Docstoc

Tecnologia ADS

Document Sample
Tecnologia ADS Powered By Docstoc
					               TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO




SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA CONTROLE DE ESTOQUE EM UMA LOJA DE
                   MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO




                   NOME COMPLETO GLEDSON




                           Fortaleza
                             2010
SUMÁRIO


 AGRADECIMENTO.............................................................................................. 4
 RESUMO............................................................................................................. 6
   1.    INTRODUÇÃO ......................................................................................... 7
   1.1 A empresa................................................................................................... 8
   1.2 Características da empresa analisada........................................................ 10
   2.    REFERENCIAL TEÓRICO......................................................................... 12
        2.1 Definição de sistema de informação ................................................... 12
                 2.1.1 Tipos de sistema de informações.............................................. 14
                 2.1.2 Sistema de Informação para Gerenciamento de estoques....... 15
        2.2 Gerenciamento de estoques.................................................................. 16
                 2.2.1 Definição e tipos de estoque...................................................              16
                 2.2.2 Gerenciamento de estoque..................................................... 18
                 2.2.3 Estoque de Comércio Varejista............................................... 19
                 2.2.4 Posicionamento de Estoques: acurácia de estoques..............
                           19
                 2.2.5 Gestão de estoques por ponto de reposição........................... 21
   3.   METODOLOGIA .......................................................................................... 23
        3.1 Análise feita para justificar o trabalho................................................... 23
   4.   RESULTADOS ...........................................................................................      27
        4.1 Arrumando a “casa”............................................................................. 27
   5.   ANALISE DOS RESULTADOS................................................................... 30
   6.   CONSIDERAÇÕES FINAIS......................................................................... 31
         REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.............................................................. 32
Resumo.

          Este projeto de sistema de informação será utilizado por uma empresa do
ramo de materiais de construção, onde será apresentado a implementação deste
sistema de informação para controle de estoques.
          O objetivo deste projeto é a implementação, para uso diário, de um
sistema que controle o estoque da empresa.
          Procurou, através dos procedimentos das rotinas diárias, a melhor maneira
para desenvolver um programa específico para a empresa, que pudesse auxiliar
no dia a dia, bem como nas tomadas de decisões dentro da empresa.
          O ponto positivo deste trabalho é mostrar para empresa o quanto se
ganha em agilidade no dia a dia, na segurança em passar informações, e n a
qualidade do serviço prestada ao cliente, melhorou muito em função da rapidez
das informações.
                                                                               -7-



1 – Introdução.

            A competitividade de forma global é a palavra chave no mercado quer seja
entre os setores ligados ao mesmo ramo de atividade, ou não. Todos estão, o tempo
todo, buscando sua atualização no mercado, a sua eficiência (tanto nos produtos,
como nos serviços oferecidos), todos buscam vender qualidade.
            E nesta busca constante pela satisfação do cliente e qualidade dos
produtos, que as empresas começam a rever e reestruturar seus conceitos, tentando
assim detectar até mesmo antecipar-se aos possíveis problemas, buscando para
isso, soluções imediatas e também a longo prazo.        Toda empresa deve ter um
planejamento, gerenciamento e recursos, para poderem ser disponibilizados de
acordo com sua necessidade e capacidade. Deve ter, contudo, apoio de todos os
departamentos para que possa desenvolver um trabalho que permita garantir ao
cliente um nível de serviço adequado ao que se propõe e ao que o cliente procura.
O trabalho proposto foi desenvolvido com base em uma loja de materiais de
construção, mais precisamente, materiais para acabamento: estuda, entre outras
características, um sistema adequado de controle de estoque e necessita para isso de
um controle rigoroso. Para exercer bem essa função precisamos de um Sistema de
Informação adequado, para que a empresa, não comprometa seu capital em estoques,
muitas        vezes com    custo alto de armazenagem         e,   com   isso
comprometendo sua competitividade.

