O TRABALHO COM REDES SOCIAIS by kfb17046

VIEWS: 3,540 PAGES: 42

									O TRABALHO COM REDES
SOCIAIS


Lia Sanicola, Universidade de Parma


                             Abril 2007




                                          1
           O quadro de redes na comunidade




   Lia Sanicola, Universidade de Parma      2
            AS REDES SOCIAIS


           Constituem a trama de relações que cada indivíduo
           estabelece em função das próprias exigências
           materiais e afetivas e do próprio projeto de vida

           Contribuem para o desenvolvimento do sentido de
           pertencimento na pessoa
           São fonte de identidade pessoal e social




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                         3
            As redes sociais
          Redes primárias
                                           formais
          Redes secundárias
                                           do terceiro
                                          setor
                                           econômicas
                                          informais
   Lia Sanicola, Universidade de Parma                   4
            As redes primárias
             As redes primárias se constituem
                por por força da história dos
                sujeitos agentes, não podem ser
                criadas, produzidas, mas apenas
                geradas no tempo, reconhecidas,
                promovidas e orientadas



   Lia Sanicola, Universidade de Parma           5
            As redes primárias
             Organizam-se com base no princípio do
              débito (responsabilidade em relação ao
              outro)
             Têm a reciprocidade como método de
              ação
             Utilizam a lógica do dom? como meio de
              troca (dar-receber-retrocar?)
             Desenvolvem relações caracterizadas pela
              lealdade

   Lia Sanicola, Universidade de Parma                  6
            As redes secundárias formais
           As redes secundárias formais (instituições,
            organizações), organizam-se sob a base do
            princípio da igualdade,
           Utilizam-se da redistribuição como método
           Caracterizam-se pela troca fundada no
            direito, antes de tudo pelo da cidadania
           As relações são caracterizadas pela
            exigibilidade

   Lia Sanicola, Universidade de Parma               7
            As redes econômicas
               As redes econômicas e de mercado são aquelas
                que desenvolvem atividades produtivas e são
                fonte de riqueza (as empresas, os
                empreendimentos, as unidades ?, comércio, os
                negócios etc.)
               Fundam-se sobre o princípio da equivalência,
               Utilizam como método o mercado, i.e., comprar
                e vender
               Tem como medium o dinheiro
               Relacionam-se em uma lógica de “exit”, isto é
                de saída da relação


   Lia Sanicola, Universidade de Parma                         8
            As redes de terceiro setor
               As redes do terceiro setor são constituídas por
                organizações não lucrativas (cooperativas sociais,
                associações de voluntariado e de promoção social,
                fundações, ONG)
               Organizam-se sobre a base do débito sociale, mas
                atingem também ao direito, segundo o princípio da
                subsidiariedade
               Utilizam como meio de troca a solidariedade social e
                como método um mix de reciprocidade e
                redistribuição
               Colocam em ação uma relação que se caracteriza por
                um mix de lealdade e exigibilidade




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                9
            As redes secundárias
            informais
               A rede secundaria informal é aquela que se
                constitui a partir da rede primária: quando há
                alguma necessidade ou dificuldade comum aos
                membros da rede, um grupo de pessoas organiza
                um auxilio ou um serviço. Nessa rede, o vínculo é
                fundado na solidariedade e trocam-se serviços,
                mas não há circulação de dinheiro; o intercâmbio é
                pouco formalizado, existindo um mínimo de
                organização para um máximo de eficácia.

               Esta rede é efêmera, e dura enquanto durar o
                problema enfrentado.


   Lia Sanicola, Universidade de Parma                         10
                         DIMENSÕES SOCIAIS DAS REDES
Dimensões      Esfera           Esfera         Esfera               Esfera do
  sociais     Primária        Econômica        Estatal              3o. Setor

                                                                 dívida / igualdade
Princípios      dívida        equivalência    igualdade

                                                                  reciprocidade /
 Método      reciprocidade     mercado       redistribuição        redistribuição

 Motor                            lucro                            dom / direito
 (Meio)          dom           (dinheiro)       direito

 Tipo de                                                      lealdade / exigibilidade
 Relação       lealdade          saída       exigibilidade

 Produto         bem            bem de                        bem relacional e serviço
              relacional        serviços       serviços




