Museu da Língua Portuguesa fica aberto até as 10

Document Sample
Museu da Língua Portuguesa fica aberto até as 10 Powered By Docstoc
					      Museu da Língua Portuguesa fica aberto até as 10 da noite no dia 27/05

  Visitante poderá apreciar exposição “O Japão Daqui”, instalada no andar térreo;
                         entrada para esta mostra é gratuita

O Museu da Língua Portuguesa prossegue expandindo horário até as 22hs em todas as
últimas terças-feiras do mês. O objetivo é ampliar o acesso do público em horário
diferenciado e mais confortável. No dia 27 de maio, a bilheteria fecha às 21h, ou seja,
uma hora antes do encerramento das atividades do Museu, como no restante da semana.
É possível ainda participar de visitas monitoradas ao museu e dependências do prédio
da Estação da Luz. Serão duas visitas: às 19h e às 20h, com grupos de até 25 pessoas. É
só chegar e fazer a inscrição.

Sobre a exposição o “Japão Daqui”
O público poderá ver a exposição “O Japão Daqui” que fica em cartaz até o dia 29 de
junho no andar térreo. A entrada é gratuita. Esta é uma exposição interativa que presta
homenagem ao centenário da imigração japonesa no Brasil. O objetivo é levar os
visitantes a interagir com as inúmeras instalações para descobrir por si só como ocorreu
e o que resultou do encontro de duas culturas tão distintas como a brasileira e a
japonesa. A curadoria é de Marcello Dantas e Hélio Hara.

A mostra acontece por meio de grandes cilindros temáticos que funcionam como
cabines para experiências interativas. Os cilindros são os seguintes:

Comida – É uma grande mesa giratória de sabores, onde se poderá conhecer os
ingredientes culinários trazidos pelos japoneses e já incorporados ao paladar brasileiro
(acelga, maçã fuji, morango, mexerica poncã, pimenta do reino e até mesmo a uva-
Itália). O visitante também saberá quais são os alimentos consumidos cotidianamente
pelos descendentes de japoneses, como o nato (feijão fermentado) e o tsukemono
(legumes em conserva).

Produtos Agrícolas - Utiliza tubos de ensaio para mostrar algumas espécies cultivadas
pelos japoneses e que hoje fazem parte de nosso cardápio (cogumelos, pepino japonês,
uva-verde e caqui).

Gestual - Por meio de um vídeo especialmente produzido para a mostra, demonstra
quais são os movimentos mais comuns do cotidiano dos japoneses, como o jeito correto
de se sentar, usar o hashi, comer sushi e sashimi e até de saborear macarrão fazendo
barulho como no Japão. Jogos como o jankempo e os diferentes ângulos em que o corpo
deve ser curvado para cumprimentar uma pessoa, de acordo com a hierarquia que
ocupa, também integram essa parte da mostra.

Karaokê - Um dos mais divertidos no qual o público pode cantar músicas brasileiras
consagradas traduzidas para a língua japonesa, acompanhando as letras que aparecem
em uma tela.

Pop - Um móbile de objetos exibe as manias japonesas que também se tornaram
fenômenos no Brasil: Pikachu, Speed Racer, Hello Kitty, Godzilla, Ultraman, National
Kid, tamagoshi, mangá, animê, os gatos da sorte e muito mais. Simultaneamente, uma
tela de plasma exibe programas como o Japan Pop Show, exibido nos anos 80 no Brasil.
Youtube - Dá a oportunidade dos visitantes gravarem, em vídeo, depoimentos sobre o
impacto da imigração japonesa em suas vidas. O resultado é armazenado diretamente na
página www.youtube.com.br.

A Árvore dos Desejos também será montada no Museu da Língua Portuguesa para
celebrar a tradição japonesa de pendurar papeizinhos com pedidos em uma árvore de
bambus, em comemoração ao Tanabata (Festival das Estrelas). Diz a lenda que uma
princesa e um pastor foram transformados em estrelas localizadas em lados opostos da
Via Láctea. Apenas uma vez por ano, no dia 7 de julho, ambos têm o direito de se
encontrar — mas apenas se conseguirem atender a todos os pedidos vindos da Terra.
Segundo a mitologia japonesa, o casal é representado por estrelas que realmente só são
vistas juntas uma vez por ano: a Vega e a Altair.

O Japão Daqui, uma realização da Editora Abril, tem patrocínio do Bradesco e da Sony,
e parceria do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura,
Instituto Brasil Leitor, Museu da Língua Portuguesa, Secretaria dos Transportes
Metropolitanos, Metrô de São Paulo e da Associação para a Comemoração do
Centenário da Imigração Japonesa no Brasil.

Serviço do Museu da Língua Portuguesa
Endereço:
Praça da Luz, s/nº, Centro
São Paulo – SP
CEP: 01120-010

Contatos:
Telefone: (11) 3326-0775    E-mail: museu@museudalinguaportuguesa.org.br
Site: www.museulinguaportuguesa.org.br

Horários
Bilheteria: de terça a domingo, das 10 às 17hs
Museu: de terça a domingo, das 10 às 18hs (não abre às segundas-feiras)
Obs: às últimas terças de cada mês, o horário é estendido até 22hs – bilheterias fecham
às 21hs.


Ingresso: R$ 4,00 (quatro reais) – pagamento somente em dinheiro
Estudantes com carteirinha pagam meia-entrada
Isentos do pagamento de ingresso:
       Professores da rede pública com holerite e carteira de identidade;
       Crianças até 10 anos;
       Adultos a partir de 60 anos.


Aos sábados a visitação ao Museu é gratuita.

Mais informações para a imprensa:
Comunicare Consultoria de Comunicação – (11) 5594 4174
Adriana Cavalcanti – adriana@e-comunicare.com.br
Fabio Alberici de Mello – fabio@e-comunicare.com.br
Vivian Teixeira – vivian@e-comunicare.com.br



O Japão Daqui é uma exposição interativa que presta homenagem ao centenário da
imigração japonesa no Brasil. Gratuita, ela acontece em quatro espaços: a partir de 12
de maio nas estações de metrô Sé, Clínicas e Liberdade, e a partir de 20 de maio, no
Museu da Língua Portuguesa.