Apresenta��o do PowerPoint

Document Sample
Apresenta��o do PowerPoint Powered By Docstoc
					5.1a – Os novos atores do sistema midiático global

    A palavra de ordem no cenário da mídia global é concentração:
    classificações mais recentes dão conta do reduzido número de atores
    com capacidade de operar em dimensões planetárias, com forte
    influência sobre os conteúdos nas mais diversas plataformas de
    distribuição de mensagens




                                                                          1
Mapa da concentração




                       1
Classificações

  Teoria do Big Ten (Mundo) – dez
  megagrupos exerciam a liderança sobre as
  comunicações globais, até a entrada dos anos
  2000




  Teoria do Big Six (EUA) – são seis as grandes
  operações de mídia, nos EUA, com lideranças
  comuns em cada um dos setores de TV a cabo,
  TV aberta, impresso, telecom e rádio do país




                                                  1
Departamento de Comunicação Social

SISTEMAS             DE      COMUNICAÇÃO



Os maiores grupos de mídia do mundo - 2001


1º AOL Time Warner: US$ 36.2 bilhões (CNN, HBO)
2º Walt Disney: US$ 25.4 bilhões (ABC)
3º Viacom: US$ 23.4 bilhões (MTV, CBS, Paramount, Blockbuster)
4º Vivendi Universal 24.3 bilhões de euros (Universal Studios, Universal Music)
5º Bertelsmann US$ 19.07 bilhões (BMG Music)
6º News Corp. US$ 13.8 bilhões (Fox, New York Post)
7º Sony US$ 9.3 bilhões




   Fonte: revista Variety 27/ago/2002



                                                                                  1
      Departamento de Comunicação Social

      SISTEMAS            DE    COMUNICAÇÃO



   Gigantes midiáticos

                                                                                O acordo de U$ $165
                                                                              bilhões gerando a fusão
                                                                               entre a AOL e a TW foi
  O segundo maior conglomerado de        A empresa de Rupert Murdoch           aprovado pela FCC em
  mídia das Américas faturou U$ 25         tem negócios sediados nos             janeiro, foi o maior
     bilhões em vendas em 2001              Estados Unidos, Canadá,             negócio do setor das
                                           Europa, Austrália, América       comunicações em todos os
                                                 Latina e Ásia              tempos. A nova companhia
                                                                                promete oferecer um
                                                                               pacote de informações
                                                                             integradas jamais visto na
 O gigante franês tem como principal                                                   história.
subsidiária a Universal Music Group, a
 companhia numero um do mercado
       fonográfico do planeta.




                                           A terceira corporação de       O maior conglomerado de
  A Sony construiu sua reputação no        mídia das Américas,             mídia alemão tem seus
 ramo de eletrônicos, mas hoje possui      controla a MTV, Blockbuster,    interesses concetrados
 mais de 1.000 subsidiárias espalhadas     além de centenas de outros         em cerca de 600
   pelo planeta, na sua maior parte        negócios no mundo da               empresas em 53
 explorando o negócio da comunicação       mídia                              diferentes países

                                                                             The Economist: 15 outubro de 2002

                                                                                                                 1
Os maiores grupos de mídia do mundo - 2002




                                    The New York Times: 11 junho de 2003

                                                                           1
Os maiores grupos de mídia do mundo - 2003


Ranking


2003                    2002           Company             2002 Rev ($b)
1                       1              AOL Time Warner     41.0
2                       3              Walt Disney         25.3
3                       4              Viacom              24.6
4                       5              Comcast             21.1
5                       6              Sony                20.0
6                       2              Vivendi Universal   19.7
7                       7              News Corp.          15.2


    Broadcasting & Cable, 5/12/20034


                                                                           1
Os maiores grupos de mídia do mundo - 2006


                                        Global
                                         500                        Profits

  Rank          Company               rank             Revenues ($ millions)

         1 Time Warner                           122       43,652       2,905

         2 Walt Disney                           180       31,944       2,533

         3 News Corp.                            256       23,859       2,128

         4 Bertelsmann                           287       22,229       1,093
         5 CBS                                   468       14,536      -7,089



  Fortune, 2006 (From the July 24, 2006 issue)
                                                                                1
Novos rumos para a comunicação nos EUA


• Yahoo! (market value: $40.1 billion)
• Viacom (market value: $53.9 billion)
• News Corporation (market value: $56.7 billion)
• Disney (market value: $72.8 billion)
• AOL-Time Warner (market value: $90.7 billion)
• Google (market value: $154.6 billion)
• Microsoft (market value: $306.8 billion)
• General Electric (owner of NBC, market value: $390.6 billion)




  Mother Jones magazine, 2006

                                                                  1
E na periferia do sistema ?

 Fora dos EUA e da Europa central,
 quem são os atores midiáticos de
 destaque atualmente ?




