Docstoc

Informativo ProMoz N6 - Ivanei 30 out 2011

Document Sample
Informativo ProMoz N6 - Ivanei 30 out 2011 Powered By Docstoc
					                                          Família Silveira - Ivanei, Lílian e Lúcia


                                    Projeto Moçambique
                     Treinando líderes para as igrejas em Moçambique no Instituto Bíblico do Dondo


   22 de outubro de 2011                                                                                              Ano 2, Nº 6



                                                Estamos juntos!
                                    Caros amigos e mantenedores,                            dias em Zimbabwe, conhecendo missionários
                                                                                            das missões com as quais trabalharemos.
                                    Estes últimos 30 dias tem sido intensos em
                                    emoções, surpresas e novidades!                         Você poderá ler e ver algumas coisas dessa
                                                                                            nossa viagem e saber como estamos nos sen-
                                    No dia 23/3/2010 tomamos a decisão de
                                                                                            tindo e quais nossas expectativas. Espero que
Com nossa família no aeroporto      aceitarmos o chamado de Deus para missões.              seja agradável para você como tem sido para
de Guarulhos para despedidas!       Mais especificamente, trabalhar no Projeto              nós.
                                    Moçambique. Afinal, está aí o espírito missio-
                                    nário de nossa denominação.                             Deus abençoe cada um de vocês que oram
                                                                                            por nós todos os dias e também cuidam de
                                    Partimos para Moçambique em 23/9/2011,                  nós em nossa manutenção.
                                    exatamente 18 meses depois. Chegamos em
                                    Moçambique no dia 29/9, depois de uma                   Abraço fraternal
                                    breve passagem pela África do Sul e alguns
                                                                                                                     Ivanei, Lílian e Lúcia


Desembarcando na África do Sul
                                                Nascidos para um novo tempo
                                       O Pr. Carlos Eduardo, já havia nos dito: “Quando vocês entrarem no avião para a África,
                                    vocês se sentirão como recém-nascidos”.
                                       Realmente, ao levantarmos voo, nos sentimos como recém nascidos. Sem sabermos
                                    muita coisa, fomos acompanhando o fluxo para onde os outros iam, do que comiam e be-
                                    biam e em como se comportavam. Sem dúvida foi uma experiência surpreendente.
 Equipe Projeto Moçambique.
                                       Vale ressaltar que a facilidade da Lulu em entender o inglês mais rapidamente que nós,
Helaine, Pr.Nidovaldo, Pr.Ivanei,
                                    ajudou muitíssimo nossa viagem. Mas tivemos momentos que tivemos de nos virar sozin-
   Lúcia, Ed.Lílian e Ed. Keily
                                    hos, principalmente quando passávamos pela alfândega da África do Sul e Zimbabwe.
A 1ª de muitas . Estamos Juntos!
                                    Muito embora entender um zimbabwano falar inglês não deve ser coisa fácil nem mesmo
                                    para ingleses e americanos! Mas em toda a viagem fomos bem atendidos, bem recebidos e
                                    entendidos mesmo não falando a mesma língua.
                                       A viagem foi ótima nem percebemos o tempo que demorou.Saímos dia 23/9 às 18h de
                                    São Paulo e chegamos às 8h do dia 24/9 no aeroporto de Johanesburgo, África do Sul.
                                       Ao sairmos da área de desembarque logo avistamos o missionário Jurg, da Global Mis-
   Sede da Team Zimbabwe
                                    sion, que nos esperava.
                                       Agora, estávamos próximos de uma outra aventura; passar o dia com uma família que
                                    não fala português quando também não falamos ingles! Mas foi muito divertido e interes-
                                    sante.
                                       No final da tarde Jurg nos levou ao aeroporto e nos ajudou a entrarmos para o em-
Estrada Zimbabwe/Moçambique
                                    barque sem que nossa bagagem de mão fosse
                                    pesada, de novo. Queriam fazer isso!
                                    As 20h chegamos em Harare.


