Origem e Evolução Agropecuária

					O Homem ao deixar cair uma semente
  no solo, percebeu que após alguns
dias esta germinaria e daria origem a
 outras semelhantes a ela; O Homem
deixou de ser nômade e passou a ser
  SEDENTÁRIO cultivando alimentos
• Acredita-se que o surgimento da agricultura e
  da pecuária é no Período Neolítico (10.000 a.C
  a 4000 a.C), onde o homem deixa de ser
  nômade para ser sedentário, criando aldeias.
Ferramentas usadas na agricultura no
        período Neolítico.
Nas civilizações mais antigas, o homem
(sedentário), se fixava ao redor de rios,
tendo como principal utilidade, a água
     para consumo e o plantio. Os
 principais rios são: Nilo(Egito), Tigre e
   Eufrates(Mesopotâmia), Ganges e
  Indo(Índia), Yang-tsé-Kiang(China).
    O Homem “animadinho” com a
     agricultura, passa a produzir
excedentes. E com esse excedente, ele
   passa a trocar mercadorias entre
               famílias.
Com o passar dos anos, o crescimento
  populacional junto com a queda de
 fertilidade do solo, fizeram com que
    houvesse pouco alimento para
tamanha população, para suprir suas
  necessidades, uniram a agricultura
   com a pecuária. Dando origem à
     primeira revolução agrícola.
    Com a Revolução industrial, e o
  surgimento de máquinas, levou ao
 aumento de produtividade agrícola.
  Ocorrendo o abandono de antigas
práticas, gerando especialização tanto
 no cultivo quanto na criação. Dando
origem à Segunda Revolução Agrícola.
 Após a Segunda Guerra Mundial, os
países desenvolvidos emprestaram aos
países sub-desenvolvidos tecnologia e
   máquinas de plantio para tentar
acabar com a fome e miséria. Com isso
    os países sub-desenvolvidos se
        tornaram dependentes
     tecnologicamente dos países
  desenvolvidos. Isso é chamado de
           Revolução Verde.
 Com a falta de sucesso da Revolução
  verde, além de gerar dependência
entre países sub-desenvolvidos com os
países desenvolvidos, gerou também o
              Êxodo Rural.
  Com a descoberta das técnicas de
   alimentos transgênicos, muitos
  especialistas afirmam que pode se
dizer, que estamos na nova Revolução
                 Verde.
    Em várias partes do mundo, os
agricultores usam técnica de alimentos
transgênicos desde meados da década
   de 1990. Nos Estados Unidos, os
 transgênicos respondem por 59% da
   área cultivada; Argentina 20%, e
 Canadá 6%. Os principais cultivos são
     soja, milho, algodão e canola.
Os alimentos transgênicos são os alimentos
  geneticamente modificado, com o propósito
  de melhorar a qualidade dos alimentos.
A grande discussão no que diz respeito a
  alimentos transgênicos é que muitas pessoas
  acham que o risco é muito grande para tão
  poucos benefícios.
  Acredita-se que, em alguns casos,
 futuramente os transgênicos sirvam
  mais para produzir remédios mais
 baratos, do que o próprio consumo.
 Em outros casos, acredita-se que os
   alimentos transgênicos possam
amenizar a fome e a miséria em áreas
      secas e de alta salinidade.
                Mas...
... a questão da miséria e desigualdade
    é político, visto que este problema
 está relacionado a má distribuição de
                   riquezas.
  Existem dois tipos de sistemas
agrícolas e produção agropecuária,
   estes são classificados como:
                 e           .
            :
Caracterizado pelo uso
de fertilizantes
químicos, tecnologia,
biotecnologia e
maquinário avançado.
Grandes propriedades.
           : Relaciona-se
como o uso da
agricultura tradicional,
com o emprego de
técnicas e instrumentos
arcaicos, trabalho
braçal, resultando em
baixa produtividade.
Pequenas propriedades.
    Geografia




Professor: Sérgio.

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Stats:
views:6349
posted:2/18/2010
language:Portuguese
pages:20
Description: Origem e Evolução Agropecuária