estudos profeticos 84 by VTem01

VIEWS: 23 PAGES: 30

									                                     GLORIOSA
                                     MENSAGEM
"Todo aquele que invocar o Nome YAOHUH será salvo." (Atos 2.21 )




                     ESTUDOS À LUZ DAS ESCRITURAS:




                           ESTUDOS PROFÉTICOS
                       ANJOS E DEMÔNIOS
                                       OS ANJOS


     Ao nosso redor há um mundo de espíritos, muito mais populoso, mais
     poderoso e de maiores recursos do que o nosso próprio mundo visível de seres
     humanos. Bons e maus espíritos dirigem os passos em nosso meio. Passam
     de um lugar para outro com a rapidez de um relâmpago e com movimentos
     imperceptíveis. Eles habitam os espaços ao redor de nós. Sabemos que
     alguns deles se interessam pelo nosso bem-estar, outros, porém, estão
     empenhados em fazer-nos mal.         Os escritores inspirados fazem-nos
     descortinar uma visão desse mundo invisível a fim de que possamos ser, tanto
     confortados como admoestados.




                               OS ANJOS (Angelologia)



SUA EXISTÊNCIA

O Termo “anjo” sugere no seu sentido literal = oficio de mensageiro Lc. 7.24, logo, é fácil
entendermos que no sentido espiritual, anjo significa: ser espiritual que leva uma
mensagem. Porém este termo, “ANJO” também era empregado para designar espíritos
semelhantes, ainda que não sejam todos mensageiros mas todos cumprem uma função
específica. Em um português mais popular poderíamos dizer que “anjo” é alguém que
cumpre uma função específica no cumprimento das ordens de seu superior. Desta
maneira os Exércitos Celestes são chamados de anjo pelo fato de todos estarem
cumprindo suas funções específicas nos planos de ULHIM. Já quando a Bíblia se refere
a Satanás e seus anjos, ela está se referindo ao Diabo e seus comandados ou àqueles
que fazem a sua vontade.

Do Gênesis ao Apocalipse os anjos de ULHIM são citados demostrando a suas atividades
no complexo dos planos de ULHIM. Cerca de cento e oitenta vezes no Antigo
Testamento,. e cerca de cento e setenta e cinco vezes no Novo Testamento, os anjos
aparecem realizando algum tipo de feito, quer seja no céu ou na terra como também nas
profecias quer dizem respeito ao futuro do nosso planeja.

Algumas citações do Antigo Testamento: St . 104. 4; 68.17; Dn. 8.15-17.

Algumas citações do Novo Testamento: Mt. 13.41; 18.10; 26.53; Mc. 8.38; 13.32; Lc.
22.43; Jo. 1.51; Ef. 1.21; Cl. 1.16; I 1 Ts. 1.7; Hb. 1.13; 12.22; I Pe. 3.22; II Pe. 2.11;
Jd. 9; Ap. 12.7; 22.8,9.

Sendo esparsas as informações que a Bíblia nos fornece sobre certas áreas deste
estudo, o nosso comentário também será breve. Esta informação, de modo geral, divide-
se em duas seções: Espíritos Bons e Espíritos Maus.


I. ESPÍRITOS BONS
                                                                 www.estudosescriturais.net.br   2
1. SUAS CARACTERÍSTICAS

  A - São Seres Criados = St. 148.2,3; Ne. 9.6; Cl. 1.16.

  Isto é Criaturas. Foram feitos do nada pelo poder de ULHIM. Não conhecemos a
      época exata de sua criação, porém sabemos que antes que aparecesse o
      homem, já existiam, havia muito tempo, e que a rebelião daqueles sob Satanás
      já se havia registrado, deixando duas classes - os anjos bons e os anjos maus.
      Sendo eles criaturas, recusam a adoração (Apoc. 19.10; 22.8,9) e ao homem,
      pôr sua parte, é proibido adorá-los. (Col. 2.18).

  Muitas perguntas são feitas a respeito da criação dos anjos. A Bíblia não é um livro
     que se propõe a dar uma história dos anjos. Ela se propõe a dar uma história
     do homem, no entanto, ULHIM permite alguns textos para clarear nossas
     dúvidas.

