sabê-lo se é digno,puro,verdadeiro... Somos todos caçadores de ilusões Buscando aquilo que preenche a alma Tentando a todo custo manter a calma Na incessante agonia das indecisões Óh Jóia preciosa de um solitário Não fiques assim,escondida em um armário Revela-te,pois só tu és a razão de viver Aqueles que não te acharam,vivem a sofrer Esperançosos que um dia acabe a dor Tristeza de não ter pra si um grande amor.

POEMA DE UMA RIMA SÓ Sentir no peito a doce ternura do amor Desejá-lo eterno,aplacar a possível dor É um querer que aos olhos do sofredor Basta um sorriso da amada para torná-lo vencedor Assim vou seguindo o meu imenso ardor A vontade na alma,sentindo frio ou calor Sei que um dia serei ganhador Da batalha mais dura,a conquista do amor,não encontro competidor Falta-me a certeza,a Dúvida minha companheira,diz com clamor: "-Parai com essa loucura,seu coração um tambor, Não aguenta a desventura,você já é um perdedor!!!" Com o corpo paralisado,vencido pelo torpor Finjo-me entregue à sorte para a ponte transpor

Em algum lugar desse mundo,há alguém a meu dispor Viver sozinho não é minha sina,salva-me Musa do amor, Sou teu por inteiro,no frio eu faço calor.

PARA VIVER UM GRANDE AMOR Para viver um grande amor... Há que ser puro e verdadeiro Retirar as ervas daninhas do canteiro Transformar seu jardim,suportar qualquer dor Saber que ele,o amor,tem seus altos e baixos Para viver um grande amor... Não há que se importar com as agruras Deve ser capaz de fazer muitas loucuras Conhecer dele todos os mais secretos vícios Não se enganar ao ver todos os indícios Pois quando acontecer,valorize-o,ele é único Para viver um grande amor... Há que encher a alma de uma calmaria barulhenta Tornar o coração forte,saber o quanto ele aguenta Ah coração,não és maior que o mundo Mas o mundo em ti cabe com suas dores... Não tema,viva com intensidade cada segundo Saiba que viver sem amor é o pior dos horrores Para viver um grande amor... Há que se doar,sem ressalva Entrar de cabeça,sem receios Sentir no peito a emoção mais alva Dormir tranquilo ao achar o que procura Sabendo que se saiu vencedor e com bravura Para viver um grande amor...

PALAVRAS DE AMOR Feliz o homem que está lhe amando Eu,aqui do outro lado,fico chorando Lamentando a falta que um dia posso te fazer Meu erro pode ser esse...momentaneamente te perder Só sei que a inspiração não me falta Teu olhar sedutor,dá-me a estima mais alta Com as palavras não brigo,elas me conduzem Traduzem o sentimento,só a timidez me atrapalha

Amar alguém assim ninguém nunca verá O amor em cada relacionamento é único Deixe-se vencer e felicidade infinita terá. PAIXÃO ARDENTE (SENTIMENTO À FLOR DA PELE) Ah...esse sentimento que me invade os poros,saltando aos olhos Vive a desafiar-me a sucumbi-lo,artimanhas arma Sei que não posso vencê-lo,entregue estou às circunstâncias Escravo das mais profundas emoções Arde-me o corpo,paixão assim,incontrolável Noites adentro,insones,a buscar uma alegria Garimpeiro do teu sorriso,meu olhar brilha Vê-la tão radiante,suportar não posso,o impulso Move meu corpo em direção ao teu Como te quero em meus braços,iludido fico Quem não se jogou de corpo e alma a um sentimento desse? Ela cega e não pretendo mesmo enxergar Sou dela,à flor da pele fica, registrada na respiração O ar que me dá vida,vivo por ti paixão Seguindo teus passos como um louco alucinado À mercê das mais sutis propostas Vem em meu corpo fazer marada O lar,mente e coração,preparado está Grito bem alto para o mundo ouvir: É paixão,os lábios sedentos são teus!!!!!

O TEU BEIJO Ah...há quanto tempo espero por isso Quantas noites fiquei sonhando...meu corpo frio Tua voz em sonho chamando,aumentando meu viço O medo constante da negativa ,dava-me calafrio O dia parecia normal,tudo conpirava contra O mundo ao meu redor não existia,em ti detinha meu olhar Nervoso estava,teu hálito só fazia me chamar Tentei roubar,mas fui discreto,te fiz afronta Desafiei com um gesto alucinado Surpreendi-te com essa loucura,nossos corpos se encontraram Tua boca na minha,o coração disparado...

