Farmacologia da Inflamação e da Dor by sjr99061

VIEWS: 553 PAGES: 41

									                                                          XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                     Farmacologia e Terapêutica Experimental



                      Farmacologia da Inflamação e da Dor
04.001                                               patas dos animais foram obtidas em pletismô-
                                                     metro Ugo Basile. Resultados: Ratas Holtzman e
                                                                                                          idosos hígidos e adultos jovens.
                                                                                                          Apoio: FAPEMIG, CNPq, CAPES
DETECTOR ELETRÔNICO DE PRESSÃO (DEP):                Wistar apresentaram respostas nociceptivas e
MÉTODO PARA ESTUDO DE NOCICEPÇÃO                     edematogênicas à formalina dose-dependentes,
MECÂNICA EM CAMUNDONGOS. Cunha, T.M;                 com respostas nociceptivas de primeira fase (0-      04.005
Ferreira, S.H; Cunha, F.Q. Depto. Farmacologia       10 min) de intensidade similar, de aproximada-
FMRP-USP.                                            mente 200 s (controles= 0 s). No entanto, as         PAPEL DAS INTERLEUCINAS NA NOCICEPÇÃO
                                                     respostas nociceptivas de 2ª fase de ratas Holtz-    E EDEMA INDUZIDOS PELA INJEÇÃO INTRA-
INTRODUÇÃO: Um dos maiores problemas no              man foram significativamente de maior intensi-       PLANTAR DE GLUTAMATO EM CAMUNDON-
estudo da nocicepção animal é o desenvolvimen-       dade do que em ratas Wistar (221.9 s x 167.4 s,      GOS. Beirith, A.; Calixto, JB. Depto de Farmaco-
to de metodologias simples e replicáveis. A mai-     P<0.05, test t ANOVA) na 1ª hora. As respostas       logia, UFSC, Florianópolis, SC
oria dos métodos existentes utiliza o rato como      edematogênicas foram de intensidade similar nas
animal experimental. Portanto, é importante de-      duas linhagens (aproximadamente 0.25 mL,             Objetivo: Foi demonstrado que a injeção intra-
senvolver técnicas para investigar a nocicepção      1.25% e 0.42 mL, 2.5 %) na 3ª h de estudo,           plantar (i.pl.) de glutamato provoca nocicepção
em camundongos, pois a biotecnologia está am-        sendo máximas quando a resposta comportamen-         acompanhada de edema em camundongos. Vá-
plamente desenvolvida para esses animais. A téc-     tal havia desaparecido. Conclusões: Ratas Holtz-     rios receptores glutamatérgicos estão envolvidos
nica de Von Frey filamentos (VFF) foi transforma-    man apresentam resposta nociceptiva de 2ª fase       na resposta nociceptiva, mas apenas os recepto-
da em um método eletrônico para determinar           aumentada em relação à ratas Wistar, embora o        res não-NMDA acoplados a canal iônico pare-
pressão em humanos e ratos apresentando gran-        edema tenha sido de mesma intensidade. Apa-          cem ter participação no edema, enquanto a da
de confiabilidade. Então, o objetivo desse traba-    rentemente, os mecanismos envolvidos nessas          via da L-arginina/óxido nítrico participa de am-
lho é adaptação e padronização do DEP em ca-         respostas são independentes. Apoio: CAPES,           bas respostas. Neste trabalho, será avaliado o
mundongos.                                           CNPq E FAPEMIG.                                      papel das interleucinas 1β e 10 (IL-1β e IL-10) e
MÉTODOS: O DEP consiste de um anestesiôme-                                                                da migração de leucócitos na nocicepção e ede-
tro eletrônico, ao qual foi adaptada uma pontei-                                                          ma induzidos por glutamato.
ra que estimula a pata traseira do animal (ca-       04.004                                               Métodos e resultados: Foram utilizados camun-
mundongos Swiss 25-30g), provocando uma res-                                                              dongos suíços machos (30-40 g, n: 6-8) e os re-
posta de flexão característica, com retirada da      ESTUDO DE GÊNERO ENTRE A ATIVIDADE                   sultados estão expressos como a média ± e.p.m..
pata, momento em que o estimulo é interrompi-        HIPERALGÉSICA DO SOBRENADANTE DA CUL-                Um grupo de animais foi tratado com glutamato
do. O VFF foi utilizado para validação dos resul-    TURA DE CÉLULAS MONONUCLEARES DE                     (30 µmol/20 µl, i.pl.), sacrificado após 15 min e
tados.                                               IDOSOS HÍGIDOS E ADULTOS JOVENS. Leani,              a medula espinhal e o tecido muscular da região
RESULTADOS: Os resultados foram expressos            S. M. Pereira; Webster, G. P. Reis; Vanderson, A.    plantar da pata tratada foram removidos para
como ∆ do limiar de estímulo mecânico (g) obti-      Romualdo; Resende, M. A; Janetti, N. Francischi.     medida da IL-1β. A injeção i.pl. de glutamato
do pela diferença do limiar antes e 3 h após os      Depto. de Farmacologia-ICB-UFMG-Belo Horizon-        aumentou o nível de IL-1β na medula espinhal
tratamentos para o DEP e ∆ log da força (g) para     te-MG                                                (1,5 vezes). A co-injeção de IL-10 (10-50 ng/pata)
o VFF. A injeção intraplantar de carragenina (30,                                                         ou do anticorpo anti-IL-1β (50-100 ng/pata) ou
100 e 300 µg) induziu hiperalgesia mecânica          Em trabalho anterior verificamos que o sobrena-      ainda, o tratamento com fucoidina (25 mg/kg, 5
dose-dependente quando avaliada no DEP (7,8          dante obtido da cultura de leucócitos mononu-        dias, e.v.) reduziram significativamente a noci-
± 1,2; 7,7 ± 0,6; 10,1 ± 0,6 g, respectivamente)     cleares de idosos hígidos (SLMi) induziu hiperal-    cepção causada pelo glutamato (40±10, 23±6 e
e no VFF (0,2 ± 0,04; 0,6 ± 0,2; 1,3 ± 0,3 g,        gesia em ratos 50% menor quando comparada            46±8%, respectivamente). Ao contrário do ob-
respectivamente) quando comparado com o gru-         ao sobrenadante de adultos jovens (SLMj).            servado para IL-10 ou IL-1β, somente a fucoidi-
po tratado com salina (0,7 ± 0,8; 0,1 ± 0,06 g,      Objetivos: Verificar se existem diferenças, quan-    na foi capaz de reduzir significativamente
respectivamente).                                    to ao gênero, na atividade hiperálgesica (Hip)       (14±2%) o edema causado por glutamato.
DISCUSSÃO: Obteve-se alta reprodutibilidade nos      do SLMi e do SLMj.                                   Conclusões: A IL-1β, IL-10 estão envolvidas com
experimentos, sugerindo que o DEP é um méto-         Métodos: Participaram do estudo 10 idosos hígi-      a nocicepção causada pelo glutamato, enquanto
do conveniente para estudos de hiperalgesia          dos (média de idade = 71.9 ± 3.8; 5 homens e 5       o edema de pata parece estar associado, pelo
mecânica em camundongos.                             mulheres com I.M.C entre 22–27) e 10 adultos         menos em parte, com moléculas de adesão e
APOIO FINANCEIRO CNPq                                jovens hígidos, média de idade= 25.3 ± 0.8 anos;     migração celular.
                                                     5 homens e 5 mulheres com I.M.C padrão. Fo-          Apoio financeiro: CNPq, FINEP, CAPES e PRONEX
                                                     ram colhidos 10 ml de sangue da veia ulnar me-
04.003                                               diana do antebraço direito de cada participante.
                                                     Os leucócitos mononucleares foram purificados
                                                     através de gradiente de centrifugação (≥ 95% de
                                                                                                          04.006
COMPARAÇÃO DA RESPOSTA NOCICEPTIVA
(COMPORTAMENTAL) E EDEMATOGÊNICA À                   pureza). As células foram incubadas com 250µg        MEDIADORES ENVOLVIDOS NA DOR OROFA-
FORMALINA ENTRE RATOS WISTAR E HOLT-                 de carragenina (Cg) λ em RPMI (1.0 ml) pH=7.4        CIAL INDUZIDA POR FORMALINA EM RATOS.
ZMAN. Noman-Ferreira, L.C. e Francischi, J.N.-       e 10% de soro bovino, por 2 horas, em placas de      Chichorro, J. G.; Lorenzetti, B. B.; Zampronio, A.
Depto. Farmacologia-ICB-UFMG-BELO HORIZON-           cultura e câmara de CO2. O sobrenadante foi          R. Depto. Farmacologia, UFPR.
TE, MG                                               guardado congelado (-15°C) até a utilização. So-
                                                     brenadantes de células sem adição de Cg consti-      Introdução: Avaliamos a participação de diver-
Introdução: Variáveis como raça, sexo, clima, etc,   tuíram os controles. Foram administrados 0.1ml       sos mediadores na dor induzida por formalina
interferem na intensidade da resposta à dor men-     dos sobrenadantes na pata de ratos e a hiperal-      (Form) na região trigeminal. Método: Form foi
surada. O objetivo deste trabalho foi comparar       gesia foi medida até 24 horas, através do méto-      injetada no lábio superior de ratos Wistar ma-
as respostas nociceptivas e edematogênicas em        do de Randall-Sellitto (trabalho aprovado pelo       chos e os animais observados de 0-3 min (fase I)
duas linhagens de ratos. Métodos: Ratas (n=5/        comitê de Ética local).                              e de 12-30 min (fase II). Os tratamentos foram
grupo), das linhagens Holtzman e Wistar, pesan-      Resultados: A atividade hiperalgésica do SLMi (Fe-   feitos no local ou por via ip. O índice de nocicep-
do entre 140-180g foram utilizadas. Formalina        minino = 30.6 ± 0.8; Masculino = 35.0 ± 0.9)         ção foi representado pelo tempo de fricção do
(0.625-2.5 %) foi injetada intraplantarmente         e do SLMj (Feminino = -66.5 ± 1.0; Masculino         local. Dados mostram % máxima de redução ou
(0.05 mL). A resposta nociceptiva (tempo de per-     = 67.8 ± 1.9), P>0.05, avaliadas pelo teste t        potenciação. Resultados: O tratamento com
manência com a pata elevada) foi avaliada em         ANOVA                                                BQ123 (1-10nmol) ou HOE140 (0,1-10mg/kg)
intervalos de 5 min até 180 min da injeção, sob      Conclusões: Não foram observadas diferenças          reduziu as fases I (45 e 67%) e II (49 e 46%),
temperatura constante (25ºC). Animais controle       estatísticamente significativas entre a atividade    respectivamente, da resposta à Form 2,5%. A fase
foram injetados com igual volume de salina fisi-     hiperalgésica dos sobrenadantes, quanto ao gê-       II desta resposta foi reduzida pelo tratamento com
ológica estéril. Medidas de edema (em mL) das        nero, da cultura de células mononucleares de         meloxicam (0,3125-5mg/kg,55%), celecoxibe (1-


120
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                     XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                 Farmacologia e Terapêutica Experimental




10mg/kg,51,5% ou 12,5-200µg,52%), atenolol
(6,25-100µg,56%), guanetidina (30mg/kg,54%),
                                                      04.008                                                 ziu hiperalgesia mecânica dose-dependente quan-
                                                                                                             do avaliada em A (13,25±0,90; 17,00±0,53;
DALBK (0,5-2µg,43%), meclisina (12,5-                 EFEITO HIPERALGÉSICO DO FATOR DE CRES-                 18,80±0,32, respectivamente) e em B
200µg,62%), anticorpo anti-fator de necrose tu-       CIMENTO DO NERVO (NGF). Funez, MI; Schi-               (18,4±2,01; 21,22±1,87; 23,32±1,80, respecti-
moral α (TNF-α) (46%), anti-interleucina (IL)-1β      vo, IRS; Rosa, SR; Ferreira, SH; Cunha, FQ. Depto      vamente), em relação ao grupo tratado com sali-
(48%), anti-IL-6 (47%) e anti-IL-8 (43%). Por         de Farmacologia da FMRP/USP.                           na avaliados em A (0,82 ±0,27) e B (1,24 ±0,60).
outro lado, a fase II da resposta à Form 0,625%                                                              Discussão: Nos dois modelos experimentais apre-
foi potenciada pelo tratamento com captopril          Introdução: A hiperalgesia inflamatória é relaci-      sentados acima, a IL-12 induziu hiperalgesia
(5mg/kg,87%), prostaglandina (PG) E 2                 onada à produção de citocinas, com conseqüen-          mecânica dose-dependente.
(50ng,79%), tiramina (200µg,46%), TNFα (1,25-         te liberação de leucotrieno B4 (LTB4), prostaglan-     Apoio: CNPq, CAPS e FAPESP.
5pg,72%), IL-1β (0,125-0,5pg,61%), IL-6 (1-           dinas (PGs) e aminas simpatomiméticas (AS). Es-
2ng,84%) ou IL-8 (100 e 200pg,70%). Indome-           tudos têm sugerido que fatores de crescimento,
tacina (2 e 4mg/kg ou 100 e 300µg), MK 886
(0,3-3,0mg/kg) e BQ788 (3 e 10nmol) não mo-
                                                      entre eles o NGF, estão presentes em tecidos após      04.010
                                                      inflamação induzida por diferentes estímulos. O
dificaram a resposta. Conclusão: Estes dados su-      objetivo deste trabalho foi verificar a capacidade     HIPERALGESIA INDUZIDA PELA INTERLEUCI-
gerem a participação da bradicinina (BK, via re-      do NGF em induzir hiperalgesia mecânica bem            NA-1β INTRATECAL É DEPENDENTE DE
ceptores B2) e endotelina (via receptores ETA), em    como os mediadores envolvidos.                         PROSTAGLANDINAS E SENSIBILIZAÇÃO DO
ambas as fases, e de PGs, geradas via COX-2,          Métodos e Resultados: Observamos que a inje-           NEURÔNIO AFERENTE PRIMÁRIO. Silva D.B.,
aminas simpatomiméticas, BK (via receptores B1),      ção intraplantar (ipl) de NGF (1.5,5,15 ng) indu-      Schivo I.R.S., Rosa S.R., Cunha F.Q., Ferreira S.H.,
histamina e citocinas na fase II da resposta à Form   ziu hiperalgesia mecânica de maneira dose-de-          Depto de Farmacologia da Faculdade de Medici-
orofacial.                                            pendente em patas de ratos (Wistar machos, 180-        na de Ribeirão Preto-USP, São Paulo.
Apoio Financeiro:CAPES-FAPESP                         200g) quando avaliada pelo teste de pressão em
                                                      patas de ratos (modificação do Randall & Selit-        INTRODUÇÃO: Resultados obtidos anteriormen-
                                                      to). O pré-tratamento com indometacina (100µg/         te em nosso laboratório demonstraram que a in-
04.007                                                ipl), atenolol (25µg/ipl), MK886 (1mg/Kg;ip, ini-      terleucina-1(IL-1)β leva ao estabelecimento de
                                                      bidor da síntese de LTB4) ou BQ788 (10pmoles/          hiperalgesia mecânica via indução da ciclooxige-
PARTICIPAÇÃO DA ENDOTELINA (ET) NA HI-                ipl, antagonista endotelinérgico ETB) não preve-       nase (COX)-2, com conseqüente produção de
PERALGESIA MECÂNICA (HM) INDUZIDA                     niu o efeito hiperalgésico induzido pelo NGF           prostaglandina (PG)E2 a nível periférico. Contu-
PELA IL-18. Verri Jr, WA; Schivo, IRS; Rosa, SR;      (5ng). Porém, o tratamento com indometacina            do, dados publicados na literatura sugerem que
*Liew, EF; Cunha, FQ & Ferreira, SH - Depto Far-      mais atenolol (mesmas doses) preveniu em 50%.          a hiperalgesia decorrente desta citocina envolve
macologia, FMRP/USP. *Dept Immunology, Uni-           O tratamento ipl com antissoro anti-NGF (50µl)         apenas componente central. Portanto, o objeti-
viversity of Glasgow, UK                              não preveniu a hiperalgesia induzida por injeção       vo deste trabalho é investigar, em nosso modelo
                                                      ipl de carragenina (Cg; 100µg), LPS (1µg), TNFα        de hiperalgesia, a participação central da IL-1β
INTRODUÇÃO Tem-se demonstrado que a IL-18             (2.5pg), IL-1β (0.5pg) ou IL-8 (0.1ng).                na gênese da hiperalgesia mecânica e avaliar o
participa na patogênese da artrite reumatóide.        Discussão: Nossos dados indicam que a hiperal-         envolvimento de PGs no processo. MÉTODOS e
No entanto, sua função na hiperalgesia não está       gesia induzida pelo NGF depende da contribui-          RESULTADOS: Avaliamos a hiperalgesia mecâni-
bem esclarecida. Assim, o objetivo deste traba-       ção sinérgica dos componentes de PGs e AS (efeito      ca utilizando os testes de pressão em pata de ra-
lho foi avaliar o seu possível efeito nociceptivo e   da associação indometacina mais atenolol) e pa-        tos (adaptação do Randall & Selitto) e Von Frey
a participação das prostaglandinas(PG), media-        rece independer da participação de endotelinas         eletrônico. A administração i.t. de IL-1β (0.16 pg)
dores simpáticos(MS), leucotrienos(LT) e ET na        e LTB4. Além disso, o NGF parece não participar        induziu hiperalgesia mecânica em ambas as pa-
HM induzida pela IL-18 MÉTODOS E RESULTA-             da hiperalgesia induzida por Cg, LPS e citocinas       tas traseiras (ratos machos Wistar, 150-200 g). O
DOS A intensidade de HM foi avaliada por dois         (TNFα, IL-1β, IL-8).                                   pré-tratamento com indometacina (100 µg; i.t.)
métodos: A-variação no tempo de reação dos            Apoio Financeiro: CAPES, PRONEX.                       inibiu a hiperalgesia nas duas patas traseiras em
animais(Ratos Wistar machos, n=3-7) submeti-                                                                 93%. Entretanto o pré-tratamento com indome-
dos a uma pressão constante na pata e B-varia-                                                               tacina intraplantar (i.pl.;100 µg) inibiu a hiperal-
ção da pressão na pata necessária à reação dos
animais. A administração de IL-18(20, 40 e 60ng/
                                                      04.009                                                 gesia apenas na pata ipsilateral em 83%. DIS-
                                                                                                             CUSSÃO: A inibição da hiperalgesia pela indo-
pata) causou HM de maneira dose-                      HIPERALGESIA MECÂNICA INDUZIDA PELA                    metacina i.t. sugere que esta é decorrente da in-
dependente(A: 7,0±0,8; 13,9±1,0 e 16,5±1,3. B:        INTERLEUCINA-12 (IL-12). Molina, R.O.; Schi-           dução da COX-2 pela IL-1β e conseqüente pro-
13,3±1,3; 15,7±1,2 e 23,3±1,5) com pico na ter-       vo, I.R.S.; Rosa, S.R.; Cunha, F.Q. & Ferreira, S.H.   dução espinal de PGs. O fato da indometacina
ceira hora após o estímulo. O tratamento dos          Depto. Farmacologia, Faculdade de Medicina de          periférica (i.pl.) inibir a hiperalgesia somente na
animais 30 minutos antes do estímulo                  Ribeirão Preto – USP                                   pata tratada sugere que as prostaglandinas libe-
hiperalgésico(IL-18,         40ng/pata)       com                                                            radas centralmente estão sensibilizando preferen-
indometacina(Indo, 2,5mg/Kg, sc, inibidor da ci-      Introdução: Na literatura tem-se demonstrado           cialmente o neurônio aferente primário. APOIO
cloxigenase), atenolol(Atn, 1mg/Kg, sc, beta blo-     que a IL-12 é essencial para o desenvolvimento         FINANCEIRO: CAPES, FAEPA
queador) ou MK886(1mg/Kg, vo, inibidor da sín-        da resposta imune do tipo Th1 que ocorre du-
tese de LT) não inibiu significativamente a HM        rante a artrite reumatóide. Porém, nada consta
induzida pela IL-18 nos dois métodos, já o trata-
mento com BQ788(3-30nMoles/pata, antagonista
                                                      sobre sua participação na hiperalgesia. Assim, o       04.011
                                                      objetivo deste trabalho foi pesquisar a possível
do receptor tipo B para ET) diminuiu a resposta       efeito nociceptivo da IL-12 na hiperalgesia me-        PARTICIPAÇÃO DA 3´,5´-ADENOSINA-MONO-
nociceptiva de maneira dose-dependente, sen-          cânica.                                                FOSFATO CÍCLICO (AMPc) NA INDUÇÃO E
do a média da inibição na maior dose 78,8%(A)         Materias e Métodos: Os animais utilizados foram        MANUTENÇÃO DA HIPERSENSIBILIDADE
e 52,2%(B) DISCUSSÃO Nos dois modelos expe-           Ratos Wistar machos. A intensidade de hiperal-         NOCICEPTIVA PERSISTENTE (HNMP). Sachs D.,
rimentais apresentados acima, não há envolvi-         gesia mecânica foi avaliada por dois métodos: A        Schivo I.R.S., Rosa S.R., Cunha F.Q., Ferreira S.H.
mento de PG, MS ou LT na HM induzida pela IL-         variação no tempo de reação dos animais sub-           Depto de Farmacologia da F.M.R.P.-USP, São
18, contudo, a inibição dose-dependente pelo          metidos a uma pressão constante na pata e B-           Paulo.
BQ788, indica a participação da ET via recepto-       variação da pressão na pata necessária para ha-
res ETB                                               ver reação dos animais. A administração intra-         Introdução:Dados anteriores demonstraram que
APOIO FINANCEIRO CAPES, CNPq, FAPESP e                plantar de IL-12 foi realizada em três doses 3ng,      injeções intraplantares (i.pl.) diárias de prosta-
FAEPA                                                 10ng e 30ng/pata.                                      glandina E2 (PGE2) por um período de 14 dias,
                                                      Resultados: A injeção intraplantar de IL-12 indu-      induz o desenvolvimento de um processo de




                                                                                                                                                                  121
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                  XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                              Farmacologia e Terapêutica Experimental




HNMP, o qual permanece por um período de pelo         FENO/ipl inibe HS, que foi inibido por BIC/ipl,      Métodos e Resultados: Camundongos machos
menos 30 dias após a suspensão da administra-         sugerindo, assim, a existência de receptores GA-     foram tratados, em um primeiro momento, com
ção desses agonistas. Visto que o AMPc medeia a       BAA periféricos.                                     Composto 48/80 (C4880; 1 + 3 + 10 + 10 µg/
hiperalgesia aguda induzida pela PGE2, o objeti-      Apoio: FAPEMIG                                       pata, por 4 dias) ou salina para verificar a influ-
vo do presente trabalho é avaliar a possível par-                                                          ência sobre os efeitos da ET-1 (10 pmol). Após
ticipação do AMPc na indução e manutenção da                                                               injeção intraplantar (i.pl.) de ET-1 (ou PBS) na
HNMP.
Métodos e Resultados:A HNMP foi avaliada uti-
                                                      04.013                                               pata traseira direita, cronometrou-se o tempo
                                                                                                           despendido lambendo (licking) a pata em perío-
lizando-se o teste de pressão em patas de ratos       ESTUDO DA RESPOSTA NOCICEPTIVA RELA-                 dos de 5 min, por 30 min. Após este período,
(Wistar, machos 120-300 g), o qual é uma adap-        CIONADA AO SISTEMA SEROTONÉRGICO EM                  avaliou-se a ocorrência de hiperalgesia à capsaici-
tação do modelo de Randall & Selitto. Observou-       CAMUNDONGOS ATRAVÉS DO TESTE DA CHA-                 na (0,1 µg, i.pl.) nos 5 min seguintes. Cada ani-
se que a injeção i.pl. de pequenas doses de PGE2      PA QUENTE. LCE Zibetti, B Verza, C Ramos, L          mal foi então sacrificado, cortou-se ambas as
(10 e 30 ng.pata-1) causam hipersensibilidade         Schatschneider, R Menguer, S Silveira, V Maldot-     patas na altura do tornozelo e avaliou-se o ede-
nociceptiva aguda de pequena intensidade, e não       ti, A Machado, R Bernardi – Farmacologia – Fun-      ma pela diferença de peso entre elas. Os dados
induzem HNMP, quando administradas diaria-            dação Faculdade Federal de Ciências Médicas de       foram analisados por ANOVA seguido de Bonfer-
mente durante 15 dias. Entretanto, o tratamen-        Porto Alegre.                                        roni. A dessensibilização por C4880 bloqueou por
to dos animais com rolipram (inibidor de fosfo-                                                            completo os 3 efeitos da ET-1. Em seguida, veri-
diesterase; 9 µg.pata-1), 30 minutos antes da ad-     A Serotonina tem papel conhecido na percepção        ficou-se que bloqueio dos receptores ETA, com
ministração de PGE2 em pequenas doses (10 e           dolorosa. Fármacos como Fluoxetina e L-tripto-       BQ-123 (1 e 3 nmol, i.pl.), reduziu a hiperalge-
30 ng.pata-1), potencializou a hipersensibilidade     fano aumentam a disponibilidade dessa substân-       sia, mas não a nocicepção ou edema causados
aguda induzida pelas mesmas (1400% e 113%,            cia na fenda sináptica, o que nos leva a inferir     por C4880 (0,3 µg, i.pl.). O bloqueio de recepto-
respectivamente). Também se observou que a            que tais fármacos possam ter poder analgésico.       res ETB, com BQ-788, foi inefetivo.
injeção i.pl. diária de pequenas doses de PGE2        OBJETIVO: Verificar o efeito antinociceptivo da      Conclusão: Mastócitos parecem ser fundamentais
(10 e 30 ng.pata-1) + rolipram (mesma dose),          Fluoxetina, do L-triptofano e da associação de       na indução da nocicepção, hiperalgesia e edema
eram capazes de induzir HNMP. Além disso, a           ambos no teste da chapa quente. MATERIAIS E          causados por ET-1. Além disso, a hiperalgesia
administração diária de Dibutiril AMPc (análogo       MÉTODOS: 55 camundongos BALB, divididos em           causada por degranulação de mastócitos depen-
do AMPc) durante 15 dias, foi capaz de mimeti-        4 grupos, receberam I.P. SF 0,9% 1ml/kg, L-Trip-     de em parte de ETs. Apoio Financeiro: CNPq,
zar a HNMP induzida por PGE2.                         tofano 400mg/kg, Fluoxetina 15mg/kg, e a asso-       FAPESP.
Conclusões: Esses dados sugerem que o AMPc            ciação de L-Triptofano 400mg/kg e Fluoxetina
participa da gênese da HNMP induzida por PGE2.        15mg/kg respectivamente. Foram submetidos ao
Apoio Financeiro: CNPq, FAEPA e FAPESP.               teste da Chapa Quente antes da administração e       04.015
                                                      após 15, 30 e 60 minutos. RESULTADOS: O L-
                                                      triptofano apresentou capacidade analgésica sig-     ENDOTELINA-1 POTENCIA RESPOSTA NOCI-
04.012                                                nificativa em relação ao controle no tempo 30        CEPTIVA À FORMALINA EM RATOS. Motta,
                                                      minutos (F(3,51)=7,14 e p<0,001; 13,05±2,28;         E.M.; *De Souza, G.E.P; **D’Orléans-Juste, P.; Rae,
FENOBARBITAL PERIFÉRICO INIBE HIPERAL-                7,10±0,82). Os grupos que receberam as solu-         G.A. Deptos. de Farmacologia, UFSC, Florianó-
GESIA SECUNDÁRIA, EVIDENCIANDO A PAR-                 ções de Fluoxetina isoladamente e de Fluoxetina      polis, *FCFRP, USP, Ribeirão Preto, Brasil, **Fac.
TICIPAÇÃO DE RECEPTORES GABAA. Motta, P.              associada a L-triptofano apresentaram uma la-        Med., University of Sherbrooke, Canada.
G., Tatsuo, M. A. K. F., Departamento de Farma-       tência significativamente superior ao controle nos
cologia, ICB-UFMG.                                    tempos 15 (F(3,51) =7,29 p<0,001;                    Introdução: A endotelina-1 (ET-1) causa nocicep-
                                                      16,83±2,18; 21,13±2,72; 9,83±1,25) e 30              ção, hiperalgesia à capsaicina e edema em ca-
INTRODUÇÃO: Em trabalhos anteriores demons-           minutos (F(3,51)= 7,14 e p<0,001;                    mundongos e causa hiperalgesia mecânica em
tramos que injeção intraplantar de formalina 5%       18,05±2,45; 19,53±2,43; 7,10±0,82). No tem-          ratos. Este estudo avalia os efeitos da ET-1 na dor
(FOR) em ratos induz hiperalgesia secundária          po 60 minutos, apenas a Fluoxetina apresentou-       causada por formalina em ratos.
(HS). Efeito este inibido por Gabapentina, uma        se superior ao controle (F(3,51)=2,26 e p<0,05;      Métodos e Resultados: Ratos Wistar (ca. 200 g)
droga gabamimética. O presente estudo visa in-        23,37±2,42 e 14,62±2,46). Fica evidente a            receberam injeção intraplantar (i.pl.) de ET-1 (1,
vestigar a participação de receptores GABAA pe-       participação da Serotonina na analgesia. Toda-       3 e 10 pmol; em 20 ul; agonista de receptores
riféricos sobre a hiperalgesia secundária (HS) uti-   via, enquanto o mecanismo de ação do L-tripto-       ETA e ETB), sarafotoxina S6c (SRTX; 3, 10 e 30
lizando Fenobarbital (FENO), um modulador alos-       fano permanece incerto, a analgesia induzida pela    pmol; agonista seletivo de receptores ETB) ou PBS
térico, e Bicuculina (BIC), um antagonista com-       Fluoxetina compreende tanto a modulação das          e registrou-se a ocorrência de respostas nocicep-
petitivo deste receptor.                              vias nociceptivas quanto a alteração da sensação     tivas (lambidas, “flinches” e favorecimento) por
MÉTODOS: Ratos Wistar machos (160-200g) fo-           dolorosa subjetiva.                                  1 h. Os animais receberam então formalina 0.5%
ram tratados com 50µL de FOR, intraplantar (ipl),                                                          (i.pl., ipsilateral, 50 ul) e foram observados por
para induzir HS, que foi avaliada através do teste                                                         mais 1 h para registro de ambas as fases da dor
de retirada de cauda. Os fármacos e o veículo
(salina/propileno glicol, na proporção de 70:30)
                                                      04.014                                               causada por este agente. A ET-1 causou nocicep-
                                                                                                           ção espontânea dependente da dose (PBS 19 +/
foram administrados pré FOR, em 20µL/ipl.             IMPORTÂNCIA DOS MASTÓCITOS NA NOCI-                  2 eventos; ET-1 1, 3 e 10 pmol 38 +/- 6, 42 +/-
RESULTADOS e DISCUSSÃO: Os dados serão apre-          CEPÇÃO, HIPERALGESIA E EDEMA CAUSADOS                3 e 51 +/- 2, respectivamente), e potencializou
sentados como média ± epm (n=6) da área so-           ENDOTELINA-1 EM CAMUNDONGOS. *Frighet-               a primeira (0-5 min) e segunda (15-60 min) fa-
bre a curva (AUC) para o índice de retirada de        to, M.; **Piovezan, A.P.; De 3Souza, G.E.P.; 2Hen-   ses da dor causada por formalina (+107 e
cauda (IRC). O grupo controle recebeu veículo         riques, M.G.M.O., 4D’Orléans-Juste, P. e Rae, G.A.   +170% com ET-1 10 pmol, respectivamente). A
pré FOR , apresentando AUC= -17.29±1.00, evi-         Departamentos de Farmacologia, CCB, 1UFSC,           SRTX S6c também induziu dor espontânea nas
denciando HS. FENO/ipl, administrado 10’ an-          Florianópolis; 2FarManguinhos-Fiocruz, Rio de        doses de 3 e 10 (mas não 30) pmol. As 3 doses
tes, nas doses de 20, 40 e 80µg, inibiu de manei-     Janeiro; 3Fac. de Ciências Farmacêuticas de Ri-      de SRTX também potencializaram igualmente
ra dose dependente a HS, sendo observado os           beirão Preto, USP; Brazil; 4Fac. of Medicine, Uni-   apenas a primeira fase da dor por formalina, mas
valores de AUC= -4.78±0.54, -0.97±1.29 e              versity of Sherbrooke, Canada.                       a maior dose (30 pmol) inibiu a segunda fase em
+8.84±0.93, respectivamente, evidenciando                                                                  46%.
efeito antihiperalgésico. A administração de 80ng     Objetivos: A endotelina-1 (ET-1) causa nocicep-      Conclusão: Além de causar dor, a ET-1 também
de BIC/ipl, 20’ antes de FOR, bloqueou este efei-     ção, hiperalgesia (à capsaicina) e edema na pata     induz hiperalgesia à formalina no rato. Pelo me-
to (AUC= -13.2±1.62). A dose de 80µg de FENO/         traseira de camundongos (Piovezan et al., Br. J.     nos parte destes efeitos envolve a ativação de
ipl contralateral não inibiu HS (AUC= -               Pharmac., 129: 961-968, 2000). Este estudo ve-       receptores ETB, mas receptores ETA medeiam o
10.03±1.91), excluindo o efeito sistêmico.            rificou o possível envolvimento de mastócitos na     aumento da segunda fase (inflamatória) da dor
CONCLUSÃO: Nossos resultados mostram que              mediação destes efeitos da ET-1.                     por formalina.
                                                                                                           Suporte Financeiro: CNPq, CAPES, FAPESP e CIHR.



122
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                  XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                              Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.016                                               não-sensibilizados, NS). Após 14 dias, animais SS
                                                     ou NS receberam injeção i.pl. de OVA (0,3 ug/
                                                                                                          04.019
INFLUENCE OF ENDOTHELIN RECEPTOR AN-                 pata) e foram observados para o aparecimento         VASOACTIVE AMINE AND BRADYKININ SYN-
TAGONISTS ON ARTICULAR PAIN CAUSED BY                de resposta nociceptiva (tempo despendido lam-       ERGISM IS IMPLICATED IN THERMAL HYPE-
CARRAGEENAN AND LPS IN RAT KNEE JOINT.               bendo a pata tratada) por 30 min. Decorrido este     RALGESIA IN RAT PAW SUBJECTED TO IGE-
Josélia B. Daher1,2, Glória P. De-Souza3, Pedro      tempo, os animais receberam nova injeção i.pl.,      MEDIATED INFLAMMATION. Lavich, T.; Cord-
D’Orléans-Juste4 and Giles A. Rae1. Depts of Phar-   ipsilateral, de SRTX (10 ou 30 pmol) ou veículo      eiro, R.; Calixto, J.1; Silva, P.; Martins, M. 1Depto
macology, 1CCB, UFSC, Florianópolis; 2SEBISA,        (PBS) e observou-se os mesmos para a ocorrên-        Farmacologia, UFSC; DFF, IOC, FIOCRUZ, RJ.
UEPG, Ponta Grossa; 3FCFRP-USP, Ribeirão Pre-        cia de nocicepção por mais 30 min (total 1 h).
to; Brazil; 4Fac. Medicine, University of Sher-      Animais SS re-expostos à OVA apresentaram res-       An acute allergic reactions result from the imme-
brooke, Canada.                                      postas nociceptivas significativas à SRTX e depen-   diate release of pro-inflammatory substances and
                                                     dentes de dose (10 pmol: 43 ± 13; 30 pmol: 57        the phenomenon is frequently associated with
Introduction: ETB receptor agonists inhibit pain     ± 12, 200% aumento) quando comparado ao              both tissue damage and nerve injury. The ability
induced by intraarticular (i.a.) CG and limit its    grupo SS que recebeu veículo aos 30 min (con-        of allergen to induce hyperalgesia in IgE sensi-
priming effect on pain evoked by subsequent          trole: 19 ± 4, n=6). Discussão: Em camundon-         tized rats was investigated. The left hind paw of
challenges of CG, but not LPS. Here we assess if     gos SS, a re-exposição à OVA parece alterar a res-   Wistar rats was sensitized with an intraplantar
endothelins (ETs), acting via ETA and ETB recep-     posta à ativação de receptores ETB, de um perfil     injection of anti-DNP IgE mAb and challenged
tors, affect CG- and LPS-induced articular inca-     anti-hiperalgésico para nociceptivo e/ou hiperal-    with DNP-BSA 24 later. Paw withdrawal latency
pacitation or the priming effect of CG towards       gésico. Apoio Financeiro: CNPq, FAPESP, PRONEX       to a heat surface (52°C) was measured to assess
both stimuli. Methods and Results: Knee joint        e CIHR.                                              the nociceptive threshold, whereas oedema re-
nociception was assessed in male Wistar rats as                                                           sponse was analyzed in pletismography. Allergen
increases in time its treated paw did not touch                                                           challenge yielded a rapid and intense thermal
the surface of a revolving cylinder during 1 min     04.018                                               hyperalgesia and oedema formation in the ipsi-
per h (paw elevation time, PET). BQ-123 (ETA                                                              lateral paw, both reaching a plateau from 15 min
receptor antagonist; 10 or 30 nmol, i.a. 15 min      EVIDÊNCIAS SOBRE A PARTICIPAÇÃO DAS CI-              to 3 h reducing thereafter, whereas the contra-
before) and BQ-788 (ETB receptor antagonist; 10      NINAS, TAQUICININAS E GLUTAMATO NA                   lateral paw remained unchanged. Allergen-
or 30 nmol) did not alter pain induced by CG         NOCICEPÇÃO INDUZIDA PELO ESTER DE FOR-               evoked hyperalgesia was inhibited by the treat-
(300 ug) or LPS (E. coli, 1 ug) in the naïve joint   BOL EM CAMUNDONGOS. Ferreira J, Triches              ment i.p with meclizine or methysergide, hista-
up to 6 h. CG-priming amplified PET increases        KM, Bortolanza LB, Calixto JB. Depto. de Farma-      mine and 5-hydroxytryptamine (5-HT) receptor
caused by a second challenge (72 h later) of CG      cologia, UFSC, Florianópolis, SC.                    antagonists respectively. It was also sensitive to
or LPS. BQ-123 (30 nmol, before CG-priming)                                                               the local treatment with either B1 or B2 receptor
reduced subsequent LPS-induced pain [AUC of 0        Objetivos: A proteína quinase C (PKC) está envol-    antagonists, des-Arg9-Leu8-BK or Hoe 140 respec-
to 8 h PET curve reduced from 288 +/- 9 to 228       vida com o desenvolvimento e a manutenção dos        tively. Anaphylatic hyperalgesia was mimicked by
+/- 18 arbitrary units], but not CG. BQ-788 (10      processos nociceptivos agudos e crônicos. O ob-      the combined administration of histamine, 5-HT
pmol, before CG-priming) augmented pain              jetivo do presente estudo foi investigar os meca-    and bradykinin (BK) at doses, which were inef-
caused by CG (from 217 +/- 9 to 302 +/- 26)          nismos envolvidos na nocicepção induzida pelo        fective as injected alone. This synergistic effect
and LPS (287 +/- 9 to 334 +/- 13) in primed          ativador da PKC, o forbol miristato acetato (PMA)    was abolished by treatment with meclizine, me-
joints. Conclusions: Endogenous ETs play a dual      em camundongos. Métodos e resultados: Foram          thysergide or Hoe 140. Our findings show that
role in articular pain, enhancing CG-priming to-     usados camundongos Suíços (20-30 g, N=6). A          local thermal hyperalgesia is a feature of aller-
wards LPS-induced pain via ETA receptors, but        injeção intraplantar (i.pl.) de PMA (0.01-1 µg/      gen-evoked inflammation, and that synergism
attenuating CG-priming towards both CG and LPS       pata), mas não do seu análogo inativo o 4alfa-       between BK, 5-HT and histamine play a critical
via ETB receptors. Financial Support: CAPES,         PMA, causou nocicepção (medida pelo tempo            role in this phenomenon. Support: CAPES, CNPq,
CNPq, FAPESP, PRONEX and CIHR -Canada.               de lambida da pata) com pico de efeito de 15 a       FAPERJ.
                                                     45 minutos após a injeção. A co-administração
                                                     (i.pl.) dos inibidores seletivos da PKC, o
04.017                                               GF109203X (1 nmol), NO-sintase (L-NOARG 10
                                                     µmol) ou dos antagonistas de receptores NMDA
                                                                                                          04.020
ALTERAÇÃO DO PERFIL DE AÇÃO DA SARA-                 (MK801 1 nmol), NK1 (FK888 150 pmol), B2             PARTICIPAÇÃO DO RECEPTOR VANILÓIDE NA
FOTOXINA S6c APÓS RE-EXPOSIÇÃO AO AN-                (Hoe140 3 nmol) ou B1 (DALBK 300 pmol), re-          NOCICEPÇÃO CAUSADA PELA INJEÇÃO INTRA-
TÍGENO EM UM MODELO DE DOR IMUNE.                    duziram a nocicepção induzida pelo PMA (30 ng/       PLANTAR DE BRADICININA EM CAMUNDON-
1,2Anna P. Piovezan, 3Maria G.M.O. Henriques,        pata) com inibições de 100, 63±8, 27±13,             GOS. Silva, G.L., Ferreira, J., Calixto, J. B. Depto
4Glória E.P. De-Souza, 5Pedro D’Orleáns-Juste,       57±11, 36±11 e 99±1%, respectivamente. O             de Farmacologia, UFSC. Florianópolis – SC.
1Giles A. Rae. Deptos. de 1Farmacologia, UFSC,       tratamento de animais neonatos com capsaicina
Florianópolis, 2GRUPNAT-UNISUL, Tubarão, 3Far-       (50 mg/kg s.c.) ou a simpatectomia causada pela      Objetivo: O objetivo do presente estudo foi ava-
Manguinhos-FIOCRUZ, Rio de Janeiro, 4FCFRP,          guanetidina (30 mg/kg i.p.), reduziram em 83±3       liar a participação dos receptores vanilóides (VR1)
USP, Ribeirão Preto, 5Fac. Med., University of       e 73±7% a resposta nociceptiva do PMA. O tra-        na nocicepção causada pela injeção intraplantar
Sherbrooke, Canadá.                                  tamento com morfina (5 mg/kg s.c.), indometa-        (i.pl.) de Bradicinina (BK) em camundongos.
                                                     cina (10 mg/kg i.p.) ou lidocaína (30 mg/kg i.p.),   Métodos e Resultados: Utilizou-se camundongos
Introdução: As endotelinas participam do desen-      mas não com dexametasona (5 mg/kg s.c.) ou           suíços machos. A injeção i.pl. de BK ou de Tyr8-
volvimento de nocicepção de origem imune em          refecoxib (30 mg/kg i.p.), reduziu a nocicepção      BK (agonista B2, 1-60 nmol/pata) produziu noci-
camundongos sensibilizados à ovoalbumina             induzida pelo PMA, com inibições de 100,             cepção dose-dependente (avaliado o tempo de
(OVA), por ativação de receptores ETA, mas o         52±10 e 66±10%, respectivamente. Conclusão:          reação 10 minutos após a injeção), com DE50=
papel de mecanismos regulados por receptores         A nocicepção causada pelo PMA depende da in-         5.7 (4.8 – 6.8) nmol/pata e 7.0 (5.8 – 8.3) nmol/
ETB não está estabelecido. Este estudo investi-      tegridade de fibras C e simpáticas e da ativação     pata, respectivamente. O antagonista B2 Hoe140
gou a influência da re-exposição à OVA na res-       de receptores para cininas, glutamato e taquici-     inibiu a nocicepção causada pela BK (DI50 e a ini-
posta nociceptiva a um agonista de receptores        ninas. Sendo estes sítios importantes na gênese      bição máxima de 2.1(2.0-2.2) nmol/pata e
ETB, a sarafotoxina S6c (SRTX). Métodos e Resul-     da dor crônica, inibidores seletivos da PKC pode-    88±13%, respectivamente), mas não o antago-
tados: Camundongos suíços machos (ca. 20 g)          riam constituir em alvo interessante para o de-      nista B1, des-Arg9[Leu8]-BK (10 nmol/pata). Da
receberam injeção subcutânea (s.c.) de solução       senvolvimento de novos analgésicos. Apoio Fi-        mesma forma o GF109203 e a quinacrina (inibi-
contendo 50 ug de OVA + 5 mg de Al(OH)3 (ani-        nanceiro: CNPq, CAPES, FINEP e PRONEX.               dores da PKC e da fosfolipase A2, 1 nmol/pata)
mais sensibilizados, SS) ou de veículo (animais                                                           inibiram em 14 ± 2.5 e 8 ± 2.4% a nocicepção




                                                                                                                                                               123
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                     XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                 Farmacologia e Terapêutica Experimental




da BK. A injeção i.pl. de CAP (0.03-5.2 nmol/
pata) também induziu nocicepção dose depen-
                                                       04.021a                                               Introdução: As ações farmacológicas da ananda-
                                                                                                             mida são semelhantes àquelas observadas para
dente com DE50=0.6(0.3 – 1.1) nmol/pata. A             LESÃO POR AVULSÃO DO PLEXO BRAQUIAL                   o ∆9-THC, principal constituinte químico da Can-
nocicepção causada tanto pela CAP (1 nmol)             DE RATO. UM NOVO MODELO PARA O ESTU-                  nabis sativa1,2. Entretanto, a despeito da potên-
como pela BK (10 nmol) foi abolida pelo anta-          DO DA DOR NEUROPÁTICA DE LONGA DU-                    cia analgésica da anandamida sua aplicação te-
gonista seletivo dos VR1, capsazepina(CPZ, 1-30        RAÇÃO. Rodrigues Filho, R.**;1Santos,AR.S.;1          rapêutica é inviável face ao curto tempo de meia
nmol/pata). A destruição de fibras C causada pelo      Bertelli, J.A. and Calixto, J.B. Departamento de      vida em função da metabolização. Objetivos:
tratamento neonatal com CAP (50 mg/kg, s.c.)           Farmacologia,UFSC            -    Florianópolis,      Deste modo, o desenho de análogos da ananda-
inibiu tanto a resposta nociceptiva à BK (87±6%)       SC.1Universidade do Sul de Santa Catarina, UNI-       mida com melhor perfil farmacocinético confi-
como da CAP (100%). Doses que não causam               SUL.                                                  gura-se como atraente estratégia para a obten-
nocicepção per se de BK (0.3nmol/pata) e de CAP                                                              ção de novos candidatos a fármacos analgésicos
(0.03nmol/pata) quando co-administradas pro-           Introdução e Objetivos: Como conseqüência da          de ação central, não narcóticos.
duzem significativo efeito nociceptivo. Conclusão:     avulsão do plexo braquial em humanos surge um         Métodos e Resultados: A atividade analgésica dos
Os resultados indicam que a nocicepção da BK é         quadro de dor neuropática caracterizada por uma       novos derivados amídicos foi avaliada em mode-
mediada pelo VR1, via ativação da PKC e produ-         sensação em queimação contínua, dor em pon-           lo de nocicepção periférica3 (contorções abdo-
ção de derivados do ácido araquidônico. Finan-         tada ou mesmo choque que é freqüentemente             minais induzidas por AcOH) e central4, (hot-pla-
ciadores: CNPq, PRONEX e FINEP.                        intratável e cujos mecanismos fisiopatológicos        te) em camundongos. Os resultados evidencia-
                                                       envolvidos são pouco entendidos. Pode iniciar         ram atividade antinociceptiva periférica e cen-
                                                       imediatamente após o trauma ou ainda nas pri-         tral. Tabela 1
04.021                                                 meiras 12 semanas, podendo ocorrer distante do
                                                       local da lesão, ipsilateral ou contralateral. O ob-    Substância     % de inibição das     % do aumento do
AVALIAÇÃO DE DIFERENTES DROGAS USADAS                  jetivo deste trabalho foi estudar se a avulsão do                        contorções         tempo de latência
NA CLÍNICA NA DOR NEUROPÁTICA INDUZI-                                                                                           abdominais         no ensaio de “hot
                                                       plexo braquial de rato pode se constituir em um
                                                                                                                            induzidas por AcOH          plate”
DA PELA AVULSÃO DO PLEXO BRAQUIAL DE                   novo modelo para o estudo da dor neuropática           LASSBio 778          65,6*                  74*
RATOS. Rodrigues Filho, R.**; 1 Santos, AR.S.;1        de longa duração. Métodos: Foram utilizados ra-        LASSBio 779           39*                  80,5*
Bertelli, J.A. E Calixto, J.B. - Departamento de       tos Wistar machos (2 meses) nos quais foram re-        LASSBio 793          52,5*                 74,2*
Farmacologia,UFSC - Florianópolis, SC. 1Unive-         alizadas diferentes lesões (avulsão, sutura e cons-    LASSBio 794           39*                  59,7*
risdade do Sul de Santa Catarina (UNISUL).             trição) do plexo braquial direito sendo as respos-     LASSBio 796          46,9*                 107*
                                                                                                              LASSBio 797         56,36*                 54,6*
                                                       tas medidas principalmente nas patas traseiras
                                                                                                              LASSBio 798          60,9*                 68,3*
Introdução e Objetivos: As dificuldades para o         em diferentes testes comportamentais, 5, 20, 30        LASSBio 818           60*                 130,7*
tratamento da dor neuropática resultam em gran-        e 90 dias após. A hiperalgesia foi avaliada atra-      LASSBio 819          38,4*                  60*
de parte da falta de entendimento dos mecanis-         vés do aparelho de Randall-Selitto, Hargreaves
mos envolvidos na gênese e manutenção desta            ou Paw-flick. Resultados: As lesões do tipo sutu-     Coclusões: Os estudos realizados com análogos
patologia e da relativa ausência de tratamentos        ra, constrição e avulsão não induziram hiperal-       da anandamida sugerem uma possível ação
clínicos efetivos. O objetivo deste estudo foi ava-    gesia térmica (calor) nem tampouco prejuízo lo-       sobre receptores canabinóides.
liar o efeito anti-hiperalgésico de drogas usadas      comotor quando analisados no teste de Hargre-         Apoio financeiro: FAPERJ; CNPq.
na clínica na dor neuropática induzida pela avul-      aves [F(7,72)= 1,68; p<0,12], Paw-flick               1
                                                                                                               Pertwee, Progress in Neurobiology 2001, 63, 569.
são do plexo braquial de ratos. Métodos: Foram         [F(9,70)= 8,11; p<0,07], e Open field [F(4,35)=       2
                                                                                                               Morisset, et. al. Eur. J. Pharmacol. 2001, 429, 93.
utilizados ratos Wistar (2 meses) nos quais foi        2,64; p<0,09], respectivamente. Entretanto, a         3
                                                                                                                Kuraishi et al. Brain Research, 1983. 273, 245.
realizada a avulsão do plexo braquial direito sen-     lesão do tipo avulsão induziu hiperalgesia mecâ-      4
                                                                                                               Coller et al. Brit. J. Pharmac. and Chemoth.,1968
do as respostas medidas nas patas traseiras entre      nica significante e sustentada nas patas posterio-    32, 295.
20 e 40 dias após a cirurgia, em diferentes testes     res, durante todo o período de avaliação
comportamentais. Foram registradas as medidas          [F(9,70)= 36,10; p<0,001], não ocorrendo o
basais, após administração de salina ou das se-        mesmo no caso da sutura ou da constrição, onde
guintes drogas: morfina 5 mg/Kg (s.c.), clonidina      os animais aos 90 dias não apresentavam mais          04.023
300 µg (i.p.), dipirona 180 mg/kg (i.p.), celeco-      comportamento sugestivo de hiperalgesia. Con-
xib 10 mg/Kg (i.p.) e cetamina 12 mg/Kg (i.p.)                                                               ATIVIDADE ANTINOCICEPTIVA DA VIGABA-
                                                       clusão: Estes resultados mostram que a avulsão
30 ou 60 min antes do teste. Resultados: Os re-                                                              TRINA (SABRIL) EM CAMUNDONGOS. Soethe,
                                                       do plexo braquial de rato pode se constituir em
sultados obtidos demonstraram que somente a                                                                  D.N.*, Calegari, V.M., Santos, A.R.S. Curso de
                                                       um novo modelo de nocicepção, importante para
morfina [F(17,126)= 116,56; p<0,001], e a clo-                                                               Farmácia, CCBS, Universidade do Sul de Santa
                                                       o estudo da fisiopatologia e desenvolvimento de
nidina [F(17,126)= 98,967; p<0,05], causaram                                                                 Catarina (UNISUL), Tubarão-SC.
                                                       novas terapêuticas para o tratamento da dor neu-
redução significativa da hiperalgesia térmica (frio)   ropática de longa duração, tendo em vista que
quando os animais foram submetidos ao teste                                                                  Objetivos: A vigabatrina (Sabril), inibidor da en-
                                                       os animais apresentaram um quadro de dor neu-
da acetona. Já no teste do Randall-Selitto, a mor-                                                           zima ácido gama-aminobutírico (GABA)-transa-
                                                       ropática semelhante ao descrito em humanos.
fina, a clonidina e o celecoxib reverteram signifi-                                                          minase, é um anticonvulsivante eficaz em uma
                                                       Apoio Financeiro: CNPq, FINEP e PRONEX.
cativamente a hiperalgesia mecânica induzida                                                                 variedade de modelos experimentais de epilep-
pela avulsão do plexo braquial ([F(17,126)=                                                                  sia. O presente estudo tem como objetivo anali-
                                                                                                             sar a possível atividade antinociceptiva da viga-
55,156; p<0,0001]; [F(17,126)= 17,010;
p<0,001]; [F(17,126)= 14,512; p<0,05], respec-
                                                       04.022                                                batrina na nocicepção induzida pela injeção de
tivamente). Conclusões: Estes resultados mostram                                                             ácido acético e formalina em camundongos.
                                                       ESTUDO DA ATIVIDADE DE NOVOS CANDI-                   Métodos e Resultados: Foram utilizados camun-
que as drogas utilizadas clinicamente no trata-        DATOS A PROTÓTIPOS DE FÁRMACOS ANAL-
mento das neuropatias foram capazes de reduzir                                                               dongos fêmeas (25-35 g, N= 8-12 por grupo). A
                                                       GÉSICOS, DESENHADOS COMO AGONISTAS                    vigabatrina administrada por via oral (300 mg/
o quadro de dor neuropática induzida pela avul-        CANABINÓIDES. Marina V. Martins1 (IC), Mag-
são do plexo braquial em ratos, demonstrando                                                                 kg), causou inibição tempo dependente das con-
                                                       na S. Alexandre-Moreira1(PQ)* Valter L. C. Gon-       torções abdominais induzida pela injeção intra-
que esse modelo é útil para o estudo de novas          çalves1 (IC), Lídia M. Lima1 (PQ), &, Ana L. P.
drogas para o tratamento da dor neuropática de                                                               peritoneal de ácido acético (0,6%), sendo seu
                                                       Miranda1 (PQ), Carlos A M. Fraga1 (PQ) & Eliezer      efeito antinociceptivo de longa duração (até 12
longa duração.                                         J. Barreiro1(PQ) 1LASSBio-Depto de Fármacos-Fa-
Apoio Financeiro: CNPq, FINEP e PRONEX.                                                                      horas) com resposta máxima de 84±4% 6 horas
                                                       culdade de Fármacia-UFRJ-RJ.1                         após sua administração. Além disso, a vigabatri-




