Docstoc

23 de agosto de 2006 – quarta-fe

Document Sample
23 de agosto de 2006 – quarta-fe Powered By Docstoc
					                                         23 de agosto de 2006 – quarta-feira – 08:40 / 21:30
08:40 Cerimônia de Abertura
10:00 Coord.: Fernando Pelégio – SET e SBT
      Mod.: Roberto Franco – SET
      Ministro Hélio Costa – Ministério das
      Comunicações
      Alexandre Annerberg – ABTA
      Alexandre Raposo – ABRATEL
      Amilcare Dallevo – ABRA
      Edilberto Ribeiro – AESP
      Everaldo Ferreira – ANATEL
      Jorge Cunha Lima - ABEPEC
      José Pizani – ABERT
10:00 TV Digital – Tutorial                                Princípios de codificação de imagens e vídeo: necessidade da compressão,
  /   Compressão de Vídeo e o padrão H.264/MPEG-4 codificação por transformada, transformada cosseno discreta (DCT), quantização,
12:00 AVC                                                  codificação intra-quadro, codificação inter-quadros, estimação e compensação de
        Coord.: Eduardo Bicudo - SET e EBCOM                   movimento, codificação por entropia.
        Carla Liberal Pagliari – IME                           Apresentação do padrão de codificação de vídeo H.264/MPEG-4 AVC. Comparação
                                                               entre os padrões MPEG-2 e H.264/MPEG-4 AVC.
                                                               Apresentação e discussão dos testes realizados pelo projeto H.264Brasil no âmbito
                                                               do Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD). Exibição de seqüências
                                                               codificadas com os padrões H.264/MPEG-4 AVC e MPEG-2
10:00 Jornalismo - Automação da Redação e Sistemas             Desde a criação da pauta até os VTs. Case s
  /   de Edição de Notícias.
12:00 Coord.: Luís Eduardo Leão – SET e TV Alterosa
        Cicero Legname Marques – SBT
        Martin Bonato – Brasvídeo
        Marcelo Blum – Videodata
        Felisberto Barbosa da Silva – STEP Software
10:00 Produção                                                 O desenvolvimento tecnológico dos efeitos especiais no cinema e televisão. O
  /   VFX & Games                                              Universo dos Games - MMORPG - Massive Multiplayer Role Plaing Games.Este
12:00 Coord.: José Dias- TV Globo                              painel pretende ajudá-lo a visualizar o futuro da convergência de mídias, cativando
        Francisco Tipriano Filho - Cadritech                   a sua imaginação na interseção entre a tecnologia e a arte. Os participantes
        Alceu Mateus Baptista - Vetor Zero                     visualisarão os conceitos de produção, e entenderão melhor as ferramentas e o
        Andrea Bedricovetchi - Level Up Games! Interactive     ambiente de trabalho de VFX, as tecnologias mais recentes na área de motion
        Luc Robert - Tecnologia da RealViz                     capture que acabam de ser mostradas na Siggraph 2006, realizada em Boston de
                                                               30/07 a 03/08.
                                                               Também passarão a conhecer melhor o universo dos games. O porquê de 30
                                                               milhões de adolescentes no mundo inteiro, sendo 1,5 milhão já no Brasil, são
                                                               fascinados pelo Ragnarok.
12:15 Panorama - Necessidades de Capital x Linhas de
  /   Financiamento/ Fomento/ Desoneração Fiscal
13:30 Coord.: Liliana Nakonechnyj – SET e TV Globo
        Octávio Florisbal – TV Globo
        José Roberto Maciel – SBT
        José Nilvan de Oliveira – ABERT
        Alan Fischler - BNDES
12:15 Jornalismo - Formatos de Captação de                     Profissionais de emissoras de TV apresentam Cases relatando suas experiências
  /   Jornalismo                                               utilizando diferentes de formatos de captação para jornalismo:
13:30 Coord.: Gilberto Fernandes – SET e SBT                         Captação em XDCAM no formato DV utilizando PDW-510.
        Renato Favilla - TV TEM                                      Captação no formado P2.