                                     Com a família do Missionário Jurg. Família simpática
                                       e hospitaleira. Graças a esses novos amigos não
                                     precisamos ficar doze horas esperando no aeroporto
                                                       de Johanesburgo.
Chegamos em nossa nova casa!
                                                          Projeto Moçambique                                                                    Página 2
     Há coisas que                          Treinando líderes para as igrejas em Moçambique no Instituto Bíblico do Dondo


     não podemos
                                            Missionários de primeira viagem (Rir é o melhor remédio!)
       esquecer.
                                     A viagem para Harare/Zimbabwe também foi tranqüila. Graças a Deus nossas malas
      Outras, que                 chegaram todas e intactas. Fomos os últimos a pegar as malas. E, claro, não poderiam faltar
     além de não                  algumas coisas engraçadas.

     esquecer não                    Na alfândega vimos quatro filas diferentes. Uma para residente e outras que não en-
                                  tendíamos para que. Apenas vimos que na ultima fila a placa dizia alguma coisa sobre paga-
     temos como                   mento com Visa. Como estava com espécie no bolso entrei na fila do meio. Quando chegou
                                  nossa vez descobrimos que o Visa da placa não era do cartão Visa mas referia-se ao Visto
      avaliar seu                 que tínhamos que pagar (risos). Demos muita risada de nós mesmos.
            valor.                   Já com os vistos em mãos, fomos parados pelos guardas da alfândega que queriam sa-
                                  ber o que levávamos nas malas. Tentei, com a Lúcia, relatar o que levávamos. E o policial
                                  começou a perguntar em inglês “quanto custa? qual o preço?” (ou algo parecido) e enten-
                                  demos que queria ganhar alguns trocados e fizemos de conta que não entendíamos. Por
                                  fim, ele vendo que não ganharia nada, mandou-nos passar a bagagem toda no raio x (6
                                  grandes malas). O outro policial que controlava o raio x nem olhava para a tela do equi-
                                  pamento, apenas jogava video game. Foi hilário, mas também extressante.
                                      O que muito nos alegrou foi ver a promessa do Pr. Nidovaldo sendo cumprida. Ele, He-
                                  laine e Keily estavam nos aguardando no aeroporto, como ele havia dito. Foi emocionante
     “Uns confiam em carros       tanto para nós quanto para eles.
       e outros em cavalos,
      mas nós confiamos no
                                             Alguns dias em Harare/Zimbabwe
      nome do Senhor nosso
                                  Passamos em Harare para                                                                   Team, quando fomos apre-
           Deus” Sl 20.7          conhecer a sede da missão                                                                 sentados e participamos de
                                  Team. É ela que nos está                                                                  um delicioso almoço, pro-
                                  recebendo em solo africano.
                                                                                                                            movido pelos demais mis-
                                  Enquanto estivermos aqui
                                  somos missionários da                                                                     sionários.
                                  Team.                                                                                     Tivemos um encontro com
                                  Foram cinco dias agradáveis                                                               Dave       Rosseau,     com
                                  conhecendo os missionários                 um culto pela manhã em                         tradução de outro mis-
       Ismael, funcionário da     da Team e um pouco da                      uma igreja (Emerald Hill                       sionário da Team, que fala
     Editora Cristã Evangélica,   cidade. E uma oportunidade                 Community Church) onde                         português de Prortugal. E
     ajudando a carregar nossa    para nos conhecerem um                     assistimos, pela primeira
             bagagem                                                                                                        nesse encontro fomos per-
                                  pouco também.                              vez, um culto totalmente
                                  No próximo ano devemos                     em inglês e sem tradução.                      guntados sobre chamado,
                                  voltar para uma temporada                  Há apenas um culto no dia,                     expectativa missionária, etc.
                                  de três meses na sede da                   sempre pela manhã. Por                         E também ouvimos orienta-
                                  missão, para aprendermos                   aqui não há a cultura de                       ções, planos e expectativas
                                  inglês e sermos melhores                   EBD.                                           da Team em relação ao Pro-
                                  conhecidos.                                Após o culto fomos recebi-                     jeto Moçambique.
                                  No domingo (25/9) fomos a                  dos por toda a equipe da

            Confiar em carros?
Vôo para África do Sul as 18h. Checking as 15h. Saída de Jacareí para São Paulo as 13h.
Tudo está pronto. Tudo está certo. Não, nem tudo sai como queremos.
Meu irmão para sua pickup em frente à casa de meus pais e o carro não funciona mais!
Lembramos! Não estávamos saindo de férias, mas indo para uma missão em meio a uma guerra espiritual!
Oramos e esperamos a solução do Senhor. Tinha de ser um carro com capacidade de levar toda nossa bagagem, que não
era de viagem, mas de mudança! Alguns telefonemas e o Socorro do Senhor apareceu. A Editora Cristã Evangélica se dispôs
a nos ajudar e o Ismael levou nossa bagagem até o aeroporto de São Paulo.
Nossa gratidão maior e louvor ao nosso Deus que nos socorre em tempo oportuno.
Nosso muito obrigado à Editora Cristã Evangélica, nas pessoas do Marcos Rosseto, que autorizou este auxílio e do Ismael
que nos deixou no aeroporto. Obrigado!
Ano 2, Nº 6                                      Projeto Moçambique                                                                   Página 3

