PREZADOS CLIENTES, COLABORADORES, FORNECEDORES, PARCEIROS E AMIGOS

Document Sample
PREZADOS CLIENTES, COLABORADORES, FORNECEDORES, PARCEIROS E AMIGOS Powered By Docstoc
					BOLETIM INFORMATIVO DA TEREX® LATIN AMERICA • ANO VI • Nº 78 • DEZEMBRO 2007


NE STA E D IÇ ÃO                            PREZADOS CLIENTES, COLABORADORES,
                                            FORNECEDORES, PARCEIROS E AMIGOS...
CONHEÇA AS UNIDADES             Como faço todos os anos, escrevo    compram nossos equipamentos e
HIDRÁULICAS DE               estas linhas a vocês com um balan-     serviços.
CORTE TRANSVERSAL            ço de nossas atividades em 2007.          Continuando nossos investimen-
PAG. 2                       Não poderia deixar de começar esta     tos em infra-estrutura, não poderia
                             mensagem com um agradecimen-           deixar de mencionar o fato da in-
ORGUEL INAUGURA              to especial aos nossos clientes que    corporação de nosso escritório na
NOVA DIVISÃO DE              nos proporcionaram um resultado        cidade do México, criando a Terex
ALUGUEL DE                   espetacular em 2007. Apesar dos        Latin America SRL de CV, que já
PLATAFORMAS                  números ainda não estarem fecha-       esta registrada e passa a ser a única
AÉREAS                       dos, nosso crescimento em relação      entidade legal do grupo no México,
                             ao ano passado na América Latina       que integrará todas as unidades da
PAG. 3
                             foi de aproximadamente 57%, mui-       empresa neste importante território.
                             to expressivo e com certeza um dos        Este ano também foi bem agi-
TFS BATE RECORDE             maiores de todo o grupo Terex no       tado no que se refere a eventos.        de Materiais baseados no Brasil. Já
DE FINANCIAMENTOS            mundo. Meu muito obrigado pela         Iniciamos em Março com o Open           a partir de Janeiro de 2008, inicia-
EM OUTUBRO                   sua confiança!                         House de nossa nova sede no Bra-        remos a venda na região da impor-
PAG. 3                          Este ano já começou agitado, pois   sil, quando pudermos demonstrar         tante linha de caminhões rígidos e
                             enquanto muitos de vocês aprovei-      a clientes, parceiros e amigos que a    articulados da Terex com capacida-
RECICLADORAS DA TEREX        tavam as Festas Natalinas do final     Terex está investindo seriamente na     des até 100 toneladas, fabricados na
ROADBUILDING GANHAM          do ano passado, nós organizávamos      região. Em Abril recebemos muitos       Escócia. Sem contar que a parceria
ESPAÇO NA AMÉRICA LATINA     a mudança para nossa nova sede em      de nossos clientes na feira Bauma       com a Terex Roadbuilding Latin
PAG. 4                       Alphaville, São Paulo. Entre a úl-     em Munique, onde foi possível ve-       America foi ampliada para uma fu-
                             tima semana de 2006 e a primeira       rificar a força do mercado mundial      tura integração das operações, fa-
                             de 2007 mudamos nossa estrutura        de construção, com público recor-       zendo com que a Terex na América
                             de escritórios, peças de reposição     de e um verdadeiro “formigueiro         Latina tenha uma só voz.
                             e equipamentos para um prédio          humano” em todos os grandiosos             Para 2008 nossos planos são bas-
                             de mais de 3.500 m2 de área. Mais      estandes dos fabricantes globais de     tante agressivos, com metas de cres-
                             tarde também mudamos nosso es-         equipamentos. Em Julho tivemos          cimento de 55% na região. Acredi-
                             critório de Miami para um local        o Rental Meeting no Brasil onde         tamos que a economia mundial
                             maior, em função do aumento de         mais de 100 empresas brasileiras de     continuará impulsionando o cresci-
                             nosso time que cobre a importante      locação puderam ter um final de se-     mento dos países emergentes e que
                             região do Caribe e da América Cen-     mana interessante com seus fami-        investimentos em infra-estrutura
                             tral. Falando em crescimento do        liares e conhecer um pouco mais da      serão prioritários em muitos países
                             time, contratamos exatamente 28        linha Genie e dos planos da Terex       de nossa região, assim como, plane-
                             novos colaboradores entre Janeiro e    para a região. Fechamos o ano com       jamos investimentos pesados tanto
                             Dezembro deste ano, de estagiários     o evento La Manga na Espanha em         em novas linhas de equipamentos
                             a diretores sêniors, praticamente      Outubro para nossos distribuidores      como em possíveis aquisições de
                             dobrando nosso time nos escritó-       da linha de Construção.                 empresas fabricantes regionais du-
                             rios do Brasil, México e Miami.           O ano de 2007 também foi im-         rante o ano que entra, sem men-
                                A entrada dos novos colabora-       portante para a diversificação do       cionar aumento de nosso time e de
                             dores foi necessária para podermos     portfólio de produtos oferecidos        nossa infra-estrutura, começando
                             implantar departamentos de Con-        pela Terex Latin America. As linhas     com um segundo armazém em ou-
                             troladoria, TI, RH e Comércio Exte-    de Construção e Guindastes tive-        tra cidade do Brasil.
                             rior, assim como para reforçarmos      ram excelente crescimento na re-           Despeço-me deste ano e de vo-
                             nossas equipes de Vendas, Serviços     gião com a expansão de nossa rede       cês desejando-lhes excelentes fes-