124
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                    XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                Farmacologia e Terapêutica Experimental




na (10 - 500 mg/kg, v.o. 6 horas antes) também
causou redução, de forma dose dependente, das
                                                       04.026                                                ta através da atividade da mieloperoxidase (MPO)
                                                                                                             causada pelo CFA, em camundongos. Material e
contorções abdominais induzida pelo ácido acé-         ANÁLISE DO MECANISMO DE AÇÃO ANTINO-                  métodos: Foram utilizados camundongos Suíços
tico (0,6%), com DI50 de 125,2 (57,7-271,6)            CICEPTIVA DA ADENOSINA EM CAMUNDON-                   de ambos os sexos (20-35g, N=5-7). A alodínia
mg/kg e inibição de 70±9%. A vigabatrina (10 -         GOS. Pereira, M.A.S.1*, Souza, M.M.1, Calixto,        mecânica induzida pelo CFA e pela CPNC foi ava-
300 mg/kg, v.o. 6 horas antes) foi capaz de redu-      J.B.2, Santos, A.R.S.3 Universidade do Vale do        liada através da aplicação do filamento de Von
zir, de forma dose dependente, o tempo de lam-         Itajaí, CCS, Itajaí-SC. 2Depto de Farmacologia,       Frey 0,6 g. A DCA administrada pela via oral (50
bida e/ou mordida observado tanto na primeira          UFSC, Florianópolis-SC. 3Curso de Farmácia,           mg/kg, 1 hora antes) reduziu de forma significa-
(dor neurogênica) quanto na segunda (dor infla-        UNISUL, Tubarão-SC.                                   tiva a alodínia induzida pela injeção intraplantar
matória) fase da dor induzida pela injeção intra-                                                            de CFA (20 µl/pata) com inibição de 54±4%.
plantar de formalina (2,5%), com DI50 de 47,1          Objetivos: Recentemente demonstrou-se que a           Este efeito prolongou-se por 16 horas. A DCA (50
(28,2-78,7) e 25,9 (14,0-48,1) mg/kg e inibição        adenosina apresenta significativo efeito antino-      mg/kg, v.o.) também foi capaz de reduzir os ní-
de 74±6 e 98±1% para a primeira e segunda              ciceptivo e antihiperalgésico em ratos e camun-       veis da MPO e da IL-1ß na pata dos animais ad-
fase, respectivamente. Conclusão: Esses resulta-       dongos. O presente estudo tem como objetivos          ministrados com CFA, com inibição de 98±1% e
dos estendem os dados da literatura e demons-          analisar o possível mecanismo de ação antinoci-       43±4%, respectivamente. Além disso, a DCA (50
tram que a vigabatrina possui significativo e du-      ceptiva da adenosina na dor induzida pela inje-       mg/kg, v.o.) também reduziu a alodínia mecâni-
radouro efeito antinociceptivo tanto na dor de         ção intraplantar de formalina (F) em camundon-        ca causada pela CPNC com inibição de 79±5%.
origem neurogênica quanto inflamatória induzi-         gos. Métodos e Resultados: Foram utilizados ca-       Conclusão: Esses resultados estendem os dados
da pela formalina e pelo ácido acético em ca-          mundongos Suíços machos (25 a 35 g, N=6-10            anteriores e mostram que a DCA também foi efe-
mundongos. Estudos estão em andamento visan-           por grupo). A AD (10-300 mg/kg, i.p. 0,5 h an-        tiva na alodínia mecânica presente na dor crôni-
do determinar seus mecanismos de ação antino-          tes) reduziu, de forma dose-dependente, o tem-        ca de origem inflamatória (CFA) ou neuropática
ciceptiva. Apoio Financeiro: UNISUL e CNPq.            po de lambida e/ou mordida (TLM) observado            (CPNC). O mecanismo da ação antinociceptiva
                                                       tanto na primeira (dor neurogênica) quanto na         da DCA parece depender, pelo menos em parte,
                                                       segunda (dor inflamatória) fase da dor induzida       da redução da infiltração de neutrófilos e da ini-
04.024                                                 pela F (2,5%), com DI50 de 63,1 (53,1-75,0) e         bição do níveis de IL-1ß. Apoio Financeiro: CNPq,
                                                                                                             FINEP, PRONEX e trbPharma.
                                                       48,8 (42,1-56,6) mg/kg e inibição de 92±3 e
EFEITO ANTINOCICEPTIVO DO AMITRAZ ME-                  100%, respectivamente. O efeito antinocicepti-
DIDO PELO TESTE DA FORMALINA EM CA-                    vo da AD (100 mg/kg, i.p.) foi revertido de for-
MUNDONGOS. 1Bellard,T.M.R., 2Santana, G.C.,            ma significativa pelo pré-tratamento dos animais      04.029
1
  Tatsuo, M.A.K.F.& 1Turchetti-Maia, R.M.M. 1De-       com L-arginina (600 mg/kg, i.p. precursora do
partamento de Farmacologia, ICB-UFMG-BH-MG,            óxido nítrico), haloperidol (0,2 mg/kg, i.p. anta-    EFEITO DA PENTOXIFILINA (PTX) NA HIPE-
2
  Departamento de Medicina Veterinária, UFLA-          gonista dopaminérgico não seletivo), ioimbina         RALGESIA MECÂNICA (HM) EM PATA DE RATO
Lavras-MG.                                             (0,15 mg/kg, i.p. antagonista alfa2-adrenérgico),     INDUZIDA POR DIVERSOS ESTÍMULOS. 1Vale
                                                       cafeína (3 mg/kg, i.p. antagonista não seletivo       ML, 2Sachs D, 1Benevides VM, 2Ferreira SH, 1Ri-
Introdução: O Amitraz é um acaricida de uso ve-        de adenosina) e pelo DPCPX (5 mg/kg, i.p. anta-       beiro RA e 2Cunha FQ. 1. Depto de Fisiologia e
terinário com atividade agonista α2-adrenérgico.       gonista seletivo do receptor A1 de adenosina),        Farmacologia, FM-UFC. 2. Depto de Farmacolo-
O objetivo do trabalho foi avaliar se o Amitraz        mas não pela naloxona (1 mg/kg, i.p. antagonis-       gia FMRP-USP.
induz antinocicepção periférica no teste de for-       ta opióide não seletivo), quando analisado na dor
malina e qual o receptor envolvido nesta respos-       causada pela F. Conclusão: Os resultados obtidos      Introdução e objetivos: Há evidências de que a
ta.                                                    neste trabalho confirmam os dados da literatura       PTX, uma metilxantina inibidora de fosfodieste-
Métodos: Camundongos Swiss machos (25-40g)             e demonstram que a adenosina apresenta signi-         rase usada no tratamento de doenças vasculares,
receberam via intraplantar (ipl) 20µL de formali-      ficativo efeito antinociceptivo tanto na dor neu-     tem ação terapêutica na redução do processo in-
na 2,5% (form.). A taxa nociceptiva (TN) foi           rogênica quanto inflamatória causada pela F. O        flamatório por inibir a produção de citocinas hi-
medida como o tempo em segundos gasto pelo             mecanismo de ação antinociceptiva da adenosi-         peralgésicas: TNFα, IL-1, IL-6, IL-8 por diversos
animal lambendo a pata injetada com form..             na parece envolver a ativação dos sistemas adre-      tipos celulares. No modelo de HM foi demons-
Consideramos como fase 1, os 5 primeiros min.          nérgico, dopaminérgico e nitrérgico, mas não o        trado que a carragenina (Cg) induz a liberação
e como fase 2, o período de 15 a 30 min. pós-          sistema opióide, via ativação do receptor A1 da       em cascata de citocinas (IL-1, IL-6, IL-8) que tem
form.. O efeito local foi avaliado injetando Ami-      adenosina. Apoio Financeiro: UNIVALI, UNISUL,         o TNFα como mediador central e bradicinina (Bk)
traz (15 min) e/ou Idazoxan, antagonista α2-adre-      CNPq.                                                 como iniciadora, resultando na sensibilização de
nérgico, (20min) ipl e ipsilateralmente (ipsil) pré-                                                         nociceptores por duas vias distintas: a eicosanoi-
form.. Os animais foram divididos em grupos                                                                  de e a simpática. Portanto, o objetivo desse tra-
(n=5): 1) Arol 3700 a 0,8% (solvente), 2) Ami-
traz ipsil, 3) Amitraz injetado contralateralmente
                                                       04.027                                                balho foi avaliar o efeito da PTX na HM induzida
                                                                                                             por diversos estímulos.
a form. para avaliação do efeito sistêmico, 4)         EFEITO ANTINOCICEPTIVO DA DIACEREÍNA                  Métodos e resultados: O pré-tratamento com PTX
Idazoxan 74µg, 5) Amitraz + Idazoxan. Os da-           EM MODELOS DE DOR CRÔNICA EM CAMUN-                   (0.1–45 mg/kg), foi capaz de inibir, a HNM indu-
dos foram submetidos a ANOVA/teste Bonferro-           DONGOS. ¹Quintão, NLM*; ¹Ferreira, J, ²Santos,        zida por Cg (76%; p<0.001). A administração
ni (software Sigma Stat).                              ARS; ¹Calixto, JB. ¹Departamento de Farmacolo-        intraplantar de PTX também inibiu a HM induzi-
Resultados e Discussão: 64µg de Amitraz inibiu a       gia, UFSC, Florianópolis-SC; ²Curso de Farmácia,      da por LPS (1 µg/pata; 37%; p<0.01), Bk (500
TN da fase 1 somente quando administrado ip-           UNISUL, Tubarão-SC.                                   ng/pata; 34%; p<0.05) e TNFα (2.5 pg/pata;
sil, evidenciando um efeito local do composto e                                                              45%; p<0.01) mas não a por IL-1β (1 pg/pata)
128µg inibiu a TN nas duas fases, quando admi-         Introdução: Recentemente demonstrou-se que a          ou prostaglandina E2 (PGE 2;100 ng/pata). Em
nistrado ipsi e contralateralmente, sugerindo efei-    diacereína (DCA, Artrodar) utilizada clinicamen-      adição, PTX não inibiu a HM quando dada 2h
to sistêmico. A antinocicepção induzida pelo           te no tratamento da osteoartrose, causou signifi-     após o estímulo.
Amitraz foi inibida nos animais pré-tratados com       cativo efeito antinociceptivo e antihiperalgésico     Conclusões: A PTX tem efeito antinociceptivo na
Idazoxan. O Idazoxan, per se, na dose utilizada,       em ratos e camundongos. O presente estudo ana-        HM, que parece dever-se a inibição da produção
não alterou a TN. Concluímos que o Amitraz in-         lisa o efeito da DCA na alodínia induzida pelo        de TNF-α e IL-1β, visto que diminuiu a HM por
duz antinocicepção por ação local e/ou sistêmica       adjuvante completo de Freud (CFA) e pela cons-        estímulos que antecedem a liberação do TNFα
via receptores α2-adrenérgicos.                        trição parcial do nervo ciático (CPNC). Além dis-     (Cg, LPS, Bk) ou IL-1(Cg, LPS, Bk e TNFα) mas
Apoio: PROGRAD-UFMG, FAPEMIG                           so, foram também avaliados as ações da DCA            não a do mediador final PGE2 ou IL-1β. O pós-
                                                       sobre os níveis de interleucina-1ß (IL-1ß) e na       tratamento com PTX não tem efeito sobre os es-
                                                       infiltração neutrofílica, avaliada de forma indire-   tímulos, reforçando a idéia de que ela age impe-
                                                                                                             dindo a liberação de mediadores e não sobre eles.




                                                                                                                                                                 125
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                   XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                               Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.030                                              machos, 180-220 g, n=5). A hiperalgesia foi
                                                    avaliada pela diferença (∆) entre as medidas do
                                                                                                           04.033
ATIVIDADE ANTINOCICEPTIVA PROFILATICA               limiar nociceptivo inicial (expresso em gramas),       PARTICIPAÇÃO DOS RECEPTORES GLUTAMA-
E TERAPEUTICA DO ACETAMINOFENO, L-                  sem o agente hiperalgésico (PGE2, 2 µg/pata), e        TÉRGICOS E DA PROTEINA QUINASE C NA
wNITRO-L-ARGININA E DA LIDOCAINA EM                 aquela da terceira hora após sua administração.        AÇÃO ANTINOCICePTIVA DA DIPIRONA EM
CAMUNDONGOS. Florenço, E.B.1, Quintão,              Todos os fármacos foram administrados por via          CAMUNDONGOS. Siebel, J.S.; Beirith, A.; Calix-
N.L.M.2, Ferreira, J.2, Calixto, J.B.2, Santos,     intraplantar.                                          to, JB. Depto de Farmacologia, UFSC, Florianó-
A.R.S.1 Departamento de 2Farmacologia, UFSC,        RESULTADOS: A PGE2 induziu hiperalgesia que            polis, SC
Florianópolis-SC. 1Curso de Farmácia, CCBS, Uni-    foi revertida de modo dose-dependente pelo
versidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL),        SNC80 (20, 40 e 80 µg). O efeito antinociceptivo       Objetivos: Apesar da dipirona (DIP) ser classifica-
Tubarão-SC.                                         do SNC80, considerado periférico na dose de 80         da como antinflamatório não esteroidal e ser
                                                    µg foi revertido pela administração de bloquea-        amplamente usada na clínica, seu mecanismo de
Objetivos: Trabalhos da literatura demonstram       dores específicos de canais de potássio ATP-sen-       ação ainda não está totalmente esclarecido. O
que o pré-tratamento de animais com analgési-       síveis de maneira dose-dependente, Glibencla-          objetivo deste trabalho é avaliar a atividade an-
cos produz efeito antinociceptivo profilático em    mida (20,40 e 80 µg) e Tolbutamida (40, 80 e           tinociceptiva da DIP sobre a nocicepção induzida
modelos experimentais. Porém, a intervenção         160 µg). Os bloqueadores de canais de potássio         por agonistas dos subtipos de receptores gluta-
terapêutica da dor clínica é geralmente realizada   ativados por cálcio, Dequalinium (50 µg), Carib-       matérgicos e pelo éster de forbol (PMA). Méto-
após a instalação do processo patológico. Diante    dotoxina (2 µg); os voltagem-dependente, Tetrae-       dos e Resultados: Foram utilizados camundon-
do exposto, o presente estudo procura verificar o   tilamônio (30 µg), 4-Aminopiridina (10µg) e um         gos suíços machos (30-40 g) e os resultados es-
possível efeito terapêutico de substâncias anal-    bloqueador não específico, césio (500 µg) não          tão expressos como a média ± e.p.m. A DIP (30-
gésicas, administradas após a primeira fase da      foram efetivos em reverter o efeito antinocicep-       720 mg/kg, i.p) foi administrada 30 min antes
nocicepção causada pela formalina. Métodos e        tivo periférico induzido pelo SNC 80.                  da injeção i.t. (5µl/sítio) de glutamato (175 nmol),
Resultados: A nocicepção foi induzida pela inje-    CONCLUSÃO: Nossos resultados sugerem que os            NMDA (450 pmol), AMPA (135 pmol), kainato
ção intraplantar de formalina (F, 2,5%) em ca-      canais de potássio ATP-dependentes estão envol-        (110 pmol) ou trans-ACPD (25 nmol). O tempo
mundongos machos (30-40 g, N=6-10 por gru-          vidos na antinocicepção periférica induzida pelo       que os animais permaneceram lambendo a re-
po). O efeito profilático (administração via i.p.   agonista de receptor δ opióide SNC 80. A partici-      gião caudal (biting) foi avaliado nos intervalos
10 min antes da F) do acetaminofeno (ACT, 100       pação de outros tipos de canais de potássio foi        de 3, 5, 1, 4 e 15 min, respectivamente. A DIP
mg/kg) ou da indometacina (IND, 10 mg/kg, ini-      descartada. Apoio: CNPq                                causou marcante efeito antinociceptivo em to-
bidores não seletivo da COX), da L-wnitro-L-argi-                                                          dos os modelos. As inibições máximas (Imáx) fo-
nina (L-NOARG, 100 mg/kg, inibidor da NO-sin-                                                              ram: 79±5%, 44±11%, 38±12%, 31±8% e
tase) e da lidocaína (LID, 30 mg/kg, anestésico     04.032                                                 68±8%, respectivamente. As DI50s (mg/kg) cal-
local) foi comparado com o possível efeito tera-                                                           culadas para DIP no biting induzido por gluta-
pêutico (administração 5 min após a F). O ACT, a    TOXINA PERTUSSIS (Ptx) CAUSA ANTINOCI-                 mato e trans–ACPD foram 124,1 e 175,7, res-
IND, a L-NOARG e a LID, administrada 10 min         CEPÇÃO VIA ATIVAÇÃO DE PROTEÍNOQUINA-                  pectivamente. A DIP também causou inibição
antes da F, causaram redução significativa da dor   SE C E ATIVAÇÃO DE CANAIS DE K + SENSI-                dose dependente da dor induzida por PMA (0,03
inflamatória (segunda fase) induzida pela F, com    VEIS AO ATP. 1Sachs D., 2Brito G.A.C., 1Schivo         µg/i.pl.). Foi avaliado o tempo que o animal per-
inibição de 52±5, 53±6 e 93±3%, respectiva-         I.R.S., 1ROSA S. R., 2Ribeiro R.A., 1Cunha F.Q.,       maneceu lambendo a pata traseira direita, 15 a
mente. No entanto, a LID reduziu tanto a pri-       1
                                                      Ferreira S.H. 1Depto de Farmacologia da F.M.R.P.-    45 min após a injeção. A Imáx foi 94±3% e a DI50
meira (67±7%) quanto a segunda (81±4%) fase         USP, São Paulo, 2Depto de Farmacologia da UFC,         foi 91,1 mg/kg. Conclusões: Esses resultados in-
da dor causada pela F. O efeito antinociceptivo     Ceará.                                                 dicam que a DIP inibe a nocicepção induzida
terapêutico do ACT (54±7%) e a LID (91±9)                                                                  pelos agonistas glutamatérgicos, sendo, contudo,
não foi alterado, enquanto que o efeito da L-       Introdução: Resultados anteriores demonstraram         mais ativa em relação ao agonista metabotrópi-
NOARG (62±11%) foi reduzido de maneira sig-         que a Ptx inibe a hipersensibilidade nociceptiva       co. Além disso, a DIP inibe marcadamente a no-
nificativa e o da IND (8±6%) foi abolido, quan-     mecânica induzida por prostaglandina E2 (PGE2).        cicepção induzida pelo PMA, sugerindo que a
do analisado na segunda fase da dor da F. Con-      O objetivo desse trabalho é investigar o mecanis-      inibição da PKC, além da interação com os re-
clusão: Esses resultados estendem os dados da       mo pelo qual a Ptx induz antinocicepção e se           ceptores glutamatérgicos, contribui para o seu
literatura e demonstram que o ACT, a LID e a L-     este está associado à ativação de canais de K+         efeito antinociceptivo.
NOARG possui significativo efeito antinocicepti-    sensíveis ao ATP.                                                                          ,
                                                                                                           Apoio Financeiro: CNPq, FINEP PRONEX e CA-
vo tanto profilático quanto terapêutico quando      Métodos e Resultados: A hipersensibilidade no-         PES.
analisado na nocicepção induzida pela F em ca-      ciceptiva mecânica foi avaliada utilizando-se o
mundongos. Apoio Financeiro: UNISUL e CNPq.         teste de pressão na pata de ratos (Wistar, machos
                                                    120-300 g), o qual é uma adaptação do modelo
                                                    Randall & Selitto. Observou-se que: 1) o pré-tra-
                                                                                                           04.034
04.031                                              tamento intraplantar (i.pl.) dos animais com gli-
                                                    benclamida ou tolbutamida (bloqueadores de
                                                                                                           EFEITO DA LESÃO DO NÚCLEO PARATRIGE-
                                                                                                           MINAL PELO ÁCIDO IBOTÊNICO NO CONTRO-
AGONISTA δ OPIÓIDE SNC 80 INDUZ ANTI-               canais de K+ sensíveis ao ATP; 80 µg.pata-1 e 240      LE DA TEMPERATURA CORPORAL. 1Balan,
NOCICEPÇÃO PERIFÉRICA VIA CANAIS DE                 µg.pata -1 ; i.pl., respectivamente) revertem          A.Jr.**; 1Yu, Y.G.**, 2Souza, G.E.P.; 1Lindsey, C.J.
POTASSÍO ATP- SENSÍVEIS. Pacheco, D.F; Al-          (61.2% e 60.1%, respectivamente) o efeito anti-        1Departamento de Biofísica, UNIFESP, S.P., Bra-
ves, D.P & Duarte, I.D.G., Departamento de Far-     nociceptivo da Ptx (300 ηg.pata-1; i.pl.) sobre        sil. 2Laboratório de Farmacologia, Faculdade de
macologia, ICB-UFMG.                                hipersensibilidade nociceptiva induzida por PGE2       Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, USP,
                                                    (100 ng.pata-1; i.pl.). além disso, o pré-tratamento   S.P., Brasil.
INTRODUÇÃO: A participação dos receptores δ         intraplantar de staurosporine (inibidor de prote-
opióides na antinocicepção periférica tem sido      ínoquinase C) reverte a antinocicepção da Ptx so-      Introdução: O núcleo paratrigeminal (Pa5), pos-
pouco estudada, assim este trabalho tem por         bre a hipersensibilidade nociceptiva mecânica          sui conexões com estruturas bulbares (núcleo re-
objetivo verificar a possível participação de ca-   induzida pela PGE2 (100 ng.pata-1; i.pl.).             ticular lateral, parabraquiais e trato solitário) as-
nais de potássio e subtipos envolvidos na antino-   Conclusões: Esses resultados sugerem que o efei-       sociadas à termorregulação corporal. Destaca-se
cicepção induzida pelo agonista de receptor δ       to antinociceptivo da Ptx sobre a hipersensibili-      também o padrão de aferências com o glossofa-
opióide SNC 80.                                     dade nociceptiva mecânica induzida por PGE2 é          ríngeo, trigêmio e vago. Este estudo objetiva in-
MÉTODOS: O limiar nociceptivo foi medido pelo       resultante ativação de canais de K+ sensíveis ao       vestigar o papel do Pa5 no controle da tempera-
método de compressão da pata de ratos (Wistar,      ATP via ativação de proteínoquinase C.                 tura corporal de ratos. Métodos: Sob anestesia
                                                    Apoio Financeiro: CNPq, FAEPA e FAPESP.                com Equitesin (0,4 ml/kg), ratos Wistar (280-




126
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                                        XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                                    Farmacologia e Terapêutica Experimental




300g) foram craniotomizados e o Pa5 foi lesado
bilateralmente (Pa5X) pela microinjeção de áci-
                                                       04.037                                                  reduced by IL-1ra (from 1.3 ± 0.07º to 0.58 ±
                                                                                                               0.1ºC and 1.3 ± 0.12 to 0.76 ± 0.13ºC, respec-
do ibotênico (1,5 mg/0,5 µL). Ainda sob aneste-        ROLE OF VAGAL NERVES IN FEVER, NEUTRO-                  tively, P< 0.05), while that induced by ET-1 (1
sia, termistores foram implantados na cavidade         PHILIA AND NEUTROPHIL MIGRATION IN-                     pmol) was abolished (from 0.8 ± 0.07 to 0.1 ±
abdominal para medida de temperatura corpo-            DUCED BY LIPOPOLYSACCHARIDE (LPS) IN                    0.06ºC, P< 0.05). On the other hand, sTNFRI
ral. A temperatura corporal e o fluxo sanguíneo        RATS. Fraga, D1, Werner, MFP1, Reis, RC1, Melo,         reduced fever induced by TNF-α (from 1.5 ± 0.2
caudal foram monitorados à temperatura ambi-           MCC2, Souza, GEP2, Zampronio, AR1. 1Dept Phar-          to 0.9 ± .0.05ºC, P< 0.05), but did not modify
ente de 27 ± 1°C durante 20 min. do primeiro           macology, UFPR.2Lab. Pharmacology, FCFRP, USP.          the fever induced by ET-1. Neither IL-1ra nor sT-
ao quarto dia após a cirúrgia. Resultados: O gru-                                                              NFRI altered the basal temperature of control rats.
po Pa5X apresentou uma temperatura corporal            Introduction: We investigated the relevance of          Conclusions: Our finding that IL-1ra inhibits fe-
média inferior ao grupo controle (Sham) (36,4          vagus nerves on neutrophil (NEUT) migration,            ver induced by ET-1 as well as by CRF implicates
± 0,2 vs. 37,0 ± 0,1°C, p= 0,03). A análise do         neutrophilia and fever after i.p. LPS injection.        IL-1 in the fever mechanisms situated downstream
registro da temperatura basal do grupo Pa5X re-        Methods: Male Wistar rats received LPS (i.p. or         from endothelin ETB receptors.
velou que estes animais apresentam oscilações          intrapleural) or pre-formed pyrogenic factor (PFPF,     Support: FAPESP (grants 98/9738-0 and 97/9837-
espontâneas na temperatura basal em média de           i.v., i.c.v. or i.p). Fever was measured by a rectal    6) and CNPq.
0,4 oC enquanto o grupo Sham apresentava um            probe every 30min for 6h and peritoneal or pleu-
registro basal estável com variações lentas de no      ral fluid and blood were collected for NEUT mi-
máximo 0,1 °C. As oscilações observadas na tem-
peratura apresentam uma relação direta com a
                                                       gration and neutrophilia evaluation. All parame-        04.039
                                                       ters were observed in naïve, vagotomized (VGX)
variação no fluxo de sangue na cauda, a qual           or sham (SH) rats, and after treatment with atro-       PROSTAGLANDINS AND CYTOKINES MEDIATE
aparece 13 ± 1 segundos antes da oscilação ob-         pine (AT, 1.6µg/kg), tubocurarine (TC, 2.0µg/kg)        BRADYKININ-INDUCED FEVER IN RATS. 1San-
servada na temperatura corporal do animal Pa5X.        and α-bungarotoxin (BT, 135ng/kg).                      tos, DR, 1Fabrício, ASC, 2Calixto, JB & 1Souza, GEP
Conclusões: Estes resultados sugerem que a le-         Results: LPS, 0.02-200 µg/kg, induced a dose-re-        1
                                                                                                                 Lab. Pharmacology, FCFRP-USP, Ribeirão Preto-
são do Pa5 induz a perda do controle fino de           lated neutrophilia and fever (peak 200µg/kg,            SP and 2Dept. of Pharmacology, UFSC, Florianóp-
regulação da temperatura corporal relacionada          1.1±0.9x 106 cells/mL,1.1±0.1°C) but NEUT mi-           olis-SC, Brazil.
ao controle do fluxo de sanguíneo caudal. Isto se      gration resulted in a bell-shaped curve (peak
reflete nas oscilações espontâneas da tempera-         0.2µg/kg, 3.5±0.4x106 cells/mL). Subdiphragmat-         Aim: To investigate the effect of IL-1 receptor
tura corporal antecipadas pela vasodilatação ou        ic vagotomy reduced peritoneal resident cell pop-       antagonist (IL-1ra), soluble TNF receptor (sTNFr)
vasoconstrição da circulação caudal.                   ulation (56%), LPS-induced fever (71%) and the          and anti-IL-6 antibody (IL-6Ab) and the levels of
                                                       NEUT migration (43%) but did not change the             PGE2 and PGF2α in the cerebrospinal fluid (CSF)
                                                       neutrophilia or NEUT migration to pleural cavity.       of febrile animals after BK.
04.036                                                 TC or BT, but not AT, reduced the PMN migration         Methods: Male Wistar (≅200 g) rats were treated
                                                       (37% and 72%). Macrophages from VGX and SH              with artificial cerebrospinal fluid (aCSF), IL-1ra
ENVOLVIMENTO DO LOCUS COERULEUS NA                     rats produced PFPF that induced a similar fever         (200 µg), sTNFr (0.5 µg) or IL-6Ab (5 µg) icv 15
VIA EFERENTE DA FEBRE. Maria Camila Almei-             (1.0±0.05°C i.v., 0.7±0.1°C i.c.v) in naïve rats and    min before icv injection of BK (10 nmol), IL-1β
da, Fisiologia/FMRP/USP Alexandre Alarcon Stei-        PFPF (i.p.) also induced similar fever in VGX and       (3 ng), TNF-α (250 ng) or IL-6 (500 ng). Capto-
ner, Fisiologia/FMRP/USP Luiz Guilherme S. Bran-       Sham rats.                                              pril (5 mg/kg, sc) was given 1 h before BK injec-
co, Morfologia Estomatologia e Fisiologia/FORP/        Conclusion: These results show a bi-directional         tion to inhibit BK degradation. Body tempera-
USP                                                    communication between the mononuclear ph-               ture (bT) was measured each 30 min, during 6 h
                                                       agocytic and central nervous system through ef-         after pyrogenic stimuli injection. CSF was harvest-
Objetivos: O objetivo do presente estudo foi es-       ferent and afferent nerves that control resident        ed by puncture of cisterna magna at 0.5, 1 and 3
tudar o papel do Locus coeruleus (LC) na febre         cell population/PMN migration and fever, respec-        after BK (10 nmol, icv) or LPS (5 µg/kg, iv) and
induzida por LPS em ratos, bem como definir se         tively.                                                 level of PGE2 and PGF2α was evaluated by immu-
este núcleo faz parte de uma via aferente ou efe-      Financial Support: FAPESP, CNPq                         noenzime assay.
rente da febre. Métodos: Utilizaram-se ratos Wis-                                                              Results:
tar machos. Os animais tiveram o LC lesados, o                                                                 Table 1: IL-1β, TNF-α and IL-6 are involved in
ventrículo lateral canulado para realização de
injeções intracerebroventricular (i.c.v.) e uma son-
                                                       04.038                                                  different phases of BK-induced fever.
                                                                                                               Treatment      bT(ºC) at 3rd h      Treatment   bT(ºC) at 2nd h    Treatment    bT (ºC) at 4th h

da introduzida para medidas da Tc por biotele-
                                                                                                               aCSF+IL-1β        0.9±0.04         aCSF+TNF-α     1.5±0.11          aCSF+IL-6      1.2±0.05
                                                       IL-1 MEDIATES FEVER INDUCED BY CENTRAL                  IL-1ra+IL-1β
                                                                                                               aCSF+BK
                                                                                                                                0.3±0.11*
                                                                                                                                 0.9±0.05
                                                                                                                                                 sTNFr+TNF-α
                                                                                                                                                    aCSF+BK
                                                                                                                                                                1.05±0.05*
                                                                                                                                                                 0.7±0.04
                                                                                                                                                                                 IL-6Ab+IL-6
                                                                                                                                                                                    aCSF+BK
                                                                                                                                                                                                 0.7±0.05*
                                                                                                                                                                                                  1.2±0.05
metria. 3 dias após as cirurgias os animais rece-      ENDOTHELIN-1 AND CORTICOTROPIN-RE-                      IL-1ra+BK        0.2±0.07*          sTNFr+BK     0.32±0.07*        IL-6Ab+BK      0.7±0.05*

beram LPS intraperitoneal (50microgramas/kg) ou        LEASE FACTOR INJECTION. Fabricio, A.S.C.;
salina. A Tc desses animais foi medida por 6 ho-                                                               Table 2: Levels (pg/ml) of PGs during fever caused
                                                       Penatti, R.C.; 1Zampronio, A.R.; 2D’Orléans-Juste,
ras. Outro grupo de animais receberam PGE2 i.c.v.                                                              by BK or by LPS.
                                                       P., 3Rae, G.A., Souza, G.E.P.; of Laboratory of Phar-
(20nmol/2microlitros) ou veículo (20% de eta-          macology, FCFRP-USP and Depts. of Pharmacol-            Treatment                           PGE2                                 PGF2α

nol em salina). A Tc desses animais foi monitora-      ogy 1UFPR, Curitiba; 2Faculty of Medicine Univer-       Saline
                                                                                                                                0.5 h
                                                                                                                                51±6
                                                                                                                                                   1h
                                                                                                                                                  56±4
                                                                                                                                                             3h
                                                                                                                                                           59±11
                                                                                                                                                                          0.5 h
                                                                                                                                                                          46±10
                                                                                                                                                                                         1h
                                                                                                                                                                                        47±4
                                                                                                                                                                                                        3h
                                                                                                                                                                                                       42±5
da por 1 hora. Resultados: Não foram observa-          sity of Sherbrooke, CA.; 3CCB-UFSC, Florianópo-
                                                                                                               LPS
                                                                                                               aCSF
                                                                                                                               322±70*
                                                                                                                               165±47
                                                                                                                                                430±26*
                                                                                                                                                 128±52
                                                                                                                                                          735±135*
                                                                                                                                                           172±8
                                                                                                                                                                         153±16*
                                                                                                                                                                          82±34
                                                                                                                                                                                       188±5*
                                                                                                                                                                                        47±14
                                                                                                                                                                                                     123±28*
                                                                                                                                                                                                      53±11
das alterações na Tc basal dos animais submeti-        lis.                                                    BK              407±70*          767±23*   517±67*        180±60*       256±54*        95±26*
                                                                                                               * (P<0.05)
dos à lesão do LC. Os animais com lesão fictícia
que receberam LPS i.p. tiveram um aumento bi-          Introduction: We have shown that endothelins
fásico da Tc de 1.1±0.3ºC e 1.5±0.2ºC com pico                                                                 Conclusion: PGs, IL-1β, TNF-α and IL-6 seems to
                                                       (ETs) play an important role, via central ETB re-
3 e 5 horas após a injeção respectivamente. Os                                                                 be involved in the fever induced by BK.
                                                       ceptors, in fever induced by corticotropin-releas-
animais com lesão do LC tiveram uma redução                                                                    Support: FAPESP.
                                                       ing factor (CRF) in rats, and that dexamethasone
significativa da resposta no segundo pico de au-       reduces fever induced by CRF and ET-1 (Fabricio
mento da Tc (0.5±0.2ºC, p<0.05). Os animais            et al., Brit. J. Pharmacol., submitted). We now
com lesão fictícia que receberam PGE2 i.c.v. tive-     investigated the roles of cytokines in fever induced    04.040
ram um aumento da Tc de 0.9±0.2ºC, com pico            either ET-1 or CRF.
20 minutos após a injeção. A lesão do LC aboliu        Methods and Results: Body temperature (bT) was          BIOGENESIS OF LEUKOCYTE LIPID BODIES.
totalmente o aumento na Tc induzido por PGE2           recorded by radiotelemetry in male Wistar rats          Pacheco P; Vieira-de-Abreu, A, Castro-Faria-Neto
(p<0.05). Conclusão: Esses resultados indicam          (ca. 200 g b.w.) for 6 h after i.c.v. pyrogen injec-    HC & Bozza, PT. Lab. Imunofarmacologia, DFF,
que o LC possui um importante papel na febre           tions. Fifteen min before pyrogens, rats were giv-      FIOCRUZ, RJ.
induzida por LPS em ratos. Além disso, podemos         en either an antagonist of IL-1 receptors (IL-1ra,
concluir que este núcleo faz parte da via eferente     9.1 nmol) or subtype I soluble receptor of TNF          Introduction: Lipid bodies (LB) are nonmembrane
de controle da Tc, estando situado após a PGE2         (sTNFRI, 23.8 pmol). At 3 h, fever induced by IL-       bound, lipid and enzyme-rich inclusions abun-
na cascata febril. Apoio Financeiro: FAPESP, CNPq      1β (180 fmol) or CRF (1.05 nmol) was markedly           dant in cells associated with inflammatory reac-
e PRONEX.                                                                                                      tions that play important roles in lipid mediator


                                                                                                                                                                                                     127
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                      XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                  Farmacologia e Terapêutica Experimental




generation. The mechanisms involved in leuko-           in vivo. Moreover, leptin act as a pro-inflamatory     animais normais ou em sepse. As lâminas foram
cyte lipid body biogenesis are mostly unknown.          hormone/cytokine inducing leukocyte activation         coradas e o número de nφ aderidos em cada vaso
Here we investigate the mechanisms involved in          and migration as well as eicosanoid production.        determinado. Resultados: Vasos do mesentério de
macromolecular trafficking that leads to lipid and      Suppoted by CNPq, FAPERJ and Howard Hughes             animais CLP-SL quando incubados com nφ in vi-
protein coalescence to form lipid bodies.               Medical Institute.                                     tro, apresentaram maior número de células ade-
Methods and Results: The role for ER/Golgi traf-                                                               ridas ao endotélio (5,12+1,27*nφ/vaso) quan-
ficking in lipid body formation was investigated                                                               do comparado com os vasos do mesentério de
by the treatment of cells with brefeldin A (BFA)
that causes a reversible interruption of ER/Golgi
                                                        04.042                                                 animais CLP-L (1,58+0,49 nφ/vaso) ou grupo
                                                                                                               controle (1,29+0,76 nφ/vaso). Resultados repre-
trafficking and disassembly of Golgi complex. Pre-      LIPID BODY FORMATION AFTER EXPERIMEN-                  sentativos de 2 experimentos. Discussão A redu-
treatment with BFA (1µM) significantly inhibited        TAL AND CLINICAL SEPSIS. Pacheco P1; Gomes             ção da migração de nφ observada na sepse deve-
LPS-induced LB formation in macrophages in vit-         RN1; Bozza FA1; Bozza MT2; Castro-Faria-Neto HC1       se provavelmente a menor expressão de molé-
ro (from 14.1±0.7 in untreated to 6.5±0.7 in BFA        & Bozza PT 1. 1Lab. Imunofarmacologia, DFF,            culas de adesão no endotélio o que explicaria a
treated cells). Cytoskeleton integrity is crucial for   FIOCRUZ, RJ. 2Instituto de Microbiologia, UFRJ.        redução da capacidade de adesão dos nφ, po-
intracellular transport of macromolecules and                                                                  dendo ser este um dos mecanismos envolvidos
organelles, and consequently to cell morphogen-         Introduction: Lipid bodies (LB) are rapidly induc-     na falência da migração de nφ para a cavidade
esis and functioning. By the use of fluorescent         ible, specialized cytoplasmic domains for              peritoneal de animais durante a sepse severa.
phaloidin we demonstrated that lipid bodies are         eicosanoid-forming enzyme localization, which          Apoio Financeiro CAPES, FAPESP, CNPq e FAEPA
enmeshed in a cytoskeleton network. Moreover,           we hypothesize, may have specific roles in en-
pretreatment (1 h, 0.1 µM) with drugs that dis-         hanced inflammatory mediator production dur-
rupt microfilament (cytochalasin B, 89% inhibi-
tion) and agents acting on microtubule assembly
                                                        ing pathological conditions, including sepsis.         04.044
                                                        Methods and Results: We show that lipid body
(colchicine and latrunculin B, 97% and 94% in-          numbers were increased in osmiun stained leu-          DESNUTRIÇÃO INTRA-UTERINA REDUZ MI-
hibition) significantly inhibited LPS-induced lipid     kocytes from septic patients (17.4±0.2 LB/cell) in     GRAÇÃO LEUCOCITÁRIA M.A.V.Landgraf**;
body formation.                                         comparison to healthy subjects (2.5±0.1 LB/cell).      M.C.P.Franco**; V.M.F.Rastelli*; D.Nigro;
Conclusion: Our results indicate that LPS-induced       By immunocytochemistry, 5-lipoxygenase and             R.C.T.Passaglia; M.H.C.Carvalho; Z.B.Fortes. De-
leukocyte lipid body formation depends on lipid         cyclooxygenase-2 were immunolocalized within           partamento de Farmacologia, ICB/USP.
and protein redistribution from ER and Golgy.           lipid bodies from septic patients. The pro-inflam-
Moreover, cytoskeleton network do play a role in        matory cytokines involved in the pathogenesis          A desnutrição intra-uterina pode afetar perma-
lipid body formation, assembly and cellular lo-         of sepsis, TNF-α and MIF, were also shown to co-       nentemente estrutura e função de vários órgãos
calization.                                             localize within lipid bodies. The role of MCP-1 in     e tecidos. Além disso, sabe-se que a desnutrição
Support: Howard Hughes Medical Institute and            lipid body formation was studied in animals de-        intra-uterina predispõe indivíduos a infecções.
CNPq                                                    ficient of MCP-1. Drastic increase in lipid body       Objetivo: Estudar a capacidade migratória dos
                                                        numbers were observed in WT (from 3.9±0.3 to           leucócitos (componentes importantes da respos-
                                                        19.3±0.6) but not in MCP-/- mice (from 6.0 ± 0.5       ta inflamatória à injúria tecidual) em indivíduos
04.041                                                  to 6.0 ± 0.1) submitted to experimental sepsis         desnutridos intra-uterinamente.
                                                        by cecal ligation and puncture.                        Métodos e Resultados: Para estudar a capacida-
LEPTIN INDUCES LEUKOCYTE LIPID BODY                     Conclusion: In conclusion, our studies indicate that   de dos leucócitos aderirem e migrarem após estí-
FORMATION AND EICOSANOID PRODUC-                        lipid bodies formed during sepsis are sites for        mulo inflamatório, utilizamos ratos Wistar ma-
TION. Clarissa Maya-Monteiro; Gisely G. Almei-          eicosanoid forming enzymes and cytokine local-         chos adultos (6-9 semanas) provenientes de mães
da; Hugo C. Castro-Faria-Neto; Patrícia T. Bozza.       ization and may develop and function as intrac-        submetidas à desnutrição durante a gestação (des-
Laboratório de Imunofarmacologia, Departamen-           ellular sites for paracrine eicosanoid synthesis       nutridos) e de mães submetidas a dieta ad libi-
to de Fisiologia e Farmacodinâmica – IOC/               during inflammatory conditions. Moreover, MCP-         tum (nutridos).A desnutrição das fêmeas foi efe-
FIOCRUZ, Rio de Janeiro-RJ.                             1 seems to play a requisite role in lipid body for-    tuada pela redução de 50% da oferta de ração
                                                        mation during sepsis.                                  durante todo período gestacional. Após aneste-
Introduction: Leptin is the hormone produced by         Support: Howard Hughes Medical Institute and           sia por pentobarbital sódico (40 mg/kg, i.p.),a
adipose tissue that regulates body weight. This         CNPq                                                   fascia espermática foi exposta para contagem dos
hormone was also shown to be involved in in-                                                                   leucócitos que rolam (“rollers”) sobre o endoté-
flammation and immune response by enhancing                                                                    lio de vênulas (14-18µm),aderem em extensão
activation of lymphocytes and monocytes. As
Leptin is related both with lipid metabolism and
                                                        04.043                                                 de 100µm de vênula após 2 horas da injeção de
                                                                                                               TNF-α (500pg/0,1 mL) na bolsa escrotal e após
inflammation, we decided to investigate its ac-         REDUÇÃO DA ADESÃO DE NEUTRÓFILOS AO                    10 minutos da aplicação tópica de leucotrieno B4
tion in leukocyte lipid bodies. Lipid Bodies are        ENDOTÉLIO NA SEPSE. Moreno, SE; Benjamin,              (LTB4-1µM/0,1mL), plasma homólogo (0,1 mL/
cytoplasmic depots of esterified arachidonate and       CF; Ferreira, SH & Cunha, FQ - Depto de Farma-         10%) ativado com zimogênio (ZAP) e TNF-α
eicosanoid-forming enzymes, surrounded by a             cologia, FMRP/USP                                      (500pg/0,1 mL) e migram após 2 horas após a
phospholipid monolayer. Thus, lipid bodies are                                                                 injeção de TNF-α (500pg/0,1 mL) na bolsa es-
correlated with the formation of eicosanoid me-         Introdução: A migração de neutrófilos (nφ) é uma       crotal. O número de “rollers” em machos desnu-
diators by leukocytes.                                  etapa crítica para a resolução de um processo          tridos (79,4 ±2,8 céls./10 min) foi significativa-
Methods and Results: Lipid bodies can be seen           infeccioso bacteriano . Na sepse foi observado         mente menor do que nos ratos nutridos
and counted in cytoplasm as osmiophilic inclu-          que a falência da migração de nφ para o foco           (122,3±1,3 céls/10 min). O número de leucóci-
sions that vary in number and size depending on         infeccioso a qual contribui para a gravidade do        tos que aderem foi menor em desnutridos
the inflammatory stimuli. We observed an en-            quadro e aumento da mortalidade. A falência da         (8,8±0,4 céls.; 12,4±0,4 céls.; 6,9±0,5 céls. e
hanced number of lipid bodies in mouse (C57Bl/          migração de nφ deve-se a uma redução da ade-           7,4±0,6 céls., respectivamente LTB4, ZAP, TNF-α
6) peritoneal macrophages when these cells were         são dos nφ circulantes ao endotélio das vênulas,       tópico e TNF-α injetado) do que em nutridos
incubated in vitro with mouse leptin (0.5 µg/mL).       processo este mediado pelo NO. Objetivos: O            (15,9±0,8 céls., 17,7±0,8 céls., 16,4±0,9 céls. e
Moreover, the intraperitoneal injection of leptin       objetivo do trabalho é investigar se esta redução      14,5±0,9 céls., respectivamente LTB4, ZAP, TNF-α
(1 mg/Kg) induced a significant increase in lipid       da adesão ao endotélio deve-se a incapacidade          tópico e TNF-α injetado). A migração dos leucó-
body numbers in leukocytes recovered from the           de adesão dos nφ ou do endotélio venular. Mé-          citos também foi reduzida (8,1±0,7 em desnutri-
mouse peritoneal cavity, after 24 hours. In paral-      todos Para o ensaio de adesão, mesentérios de          dos x 15,2±0,8 em nutridos).
lel, leptin induced neutrophil accumulation and         camundongos C57 sham operados ou submeti-              Conclusão: A desnutrição intra-uterina interfere
an enhanced PGE2, LTB4 and IL-8 production in           dos a CLP (cecal ligation and puncture) Letal (CLP-    no comportamento leucocitário, diminuindo o
the peritoneal cavity.                                  L) e Sub-letal (CLP-SL) foram retirados 6 h após a     rolar, aderir e migrar dessas células. Isto pode
Conclusions: Our data show that leptin induces          cirurgia e fixados em Tissue-tek, cortes de 10 µm      contribuir para maior predisposição à infecção
leukocyte lipid body formation both in vitro and        foram incubados por 45 min com nφ isolados de          na desnutrição.
                                                                                                               Apoio Financeiro: CAPES


128
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                                          XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                                      Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.045                                                   tivamente, após a indução flogística. Foi analisa-
                                                         do o número total de leucócitos e o diferencial
                                                                                                                              04.048
SALIVA DO VETOR Lutzomyia longipalpis INI-               celular dos grupos de tratamento (AG 10 e 30mg/                      EFFECT OF NEONATAL CAPSAICIN TREAT-
BE A MIGRAÇÃO DE NEUTRÓFILOS INDUZI-                     Kg) em comparação ao grupo salina, dexameta-                         MENT ON NEUTROPHIL ADHESION IN VIT-
DA POR OVA EM CAMUNDONGOS IMUNIZA-                       sona (0,5mg/Kg) ou indometacina (10mg/Kg).                           RO. Franco-Penteado, C.F. 1; De Souza I.1; Cama-
DOS. Monteiro, M.C.1; Romão, P.R.T.2, Noguei-            Resultados: Na pleurisia, o AG 10 ou 100mg/Kg                        rgo, E.A.1; Conran, N.2; De Nucci, G. 3; Antunes
ra, L.G.1; Rossi, R.1; Souza, A.A.3; Ferreira, S.H.1 &   produziu 23±7,3% ou 32±9% de inibição no                             E. -1Department of Pharmacology, FCM, UNI-
Cunha, F.Q.1 Dpto de Farmacologia1/FMRP-USP/             total de células da cavidade, respectivamente.                       CAMP; 2Department of Hematology, FCM, UNI-
RP, Lab. de Imunoparasitologia2/UNISUL-Tubarão/          Enquanto a DX 0,5mg/Kg inibiu 75±9%. Na                              CAMP; 3Departament of Pharmacology, ICB, USP.
SC, Dpto. de Parasitologia3-IEC-PA.                      peritonite, o AG 10 ou 30mg/Kg produziu inibi-
                                                         ção de 25±2,5% ou 32±3% da migração de                               Introduction and Goal: Adherence to vascular
Introdução: Os neutrófilos constituem a primeira         células para o peritôneo, enquanto que a indo-                       endothelium and extracellular matrix proteins is
linha de defesa celular contra agentes patogêni-         metacina inibiu 20±2,2%.                                             a pre-requisite for neutrophil accumulation at sites
cos e são predominantes na maioria dos proces-           Discussão: O AG produziu inibição da migração                        of inflammation. Recent results showed that neo-
sos inflamatórios agudos e em algumas doenças,           celular para a cavidade peritoneal e pleural sem                     natal capsaicin (CPS) treatment causes an exac-
como artrite reumatóide, glomerulonefrite e do-          alterar o total de células circulantes. Este efeito                  erbated neutrophil recruitment into BAL in re-
ença de Crohn’s. Estudos recentes demonstram             parece estar relacionado a capacidade do AG de                       sponse to ovalbumin in rats. In this study, blood
que a saliva de hematófagos apresenta efeitos            modular a atividade de canais de potássio, dire-                     neutrophil adherence to fibronectin and rat se-
imunossupressores, vasodilatadores, anti-plaque-         ta ou indiretamente, reduzinda a capacidade de                       rum coated-plates in response to fMLP and PMA
tários e antiinflamatórios. Objetivo: Avaliar o efei-    ativação celular.                                                    was measured. The mechanisms involved have
to do extrato de glândulas salivares do vetor L.         Apoio: BIOFAR-UNISUL/Prodapys                                        been investigated using antibodies against VLA-
longipalpis na migração leucocitária induzida por                                                                             4 and Mac-1.
OVA (ovalbumina) em camundongos imunizados.                                                                                   Methods and Results: Wistar rats were treated
Métodos: Camundongos BALB/c receberam 3                  04.047                                                               with CPS (30 mg/kg, s.c.; 2nd day of life). Control
imunizações s.c de 0,2 ml de uma emulsão con-                                                                                 animals received vehicle. Sixty to seventy days
tendo PBS/CFA ou PBS/IFA com ou sem 100 ug               NEUTROPHIL CHEMOTAXIS IN VITRO IN-                                   later, the animals were sacrified and whole blood
de ovalbumina. Após 7 dias da última imuniza-            DUCED BY CHEMOATTRACT AGENTS IN CON-                                 was collected. Neutrophils were obtained by dex-
ção, o extrato de uma glândula salivar foi injeta-       TROL AND CAPSAICIN TREATED RATS. Fran-                               tran sedimentation followed by Ficoll gradient
do i.v. e após 4 horas foi feito o desafio com 10        co-Penteado, C.F.1; De Souza I.A.1; Camargo, E.A.1;                  centrifugation and adhesion assays were per-
ug de OVA i.p. A migração celular foi avaliada 4         Teixeira, S.A.2; De Nucci, G.2; Antunes E.1                          formed. The number of adherent neutrophils was
e 48 horas após a injeção do desafio por conta-          1
                                                           Department of Pharmacology, FCM, UNICAMP;                          measured by MPO content of adherent cells and
gem total e diferencial. Resultados: Na 4º hora,         2
                                                           Departament of Pharmacology, ICB, USP.                             expressed as % adhesion.
camundongos imunizados e desafiados com OVA
                                                                                                                                                        Serum                Fibronectin
apresentaram aumento significativo do número             Introduction and Goal: Neonatal capsaicin (CPS)                      % adhesion         Control       CPS       Control       CPS
de neutrófilos (4.31x106 ± 1.08 x106cél/cav.).           treatment in rats degenerates vanilloid-sensitive                    MEM               47.2±4.4     48.8±1.9  49.7±1.2     49.2±2.9
A injeção do extrato salivar inibiu este recruta-        primary afferent and cause neuropeptide deple-                       FMLP (10-7M)      67.1±6.7*   65.4±2.9*  56.0±2.5* 73.3±1.4*
                                                                                                                              fMLP +AbVLA-4     33.9±1.5#   31.5±3.6#  26.0±3.6#    32.9±0.7#
mento (1.706x106 ± 0.106 x106cél/cav), seme-             tion (1). Previous in vivo studies showed that the                   fMLP +AbMac-1     36.5±3.7#   29.5 ±1.5# 27.8±1.8#    34.5±1.4#
lhante aos animais não imunizados e injetados            neutrophil influx into airways is increased in re-
                                                                                                                                     -6
                                                                                                                              PMA (10 M)        70.2±6.3*   72.7±5.4*  72.1±5.8* 76.3±6.0*
                                                                                                                              PMA +AbVLA-4      43.0±6.0#   34.5±4.6#  29.9±2.1#    20.6±0.9#
com OVA (1.188x106±0.996x106cél/cav.). Con-              sponse to non-allergic stimulus such as ozone (2)                    PMA +AbMac-1      44.7±4.8#   35.7±2.7#  37.8±3.8#    33.1±0.4#
tudo, o extrato salivar potencializou o recruta-         and lipopolyssacharide (3). Moreover, intratra-                      *p<0.05 compared to MEM; #p<0.05 compared to fMLP/PMA

mento de eosinófilos na 48° hora. Conclusão: A           cheal injection of OVA into actively sensitized rats                 Conclusions: The neutrophil adhesion was regu-
saliva do vetor da Leishmania inibiu a migração          exacerbates the neutrophil accumulation into CPS-                    lated by integrins (VLA-4/Mac-1), but the CPS
de neutrófilos e potencializou o influxo de eosi-        treated animals (4). In this study we examined                       treatment had no effect upon neutrophil adhe-
nófilos induzida por OVA.                                the ability of differents chemotaxis agents (fMLP,                   sion to fibronectin or serum in response to fMLP
Apoio: CAPES                                             substance P and PAF) to attract neutrophils from                     and PMA. Financial Support: Fapesp
                                                         control and neonatal CPS-treated rats.
                                                         Methods and Results: Wistar rats were treated
04.046                                                   with CPS (30 mg/kg, s.c.; 2nd day of life). Control
                                                         animals received vehicle. Sixty to seventy days                      04.049
INIBIÇÃO PRODUZIDA PELO ÁCIDO GENTÍSI-                   later, the animals were sacrified and whole blood
                                                                                                                              PARTICIPAÇÃO DE SUBSTÂNCIA P E NEURO-
CO SOBRE A MIGRAÇÃO LEUCOCITÁRIA NA                      was collected. Neutrophils were obtaneid by dex-
                                                                                                                              CININAS A E B NO RECRUTAMENTO CELU-
PERITONITE E PLEURISIA INDUZIDAS POR                     tran sedimentation followed by Ficoll gradient
                                                                                                                              LAR INDUZIDO PELA FORMALINA EM RATOS.
CARRAGENINA EM CAMUNDONGOS. 1Teixei-                     centrifugation. Neutrophil migration was mea-
                                                                                                                              Santos, JMM e Francischi, JN. Departamento de
ra, C.; 1Martins, R.; 1Longhi, D.T.; 1Ballmann, J.D.;    sured using 96-well chemotaxis chamber. The
                                                                                                                              Farmacologia-ICB-UFMG, Belo Horizonte-MG-
1
  Scremin, A.; 1Paulino, N. 1. Grupo de Pesquisa e       number of migrated neutrophils was assessed by
                                                                                                                              Brasil.
Desenvolvimento de Biofármacos, BIOFAR, Uni-             determination of the MPO activity.
versidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão, SC.          Neutrophils    MEM           fMLP          PAF             SP
                                                                                                                              Introdução: Trabalhos anteriores demonstraram
                                                          (x105/ml)                   (10-5M)      (10-7M)       (5x10-5M)
                                                          Control       6.6 ± 0.4   13.1 ± 2.7*   18.6 ± 1.8*   17.5 ± 1.2*   que formalina induziu aumento significativo de
Introdução: O AG é um metabólito ativo da rota            CPS           6.9 ± 0.4   13.9 ± 1.0*   17.5 ± 4.3*   18.9 ± 1.1*   leucócitos para a cavidade peritoneal de ratos. O
de degradação dos salicilatos com atividade an-                                                                               objetivo do presente trabalho foi investigar a
tireumática, antioxidante e relaxante sobre o            Conclusions: A similar profile of chemotaxis was
                                                                                                                              participação dos neuropeptídeos SP, NK A e NK B
músculo liso respiratório. Nosso objetivo é avali-       observed with neutrophils from control or CPS-
                                                                                                                              nessa migração, através do tratamento prévio dos
ar a influência do AG na inflamação pleural e            treated rats suggesting that neutrophils functions
                                                                                                                              animais com antagonistas específicos dos recep-
peritoneal.                                              is unaffected by neonatal neuropeptides deple-
                                                                                                                              tores para taquicininas (NK-1, NK-2 e NK-3,
Métodos: Foram usados camundongos (25-30g,               tion.
                                                                                                                              respectivamente).Métodos: Ratas Holtzman (140-
n=5) tratados i.p. com salina, AG ou indometa-           References: 1.Jancsó et al. (1977) Nature 270,
                                                                                                                              170g) foram injetadas (via intramuscular-IM),
cina, 30 min, ou dexametasona (DX) 4 h antes             741-743. 2. Sterner-Kock et al. (1996) Am J Resp
                                                                                                                              com SR140333 (ant. em NK-1), SR 48968 (ant.
da indução da peritonite ou pleurisia pela carra-        Crit Care Med 153, 436-443. 3.Long et al. (1996)
                                                                                                                              em NK-2) e SR 142801 (ant. em NK-3), gentil-
genina, 1mg/mL ou 100µg/cavidade, respectiva-            Am J Physiol 271, L425-431. 4. Medeiros, M.V.
                                                                                                                              mente cedidos pela Sanofi Recherche, 15 min.
mente. O exudato peritoneal, pleural e o sangue          et al. (2001) Eur J Pharmacol 421, 133-140.
                                                                                                                              antes da injeção ip de formalina 1,25 ou 2,5%
periférico foram coletados 4 ou 6 horas, respec-         Financial Support: Fapesp
                                                                                                                              (1 mL). O lavado peritoneal obtido nos tempos




