AM ULHER NA IGREJA by eJWJ995B

VIEWS: 6 PAGES: 4

									A MULHER NA IGREJA
O envolvimento da mulher na igreja visa a edificação do corpo de Cristo através do
desenvolvimento dos dons Espirituais colocados nas mãos de Deus para realização da
Sua obra.


PROJETO - MINISTÉRIO DA RECEPÇÃO

O Ministério de Recepção consiste em organizar equipes de recepção para todos os
programas da igreja, tendo como foco oferecer a melhor impressão do Amor de Cristo
às pessoas que nos visitam e aos membros da Igreja.

Para que cada igreja possa desenvolver esse ministério, sugerimos montar uma equipe
organizada, entrosada com os outros departamentos da igreja, realizando reuniões onde
a discussão seja: Qual a necessidade do nosso membro e visitante e a melhor forma de
atendê-la.

Justificativa
• Estudos têm mostrado que a igreja hoje necessita desenvolver com urgência um
Ministério de Recepção efetivo, visando melhorar a acolhida dos membros e visitas com
maior carinho e sabedoria. Considerando que o visitante identifica facilmente a igreja
receptiva, é importante desenvolver um trabalho qualificado para que o visitante que é
um membro em potencial permaneça onde ele se sinta bem recebido e amado.
• Considerando que o Evangelismo Integrado vai atrair muitos novos amigos para
assistirem as reuniões, é importante prepararmos e treinarmos equipes para este
ministério.

Objetivos Gerais
Despertar nas mulheres da igreja o desejo de participar desse ministério, alcançando os
objetivos de atrair e manter as pessoas junto a Cristo e sua igreja.

Objetivos Específicos
• Estimular as mulheres da igreja a participarem desse ministério, organizando equipes
de recepção para todas as reuniões e cultos da igreja.
• Prover treinamento a fim de que elas possam trabalhar de maneira eficaz.
• Integrar este ministério com os outros departamentos da igreja.
• Motivá-las a contribuir com este ministério através dos seus dons, tempo, talentos e
habilidades.

O Ministério da Recepção e a Bíblia no Novo Testamento
“ Tendo eles chegado a Jerusalém, foram bem recebidos pela igreja...” Atos 15:4

“ Tendo nós chegado a Jerusalém os irmãos nos receberam com alegria.” Atos 21:17

“ Quando a leram sobremaneira se alegraram pelo conforto recebido.” Atos 15:31

“...para que a recebais no Senhor como convém aos Santos...” Romanos 16:2
“ Recebei-o , pois nos Senhor, com toda a alegria...” Filipenses 2:29

O Ministério da Recepção e o Espírito de Profecia
“É necessário pôr-se em íntimo contato pessoal com o povo mediante esforço pessoal”
Serviço Cristão, pág117.
“Devemos nos aproximar dos homens individualmente com simpatia semelhante á de
Cristo e procurar despertar-lhes o interesse nas coisas da vida eterna”.
Serviço Cristão, pág 117.

“Unicamente os Métodos de Cristo trarão verdadeiro êxito no aproximar-se do povo. O
Salvador misturava-se com os homens como uma pessoa que lhes desejava bem.
Manifestava simpatia por eles, ministrava-lhes as necessidades e granjeava-lhes a
confiança”.
Serviço Cristão, pág 119.

Categorias de Visitantes que Passam pela Igreja
1. Pessoas que não freqüentam a igreja e que por um motivo ou outro vêm
ocasionalmente.
2. Adventistas que não freqüentam a igreja ou que apenas vêm ocasionalmente.
3. Pessoas trazidas à igreja por amigos, parentes ou conhecidos.
4. Adventistas de outra cidade ou de outra igreja.
5. Amigos, vizinhos e parentes.
6. Interessados
7. Recém-batizados
8. Membros

Geralmente cada um desses grupos tem seu próprio conjunto de expectativas, temores,
dificuldades e idéias pré-concebidas. Mas, normalmente procura um lugar onde espera:
• Um tratamento cortês.
• Reconhecimento da sua presença.
• Uma linguagem verbal e corporal que diga “você é bem-vindo e aceito”.
• Uma atitude que diga “queremos você aqui”.

Perfil do (a) Recepcionista
• Alegre e comunicativo.
• Pontual e responsável.
• Ser cristão e ter espírito missionário.
• Ter tato e ser amável
• Boa apresentação.
• Conhecer os membros regulares da igreja a fim de poder reconhecer os visitantes.
• Os diáconos e diaconisas necessitam ser tão sensíveis às necessidades e desejos dos
visitantes como os recepcionistas.