  Repare que atividades extraordinárias tem dos anjos, dentre tantas outras

  1) Jó 38.7 = Os anjos, descritos como filhos de ULHIM cantam e se alegram na
      criação da Terra;
  2) Lc. 2.9-14 = Os anjos se alegram e cantam no nascimento de YAOHUSHUA hol-
      Mehushkhay (a Alva se encarnando);
  3) Lc. 15.7; 10.4 = Os anjos se alegram e cantam na conversão dos pecadores;
  4) Ap. 5.11’12; 7.11,12 = Os anjos se alegram e cantam com a glória eterna do
      Messias.
  B - São Seres Espirituais = Hb. 1.13,14;

  Espíritos. Os anjos são descritos como espíritos, porque, diferentes dos homens,
     eles não estão limitados às condições naturais e físicas. Aparecem e
     desaparecem à vontade, e movimentam-se com uma rapidez inconcebível sem
     usar meios naturais. Apesar de serem puramente espíritos, tem o poder de
     assumir a forma de corpos humanos a fim de tornar visível sua presença aos
     sentidos do homem. (Gên. 19.1-3).

  C - São Seres Pessoais = 1 Sm 14.20; I 1 Tm 2.26; Ap. 22.8,9; 12.12.

  A palavra “anjo” significa “mensageiro”. A lei foi dada pêlos anjos. Hb. 2.2; Gl.
     3.19; At. 7.35. Eles acompanharão a YAOHUSHUA hol-Mehushkhay na Sua
     volta à terra. Mt. 25.31,32; II Ts. 1.7,8. São executores da ira de ULHIM. Mt.
     13.24-30,39-40,47-50. São mais poderosos do que os homens. II Pe 2.11; Sl.
     8.4,5; At. 5.19; 12.7,23. São muito inteligentes (Dn. 10.13; Mt. 24.36) mas
     não são oniscientes e nem onipotentes. As prerrogativas de onisciência e
     onipotência só a ULHIM pertencem. Mc. 13.32; Ef. 3.10,11; I Pe. 1.12. Não
     são dignos de adoração (Hb. 1.6; Ap. 22.8,9), apesar de serem gloriosos, Lc.
     9.26; Mt. 28.2,3.

  D - São Seres Que Não Se Casam = Mt. 22.30;

  E - São Seres Assexuados = todas as vezes que as Escrituras se refere aos anjos
      o faz com pronomes de gênero masculino pelo fato de as palavras anjo,


                                                            www.estudosescriturais.net.br   3
     querubim, serafim, arcanjo etc., serem palavras masculinas, Dn. 8.16,17; Lc.
     1.12,29,30; Ap. 12.7; 20.1; 22.8,9.

  São seres criados para um tipo de companhia e não como uma raça, isso significa
     que cada anjo é uma espécie distinta que nunca se reproduziu para formar uma
     raça. Imagine se ULHIM tivesse criado Adão e ele não tivesse se multiplicado
     formando a raça humana. Mas como isso não aconteceu e Adão se multiplicou,
     logo, toda a raça humana é a descendência da semente de Adão. Cada anjo
     de ULHIM continua tal qual foi feito no original sendo cada um deles uma
     espécie distinta. Logo para que os anjos caídos inclusive Satanás fosse salvo,
     seria necessário um salvador para cada um deles pois cada anjo compõe uma
     espécie diferente e distinta, portanto não são uma raça.

  Repare nos textos à seguir:

  1) Mt. 22.30; Não se casam, logo, não se reproduzem;
  2) Lc. 20.36; Não morrem, logo, continuam com a mesma essência original;
  3) Outros textos: 1 Rs. 22.19; Gn. 32.1; Dt. 4.19; 17..3; Mt. 25.41; 26.53;
     Ef. 2.2;
     Ap. 2.13; 16.10.