                                     1
A comunicação em Portugal

Cofina – Um dos maiores proprietários de jornais e revistas de
Portugal. A Cofina possui marcas tradicionais como “Correio da
Manhã”, “Record”, “Máxima” e “Automotor”.

Impresa – Grupo fundado pelo empresário e político Francisco
Pinto Balsemão. Possui revistas importantes como as versões
portuguesas da “Exame”, “Caras” e “Casa Cláudia”, além de uma
das maiores TVs do país: a SIC (fundada em parceria com as
Organizações Globo).




                                                                 1
A comunicação na Espanha
Grupo Planeta – Maior grupo de comunicação da Espanha com
capital 100% familiar. Líder no mercado de livros, o Grupo Planeta
também está no setor de televisão (Antena 3), rádio, Internet e jornais
(com o “La Razón”, por exemplo)

Grupo Prisa – Proprietário do tradicional jornal “El País”, além de
dezenas de emissoras de rádio, páginas na Internet, empresas de TV por
assinatura, além de importante participação no grupo português Media
Capital

Media Capital – Pertencente ao grupo espanhol Prisa, Media Capital
possui um fortíssimo braço de produção audiovisual encabeçado pela
NBP, além da atual líder de audiência de Portugal, a TVI. Revistas,
gravadora, outdoor, rádios, financeira e Internet também estão no
portifólio da Media Capital




                                                                          1
A comunicação na Itália

 Mediaset – De propriedade do primeiro-ministro italiano Silvio
 Berlusconi, Gruppo Mediaset possui três redes de TV aberta na
 Itália e uma na Espanha, canais por assinatura e a produtora de
 filmes Medusa. A Mediaset faz parte do Gruppo Fininvest que
 também é dona do grupo editorial Mondadori, do tradicional
 Teatro Manzoni e do clube de futebol Milan

 RAI (Radiotelevisione Italiana) – Consórcio público que integra o
 sistema de rádio e televisão italiano. Também atua fortemente em
 outros setores da mídia audio-visual, com destaque para as
 produções cinematográficas com as quais freqüentemente está
 presente em concursos internacionais




                                                                     1
A comunicação na Alemanha
Na Alemanha há pelo menos dois grupos que integram o poderoso complexo de mídia
europeu: o grupo Beta-Taurus (KirchMedia), que integra o conglomerado Kirchgruppe,
controlado pelo magnata Leo Kirch, que atualmente encontra-se em delicado processo de
recuperação judicial, em função dos contratos de direitos de imagem assumidos da ISL,
após a falência do grupo (em 2001)

No mercado global, é da Alemanha que se estrutura uma
das maiores corporações de mídia planetárias, com
negócios espalhados por todos os continentes: o
Bertelsmann Media Group, que atua simultaneamente
no mercado internacional nos setores fonográfico,
cinematográfico, editorial, fora suas participações no
mercado continental europeu em televisão, rádio e mídia
impressa




                                                                                        1
A comunicação fora do eixo
Naspers Limited - O maior grupo de comunicação da África do Sul
(que integra o conglomerado sul-africano HML Group), possui
editoras e empresas de tecnologia e TV por assinatura também em
outros países africanos e europeus, além da China. Recentemente
(2006), efetivou uma primeira participação (aporte) de capital
internacional em uma grande empresa de comunicação brasileira: o
Grupo Abril


CCTV - China Central Television ou Chinese Central
Television, é a maior estação de televisão nacional daquele país.
Pertencente e controlada pelo Ministério de Rádio, Televisão e Filme
da China, tornou-se um ativo produtor e exportador de conteúdo
audio-visual. Vem estabelecendo acordos operacionais com grupos
de mídias internacionais, como forma de ampliar sua atuação no
cenário global –o mais recente (2007) com o Grupo Cisneros,
venezuelano