                                                                                                                                                                                       129
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                   XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                               Farmacologia e Terapêutica Experimental




de 4 e 24 horas foi centrifugado e as células fo-
ram preparadas para contagens total (cels/mm3)
                                                      04.051                                               animais receberam por gavagem INDO
                                                                                                           (10mg.Kg-1). Decorridas 12 horas, os animais
e específica (%). Os animais controle receberam                                α
                                                      PARTICIPAÇÃO DA MIP-1α NA MIGRAÇÃO DE                foram sacrificados. A Lesão gástrica (LG) foi de-
o mesmo volume de solução de etanol (50 µL) e         NEUTRÓFILOS INDUZIDA POR ANTÍGENO.                   terminada pela soma das extensões de todas as
salina fisiológica estéril (950 µL).Resultados: To-   1Ramos CDL, 1Canneti C, 2Santana J, 1Ferreira        lesões encontradas (IL-Índice de Lesão) e a MN
dos os antagonistas utilizados reduziram signifi-     SH, 1Cunha FQ, 1Depto de Farmacologia e 2Dep-        foi avaliada através da atividade da mieloperoxi-
cativamente (p<0,05; teste t ANOVA) o aumen-          to de Imunologia Básica e Aplicada da FMRP-          dase (MPO). Animais deficientes ou não para o
to de neutrófilos e linfócitos após 4 h da injeção    USP                                                  receptor p55 do TNF-alfa foram tratados com
de formalina (1,25 %), sendo que somente o                                                                 INDO. Após 12 horas, a LG e a MN foram
antagonista de receptores NK-2 inibiu a migra-        Introdução: Resultados recentes demonstram que       determinadas.Resultados: O tratamento com
ção de linfócitos após 24 h da injeção de forma-      a migração de neutrófilos em animais imunizados      DEXA(IL=3,6±0,3mm; MPO= 269,5±
lina (2,5 %). Pizotifeno, antagonista de serotoni-    e desafiados com OVA é dependente da liberação       97,2neut/mg) e Talidomida(IL=5,2±1,1mm;
na, não apresentou efeito (P>0,05) na migração        de LTB4 e TNF-α, com aumento de RNAm para            MPO= 616,7±32,3neut/mg) foram capazes de
celular induzida pela formalina. Conclusão: SP,       a quimiocina CC MIP-1α e seus receptores CCR1,       inibir significativamente (p<0,05) tanto a LG
NK A e NK B parecem estar envolvidas especifi-        CCR4 e CCR5.Neste presente trabalho                  quanto a MN por INDO (IL=11,8±1,9mm;
camente na migração aguda (4 h) de leucócitos,        investigamos o papel da MIP-1α na migração de        MPO=1160,1±169,9neut/mg). Os camundon-
enquanto apenas SP e NK A podem estar envol-          neutrófilos para a cavidade peritoneal após          gos deficientes para o receptor p55 do TNF-alfa
vidas com a migração tardia de linfócitos após a      imunização e desafio com OVA, bem como o             apresentaram com tratamento com INDO tanto
injeção de formalina.Suporte financeiro: CAPES,       mecanismo envolvido na migração de neutrófilos       uma menor (p<0,01) LG (IL=7,8±2,1mm),
CNPq e FAPEMIG.                                       para a cavidade peritoneal induzida pela MIP-        quanto uma menor MN (MPO=356,1±
                                                      1á.Métodos:camundongos C57Bl/6, MIP-1α-/- e          63,1neut/5mg), quando comparados com os
                                                      CCR5-/- foram imunizados conforme técnica já         animais não deficientes (IL=29,8±9,1mm;
04.050                                                descrita(Canetti,Br.J.Pharmacol,2002;134:1619).No    MPO=1606,6±182,4neut/5mg). Conclusão: O
                                                                                                           TNF-alfa está envolvido tanto na MN, quanto na
                                                      21° dia os animais foram desafiados ip com OVA
PAPEL DAS CITOCINAS E DA MIGRAÇÃO DE                  ou PBS ou utilizados como doadores de células        LG induzidas por INDO em camundongos
NEUTRÓFILOS NA MODULAÇÃO DOS RECEP-                   peritoneais e esplenócitos para ensaios in vitro.A   C57BL6. Apoio Financeiro:FAPESP, PRONEX
TORES B1 PARA AS CININAS EM RATOS PRÉ-                migração de neutrófilos induzida pela MIP-1α foi
TRATADOS COM PAF. Fernandes,E.S., Passos,G.F.,        avaliada em camundongos C57Bl/6 e p55-/-. As
Campos,M.M., 1Teixeira,M.M., 2Souza,G.E.P.,           animais C57Bl/6 foram pré-tratados com anti-         04.053
Calixto,J.B.          Departamento            de      TNFα(ip) ou com MK886(vo), inibidor da síntese
Farmacologia,UFSC,Florianópolis,SC; 1Departa-         de LTB4. Resultados e Discussão: Verificamos por     EFFECT OF IL-4 PRE-STIMULATION ON IgE-
mento de Imunologia, UFMG, Belo Horizonte,            ELISA a presença de LTB4 e TNFα no lavado            MEDIATED PLEURISY IN RATS. Lima, MCR; Sil-
MG.; 2Laboratório de Farmacologia, Faculdade          peritoneal após desafio com OVA em animais           va PMR; Cordeiro, R.S.B.; Leoni, RD; Ribeiro, VA;
de Ciências Farmacêuticas, USP, Ribeirão Preto,       C57Bl/6 imunizados, o que não ocorreu com os         Serra, MF & Martins, MA. Lab. Inflammation, IOC/
SP                                                    animais MIP-1α-/-. Reforçando este dado,             FIOCRUZ, Brazil.
Introdução: Recentemente, demonstramos que            somente as células peritoneais de animais normais
a resposta edematogênica mediada pelos recep-         imunizados, quando estimuladas com OVA in vitro      INTRODUCTION: We recently reported that two
tores B1 está aumentada em ratos tratados com         liberaram TNF-α no sobrenadante.Em adição, o         cycles of passive IgE sensitization and challenge
PAF (XVI FESBE, res:14-034). No presente traba-       desafio com OVA em animais CCR5-/- imunizados        were required to evoke pleural eosinophil (EOS)
lho analisou-se o papel das citocinas e da migra-     não inibiu a migração de neutrófilos.O tratamento    enrichment, whereas a single one caused a mas-
ção de neutrófilos nas respostas causadas pelo        dos animais com MK886 ou com anti-TNFα inibiu        sive plasma leakage without eosinophilia. Here,
agonista B1 a des-Arg9-BK após tratamento com         a migração de neutrófilos para a cavidade            we postulated that IL-4 generated in the first cy-
PAF. Métodos e Resultados: Foram utilizados ra-       peritoneal induzida pela MIP-1á. Além disso, a       cle might favor EOS mobilization noted in the
tos machos Wistar (140-160g).O tratamento dos         injeção de MIP-1α em animais deficientes para        second cycle of IgE sensitization and challenge.
animais com anticorpo anti-IL-1beta ou com o          o receptor p55 do TNFα não induziu acúmulo de        METHODS AND RESULTS: Wistar rats were sensi-
antagonista de receptor da IL-1, IRA, reduziu o       neutrófilos. Esses resultados indicam o              tized with an intrapleural (ipl.) injection of a
edema para DABK (56% e 59%). O anticorpo              envolvimento do LTB4 e do TNFα na migração           murine anti-dinitrophenyl (DNP) IgE mAb (1 µg/
anti-TNFalfa e a IL-10 também reduziram o ede-        de neutrófilos induzida pela MIP-1α. Apoio           cavity) followed by challenge with DNP-BSA (1
ma causado pela DABK (45% e 34%).Além dis-            financeiro: CAPES, FAPESP, Pronex.                   µg/cavity) 24 later. Within 7 days, the animals
so, o anticorpo anti-PMN (1:4, 100 microl/300g,                                                            were subjected to a second cycle of IgE passive
i.p., 30 min antes) reduziu o edema da DABK                                                                sensitization followed by allergen challenge. We
(42%). A injeção de PAF (10 nmol, i.pl., 1-24 h)
aumentou (cerca de 8 vezes) a migração de neu-
                                                      04.052                                               found that the number of IL-4 positive cells, re-
                                                                                                           covered from the pleural cavity, increased from
trófilos 6 e 12h após. O WEB2086 e a des-Arg9-        PAPEL DO TNF-alfa NA INFILTRAÇÃO DE NEU-             0.9 ± 0.03 x 10-6/cavity (mean ± S.E.M) in sham-
Leu8-BK (antagonista do PAF e do receptor B1,         TRÓFILOS E NA LESÃO DA MUCOSA GÁSTRI-                sensitized rats to 3.3 ± 0.2 x 10–6/cavity in sensi-
respectivamente), inibiram a MPO (61 e 46 %).         CA INDUZIDAS POR INDOMETACINA EM CA-                 tized rats after the first challenge (p<0.05), reach-
A fucoidina (inibidor de molécula de adesão) e o      MUNDONGOS. Lemos, H. P. 1, Oliveira, R.B. 1;         ing higher values (5.5 ± 0.5 x 10–6/cavity, p<0.05)
PDTC (inibidor do NF-kappaB), reduziram a MPO         Souza, M.H.L.P. 1; Cunha, F.Q2 - 1Divisão de         after the second challenge. Replacement of the
(38 e 45%). A dexametasona não interferiu com         Gastroenterologia, Dep. de Clínica Médica; 2Dep.     first cycle of sensitization and challenge by a lo-
a MPO enquanto que a cicloheximide aumentou           de Farmacologia 1,2 FMRP-USP, Ribeirão Preto-        cal injection of IL-4 (1250 – 5000 UI/cavity) led
a atividade da MPO (224%). O tratamento com           SP                                                   to a marked exacerbation of both exudation and
anticorpo anti-IL1beta, anti-TNFalfa ou com a IL-                                                          EOS accumulation triggered by allergen challenge
10 não foi capaz de alterar a atividade da MPO,       Introdução:A lesão gástrica por AINEs é um pro-      7 days later. CONCLUSION: Our results indicate
enquanto o IRA aumentou em cerca de 73% a             cesso dependente de neutrófilos. O TNF-alfa é        that IL-4 production is up-regulated following an
MPO. Finalmente, o tratamento com PAF aumen-          uma       citocina      quimiotática       para      IgE-mediated inflammatory response, leading to
tou de forma tempo-dependente a expressão de          neutrófilos.Objetivo:Avaliar o papel do TNF-alfa     a long lasting priming of the site. This priming
TNFalfa e do receptor B1 para as cininas nas pa-      na migração de neutrófilos (MN) e na lesão da        clearly favors plasma leakage and EOS recruit-
tas dos animais. Conclusões: Tanto as citocinas       mucosa gástrica induzidas por indometacina           ment evoked by allergen challenge suggesting that
quanto os neutrofilos, moléculas de adesão, NF-       (INDO).Métodos:Camundongos C57/BL6 foram             it may be critical in allergic conditions. SUPPORT:
kappaB e a síntese de novas proteínas exercem         tratados com Talidomida (50mg/Kg 1h antes e          CNPq, FAPERJ
um importante papel no aumento funcional e na         25mg/Kg 6 h depois,i.p.) e Dexametasona (1 mg/
expressão dos receptores B1 para as cininas nos       Kg 1h antes e 6 h depois,i.p.). Após 1 hora, os
animais tratados com PAF. Apoio financeiro: CA-
PES, CNPq, FINEP, PRONEX, PIBIC/Iniciação



130
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                      XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                  Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.054                                                 intrapleuralmente com ovoalbumina (12ug/ca-
                                                       vidade) 14 dias depois. Nossos achados mostra-
                                                                                                             04.058
EFFECT OF COMBINED TREATMENT OF SAL-                   ram que o tratamento intraperitoneal com LASS-        PRODUÇÃO DE IgE E DESGRANULAÇÃO DE
METEROL AND FLUTICASONE ON EOSINO-                     Bio 552, 1 h antes do desafio antigênico, inibiu o    MASTÓCITOS NA INFECÇÃO POR ANGIOS-
PHIL CHEMOTAXIS AND ACTIVATION IN VIT-                 infiltrado pleural de eosinófilos de maneira dose-    TRONGYLUS COSTARICENSIS EM RATOS. Ser-
RO. Alves A, Paiva R, Rocha V, Cordeiro R,             dependente (ID50=70umol/kg,n=7), bem como             ra, MF., Azevedo, V., Barreto, E., Carvalho, V.,
1
  Johnson M, 2Lagente V, Martins M & Silva P. IOC/     o de células mononucleares, observados 24 hs          Bonavita, A., Silva, J., Mota, E., Cordeiro, R., Lenzi,
FIOCRUZ,Brazil; 1GlaxoSmithKline, UK; 2Univer-         após o desafio. Tratamento idêntico realizado com     H1., Silva, P. & Martins, M. Lab, Inflamação, Depto
sité de Rennes 1, France.                              o antagonista de receptor CysLT1, zafirlukast, tam-   Fisiologia e Farmacodinâmica, 1Depto de Patolo-
                                                       bém bloqueou o acúmulo de ambos subtipos de           gia, IOC/FIOCRUZ, RJ.
INTRODUTION: ß2-adrenoceptor agonists and              leucócitos (ID50=45umol/kg,n=7) com potên-
glucocorticoids constitute an important therapeu-      cia comparada àquela do composto LASSBio 552.         O nematódeo A.costaricensis é responsável pela
tic approach for the treatment of pulmonary al-        Entretanto, tais tratamentos não modificaram          angiostrongilíase abdominal humana, uma do-
lergic diseases. In this study, we evaluated the       outros parâmetros da resposta inflamatória alér-      ença associada a lesões ileocecais graves e acen-
effect of salmeterol and fluticasone alone or in       gica tais como edema, infiltrado de neutrófilos e     tuada eosinofilia. Avaliamos aqui os níveis séri-
combination on the eosinophil locomotion and           acúmulo de leucócitos totais observados 6 hs após     cos de IgE, bem como alterações na população
secretion in vitro. METHODS: Purified rat perito-      o desafio antigênico. Discussão: Os resultados in-    de mastócitos presentes em diferentes tecidos de
neal eosinophils were kept in culture for 24 or 48     dicam que o composto LASSBio 552 é capaz de           ratos Wistar infectados com A. costaricensis. Os
h with mrIL-5 (5 ng/ml) in the presence or in the      prevenir de maneira seletiva o infiltrado infla-      ratos foram infectados com 300 larvas L3 oral-
absence of salmeterol [100 nM] and/or flutica-         matório de células mononucleares e eosinófilos.       mente. Em diferentes tempos, após a infecção,
sone [1-100 nM]. Chemotaxis was evaluated in           O perfil de ação evidenciado pela análise com-        os animais foram anestesiados para coleta de
48-well Boyden chamber and eosinophil peroxi-          parativa com zafirlukast sugere um efeito do tipo     sangue e sacrificados para posterior obtenção e
dade (EPO) release by means of OPD technique.          bloqueio de receptor CysLT1. Apoio Financeiro:        análise de mastócitos presentes nas cavidades
RESULTS: We noted that fluticasone at the              CNPq, FAPERJ, Capes                                   peritoneal, pleural e no mesentério. A IgE total e
highest concentration inhibited PAF-induced                                                                  a específica foram avaliadas por ELISA e anafila-
eosinophil chemotaxis and EPO release, under                                                                 xia cutânea passiva (PCA) respectivamente. Nes-
conditions where salmeterol was ineffective. Also,     04.057                                                te último ensaio, ratos normais foram sensibili-
the exposure of eosinophils to fluticasone in com-                                                           zados através de injeção subcutânea de soro de
bination with salmeterol, at concentrations which      EFEITO DA PROTEÍNA ANEXINA 1 NOS MAS-                 animais infectados (1/100, v/v) sendo desafiados
alone had no effect, led to a marked inhibition        TÓCITOS EM MODELO DE ISQUEMIA/REPER-                  em 24 h com um extrato de vermes adultos. Ve-
of EPO release in response to PAF. Eosinophil          FUSÃO CARDÍACA DE RATO. Sena, AAS1; Olia-             rificamos aumento significativo nos níveis de IgE
migratory response was not altered by the              ni, SM2. 1UNIFESP-EPM, São Paulo, SP; 2IBILCE-        total e específica que foram máximos 25 dias após
combined treatment. CONCLUSION: We showed              UNESP, São José do Rio Preto, SP.                     a infecção. Neste tempo observou-se também
that eosinophil mediator secretion and migration                                                             redução maciça no número de mastócitos intac-
are sensitive to the direct action of the flutica-     INTRODUÇÃO: A inflamação do miocárdio de-             tos recuperados da cavidade peritoneal e des-
sone and also that its combination with salme-         corrente da isquemia/reperfusão cardíaca (I/R-C)      granulação de mastócitos mesentéricos, enquan-
terol synergises in the case of PAF-induced EPO        pode ser mediada por produtos derivados dos           to que os pleurais permaneceram inalterados.
release inhibition. Since eosinophils are impor-       mastócitos. Estudos indicaram a atividade antiin-     Conclui-se que a infecção aumenta os níveis de
tant cells in the context of allergy, the inhibitory   flamatória da proteína Anexina 1 (ANX-A1) em          IgE total e específica e que há estreita correlação
synergism noted in the case of EPO release may         modelo de I/R-C (D’Amico et al., 2000, FASEB J,       temporal entre a produção máxima desta imu-
have relevant implications in the therapy of al-       14, 1). Neste trabalho, avaliamos a participação      noglobulina e a desgranulação de mastócitos
lergic inflammatory diseases. Financial support:       da ANX-A1 no estado funcional dos mastócitos          peritoneais durante a angiostrongilíase em ratos.
CNPq, FAPERJ.                                          em modelo de I/R-C.                                   APOIO: CNPq e FAPERJ
                                                       MÉTODOS: Ratos Sprague-Dawley foram subme-
                                                       tidos à oclusão da artéria coronária descendente
04.055                                                 anterior esquerda por 25 min. Imediatamente
                                                       após a isquemia, um grupo de animais foi trata-
                                                                                                             04.059
BLOQUEIO SELETIVO DO INFILTRADO EOSI-                  do com 50 µg/Kg (iv) de Ac2-26 (mimético da           EFEITO DE TEOFILINA NA INFECÇÃO POR
NOFÍLICO ALÉRGICO OBSERVADO APÓS TRA-                  ANX-A1) e outro não, sendo sacrificados após 2h       Strongyloides venezuelensis EM CAMUNDON-
TAMENTO COM O DERIVADO FTALIMÍDICO                     de reperfusão. O grupo de animais controle foi        GOS BALB/c. Mazzolin, L.P.**1, Sequeira, T.C.G.O.2,
LASSBio 552 EM RATOS ATIVAMENTE SENSI-                 submetido somente a 25min de isquemia. Frag-          Gomes, J.C.1 Depto de Farmacologia1 e Depto.
BILIZADOS. 1,2,3Neves, J.S.; 3Prochnik L.,             mentos de coração foram fixados (paraformal-          de Parasitologia2-IB, UNESP, Botucatu, SP, Brasil.
2Lima, L.M.; 2Fraga, C.A.M., 2Barreiro, E.J.,          deído, 4% e glutaraldeído, 0,5%), incluídos (LR-
2Miranda, A.L.P., 3Silva, P.M.R.; 3Martins, M.A.,      Gold), cortados (0,5µm), corados (azul de tolui-      Introdução: Camundongos deficientes de mastó-
1Depto. de Farmacologia Básica e Clínica – ICB –       dina, 1% em bórax, 1%) e analisados na micros-        citos possuem uma maior duração da infecção
UFRJ, 2Depto de Fármacos, Faculdade de Farmá-          copia de luz. Os dados estatísticos foram obtidos     parasitária experimental sugerindo que hiperpla-
cia, UFRJ, 3Depto. de Fisiologia e Farmacodinâ-        pela ANOVA e teste de Bonferroni.                     sia e ativação de mastócitos podem contribuir
mica, IOC, FIOCRUZ–RJ.                                 RESULTADOS: A I/R-C causou diferença significa-       para defesa do hospedeiro. O objetivo deste tra-
                                                       tiva entre o total de mastócitos dos animais I/R-C    balho foi verificar o efeito da teofilina, um efici-
Introdução: Demonstrou-se recentemente que o           não tratados (0,04±0,009/p<0,001) e o grupo           ente inibidor da secreção de mastócitos, sobre a
composto ftalimídico LASSBio 552 foi capaz de          controle (0,15±0,018/p<0,001). Houve redu-            infecção por Strongyloides venezuelensis (Sv).
inibir, embora em concentrações elevadas, a ati-       ção na desgranulação dos mastócitos com o tra-        Métodos: Camundongos machos BALB/c foram
vidade espasmódica do leucotrieno D4 no siste-         tamento, comparando o número de mastócitos            infectados com 2000 L3 de Sv e a intensidade da
ma de traquéia isolada de cobaia. O presente           intactos de I/R-C tratados (0,11±0,02/p<0,05)         infecção foi determinada pelo nº de ovos/grama
estudo objetivou estender a análise do potencial       e I/R-C não tratados (0,02±0,007/p<0,05).             de fezes (OPG). O tratamento (teofilina, 25mg/
antialérgico do referido composto avaliando seu        DISCUSSÃO: Sugere-se que a proteína ANX-A1            kg/dia, ip) iniciou-se no 1º dia pós infecção (DPI)
efeito sobre a resposta inflamatória provocada         participa na modulação funcional dos mastóci-         e estendeu-se ao 7º DPI quando os animais fo-
por desafio pleural alérgico em ratos ativamente       tos em modelo de I/R-C e pode ser aplicada na         ram mortos e o intestino delgado retirado para a
sensibilizados. Métodos e Resultados. Os animais       prevenção contra a lesão tecidual cardíaca indu-      dosagem do conteúdo total de histamina.
foram sensibilizados através de injeção subcutâ-       zida por I/R-C.                                       Resultados: A teofilina aumentou a intensidade
nea de ovoalbumina administrada em associa-            APOIO FINANCEIRO: FAPESP (01/02440-0)                 da infecção nos animais tratados (85900 OPG)
ção com Al(OH)3 (adjuvante), sendo desafiados




                                                                                                                                                                   131
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                      XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                  Farmacologia e Terapêutica Experimental




em relação aos animais controle que receberam
salina estéril (5500 OPG). A quantidade de hista-
                                                      forma terapêutica na AZy. Neste estudo, investi-
                                                      gamos o efeito analgésico de doadores de NO
                                                                                                              04.063
mina presente no intestino delgado não apresen-       (SIN-1 ou Nitroprussiato de Sódio-NPS) adminis-         ÓXIDO NÍTRICO NA DOR INFLAMATÓRIA.
tou alterações entre os grupos controle               trados à junta inflamada. Métodos: Ratos Wistar         Kiel, C.; Arruda, A.M.S., Departamento de Far-
(1,59±0,08 µg/g) e tratado (1,80±0,18 µg/g) para      recebem 1 mg de Zy intra-articular no joelho di-        macologia, UFPR, Curitiba, PR, Brasil.
6 experimentos.                                       reito e sacrificados 6h após. A IA foi avaliada entre
Discussão: A teofilina aumentou a infecção por        3 e 4h de AZy pelo teste de incapacitação articu-       INTRODUÇÃO: A participação do óxido nítrico
Sv sem, no entanto, aumentar a quantidade de          lar (TSP em s/min). Coletou-se o lavado articular       (NO) na dor inflamatória não está bem esclareci-
histamina nos mastócitos, o que sugere ausência       para análise do influxo celular (IC) e da liberação     da e seu papel álgico ou analgésico ainda suscita
de degranulação nos animais não tratados.             de nitrito (Griess-umol/l). Grupos recebem, no          discussões. Investigamos a relação entre o tem-
Apoio financeiro: CAPES                               joelho esquerdo, SIN-1 (10ug-ia) ou NP (500ug-          po de tratamento e observação da dor neste fe-
                                                      ia) 2h após Zy. Controles (CT) receberam salina         nômeno. Para isso, estabelecemos uma metodo-
                                                      no joelho esquerdo 2h após Zy. Resultados: SIN-         logia de estudo da dor inflamatória a partir do
04.060                                                1 e NPS reduziram a IA (p<0,05)
                                                      (TSP=23,2±3,99 e 25±4,2), respectivamente,
                                                                                                              teste da formalina (form).
                                                                                                              MÉTODO: Ratos WISTAR machos receberam por
CHLORIDE-DEPENDENT BASIC AMINOPEPTI-                  comparado ao CT (TSP=52,7±3,6). SIN-1 e NPS             via intraplantar (ipl) form (0,3 ou 2,5%) ou LPS
DASE (APB) IN PERITONEAL MACROPHAGES                  não modificaram o IC nem a liberação de nitrito         (0,1µg) e form (0,3%) e o tempo de lambida e
FROM MICE.+Olivo RA, Teixeira CFP, *Silveira PF.      no joelho esquerdo quando comparados à sali-            recolhimento (LR) da pata foi observado por 40
Lab Pharmacology, Instituto Butantan.                 na. SIN-1 e NPS não modificaram o IC nem a              min. Fase I de 0-5min e fase II de 20-40min.
                                                      liberação de nitrito no joelho direito, quando          RESULTADOS: Form induziu uma resposta noci-
INTRODUCTION Peptide-inactivating ability is          comparados à salina. Discussão: O efeito analgé-        ceptiva dose-dependente (0,3; 0,6; 1,25 e 2,5%),
part of normal function and development of            sico de SIN-1 e NPS na Azy independe de altera-         e o tratamento com LPS 0,1µg/pata, 3 h antes da
macrophages which are also influenced by sever-       ção no influxo celular e se dá provavelmente via        injeção de form 0,3% aumentou significativamen-
al peptides. APB and leukotriene A4 (LTA4) hy-        sistema nervoso central. Apoio: CAPES, FUNCAP,          te (160%) o tempo de LR na fase II em relação
drolase (H) activities have been suggested to be      CNPq.                                                   ao controle. O tratamento com L-NAME (300µg/
exerced by a dual function enzyme in which the                                                                pata ipl, 15 min antes), um inibidor da NO sinta-
activation of the hydrolase part, with conversion                                                             se, reduziu (62%) a fase II induzida por form
of LTA4 into the proinflammatory compound leu-        04.062                                                  2,5%, enquanto que a L-arginina (10-100ηg/
kotriene B4 (LTB4), results in an inhibition of the                                                           pata) aumentou (96 e 115% respectivamente) a
APB activity. The venom of the snake Bothrops         BLOQUEIO DE PEROXINITRITO (PN) É CON-                   fase II induzida por form 0,3%. O tratamento
jararaca (Bj) has been described to induce LTB4       DROPROTETOR          NA     ARTRITE       POR           com L-NAME, (300µg/pata, 3 h e 15 min antes)
production, besides to affect murine macroph-         ZYMOSAN(AZy). 1Bezerra,MM, 3Oliveira,DN,                potenciou ambas as fases da resposta induzida
age functions. The present study evaluated the        4
                                                        Jerônimo,SMB, 4Soares,LM, 3Keeble,J, 3Brain,S,        por form 0,3%.
presence of APB in intact macrophages obtained        1
                                                        Ribeiro,RA, 2Rocha,FAC. Dep.Fisio/Farmaco 1,          DISCUSSÃO: Os resultados mostram que o NO
from the peritoneal cavities of mice after injec-     Med. Clínica 2, Patologia3 (UFC), Bioquímica4           pode atuar como componente álgico na dor mais
tion of thioglycollate and the effect of Bj venom     (UFRN), King’s College, London5.                        precoce e como analgésico na dor mais tardia,
on APB levels. METHODS A fluorogenic assay for                                                                dependendo do tempo de tratamento e da in-
APB employed L-Arg-β-naphthylamide. The via-          Introdução: Anteriormente, mostramos que o              tensidade do estímulo.
bility of macrophages was performed on stained        bloqueio da liberação de NO reduz a sinovite mas        APOIO FINANCEIRO: CAPES
Tripan Blue. RESULTS APB was detected only in         não inibe o dano à cartilagem na AZy. O PN,
soluble form (163±37 picomoles of substrate           formado por combinação de NO e O2-,é um agen-
hydrolyzed/min/mg protein) at levels compara-
ble with those of many classes of enzymes nor-
                                                      te oxidante associado à lesão inflamatória, sen-
                                                      do detectado pela formação de 3-nitrotirosina
                                                                                                              04.064
mally considered as significant cell components.      (3NT). Investigamos o efeito do bloqueio do PN          ESTUDO DA ATIVIDADE ANTINOCICEPTIVA
APB activity was a linear function of the time of     na AZy. Métodos: Ratos Wistar receberam Zy-1mg          DO ÁCIDO QUINOLÍNICO E DA L-ARGININA
incubation and protein content. The incubation        intra-articular sendo sacrificados 6h ou 14d após.      NO TESTE DO TAIL-FLICK. Bernardi RB, Santos
for 60 min with up to 5 ug/ml of venom did not        A hiperalgesia foi avaliada pelo teste de incapa-       DE, Mallmann LP, Oppermann R, Cardoso RT,
alter neither viable elicited macrophage counts       citação articular para ratos (TSP em s/1min), en-       Oliveira VSS, Fernandes SF, Santos TO. Fundação
nor the content of soluble APB. DISCUSSION We         tre a 3a e 4a h de AZy. Avaliamos: o influxo celu-      Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto
pointed out the feasibility of using the fluorome-    lar (IC céls/mm3) e a formação de 3NT (ELISA –          Alegre
try of naphthylamide derivatives for revealing APB    pg/mg) no lavado articular, a histologia da sino-
in macrophages. Although our data did not pro-        vite (H&E) e quantificamos os glicosaminoglica-         Introdução: o óxido nítrico (ON) participa das vias
vide support to the hypothesis that the LTA4H         nos (GAG) em µg/mg cartilagem nos fêmures.              antinociceptivas induzindo liberação pré-sinápti-
activity could be improved togheter with APB          Grupos receberam ácido úrico (scavenger de PN)          ca de glutamato que será acoplado aos recepto-
activity reduction, they were the first step to in-   (AU 100 ou 250mg/kg ip a cada 6h por 14d).              res N-metil-D-aspartato (NMDA) pós-sinápticos.
vestigate the role of macrophage APB and its sen-     Controles(CT) receberam salina. Resultados:             Objetivamos estudar o papel de vias nitrérgicas e
sitivity to Bj venom.+FUNDAP/*FAPESP grant 00/        AU(100 ou 250) reduziu (p<0,05) a hiperalge-            glutamatérgicas na antinocicepção utilizando L-
10023-8                                               sia (12,8±1,9 e 23,2±2,5), comparado ao                 arginina, substância precursora do ON, e ácido
                                                      CT(40,2±7,9). AU(100 ou 250) reduziu (p<0,05)           quinolínico (QUIN), metabólito endógeno do trip-
                                                      a formação de 3-NT(0,41±0,21 e 0,65±0,42),              tofânio e agonista dos receptores NMDA. Méto-
04.061                                                respectivamente, comparado ao CT(2,29±0,37).
                                                      AU(100 ou 250) reduziu o IC(247,7±45,2 e
                                                                                                              dos: ratos Wistar machos receberam, via intrape-
                                                                                                              ritonial (ip), as seguintes soluções: salina 1 ml/Kg
EFEITO SISTÊMICO DE DOADORES DE NO NA                 234,3±70,5), comparado ao CT(664,2±157,2).              (n=10); L-arginina 200 mg/Kg (n=10); QUIN
HIPERALGESIA DA ARTRITE POR ZYMOSAN                   AU(100 ou 250) reduziu (p<0,05) a sinovite à            300 mg/Kg (n=10); L-arginina 200 mg/Kg e QUIN
(AZy) EM RATOS. 2Girão, VCC; 1Souza, LT; 1            histopatologia, comparado ao CT. AU(100 ou              300 mg/Kg (n=10). A latência para retirada da
Carvalho, AP; 3Cunha, FC; 2Ribeiro, RA; 1Rocha,       250) reduziu a perda de GAG(3,1±0,7 e 3,9±0,9),         cauda no teste do tail-flick foi determinada pré e
FAC. Dep. Medicina Clínica1, Dep. Fisiologia e        comparado ao CT (0,8±0,1).Discussão: A libera-          15, 30 e 60 minutos após administração das so-
Farmacologia2 (UFC-CE) e Farmacologia3-FMRP,          ção de PN está associada à evolução e gravidade         luções. A análise estatística utilizou o teste de
USP-SP.                                               da AZy. O bloqueio da formação de PN é analgé-          ANOVA 2-vias de medidas repetidas, estabele-
                                                      sico, antiinflamatório e protege a lesão da carti-      cendo p<0,05. Resultados: As latências dos gru-
Indrodução: Em trabalho anterior demonstramos         lagem articular na AZy. Apoio:FUNCAP.                   pos tratados com QUIN isoladamente ou em as-
que doadores de NO promovem analgesia de




132
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                  XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                              Farmacologia e Terapêutica Experimental




sociação com L-arginina não diferiram entre si,      Introdução: Os neutrófilos são as primeiras célu-   de neutrófilos ao endotélio. Visto que os que
mas foram significativamente maiores em rela-        las recrutadas para o foco infeccioso abdominal     animais tratados com inibidores da sintase de
ção aos demais tratamentos (F39;3=12,34;             participando no controle do foco séptico. O óxi-    óxido nítrico apresentaram potencialização da
p<0,001). As latências do grupo tratado com L-       do nítrico (NO) participa na “falência” de migra-   adesão leucocitária.
arginina e solução salina não diferiram de forma     ção de neutrófilos na peritonite infecciosa. O      Apoio Financeiro: CAPES, FAPESP e FAEPA
significativa. O fator tempo determinou latências    objetivo deste trabalho foi definir a relevância
significativamente maiores aos 15 e 30 minutos       da falência de migração de neutrófilos na sepse
para todos os tratamentos (F39:3 =12,05;
p<0,001), não havendo interação tempo/trata-
                                                     induzida por ligação e perfuração do ceco (CLP)
                                                     em ratos e o papel do NO nesse processo. Méto-
                                                                                                         04.068
mento. Conclusão: o tratamento com QUIN de-          do e Resultado: Indução da sepse e avaliação da     EFEITO DO BLOQUEIO DOS CANAIS DE PO-
terminou efeito antinociceptivo significativo, não   migração de neutrófilos para a cavidade perito-     TÁSSIO SOBRE A PRODUÇÃO DE ÓXIDO
potencializado pela L-arginina.                      neal após CLP. O papel do NO foi avaliado pela      NÍTRICO EM MACRÓFAGOS. 1Paulino, N., 1Scre-
                                                     administração de Aminoguanidina (AG), avalian-      min, A., 2Calixto, J.B. 1.Grupo de Pesquisa e De-
                                                     do migração e sobrevida dos animais submeti-        senvolvimento de Biofármacos, UNISUL, Tubarão,
04.065                                               dos a sepse e diferentes tratamentos. Foi quanti-
                                                     ficado bactérias no exsudato, sangue e tecidos
                                                                                                         SC. 2. Depto de Farmacologia, UFSC, Florianó-
                                                                                                         polis, SC.
INIBIÇÃO DO EDEMA DE PATA DE CAMUN-                  nos diferentes grupos experimentais. Nos animais
DONGO INDUZIDO PELA INJEÇÃO DE DOA-                  com estimulo séptico severo (ESS), houve dimi-      Introdução: Canais de potássio controlam o po-
DORES DE ÓXIDO NÍTRICO: ENVOLVIMENTO                 nuição na migração de neutrófilos para a cavida-    tencial de membrana de várias células, incluindo
DA GUANILATO CICLASE SOLÚVEL E DE CA-                de peritoneal comparada aos animais do estímulo     macrófagos. Nosso objetivo foi avaliar o efeito
NAIS DE POTÁSSIO. Fernandes, D.; Silva-San-          séptico leve. Os animais do grupo ESS tratados      do bloqueio dos canais de potássio modulados
tos, J.E.; Assreuy, J., Departamento de Farmaco-     com AG apresentaram reversão da falência de         por voltagem (Kv) e dos canais de potássio mo-
logia, Universidade Federal de Santa Catarina,       migração de neutrófilos. A sobrevida dos animais    dulados por cálcio (IKCa) sobre a produção de
Florianópolis, Brasil.                               tratados com AG e lavagem peritoneal ou trata-      óxido nítrico em RAW 264.7 ativados por LPS.
                                                     mento anti-microbiano, foi menor comparada ao       Métodos: Foi avaliada a atividade do 4-AP (10
Introdução e Objetivos: Em trabalhos anteriores,     controle. A contagem de bactérias foi menor nos     ou 100mM, bloqueador não seletivo de Kv),
demonstramos que a administração de doado-           animais do grupo ESS e tratados comparado ao        margatoxina (MgTx, 10 ou 100 ng/mL, bloquea-
res de óxido nítrico (NO) causa alterações de lon-   grupo ESS controle. Conclusões: O NO está en-       dor seletivo dos Kv 1.3), clotrimazole (Clo, 10 ou
ga duração na reatividade vascular. Como a res-      volvido na. inibição da migração de neutrófilos     100mM, bloqueador dos IKCa) sobre a produ-
posta inflamatória é dependente de eventos vas-      para a cavidade peritoneal em ratos submetidos      ção de NO, em linhagem de células macrofági-
culares, investigou-se a influência do tratamento    ao ESS. A manipulação farmacológica da migra-       cas de murinos (RAW 264.7), estimuladas com
sistêmico com doadores de NO na inflamação.          ção de neutrófilos com inibidores da iNOS soma-     LPS (1µg/mL, 24 h), pelo método de Griess. Os
Métodos e Resultados: Carragenina, sulfato de        dos a procedimentos que ajudam a controlar o        efeitos citotóxicos destas drogas foram monito-
dextrana, bradicinina, serotonina ou histamina       foco séptico, destaca a importância da migração     rados através da avaliação da viabilidade celular
foram injetados na pata de camundongos, e o          de neutrófilos no controle da sepse. Apoio          pelo ensaio do MTT. Os resultados foram expres-
edema foi avaliado por pletismografia. A injeção     financeiro:CNPq e UNAB                              sos pela quantidade de nitrito (µM) avaliado no
s.c. prévia de nitroprussiato de sódio (SNP; 1,5,                                                        sobrenadante das culturas de RAW 264.7. Valo-
5 e 10 µmol/kg) ou S-nitroso-DL-acetil-penicila-                                                         res de P<0,05 foram significantes.
mina (SNAP; 7, 14 e 28 µmol/kg), 4, 12 ou 24 h       04.067                                              Resultados: RAW 264.7 ativados com LPS sem
antes do estímulo inflamatório reduziu 50% o                                                             tratamento apresentaram uma produção de
edema de pata induzido pelos flogógenos, exce-       INIBIDORES DA SINTASE DE ÓXIDO NÍTRICO              47,2±1,6µM de nitrito após 24 h, enquanto o
to a serotonina. O pré-tratamento com SNP re-        POTENCIALIZAM A ADESÃO DE NEUTRÓFI-                 tratamento com 4-AP (10 ou 100mM) reduziu a
duziu o aumento da permeabilidade vascular (ex-      LOS. Dal Secco,D., Oliveira,S.H.P., Cunha,F.Q.      produção para 29,7±1,4 ou 12,3±1µM, respec-
travasamento de azul da Evans) e o aumento da        Departamento de Farmacologia-FMRP-                  tivamente. MgTx (10 ou 100ng/mL) ou Clo (10
migração de neutrófilos (medida pela atividade       USP,Ribeirão Preto-SP                               ou 100mM) não modificaram a produção de NO
de mieloperoxidase), induzidos pela carrageni-                                                           em células RAW 264.7. Nas concentrações in vi-
na. A injeção de azul de metileno (15,6 µmol/kg,     Introdução e Objetivo: Dados da literatura suge-    tro a viabilidade celular pelo MTT foi superior a
s.c) ou de tetraetilamônio (300 µmol/kg, s.c.) 30    rem que o óxido nítrico (NO) apresenta um pa-       95% nas 24 h iniciais do teste.
min antes ou 2, 4 ou 6 h após uma injeção de         pel dual sobre a regulação da migração leucoci-     Discussão: Os resultados indicam que os canais
SNP (10 µmol/kg), administrado 8 h antes do          tária em processos inflamatórios. Em estudos        de potássio Kv, mas não os Kv1.3, podem modu-
estímulo inflamatório mostrou que: a) o azul de      anteriores, demonstramos que o NO é um medi-        lar a ativação macrofágica em resposta ao LPS.
metileno bloqueou o efeito redutor do NO no          ador inibitório da migração de neutrófilos e in-    Nossos resultados ainda sugerem que os IKCa não
edema de pata quando injetado 30 min antes           duz a apoptose dessas células após desafio intra-   contribuem para esta resposta in vitro.
ou 2 h depois do SNP, mas não 4 ou 6 h após a        peritoneal com carragenina (Cg). Com o objetivo     Apoio: BIOFAR-UNISUL/Prodapys.
injeção de SNP. Já, o tetraetilamônio bloqueou o     de elucidar o mecanismo da potencialização desta
efeito redutor do NO no edema de pata em to-         migração, após a inibição da síntese do NO, in-
dos os tempos avaliados. Conclusões: O tratamen-
to prévio com NO exerce um importante efeito
                                                     vestigamos a adesão dos neutrófilos ao endoté-
                                                     lio durante o processo inflamatório induzido por
                                                                                                         04.069
anti-inflamatório de longa duração, sendo depen-     carragenina.                                        EFEITO DE COMPOSTOS FENÓLICOS SOBRE A
dente de cGMP somente nas primeiras horas após       Metodologia: Os animais foram pré-tratados, sub-    MIGRAÇÃO CELULAR PERITONEAL E SOBRE
a injeção de NO. Em contraste, este efeito anti-     cutaneamente, com inibidores seletivos da sinta-    A PRODUÇÃO DE ÓXIDO NÍTRICO EM MA-
inflamatório de NO parece estar, desde a sua ins-    se de óxido nítrico (NOS) induzida (Aminoguani-     CRÓFAGOS MURINOS. 1Ballmann, J.D., 1Longhi,
talação, estreitamente relacionado com canais de     dina-50mg/kg), constitutiva (Nitro-L-Arginina-      D.T., 1Scremin, A., 2Calixto, J.B., 1Paulino, N., 1.BI-
K+. Suporte: CAPES; CNPq e PRONEX.                   50mg/kg) ou PBS (controle), 30 minutos antes        OFAR, UNISUL, Tubarão, SC. 2.Depto Farmaco-
                                                     da injeção intraperitoneal de Cg (30µg/cavida-      logia, UFSC, Florianópolis, SC.
                                                     de). Após 6 horas, a adesão celular foi avaliada
04.066                                               por microscopia intravital. RESULTADOS: Os ani-
                                                     mais pré-tratados com os inibidores da NOS apre-
                                                                                                         Introdução: A própolis é uma resina produzida
                                                                                                         pelas abelhas. O objetivo deste trabalho é avali-
REVERSÃO DA “FALÊNCIA” DA MIGRAÇÃO DE                sentavam potencialização da adesão de neutró-       ar o efeito de compostos fenólicos presentes na
NEUTRÓFILOS, MELHORA A SOBREVIDA DOS                 filos (Nitro+Cg 1,14células/10µm2; Amino+Cg         própolis P1: G2, I e C sobre a migração peritone-
ANIMAIS SUBMETIDOS A PERITONITE. 1Tor-               1,55células/10µm2) em relação aos grupos não        al e produção de NO em macrófago murino.
res, DD, 1Benjamim, CF., 1Cunha, FQ. 1Dpto de        tratados (PBS 0,16célula/10µm2 ; PBS+Cg 0,42        Métodos: Foram usados camundongos tratados
Farmacologia. FMRP-USP                               célula/10µm2).                                      com G2 , I ou C (0,1, 0,01 mg/Kg, i.p.), 30 min
                                                     Conclusão: Sugerimos que o NO inibe a adesão        antes da peritonite (carragenina, 1mg/mL). Após



                                                                                                                                                               133
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                    XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                Farmacologia e Terapêutica Experimental




4 h foram avaliados o total e diferencial de célu-
las e a atividade mieloperoxidase (MPO). Foi ava-
                                                     04.071                                                 [1 cm in length] were carefully excised from ex-
                                                                                                            sanguinated nembutal-anesthetized, adult male
liada também, a atividade dos compostos (0,1 e       EFFECTS OF SEVEN PARSALMIDE DERIVED                    Wistar rats, rinsed and placed on the fibrin plate.
1mM) sobre a produção de NO (Griess) em célu-        MOLECULES CONTAINING A NITRIC OXIDE                    FA was expressed as areas of lysis [mm²] and
las RAW 264.7, ativados com LPS (1µg/mL, 24          MOIETY ON PLATELET ACTIVATION. 1R.A.O.                 measured after 18 h at 26ºC [n= 6 rats in each
h). E a viabilidade celular pelo MTT.                Pennachin, 1J. L. Donato, 1G. De Nucci, Dept. of       group]. Values are reported as means ± SEM.
Resultados: Nas doses de 0,1, 0,01mg/Kg i.p. os      Pharmacology, State University of Campinas,            [paired t-test].
compostos inibiram a migração leucocitária em:       Campinas, SP.                                          Results and discussion: *GI = 475.6 ±15; *GII=
G2 65±2,3% e 57,5±2,8%, I 61,5±2,5 e                                                                        549.3 ± 40 ; GIII=45.8 ± 21; GIV= 40,4± 18;
59,6±5,7, C 50,5±1,2% e 6,5±1,1%, respecti-          Introduction and Goals: Nitric oxide is known to       **GV =184.4 ± 8. The level of t-PA released
vamente, com uma CI50 de 0,09±1,2 mg/Kg,             induce vasodilatation, inhibition of platelet ag-      from the aorta derived from GI or GII, differs sig-
0,08±0,1 e 0,25±2,6 respectivamente. Enquan-         gregation and prevention of neutrophil/platelet        nificantly from GIII and GIV *[p<0.001]. These
to a atividade MPO foi de 0,78, 0,83 e 1,28U/        adhesion to endothelial cells. We have studied         results show that NO-induced t-PA release is im-
mL, respecitvamente para o G2, I e C (todos          the anti-inflammatory and anti-thrombotic activ-       portant to prevent disseminate intravascular co-
0,1mg/Kg). Em RAW 264.7, a produção de nitri-        ities of four potentially Nitric Oxide-donors mol-     agulation [DIC] produced by Etx. However, the
to foi de 47,2±1,6µM após 24 horas, enquanto         ecules (nitrocaci 1-4). Methods: Blood from hu-        overproduction of NO produce a fall in the blood
nas doses de 0,1 ou 1 mM dos compostos G2:           man healthy volunteers was collected in sodium         pressure that is prevented by NωNLA. So, the use
38,9±2,5, 13±0,9; I: 36,6±1,7, 12±1,0; ou C:         citrate and platelet-rich plasma (PRP) obtained        of NωNLA abolished the capacity of aorta to lib-
41,3±2,5, 12,1±1,2µM de nitrito no sobrena-          by centrifugation. Platelet aggregation was mea-       erate t-PA and this shift the haemostatic balance
dante das culturas de RAW 264.7. Com MTT su-         sured in a double-channel Chrono-log Lumi-Ag-          in favor of a DIC . The treatment with L-arg re-
perior a 95% em 24h.                                 gregometer. PRP was incubated with Nitrocaci 1         vert partially this effect supporting the role of NO
Conclusões: Nossos resultados sugerem que os         to 4 at 37°C for 5 min prior agonist addition.         in the increase expression of t-PA **[p<0.001].
compostos fenólicos presentes no extrato de pró-     Collagen (5-20µg/mL) or ADP (3-15µM) were              The data presented here may be helpful for the
polis P1 podem reduzir a ativação celular e con-     added and aggregation monitored for 5 min. The         further evaluation of the role of NO in the patho-
tribuir para explicar a atividade antiinflamatória   levels of cGMP were quantified by an Elisa Kit         genesis of cardiovascular disease.
descrita para este extrato.                          and the results expressed as the mean + SEM of         Supported: PADC-FCFAr
Apoio: BIOFAR-UNISUL/Prodapys.                       % inhibition. Results: Nitrocaci 1 to 3 showed
                                                     IC50 higher than 1 mM and were not considered
                                                     for further analysis. Nitrocaci 4 was able to in-      04.073
04.070                                               hibit both collagen (IC50 347.6 ± 57.7 µM, n=5)
                                                     and ADP-induced platelet aggregation (IC50             LACK OF CORRELATION BETWEEN NITROTY-
DUAL EFFECTS OF NITRIC OXIDE DONORS ON               101.4 ± 29.7 µM, n=5). cGMP synthesis, mea-            ROSINE (NT) -MODIFIED PROTEIN EXPRES-
HUMAN EOSINOPHIL CHEMOTAXIS. Thoma-                  sured from PRP incubated with nitrocaci 4, was         SION, SUPEROXIDE ANION (SUP) AND NITRIC
zzi, SM, De Nucci, G, Antunes, E. Dept. Pharma-      increased 4.4 fold compared to basal levels. We        OXIDE (NO) PRODUCTION IN ENDOTOXEM-
cology, UNICAMP, Campinas; SP; Brazil                are also measuring the TXA2 formation to clarify       IC RATS. (1)Teixeira, SA, (1)Martins, ML, (2)Fran-
                                                     the effect of this drug on COX-1 activity.             co-Penteado, CF, (2)Desouza, I, (2)Antunes, E,
INTRODUCTION: Human eosinophils (EO) con-            Conclusion: Although all four drugs were synthe-       (1)de Nucci, G and (1)Muscará, M.N. Dept. of
tain a NOS functionally coupled to a cGMP trans-     sized based on the original parsalmide chemical        (1)Pharmacology : ICB, USP, São Paulo - SP and
duction pathway. However, the role of cGMP on        structure, only nitrocaci 4 showed a measurable                           ,
                                                                                                            (2)FCM, UNICAMP Campinas - SP - Brazil
cell chemotaxis has been shown to be controver-      inhibitory effect on platelet aggregation. cGMP
sial since this second messenger can either stim-    synthesis indicated that part of the inhibitory        Introduction: In this work, we studied the rela-
ulate or inhibit the leukocyte. This study was de-   mechanism can be through NO release from ni-           tionship between the release of SUP from circu-
signed to examine the effects of NO donors (SNP,     trocaci 4.                                             lating neutrophils (NEU), NO synthase (NOS) ac-
SIN-1, SNAP) on human EO chemotaxis and lev-         Financial support: FAPESP                              tivity and the expression of protein-NT residues
els of intracellular cGMP. METHODS: Human EO                                                                in endotoxemic rats. Methods: Male adult Wistar
were purified using a Percoll gradient and a im-                                                            rats received an i.v. injection of either E. coli li-
munomagnetic cell separator. EO chemotaxis was
induced by fMLP (10-7M) and evaluated using
                                                     04.072                                                 popolysaccharide (LPS; 3 mg/kg) or saline (C).
                                                                                                            After 12 h, the animals were anesthetised with
the Boyden chamber, whereas cGMP levels were                      ω
                                                     EFFECT OF NωNLA, AN INHIBITOR OF NO-                   halothane and blood was collected for NEU iso-
measured using an enzyme immunoassay kit             SYNTHASE, ON THE RELEASE OF t-PA FROM                  lation. SUP release from NEU and tissular NOS
(Cayman Co., USA). RESULTS: Two experimental         AORTA OF SEPTIC RAT. Fracasso, J.F, Silva, R.F.P.      activity were measured, as well as the in vitro
approaches were carried out: 1) EO were treated      and Lepera, E.Z.P. Faculdade de Ciências Far-          nitration of bovine serum albumin (BSA) by NEU
with SNP, SIN-1 or SNAP (0.001-3mM each;             macêuticas –UNESP.                                     and the in vivo expression of serum and tissular
37°C) for 10min, after which the cells were                                                                 NT-modified proteins. Results: Significant rise in
washed and stimulated with fMLP; 2) EO were          Introdution: Kinins induce the release of plasmi-      serum NO3- and iNOS activity in lung and spleen
treated with NO donors (same conditions) for         nogen activator [t-PA] by the increased expres-        was induced by LPS. SUP production by NEU was
30min after which the cells were stimulated with     sion of endothelial constitutive NO synthase           potentiated by LPS (173 ± 17 vs. 430 ± 32 pmol/
fMLP. Our results showed that incubation of EO       [cNOS] The degree to which cNOS expression             min/10(6) cell; p<0.001). NEU iNOS activity was
with the NO donors (0.001-0.1mM) for 10min           contribute to the vascular protective effects of NO    induced by LPS from n.d. levels to 28.5 ± 7.7
significantly increased the fMLP-induced chemo-      induce t-PA release on septic shock is subject of      pmol/min/mg. NT-protein expression in serum,
taxis whereas higher concentrations (1 and/or        ongoing investigation. Factors that activate t-PA      brain, lung and spleen from LPS rats was sim-
3mM) did not affect the chemotaxis. In contrast,     like ischemic conditions, hypoxia and septic shock,    ilar to that present in C rats; also, BSA was
incubation of EO with the NO donors (0.001-          increases fibrinolysis [FA].                           similarly nitrated in vitro by NEU from either
3mM) for 30min markedly inhibited the fMLP-          Methods. Five groups [G] of animals were treat-        group. Conclusion: Enhanced SUP and NO pro-
induced chemotaxis. The levels of cGMP were sig-     ed with saline[S] 0,9% [G I], E. coli endotoxin[Etx]   duction during endotoxemia do not seem to
nificantly higher in EO incubated with the NO        Difco (3mg/kg i.v.)[GII], with NωNLA - Sigma (30       directly correlate with NT-modified proteins.
donors for 30min as compared to 10min-incu-          mg/Kg i.v., 30 minutes after Etx) [GIII] or S[ GIV]    Supported by FAPESP (95/09699-7, 97/
bation. The MTT assay revealed no cytotoxic ef-      and with L-arginine (L-arg 100 mg/Kg i.v., 10          12239-30, 01/08931-6).
fect in any of the protocols used. DISCUSSION:       minutes after NωNLA)[GV]. The rats were killed
Our results suggest that stimulatory or inhibitory   30 minutes after Etx or S in GI and GII and 60
effects of NO donors on EO chemotaxis may re-        minutes after the Etx in GIII, GIV and GV. Aorta
flect in part the levels of cGMP. Financial Sup-
port: FAPESP