        Richard Leal - TV Paranaense                                 Captação em Hard Disk no formato DV utilizando JVC DR-DV 5000.
        Sok Won Lee- Grupo Paulo Pimentel                      Apresentação de tecnologia de produto:
        Alan Keil – Ikegami/ EUA                                     Camcorder HDTV de Alta Performance em Disco Magnético Rígido.
        Jaime Ferreira - Grass Valley                                 Câmera Infinity e midia REV PRO
        Erick Soares de Oliveira - SONY                              Tecnologia XDCAM
12:15 TV Digital - Gerenciando e Protegendo Direitos           A tecnologia digital facilitou a cópia e distribuição de material audiovisual. Quais são
  /   no Mundo Digital                                         as maneiras de prevenir e gerenciar usos não autorizados? O que devemos ter em
13:30 Coord.: Alex Pimentel – SET e Teleimage                  mente nos novos cenários de TV, Cabo e satélites digitais? O painel pretende
        Jim Williams – MPA                                     oferecer uma introdução ao assunto.
        José Luiz Albuquerque Moraes - EBU                     A Transição para TV Digital: Prevenção da Redistribuição Não Autorizada do
        Fernando Gomes de Oliveira – Irdeto                    Conteúdo da TV Digital Aberta
        Giovani Henrique - Irdeto                              Introdução ao sistema de encriptação BISS (BISS-1 e BISS- E), desenvolvido pela
                                                               EBU para aplicações de distribuição de conteúdo de contribuição para transmissões
                                                               por satélite, usando o padrão DVB-S.
                                                               Proteção digital
12:15   Energia - Tutorial                                     O assunto “blindagem eletromagnética” torna-se cada vez mais importante em
  /     Blindagem Eletromagnética para Radio e TV Digitais     ambientes de rádio e TV devido a aspectos de segurança humana (exposição dos
13:30   Coord.: Euzebio Tresse – SET                           profissionais a campos eletromagnéticos) e funcionais garantia do bom
        Ronaldo Kascher – Kascher                                 funcionamento dos equipamentos de geração, tratamento e transmissão utilizados
                                                                  em rádio e TV.
                                                                  As blindagens podem ser classificadas, sob o aspecto de abrangência física como
                                                                  sendo de equipamentos, de cabos e de ambientes. Esta última é que norteará a
                                                                  presente exposição.
                                                                  Serão apresentados os princípios básicos de funcionamento das blindagens quanto
                                                                  ao tipo de campo eletromagnético a ser tratado: campos predominantemente
                                                                  magnéticos de baixa freqüência (equipamentos próximos a quadros elétricos de
                                                                  baixa tensão e alta corrente, situação muito comum em instalações técnicas),
                                                                  campos predominantemente elétricos de baixa freqüência (equipamentos próximos
                                                                  a barramentos de alta tensão e correntes reduzidas) e campos eletromagnéticos de
                                                                  radiofreqüência ( provocados por sistemas irradiantes de emissoras de rádio e
                                                                  televisão).
                                                                  Serão apresentadas duas novas tecnologias aplicadas pela Kascher recentemente
                                                                  em duas instalações de televisão: a blindagem arquitetural para radiofreqüência,
                                                                  baseada em folhas de alumínio e aço implantada na nova instalação de Rede Globo
                                                                  à Alameda Paulista- SP e a blindagem para campos magnéticos, baseada em liga
                                                                  especial de alta permeabilidade magnética, implantada nas instalações da sede da
                                                                  Rede Globo à Rua Von Martius – RJ atendendo à sala de controle da HDTV .
15:00 Panorama e Tendências
  /   Talk Show: Novas Mídias
17:00 Coord.: Fernando Bittencourt – SET e TV Globo
        Silvio Meira - CESAR
        Valerijonas Seivalos - Qualcomm
        Larry Thorpe – CANON
        Jesper Rhode – Ericssom
        Oscar Clarke - Intel
15:00 Jornalismo                                                  Copa do Mundo 2006 em HD e outras aplicações.
  /   Cobertura de Eventos Esportivos em HD                       Captação e mixagem de áudio em eventos esportivos no ambiente 5.1. Desafios e
17:00 Coord.: Raymundo Barros – SET e TV Globo                    oportunidades.