            O objetivo principal deste trabalho é que com a informatização, com foco
para o controle de estoque, a empresa possa começar a desenvolver a organização
de   seus    processos,   melhorando,    com   isso,   seu    desempenho,   atuando
assertivamente: de forma que reduza o número de pedidos com itens faltantes;
realize uma compra de acordo com as necessidades, pois tendo estoque em mãos
evitará a compra de produtos dos quais não precise ou não tenha uma grande saída
e, evitando esse procedimento, conseguirá manter sempre estoques enxutos e,
conseqüentemente, ganhando em competitividade. Também para que a partir
dessas informações, a empresa tenha um meio de administrar, controlar e auxiliar
seus funcionários para um bom desenvolvimento nas rotinas do comércio. E ainda
para que possa tomar decisões rápidas e eficientes no dia a dia, bem como adotar
procedimentos que visem a adequar, reduzir e controlar seus níveis de estoque de
produtos acabados.
          Também tem como objetivo, ganhar agilidade nos trabalhos internos, uma
vez que perde-se muito tempo, para ir verificar     “in loco”, se tem no estoque o
material vendido.
          Um gerenciamento de estoques eficaz tem grande influência dentro de
uma empresa, pois ele pode determinar a lucratividade e ainda pode aumentar as
receitas da empresa. Portanto, para se alcançar melhor desempenho, o
gerenciamento de estoques deve saber tomar decisões bem positivas, no que se
refere a ressuprimento, pois agindo assim a empresa pode ter um melhor nível de
fluxo de caixa.


1.1 A empresa.

          A Socopisos é uma empresa que trabalha no ramo de materiais para
construção, especificamente no segmento de acabamento. Somente comercializa e
nada é produzido por ela. É voltada para comércio varejista de materiais para
acabamento. Os riscos que os varejistas correm em ter estoques são considerados
grandes, mas não prejudicial, pois procuram dar mais atenção à rotatividade do
estoque, e a lucratividade ligada diretamente ao produto.
          Os produtos comercializados hoje são: Pisos, Azulejos, Metais Sanitários,
Pias e Gabinetes para cozinha e banheiros, Louças Sanitárias, Blocos de Vidro,
                                                                                 -9-



Acessórios para Banheiros, Banheiras de Hidromassagem, Argamassas Colantes e
Rejuntes, enfim acabamentos em geral . E sempre que há algum produto que os
clientes procuram e a empresa não possui, procura-se encontrar um bom fornecedor
e, assim, vai aumentando o mix de produtos oferecidos, sempre dentro da área de
acabamentos, para que o cliente não sinta falta de nada, e esteja sempre satisfeito.
Além de satisfazer o cliente e aumentar o número de produtos oferecidos, a loja
evita que o consumidor vá procurar o produto desejado em outro local, ou mesmo no
concorrente.


1.2 Características da empresa analisada.

           Uma das características da empresa analisada é que 60% das vendas
efetuadas por ela, são vendas das quais não precisam ser entregues imediatamente,
ou seja as chamadas vendas para entrega futura, pois os clientes não querem que
as mercadorias sejam entregues de imediato ou, ainda, os clientes querem que as
entregas sejam parciais, porque eles não possuem local disponível para armazenar
e guardar.

           E com todos esses tipos de vendas, tendo que guardar o material para o
cliente, em alguns casos por vários meses, a empresa tem um grande problema que
é armazenagem de estoque, pois os pisos são passíveis de mudança de tonalidade,
isso quer dizer que de um lote para outro os pisos poderão ser de cores diferentes
e, esse cuidado é fundamental quando o cliente compra e tem que deixar guardado;
na maioria das vezes estes lotes não podem ser mexidos, pois se isso acontecer, a
responsabilidade é da loja. A preocupação ainda é que se, por um descuido ou
mesmo sem         intenção,   um   funcionário   quando   estiver   carregando   e     ou
descarregando, esbarrar num lote desses e ocorrer         a quebra de    uma caixa, o
restante do material já estará comprometido e a loja terá que providenciar um outro
lote total para o cliente.
           E com todos esses tipos de adversidade, o gerenciamento de estoques da
empresa tem que ficar atento, contornando a situação, controlando tudo no “ficar de
olho”, para verificar se nada se quebrou ou, mesmo, não ter as mercadorias quando
delas o cliente necessitar.
                                                                      - 12 -



