Documents
Resources
Learning Center
Upload
Plans & pricing Sign in
Sign Out

Mudem de rumo

VIEWS: 32 PAGES: 1

Partilhar com colegas materiais de sala de aula que criamos � um excelente caminho para nos desenvolvermos mais e melhor. Sharing the classroom materials we create is an excellent way for ourprofessional and personal development.

More Info
									Mudem de rumo

Ainda me surpreendo, por vezes, com a disponibilidade, a abertura de espírito, a vontade de
partilhar manifestada por parte de pessoas que mal conheço ou até de gente totalmente
desconhecida ou longínqua. O contrário não me surpreende, mesmo quando envolve pessoas
conhecidas e até próximas. Porém, já não me agasto com inesperadas indisponibilidades ou, se
preferirem, esquecimentos, omissões, distrações ou indiferenças, porque, neste imenso
deserto de pressa e indisponibilidade, descobri que há sempre um oásis à nossa espera.

Há alguns meses, tropecei numa saboresíssima estória e logo pensei lê-la com os meus alunos.
Como não consegui obter o endereço electrónico do autor, escrevi à sua agente comercial
solicitando-lhe autorização para usar a estória em três turmas. Sete horas depois, já tinha a
resposta. Dizia-me para eu avançar, que nem se dera ao trabalho de incomodar o escritor,
sempre tão atarefado, satisfazendo as inúmeras solicitações de admiradores. Resultado:
algumas dezenas de jovens portugueses, alunos de inglês, passaram a conhecer David Sedaris e
o seu humor. Melhor: cerca de dois meses depois, partilhei não só a estória mas também
actividades de compreensão, de interpretação e de língua e estilo com colegas que
participavam no 24º Congresso da APPI que decorreu em Guimarães durante o primeiro fim de
semana deste mês. Melhor ainda: todos estes recursos, trabalhados em aulas e apresentados
em Congresso, passaram a estar disponibilizados em plataformas que permitem o alojamento e
partilha grátis deste tipo de materiais. Tivesse havido silêncio ou indisponibilidade, prurido ou
dificuldades do outro lado do mundo e todos teríamos perdido imensa coisa.

Há dois anos aconteceu-me situação semelhante com Cory Doctorow. Interessado em utilizar
uma estória dele numa turma, contactei-o para tirar dúvidas acerca de algum jargão cujo
significado persistia nebuloso. Cinco horas depois, estava na posse de um autêntico glossário,
escrito por ele próprio. Surpreendidos?

A semana passada um colega recebeu notícia da realização de um encontro de educação
ambiental algures na Galiza. Como o prazo da inscrição já tinha sido ultrapassado, enviou,
rápido, por mero descargo de consciência, uma mensagem electrónica explicando a situação e
perguntando se a sua inscrição ainda podia ser aceite. Pouco tempo depois já tinha recebido
resposta afirmativa enviada pelo próprio presidente do Encontro. Surpreendidos? Talvez não,
até porque a inscrição era grátis.

Como eu, muitos começam a não estranhar este tipo de atitude. Ela significa que, felizmente,
há muito boa gente a querer avançar, a querer ajudar a abrir caminhos, a querer partilhar
coisas que nos soltam, desenvolvem e locupletam. Como eu, muitos estranham cada vez mais o
contrário. Estranhamos o arrastar dos pés, o discurso redondo, redundante e vazio, o trancar
de janelas, portas e arcas, o vão fabricar de fortalezas de saber. Como o poeta e cantor,
apetece-me dizer: mudem de rumo, já lá vem outro carreiro.

Octávio Lima (Maré Viva, 11 Maio 2010)

								
To top