Num desatino,a alegria maior,o céu podia cair,os deuses gritaram: "-Até que enfim!!!!"De cá nós ouvimos...só restou silêncio O beijo mais suculento nos colocou no cio... O GRITO DA NATUREZA Nasci pela vontade do Criador Como cereja num bolo bem feito,surgiu o Homem Pequeno,diante de mim buscou proteção Multiplicou-se Como quem não quer nada Lentamente,deixou-me cicatrizes O tempo tem sido meu aliado Deixei-me vencer pelo comodismo Mas a sanha,tem feito esse ser racional,um desvairado Nada dura para sempre,ele esqueceu disso Esqueceu que é a parte mais frágil Esqueceu dos meus ensinamentos Esqueceu que sem mim não vive Esqueceu que posso revidar Esqueceu que minhas ações são reflexos dele Esqueceu de onde veio e para onde vai Esqueceu que é simplesmente:Homem Desafiou a tudo e a si mesmo Transformou-se num pária de mim Meus elementos gritam por socorro Não lhes restam alternativas As águas doces o matarão De sede De fome Diante de toda podridão que acumulam Não haverá abrigo,o sol o queimará A chuva,lágrimas de minha dor,o afogará Meus filhos,a Fauna e a Flora,estão diminuindo assustadoramente Cadê Tu,ó nosso Criador? Assistes impassível a isso? Intercedei nessa contenda!!!! Mandai a única salvação que me resta: A Esperança!!!

O AVESSO DE MIM Meu corpo fala ao teu em tom abafado O coração já todo maltratado

Tu procuras,padrão,eu,singeleza O mundo em si repleto de beleza Não tenho sequer a tua estampa Mas vejo a todo instante a tua ânsia Preencher teus olhos como uma tampa Da panela que não sou ,mantenho distância Assim vou seguindo o meu caminho Torcendo que no fundo tu me olhes Deixando de lado esse espinho O avesso de mim não carrega flores Traz no peito a força desse amor Verdade absoluta desse pobre sofredor.

O AMOR EM NÓS Por que o Sol existe? Muitas são as explicações científicas: Fonte de luz e calor para os planetas Centro de nossa galáxia Elemento fundamental para a vida na Terra Todas as razões que pensares são óbvias Mas a maior de todas é para mostrar Que os problemas da vida não são maiores que TU,óh Criador Que apesar das nuvens sabemos de Tua existência E que entre nós não existe barreiras Porque não consegue,o Sol,por mais que tente Aquecer minha vida como você faz Nosso amor é sólido como titânio Cristalino tal qual a mais pura das águas Assim o amor em nós se manifesta Verdadeiro como um sorriso de uma criança. MUITO MAIS QUE AMIGOS... Tudo na vida tem um começo Dizem que é química,destino... Os olhos falam coisas,não é nenhum desatino Estar perto de quem se ama...assim um dia enlouqueço As artimanhas do amor fazem de mim um lutador Se vencido ou vencedor,nem as esperanças me leva Nos meus caminhos só encontrei treva Tua luz me transformou num batalhador

Nessa batalha eu mereço,apesar do muito que padeço Não conseguir de ti,arrancar a mínima ilusão A tua amizade me resta,no teu toque estremeço Vivo a pescar no teu mar,sermos mais que amigos Nessa rede,os emaranhados da paixão Colocaram-me em muitos abrigos Desejo algum dia que sejas o meu sonho mais secreto Vencermos essas barreiras...amigos podem se amar Um amor tão bonito,em mim não vai se estancar Depende de ti,meu bem-querer,sermos muito mais que amigos...

MINHA DEUSA Todo meu corpo transpira de desejo Sinto a pele transbordar de emoção Quero muito em um único lampejo Envolvê-la em meus braços,embriagá-la de paixão És a razão de minha completa devoção Sou teu servo,disso me orgulho Pajem submisso,é teu meu coração Levai-me,meu corpo é teu presente,um embrulho Minha Deusa serena,meus sonhos te fizeram terrena Os anjos esbravejaram,quiseram acompanhá-la De nada adiantou,não tenhas pena O teu fiel escudeiro,por ti clamou És linda,de carícias quero banhá-la O meu amor imenso te revelou.

