FORMULIO FOLHAS

Document Sample
FORMULIO FOLHAS Powered By Docstoc
					                                        FORMULÁRIO FOLHAS

 Nome do Professor(a): Rosane Aparecida Favoreto da Silva
 Estabelecimento: SEED/DEM
 Disciplina: Educação Física
 Série:3ª série do Ensino Médio
 Faixa Etária do Aluno: a partir de 15 anos
 Unidade Temática: Imagem, corpo e mídia
 Título: Corpo ideal. A Maldição do Espelho?
 PALAVRAS-CHAVE:

 Relacionado com conteúdos de:

 Arte ( ) ; Biol. ( X ) ; Ed. Física ( X ) ; Filos. ( ) ; Física ( ) ; Geogr. ( ) Hist. ( )
 LEM ( ) ; Lígua Port./Literat. ( ) ; Matemática. ( ) ; Química ; Sociologia (X )


                                                 ROTEIRO

                                               1. Problema




Campo Grande, MS • novembro de 2003 • ano 1 • n° 6

Anorexia e bulimia podem levar à morte
adolescentes que buscam o corpo ideal




        [1] http://www.cg.estacio.br/cursos/jornalismo/folhaguaicuru/edicao06/pag05.htm
                            Corpo ideal. A Maldição do Espelho?
                                2-Desenvolvimento Teórico


      Espelho, espelho meu...existe alguém no mundo mais bela do que eu?

       Conhece esta frase? Sabe quem a pronunciava? Você se lembra do que essa
personagem fazia em frente ao espelho? O que representa esse ato?
       A madrasta queria ser sempre a mais bela e a mais formosa das mulheres. Será
que vivemos isso hoje  A Maldição do Espelho?
       Adolescentes, entre garotos e garotas cada vez mais prejudicam a saúde do seu
corpo na busca do corpo perfeito. Tudo isso para se enquadrar nos padrões de beleza
impostos pela indústria cultural e pela mídia.
       Implantes de silicone, lipoaspiração, anabolizantes, dietas milagrosas, anorexia,
bulimia e mais a ditadura da malhação [2]. Aproveitando a imposição da sociedade,
dentro de uma tirania para atingir a perfeição física, o que prevalece é o interesse
comercial.


      O Corpo escravo da boa forma.

       Você conhece alguém que usa espartilho? E anágua? E você sabe o que é isso?
       Talvez você já tenha visto estas peças de vestuário em filmes como “...e o vento
levou", "Titanic", onde a dama de companhia ou a mãe aperta e amarra o espartilho,
tanto que a moça quase não consegue respirar, mas a cinturinha, com certeza fica bem
fininha.




[3] :< http://www2.correioweb.com.br/cw/2001-11-27/mat_22544.htm
       Embora tenha sido uma moda muito charmosa e romântica do início do século, o
uso do espartilho representou uma escravidão para o corpo feminino. Para ter uma
postura ereta, ficar elegante e bem modelada, com cinturinha de vespa (no verdadeiro
sentido da expressão, vespa não tem cintura, não é?) silhueta espremida, busto para
frente e quadril para trás, a mulher de antigamente usava o asfixiante espartilho para
atender os padrões de beleza de sua época e então sentir-se bela. [4, 5]
       Os tempos mudaram, conceitos e padrões de beleza também se modificaram.
As mulheres que serviam de modelos para pintores no século XVII (ver obra “As Três
Graças” – Rubens ) hoje, com certeza, não teriam coragem de posarem despidas ou não
se enquadrariam nos padrões de beleza para fazer tal coisa. Vamos dar um exemplo
disso: a Miss Suécia de 1951, uma mulher considerada perfeita e de medidas perfeitas,
tinha 1,71metro de altura e pesava 68,5 quilos. Em 1980, a Miss Suécia, que continuava
sendo considerada perfeita para a época, media 1,75 metro, o peso porém, com uma
diferença enorme: 49 quilos, quase 20 a menos comparando-se com a miss de 1951.


