Docstoc

Boletim Informativo

Document Sample
Boletim Informativo Powered By Docstoc
					                               Boletim da Biblioteca Escolar
                               Boletim da Biblioteca Escolar           Junho de 2013

                              Escola Básica 2,3 Nossa Senhora da Luz — Arronches


                              Um ano em revista


                                                            Responsabilidades
                                                            Desde os meus 10/11 anos
                                                            sempre respondi à célebre
                                                            pergunta «O que queres ser
                                                            quando fores grande?» Com
                                                            «Professora». De resto,
                                                            nunca gostei de bonecas
                                                            nem      de     brincar     às
                                                            cabeleireiras; os livros e os
«Folhear um livro
                          legos preenchiam-me os dias (intermináveis!) de férias. Os
é espreitar dentro
                          livros acompanharam-me desde sempre e não foi difícil
de uma caixinha
                          perceber que a profissão estava escolhida e a
ao alcance das
                          «especialidade» também. Ensinar português, promover o
mãos e dos olhos.
                          gosto pelos livros e pela leitura eram pressupostos que não
Não há      segre-
                          queria perder de vista.
dos.»
                          Presentemente, com 21 anos de serviço, continuo a sentir
                          muito prazer naquilo que faço. Continuo a gostar (muito!) de
      António Torrado     estar numa sala de aula. Continuo a gostar de aprender e de
                          ensinar. Continuo a acreditar que a nossa profissão é
                          fundamental na formação de bons cidadãos e na construção
                          de uma sociedade melhor.
                          Numa escola inserida num meio rural, com um baixo índice
                          de desenvolvimento cultural, as nossas responsabilidades
                          enquanto docentes são acrescidas. Sabemos, à partida, que a
                          escola, para muitos jovens, se apresenta como o único lugar
Nesta edição:
                          capaz de proporcionar cultura e favorecer o acesso a bens
Responsabilidades     1   culturais como a leitura, a escrita, a ida ao teatro…. É da
                          nossa responsabilidade fazer com que tal aconteça. E essa
Ano Europeu do        2   responsabilidade é ainda maior quando desempenhamos,
Envelhecimento
                          simultaneamente, o cargo de professor(a) bibliotecário(a). É
Ativo
                          nossa função promover a colaboração com todos os
Mês Internacional     2   professores para tornar mais coerente e eficaz a atuação
das Bibliotecas
Escolares                 escolar, promover a participação das famílias nalgumas
                          atividades realizadas pelos alunos na escola; valorizar a
Halloween             2
                          escola e as suas regras.
CNL                   2   É uma tarefa árdua ser professora «duas vezes». No entanto,
                          é um privilégio conhecer todos os alunos do agrupamento (a
Concursos Internos    3
                          maioria pelo nome!), pois todos eles são convidados a
Leitores Sonhadores   3   conhecer a nossa BE e, à hora de almoço, é o sítio de eleição
                          para todos os alunos de 1.º ciclo. É um privilégio sentir que,
Projeto SOBE          4   ao longo destes anos, temos conseguido incentivar o gosto
                          pelo livro e pela leitura. É privilégio perceber que os alunos
Semana da Leitura     4
2013
                          se         sentem           bem           neste          espaço.


                                                            A professora bibliotecária
                                                            Fernanda Pinheiro
      Página 2                                                                         Boletim da Biblioteca Escolar

  Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e Solidariedade Entre Gerações

 No âmbito das iniciativas integradas no Ano europeu do Envelhecimento Ativo e Solidariedade
 Entre Gerações, que se comemora no decurso de 2012, a Fundação INATEL, em articulação com a
 Autarquia e o Agrupamento de Escolas de Arronches, promoveu uma actividade que teve lugar no
 dia 28 de Setembro no Museu (A) Brincar.
 Viveu-se um agradável momento de partilha entre Gerações, resultante de um encontro entre o
 público sénior e o público júnior. Alunos do nosso Agrupamento contaram histórias do nosso tem-
 po e ouviram outras, mais antigas, mas igualmente valiosas, contadas de uma forma sábia pelos
 utentes das seguintes instituições: Centro de Bem Estar Social de Arronches; Centro Social Bom
 Jesus de Esperança; Centro Comunitário de Mosteiros e Santa Casa da Misericórdia de Arronches.
 É gratificante sentir que, através destas iniciativas, despertamos valores fundamentais na educa-
 ção dos nossos jovens e contribuímos para trazer momentos de alguma felicidade à vida daqueles
 que, pela experiência adquirida com a idade, ainda têm muito para ensinar a todos nós.


                                                       Mês Internacional das Bibliotecas Escolares
                                      Em outubro, mês em que se comemorou o «Mês Internacional das Bibliotecas Escola-
                                      res», celebrámos, no nosso agrupamento, a «Semana da Biblioteca Escolar». Convidá-
                                      mos os alunos do 1.º e do 5.º ano de escolaridade a visitar a nossa biblioteca e apro-
                                      veitámos para promover o gosto pela leitura e pela magia dos livros. Escolhemos algu-
                                      mas histórias relacionadas com a comemoração do Halloween e foi verdadeiramente
                                      gratificante sentir que contribuímos, mesmo que só por 40 minutos, para despertar nos
                                      nossos alunos (mais novos) a curiosidade e a imaginação, através de personagens fan-
                                      tásticas e maravilhosas ilustrações.




Concursos de Halloween


Para comemoração do Halloween, o Departamento
de Línguas, em articulação com a Biblioteca Escolar,
propôs a realização de um concurso de escrita «Que
susto de conto!» e um concurso de fantasmas
«Ghost Parade». Os alunos aderiram e surgiram par-
ticipações bem interessantes.