        Benjamin Mariage – EVS                                    Modelo de produção e edição de Hihlights a partir de material gerado e gravado em
        Jim Hilson – Dolby                                        servidores pelo host broadcaster partners para uso unilateral Dolby. Apresentar a
        Fernando Wiktor – TV Globo                                estrutura para produção e transmissão de áudio mixado em 5.1 para a arenas
                                                                  esportivas. Estrutura de Telecom para transporte de sinais HD, desde as venues
                                                                  até o IBS, a partir de então até as Redes de TV do mundo.
15:00 Cinema Digital                                              Projetores. Dual Stream. Procedimentos de Intermediação Digital – DI
  /   Tecnologia e Técnicas – Atuais e Perspectivas
17:00 Coord.: Celso Araújo – SET e TV Globo
        Kanato Yoshida – SET e SONY
        Wlad Farias – ORAD
        Teleimage
        Fredy Litowsky – SET e Thomson
        Vlade Lisboa - Assimilate
15:00                                           Cinema Digital - Sala de Cinema com Exibição em HD
20:00                                                    Coord.: Kanato Yoshida – SET e SONY
12:00                                            Broadcast& Cable - Feira de Equipamentos e Serviços
20:00                                      FIICAV - 1ª Feira Internacional da Indústria de Cinema e Audiovisual
                                                                   Realização: Certame
20:00      Coquetel de Integração do Congresso SET 2006           Patrocínio:                    CIS Brasil
21:30        Convidados: Integrantes Congresso SET 2006

                                            24 de agosto de 2006 – quinta-feira – 09:00 / 20:00
09:00 TV Digital                                                  Quais as principais tecnologias a serem incorporadas e o que ainda falta definir do
  /   Implantação do SBTVD                                        ponto de vista técnico? Como a indústria eletro-eletrônica e as emissoras se preparam
11:00 Coord.: Liliana Nakonechnyj – SET e TV Globo                para o lançamento da TV Digital no Brasil? Qual a contribuição das instituições de
        Marcelo Bechara Hobaika – Minist. Comunicações            ensino e pesquisa? Essa sessão visa explicar o que é o SBVD e os próximos passos
        Gunnar Beddicks - Mackenzie                               para sua implantação.
        Carlos Fructuoso - Linear
        Roberto Franco - SET e SBT
        Ara Apkar Minassian - ANATEL
09:00 Produção                                                    Mics capture and comparisons between diferents audio compression algorithims
  /   Áudio Digital                                               schemes , including contents reproductions.
11:00 Coord.: Carlos Dantas – Univ. Mackenzie                     Digital Audio : PCM, Dolby E and Metadata
        Regis Rossi A Faria –USP                                  5.1 to stereo downmix challenges
        José A Nammis – USP                                       Since the migration from mono to stereo the question of compatibility of sound formats
        Marcel Babazadeh - Studer                                 evolved. Facing the actual situation there are multiple formats which allow us to project
        Juan Carlos Ortolan - Miranda                             our creativity in the soundscape. The choice for a certain format usually depends very
        Jim Hilson - Dolby                                        much on the main focus of business be it Television, Radio, Music-or Filmproduction
                                                                  or even Sound Design and Contemporary Art.
                                                                  As every format has its own character and limits there is the question of How to
                                                                  migrate an existing production to another format. What is the benefit and what can be
                                                                          done to make it possible? Where are the problems and what sacrifices have to be
                                                                          made?
09:00 Convergência Digital                                                Os mundos broadcast e TI estão invariavelmente convergindo.
  /   Novas ferramentas de TI aplicadas ao mundo                          Este painel tem como objetivo apresentar uma introdução das ferramentas de TI que
11:00 broadcast                                                           poderão ser usadas pelos broadcasters para desenvolver novos conteúdos em
        Coord.: Leonel da Luz – SET e TV Anhanguera                       diferentes mídias e aumentar a vantagem competitiva na produção e gerenciamento
        Alex Santos – Skill Computer Services                             de sistemas.
