produção texto apostila de como fazer

					PRODUÇÃO DE TEXTO
TEMA:Assunto sobre o qual se escreve,ou seja a idéia que será defendida ao longo
do texto.Deve-se ter o tema como um elemento abstrato.Jamais use expressões constantes do tema em seu texto. TITULO: É uma expressão geralmente curta e sem verbo,colocada antes do texto,na lª linha.Caso use verbo,coloque ponto final. Obs.: Somente use título se o Concurso e/ou Vestibular assim o exigir.

INTRODUÇÃO
É a informação do assunto sobre o qual o texto tratará.O parágrafo ou período introdutório. É fundamental,precisando ser claro e chamar a atenção para os tópicos mais importantes do desenvolvimento.É aqui que entra a tese,ou seja,o assunto do qual você vai falar.

MANEIRAS DE SE ELABORAR UMA INTRODUÇÃO Trajetória histórica: É apresentar uma analogia entre os elementos do passado e
do presente.Esses elementos devem ser similares;há de haver semelhança entre os argumentos apresentados,ou seja,só usaremos a trajetória histórica,quando houver um fato no passado comparável,de alguma maneira,a outro do presente.Quando apresentar a trajetória histórica na introdução,deve-se discutir no desenvolvimento,cada elemento em um só parágrafo.Não misture elementos de épocas diferentes em um mesmo parágrafo.A trajetória histórica torna convincente a exemplificação;só se deve usar esse argumento,se houver conhecimento que legitime a fonte histórica.

Comparando social,geográfica ou historicamente:Também é
apresentar uma analogia entre elementos,porém sem buscar no passado a argumentação.É comparar dois países,dois fatos,dois personagens,enfim,comparar dois elementos,para comparar o tema.Lembre-se que se trata da introdução,PORTANTO A COMPARAÇÃO SERÁ APENAS APRESENTADA PARA,NO DESENVOLVIMENTO,SER DISCUTIDO CADA ELEMENTO DE COMPARAÇÃO EM UM PARÁGRAFO. • Analogia: ponto de semelhança entre assuntos diferentes.

Conceituando ou definindo uma idéia ou situação:Em alguns temas
de dissertação surgem palavras-chave de extrema importância para a argumentação.Nesse caso pode-se iniciar a redação com a definição desta palavra para posteriormente,no desenvolvimento,trabalhar com exemplos de comprovação.

Contestando uma idéia ou citação,contradizendo,em partes:
Quando o tema apresenta uma idéia com a qual não se concorda inteiramente,pode-se

trabalhar concordando com o tema em partes,ou seja,argumentar que a idéia do tema é verdadeira,mas que existem controvérsias;discutir que o assunto do tema é polêmico,que há elementos que o comprovam e elementos que discordem dele,igualmente.O desenvolvimento tem que ser condizente com a introdução,estar em harmonia com ela,ou seja,se trabalhar com esse método,o desenvolvimento deve conter as duas comprovações,cada uma em um parágrafo.

Refutando o tema,contradizendo totalmente:Refutar significa rebater os argumentos:contestar as asserções,não concordar com
algo,reprovar,ser contrário,negar com provas.Portanto,refutar o tema é escrever na introdução,o contrário do que foi apresentado pelo tema.Deve=se tomar cuidado,pois não é só escrever o contrário,mas mostrar que se é contra o que está escrito.O ideal nesse caso,é iniciar a introdução com período tipo: Ao contrário do que se acredita... • Se trabalhar com esse método,o desenvolvimento deve conter apenas elementos contrários ao tema.Cuidado para não cair em contradição.Se for favorável na introdução,apresente no desenvolvimento APENAS elementos favoráveis;se for contrário,a APENAS elementos contrários.

Com uma série de interrogações:Pode-se iniciar a introdução com uma série
de perguntas,mas cuidado;devem ser perguntas que levem a questionamentos e reflexões,e não perguntas vazias que levem a nada ou apenas a respostas genéricas.As perguntas devem ser respondidas no desenvolvimento,uma a uma,com argumentos coerentes e cada uma em um parágrafo.Portanto,use este método,apenas quando já possuir as respostas,ou seja,primeiramente escolha os argumentos que serão utilizados no desenvolvimento. E elabore perguntas sobre eles,para funcionar como introdução.O mesmo pode ocorrer com apenas uma pergunta.

