A todos os fiéis e devotos de Nossa Senhora

Document Sample
A todos os fiéis e devotos de Nossa Senhora Powered By Docstoc
					30906   Quarta-feira   12                   DIÁRIO DO SENADO FEDERAL                          Setembro    de   2007

      A todos os fiéis e devotos de Nossa Senhora de        Talvez existam outras demonstrações de fé, mas levam
Nazaré, que com certeza aguardam ansiosos pela festa       dias para serem feitas as homenagens. No tempo em
que ocorrerá no próximo mês, desejo uma celebração         que o Círio se processa, ao longo de cinco horas, D.
cheia de muita fé e coroada de muita paz.                  Orani está defendendo que, com certeza absoluta, é,
      Que Nossa Senhora de Nazaré nos abençoe a            sem sombra de dúvida, o maior evento, como dizia,
todos.                                                     de fé católica de todo o País, mas quiçá do mundo,
      Muito obrigado.                                      cujas comemorações começam trinta dias antes, com
      O SR. PRESIDENTE (Renan Calheiros. PMDB              a celebração da Missa do Mandato, que dá início às
– AL) – Tenho a honra de conceder a palavra ao Exmº        peregrinações de Nossa Senhora, com réplicas da
Sr. Senador Flexa Ribeiro.                                 imagem percorrendo as casas de todos os bairros de
      Com a palavra S. Exª, autor da Sessão Especial       Belém para as novenas noturnas.
e autor do Requerimento.                                         Pela TV Senado e pela Rádio Senado, o povo
      O SR. FLEXA RIBEIRO (Pronuncia o seguinte            do Pará e do Brasil nos assistem e nos ouvem nesta
discurso. Sem revisão do orador.) – Exmº Sr. Presidente,   homenagem que fazemos, neste momento, ao Círio
Senador Renan Calheiros; Excelência Reverendíssi-          de Nazaré.
ma Dom Orani Tempesta, Arcebispo Metropolitano de                A festa do Círio de Nazaré impressiona, Sr. Pre-
Belém; Deputado Nilson Pinto, que, neste ato, repre-       sidente, não só por seu gigantismo, capaz de alavan-
senta a Bancada dos Deputados Federais do Estado           car o turismo e de mudar o cotidiano dos moradores
do Pará; Drª Ann Pontes, Presidente da Paratur, nes-       de toda a região metropolitana, mas, principalmente,
te ato, representando a Exmª Governadora do Estado         pela soberba demonstração de fé e pelo espírito de
do Pará, Ana Júlia Carepa; Exmº Sr. Duciomar Costa,        congraçamento. Unidos pelos objetivos comuns de for-
Prefeito Municipal de Belém; quarto Senador paraense,      talecimento nos ideais religiosos e de louvor à Virgem
Senador Papaléo Paes, que compõe também a Mesa             de Nazaré, os romeiros, vindos de todas as partes, se
que dirige esta sessão em homenagem ao Círio de            confraternizam durante as festividades sem que haja
Nazaré; Padre Ramos, Reitor do Santuário de Nos-           qualquer incidente.
sa Senhora de Nazaré e Presidente da Diretoria da                A devoção a Nossa Senhora de Nazaré, como
festa; Srs. Diretores da Festa do Círio de Nazaré; Srs.    se sabe, é uma tradição religiosa que tem suas raízes
Senadores; Srªs Senadoras; Sr. Desembargador João          em Portugal. A imagem original seria de Nazaré, na
Mendonça – é uma alegria tê-lo aqui conosco; sei que       Galiléia, onde a Sagrada Família morou até o batismo
V. Exª também é devoto e já foi Coordenador da Festa;      de Jesus, e, por muito tempo, esteve no Mosteiro de
aliás, quero saudar a todos os ex-coordenadores em         Caulina, na Espanha, levada depois para Portugal. A
nome do Sr. José Ventura, que coordena a festa este        partir de então, muitos milagres lhe foram atribuídos,
ano; Minhas Senhoras e Meus Senhores; Senador Re-          o que ocasionou a sua veneração.
