UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA - PowerPoint by t03e95v

VIEWS: 22 PAGES: 1

									                                                   MERCADO INFORMAL E O
                                                    CIRCUITO INFERIOR DA
                                                     ECONOMIA URBANA
                                                    PROJETO: PEU - Produção do Espaço Urbano                                                                  Bolsa Milton Santos

                                            AUTOR: Willian Guedes Martins Defensor Menezes – UFBA
                                               ORIENTADORA: Maria Auxiliadora da Silva – UFBA
                                                           ÁREA: Ciências Humanas
                                                             SUB-ÁREA: Geografia
                                                     SUB-SUB-ÁREA: Geografia Humana


INTRODUÇÃO
Esta pesquisa realiza uma discussão do segmento econômico comumente                          A formação de dois circuitos econômicos para Santos nas cidades do Terceiro
denominado por mercado informal, relacionando e entendendo-o a partir do                     Mundo:
conceito do circuito inferior da economia urbana proposto por Milton Santos. Por                       “A existência de uma massa de pessoas com salários muito baixos ou
um lado realiza-se um trabalho teórico sobre os conceitos de Mercado informal                          vivendo de atividades ocasionais, ao lado de uma minoria com rendas
e circuitos da economia urbana buscando seu entendimento a partir do espaço                            muito elevadas, cria na sociedade urbana uma divisão entre aqueles
urbano brasileiro. Por outro lado, há análises destes fenômenos a partir da                            que podem ter acesso de maneira permanente aos bens e serviços
espacialização dos ambulantes nas imediações da Cidade Alta de Salvador.                               oferecidos e aqueles que, tendo as mesmas necessidades, não têm
Neste espaço encontra-se um rico laboratório humano composto por uma                                   condições de satisfazê-las. Isso cria ao mesmo tempo diferenças
diversidade de atividades das classes mais pobres que possibilita envolver toda                        quantitativas no consumo. Essas diferenças são a causa e o efeito da
a problemática abordada no presente estudo.                                                            existência, ou seja, da criação ou da manutenção, nessas cidades, de
                                                                                                       dois circuitos de produção, distribuição e consumo dos vens e serviços”
OBJETIVO GERAL                                                                                         (SANTOS, 1979).
Realizar uma discussão entre os conceitos de mercado informal e circuito inferior            São muitas as barracas que dividem os
                                                                                             poucos espaços.                                      A improvisação é uma necessidade.
da economia urbana, analisando suas espacializações nas imediações da
Cidade Alta de Salvador.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
• Apresentar a teoria dos dois circuitos da economia urbana de Milton Santos
como ferramenta teórica necessária para o entendimento dos espaços dos
países subdesenvolvidos;
• Analisar a questão dos ambulantes a partir do circuito inferior da economia e do
mercado informal.
PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS                                                                   Foto 3                                              Foto 4
Leitura e análise da Teoria dos dois circuitos da economia urbana dos países                  Fonte: Willian Guedes, 2007.                        Fonte: Willian Guedes, 2007.

subdesenvolvidos;
Leitura e análise de trabalho que abordasse circuitos econômicos e o conceito de
                                                                                             A união faz a força
mercado informal;
                                                                                             Uma das características do comércio ambulante que lhe confere importância está
Entrevistas junto a trabalhadores informais;
                                                                                             justamente no fato que Santos nos chama a atenção quando demonstra que é o
Coleta de dados em diferentes fontes: jornais, entidades e órgãos de
                                                                                             trabalho a base fundamental do circuito inferior. Estamos falando do grande
planejamentos, entre outros.
                                                                                             contingente de trabalhadores, a cada dia maior e comercializando maior
RESULTADOS                                                                                   diversidade de artigos, este tipo de segmento do comércio urbano é condição de
Ao relacionar a situação dos ambulantes nas imediações da Cidade Alta com a                  existência para os habitantes pobres deste espaço.
teoria dos dois circuitos urbanos percebe que as ações adotadas pelo Estado                  O SEBRAE em parceria com outras entidades realizou o “Censo empresarial e
(Prefeitura) de transferir ambulantes de espaços valorizados e criar camelôdramos            dos pequenos negócios informais no centro da Cidade Alta”, no ano de 2005. Para
tornam-se comuns e justificados para apenas reorganizar o espaço e atender os                o comércio informal obteve os seguintes resultados:
reclames das lojas ali instaladas, na medida em que o estado não dispõe de                    29,7% (o que equivale a 607 estabelecimentos) das atividades comerciais, no
mecanismos que combatam a precarização do trabalho de forma direta, na direção               centro da Cidade Alta, foi classificada como informal;
de solucionar o problema.                                                                    80,7% destes estabelecimentos informais era comércio de produtos (como
A indiferença da Prefeitura em solucionar o problema em benefício dos                        bolsas, roupas, equipamentos eletro-eletrônicos,etc.) e 19,3% era serviços
ambulantes representa sua situação de impotência diante da situação. A                       (acarajé, alimentação em geral, etc.);
construção deste espaço marcado por uma economia de dominados e
dominadores começa a ser delimitadas em outros recantos já que os processos                  Os dados do Censo demonstram que o mercado informal, baseado no comércio
acontecem em distintas escalas, dentre elas as globais que interferem diretamente            de produtos, possui um contingente considerado de estabelecimentos que
na organização da vida e na formação do espaço dos ambulantes.                               influenciam a vida comercial do Centro da Cidade Alta.
A Rua Portão é toda ocupada por barracas.
                                                                                             Para muitos o mercado informal desregula a economia do país, no entanto,
Por ali há lojas e prédios residenciais           Diversidade de produtos comercializados.   entendê-lo como parte do circuito inferior proporciona outro debate, já que sua
                                                                                             formação está relacionada a condição de subdesenvolvimento do país.

                                                                                             REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
                                                                                             HEINONEN, Noora Maria. Cidade Alta em alta? Circuitos e cenários das dinâmicas
                                                                                             comerciais do Centro Velho de Salvador. (dissertação de mestrado em Geografia) Salvador:
                                                                                             UFBA, 2000. 262p;
                                                                                             SEBRAE. Censo empresarial e dos pequenos negócios informais localizados no centro
                                                                                             da Cidade Alta – Salvador Ba. Salvador, Novembro de 2005. Disponível em:
                                                                                             http://www2.ba.sebrae.com.br/home/default.asp. Acesso em: Salvador, 8 de Maio de 2007;
                                                                                             SANTOS, Milton. A urbanização brasileira. 3ª edição, São Paulo, 1996;
Foto 1                                            Foto 2                                     _______, Milton. A Natureza do Espaço: espaço e tempo - razão e emoção. 3° edição. São
Fonte: Willian Guedes, 2007.                      Fonte: Willian Guedes, 2007.               Paulo. Hucitec. 1999.
                                                                                             _______,     O Espaço Dividido: os dois circuitos da economia urbana dos países
                                                                                             subdesenvolvidos; tradução de Myrna T. Rego Viana. Rio de Janeiro: F. Alves, 1979;

								
To top