Caracterizando espaços ou aspectos:Pode-se iniciar o texto com uma
descrição de lugares ou de épocas,ou ainda,com uma narração de fatos.Deve ser uma curta descrição ou narração,somente para iniciar a redação de maneira interessante e curiosa.Não se empolgue,não transforme seu texto em descrição,muito menos em narração.

Resumo do que será apresentado no desenvolvimento:É uma das
maneiras mais fáceis de se elaborar uma introdução.Planeje cuidadosamente pois os tópicos apresentados na introdução devem ser discutidos no desenvolvimento.Cada um em um parágrafo,portanto não apresente muitos tópicos,senão seu texto pode ficar apenas expositivo e não argumentativo.O ideal é apenas dois ou três tópicos para discussão.

Paráfrase:Você pode valer-se da paráfrase,desde que realmente escreva com SUAS palavras.Deve-se tomar cuidado para não apenas substituir as palavras por sinônimos,pois isso seria uma demonstração de falta de criatividade.Reestruture o tema,realmente utilizando SUAS palavras.

Exemplos de frases para início de introdução
• • • • • • • • • • • • • • Cogita-se com muita frequência,de... Muito se tem discutido,recentemente,acerca de ... Muito se debate,hoje em dia,... O(a)......é de fundamental importância em... È de fundamental importância o(a)... É indiscutível que.../É inegável que ... Muito se discute a importância de ... Comenta-se com muita frequência,a respeito de ... Apesar de muitos acreditarem que...(refutação) Pode-se afirmar que,em razão de ...(devido a,pelo)... Ao fazer uma análise da sociedade,busca-se descobrir as causas de ... Talvez seja difícil dizer o motivo pelo qual Ao analisar o (a,os,as)...é possível conhecer o (a,os,as)......

DESENVOLVIMENTO ( argumentação e fundamentação)
Nesta parte está seu texto propriamente dito.É aqui que será avaliado teu conhecimento a respeito do tema,bem como,seu conhecimento de mundo.,Você deverá discutir com argumentos coerentes o que foi apresentado na introdução,fundamentando com dados,exemplos,fatos-exemplos.

Exemplos de elaboração de desenvolvimento
HIPÓTESE:Apresentar hipóteses no desenvolvimento é a tentativa de buscar
soluções,apontando prováveis resultados.Na hipótese,o aluno mostra estar interessado pelo assunto e disposto a encontrar soluções,para melhorar a situação.Com a hipótese,praticamente,não se corre o risco de apenas expor o assunto.

PARALELISMO:Trabalhar com o paralelismo no desenvolvimento,é apresentar
um mesmo assunto com diferentes enfoques,é apresentar correspondência entre idéias ou opiniões diferentes em relação ao mesmo argumento.Por exemplo,em se tratando de informática,discutir sobre o mercado de trabalho,não apenas argumentando que a máquina tomou o lugar do homem,mas também apresentando o aumento de emprego na área,os recursos técnicos disponíveis e comodidades,entre outros.

BILATERIALIDADE:É apresentar aspectos positivos e negativos,pontos
favoráveis e desfavoráveis do argumento,É trabalhar com prós e contras sem dar ênfase a apenas um deles.Use um parágrafo para cada aspecto.

OPOSIÇÃO DE IDÉIAS:É explorar com o mesmo interesse crítico dois
pólos que sustentam a discussão.

CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS: É apresentar em um parágrafo,os
aspectos que levaram ao problema discutido,em em outro parágrafo e/ou período,as suas decorrências.

EXEMPLIFICAÇÃO: é a maneira mais fácil de se fazer o
desenvolvimento.Deve-se apresentar exemplos concretos,que sejam importantes para a argumentação.Argumente sobre personagens históricos,artísticos,políticos,fatos históricos,culturais,sociais de acordo com o tema solicitado.

Exemplos de frases que poderão ser usados no desenvolvimento
• • • • • • • • • Lembre-se : a frase inicial deve estar em harmonia com o tema e a introdução. • A ligação ente os períodos e/ou outros parágrafos deve ser realizada de maneira a existir coerência e coesão,usando frases do tipo:Além disso.../Outro fator existente.../Outra preocupação constante.../Ainda convém lembrar.../Por outro lado.../Porém../Mas.../Contudo.../Todavia.../No entanto.../Entretanto... Ao se examinarem alguns....verifica-se que....../Pode-se mencionar,por exemplo..... Em consequência disso,vê-se,a todo instante... Alguns argumentam que.../Além disso.../Isso sem contar que... Antigamente,quando...,percebia-se que... Atualmente observa-se que... Em consequência disso,nota-se... Dentre os inúmeros motivos que levaram o... É incontestável que... Fazendo um estudo de ...,percebe-se por meio de ...

