Docstoc

01 História da Fotografia

Document Sample
01 História da Fotografia Powered By Docstoc
					HISTÓRIA DA FOTOGRAFIA
Princípio da câmara escura
Princípio da câmara escura:
-Descoberto por volta do século IV aC

- Século XV - Utilizado no Renascimento como apoio para desenhos e
pinturas

-Século XVI (1550) - uso de lente biconvexa que possibilitava aumentar o
tamanho do orifício, aumentando a quantidade de luz, sem perder a
nitidez

- No final do século XVII (1680), já era possível visualizar uma imagem
nítida e clara, mas ainda não era possível fixar a imagem projetada sobre
uma superfície.
                                                       Câmara Escura em forma de mesa 1769



Primeira ilustraçăo publicada da Câmara Escura, 1545
Química

1604 – alquimista italiano percebe que composto de prata escurecia
quando exposto ao sol.

1727 – professor de anatomia prova que um vidro coberto por composto
de prata, quando exposto a luz, produzia prata metálica negra. Mas como
seu objetivo era criar elementos que produzissem luz, cedeu seu
experimento à academia.

1777 – químico alemão descobre que um composto de amoníaco fixa o
processo de escurecimento.

1802 – Thomas Wedgewood consegue imprimir silhuetas de folhas e
vegetais sobre couro impregnado com prata. Mas não consegue eliminar a
prata que não escurece, e assim que as imagens são expostas a luz,
acabam por escurecer por inteiro.
1826 – Niépce consegue o que foi considerada a primeira fotografia do
mundo, vista da janela da sua casa numa exposição de 8 horas. Utilizou
uma placa metalica com um composto que endurecia quando modificado
pela luz, as partes umidas eram retiradas após a longa exposição.
                                           Hercule Florence

                                           - Francês de nascimento, viveu por
                                           mais de 50 anos no Brasil

                                           - Trabalhando na industria gráfica,
                                           inventou seu próprio sistema de
                                           impressão, e buscando um sistema
                                           de reprodução, inventou em 1833
                                           um sistema fotográfico semelhante
Vila de S. Carlos, Campinas. Rótulos de
 farmácia, cópia fotográfica por contato   ao que estava sendo desenvolvido
  sob ação da luz solar, cerca de 1833     na Europa.
1835 – Talbot, na Inglaterra, após
anos de pesquisa com fotogramas,
constrói uma pequena câmera, utiliza
papel sensibilizado com prata, e com
um sistema de lentes que necessitava
30 minutos a uma hora de exposição,
obteve as primeiras imagens em
negativo. Estas imagens eram fixadas
com sal de cozinha, e através do
contato com outro papel e exposição à
luz, produzia as imagens positivas,
invertidas lateralmente, porém muito
pequenas (2,5 cm). Apesar da pouca
qualidade, os termos fotografia, como
positivo e negativo vieram daí.

Em 1844 publica o primeiro livro de
fotos do mundo: “Pencil of nature”
1839 – Daguerre divulga seu processo (Daguerreotipia), que utilizava
vapor de mercúrio e cloreto de sodio. A Daguerreotipia gerava uma
imagem positiva, única. Apesar de gerar uma imagem única que não
podia ser reproduzida, as imagens produzidas pelo processo de Niepce
e Daguerre tinham 25X55cm
A popularização da fotografia deu um rosto às pessoas simples e tornou
conhecido o rosto dos poderosos.
Devido a necessidade de longa exposição, as pessoas tinham que se
apoiar quando estavam de pé, quase não sorriam, e muitas vezes eram
imobilizadas por aparelhos.
      Tenda para a prática da fotografia
            em campo em 1875                 A carroça fotográfica de Roger
                                           Fenton na guerra da Criméia, 1855


1851 – morre Daguerre. Continua a busca para facilitar o processo
fotográfico. Durante anos o processo utilizava grandes placas de vidro,
químicos que deviam ser preparados, espalhados e utilizados úmidos
sobre a placa na hora da fotografia sob a proteção da luz, grandes
tempos de exposição. Um fotógrafo de campo levava consigo uma
carroça inteira com equipamento e uma tenda que servia de laboratório.
1888 – George Eastman, fundador da Kodak, lança a primeira câmera
com rolo maleável coberto com preparado fotossensível. A câmera
vinha fechada com o rolo dentro, cujo funcionamento era semelhante ao
rolo de negativo utilizado ainda hoje. Na fábrica de Rochester, a câmara
entregue era aberta, o rolo revelado, as cópias eram feitas por contato,
e uma nova câmera era entregue ao comprador. Após alguns dias as
cópias eram enviadas ao comprador. O slogan da Kodak era: “Você
aperta o botão e nós fazemos o resto”. Em 1902 a Kodak já era dona de
85% do mercado fotográfico mundial.
MÁQUINA FOTOGRÁFICA


- Recipiente escuro
- Controle de entrada da luz
- Superfície fotossensível
João Henrique Duarte Nadal
João Henrique Duarte Nadal
Lucio Mauro Marques de Allmeida
MÁQUINA FOTOGRÁFICA


- Recipiente escuro
- Controle de entrada da luz
- Superfície fotossensível

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:5756
posted:3/3/2008
language:Portuguese
pages:20