  F - São Seres Imortais = Lc. 20.35,36

  Imortais, isto é, não estão sujeitos à morte. Em Lucas 20.34-36, YAOHUSHUA hol-
     Mehushkhay explica aos saduceus que os santos ressuscitados serão como os
     anjos no sentido de que não podem mais morrer.

  G - São Seres Velozes = Dn. 9.21; Mt. 26.53

  H - São Seres Poderosos = St. 103.20; II Pe. 2.11; Is. 37.36; Mt. 28.2; Ap. 20.1-
      3; St. 8.5; Hb. 2.7; I 1 Ts 1.7; I 1 Sm 24. 16; Ap. 18.1,2.

  I - São Seres Dotados De Uma Inteligência Superior = I 1 Sm 14.17,20; Mt.
      24.36.

  J - São Seres Gloriosos = Lc. 9.26.

  K - São Seres Numerosos = Dt. 33.2; Dn. 7..10; Ap. 5.11; Lc. 2.13.

  Numerosos. As Escrituras nos ensinam que seu número é muito grande. “Milhares
    de milhares o serviam, e milhões de milhões” (Dan. 7.10). “Mais de doze
    legiões de anjos” (Mat. 26.53). “Multidão dos exércitos celestiais” (Luc. 2.13).
    “E aos muitos milhares de anjos” (Heb. 12.22). Portanto, seu Criador e Mestre
    é descrito como o “Odmorul dos exércitos”.


2. SUA CLASSIFICAÇÃO.

  Visto como “a ordem é a primeira das leis do céu”, é de esperar que os anjos
  estejam classificados segundo o seu posto e atividade. Tal classificação é implícita
  em 1 Ped. 3.22, onde lemos: “os anjos, as autoridades, e as potências”. (Vide Col.
  1.16; Efés. 1.20,21).
                                                            www.estudosescriturais.net.br   4
A - Anjos

a)    Anjos eleitos são provavelmente aqueles que permanecem fiéis a ULHIM
     durante a rebelião de
     Satanás (1 Tim. 5.21; Mat. 25.41).

b) Anjos das nações. Dan. 10.13,20 parece ensinar que cada nação tem seu
   anjo protetor, o
   qual se interessa pelo bem-estar dela. Era tempo de os Yaohudim regressarem
      do cativeiro (Dan. 9.1,2), e DayanUL se dedicou a orar e a jejuar pela sua
      volta. Depois de três semanas, um anjo apareceu-lhe e deu como razão da
      demora o fato de que o príncipe, ou anjo da Pérsia, havia-se oposto ao
      retorno dos Yaohudim. A razão talvez fosse pôr não desejar perder a
      influência deles na Pérsia. O anjo lhe disse que a sua petição para o
      regresso dos Yaohudim não tinha apoio a não ser o de MkagUL, o príncipe
      da nação hebraica. (Dan. 10.21). O príncipe dos gregos também não
      estava inclinado a favorecer a volta dos Yaohudim. (Dan. 10.20). A palavra
      do Novo Testamento “principado” pode referir-se a esses príncipes angélicos
      das nações; e o termo é usado para os anjos bons como para os maus.
      (Efés. 3.10; Col. 2.15; Efés. 6.12).

c) Anjos do Fogo - Ap. 14.18.

d) Anjos das Águas - Ap. 16.5

e) Anjos do Vento - Ap. 7.1.

f) Anjos Com Grande Autoridade e hodayao - Ap. 18.1.

g) Anjos Forte - Ap. 18.21.

Veja Jó 1.12-19.

B - Serafins

Serafins. São mencionados só uma vez nas Escrituras. Is. 6.1-8. Aparentemente,
   proclamam a santidade de ULHIM e providenciam a purificação para os santos,
   preparando-os para servir a ULHIM.