134
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                   XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                               Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.074                                                queadas (4x105 células por poço) e estimuladas
                                                      por LPS (100ng/ml; 1µg/ml), LAM (100ng/ml;
                                                                                                           04.077
PARTICIPAÇÃO DO ÓXIDO NÍTRICO (NO) NA                 1µg/ml) e IFN-g (500 Ui/ml) por até 72h. A esti-     ALTERATIONS IN THE PRODUCTION OF NO
LESÃO PULMONAR CAUSADA PELA ISQUE-                    mulação por BCG foi feita com a adição de 106        AND SUPEROXIDE ANION IN RESPONSE TO
MIA/REPERFUSÃO-INTESTINAL (I/R-i). Cavri-             UFC de BCG por poço. O sobrenadante foi reco-        LPS IN ANIMALS UNDERNOURISHED DUR-
ani, G1.; Oliveira-Filho, R.M.1; Arruda, M.J.C.3;     lhido para a análise da produção de NO, Eotaxi-      ING LACTATION. Silva, S.V.; Souza, E.G; Rod-
Jancar, S.2; Tavares de Lima, W.1 Deptos. de Far-     na e KC. Resultados: Não observamos variação         rigues, A.L; Oliveira, C.C; Moura, A.S., Freitas,
macol.1 e 2Imunol.; ICB, 3HU, USP São Paulo-          significativa na liberação de Eotaxina. Verifica-    M.S; Barja-Fidalgo, C. Depto de Farmacologia,
Brasil.                                               mos um aumento significativo da liberação de         IBRAG /UERJ
                                                      KC induzida pelo LPS em 72h (de 0.31+ 0.21
Introdução. Evidências indicam a geração de NO        para 11.08 + 1.98 pg/ml) ou por BCG em 48h           We have been investigating the influence of ear-
no trauma causado pela I/R-i, entretanto, seus        (de 0.13 + 0.07 para 13.06 + 0,58pg/ml). E           ly postnatal maternal malnutrition on the devel-
efeitos moduladores ainda não foram esclareci-        ainda o aumento da produção de NO induzido           opment of innate immune response in adult prog-
dos. No presente estudo avaliamos o papel do          pela LAM 1µg/ml (de 0.2 + 0.4 para 2.4 +             eny. We have demonstrated that these animals
NO na inflamação pulmonar desencadeada pela           0.19nM) em 72h. Nossos resultados indicam que        presented permanent alterations on insulin and
I/R-i. Métodos. Ratos (Wistar) foram expostos à       células mesoteliais murinas contribuem, através      glucocorticoid secretion, leading to inhibitory ef-
oclusão da artéria mesentérica superior (45min)       da liberação de NO e quimiocinas para a regula-      fects on the development of inflammation (low-
e reperfusão (2h). A inflamação pulmonar foi          ção de reações inflamações pleurais decorrentes      er neutrophil migration and adhesion proteins
avaliada através da atividade pulmonar de mie-        de infecções bacterianas. CNPq                       expression). Herein, we evaluate the response to
loperoxidase (MPO), leucócitos circulantes (LC),                                                           LPS of adult rats, offspring of dams fed with diets
lavado da artéria pulmonar (LAP) e permeabili-                                                             containing 0% (UNgroup) or 22% protein
dade vascular (PV). Os ratos foram tratados com       04.076                                               (Cgroup) during the first 10 days of lactation.
L-NAME ou dexametasona (Dexa). Como con-                                                                   Methods: C and UN adult rats were teated with
trole utilizamos ratos falso-operados (FO) ou I/R-    ENVOLVIMENTO DA IL-10 E DO ÓXIDO NÍTRI-              LPS (500µg/Kg). After 4h we analyzed the num-
i não tratados (NT). Resultados. A I/R-i exacerba     CO NA TOLERÂNCIA PIROGÊNICA INDUZIDA                 ber of circulants neutrophils (PMN), plasmatic
a MPO em relação ao FO. O tratamento com L-           POR LPS. 1Ferreira, M.E.S., 2Coelho, M.M., 1Pelá,    nitrate levels (NOx) and the production of super-
NAME (0.78±0.2) aumenta a MPO em relação              I.R. 1Dep. de Física e Química – Lab. Farmacolo-     oxide anions (O-2) and expression of iNOS in
ao NT (0.42±0.04), e não com Dexa. O número           gia, FCFRP/USP, 2Faculdade de Farmácia/UFMG,         PMN Results: LPS -treated UN rats showed lower
de LC aumentou 90% em relação ao FO. A I/R-i          Belo Horizonte, MG – Brasil.                         number of blood PMN (C=12,24±2,94; UN=
aumenta o número de células no LAP em relação                                                              7,01±1,62). Plasma NOx was increased after LPS
ao FO (32.6±2.9 vs 14.8±2.9 x 105/ml). O tra-         Objetivo: Os mecanismos envolvidos na tolerân-       treatment in UN (C:2 ± 0,1;UN=:19,2±4,9).
tamento com Dexa (23.3±1.7 x 105/ml) mas não          cia pirogênica não estão completamente eluci-        After stimulation with PMA, O-2 production by
com L-NAME, reduz o LAP em relação ao NT              dados. Resultados anteriores obtidos em nosso        PMN from UN-rats was several fold higher than
(32.6±2.9 x 105/ml). A I/R-i aumenta a PV no          laboratório, sugerem o envolvimento do óxido         in C rats (C:1,84 ±0,36; UN:6,07±1,12). Expres-
parênquima (152%) em relação ao FO. O trata-          nítrico (NO) na tolerância pirogênica. Além dis-     sion of iNOS in PMN of animals from both groups
mento com L-NAME em relação ao NT                     to, foi verificado que a galactosamina (GAL), dro-   treated with LPS was detected 12 h after treat-
(175.6±20.9 vs 93.5±9.3 µg AE) exacerba a PV,         ga hepatotóxica, foi capaz de reverter a tolerân-    ment. However an earlier iNOS expression was
mas não o tratamento com Dexa. Conclusão.             cia pirogênica. Com base nestes resultados, o pre-   only detected in PMN from UN, but not from C
Sugere-se um balanço funcional entre as isofor-       sente estudo teve como objetivo verificar se os      animals, 4 h after LPS treatment. Conclusion:
mas de NOS, a qual altera-se durante a I/R-i. A       efeitos do L-NAME (inibidor não seletivo da NO       These results corroborate our earlier data show-
redução da atividade da NOS constitutiva está         synthase) sobre a tolerância pirogênica seriam       ing that a metabolic imprinting imposed by ma-
associada à regulação da intensidade da lesão         revertidos pela administração de L-arginina (subs-   ternal malnutrition in early life secondarily af-
pulmonar. Apoio financeiro. CAPEs, CNPq, FA-          trato para a NO synthase), além de verificar se a    fects the innate immune response of progeny
PESP (99/06210-8)                                     administração de GAL seria capaz de alterar as       (CNPQ; FAPERJ; SR2-UERJ)
                                                      concentrações plasmáticas de IL-10 (citocina en-
                                                      volvida no controle de diferentes aspectos da res-
04.075                                                posta inflamatória).
                                                      Métodos e resultados: Foram utilizados ratos
                                                                                                           04.078
PRODUÇÃO DE NO E QUINIOCINAS POR CÉ-                  machos Wistar (180-200g). A temperatura colô-        ESTUDO DO PAPEL DOS DOADORES DE ÓXI-
LULAS MESOTELIAIS PLEURAIS ESTIMULA-                  nica foi determinada com o auxílio de um ter-        DO NÍTRICO NA DOENÇA PERIODONTAL EX-
DAS COM BCG E COMPONENTES BACTERIA-                   mômetro elétrico e a concentração plasmática de      PERIMENTAL. Leitão, R.F.C., Chaves, H.V., Lima,
NOS. Candéa, A.L.P.; Pizoeiro, B.A. F. S., Pessola-   IL-10 foi determinada por ELISA. A administra-       V., Ribeiro, R. de A., Brito, G.C. Deptos Fisiologia
ni, M.C.V., Menezes-Lima-Júnior, O., Souza M.C.,      ção de L-arginina (500mg/kg,ip) 15 minutos an-       e Farmacologia, Morfologia-UFC
M.G.M.O Henriques. Lab. FarmacologiaAplicada          tes da primeira e da segunda administração de
, Far-Manguinhos, FIOCRUZ-RJ.                         LPS (100 µg/kg,ip) foi capaz de reverter o efeito    Introdução: A doença periodontal (DP), inflama-
                                                      do L-NAME (50mg/kg,ip) sobre a tolerância pi-        ção das estruturas de suporte dos dentes, é a causa
Introdução: Tem sido sugerida a participação de       rogênica. A administração de GAL (300mg/kg,ip)       mais freqüente de perdas dentárias em huma-
células mesoteliais na inflamação pleural presente    concomitante ao primeiro estímulo com LPS foi        nos. As citocinas, mediadores envolvidos na pa-
em infecção por bactérias gram negativas ou           capaz de reduzir as concentrações plasmáticas de     togênese da DP, são indutoras da síntese de óxi-
micobactérias, induzindo a produção de quimio-        IL-10 induzida pelo LPS 1hora após a adminis-        do nítrico (NO), molécula vital em processos in-
cinas e outros mediadores. A Lipoarabinimana-         tração deste estímulo (SAL/LPS=0,96±0,15 e           flamatórios e no metabolismo ósseo. Havíamos
na (LAM) é um componente da parede de mico-           GAL/LPS=0,44±0,06) e aumentar as concentra-          demonstrado que L-NAME e aminoguanidina
bactérias, capaz de induzir em diferentes tipos       ções de IL-10, 1hora após a segunda administra-      inibiam a reabsorção óssea induzida por corpo
celulares, a liberação de quimiocinas e citocinas.    ção de LPS (SAL/LPS + LPS=0,23±0,07 e GAL/           estranho em ratos, sendo o efeito do L-NAME
O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção      LPS + LPS=1,02±0,23).                                revertido pela L-arginina, mas não pela D-
de Eotaxina, IL-8 murina (KC) e NO, após esti-        Conclusão: Estes resultados dão suporte à parti-     arginina.Objetivo do presente estudo foi investi-
mulação com LPS, LAM e Mycobacterium bovis            cipação do NO na tolerância pirogênica, além de      gar o papel de um gel contendo doadores de NO
(BCG). Métodos: Células mesoteliais foram cole-       sugerir que a IL-10 parece ser importante no de-     na doença periodontal experimental (DPE) em
tadas da pleura de camundongos Black/6 e culti-       senvolvimento deste fenômeno.                        ratos Wistar.
vadas durante 15 dias sendo posteriormente pla-       Apoio Financeiro: FAPESP                             Métodos: A DPE foi induzida pela inserção de




                                                                                                                                                                135
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                    XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                Farmacologia e Terapêutica Experimental




um fio de náilon em torno do 2o molar superior
esquerdo. Os doadores de NO, SNAP (gel a 1%;
                                                      04.080                                                ples, platelet aggregation and ex vivo assay by
                                                                                                            Elisa Kit. Results: C7, C10 and C31 showed IC50
2x ao dia) e isossorbida(ISB)(gel a 1 e 5%, 2x ao     PAPEL DOS NEURONIOS NITRÉRGICOS CEN-                  48.1, 16.0 and 75 µM, respectively, in the inhi-
dia) foram aplicados localmente 1h antes da pas-      TRAIS NA HIPERREFLEXIA MICCIONAL. P. LA-              bition of platelet aggregation. In vitro, the inhi-
sagem do fio, e diariamente, a cada 12h, por 11       GOS e G. BALLEJO. Depto Farmacologia, FMRP-           bition of TXA2 synthesis caused by C10 and C31
dias. Os animais foram sacrificados no 110 dia, e     USP.                                                  were 93.0% and 83.8% respectively. The inhibi-
os parâmetros avaliados foram: reabsorção ós-                                                               tions obtained at 1 h on the ex vivo assay were
sea, através do índice de perda óssea (IPO);análise   Introdução. Neurônios nitrérgicos espinais e su-      C7 (36.9%), C10 (59.3%) and C31 (29.5%). No
histopatológica e leucogramas realizados ante e       praespinais participam na instalação e manuten-       significant inhibition was obtained at 3 h. Con-
após a cirurgia (6h e 1,7 e 11dias)                   ção da hiperalgesia visceral. Métodos. Determi-       clusions: The decreased in the TXA2 levels and the
Resultados: ISB 5%reduziu em 22% o IPO (con-          nou-se o efeito de inibidores da sintase de oxido     platelet aggregation inhibition showed a possi-
firmado por histopatologia), além de reduzir a        nítrico (SON) sobre o volume limiar de micção         ble inhibitory effect by the molecules on COX 1.
leucocitose no 11o dia,às custas de mononuclea-       (VL) e sobre as contrações neurogênicas de tiras      The inhibition only at 1 h can be due to either a
res. SNAP 1% exacerbaram a reabsorção óssea           de bexigas (órgão isolado) de ratas (Wistar 200-      fast metabolism or a reversible inhibition of these
em 39% e 26%, respectivamente (confirmado             250g) injetadas com salina (C) ou ciclofosfamida      molecules .
por histopatologia).                                  (CF,100 mg/kg, i.p.) 4 ou 18 horas antes. Tam-        Financial support: FAPESP
Discussão: A aplicação tópica de doares do NO         bém foram quantificados os neurônios nitrérgi-
em altas concentrações previne a perda óssea          cos e c-FOS(+) dos segmentos espinais L6-S2 e a
induzida pela DPE. Esses dados poderão servir
de base para posterior estudo clínico o efeito do
                                                      atividade da SON em L6-S2 e tronco encefálico.        04.082
                                                      Resultados. Observou-se hiperreflexia miccional
gel contendo doares de NO.                            , VL diminuiu de 0.67±0.24mL para 0.19±0.09           AVALIAÇÃO DA PARTICIPAÇÃO DA CICLOOXI-
Apoio: CNPq                                           e 0.31±0.07mL as 4 (CF4) e 18 (CF18) h, após          GENASE-1 (COX-1) EM MODELOS EXPERI-
                                                      CF. L-NAME (10mg/kg e.v.) não alterou o VL de C       MENTAIS DE INFLAMAÇÃO EM CAMUNDON-
                                                      mas aumentou significativamente o dos CF4             GOS. 1 Siqueira-Junior, J.M., 2Peters, R.R.,3Brum-
04.079                                                (0.32±0.06) e CF18 (0.44±0.12mL). L-NAME              Fernandes, A.J., Ribeiro-do-Valle, R.M. 1Depto de
                                                      (1 e 3 µmoles) e L-SMTC (1µmol), mas não D-           Farmacologia, Universidade Federal de Santa
ROLE OF INDUCIBLE NITRIC OXIDE SYN-                   NAME (3µmoles), intratecal aumentaram o VL            Catarina, Florianópolis-SC. 2 GRUPNAT, Univer-
THASE IN GASTRIC DAMAGE AND MUCOSAL                   dos animais CF4 mas não o dos CF18 nem dos C.         sidade do Sul de Santa Catarina, Tubarão-SC. 3
NEUTROPHIL INFILTRATION INDUCED BY                    Nos animais CF4 e CF8 a atividade                     Departments of Pharmacology and Medicine
INDOMETHACIN. Souza, MHLP 1; Oliveira, RB             Ca2+dependente da SON foi significativamente          (Rheumatic Disease Unit), Faculty of Medicine,
1; Lemos, HP 1; Cunha, FQ 2 - 1Divisão de Gas-        maior nos segmentos L6-S2 porem no tronco             Université      de     Sherbrooke,        Canada.
troenterologia, Departamento de Clínica Médi-         encefálico só aumentou nos CF18. Nos segmen-          jarbasms@bol.com.br
ca; 2Departamento de Farmacologia - FMRP-USP,         tos L6-S2 o N° de neurônios nitrérgicos e de neu-
Ribeirão Preto- SP                                    rônios c-FOS (+)foi similar nos animais C e CF4       INTRODUÇÃO: Está descrito na literatura, que a
                                                      mas foi maior nos CF18. A magnitude das con-          COX-1 participa em processos fisiológicos, como
Background:Gastric damage(GD) induced by              trações neurogênicas do detrusor foi menor nos        citoproteção gástrica e que COX-2 teria partici-
NSAIDs is a neutrophil-dependent process. Al-         animais CF4 eCF18; L-NOARG aumentou a mag-            pação na evolução processo inflamatório. Neste
though NO reduces the adherence of leukocytes         nitude dessas contrações só nos CF18. Discussão.      trabalho, procurou-se avaliar através do inibidor
to the vascular endothelium, we proved that NOS       Neurônios nitrérgicos espinais e supraespinais        seletivo e irreversível de COX-1, Valeryl Salicylate
inhibitors      impair      GD     induced       by   participam diferentemente na hiperreflexia mic-       (VS), a participação dessa enzima em modelos
indomethacin(INDO). We used iNOS(-/-) mice            cional observada 4h ou 18h após CF e apresen-         de edema de pata (EP) e edema de orelha (EO)
and rats treated with an iNOS inhibitor to investi-   tam maior atividade da SON. O NO também con-          em camundongos. MÉTODOS: O EO foi induzido
gate whether iNOS-generated NO is involved in         tribui para a hiporeatividade do detrusor associ-     pela administração tópica de ácido araquidônico
the control of INDO-induced mucosal neutrophil        ada à cistite. Apoio: CAPES, PRONEX, CNPq.            (A.A.; 2mg/orelha) ou Óleo de cróton (O.C.; 1
infiltration(NM) and GD.Methods:GD in the wild-                                                             mg/orelha). O EP foi induzido pela injeção
type(iNOS+/+) and knockout(iNOS-/-) C57BL6                                                                  intraplantar(i.pl.) de 0,020 mL de carragenina
mice were induced by intragastric instillation of
INDO and measured by lesion index(LI). Groups
                                                      04.081                                                (CAR, 1%), sendo observados dois picos; em 2
                                                                                                            hs (fase inicial) e em 48 hs (fase tardia)após a
of rats received fucoidan (25mg/Kg),                  EX VIVO AND IN VITRO INHIBITION OF COX                injeção da CAR. RESULTADOS: No EO induzido
aminoguanidine(100mg/Kg) and after 1 hour GD          1 BY NEW NSAIDS. RA Pennachin, R Lorenzetti,          por A.A. (1h após indução)o pré-tratamento (1h)
was induced by INDO(20mg/Kg); 3 hours later           LE Couto, R Pereira, JL Donato, G De Nucci. De-       com VS (1.5, 4.5, 15 e 45 microg/orelha) reduziu
NOx(Griess method) and NM was determined in           partment of Pharmacology, UNICAMP, Campinas,          significativamente em 28.1, 36.3, 40 e 57.8%
mucosal fragments(MPO).Results:INDO caused a          SP                                                    (controle = 423.6 +/-14.1 microm). No EO in-
dose and time dependent GD in wild-type C57BL6                                                              duzido por O.C.(6h após indução)o pré-tratamen-
mice (10mg/Kg;12 h;p<0.01). iNOS-/- GD by             Introduction: Cyclooxygenases (COX) catalyze the      to (1h) com VS na dose de 45 microg/orelha re-
INDO was fewer as compared with iNOS+/+               oxygenation of arachidonic acid to prostaglan-        duziu o edema em 35.9%(controle = 366.6+/-
mice (LIiNOS-/-=6.1±2.7mm; LIiNOS+/                   din PGH2, precursor for the synthesis of PGs, pros-   20.6 microm). No EP, em 2 hs após CAR,o pré-
+=29.8±9.0mm; p<0.01). In INDO-induced                tacyclins, and thromboxanes. NSAIDs inhibit COX.      tratamento intraperitoneal (i.p.,30 min) com VS
GD in rats: 1) aminoguanidine (LI=18.3±               We have studied the anti-inflammatory activity        (3, 10 e 30 mg/kg) reduziu 43.3, 53.3 e
5.3mm; NOx=1.3±0.4nmol; NM=878.1±                     of molecules (C7, C10 and C31) through the eval-      66.6%(controle = 0,075 +/- 0,004mL)e no pré-
226.4neut/5mg) significantly reduced GD and           uation of ex vivo and in vitro inhibition of COX1.    tratamento i.pl. (1h) com VS as doses de 4.5, 15
NOx levels in gastric contents (controls: LI=41.1±    Methods: Blood from human volunteers were             e 45 microg/pata reduziram significativamente em
4.1mm;NOx=3.6±1.1nmol,p<0.05), and in-                collected and platelet-rich plasma (PRP) obtained     42, 48 e 45% (controle = 0,0660 +/- 0,0087)
creased the NM (control:442.1±26.7neut/5mg,           by centrifugation. Platelet aggregation was mea-      respectivamente, não promovendo redução do
p<0.01); 2) Fucoidan (LI=2.8±0.9mm; 244.6±            sured in an aggregometer. PRP was incubated with      edema em 24 hs. Entretanto em 48 hs após CAR,
55.2neut/mg; p<0.01) inhibited significantly the      the molecules at 37°C for 5 min prior to collagen     nos mesmos animais, houve um aumento signifi-
GD and NM (controls: LI=59.2±16.6mm;                  addition and aggregation monitored for 5 min.         cante do edema quando comparado ao contro-
NM=531.2±75.4neut/mg). Conclusion:These               In the ex vivo assay, male wistar rats were anaes-    le. DISCUSSÃO: Os resultados sugerem que a COX-
results suggest that NO released by neutrophil        thetized and the molecules (50mg/Kg, dimethyl         1 possui importante papel no processo inflama-
iNOS mediate the GD induced by INDO.                  sulfoxide 75%) were administrated orally. Acetyl      tório agudo. Além disso, a inibição pré-emptiva
Support:FAPESP,PRONEX                                 salicylic acid was used as positive control. We       de COX-1, pode, pelo menos em parte, compro-
                                                      collected blood from abdominal aorta after 1 or       meter a resolução do processo de edema. Apoio:
                                                      3 h. The TXB2 level was measured in both sam-         CNPq.




136
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                     XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                 Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.083                                                (inibidores da fosfodiesterase) e N-acilidrazôni-
                                                      cos (ativos na cascata do ácido araquidônico)
                                                                                                             04.086
ESTUDO DA ATIVIDADE ANTIPLAQUETÁRIA                   (Barreiro et. al, 25: 129, 2002). Métodos: A AAP       UM MODELO PARA ESTUDO DA IONTOFORE-
DE NOVOS DERIVADOS N-ACILIDRAZÔNICOS                  foi avaliada in vitro em plasma rico em plaque-        SE DE ANTIINFLAMATÓRIOS EM RATOS. Mot-
IMIDAZÓLICOS. Tributino, J.L.M.*#; Cunha,             tas citratado de coelhos, induzida por ADP             ta2, A..F., Borges2 Jr., N.G., Da-Fonseca2, J.C.P.,
A.C.*; Fraga, C.A.M.*; Barreiro, E.J.*, Miranda,      (5mM), colágeno (5mg/mL), AA (200mM) e                 Tonussi1, C.R. 1Depto. de Farmacologia, UFSC e
A.L.P.*; *LASSBio, Dep. de Fármacos, Fac. de Far-     trombina (0,02U/mL). Foram estudados os efei-          2Depto. de prevenção, avaliação e reabilitação
mácia, UFRJ, RJ, Brasil; # Dep. de Farmacologia       tos sobre a reação de secreção de ATP (luciferi-       física, CEFID-UDESC, Florianópolis, SC.
Básica e Clínica, ICB, UFRJ.                          na-luciferase) e sobre a formação de TXB2 (EIA).
                                                      Resultados: Esse composto inibiu a agregação           Introdução. A iontoforese transdermal de antiin-
Introdução: Visando a obtenção de novos protó-        plaquetária induzida pelo colágeno e pelo AA           flamatórios resulta em absorção maior e mais
tipos capazes de atuar na cascata do Ácido Ara-       apresentando uma IC50 de 32,4mM* (*p< 0,05)            rápida do que a difusão passiva. Não se sabe se
quidônico (AA), foi sintetizada uma nova série        para ambos os agonistas. A reação de secreção          este método pode entregar o fármaco diretamen-
de compostos N-acilidrazônicos imidazólicos pla-      de ATP induzida por AA, colágeno e trombina foi        te em tecidos profundos ou se os efeitos terapêu-
nejados como inibidores duais de COX/5-LO. Es-        inibida em cerca de 95%, assim como foi inibida        ticos só ocorrem após distribuição sistêmica. Neste
tudos anteriores descrevem as atividades analgé-      a formação de TXB2. Conclusão: Os resultados           estudo avaliou-se o efeito da aplicação iontofo-
sica e antiinflamatória destes compostos (Tributi-    sugerem uma possível ação para o composto              rética de diclofenaco sobre a nocicepção articu-
no et al.,ALF 2000, p.310, P.17.042). O objetivo      LASSBio 294, ao nível da CAA, se apresentando          lar inflamatória em ratos. Métodos. Ratos wistar
do presente trabalho foi a avaliação do perfil        como um potente inibidor da agregação plaque-          machos (200-250 g) receberam injeção de car-
antiplaquetário desta série, considerando a im-       tária, o que poderia contribuir para seu uso no        ragenina (300 ug) e endotoxina de E. coli (LPS, 1
portância do núcleo imidazólico para esta ativi-      sistema cardiovascular. Apoio Financeiro: PRO-         ug) na articulação do joelho. Após a injeção de
dade (Lizuka et al, J. Med. Chem. 24:1139, 1981).     NEX, CAPES, FUJB, CNPq                                 LPS, a nocicepção articular foi avaliada a cada
Métodos: A agregação plaquetária (AP) foi estu-                                                              hora por meio do registro do tempo de elevação
dada in vitro em plasma rico em plaquetas citra-                                                             da pata (TEP) durante períodos de deambulação
tado (PRP) de coelhos induzida por AA(200µM),         04.085                                                 forçada de 60 s. TEP máximo aparece 1 hora após
Colágeno (5µg/ml), ADP(5µM) e U-46619(3µM).                                                                  o LPS, mantendo-se por mais de 8 h. Para a ion-
A formação de TXB2 foi dosada por EIA, em so-         ATIVIDADE ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIA                    toforese, posicionou-se os dois pólos de um ge-
brenadantes de plaquetas lavadas estimuladas por      DE NOVOS DERIVADOS 4-ACIL-5-METIL-IMI-                 rador de corrente sobre os aspectos medial e la-
colágeno. Resultados e Discussão: Todos os com-       DAZOLILACILIDRAZONO. Pinheiro, C. S1.; Bri-            teral da articulação inflamada.No polo negativo
postos, a 100µM, inibiram a AP induzida por AA        to, F. C. F1,2.; Figueiredo, J. M.1; Câmara, C. A1.;   foi colocado gel de PVP/HMC contendo 1% de
e Colágeno em 90-100% (n=3,*p<0,05), sem              Fraga, C. A. M.1; Barreiro, E. J.1; Miranda, A. L.     diclofenaco e no polo positivo, solução salina fi-
intervir na agregação induzida por ADP e U-           P1,2. LASSBio1, Faculdade de Farmácia, Depto.          siológica. Resultados. Iontoforese de diclofenaco
46619, evidenciando um relevante perfil antipla-      de Fármacos, Depto. de Farmacologia Básica e           a 0,1, 0,2 e 0,3 mA/cm2 por 10 min, 1 hora
quetário para a série. A IC50 dos compostos LAS-      Clínica2, UFRJ.                                        após o LPS, reverteu de forma corrente-depen-
SBio 691(W=Furano, Y=CH3) e LASBio                                                                           dente       a    incapacitação        (P<0.0001,
692(W=Tiofeno, Y=CH3) foi de 52,3µM e                 Introdução: No âmbito de uma linha de pesqui-          F3,5=20.84).O delta-TEP4ªh (TEP4ªh-TEP1ªh) foi
27,2µM, respectivamente, na AP induzida por           sa que visa o planejamento, a síntese e a avalia-      respectivamente de -12,6 ± 2,6 s, -26,4 ± 4,8 s
colágeno. Estudos preliminares in vitro indicam       ção farmacológica de novos derivados bioativos,        e -32,0 ± 0,9 s (controle sem droga = -3,1 ±
uma inibição significativa da produção de TXB2.       uma nova série de derivados imidazolilacilidra-        1,7 s). A iontoforese no joelho contra-lateral (0,25
A inibição da agregação induzida por AA e o co-       zono foi sintetizada e farmacologicamente avali-       mA/cm2 por 10 min) reverteu menos a incapaci-
lágeno, juntamente com a inibição de TXB2 in          ada. Estudos anteriores demonstraram uma po-           tação do que quando aplicada sobre a articula-
vitro sugerem um possível mecanismo de ação           tente atividade analgésica e antiinflamatória para     ção inflamada (P<0.05, t=2.041, gl=5). Con-
na cascata do AA, sobre COX-1 ou Tromboxana           esses derivados (Figueiredo et. al, 8: 243, 2000).     clusões. O modelo de incapacitação articular foi
Sintase. Agradecimentos: CAPES, CNPq, FUJB,           Considerando-se a presença do grupamento imi-          eficiente para se demonstrar o efeito antinoci-
PRONEX.                                               dazólico, relevante para a atividade inibitória da     ceptivo da aplicação iontoforética de diclofenac.
                                                      tromboxana sintase (TXS) (Iizuka et. al, 24: 1139,     Parte desse efeito parece ser por entrega direta
                                                      1981) e a ação sugerida para esses compostos           da droga na articulação. Apoio: CNPq.
04.084                                                ao nível da cascata do ácido araquidônico (CAA),
                                                      o objetivo desse trabalho foi o estudo da ativida-
ESTUDO DA ATIVIDADE ANTIAGREGANTE                     de antiagregante plaquetária (AAP) desses com-
                                                      postos. Métodos: A AAP foi avaliada in vitro em
                                                                                                             04.087
PLAQUETÁRIA DO COMPOSTO TIENILACILI-
DRAZONA, LASSBio 294. Brito, F. C. F1,2.; Me-         plasma rico em plaquetas citratado de coelhos,         ATIVIDADE ANTIPIRÉTICA DO IBUPROFENO
deiros, C. M1.; Lima, P. C.1; Fraga, C. A. M.1;       induzida por ADP (5mM), colágeno (5mg/mL) e            EM RATOS. Cristofoletti, R., Penatti, R.C., Soa-
Barreiro, E. J1.; Miranda, A. L. P.1,2 LASSBio1,      AA (200mM). Os compostos foram avaliados nas           res, D.M., Souza, G.E.P. Lab.Farmacologia, FCFRP-
Faculdade de Farmácia, Depto. de Fármacos,            concentrações de 100mM e 300mM (DMSO).                 USP-Ribeirão Preto,SP
Depto. de Farmacologia Básica e Clínica2, UFRJ.       Resultados: Dentre os compostos avaliados, so-
                                                      mente o derivado não-substituído, LASSBio 348,         Objetivo: O ibuprofeno e a indometacina, inibi-
Introdução: O composto LASSBio 294 (Lima et.          na concentração de 300mM, foi capaz de inibir          dores das ciclooxigenases (COX)-1 e 2 não ini-
al, 35: 187, 2000) foi obtido como parte de um        em 100,0% a AP induzida por colágeno e AA              bem a febre induzida pelas quimicionas, duplo
programa que visa o planejamento, a síntese e a       (*p< 0,05, n=5) Conclusão: A AAP observada             MIP-1 e IL-8 em coelhos1 e ratos2, respectivamen-
avaliação farmacológica de novos compostos bi-        apenas para o composto não substituído, de-            te. Ainda, a indometacina não modifica a febre
oativos. Esse composto possuindo como farma-          monstra que as modificações realizadas nesse           induzida por PFPF3. Neste estudo investigamos o
cóforo a função N-acilidrazônica, apresentou pro-     padrão molecular não favoreceram a AAP, já des-        efeito antipirético do ibuprofeno sobre as febres
priedades ionotrópicas positivas em músculo es-       crita para o núcleo imidazólico. Por outro lado, o     sensíveis (induzidas por LPS e IL-1β) e insensíveis
quelético e cardíaco (Gonzalez-Serrato et al., 299:   planejamento racional permitiu evidenciar com-         (induzidas por PFPF, MIP-1α4) à indometacina.
558, 2001; Sudo et al., 134: 603, 2001), além         postos com potente atividade analgésica e an-          Métodos e Resultados: Monitorou-se a variação
de induzir vasorelaxamento (Noël et. al, 135:         tiinflamatória. Esses resultados sugerem que as        da temperatura retal (∆Tr) de ratos machos Wis-
293, 2002). Neste trabalho objetivamos a avali-       modificações no núcleo imidazólico desta série,        tar (200g) tratados com ibuprofeno (10mg/Kg)
ação da atividade antiagregante plaquetária           estariam favorecendo uma atividade ao nível da         oral ou ip 30 min antes da injeção de LPS (5 µg/
(AAP) desse derivado, tendo em vista sua rela-        cicloxigenase e não da TXS. Apoio Financeiro:          Kg, iv), PFPF (60 µg, iv), IL-1β (3.12 ng, icv) e
ção bioisostérica com compostos piridazinônicos       PRONEX, CAPES, FUJB, CNPq                              MIP-1α (500 pg, icv). O ibuprofeno inibiu a res-




                                                                                                                                                                  137
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                            XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                        Farmacologia e Terapêutica Experimental




posta febril induzida por pirogênios sensíveis e
insensíveis à indometacina.
                                                      04.089                                                         04.090
Efeito do Ibuprofeno sobre a febre induzida por       ENALAPRIL INTERFERE COM O EFEITO AN-                           EFEITOS DE INIBIDORES DE COX-1 E 2 NA
diferentes estímulos pirogênicos na 2,5 a h           TIINFLAMATÓRIO DO DICLOFENACO NOS                              MUCOSITE ORAL (MO) INDUZIDA POR 5-FLU-
*
  (P<0,01)                                            LEUCÓCITOS DE RATOS HIPERTENSOS. L.L.                          OROURACIL (5-FU) EM HAMSTERS. 1Souza,
                                                      Martinez, MA Oliveira, AS Miguel, JWMC Cruz,                   MLP, 1Lima, V, 1Leitão, BTA, 1Sales, MVR, 2Brito,
 Estímulo     Tratamento         ∆Tr(ºC)       n      RCAT Passaglia, MHC Carvalho, D Nigro, ZB For-                 GAC, 1Ribeiro, RA. Deptos Fisio e Farmaco1, Mor-
 LPS             Salina        1,22 ± 0,29     5      tes.                                                           fologia2, UFC.
 LPS            Ibu (vo)      0,25 ± 0,14*     5      Depto de Farmacologia, ICB, USP-SP.
 PFPF            Salina        1,00 ± 0,16     6                                                                     Introdução: a MO é um dos efeitos colaterais mais
 PFPF           Ibu (vo)       0,25 ± 0,11*    6      Introdução: O uso simultâneo de antiinflamató-                 debilitantes da quimioterapia do câncer. Avalia-
 IL-1β           Salina        0,90 ± 0,24     6      rios e antihipertensivos é freqüente em geriatria              mos os efeitos de Celecoxib (CLX), inibidor sele-
 IL-1β          Ibu (ip)       0,16 ± 0,09*    6      e pode levar a perda do controle antihipertensi-               tivo de COX-2, e da Indometacina (IND), inibi-
 MIP-1α          Salina        0,58 ± 0,15     6      vo, sendo importante o estudo da interferência                 dor preferencial de COX-1, na MO.
 MIP-1α         Ibu (ip)      -0,14 ± 0,06*    6      dessa associação no efeito do antiinflamatório.                Métodos: a MO foi induzida em hamsters Gol-
                                                      Métodos: Ratos hipertensos (SHR) foram trata-                  den Siriams machos (±120g) por 60 e 40 mg/kg-
                                                      dos com diclofenaco (D), losartan (L), enalapril               ip de 5-FU nos dia 1 e 2, respectivamente. No 4º
 Conclusão: Febres sensíveis e insensíveis à indo-
                                                      (E) ou com as associações D+L e D+E. Leucóci-                  dia foram feitas escoriações com agulha nas mu-
metacina foram totalmente bloqueadas por ibu-
                                                      tos que rolam (número de rollers em 10min) ou                  cosas jugais dos animais (fator potenciador). Os
profeno, sugerindo diferentes mecanismos anti-
                                                      migram (número de migradas em 2500µm2 após                     animais receberam CLX(7,5;15;30;60mg/kg-sc)
piréticos para estas drogas. Portanto, além da
                                                      TNF-α), bem como, o diâmetro de vênulas (DV                    ou IND(0,25;0,5;1mg/kg-sc) durante 10d. Avali-
inibição das COX-1 e -2, o ibuprofeno parece exer-
                                                      µm) foram estudados usando microscopia intra-                  aram-se: a)Macroscopia b)Histopatologia
cer seus efeitos antipiréticos através de outros
                                                      vital. Foram determinados a taxa de atrito venu-               c)Lesões gástricas d)Mieloperoxidase(MPO)
mecanismos, entre eles a inibição da transloca-
                                                      lar (TAV S-1), utilizando-se velocímetro óptico; o             e)Leucograma e f)Variação de massa corpórea.
ção do fator transcricional NFκB4.
                                                      leucograma (mm3) e a expressão de L-selectina e                Resultados: na macroscopia, CLX(7,5;15mg/kg)
1
  Science, 243:1066, 1989; 2 Am. J. Physiol.,
                                                      CD11-CD18 em leucócitos, por citometria de flu-                reduziu (p<0,05) hiperemia da mucosa, dilata-
266:R1670, 1994; 3 Inflam. Res. 49:473,
                                                      xo (intensidade de fluorecência), e ICAM-1 no                  ção e congestão vasculares, úlceras e abscessos
2000;4BiochemPharmacol, 57:313, 1999.
                                                      endotélio, por imunohistoquímica (densidade de                 [CLX7,5=1(1-1);IND0,25=3(2-3);SAL=3(2-3)].
Apoio: FAPESP
                                                      fluorescência). A pressão arterial (mmHg) foi                  Tais achados foram confirmados pela análise his-
                                                      determinada por pletismografia de cauda (PA                    topatológica [CLX7,5=1(1-1);IND0,25=3(2-
                                                      indireta) e canulação da carótida (PA direta).                 3);SAL=3(2-3)] e pelas dosagens de MPO com
04.088                                                Resultados: O D aumentou a PA dos SHR, en-                     menor quantidade de neutrófilos (CLX7,5=3,5±
                                                      quanto que o L, o E e as associações D+L e D+E                 0,1; SAL=5,9±0,07). CLX foi capaz de reduzir o
EVALUATION OF COX INHIBITION BY TWO                   reduziram a PA (tabela). Os rollers foram reduzi-              nº e o tamanho das úlceras gástricas
DICLOFENAC FORMULATIONS IN HEALTH                     dos por D, L e D+L, o mesmo não ocorrendo nos                  [CLX7,5=2(1-6);IND1=18(15-21);SAL=5,5(0-
VOLUNTEERS. 1RA Pennachin, 1HS Cardoso, 1R            tratamentos com E ou D+E (tabela). Todos os                    11)]. Observou-se redução da leucocitose do 10ºd
Lorenzetti, 1GD Mendes, 2MN Muscará, 1JL Do-          tratamentos reduziram a migração leucocitária e                (CLX60=14x103±2,7;SAL=26,3x103±2,7). A
nato, 1G De Nucci, 1Department of Pharmacolo-         a expressão de ICAM-1 no endotélio (tabela).                   perda de massa corpórea, no entanto, não foi
gy, UNICAMP, Campinas (SP) and 2Department            Nenhum dos tratamentos aumentou a TAV ou                       inibida por CLX ou IND.
of Pharmacology, USP, Sao Paulo (SP), Brazil.         alterou o DV, o leucograma e a expressão de L-                 Discussão: CLX foi capaz de reduzir a inflamação
                                                      selectina ou CD11-CD18 em leucócitos (tabela)                  e infiltrado leucocitário, sugerindo, que a COX-2
Introduction: This work aimed to correlate the        Conclusão: O D não interferiu com o efeito an-                 possa ter um papel relevante na fisiopatogênese
quantification of diclofenac levels with COX-1 and    tihipertensivo do E ou do L, porém o E reduziu o               da MO. COX-1 pode ter um efeito protetor, visto
COX-2 inhibition in human plasma from healthy         efeito antiinflamatório do D sobre os rollers, mas             que IND e maiores doses de CLX não preveniram
volunteers. Methods: Diclofenac was extracted         não sobre a migração. Alteração da TAV, do leu-                o desenvolvimento da lesão Apoio: CNPq.
from acidified human plasma and analyzed by           cograma, da expressão de L-selectina ou CD11-
reversed-phase chromatography and mass spec-          CD18 nos leucócitos não pode explicar os resul-
trometry following detection by multiple reac-
tion monitoring. This method was employed in
                                                      tados encontrados. A redução da migração após
                                                      todos os tratamentos envolveu a redução de
                                                                                                                     04.091
the quantification study of two retard release di-    ICAM–1 no endotélio Apoio Financeiro: FAPESP-                  COX-2-DERIVED LIPOXIN A4 INCREASES GAS-
clofenac formulations in 24 healthy volunteers        PRONEX (*p<0,05xsalina média±epm).                             TRIC RESISTANCE TO ASPIRIN-INDUCED
of both sexes who received a single 100 mg dose
                                                                                                                     DAMAGE. Menezes-de-Lima-Jr., O.1; Fiorucci, S.2;
of each formulation. The study was conducted
                                                                                                                     Mencarelli, A.2; Palazzetti B.2; Distrutti, E.2;
using an open, randomized, two-period crossover                        Salina       Diclofenaco       Enalapril
                                                      PA indireta 167,9±3,5 n=30 187,0±2,9*n=27 149,2±4,2*n=17       McKnight, W.1; Dicay, M.1; Ma, L.1; Morelli, A.2
design with a seven-day washout interval. The         PA direta      100% n=8      + 3,8% n=8      -13,9% n=11
                                                                                                                     & Wallace, J.L.1 1Mucosal Inflammation Research
COX inhibition by diclofenac was measured us-         Rollers     116,5±9,3 n=8   25,4±3,8* n=8   89,5±7,8 n=9
                                                      Migradas      9,2±0,6 n=9    4,7±0,3* n=9    6,1±0,4* n=9      Group, University of Calgary, AB, Canada; 2 Uni-
ing COX (ovine) Inhibitor EIA kit–Cayman Chem-        Leucograma 7500,0±594,1n=5 7970.0±717,3n=5 8250,0±1233n=5      versità degli Studi di Perugia, Italy
ical. Results and Conclusion: The inhibition of COX   DV          15,9±0,3 n=28   15,9±0,3 n=25   16,4±0,4 n=23
1 and 2 compared to the results obtained with         TAV         281,6±16,7 n=5 217,1±35,9 n=8 209,3±23,8 n=12
                                                      L-selectina   7,8±0,1 n=3    9,9±1,1 n=6      9,1±0,1 n=3      Introduction: Cyclooxygenase-2 (COX-2) has been
plasma concentration of diclofenac demonstrat-        CD11-CD18    12,0±4,2 n=5    14,9±0,6 n=4   23,7±4,2 n=3
                                                                                                                     implicated as contributing to mucosal defence.
ed that the profile of COX inhibition is similar to   ICAM-1       57,6±3,4 n=8   38,6±0,8* n=7   41,3±4,4* n=7
                                                                                                                     Acetylation of COX-2 by aspirin (ASA) can result
diclofenac concentration. After 8 h, even with no                        Losartan           D+E            D+L
                                                                                                                     in production of an anti-inflammatory substance,
plasma concentration of diclofenac was observed       PA indireta   157,7±3,3*n=18   148,1±3,5*n=19 159,9±4,4*n=21
                                                      PA direta        -21,8% n=6       -20,3% n=6     -33,8% n=6    15R-epi-lipoxin A4. We determined if ASA-trig-
a COX inhibition of approximately 25%. The COX                       65,2±7,8* n=9     90,2±9,4 n=9  58,6±8,2* n=9
                                                      Rollers
                                                                                                                     gered lipoxin production via COX-2 diminishes
1 inhibition is bigger than COX 2 inhibition. The     Migradas        6,6±0,4* n=9     5,5±0,4* n=9   6,4±0,5* n=9
                                                      Leucograma    6660,0±299n=5    8280,0±626n=5 10262,5±916n=4    ASA-induced damage in the rat stomach. Meth-
reason of this persistent COX inhibition is under     DV             16,1±0,2 n=24    16,4±0,3 n=25  15,9±0,4 n=26   ods: Rats were treated with ASA plus or minus
investigation.                                        TAV           121,0±9,0* n=5   200,3±28,0 n=6 205,4±17,1 n=6
                                                                                                                     celecoxib or rofecoxib. Gastric generation of li-
Financial support: Novartis Biociências S.A.          L-selectina     6,9±0,1 n=3      6,7±0,3 n=3    7,0±0,1 n=3
                                                      CD11-CD18      17,4±5,1 n=4      17,9±6,0 n=5  15,5±1,8 n=6    poxin A4 (LXA4) was measured. Effects of exoge-
                                                      ICAM-1         35,4±1,9* n=7    41,3±1,6* n=7 45,2±1,.8* n=7
                                                                                                                     nous LXA4 or of a LXA4 receptor antagonist on




138
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                        XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                    Farmacologia e Terapêutica Experimental




gastric resistance to ASA-induced damage were
examined. ASA-induced leukocyte adherence in
                                                       do ácido araquidônico têm grande envolvimen-
                                                       to no processo inflamatório, principalmente as
                                                                                                              04.095
mesenteric venules, and the effects of LXA4, were      prostaglandinas. Na busca de antiinflamatórios         EFEITO DE DROGAS ANTIPIRÉTICAS NA FE-
examined by intravital microscopy. Results: Cele-      não-esteroidal de última geração, uma nova sé-         BRE INDUZIDA PELO MIP-1α. Soares, D.M.;
coxib and rofecoxib significantly increased the        rie de compostos N-acilidrazônico (NAH) indóli-        Penatti, R.C.; Fabricio, A.S.C.; Souza, G.E.P. Lab.
severity of ASA-induced gastric damage. ASA rap-       cos foi planejada e sintetizada como possíveis         Farmacologia, FCFRP-USP.
idly up-regulated COX-2 expression in the stom-        inibidores seletivos da enzima cicloxigenase-2.
ach and caused an increase in gastric LXA4 pro-        Neste trabalho descrevemos o perfil analgésico e       OBJETIVO: A proteína inflamatória de macrófa-
duction, which could be abolished by celecoxib.        antiinflamatório do composto NAH-indólico              gos-1 (MIP-1) e sua isoforma β induzem febre
LXA4 dose-dependently (0.25-2.5 mg/kg i.p.)            LASSBio 651. Métodos: LASSBio 651 foi avalia-          insensível à indometacina e à dexametasona, res-
reduced the severity of ASA-induced gastric dam-       do em ensaios de inflamação: edema de pata e           pectivamente1,2. Neste estudo investigamos os
age, and suppressed ASA-induced leukocyte ad-          pleurisia induzido por carragenina e artrite adju-     efeitos da indometacina, dexametasona, dipiro-
herence, while a LXA4 antagonist had the oppo-         vante em ratos; ensaios de dor: contorção abdo-        na e celecoxib na febre induzida por MIP-1α.
site effects. Discussion: ASA administration results   minal induzida por ácido acético, formalina e hot      MÉTODOS E RESULTADOS: A variação da tempe-
in elevated production of LXA4 via COX-2. LXA4         plate. Foi realizada a dosagem de PGE2 no mo-          ratura retal (∆Tr) de ratos machos Wistar (200g)
exerts very potent protective actions on the gas-      delo de air pouch induzido por LPS em ratos.           foi monitorada a cada 30 min, por 6h, após a
tric mucosa. Co-administration of ASA and a se-        Resultados e Discussão: O composto foi adminis-        injeção icv de MIP-1α (tabela). A dose de 500 pg
lective COX-2 inhibitor results in substantially       trado v.o. na dose inicial de 100mmol/kg, inibin-      promoveu maior ∆Tr (pico na 4a h) quando com-
more severe gastric injury than is produced with       do em 38,1% as contorções sem apresentar efei-         parada à de ratos que receberam fluido cerebro-
either agent alone. Support: AHFMR.                    to analgésico central no ensaio de hot plate. A        espinhal (CSF) e foi selecionada para os experi-
                                                       DE50 obtida para o composto LASSBio 651 no             mentos subsequentes. Indometacina (Indo) e
                                                       edema foi de 9,8 mmols/kg. O mesmo não apre-           dexametasona (Dexa) não modificaram, enquan-
04.092                                                 sentou atividade significativa no ensaio de pleu-
                                                       risia (migração e exsudação), porém inibiu signi-
                                                                                                              to dipirona (Dip) e celecoxib (Celec) aboliram a
                                                                                                              febre causada por MIP-1α.
ESTUDO DAS ATIVIDADES ANALGÉSICA E                     ficativamente a artrite induzida por M. tubercu-       Efeito de drogas antipiréticas sobre a febre indu-
ANTIIFLAMATÓRIA DE NOVOS DERIVADOS                     losis em até 47%. Não foi observado efeito gas-        zida pelo MIP-1α.
TIODIAZÓLICOS. Gonçalves, M. M. S.; Silva, B.;         trotóxico na administração aguda ou crônica do
Varandas, L. S.; Fraga, C. A. M.; Barreiro, E. J.;     composto. O composto LASSBio 651 apresentou             Tratamento            MIP-1α (pg)         ∆Tr (ºC)       n
Miranda, A. L. P. LASSBio, Departamento de Fár-        atividades analgésica e antiinflamatória seme-          Sal                         0          0.15 ± 0.05       7
                                                       lhante ao celecoxib, sugerindo um perfil de ativi-      Sal                       250          0.41 ± 0.05       7
macos, Faculdade de Farmácia, RJ, Brasil.
                                                                                                               Sal                       500          0.80 ± 0.14*      9
                                                       dade e seletividade sobre a COX-2. Agradecimen-
                                                                                                               Sal                       750          0.52 ± 0.05*      9
Introdução: No âmbito de uma linha de pesqui-          tos: CNPq/PIBIC, FUJB, PRONEX.                          Dexa 0,5mg/kg s.c         500          0.71 ± 0.09       8
sa de novas substâncias antiinflamatórias com                                                                  Indo 2mg/kg i.p           500          0.65 ± 0.08       8
seletividade para segunda isoforma da enzima                                                                   Dip 120mg/kg i.p          500          0.25 ± 0.15#      8
cicloxigenase (COX-2), uma nova série de deriva-       04.094                                                  Celec 5 mg/kg v.o         500          0.10 ± 0.06#
                                                                                                               *, # P< 0.05 em relação aos respectivos controles
                                                                                                                                                                        8

dos tiodiazólicos foi planejada e sintetizada, ten-
do como protótipo o flosulido (Ouimet et al, Bio-      SPECIFIC COX-2 INHIBITORS CAN INHIBIT                  CONCLUSÃO: A febre induzida pelo MIP-1α, as-
org. Med. Chem. Lett., 9, 151, 1999). Métodos:         CELL RECRUITMENT DUE TO LPS INJECTION                  sim como a do MIP-1β, é insensível aos efeitos
As atividades analgésica e antiinflamatória foram      IN RAT PERITONEAL CAVITIES. Menezes, G.B.,             antipiréticos da indometacina e dexametasona,
avaliadas nos ensaios de contorções abdominais         Maltos, K.L.M. and Francischi, J.N. ICB/UFMG Belo      reforçando a hipótese de que os efeitos destas
induzidas por ácido acético 0,1N e formalina em        Horizonte, MG, Brazil                                  quimiocinas independem de PGs e não são mo-
camundongos, e edema de pata de rato induzi-                                                                  dulados por glicocorticóides1,2. Ainda, a efetivi-
do por carragenina, respectivamente. Os compos-        Aim: Analgesic, antipyretic and anti-oedemato-         dade da dipirona e do celecoxib reforça a exis-
tos foram administrados por v. o. nas doses de         genic activities were already atributed to specif-     tência de mecanismos de ação antipirética dis-
100 e 300 mmol/kg. Resultados e Discussão: Os          ic-cyclooxygenase (COX)-2 inhibitors. However,         tintos da inibição das COXs destas drogas3.
compostos mais ativos foram o LASSBio 756 e            data on inhibition of leukocyte recruitment by         1) Neuroreport 1998, 9:2519; 2) Pharmacol Bi-
726, que apresentaram inibição significativa do        these drugs are still lacking in the literature. The   ochem & Behav. 1991, 39:535; 3) Inflamm Res
estímulo algésico (23% e 40%, respectivamen-           aim of the present study was to compare the in-        2002, 51:24.
te). Os mesmos inibiram 29% e 39% do edema             hibitory potencial of specific COX-2 inhibitors        APOIO: FAPESP
na dose de 300 mmol/kg. Baseado nesses dados,          (celecoxib and rofecoxib) with indomethacin and
LASSBio 756 e 726 foram submetidos ao ensaio           piroxicam, considered unspecific COX inhibitors
de formalina apresentando inibição somente da          in a standard model of cell migration. Methods
fase hiperalgésica em 32% e 62% (n = 10;               and Results: Female Holtzman rats (140-180g)
                                                                                                              04.096
*p<0,05). Os compostos LASSBio 756 e 726 apre-         were pre-treated (T, 30 min before stimuli) sub-       PARTICIPAÇÃO DE DIFERENTES ISOFORMAS
sentaram uma importante atividade analgésica e         cutaneously with 6mg/Kg celecoxib, 0.7mg/Kg            DA ENZIMA CICLOXIGENASE NA HIPERALGE-
antiinflamatória, reforçando o planejamento ra-        rofecoxib or 2mg/Kg indomethacin and injected          SIA SECUNDÁRIA INDUZIDA POR FORMALI-
cional de novos fármacos. As relevantes ativida-       intraperitoneally with LPS (E.coli endotoxin,          NA. Veiga, A.P.C. & Tatsuo, M.A.K.F. Departamen-
des observadas na segunda fase de formalina e          0111:B4, 0.3µg in 1mL/site) or saline (C) in peri-     to de Farmacologia-ICB-UFMG.
no edema sugerem uma possível ação sobre o             toneal cavity. The animals were sacrificed and the
metabolismo do ácido araquidônico. Apoio Fi-           lavage fluid collected after 6 hours of LPS injec-     INTRODUÇÃO: A injeção de formalina (form) na
nanceiro: PRONEX, CNPq e FUJB.                         tion and prepared for total and specific cell count-   pata de ratos induz um aumento na excitabilida-
                                                       ing. Cell migration was dose-dependently inhib-        de de neurônios na medula espinhal (sensibiliza-
                                                       ited by celecoxib (T=11.18±1.59 x 103;                 ção central) que leva ao aparecimento de hiper-
04.093                                                 C=19.75±1.50x103); rofecoxib (T=12.13±2.33
                                                       x103; C=20.16 ± 1.43 x 103) and indomethacin
                                                                                                              sensibilidade em áreas distantes do local da injú-
                                                                                                              ria, fenômeno conhecido como hiperalgesia se-
ESTUDO DO PERFIL ANALGÉSICO E ANTIIN-                  (T=12.60±1.07 x103; C=20.06 ± 2.02 x 103).             cundária (HS), e envolve a síntese de prostanói-
FLAMATÓRIO DO COMPOSTO LASSBio 651,                    This effect was due a significant reduction on lym-    des pela ação da enzima cicloxigenase (COX). O
PLANEJADO COMO POSSÍVEL INIBIDOR SE-                   phocyte, neutrophil and mast cell numbers. Sur-        objetivo desse trabalho foi avaliar a participação
LETIVO DE COX-2. Silva, B.; Duarte, C.M.; Ale-         prisingly, a more specific COX-1 inhibitor, piroxi-    de diferentes isoformas da enzima COX na HS
xandre-Moreira, M.S.; Fraga, C.A.M.; Barreiro,         cam, did not significantly affect cell recruitment     induzida por formalina.
E.J.; Miranda, A.L.P. - LASSBio, Depto. Fármacos,      due to LPS. Conclusion: Reduction of cell recruit-     MÉTODOS: Ratos Wistar machos (160-180g) re-
Faculdade de Farmácia, UFRJ, R.J. Brasil.              ment seems to be related to specific COX-2 inhi-       ceberam injeção intraplantar (ipl) de form para
                                                       bition, thus implying this isoform in cell recruit-    induzir HS que foi avaliada na cauda através do
Introdução: Os produtos provenientes da cascata        ment induced by bacterial endotoxin. Financial         teste de retirada de cauda (TRC). Celecoxib (ini-
                                                       support: CNPq, FAPEMIG and CAPES.