CONCLUSÃO

É o fechamento do seu texto,deve ser suscinto,de forma convincente.Deve conter a síntese de tudo o que foi apresentado no texto e,não somente em relação as idéias apresentadas no último período e/ou parágrafo do desenvolvimento.

Exemplos de maneiras para elaboração de conclusão
Retomada da tese:A conclusão é a visão geral do assunto tratado,portanto podese retomar o que foi apresentado na introdução e/ou no desenvolvimento,relembrando-a como um todo.É uma espécie de fechamento em que se parece dizer de acordo com os exemplos/argumentos/tópicos que foram apresentados no desenvolvimento,pode-se concluir que realmente a introdução é verdadeira.

Perspectiva:Pode-se também apresentar possíveis soluções para os problemas
expostos no desenvolvimento,buscando prováveis resultados,(É preciso/É imprescindível),trabalhando com a conscientização geral.ex.:É imprescindível que,diante dos argumentos expostos,todos se conscientizem de que...

Or.Coord.Conclusiva:Pode-se iniciar a conclusão com uma conjunção
coord.conclusiva – logo,portanto,por isso,por conseguinte,então...apresentando posteriormente,soluções para os problemas expostos no desenvolvimento.

EXEMPLOS DE FRASES PARA CONCLUSÃO
• • • • • • • • • Em virtude dos fatos mencionados... Por isso tudo... Levando-se em consideração esses aspectos... Dessa forma... Diante do exposto... Tendo em vista os aspectos observados... Levando-se em conta o que foi observado... Pela observação dos fatos analisados.. Em virtude do que foi mencionado...

• • • • • • • • •

Após a frase inicial:
...somos levados a acreditar... ...entendemos que... ...entende-se que... ...percebemos que... ...conclui-se que.... ...percebe-se que... ...faz-se necessário que... etc.

OPERADORES ARGUMENTATIVOS – COESÃO TEXTUAL
São elementos da língua,explícitos na própria estrutura gramatical da frase,cuja finalidade é a de indicar a argumentatividade dos enunciados.Introduzem variados tipos de argumentos que apontam para determinadas conclusões. Op.que introduzem argumentos que se somam a outro tendo em vista a mesma conclusão:e,nem,também,não só...mas também,além disso...ex.: Os efeitos danosos do trabalho infantil sobre a escolarização são sentidos não só nas crianças menores mas também nos adolescentes. Op.que introduzem enunciados que exprimem conclusão em relação ao que foi expresso anteriormente:logo,portanto,então,em decorrência,consequentemente...ex.: O trabalho infantil prejudica o desenvolvimento físico,emocional e intelectual da criança portanto deve ser combatido. Op.que introduzem argumentos que contrapõe a outro visando uma conclusão contrária:mas,porém,todavia,embora,ainda que,mesmo que,apesar de... Ex.:Muitas pessoas são contra a exploração de crianças e adolescentes, mas poucas fazem alguma coisa para evitar que isso aconteça. Op.que introduzem argumentos alternativos:ou...ou/ora..ora/quer..quer/seja..seja...Ex.: Ou sensibilizamos a sociedade sobre os efeitos danosos do trabalho infantil,ou o problema persistirá. Operadores que estabalecem relações de comparação:mais que...,menos que....,tão..quanto,tão...como...Ex.: O problema do trabalho infantil é tão grave quanto o do desemprego. Operadores que estabelecem relação de explicação de justificativa em relação ao enunciado anterior:pois,porque,que,etc.Ex.: Devemos tomar uma decisão urgente,pois o problema tende a se agravar. Operadores cuja função é introduzir enunciados pressupostos:agora,ainda.já,até,etc.Ex.: Até o papa manifestou sua indignação... Operadores cuja função é introduzir enunciados que visem a ratificar,esclarecer um enunciado anterior: isto é,em outras palavras,vale dizer,ou seja...Ex.: Duas de cada dez crianças trabalhadoras,ou seja,20% frequentam a escola. Operadores cuja função é orientar a conclusão para uma Afirmação ou uma negação:quase,apenas,só,somente...Ex.: Dentre os adolescentes que trabalham,poucos conseguiram concluir os oito anos de escolaridade básica:apenas 25,5%.