Os que participam desse ministério precisam estar conscientes que:
• Seu contato com o visitante, por mais breve que seja, pode determinar a sua
conversão.
• O que eles fazem e dizem representa a imagem da igreja toda, não só dos membros
como também da organização adventista.
• Eles devem encarar o seu plantão como um compromisso com Deus.
• Devem ver em cada pessoa que se aproxima, um filho por quem Jesus deu a vida, e
que a maneira como for abordado será um fator de atrair ou afastar.
• Esse trabalho deve ser precedido e realizado com muitas orações.
• Devem abordar o visitante cordialmente, com entusiasmo, mas sem agressividade.
• Falar em tom de voz suave e com calma; nunca coagir ou pressionar; nunca censurar a
roupa dos visitantes.
• Ter gestos amáveis sem estar pegando no braço ou nas costas.
• Oferecer ajuda para acompanhar a pessoa até o lugar que procura.
• As recepcionistas precisam cuidar da aparência e do vestuário. Que sejam apropriados
dentro dos padrões da modéstia cristã.
• Que cada um exerça seu dom no sentido de criar no visitante o desejo de voltar.

A Igreja em Ação
A igreja também deve ser preparada para receber os membros, os novos membros e
novos amigos. É Importante observar alguns aspectos que em muito contribuem para o
sucesso desse ministério:
• A entrada da Igreja deve estar limpa e aconchegante. Todo o ambiente físico, dentro e
fora precisam estar limpos também. Deve estar ventilado e com temperatura
confortável. Uma decoração adequada é importante e faz parte da recepção.
• Os membros precisam ser orientados na questão da reverência e o comportamento
dentro do ambiente do templo.
• Ter comportamento educado.
• Exercer simpatia sincera e interesse pessoal pelos novos amigos que apareçam no
horário do culto.
• Que reine um espírito de unidade cristã e uma atmosfera de gozo e entusiasmo.
• Abolir toda terminologia desconhecida dos hinos e das mensagens.
• As músicas devem ser bem ensaiadas.
• Que a pregação seja centralizada em Cristo. Usar palavras e pensamentos claros, de
fácil compreensão.

Passos iniciais para o Ministério da Recepção:

1. Escolha a equipe que será responsável pelo Ministério da Recepção.
• Coordenador Geral
• Coordenador de interessados
• O número de recepcionistas pode variar de acordo com o tamanho da igreja.
• Quem pode participar: Casais, mulheres, homens, crianças na idade juvenil,
adolescentes e jovens.

2. Treinamento para a equipe de recepção
• Orientações gerais e ensaios direcionados para a capacitação dos que irão recepcionar.
• Discutir o perfil da recepcionista
• Treinar como receber alguém. (prática)
• Mostrar os materiais disponíveis para o trabalho e como usá-los.
• Orar para que o trabalho seja uma bênção.

3. Material para uso neste ministério
• Boletim com a programação
• Lições de cursos bíblicos
• Folhetos missionários
• Revistas, hinários, Bíblias.
• Lições da classe das visitas da Escola Sabatina.
Para que o Ministério da Recepção traga bons resultados à igreja é necessário o preparo
do grupo que vai fazer este serviço.

Cuidados a tomar na Recepção
• Não lance olhares curiosos sobre os visitantes.
• Não emita opinião sobre a sua religião.
• Não seja insistente.
• Não faça perguntas indiscretas.
• Cuidado com seu tratamento verbal. Use só palavras amáveis e não gírias. É
importante que cuidemos das palavras e expressões que usamos.
• As impressões duradouras são feitas nos primeiros 30 segundos, e o visitante muitas
vezes decide em cinco minutos se voltará a igreja ou não.
• Tenha sempre um sorriso.

Sugestões
• Nunca Dizer: Vamos conhecer nossas visitas, fiquem de pé...(estamos segregando-os).
• Sempre Dizer: Estamos felizes com a presença de nossos amigos; são eles... (dizer os
nomes, cumprimentar e entregar um cartão; (estamos integrando-os)
• Nunca dizer: Quantos aqui não são adventistas, levantem a mão. Temos um cartão
para vocês...(estamos excluindo-as)
• Sempre dizer: É com alegria que anunciamos em nosso meio a presença de amigos que
estão aqui pela primeira vez.(dizer os nomes, cumprimentar, dar cartão) ou
• É um prazer rever nossos amigos que estiveram conosco na reunião passada. Notamos
que estão sentindo-se em casa aqui e isto nos alegra muito. Damos as boas-
vindas...(nomes, cumprimento, cartão; estamos incluindo-os).
• Um princípio importante é sempre usar termos familiares, inclusivos que atraiam e
aproximem. Nunca termos exclusivistas ou negativos.
• Sempre usar a linguagem de casa, coloquial, de parentesco.
• Evitar o uso de termos denominacionalistas, ou separatistas.
• A mulher é especialista em receber visitas no seu lar, de forma que sintam-se em casa.
Por que não aplicar essa linguagem familiar na igreja? Experimente e sinta o resultado.

								
To top