Apresenta��o do PowerPoint by 5x5rWn

VIEWS: 7 PAGES: 33

									    Sumário da comunicação




Considerações gerais
Valorização em Direito de Trabalho
Valorização em Direito Civil
Perda de substância infectadas
       Considerações gerais


1600 PROCESSOS
  520 # Tibia


   Vítimas de acidente
   Examinador constante
   Acesso ao processo
       Estudo funcional global

MÚSCULOS, FORÇA MUSCULAR


MOBILIDADE DAS ARTICULAÇÕES VIZINHAS


OSTEOPENIA, REMODELAÇÃO ÓSSEA


ALTERAÇÕES TRÓFICAS DA EXTREMIDADE
1- Graus ligeiros de
doença fracturária - 30%

Calo exuberante, desvio axial ligeiro, edema
residual do tornozelo e pé, atrofia muscular
ligeira.  Encontrámos      neste   grupo   várias
fracturas por torsão de traço simples - oblíquo
longo ou espiróide - ou com terceiro fragmento em
asa de borboleta. Na informação hospitalar
recolhida verificámos tratar-se, em regra, de
lesões fracturárias com desvio mínimo e de
pequena instabilidade. Quando expostas as lesões
tegumentárias eram simples com descolamento
cutâneo diminuto.
 2a- Sequelas já com um certo
           significado - 25 %

Encurtamento significativo em 50% dos casos a que
se associavam, por vezes, desvio axial em valgo ou
varo entre 5 e 15 graus e rigidez significativa da
tibiotársica ou, mais raramente, do joelho.
Verificavam-se alterações tróficas apreciáveis da
extremidade ou atrofia muscular significativa.
2b- Sequelas já com um
  certo significado


Entre as fracturas fechadas encontrámos várias
fracturas cominutivas por torsão, com espira dupla ou
tripla, e fracturas bifocais. Algumas das fracturas
expostas resultaram de traumatismos de intensidade
apreciável (terceiro fragmento em asa de borboleta
por flexão e cominutivas), por vezes com amplas
feridas contusas da pele pré-tibial.
3a- Disfunções apreciáveis
da perna – 20%


Encurtamentos significativos ou desvio axial em valgo
ou varo que se associavam, na sua maioria, a rigidez
significativa da tibiotársica ou do joelho.
Coexistiam, em regra, com qualquer das disfunções
anteriormente     assinaladas  alterações   tróficas
significativas da extremidade (atrofia muscular ou
outra).
3b- Disfunções apreciáveis
(cont.)



Estas sequelas resultaram de fracturas instáveis que
sofreram vicissitudes (pseudartrose ou refractura) ou
de fracturas de grande complexidade inicial, do tipo
das cominutivas por flexão devidas a traumatismo de
grande intensidade, muitas vezes responsáveis por
lesões extensas de partes moles. A exposição era
frequentemente acompanhada de perdas de
substância cutânea com amplos retalhos descolados.
Disfunções muito
graves do membro - 10 %.


Consolidaram,     com    encurtamento
severo, alterações tróficas graves da
extremidade, osteopenia marcada,
rigidez articular e atrofia muscular
severa.
Graus ligeiros de doença fracturária



Calo exuberante, desvio axial ligeiro, edema
residual do tornozelo e pé, atrofia muscular
ligeira.


IPP até 8%
Sequelas já com um
certo significado

Encurtamento significativo em 50% dos casos a que
se associavam, por vezes, desvio axial em valgo ou
varo entre 5 e 15 graus e rigidez significativa da
tibiotársica ou, mais raramente, do joelho.
Verificavam-se alterações tróficas apreciáveis da
extremidade ou atrofia muscular significativa.

                             IPP entre 8% e 16%
Disfunções apreciáveis
da perna


Encurtamentos significativos ou desvio axial em valgo
ou varo que se associavam, na sua maioria, a rigidez
significativa da tibiotársica ou do joelho.
Coexistiam, em regra, com qualquer das disfunções
anteriormente     assinaladas  alterações   tróficas
significativas da extremidade (atrofia muscular ou
outra).
                             IPP entre 16% e 40%
Disfunções muito
graves do membro


Consolidaram, com encurtamento severo,
alterações tróficas graves da extremidade,
osteopenia marcada, rigidez articular e atrofia
muscular severa.
                        IPP entre 40% e 65%).
Prejuizo profissional em Direito de Trabalho




          Factor 1.5
          IPATH
          IPTP
Graus ligeiros de doença fracturária



Calo exuberante, desvio axial ligeiro, edema
residual do tornozelo e pé, atrofia muscular
ligeira.