                                                                                                                                                                     139
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                   XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                               Farmacologia e Terapêutica Experimental




bidor de COX-2) e piroxicam (inibidor de COX-1)
foram administrados por via ipl (20µl) ou intra-
                                                       04.098                                               sem o agente hiperalgésico (PGE2, 2µg/pata), e
                                                                                                            aquela da terceira hora após sua administração.
tecal (10µl) antes (10min) ou após (7 min) form.       EFEITO DA DIPIRONA (DIP) SOBRE A LIBE-               Todos os fármacos foram administrados por via
Animais controle receberam o mesmo volume de           RAÇÃO DE MEDIADORES NOCICEPTIVOS POR                 intraplantar.
veículo.                                               MACRÓFAGOS (M∅). Verri Jr, WA; Francisco, GB;        RESULTADOS: A PGE2 induziu hiperalgesia que
RESULTADOS: A injeção ipl de form produziu uma         Cunha, FQ & Ferreira, SH. - Depto de Farmacolo-      foi revertida de forma dose-dependente por di-
HS verificada pelo TRC. Celecoxib (Cel) ipl            gia, FMRP/USP                                        pirona (50, 100 e 200 µg). O efeito antinocicep-
(400µg) administrado antes da form inibiu a HS,                                                             tivo periférico da dipirona na dose de 200 µg
mas não teve efeito quando administrado após.          INTRODUÇÃO Há evidências que o efeito anal-          não foi revertido pelos bloqueadores específicos
Por via intratecal (it), o Cel (5,5µg) foi eficaz em   gésico da DIP não ocorre via inibição da síntese     de CK+ ativados por cálcio, caribdotoxina (2 µg)
inibir a HS quando administrado antes e após           de prostaglandinas, mas pode ser devido à inibi-     ou dequalinium (50 µg). Os bloqueadores de CK+
form. A administração ipl de piroxicam (800µg)         ção da liberação de citocinas nociceptivas de M∅.    dependentes de voltagem tetraetilamônio (600
antes da form não teve efeito sobre a HS ao pas-       Como demonstramos que o TNF-α, IL-1β e qui-          e 1700 mg) e 4-aminopiridina (50 e 100 µg),
so que por via it (100µg) preveniu parcialmente        miocinas estão envolvidos no efeito nociceptivo      assim como um bloqueador não específico de
o desenvolvimento da HS quando injetado pré            do sobrenadante de M∅ estimulados com LPS,           CK+, césio, na dose de 500 µg, também não fo-
form e em doses 20 vezes maiores que a usada           investigamos se o efeito analgésico da DIP de-       ram efetivos em reverter o efeito antinociceptivo
para o Cel.                                            ver-se-ia à inibição da liberação dessas citocinas   periférico induzido por dipirona.
CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que o fenô-           MÉTODOS M∅ obtidos de ratos Wistar pré-tra-          CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que canais
meno da HS que se desenvolve após a adminis-           tados com tioglicolato foram plaqueados(placas       de potássio ativados por cálcio, assim como ca-
tração ipl de formalina decorre principalmente         de 24 poços; 2,0x106células/poço) e estimulados      nais de potássio dependentes de voltagem não
da ativação da isoforma COX-2, à nível central e       com LPS, na presença ou não da DIP. A avaliação      estão envolvidos na antinocicepção periférica in-
periférico.                                            nociceptiva foi realizada pelo teste de contorções   duzida por dipirona.
APOIO FINANCEIRO: FAPEMIG                              abdominais (ca) induzidas pela injeção ip do so-     APOIO: FAPEMIG, CNPq.
                                                       brenadante da cultura de M∅ (250µL/cavidade)
                                                       em camundongos Swiss. As concentrações de
04.097                                                 TNF-α, IL-1β e CINC-1 no sobrenadante foram          04.100
                                                       dosadas por ELISA RESULTADOS O pré-tratamento
COX-2 IS NOT INVOLVED IN MECHANICAL                    dos M∅ com DIP(7; 21 e 63µg/mL) inibiu de            MECANISMOS ADICIONAIS PARTICIPAM DA
HYPERSENSITIVITY INDUCED BY PRE-                       maneira dose-dependente a liberação da ativi-        ATIVIDADE ANTIPIRÉTICA DA NIMESULIDA.
FORMED PYROGENIC FACTOR (PFPF) DE-                     dade nociceptiva causada pelo estímulo com           Werner, M.F.P.1, Reis, R.C.1, Souza, G.E.P.2, Zam-
RIVED FROM MACROPHAGES. 1Veiga-Souza,                  LPS10µg/mL(36±0,9; 17±5; 10±4,4; respectiva-         pronio, A.R.1, 1Dep. de Farmacologia, UFPR, PR;
F.H., 1Melo, M.C.C., 1Penatti, R.C., 2Zampronio,       mente, controle positivo 36±6,5ca). Porém, a         2
                                                                                                              Disc. de Farmacologia, FCFRP, USP, SP.
A.R., 1Souza, G.E.P. 1Lab. Pharmacology, FCFRP-        maior dose de DIP foi incapaz de inibir a libera-
USP, Ribeirão Preto, 2Department of Pharmacol-         ção de TNF-α(LPS 2,502±0,045 e DIP+LPS               Introdução: Comparamos o efeito da nimesulida
ogy, UFPR, Curitiba, Brazil.                           2,638±0,073ng/mL), IL-1β(LPS 0,513±0,034 e           (NIM) e da indometacina (IND) sobre a febre
                                                       DIP+LPS 0,802±0,222ng/mL) ou CINC-1(LPS              induzida por LPS e por pirogênios endógenos:
Aim: The current study investigates the effect of      7,860±0,253 e DIP+LPS 7,511±1,013ng/mL)              interleucina (IL)-1β, IL-6, fator de necrose tumo-
celecoxib (selective COX-2 inhibitor) and the in-      DISCUSSÃO Neste modelo experimental a DIP            ral (TNF)-α, ácido araquidônico (AA), fator piro-
duction of COX-2 in mechanical hypersensitivity        causou antinocicepção de maneira dose-depen-         gênico pré-formado (PFPF), proteína inflamató-
induced by PFPF.                                       dente sem inibir a liberação de TNF-α, IL-1β ou      ria derivada de macrófagos (MIP)-1α, prostaglan-
Methods: Male Wistar rats (180 bw) were sub-           CINC-1. Assim, cabe investigar que outro media-      dinas (PG) E2 e F2α, fator liberador de corticotro-
mitted to a paw pressure test, in which mechan-        dor esta sendo liberado pelos M∅ estimulados         pina (CRF) e endotelina (ET)-1. Métodos: Ratos
ical hypersensitivity was evaluated as a decrease      com LPS, cuja liberação é inibida pela DIP.          Wistar machos (200g) receberam NIM (3mg/kg)
in the time taken to react to application of a 20      APOIO FINANCEIRO CAPES, FAPESP, CNPq e FA-           ou IND (2mg/kg) 30min antes do LPS 50µg/kg ip
mmHg stimulus to the hind paw (i.e. ∆ reaction         EPA                                                  ou IL-1β (3ng), IL-6 (300ng), TNF-α (250ng), AA
time, in s).                                                                                                (50ng), PFPF (100ng), MIP-1α (500ng), PGE2 e
Results: Intraplantar injection of IL-1β (0.5 pg)                                                           PGF2α (250ng), CRF (2µg) e ET-1(1pmol) icv e a
or PFPF (135 ng) caused marked mechanical hy-
persensitivity (3 rd h: saline: 2.0±0.5, IL-1β:
                                                       04.099                                               temperatura retal foi avaliada a cada 30min por
                                                                                                            6h. Avaliamos os níveis de PGs no fluido cerebro-
12.9±0.4, PFPF: 17.8±1.0), which was inhibited         ESTUDO SOBRE O ENVOLVIMENTO DE CA-                   espinal (CSF) 3h após os tratamentos com NIM
by treatment with celecoxib (10 mg/kg, po) (IL-        NAIS DE POTÁSSIO NA ANTINOCICEPÇÃO                   ou IND e LPS por ELISA. Resultados: NIM redu-
1: -81%, PFPF: -57%). Injection of aracdonic acid      PERIFÉRICA INDUZIDA POR DIPIRONA. Alves,             ziu a febre induzida por LPS (55%), IL-1β (77%),
(AA, 30 µg) 10 min before injections of submax-        D.P Pacheco, D.F. & Duarte, I.D.G., Departamen-
                                                          .,                                                IL-6 (70%), TNF-α (60%) e AA (59%) mais efe-
imal doses of IL-1β (0.25 pg) or PFPF (45 ng)          to de Farmacologia, ICB-UFMG, MG.                    tivamente que a IND (30, 17, 58, 40, 36% res-
potentiated response to IL-1β (+89%), but did                                                               pectivamente). NIM, mas não IND, reduziu a fe-
not affect PFPF-induced mechanical hypersensi-         INTRODUÇÃO: Além do efeito comum de inibi-           bre induzida por PFPF (64%), MIP-1α (54%),
tivity.                                                ção da síntese de prostaglandinas, a dipirona        PGF2α (28%), CRF (61%) e ET-1 (56%). NIM e
Discussion: The effect of celecoxib on hyperalge-      apresenta também uma ação direta sobre o even-       IND não modificaram a febre induzida por PGE2.
sia induced by IL-1β and the potentiation of IL-       to hiperalgésico. Foi, por nós, anteriormente de-    LPS aumentou os níveis de PGE2 e de PGF2α
1β-induced mechanical hypersensitivity by AA           monstrada, a participação de canais de potássio      (1387,5±65,2 e 276,5±55 pg/mL) no CSF en-
indicates the induction of COX-2 by IL-1β. Al-         (CK+) sensíveis ao ATP no mecanismo final de         quanto que NIM e IND reduziram os níveis de
though celecoxib reduced the effect of PFPF, the       antinocicepção periférica induzida por dipirona.     PGE2 para 154,2±44,9 e 386,2±75,7 pg/ml e de
lack of potenciation of PFPF-induced mechanical        O presente trabalho tem por objetivo avaliar o       PGF2α para 49,6±8,9 e 45±4,8 pg/ml, respecti-
hypersensitivity by AA suggest that PFPF does not      possível envolvimento de outros tipos de CK +        vamente. Conclusão: Os resultados sugerem que
induce the expression of COX-2 and that addi-          nesse efeito.                                        além da inibição da atividade da COX, a NIM
tional effects independent of COX-2 and prostag-       MÉTODOS: O limiar nociceptivo foi medido pelo        possui outros mecanismos que a tornam mais
landins synthesis inhibition are involved in the       método de compressão da pata de ratos (Wistar,       efetiva em reduzir a resposta febril quando com-
mechanisms of action of celecoxib.                     machos, 160-200 g, n=5). A hiperalgesia foi          parada a IND. Apoio Financeiro: CAPES/FAPESP
Support: FAPESP.                                       avaliada pela diferença (∆) entre as medidas do
                                                       limiar nociceptivo inicial (expresso em gramas),




140
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                       XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                   Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.101                                                injected under a steady manual pressure over a
                                                      period of 60 sec into the pancreatic duct system.
                                                                                                               04.104
COMPARAÇÃO DAS RESPOSTAS HIPERALGÉ-                   Plasma protein extravasation was measured by             RELEASE OF TNF-alfa BY ELICITED MACROPH-
SICA E EDEMATOGÊNICA À CARRAGENINA EM                 i.v. 125I-human serum albumin. Neutrophil in-            AGE STIMULATED WITH BAP1, A METALLO-
DUAS LINHAGENS DE RATOS:EFEITO DO PA-                 filtration was assessed by evaluating the MPO            PROTEASE ISOLATED FROM Bothrops asper
RACETAMOL. Ribeiro, M. C. e Francischi, J. N.         activity in the rat lung tissues. Results: Four hours    SNAKE VENOM. 1Fernandes, C.M; 1Zamuner,
Depto. Farmacologia-ICB/UFMG Belo Horizonte,          after the injection, TSV (10-100 µg/kg) markedly         S.R.; 2Gutiérrez, J.M.; 2Rucavado, A. and 1Teix-
MG, Brazil                                            increased the pancreatic plasma extravasation,           eira, C.F.P. 1-Laboratory of Pharmacology, Butan-
                                                      without affecting the lung neutrophil infiltration       tan Institute, Brasil, 2-Clodomiro Picado Institute,
Introdução: Variáveis como raça, sexo, clima, etc,    when compared with SAL group. TSV (30 µg/kg)             Costa Rica.
interferem na intensidade da respostas inflama-       caused significant pancreatic plasma extravasa-
tórias medidas, especialmemte em relação à dor.       tion at 4, 6 and 12 hours after injection, but not       Introduction: Metalloproteases are abundant en-
O objetivo deste trabalho foi comparar as res-        at 24 hours after. At these times, the neutrophil        zymes in crotalinae and viperinae venoms. They
postas hiperalgésica e edematogênica à carrage-       infiltration evoked by TSV did not significantly         are involved in venom local and systemic toxic
nina em duas linhagens de ratos. Métodos: Car-        differ from SAL group. Conclusions: Our results          effects which include haemorrhage, platelet al-
ragenina lambda (CG, Sigma, 0.25 mg/sítio em          suggest that TSV act via microvascular permeabil-        terations and myonecrosis. BaP1 is a 24 kDa
0.1 mL salina) foi injetada intraplantarmente em      ity-increasing mechanisms, but further studies           metalloprotease isolated from Bothrops asper
uma das patas posteriores de ratos Wistar ou          with different experimental approaches are nec-          snake venom (Central America). This toxin induces
Holtzman machos e fêmeas (150-180 g, N=3-             essary. Financial Support: FAPESP.                       not only weak haemorrhage, but also a moder-
7/grupo) e a hiperalgesia (em gramas, Randall-                                                                 ate myonecrosis and oedema. In the present study
Selitto) e edema (em mL, pletismômetro Ugo                                                                     we evaluated the effects of BaP1 on isolated peri-
Basile) medidos de hora em hora até a 6ª hora e       04.103                                                   toneal elicited macrophages (Mos) analyzing the
na 24ª hora após as injeções. As patas contrala-                                                               cell viability and production of tumor necrosis
terais foram injetadas com igual volume de sali-      NEUROGENIC INFLAMMATION INDUCED BY                       factor (TNF-alfa). Methods: Mos from Swiss male
na fisiológica estéril. Resultados: não se obser-     PHOSPHOLIPASE A2 (PLA2) FROM CROTALUS                    mice were obtained 96h after intraperitoneal
vou diferença significativa entre a intensidade das   DURISSUS COLILLINEATUS AND CROTALUS                      (i.p.) injection of thioglycollate. These cells were
respostas hiperalgésicas e edematogênicas à CG        DURISSUS TERRIFICUS VENOMS ON RAT                        incubated (5 to 90 min) with BaP1 (6.25 – 25
apresentadas pelos ratos machos e fêmeas Wis-         DORSAL        SKIN.     1,2Câmara,       P.R.S.,         micrograms/mL) or RPMI(control).Cell viability
tar e Holtzman, em relação a todos os tempos          2Esquisatto,L.C.M., 2Camargo,E., 3Ribela, M.T.P.,        was assessed by Trypan Blue exclusion test. TNF-
estudados. O pré-tratamento (1/2 h antes, via         2Antunes, E., 1Toyama, M.H., 1Marangoni, S.,             alfa was determined by a standard assay using
oral) com paracetamol (Tylenol, 120 mg/kg) re-        1Department of Biochemistry and 2Pharmacol-              L929 cell line in co-culture with Mos. Results:
duziu significativamente a hiperalgesia à CG de       ogy, Unicamp, SP and. 3Department of Applica-            BAP1 induced a marked release of TNF-alfa at 5
ratos Holtzman, não tendo sido observado o            tion of Nuclear in Techniques in Biological Sci-         min of incubation with all the concentrations
mesmo resultado em animais Wistar, sob as mes-        ences IPEN/CNEN, USP.                                    used. However, no release was detected at 30min.
mas condições. A resposta edematogênica não                                                                    A significant release of cytokine was observed only
foi afetada pelo analgésico em ambas linhagens        INTRODUCTION: Crotoxin is the main neurotox-             with 25 micrograms/mL of BAP1 at 60min. Sig-
de animais. Conclusão: embora os sinais e sinto-      ic component present in the South American rat-          nificant but low concentrations of TNF-alfa were
mas inflamatórios sejam semelhantes, as respos-       tlesnake Crotalus durissus sp. Crotoxin consists of      released from macrophages 90min after incuba-
tas ao paracetamol podem variar, dependendo           a reversible protein complex composed of two             tion with all concentrations of the toxin. Discus-
da linhagem de animal considerada. Apoio:             non-identical sub-units, a basic PLA2 and an acidic      sion: The present data demonstrate that BaP1 is
CNPq, FAPEMIG e CAPES.                                non-enzymatic component named crotapotin                 not directly toxic to elicited Mos and is able to
                                                      (CA).This work was designated to investigate the         induce the release of TNF-alfa by these cells. This
                                                      rat skin plasma extravasation induced by PLA2            effect appears to be related to the toxin proteolytic
04.102                                                isolated from both C.d. collilineatus and C.d. ter-
                                                      rificus venom. The participation of substance P
                                                                                                               activity at the first period and also to induction
                                                                                                               of TNF-alfa synthesis at the last period of incuba-
THE EFFECT OF TITYUS SERRULATUS SCOR-                 on the PLA2-induced oedema was investigated              tion. Financial Support: FAPESP
PION VENOM ON THE PANCREATIC PLASMA                   using both the tachykinin NK1 receptor antago-
EXTRAVASATION IN RATS. 1Esquisatto, L.C.M.;           nist SR140333 and capsaicin neonatal treatment.
1Camargo, E.; 2Ribela, M.T.P.; 1De Nucci, G.;         The involvement of mast cells was also investi-
                                                      gated. METHODS: Oedema formation was eval-
                                                                                                               04.105
1Antunes, E. 1Department of Pharmacology,
UNICAMP; 2Department of Application of Nu-            uated by measurement of extravascular accumu-            EFFECTS OF BOTHROPS ASPER CRUDE VEN-
clear in Techniques in Biological Sciences IPEN/      lation of injected 125I-human serum albumin in           OM AND TWO ISOLATED PHOSPHOLIPASE A2
CNEN, USP.                                            dorsal skin of anaesthetized rats. RESULTS: Intra-       (PLA2) MYOTOXINS ON THE RELEASE OF
                                                      dermal injection of PLA2 from either                     PROSTANOIDS AND EXPRESSION OF CY-
Introduction: Acute pancreatitis is a disorder        C.d.collilineatus (0.5 µg/site) or C.d.terrificus ven-   CLOOXYGENASES. Zamuner, SR1; Wallace, JL2;
whose pathophysiology remains obscure. Al-            oms (0.5 µg/site) caused a significant plasma ex-        Olivo, RA1; Teixeira, CFP. 1 1Laboratório de Far-
though several pathways have been reported to         travasation in the dorsal skin (126+/-9 and              macologia, Instituto Butantan, São Paulo, Brasil;
be involved in the pathogenesis of the disease,       118+/-9.4 µl/site, respectively; P<0.05) com-            2Dept of Pharmacology and Therapeutics, Uni-
the precise mechanisms are still poorly under-        pared to Tyrode-injected sites (19+/-3.5 µl/site).       versity of Calgary, Canada.
stood. It known that lung injury is frequently re-    The treatment of rats with cyproheptadine re-
lated with acute pancreatitis. The administration     duced the oedema formation induced by both               Introduction: Bothrops asper (BaV) envenomation
of a toxin from Tityus serrulatos scorpion venom      PLA2, suggesting the involvement of mast cells.          is characterized by prominent local tissue dam-
induces morphological pancreatic alterations in       The oedema formation induced by both PLA2                age, with necrosis, hemorrhage and edema. Var-
rats that are associated with degranulation and       was also inhibited in the capsaicin-pretreated rats      ious PLA2, which induce local pathological alter-
vacuolization of acinar cells. We have investigat-    (37.4% and 45% reduction, respectively,                  ations, have been purified from BaV. Among
ed whether Tityus serrulatus scorpion venom caus-     P<0.05) compared to control group. The com-              them, myotoxin II (MT II) is a Lys 49 PLA2 ho-
es an increase in pancreatic vascular permeabili-     pound SR140333 inhibited by 62% and 47.2%                mologue devoid of catalytic activity, and myo-
ty and neutrophil infiltration in the lung. Meth-     the PLA2 C.d.collilineatus- and PLA2 C.d.terrificus-     toxin III (MT III) is an Asp 49, enzymatically ac-
ods: Animals were anaesthetized and a laparoto-       induced oedema, respectively. CONCLUSIONS:               tive variant. Preliminary results of our laboratory
my was performed. The biliopancreatic duct was        Our results indicate that both PLA2 isolated from        have showed that BaV-induced paw edema is
cannulated transduodenally with a polyethylene        Crotalus venoms increase the microvascular per-          markedly reduced by indomethacin but not by
tube. Saline (SAL), sodium taurocholate 5% (TAU)      meability by mechanism involving skin mast cells         zyflo pretreatment. Methods and Results: In this
or Tityus serrulatus scorpion venom (TSV) were        and sensory neurons. Financial support: FAPESP           study we evaluated: a) the release of PGE2 and




                                                                                                                                                                    141
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                             XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                         Farmacologia e Terapêutica Experimental




PGD2 induced by i.p. injection of BaV (0,25 mg/
kg), MT II and MT III (1 mg/kg) measured by
                                                      04.107                                                ip). Receptors antagonists, at doses indicated in
                                                                                                            the table, were given 30 min before Tsv. The in-
specific enzymatic immunoassay kit and b) ex-         CARACTERIZAÇÃO DAS RESPOSTAS INFLAMA-                 traperitoneal (i.p.) injection of B2, HOE-140 or
pression of COX-1 and COX-2, in peritoneal leu-       TÓRIAS CAUSADAS PELO VENENO DE ABELHA                 B1, Des-Arg9-[Leu8]-BK (DABK), kinins receptors
kocytes, by western blot analyses. BaV, MT II and     DA ESPÉCIE Apis melifera NA PATA DE RATO.             antagonist or intravenous (i.v.) injection of IL-1
MT III induced a significant release of PGE2. BaV     Calixto, M.C.,Trichês, K.M., Calixto, J.B. Departa-   receptor antagonist (IL-1ra) abolished the fever
and MT II, but not MT III induced the release of      mento de Farmacologia, UFSC-SC.                       induced by Tsv, while i.v. or i.p. injection or bosen-
PGD2. The venom and myotoxins increased the                                                                 tan (BOS, a non-selective ETA/ETB receptors an-
expression of COX-2 but did not affect the ex-        Introdução e objetivos: A picada de abelha é ca-      tagonist of endothelins,) did not change this re-
pression of COX-1. Discussion: These results indi-    racterizada por intensa dor seguida de edema.         sponse.
cate that BaV and both myotoxins induce pro-          Contudo, os mediadores inflamatórios e os me-         Effect of HOE-140, DABK, BOS and IL-1ra on Tsv-
duction of prostanoids in the local of their injec-   canismos envolvidos nestes efeitos são pouco          induced fever
tion. This effect appears to be related to their      conhecidos. O presente estudo investiga os me-        Stimulus                    Treatment                    ∆rT (°C)*       n
ability to induce the expression of COX-2 but not     canismos envolvidos na resposta inflamatória do       TsV (150 µg/kg, ip.) saline                              1.78 ± 0.25 10
COX-1 by peritoneal leukocytes. Moreover, ob-         veneno de abelha Apis melifera(BV) na pata de         TsV (150 µg/kg, ip.) HOE-140 (1 mg/Kg, ip.) 0.42 ± 0.11 11
tained data suggest that the catalytic activity of                                                          TsV (150 µg/kg, ip.) DABK (1mg/kg, i.p.)                 0.32 ± 0.18 5
                                                      rato.Métodos e resultados:Foram utilizados ratos      TsV (150 µg/kg, ip.) IL1ra (1 mg/kg, i.v.)               0.29 ± 0.20 10
PLA2 is not relevant for induction of release of      Wistar machos (180–200g).A injeção intraplan-         TsV (150 µg/kg, ip.) BOS (10 mg/Kg, ip.)                 2.07 ± 0.32 8
prostanoids and expression of COX-2. Financial        tar (ipl) de veneno (0.1–5 µg/pata) produziu ede-     TsV (150 µg/kg, ip.) BOS (10 mg/Kg, iv.)                 2.19 ± 0.30 7
support: FAPESP
                                                                                                            *
                                                                                                             ∆rT: rT at the indicated time minus basal rT. **P < 0.05 compared to control
                                                      ma que foi dose e tempo dependentes com pico
                                                      aos 30 minutos, desaparecimento 24 h após. O          CONCLUSION: Kinins via B1 and B2 receptors and
                                                      edema máximo foi de 0,942 ml na dose de 3 µg/         IL-1 mediate the fever induced by Tsv while en-
04.106                                                pata com DE50 de 1,5 µg/ml. A atividade da mie-       dothelins seem not to be involved in this response.
                                                      loperoxidase (MPO, indicativo da migração de          Financial support: CAPES, FAPESP Proc. 00/
PARTICIPATION OF PHOSPHOLIPASES (PLA2)                neutrófilos), aumentou 1.61, 4.82, 8,87 vezes         12574-1; 97/9837-6
IN THE EFFECT OF BOTHROPS ASPER VEN-                  0,5, 4 e 6 h após a injeção do BV, retornando aos
OM (BaV) ON ENDOTHELIAL CELLS (EC) IN                 valores controles 24 h após. O composto degra-
VITRO. 1Milan, M.R.S.; 2Gutiérrez, J.M. and           nulador de mastócitos, o antagonista da histami-      04.109
1Teixeira, C.F.P.1Laboratory of Pharmacology,         na, antagonista da serotonina e histamina, inibi-
Butantan Institute Brasil, 2Clodomiro Picado In-      ram o edema do BV(88; 62 e 96%, respectiva-           RESPOSTA NOCICEPTIVA E EDEMA INDUZI-
stitute, Costa Rica                                   mente). O inibidor da síntese de óxido nítrico,       DOS PELA INJEÇÃO DE VENENO DE Tityus ser-
                                                      antagonista NK1, antagonista B1, antagonista B2       rulatus. Bertollo, C.M.; Costa, K.A.; Reis, M.F.;
Introduction: Previous data of this laboratory have   para as cininas, também inibiram o edema do           Rocha, L.S.T.; Souza, A.L.S.; Nascimento Jr., E.,B.;
showed that BaV reduces both the integrity of EC      BV(60, 59, 49 e 49%, respectivamente). Os an-         Moraes-Santos, T.M.; Coelho, M.M. Faculdade de
monolayers and the cell viability. In this study      tagonistas NK2 e NK3, a indometacina e a dexa-        Farmácia/UFMG
we evaluated the participation of PLA2 activity       metasona, causaram pequena inibição do ede-
on the BaV-induced EC monolayers detachment           ma(31, 29, 8 e 22%, respectivamente). Já o an-        Objetivo: Acidentes escorpiônicos estão associa-
and reduction of EC viability. Methods and Re-        tagonista do PAF ou o inibidor da COX-1 não ini-      dos com experiência dolorosa intensa. O presen-
sults: Human EC of ECV-304 line were used. In-        biram do edema do BV. Os níveis da MPO foram          te estudo teve como objetivo caracterizar a res-
tegrity of monolayers was monitored by micro-         também inibidos 6 h após injeção do BV pelo           posta nociceptiva e o edema de pata resultantes
scopic examination and quantified by staining         composto 48/80(85%), ciproheptadina(61%),             da injeção de veneno bruto de Tityus serrulatus e
with crystal violet, followed by lise with metha-     Hoe 140(59%) ou pela DALBK (53%). Conclu-             identificar drogas capazes de inibir essas respos-
nol, and determination of OD at 630nm. EC via-        são: Vários mecanismos estão envolvidos na in-        tas.
bility was determined by tripan blue dye exclu-       flamação do BV destacando-se: migração de             Métodos e Resultados: Veneno de T. serrulatus (1
sion assay. Inactivation of PLA2 activity was ob-     neutrófilos; liberação de histamina/serotonina dos    ou 10 µg de proteína, i.pl.) induziu hiperalgesia
tained by incubation of crude BaV with para-Bro-      mastócitos; cininas atuando nos receptores B1 e       térmica, alodínia mecânica e edema em ratos.
mo phenacyl bromide (p-Bpb) flollowed by elu-         B2, as taquicininas atuando nos receptores NK1 e      Injeção (0,1 ou 1 µg) na pata posterior de ca-
tion from sephadex G25 collums with Tris HCl,         finalmente óxido nítrico. Apoio financeiro: CNPq,     mundongos induziu resposta nociceptiva espon-
and subsequent lyophilization. Results showed         FINEP e PRONEX.                                       tânea (lambida de pata). Pré-tratamento i.p. com
that control eluted crude BaV at concentrations                                                             indometacina (4 mg/kg), dipirona (200 mg/kg),
of 25 and 50mg/Ml caused a significant level of                                                             dexametasona (4 mg/kg) ou ciproeptadina (10
EC detachment from 30 to 240min. Lower con-                                                                 mg/kg), mas não com L-NAME (50 mg/kg) ou
centrations of venom did not induce EC detach-
ment. Inactivation of venom PLA2 by p-Bpb re-
                                                      04.108                                                prometazina (5 mg/kg), inibiu (43%, 53%, 19%,
                                                                                                            66%, respectivamente) o tempo de lambida de
sulted in a marked reduction of the venom-in-         BRADYKININS AND INTERLEUKIN 1 BUT NOT                 pata. O edema de pata foi inibido pelo tratamen-
duced EC detachment from 60 to 120min of in-          ENDOTHELINS MEDIATE FEVER INDUCED BY                  to prévio com prometazina (5 ou 10 mg/kg, i.p.).
cubation with 25mg/mL, and at 60min after in-         VENOM of Tityus serrulatus IN RATS. Pessini,          Conclusões: O veneno induziu resposta nocicep-
cubation with 50mg/mL. Inactivation of venom          A. C.; **Arantes, E.C; * Souza, G.E.P. *Lab. Phar-    tiva espontânea, alodínia mecânica, hiperalgesia
PLA2 activity also significantly reduced the toxic    macology and **Lab. Physical and Chemistry, Fac-      e edema. Duas drogas antiinflamatórias não-es-
effect on cell viability caused by 50mg/mL of BaV.    ulty of Pharmaceutical Sciences, Univ. São Paulo,     teróides, uma que inibe a atividade de ciclooxi-
Discussion: These data suggest that PLA2 activity     Ribeirão Preto, SP, Brazil.                           genases e outra que induz o seu efeito analgési-
contribute for the venom-induced damage on                                                                  co por ações predominantemente centrais (Brain
integrity of EC monolayers and cell death. Thus,      AIM: The present study aimed to investigate the       Res. 725:106, 1996; Pharmacology 53:71, 1996),
the effect of venom PLA2 on EC detachment may         involvement of kinins, endothelins and interleu-      bem como dexametasona e ciproeptadina, inibi-
be related to its toxic activity on cell viability.   kin-1 on fever induced by Tityus serrulatus ven-      ram a resposta nociceptiva induzida pelo vene-
Financial Support: FAPESP                             om (Tsv).                                             no. Os resultados indicam que múltiplos media-
                                                      METHODS/RESULTS: Rectal temperature (rT) of           dores estão envolvidos na indução da resposta
                                                      male Wistar rats (200g bw) was measured every         nociceptiva e que histamina é importante para a
                                                      30 min for 6 h after injection of Tsv (150µg/Kg       indução do edema.
                                                                                                            Apoio financeiro: FAPEMIG e CNPq




142
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                         XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                     Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.110                                                   pectivamente de 2,72±0,15; 2,55±0,21;
                                                         3,34±0,32; 3,44±0,46 U.A.. A dose de 35 µg,
                                                                                                                 A tall tree, which grows to a height of 130 meters
                                                                                                                 from Meliaceae family, can be found growing wild
MAST CELL INVOLVEMENT IN THE                             produziu resposta ao frio de 5,42±0.82 NLS1-6h          throughout the Amazon Rainforest. The tree bark,
Bothrops(B.) jararaca- INDUCED HYPERALGE-                (média das medidas entre 1 e 6 horas). Formali-         leaves and the seed oil of this plant are most used
SIA IN THE RAT PAW: A ROLE FOR METALLO-                  na 0,5%, capsaicina 1,6 µg, PGE2 500 ng e salina        medicinally. The oil-resin obtained from seeds is
PROTEASES. Bonavita, A.G., Barreto, E.O., Cor-           0,9% produziram respostas de 1,2±0,37;                  a reputed folk remedy in its natural form. Among
deiro, R.S., Ferreira, A.G.(1), Perales, J.H.(1), Mar-   0,75±0,21;. 0,80±0,24 e 0,44±0,30, respecti-            the many properties attributed to the oil, the anti-
tins, M.A., Silva, P.M.R. Labs of Inflammation and       vamente.                                                inflammatory and the anti-rheumatic are the most
(1)
    of Toxinology, IOC/FIOCRUZ, RJ, Brazil.              Discussão: A injeção intraplantar de veneno de          important. In this work we studied the anti-in-
                                                         L. obliqua induz, de forma consistente, nocicep-        flammatory and analgesic effects of oil-resin, now
INTRODUCTION: We described that B. jararaca              ção e edema. A nocicepção expontânea é segui-           called FA2-410. The FA2-410 used in our exper-
venom has a direct effect on mast cell degranu-          da por um período prolongado de sensibilização          iments was chemically standardized, with the
lation in vitro (Bonavita col., 338,2000). In this       ao frio, de forma aparentemente específica, pois        chemical marker for pharmacological activity
study, by means of an anti-metalloprotease frac-         estímulos de nocicepção similar (formalina e cap-       quantified. Pharmacological assays were conduct
tion purified from the Didelphis marsupialis se-         saicina) ou tratados com PGE2 não induzem o             with male Wistar rats treated orally, with oil-res-
rum (DM43), we investigated if the snake venom           mesmo estado.                                           in (50-400 mg/kg), diclofenac (100 mg/kg) or
metalloprotease (SVMP) could be involved in the          Apoio: CAPES, CNPq.                                     Ciproheptadine (30 mg/Kg) 1 h before paw stim-
mast cell activation in vitro and also in the hype-                                                              ulation. Oedema (by plethismography) and hy-
ralgesia induced B. jararaca venom in the rat paw.                                                               peralgesia (by thermal plantar test) were evalu-
METHODS AND RESULTS: Purified rat mast cells             04.112                                                  ated 3 h after carrageenan (800 µg/paw); 1 h
                                                                                                                 after ovoalbumin (12 µg/paw), in actively sensi-
were stimulated with B.jararaca venom (5 µg/ml)
and the released histamine was quantified fluo-          MODULAÇÃO DA MIGRAÇÃO LEUCOCITÁRIA                      tised rats and 30 min after histamine (100 µg/
rimetrically. Hyperalgesia was evaluated as the          NA PERITONITE INDUZIDA POR CARRAGENI-                   pata). Treatment with oil-resin showed a non-spe-
latency of rat paw withdrawal from a heat surfa-         NA EM ANIMAIS TRATADOS COM PRÓPOLIS                     cific analgesic effect in these hyperalgesic stimu-
ce (52oC) after venom stimulation (5 µg/paw).            P1 E SOBRE A PRODUÇÃO DE NO EM MA-                      li. However, the anti-edematogenic effect was
We noted that the B. jararaca-evoked mast cell           CRÓFAGOS MURINOS IN VITRO.1Longhi, D.T.,                only observed when the histamine was injected
degranulation, was abolished by the DM43 frac-           1
                                                           Ballmann, J.D., 1Scremin, A., 2Calixto, J.B., 1Pau-   into the hindpaw. Our results show that FA2-410
tion. Similarly, the hyperalgesia induced by the         lino, N., 1.BIOFAR, UNISUL, Tubarão, SC. 2.Dep-         oil-resin presents a potent anti-hyperalgesic ef-
venom was significantly inhibited by the DM43            to Farmacologia, UFSC, Florianópolis, SC.               fect, in the three diferents challenges. However,
fraction, a response which was also sensitive to                                                                 the anti-oedematogenic effect was only obser-
antagonists of serotonin (methysergide) and H1           Introdução: A própolis é composta por um mate-          vated against histaminic inflammation.
histamine (meclizine) receptors, cyclooxygenase          rial resinoso, produzido pelas abelhas e utilizada
inhibitor (indomethacin) as well as neuropepti-          na medicina popular como antiinflamatório. O
de and bradykinin B2 receptor antagonists. CON-          objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito      04.114
CLUSION: Our findings show that the anti-me-             do extrato de própolis (P1) sobre a migração
talloprotease fraction DM43 suppressed both              peritoneal e sobre a produção de NO por células         ANTI-INFLAMMATORY AND ANALGESIC EF-
B.jararaca-induced mast cell degranulation in vi-        RAW 264.7.                                              FECTS OF BRAZILIAN COPAIBA OIL-RESIN.
tro as well as the hyperalgesic response, clearing       Métodos: Foram utilizados camundongos machos            Pennaforte RJ; Marques PR; Tappin MRR; Siani
indicating that SVMP by means of mast cell acti-         tratados com P1 (1, 10 ou 100mg/Kg, i.p.), 30           AC; Henriques. MGMO. Institute of Drug Tech-
vation can play an important role in the hyperal-        min antes da peritonite (carragenina, 1mg/mL,           nology - Oswaldo Cruz Fondation- RJ.
gesia produced by B.jararaca venom in the rat            i.p.). Após 4 h o lavado peritoneal foi coletado
paw (Financial support: CNPq,FIOCRUZ).                   em PBS. Foram avaliados o total e diferencial de        Copaiba is a large tree that grows abundantly in
                                                         células e a atividade mieloperoxidase (MPO).            North States of Brazil. The oil-resin obtained by
                                                         Avaliou-se também, a atividade de P1 (10, 30            cuts on the stem bark is reputed folk remedy in
04.111                                                   ou 100µg/mL) sobre a produção de NO (Griess)
                                                         em células RAW 264.7, ativados com LPS (1µg/
                                                                                                                 its natural form. Phytochemical studies revealed
                                                                                                                 the presence of a mixture of terpenes that can be
NOCICEPÇÃO, EDEMA E HIPERALGESIA INDU-                   mL, 24 h). A viabilidade celular foi avaliada pelo      present in different concentrations. In this work
ZIDOS POR VENENO DE Lonomia obliqua EM                   MTT.                                                    we studied the anti-inflammatory and analgesic
RATOS. Bastos,L.C1., Veiga, A.B.G2., Guimarães,          Resultados: A própolis P1 (1, 10 ou 100mg/Kg,           effects of oil-resin from Copaiba with sesquiter-
J.A 2., Tonussi,C.R1. 1Depto. de Farmacologia,           i.p.) inibiu a migração leucocitária em 51±3,9%,        penes contents quantified. The oil-resin was anal-
UFSC, Florianópolis, SC. 2Centro de Biotecnolo-          76±3,8% ou 80±2,5%, respectivamente, com                ysed by gas-chomatography and presented
gia, UFRGS, Porto Alegre, RS.                            uma CI50 de 0,98±0,41mg/Kg. Enquanto a ativi-           94.2% of sesquiterpenes. Pharmacological assays
                                                         dade MPO foi de 1,19, 0,78 e 0,48U/mL, respe-           were conduct with male Wistar rats treated oral-
Introdução: O contato da pele humana com es-             citvamente. Em células RAW 264.7, a produção            ly, with oil-resin (50-400 mg/kg) or diclofenac
pículas da lagarta L. obliqua provoca dor e res-         de nitrito foi de 47,2±1,6µM após 24 horas,             (100 mg/kg), 1 hour before intra-plantar injec-
posta inflamatória ainda pouco estudada. Este            enquanto que a P1 (10, 30 ou 100µg/mL) redu-            tion of carrageenan (800 µg/paw) or ovoalbu-
trabalho se propõe a padronizar um modelo ani-           ziu a produção para 44,4±1,4, 34,7±1,7 ou               min (12 µg/paw) in actively sensitised rats. Oede-
mal para a avaliação destes efeitos.                     30,5±1,5µM, respectivamente. A viabiliade ce-           ma (by plethismography) and hyperalgesia (by
Métodos: Ratos Wistar machos (180-250g), re-             lular pelo MTT foi superior a 95% em 24 h.              thermal plantar test) were evaluated 1h or 3 hours
ceberam injeção intraplantar de veneno de L.             Conclusões: Nossos resultados sugerem que o             after stimulus. Treatment with oil-resin induced a
obliqua ou outra substância nociceptiva (50 µl),         extrato de própolis P1 pode reduzir a ativação          discrete anti-inflammatory effect on carrageenan-
e após, analisou-se e ocorrência de nocicepção           celular leucocitária e, portanto, impedir a migra-      oedema (33.7% of inhibition, 400 mg/kg) but
(nº de lambidas e sacudidas da pata ; NLS), ede-         ção pró-inflamatória peritoneal in vivo.                significantly reduced the hyperalgesia (78% in-
ma (volume da pata) e hiperalgesia ao frio (imer-        Apoio: BIOFAR-UNISUL/Prodapys.                          hibition, 200 mg/kg). In allergic rats, the treat-
são em água a 15ºC, 10s). O veneno foi obtido                                                                    ment with diclofenac inhibited the oedema (56%)
por maceração e homogeneização das espículas                                                                     and hyperalgesia (71.5%). Treatment with copai-
em água deionizada, seguido de centrifugação e           04.113                                                  ba oil-resin inhibited the oedema formation in
                                                                                                                 59% (400mg/kg) and hyperalgesia in dose-re-
liofilização.
Resultados: Extrato de espícula nas doses de 17,5;       ANTI-HISTAMINIC AND ANALGESIC ACTIONS                   sponse way (47.5, 64, 88.9% of inhibition). Our
35; 50 e 100 µg, produziu maior intensidade de           FROM BRAZILIAN TREE. Pennaforte RJ;                     results show that copaiba oil-resin with high con-
resposta nos 5 min iniciais, respectivamente de          Marques PR; Ramos MFS; Siani AC; Henriques.             tents of sesquiterpenes presents a potent effect,
30,17±1,96; 34,83±2,02; 42,17±4,87 e                     MGMO. Institute of Drug Technology - Oswaldo            inhibiting either oedema formation or hyperal-
38,33±3,94 NLS. O edema total em 6 h foi res-            Cruz Fondation- RJ.                                     gesia observed in allergic inflammatory process.




                                                                                                                                                                      143
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                                       XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                                   Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.115                                                                     do volume da pata. Enquanto a Indometacina
                                                                           10mg/Kg inibiu 75±9%. Na peritonite o AF 10
                                                                                                                                (MF) e contorções abdominais induzidas pelo
                                                                                                                                ácido acético (0,6%) (MAA). MÉTODOS: Foram
SOBRE O MECANISMO DA LIBERAÇÃO DE                                          ou 30mg/Kg produziu inibição de 80±2,5% ou           utilizados camundongos Suiços fêmeas (25-35g,
HISTAMINA INDUZIDA POR LECTINAS DE                                         57±3% da migração de células para o perito-          n=6-8), os quais receberam tratamento com o
PLANTAS. Lopes, F.C.**1, Cavada, B.S.2, Gomes,                             neo.                                                 composto puro Filiceno (FIL= 6, 8, 10, 30, 60 e
J.C.1 Depto de Farmacologia, UNESP, Botucatu-                              Discussão: O AF produziu efeito antiedematogê-       100mg/Kg i.p) 30 min antes da administração
SP1 e Depto de Bioquímica e Biologia Molecular,                            nico e antiinflamatório inibindo a migração celu-    da MF ou MAA e (100, 300 e 500mg/kg via oral)
UFC, Fortaleza-CE2.                                                        lar para a cavidade peritoneal., este efeito pode    ou veículo 1 hora antes da administração do
                                                                           estar associado a propriedade antioxidante deste     MAA. RESULTADOS E DISCUSSÕES: Quando ava-
Introdução: Lectinas, como a concanavalina A                               composto.                                            liada a atividade antinociceptiva nas doses de (6-
(conA), são potentes ativadores de mastócitos e                            Apoio: BIOFAR-UNISUL/Prodapys                        100 mg/kg i.p.), verificou-se a redução de forma
sua ação parece depender da presença de IgE na                                                                                  significativa dose- dependente das contorções
superfície destas células, da espécie e tecido con-                                                                             abdominais induzidas pelo MAA com IM (inibi-
siderados. Neste trabalho, estudamos a impor-                              04.117                                               ção máxima) de 96% . Também observou-se que
                                                                                                                                o composto atua até 4 hs após sua administração
tância da presença de anticorpos e da espécie
animal no efeito liberador de histamina induzi-                            AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANALGÉSICA DO                 com IM de 56% . No MF observou-se que o com-
do por diferentes lectinas.                                                EXTRATO BRUTO HIDROALCOÓLICO DE Ca-                  posto (10- 100mg/kg i.p.) foi eficaz nas duas fa-
Métodos: Mastócitos peritoneais de ratos Wistar                            searia sylvestris. Nilce Alves1,3, Eduardo Mattos    ses da dor sendo mais efetivo na segunda (dor
(W) e Rowett nude (N) (imunodeficientes) fo-                               1,3, Rodrigo R. Peters2,3, Anna Paula Piovezan2,3.   inflamatória) com IMs de (43,98% e 65,72%)
ram obtidos por lavagem direta do peritôneo. Os                            1Alunos e 2Prof. do Curso de Farmácia – UNISUL,      respectivamente. Além disso, o Filiceno adminis-
de bolsa jugal de hamster (H) e intestino de co-                           3Pesquisadores do GRUPNAT/ Tubarão/ SC.              trado via oral (100 - 500mg/kg), também foi efi-
baia (C), por dispersão com colagenase. Médias                                                                                  caz no MAA, com inibição de 40.14% . Esses re-
de 3 a 9 experimentos são expressas em termos                              Introdução: Casearia sylvestris, também conhe-       sultados indicam que o composto apresenta sig-
de porcentagem de liberação de histamina (LH)                              cida como erva-de-bugre, da família Flacourtia-      nificativa atividade antinociceptiva. Estudos far-
± EPM, descontando-se a liberação espontânea.                              ceae, tem sido investigada por seu amplo uso         macológicos estão sendo realizados em nossos
Resultados: ConA, Canavalia brasiliensis (CB),                             popular, devido a possíveis propriedades antiin-     laboratórios para identificar o(s) possível (s) me-
Cymbosema roseum (CR), Maackia amurensis                                   flamatória, antibiótica e cicatrizante, entre ou-    canismo (s) de ação antinociceptiva do Filiceno.
(MAA), Parkia platycephalla (PP) e Triticum vul-                           tras. Diante disso, empregou-se modelos farma-       APOIO FINANCEIRO: PIPG/UNIVALI
garis (WGA) liberaram histamina de W e H. Em                               cológicos de dor para investigar a capacidade do
N, as lectinas ConA, CB e MAA foram ativas e em                            extrato bruto hidroalcoólico (EBHA) desta planta
C nenhuma das lectinas liberou histamina.                                  em promover analgesia em camundongos. Mé-            04.119
                                   % LH
                                                                           todos: Camundongos suícos machos (ca. 30 g)
        CR         ConA         MAA         CB            PP      WGA      foram avaliados nos modelos de dor induzida por      ANÁLISE PRELIMINAR DA AÇÃO ANTINOCI-
    (10 µg/ml)       (100   µg/ml)                   (300 µg/ml)
W    29,1±7,9    26,9±7,5     23,8±6,4    21,0±5,3    17,2±3,8 10,7±3,8    formalina ou ácido acético. No primeiro caso, os     CEPTIVA DA NIGA-ICHIGOSIDE OBTIDA DA
H    16,9±1,7    11,9±2,2     22,3±5,5    15,0±1,2    13,1±3,4 10,5±1,6    animais receberam injeção intraplantar (i.pl.) de    Rubus imperialis. ARDENGHI, J.; Kanegusuko,
N    2,7±1,7     16,1±7,1     29,8±6,5    22,8±7,8     1,2±0,5   3,7±1,9
                                                                           solução a 2,5% de formalina e foram observa-         M.; Niero, R. e De-Souza, M. Núcleo de Investi-
Discussão: A LH induzida por lectinas não é                                dos por 30 min para o registro do tempo (s) que      gações Químico-Farmacêuticas (NIQFAR)/CCS-
necessariamente dependente da presença de                                  os mesmos despenderam lambendo a pata tra-           UNIVALI.
anticorpos ligados à membrana dos mastócitos,                              tada. No segundo modelo, observou-se o núme-
sendo mais dependente do tipo de mastócito e                               ro de contorções abdominais que os animais apre-     Objetivos: O presente trabalho visa analisar os
da espécie animal. Apoio financeiro: CAPES.                                sentaram nos 20 min seguintes à administração        possíveis mecanismos da ação antinociceptiva da
                                                                           intraperitoneal (i.p) de solução a 0,6% de ácido     Niga-Ichigoside (NIG). Métodos: Camundongos
                                                                           acético. Para avaliar a atividade analgésica da      fêmeas (25-35g, N=6-8), receberam tratamen-
04.116                                                                     Casearia sylvestris, diferentes grupos de animais    to com o composto puro NIG (60mg/Kg, i.p.),
                                                                           foram tratados com o EBHA da planta por via          veículo e/ou drogas das vias em estudo e 30 min
AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE DO ÁCIDO FERÚ-                                      i.p. (30 ou 100 mg kg-1, 30 min antes) ou oral       após foram submetidos ao modelo de dor indu-
LICO SOBRE O EDEMA E INFLAMAÇÃO PE-                                        (30, 100 ou 300 mg kg-1, 1 h antes) previamen-       zida pela formalina 2,5%. Resultados e discus-
RITONEAL INDUZIDA PELA CARRAGENINA                                         te aos estímulos nociceptivos. Resultados: O tra-    sões: Quando avaliada a via dopaminérgica ob-
EM CAMUNDONGOS. 1Martins, R., 1Teixeira, C.,                               tamento dos animais com EBHA de Casearia syl-        servou-se que o haloperidol (HA=0.5µmol/kg)
1
  Longhi, D.T., 1Ballmann, J.D., 1Scremin, A, 1Pau-                        vestris reduziu significativamente a dor induzida    reverteu o efeito antinociceptivo do composto nas
lino, N. 1. Grupo de Pesquisa e Desenvolvimento                            por formalina (100 mg kg-1; i.p.; 46% inibição       duas fases da dor (NIG=4.25/3.78;
de Biofarmacos, BIOFAR, Universidade do Sul de                             da 1a. fase e 44% inibição da 2a. fase) ou por       HA+NIG=64.4/98.66). O mesmo perfil farma-
Santa Catarina, Tubarão, SC.                                               ácido acético (100 mg kg-1; via i.p.; 81% inibi-     cológico foi obtido na via nitrérgica, a L-arginina
                                                                           ção máxima ou 300 mg kg-1; via oral; 80% ini-        (L-ARG= 600mg/kg) reverteu o efeito do com-
Introdução: O ácido ferúlico (AF) é um compo-                              bição máxima). Discussão: O EBHA de Casearia         posto (NIG=4.12/5.78; L-ARG+NIG=87.11/
nente natural de várias plantas medicinais e faz                           sylvestris apresentou atividade analgésica em        134.82). Na avaliação do sistema colinérgico
parte comum da rota de biosintese de flavóides.                            modelos de dor em camundongos. Apoio Finan-          observou-se que a atropina (ATR= 60mg/kg) re-
Nosso objetivo é avaliar a atividade antiinflama-                          ceiro: UNISUL                                        verteu o efeito antinociceptivo do composto ape-
tória do ácido ferúlico in vivo.                                                                                                nas na segunda fase da dor (NIG= 38.16/0.33;
Métodos: Foram usados camundongos machos                                                                                        ATR+NIG=20.8/17.6). Já na avaliação do siste-
(25-30g, n=5) Os animais foram tratados via i.p.                           04.118                                               ma opióide o resultado verificado foi que a nalo-
                                                                                                                                xona (NAL= 1mg/kg) reverteu o efeito antinoci-
com salina, AF (10 ou 30mg/Kg) ou indometaci-
na (1 mg/Kg), 20 minutos antes da indução do                               AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES ANTINOCI-                 ceptivo do composto nas duas fases da dor,
edema ou peritonite pela carragenina, 30 mg/                               CEPTIVAS DO FILICENO OBTIDO DA Adiantum              (NiG=31.87/0.33; NAL+NIG=64.25/30.00).
pata ou 1mg/mL, respectivamente.No edema da                                Cuneatum. Ardenghi, J.V**., Cechinel, V.F**.,        Entretanto, os antagonistas adrenérgico seletivos
pata o volume foi avaliado em 15, 30, 60, 120 e                            Bresciani, L.F*., Yunes, R.A*., De Souza, M.M**.     yoimbina (YOB,a 1) e prazosin (PRA a2) não re-
240 min após a indução flogistica. Na peritonite                           **- Núcleo de Investigações Químico-Farmacêu-        verteram o efeito antinociceptivo do composto
o volume de exudato (1mL) foi removido 4 h                                 ticas (NIQFAR)-CCS-UNIVALI-Itajaí-SC * -Depar-       em ambas as fases da dor (NIG=4.62/4.54;
após a indução flogistica. Foram analisados o                              tamento de Química - UFSC- Florianópolis-SC          PRA+NIG=24.4/6.0; YOI+NIG= 6.0/0.16). Os
número total de leucócitos, e o diferencial celu-                                                                               resultados obtidos até o presente momento nos
lar dos grupos de tratamento (AF 10 e 30mg/Kg)                             OBJETIVOS: O presente trabalho analisa a possí-      sugerem que o composto em estudo exerce sua
em comparação ao grupo salina.                                             vel atividade antinociceptiva do Filiceno compos-    ação antinociceptiva através das via dopaminér-
Resultados: No edema de pata o AF 10 ou 30mg/                              to obtido da Adiantum Cuneatum utilizando            gica, oxidonitrérgica e opióide bem como atuan-
Kg produziu 23±7,3% ou 32±9% de inibição                                   modelos de dor induzida pela formalina (2,5%)        do parcialmente nas via colinérgica. Apoio finan-
                                                                                                                                ceiro: PIPG, UNIVALI.


