Ana Soeiro Os produtos tradicionais portugueses respondem, a by klutzfu58

VIEWS: 249 PAGES: 2

									Ana Soeiro*




                        Os produtos       tradicionais                  verificar    o cumprimento            integral        das
                        portugueses        respondem,              a    disposições      do respectivo         Caderno de
                        todos os quesitos          actual-              Especificações,       cuja análise e aceitação
mente colocados            pelos consumidores,                          estiveram       na base do reconhecimento                        do
porquanto"                                                              seu nome e respectiva               protecção         jurídica;


) Têm uma origem            conhecida       e comprová-                 ) São seguros, na medida em que desde há
vel, não só pelas indicações             constantes            da       séculos uns, há dezenas de anos outros, se
rotulagem,       mas também           através      do                   mantêm        no mercado,       agradando             aos seus
sistema de controlo           apropriado        a que se                consumidores         e contribuindo         para uma
sujeitam;                                                               alimentação        sã e equilibrada.


) Têm uma "qualidade"               específica,      diferen-           Mas, e muito curiosamente,               os produtos
ciada e ligada à sua origem              geográfica            e ao     tradicionais     portugueses         mantêm-se                 orgu-
saber fazer tradicional            que, a muitos deles,                 lhosamente        fiéis às matérias-primas                  e aos
já permitiu      o reconhecimento           nacional           e        ingredientes       e auxiliares que Ihes reforçam
comunitário;                                                            sabores e aromas, citando-se               como exem-
                                                                        plo, o uso em doses "imoderadas""
) As suas características            sensoriais         -gosto,
aroma, textura,          suculência,     tenrura,        etc.,          ) Para os queijos. do leite cru -sempre                          que
afastam-se       absolutamente           dos produtos                   possível. das raças autóctones                   -e       do
correntes       no mercado         globalizado,         onde            cardo ou do coalho animal.
todos os produtos           correspondem            a padrÕ-
es "mundiais",         tentando      agradar       a um                 ) Para os enchidos           e presuntos,         da carne
consumidor-padrão,            que ninguém            sabe               de porco alentejano            ou a carne de porco
quem é nem quem representa;                                             bísaro, do alho, da massa de pimentão                            ou
                                                                        do colorau       e do vinho- branco ou tinto,
) As matérias-primas              com que são produzi-                  consoante        os usos Alegremente                  combina-
dos são obtidas a partir de raças e varieda-                            dos com o uso de tri~a natural                   para os
des autóctones           ou, pelo menos, muito bem                      enchidos       e ensacados          e com as lenhas de
adaptadas       à região de produção,               o que               alinho      e oliveira,    fornecedoras          de uma
assegura       não só o respeito         pela biodiversi-               fumagem         lenta e cuidadosa,         proporciona-
dade mas, também,             o respeito       pelas boas               dora de aromas            únicos e ancestrais
práticas      agrícolas,    sustento     e protecção               de
um ambiente            saudável;                                        ) Para os azeites, das variedades                     tradicio-
                                                                        nais portuguesas,           como a Galega, a
) Os inÇJredientes         usados      são todos        eles            Verdeal, a Cordovil,          a Cobrançosa,                a
naturais      e as técnicas        de produção          são as          Lentisca, a Verdeal Transmontana                           e a
ancestrais,      desde     a alimentação           e maneio             Madural, que estão na base da sua tipicida
dos animais,       até às operações          tecnológicas               de e dos seus "gostos"              genuínos
de corte,      salÇJa, fermentação,         cura,       fuma-