MEU ANJO.MEU AMOR Só de pensar em teu hálito gostoso e quente Sinto um furor incontrolável,um desejo ardente Meu corpo precisa,é impossível resistir Vício que sustento,dependência que não quero banir Tu és meu anjo,me guarda e me tenta Somos cúmplices desse amor profundo Alegria infinda,prazer demais fecundo Quão urgente e preciso é, a tudo alimenta

Musa inigualável,razão de minha existência Compará-la à importância da Natureza,um sacrilégio Tu és maior,ser teu amante,um privilégio Tudo em ti me fascina,já não tenho carência Ah amor,não aplaques esse meu querer Quero senti-lo,o amor,por todo o viver Pulsa bem forte e desritmado,o coração Mola principal,comandante da minha emoção.

MEL NA TUA BOCA Doce néctar que sorvo com prazer Eriça os pêlos e envolve o meu ser Cativas minha vida,sou zangão Vem,óh rainha,entrega-te à paixão Sou teu servo,chegou o lindo momento Dar-te o céu,meu único pensamento A morte recebo-a com mui carinho Nasci para seguir esse caminho Na colméia das emoções,o mundo Torna-se pequeno,corro a teus braços Para mim,só importará o segundo Que bebo o doce mel de tua boca Razão maior de todos os meus passos O fim da minha aventura mais louca. MARLENE Guardo no peito a lembrança de um sonho Alegria que o tempo não apagou A mim só me resta esse olhar tão tristonho Minimizado pelo afago que a vida não me negou A ti segredei os mais íntimos desejos, Na esperança de perpetuar meus ensejos Viver ao teu lado,muito mais que paraíso Transformei a rotina numa aventura,meu siso Sinto no coração a saudade aquecida Pelas lágrimas que derramei por ti,doce querida Teu nome,óh minha amada,reduz a aflição

Ele pronuncio,gritando bem alto,até a exaustão É uma felicidade infinda,a ti digo solene: -"Ah minha linda,mulher só és tu,o anjo Marlene!"

DOCE-AMARGO AMOR Uma rosa no jardim nós colocamos Sabíamos dos espinhos,ignoramos Teu ardente jeito de me servir Aumentava a cada dia o meu sentir Vi um horizonte lindo,nas nuvens andei As pétalas que deixavas perfumavam a estrada Tão maravilhoso o mundo se abria,a ti meu amor jurei Juntos começamos a nossa caminhada De risos,suspiros e gemidos de prazer a vida se enchia Viver pleno,a tônica do coração A rosa do jardim viu-se bem amada,aflorou-se a emoção Olhos insanos,maldosos,carregados de espinhos, aos poucos nos envolviam Uma trama sórdida tomou conta de nós O sonho acabou,vivíamos um conto de fada Pensávamos amar,agora eu sei,não restou nada O destino se fez cruel,nos deixou sós. DEUS É LUZ Para muitos esse arremedo de soneto parecerá uma oração A outros tantos,simplesmente uma canção Não importa o que pensam,sei o que sinto Para Deus a salvação existe,isso pressinto Tua vida,minha vida,nossas vidas conectadas Na hora última buscamos a luz Assim não quero,pois o Senhor me seduz Sedução que brota do meu desejo de ver minhas ações abençoadas Na escuridão um fósforo acendi,os males assustei Tua Palavra aos meus divulguei,a claridade vi assumindo Corações contritos,purificados por Teu amor Para Ti,óh Amor infindo,minha vida entreguei A Teus braços atados,apressado corri sorrindo Purgar-me Contigo,extirpando toda a dor.

DESAFIANDO AO SENHOR Minha vida impura não rejeitas Sou desvairado e Te ofendo Ignoro tuas palavras perfeitas Cuspo no prato que estou comendo Do alto me olhas preocupado Pouco me importa se Te tenho angustiado Meus semelhantes sempre desprezo Pois se incomodam porque não rezo Gosto muito do meu livre arbítrio Tu me concedeste e agora pena Desafio-O a tirar-me deste martírio Leve minha alma,não faça cena No fundo só pretendo a segurança De estar ao Teu lado na bonança.