2. Referencial Teórico.
         Nesta seção serão apresentadas algumas definições do tema estudado,
por autores das áreas específicas.



2.1 Definição de sistema de informação.


          Conforme O´Brien (2004 p.6) “sistemas de informação é um conjunto
organizado de pessoas, hardware, software, rede de comunicação e recursos de
dados que coleta, transforma e dissemina informações em uma organização”. O
sistema recebe recursos de dados como entrada e os processa em produtos, como
saída.




                     Figura 1 - Funções de um sistema de informação
                           Fonte: Laudon e Laudon (2004, p. 8).
2.2 Sistema de Informação para Gerenciamento de Estoques.


          Conforme O´Brien, (2004), os sistemas de controles de estoques,
processam dados, que refletem em mudanças nos artigos em estoque. Depois que
os dados sobre os pedidos dos clientes são recebidos do sistema de processamento
de pedidos, o sistema de controle de estoque registra mudanças nos níveis de
estoque e, prepara os devidos documentos de expedição. Com esses dados
processados e o sistema informatizado este pode informar, a quem possa interessar,
a situação dos materiais que precisam ser comprados pela empresa, e ainda ganha
em alta qualidade prestada ao cliente, minimizando, ao mesmo tempo, o
investimento e os custos de manutenção de estoque. A seguir figura 2:




         Dados de expedição e pedido




                                   sistema de                      relátorios
                                     controle                      gerenciais
                                   de estoque

                                                   Relatório de situação do estoque
                                                   Data do relatório: 14/01/2002
       Elementos digitais do
                                       Consultas
       arquivo-mestre de estoque                   Código    Descrição     Unidades Unidades
                                         on-line
                                                   do item                 existentes do pedido
       código do item
       Descrição                                   6361   Correira do ventilador  10.211       0
       Unidades existentes                         4466   Fio de tomada de força 55.710 88.660
                                                   9313   Condensador               663  10.200
       Unidades no pedido
                                                   8808   Spray de tinta         11.242       0
       Estoque Mínimo
       Renovação de pedido de compra



    Figura 2 – Representação esquemática de um sistema de controle de estoque
              Fonte: Laudon e Laudon (2004, p. 49).
3. Metodologia.

         Neste capítulo será apresentado a maneira como foi desenvolvida a
pesquisa e o porquê da necessidade que originou o motivo deste trabalho.