ÇJem, secaÇJem          ao ar ou ao sol, conhecidas                     ) Para as frutas, das variedades                  autóctones
e usadas       desde     tempos      imemoriais;                        ou muito bem adaptadas,                sendo exemplo
                                                                        das primeiras        a Rocha para as pêras do
) São objecto          de acções específicas             de             Oeste e Esmolfe para as maçãs                         .
controlo      em todas as fases do seu ciclo
produtivo,      desde as matérias-primas                  até           No entanto        também       se verificam               adapta-
aos locais de venda, passando                pelos                      çÕes nos processos            de fabrico,        que permi-
circuitos     de transporte,        armazenaQem,                        tem sobretudo             minorar    a penosidade                de
fabrico,      maturação       ou pelas fase de                          certas tarefas       ou aumentar          a vida útil dos
ordenha,       abate, desmancha,           acondiciona-                 produtos        Como exemplo,           podem ser
mento, etc, consoante               o necessário         para           referidas      a colheita     e a ordenha             mecânica,
prensagem         de queijos, o corte mecânico                                   local, leal e constante      com que são produzi-                região onde são meramente                    fabricados,        de
de carnes, a conservação                  prolongada                 pelo        dos, os Produtos Tradicionais          Portugueses               qualificativos          sonoros      como "fumeiro
frio. a apresentação             de queijos e produtos                           têm vindo a granjear tal reputação              que são          tradicional",       "produto        caseiro",     "receita   da
à base de carne em pedaços ou fatiados,                                          mesmo conhecidos          pelos seus nomes, Já                   avó", "tipo alentejano",               "tipo beirão"     ,
desde que pré-embalados                    na origem,               etc.         actualment~      com estatuto       europeu e                    "serrano",        "especialidade         típica", "produto
                                                                                 protecção      jurídica assegurada                               tradicional"       etc" são práticas            comerciais
Estas e outras adaptações                     são perfeita-                                                                                       quase sempre             abusivas, que lesam produ-
mente aceitáveis,             senão mesmo desejá-                                Este estatuto     europeu      não se consegue                   tores e consumidores,
veis. O seu limite é a manutenção                          da                    sem grande esforço           e sem demonstrar,             de,
genuinidade        dos produtos.              Enquanto              não          facto, que por detrás de cada nome (geo-                         Para tentarem            marcar       uma diferença
forem       alterados     os processos               e os ingre-                 gráfico,   ou assimilado),       está um produto"                nítida em relação aos "falsos produtos
dientes que, de facto, contribuem                          para a                                                                                 tradicionais",         os legítimos       PRODUTOS
especificidade          e tipicidade          dos produtos,                é     ) Que tem uma produção              real e efectiva              TRADICIONAIS              Portugueses        apresentam-
desejável      não só a modernização                       dos                   (embora       a quantidade     não seja relevante);              se comercialmente"
processos        produtivos         mas também                  o
aumento        da dimensão           das empresas,                   para        ) Que tem uma história,           uma reputação            e     a) devidamente             rotulados,      indicando
obterem       volumes         de produção             com                        uma notoriedade;                                                 explicitamente            o Nome e a Denominação                 a
significado      económico           e com capacidade                                                                                             que têm direito            (DOP, IGP ou ETG) ou o
de criação de emprego                   durável.                                 ) Que tem modos de produção               locais, leais          Modo de Produção                do qual se reclamam
                                                                                 e constantes      ao longo dos tempos,            tendo          (Agricultura           Biológica,    por exemplo);
Mas, curiosamente,               também            noutras          áreas        no entanto      sabido adaptar-se        às regras da
se verifica      a compatibilidade                 possível         entre        higiene e da segurança           alimentar;                      b) com uma marca de certificação,                       nume-
os "velhos       produtos"        e as "modernas                                                                                                  rada, que garante              que o produto         foi sub-
técnicas"                                                                        ) Que tem características           qual(tativas                 metido     a uma sistema de controlo                    ao
                                                                                 intrinsecamente        ligadas à região ou local                 longo da sua fileira produtiva                  e que pode
Siglas e referências             como HACCP, ISO                                 onde tem a sua origem;                                           ser rastreado           até à sua origem;
9000,       EN 45 011 e outras, acreditação,
certificação       de empresas,            etc.. etc.. come                      ) Ou, que tem reputação            ou qualidades                 c) com o logotipo              comunitário       (cujo uso é.
çam a ser linguagem               corrente           entre o                     atribuíveis    a tal origem      geográfica                      no entanto.        facultativo)        que pode.
mundo dos tradicionais.                                                                                                                           apenas. ser utilizado               pelos produtores
                                                                                 Face ao exposto,       julgo ser fácil deduzir                   expressamente              autorizados       para
E não    nos deveríamos              espantar            com        tal já       que a prÇJtecção de um nome geográfico"                          o efeito. lííJ
que estamos         a falar      de produtores                 com
                                                                                                                                                  .Ana     Soeiro
uma     enorme      experiência           produtiva             que,       se    ) não está ao alcance de qualquer               produto,
                                                                                                                                                  Chefe   da Divisão       de Promoção      de Produtos
não tivessem           as suas      empresas             organiza-               só pelo facto de ser produzido            num dado               de Qualidade       Instituto    de Desenvolvimento
                                                                                                                                                  Rural   e Hidráulica
das, os seus       sistemas         da qualidade               imple-            local;
mentados,        os seus       prova     dores        credencia-
                                                                                                                                                  NOTA DA REDACÇÃO
dos, os seus       fornecedores               de                                 ) não é "atribuída",      sendo, pelo contrário,                 Sugerimos uma visita ao site do IDRHa, onde o
                                                                                                                                                  leitor poderá encontrar informação sobre os
matérias-primas            e serviços          acreditados,               as     apenas formalmente            reconhecida,       já que o
                                                                                                                                                  produtos (alimentares) tradicionais portugueses
suas técnicas          para    evitar     os pontos             críticos         seu uso constitui      uma prática       corrente       e        certificados:
                                                                                                                                                  http:/ /www.idrha.min-agricultura.pt/
nas suas       empresas,         não teriam           subsistido                 um dado histórico;                                               prod utos-t r ad iciona is/ apresentacao.htm
ao longo       dos tempos..             com        os resultados