Pouco sabemos acerca deles. Certo escritor crê que eles constituem a ordem mais
    elevada de anjo e que a característica que os distingue é um ardente amor a
    ULHIM. A palavra serafim significa literalmente “ardentes”.
C - Querubins

Os Querubins parecem ser de uma classe elevada de anjos relacionados com os
   propósitos retributivos (Gên. 3.24) e redentores (Êxo. 25.22) de ULHIM, para
   com o homem. Eles são descritos como tendo rostos de leão, de homem, de
   boi e de águia, e isto sugere que representam uma perfeição de criatura - força
   de leão, inteligência de homem, rapidez de águia, e serviço semelhante ao que
   o boi presta. Essa composição de formas e sua aproximação de ULHIM


                                                        www.estudosescriturais.net.br   5
     asseguram que “a própria criação será libertada do cativeiro da corrupção”
     (Rom. 8.21, V.B.).

  Querubins. São mencionados muitas vezes. Gn. 3.22-24; Êx. 25.17-20; Ez. 1.5-
    25; 10.1-22; Ap. 4.6-8. Dada a sua posição como guardas à porta do jardim
    do Éden, sobre o lugar expiatório da Arca da Aliança, e em Ap. 4.6-8,
    entendemos que o ministério deles seja o de vindicar a santidade de ULHIM
    contra o orgulho presunçoso dos ímpios, que apesar de serem pecadores,
    desejam comer da árvore da vida. Gn. 3.22-24. Em sua posição sobre a Arca
    contemplavam o sangue aspergido, o qual simbolicamente falava da justiça
    divina, provida pelo sacrifício de Messias. Êx. 25.17-20. A palavra “querubim”
    aparentemente significa “guarda” ou “cobrir”. Entendemos que esses seres
    angelicais representam a glória da redenção. A glória do querubim, à porta do
    Jardim do Éden, relembrou Adão da glória perdida e ao mesmo tempo, daquela
    que Messias restabeleceria. Entendemos também que as “criaturas viventes”
    de Ap. 4 e as de Ez. 1 são idênticas. Essas passagens indicam que o número
    de querubins é quatro. Contudo, esse número pode ser representativo. Sl.
    68.17. Em algum tempo do passado houve mais um, o “querubim que cobria” -
    Satanás. Ez. 28.14. Em razão do seu grande pecado, Satanás não está mais
    incluído na categoria de “querubim”.

  D - Arcanjos

  O arcanjo MkagUL. Existe só um arcanjo, MkagUL, mencionado pôr nome nas
     Escrituras. Jd. 9; Dn. 10.13,21; 12.1; I Ts. 4.16; Ap. 12.7. Ele tem um
     ministério relacionado com o povo de Israel, na qualidade de guerreiro, e com a
     ressurreição dos mortos.

  Arcanjo. MkagUL é mencionado como o arcanjo, o anjo principal. (Jud. 9; Apoc.
     12.7; vide 1 Tess. 4.16). Ele aparece como o anjo protetor da nação israelita.
     (Dan. 12.1). A maneira pela qual Gabriel é mencionado, também indica que ele
     é de uma classe muito elevada. Ele está diante da presença de ULHIM.

  E - Outras Classes

  Tronos, Principados, Poderes, e Governadores. Sem dúvida esses nomes
     significam diversas ordens ou categorias de seres angelicais, I Pe. 3.22; Cl.
     1.16; Ef. 1.21.


3. SUA NATUREZA MORAL

  A - Todos Foram Criados Santos, Conforme Demonstrado:

  1 = Pelo caráter de ULHIM + Gn. 18.25.
  2 = Pelo caráter da obra criadora de ULHIM = Gn. 1.31; Hb. 1.13.
  3 = Pelo registro do pecado = Jd. 6; II Pe. 2.4.

  B - Muitos Se Mantiveram Obedientes - Confirmados Em Bondade = Mt. 25.31;
      St. 99.7; Mt. 6.10; 8.10; Mc. 8.38; St. 103.20; I 1 Co. 11.14.



