Docstoc

Estruturalism Class In portuguese

Document Sample
Estruturalism Class In portuguese Powered By Docstoc
					  Estruturalismo
Grupo: Caio
       Priscila
       Marlei
       Marcus
       Rafaela
       Roberta
                  Estruturalismo
 O estruturalismo surgiu com o
  inglês Edward Bradford Titchener
  (1867–1927) e tem como
  fundamento o estudo dos
  elementos ou conteúdos mentais e
  sua conexão mecânica, mediante o
  processo de associação, porém,
  descartava a idéia de que a
  apercepção (processo mental
  através do qual cada indivíduo
  percebe e interpreta o mundo)
  tenha alguma participação nesse
  processo.
Estruturalismo

 Sua principal base de estudos concentrava-se nos elementos
  propriamente ditos, e acreditava que a Psicologia deveria procurar
  descobrir a natureza das experiências conscientes elementares,
  para determinar sua estrutura, através da análise das partes que a
  formam.
 Esta experiência consciente, segundo Titchener é dependente do
  indivíduo que a vivencia, diferindo da estudada por cientistas de
  outras áreas. Por exemplo, tanto a Física como a Psicologia tem
  condições de estudar a luz ou o som, porém, cada profissional
  terá orientação, métodos e objetivos diferentes.
 Em seu livro A Textbook of Psychology, Titchener cita que “Todo
  conhecimento humano é derivado das experiências humanas, não
  há outra fonte de conhecimento”. Com base nessa afirmação,
  podemos concluir que toda experiência humana pode ser
  analisada por pontos de vistas distintos, não estando nenhum
  deles necessariamente incorreto, pois cada indivíduo tem suas
  próprias vivências e, portanto, seu próprio repertório de
  conhecimentos
             Erro de Estimulo:


 Quando estudou a experiência consciente, Titchener
  alertou a respeito da possibilidade de um erro, o qual
  ele chamou de erro de estímulo, que gera uma
  confusão entre o objeto de observação e o processo
  mental envolvido. Por exemplo, se mostrarmos uma
  maçã a alguém, e pedirmos para que essa pessoa
  descreva o que vê, muito provavelmente dirá que se
  trata de uma maçã, não descrevendo suas
  características como cor, forma e brilho.
 Essa falta de descrição dos elementos componentes da
  maçã é o que Titchener chamava de erro de estímulo, pois
  as características foram deixadas de lado, em favor da
  descrição mais simples e conhecida. Nesse caso, o
  observador está interpretando o objeto e não analisando-o.
 Titchener definia a consciência como a soma das
  experiências existentes em certo momento e a mente como
  a soma das experiências acumuladas ao longo do tempo.
  Para ele, o único objetivo legítimo da Psicologia deveria ser
  descobrir os fatos estruturais da mente e estudá-los.
                Introspecção:


 Titchener empregava a introspecção, ou auto-
  observação, com base em observadores rigorosamente
  treinados para descrever os elementos no seu estado
  consciente, em vez de relatar o estímulo observado ou
  percebido, utilizando apenas nomes conhecidos.
  Percebeu que todos aprendemos a descrever a
  experiência em termos do estímulo, por exemplo,
  chamar o objeto vermelho, redondo e brilhante de
  maçã, oque é suficiente e útil para o cotidiano
                   Introspecção:

 Titchener afirmava: um experimento é uma observação que
  pode ser repetida, isolada e variada. Quanto maior a
  quantidade de repetições das observações, maior a
  probabilidade de clareza na percepção e de precisão na
  descrição do objeto observado. Quanto mais isolada a
  observação, mais fácil será a execução da tarefa e menor o
  risco de confusão proveniente de circunstâncias irrelevantes
  ou de ênfase no ponto errado. Quanto mais amplamente se
  puder variar a observação, mais clara será a percepção da
  uniformidade da experiência e maior a chance de descoberta
  de leis.
   Os elementos da consciência:


 Titchener apresentou três propostas básicas para a psicologia:

 Reduzir os processos conscientes aos seus componentes mais simples;
 Determinar as leis de associação desses elementos da consciência;
 Conectar os elementos às suas condições fisiológicas


   Titchner definiu três estados elementares da consciência: o estado da sensação, o da
                               imagem e os estados afetivos.
 As sensações são elementos básicos da percepção e estão presentes nos sons, nas visões,
  nos cheiros e nas outras experiências provocadas pelos objetos físicos do ambiente.
 As imagens são elementos das ideias e estão no processo que reflete as experiências não
  realmente presentes no momento, como a lembrança de uma experiência do passado.
 Os estados afetivos, ou as afeições, são elementos da emoção e encontram-se nas
  experiências como o amor, o ódio e a tristeza.
          Os elementos mentais


 Embora básicos e irredutíveis, os elementos mentais podem ser
  categorizados, apesar de serem dotados de atributos distintivos,
  são eles:

 Qualidade é a característica, como ‘’frio’’ ou ‘’vermelho’’, que
  distingue claramente um elemento de todos os demais
 Intensidade refere-se a força, fraqueza, sonoridade ou brilho de
  uma sensação.
 Duração é o curso da sensação ao longo do tempo.
 Nitidez refere-se à função da atenção na experiência consciente;
  uma experiência no foco da nossa atenção é mais nítida do que a
  que não seja alvo da nossa atenção
Contribuições do estruturalismo:


 O método mais adequado para o estudo da experiência consciente
  consistia na auto-observação, já que a consciência é mais bem
  percebida pela pessoa que a vivencia.

 Os relatórios introspectivos que envolvem processos cognitivos
  como o raciocínio é frequentemente usado na psicologia atual. Por
  exemplo, os psicólogos organizacionais obtêm relatos
  introspectivos dos funcionários a respeito da interação com os
  terminais de computador. Essas informações podem ser utilizadas
  para o desenvolvimento de componentes de computador de mais
  fácil manuseio e móveis ergonômicos. Os relatos verbais baseados
  na experiência pessoal são formas legitimas de coleta de dados.
Contribuições do estruturalismo:


 Uma contribuição importante do estruturalismo foi ter
  servido de alvo de criticas. O estruturalismo proporcionou o
  estabelecimento de forte ortodoxia contra a qual os mais
  recentes movimentos da psicologia puderam concentrar as
  suas forças. Essas novas escolas de pensamento devem sua
  existência à reformulação progressiva da posição
  estruturalista.
 Os avanços científicos demandam a existência de uma
  oposição. Com o estruturalismo de Titchener sendo o alvo da
  oposição, a psicologia superou seus limites iniciais.
                      Bibliografia


 http://www.infoescola.com/psicologia/estruturalismo-na-
  psicologia/

 http://www.robertexto.com/archivo/estruturalismo.htm

 Livro: História da psicologia moderna

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Stats:
views:34
posted:10/24/2012
language:Latin
pages:12
Description: A estruturalism slide class, made for the psychology class in university of vila velha.