                                                                       1
Padrões de concentração latino-americanos

 Consolidação parece ser a palavra chave no setor de mídia, depois do
 processo de fusões e aquisições que tomou conta do mercado de
 comunicações na década de noventa. E o resultado foi uma redução
 dramática no número de operadores do setor

  E mais perto dos trópicos, o padrão de
  concentração se repete: da Venezuela ao Chile,
  passando por Colômbia, Argentina e México, todos
  seguem linhas de operação parecidas




                                                                        1
A comunicação na Venezuela/Colômbia

 Da Venezuela emerge o poderoso grupo Cisneros, que reúne mais de 70
 companhias espalhadas por mais de 90 países, com um faturamento da ordem
 de U$ 4 bilhões. Comandante do grupo, Gustavo Cisneros sócio da AOL
 Latino-Americana, lidera o mundo hispânico das comunicações ampliando seus
 domínios orientado por um dogma: "só queremos alcançar o céu" (comentado
 após adquirir, em 1997, a Imagen Satellital)
 Organización Cisneros – Com experiência em praticamente todos os setores
 da economia (de mostarda à TI, passando por petrolíferas, graxa para sapato,
 mineração, rádios e supermercados), Cisneros é dono de redes de TV na
 Venezuela e Colômbia, além de canais com alcance internacional como a
 Venevision International

 Valorem – Nascido do Grupo Empresarial Bavaria, líder no ramo cervejeiro
 colombiano, Valorem é um grupo administrado como se fosse um fundo de
 investimentos e que possui participações na Caracol Televisión (Colômbia), líder
 de audiência naquele país




                                                                                    1
A comunicação no México

 Grupo Televisa (México) – Maior grupo de comunicação em espanhol do
 mundo, Televisa é líder em praticamente todos os setores em que atua. Dirige 5
 redes de TV, dezenas de rádio, três times de futebol da primeira divisão, o maior
 estádio do país (o Estádio Azteca), bingos, loterias, companhia aérea, gravadora,
 produtora de filmes e muitos outros negócios

 Grupo Salinas – Nascido no varejo através da rede de lojas Elektra (a Casas
 Bahia do México), esse conglomerado expandiu-se para TV com a aquisição, no
 início dos anos 1990, dos canais de TV do governo mexicano e transformando-os
 na TV Azteca. Hoje, Salinas também possui banco (Banco Azteca) e seguradora,
 time de futebol (Monarcas Morelia), além da rede de TV latina Azteca América,
 presente (em TV aberta) em diversas praças importantes.




                                                                                     1
A comunicação na Argentina

Grupo Clarín – Maior grupo de comunicações da Argentina. Possui o mais importante
diário do país, “Clarín”, além do jornal esportivo “Olé”. Comanda a Artear, maior grupo
de canais da TV argentina, além de operadoras de TV por assinatura, rádios, revistas,
gráficas, fábrica de papel e empresas de Internet e eventos

Grupo Uno Medios - Um dos maiores conglomerados de mídia da Argentina,
reunindo empresas de TV por Assinatura, diversos canais abertos em todo o país
(liderados pela America 2 de Buenos Aires), empresa de telecomunicações, diversas
rádios AM e FM, outdoors, revistas e jornais

Pramer - Produtora de conteúdo voltada exclusivamente para a criação e gestão de
canais de TV abertos e por assinatura. Sua base de atuação é na Argentina, mas seus
canais alcançam toda a América Latina, inclusive o Brasil (como é o caso do Film&Arts).
A Pramer, uma empresa do grupo norte-americano Liberty Global, é proprietária de
dois canais de TV aberta argentinos




                                                                                          1
A comunicação no Chile
CristalChile – Proprietário da primeira rede de TV privada do Chile, a
Megavision, além do jornal Diário Financiero. Também atua na fabricação
de garrafas de vidro, TV paga e produção de vinhos

Pontificia Universidad Católica de Chile - A PUC chilena é uma das
mais importantes universidades do mundo e atua em diversos outros setores
além de educação: alimentação, engenharia, transportes, hospitais, projetos
imobiliários e esporte, através da tradicional equipe esportiva Universidad
Católica. Nas comunicações, a PUC controla uma das maiores emissoras do
país, o Canal 13, além de rádios AM, FM e virtuais, editora de livros e
empresa de internet. Os negócios com fins lucrativos de propriedade da
faculdade foram reunídos, em 2005, numa holding chamada Empresas UC.




                                                                              1

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:0
posted:9/17/2012
language:Unknown
pages:21