                             e Pós-Venda. Estes novos colabora-     de distribuição e com a aceitação       tas e um novo ano cheio de saúde
                             dores se juntaram à Terex vindos de    de nossos produtos pelos usuários       e paz e mais uma vez agradecendo
                             distintos negócios e segmentos de      de diversos países. Na metade final     sua confiança e parceria. E que ve-
                             mercado de toda a América Lati-        do ano começamos a trabalhar em         nha 2008!
     Terex® Latin America    na e serão muito importantes para      conjunto com a divisão de Mine-
            0800 602 5600    podermos seguir oferecendo valor       ração da Terex, com a contratação                            André Freire
          www.terexla.com    agregado e excelente retorno ao        de dois gerentes das linhas de Mi-                           Diretor Geral
                             investimento de vocês clientes que     neração Pesada e de Processamento                     Terex Latin America
                MAQODSA SEDIA                                                                                 COFARJA RECEBE MHL 340
             CURSO DE CONSTRUÇÃO                                                                                A Cofarja trabalha com a
                                                                                                             coleta, preparação e forne-
                                                                                                                                                         racterísticas e vantagens. O
                                                                                                                                                         que despertou mais atenção
                                                                                                             cimento de sucata de ferro,                 foi a elevação da cabine, que
       Encerrando      o                                                                                     atuando no município de                     proporciona toda a visibili-
    programa de trei-                                                                                        Osasco, em São Paulo - Bra-                 dade necessária para uma
    namentos de servi-                                                                                       sil. Em novembro ela rece-                  ótima operação. Outro item
    ços para a linha de                                                                                      beu o seu novo manipulador                  que se destacou foi o con-
    equipamentos de                                                                                          de material Terex – Fuchs                   forto que o MHL 340 ofe-
    construção em 2007,                                                                                      MHL 340, que vai ajudar a                   rece ao operador. Todos os
    a equipe do Terex                                                                                        empresa a ampliar os seus                   operadores fizeram questão
    Training Center es-                                                                                      níveis de produtividade. O                  de experimentar a novidade
    teve no México para                                                                                      equipamento foi recebido                    e constataram que a opera-
    a realização de mais                                                                                     com grande animação, pois                   ção ficou muito melhor e
    um curso. O evento aconteceu                           y Equipos, distribuidor locali-                   os operadores fizeram ques-                 mais rápida.
    nas instalações do distribuidor                        zado em Monterrey, estado de                      tão de conhecer o maior                       Com a aquisição deste
    Maqodsa, Maquinaria Pesada                             Nuevo León. Também partici-                       equipamento da empresa.                     manipulador de material, a
    Odnalor Plus, na cidade de Co-                         param Marcos Vives, Obed de                          Durante a entrega técnica                Cofarja dá um importante
    atzacoalcos, no estado de Vera-                        Alba, Edgard Hurtado, Jorge                       foi realizada uma demons-                   passo para modernização
    cruz - México.                                         Espinoza, Jesus Santos, Lester                    tração do equipamento,                      de suas operações e aprimo-
       O curso reuniu onze parti-                          Brugmann e Rolando Fernán-                        apresentando todas suas ca-                 ramento de seus serviços.
    cipantes, sendo nove represen-                         dez, gerente geral da Maqodsa.
    tantes da Maqodsa e dois da                            O treinamento foi conduzido
    empresa I.C. Construcciones                            por Marcos Nunes, da Terex
                                                           Latin America.
                                                              As sessões de serviços co-
                                                           briram procedimentos de en-
                                                           trega, manutenção preventiva,
                                                           sistemas elétricos, eletrônicos
                                                           e hidráulicos, garantia e peças
                                                           de reposição para a nossa linha
                                                           de retroescavadeiras, além de
                                                           carregadeiras de rodas e esca-
                                                           vadeiras pesadas.