                                                                                    11
           Redes secundárias: norma, projeto,
           interesse



                                           TAXI




   Lia Sanicola, Universidade de Parma           12
           As hipóteses de base:
           1. A vulnerabilidade é dada pela
           relação entre desafios e
           recursos
                                           DESAFIOS
    Vulnerabilidade =
                                    RECURSOS  Capital social
                                                        
                                           Habitat     Renda
                                           Formação    Saúde
                                           Família     Redes


   Lia Sanicola, Universidade de Parma                          13
           As hipóteses de base:
           2. Aumentando o capital social
           se reduz a vulnerabilidade
                                               Presença
                Redes sociais                Sustento
                                               Proteção
                        VS                     Vínculo
                                               Norma
                 Vulnerabilidade

   Lia Sanicola, Universidade de Parma                    14
            A intervenção de rede



                                                  Desafio
                                                    s
                            Recurs
                              os
    A intervenção de rede tem como hipótese uma ação voltada às redes
     sociais primárias como elemento do capital humano e sobre as redes
         secundárias como elemento de capital social a ser mobilizada,
     promovendo e potencializando-as, a fim de reduzir e/ou compensar o
                    desequilíbrio entre desafios e recursos.


    Lia Sanicola, Universidade de Parma                            15
           Os estágios da intervenção de rede

            O processo metodológico se desenvolve em
                         dois estágios:

           1. A exploração

           2. A mobilização das redes sociais
     Tratam-se de dois estágios que não se apresentam de modo
     diacrônico e longitudinal, mas que se desenvolvem segundo
      uma modalidade sincrônica, dado que a exploração de fato
        coincide com um arranque imediato das redes, que se
          conduz graças à presença dos operadores na rede


   Lia Sanicola, Universidade de Parma                      16
           Definições da exploração
         A exploração das redes consiste no se colocar fora do próprio
           ambiente para introduzir-se em um ambiente dado, mas não
           conhecido, para procurar conhecê-lo
         Consiste ainda em estar em condições de representá-lo e de
           de descrevê-lo, levando em consideração alguns aspectos
           específicos segundo indicadores precisos
         Utiliza técnicas e instrumentos apropriados à peculiadade
           do ambiente a ser explorado


         A presença nas redes, as técnicas utilizadsa para fazer
          manifestar os membros da rede são uma forma de
          intervenção que produzem um impacto



   Lia Sanicola, Universidade de Parma                               17
     Os níveis de exploração
        O operador leva seu próprio olhar e escuta sobre níveis diversos
            da realidade das redes
        1. Identificação da natureza das redes presentes
        2.   Exploração das redes primárias
                   As redes pessoais, as redes primárias dos usuários, a
                    exploração da área, isto é do coletivo dos usuários, os
                    grupos de ajuda e de mútua-ajuda ou as associações,
                    os quarteirões.
        3.   Relação entre as redes primárias e secundárias
                   Como as pessoas individuais acessam as redes
                    secundárias, em quê ou em que medida dependem
                    delas, se essa dependência aparece de modo crônico,
                    que coisas as redes primárias pedem às secundárias

        4.   Exploração das redes secundárias


   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                  18
            I. A identificação da natureza das
            redes presentes
          O operador leva seu olhar a tipos de redes presentes: as redes
         familiares e de parentesco, amicais, de vizinhança, escolares ou
        de trabalho e demandam quais são centrais e quais as dominantes

          REDES PRIMÁRIAS: grupo de pessoas ligadas por parentesco, amizade, vizinhança
           ou trabalho
          REDES SECUNDÁRIAS FORMAIS: instituições sociais oficiais, estruturadas de modo
           preciso, desenvolvem funções específicas ou fornecem serviços
          REDES DO TERCEIRO SETOR: constituem-se como organizações de serviço sem
           fins lucrativos
          REDES DE MERCADO: redes cuja existência é estreitamente ligada aos aspectos
           financeiros e lucrativos
          REDES INFORMAIS: constituem-se a partir da rede primária – quando há alguma
           necessidade ou dificuldade comum aos membros da rede, um grupo de pessoas
           organiza um auxílio ou um serviço.