                             As Três Graças – Rubens (século XVII)
                                    Museu do Prado - Madrid




http://biztravels.net/biztravels/pictures.php?id=315&lg=pt
       Hoje a moda é o próprio corpo; os espartilhos e as anáguas desapareceram,
porém mulheres e homens continuam escravos da boa forma, tendo a tecnologia como
aliada e esculpindo seus próprios corpos. Atendendo à exigência mercadológica para
um corpo ideal, perfeito e bem modelado, aumenta em nossos dias o uso de botox,
cirurgias plásticas, com muitos rostos e bocas esticadas. Até em concurso de Miss
encontramos “siliconadas” e “plastificadas”. Mas existem pessoas que preferem optar
por recursos mais naturais em busca do corpo ideal. Que recursos são esses?


      O Corpo ideal...perfeito...

       Nessa corrida para atingir o “corpo perfeito” e saudável crescem os adeptos às
corridas, caminhadas, musculação, ginástica, etc. Você já notou como há pessoas que
cada vez mais estão praticando atividades físicas? É provável que estejam se
conscientizando da importância da atividade física para conseguir um corpo ideal, e
também buscando atingir o equilíbrio para uma vida saudável. Será???


Academias lotadas...espelho, corpos suados, sarados e modelados para o
verão...isto é vida saudável?

      Nas últimas décadas houve uma valorização excessiva do corpo, o culto ao corpo
predomina nas academias e televisão, tornando –se uma preocupação geral que atinge
as mais diferentes classes sociais, faixas etárias e setores da sociedade em geral [6].


...uma cápsula aqui, um halteres ali e todos ficam “perfeitos”, magros, lindos
e...ignorantes??!!

        Você sabia que para ter um corpo musculoso, é preciso treinar intensamente
durante pelo menos um ano? Para acelerar esse processo, muitos malhadores têm se
utilizado de anabolizantes, substâncias químicas que, de forma perigosa, produzem
resultados semelhantes em apenas dois meses.
        Será que os "malhadores" têm conhecimento do efeito dos anabolizantes para a
sua saúde?

      Você sabe o que é anabolizante?
      Você sabe o que é efeito anabólico... efeito androgênico...!!??

      Vamos fazer uma pesquisa?!! Usando um site de busca da Internet, e usando a
palavra-chave "anabolizantes" teremos acesso a muitas informações, como conceitos
sobre anabolizantes, sua história, a testosterona, efeito androgênico e anábolico, efeitos
no corpo e para a saúde.
      Aqui vão algumas sugestões de sites de busca:
      www.google.com.br
      www.cade.com.br
      www.yahoo.com.br
        Talvez você tenha encontrado, em algum site no qual tenha navegado, a história
que vamos contar a seguir .
        Vamos começar lá na época da Segunda Guerra Mundial. Cientistas isolaram e
sintetizaram a testosterona, produzindo assim, em 1944 a primeira molécula de
anabolizante feita em laboratório - a Metiltestosterona. Soldados alemães fizeram o
primeiro uso não-médico de anabolizantes, pois cientistas achavam que assim eles
teriam mais força e agressividade [7,8].
        Após a guerra muitos homens e mulheres que padeceram nos campos de
concentração foram encontradas em grave estado de desnutrição. Assim, para
recuperar estas pessoas que estavam desnutridas, em “pele e osso”, cientistas
pensaram em fazer uso desta molécula de testosterona. Porém a Metiltestosterona não
atendeu os problemas da época, pois mulheres não podem fazer uso de algo tão
andrógeno, uma vez que acabam desenvolvendo características masculinas.

Foi aí que começou a corrida pelos anabolizantes...

       Para que as pessoas vítimas da guerra pudessem se recuperar sem ter os efeitos
andrógenos, foi necessário sintetizar uma molécula que não desenvolvesse tanto as
características sexuais masculinas como pêlo facial, timbre de voz, entre outras; e que
fosse mais anabólica, ou seja, que desenvolvesse mais o crescimento da musculatura.
       Foi assim sintetizada pela primeira vez a Nandrolona, pouco andrógena e mais
anábolica do que a Testosterona.
       Depois disso foram sintetizadas muitas outras moléculas derivadas da
Testosterona (estanazolol, metelona). Mas aquilo que começou com um objetivo
saudável, de recuperação para pessoas em estado de desnutrição, acabou por
desvirtuar-se: iniciaram-se os abusos esportivos e a corrida pelos anabolizantes, não
mais com fins de busca da saúde.