    CONHEÇA AS UNIDADES HIDRÁULICAS DE CORTE TRANSVERSAL
       Através da Terex Latin
    America os clientes de todo o
    continente têm acesso a uma
    diversificada gama de equipa-
    mentos que oferecem soluções
    avançadas e econômicas. Um
    bom exemplo são as unidades
    de corte transversal hidráu-
    lico. Estes equipamentos são
    compostos de rotores com                               encontram aplicações na cons-                  rodovias, áreas sensíveis e pe-                hidráulico podem ser utiliza-
    bits cortantes, que literalmen-                        trução de canais para tubula-                  dreiras. São seis modelos, com                 das em escavadeiras de 2 a 45
    te destroem o material a ser                           ção, reciclagem e demolição,                   potência entre 18 e 120 KW. As                 toneladas de peso operacional,
    cortado. São máquinas que                              túneis e minas, construção de                  unidades de corte transversal                  dependendo da aplicação.
    E X PEDIEN T E




                     TEREX LA NEWS é um boletim informativo editado pela       11 4082 5630 - DDG: 0800 602 5600 • EDITORES:             1702 - 80060-110 - Curitiba - PR - Fone: +55 41 3015-
                     Terex Latin America, com tiragem de 500 exemplares e      Daniela Lemes, Gerente de Marketing (lemesd@terexla.      1777 - Fax: 55 41 3016-4938 - E-mail: compass@agen-
                     distribuição gratuita.                                    com) - Tamara Heller, Assistente de Marketing (hellert@   ciacompass.com.br
                     • DEPARTAMENTO DE MARKETING: Avenida Tambo-               terexla.com)                                              • JORNALISTA RESPONSÁVEL: Marialda Pereira Beghet-
                     ré, 290 - Tamboré - Barueri - São Paulo - Brasil - CEP:   • PROJETO GRÁFICO, DIAGRAMAÇÃO E EDIÇÃO DE                to - (matrícula DRT 1975) • As matérias aqui publicadas
                     06460-000 - Fone: + 55 11 4082 5600 - Fax: +55            TEXTO: Compass Comunicação - R. Tibagi, 294 - Conj.       podem ser reproduzidas, desde que citada a fonte.
2
    TFS BATE RECORDE EM OUTUBRO                                                                        ORGUEL INAUGURA
  Outubro foi marcado pelo maior vo-              gócios realizados através da TFS estão              DIVISÃO DE LOCAÇÃO
lume de financiamentos realizados atra-
vés da Terex Financial Services, que pela
                                                  concentrados na América do Sul, 13% no
                                                  México e 8% na América Central.
                                                                                                       DE PLATAFORMAS
primeira vez alcançou o número de US$                Estes resultados devem-se aos progra-
4,2 MM. Foram 27 operações em toda a              mas de financiamento desenvolvidos, aos
América Latina, sendo oito no Brasil, três        financiamentos e estruturas viabilizadas
no México, onze na Costa Rica e cinco no          aos clientes de todas as linhas de negócio
Chile. Estas conquistas fortalecem ainda          da Terex e, principalmente, aos relaciona-
mais a participação da Terex Latin Ame-           mentos consolidados junto às instituições
rica no grupo Terex.                              financeiras com as quais a TFS mantém
   O volume até outubro de 2007 foi 70%           parcerias, como o Banco Safra, CIT, PNC
maior do que o atingido no ano de 2006            e o Santander. Este último passou a ser, no
sendo que as nossas maiores participações         mês de outubro, um dos principais par-
foram nas linhas Genie e Guindastes, com          ceiros da TFS, em função dos excelentes e
49% e 33% respectivamente. 79% dos ne-            inovadores negócios que foram fechados.