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                             19
           II. A exploração das redes primárias
       O operador explora três dimensões das redes primárias:

        A estrutura das redes, levam em consideração as
          ligações existentes e o modo pelo qual elas configuram
          a estrutura das redes
        As funções desenvolvidas pelos membros individuais e
          pelas redes singulares
        As relações, che intercorrono tra i membri delle reti, la
          dinamica di rete che esse configurano, in particolare i
          movimenti presenti nelle reti e le tendenze in atto:
          dall’individualizzazione alla condivisione e dalla
          dipendenza verso l’autonomia



   Lia Sanicola, Universidade de Parma                             20
           III. A relação entre as redes primárias e
           secundárias
      O operador levará seu olhar sobre como as pessoas acessam as
        redes secundárias e suas experiências de relação no confronto com
        elas, que idéia têm dos operadores de serviço, em que aspectos e
        que medida dependem dele, se essa dependência aparece de modo
        crônico
      Ouvirá que coisas as redes primárias pedem às redes secundárias;
        prestação, ajuda material, informativa, afetiva. Se elas colocam
        demandas de sustentação substitutiva, i.e. ajuda que compete
        natural e especificamente às redes primáriasAscolterà che cosa le
        reti primarie chiedono alle reti secondarie: prestazioni, aiuto
        materiale, informativo, affettivo. (proximidade, companhia,
        amizade, afeto) ou então complementar àquela já oferecida pelas
        redes primárias (informações, prstações especializadas, subsídios)
      Colocará em evidência que lugar os operadores de rede secundária
        ocupam na vida dos usuários: as alianças, conflitos, contradições
      Enfim, observará como a cultura das redes primárias e das redes
        secundárias atuam nas transações, como as informações circulam
        das redes primárias às secundárias e vice-versa

   Lia Sanicola, Universidade de Parma                               21
           Os instrumentos da exploração

              As cartas de rede
              O diário de bordo
              A grade de análise do suporte social
              A grade de distribuição do cuidado
              A grade para a exploração
               morfológica e relacional das redes
               primárias


   Lia Sanicola, Universidade de Parma           22
             A carta de rede de Rousseau
        Carta de rede de _______________________
        Operador   ___________   Data   ________
                                                              LEGENDA
                                                                   Tipos de rede
                                                                                REDES SECUNDÁRIAS
                                                   REDES PRIMÁRIAS:
                                                                                FORMAIS:
                                                   família, parentes,
                                                                                instituições de
                                                   vizinhos, amigos, colegas
                                                                                assistência, de saúde, de
                                                                                educação, de reclusão
                                                   REDES SECUNDÁRIAS
                                                   DE MERCADO                   REDES SECUNDÁRIAS DO
                                                   empresas, fábricas e         TERCEIRO SETOR
                                                   negócios                     Voluntariado organizado,
                                                                                cooperativas sociais,
                                                    REDES SECUNDÁRIAS           associações e fundações
                                                    INFORMAIS:
                                                    trocas de serviço e
                                                    solidariedade
                                                                     Vínculos

    permite determinar as relações                      NORMAL                    CONFLITUOSO


    recíprocas entre as redes e                          FORTE
                                                                                ROMPIDO


    evidenciar a relação entre os                                               INTERROMPIDO
                                                          FRÁGIL
    diversos tipos de rede presentes                                              AMBIVALENTE
                                                         DESCONTÍNUO




    Lia Sanicola, Universidade de Parma                                                         23
     Exemplo de carta de
     rede




   Lia Sanicola, Universidade de Parma   24
     Rede social de Gabriel de Jesus




   Lia Sanicola, Universidade de Parma   25
     Rede social de Elizeu (10 anos)




   Lia Sanicola, Universidade de Parma   26
                A grade de análise do suporte social
      Elizeu, 10 anos       FAMILIA   PARENTES   AMIGO    VIZINH    AMBIENTE   TEMPO   SERVIÇOS             SATISF
                                                 S        OS        DE         LIVRE                        AÇÃO
                                                                    TRABALHO

      Ajuda quotidiana      Mãe                                                        Associação N. Sr.
      material/doméstic                                                                Mãe des Homens
      o:                                                                               S.O.S. Criança
      *coisas                                                                          Serviço social
      *dinheiro
      *Serviços

      Ajuda nas             Mãe                           Vizinha
      emergências

      Suporte emotivo –     Mãe                  Inàcio   Vizinha
      afetivo

      Suporte normativo     Mãe                                                        Associação N. Sr.
                            Pai                                                        Mãe des Homens

      Conselho,                                                                        Associação N. Sr.
      informação                                                                       Mãe des Homens

      Hospitalidade


      Socialização, lazer                        Inàcio
                                                 Amigos
                                                 de rua