144
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                 XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                             Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.120                                               04.121                                                as Cas induzidas por Zy; (90,47%; > efeito) e
                                                                                                           por Aac (p < 0,05; 69,23%; > efeito). Inibiu
ATIVIDADE ANTINOCICEPTIVA DO LAPACHOL                AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTINOCICEPTI-                 também de forma significativa (p< 0,01; 3ªh) a
E DO ANÁLOGO SINTÉTICO ACETOGLICOLA-                 VA E ANTIINFLAMATÓRIA DO COMPOSTOS                    IA nas doses de 50 e 100mg/Kg (47,61%; > efei-
PACHOL. Braggio, M. M.1; Santos, A.L.2; Olivei-      DE CORDENAÇÃO DO LAPACHOL COM ALU-                    to). Em adição, verificou-se que a RT não foi ca-
ra, M. M.; Lapa, A. J2. 1instituto Biológico, SP;    MÍNIO. 1Cardoso, S.R., 1Freccia, C., 1Teixeira, C.,   paz de inibir de forma significativa o edema de
2
  depto. Farmacologia, Setor Produtos Naturais,      2
                                                       Marcucci, M.C., 2Pereira, R.M.S., 1Scremin, A.,     pata induzido por carragenina (300µg ipl). Dis-
EPM/UNIFESP, CEP 04044-020, SP.                      1
                                                       Paulino, N. 1. Grupo de Pesquisa e Desenvolvi-      cussão: Os resultados indicam que a RT possui
                                                     mento de Biofármacos, UNISUL, Tubarão, SC. 2.         um potente efeito analgésico, pressupondo-se de
Introdução: O lapachol (naftoquinona) isolado da     Universidade Bandeirante de São Paulo, São Pau-       ação periférica, possivelmente via inibição de
Tabebuia avellanedae Lor., Bignoniaceae (Ipê-        lo, SP.                                               mediadores hiperalgésicos liberados por células
Roxo), é utilizado como antibiótico e antineoplá-                                                          residentes.
sico (Santana e col. Rev. Inst. Antib. 20: 198,      Objetivos: Os compostos de cordenação com íons        Apoio financeiro: CNPq.
1980). Em estudos anteriores mostramos que o         metálicos têm demonstrado inúmeras atividades
lapachol (LAP) produziu efeito antinociceptivo nas   biológicas. O objetivo do nosso trabalho é de-
contorções abdominais por ácido acético e no         monstrar a atividade antinociceptiva e antiinfla-     04.123
teste da placa aquecida (Braggio e col. IV FeSBE,    matória do compostos de cordenação do lapa-
res. 9.5, 217, 1989), confirmando o efeito anal-     chol com alumínio (LpAl) nos modelos de dor e         RESULTADOS PRELIMINARES DO MECANIS-
gésico relatado por pacientes com câncer trata-      inflamação em camundongos.                            MO DE AÇÃO DA PROPRIEDADE ANTINOCI-
dos com o composto. A acetilglicolização do LAP      Métodos: Foram usados camundongos suíços (25-         CEPTIVA DA QUERCETINA. Arnaldo Wilain Fi-
(AGLAP) aumentou a lipossolubilidade e a ab-         30g, n=6) tratados com salina, indometacina           lho 1, Leonardo Olinger, Carina Panceira1 ;Valdir
sorção do composto, prolongando a sobrevida          (10mg/Kg i.p.) ou LpAl (0,1, 1 ou 10mg/Kg i.p.),      Cechinel Filho1 e De Souza1 M.M.. - 1- Universi-
de camundongos com leucemia P388, (Consola-          no modelo de dor induzidas pelo ácido acético e       dade do Vale do Itajaí- UNIVALI/FAQFAR/NIQFAR-
ção e col. J. Med.Chem.18:1159,1975). Este tra-      formalina, ou na peritonite induzida pela carra-      Itajaí/SC
balho comparou a atividade antinociceptiva do        genina. Os valores foram expressos como média
LAP e do AGLAP em camundongos.                       ± E.P.M. P<0,05 foram significantes.                  Introdução: Resultados anteriores mostraram que
Métodos e Resultados: O tratamento de ratos e        Resultados: LpAl 0,1, 1 ou 10 mg/Kg (i.p.) pro-       o flavonóide quercetina exibe propriedade anti-
camundongos com LAP ou AGLAP (0,1 a 0,5 g/           duziram inibição da dor induzida pelo ácido acé-      nociceptiva em vários modelos de dor. O objeti-
kg, ip, e 0,5 a 2 g/kg, vo) produziu diminuição da   tico com CI50 de 0,6±0,08mg/Kg, e no modelo           vo do presente trabalho foi o de estudar o meca-
atividade espontânea, ptose palpebral e ataxia       da formalina com CI 50 de 1,1±0.2mg/Kg. Do            nismo pelo qual tal atividade se desenvolve.
proporcionais às doses. O LAP (50, 100 e 200 m/      mesmo modo, LpAl nas doses de 10 ou 100mg/            Métodos: camundongos machos Swiss Webster
kg, vo, 60 min antes) reduziu as contorções ab-      Kg, inibiram a migração de leucócitos na perito-      (30g, N=6-8) foram submetidos ao modelo de
dominais induzidas por ácido acético (0,8%;          nite induzida por carragenina em 40±3 ou              dor induzida por ácido acético (AA/0.6%). Os
0,1mL/10g, ip) de 48%, 58% e 71% do controle         85±4%, respectivamente.                               animais foram pré-tratados com antagonistas
(C=58,0 ± 4,1 contorções acumuladas/30 min,          Conclusões: Nossos resultados demonstram que          adrenérgicos α1/parazosin) e α2/Yoimbina
n=10). No mesmo teste, doses iguais de AGLAP         o composto de cordenação Lapachol com alumí-          (0.15mg/Kg), antagonista opióide/naloxona
diminuíram as contorções de 24%, 46% e 57%,          nio produziu uma atividade antinociceptiva e          (1.0mg/Kg),antagonista dopaminérgico/ halope-
respectivamente. A indometacina (10 mg/kg, vo),      antiinflamatória in vivo.                             ridol (3mg/Kg) e L-arginina (0.75mg/Kg) 15 min
controle positivo, inibiu as contorções de 44%. A    Apoio: BIOFAR-UNISUL/UNIBAN                           antes da quercetina e 30 min do AA (0.1ml/10g
administração de LAP (100, 150 e 200 mg/kg,                                                                peso).Controles com os agonistas das vias tam-
vo, 60 min antes), aumentou a latência da reati-                                                           bém foram feitos. Após administração do AA foi
vidade ao estímulo térmico (tail-flick) de 22%,
30% e 47% (C=4,7 ± 0,2 s; n=8), respectiva-
                                                     04.122                                                registrado o número de contorções de forma cu-
                                                                                                           mulativa por um período de 20 min. Resultados
mente. Em doses iguais, o AGLAP aumentou a           EFEITO ANALGÉSICO DA RUTINA EM MODE-                  e Discussão o efeito analgésico da quercetina não
latência, nas duas maiores doses de 31% e 30%,       LOS EXPERIMENTAIS. Oliveira, MUF; Silva-Neto,         foi revertido pelos tratamentos de: naloxona
respectivamente. O fentanil (0,1 mg/kg, sc, 30       IV; Nascimento, SB; Rocha, JCS; Rocha, FAC; Ri-       (3.33±1.8), L-arginina (4.12±0.43), haloperidol
min), controle positivo, aumentou a resposta de      beiro, RA. Deptos. de Fisiologia e Farmacologia e     (4.66±5.4) e prazosin (1.5±0.71) quando com-
158%. A naloxona (3 mg/kg, sc, 15 min antes)         de Medicina Clínica, Faculdade de Medicina da         parado aos seus respectivos controles
reverteu o efeito do fentanil, mas não o do LAP      Universidade Federal do Ceará.                        (NA=44.8±1.6; L-ar= 38.6±4.8; HA= 63.6±5.4;
(200 mg/kg, vo) ou do AGLAP (300 mg/kg, vo).                                                               Pra= 36.8±0.32), mas foi revertido pelo pré-tra-
No teste da dor pela formalina (3%, 20 µL/intra-     Introdução: A rutina (RT) é um flavonóide, com-       tamento      de     yoimbina      (31.72±3.12/
plantar), o LAP (100, 150 e 200 mg/kg, vo, 60        posto polifenólico de origem vegetal, com possí-      YO=31.9±2.46). Até o momento, os dados obti-
min antes) reduziu a 1a fase de 32%, 49% e 56%       veis ações antiinflamatórias ainda não completa-      dos ampliam achados anteriores sobre o efeito
(C=117,1 ± 4,3 s), e a 2a fase do teste de 61%,      mente esclarecidas. Havíamos demonstrado que          analgésico dos flavonóides e sugerem que das
71% e 72 % (C=189,5 ± 17,9 s). Em doses iguais,      as contorções abdominais (Cas) induzidas por          vias até aqui estudadas, a quercetina exerce seu
o AGLAP reduziu a 1a fase de 40%, 50% e 60%,         Zymosan (Zy) e Ácido Acético (Aac) eram de-           efeito antinociceptivo através do sistema α-adre-
e a 2a fase de 59%, 63% e 68%, respectivamen-        pendentes da liberação de citocinas por macró-        nérgico, via receptores α2 não tendo influência
te. A indometacina (10 mg/kg, vo) inibiu somen-      fagos e mastócitos residentes (Ribeiro, RA et al.,    no sistemas opióide, dopaminérgico e oxidoni-
te a 2a fase de 64%. Comparando-se os efeitos        Euro. J. of Pharmacol., 2000, 387, p111). Obje-       trérgico. Agradecimentos: Programa de bolsas
obtidos em função da concentração de LAP, os         tivos: Avaliar os efeitos da RT em modelos expe-      PIPG da UNIVALI
dois compostos não apresentaram diferenças sig-      rimentais de nocicepção. Métodos: Utilizaram-se
nificativas entre si.                                os modelos de Cas induzida por Zy (1mg; ip) ou
Conclusão: Os resultados mostraram que LAP e         Aac (0,6%, ip) em camundongos Swiss e de in-          04.124
AGLAP reduziram a dor neurogênica e inflama-         capacitação articular (IA) em joelho de ratos Wis-
tória e que esta atividade antinociceptiva se deve   tar, induzida por Zy (1mg; ia). Os animais foram      EFEITO DOS FLAVONÓIDES RUTINA E QUER-
ao lapachol.                                         pré-tratados com RT 25 – 100mg/Kg ip na Cas e         CETINA NA DOENÇA PERIODONTAL EXPERI-
Apoio Financeiro: CNPq, CAPES                        RT 50-200mg/Kg ip na IA 30min antes da indu-          MENTAL EM RATOS. Teixeira,PAL; Lima,RVC;
                                                     ção por Zy ou Aac. Resultados: RT (25, 50 e 100       Cavalcante,MG; Menezes,AMA; Ribeiro,RA;
                                                     mg/kg; ip) inibiu de forma significativa (p < 0,01)   Brito,GAC (Deptos. Fisiologia e Farmacologia,
                                                                                                           Morfologia-UFC)




                                                                                                                                                              145
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                 XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                             Farmacologia e Terapêutica Experimental




Introdução: A periodontite é um processo infla-      tas dos animais tratados com LPS. Conclusões: O      gando na medula espinhal induzem impulsos
matório crônico que afeta os tecidos de proteção     tratamento local com LPS produziu aumento            antidrômicos que aumentam o edema inflama-
e sustentação do dente (periodonto) e caracteri-     marcante do edema de pata mediado pelos re-          tório periférico, decidimos avaliar o envolvimen-
za-se por infiltração leucocitária, perda progres-   ceptores B1 para as cininas acompanhado do           to do sistema serotoninérgico espinhal sobre o
siva do osso de suporte do dente, destruição do      aumento da expressão do receptor B1 e de TN-         edema inflamatório periférico. Métodos. O ede-
tecido conjuntivo e formação de bolsas. É consi-     Falfa. Vários mecanismos incluindo a participa-      ma inflamatório foi induzido pela injeção intra-
derada como sendo a principal doença respon-         ção da síntese de novas proteínas sensível a ci-     plantar de carragenina 300 ug/pata em ratos
sável pela perda dentária em adultos. O objetivo     clohexemide e dexametasona, moléculas de ade-        Wistar machos (150-180 g). O volume da pata
desse trabalho é avaliar o efeito antiinflamatório   são, e citocinas pró e antiinflamatórias estão re-   foi medido por imersão da pata inflamada em
dos flavonóides Rutina e Quercetina na Doença        lacionados com a regulação do receptor B1 das        uma cubeta cheia de água, adaptada sobre ba-
Periodontal Experimental em ratos. Métodos:          cininas após injeção de LPS. Suporte financeiro:     lança eletrônica. O peso registrado pela balança
Para a indução da Doença Periodontal foram uti-      CNPq, FINEP, PRONEX, PIBIC/Iniciação científi-       foi diretamente convertido em volume (densida-
lizados ratos Wistar machos com peso entre 150-      ca, CAPES                                            de da água 1 g/mL). Agonistas ou antagonistas
200g, inserindo um fio de sutura de náilon 3.0                                                            serotoninérgicos foram administrados por via in-
em torno do segundo molar superior esquerdo                                                               tratecal, 30 min antes da injeção de carragenina.
do animal. Analisou-se os seguintes parâmetros:
Estudo da reabsorção do processo alveolar pela
                                                     04.126                                               Resultados. Serotonina (0.1, 1, 10 pmoles and
                                                                                                          10 nmoles) causou inibição gradual do edema
sua medida morfométrica, estudo hematológico         PAPEL MODULADOR DA GLUTAMINA NO                      inflamatório. O agonista 5-HT1B/1D sumatripta-
e análise da variação de massa corpórea para         EDEMA DE PATA INDUZIDO POR CARRAGE-                  no (0.1, 1.0 and 10 nmol) também inhibiu o
avaliação do efeito sistêmico da doença e do tra-    NINA E DEXTRAN EM RATOS. Nascimento,SB1;             edema. O agonista parcial 5-HT1/ 5-HT2 meti-
tamento. Resultados: Rutina na doses: 50, 100 e      Sousa,RB1; Martins,MJB1; Ribeiro,RA1; Brito,GAC2.    sergida (1,10 and 100 pmol) aumentou o ede-
200 mg/kg/ dia, mostrou-se capaz de prevenir a       Deptos. de Fisiologia e Farmacologia1 e Morfolo-     ma, mas em doses nanomolares (2, 4 and 8 nmol)
perda óssea de forma significante (p<0,05) em        gia2 da UFC                                          o diminuiu. O antagonista 5-HT3 ondansetrona
30,5%; 29,64% e 30,9% respectivamente. Quer-                                                              (0.1, 1.0 and 10 nmol) não modificou o edema,
cetina nas doses 0,25; 0,5 e 1 mMol/kg/dia, re-      Introdução:A glutamina (Gln) é o aminoácido li-      mas o antagonista 5-HT3 / agonista 5-HT4 me-
duziu a perda óssea (p<0,05) em 38,2%; 40% e         vre mais abundante no plasma. Porém, na vigên-       toclopramida (0.1, 1.0 and 10 nmol) diminuiu o
35% respectivamente. Discussão: O método de          cia de trauma ou infecções há depleção de Gln,       edema. Conclusão. Serotonina liberada na me-
indução da Doença Periodontal testado foi ca-        associada a alteração da função imune-inflama-       dula espinhal pode inibir o edema inflamatório,
paz de reproduzir a perda óssea e a inflamação       tória. Nesse contexto, a reposição de Gln assume     via receptores 5-HT1. O efeito potenciador da
observada na Doença Periodontal em humanos.          papel terapêutico. O objetivo deste trabalho foi     metisergida sugere que exista um papel inibitó-
Embora o nosso trabalho tenha mostrado redu-         investigar o efeito da depleção seguida de repo-     rio tônico da serotonina endógena na medula
ção significativa do índice de perda óssea, novos    sição de Gln na resposta inflamatória utilizando     espinhal durante a inflamação. Receptor 5-HT4 ,
estudos são necessários para a determinação do       o modelo do edema de pata. Métodos:Foram             mas não 5-HT3, também podem estar envolvido
mecanismo de ação destas drogas neste                utilizados ratos Wistar machos, divididos em 3       neste processo. Apoio. CAPES, CNPq
modelo.(CNPq)                                        grupos: controle (salina), metionina-sulfoximina
                                                     (MSO- inibidor da síntese endógena de Gln,
                                                     25mg/kg ip 12h antes da indução do edema) e          04.128
04.125                                               MSO/Gln (MSO 25mg/kg ip 12h antes da indu-
                                                     ção do edema + Gln 10mL/100mg de uma solu-           DOTARIZINA (DTZ) INIBE O EXTRAVASAMEN-
MECANISMOS ENVOLVIDOS NAS RESPOSTAS                  ção 200mM ip nos tempos 0, 6 e 12h). O edema         TO PLASMÁTICO (EP) INDUZIDO PELA SUBS-
INFLAMATÓRIAS CAUSADAS PELO AGONIS-                  foi induzido por injeção subplantar de 500µg de      TÂNCIA P (SP), SEROTONINA (5-HT) E BRA-
TA B1,des-Arg9-BK, NA PATA DE RATOS PRÉ-             carragenina (Cg) ou 100µg de dextran (Dx) e afe-     DICININA (BK) NA DURA-MÁTER (DM) DE
TRATADOS COM LPS. Passos,G.F., Fernandes,E.S,        rido por pletismômetro 0,1,2,3 e 4h após o estí-     RATOS. Moreira, D.M.; Frassetto, L.F.; Waltrick,
Campos,M.M., 1Souza,G.E.P., 2Teixeira,M.M.,          mulo. Resultados:Houve aumento significativo do      P.T.; Souza, A.; Gabilan, N.H.; García, A.G.; Lo-
Calixto,J.B. Departamento de Farmacologia,           edema induzido pela Cg no grupo depletado de         pez, M.G.; Nicolau, M.; Depto. de Ciências Fisio-
UFSC, Florianópolis, SC; 1Laboratório de Farma-      Gln quando comparado ao grupo controle e ao          lógicas, CCB, UFSC, Florianópolis, SC.
cologia, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, USP,   grupo em que houve reposição de Gln (74,8% e
Ribeirão Preto, SP; 2Departamento de Imunolo-        84,3%, respectivamente; p<0,05). O mesmo não         Objetivos: O EP e a vasodilatação na DM consti-
gia, UFMG, Belo Horizonte, MG                        ocorreu no edema induzido por Dx. Os leucogra-       tuem a base fisiopatológica da enxaqueca. A DTZ,
                                                     mas não diferiram entre os diversos grupos.          um bloqueador dos canais de Ca2+, é um deri-
Introdução: O presente trabalho analisa alguns       Discussão:A depleção de Gln potencia o edema         vado piperazínico com possível propriedade anti-
dos mecanismos envolvidos nas ações inflamató-       de pata dependente de neutrófilos, sua reposi-       enxaqueca. Este estudo propõe-se a avaliar a ação
rias causadas pelo agonista de receptor B1, a des-   ção reverte esse efeito. O mesmo não ocorre em       da DTZ no EP induzido pela SP, 5-HT e BK na DM
Arg9-BK (DABK) após tratamento tópico com LPS.       relação ao edema vascular dependente de libe-        de ratos. Métodos: O EP, avaliado na DM, foi
Métodos e Resultados: Foram utilizados ratos         ração de mediadores pré-formados por mastóci-        mensurado usando a técnica do corante Azul de
machos Wistar (150-180g). A injeção intraplan-       tos. Os dados sugerem que a glutamina tem um         Evans, quantificado por espectrofotometria (620
tar (i.pl.) de des-Arg9-BK (100 nmol/pata) pro-      papel modulador no processo inflamatório e sua       nm) e expresso como mg/g de tecido seco. Re-
duziu discreto edema (0,13 ml), enquanto que a       deprivação pode resultar na exacerbação da in-       sultados: Um aumento significante do EP em re-
injeção de LPS (1 microg, 6-72h, i.pl.) causou       flamação.                                            lação ao controle na DM foi observado com a
aumento tempo-dependente do edema à DABK             Apoio: CNPq e CAPES.                                 administração de SP 10 nmol/Kg i.v. (51,6 ±1,8
e dos níveis da mieloperoxidase com pico em 12                                                            para 83,9 ±3,6), de 5-HT 100 e 300 nmol/Kg
h (cerca de 7 vezes). O antagonista B1, des-Arg9-                                                         i.v. (51,6 ±1,8 para 64,0 ±2,4 e 83,9 ±3,0 res-
Leu8-BK, inibiu significativamente o edema da
DABK (43%). A dexametasona (18h antes) ou a
                                                     04.127                                               pectivamente) e de BK 3,0 nmol/Kg i.v. (51,6
                                                                                                          ±1,8 para 77,2 ±3,9). A DTZ 100 nmol/kg i.v.
cicloheximide (18h antes), inibiram o edema da       SEROTONINA ESPINHAL INIBE INFLAMAÇÃO                 antagonizou significativamente o aumento do EP
DABK (45% e 55%). A fucoidina, inibidor de           PERIFÉRICA VIA RECEPTORES 5-HT1 E 5-HT4.             na DM induzido pela SP (83,9 ±3,6 para 54,5
molécula de adesão e o anticorpo anti-CD18 fo-       1Daher, J.B., 2Tonussi, C.R. 1Depto. de Ciências     ±2,0), pela 5-HT 300 nmol/Kg i.v. (83,9 ±3,0
ram capazes de antagonizar o edema da DABK           Farmacêuticas, UEPG, Ponta Grossa, PR. 2Depto        para 54,9 ±2,9) e pela BK 3,0 nmol/Kg i.v. (77,2
(60% e 41%). Os anticorpos anti-IL-1beta ou anti-    de Farmacologia, UFSC, Florianópolis, SC.            ±3,9 para 51,5 ±2,3). Conclusão: A DTZ inibiu
TNFalfa (12h) reduziram o edema à DABK (62 e                                                              significativamente o EP induzido pela SP, 5-HT e
36%). O antagonista de receptores da IL-1, IRA       Introdução. Sabe-se que fibras descendentes se-      BK na DM. Estes dados sugerem que este deriva-
(12h) ou a IL-10 (12h) inibiram o edema da DABK      rotoninérgicas causam analgesia por inibirem os      do piperazínico poderia ser efetivo como agente
(55 e 36%). Finalmente, a expressão de TNFalfa       terminais centrais das fibras aferentes primárias    anti-enxaqueca. Apoio: Lab. Ferrer, Barcelona,
e do receptor B1 foi também observada nas pa-        finas. Desde que os impulsos nociceptivos che-       Espanha; CAPES; CNPq.



146
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                     XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                 Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.129                                                no, coração e traquéia. O pré-tratamento com o
                                                      antagonista de receptor B2, HOE 140 (10nmol/
                                                                                                             Introduction- We recently found that activation
                                                                                                             of melatonin receptors inhibit the leukocyte re-
EFEITO DO CAPTOPRIL (CAP) SOBRE O EXTRA-              kg,i.v.) reduziu significativamente o aumento do       cruitment and have no effect on arteriolar diam-
VASAMENTO PLASMÁTICO (EP) INDUZIDO                    EP induzido pela BK e potencializado pela Q no         eter during acute inflammation. Aim- Verify me-
PELA BRADICININA (BK) NA DURA-MÁTER                   duodeno, coração, pâncreas e traquéia. O pré-          latonin effects on inflammatory vascular perme-
(DM) DE RATOS. Sousa, A.; Frassetto, L.F.; Mo-        tratamento com o antagonista de receptor NK-1,         ability increase. Methods- Vascular permeability
reira, D.M.; Waltrick, P.T.; Gabilan, N.H.; Nico-     RP 67,580 (10nmol/kg,i.v.), reduziu significati-       was measured by Miles assay. High melatonin
lau, M.; Depto de Ciências Fisiológicas, CCB, UFSC,   vamente o EP induzido pela BK em animais pré-          doses (10 mg/ animal, i.p) were injected 40 min
Florianópolis, SC.                                    tratados com Q no duodeno, coração e traquéia.         before intradermic injections of 60 µl of carrag-
                                                      Conclusões: A Q potencializou o EP induzido pela       eenin (0,5%), bradykinin (100 ng), histamine (1
Introdução: A BK aumenta o EP na DM. Neste            BK por causar acúmulo deste peptídeo, uma vez          µg) or serotonin (20 ng). Low melatonin doses
trabalho, procurou-se avaliar a influência do CAP     que o HOE 140 inibiu este efeito. A BK estimu-         (1nM) were injected locally toghether with the
neste efeito. Métodos e resultados: Utilizou-se       lou a liberação de SP nas terminações nervosas         chemotactic agents leukotriene B4 (6 µM) or fMLP
ratos wistar machos (200-300g), anestesiados          peptidérgicas aumentando o EP, considerando            (10 µM). Thereafter, Evan’s Blue (200 µl, 3 %,
com nembutal (40mg/Kg,i.p.). Fez-se a avaliação       que o antagonista seletivo do receptor NK-1 re-        i.v.) was injected. Animals were sacrificed after
do EP, pela técnica do corante azul de Evans (AE),    duziu este efeito. Apoio financeiro: CAPES, CNPq-      30 min and the dye was quantified by forma-
determinado por espectofotometria (620nm)             PIBIC.                                                 mide extraction and spectrophotometry. Results-
expresso em mg/g de tecido seco. Doses crescen-                                                              Systemic melatonin inhibited by 45 ± 12 % the
tes de BK foram administradas com AE em ani-                                                                 effect of carrageenin, but had no effect on brady-
mais controle e pré-tratados com CAP.Os animais       04.131                                                 kinin, histamine and serotonin response. Low
                                                                                                             melatonin dose (1 nM), injected locally, inhibits
foram sacrificados 10 min. após a injeção de BK
e AE, seguido de perfusão com 60 ml de salina         COMPARAÇÃO DO EXTRAVASAMENTO DE                        leukotriene B4 (22 ± 8.4 %) but not carrageenin
por 3 min. via ventrículo esquerdo, em seguida        AZUL DE EVANS INDUZIDO POR NEUROPEP-                   induced increase in vascular permeability. Mela-
dissecou-se a DM. A injeção de BK (0,3; 1,0; 3,0      TÍDEOS EM PELE E POLPA DENTAL DE RATOS.                tonin has no effect or even increase the fMLP
e 10 nmol/Kg;i.v.) induziu um aumento signifi-        K.L.M. Maltos, D. Ferreira-Alves and J.N. Francis-     induced increase in vascular permeability. Con-
cante do EP na DM de 50,2±1,50 para                   chi. Departamento de Farmacologia - ICB/UFMG,          clusion- These results indicate that melatonin
74,9±4,4*; 90,7±6,8**; 86,1±4,2**;                    Belo Horizonte, Brasil, CEP 31270-901.                 modulates vascular permeability by different
70,7±2,4*, respectivamente. Nos grupos trata-                                                                mechanisms. At high doses melatonin probably
dos apenas com CAP (10 e 100 nmol/Kg;i.v.),           Introdução: A substância P (SP) e CGRP (calcito-       inhibits the release or production of inflammato-
verificou-se aumento no EP de 50,2±1,5 para           nin-gene related peptide) são reconhecidos pe-         ry agents while at low doses it decreases LTB 4 in-
72,5±6,3*; 73,5±3,8*, respectivamente. Em             las suas propriedades vasodilatadoras e de au-         duced vascular permeability by reducing leuko-
ratos tratados com CAP 10 e 100 nmol/Kg o EP          mento de permeabilidade vascular. Nosso obje-          cyte recruitment.
induzido pela BK 0,3 nmol/Kg aumentou de              tivo foi comparar o extravasamento do azul de          Financial support: FAPESP. CMCL, CY and RPM
74,9±4,4 para 77,0±4,4 e 81,6±9,8, respecti-          Evans em resposta a esses neuropeptídeos inje-         are FAPESP or CNPq fellow.
vamente. A significância está representada por:       tados na pele e polpa dental de ratos (Holtzman,
*p<0,05 e **p<0,01 em relação ao controle.            machos) previamente anestesiados. Método: Di-
Discussão: A BK aumenta o EP na DM de modo            ferentes doses de SP, CGRP (nmoles) ou salina          04.133
dose-relacionada. Na maior dose, observou-se          fisiológica, distribuídas em quadrado latino, fo-
uma dessensibilização deste efeito. O CAP aumen-      ram injetadas intradermicamente (id) na pele do        BOSENTAN INIBE AUMENTO DE PERMEABI-
ta o EP na DM por possível acúmulo de BK. A           dorso dos animais (0.1 mL/sítio, tempo zero). Nos      LIDADE PULMONAR INDUZIDO POR LPS EM
injeção de BK em animais tratados com CAP, au-        dentes, preparos cavitários foram realizados nos       CAMUNDONGOS. Trentin, P.G.; Guimarães, C.L.;
mentou o EP induzido pela BK, embora não sig-         primeiros molares superiores do lado esquerdo e        Rae, G.A., Deptos. de Farmacologia, UFSC, Flori-
nificante, provavelmente por dessensibilização        a polpa exposta a diferentes doses de SP e CGRP        anópolis e FURB, Blumenau, SC, Brasil.
dos receptores da BK. Apoio financeiro: PIBIC/        durante 5 minutos e depois seladas (1 µL/sítio,
CNPq, CAPES.                                          tempo zero). Os primeiros molares contralaterais       Objetivos: A injúria pulmonar associada à SARA
                                                      serviram de controle. A injeção do corante diluí-      (Síndrome da Angústia Respiratória do Adulto)
                                                      do, 1 % no estudo da pele e 5 % no estudo da           tem diversas etiologias, entre elas a sepse. O au-
04.130                                                polpa dental, foi realizada no plexo venoso peni-
                                                      ano (0.1 mL/100g animal) quinze minutos antes
                                                                                                             mento da permeabilidade vascular pulmonar in-
                                                                                                             duzido por ácido olêico em camundongos, um
ANTAGONISTA DO RECEPTOR NK-1 (RP                      da administração dos agonistas. Após 10 min            modelo animal de SARA, é inibido pelo bosen-
67,580) BLOQUEIA O EXTRAVASAMENTO                     dessa administração, os animais foram sacrifica-       tan, um bloqueador misto de receptores ETA e
PLASMÁTICO (EP) INDUZIDO PELA BRADICI-                dos, os sítios azuis da pele e os dentes retirados e   ETB para endotelinas (ETs; Guimarães et al. J Car-
NINA (BK) EM TECIDOS DE RATO. Frassetto,L.F.;         extraídos em formamida a 37ºC por 24 horas,            diovasc Pharmacol. 36(Suppl 1): S371, 2000).
Moreira,D.M.; Nicolau,M.; Dovichi,S.S.; Depto.        sendo lida a absorbância dos sobrenadantes em          Este estudo avalia se as ETs medeiam a injúria
de Ciências Fisiológicas, CCB, UFSC,                  colorímentro padrão (623 nm). Resultados: Na           pulmonar causada por LPS nesta espécie.
Florianópolis,SC.                                     pele, o CGRP foi 23 vezes mais potente do que a        Métodos e Resultados: Camundongos suíços ma-
                                                      SP. Na polpa dental, o CGRP apresentou igual           chos (35 a 40 g) receberam azul de Evans (AE,
Objetivos: Em tecidos onde ocorre a inflamação        atividade e SP não induziu extravasamento signi-       50 mg/kg, i.v.) 1 h antes da aplicação de bosen-
neurogênica, a BK é capaz de liberar substância       ficativo. Conclusões: ratos Holtzman são mais          tan (30 mg/kg, i.v) ou veículo (salina estéril, i.v.).
P (SP) (Figini e cols., v272, p.785,1997). Traba-     sensíveis ao CGRP que à SP com relação ao au-          Após 30 min, foi realizada instilação intratraque-
lhos recentes demonstram que a quercetina (Q),        mento da permeabilidade vascular.                      al de LPS (E. coli 055:B5, 20 ug). Os animais fo-
um flavonóide, provoca acúmulo de BK por ini-         Apoio: CNPq, FAPEMIG, CAPES                            ram sacrificados 6 h depois e perfundidos pelo
bição da enzima conversora da angiotensina                                                                   coração com 10 ml de salina. Os pulmões foram
(ECA). O propósito deste estudo foi o de verificar                                                           dissecados, pesados, secados em estufa (40ºC por
se a potencialização do EP induzida pela BK em        04.132                                                 24 h), pesados de novo e macerados em forma-
                                                                                                             mida (60ºC por 48 h) para extração do corante.
animais tratados com quercetina envolve a libe-
ração de SP. Métodos e Resultados: A avaliação        MELATONIN EFFECT ON VASCULAR PERME-                    O teor total de AE (em ug) foi estimado por es-
do EP foi feita pela técnica do corante azul de       ABILITY. Cintia E. Yamashita1, C.M.C. Lotufo1,         pectrofotometria (620 nm). O LPS elevou o teor
Evans, determinado por espectrofotometria             S.H.P. Farsky2, Regina P. Markus1 1Laboratório de      de AE nos pulmões de 8,4 +/- 1,0 ug (veículo)
(620nm) e expresso em mg/g de tecido seco. A          Cronofarmacologia, Instituto de Biociências-USP.       para 19,72 +/- 0,8 ug (P<0.05; ANOVA e Stu-
BK (3 e 10nmol/kg,i.v.) aumentou o EP de modo         São Paulo. Brazil. 2Departamento de Análises           dent-Newman-Keuls). O bosentan não alterou os
dose-relacionado no duodeno, pâncreas, traquéia       Clínicas e Toxicológicas, Faculdade de Ciências        valores basais de AE (10,3 +/- 0,3 ug), mas re-
e bexiga. A Q (20mg/kg,v.o.) potencializou signi-     Farmacêuticas-USP. São Paulo. Brazil.                  duziu o acúmulo de AE em pulmões de animais
ficantemente o EP induzido pela BK no duode-                                                                 tratados com LPS (10,4 +/- 0,5 mg).



                                                                                                                                                                  147
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                   XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                               Farmacologia e Terapêutica Experimental




Conclusão: As ETs endógenas tem papel crucial         dade vascular cutânea (APVC) induzidos por an-        das na estrutua do anetol, sugere-se uma relação
no aumento do extravasamento vascular pulmo-          tígeno. Métodos e Resultados: Fragmentos isola-       estrutura atividade. Financiadores: CAPES e FUN-
nar causado por LPS em camundongos. Os pa-            dos de íleo e anéis de traquéia obtidos de cobai-     CAP
péis de receptores ETA e ETB na injúria estão sen-    as sensibilizadas foram mantidos imersos em lí-
do investigados.                                      quido nutritivo e conectados a transdutores iso-
Apoio Financeiro: CNPq.                               tônicos e isométricos, respectivamente. As pre-
                                                      parações foram submetidas à tensão de 1g sen-
                                                                                                            04.137
                                                      do posteriormente estimuladas com ovoalbumi-          EFEITO DA PROTOPORFIRINA IX, POSSÍVEL
04.134                                                na (10 ug/mL) e/ou histamina (5x10-6M). O APVC
                                                      foi avaliado na região dorsal de ratos sensibiliza-
                                                                                                            AGONISTA ENDÓGENO DE RECEPTOR BEN-
                                                                                                            ZODIAZEPÍNICO PERIFÉRICO, NO MODELO DE
O BLOQUEIO FARMACOLÓGICO DA CICLOO-                   dos após injeções intradérmicas de antígeno           ARTRITE CG-LPS EM RATOS. Bressan, E., Far-
XIGENASE RETARDA O “CLEARENCE “ DO                    (12ug/sítio) ou histamina (9ug/sítio), sendo o        ges, R.C., #Nakagaki, S., Tonussi, C.R. Depto. de
EXSUDATO ALÉRGICO PLEURAL EM RATOS                    extravasamento plasmático estimado pela quan-         Farmacologia, UFSC, Florianópolis, SC. #Depto.
ATIVAMENTE SENSIBILIZADOS. Rossi, MID;                tificação de azul de Evans extraído do sítio desa-    de Química, UFPR, Curitiba, PR.
Lima, MCR; Silva, PMR; Cordeiro, RSB & Mar-           fiado. A lidocaína inibiu a contração do íleo in-
tins, MA.Laboratório de inflamação. IOC/FIO-          duzida por estímulo antigênico (IC50=1,43mM,          Introdução. A protoporfirina IX é tida como li-
CRUZ, RJ, Brasil.                                     n=3) bem como aquela induzida por histamina           gante endógeno do receptor benzodiazepinico
                                                      (IC50=1,41 mM,n=3). Observou-se, ainda, re-           periférico (PBR). Os agonistas sintéticos de PBR,
INTRODUÇÃO: Estudos recentes sugerem que              laxamento concentração dependente de traquéi-         PK11195 e RO5-4864, aplicados sistêmicamen-
derivados prostanóides teriam um papel crucial        as pré-contraídas por estimulação antigênica          te apresentam efeito anti-nociceptivo e anti-ede-
na resolução da inflamação aguda. O objetivo          (IC50=5,8 mM, n=3), além de bloqueio do               matogênico no modelo de artrite induzida por
desse trabalho foi avaliar o efeito da inibição da    APVC induzido por estimulação alérgica                carragenina-lipopolissacarídeo. Neste trabalho,
enzima ciclooxigenase (COX) sobre a fase resolu-      (IC50=0,02umol/sítio)           e      histamina      analisamos o efeito da injeção local de protopor-
tiva da resposta inflamatória alérgica. METODO-       (IC50=0,17umol/sítio). Discussão: Lidocaína           firina IX e PK 11195. Métodos. Ratos wistar ma-
LOGIA E RESULTADOS: Ratos Wistar foram sensi-         pode inibir o extravasamento plasmático além          chos (200-250g) receberam injeção de carrage-
bilizados com uma mistura de ovoalbumina (OVA)        de prevenir e reverter o espasmo muscular anafi-      nina (300 ug) e 72 h após, LPS de E. coli (30 ng).
e Al(OH)3 injetada subcutaneamente, sendo de-         lático, mecanismo associado a uma regulação           A nocicepção inflamatória foi avaliada por meio
safiados através da estimulação pleural de OVA        negativa direta sobre alvos como o endotélio vas-     do registro da incapacitação articular (tempo de
(12 µg/cavidade) 21 dias depois. O inibidor dual      cular e o músculo liso. Apoio Financeiro: CNPq,       elevação da pata, durante 60 s de deambulação
COX-1 e -2 indometacina (INDO, 2 mg/kg, i.p)          FAPERJ, CAPES.                                        forçada) e o edema foi quantificado por meio da
ou o COX-2 seletivo SC236 (0,5 mg/kg, i.p.), ad-                                                            medida do diâmetro articular e expresso com
ministrado1 h antes e 7 h após o desafio antigê-                                                            variação do diâmetro articular (DA) em cm. Re-
nico, aumentou em 100 e 56 %, respectivamen-          04.136                                                sultados. Protoporfirina IX (PPIX; 2.5, 5 e 10
te, o total de proteína recuperado no lavado pleu-                                                          pmoles) ou PK 11195 (PK; 30 pmoles) foram
ral em 24 h, quando comparado a animais não           EFEITO DO ANETOL E SEU ANÁLOGO 1-ME-                  aplicados por via intra-articular, 1 hora antes do
tratados. O efeito da droga SC236 foi revertido       TOXI-4-(1,2-DIHIDROXIPROPANO)-BENZENO                 LPS. Nenhum dos dois tratamentos causaram efei-
quando coadministrou-se o agonista prostanói-         (DIOL-ANETOL) SOBRE A PERMEABILIDADE                  to sobre a nocicepção articular, porém a PPIX 10
de misoprostol (200 mg/kg, p.o.). Um aumento          VASCULAR EM CAMUNDONGOS. Freire, R.S.1;               pmoles (DA= 0,12 ± 0,01 cm) e o PK (DA=
de 52% foi ainda observado em 48 h quando o           Pinheiro, D.C.S.N.2; Morais, S.M.3 1Mestrado em       0,10 ± 0,02) reduziram o edema articular signi-
tratamento com INDO estendeu-se nos tempos            C. Fisiológicas/UECE; 2FAVET/UECE; 3Dep. de           ficantemente em relação ao grupo controle, que
de 19 e 31 h após o desafio, mas a diferença          Química e Física / Laborátorio de Tecnologia em       recebeu apenas salina (DA= 0,18±0,01 cm).
desaparece quando a droga não foi administra-         Química/UECE.                                         Valores registrados na 6ª hora (pico do edema
da no último tempo. O tratamento com INDO                                                                   articular), porém todos os pontos dos grupos tra-
não modificou a cinética de aumento na perme-         Introdução: O trans-Anetol é usado na indústria       tados foram menores que o controle. Conclusões.
abilidade vascular causado pelo desafio antigê-       alimentícia como flavorizante. É o maior compo-       A PPIX exerce efeito inibitório similar ao PK 11195
nico, como atestado pelo ensaio clássico de ex-       nente volátil do anis e está presente no óleo es-     sobre o edema articular inflamatório. Porém, as
travazamento de azul de Evans. CONCLUSÃO: A           sencial de Croton zenthineri, cuja atividade an-      duas substâncias não reproduziram o efeito anti-
inibição da COX através do tratamento com in-         tiinflamatória foi recentemente relatada. Este tra-   nociceptivo observado para a aplicação sistêmi-
dometacina ou SC236 retarda o “clearence” do          balho tem como objetivo sintezar análogo do           ca dos ligantes de PBR. Apoio. PIBIC-UFSC, CNPq
exsudato pleural induzido por estimulação aler-       trans-anetol e avaliar seus efeitos sobre a perme-
gênica. SUPORTE: CNPq e FAPERJ                        abilidade vascular. Métodos: A síntese do análo-
                                                      go do trans-anetol foi realizada por reação de
                                                      epoxidação. O Anetol e uma mistura (1:1) de
                                                                                                            04.138
04.135                                                diásteros isômeros do seu análogo Diol-Anetol
                                                      foram administrados por v.o. aos grupos testes
                                                                                                            INVESTIGAÇÃO DOS NÍVEIS DE FOSFATASES
                                                                                                            E TRANSAMINASES NO PLASMA E NO FÍGA-
AÇÃO DA LIDOCAÍNA SOBRE A CONTRAÇÃO                   (n=5) nas doses de 30 e 300mg/Kg. Os grupos           DO DE RATOS ARTRÍTICOS. Silva, M.A.R.C.P.;
DO MÚSCULO LISO INTESTINAL, ESPASMO                   controles receberam por v.o. salina ou DMSO 2%        Silva, E.R.; Caparroz-Assef, S.M.; Cuman, R.K.N.;
TRAQUEAL E EXTRAVASAMENTO PLASMÁTI-                   veículo, ou indometacina (10 mg/kg), como             Kimura, E.; Bersani-Amado, C.A. Laboratório de
CO CUTÂNEO CAUSADO POR ALERGENO. 1Si-                 referência.Uma hora após o tratamento, os ani-        Inflamação, Universidade Estadual de Maringá-
queira, R.A.; 1,2Neves, J.S.; 1Azevedo, V.V.; 1Cos-   mais receberam uma solução de azul de Evan a          Pr.
ta, J.C.S.; 1Silva, P.M.R. e 1Martins, M.A. 1Depto    1%, por via e.v., e 10 min após ácido acético
de Fisiologia e Farmacodinâmica, IOC, FIOCRUZ         0,5% por via i.p. e 20 min após os animais fo-        INTRODUÇÃO: Estudos clínicos demonstram a
- RJ., 2Depto. de Farmacologia Básica e Clínica,      ram sacrificados e a cavidade peritoneal foi lava-    eficácia da associação metotrexato-cloroquina
ICB, UFRJ-RJ                                          da com água destilada. O líquido corado recupe-       (MTX-CQ) no tratamento da artrite e na redução
                                                      rado foi medido em espectrofotômetro a 590 nm.        dos efeitos hepatotóxicos provocados pelo MTX.
Introdução: O aerossol de lidocaína tem sido pro-     Resultados: Os Resultados em percentagem de           No entanto, não é conhecido o mecanismo de
posto como uma forma alternativa de tratamen-         inibição foram respectivamente: Anetol 30mg/Kg        interação entre estes fármacos, sendo o mesmo
to da asma atópica devido a sua ação supressora       51%, 300mg/Kg 5%, Diol-anetol 30mg/Kg 19%,            alvo de muitas pesquisas. OBJETIVO: Investigar
sobre a função de eosinófilos (Okada et al., 160,     300mg/Kg 61%, Indometacina 57%, salina e              os níveis de transaminases (ALT, AST) e fosfatases
4010, 1998) e linfócitos Th2 (Tanaka et al., 109,     veículo 0%. Discussão: A permeabilidade vascu-        (ácida e alcalina) no plasma e no fígado de ratos
485, 2002). Neste estudo, investigou-se a ação        lar foi inibida pelo trans-anetol (30 mg/kg) e por    artríticos controles e tratados com as drogas.
da lidocaína sobre outros fenômenos de hiper-         seu análogo, Diol-Anetol (300 mg/Kg). Ao con-         MÉTODO: A artrite foi induzida em ratos Holtz-
sensibilidade alérgica, incluindo os espasmos in-     trário do anetol, seu análogo induziu um efeito       man pela injeção intraplantar de adjuvante com-
testinal e traqueal e o aumento da permeabili-        dose dependente. Devido às mudanças realiza-          pleto de Freund. Os animais foram divididos em



148
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                     XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                 Farmacologia e Terapêutica Experimental




grupos: Normais (N); Artríticos (A); Artríticos tra-   na AZy. Métodos: Ratos Wistar foram submeti-          e edema na pata de ratos. Nesse trabalho, verifi-
tados com MTX (6mg/kg/semana,ip); com CQ               dos à injeção intra-articular (ia) de Zymosan         camos se a hiperalgesia de células mononuclea-
(50mg/kg/dia,vo) e com MTX-CQ. Após o trata-           (1mg) no joelho direito. A IA foi avaliada pelo       res de ratos artríticos (A) é semilar àquela de leu-
mento (21 dias) os animais foram sacrificados, o       teste de IA para ratos entre a 3a e 4a hora da AZy    cócitos de ratos normais (C), sob as mesmas con-
sangue e o fígado coletados para a determina-          e expressa como tempo de suspensão da pata            dições.
ção enzimática. RESULTADOS: Os níveis de fosfa-        (TSP), em segundos (s). Após 6h, avaliou-se no        MÉTODOS: Ratas Holtzman com peso de 140-
tase ácida aumentada no plasma dos A foi corri-        lavado articular: IC (céls/mm3). Grupos recebe-       180 gramas foram utilizadas. Artrite foi induzida
gido pelo tratamento com MTX-CQ (N=32;                 ram CP (3 mg/kg-v.o 30 min antes e 2h após Zy e       no dia zero pela injeção subcutânea de 0.2 ml de
A=54; MTX=46; CQ=41; MTX-CQ=28U/L). Os                 MT (10 mg/kg-v.o) 30 min antes e 2 horas após         emulsão óleo-água contendo 400 µg de M. bu-
níveis de ALT reduzida no plasma (N=67; A=49;          Zy. Controles (CT) receberam uma solução do           tyricum, nos controles foi injetado igual volume
MTX=54; CQ=57; MTX-CQ=77 U/L) e no fíga-               veículo (carboximetilcelulose). Resultados: CP e      da emulsão, sem o Mycobacterium. No 14º dia
do dos A (N=55; A=38; MTX=39; CQ=48;                   inibiu a IA (p<0,05) (TSP=15±1,9 s), compara-         de indução da artrite o sangue dos animais foi
MTX-CQ=57U/g) também foi corrigido. O nível            do ao CT (TSP=25±1,4s). CP e MSD não reduzi-          coletado por punção cardíaca. Leucócitos mono-
de fosfatase alcalina não alterado no plasma dos       ram (p>0,05) o IC (12667±2995 e 10570±2474            nucleares foram purificados por gradiente de cen-
A estava aumentado após o tratamento (N=168;           céls/ mm3), comparado ao CT (8862±2062). Dis-         trifugação (Histopaque1083), contados e incu-
A=162; MTX=218; CQ=199; MTX-CQ=233U/                   cussão: O LTB4 está envolvido na dor inflamató-       bados em placas de cultura com 250 µg de Cg/
L). O mesmo não ocorreu no fígado (N=0,5;              ria articular. Leucotrieno participa da liberação     poço por 2 horas a 37o C, em estufa sob CO2. O
A=1,4; MTX=1,4; CQ=1,2; MTX-CQ=1U/g).                  de NO na AZy. Apoio: FUNCAP.                          SOB das culturas-teste e controle (sem Cg) foram
CONCLUSÃO: O tratamento com MTX-CQ rever-                                                                    coletados e congelados (-15oC) até o momento
te algumas alterações induzidas pela artrite e pelo                                                          das injeções intraplantares (0.1 ml/pata). O de-
MTX. No entanto, pode causar alterações impor-
tantes em outros órgãos.
                                                       04.142                                                senvolvimento de hiperalgesia, nas próximas 24
                                                                                                             h, foi medido pelo método de Randall-Selitto.
                                                       ESTUDO DA PARTICIPAÇÃO DE AUTACÓIDES                  RESULTADOS E DISCUSSÃO: A hiperalgesia indu-
                                                       (HISTAMINA E SEROTONINA) NA INCAPACI-                 zida pelo SOB de animais artríticos foi significati-
04.140                                                 TAÇÃO ARTICULAR (IA) E INFLUXO CELULAR                vamente maior do que a induzida pelo SOB de
                                                                                                             animais controle, da 1a à 3a h de observação (3ah
                                                       (IC) NA ARTRITE INDUZIDA POR ZYMOSAN
SISTEMA SIMPÁTICO PARTICIPA NA INCAPA-                 (AZy) EM RATOS. 1Rocha, JCS, 2Siebra, MX, 1Bri-       A=-80,7±3,6; C=66,9±3,8 p=0,01, test t de
CITAÇÃO ARTICULAR (IA) E INFLUXO CELU-                 to, GAC, 1Ribeiro, RA, 2Rocha, FAC. Deptos de Fisi-   Student) . É possível que a resposta hiperalgésica
LAR (IC) DA ARTRITE INDUZIDA POR ZYMO-                 ologia e Farmacologia1, Med. Clínica2 – UFC-CE        aumentada dos ratos artríticos esteja relaciona-
SAN (AZy) EM RATOS. 1Rocha, JCS, 1Brito, GAC,                                                                da com uma maior atividade dos linfócitos ou ao
1
  Ribeiro, RA, 2Rocha, FAC. Deptos de Fisiologia e     Objetivo: estudar a participação das aminas bio-      número aumentado de neutrófilos nas culturas.
Farmacologia1, Med. Clínica2 – UFC-CE                  gênicas (histamina e serotonina) na IA e IC da        APOIO: FAPEMIG, CNPq e CAPES
                                                       AZy em ratos. Métodos: ratos Wistar receberam
Objetivo: estudar a participação do sistema sim-       injeção de Zy 1mg intra-articular no joelho direi-
pático na IA e IC da AZy em ratos. Métodos: ra-        to. A IA foi medida na 3ª e 4ª h da AZy. O IC foi     04.144
tos Wistar receberam injeção de Zy 1 mg intra-         avaliado no lavado articular colhido na 6ª h após
articular no joelho direito. A IA foi medida na 3ª     indução da AZy. Grupos foram tratados com:            EFEITO DE UM POLISSACARÍDEO DE ALTO
e 4ª h da AZy. O IC foi avaliado no lavado articu-     Metisergida (MTSG - antagonista dos receptores        PESO MOLECUL AR NA ARTRITE POR
lar colhido na 6ª h após indução da AZy. Grupos        da serotonina) 1 h antes da AZy ou 2 h após a         ZYMOSAN(AZy). 1Castro,RR; 2Siebra, MX; 3Cu-
foram previamente tratados com guanetidina             indução da AZy, na dose de 0.5 mg kg-1 i.p.;          nha, PRL; 3Feitosa, JPA; 2Rocha, FAC; Dep. Fisio-
(GNTD - depletor do sistema simpático) na dose         Mepiramina (MPRM - antagonista dos recepto-           logia e Farmacologia1, Med.Clínica2, e Depto.
de 30 mg kg-1 i.p. durante 3 d antes da AZy. Pro-      res H1 da histamina) 1 h antes da AZy na dose de      Química Orgâncica e Inorgânica3 (UFC).
pranolol (PPNL – antagonista β -adrenérgico) foi       6 mg g-1 i.p.); Cimetidina (CMTD - antagonista
administrado na dose de 100 µg kg-1 s.c. 1 h an-       dos receptores H2 da histamina) 1 h antes da in-      Introdução: O uso de polissacarídeos de alto peso
tes ou 2 h após a indução da AZy. Resultados: o        dução da AZy na dose de 50 mg kg-1 v.o.; com-         molecular (viscossuplementação) tem sido usa-
tratamento prévio com PPNL reduziu a IA em             posto 48/80 (C48/80 - depletor de mastócitos)         do como tratamento em osteoartrose. Embora
30.6% (p<0.05) enquanto o tratamento após a            na dose de 0.6 mg kg-1 i.p. a cada 12 h durante 3     promovam analgesia prolongada, os mecanismos
indução da AZy reduziu a IA em 50.5% (p<0.05).         d seguida de mais 1.2 mg kg-1 i.p. a cada 12 h no     desse efeito não estão esclarecidos. Recentemen-
O IC foi reduzido para 2.1±0.2 x 10 3 /m 3             4o. dia. Controles (CT) receberam salina. Resulta-    te, caracterizamos um composto polissacarídeo
(p<0.05) apenas quando o tratamento foi feito          dos: a administração prévia de CMTD ou MPRM           (PGG) com características semelhantes ao hila-
antes da indução da AZy. A administração prévia        não reduziu a IA ou o IC na AZy. MTSG reduziu a       no, o agente mais usado em viscossuplementa-
de GNTD reduziu a IA em 45.4% (p<0.05) e o             IA em 37.1% e 40.9%, para o tratamento prévio         ção atualmente, a partir da goma guar , uma
IC para 1.8±0.1 x 103/mm3 (p<0.05). Conclu-            ou após a indução da AZy, respectivamente             substância usada na indústria alimentícia. No
são: o sistema simpático participa na incapacita-      (p<0.05). O IC foi reduzido para 1.6±0.5 x 103/       presente trabalho, investigamos o efeito do PGG
ção articular e influxo celular na artrite induzida    mm3 apenas no grupo tratado após indução da           na hiperalgesia da AZy. Métodos: Ratos Wistar
por zymosan em ratos. Apoio: Capes, CNPq.              AZy (p <0.05). O composto 48/80 reduziu a IA          receberam Zy-1mg intra-articular (i.a.) sendo
                                                       em 43.8% em relação ao grupo não-tratado (NT).        sacrificados 6h ou 14d após. A hiperalgesia foi
                                                       Conclusão: serotonina participa da IA e IC da AZy.    avaliada pelo teste de incapacitação articular (TSP
04.141                                                 Apoio: Capes, CNPq.                                   em s/1min), entre 3 e 4h de AZy e o influxo celu-
                                                                                                             lar (IC céls/mm3) no lavado articular. Grupos de
EFEITO DE ANTAGONISTAS DE LEUCOTRIENO                                                                        animais receberam PGG 30min antes de Zy e o
NA ARTRITE POR ZYMOSAN (AZy). 1Rocha,                  04.143                                                controle recebeu apenas PGG. Um grupo (NT)
                                                                                                             recebeu apenas Zy e um grupo naive recebeu
FAC, 2Girão, VCC, 2Bezerra, MM, 3Cunha, FQ, 2Ri-
beiro, RA, 4Teixeira, MM. Dep. Medicina Clíni-         COMPARAÇÃO DA HIPERALGESIA INDUZIDA                   apenas salina i.a. Resultados: A administração do
ca1, Fisiologia e Farmcologia2 (UFC), Farmacolo-       PELO SOBRENADANTE (SOB) DA CULTURA DE                 PGG inibiu significantemente (p<0,05) a hipe-
gia3 (FMRP-USP) e Instituto de Ciências Biomédi-       CÉLULAS MONONUCLEARES EM RATOS AR-                    ralgesia (12,8±1,9), quando comparado ao NT
cas4 (UFMG).                                           TRÍTICOS E RATOS NORMAIS. Romualdo VA,                (40,2±7,9). O IC não foi alterado pelo PGG, em
                                                       Pereira LSM, Yokoro CM, Reis WGP, Francischi JN-      relação ao grupo NT. A administração apenas de
Introdução: A AZy apresenta Influxo Celular (IC),      Depto Farmacologia-ICB-UFMG, Belo Horizonte-          PGG não desenvolveu hiperalgesia nem promo-
com predomínio de neutrófilos na fase aguda,           MG                                                    veu IC, quando comparado ao naive. Discussão:
incapacitação articular (IA) e liberação de NO.                                                              A administração de PGG promove analgesia na
Neste estudo, investigamos o papel de um anta-         INTRODUÇÃO: Foi mostrado que o SOB de cul-            AZy, independente de alterar o IC. O desenvolvi-
gonista de leucotrieno B4 (CP-105,696) ou de leu-      tura de células mononucleares de ratos incuba-        mento do PGG pode levar à produção de um
cotrienos peptídicos (Montelucaste Sódico - MT)        das com carragenina (Cg) induzem hiperalgesia         medicamento para viscossuplementação, com
                                                                                                             baixo custo. Apoio: FUNCAP, CNPq..