                                                                                                         No dia 7 de novembro a Orguel Pla-
                          AJUSTANDO A PRESSÃO                                                         taformas inaugurou sua nova divisão
                                                                                                      de locação de plataformas Genie em
                        HIDRÁULICA DA SUA RETRO                                                       Belo Horizonte, Minas Gerais - Brasil.
                                                                                                      O evento reuniu aproximadamente 100
   Para obter o máximo rendimento de uma             Para executar o teste da válvula principal,
                                                                                                      pessoas para um animado coquetel, que
retroescavadeira é necessário que a pressão       alivie a pressão do sistema hidráulico e des-
do sistema hidráulico principal esteja ajusta-    conecte o cabo negativo da bateria. Em segui-       contou com a presença de importantes
da corretamente. Se for necessário ajustá-la,     da remova o bujão da tomada de pressão na           empresários e autoridades da região.
você terá que executar antes o teste de pres-     parte inferior da válvula hidráulica principal         Alcançando excelentes resultados
são da válvula de descarga. Utilize para isso o   (Fig. 3) e instale uma conexão de 10 mm e o         já na largada, o mais novo negócio do
Hydraulic Test Kit (P/N TCE TEST KIT), que        manômetro, reconectando o cabo negativo             grupo Orguel é um sucesso. No pri-
pode ser adquirido através de nosso Departa-      da bateria. Dê partida ao motor e verifique se      meiro mês de operação, a nova divisão
mento de Peças.                                   há vazamentos, deixando o sistema aquecer e         obteve o triplo do faturamento estima-
   Primeiro alivie a pressão do sistema hidráu-   ajustando a rotação do motor a 1800 RPM. Se-        do pelos empreendedores do grupo.
lico, seguindo as instruções do manual de         lecione “Modo Lento” (“Slow Mode”) através
                                                                                                         A festa de inauguração da Orguel
operação da máquina. Depois de desconectar        do interruptor no painel de controle e verifi-
o cabo negativo da bateria, remova o bujão da     que se a luz indicativa está acesa.                 também foi marcada pela ilustre pre-
tomada de pressão (Fig. 1) e instale uma co-         Levante totalmente o braço de elevação           sença de Tim Ford, presidente da Te-
nexão M10 x 1,0. Instale um manômetro de          frontal e leia a pressão indicada. Esta leitura     rex AWP. Representando a Terex Latin
                                                                                                      America, André Freire, diretor geral, e
                                                                                                      Gustavo Faria, diretor de vendas, tam-
                                                                                                      bém marcaram presença.