Epidemia silenciosa...[9]

         É assim que se classifica, nos Estados Unidos, o uso crescente de anabolizantes
artificiais com fins estéticos. Os anabolizantes são procurados por pessoas que desejam
melhorar sua aparência física, sem ter noção ou sem se importar com o efeito maléfico
que estas substâncias poderão causar. São em grande número os jovens que
freqüentam academias e, no desejo de ter um corpo belo ou uma boa forma
rapidamente começam a consumir regularmente os anabolizantes. O consumo cresce
cada vez mais e assustadoramente...
         Quando administrada ao organismo, essa substância entra em contato com as
células do tecido muscular e age aumentando o tamanho dos músculos. Em doses altas,
os anabolizantes aumentam o metabolismo basal (metabolismo que ocorre na célula), o
número de hemácias e a capacidade respiratória. Essas alterações provocam uma
redução da taxa de gordura corporal. As pessoas que os consomem ganham força,
aumento da massa muscular e maior tolerância ao exercício físico. Sem grandes
esforços, elas atingem a meta de mudar a aparência rapidamente, "a qualquer preço" e
a um preço acessível, já que estas drogas podem ser obtidas legalmente em farmácias
de manipulação.
      Podemos ver, em programas de televisão, modelos e outras figuras públicas com
seus corpos mudados rapidamente, masculinizados, musculaturas alteradas, vozes mais
grossas e, mesmo que embora neguem, há quem diga que usam anabolizantes, o que já
causou grande polêmica e foi alvo de muita crítica.


Isso mesmo...

        Muitas dessas drogas podem ser obtidas em farmácias mediante receita médica,
porém a maioria delas é adquirida em “mercado negro”. Não acontece controle das
autoridades da saúde para a venda de anabolizantes, porque não existe regulamentação
destinada a normatizar a venda desses medicamentos. Essas drogas são proibidas
somente pela legislação do antidopping esportivo e, portanto, de uso ilegal apenas para
atletas de competição [10].
       Os anabolizantes ou "bombas" como são chamados em academias, podem ser
encontrados em cápsulas de implante sublingual e ampolas, via injetável intramuscular.
A forma injetável é preferida pelos malhadores, por agir mais rapidamente. Se ingerida,
a droga prejudica ainda mais o organismo, já que precisa ser metabolizada pelo fígado.
       A via injetável, entretanto, se torna um problema devido ao uso comum de
seringas. Grande parte dos jovens faz a própria aplicação junto com os amigos de
academias, compartilhando a seringa. O risco desses jovens se contaminarem com o
vírus do HIV e o da hepatite é muito grande[9].


Se os anabolizantes causam aumento da massa muscular em pouco tempo, de
maneira fácil e rápida, e podem ser vendidos nas farmácias, então podemos
consumí-los sem problemas?

        O uso inadequado de anabolizantes pode causar sérios problemas à saúde: nos
homens pode haver diminuição na produção de espermatozóides, além da atrofia dos
testículos, impotência e aumento das mamas. As mulheres podem apresentar aumento
do clitóris, crescimento excessivo de pêlos e engrossamento da voz.
        Pode ocorrer também o aparecimento de outros sintomas como: redução de
hormônios sexuais, acne severa, problemas cardíacos, hipertensão arterial, distúrbios
psicológicos provocados pelo aumento da agressividade e complicações
hepáticas[9,11].
        Os jovens usam doses cada vez maiores, para obter e manter um físico
musculoso, bem definido e forte. Não sabem que para manter essa musculatura obtida
por meio de "bombas", é preciso continuar consumindo a droga. Quando o uso é
interrompido, perde-se muito rapidamente o que se conquistou por esse meio. Manter
um corpo musculoso torna-se quase um vício.
O uso dos anabolizantes pode ter outro objetivo que não o aumento da massa
muscular...




                  http://www.terravista.pt/Enseada/4252/foto_fisi_F.htm
                  http://www.terravista.pt/Enseada/4252/foto_fisi_M.htm