DICAS
LEIA E PRESTE BEM ATENÇÃO - LÍNGUA PORTUGUESA A professora Maria Aparecida Custódio, do Objetivo» dá dicas sobre atualidades no vestibular E vale o recado da professora: “Nunca se esqueça de fazer um rascunho da redação, resolver as questões da prova e, depois, voltar ao rascunho. Assim, você vai ter as idéias mais claras. E lembre-se de que a leitura é que faz um bom escritor”. Quais são os erros mais comuns nas redações de vestibular? Os erros mais comuns são de inadequação ao tema. Por isso, o candidato deve ficar atento ao assunto cobrado. O tipo de texto também costuma ser confundido: normalmente é uma dissertação, mas há candidatos que fazem narração ou poesia. Por último, é preciso tomar cuidado com o uso da linguagem oral, que desqualifica o vestibulando. Depois do surgimento da internet a qualidade dos textos dos vestibulandos piorou ou melhorou? Não piorou. O cursinho tem pesquisas que mostraram que o aluno que adquire o padrão culto na escola sabe separar a linguagem do cotidiano e a linguagem culta. Há quem use a linguagem informal e misture no vestibular, mas é raro. Existe algum tipo de técnica para melhorar a redação? A leitura de textos diversificados pode ajudar. Valem textos de jornais, revistas, clássicos da literatura, tiras, gibis, filosofia, mitologia. Quanto maior o repertório cultural, maior a possibilidade de fazer uma redação diversificada. Além da leitura, vale fazer cópia dos editoriais de jornais. Eles são textos dissertativos e com eles você apreende a estrutura. Outra coisa importante é entrar no site da universidade para a qual você se inscreveu e ver os temas das redações de vestibulares anteriores Que estruturas devem ser evitadas na redação?Tudo o que foi consagrado pelo uso popular não é apropriado para o texto escolar. O clichê –como "colocar tudo em pratos limpos" ou "se melhorar, estraga"- facilitam a comunicação, porque economizam o tempo. Mas o vestibular requer um outro padrão de língua. Se o estudante usar o clichê, vai mostrar que tem vocabulário reduzido e enfraquece o texto. Citações podem ser usadas? Fazer analogias e comparações é correto?Elas são um recurso legítimo e pertinente, desde que não forcem a barra. Muitos candidatos decoram citações de cientistas e pensadores e usam isso gratuitamente, o que é ruim. Mais de uma citação também deve ser evitada. As analogias funcionam bem quando permitem elucidar a questão. São recursos legítimos. Como ser inédito na prova sem correr riscos?Muitas universidades buscam um tipo específico de originalidade na montagem das idéias, por exemplo. Também consideram os elementos que o candidato coloca como os de maior relevância no texto. A banca espera marcas de autoria e o vestibulando deve se envolver no texto com seu próprio repertório. Quando a banca pede um "olhar novo sobre o tema", o candidato deve recorrer à memória, e buscar o que tenha relação com o tema.

Como descubro temas prováveis de aparecerem nas provas?Você pode pesquisar a tendência do vestibular no site da universidade para a qual você se inscreveu. Isso pode dar uma idéia do formato ou estilo de prova, não do assunto. A Fuvest tem proposto temas abstratos, como amizade, por exemplo. Assim você pode treinar com aqueles temas mesmo, usados nos anos anteriores. Para um texto de 25 linhas quantos argumentos devemos usar? Depende do tamanho da introdução e da conclusão. Se você gastar quatro ou cinco linhas em cada, deve explorar no máximo três argumentos, não mais do que isso. Não é possível listar uma série de argumentos sem se aprofundar em nada. Muita informação em um texto dissertativo pode prejudicar?Com certeza. O que é avaliado não é a quantidade de informaçãoJBC que você tem sobre o assunto. O ideal é selecionar os melhores argumentos, mais úteis e apropriados ao projeto de texto. O uso de termos estrangeiros (do economês, do internetês) é aceitável numa redação?Os termos estrangeiros devem ser evitados, caso já exista algum em português.

JBC
• LER é fundamental. • Lembre-se: VOCÊ é o autor de seu próprio conhecimento e , somente VOCÊ poderá sanar as dificuldades de sua produção de texto.


				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:15933
posted:2/17/2009
language:English
pages:8