3.1 Análise feita para justificar o trabalho.
         Antes de iniciar o trabalho, para colocar em prática o procedimento de um
sistema de informação para controle de estoques, foi feito uma pesquisa para saber
os problemas: A empresa não tinha uma pessoa responsável para o controle, e nem
uma data correta para contagem do estoque e, não tinha um controle das entradas
e saídas de mercadorias. E isso só era feito quando alguém tivesse tempo. Na
pesquisa foi constatado, que todos os controles eram feito manualmente, e não
tinham uma freqüência certa para essas conferências. Os erros eram constantes
uma vez que esses controles eram feitos manualmente e sem regularidade.
         As entradas e saídas eram feitas somente na hora que tinha o estoque em
mãos, e no primeiro dia tudo dava certo, já no segundo dia, em todos os pedidos
faltavam algum item.
         A partir do mês de Março de 2004, foi contratado um funcionário para que
este além de ajudar no carregamento e descarregamento de caminhões,       fizesse
toda a contagem de estoque, conferência de entrada e saída, além de dar entrada e
saída de cada item comprado e ou vendido. Esse controle era feito ainda no
processo de fichas, com a descrição de cada produto e diariamente eram feitas as
baixas através das ordens de carregamento, bem como      as entradas pelas notas
fiscais e ou pedido de compras.
         Outra providência tomada, para ajudar no controle de estoque, foi dar
uma data limite para os clientes que queriam efetuar suas compras e não queriam a
entrega dos materiais. Esta data limite foi fixada em três meses, passou-se a
explicar para os clientes o porquê dessa atitude na empresa, e foi adotado o
procedimento de anotar no corpo do pedido de compras o prazo limite para a
entrega, e quando esse prazo limite está perto de vencer e o cliente ainda   não
pediu para que a mercadoria seja entregue, um funcionário liga para ele e lembra-o
de que a empresa precisa fazer a entrega e pede que por favor seja providenciado
um local para que os produtos sejam armazenados. Existem as exceções, mas,
estas estão sendo estudadas caso a caso. Também passamos a conversar com os
clientes sobre as entregas parciais: aquelas em que são entregues primeiro: pisos,
azulejos, argamassas e rejuntes somente depois que os pedreiros fizerem uso de
todos esses materiais e, que essa primeira etapa estiver pronta, ai então serão
entregues os materiais restantes que, seriam os gabinetes, as pias, os acessórios
e outros itens.
           Ainda na busca por soluções para o problema da empresa foi contratado
um profissional para que fosse feito um programa de sistema de informação que
contivesse a rotina de uma loja de materiais para construção. Na parte de controle
de estoques foi pedido para que o programa contivesse o cadastro completo de
produtos com todas as informações a eles pertinentes como: qualidade, lote,
unidade, tamanho, descrição, fornecedores, data de fabricação. Também foi pedido
que a entrada de materiais no estoque fosse feita através de notas fiscais, com
opção de vínculo com pedido de compra; opção de movimentação de estoque
através de pedidos, e baixas através de ordens de carregamento; consulta de
produtos e relatórios diários e ou mensais para todas as informações tais como:
estoque diário de todos os produtos, vendas mensais por fornecedores, quantidade
vendida por item;
           O processo pelo qual será trabalhado é, a integração entre estoque,
cadastro dos pedidos vendidos e respectiva ordem de carregamento, para que seja
feita a baixa automática no estoque ex: sempre que uma venda for efetuada serão
cadastrados os pedidos com todos os itens vendidos; se tiver o produto no estoque,
automaticamente os itens serão reservados, caso o produto não tenha em estoque
aparecerá no local da reserva uma quantidade em negativo, para que seja
providenciada a compra. Quando este pedido estiver para ser entregue para o
cliente, será gerada uma ordem de carregamento através do número do pedido
anteriormente cadastrado e esta ordem, automaticamente, baixará o produto do
estoque.

           Foram necessários: a compra de um programa de sistema de informação
(software); hardware (computador com processador Pentium 2.4, para fazer dele o
banco de dados) e mais dois computadores Seprom 2.4 para serem usados como
terminais de consulta. A partir do banco de dados é que serão distribuídas, em rede,
as informações necessárias para consultas de estoques, cadastramento de pedidos
e, posteriormente, em uma próxima fase do trabalho, serão emitidas as ordens de
carregamento a partir do número do pedido. Também se fez necessário a compra de
uma impressora matricial Epson-LX 300.
           Em função do uso de uma impressora matricial Epson, teve-se que
reprogramar todo o sistema anteriormente funcionando em XP, para Windows 98,
pois a impressora matricial não reconhece o comando para impressão em XP.
           Foi definido ainda, a necessidade do cadastramento de todos os produtos,
e que o mesmo seria feito apenas por um funcionário, para que não houvesse
interferência no procedimento e também para que       tivesse apenas uma pessoa
como responsável pelo processo.
          Para implantação do sistema de controle de estoques da SOCOPISOS,
inicialmente,   foi   preciso   efetuar   levantamento   detalhado   dos   produtos
comercializados visando separar o estoque por GRUPOS de produtos. Desse
levantamento foram criados os seguintes grupos de produtos:
1 - PISOS E AZULEJOS.
2 - ARGAMASSAS E REJUNTES.
3 - LOUÇAS SANITÁRIAS E CUBAS.
4 - TORNEIRAS, ACESSÓRIOS E METAIS.
5 - GABINETES E PIAS.
6 - FAIXAS DECORATIVAS.
7 - PLÁSTICOS E ASSENTOS.
8 - CANTONEIRAS E ESPAÇADORES.
9 – DIVERSOS.
          Após a montagem dos grupos de produtos por classes ou utilização, foram
feitos levantamentos de todos os fornecedores daqueles materiais, os quais foram
codificados numa seqüência, dentro dos grupos a que pertencem, atribuindo a cada
                                                                           - 26 -