CRISE CRISE? CRI E CRI ! CONQUISTA A luz do teu olhar me ofusca Trazendo em mim a vontade dessa busca Cego fico a espera de um beijo teu Redimindo-me da condição de ateu Morando nessa fera desesperada O coração não suportando a batalha Quer mesmo é servir-se de mortalha A não ter retribuição da amada

Resgatai-me então, eu te suplico A angústia desse sofrer me domina Não vês que minha alma é repleta de mina Compadeça,amor,com muito afinco Mitiga a dor desse peregrino Enchei-o do sentimento mais fino. AMOR,PROFUNDO AMOR (NOSSA HISTÓRIA ) Tua voz quente e macia O hálito gostoso e leve É tudo que me alicia Vem,nesse momento breve Afagar meu corpo lindo Teu toque seduz a flor Louca de tanto fervor Aplacai o que está se abrindo Enchei com teu néctar puro Esse invólucro seguro Sequioso de paixão Explodindo de emoção A mente produz semente A tua plantada em mim Essa sedução sem fim Faz uma farsa patente Meu coração tão demente Frágil,entrego-me contente Vencida pela beleza Começo a ver com clareza Que o amor constrói sutilezas Mostrando nossas fraquezas Ao tempo que é imperioso Declará-lo glorioso Pois só ele tem essa força Fazer com que a mulher torça Vencer o peito mais duro Tirando o amado do escuro A voz tornando real Essa linda trajetória Assim meu par ideal

Transformou minha história Nossos corpos em laço Deixando que nada é lasso O amor vencendo barreiras Para ele não tem fronteiras.

ANGÚSTIA DE VIVER Não vejo mais alegria na vida Toda minha existência foi sofrida A Solidão,companheira inseparável, Abandonou-me de forma desagradável Vi-me num abismo,preso na imensidão De sentimentos doentios,o céu ria de mim Sem saber como sair da escuridão Pedi aos anjos para me darem um fim Crime nenhum quiseram cometer Fui obrigado a fazer uma loucura Essa tristeza infinda não podia conter A doce vida tão almejada Não passou de ficção,uma aventura Ela se perdeu,pois tornei-me criatura alada.

AMOR,DIVINO AMOR Eu sofro em silêncio essa dor de amar Esperando muito um toque de candura Por que o coração só sabe penar? Tudo que ele quer é uma doçura Sentir prazer,amor,divino amor Ter certeza de aliviar a dor Saber a imensidão do céu profundo Não temer grandeza de amor fecundo Só ele é capaz de fazer um Homem Entender que as palavras não adiantam Quando todas lágrimas se alimentam Daquilo que não querem que tomem:

A Verdade e a beleza da Esperança Companheiras ferozes da bonança.

AMOR DE FIM DE ANO Na hora mágica do dia,um desejo se faz Amor de fim de ano,não se começa nem se termina Quando ele surgir,que toda a tristeza jaz Em um calabouço profundo,pois o sentir contamina É um desejo comum nesse momento apelativo Não lutar por ele será o pior castigo Lembre-se de ter sempre consigo A clara idéia de que precisarás de curativo Querer um amor de fim de ano Razão maior e única dos esperançosos Promessas feitas os deixarão orgulhosos De terem sentido abandonar o coração leviano O espírito então já mui consolado Descansará na certeza de ser amado.

AMOR DA MINHA VIDA Querida,choroso em frente ao teu jazigo As flores que trago também choram comigo Sentindo a falta que fazes em minha vida Ergo os olhos para o céu,amor é dolorida A saudade é aplacada com imagens Cenas de uma história tão linda As nuvens se transformam em passagens Episódios de um sentimento que não finda O Vento acaricia as copas das árvores Lembrando dos afagos que eu fazia em teus cabelos O Sol me lança um olhar,pedindo favores: -"Sorria,brilho por ti,atenda meus apelos!!"

Como vês,a Natureza por nós faz festa Quer muito enxugar minhas lágrimas Sinto então um beijo em minha testa És tu suavizando as lástimas.

AMIGO DE TODAS AS HORAS As tardes fagueiras que brincávamos Pés descalços,sem camisa Exploradores de nós mesmos Tempo curto para muita diversão Marcas indeléveis na lembrança e coração As frutas roubadas,os beijos... Nossos amores em comunhão Tudo é tão lindo na fotografia da memória Meu espelho te vê ao meu lado O passado é tão vivo Se faz futuro nesse presente Brigamos,disputamos as mesmas mulheres Nada nos separou A amizade é tão forte Com o coração repleto de lágrimas Minha alma chora a tua partida Os anjos te chamaram Eternizo-te ainda mais nessa homenagem Amigos de todas as horas,saudades para a vida inteira.