que ainda       hoje     estão    à vista,         com     milhares              ) não resulta de uma estratégia               comercial
de clientes      fidelizados.                                                    (por tantos      hoje tentada),     de adicionar
                                                                                 indevidamente        ao nome do produto,            o
Questão       diferente        é serem        capazes           de               nome da terra onde é fabricado,               confun-
evidenciar       toda     esta    parafernália             de                    dindo o consumidor.
sistemas,      técnicas        e documentações                      de

suporte.para            contentamento                de alQumas                  Pese embora        o facto de, ao nível da legisla
reQulamentações,              quantas         vezes       desajus-               ção em vigor, os nomes de diversos
tadas    das realidades           e dimensões              das                   Produtos      Tradicionais     Portugueses         esta-
nossas       pequenas         empresas                                           rem protegidos       contra      as utilizações
                                                                                 abusivas, contra       a concorrência         desleal e
Mas não temos             dúvidas       sobre        a capacida                  contra     a exploração      da sua reputação,          o
de humana         e a persistência             dos nossos                        que é facto é que ainda se assiste               a toda
produtores                                                                       uma série de atropelos,           não tanto contra
                                                                                 os nomes protegidos           mas contra       o consu-
Quem produz com qualidade e segurança,                                           midor, fazendo-o        crer que produtos          sem
saberá sempre agradar aos consumidores                                       e   quaisquer      características      de qualidade
evidenciará       que a qualidade e a segurança                                  ligadas a uma origem          ou a um modo de
não acontecem             por acaso, mas que resul-                              produção,      são dos "bons", dos "legítimos",
tam sempre de um trabalho                      inteligente                       dos "verdadeiros"


É esta a razão          pela qual, ao longo               de déca                o uso imoderado         de nomes ÇJeoÇJráficos
das, senão       mesmo         de séculos,           pela forma                  em produtos        que nada têm a ver com a

								
To top