fornecedor uma numeração seqüencial própria, visando uma identificação rápida de
material, fornecedor e grupo.
             Depois do cadastro de fornecedores foram cadastrados todos os produtos
comercializados pela empresa. Este trabalho requer muito cuidado. A empresa
possui um número muito grande de itens e todos devem ser separados por tipos,
tamanhos, cores, modelos,         qualidade, unidade, bem como nome de seu
fornecedores.
             Foi utilizada a ferramenta de inventário rotativo: acurácia de estoque,
através de uma planilha de Excel para que fossem periodicamente verificados, se
os números de estoques físicos batiam com os estoques encontrados no sistema.
             Para o cálculo da acurácia de estoque, foi determinado um intervalo de
tolerância     de, no máximo 5%, igual para todos os itens estocados, isto porque,
dentro da tabela montada, esses itens contribuem igualmente, com pouquíssimas
variações, para o total do estoque.
             Para a ferramenta ponto de reposição, a colocação ainda é para
verificação e não implementação, essa ferramenta será implementada numa
próxima etapa do projeto.
                                                                            - 27 -




4. Resultados.
           Esta etapa do trabalho, visa mostrar os resultados de todo o procedimento
adotado.


4.1 Arrumando a “casa”.

           A partir do momento em que um funcionário começou a fazer o controle de
estoque, mesmo sendo através das fichas, este melhorou muito e a margem de
erros com materiais vendidos sem ter no estoque caiu para: em cada 10 pedidos 2
pedidos não tinham algum item no estoque e antes este número era na ordem de:
para cada 10 pedidos, 5 não tinham algum item no estoque. A freqüência com que
esses dados estiveram em observação foi quinzenalmente pelo tempo de três
meses. A proporção de erros caiu para 30% dos 60% que tinham.
           Para os casos de entregas com datas determinadas, a empresa não teve
nenhum descontentamento por parte dos clientes, que entenderam prontamente as
razões da loja. Já com as entregas parciais houve grande resistência, e a empresa
teve várias reclamações.
                                                                                                    - 28 -




               A seguir serão apresentadas as planilhas desenvolvidas para verificar a
eficiência da ferramenta de inventário rotativo: acurácia de estoque:


Controle físico de estoque                                    05/05/2005
N    Cod     Descrição do Produto             Contagem    Registro   Tolerância   Margem   Aceito     Não
     Prod                                Un    Fisica     Sistema                  Erro              Aceito
 1      1 REVEST 21x21 - REF 2515        M2    57,38       57,38        5%         0,%       X
 2     21 REVEST.31X31- REF. 3002        M2      81         81          5%         0%        X
 3     32 REVEST.31X41- REF. 5010        M2     163         163         5%         0%        X
 4     54 REVEST.41X41- REF. 4053        M2      12         12          5%         0%        X
 5    221 REVEST.35X35 - TEXAS           M2      84         92          5%         10%                 X
 6    241 REVEST.42X42 - ARTICO          M2    250,5        252         5%         1%        X
 7    601 REVEST.30X40 - BIZOTÊ          M2     180         180         5%         0%        X
          REVEST.24X35 -CARAVELA
10   1401 BEGE                           M2      26         26          5%         0%        X
          REVEST.25X35 -ALPES
11   1601 BRANCO                         M2     225         240         5%         7%                  X
12   2171 REVEST.20X20 -AZUL PISCINA     M2     124         124         5%         0%        X
13   2172 REVEST.20X20- AZUL MARINHO     M2      48         48          5%         0%        X
14    102 REVEST.24X35- REF.2446         M2      15         15          5%         0%        X
15    221 REVEST. 35X35 - TEXAS          M2      63         63          5%         0%        X
16    243 REVEST.35X35 - DECABE          M2     168         178         5%         6%                  X
17    804 REVEST.24X35 - BIANCO          M2     320         340         5%         6%                  X
          REVEST 25X35 - CLASSIC
18   1603 WHITE                          M2     216         210         5%         0%        X
20   1901 REVEST 20X30 - ARTICO          M2     328         328         5%         0%        X
21   1907 REVEST 20X30 -L.C.30           M2     180        160,5        5%         12%                 X
22   1957 REVEST 32X32 - MARROCOS        M2     216         216         5%         0%        X
23   1953 REVEST 32X32 - CELTA           M2      48         48          5%         0%
24   2001 REVEST 43X43 - REF. 4365       M2     238         238         5%         0%        X
25   2004 REVEST 43X43 - REF. 43112      M2      78         78          5%         0%        X
     Total                                       3063,5     3092,5                          20          5


                                       Tabela 1: Tabela de acurácia
                                        Fonte: dados da pesquisa
                                                                                                    - 29 -




Controle fisico de estoque                                   12/05/2005
N    Cod     Descrição do Produto              Contagem   Registro   Tolerância   Margem   Aceito    Não
     Prod                                 Un    Fisica    Sistema                  Erro             Aceito
 1    3704 LAVAT.SABARÁ-IL32-AREIA        pç      5          6          5%         20%                X
 2    3740 CUBA EMB.IL6-BRANCO            pç      6          8          5%         33.%               X
 3    3741 CUBA SOBR.IL66-AREIA           pç      9          9          5%         0%        X
 4    3746 TANQUE 20 LITROS-IT52- BR      pç      3          3          5%         0%        X
           TOALHEIRO DE METAL -
 5    3872 58903                          pç      12        12          5%         0%        X
 6    6501 GABINETE CHARME - 56           pç      3          3          5%         0%        X
 7    6502 GABINETE REQUINTE - 76         pç      4          4          5%         0%        X
 8    6503 GABINETE ELEGANCE - 96         pç      2          2          5%         0%        X
 9    6508 GABINETE DUBLE - BRANCO        pç      2          2          5%         0%        X
10    6701 GABINETE COZINHA - 1,20M       pç      6          6          5%         0%        X
11    6702 GABINETE COZINHA - 1,50M       pç      7          8          5%         0%        X
12    6703 GABINETE COZINHA - 1,80M       pç      4          4          5%         0%        X
13    6704 GABINETE COZINHA - 2,00M       pç      6          6          5%         0%        X
14    6801 PIA RORALIT LISA - 1,00M       pç      3          3          5%         0%        X
15    6802 PIA RORALIT LISA - 1,20M       pç      8          8          5%         0%        X
16    6853 TANQUE DUPLO - 1,12M           pç      4          4          5%         0%        X
17    7132 LAVABO TOPÁZIO - 981           pç      3          3          5%         0%        X
18    7501 PIA GRANITO - 1,20M            pç      5          6          5%         0%        X
19    7504 PIA GRANITO - 2,00M            pç      8          8          5%         0%        X
20    7521 SOLEIRA GRANITO - 0,72M        pç      8          8          5%         0%        X
21    7522 SOLEIRA GRANITO - 0,82M        pç      22        24          5%         9%                 X
22    8301   FILETE 2X30 - D-021          pç     360        360         5%         0%        X
23    8311 FAIXA UNIVERSAL - F-004        pç      98        98          5%         0%        X
24    8313 FAIXA UNIVERSAL - F-210        pç     110        110         5%         0%
     Total                                       698       705                              22        3