AMAR... Difícil conter esse sentimento Sinônimo de vida,razão de viver És ao mesmo tempo forma de morrer Amar assim não é nenhum tormento Ah,invade o ser com sua brisa Tangei a dor que me agoniza Minha ansiedade assombra a loucura Um beijo teu é mais que uma doçura Alimento da alma,combustível do corpo Deste mel me sinto lambuzado Finjo até ser um anjo alado Escalando o infinito,chegando ao topo Prazer tão grande assim nunca se viu

Só quem ama traz no rosto a flor Compadece-se do outro,torna-o bravio Inflando nesse peito a chama do amor Queimai meus genes,eu quero amar Uma vida é pouco,vem sonhar Amar trilhando o Paraíso É tudo que mais há de preciso Mesmo vendo os obstáculos Não temer,pois existe a certeza De livrar-se enfim dos tentáculos Enchendo o coração de pureza Pureza que se faz do amor tão lindo Alegria de vê-la sorrindo No sorriso,confessar ao mundo Te amar assim é tão profundo.

AH...AMAR É... Ah,amar é sentir o coração em polvorosa Saber que a estrada pode ser dolorosa Só de pensar no ser amado nada mais existe Por mais que haja obstáculos,mesmo assim não se desiste Amar é vencer uma guerra particular O corpo deseja muito se alienar É deixar a confusão no peito aquecida Dor mais gostosa e muito querida Não é nenhum desvario cometer loucuras Pois ele é irracional e a paixão não se surpreende Amor é vida e há quem o defenda nas agruras Com a alma encharcada de prazer e compreende

Que ele é símbolo de uma razão de viver Sentimento cantado e nunca exaustivo Faz os poros cada vez mais ativo Jamais se acredita que vai perder Senti-lo é vitória de poucos Muitos dirão que ele não resiste Serão até considerados loucos Se a vida lhe der e isso não existe Como negar uma existência desejada Ah...amar é sentir-se eternizado Nas lembranças da pessoa amada Ter certeza que as razões dele só o faz amado... À MAIS BELA Com o coração cheio de lágrimas A alma desfeita do hedonismo Esperando venturas próximas Vou saindo desse abismo De toda a minha vida me desfaço Assim,vou seguindo no compasso Entregando-me às feições de uma promessa Só desejando que um dia me peça: "-Vem viver comigo,ó meu amado!" O triunfo dessa glória eu bendigo Bem depressa,ponho-me ao teu lado Serei tua fortaleza,teu abrigo A História dirá:"-Mirem-se nela Dentre todas as mulheres, é a mais bela!" A FORÇA DE UM AMOR Ah!Amor,tu me conduzes em passos ligeiros Sou servo desse sentimento por inteiro Habita em mim os sonhos mais fagueiros A vida fez de mim o teu jardineiro E como tal é meu dever cuidá-la Enchê-la de mimos,fazê-la crescer Tornar-te exuberante,dar-te prazer Até nos mínimos desejos afagá-la

Se pensarem que tem espinhos,uma blasfêmia Tu,Rosa do meu amar,és única,inigualável Impuros o que a acham comparável Não sabem que em ti há uma fêmea Mulher guerreira,vencedora de todas as batalhas Mostrou a todos,derrubando as muralhas. @@@@@CORAÇÃO EM BRASA@@@@@@ Quero muito deixar o meu corpo extasiado Sinto no peito uma vontade louca De cair em teus braços e ouvir tua voz rouca Dizendo bem baixinho,vem... monta em teu corcel alado A brasa que me atinge a alma só não é maior Que todo o desejo que sinto na pele Me queima e entorpece,esperando que tu zele Retribuindo com tamanha intensidade o meu infinito amor Como espero ver meus sentidos alucinados Da tua boca sorver a vida e num prazer tão quente Saber que em ti o mundo é mais envolvente Ah...coração em brasa,somente os apaixonados Podem mensurar a força da tua entrega Deixando no rosto o sorriso de uma emoção que cega.