       Na época da Grécia Antiga e nas Olimpíadas antigas, os atletas consumiam
testículo de bode, à procura de alguma testosterona a mais. Como será que eles sabiam
que existia testosterona no testículo de bode?
       Hoje, atletas profissionais também usam anabolizantes para melhorarem sua
performance e são freqüentemente flagrados nos exames antidoping feito nos
campeonatos.
       Na Olimpíada de Seul em 1988, o corredor Ben Johnson, que conseguiu a incrível
marca de 9s79 durante a prova de 100m rasos, perdeu a medalha de ouro e o prêmio
de quinhentos mil dólares pago por um patrocinador depois que o Comitê Olímpico
Internacional (COI) registrou traços do anabolizante estanozolol em sua urina[9].


Mauren Maggin foi barrada para o Pan por causa do doping...[12]

      Imagine, para cada atleta barrado, quantos não conseguem passar pelo pente
fino? O doping age mais rapidamente que o antidoping. O esporte é cada vez menos
esporte. Inventam-se novos meios para “melhorar” a performance de um atleta: drogas,
roupas e tênis especiais. Hoje, se alguém quebra um recorde você já desconfia de
doping. Que esporte é esse?...
      Vimos um pouco do que podemos fazer com nosso corpo através dos
anabolizantes, em busca de um corpo perfeito, mas nem sempre com saúde.


Uma boa saúde vale mais que um corpo perfeito... [13]
       Um corpo perfeito, segundo a mídia, esculpido em horas e horas de malhação, é
um sinônimo de saúde, certo? Nem sempre. Atividade física nem sempre é sinal de
saúde. Em muitos casos, o processo para alcançar a perfeição física, exigida para se
encaixar nos padrões de beleza de hoje tem, como pano de fundo, sérios problemas de
auto-imagem, que são mais intensos na adolescência [14].
       Olhar para a televisão e ver os artistas e modelos com corpos quase perfeitos,
acaba levando as pessoas a buscarem meios de atingir objetivos que nem sempre são
benéficos para seu corpo e sua saúde.
       A mídia coloca no mercado televisivo e milionário, fórmulas milagrosas para que
seja possível chegar a estes corpos de maneira rápida, gerando muita expectativa por
parte dos consumidores que, diante da mídia, ficam obcecados em realizar o sonho de
ter um corpo belo e forte.
       Programas de televisão, reality shows, comerciais de televisão, mostram somente
mulheres e homens de corpos esculturais. Vamos ver... pense em uma propaganda de
televisão, por exemplo: de cerveja, refrigerantes, produtos de beleza...ah...de comida
(uma que engorda), como são os corpos dos figurantes? Geralmente a mídia usa
pessoas de corpos perfeitos para vender produtos.


Quem não tiver o corpo perfeito vai para o inferno feminino? [15]

       Debaixo do bombardeio que a mídia faz em nome do corpo perfeito, as pessoas
vão se perguntar: “Por que só eu não consigo emagrecer?... Por que não consigo ficar
em forma? O que será que há de errado comigo?”
       Não há nada de errado com as pessoas! A mídia criou um padrão de beleza e fez
deste padrão uma meta para todas as mulheres ( vamos falar das mulheres).
       Você já ouviu falar de alguma dieta? Dieta da Lua (deve ser à noite...dormindo),
do líquido ( só beber...), da sopa, dos carboidratos, dos pontos (se vai emagrecer não
sei , mas com certeza vai ficar ótima na matemática), do champanhe (interessante...será
que consegue terminar o dia lúcido?), dos 18 dias (e nunca mais)...entre outras, entre
várias dietas, e com um pequeno detalhe: as pessoas sempre comem muito esperando
chegar a próxima segunda-feira para começar a dieta escolhida.
       Já fez alguma dessas dietas? Será que dá certo? Se você nunca ouviu falar ou
nunca fez alguma dieta, já deve ter visto revistas com manchetes mais ou menos assim:
       “Emagreça 7 quilos em 1 semana...sem malhar! (Será?)
       “Como ficar linda e maravilhosa perdendo 15 quilos em 10 dias e comendo de
tudo!” (sem comer já é difícil emagrecer, imagine comendo de tudo)
       “Tenha o corpo que sempre sonhou e seu homem sempre desejou!”
(Será que os homens gostam de ver mulheres magérrimas, sem curvas, passando na
rua?)
       “Sensacional: ginástica dos 10 minutos que modela cada curva do seu corpo.”
(Se são só 10 minutinhos vamos tentar...)
       Bem, depois de um século fazendo os exercícios e sem conseguir o resultado
esperado, como você vai ficar? Você nem vai ter tempo de descobrir que foi enganada,
porque já vai estar seguindo mais uma dieta mágica, como por exemplo, descobrir que
se pode emagrecer dormindo (Será que é a dieta da Lua)!
       Não é brincadeira! A nova moda agora é usar o sono para emagrecer! O lance é
associar moleza com emagrecimento...daqui a pouco vão inventar uma dieta à base de
soluços (será que esta é a dieta do champanhe?)...de bocejo...e assim por diante!
Se você não tiver o corpo perfeito, não tem direito à felicidade?