                                Treinando líderes para as igrejas em Moçambique no Instituto Bíblico do Dondo



              Moçambique de nossos sonhos
    Nenhum lugar se constitui o ideal            fazemos nossas compras e encontramos o que
de nossos sonhos, até que cheguemos              precisamos. Abaixo você verá a Lilian compartil-
e tomemos posse.                                 hando como é fazer compras em Moçambique.
    Chegar em Moçambique, e em                       Sempre quando chegamos em nova casa pro-
especial na casa que moraremos nos               curamos dar a ela a nossa “cara”. Assim, vamos
próximos anos, casa que conhecíamos              sentindo a cada dia que a casa tornou-se nosso                  Pintando e arrumando a casa
apenas por fotografia (só por fora) foi          lar. Por isso, estamos pintando a casa por dentro,
um momento de muita emoção.                      de acordo com o nosso gosto e enfeitando com
    Assim como Israel ao entrar em               detalhes que nos ajudam a nos adaptarmos
Canaã tinha muito o que fazer para               como, também, matarmos a saudade do Brasil,
conquistar a terra prometida, assim              de familiares e amigos.
estamos nós trabalhando para con-                    Canaã não era uma terra boa só porque ali
quistar nosso espaço e fazer dele                dava tudo o que se plantava, mas porque ali era
nosso lar.                                       o lugar preparado por Deus para Seu povo. As-
                                                                                                                Vende-se de quase tudo à beira
    Nessas primeiras semanas estamos             sim, Moçambique não é o lugar ideal por aquilo                 da estrada - produtos e serviços
conhecendo a Vila do Dondo, onde                 que achamos aqui, mas porque Deus nos man-
moramos, e Beira, a capital da provín-           dou para cá. Estamos felizes!
cia, que fica a apenas 30 km. Lá é onde


              Curiosidades de Moçambique (Lílian Cristina)
                   Como toda dona de casa a            mais em conta e no outro o restante das coisas.
                   primeira preocupação ao             Sem contar que no comércio em geral podemos
                   chegar a Moçambique foi as          encontrar uma variedade de atendimento. Você
                   compras de supermercado             compra com o português, o libanês, o chinês, tem
                   para     abastecimento     da       também o indiano e o mulçumano. Encontramos
                   cozinha. Graças à experiência       bolachas da Líbia, macarrão da Itália, molho da
da Helaine e do Nidovaldo isso foi possível com        África do Sul, Leite do Uruguai, arroz do Brasil (Tio
certa facilidade. Alguma facilidade, pois é pre-       João), sabão em pó Omo, porém da África do Sul,
ciso ir a vários lugares para se fazer uma boa         pasta dental Colgate mas dos USA, café é Argen-
compra. Em Beira (a cidade mais próxima) te-           tina, Indonésia ou Malásia. Percebemos que a
mos um supermercado até bem servido, como              globalização é o dia a dia de Moçambique e que a
alguns supermercados de bairro no Brasil,              falta de produtos internos dificulta o crescimento
porém para se encontrar todas as coisas é pre-         e o desenvolvimento do país. Assim, graças a
ciso ir a pelo menos 3 mercados menores espe-          Deus, nossa casa está abastecida com tudo o que
cializados em quase tudo. Em um podemos                é necessário e de acordo com a boa e velha glob-
encontrar frios, em outro material de limpeza          alização!


              Expectativas e Surpresas (Lúcia Catalina)
              Eu não tinha grandes expectativas em relação a Dondo, confesso que tenho
              me impressionado com a vivacidade desta cidade. Sempre bem movimen-
              tada, principalmente por crianças (muitas delas) e jovens. Pode-se dizer que
              é uma cidade jovem e em crescimento. Há comércio de todo tipo, principal-
              mente na beira da rodovia que leva para Beira (veja as fotos ao lado), e logo
              abrirá um supermercado que trará mais emprego pra cidade. Aqui, nos sen-
              timos como artistas, onde passamos as crianças saem correndo em direção
ao carro dando “tchau” e fazendo festa. Quando conseguimos, também cumprimentamos
todos que passam por nós, para que não tenham a impressão que somos mais um grupo de
missionários que vêm e vão embora. Nosso desejo é que eles nos vejam como pessoas que
vieram para morar, e logo percebam que só vamos embora se for a vontade de Deus.
                                                                   Amigos,
                                                                   Nossas contas para ofertas são estas abaixo.