      Multidimensionalid    Mãe                  Inàcio   Vizinha                      Associação N. Sr.
      ade                                                                              Mãe des Homens

      Reciprocidade




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                                                     27
     A grade de distribuição do cuidado



                                                GEOGRAFICA




                                                                                                                  ATENÇÃO




                                                                                                                            ABASTECIMENTO




                                                                                                                                            O
                                                                                                                                            ACCOMPANHAMENT




                                                                                                                                                             CUSTODIA




                                                                                                                                                                        COMPANHIA




                                                                                                                                                                                    MANTIDOS
                                                                                                                                                                                    CONTATOS




                                                                                                                                                                                                                  ECONÔMICA




                                                                                                                                                                                                                                SUSTENTO




                                                                                                                                                                                                                                                     FALTA DE AJUDA




                                                                                                                                                                                                                                                                      NA REDE




                                                                                                                                                                                                                                                                                 DOS SERVIÇOS
                                                                                                                                                                                                                                                                                 PRESTAÇÃO
                                                                                                                                                                                               H IGIENE DA CASA
                                FAIX DE IDADE




                                                 VIZINANÇA




                                                             PROBLEMATICA




                                                                            COMUNICAÇÃO




                                                                                          RADICAMENTO




                                                                                                        EMPENHO




                                                                                                                                                                                                                   MANUTENÇÃO




                                                                                                                                                                                                                                           VÍNCLOS




                                                                                                                                                                                                                                                      MOTIVOS DA




                                                                                                                                                                                                                                                                       POSIÇÃO




                                                                                                                                                                                                                                                                                                PROJETIVIDADE
     Minori
     Nome, cognome

     Serviço/Operador

     A cargo do serviço

     Data da compilação
                            La griglia di distribuzione del carico
     Sozinho

     Mãe

     Pai

     Irmão/irmã

     Avós

     Tios

     Amgosi

     Vizinhos

     III SETOR

     Associações voluntariado

     Cooperativa

     Comunidade - Alojamento

     Paróquia

     Centro Convivência

     SERVIÇOS PÚBLICOS

     escola

     Posto de saúde local

     Serviço Social

     Materno-Infantil

     Neuropsiquiatria

     Comunidade

     Centro Diurno

     Tribunal/VIJ

     Educador

     SERVIÇOS PRIVADOS

     Neuropsiquiatria

     Instituto




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                                                                                                                                                                                                                           28
     A análise da tomada de cuidado
            ATENÇÃO                           ACOMPANHAMENTO
            ao lavar-se                       Para a escola/abrigo
            ao vestir-se                      Ao médico
            Ao comer                          Aos parentes
            Nos estudos                       Para a casa de
            Nas doenças                        amigos/companheiros
            Ao deitar-se                      Para oratório
                                               para palestra/piscina
            ABASTECIMENTO                     Aos centros de convivência
            alimento
            vestuário                         CUSTODIA/GUARDA
            material escolar                  Pela manhã
            Material para o prazer/lazer      durante a tarde
            Remédios                          No período noturno
            utensílios                        Nas situações de emergência
            mesada                            Nos dias de férias/feriado
                                               Nas necessidades




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                      29
     A análise da tomada de cuidado
            COMPANHIA                         SUSTENTO
            Com quem brinca                   afetivo/emotivo
            Com quem lê, conta fábulas        normativo
            Com quem vê TV                    informativo
            Com quem estuda                   educativo
            Com quem sai
            Com quem passa o tempo livre      PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS
                                               econômicos
            MANTEM CONTATOS                   práticas administrativas
            Com os professores                Atividades socializantes
            Com os serviços                   Atividades reabilitativas
            Com os ajudantes naturais         Intervenções de controle
            Com os amigos                     farmacológicas
            Com os parentes                   clínico-terapêuticas
            Com os vizinhos                   intervenção social individual
                                               Trabalho de rede
                                               intervenção social de grupo
                                               Colocação em estrutura
                                               Acompanhamento pós-escolar
                                               Iniciativas no tempo livre
                                               transporte




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                         30
            A grade para a exploração:
            considerações sobre as redes sociais
         1. SOBRE A ESTRUTURA
           Tipos de redes presentes: primárias, secundárias, terceiro setor, mercado
            (lista)

           Características estruturasis das redes (carta de rede) :