                                    Tabela 2: acurácia de estoque
                                      Fonte: dados da pesquisa




              Analisando os indicadores de acurácia de estoques pode-se observar que:
na tabela 1, referente a primeira semana que foi feito o controle, os erros ainda eram
em vários produtos, numa amostra de 25 itens, tivemos 5 itens em desacordo, na
semana seguinte este número caiu para 3 itens dos 5 anteriores. Em contrapartida,
no número geral da quantidade o limite da tolerância ficou bem abaixo. Observou-se
também que em alguns casos, na tabela 2, a porcentagem determinada para ser
tolerável na acurácia de estoque, pode comprometer o estoque de um determinado
item. Devem-se estabelecer números de tolerância de acordo com a importância que
o produto representa dentro do quadro de amostra.
                                                                           - 30 -




5. Análise dos resultados.

         Após a implantação do sistema de informação de controle de estoques,
pode-se fazer uma analise dos resultados obtidos.
         No mês de Janeiro de 2005, os estoques começaram a sair em relatórios
informatizados, e ainda não estão interligados, apenas estão sendo baixados pelos
pedidos, mas já se vê uma grande diferença entre os erros que tinham em estoque
e os números de pedidos, sem itens, faltantes para entrega. Os relatórios de saldos
de estoques saem, diariamente, já com as baixas ainda manual dos itens vendidos.
         A proporção de erros caiu para 30%, dos 60% anteriores. Sem contar com
a tranqüilidade dos funcionários em olhar o estoque e já verificar se podem garantir
a entrega e para quando. Anteriormente tinham que ligar para o depósito, e verificar
com um funcionário, ou, então, irem até lá para conferir, caso não tivesse ninguém
no depósito. Está sendo feito um acompanhamento do processo de informatização,
para conscientização dos funcionários, para mostrar os benefícios, deste
procedimento.
         Os erros de conferência dos estoques já baixaram para 2 itens dentro de
uma amostra de 25. É positivo uma vez que há a conscientização do controle e
baixas nos estoques.
         Os resultados deste trabalho além dos números de erros baixarem tem
também a satisfação por estar dando certo um projeto que a princípio parecia
impossível de conseguir realizá-lo. Pode-se dizer também que a partir deste novo
procedimento adotado pela empresa, não demorará a aparecer os resultados em
ganhos financeiros. Em princípio, só foi verificado as melhorias em qualidade e,
atendimento ao cliente, uma vez que a rapidez e eficiência das informações ajudam
muito no dia a dia e conseqüentemente todos ganham: Os clientes, pois são sempre
informados da situação real de sua compra e, a empresa que pode explorar melhor
o potencial de seu estoque, pois com a informatização pode verificar quais itens não
tinham rentabilidade e ou demoravam para serem vendidos, e com isso conseguiu-
se inclusive fazer algumas promoções para “desovar estoques parados”.
                                                                               - 31 -