       Será que uma pessoa pode se sentir bonita e atraente sem necessariamente se
ajustar aos parâmetros da indústria da beleza?
       Na tentativa de ter um corpo perfeito, as pessoas se decepcionam, sua auto-
estima fica lá no chão. Devemos desmistificar a extrema valorização de corpos fortes e
bem modelados defendida pela mídia como objeto de prestígio social. Os jovens são
levados a acreditar que, para ter sucesso, precisam de físicos esculturais e buscam
conquistar isso a qualquer custo.
       E qual a opinião das pessoas: será que os homens estão mesmo cobrando esta
perfeição toda das mulheres? E as mulheres, exigem deles o tal corpo ideal?
       Atividade física faz muito bem para saúde e para o corpo humano, porém sem a
neurose moderna de se ter um corpo perfeito.
       Os padrões culturais de hoje são cruéis com a variedade de tipos físicos comuns,
sendo uma das causas que tem levado a um aumento no índice de jovens com
disfunções alimentares, como anorexia e bulimia.
       Aprender a reconhecer sua própria forma de beleza é um caminho mais natural e
recompensador do que forçar o corpo a encaixar-se nos modelos ideais.
       À mídia jovem cabe um papel fundamental: alertar os adolescentes para o fato de
que pautar a vida apenas pelo espelho leva à frustação e auto-rejeição. É importante
descobrir a própria maneira de ser belo - e aprender a agregar ao interesse por um
corpo saudável outros valores, estéticos e éticos [2].


A importância do Exercício Físico.

      O movimento faz bem para o corpo humano, dá prazer e estimula a criatividade.
O exercício estimula a circulação sangüínea e o crescimento dos tecidos nos músculos e
nos ossos; também alivia a fadiga provocada pela tensão nervosa e pela vida
sedentária. Mas os benefícios estendem-se ainda a outros campos, pois o exercício é
também um instrumento poderoso para a prevenção e tratamento de doenças.



        3. Propostas de atividade e encaminhamento metodológico

NESTA PARTE, A PROPOSTA É QUE AS ATIVIDADES ESTAEJAM NA LINGUAGEM
DE REALIZAÇÃO DELAS, POR EXEMPLO: “FAÇA UMA PESQUISA SOBRE
ANABOLIZANTES E DEPOIS ORGANIZE UM MURAL COM OS RESULTADOS
OBTIDOS”
Outra: “SELECIONE ALGUMAS PROPAGANDAS DE TELEVISÃO QUE PERMITAM
ANALISAR SE O BIOTIP ESCOLHIDO PELA MÍDIA EXERCE INFLUÊNCIA PARA A
COMPRO DAQUELE PRODUTO”

-   Pesquisa sobre anabolizantes e doping: construir um mural com o material obtido e
    discussão dos textos.
-   Comparação de fotos e obras de arte que tenham mulheres e homens de diferentes
    épocas, analisando a mudança de padrões e conceitos de beleza.
-   Selecionar algumas propagandas de televisão, com opção de representá-las e
    realizar um debate: o biotipo escolhido pela mídia exerce influência no consumidor
    para vender o produto?