TE AMO POR TODOS OS SENTIDOS O meu olfato sente a tua tez O coração dá um salto de prazer Senti-la,minha razão de viver Há paz entre emoção e lucidez Como não priorizar a audição? Sem ela perco a direção da luz A luz dos olhos teus que me seduz Visão perfeita de minha ambição Ah,amor teu hálito puro e gostoso É dos manjares o mais saboroso Quero oferecer-te o amor mais sublime Sentimento que tenho de mais puro

Sabendo ser ele o que me redime A força que vence o coração duro. QUANDO DIGO TE AMO... Todo sopro da vida ecoa em ti A natureza se beneficia A Música do Amor cai radiante Alegria sem fim e não sacia Linda,aos teus pés as flores vão se abrindo Demonstrando todo meu amar infindo É até maior que céu tão colorido Vestindo-se do nosso amor sentido Os deuses suplicam nossa atenção Querem tanto um sentir assim,imenso Fruto da mais perfeita devoção Os anjos proclamam fervor intenso Basta ouvirem no firmamento a voz: -Quando digo que te amo,sou feroz!

BALADA DO AMOR Como uma música ele vem chegando Não é preciso forçar o seu nascimento Sua naturalidade é o maior reconhecimento Brota nos sentidos,fixa na alma...as sensações vão tocando... A música é gostosa,suave,embriaga o coração Aos poucos sua batida aumenta,fica difícil controlar Mas quem quer um sentir assim contido,medido?Ah que ilusão!!! Ele não se deixa dominar,toma a vida,o jeito é amar Em algum momento a música se torna perigosa Há que se saber regê-la...tentativa deliciosa A Razão e a Emoção lutam a todo instante A Emoção emudece a Razão toda falante

O músculo cardíaco é quem manda nessa briga De nada adianta impor uma intriga Na balada do amor todos os ritmos imperam Cada um a seu momento,os amantes contagiam Viver essa balada é um desejo sadio A procura pode ser intensa Não fique muito arredio Às vezes não há recompensa.

NÃO ME CANSO DE DIZER QUE TE AMO Sou o homem mais feliz do mundo Portador do sentimento mais profundo Esses versos estremecidos pela emoção São pequenas demonstrações de minha devoção Não me canso de dizer que te amo Vivo a exaltar com alegria toda aminha ventura Em ti meus sonhos se realizam com fartura A todo momento é por teu nome que chamo Não há por que florear as palavras Os espinhos da vida em nós não se instalam Nossos olhos,janelas da alma,todo poder exalam Mostrando ao mundo a força que cativas Dentro de mim um menino,guerreiro louco A defender esse amor com a vida é pouco LOUCURAS DE AMOR Quem nunca na vida,por amor,quis se perder? Fazer de tudo só para convencer E para a pessoa amada fez um altar Suprindo todas as sua vontades,nada faltar Inabalável sentimento que a muitos motiva Confessar o sentir,nem que seja por missiva Há outro extravagante,faz da vida uma aventura errante Acreditando que no desvario,tornar-se-á confiante Por amor até o menor gesto vale Não existe nele nenhuma pequenez Basta apenas um toque para por fim à lucidez Surge então a loucura e não há nada que a cale Andar repetidas vezes pela mesma rua Na esperança de que na janela esteja

Olhar nos olhos de quem muito se deseja Pedir aos céus toda a verdade nua Não temer,esperar que seja forte o coração Não se importar com as reações possíveis Pois as loucuras de amor têm os seus níveis Em cada um deles,a pura emoção. POR CAUSA DE VOCÊ Por causa de você... As flores se abrem ao te ver passar A Natureza grita de intenso prazer Meu mundo se transformou,foi difícil me conter Aprendi o verdadeiro significado do verbo Amar Por causa de você... Movo montanhas,não importa se pensam se sou só garganta Enfrento os perigos da vida,sem medo,sem receio Sofro as piores dores,e a maior é não deitar em seu seio Minhas forças se vêem renovadas,isso me agiganta Por causa de você... Sou um poeta apaixonado,brigando com as palavras Querendo a todo custo que em meu peito os cravos Postos um a um,façam-me ver as verdades cantadas Nos Hinos em homenagens aos maiores bravos

Por causa de você... Tudo em mim faz sentido Quero viver esse amor bem vívido Quis sonhar,crer que o sentimento é uma dádiva eterna Fiz essa poesia tão terna... Por causa de você... Por causa de você...