        Oripide Cilento Filho – FATEC                                     Venha ouvir o depoimento de quem fez a integração entre aplicações de TV, internet
        Sandra Jimenez - MTV Brasil                                       e celular e de outras novas de tecnologias e descubra os benefícios alcançados.
                                                                          Virtualização de sistemas de armazenagem e gerenciamento de volumes são pontos
                                                                          fundamentais para dar aos aplicativos e seus usuários a simplicidade de manusear
                                                                          muitos proxies de vídeo, áudio e dados.
                                                                          Os sistemas de broadcast estão cada vez mais complexos e distribuídos. Governança
                                                                          em sistemas e ferramentas de centralização de monitoração e controle usando
                                                                          protocolos abertos da indústria de TI estão em ritmo acelerado de uso pelos
                                                                          broadcasters, tanto em redes LAN quanto WAN.
09:00   Acadêmico Cientifico - Trabalhos de Pesquisa                      Este painel apresenta aspectos relevantes as técnicas de modulação e transmissão
  /     TV Digital: Transmissão e Modulação                               mostrando resulados de comparação e testes de campo bem como análises de
11:00   Coord.: Anderson de Assunção - SET e Univali                      sistemas irradiantes.
            Aplicações de Datacasting para TV Digital
             Rodrigo Cascão Araújo e Luís Geraldo Pedroso
             Meloni - FEEC – UNICAMP
            Medidas de Sinais de TV Digital na Faixa de UHF na
             Região Metropolitana de São Paulo
             Rodolfo Souza; Pedro Gonzalez e Luiz Mello -
             PUC/Rio; Carlos Dantas – Mackenzie;
             Augusto Soledade e Claiton Colvero – INMETRO
            Método simplificado de teste de receptores de tv digital
             portátil
             Fujio Yamada; Francisco Sukys; Cristiano Akamine;
             Carlos Dantas; Luís Tadeu Mendes Raunheitte.
            Use of IPV6 Protocol in the Brazilian Digital TV Reference
             Model
             Rodrigo Admir Vaz; Eduardo Carvalho e Marcelo
             Zuffo – USP
11:30 TV Digital no Mundo: Japão e América Latina.                        Na primeira parte da sessão, saberemos como a TV Digital evoluiu neste último ano
  /   Coord.: Liliana Nakonechnyj - SET e TV Globo                        no Japão, com o lançamento da TV portátil, bem como os cuidados que têm sido
13:30 Maruyama - TV Asahi/ Japão                                          tomados no processo de migração.
        Yasuo Takahashi- DIBEG/ Japão                                     Na segunda parte da sessão, teremos oportunidade de ouvir depoimentos e debater
        Andres Galeano – RCN                                              as perspectivas da TV digital com executivos de emissoras de televisão de destaque
        German Landaeta – Venevision                                      da América Latina.
        Eduardo bayo - Artear
11:30 Produção                                                            Apresentação de Tecnologia de produto: Camcorder HDTV de Alta Performance em
  /   Tecnologias para applicações em Produção.                           Disco Magnético Rígido.
13:30 Coord.: Roberto Barreira – TV Globo
        Alan Keil – Ikegami
        Guilherme Ramalho – Cis Brasil/ AVID
        Marcel Koutstaal – Thomson
        Erick Soares – SONY
        Marcelo Blum - Videodata
11:30 Convergência Digital
  /   Novos Serviços: IPTV, Fttx, IMS, VOIP e outros.
13:30 Coord.: Antônio Maia – SET e Globo.com
        Fernando Alves – Akamai/ Exceda
        David Reisfeld – Akamai/ Exceda
        Rodrigo linhares – CISCO
        Carlos Pingarillo - Promon
11:30 Acadêmico Cientifico - Apresentação de Trabalhos Este painel apresenta aspectos relevantes relacionados as técnicas de Codificação,
  /   de Pesquisa                                      camada de transporte e canal de retorno.