 Concurso Nacional de Leitura

Teve lugar no dia 9 de janeiro a 1.ª eliminatória do Concurso
Nacional de Leitura. Foi recompensador ter uma sala cheia de
bons leitores! 18 alunos (do 7.º, 8.º e 9.º anos) provaram ter
feito uma leitura atenta do conto «A saga», de Sophia de Me-
llo Breyner.
No dia 4 de maio, realizou-se, no Cine-Teatro do Gavião a fase
distrital do referido concurso e a Margarida Torres e a Rafaela
Gomes, do 8.º ano, representaram muito bem a nossa escola.
No entanto, muitos (e bons!) eram os participantes e, como
sabemos, nem todos podem ganhar… O contador de histórias
Jorge Serafim apresentou a iniciativa e divertiu todos os pre-
sentes, numa tarde animada e com algumas surpresas.
     Boletim da Biblioteca Escolar                                                                          Página 3

                                                                                      Concurso de Presépios
                                                                 Numa articulação entre a disciplina de EMRC e a Biblioteca
                                                                 Escolar, os alunos surpreenderam-nos com a imensa criati-
                                                                 vidade com que responderam ao participar no «Concurso
                                                                 de Presépios» feitos com material reciclado.




Concurso «Leitores Sonhadores»

    Dia 15 de março teve lugar a 2.ª edição do concurso «Leitores
Sonhadores», no auditório da Escola Superior de Educação de Por-
talegre. Uma vez mais, o nosso agrupamento esteve muito bem
representado, através da Mariana, da Maria Eduarda, do Rodrigo e
do Tiago.
    Damos os parabéns aos 4 vencedores e a todos os participantes
e agradecemos aos pais dos nossos alunos, que os apoiaram e acompanha-
ram, valorizando a leitura e acreditando na importância deste tipo de inici-
ativas no crescimento dos jovens.




Projeto SOBE

O SOBE é uma iniciativa da Direção Geral da Saúde, do Plano
Nacional de Leitura e da Rede de Bibliotecas Escolares.
É um projeto de Saúde Oral a desenvolver nas Bibliotecas Escola-
res em parceria com os professores e os alunos do pré escolar e
do 1.º ciclo.
A Coordenadora Interconcelhia da Rede de Bibliotecas Escolares,
professora Teresa Semedo, entregou na nossa escola duas caixas
cheias de bons materiais para promover a saúde oral de uma
forma divertida. Livros, CD áudio, jogo de cartas, DVD... encon-
tram-se à disposição de alunos e professores.
Dando cumprimento aos objetivos subjacentes ao desenvolvi-
mento deste projeto , e numa articulação entre a Biblioteca Es-
colar, o Projeto de Educação para a Saúde e os professores das
AEC (TIC e Educação Musical), foram desenvolvidas atividades
relacionadas com a promoção da saúde oral junto dos alunos do
Pré-escolar e do 1.º Ciclo.
Foram lidas histórias, que muito agrada-
ram aos mais pequenos, foram vistos fil-
mes, ouvidas canções e…

Foram «sorteados» os copinhos ofereci-
dos pela RBE.
  Boletim da Biblioteca Escolar                                                                             Página 4


    Semana da Leitura 2013
    Mais uma vez, a nossa escola respondeu positivamente ao con-
    vite do Plano Nacional de Leitura e celebrou a festa do livro e
    da(s) leitura(s) durante cinco dias (e duas noites…).
    Numa conjugação de esforços entre alunos, professores, dire-
    ção, associação de pais, assistentes operacionais e toda a co-
    munidade educativa, conseguiu-se, uma vez mais, a criação de
    um ambiente de verdadeira aprendizagem num espaço que,
    embora pequeno, esteve à altura para receber o talento e a
    entrega dos alunos e a disponibilidade e a participação das fa-
    mílias.
    O ginásio da nossa escola foi decorado com trabalhos elabora-
    dos pelos alunos do agrupamento, muitos deles subordinados
    ao tema sugerido pelo PNL: «O Mar». Do pré-escolar ao 3.º
    ciclo, todas as turmas se fizeram representar.
    Ao longo da semana, os alunos visitaram a Feira do Livro e os
    momentos de leituras partilhadas encheram o coração dos
    mais pequeninos. Os alunos do 3.º ciclo leram para eles e a
    leitura entre irmãos deu lugar a situações de verdadeira ternu-
    ra.
    Do agrado dos mais pequenos foi, também, a apresentação de
    experiências por parte de um grupo de alunas do 8.º ano e foi
    difícil responder a tantas solicitações para fazer «pega mons-
    tros»…
                         No dia de encerramento das atividades, os
                         alunos apresentaram canções, poesia, dan-
                         ça, teatro de fantoches… uma diversidade
                         de talentos que encantou os presentes. A
                         demonstração de ballet e os tambores da
                         orquestra rítmica foram as surpresas finais.
                         E, apesar do cansaço, acreditamos que to-
                         dos nós ficámos com vontade de repetir no
                         próximo ano.


Dados estatísticos

                                                                        Tendo em conta o número de alunos e de profes-
                                                                        sores do agrupamento, 628 requisições domicili-
                                                                        árias ao longo do ano letivo parece-nos um nú-
                                                                        mero significativo. De realçar que muitas destas
                                                                        requisições foram feitas por alunos do 1.º ciclo.




                                                                                Boas férias, com boas leituras!

				
DOCUMENT INFO
Categories:
Tags:
Stats:
views:6
posted:6/20/2013
language:Portuguese
pages:4