                                                                                                                                                                  149
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                  XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                              Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.145                                               antes da indução da DPE. A DPE foi induzida
                                                     passando-se um fio de náilon 3.0 em torno do
                                                                                                          04.148
BISFOSFONATOS INIBEM MIGRAÇÃO CELU-                  segundo molar superior esquerdo de ratos Wis-        A HIPERALGESIA MECÂNICA AGUDA INDU-
LAR E PRODUZEM ANTINOCICEPÇÃO NÃO                    tar fêmeas (180 – 200g),permanecendo durante         ZIDA POR ESTREPTOZOTOCINA (STZ) INDE-
REVERSÍVEL POR NALOXONA NA ARTRITE                   11 dias. Os parâmetros avaliados foram: índice       PENDE DA PARTICIPAÇÃO DE CITOCINAS.
INDUZIDA POR ZYMOSAN (AZy). 2Carvalho,               de perda óssea (IPO) alveolar,análise                Cunha. J.M., Schivo, I.R.S., Rosa, S.R., Cunha, F.Q.,
AP, 2Souza, LT, 2Siebra, MX, 1Ribeiro, RA, 3Cu-      histopatológica,curva glicêmica,variação de mas-     Ferreira, S.H. Depto de Farmacologia, Faculdade
nha, FQ 2Rocha, FAC, Dep. Fisiologia e Farmaco-      sa corpórea e leucogramas realizados nos perío-      de Medicina de Ribeirão Preto/USP.
logia1, Medicina Clínica2 (UFC), Dep. Farmaco-       dos 0h, 24h, 30h, 2, 8 e 12 dias.
logia-FMRP, USP-SP.                                  Resultados:Observou-se que em relação ao IPO         Introdução: A neuropatia é uma das complica-
                                                     não houve diferença estatística. Na análise histo-   ções mais relevantes do paciente diabético. Um
Objetivo: Em estudo anterior, demonstramos que       patológica, constatou-se aumento do infiltrado       dos agentes químicos mais utilizados experimen-
risedronato (RS), um bisfosfonato (BF) usado no      inflamatório no processo alveolar nos ratos dia-     talmente para indução de diabetes é a STZ, cujas
tratamento da osteoporose, inibiu a hiperalgesia     béticos. Foi observado hiperglicemia nos animais     alterações na sensibilidade à dor estão associa-
na AZy. Embora pareça que BF tenham ação an-         diabéticos a partir de 24 horas após a indução       das ao desenvolvimento de hiperglicemia. No
tiinflamatória por inibição de macrófagos, não       da diabetes, mantendo-se constante durante os        entanto, estudos realizados em nosso laborató-
está claro o seu mecanismo de analgesia. Neste       11 dias. Nos ratos diabéticos,houve maior varia-     rio indicam que a STZ administrada i.v. ou intra-
estudo, investigamos o efeito de alendronato (AL),   ção de massa corpórea. No leucograma, houve          plantar (i.pl.) induz hiperalgesia mecânica ratos
um outro BF, na hiperalgesia da AZy e a possível     redução de forma significante do número de leu-      independente da hiperglicemia. O objetivo des-
mediação de opióides nesse mecanismo. Méto-          cócitos na 30ª hora.                                 se estudo foi avaliar a participação de citocinas
dos e Resultados: Ratos Wistar receberam inje-       Discussão:Esses resultados comprovam maior           (TNF alfa, IL-1 beta, IL-6 e CINC-1) na hiperalge-
ção de zymosan (Zy-1mg) intra-articular (ia) no      desordem periodontal em ratos diabéticos.            sia induzida por injeção i.pl. de STZ. Métodos e
joelho direito e mediu-se a incapacitação articu-    Apoio financeiro:(CNPq)                              Resultados: Observamos que a administração i.pl.
lar (IA) na 3a e 4a hora da AZy. Após 6h, ava-                                                            de STZ (30-300 mcg) induz hiperalgesia mecâni-
liou-se no lavado articular o influxo celular (IC-                                                        ca, avaliada pelo método de pressão em patas
céls/mm3). Grupos foram tratados com RS 100ug/       04.147                                               de ratos (Wistar, 180-200 g), desde a primeira
kg sc e AL 50, 100 e 500 ug/kg i.p. 1h antes da                                                           hora após sua administração até pelo menos 8h,
indução da AZy. Um grupo recebeu antagonista         POTENCIALIZAÇÃO DAS CONTORÇÕES ABDO-                 retornando aos valores controles 24 h depois. O
opióide - Naloxona 2mg/kg (NAL) i.p. -meia-hora      MINAIS EM CAMUNDONGOS PRÉ-TRATADOS                   pré-tratamento, 1 h antes, com inibidores da sín-
antes do pré-tratamento com RS 100ug/kg (gru-        COM ESTREPTOZOTOCINA (STZ): PROCESSO                 tese de citocinas (dexametasona, 2 mg/kg, s.c.,
po RS+NAL). Controles (CT) receberam salina.         INDEPENDENTE DA HIPERGLICEMIA. Faidiga,              pentoxifilina, 100 mg/kg, s.c. ou talidomida, 45
Resultados: AL 50, 100 ou 500 ug/kg reduziu a        G.B., Cunha, J.M., Cunha, F.Q. & Ferreira, S.H.      mg/kg, i.p.) não alterou significativamente a hi-
IA em 47%, 32.5% e 41.8%, respectivamente            Depto de Farmacologia, Faculdade de Medicina         peralgesia induzida por STZ (100 mcg/pata). A
(p<0,05). Al 50ug/kg reduziu o IC para 1.5 +         de Ribeirão Preto/USP.                               injeção i.pl. de STZ (100 mcg) não induziu signi-
0.2 x103/mm3 em relação ao CT (p<0,05). RS                                                                ficativa produção de TNF alfa, IL-1 beta, IL-6 ou
100ug/kg reduziu (p<0,05) a IA em 49,8%, e o         Introdução: Um dos agentes químicos mais utili-      CINC-1 (quantificada por ELISA em amostras de
IC para 1.2+ 0.2 x103/mm3, em relação ao CT          zados experimentalmente para indução de dia-         pele da pata de ratos) quando avaliada 1, 3, 5
(3.7+0.3 x103/mm3). A co-administração de            betes é a STZ, cuja hiperalgesia está associada ao   ou 24 h após sua administração e comparada ao
NAL + RS não reverteu o efeito do RS sobre a IA      desenvolvimento de hiperglicemia. Entretanto,        grupo tratado com salina (100 mcl/pata). Con-
ou o IC de forma significante em relação ao          estudos realizados em nosso laboratório indicam      clusões: Nossos dados permitem concluir que a
CT(p>0,05). Conclusões: RS e AL têm efeito anal-     que a STZ administrada i.v. ou intraplantar induz    hiperalgesia mecânica aguda induzida por inje-
gésico na hiperalgesia da AZy. RS e AL inibem        hiperalgesia mecânica em patas de ratos inde-        ção i.pl. de STZ independe da participação de
migração celular na AZy. O efeito antinocicepti-     pendente da hiperglicemia, além de potenciar a       citocinas como TNF alfa, IL-1 beta, IL-6 ou CINC-
vo dos BF na AZy não parece ser mediado por          hiperalgesia induzida por PGE2. O objetivo desse     1. Apoio Financeiro: FAPESP e PRONEX.
liberação de opióides endógenos. Apoio finan-        estudo foi avaliar as contorções abdominais em
ceiro: UFC, FUNCAP, CNPq.                            camundongos tratados com STZ. Métodos e Re-
                                                     sultados: Observamos que a injeção i.p. de ácido
                                                     acético (AA, 0.8%) em camundongos (Swiss, 25
                                                                                                          04.149
04.146                                               a 30 g) pré-tratados 19 dias antes com STZ (100,
                                                     150 ou 200 mg/kg, i.p.) não induziu um número
                                                                                                          AVALIAÇÃO DA RESPOSTA FEBRIL EM RATOS
                                                                                                          DIABÉTICOS. 1Cardoso, O.O.; 1Melo, M.C.C.,
ESTUDO COMPARATIVO DA MORFOLOGIA E                   estatisticamente diferente de contorções abdo-       2
                                                                                                            Uemura, S.A.; 3Lindsey, C.J.; Souza, 1G.E.P. 1Lab.
HISTOPATOLOGIA DA DOENÇA PERIODONTAL                 minais quando comparado ao grupo controle.           Farmacologia e 2Depto. Anál. Clín. Bromat. e To-
EXPERIMENTAL (DPE) ENTRE RATOS NOR-                  Somente as maiores doses induziram hiperglice-       xicol., FCFRP-USP, Ribeirão Preto; 3Depto. Biofísi-
MAIS E DIABÉTICOS. Menezes,AMA 1 ;                   mia, a qual foi observada desde a primeira se-       ca, EPM-UNIFESP, São Paulo.
Chaves,HV1; Lima,DE1; Teixeira,PAL1; Ribeiro,RA1;    mana após o tratamento. A administração i.p.
Brito,GAC 2     -     Deptos.Fisiologia        e     de STZ (30-100 mcg/cav) não induziu per si o         Objetivos: A febre é uma resposta multimediada
Farmacologia1,Morfologia2-UFC                        desenvolvimento de contorções abdominais, nem        dependente da integridade dos sistemas neural
                                                     alterações na glicemia sérica. Porém, em animais     e cardiovascular. A streptozotocina (SZT) promo-
Introdução:A periodontite,principal causa da per-    pré-tratados, 24 h antes, com STZ (30, 100 ou        ve diabete semelhante à do tipo I pela destrui-
da de dentes em adultos,é uma doença na qual         300 mcg, i.p ou s.c.) a injeção i.p. de AA (0.4%)    ção das células B pancreáticas produtoras de in-
ocorre inflamação das estruturas de suporte dos      ou zimosan (500 mcg/cav) induziu um número           sulina bem como, neuropatias periféricas e insu-
dentes e reabsorção óssea e está relacionada com     significativamente maior de contorções abdomi-       ficiência vascular. Neste estudo avaliamos o per-
a virulência dos microrganismos e a resistência      nais quando comparado aos animais controle,          fil da resposta febril em ratos diabéticos pelo tra-
do hospedeiro. Em pacientes diabéticos,observa-      média de 82 e 73%, respectivamente. Conclu-          tamento com SZT.
se maior severidade da doença periodontal(DP)        sões: Esses dados confirmam que a STZ induz per      Métodos e resultados: Ratos Wistar, machos
devido à resistência diminuída à infecção e capa-    si sensibilização dos neurônios primários ou se-     (≅200g) foram tratados com SZT (60mg/kg, ip) 8
cidade reparativa menor destes. Este trabalho visa   cundários, processo independente do desenvol-        dias antes do experimento. A glicemia foi avalia-
estudar a evolução da DP em ratos diabéticos.        vimento de hiperglicemia. Os mediadores envol-       da pelo método cinético da hexoquinase ao final
Métodos:O diabetes foi induzido através da inje-     vidos nessa sensibilização estão sendo investiga-    do experimento. Níveis glicêmicos plasmáticos
ção IP de estreptozotocina (75mg/kg) 24 horas        dos. Apoio Financeiro: FAPESP e PRONEX.              maior que 250mg/dl indicavam a condição dia-




150
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                           XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                       Farmacologia e Terapêutica Experimental




bética. A temperatura corporal (Tc) foi monito-
rada por radiotelemetria durante 6 h após a inje-
                                                         04.151                                                     lo, utilizamos marcação conjunta com azul de
                                                                                                                    alcian e safranina para identificação fenotípica
ção iv (5µg/kg) ou ip (50µg/kg) de LPS. A febre          INTERFERÊNCIA DA DIABETES INDUZIDA                         de mastócitos em mucosos ou conjuntivos, res-
em animais diabéticos declinou abruptamente 3,5          POR ALOXANA SOBRE A INFECÇÃO CAUSA-                        pectivamente. Mediante coloração com Giemsa,
h após a injeção ip de LPS (∆Tc=-0,2±0,2°C) em           DA POR A. costaricensis EM RATOS. Carvalho                 inicialmente constatamos a presença de uma
relação aos controles (∆Tc=0,6±0,2°C). Entretan-         V.F., Barreto E.O., Serra M.F., Silva J.P., Lenzi H.(1),   população mastocitária abundante, localizada
to, comparados aos animais controles, esta res-          Martins M.A. e Silva P.M.R. Labs. de Inflamação            principalmente na região adjacente a vasos san-
posta não foi alterada quando o LPS foi injetado         e (1)Patologia. IOC/FIOCRUZ, RJ-Brasil.                    güíneos no tecido mesentério de animais normais,
iv de em animais diabéticos (∆Tc=0,9±0,3°C vs                                                                       enquanto no caso de animais diabéticos verifica-
∆Tc=0,8±0,2°C).                                          INTRODUÇÃO: Pacientes diabéticos mostram-se                mos uma significativa redução no número de
Conclusão: A ausência de febre na 2a.fase da fe-         mais suscetíveis a infecções microbianas, virais e         mastócitos. Resultado similar foi obtido quando
bre induzida pela injeção intraperitoneal de LPS         fúngicas, por um mecanismo associado à defici-             utilizamos a coloração com azul de alcian e sa-
sugere uma neuropatia vagal causada pelo esta-           ência em produzir uma resposta inflamatória ple-           franina, ficando claramente evidenciado o com-
do diabético induzido pela SZT pois, a febre in-         na. Neste estudo, investigamos o efeito do esta-           pleto predomínio de mastócitos do tipo conjun-
duzida por este estimulo injetado por esta via é         do diabético sobre a eosinofilia e desgranulação           tivo na região mesentérica. CONCLUSÃO: Nossos
altamente dependente da integridade do nervo             mastocitária na infecção helmíntica por A. costa-          dados mostram ser a região mesentérica um ex-
vago1.                                                   ricensis. MÉTODOS E RESULTADOS: Ratos Wistar               celente sítio para estudos referentes à população
 1
   Braz. J. of Med.Biol.Res. 2001 Mar;34(3):301-         foram tornados diabéticos após injeção i.v. de             de mastócitos teciduais e, indicam que o estado
14                                                       aloxana, sendo 7 dias após infectados por via oral         diabético determina igualmente um comprome-
Apoio: FAPESP, CNPq                                      com 300 larvas de estágio 3 (L3) do A. costari-            timento da população mastocitária tecidual. Su-
                                                         censis. As análises da população leucocitária to-          porte financeiro:CNPq, PAPES/FIOCRUZ e FAPERJ.
                                                         tal e diferencial nos compartimentos sangue,
04.150                                                   medula óssea e cavidade peritoneal foram reali-
                                                         zadas 25 dias após a infecção. Mastócitos foram            04.153
A RESPOSTA INFLAMATÓRIA ESTÁ DIMINUÍ-                    contados separadamente através do corante azul
DA EM RATOS COM MODELO DE RESISTÊN-                      de toluidina. Verificamos que a resposta de leu-           INFLUÊNCIA DA DIABETES MELLITUS TIPO 2
CIA À INSULINA (OBESIDADE)                               cocitose sangüínea, medular e peritoneal em ra-            SOBRE A RESPOSTA ALÉRGICA PLEURAL EM
Toledo, D.P.; *Cuman, R.K.; *Bersani-Amado,C.A.;         tos apenas infectados mostrou-se inibida nos ani-          RATOS. aCavalher Machado, S.C.; bCarvalho, V.
Passaglia, R.C.T.; Nigro, D.; Carvalho, M.H.C.;          mais previamente tornados diabéticos, com des-             F.; bBarreto, E. O.; cCuman, R.K.N.; bSerra, M.F.,
Fortes, Z.B. Depto de Farmacologia–Universida-           taque para a marcada supressão da resposta eo-             b
                                                                                                                      Azevedo V., ªMartins M.A., bSilva P.M.R., & aSan-
de de São Paulo; *Depto Farmacologia-Universi-           sinofílica em todos os sítios analisados. O proces-        nomiya P. aINCOR, LIM11- HC, FMUSP, São Pau-
dade Estadual de Maringá                                 so de desgranulação mastocitária peritoneal foi            lo; bDFF,IOC/Fiocruz, Rio de Janeiro; c Depto de
                                                         igualmente suprimido nos animais infectados di-            Farmacologia, UEM, Paraná, Brasil.
A resposta inflamatória está diminuída no diabe-         abéticos. CONCLUSÃO: Nossos dados mostram
tes experimental do tipo 2 (resistência à insulina)      que a eosinofilia tecidual e sangüínea bem como            Introdução: Anteriormente foi reportado que
(Cuman et al.. Inflamm. Res., 50:01, 2001). Para         a desgranulação mastocitária vinculadas à infec-           animais diabéticos (do tipo 1) apresentam-se re-
verificar se há alteração na resposta inflamatória       ção por A. costaricensis encontram-se inibidas em          fratários à estimulação antigênica tanto em vias
de ratos com resistência à insulina (modelo MSG-         animais diabéticos, fenômeno este provavelmente            aéreas quanto na cavidade pleural. Neste estudo
obeso) ratos machos Wistar neonatos receberam            resultante dos níveis aumentados de hormônios              investigamos a potencial interferência do estado
injeções s.c. de glutamato monossódico 4g/Kg ou          glucocorticóides endógenos detectado em ani-               diabético do tipo 2 sobre a resposta alérgica pleu-
água destilada nos primeiros 5 dias de vida. Após        mais diabéticos. Apoio financeiro CNPq, CAPES,             ral em ratos. Métodos e Resultados: Diabetes foi
3 meses foram realizados teste de tolerância à           FAPERJ, PAPES/FIOCRUZ.                                     induzida em ratos Wistar machos mediante inje-
glicose (IVGTT), pleurisia (injeção intrapleural de                                                                 ção de estreptozotocina (160 mg/kg, i.p.) em
carragenina) e contagem de leucócitos no san-                                                                       neonatos de 2 dias. A sensibilização foi realizada
gue e no exsudato pleural. Os níveis de glicose
basal foram semelhantes em ratos obesos-MSG
                                                         04.152                                                     através da injeção s.c. de ovoalbumina (50 µg) e
                                                                                                                    Al (OH)3, s.c., 35 após a indução da diabetes. 14
(149.7 ± 5.1) e controles (146.8 ± 4.2), porém,          INDUÇÃO DE DIABETES POR ALOXANA RE-                        dias depois, os animais foram desafiados com OVA
ratos obesos-MSG desenvolveram intolerância à            DUZ O NÚMERO DE MASTÓCITOS MESENTÉ-                        (12µg/sítio) intrapleural. Verificamos que ratos
glicose e/ou resistência à insulina. O número de         RICOS EM RATOS WISTAR. Carvalho, L.R.B.,                   sensibilizados apresentaram, 4 h após o desafio,
leucócitos circulantes e a capacidade migratória         Reigada, C.L.L., Barreto, E.O., Martins, M.A. Sil-         nítida resposta exsudatória e diminuição no nú-
destas células após carragenina estão reduzidos          va, P.M.R. Laboratório de Inflamação.IOC/FIO-              mero de mastócitos íntegros, em paralelo a um
nos animais obesos-MSG (tabela).                         CRUZ, RJ-Brasil.                                           infiltrado leucocitário, com predomínio de neu-
 Tabela . Número de leucócitos no exsudato após                                                                     trófilos. Animais diabéticos mostraram-se refra-
4h da injeção intrapleural de carragenina.               INTRODUÇÃO: Anteriormente demonstramos                     tários à estimulação antigênica como atestado
                                                         que ratos aloxinados apresentam diminuição no              pelo menor influxo leucocitário neutrofílico em
Grupo         Leucócitos Totais   MN           PMN
                                                         número de mastócitos livres presentes em cavi-             paralelo à menor desgranulação mastocitária.
                 (cells/mm3)         (cells x 106)
                                                         dades celomáticas, tanto pleural como peritone-            Resposta exsudativa pleural nos ratos diabéticos
CONTROLE        80028 ± 3892    16 ± 1.5      64 ± 3.3
MSG            51361 ± 3464*    9 ± 0.5*     42 ± 3.3*   al. Este trabalho teve por objetivo desenvolver            apresentou uma discreta redução quando com-
*p<0.05 em comparação aos controles.                     um modelo experimental que nos permitisse ava-             parada àquela de ratos não diabéticos. Conclu-
 MN–leucócitos mononucleares PMN–leucócitos              liar potenciais modificações na população de               são: Nossos achados claramente demonstram que
polimorfonucleares                                       mastócitos teciduais na condição diabética. MÉ-            o estabelecimento prévio do quadro diabético do
Em conclusão, a redução da migração de leucó-            TODOS E RESULTADOS: Ratos Wistar foram inje-               tipo 2 determina um estado de refratariedade à
citos PMN para o foco inflamatório em animais            tados com aloxana i.v. e usados 21 dias após. O            estimulação antigênica pleural verificada em ra-
obesos-MSG pode ser devida ao número reduzi-             tecido mesentérico, associado a vários segmen-             tos sensibilizados. Apoio financeiro: FAPESP,
do de leucócitos circulantes nestes animais. Apoio       tos das alças intestinais, foi obtido após fixação         CNPQ, PAPES/FIOCRUZ.
Financeiro FAPESP, PRONEX                                com paraformaldeído e montado em lâminas
                                                         submetidas à coloração com Giemsa. Em parale-




                                                                                                                                                                        151
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                   XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                               Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.154                                                neutrófilos(C=2,9±0 milhões; D=0,5±0 mi-
                                                      lhão) e níveis de TNFa (C=324,6± 32; D=
                                                                                                            04.157
CHANGES IN THE EXPRESSION OF EXTRACEL-                192,6± 35,4 pg/ml) e IL-1b (C=357,2± 16,2;            INFLAMAÇÃO ALÉRGICA PULMONAR EM
LULAR MATRIX (ECM) PROTEINS IN THE                    D=232,2± 22,7 pg/ml) no LBA. A insulina cor-          RATOS EXPOSTOS À INALAÇÃO COM FORMAL-
THYMUS AND LUNG OF ALLOXAN DIABETIC                   rigiu as alterações (DI= 0,83±0,15 mg Hb/ mg          DEÍDO Santos1, A.L. Gruber2, J. Oliveira-Filho1,
RATS. Barreto, E.O., 2Reiderer, I., Carvalho, V.F.,   tecido, 5,5±1,3 milhões de neutrófilos,               R.M., Tavares de Lima1, W. 1Depto de Farmaco-
Cordeiro, R.S.B., Martins, M.A., 2Savino, W. and      289,3±19 pg TNFa/ml e 327,9±47,9 pgIL-1b/             logia, ICB, 2 Depto de Química orgânica funda-
1
  Silva, P.M.R. Labs of Inflammation and 2Thymus      ml),mas não a hiperglicemia. Discussão. Neste         mental/USP, São Paulo.
Research. IOC/FIOCRUZ, RJ, Brazil.                    modelo o diabetes reduziu a resposta inflamató-
                                                      ria. A insulina corrigiu a resposta, atuando como     Objetivos: A crise asmática é exacerbada duran-
Introduction: Diabetes mellitus is characterized      hormônio pró-inflamatório.                            te o período de exposição a sensibilizadores. En-
by anatomical and functional alterations in sev-      Bibliografia. 1)Garcia-Leme,J. EurJ. Pharma-          tre eles o formaldeido (FA) ocupa lugar de desta-
eral body tissues. Although the ethiology of these    col.;29: 298, 1974. 2) Zuleica, B.F. Br. J. Pharma-   que, visto que além de ser indutor de asma ocu-
disturbances is not completely understood yet,        col.; 83:635, 1984. 3)Pereira,M.A.A. Diabetes;        pacional, é exalado em ambiente doméstico.
leukocyte migration is crucial in determining tis-    36:307, 1987. 4) Vianna, E.O. Am. J. Respir. Crit.    Neste estudo avaliamos o curso da inflamação
sue lesions. Since cell migration is influenced by    Care Med.; 151:809, 1995 5)Johnson, K.S. Clin.        alérgica pulmonar em ratos expostos à inalação
ECM-mediated interactions, we investigated po-        Invest.; 54 :349.1974 6)Tavares de Lima,W.            prévia de FA.
tential alterations in the expression of selected     Eur.J.Pharmacol.;213:63.1992. 7)Warren,J.S.           Métodos e resultados: Ratos (Wistar, 160-180g)
ECM proteins, laminin and fibronectin, in thymus      J.Clin.Invest.;84:1873.1989. 8)Warren,J.S.            foram sensibilizados ou não (10 mg de ovalbu-
and lung of diabetic rats. Methods and Results:       Am.J.Pathol.; 141: 551. 1992. Apoio CAPES.            mina/10 mg de alúmen, ip) após terem inalado
Diabetes was induced by alloxan injection into                                                              por 4 dias durante 90 min FA (1%). Após 14 dias
male Wistar rats. 21 days later, an immunohisto-                                                            da sensibilização, os ratos foram broncoprovoca-
logical analysis was performed in acetone-fixed       04.156                                                dos (via inalatória, OA 1% 15 min). Decorridas
tissue cryosections, from both diabetic and non-                                                            24 h os animais foram sacrificados e LBA realiza-
diabetic animals. The immunostained specimens         ESTUDO DA INFLAMAÇÃO PULMONAR AGU-                    do (20 ml, PBS). O botão celular obtido da cen-
were further evaluated through an Image Analy-        DA INDUZIDA POR LIPOPOLISSACARÍDEO DE                 trifugação do LBA foi corado (Rosenfeld) e as
ser System (Image ProPlus software) and arbi-         E. COLI NO DIABETES MELLITUS EXPERIMEN-               células contadas. Os resultados obtidos estão re-
trary units (a.u.) per mm2 of tissue were defined.    TAL. 1Alba, T.C.; 2Curi, R. & 3Sannomiya, P.          presentados na tabela abaixo.
A strong ECM labelling was observed in the thy-       1Depto Farmacologia, 2Depto Fisiologia, Institu-
mus of diabetic rats: comparing the arbitrary val-    to de Ciências Biomédicas, 3Divisão de Experi-         Grupos                Células no LBA
ues, we noticed an increase from 0,18 ± 0,03 to       mentação, INCOR, LIM-11, HC-Faculdade de                          Total (x105)    Mono(%) PMN(%)
0,79 ± 0,09 a.u./mm2 and from 0,15 ± 0,02 to          Medicina, Universidade de São Paulo, São Paulo,        Basal       6,10±1,0          93,2    6,75
0,94 ± 0,03 a.u./mm 2 (mean ± SEM, n=3,               SP                                                     FA         17,1±2,0*          72,2    27,8
p<0.001) in the case of laminin and fibronectin,                                                             OA         20,9±2.86*         68,2    31,6
respectively. Although at a lesser extent, similar    Introdução. Dados obtidos em modelo de infla-          FA+OA     7,39±0.97**         89,4    10,60
augmentation was noted in the lung tissue from        mação pulmonar aguda induzida por LPS, indi-          * p<0.05 X Basal; ** p<0,05 X FA e OA.
the diabetic rats. Conclusion: Our findings clearly   cam que a produção de íons superóxido e TNF-          Conclusão: É possível que mecanismos comuns
show an accumulation of ECM in the thymus and         alfa por leucócitos do lavado broncoalveolar en-      ao formaldeído e à exposição ao antigeno (ativa-
lung of diabetic rats. Such alterations may be re-    contram-se reduzidos em ratos tornados diabéti-       ção de mastócitos) sejam acionados.
lated to cell migration disturbances associated       cos por injeção de aloxana; situação que é rever-     Apoio Financeiro: FAPESP: 99/06210-2, FAPESP:
with diabetic state. Financial support: CNPq, PA-     tida com dose única de insulina (Boichot et           01/11417-2, CNPq,
PES/FIOCRUZ, FAPERJ, CAPES.                           al.,1999). Mediadores liberados ou ativados em
                                                      resposta ao LPS, incluindo os metabólitos do áci-
                                                      do araquidônico, fator de ativação plaquetária e
                                                                                                            04.158
04.155                                                inúmeras citocinas, são os elementos responsá-
                                                      veis pela ativação e recrutamento dos leucócitos
                                                                                                            EFEITOS DA OVARIECTOMIA (OVx) EM CA-
INFLUÊNCIA DO DIABETES MELLITUS NA                    para as vias aéreas na vigência da inflamação
                                                                                                            MUNDONGAS SOBRE A INFLAMAÇÃO ALÉR-
ALVEOLITE POR IMUNOCOMPLEXOS. Horta-                  pulmonar aguda (Wagner & Roth, 1999). O ob-
                                                                                                            GICA PULMONAR (IAP). Ligeiro de Oliveira1,
Vilar, M.C.*; Landgraf, R.G.*; Tavares de Lima,       jetivo é avaliar a influência do diabetes mellitus
                                                                                                            A.P., Santos1, A.L.; Fialho de Araújo1, A.M.; Bra-
W.*; Jancar, S.*; Sannomiya, P.** - *Instituto de     sobre a inflamação pulmonar aguda induzida por
                                                                                                            vo Vasques2, Y.; Spina2, D.; Tavares de Lima1, W.
Ciências Biomédicas e **INCOR, Universidade de        LPS de E. coli. Métodos. Ratos Wistar, machos,
                                                                                                            Depto de Farmacologia, ICB/USP, São Paulo, Bra-
São Paulo.                                            diabéticos (D, aloxana 42 mg/Kg, i.v., 30 dias) e
                                                                                                            sil; King College London, Londres, Inglaterra.
                                                      controles (C) foram submetidos à instilação in-
Introdução.Estudos mostram redução da respos-         tra-traqueal de solução de LPS (750 microgr) ou
                                                                                                            Introdução: A asma é caracterizada por hiperre-
ta inflamatória aguda em animais diabéticos           salina e, 6 horas após, avaliaram-se: a) o número
                                                                                                            atividade brônquica e inflamação pulmonar. Os
(1,2,3,4).Estudamos o papel da insulina na alve-      de células no lavado broncoalveolar (LBA); b) o
                                                                                                            hormônios sexuais femininos modulam esta pa-
olite por imunocomplexos (IC). Neste modelo           perfil lipídico no plasma e neutrófilos (HPLC) e
                                                                                                            tologia. No presente estudo avaliamos o efeito
observa-se formação de IC no parênquima pul-          c) a concentração de LTB4 e PGE2 no LBA (ELI-
                                                                                                            da OVx sobre a IAP.
monar, recrutamento de polimorfonucleares neu-        SA). Resultados. Animais D apresentaram redu-
                                                                                                            Métodos: Fêmeas (BALB/c, 15-20 g) foram sensi-
trófilos e subsequente lesão hemorrágica(5,6).O       ção de 74% do número de neutrófilos e 60% da
                                                                                                            bilizadas (10 µg OA/1mg alúmen, ip) após 7 dias
TNFa e a IL-1b favorecem o acúmulo de neutró-         concentração de PGE2 no LBA e, redução do con-
                                                                                                            de OVx. Como controle utilizamos fêmeas falso-
filos no tecido pulmonar (7,8). Métodos. A alve-      teúdo de ácido araquidônico (AA) no plasma
                                                                                                            operadas (Sham). Após 14 dias os animais foram
olite foi induzida em ratos Wistar machos, diabé-     (40%). O conteúdo de AA nos neutrófilos e a
                                                                                                            desafiados (OA, 1%), por 3 dias consecutivos (3
ticos (D, aloxana, 42 mg/Kg, i.v.,10dias) e           concentração de LTB4 não se alteraram. A mi-
                                                                                                            x/dia). Decorridas 24 h os animais foram sacrifi-
controles(C), pela instilação das vias aéreas com     gração celular e a concentração de PGE2 norma-
                                                                                                            cados e as células da medula óssea, do sangue e
anticorpos antiovalbumina (250 - 500 mcg) e           lizaram-se após o tratamento dos animais D com
                                                                                                            do pulmão foram quantificadas. A reatividade da
ovalbumina i.v. (10 mg). Medimos a                    insulina (NPH, 4 UI). Discussão. Sugere-se que a
                                                                                                            traquéia foi avaliada frente à metacolina (Mch)
hemoglobina(Hb) extravasada, e a celularidade         insulina deva regular o infiltrado neutrofílico e a
                                                                                                            em cubas para órgão isolado contendo tampão
e concentrações de TNFa e IL-1b (ELISA) no lava-      concentração de PGE2 na vigência da inflama-
                                                                                                            Krebs-Hanseleit (37°C, 95%O2 /5%CO2), através
do broncoalveolar (LBA). Alguns diabéticos rece-      ção pulmonar aguda induzida por bactérias gram-
                                                                                                            de registro isométrico.
beram insulina (DI) NPH (4UI,s.c.) logo antes da      negativas.
                                                                                                            Resultados:
indução. Resultados. Nos diabéticos houve redu-       Citações bibliográficas. Boichot, E. Pulm. Phar-
ção de Hb (C= 0,83 ± 0,09; D= 0,24±0,04               macol. Therap., 12: 285, 1999.,Wagner, J.G.
mg Hb/mg tecido) e da contagem de                     J.Leukoc. Biol., 66: 10, 1999.
                                                      Apoio financeiro: FAPESP


152
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                                                XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                                            Farmacologia e Terapêutica Experimental




                              Basal         Sham-7 dias           Ovx-7dias
                                                                                 04.160                                                 Após 24 h os animais foram sacrificados e anéis
                                                                                                                                        de brônquio intrapulmonar (Bi) montados para
 Medula óssea
                          64.25 ± 6.2       37.66 ± 4.0        59.7 ± 2.8 *      EFEITO DA ABSTINÊNCIA (ABS) À ANFETA-                  registro isométrico (curvas dose-resposta) frente
 (Céls x 105/ml)
 Leucócitos                                                                      MINA SOBRE A INFLAMAÇÃO ALÉRGICA PUL-                  à MCh em cuba para órgão isolado contendo tam-
                          5.516 ± 638       5.200 ± 147        5.112 ± 591
 circulantes /(mm 3)                                                             MONAR (IAP) EM RATOS. Ligeiro de Oliveira1             pão Krebs-Hanseleit (37ºC, 95%O2/5%CO2). Os
 LBA
                           9.0 ± 1.0        41.70 ± 7.3        17.3 ± 4.6 *      AP; Lazzarini2, R; Fialho de Araújo1, AM; Tavares      valores de resposta máxima (Emax) encontram-
 (Céls x 104/ml)                                                                                                                        se na tabela abaixo Bi isolado de Ratas OVx Emax
 Mch
                                                                                 de Lima1, W; Palermo-Neto2, J. Depto de Farma-
 (Resposta máxima)                                                               col., ICB; Depto de Patol., FMVZ, USP, São Paulo,      (g/100 mg peso) OVX 25,7 ± 1,2 Bloqueio da
                       27.3 ± 2.3            31.6 ± 3.3        45.4 ± 6.5 *
 (g/100 mg de peso                                                               Brasil.                                                ciclo1,Lipo2,leucotrienos peptídicos3 (mg/kg)
 úmido)
* p < 0.05 em relação ao grupo sham.
                                                                                                                                        Indo1 (4, ip, 12h) 7,4 ± 0,2* NDGA2 (30, ip, 5
                                                                                 Introdução: A anfetamina (ANF) exerce potente          dias) 15,5 ± 0,9* Montelucaste3 (10,ip, 5 dias)
Conclusões: 1) A OVx parece modular o recruta-                                   efeito na funcionalidade de fagócitos. Mostramos       20,5 ± 0,9* Bloqueio da ECA e antagonistas de
mento celular para o pulmão após o desafio an-                                   que sua administração prolongada (21dias) exa-         AT1b (mg/kg po) Enalaprila (10, 21 dias) 9,9 ±
tigênico. 2) A OVx exacerba a atividade funcio-                                  cerba a IAP (Ligeiro de Oliveira et al, FESBE 2001,    1,5* Telmisartanb (15, 21 dias) 13,8 ± 3,2* Lo-
nal da medula óssea e reduz a capacidade de                                      433, 14.160). Neste estudo avaliamos a IAP em          sartanb (15 ,7 dias) 15,8 ± 0,4* Média ± EPM
transmigração celular. 3) A hiperreatividade da                                  ratos com distintos dias de ABS à ANF. Paralela-       de 7 experimentos; *p<0,05 X OVx não tratado.
traquéia está dissociada da inflamação pulmo-                                    mente estudos comportamentais também foram             Conclusão: É possível que os hormônios sexuais
nar, sugerindo um efeito modulador dos hormô-                                    realizados.                                            modulem a atividade da ECA, da ciclo e da LOx,
nios sexuais femininos.                                                          Métodos: Ratos , tratados ou não (21 dias) com         contribuindo para a exacerbação da broncocons-
Apoio financeiro: FAPESP (99/06210-8) e CNPq.                                    ANF (1mg/kg, ip) receberam OA/alúmen (v/v, ip)         trição na asma pré menstrual. Apoio Financeiro:
                                                                                 no 7º dia. Animais com 1, 3 e 5 dias de ABS            FAPESP 99/06210-8, CNPq.
                                                                                 foram broncoprovocados (OA 1%) no 14º dia de
04.159                                                                           OA/alúmen. Após 24h as células no lavado bron-
                                                                                 coalveolar (LBA), sangue, medula e baço foram          04.162
EFEITOS DA OVARIECTOMIA (OVx) SOBRE O                                            quantificadas. Após 1 e 12h da injeção de ANF e
ESTADO FUNCIONAL DE FAGÓCITOS EM MO-                                             do seu tratamento prolongado (21 dias) o estu-         LIDOCAÍNA SUPRIME A FUNÇÃO DE CÉLU-
DELO DE INFLAMAÇÃO ALÉRGICA PULMO-                                               do do campo aberto foi realizado.                      LAS EPITELIAIS ALVEOLARES: INTERFERÊN-
NAR (IAP). Ligeiro de Oliveira, A.P., Domingos,                                  Resultados: As células (x105) no LBA, após trata-      CIA SOBRE O ACÚMULO INTRACELULAR DE
H.V.; Oliveira-Filho, R.M.; Tavares de Lima, W.                                  mento com ANF aumentaram (38,4±4,6) em                 CÁLCIO. 1Azevedo, V.V.; 1Pires, A.L.A.; Lucena, S.
Depto de Farmacologia., ICB/USP, S.P.-Brasil.                                    relação ao controle (28,6±1,6). A IAP não foi          2
                                                                                                                                          Choudhury, Q.; 2Croxtall, J. D.; 1Cordeiro, R.S.B.;
                                                                                 afetada no 1º (42,9±7,9) e 5º dia de ABS               1
                                                                                                                                          Silva, P.M.R. e 1Martins, M.A. 1Depto de Fisiolo-
Introdução: O efeito da OVx sobre a IAP é dual,                                  (32,0±4,0) e reduziu no 3º dia (27,8±1,3*). As         gia e Farmacodinâmica, IOC, FIOCRUZ - RJ. 2De-
exacerbando (OVx-1) ou inibindo (OVx-7) a mo-                                    células na medula (x10 6 ) reduziram no 3º             partment of Biochemical Pharmacology, The Wi-
bilização celular (Ligeiro de Oliveira et al., FeSBE                             (44,7±3,5*) e no 5º dia (59,8±7,3*) em relação         lliam Harvey Research Institute, UK.
1998, 347, 14.115). Neste estudo avaliamos a                                     à ANF 21 dias (89,8±7,7). A exploração no cam-
participação dos hormônios sexuais na modula-                                    po aberto aumentou (p<0,05) 1h após a ANF              INTRODUÇÃO: Lidocaína possue reconhecida
ção da atividade funcional dos leucócitos em ra-                                 (tratamento agudo e prolongado), mas não foi           propriedade anti-asmática, e um dos mecanis-
tas OVx..                                                                        afetada 12h após os tratamentos                        mos propostos para tal ação é a inibição da so-
Métodos: Fêmeas (Wistar) foram sensibilizadas                                    Conclusão: Sugere-se que mecanismos acionados          brevida e função biológica de eosinófilos. Nós
(OA/alúmen) após 1 ou 7 dias de Ovx ou mani-                                     pela ANF cronicamente, mas não os operantes            postulamos que o tratamento com lidocaína po-
pulação (Sham). Após 14 dias foram desafiadas                                    agudamente, se relacionam com a exacerbação            deria inibir também a função de células epiteli-
(OA, 1%), decorridas 24 h sacrificadas e o lava-                                 da IAP. Durante a ABS (3º e 5ºdia) tais mecanis-       ais alveolares que podem igualmente favorecer
do broncoalveolar (LBA) realizado. As células fo-                                mos deixam de operar de modo gradativo retor-          a resposta alérgica pulmonar através da libera-
ram incubadas, estimuladas ou não com LPS (200                                   nado a IAP aos padrões do grupo não tratado.           ção de mediadores pró-inflamatórios. MÉTODOS
µg/ml) e o sobrenadante da cultura recolhido 24                                  Apoio Financeiro: FAPESP 98/10263-7;99-                E RESULTADOS: Pneumócitos alveolares huma-
h após para quantificação de NO2/NO3. Paralela-                                  062108, CNPq                                           nos do tipo II – linhagem A549 - foram cultiva-
mente, culturas de células do LBA estimuladas                                                                                           dos em insertes por 24 h para posterior análise
ou não (1h) com PMA (20 ng/poço) foram utili-                                                                                           de sua atividade metabólica após exposição a ATP
zadas para quantificar a liberação de H2O2.                                      04.161                                                 em presença ou ausência de lidocaína com auxí-
                                                                                                                                        lio de microfisiômetro. Células A549 foram, além
Resultados:
                                                                                 PARTICIPAÇÃO DOS RECEPTORES AT1 E EICO-                disso, carregadas com ácido aracdônico radioati-
                                                                                 SANOIDES NA HIPERREATIVIDADE BRÔNQUI-                  vo ou Fura2-AM para avaliar-se também o efeito
                Basal      Sham-1        OVx-1        Sham-7          Ovx-7
                                                                                 CA (HB) DE RATAS OVARIECTOMIZADAS                      de lidocaína sobre a ativação da cascata do áci-
 NO2/NO3
              5,5 ± 1.8   10.3 ± 0.6   13.9 ± 1.3    11.2 ± 0.9     7.8 ± 0.5    (Ovx). Silva, Z.L.; Oliveira-Filho, R.M.; Tavares de   do aracdônico e o acúmulo intracelular de cálcio
 (µM/ml)
                                                                                 Lima, W. Depto de Farmacologia, ICB/USP, São           respectivamente. Em presença de lidocaína ob-
 NO2/NO3
 c/LPS
              7.5 ± 1.4   15.7 ± 2.2   23.4 ± 3.2*   16.8 ± 1.6    16.1 ± 1.7*
                                                                                 Paulo.                                                 servou-se inibição concentração-dependente da
 H2O2                                                                                                                                   secreção de prótons induzida por ATP (IC50=550
 (ng/2x105
 céls)
              2.9 ± 0.2   1.5 ± 0.07   6.8 ± 0.9**   6.1 ± 1.0     3.6 ± 0.9**
                                                                                 Objetivos: Mulheres asmáticas apresentam piora         µM), da liberação de ácido aracdônico induzida
 H2O2
              6.3 ± 0.8   6.8 ± 0.8     9.2 ± 1.6    14.8 ± 2.9    6.6 ± 1.5**   da função pulmonar durante o ciclo sexual (Phar-       por IL-1α e do acúmulo intracelular de cálcio in-
 c/PMA
                                                                                 macother. 2:224, 1997). O estrógeno reduz a            duzido por ATP (IC 50 =223 µM) ou IL-1α
                                                                                 atividade da ECA (Hypertension 33:323, 1997)           (IC50=182 µM). CONCLUSÃO: A funcionalidade
Conclusões: A OVx parece modular não só a mi-                                    e pode interferir com a geração de eicosanóides        de células epiteliais alveolares humanas é signi-
gração mas também o estado funcional dos leu-                                    (eicosa). Este estudo avalia o efeito da angioten-     ficativamente inibida após tratamento com li-
cócitos. O tempo de OVx pode ter efeito dual                                     sina e dos eicosa na HB à metacolina (Mech) em         docaína, num mecanismo provavelmente re-
sobre a atividade funcional das células, exacer-                                 ratas OVx Métodos e resultados: Ratas Wistar           lacionado ao bloqueio do acúmulo intracelu-
bando (Ovx-1 dia) ou inibindo (Ovx-7 dias) a li-                                 (160-180 g) após 7 dias de Ovx, ou falso-opera-        lar de cálcio. APOIO FINANCEIRO: CNPq, FA-
beração espontânea de H2O2 e interferir com a                                    das (FO), foram sensibilizadas [10 mg ovoalbu-         PERJ, CAPES
liberação estimulada do NO.                                                      mina (OA)/10 mg de alúmen, ip]. O desafio foi
Apoio financeiro: FAPESP (98/10263-7; 01/                                        feito 14 dias após, inalando OA (1% 15 min).
13384-4) e CNPq.




                                                                                                                                                                                             153
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                   XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                               Farmacologia e Terapêutica Experimental




04.163                                               (37ºC,95%O2/ 5%CO2). Como controle, grupos
                                                     de T foram incubadas com solução salina (0.9%).
                                                                                                           Introduction: Phospholipases A2 (PLA2) are im-
                                                                                                           portant mediators in the acute pancreatitis (AP)
EFEITOS DA INALAÇÃO CRÔNICA DE BROME-                Os dados obtidos (g/100mg peso tecido) indica-        and consequent lung injury. We have investigat-
TO DE IPRATRÓPIO NA RESPOSTA CONTRÁ-                 ram que a Emax após incubação com salina foi          ed the AP induced by exogenous PLA2 from Naja
TIL DE TRAQUÉIAS ISOLADAS DE RATOS. De               20,4±1,9 e no grupo basal foi 14,7±0,6*               naja venom and the PLA2 homologue Piratoxin I
Moraes I.M.*, Bezerra, F.C., Moura, C.T.M. e Ca-     (*p<0.05). A Bp não afetou a Emax (19,4±1,3).         (a toxin from B.pirajai venom). Methods: Acute
paz F.R. - (LAFAR) - Depto. de Fisiologia e Farma-   O SG reduziu a Emax (14,3±1,5*) e após a Bp           pancreatitis was induced by two methods: (1) the
cologia - Faculdade de Medicina - UFC                potencializou a redução da Emax (10,5±1.2*).          i.v. infusion of caerulein (a cholecystocinin ana-
                                                     Conclusão: A salina exacerba e o SG reduz a Emax.     logue, 5 µg/kg/h, 1 mL/h) or PLA2 from Naja naja
Introdução: A diminuição de contato do media-        O SG parece exercer efeito protetor da resposta       venom (30 µg/kg/h, 1 mL/h) for 4 h; (2) the in-
dor excitatório com o seu receptor induz super-      contrátil in vitro, que é exacerbado na presença      jection into the pancreatobiliary duct of sodium
sensibilidade na estrutura inervada (Flemming,       da resposta alérgica in vivo. Sugere-se que cons-     taurocholate 5%, PLA2 from Naja naja venom or
181,339, 1972), foram estudados os efeitos do        tituintes do SG modulem a contração direta ou         Piratoxin I (100 and 300 µg/kg) in a steady man-
tratamento crônico por inalação com brometo          indiretamente. Apoio Financeiro: FAPESP 99/           ual pressure over a period of 60 sec. Plasma pro-
de ipratrópio (BI) na contratilidade de traquéias    06210-8, CPNq, CAPES.                                 tein extravasation was measured by 125I-human
isoladas de ratos.                                                                                         serum albumin. Neutrophil infiltration was as-
Métodos: Ratos Wistar, machos, pesando entre                                                               sessed by evaluation of the MPO activity in the
250-300g foram submetidos a inalação de BI           04.165                                                rat lung tissues. Results: PLA2 from Naja naja
                                                                                                           venom did not cause a pancreatic plasma extrava-
(1mM, 14 dias, 4/4 hs). Após o tratamento, os
animais foram sacrificados 0, 2, 8 ou 12 hs após     PRODUÇÃO DE TNF E PROSTANOIDES APÓS                   sation when infused i.v., although promoted ele-
a última inalação as traquéias foram removidas       REAÇÃO ANAFILÁTICA (RA) EM BRÔNQUIO                   vated levels of neutrophil infiltration in rat lungs.
e montadas sob a forma de anéis em banhos para       INTERNO ISOLADO (BI) DE RATAS OVARIEC-                Both PLA2 from Naja naja venom and Piratoxin I
órgão isolado (Krebs-Henseleit, 95%O2-5%CO2,         TOMIZADAS (OVx). Trezena, AG1, Sabino, AD2            when injected into the pancreatobiliary duct in-
36,5º C, Ti=1,0 gF). O experimento foi monito-       ,Silva3, ZL, Domingos3.,HV, Oliveira Filho3, RM.      duced significantly pancreatic plasma extravasa-
rado com um transdutor isométrico acoplado a         Oliani2, SM, Tavares de Lima3, W. 3Depto de Far-      tion when compared with saline group, but only
um microcomputador. Após o período de equilí-        macologia, ICB/USP,1 Lab.Vacinas Anaeróbicas,         the higher dose of both substances was able to
brio, (1 h) foram confeccionadas curvas concen-      I.Butantan, SP, 2I.Biologia, UNESP, Rio Preto, SP.    evoke significant neutrophil infiltration in rat lung.
tração-efeito (CCE) ao carbacol (Cch).                                                                     Conclusions: When infused intravenously PLA2
Resultados: Traquéias isoladas imediatamente         Introdução: TNF, PGE2 e PGD2 modulam a infla-         from Naja naja venom may be inactivated by
após o fim do período de inalação apresentaram       mação na asma cuja piora é observada no ciclo         pancreatic juice, but when injected into the pan-
desvio para a direita na CCE ao Cch [CE50(LC)x10-    menstrual. A interação, hormônios sexuais com         creatobiliary duct either PLA2s used are able to
7 Cont=2,81(1,25-6,32), Iprat=42,6(26,0-             TNF e prostanoides na inflamação alérgica é pou-      induce pancreatic plasma extravasation and lung
69,8), n=7 p<0,01]sem alteração da resposta          co explorada. Neste estudo quantificamos os           neutrophil infiltration, confirming the key role of
máxima. Traquéias isoladas 8 e 12 horas após o       mastócitos, TNF, PGE2, PGD2 na RA em BI de ra-        PLA2s in this disease. Financial support: FAPESP
fim do tratamento, mostraram evidente aumen-         tas OVx.                                              and CNPq
to da Resposta máxima sem alteração ao nível         Métodos e resultados: Ratas adultas após 7 dias
da CE50 [Rmax (SEM) Cont=2,31(0,17),                 de OVx, ou falso-operadas (FO), receberam ovo-
Iprat8h=3,05(0,24); n=6 p<0,05].                     albumina (OA)/alúmen, ip. Após 14 dias, foram         04.167
Discussão: Os resultados demonstraram aumen-         sacrificdas e os BI isolados, incubados em placas
to de responsividade de traquéias isoladas após      plásticas contendo RPMI-1640, soro bovino fetal       PULMONARY INFLAMMATORY RESPONSES
o tratamento crônico com BI e sugerem uma res-       e mantidos em estufa de CO2. A RA foi realizada       INDUCED BY INTRATRCHEAL INJECTIONOF
posta adaptativa ao bloqueio crônico do recep-       1 h após adicionando OA (100g/ml). Alíquotas          STAPHYLOCOCCAL ENTEROTOXINS TYPES
tor muscarínico.                                     (100 µl) foram retiradas (30 e 90 min, 3, 6 e         A(SEA) AND B(SEB) IN RATS. 1 Desouza, IA,
Auxilio CNPq                                         24h) e dosados TNF e PGE2, PGD2 (30 e 90 min).        1
                                                                                                             Franco-Penteado, CF, 1 Camargo, EA, 2 Falconi,
                                                     Os mastócitos foram analisados em Bi fixados,         MA, 2 Lima, CSP, 3 DeNucci, G & 1 Antunes, E. 1
                                                     incluídos em historresina e corados (azul de to-      Department of Pharmacoloy, FCM, UNICAMP,
04.164                                               luidina). Os dados revelaram que 24h após os
                                                     níveis de TNF (U/mL) no OVx foram 536,2±98,0
                                                                                                           Campinas, SP, Brazil; 2 Laboratory of Haemathol-
                                                                                                           ogy, FCM, UNICAMP, Campinas, SP, Brazil & 3
INFLUÊNCIA DO SUCO GÁSTRICO (SG) SOBRE               (p<0.05) e os do FO 293,5±26,9. Aos 30 min a          Department of Pharmacology, ICB, USP, São Pau-
A REATIVIDADE DA TRAQUÉIA (T) DE RATOS               PGD2 foi 39.698,1±1.475,3 pg/ml e aos 90 min          lo, SP, Brazil.
SUBMETIDOS A INFLAMAÇÃO ALÉRGICA PUL-                123.064,1±31.082. A PGE 2 aos 30 min foi
MONAR. Kanikadan, P.Y.S.; Oliveira-Filho, R.M.;      6.63±1,22 e 18,5±1,56 aos 90 min. No grupo            Introduction and Goal: We have previously
Sertié, J.A.A.; Tavares de Lima, W. Depto de Far-    Sham, a PGD 2 foi 32.764±4.415 (30min),               showed that SEA and SEB induce in vivo mac-
macologia, ICB/USP, São Paulo.                       74.388±18788 (90 min) e PGE2 4.47±0,4 pg/             rophage-dependent neutrophil (NE) migration
                                                     ml (30 min) e 14,3±0,4 (90 min). Os mastócitos        through different mediators such as neuropep-
Introdução: O refluxo gastroesofágico é conside-     do grupo FO desgranularam 67% e os do OVx             tides, LTs, PGs, NO, histamine and PAF. The NE
rado potencial fator indutor da exacerbação da       30% (p<0,05).                                         recruitment induced by these SEs in bronchoal-
broncoconstrição em asmáticos. Embora a acidi-       Conclusão: Os hormônios sexuais inibem a gera-        veolar lavage (BAL) of rats is accompanied by
ficação do esôfago altere a resposta colinérgica     ção de TNF e PGE2 e estimulam os mastócitos as        alterations in leukocyte counts in peripheral blood
das vias aéreas, o efeito do SG na reatividade da    quais podem não ser a principal fonte de TNF e        and bone marrow. In this work we examined the
T isolada de ratos expostos à inflamação alérgica    prostanoides neste modelo.                            underlying mechanisms involved in the NE mi-
ainda não foi explorado. Neste estudo, avalia-       Apoio financeiro: FAPESP (99-06210-8), CNPq           gration in rats intratracheally injected wit SEA or
mos a reatividade a metacolina (Mch) de T isola-                                                           SEB. Methods and Results: Male Wistar rats (180-
das após a broncoprovocação (Bp) e incubadas                                                               250 g) were submitted to intratracheal injection
intraluminalmente (Int) com SG. Métodos e re-        04.166                                                of SEA or SEB (0.5-3.0 ng/0.4 ml). After 4 h, the
                                                                                                           trachea was exposed and the lungs were washed
sultados: Ratos (Wistar) foram sensibilizados
[10mg ovoalbumina (OA) /10mg de alúmen, ip.          EXOGENOUS SECRETORY PHOSPHOLIPASES                    with PBS. The leukocyte counts in BAL were also
O desafio foi feito 14 dias após, inalando OA (1%    A2 INDUCE EXPERIMENTAL ACUTE PANCRE-                  determined in rats pre-treated with following
15min). Após 24h, os ratos foram sacrificados e      ATITIS AND LUNG INJURY IN RATS. 1Camar-               drugs: dexamethasone (0.5 mg/kg, ip); ciprohep-
os anéis de T incubados (3h) e preenchidos Int       go, E.; 1Esquisatto, L.C.M.; 3Ribela, M.T.P.; 2No-    tadine (2 mg/kg, ip);BN52021 (1 mg/kg, iv);
com 0,02 ml de SG (Sertié et al, Pharm. Biol., 38,   vello, J.C.; 1De Nucci, G.; 1Antunes, E.; 1Landucci   SR140333(20 nmol/kg, iv); BWA4C (0,1 mg/kg,
113, 2000). As T foram montadas para registro        E.C.T. 1Department of Pharmacology, UNICAMP;          iv); celacoxib (3 mg/kg, iv); D-NAME and L-NAME
isométrico de força frente a MCh em cuba para        2Departament of Biochemistry, UNICAMP; 3De-           (20 mg/kg, iv). NE were isolated from peripheral
órgão isolado contendo tampão Krebs-Henseleit        partment of Application of Nuclear in Techniques      blood sample in order to asses the in vitro chemo-
                                                     in Biological Sciences IPEN/CNEN, USP.