13:30 TV Digital Codificação e Camada de Transporte        MPEG.4 Technology
        Coord.: Gunnar Bedicks – SET e Univ. Mackenzie                    Apresentação de Trabalhos acadêmicos científicos
        Daniel Lebois - Thomson
            Fluxos de Vídeo em TV Digital Terrestre
             Dagberto Magalhães e Marcus Manhães - CPqD
            Implementation of an Internet Access Port for Interactive
             Digital TV Set Top Boxes
             Rodrigo Admir Vaz; Eduardo Carvalho e Marcelo
             Zuffo – USP
            Algoritmos Rápidos de Estimação e Compensação de
             Movimento
             Guilherme Goehringer – SKY/ CETUC- PUC-Rio
             Abraham Alcaim – CETUC- PUC-Rio
15:00 Produção                                                     Tecnologia de Lentes para Produção de Alta Qualidade. Sistemas de Compressão
  /   Novas Tecnologias                                            para aplicação em Produção e Pós-produção (MPEG-4 Studio Profile, MPEG-2 Long
17:00 Coord.: Nelson Faria Jr - SET e TV Globo                     GoP, AVC/H.264, and J2K).
        Palestrantes:
        Larry Thorpe - Canon
        Hugo Gaggione - SONY
15:00 TV Digital                                                   Interatividade e opções de canal de retorno. Soluções sem fio – O WiMAX-700.
  /   Interatividade no Brasil. Midleware. Aplicações,             Middleware para as áreas de ensino, saúde e governo eletrônico.
17:00 Canal de Retorno.                                            Middleware em uso na TV Digital: ACAP/OCAP, MHP e ARIB. Ginga, um middleware
      Coord.: Celso Hatori – TV Cultura                            brasileiro: compatibilidade e diferenças. Implementação de aplicações avançadas e
      Guido Lemos de Souza Filho - UFPB                            convergentes.
      Valdecir Becker – UFSC                                       Linguagens de programação de middleware . Análise das soluções utilizadas. A
      Luiz Fernando Gomes Soares – Telemídia - PUC-Rio             linguagem NCL adotada no Ginga
      Luís Geraldo Meloni - Unicamp                                Interatividade: impactos na infra-estrutura. Mudanças no processo de produção.
      Thais Waisman - Waisman Tech                                 Formatos interativos de programas de TV
15:00 Tecnologia Áudio Visual                                Apresentação de novas tecnologias em sistemas audiovisuais e a discussão de
  /   Novas Tecnologias Audiovisuais aplicadas ao            aplicações desta tecnologias em situações correntes das empresas de "broadcasting",
17:00 Broadcasting                                           como: produção móvel, controle mestre, estúdio, telejornalismo, eventos, etc.. A
      Coord.: Claudio Younis – SET e Eletro Equip            abordagem do painel será a nível de sistemas possibilitando ao participantes uma
      Mod. (perg/ resp): Orlando Barrozo –VIMARC Editora     visão de desenho de sistemas alternativos para soluções de situações diárias em
      Luis Luca - 3M                                         produção e exibição de televisão.
      Hernan Rame - Biamp Systems                            Telas e películas especias para projeção. Monitores e cubos de retroprojeção para
      Alexandre Algranti - Beyerdynamic                      videowall Sistemas flexíveis para áudio utilizando DSP. Microfones para aplicações
      Audir Martins - Barco                                  especiais
18:00                            AGO – Assembléia Geral Ordinária da SET - Exclusiva para Associados da SET – em dia
19:00
15:00                                             Cinema Digital - Sala de Cinema com Exibição em HD -
20:00                                                       Coord.: Kanato Yoshida – SET e SONY
12:00                                              Broadcast& Cable - Feira de Equipamentos e Serviços
20:00                                         FIICAV - 1ª Feira Internacional da Indústria de Cinema e Audiovisual
                                                                      Realização: Certame
                                              25 de agosto de 2006 – sexta-feira – 09:00 / 20:00
09:00 TV Digital - Tutorial                                        Multiplexação: O "Transport Stream" MPEG-2. Multiplexação de Programas. Tabelas
  /   ISDB-T Modulação e Multiplexação                             de Informações de Sistema. TMCC ( Parâmetros de Configuração, Modulação e
11:00 Coord.: Eduardo Bicudo – SET e Ebcom                         Controle da Transmissão).