nan Calheiros, esta sessão em homenagem ao Círio                 Falar do Círio é lembrar a história do caboclo Plá-
de Nazaré foi motivada por um requerimento que não         cido José de Souza. Em 1700, Plácido encontrou uma
é somente de minha autoria, mas também dos outros          imagem de Nossa Senhora de Nazaré às margens de
dois Senadores que tão bem representam aqui o Es-          um igarapé. Plácido levou a imagem várias vezes para
tado do Pará - Senadores Mário Couto e José Nery           casa, mas, misteriosamente, ela retornava para o local
- e de todos os 17 Deputados Federais da Bancada           onde foi encontrada. Ele, então, construiu uma peque-
do nosso Estado, todos eles irmanados nesta home-          na capela no local, onde, posteriormente, foi erguida a
nagem que fazemos neste dia ao Círio de Nazaré e,          Basílica de Nazaré, a qual, desde o ano passado, foi
em especial, à Virgem de Nazaré.                           elevada pela Igreja à condição de Santuário Mariano
      Como ocorre todos os anos, no segundo domingo        Arquidiocesano, passando a denominar-se Basílica-
de outubro - em 2007, será no dia 14 -, acontece em        Santuário de Nossa Senhora de Nazaré.
Belém a maior manifestação de fé mariana do mundo,               O título de Santuário à Basílica de Nazaré foi
o Círio de Nossa Senhora de Nazaré, também chama-          concedido pelo Arcebispo de Belém, Dom Orani João
do pelos amazônidas de Natal dos paraenses, quando         Tempesta, sendo Reitor do Santuário o Padre José
todos se irmanam na devoção à Virgem padroeira da          Adelson Ramos das Mercês.
Amazônia.                                                        Dizem os historiadores que a devoção a Nossa
      Trata-se, sem sombra de dúvida, do maior evento      Senhora, no Pará, começou pelo Município de Vigia,
de fé católica de todo o País. Dizem D. Orani e o Padre    antes mesmo da chegada dos padres jesuítas naque-
Ramos que é do mundo, se considerarmos o tempo em          le Município, por volta de 1697. Em mais de 300 anos
que a procissão e a demonstração de fé acontecem.          de veneração, fé, esperança e devoção em Nossa Se-
Setembro   de   2007                    DIÁRIO DO SENADO FEDERAL                         Quarta-feira   12   30907

nhora, várias cidades do Estado escolheram a Santa        turistas e romeiros de todas as partes do País e até do
como padroeira de seus filhos.                             exterior. Trata-se de um evento inesquecível, de uma
      Mas esse espetáculo de devoção já ultrapassou       demonstração inequívoca de fé religiosa que a todos
as fronteiras do Pará. Já se encontra em São Paulo, no    irmana no entusiasmo coletivo, no sentimento de fra-
Rio de Janeiro, no Amazonas, no Amapá, no Ceará,          ternidade e de congraçamento.
no Acre, em Rondônia, em Roraima, no Maranhão e                  O Círio de Nazaré, Srªs Senadoras, Srs. Sena-
aqui no Distrito Federal. Todos compartilham com os       dores, Sr. Presidente, não é apenas um grande cor-
paraenses as bênçãos de Nossa Senhora.                    tejo. Trata-se de um evento religioso que, ao longo de
      O primeiro Círio, em Belém, foi realizado no dia    mais de dois séculos de veneração à Virgem, fez-se
8 de setembro de 1793, iniciando-se ali, Srªs e Srs.      acompanhar por um simbolismo intenso, presente em
Senadores, essa longa tradição do povo paraense.          cada trajeto, em cada vestuário, em cada objeto. Entre
Inicialmente, não havia data fixa para a realização do     os principais símbolos do Círio, podemos destacar a
Círio, embora a procissão tradicionalmente ocorresse      berlinda, que é o carro onde é transportada a imagem
entre setembro e novembro. Desde 1901, porém, por         da Santa; o manto, tradicionalmente confeccionado
determinação do Bispo D. Francisco do Rêgo Maia, a        pelas mesmas pessoas envolvidas com a cerimônia;
procissão passou a realizar-se sempre no segundo          os círios, que são grandes velas em formatos diferen-
domingo de outubro, como ocorre ainda hoje.               tes; e a corda utilizada para puxar a berlinda, de sisal
      Na sexta-feira, a imagem é levada em grande         torcido, com cerca de 800 m, que foi incorporada à
carreata do Santuário de Nazaré para a Igreja Matriz      cerimônia há mais de um século.
do Município de Ananindeua. No sábado, ela é trans-              O Círio, Srªs e Srs. Senadores, é mais do que
portada para ...                                          uma festa. Ali se transpira fé, devoção, misticismo, re-
      (Palmas.)                                           ligiosidade e crença no poder divino e na fraternidade
      Agradeço a Dom Orani e ao Coordenador da            universal.
festa, trazendo, para abençoar esta sessão, a imagem             Por tudo isso, por sua grandiosidade, pelo poder
peregrina, a imagem que acompanha todos os anos o         de congregar tamanha multidão impregnada pela devo-
Círio de Nazaré. Agradeço, Sr. Presidente Renan Ca-       ção à Virgem de Nazaré, não admira que o Círio tenha
lheiros, porque a imagem peregrina dificilmente sai do     sido registrado pelo Iphan como Patrimônio Cultural de
Estado. Realmente, é uma homenagem ao Congresso           Natureza Imaterial.