    Essa é a Missão Team em Moçambique.
    O Projeto Moçambique está ligado
    diretamente a ela. O Pr. Nidovaldo, como
    líder do campo é o Diretor da Mea.




                                                                   Mas, para nossa segurança e facilidade em receber sua
                                                                   oferta, aqui em Moçambique, sugerimos que mande um e-
                                                                   mail para tesouraria@maeb.org.br e diga que quer con-
     O Instituto Bíblico do Dondo é o braço
                                                                   tribuir com uma oferta para o Pr. Ivanei. Escreva: seu
     ministerial do Projeto Moçambique.
     Com a nossa chegada, assumi a direção do                      nome completo, valor da oferta e CPF.
     IBD. E já estamos trabalhando.
                                                                   A Maeb enviará por e-mail um boleto bancário que você po-
                                                                   derá pagar em qualquer agência bancária ou programá-lo
     Nossos contatos:
                                                                   junto ao seu banco.
     ivaneisilveira@gmail.com
     Skype: ivaneisilveira
     Facebook: Projeto
     Moçambique
     Telefone em Moçambique:                                        www.projetomozambique.com
     +258 840796963

                                                                     “Se você ensina, apegue-se ao ensino” Rm 12.7

                                             Esse versículo tem sido uma exortação e um constante desafio em minha vida. Ensinar não é
                                          apenas transmitir conhecimento, mas participar na transformação de uma vida. Assim, em meus
                                          anos de ministério, ensinar tem sido a motivação para eu continuar aprendendo.

                                             Agora, esse versículo passa a ter uma nova dimensão. Meu papel, no Projeto Moçambique, será
                                          como Diretor do IBD - Instituto Bíblico do Dondo.

                                              Hoje o IBD, por força de exigências legais e necessidade de adequação administrativa, encontra
                                          -se temporariamente parado. Cabe-nos a tarefa de prepará-lo para voltar às suas atividades com
                                          alunos internos e ensino teológico.

                                              Toda a equipe está trabalhando em algumas atividades de curta duração que possam abençoar
                                          as igrejas moçambicanas, em especial da cidade do Dondo. Todas ainda em elaboração e com
Prédio central do IBD com salas           início em novembro próximo e janeiro de 2012. São elas:
 de aula, direção e biblioteca
                                               Encontro com pastores e líderes locais para apresentação da nova direção do IBD e pesquisa
                                                sobre as necessidades das igrejas locais (quanto à prática pastoral). Neste evento toda a equi-
                                                pe está envolvida na preparação, mas com especial cuidado da Helaine e Lílian cuidando dos
                                                detalhes do lanche que será servido aos pastores;
                                               Treinamento para Professores de Crianças - com o apoio da APEC-Moçambique. Neste estou
                                                trabalhando com a Ed.Keily, e com a Ed. Lílian;
                                               Seminários para pastores e líderes (curta duração) nas áreas de Teologia, Teologia Pastoral,
 Casas para novos missionários.                 Eclesiologia e Aconselhamento Bíblico. Neste evento eu e o Pr.Nidovaldo estamos juntos.
     Ainda em construção.
                                              Este é um trabalho que precisamos muito de sua ajuda. Ore por nós, para que tenhamos sabe-
                                          doria, para que aprendermos a lidarmos com as nuances culturais dos pastores moçambicanos e
                                          para que o nosso coração se mantenha puro, longe da soberba e da arrogância.

                                              Mas também precisamos de ajuda para estabelecer a estrutura da diretoria do IBD; precisamos
                                          de impressoras, novas estantes para a biblioteca, material de escritório, etc. Nem tudo tão caro,
                                          mas que exigirá um investimento de nossa parte. Mas, gostaria que você tivesse o privilégio de
                                          fazer parte deste projeto. Se desejar ajudar mande-me um e-mail (ivaneisilveira@gmail.com) com
 Prédio de moradia dos alunos,            assunto AJUDA IBD, e enviarei algumas opções de ajuda para sua contribuição.
com quartos,cozinha e banheiros
                                                                              Abraço fraternal e Deus o abençoe!

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Stats:
views:6
posted:8/14/2012
language:Portuguese
pages:4
Description: Informativo de minist�rio desenvolvido em Mo�ambique - Out 2011