        Carlos Dantas - Univ. Mackenzie                            Modulação: Modulação COFDM. As alterações propostas para o SBTVD.
        Cristiano Akamine – Univ. Mackenzie                        Segmentação de banda. Aplicações

09:00 Seminário SET / AESP
  /   Rádio Digital - A Experiência Brasileira
11:00 Coord e Mod.: Ronald Barbosa – SET e ABERT
        Coord: Acácio Luis Costa – AESP
        Marco Túlio Nascimento – Sist. Globo de Rádio
        Yapir Marotta – ANATEL
        Marcelo Cacheiro – Harris
        Augusto Huertas – Rede Band
        Caio Klein – RBS
        Severino Carneiro – Rede Itatiaia
09:00 Telecomunicações                                             Como implantar o Digital usando as infra-estruturas atuais? E a questão das
  /   Transmissão                                                  interferências? Filtros. Os prós e os contras de antena multibanda. Diagrama de
11:00 Coord.: Wander Castro– SET e Casablanca                      cobertura digital e pontos de reforço.
        Dante Conti – SET e Transtel                               Uma nova abordagem para a caracterização de sistemas radiantes para Radiodifusão
        Matthew Betts - RFS                                        Digital de FM e TV
        Jay Martin – Dielectric
        Andre Cintra Ulhoa - ALUC
        Eduardo Huemer - Kathrein
09:00 Panorama da Indústria                                        O Panorama da Fabricação Nacional de Transmissores para TV Digital.
  /   Os Desafios e Oportunidades da TVD para a                    O Panorama da Fabricação Nacional de Produtos de Consumo para TV Digital
11:00 Indústria Eletrônica                                         Chip sets para Receptores de TV Digital
        Coord.: Carlos Capellão – SET e Phase                      Newest DTV products in Japan
        Carlos Fructuoso - Linear
        Roberto Barbieri - Semp/Toshiba
        Bruno Marchevsky - Texas/ Ingenient
        Yasuo Takahashi- DiBEG/ Japão
        Benjamim Sicsú – Sansung da Amazônia
11:30 Seminário SET / AESP
  /   Rádio Digital - Cenários Técnico, Político e
13:30 Empresarial
        Coord.: Ronald Barbosa – SET e ABERT
        Coord: Acácio Luis Costa – AESP
        Mod.: Djalma Ferreira – SET
        Yapir Marotta – ANATEL
        Claudio Martinez – IBiquity
        Perry Priestley – Ibiquity
        Edilberto Ribeiro – AESP
        José Pizani - ABERT
11:30 Convergência Digital
  /   Mobilidade e Portabilidade
13:30 Coord: Paulo Henrique – TV Globo
        Paulo Breviglieri – Qualcomm
        Maruyama - TV Asahi/ Japão
        Yasuo Takahashi- DIBEG/ Japão
11:30   Telecomunicações                            HDTV & INTERATIVIDADE SÃO “MUST” PARA TV ABERTA, TV POR
  /     TV e Telecomunicações                       ASSINATURA & IPTV? Considerando a necessidade de reversão por parte das
13:30   Coord.: Assis Brasil – SET e Videocom       OPERADORAS DE TELECOMUNICAÇÕES do cenário adverso no mercado de
        J. R. Cristovám – UNISAT                    telefonia, serão apresentadas as questões necessárias ao entendimento das
        Bart Van Utterbeeck – Newtec                estratégias e modelos de negócios envolvidos: a) De que forma poderão as
        Ângelo Pinelli Martins Samia - VIVAX S/A    operadoras lançar comercialmente os serviços de IPTV sem ferir a regulamentação
                                                    vigente no país? b) Quais os impactos, desafios e barreiras para as operadoras de TV
                                                    POR ASSINATURA? c) É possível ou não visualizarmos uma disputa de igual para
                                                    igual entre os contendores? d) Como a oferta de conteúdo diferenciado para as
                                                    classes A e B, a HDTV, a INTERATIVIDADE e cestas com Voz, Acesso Banda Larga,
                                                    Vídeo e Áudio ( riple-Play), a agregação de MOBILIDADE( Quad-Play) e as novidades
                                                    tecnológicas darão a tônica desse mercado? e) Que desdobramentos advirão nesse
                                                    contexto para as TV’s ABERTAS?