                                4. Referências

SUGIRO INCLUIR O SITE DO CEBRID: www.cebrid.epm.br/ - ÓRGÃO OFICIOL DE
DROGAS PSICOTRÓPICAS


1-Folha                      Guaicuru                      -Disponível                em:<
http://www.cg.estacio.br/cursos/jornalismo/folhaguaicuru/edicao06/pag05.htm> Acesso em :04
maio 2004.

2-Linda de morrer! –                A Maldição do Espelho. Disponível em:<
http://www.andi.org.br/noticias/templates/boletins/template_cafiada.asp?articleid=616&zoneid=2
2> Acesso em: 04 maio 2004.

3-Disponível em:< http://www2.correioweb.com.br/cw/2001-11-27/mat_22544.htm>Acesso em: 04
maio 2004.

4--Disponível em:< www.facom.ufba.br/com024/mulher/adeusespartilho.htm> Acesso em:04
maio 2004

5--Disponível em:< www.itaucultural.com.br/sedução/exposição03.cfm> Acesso em: 04 maio
2004.

6-MELO,J. G. da S. Um estudo sobre a influência da televisão e valorização do
corpo pelos jovens. Disponível em:< http://www.bocc.ubi.pt/pag/melo-janete-culto-
corpo.pdf> Acesso em:mar.2004 .

7-Disponível
em:<http://www.fisiculturismo.com.br/forum2/viewtopic.php?t=43347&view=previous>Acesso
em : 12 mar.2004
.
8-MANETTA,M. C.DI P.& SILVEIRA, D. X. da. Uso abusivo de esteróides
anabolizantes                  androgênicos.                Disponível            em:<
http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/atu1_04.htm> Acesso em 04 maio 2004 .

9-AFONSO,R.; COSTA,V.R. de; MUNIZ, M. Anabolizantes: bombas-relógio nos
músculos. Disponível em:< http://www.dietanet.hpg.ig.com.br/nanabolizantes.htm>. Acesso
em 12 mar.2004 .
10-SANTARÉM. J.M. Anabolizante. Disponível em:< www.saudenarede.com.br> Acesso
em: 29 mar. 2004 .

11-GLOWACKI,           G.R.      Esteróides      Anabolizantes.      Disponível           em:
<http://www.cefetpr.br/cimco/guia_qualidade17.htm> Acesso em 29 mar. 2004.

12-Dopping.                                  Disponível                                  em:<
http://www.animegaiden.com.br/blogs/cavaleiro/archives/000899.html> Acesso           em11 mar
2004.

13-Uma boa saúde vale mais que um corpo perfeito... Disponível em
<http://www1.uol.com.br/cyberdiet/colunas/010427_fit_saude_corpo.htm> Acesso em 18 mar.
2004.

14-Folha            de            São              Paulo.            Disponível        em:<
http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u945.shtml > Acesso em: 12 mar.
2004.

15-FEROS,R. Disponível          em    :<http://www.revistaandros.com.br/dieta_magazine.html>
Acesso em 04 maio 2004

16-Disponível em: <http://www.bodybrasil.com.br> Acesso em: 12 mar. 2004.

17-PEREIRA, R. Ter e o que Ser? Eis a Questão!. Disponível em:<
http://www.prudensite.com.br/cenamix/colunas.asp?codigo_col=24> Acesso em 04 maio 2004.

18-Esteróides                  Anabolizantes.                   Disponível                em:
<http://www.unifesp.br/dpsicobio/cebrid/quest_drogas/esteroides_anabolizantes.htm>     Acesso
em: 29 mar. 2004.

19-MELO, R. de S. "Em um corpo perfeito todo mundo repara":Estratégias e
submissões do corpo feminino na cultura de consumo. Disponível em: <
http://www.antropologia.com.br/divu/colab/d11-rmelo.pdf> - Acesso em: 04 maio 2004.

20- BETTI, Mauro. A Janela de Vidro: Esporte, televisão e Educação Física. Campinas,
SP: Papirus, 1998.

21. Vários Autores. A dieta nos últimos cem anos. Revista Corpo a Corpo, São Paulo,
ano IX, n. 93, p.78-80,set.1996.

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:8
posted:7/22/2010
language:
pages:11