                                                          www.estudosescriturais.net.br   6
  C - Muitos Desobedeceram E Foram Confirmados Na Iniquidade = II Pe. 2.4;
      Mt. 6.18; 13.19; I Jo. 5.18; Jd. 6; Ap. 12.7,9; Mt. 25.41; Jo. 8.34; Ap. 12.7;
      22.11


  SEU CARÁTER.

  a) Obedientes. Eles cumprem os seus encargos sem questionar ou vacilar. Pôr
     isso oramos: “Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu” (Mat.
     6.10; vide Sal. 103.20; Jud. 6; 1 Ped. 3.22).

  b) Reverentes. Sua atividade mais elevada é a adoração a ULHIM. (Nee. 9.6; Fil.
     2.9-11; Heb. 1.6).

  c) Sábios. “Como um anjo . . . para discernir o bem do mal”, era uma expressão
     proverbial em Israel. (2 Sam. 14.17). A inteligência dos anjos excede a dos
     homens nesta vida, porém é necessariamente finita. Os anjos não podem
     diretamente discernir os nossos pensamentos (1 Reis 8.39) e os seus
     conhecimentos dos mistérios da graça são limitados. (1 Ped. 1.12). Como diz
     certo escritor: “Imagina-se que a capacidade intelectual dum anjo tenha uma
     compreensão mais vasta do que a nossa; que uma só imagem na mente
     angelical contenha mais detalhes do que uma vida toda de estudos poderia
     proporcionar aqui”.

  d) Mansos.      Não abrigam ressentimentos pessoais, nem injuriam os seus
     opositores. (2 Ped. 2.11; Jud. 9).

  e) Poderosos. São “magníficos em poder” (Sal. 103.20).

  f) Santos. Sendo separados pôr ULHIM e para ULHIM, são “santos anjos” (Apoc.
     14.10).


4. SUA ATIVIDADE

  A - Ocupam-se Da Adoração À ULHIM = St. 99.1,2; Is. 6.2,3; Mt. 18.10; Dn.
      7.10; St. 103.20; 148.1,2.

  B - Regozija-se Na Obra De ULHIM = Jó 34.4,7; Lc. 15.10.

  C - Executam A Vontade De ULHIM = St. 103.20.

  D - Orientam Os Negócios Das Nações = Dn. 10-14,20,21.

  E - Guardam Os Servos De ULHIM = St. 91.11; At. 8.26,29; 10.13;                          Hb.
      1.14; Dn. 6.22; I 1 Rs. 6.17; Gn. 19.11; At. 5.19,20; 12.7-11; 27.23,24.

  F - Ministram Ao Povo De ULHIM = Hb. 1.14.

  G - Guardar Os Servos De ULHIM Mesmo Falecidos = Lc. 16.22; Mt. 28.2-
      5; Lc. 24.22-24; Jo 20.11,12; Jd. 9.


                                                           www.estudosescriturais.net.br     7
     H - Acompanhar A Messias Pôr Ocasião De Sua Volta = Mt. 25.31.

     I - Cooperar Na Separação Entre Justos E Ímpios = Mt. 13.49; 25.31,32; I 1
         Ts. 1.7,8.

     J - Agentes De ULHIM.        São mencionados como os executores dos
         pronunciamentos de ULHIM. (Gên. 3.24; Núm. 22.22-27; Mat. 13.39,41,49;
         16.27; 24.31; Mar. 13.27; Gên. 19.1; 2 Sam. 24.16; 2 Reis 19.35; Atos
         12.23).

     K - Mensageiros De ULHIM. (Anjo significa literalmente “mensageiro”). Pôr meio
         dos anjos ULHIM envia:

     1)   Anunciações (Luc. 1.11-20; Mat. 1.20,21).
     2)   Advertências (Mat. 2.13; Heb. 2.2).
     3)   Instrução (mat. 28.2-6; Atos 10.3; Dan. 4.13-17).
     4)   Encorajamento (Atos 27.23; Gên 28.12).
     5)   Revelação (Atos 7.53; Gál. 3.19; Heb. 2.2; Dan. 9.21-27; Apoc. 1.1).

     L - Servos De ULHIM. “Não são porventura todos eles espíritos ministradores,
         enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?” (Heb.
         1.14). Os anjos são enviados para sustentar (Mat. 4.11; Luc. 22.43; 1 Reis
         19.5); para preservar (Gên. 16.7; 24.7; Êxo. 23.20; Apoc. 7.1); para resgatar
         (Núm. 20.16; Sal. 34.7; 91.11; Isa. 63.9; Dan. 6.22; Gên. 48.16; Mat. 26.53);
         para interceder (Zac. 1.12; Apoc. 8.3,4); para servir ao justos depois da morte
         (Luc. 16.22).