                                                    DVB-S2: UM PADRÃO PARA MULTIMÍDIA.
                                                    Porque o DVB-S2 é um padrão feito para Multimídia, enquanto DVB-S (o velho
                                                    padrão) era feito para televisão? No DVB-S2 existem vários utensílios para otimizar a
                                                    capacidade da banda no satélite. Quais parâmetros serão aplicáveis por aplicativo?
                                                    As modalidades de transmissão de dados CCM (Constant Coding and Modulation),
                                                    VCM (Variable Coding and Modulation) e ACM (Adaptive Coding and Modulation).
                                                    MONITORAÇÃO E ANÁLISE DE SERVIÇOS BIDIRECIONAIS EM SISTEMAS DE
                                                    TV DIGITAL.
                                                    Sistemas de TV digital interativa via cabo que utilizam a capacidade bidirecional da
                                                    rede HFC (Hybrid Fiber-Coax) exigem controle e monitoração contínuos do estado
                                                    dos caminhos de retorno, desde o decodificador até o headend. Todos os
                                                    decodificadores devem comunicar-se com o servidor de controle do sistema, para que
                                                    serviços interativos tais como Impulse Pay-Per-View não sejam comprometidos. O
                                                    processo de monitoração inclui: a) Geração de relatório de todos os decodificadores
                                                    com contrato a partir do sistema de billing; b) Cruzamento com a lista dos
                                                    decodificadores marcados como "não-respondedores crônicos" pelo servidor de
                                                    controle. c) A listagem resultante alimenta um processo automático que faz a
                                                    recalibração da potência de saída de cada decodificador, visando estabelecer uma
                                                    correlação entre os decodificadores "não-respondedores" e áreas específicas,
                                                    afetadas por altos níveis de ruído e interferência. Será apresentada uma técnica de
                                                    medição (Ruído de Excesso) para uma comparação dos diversos caminhos de
                                                    retorno.
11:30 TV Digital –
  /   Interatividade - Panorama no mundo?
13:30 Coord.: Roberto Primo – SKY
        Aldo Campinos– NDS
        Júlio Ramos – SKY
        Mário Fried - CESAR
15:00 Seminário SET / AESP
  /   Rádio Digital - Perspectivas de Negócios
17:00 Coord.: Ronald Barbosa – SET e ABERT
        Coord e Mod.: Acácio Luis Costa – AESP
        Paulo Saab – ELETROS
        Lissandro – IPOS
        Djalma Ferreira – SET e ABERT
15:00 TV Digital no Brasil
  /   A Contribuição dos Satélites para este novo
17:00 cenário
        Coord.: Manuel Almeida – SET e Intelsat
        Mauro Wajnberg - Star One
        Jurandir Pitsch - SES New Skies
        Estevão Ghizoni - Intelsat
        Edson Meira - Loral Skynet
        Edio Gomes - Hispamar
15:00 Workshop                                      Sistema de Armazenamento Colaborativo de Alta Performance – Xsan. Edição 24p
  /   Técnicas avançadas com Final Cut Studio e                  com DV25 - AGDVX100. Multicam com Final Cut Pro. Motion Effects com Final Cut
17:00 Shake 4                                                    Pro. Alpha Channels com Final Cut Pro. Correção de cor primária e secundária com
        Coord.: Daniela Souza – SET e AD Line                    Final Cut Pro. Criação de um fundo animado com Apple Motion 2. Criação de títulos
        César Hashimoto – Apple                                  com LiveType 2. Script de loop para DVD Studio Pro 4. Composição simples com
                                                                 Apple Shake 4.
15:00                                            Cinema Digital - Sala de Cinema com Exibição em HD
20:00                                                     Coord.: Kanato Yoshida – SET e SONY
12:00                                             Broadcast& Cable - Feira de Equipamentos e Serviços
20:00                                       FIICAV - 1ª Feira Internacional da Indústria de Cinema e Audiovisual
                                                                    Realização: Certame

				
DOCUMENT INFO