154
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                          XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                                      Farmacologia e Terapêutica Experimental




taxis and adhesion. The NE influx induced by SEA
and SEB was inhibited by dexamethasone (96%;
                                                       cutânea de 0.2 mL de uma emulsão óleo-água
                                                       contendo 400µg de Mycobacterium butyricum
                                                                                                                  04.171
80%), ciproheptadine (89%; 32%), BN52021               no terço proximal da cauda de ratas Holtzman               AVALIAÇÃO DO ESTRESSE OXIDATIVO NO
(73%;42%), SR 140333 (66%;60%), BWA4C                  fêmeas (140-170 g). Edema (E) e hiperalgesia               ENVELHECIMENTO E NA DOENÇA DE ALZHEI-
(59%, 37%) and L-NAME (70%, 77%), RESPEC-              (H) foram aferidos por hidropletismometria (mL)            MER. 1Kawamoto, EM; 2Marcourakis, T; 1Bernar-
TIVELY. The inhibition induced by celacoxib on         e pelo método das vocalizações                             des, CS; 1Munhoz, CD; 1Glezer, I; 1Scavone, C;
NE recruitment induced by SEA on BAL was higher        (n vocalizações/5 flexões forçadas das articula-           3
                                                                                                                    Bahia, VS; 3Caramelli, P.; 3Nitrini, R. 1Depto. Far-
(94%) when compared with that induced by SEB           ções tíbio-társicas), respectivamente. CsA ou seu          macologia, ICB-USP 2Centro de Investigação em
(65%). In addition, SEA or SEB failed to induce        veículo foram administrados por via intratecal             Neurologia (LIM/15), FMUSP 3Departamento de
NE chemotaxis an adhesion in vitro. Conclusions:       (150, 50, 15 µg/10µL) ou por via intracerulear             Neurologia, FMUSP. São Paulo.
The pulmonary infiltration induced by SEA and          (10µg/0.2µL) do dia 10 ao dia 14 do experimen-
SEB involves a number of newly synthesizes me-         to. Resultados são apresentados como                       Fundamentos: Evidências sugerem que alterações
diators. Our results contribute to a better under-     média±EPM e comparados por ANOVA.                          na atividade da óxido nítrico sintase (NOS) estão
standing of mechanisms of action of SEs in the         RESULTADOS: CsA (150 e 50µg) por via intrate-              envolvidas no envelhecimento e na DA. O NO
lung. Financial Support: FAPESP                        cal inibiu completamente o edema (E C DIA 14 :             quando complexado com o ânion superóxido (O2-
                                                       1.48±0.1287/ ECsA DIA 14: 1.256±0.034; p<0.05) e           ) leva à formação do ânion peroxinitrito (ONOO-
                                                       a hiperalgesia (HC DIA 14: 0.89±0.055/ HCsA DIA 14:        ), o qual parece estar associado aos processos
04.168                                                 0.18±0.066; p<0.05) das ratas artríticas, quan-
                                                       do comparadas ao seu controle (C). Porém, a
                                                                                                                  neurodegenerativos. A superóxido dismutase
                                                                                                                  (SOD) tem ação neuroprotetora realizando a dis-
EFEITOS DO DIAZEPAM NA GLICEMIA DE                     administração de CsA no locus coeruleus (10 µg/            mutação do O2-, porém um desbalanço nestes
RATOS. Lazzarini, R.**, Malucelli, B. E., Paler-       0.2µgL) não foi capaz de inibir os sinais e sinto-         mecanismos de defesa podem gerar mais radi-
mo-Neto, J. - Depto. Patologia - Laboratório de        mas da artrite nos animais artríticos tratados (EC         cais livres.
Farmacologia, Faculdade de Medicina Veteriná-          DIA 14
                                                              : 1.40±0.03/ ECsA DIA 14: 1.386±0.066; HC DIA 14:   Objetivos: Avaliação da via de formação do
ria e Zootecnia - USP.                                 0.70±0.3/ HCsA DIA 14: 0.70±0.173).                        ONOO- através da determinação da atividade da
                                                       CONCLUSÕES: Nossos resultados demonstram                   NOS em plaquetas e da SOD em hemácias no
Objetivos: Avaliar os efeitos do diazepam sobre a      que o efeito analgésico/antiinflamatório da CsA            envelhecimento e na DA.
glicemia de ratos.                                     é específico, e não parece relacionado à região            Métodos: As atividades da NOS e da SOD foram
Métodos e Resultados: 60 ratos (Wistar), foram         do locus coeruleus.                                        avaliadas em 30 adultos sadios (22 mulheres,
divididos ao acaso em 6 grupos: Placebo (C1),                                                                     26,0±9.89 anos), 30 idosos sadios (20 mulhe-
Falso operados (C2 e E1), Adrenalectomizados                                                                      res, 70,0±5,96 anos) e 30 pacientes com DA
bi-lateralmente (C3, E2) e Não adrenalectomiza-        04.170                                                     provável moderada ou grave (23 mulheres,
dos (E3). Os animais dos grupos C1, C2 e C3 re-                                                                   76,0±7,09 anos). A atividade da NOS foi deter-
ceberam 0,1 ml/Kg do veiculo do diazepam;              USO PROFILÁTICO DO ÁCIDO ACETILSALICÍ-                     minada através da conversão de 3H-arginina em
aqueles dos grupos E1 E2 e E3, receberam 10,0          LICO NA CEFALÉIA INDUZIDA PELO FRIO: ES-                   3
                                                                                                                    H-citrulina e a determinação da atividade da SOD
mg/Kg de diazepam; os tratamentos foram feitos         TUDO PILOTO. Perla AS, Barea LM, Pires FD,                 através do kit da Calbiochem®, que se baseia na
pela via i.p. Os animais adrenalectomizados fo-        Barros HT. Departamento de Farmacologia / De-              auto-oxidação alcalina de um substrato (R1) a
ram mantidos com dieta normal, recebendo uma           partamento Neurologia - Fundação Faculdade                 qual é acelerada pela SOD que leva à formação
solução de cloreto de sódio 0,9% como água de          Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre /              de um cromóforo (525nm).
bebida. Decorridos 7 dias da adrenalectomia,           ISCMPA - RS / Brasil                                       Resultados: Houve aumento da atividade da NOS
mediu-se a glicemia dos animais imediatamente                                                                     plaquetária (43,6%; p< 0,001) no envelhecimen-
antes e 1 hora após os tratamentos. As diferen-        Introdução: dor de cabeça é uma queixa comum,              to. Os pacientes com DA apresentaram tanto au-
ças dos valores da glicemia medidas antes e 1          podendo existir vários desencadeantes na sua               mento da atividade da NOS (14,1%, p < 0,001),
hora após os mesmos foram: (C1= 0,00 ± 2,7;            etiopatogenia . C), pode ser um fator desenca-             quanto da SOD nas hemácias (16,4%, p<0,05)
C2=10,0 ± 3,8; C3= 0,0 ± 3,8; E1= 76,2 ± 10,9*         deador da?Estímulo térmico palatal (0 e 4 Cefa-            em relação aos idosos sadios.
E2= 4,2 ± 3,7; E3= 66,7 ± 20,8*).                      léia Induzida pelo Frio (CIF), que pode atingir            Conclusão: Nossos resultados apontam para o
Conclusão: O tratamento agudo com 10,0 mg/             até 30 % da população. O objetivo do estudo foi            envolvimento do ONOO- tanto no envelhecimen-
Kg de diazepam aumentou (p<0,05) a glicemia            avaliar o uso profilático do ácido acetilsalicílico        to quanto na DA. Entretanto, os dados sugerem
dos animais; este fato foi revertido pela adrena-      (ASS) neste tipo de cefaléia. Métodos:foram alo-           um maior envolvimento do NO na DA.
lectomia. Assim é possível que este efeito seja        cados 23 voluntários sadios , tratados 30 min              Apoio: FAPESP
conseqüência de uma estimulação dos PBR pre-           antes, com ASS nas doses de 100, 325 ou 500
sentes nas adrenais, isto é, via liberação de glico-   mg e comparados com placebo, após exposição
corticoides. De fato, este fármaco nesta dose au-
mentou os níveis deste hormônio (Immunophar-
                                                       ao estímulo térmico. Como desfecho , avaliamos
                                                       o desencadeamento, o padrão da dor e sua asso-
                                                                                                                  04.172
macol. Immunotoxicol., 23, 253-65, 2001).              ciação com cefaléias primárias (CP) através de             MODELO EXPERIMENTAL DE CISTITE
FAPESP: (Proc. n° 99/04128-2 / 99/04228-7)             questionário específico e Escala Análoga-Visual            HEMORRÁGICA(CH) INDUZIDA PELA INJEÇÃO
                                                       de Dor. Os dados coletados foram analisados por            INTRAVESICAL(ive) DE ACROLEÍNA(ACR).
                                                       ANOVA e medidas de tendência central (p<                   Batista,CKLP 1 ;Souza,MLP 1 ;    Leitão,BTA 1 ;
04.169                                                 0,05= estatisticamente significativo). Resultados:
                                                       a média de idade foi 21,78 anos, 65 % eram
                                                                                                                  Brito,GAC2; Cunha,FQ3; Ribeiro,RA1. Deptos1 Fi-
                                                                                                                  sio e Fármaco; 2Morfologia-UFC, 3Farmaco USP-
EFEITO DA ADMINISTRAÇÃO DE CICLOSPO-                   homens, e cerca de 56,62 % da amostra apre-                RP
RINA A EM DIFERENTES REGIÕES DO SISTE-                 sentava história prévia de CP. Nos controles, 23
MA NERVOSO CENTRAL. Yokoro, C. M., Fran-               % apresentaram CIF comparados com 47,8 %                   Introdução:A        ACR,aldeído      reativo   e
cischi, J.N. Departamento de Farmacologia, ICB-        dos voluntários tratados, observando-se que ape-           tóxico,produzido como metabólito urinário dos
UFMG.                                                  nas 325 mg de AAS apresentou uma resposta                  antineoplásicos,Ciclo e Ifosfamida,tem sido con-
                                                       profilática satisfatória (p< 0,05). Discussão: Além        siderada como possível causa da CH induzida por
A Ciclosporina A (CsA), é capaz de inibir o desen-     de acometer uma proporção considerável da                  estas.É proposto que a ACR em contato com o
volvimento da hiperalgesia e do edema em ratas         população joven, a CIF também pode ser um                  urotélio, levaria ao edema, ulceração, neovascu-
artríticas quando administrada agudamente no           possível marcador para as CP, sendo que há rela-           larização, hemorragia e necrose observados na
ventrículo lateral direito desses animais.             tos na literatura da eficácia do uso de ASS na             CH.Este estudo descreve um modelo de CH in-
OBJETIVO: Verificar a especificidade do efeito da      profilaxia deste tipo de cefaléia. Apesar de nos-          duzida por ACR,validando-o com o uso de um
CsA, administrando-a em diferentes regiões do          sos dados não apresentarem resultados significa-           uroprotetor de eficácia clínica comprovada,o áci-
sistema nervoso central (SNC): locus coeruleus e       tivos, talvez pelo reduzido tamanho amostral, é            do 2-mercaptoetano-sulfônico(Mesna).
medula espinhal.                                       um assunto que merece ser melhor explorado.                Métodos:Em camundongos Swiss machos(25-
MÉTODOS: A Artrite foi induzida por injeção sub-                                                                  30g),a CH foi induzida pela injeção ive de


                                                                                                                                                                       155
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                            Farmacologia e Terapêutica Experimental




ACR(0,025; 0,08; 0,25 mg/bexiga),tendo como
controle animais que receberam SAL(0,02mL/
                                                    04.174                                               IFS existiram evidências histológicas de cistite:
                                                                                                         erosão de mucosa com ulceração,deposição de
bexiga) nos tempos de 3;6;12;24h.Avaliaram-se       CELECOXIB(CXB) ASSOCIADO AO ESQUEMA                  fibrina, hemorragia, edema e infiltração leucoci-
as alterações do peso úmido vesical(PUV), au-       CLÁSSICO COM MESNA POTENCIA A PREVEN-                tária, recebendo escore de 2(2-2).Estas alterações
mento de permeabilidade vascular(PV) pelo ex-       ÇÃO DA CISTITE HEMORRÁGICA(CH) INDU-                 foram abolidas pela associação de 2 doses de PTX
travasamento de Azul de Evans(25mg/kg/iv), aná-     ZIDA POR IFOSFAMIDA(IFS). Macedo, FYB;               ao MESNA com escore 0(0-0) e relevância
lises macro e microscópica(critérios de Gray).Os    Morais, MM; Bellaguarda, EAL; Brito, GAC; Ri-        estastítica(p<0,05),resultados melhores (p<0,05)
efeitos do tratamento com Mesna(80mg/kg             beiro, RA. Depto de Fisiologia e Farmacologia,       àqueles obtidos com 3 doses de MESNA, com
ip;2mg/bexiga),foram avaliados após 3 e 24h da      UFC.                                                 escore 1 (0-1). Conclusão: Diante dos achados, o
indução da CH.                                                                                           tratamento com a PTX associada às 2 últimas
Resultados:A injeção ive de ACR induziu aumen-      Introdução:CH é um efeito limitante do uso cli-      doses de MESNA é mais eficiente que o esque-
to no PUV e no PV, estatisticamente significante    nico de IFS. Nosso laboratório tem demonstrado       ma clássico com o MESNA,podendo vir a ser tes-
(p<0,05) nas doses de 0,08 e 0,25 mg. A análise     o envolvimento de mediadores inflamatórios           tada em pacientes prevenindo a ocorrência de
macroscópica demonstrou severo edema e              como NO, PAF e citocinas na genêse da lesão uto-     cistite sub-clínica.
hemorragia,confirmados pela microscopia, evi-       telial da CH. Nossa proposta é avaliar a associa-
denciando erosão e ulceração da mucosa.O pré        ção de inibidores seletivos de COX-2 ao MESNA
tratamento com o Mesna aboliu os eventos in-
flamatórios da CH induzida por ACR nos tempos
                                                    na prevenção da CH induzida por IFS, já que 30%      04.176
                                                    de pacientes apresentam CH mesmo em vigên-
de 3 e 24 h,em todos os critérios.                  cia do MESNA. Métodos:Para tanto ratos Wistar        ASSOCIAÇÃO DE DEXAMETASONA(DEXA) AO
Discussão:A injeção ive de ACR mimetizou a CH       machos(150-200g,n=6) foram tratados com sa-          MESNA POTENCIA A PREVENÇÃO DA CISTITE
induzida pela injeção de Ciclo ou Ifosfamida e o    lina ou MESNA(160mg/kg,vo) juntamente, 2 e           HEMORRÁGICA(CH) EM PACIENTES SUBME-
Mesna teve efeito semelhante na proteção da         6hs apos IFS(400mg/kg,ip). Em outros grupos ex-      TIDOS À QUIMIOTERAPIA(QT) À BASE DE
CH,confirmando sua importância clínica.             perimentais, foi associado CXB(1,5mg/kg,vo) às       IFOSFAMIDA(IFS). Lima,MVA; Macêdo,FYB;
Apoio:CNPq,FUNCAP,FAPESP                            2 últimas doses de MESNA. Sacrificou-se os ani-      Ribeiro,RA. Instituto do Câncer do Ceará. Depto
                                                    mais 24h após a administração de IFS, sendo as       de Fisiologia e Farmacologia-UFC.
                                                    bexigas seccionadas junto ao colo. Resultados:
04.173                                              Através da análise microscópica e de acordo com      Introdução:Dados prévios de nosso laboratório
                                                    os critérios de Gray 24hs após a administração       mostraram que DEXA é capaz de prevenir os fe-
PAPEL PROTETOR DA GLUTATIONA(GSH) EM                de IFS existiram evidências histológicas de          nômenos inflamatórios na CH experimental in-
MODELOS DE CISTITE HEMORRÁGICA(CH).                 cistite:erosão de mucosa com ulceração, deposi-      duzida por IFS. Com base nesses resultados reali-
Leitão,BTA1; Batista,CKLP1; Souza,MLP1;             ção de fibrina, hemorragia, edema e infiltração      zamos um ensaio clinico prospectivo. Metodolo-
Brito,GAC2; Cunha,FQ3; Loiola R.T.; Ribeiro,RA1.    leucocitária, recebendo escore de 2(2-2). Estas      gia:38 pacientes randomizados submetidos à QT
Deptos 1Fisiologia e Farmacologia, 2Morfologia-     alterações foram abolidas pela associação de 2       com IFS(1,2g a 2,0g/m2/dia-3 a 5 dias),sendo
UFC, 3Farmacologia USP-RP                           doses de CXB ao MESNA com escore de 0(0-0) e         excluidos aqueles previamente tratados com IFS,
                                                    relevância estatística (p<0,05), resultados melho-   ou glicorticoides nas últimas 4 semanas, radiote-
Introdução: Ciclo e Ifosfamida (IFO)são agentes     res (p<0,05) àqueles obtidos com 3 doses de          rapia pélvica ou patologia do trato urinário. Fo-
antineoplásicos que apresentam como fator li-       MESNA, com escore de 1(0-1). Conclusão: De           ram divididos em 3 grupos. O grupo
mitante de seu uso a CH. A causa da lesão vesical   acordo com os achados, sugere-se que CXB pode        referência(pacientes antes do tratamento com
parece ser a acroleína(ACR), metabólito urinário    vir a ser testado em associação às 2 últimas doses   IFS), grupo tratado com IFS e MESNA,e o grupo
destas drogas. A GSH está presente nas células      de MESNA em protocolos clínicos prevenindo a         onde se associa DEXA(4mg)às 2 últimas doses de
como mecanismo bioquímico de proteção à to-         ocorrência de cistite sub-clinica. Apoio financei-   MESNA. Os dados eram coletados através do su-
xicidade induzida por agentes reativos como a       ro: CNPq e FUNCAP.                                   mário de urina(SU), cistoscopia(C) e análise
ACR. Este estudo avalia o papel da GSH na prote-                                                         microscópica(AM). Resultados: Observou-se que
ção da CH induzida por IFO e ACR. Métodos:                                                               MESNA não preveniu o surgimento de inflama-
Camundongos Swiss machos(25-30g),foram tra-
tados com GSH(500mg/kg/ip) imediatamente
                                                    04.175                                               ção na C(p<0,01) quando comparado ao grupo
                                                                                                         referência, apesar de clinicamente não existir CH.
antes da IFO(400mg/kg/ip), ou com GSH (500mg/       PENTOXIFILINA(PTX) ASSOCIADA AO MESNA                Na AM, MESNA não conferiu proteção completa
kg/ip ou 2mg/ive) junto com a injeção               NA PREVENÇÃO DA CISTITE HEMORRÁGICA                  contra a urotoxicidade da IFS. Porém, quando se
intravesical(ive) de ACR (0,08mg). CH foi avalia-   (CH) INDUZIDA POR IFOSFAMIDA(IFS). Bella-            associa DEXA às 2 últimas doses de MESNA há
da após 12h da IFO ou 3 e 24hs da ACR, pela         guarda, EAL; Bulcão-Macedo,FD; Macedo,FYB;           uma tendência a minorar os achados inflamató-
alteração do peso úmido vesical(PUV),análises       Brito,GAC; Ribeiro,RA. Depto. Fisiologia e Farma-    rios na C, mesmo com p>0,05. Na AM, essa as-
macro e microscópica(critérios de Gray). Resulta-   cologia, UFC.                                        sociação preveniu significativamente os achados
dos: IFO induziu aumento do PUV(187%,                                                                    inflamatórios(p<0,01)quando comparada ao uso
p<0,01) e a GSH inibiu este aumento (80%,           Introdução: A CH é um efeito limitante do uso        tradicional de MESNA. A hematúria presente no
p<0,001), alterações micro e macroscópicas tam-     clínico do antineoplásico IFS.O MESNA(2-mercap-      SU, independente do tratamento, não mostrou
bém foram inibidas (p<0,05). ACR também in-         toetanosulfato sódico) é a droga de escolha para     diferença estatística.Conclusão: MESNA não pre-
duziu aumento do PUV(106%, p<0,001) o qual          a redução da incidência deste efeito.Dados ante-     vine totalmente a inflamação na bexiga induzida
foi inibido(p<0,001) pela GSH em ambas vias         riores do laboratório demonstraram que o NO,         pela IFS. A associação de DEXA reduz significati-
de administração , nas 3 hs 100%(ip e ive) e nas    PAF, TNF-alfa e IL-1 são mediadores cruciais en-     vamente essa inflamação. A analise do SU, não
24hs 87%(ive) e 84%(ip), alterações micro e         volvidos nos eventos inflamatórios da CH,e tam-      demonstrou diferença significante, indicando que
macroscópica também foram inibidas(p<0,05).         bém no dano urotelial e hemorragia.Este estudo       a hematúria não é um parâmetro confiável para
Discussão: Temos demonstrado a participação de      avaliou o efeito da PTX, uma metilxantina inibi-     avaliar CH.
citocinas (TNF e IL-1) e do NO na patogênese da     dora de TNF-alfa associando-a ao MESNA, com-
CH induzida por IFO, sendo o último o provável      provado uroprotetor da CH.Métodos: Nos gru-
mediador final, mas não se conhece o mecanis-
mo molecular preciso do NO na CH. Propomos
                                                    pos controles, ratos Wistar machos(150-              04.177
                                                    200g,n=6)receberam uma injeção intraperito-
que o NO esteja depletando GSH, assim diminu-       neal (ip) de solução salina ou MESNA (80 mg/         FUNÇÃO QUIMIOTÁTICA DE NEUTRÓFILOS
indo as defesas intracelulares, resultando em im-   kg,ip) juntamente, 4 e 8 horas após IFS, sendo as    EM PACIENTES COM CÂNCER DE MAMA SUB-
portante dano oxidativo/nitrosativo presente na     bexigas seccionadas junto ao colo.Resultados:        METIDAS À QUIMIOTERAPIA. 1 Mendonça,
lesão induzida por ACR . Apoio: CNPq, FUNCAP        Através da análise microscópica e de acordo com      M.A.O.; Bachin, E.S.; Davi, L.B.; 2Murta, E.F.C.;
e FAPESP.                                           os critérios de Gray,24h após a administração de     1
                                                                                                           Tavares-Murta, B.M. 1Depto Ciências Biológicas
                                                                                                         e 2Depto Materno-Infantil, FMTM, Uberaba-MG.




156
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                 XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                             Farmacologia e Terapêutica Experimental




Introdução/Objetivos: Pacientes com câncer apre-      citocinas mostrou aumento significativo nos ní-      comum ao uso de antineoplásicos,podendo afe-
sentam aumento na incidência e gravidade de           veis de IL-6, IL-8 e IL-10 no grupo neoplásico       tar áreas distintas do TGI resultando em
infecções, principalmente quando submetidos à         (maligno e benigno, n=27) comparado ao não           estomatite,dispepsia e/ou diarréia que,somado à
quimioterapia. Os neutrófilos emigrados para o        neoplásico (n=13). A comparação entre neopla-        neutropenia pode culminar em quadro clínico
local de lesão atuam como células de defesa. O        sia benigna versus maligna demonstrou aumen-         grave. Os métodos não invasivos para estudo da
objetivo foi estudar a quimiotaxia de neutrófilos     to significativo dos níveis locais de IL-6 (ng/ml)   agressão à barreira intestinal estimam o impacto
em pacientes com câncer de mama, antes e após         nos casos malignos (medianas: 375,9 x 1320,          da disfunção provocada por qualquer agente
quimioterapia.                                        respectivamente).                                    agressor.O trabalho pretende validar um modelo
Métodos/Resultados: Foram estudadas 11 paci-          Discussão/Conclusões: Nas neoplasias ovarianas       com a utilização de marcadores fisiológicos como
entes com câncer de mama e 13 mulheres sadias         houve aumento dos níveis de IL-6, IL-8 e IL-10,      lactulose(indicador de permeabilidade)e
como controles. Os neutrófilos foram purificados      comparado aos tumores não neoplásicos. Nos           manitol(indicador de absorção)para detectar,
do sangue venoso e a função quimiotática estu-        casos malignos, observou-se aumento do núme-         acompanhar e mensurar alterações na evolução
dada em microcâmara de quimiotaxia. As célu-          ro de leucócitos (mononucleares e neutrófilos) e     subclínica e clínica da mucosite intestinal. MÉ-
las emigradas (n° de neutrófilos/campo) foram         de IL-6, comparado aos demais grupos.                TODOS: 20 voluntários sadios e 27 com câncer
coradas e contadas (10 campos) em microscó-           Apoio financeiro: CNPq                               no 10od pós-quimioterapia causadora de muco-
pio. Não foram observadas diferenças na respos-                                                            site ingeriram 20mL de solução com 20g de lac-
ta quimiotática ao FMLP, mas houve redução da                                                              tulose e manitol,em jejum com posterior coleta
quimiotaxia dos neutrófilos de pacientes (14,6 ±
3,2) frente ao LTB4, comparado aos controles
                                                      04.179                                               de urina durante 5h.Ao volume total acrescen-
                                                                                                           tou-se 1mL de clorexidina (2%)e de cada amos-
(29,2 ± 4,7). Não foram encontradas diferenças        AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA AMIFOSTINA                  tra retirou-se 2mL para congelamento e análise
nos níveis séricos de metabólitos de óxido nítrico    (AMF) NA MUCOSITE ORAL (MO) INDUZIDA                 em HPLC para mensuração das taxas de excre-
entre controles e pacientes. Em 7 pacientes com       POR QUIMIOTERÁPICOS ANTINEOPLÁSICOS                  ção dos açúcares. RESULTADOS:A concentração
estadiamento indicativo de quimioterapia neo-         EM HAMSTERS. Sales,MVR1; Mota,MLS1; Costa            de manitol foi menor(14%)nos pacientes que na
adjuvante (5-fluoruracil, adriamicina e ciclofos-     Filho,JD1; Lima,V; Brito,GAC2; Ribeiro,RA1. Dpto     população sadia,porém sem significância; houve
famida), foi feita a avaliação da função quimio-      de Fisio e Farmaco1/Morfologia2-UFC.                 entretanto aumento na excreção de lactulose (≅10
tática do neutrófilo, ao final do 5° ciclo. Foi de-                                                        vezes>nos pacientes, p<0.05). A razão lactulo-
monstrada redução da capacidade quimiotática          INTRODUÇÃO: MO é um efeito colateral da qui-         se/manitol foi 11 vezes maior nos pacientes. DIS-
dessas células ao FMLP (11,95 ± 5,2), resposta        mioterapia do câncer,sendo considerado um fa-        CUSSÃO: A excreção aumentada de lactulose nos
anteriormente preservada (38,3 ± 10,9). Dentre        tor limitante da dose terapêutica e reduzindo a      pacientes submetidos à quimioterapia sugere que
estas pacientes, 4 (57%) desenvolveram algum          qualidade de vida do paciente.Este trabalho ava-     estes apresentam alteração na permeabilidade
tipo de infecção.                                     lia o efeito da AMF,derivado tiol com atividade      intestinal,validando o presente teste como for-
Discussão/Conclusões: Pacientes com câncer de         de citoproteção comprovada em tecidos como           ma de avaliação do comprometimento
mama apresentam redução da quimiotaxia de             rim e medula óssea, na MO experimental induzi-       intestinal,permitindo também a avaliação de
neutrófilos ao LTB4, mas não ao FMLP, sugestivo       da por 5-FU em hamsters Golden Siriam.               substâncias citoprotetoras.
de alteração na capacidade de resposta inflama-       MÉTODOS:Induziu-se a MO com doses de 60 e            Apoio: CNPq; CAMED-UFC
tória induzida pela doença. A quimioterapia re-       40mg/kg ip de 5-FU nos dias 1 e 2 respectiva-
duz a resposta quimiotática ao FMLP, antes pre-       mente. No 4od foram realizadas escoriações na
servada, o que pode justificar o aumento da inci-
dência de infecções nessas pacientes, durante o
                                                      mucosa jugal para potencializar a MO. O sacrifí-     04.182
                                                      cio dos animais deu-se no 10od com análise ma-
tratamento quimioterápico.                            croscópica e histopatológica das mucosas e con-      PRODUTOS GÊNICOS DO RECEPTOR B2 DE
Fonte Financiadora: FAPEMIG                           tagem total e diferencial de leucócitos do           BRADICININA(BK) EM DIFERENTES IDADES
                                                      sangue.Os animais foram pesados diariamente e        FETAIS E EM RATOS ADULTOS. De França,C.;
                                                      divididos em grupos de 10,de acordo com a dose       Geroldo,E.;Maruo, E.,Lindsey,C. Dept.de Biofísi-
04.178                                                de SAL ou AMF(100, 200, 400mg/kg sc) aplica-         ca, UNIFESP,SP.
                                                      da 1h antes da injeção de 5-FU. RESULTADOS:Na
QUANTIFICAÇÃO DE CITOCINAS E LEUCÓCI-                 análise macroscópica,a AMF reduziu significati-      Introdução:A região codificadora da proteína do
TOS EM PACIENTES COM TUMORES OVARIA-                  vamente a hiperemia da mucosa, dilatação, con-       receptor B2 de cininas está localizada no exon 3
NOS CÍSTICOS. 1Tavares-Murta, B.M.; Davi, L.B.;       gestão vascular e a presença de úlceras e abces-     em humanos e camundongos e no exon 4 em
Bachin, E.S.; 3Cunha, F.Q., 2Murta, E.F.C. 1Depto     sos [AMF 400mg/kg: Md=1,5(1-3) AMF 200mg/            ratos. Há evidências de que ocorra o processa-
Ciências Biológicas e 2Materno-Infantil, FMTM,        kg:Md 1,5(1-2) vs SAL:Md=3(2-3) (p<0,05)].Os         mento alternativo no mRNA primário, resultan-
Uberaba-MG, 3Depto Farmacologia, FMRP-USP.            dados foram confirmados pela análise histopa-        do em dois produtos gênicos, um contendo exon
                                                      tológica [AMF 400mg/kg:Md=1(1-2);AMF                 3 e o outro não.Com o objetivo de verificar a
Introdução: Leucócitos e mediadores presentes         200mg/kg:Md=1(1-2)vs SAL: Md=3(2-3)                  ocorrência destes dois produtos gênicos, analisa-
em líquidos neoplásicos são úteis na avaliação        (p<0,05)].Houve redução da leucocitose no            mos o mRNA maduro através de tecidos centrais
de interações com as células tumorais. O objeti-      10 od[AMF 400mg/kg=3,185x10 3 ±0,437 vs.             e periféricos. Métodos e resultados:Foi utilizado
vo foi quantificar leucócitos e citocinas no líqui-   SAL=17,767±2,644 (p<0,05)], diminuindo o             o RNA purificado dos tecidos centrais e periféri-
do cístico de pacientes com tumores ovarianos         número de neutrófilos.As doses de AMF 100 e          cos e de embriões de diferentes idades. A reação
císticos.                                             200mg/kg, reduziram significativamente a perda       da transcriptase reversa (RT-PCR)utilizando pri-
Métodos/Resultados: Foram analisados 56 casos         de massa corpórea. DISCUSSÃO: A AMF reduz a          mers dirigidos a cauda poli-T e haxemers random.
cirúrgicos de pacientes com tumores ovarianos         inflamação da MO, sugerindo efeito citoprotetor      Para a amplificação gênica (PCR) foram utiliza-
císticos. Desses casos, 24 (42,86%) foram não         local da mesma e/ou modulação da resposta            dos 4 pares de primers específicos para as regi-
neoplásicos, 22 (39,29) neoplásicos benignos e        medular. Apoio Financeiro:CNPq;CAMED-UFC             ões codificadoras e não-codificadoras. A partir
10 (17,85) neoplásicos malignos. Após exérese e                                                            do mRNA maduro de tecido periférico e central
punção do líquido cístico, este foi centrifugado,                                                          ratos adultos foram obtidos fragmentos de ~700
feita a contagem de leucócitos e dosagem de ci-
tocinas (ELISA). Foi observado aumento do n°
                                                      04.181                                               bp (exon1-4);~170 bp (exon2-4);~250 bp
                                                                                                           (exon3-4) indicando a não ocorrência do proces-
de leucócitos (x106/ml) nos tumores malignos          TESTE DE LACTULOSE/MANITOL PARA AVA-                 samento Alternativo. No RNA total encontraram-
(1,01±0,59) comparado aos benignos                    LIAÇÃO DE AUMENTO DE PERMEABILIDADE                  se produtos de ~700/900pb,~170/380pb,
(0,19±0,035) ou tumores não neoplásicos               INTESTINAL EM PACIENTES COM CÂNCER                   ~250/1000pb; somente um fragmento de
(0,24±0,08). Em 50% dos casos malignos foi            SUBMETIDOS A QUIMIOTERAPIA. Mota,MLS1;               ~1100pb(intron2-exon4) evidenciando que o
observada a presença de outros leucócitos (prin-      CostaFilho, JD1; Sales, MVR1; Brito, GAC2; Ribei-    exon 3 é o último fragmento a ser retirado. Em
cipalmente neutrófilos), além de mononucleares,       ro, RA1. Dpto de Fisio e Farmaco1/Morfologia2 UFC    mRNA de tecido fetal encontrou-se apenas pro-
comparado às neoplasias benignas (30,4%) ou                                                                duto de amplificação sem o exon 3 a partir do
tumores não neoplásicos (20,8%). A dosagem de         INTRODUÇÃO:A mucosite é um efeito colateral          10º dia de idade fetal. Discussões: Não há evi-



                                                                                                                                                              157
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                   XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                               Farmacologia e Terapêutica Experimental




dências de processamento alternativo dos pro-        with LPS (5ug/100g) and 24 hours after RNA was        Departamento de Ciências Fisiológicas - EMES-
dutos gênicos do receptor B2 de BK em diferen-       extracted from spleen, lungs, and heart for de-       CAM/UFES - Vitória - ES.
tes tecidos de ratos adultos ou fetos, portanto o    termination of gene expression by cDNA expres-
gene teria apenas 3 exons. A expressão de recep-     sion arrays.                                          OBJETIVOS: Estudos atuais sugerem que o trata-
tores B2 em ratos ocorre provavelmente a partir      Results: In the spleen, LPS treatment induced up      mento com laser Hélio-Neon (HeNe) de baixa
do 9º a 10º dia de vida embrionária. Apoio fi-       regulation of genes associated with LPS recep-        potência acelera o processo cicatricial de feridas.
nanceiro: FAPESP/CAPES                               tors, TNF-alpha, IL-1 and many others cytokines       Entretanto estes estudos não esclarecem os efei-
                                                     and chemokines. The spleen exhibited the high-        tos biológicos deste laser na inflamação e cicatri-
                                                     er number of up regulated genes. In the heart,        zação. O objetivo deste trabalho foi analisar os
04.183                                               the cDNA microarray analysis showed an expres-
                                                     sive up regulation of genes linked with adrener-
                                                                                                           efeitos do laser no processo cicatricial de feridas
                                                                                                           induzidas na pele de camundongos. MËTODOS:
EXPRESSÃO GÊNICA DE RECEPTORES DE CI-                gic and cholinergic signal transduction. In con-      Foram utilizados camundongos jovens (Webster),
NINAS E TAQUICININAS NO NÚCLEO PARA-                 trast, the majority of genes present in the array     divididos em controles e tratados. O tratamento
TRIGEMINAL (Pa5) E NÚCLEO DO TRATO SO-               were down regulated in the lung.                      consistiu na irradiação de laser HeNe por emis-
LITÁRIO (NTS). Geroldo, E.; De França, C.; Sil-      Discussion: Taken together, these results indicate    são direta de 5mW no tecido lesado (sutura),
va, D.; Lindsey, C. J. Depart. de Biofísica, UNI-    that LPS induces a organ-dependent gene expres-       numa dose de 4J/dia por 3 dias. Ao final do tra-
FESP/SP.                                             sion with outstanding effect in the spleen, fol-      tamento o tecido lesado foi removido para ana-
                                                     lowed by the heart, and minimal effect in lungs.      lise histológica. A quantificação foi determinada
Introdução: As taquicininas e neurocininas são       These data could be useful to understanding the       através da fração volumétrica (FV) em pontos
peptídeos com função de neurotransmissão e           mechanisms involved in LPS effects as well the        eqüidistantes e da medida de espessura (ME) em
neuromodulação no SNC. Como o SNC, no siste-         important participation of this substance in the      centímetros na epiderme e derme. A qualifica-
ma nervoso periférico estes neuropeptídeos tem       multiple organ failure that occurs during sepsis.     ção determinada pelo número de estruturas ane-
atividade cardiovascular. A bradicinina (BK), des-                                                         xas no local da cicatriz. RESULTADOS: Foi visto
Arg9-BK, substância P (SP), substância K e neuro-                                                          que o laser HeNe, nesta dose, não possui efeito
medina agem respectivamente nos receptores (r)       04.185                                                significativo sobre a ME da epiderme dos contro-
                                                                                                           les(6,0±0,8) tratados(6,2±0,4) e da FV contro-
B2, B1, NK1>NK2>NK3, NK2 e NK3. O objeti-
vo é estudar a expressão dos produtos gênicos        CALCIUM SENSITIVE POTASSIUM CHANNELS                  les(142±13) tratados(170±9). Contudo, na der-
destes receptores no Pa5 e NTS de ratos tratados     MAY UNDERLIE VASCULAR HYPORESPON-                     me o efeito é significativo tanto para a MEcon-
ou não com lipopolissacarídeo bacteriano (LPS).      SIVENESS TO LPS. Farias., N.C., Borelli-Montigny,     troles (5,2±0,5) e tratados (2,9±0,4) quanto
Métodos e Resultados: Foi usado RNA purificado       G.L., Borges, A.C.R., Fauaz, G., Dina, J.P., Feres,   para a FV do colágeno controles(144±10) e tra-
de Pa5 e NTS para a reação de transcriptase re-      T., Paiva, T.B., Department of Biophysics, Escola     tados(176±11). Com relação às estruturas ane-
versa (RT), utilizando primers dirigidos a cauda     Paulista de Medicina, UNIFESP SP, Brazil.
                                                                                    ,                      xas da derme também foram observadas altera-
poli-T. A amplificação PCR foi realizada com pri-                                                          ções significativas na FV dos animais controles
mers exon-exon específicos para os produtos gê-      Introduction: The effect of lipopolysacharide (LPS)   (156±11) e tratados (71±7), evidenciando a
nicos. Foram obtidos produtos de aproximada-         upon the isolated aorta and mesenteric arteries,      aceleração do processo. DISCUSSÃO: A análise
mente 700, 590 e 485pb correspondendo aos            with and without endothelium from spontane-           inicial dos dados sugeriu que o laser HeNe pos-
segmentos codificadores dos rB2, NK1 e NK3. A        ously hypertensive (SHR) and normotensive Wist-       sui um importante efeito na organização do pro-
análise semi quantitativa mostrou maior densi-       ar (NWR) rats was studied Methods: Isometric          cesso cicatricial, além de uma aceleração no tem-
dade de produto amplificado referente ao rB2         tension and membrane potential responses were         po de evolução do processo. Todavia estudos
(26 %) em tecido do Pa5. Em animais tratados         measured in intact (E+) and endothelium-denud-        adicionais serão realizados para melhor elucidar-
com LPS (2,5 mg/kg, iv) também foi detectado o       ed (E-) aortic and mesenteric rings. Results and      mos os mecanismos pelos quais estes efeitos ocor-
fragmento de 918pb correspondente ao produto         Conclusions: LPS induced vasodilatation in the        rem. APOIO: EMESCAM/PPGCF-UFES.
gênico codificador do rB1 não sendo alterado a       pre-contracted isolated mesenteric vascular bed
expressão dos outros produtos. Discussão: Atra-      of NWR and SHR. This effect was inhibited in
vés da análise dos produtos gênicos foi inferida a   both strains by iberiotoxin (IBTX), an inhibitor of   04.187
expressão constitutiva mRNA do rB2 de cininas,       Ca2+-sensitive K+ channels (Kca), but L-NNA,
rNK1 e NK3 de taquicininas no Pa5 e NTS de           a NO-synthase inhibitor, blocked only the SHR         SENSORIAL AFFERENT INPUTS FROM THE
ratos, assim como a indução da expressão de rB1.     responses. Hyperpolarization was induced by LPS       MASSETER MUSCLE TO THE BRAINSTEM PAR-
Não há evidência da expressão do rNK2 em es-         in mesenteric artery rings from NWR (both E+          TICULARLY TO THE PARATRIGEMINAL NU-
truturas bulbares. A expressão constitutiva des-     and E-) and SHR rings (only in E+), and was in-       CLEUS R. Saviolo Moreira, C. A. Caous, R. L. Smith
tes receptores explicaria os efeitos cardivascula-   hibited by IBTX and by L-NNA. However, in NWR         and C. J. Lindsey. Departamento de Biofísica e
res dos neuropeptídeos BK e SP. Apoio Financei-      E+ rings L-NNA induced a partial inhibition of        Departamento de Morfologia, Universidade Fe-
ro: FAPESP/CAPES.                                    the hiperpolarizing response, which was caused        deral de São Paulo, Brasil.
                                                     by simultaneous release of endothelin. Since Kca
                                                     channels show increased expression and function-      Introduction: A better understanding of the neu-
04.184                                               al enhancement in SHR, relative to NWR aortae,
                                                     only SHR aortic rings could be stimulated by LPS,
                                                                                                           rophysiologic mechanisms involved in muscle pain
                                                                                                           is need. The paratrigeminal nucleus (Pa5) which
EFFECT OF LPS ADMINISTRATION ON MOUSE                inducing a hyperpolarizing response (-91 +-           has been implicated as a constituent of neuroa-
HEART, LUNG AND SPLEEN GENE-EXPRES-                  0.2mV), which was inhibited by IBTX. It is con-       natomical substrate to mediate orofacial pain, is
SION. Capaz, F.R.* & Saban. R. Depto. de Fisio-      cluded that the mechanism responsible for the         a known site of primary sensorial trigeminal con-
logia e Farmacologia – Faculdade de Medicina –       hyperpolarization induced by LPS involves open-       nections and could play a role mediating noci-
Universidade Federal do Ceará -Department of         ing of high conductance Ca+2-sensitive K+ chan-       ceptive inputs from the masseter muscle. We in-
Physiology, The University Oklahoma Health Sci-      nels.                                                 vestigated the afferents inputs from the masseter
ences Center                                         Supported by FAPESP, CNPq and CAPES.                  muscle to the brainstem region specially to the
                                                                                                           Pa5. Methods: Anterograde neuronal tracer were
Introduction: Studies developed in the sense of                                                            applied unilaterally to the posterior deep masse-
evaluate the effects of LPS administration on        04.186                                                ter muscle of rat (10 subjects) and following a
                                                                                                           five days survival time, the brainstem were ex-
cDNA microarray analysis of gene expression in
multiple organs, at the same time, are not at the    EFEITOS DO LASER HÉLIO-NEON DE BAIXA                  tracted, cut (45 µm), incubated in strepavidin and
moment, very frequent in the literature. We used     POTÊNCIA NO PROCESSO DE CICATRIZAÇÃO                  the sections analyzed with a digitalized system.
cDNA microarray analysis to evaluate LPS-induced     DE FERIDAS INDUZIDAS EM CAMUNDONGOS.                  Results: Fibres and terminals were labeled in the
alteration in gene expression in the heart, lung     Souza,F.M.*; Conti,C.L.*; Gonçalves,W.L.S**.;         lateral reticular nucleus (LRt), caudal level of pars
and spleen of Balb/c mice.                           Novaes,M.A.S**; Barros,L.P.**; Rocha,W.A.**           interpolaris and pars caudalis, paratrigeminal
Methods: Mice were injected intraperitoneally        Departamento de Fundamentos da Fisioterapia /         nucleus, mesencephalic trigeminal nucleus, ven-



158
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                   XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                               Farmacologia e Terapêutica Experimental




trolateral subnucleus of the pars principalis, pa-
rabrachial nucleus, medial longitudinal fascicu-
                                                     cin was ineffective on the cT changes induced by
                                                     CRF5 the effect of this antipyretic was investigat-
                                                                                                           04.192
lus, lateral cervical nucleus and the dorsal horn    ed on UCN changes in cT.                              ANALISE DO MECANISMO DE AÇÃO ANTINO-
of C1 to C3. Conclusion: The projections of pri-     METHOD AND RESULTS. cT was measured by                CICEPTIVA DA AGMATINA EM CAMUNDON-
mary masseter afferent neurons to the Pa5 and        radiotelemetry in male Wistar rats (200 g), each      GOS. Oliveira, G.L.1, Neto, A.1, Spindola, H.M.1,
others brainstem nuclei which receives efferents     30 min, by 6 h, after icv injection of UCN. The       Souza, M.M.1, Rodrigues, A.L.S.2, Calixto, J.B.3,
outputs from this nucleus shows the possible role    dose of 50 pmol did not modify the cT when            Santos, A.R.S.4 1Universidade do Vale do Itajaí,
of the Pa5 as a relay nucleus in the in the neural   compared with that of control rats, while 100         CCS, Itajaí-SC. Deptos de 2Bioquímica e 3Farma-
pathway of orofacial pain. CNPq.                     pmol induced a significant increase in cT (from       cologia, UFSC, Florianópolis-SC. 4Curso de Far-
                                                     0.12±0.08 to 0.67±0.09ºC, 4th h, P< 0.05). On         mácia, UNISUL, Tubarão-SC.
                                                     the other hand, the injection of 500 pmol, 1 and
04.188                                               2 nmol induced hypothermia which was more
                                                     pronounced with 2 nmol (from 0.16±0.08 to -
                                                                                                           Objetivos: O presente estudo tem como objetivo
                                                                                                           analisar o efeito antinociceptivo da agmatina
ENVOLVIMENTO DE NEUTRÓFILOS E NO NA                  0.74±0.1ºC, 2.5 nd h). Indomethacin did not           (AGM), intermediária da biossíntese de poliami-
FORMAÇÃO DE PEROXINITRITO (PN) NA                    change the increase in cT induced by UCN (100         nas, administrada via intraperitoneal (i.p.), na dor
ARTRITE POR ZYMOSAN (AZy). Souza, LT2;               pmol).                                                induzida pela injeção de ácido acético (AAC) e
Bezerra, MM1; Carvalho, AP2; de Buin, GS1;           CONCLUSION. This study revealed that UCN in-          de capsaicina (CAP) em camundongos, bem como
Rocha, FAC2. Dep. Fisiologia e Farmacologia1 e       creases cT in low doses while high doses induces      o envolvimento da via L-arginina-óxido nítrico e
Medicina Clínica2 (UFC).                             a pronounced hypothermia The later effect might       do sistema opióide no seu efeito antinocicepti-
                                                     be related with a increase in glucocorticoids deco-   vo. Métodos e Resultados: Foram utilizados ca-
Introdução: Na Azy observa-se influxo netrofíli-     rrent from a intense hypothalamus-pituitary-ad-       mundongos Suíços (30 a 40 g, N=7-10 por gru-
co e liberação de PN. PN, formado por combina-       renal axis stimulation. Moreover, prostaglandins      po) de ambos os sexos. A AGM administrada via
ção de O2 e NO, pode ser detectado pela forma-       seem not be involved in the increase in cT in-        i.p. (1-30 mg/kg, 0,5 h antes) reduziu, de forma
ção de 3-nitrotirosina (3NT). Investigamos o pa-     duced by UCN.                                         dose-dependente, o número de contorções ab-
pel dos neutrófilos e de inibidores da NOS (L-
                                                     1
                                                       Nature 1995, 378:287                                dominais induzida pela injeção i.p. de AAC
NAME -LN e 1400W) sobre formação de PN.
                                                     2
                                                       Reg Pept 1997, 71:15                                (0,6%), com DI50 de 5,6 (3,9-8,0) mg/kg e ini-
Métodos: Ratos Wistar foram submetidos à inje-
                                                     3
                                                       Science, 1996, 273:1561                             bição de 83±4%. A AGM (3-100 mg/kg, i.p.)
ção intra-articular de Zy (1mg). Após 6h avaliou-
                                                     4
                                                       Brain Research 2002, 930:37                         também foi capaz de reduzir o tempo de lambi-
se no lavado articular o influxo de neutrófilos
                                                     5
                                                       Inflamm Res 2002, 51:24                             da e/ou mordida causado pela injeção intraplan-
(atividade de mieloperoxidase-MPO) e a forma-        SUPPORT: FAPESP, CAPES.                               tar de CAP (1,6 ug/pata) com DI50 de 43,7 (23,5-
ção de 3NT (ELISA). Resultados expressos em pg/                                                            81,4) mg/kg e inibição de 55±4%. O efeito anti-
mg de proteína. A neutropenia foi induzida pela                                                            nociceptivo causado pela AGM (10 mg/kg, i.p.)
administração (i.p.) de anticorpo anti-neutrófilo    04.191                                                foi revertido de forma significativa (p<0.01) pelo
(AAN)18h antes do início da Azy. Grupos recebe-                                                            pré-tratamento dos animais com L-arginina (600
ram (s.c.) LN (100mg/kg) ou 1400W (1mg/kg)           EFEITO DO CELECOXIB NA MUCOSITE INTES-                mg/kg, i.p., precursora do óxido nítrico), mas não
30min antes da Azy. Controles (NT) receberam         TINAL INDUZIDA POR METOTREXATO (MTX)                  pela D-arginina (600 mg/kg, i.p.), quando anali-
salina. Resultados: AAN reduziu (p<0,05) neu-        EM RATOS. 1Lima, V; 1Leitão, BTA; 1Souza, MLP;        sado na nocicepção causada pelo AAC. Além dis-
trófilos no sangue periférico (3,3±0,6 neutrófi-     2Brito, GAC, 1Ribeiro, RA. Deptos. Fisiologia e       so, a naloxona (1mg/kg, i.p., antagonista opiói-
los/mm3), em relação ao grupo NT (21,5±2,2           Farmacologia1, Morfologia2-UFC.                       de não seletivo) foi capaz de interferir na antino-
neutrófilos/mm3) e no lavado articular (86%).                                                              cicepção causada tanto pela morfina (5 mg/kg,
AAN reduziu formação de 3NT (1,7±0,4), com-          Introdução: a mucosite intestinal é um dos efei-      s.c.) quanto aquela causada pela AGM (10 mg/
parado ao NT (5,6±0,9). LN ou 1400W reduzi-          tos colaterais mais importantes e limitantes da       kg, i.p.) no teste do AAC. Conclusão: Os resulta-
ram o IC (1,0±0,4 e 0,8±0,2, respectivamen-          quimioterapia do câncer, caracterizada por diar-      dos obtidos neste trabalho estendem os dados
te), em relação ao NT (2,5±0,4). LN ou 1400W         réia, vômito, perda de peso e eventuais hemor-        da literatura e demonstram que a AGM apresen-
reduziram em 64 e 67%, respectivamente, o acú-       ragias. Tem sido descrita a participação de COX-2     ta significativo efeito antinociceptivo. O meca-
mulo de neutrófilos no lavado articular. LN ou       em diferentes lesões inflamatórias. Portanto, ava-    nismo de ação antinociceptiva da AGM não esta
1400W reduziram a produção de nitrito (5,1±1,1       liamos o efeito do celecoxib (CLX), um inibidor       completamente elucidado, mas parece envolver
e 14,9±4,1, respectivamente), em relação ao NT       seletivo da COX-2, na mucosite intestinal experi-     a ativação da via L-arginina-óxido nítrico e o sis-
(47,8±7,7). LN ou 1400W reduziram formação           mental (MIE) em ratos. Métodos: a MIE foi indu-       tema opióide sensível a naloxona. Apoio Finan-
de 3NT após 6h de Azy (3,03±0,6 e 2,8±0,8,           zida em ratos Wistar machos (± 220 g) pela ad-        ceiro: UNIVALI, UNISUL,UFSC e CNPq
respectivamente), em relação ao NT (5,6±0,6).        ministração de MTX (2,5 mg/kg-sc) durante 3
Discussão: Neutrófilos são responsáveis, pelo        dias. No 5º dia os animais foram mortos e sec-
menos parcialmente, pela produção de PN; ini-
bidores da NOS inibem a geração de PN na Azy.
                                                     ções de duodeno (D), jejuno (J) e íleo (I) foram
                                                     removidas, fixadas em formol a 10% e processa-
                                                                                                           04.193
Apoio: FUNCAP e CNPq.                                das para H&E. Grupos de 5-6 animais foram tra-        TREATING SEPSIS WITH PAF ACETYLHYDRO-
                                                     tados com CLX (7,5, 15 e 30 mg/kg-ip) fraciona-       LASE: A NEW POTENTIAL THERAPEUTIC AP-
                                                     dos a cada 12 horas, diariamente. Avaliaram-se:       PROACH. Gomes RN1; Bozza FA3; Amâncio RT1;
04.190                                               (a) alterações morfométricas ao nível das alturas
                                                     dos vilos e profundidade das criptas adjacentes
                                                                                                           Larangeira AP2; Stafforini D4; Bastos MS1; Japi-
                                                                                                           assú AM3; da Silveira IAFB2, Jessouroun E2, Pres-
CHANGES IN BODY TEMPERATURE INDUCED                  (D, J e I). Os valores foram expressos como mé-       cott SM4; Bozza PT1 & Castro-Faria-Neto HC1;
BY CENTRAL INJECTION OF UROCORTIN                    dia de 5-10 unidades de vilos/criptas bem orien-      1Lab.Imunofarmacologia,DFF-FIOCRUZ,RJ;
(UCN) IN RATS. Figueiredo, M.J.; Penatti, R.C.;      tadas por secção; (b) variações de massa corpó-       2LATEB,Bio-Manguinhos; 3CTI-HUCFF/UFRJ;
Fabricio, A.S.C.; Souza, G.E.P. Lab. Farmacologia,   rea; (c) de ingestão de alimento e (d) de consu-      4Huntsman Cancer Institute, UTAH.
FCFRP-USP                                            mo de água. Resultados: a MIE causou redução
                                                     na relação vilos/criptas em D=64%; J=62% e            PAF is a potent proinflammatory mediator whose
AIM. UCN, a neuropeptide closely related to          I=54%. CLX (30 mg/kg) protegeu (p<0,01) em            role in the pathophysiology of sepsis has been
corticotrophin-releasing factor (CRF) appears to     D=37%; J=42% e I=30%. A MIE causou perda              widely demonstrated. Recently, PAF-AH, the en-
have higher affinity than does CRF for CRF2 re-      de massa corpórea, bem como redução do con-           zyme responsible for PAF degradation, was cloned
ceptors1, the subtype widely distributed in brain    sumo de alimento e de água (p<0,05). O trata-         and its anti-inflammatory effects were demon-
areas including the hypothalamus2. Central injec-    mento com celecoxib, entretanto, não foi capaz        strated in an animal model. In this study we aimed
tion of UCN induces anorexia and promotes en-        de reverter esses parâmetros de forma significan-     to investigate the potential therapeutic effect of
ergy expenditure through sympathetic stimula-        te. Discussão: O CLX reduziu as alterações histo-     PAF-AH on animal models of sepsis. We deter-
tion3,4. Here we examined the core temperature       morfométricas, sugerindo que a COX-2 possa es-        mined plasma PAF-AH activity in blood samples
(cT) in rats in response to UCN. Since indometha-    tar envolvida na patogênese dessas lesões. Apoio      from human patients with sepsis (17) or septic
                                                     financeiro: CNPq.


                                                                                                                                                                159
Farmacologia da Inflamação e Dor                                                                                                  XXXIV Congresso Brasileiro de
                                                                                                                              Farmacologia e Terapêutica Experimental




shock (38) and showed that plasma PAF-AH ac-
tivity was reduced in septic shock patients as com-
                                                      04.194                                               (ECU) or 48 h (MEL synthesis). The content of
                                                                                                           adrenaline (10µM, 30s) taken up by the gland,
pared to healthy volunteers (11). Moreover, blood     EFFECTS OF CORTICOSTERONE ON THE PINE-               or MEL indoleamines precursors produced by
samples were obtained sequentially from animals       AL PRODUCTION OF INDOLEAMINES.                       noradrenaline (10nM, 5h) stimulation were mea-
subjected to CLP procedure or injected intraperi-     Fernandes, P.A.C.M; Ferreira, Z.S. & Markus, R.P.    sured by hplc. Values are expressed as ng/pineal
tonealy with LPS or N. meningitidis. We observed      Dep. Fisiologia, Instituto de Biociências, Univer-   and ng/well. Results: Adrenaline uptake
that plasma PAF-AH activity showed a progres-         sidade de São Paulo, Brasil.                         (1.4±0.24, n=3) was not blocked by 1µM
sive decrease over time in those groups and that                                                           (1.73±0.65, n=3) or 100µM (1.69±0.34, n=3)
correlates with the mortality rate of those ani-      Introduction: Diurnal variation of chronic inflam-   of CORT. Noradrenaline (10nM)-induced N-ace-
mals. In the next set of experiments, we treated      matory lesion induced by BCG inoculation is lost     tylserotonin (NAS) production in glands (3.9 ±
animals injected with LPS or subjected to CLP with    after pinealectomy, superior cervical ganglionec-    0.8, n=8) and in the medium (13.99±2.93, n=8)
PAF-AH and observed that this treatment in-           tomy or adrenalectomy (ADx). Rhythmic produc-        was increased 2.5 fold by CORT (1µM or 10µM;
creased the survival rate in aproximately 30%.        tion of the metabolite 6-sulphatoxymelatonin is      48h). A higher dose of corticosterone (100µM)
In conclusion, the PAH-AH may represent a nov-        not observed after adrenalectomy, and noctur-        had no effect. The production of 5-hydroxytryp-
el therapeutic approach in sepsis treatment, prob-    nal administration of melatonin (MEL) recover        tophan, serotonin and 5-hydroxyindoleacetic acid
ably by decreasing the availability of PAF pro-       diurnal variation. (Lopes et al., Inflamm. Res 50:   were not modified by any CORT dose. Conclu-
duced during bacterial infection. Support: NIH,       6, 2001). Aim: Investigate the influence of glu-     sion: Our data indicate that ECU was not affected
FIOCRUZ, FAPERJ, CNPq                                 cocorticoids on extraneuronal catecholamine up-      by 1h incubation of CORT, while a longer incuba-
                                                      take (ECU) and MEL synthetic pathway. Meth-          tion of lower doses of CORT is able to increase
                                                      ods: Rats cultured pineals were exposed to 1 or      the activity of arylalkylamine N-acetyltransferase,
                                                      100µM corticosterone (CORT) for 1 h with MAO         which converts serotonin to NAS, the immediate
                                                      and COMT inhibitors iproniazid and tolcapone         precursor of melatonin. Support: FAPESP, CNPq.




160

								
To top