                Amplitude: quantas pessoas estão presentes



                Densidade: quantas pessoas se conhecem entre si



                intensidade: o que trocam (poucas/muitas coisas, trocas de qualidade,
                 coisas íntimas, reticência)

                proximidade-distância afetiva

                vizinhança física

   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                             31
        2. SOBRE AS FUNÇÕES
        Tipo de suporte recebido/oferecido (grade de análise do
         suporte social)
        Efeito do suporte
        Distribuição do suporte na rede (grade de distribuição do
         encargo)
        Identificação do cuidado – quem é o prestador
        Ajudantes naturais


        3. SOBRE A DINÂMICA DAS REDES (carta de rede)
        Movimentos evidenciados: do individual ao coletivo e da
         dependência à autonomia
        Fenômenos relacionais emergentes nas redes: alianças,
         conflitos, discontinuidades, rupturas, falhas, transgressões




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                 32
        4. AVALIAÇÃO DAS REDES SOCIAIS
        O encargo do cuidado é bem distribuído, equilibrado, diferenciado
         na quantidade e na qualidade
        Como se configura o encargo do cuidado (centrado na família,
         nos serviços, em outras redes informais ou no terceiro setor)
        Como a rede se mobiliza? Os movimentos relacionais são em
         direção à co-divisão podem ser sustentados
        As redes em seu conjunto respondem às exigências essenciais e
         às expectativas dos usuários e/ou dos operadores da rede


        5. HIPÓTESES EMERGENTES DA EXPLORAÇÃO
        As hipóteses de rede apóiam-se:
            Sobre a afinação das configurações típicas
            Sobre a experiência do operador




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                              33
     Carta de rede secundária : rede CREN                                                                                                        FÓRUM
                                                                                                                                                 DIADEMA
           LEGENDA
                                                                                                 PROJETO     FAVELA
             PODER                                                                                                                                FÓRUM
            ECONÔMICO                                                                                                                           JABAQUARA
                                                                                                 PROJETO QUIXOTE
             BENEFÍCIOS                              BANCO
                                   AVSI
                                                                                                                                                 FÓRUM
                                                     REAL                                         DEPTO. PESSOAL
                                  ITÁLIA                                                                                                          STO.
                                                                                                                                                 AMARO
                                                                         GOVERNO
                                                                         FEDERAL                    ALMOXARIFADO

                                                                                                                                                JUIZADO DE
                                                                                               ASSISTÊNCIA:                                      MENORES
                                                                                                                             PODER
                                                                                               - HOSPITAL                                        IPATINGA
                                                                                                       - AMBULATÓRIO
                                                                         UNIFESP                                            JUDICIÁRIO


                                                                                                 REITORIA                                       DELEGACIA
                                                                                                                                                   VILA
                                                                                                                                                 MARIANA

                                                                         CREN
                                                                                                            CENTROS DE
                                                                                                              SAÚDE                             DELEGACIA
                                                                                                                                                   DA
                                                                                                        SAS VILA MARIANA                         MULHER


                                                                                                            SECRETARIA DA            CASA DE
                       PIA                  SECR. ASSIST. E                                                 HABITAÇÃO
                                                                                                                                     PASSAGEM
                    SOCIEDADE              DESENVOLVIMENTO
                                                                                                            SAS IPATINGA

                                            CENTRO SAÚDE
                                             VILA MARIANA                                                CRECHES
      ADOTEI UM SORRISO                                       GOVERNO              GOVERNO
                                FUNDAÇÃO                      ESTADUAL             MUNICIPAL                  DIRETAS
        (ODONTOLOGIA)
                                             CENTRO DE
                                 ABRINQ      REFERÊNCIA
      BIBLIOTECA VIVA                                                                                        CRECHES
                                              STA. CRUZ
        (ESCOLAS)                                                                                            INDIRETAS
                                              CENTRO DE
                                              REFERÊNCIA                                                CONS. MUN.
        ORTOPEDIA                                                                                           CRIANÇA E
                                                 CECI
                                                                                                        ADOLESCENTE


       IMO (OFTALMO)                                                                                         EMEI



                                                                                                            CONSELHO
                                                                                                             TUTELAR




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                                                                                         34
    Carta de rede secundária : rede Creche NSra. Mãe dos
    Homens
                                INTITTUTO
                                                      S. DE               SECRETARIA DE
                CNAS           CADANGO DE
                                                  SOLIDARIEDADE            AÇÃO SOCIAL
                              SOLIDARIEDADE
                                                                                                                        CEPAS                   COMPP.