NÃO ME DEIXE... Não faça meu mundo se esvair de mim Não transforme minha vida numa tristeza sem fim Tudo que quis e ainda quero é te fazer feliz O chão se abriu,não sei onde pisar,estou por um triz Pensamentos loucos invadem minha mente Não serei mais um,lutarei por esse amor Lembro das tardes quentes e das noites do teu calor

Como sofro só de pensar,chego a ficar demente Desvairado,alucinado...pelo amor de Deus não me deixe A ti nunca prometi,sempre cumpri,não há do que se queixe Por mais que entenda a razão,o meu coração dilacera Não me deixe...não me deixe...afaste de mim essa fera... Estou tal qual um animal enjaulado,ansioso pela liberdade Mas com prazer imenso me prendo a teus domínios Jamais quero sentir a dor que é a saudade Não me deixe...não me deixe...dá-me a paz dos teus lábios... TRISTEZA NO PEITO... Tu nem imaginas a dor que sinto agora Invadiu meu peito,dilacera e me devora Tudo que mais quero é fugir dessa tristeza Nada mais me consola,foi cruel tua frieza Um simples afago bastaria,a quem sempre te amou A perda de um amor aumenta a aflição Como posso suportar o descaso ao meu coração Se tu o ouvisses agora,ah...ele nunca te agradou Não crês decerto na força desse sentimento É capaz de superar até o maior tormento Fico aqui sofrendo,contendo essa tristeza no peito Tendo como testemunha as lágrimas,derramadas no nosso leito.

DIFÍCIL NÃO DIZER : TE AMO... Tu representas muito em minha vida Lembro bem das noites de agonia Tua palavra,gesto,olhar aliviava e eu sabia Que o mundo,se te desses,ainda me deixaria em dívida Muitos podem expressar o amor de diferentes maneiras Ele evolui dentro do peito,queima e pede pra explodir Mantê-lo prisioneiro,uma heresia,pra ele não existem barreiras O coração,pobre infeliz,vive a reclamar e por mais espaço pedir Reconhecer que nutro um amar tão grande É o mínimo e isso já faço a cada instante Espero que não se canses do meu agir tão gritante É o amor,misto de sofrimento e alegria,que só se expande É, é difícil não dizer:te amo...minha doce amada Por isso vivo a dizer e de tanto falar a voz há de ecoar

O infinito alcançar e quem sabe um dia me lance um olhar E me diga:-"-Pare,não te exaures,serei a tua amada...". DOIS CORAÇÕES E UMA HISTÓRIA... Há muito tenho um segredo bem guardado Acompanho-te a todo instante em pensamento Mentiria se não te chamasse de meu bem amado Tu és a razão maior de meu juramento... Ignorando meu pensar e minha emoção sentida Flutuavas pela vida distraído e eu contigo Alegria sem fim senti ao me estenderes abrigo Quando a chuva me pegou desprevenida Sem saber o que fazer nessa boa ação dos céus Partilhamos confidências e o mesmo segredo Do amor começamos a ser os réus O júri foi a vida e partimos sem medo O coração,grande aliado,dos amantes Prometeu suportar imensa felicidade E guardar nossa história por toda a eternidade Mantendo-nos unidos mais que antes.

EM TUA PORTA Noite estrelada e mesmo assim alegria não vem Caminho em direção à felicidade,cambaleante O medo,a incerteza,a emoção tão dura e torturante Ficam bombardeando e me atropelam como um trem A rua movimentada acompanha meu coração Os carros vociferam e piscam ao me ver Cada vez que me aproximo aumenta a pulsação O relógio apressado fazem minhas pernas correr O oásis é avistado,da janela o farol me chama Sentinelas em prontidão empunham armas Frente a frente,a coragem implora os carmas O pedido é feito,a sorte é lançada e uma lágrima reclama:

-“Não congele o coração amante,dai-lhe o açoite No teu corpo,molho e aqueço, e esperança dou...” Um amor pode ter portas fechadas e eu vago à noite Circulando a tua porta,à espera do sim que não vingou.

This document was created with Win2PDF available at http://www.win2pdf.com. The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only. This page will not be added after purchasing Win2PDF.


				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:42
posted:4/11/2009
language:Portuguese
pages:135