         Fig. 1                   Fig. 2                   Fig. 3                    Fig. 4
0-400 BAR (0-5800 PSI) à conexão e reconec-       deverá ser de 225 BAR (3260 PSI). Se a leitura
te o cabo negativo da bateria. Dê partida ao      não estiver de acordo, ajuste a válvula de alívio
motor e verifique se há vazamentos de óleo        principal (Fig. 4). Feito isso, alivie a pressão
através da conexão e/ou equipamento de teste.     do sistema hidráulico conforme descrito an-
Depois que o sistema hidráulico aquecer entre     teriormente. Remova o equipamento de teste
50 e 60 °C (122 e 140 °F), ajuste a rotação do    e reinstale os componentes que foram desco-
motor a 1800 RPM. Selecione “Modo Rápido”         nectados. Dê partida ao motor e verifique se
(“Fast Mode”) através do interruptor (Fig. 2)     há vazamentos. É muito importante a exis-
no painel de controle e suba o braço de eleva-    tência da diferença entre as pressões medidas
ção frontal. A pressão aumentará lentamente       na válvula de descarga e na válvula hidráulica
até ser redirecionada para o reservatório hi-     principal. A diferença de pressões deve estar
dráulico através da válvula de alívio e logo a    entre 11 e 18 BAR (160 e 260 PSI), o que garan-
pressão cairá a zero. A máxima pressão indi-      tirá a máxima potência do sistema hidráulico
cada, anterior à leitura “zero” é a pressão de    durante a operação. Para informações adicio-
válvula de descarga. Esta leitura deverá ser de   nais, consulte o Manual de Operação de sua                                                    3
207 a 214 BAR (3000 a 3100 PSI).                  Retroescavadeira.
    Terex Roadbuilding
    RECICLADORAS GARANTEM ESPAÇO NA AMÉRICA LATINA

    D
            esde que o investimento na comer-
            cialização do equipamento dentro
            do mercado latino americano - ao
    final de 2004, tomou força, as recicladoras
    e estabilizadoras de solos da Terex Roa-
    dbuilding - modelos RS 350, RS 425, RS
    600 e RS 800, não param de ter suas ven-
    das multiplicadas.
       “Em 2005 foram menos de cinco uni-
    dades, já em 2006 alcançamos a marca de
    dez. Neste ano já ultrapassamos a meta
    inicial de 15 unidades vendidas e chega-
    remos a 20 equipamentos entregues até
    dezembro” comenta Gilvan Medeiros –
    Diretor de Vendas e Marketing da Terex
    Roadbuilding Latin America.
       As Recicladoras Terex são equipamen-       listas vindos da TRU (Terex                                            RECICLADORA RS 425
    tos que apresentam forte potência de mo-      Roadbuilding University) de                                              DA TEREX – CARRO
    tor e grande profundidade e largura de        Oklahoma/EUA, a empresa                                               CHEFE DAS VENDAS NA
    corte. “Estes requisitos contrastam com o     conseguiu transformar possí-                                               AMÉRICA LATINA
    baixo investimento necessário para aqui-      veis oportunidades em resul-
    sição das máquinas, se comparados com         tados imediatos.
    os modelos similares ofertados no nosso          “Apresentamos aos clientes
    mercado” - comenta Gilvan Medeiros.           da América Latina as vanta-
       Grande parte deste expressivo resulta-     gens de trabalhos de recicla-
    do apresentado hoje está no trabalho de       gem e estabilização de solos na
    divulgação do equipamento e das técnicas      construção e recuperação de
    de reciclagem e estabilização de solos re-    rodovias. Ouvimos suas carências e assim    SEMINÁRIO PARA CLIENTES
    alizada pela Terex RB. Através de semi-       pudemos criar ferramentas que se encai-      NO MÉXICO – RESULTADO
    nários voltados diretamente aos clientes      xavam perfeitamente as suas necessida-          IMEDIATO EM VENDAS.
    - empreiteiros, construtores e órgãos go-     des. Sem desperdícios e com tecnologia de
    vernamentais, ministrados por especia-        ponta“ acrescenta Gilvan Medeiros.




            TEREX APÓIA INICIATIVAS CULTURAIS
               Nos dias 10 e 11 de
            novembro, a Terex Latin
            America apoiou o even-
            to Tendencies Alphaville,
            idealizado pela Revista
            Vero para comemorar os
            34 anos do bairro Alphavil-
            le, em São Paulo, onde está
            localizada a sede da empre-
            sa no Brasil. O evento, ins-
            pirado em atrações culturais
            realizadas em diversas cida-
            des do mundo, aconteceu no
            Centro Comercial de Alpha-
            ville - Brasil. Em quatro dias
            de duração, foram apresenta-                         PLATAFORMAS AÉREAS GENIE:
            das mais de 100 atrações e 20 horas de        APOIANDO LITERALMENTE OS ARTISTAS

4           arte, cultura, lazer e informação.                    DO TENDENCIES ALPHAVILLE.