                             ADM. REGIONAL DE     REGIONAL DE             SERVIÇO SOCIAL
            CDCA                                                                                                                                  ASSOCIAÇÃO
                               SAMAMBAIAS           ENSINO                DE SAMAMBAIAS                                                                                 INSTITUTO SÃO
                                                                                                          CREN                  C.D.O              MARIA DE
                                                                                                                                                                         JUDAS TADEU
                                                                                                                                                    NAZARÉ




                                                                                            CRECHE N.
                                                                                           SRA. MÃE DOS
                                                            TRIBUNAL DE
                       CAS              PROCURADORIA
                                                              JUSTIÇA
                                                                                             HOMENS

                                                                                                                                        ASSOCIAÇÃO
                                                                                                                 AVSI                                          ABRINQ
                                                                                                                                          EDIMAR




      CONEXÕES
                                         BENFEITORES

      Fazer juntos

      Econômico

      Informações

      Aliança

      Obrigações



                                                                                                                                        FUNCIONÁRIOS
                                                                                                                                           FURNAS
                                        COLABORADORES




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                                                                                                                          35
            As hipóteses de rede
           PARA A DEFINIÇÃO DAS ESTRATÉGIAS DE
            REDE

            centradas sobre


           A complementariedade entre redes primárias
            e secundárias
           O reforço da estrutura das redes
           A ativiação/reativação das funções
           A dinâmica relacional
           Outras hipóteses

   Lia Sanicola, Universidade de Parma              36
               A mobilização das redes
            Persegue o objetivo de deslocar a dinâmica social
                    do indivíduo ao coletivo (codivisão)
                    Da dependência à autonomia
                  autonomia                               autonomia




                              coletivo                                coletivo
individuo                                    individuo
                              (co-divisão)                            (co-divisão)




                 dependênci                              dependênci
                 a                                       a



    Lia Sanicola, Universidade de Parma                                     37
            Como mobilizar as redes
            sociais
            = Incrementar o capital das “redes sociais
               primárias” :

               Reconhecer e valorizar o positivo existente nas
                ações e nas relações
               Desenvolver o empoderamento (= capacidade de
                valorar, de decidir, de agir, de verificar)
               Sustentar os movimentos em direção à co-divisão
               Criar oportunidade
               Favorecer a reconstituição do ciclo da
                solidariedade onde foi interrompido


   Lia Sanicola, Universidade de Parma                      38
             Como mobilizar as redes
             sociais
         = Incrementar o capital “redes sociais secundárias” :

            Trabalhando com os outros
            Desenvolvendo sinergia entre os operadores
            Realizando uma tomada de encargo em co-dividida (em co-
             responsabilidade)
            Ativando uma projetividade participativa
            Colocando em rede atores, objetivos e recursos
            Diferenciando as intervenções entre redes primárias e
             secundárias
            Favorecendo a integração de recursos e intervenções de
             modo: complementar, diferenciado, balanceado



   Lia Sanicola, Universidade de Parma                           39
            Como mobilizar as redes
            sociais
            A ajuda oferecida pelas redes para
              ser eficaz deve ser integrada de
              modo:
             COMPLEMENTAR
             DIFFERENCIADA
             BALANCEADA
                                      Come?

   Lia Sanicola, Universidade de Parma          40
            Os efeitos da mobilização das redes
                                            uma amplitude da rede

                                            um novo modo de
                                           colocar o problema, de
     mudanças estruturais                 enfrentá-lo e de resolvê-lo
                                            uma tomada de encargo
     mudanças funcionais
                                           em co-divisão
    Mudanças relacionais                   uma progressiva
                                           autonomia das redes
                                           primárias em relação às
                                           secundárias

    Lia Sanicola, Universidade de Parma                             41
           Os resultados da intervenção
            A saída das pessoas individuais da solidão ou do
             isolamento
            O pôr a caminho de uma dinâmica de co-divisão e
             co-responsabilidade entre as pessoas
            A produção de sentido nas relações através da
             reativação de dinâmicas que não são apenas de
             recuprocidade mas também de dom/doação
            A complementariedade entre as redes primárias e
             secundárias sobre a base de uma demanda
             autonomiamente formulada




   Lia Sanicola, Universidade de Parma                    42

								
To top