6. Considerações Finais.

          Ao realizar este trabalho, pode-se observar o processo de funcionamento
anterior da empresa, comparar e constatar o quanto já está melhorando com o novo
sistema e, além disso, verificar o quanto a informatização é importante, quanto se
ganha em tempo e mesmo em dinheiro.
          Observando a implementação desse novo sistema, que não está sendo
fácil, pois é difícil tudo dar certo, existem mais erros que acertos; até se chegar a um
ponto positivo, pode-se dizer que está valendo a pena, pois precisa-se de muita
paciência e determinação, pois na empresa todos estavam acostumados a fazer de
qualquer jeito.
          Nesta etapa a parte que foi colocada em prática é o controle de estoque,
mas, o projeto que foi desenvolvido para a empresa é um projeto bem amplo que
envolve todos os deptos como: Controle de estoques, Pagamentos, Recebimentos,
Controle de Cheques Pré-Datados, e dentro de todos esses programas contém
relatórios detalhados de todas as informações necessárias para se tomar decisões,
quer seja para comprar algum item, saber se tem alguma mercadoria que sua venda
é muito baixa, saber quanto tem em cheques pré-datados em mãos, entre outras
informações.
          É um trabalho que vai continuar sendo implementado num todo, mesmo
que demore um pouco mais. Os resultados já são surpreendentes e com as
modificações todos ganham, principalmente os funcionários que hoje trabalham mais
despreocupados, pois o tempo todo tem o estoque e não ficam com medo de efetuar
uma venda erradamente.
          Os procedimentos adotados pela empresa no que diz respeito às entregas
com datas determinadas e entregas parciais acontecem em maior escala nas lojas
pequenas e esta é uma das dificuldades enfrentadas, pois prejudica o andamento no
nosso controle de estoques. Para a empresa seria ideal que todas estas entregas
fossem feitas de uma só vez, mas é difícil eliminar de todo o problema, e como ainda
há grande resistência, a empresa está mantendo o procedimento antigo para os que
necessitam que os materiais fiquem guardados para posterior entrega.
          Com esses procedimentos a empresa conseguiu dar um primeiro passo
para que, esteja sempre competitiva em um mercado que é latente, está mudando
constantemente, e é preciso se atualizar e renovar sempre.
                                                                         - 32 -



                        REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.
BALLOU, Ronald H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos: planejamento,
organização e logística empresarial. 4. ed. Porto Alegre, RS: Boockman, 2001. p.
201-503


BOWERSOX, Donald J. Logística empresarial: o processo de integração da cadeia
de suprimento. São Paulo: Atlas, 2001. p. 226-255.


CORRÊA, Henrique L. , GIANESE,Irineu G.N.;CAON, Mauro Planejamento,
programação e controle da produção. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2001. p. 48 -52


DIAS, Marco Aurélio P. Administração de materiais: uma abordagem logística.
4.ed. São Paulo: Atlas,1993. p. 23-31.


FEDERAÇÃO do comércio de Pernambuco. Definição de comércio varejista.
Disponível em : <http:// www.fecomercio.pe.com.br>. Acesso em: 24. abril 2005.


FERNANDEZ, Luis Antonio. Sistemas de informação para gestão logística de
apoio à produção: estudo em malharias de micro e pequeno porte do município de
Socorro. Varginha, MG: Faceca, 2004. p. 42. (Dissertação de Mestrado em
Administração)


LAUDON, C.K. ; LAUDON, P.J. Sistemas de informação gerenciais:
administrando a empresa digital. 5.ed. São Paulo: Prentice Hall, 2004. p. 4-29.


O´BRIEN, J. A. Sistemas de informações e as decisões gerencias na era da
Internet. 9.ed. São Paulo: Saraiva, 2004. p. 3 - 187


OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Sistemas de informações gerenciais:
estratégias táticas operacionais. 6.ed. São Paulo: Atlas, 1999. p. 23 -37.


OLIVEIRA, Luiz Silvio. Tratado de metodologia científica: projetos de pesquisas,
TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. 2.ed. São Paulo: Pioneira, 1999.
p. 134.


SLACK, Nigel. et al. Administração da produção. São Paulo: Atlas, 1999. p. 278-
279.

REVISTA Anamaco, São Paulo: [s.n], março 2005. p. 10.

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:9
posted:10/5/2012
language:
pages:18