Nacional trazê-la para estar presente, abençoando a              Durante a procissão do Círio, assistimos a verda-
todos nós nesta sessão e na exposição que abriremos       deiras manifestações de amor ao próximo e de solida-
mais à frente, no Salão Branco.                           riedade. São pessoas erguendo as mãos para oferecer
      Como dizia, no sábado, a imagem é transportada      um copo de água aos peregrinos, pessoas seguran-
para o trapiche da Vila de Icoaraci, acompanhada já por   do a corda ou tentando tocar na berlinda. O que para
uma pequena multidão de devotos. Dali, num espetácu-      muitos pode parecer sinônimo de sacrifício é apenas
lo emocionante, singrando as águas da Baía de Gua-        o símbolo da fé do povo paraense. Os fiéis seguram a
jará, vai, em romaria fluvial, em cortejo com centenas     corda, descalços, às vezes até sangrando nas mãos
de barcos enfeitados, para o cais do Porto de Belém,      e nos pés, na luta para garantir um lugar. Outros car-
onde os fiéis lhe prestam novas homenagens.                regam os mais variados objetos, miniaturas de casas,
      Do Porto de Belém, a imagem segue em carro          barcos e pedaços do corpo em cera, simbolizando o
aberto, acompanhada pelos fiéis e por grande número        agradecimento pela graça alcançada.
de motociclistas, saudada pela população, até o Co-              O colorido da procissão fica por conta dos brin-
légio Gentil Bittencourt, onde, à noite, é celebrada a    quedos de miriti – uma madeira que tem a textura
missa em louvor da Virgem de Nazaré. Após a missa,        leve do isopor –, confeccionados principalmente pelo
a imagem segue em Trasladação para a Catedral Me-         talento dos artesãos do Município de Abaetetuba, a
tropolitana, numa cerimônia emocionante, com queima       quem saúdo na pessoa de Amadeu Gonçalves de
de fogos de artifícios e procissão à luz de velas.        Sarges, Presidente da Associação dos Artesãos, de
      A procissão do Círio, no dia seguinte, domingo,     D. Nina Abreu, e dos Mestres já falecidos Cambota e
é o ponto alto das comemorações. Acompanhado              Seu Marinho.
por centenas e milhares de fiéis, tendo essa multidão             Qual o paraense, Senador Papaléo Paes, Se-
chegado a dois milhões de pessoas em 2005, o Círio        nador Mozarildo Cavalcanti, Senador Gilvam Borges,
percorre uma distância de cinco quilômetros, entre a      Senador Romeu Tuma, Senador Marco Maciel, que
catedral e o Santuário de Nazaré. Literalmente, a po-     não adquire no Círio o ratinho, a cobra, o tatu, os
pulação de Belém toma as ruas, juntamente com os          pássaros, os barcos, enfim, os objetos que fazem a
30908   Quarta-feira   12                    DIÁRIO DO SENADO FEDERAL                       Setembro   de   2007

alegria da criançada e que são verdadeiras peças de              Encerro, Sr. Presidente, com um pequeno trecho
arte popular, confeccionados há mais de um século,         da letra da música que é considerada o Hino Oficial do
que passam de pai para filho, retratando a realidade        Círio de Nazaré, composta em 1909, e que descreve
da comunidade ribeirinha? É uma festa religiosa onde       toda a devoção do povo paraense:
a cultura paraense também aflora para homenagear                          Ó Virgem Mãe amorosa
a padroeira.
                                                                         Fonte de amor e de fé
      Posso dizer que o paraense é um povo abenço-
                                                                         Dai-nos a bênção bondosa
ado, D. Orani, Padre Ramos, que tem a dupla sorte
                                                                         Senhora de Nazaré.
de se reencontrar com suas famílias, tanto no Natal
                                                                Muito obrigado. (Palmas.)
quanto no Círio, em tempos difíceis de estreitamento
                                                                O SR. PRESIDENTE (Renan Calheiros. PMDB
de laços de convivência, quando a vida moderna não
                                                           – AL) – Senhoras e senhores, a melhor maneira, após
nos permite usufruir prazeres tão agradáveis e valores
                                                           a minha intervenção, para prestar a minha homenagem
tão importantes.