Até 7 pontos
Sequelas já com um
certo significado

Encurtamento significativo em 50% dos casos a que
se associavam, por vezes, desvio axial em valgo ou
varo entre 5 e 15 graus e rigidez significativa da
tibiotársica ou, mais raramente, do joelho.
Verificavam-se alterações tróficas apreciáveis da
extremidade ou atrofia muscular significativa.

                             Entre 7 e 14 pontos
Disfunções apreciáveis
da perna


Encurtamentos significativos ou desvio axial em valgo
ou varo que se associavam, na sua maioria, a rigidez
significativa da tibiotársica ou do joelho.
Coexistiam, em regra, com qualquer das disfunções
anteriormente     assinaladas  alterações   tróficas
significativas da extremidade (atrofia muscular ou
outra).
                             Entre 14 e 25 pontos
Disfunções muito
graves do membro


Consolidaram, com encurtamento severo,
alterações tróficas graves da extremidade,
osteopenia marcada, rigidez articular e atrofia
muscular severa.
                           Entre 25 e 40 pontos
7.1 - Qualificação do quantum
                       doloris

   Dor     - da lesão
            - do procedimento terapêutico
   Vicissitudes
            - de evolução
            - complicações
                          Gerais
                          Locais
7.2 - A avaliação do dano estético




          Cicatrizes
          Dismetria
          Angulações
          Amiotrofia
Discussão das situações de
agravamento e do dano futuro
   Em cerca de um quarto de todas as situações de
   consolidação viciosa (22,5%) associavam-se dois ou
   mais factores de dismofirmo tal como no exemplo
   da figura 13 em que, um encurtamento significativo
   complicava um desvio marcado em valgo
   determinante da inclinação da interlinha articular
   do joelho e uma sobrecarga do compartimento
   externo da referida articulação. Neste caso, a
   existência de sinais clínicos de condropatia
   incipiente verificada, na data de consolidação, no
   joelho, do lado afectado, facilitava a discussão
   servindo de argumento indesmentível ao previsível
   agravamento.
            Qualificação do prejuízo profissional
                            Compatibilidade entre Dis-
  Função profissional         função/Deformidade da
      avaliada                                                     Conclusão
                           perna e a função profissional
 Execução das tarefas      Disfunção/Deformidade da
                           perna e posto de trabalho -       É compatível com o
 inerentes ao posto de
                             totalmente compatível          exercício da profissão
       trabalho
                                 Dor/Disfunção/
 Execução das tarefas        Deformidade da perna e        Exige esforços suplementares
 inerentes ao posto de         posto de trabalho -           no exercício da profissão
       trabalho              parcialmente compatível
                                                            É impeditivo da profissão
                                 Dor/Disfunção/            habitual embora compatível
 Exercício da profissão      Deformidade da perna e         com outras profissões na
       habitual                profissão habitual -          área da sua preparação
                                  incompatível                 técnico-profissional
  Exercício de toda e             Dor/Disfunção/            É impeditivo da profissão
qualquer outra profissão       Deformidade da perna          habitual assim como de
                                                           outras profissões na área da
                             incompatível com toda as        sua preparação técnico-
                                    profissões                     profissional
     7.6 - A avaliação do prejuizo de afirmação pessoal
Prejuízo das actividades de lazer


Prejuízo da actividade desportiva

   - Retomada dos desportos sem restrições

   - Possíveis os desportos leves (natação
         corrida, etc) mas desportos mais
         violentos impossíveis)

   - Dificuldade em todos os desportos

   - Impossível qualquer desporto


Amputação pela perna
0 – 5 pts
6 a 10
11 a 25
26 a 35
36 a 45
                                              ARTIGO ANTERIOR

“Avaliação do dano em Direito Civil nos traumatizados do aparelho locomotor com
fractura diafisária dos ossos da perna”


Mamede Albuquerque, Fernando Sá, Tavares Cravo, Medeiros dos
Santos, Rita Sanches, Graça Santos Costa e Isabel Antunes
Revista Portuguesa do Dano Corporal
Ano 1, Nº1, Setembro, 1992, pg 53-75




http://mamede-albuquerque.webnode.com
          mamedealbuquerque@hotmail.com

								
To top