                                                           ao Círio de Nazaré, ao Prefeito Duciomar, à Governa-
      Nas semanas que antecedem o Círio, as pessoas
se cumprimentam nas ruas, dizendo “Feliz Círio” como,      dora Ana Júlia, à Bancada paraense de Senadores e
em dezembro, dizem “Feliz Natal”.                          à Bancada de Deputados Federais do Estado do Pará
      Gostaria, de todo coração, que todos os meus         é pedindo ao Senador Flexa Ribeiro, autor do requeri-
nobres colegas Senadoras e Senadores pudessem              mento juntamente com outros Senadores, que presida
estar conosco, com os paraenses, no domingo, dia           esta sessão de homenagem.
14 de outubro próximo, em Belém. Como represen-                 Por favor, Senador Flexa Ribeiro!
tante do povo paraense, ficaria extremamente feliz de                     O Sr. Renan Calheiros, Presidente, deixa
poder mostrar a todos essa manifestação popular de                 a cadeira da presidência, que é ocupada pelo
fé e emoção, que é o Círio de Nazaré, completando,                 Sr. Flexa Ribeiro, Suplente de Secretário.
neste ano, 214 anos.
                                                                  O SR. PRESIDENTE (Flexa Ribeiro. PSDB – PA)
      Peço, neste instante, à Virgem de Nazaré, Padro-
                                                           – Antes de conceder a palavra ao próximo orador ins-
eira dos paraenses, que abençoe todos os paraenses,
                                                           crito, o nobre Senador Papaléo Paes, quero convidar
todas as famílias, todos os lares, todos os brasileiros,
                                                           para compor a Mesa o Padre José Ramos, que é o
todos aqueles que devotam a Nossa Senhora o seu
                                                           reitor do santuário de Nossa Senhora de Nazaré.
sentimento de amor e fé. Que ilumine o Congresso
                                                                  Com a palavra, o nobre Senador Papaléo Paes.
Nacional, os Senadores, os Deputados Federais, os
                                                                  O SR. PAPALÉO PAES (PSDB – AP. Pronuncia
servidores, os membros dos Poderes Executivo e Ju-
                                                           o seguinte discurso. Sem revisão do orador.) – Exmº
diciário, enfim, toda a Nação, para que, fortalecidos
pelas suas bênçãos, possamos construir um futuro           Sr. Senador Flexa Ribeiro, Presidente da nossa sessão
melhor e mais feliz para todos os brasileiros.             especial na tarde de hoje e autor do requerimento que
      Congratulo-me com os organizadores desse even-       nos ensejou esta bela festa de homenagem; Exmº Sr.
to, com os paraenses, os romeiros, a imprensa, com         Duciomar Costa, Prefeito da cidade de Belém do Pará,
as Organizações Rômulo Maiorana, pela abertura do          que foi nosso companheiro aqui no Senado Federal,
salão Arte Pará, que compõe o conjunto de eventos do       onde exerceu sua função de Senador representando
Círio, com todos aqueles que contribuíram e ajudaram       o Estado do Pará com muita dignidade, e cuja condu-
para que pudéssemos realizar esta sessão hoje – a          ta nesta Casa queremos registrar, bem como a nossa
Bancada do Estado do Pará, todos os Parlamentares,         admiração e a saudade que temos de S. Exª; S. Emª
a Diretoria da Festa de Nazaré, que não economizou         Revmª D. Orani Tempesta, Arcebispo de Belém; Srª
esforços para que pudéssemos trazer para Brasília, e       Ann Pontes, Presidente da Paratur, aqui representando
daqui transmitir para todo o Brasil, essa exposição que    a Srª Governadora, também ex-Senadora, Ana Júlia
vamos abrir daqui a pouco e que mostra exatamente          Carepa; Exmº Sr. Deputado Nilson Pinto, representan-
a magnitude do que é o Círio.                              do a Bancada de Deputados Federais do Estado do
      Com a exposição, tenho certeza absoluta de           Amapá; Sr. Presidente da Diretoria da Festa de Naza-
que a divulgação do Círio se fará de forma mais for-       ré, Revmº Padre Ramos; demais autoridades presen-
te e levará, com certeza, Deputada Ann Pontes, mais        tes; senhoras e senhores, com muita honra também,
pessoas para presenciarem nossa festa de fé, a Festa       registro que a TV Nazaré, que tem trinta repetidoras
de Nazaré, convicto de que o Círio só tem essa gran-       na Região Norte, está em cadeia com a TV Senado,
diosidade porque grande e profunda é também a fé e         dando oportunidade a que todos os habitantes da Re-
a religiosidade do nosso povo.                             gião Norte que usam a fé como parte de suas vidas