     Lendo os versículos acima citados à luz das palavras de nosso Odmorul em Mat.
        18.10, alguns formaram a doutrina de “Anjos Protetores”, a qual ensina que
        cada crente tem um anjo especial designado para guardá-lo e protegê-lo
        durante a vida. Eles afirmam que as palavras em Atos 12.15 implicam que os
        cristãos primitivos entenderam dessa maneira as palavras do Odmorul. Não
        podemos ser dogmáticos sobre o assunto; entretanto, as promessas de ajuda
        pôr parte dos anjos são suficientemente numerosas e claras para proverem
        uma fonte de ânimo para todos os cristãos.



II. ESPÍRITOS MALIGNOS


  SATANÁS


  Introdução

  Uma das dúvidas que mais tem tomado lugar em meio as grandes civilizações é a
  seguinte: existe ou não Satanás? Multidões de eruditos e intelectuais negam sua
  existência, e que ele jamais tenha existido, exceto na imaginação dos antigos e
  iletrados, quer dizer que estas pessoas desconhecem sua presença e seu poder.
  Como poderiam resolver a questão/ Somente através dos estudos das Santas
  Escrituras, é que temos condições de avaliar a responder cada assunto ou questão
                                                              www.estudosescriturais.net.br   8
semelhante. Quaisquer evidências que possam ser encontradas precisam ser
precisamente pesada e analisada, e somente assim poderemos passar de simples
especulações. Sim, Satanás existe e está bem ativo e mais destruidor que nunca. Jo.
13.2; Mt. 13.19; At. 5.3; I Pe. 5.8; Ef. 6.11,12; Zc. 3.1,2; Jó 1.6; Ap. 12.9.

Como todo crime gera condenação, TODO O PECADO GERA A MORTE.




ANALISE COMIGO Jó 38.4-7

ULHIM inicia sua interrogação a Jó pela criança do maravilhoso mundo inanimado,
logo após Ele fala da extraordinária estrutura de gravidade zero que sustenta a Terra
flutuando no espaço sideral. Fala de medidas e podemos entender que se refere as
medidas citadas acima em nossa introdução sobre o homem. Neste texto Ele fala
inclusive do angulo de inclinação da terra em relação ao sol. Este escrito de Jó se
refere inclusive da existência de estrelas chamadas Alva e de filhos de ULHIM.

Note que revelação extraordinária está sendo entregue aos homens através deste
texto. A Bíblia nos fala que YAOHUSHUA hol-Mehushkhay é a estrela da manhã ou a
estrela da alva, no entanto Satanás também já foi tratado de estrela da alva em Isaías
14. YAOHUSHUA hol-Mehushkhay é a estrela da alva enquanto que Satanás é a filha
da alva, ou seja, YAOHUSHUA hol-Mehushkhay é a estrela da alva criador e Satanás
é a estrela da alva criatura. Ouve um tempo em que Elas andavam juntas, se
alegravam e louvavam, criador e criatura. Uma alva comandava o mundo material
terrestre enquanto que a outra alva comandava o mundo espiritual celeste. Porém a
estrela da alva que brilhava sobre o mundo material terrestre pecou contra ULHIM.
Então a Estrela da Alva criadora, teve que se dispor de sua glória e se submeter a uma
condição material terrestre para concertar e restaurar o mundo material terrestre. Com
o pecado de Satanás sua luz se apagou e se transformou em trevas. Aquele que era
luz e andava no meio de pedras afugentadas, agora só anda em trevas.


1. O ESTADO ORIGINAL DE SATANÁS = Ez. 28.

   A - Criado Perfeito Em Sabedoria E Beleza = verso 12.

   B - Estabelecido No Monte Como Querubim Da Guarda E Diretor Da Adoração
       = verso 14.

   C - Impecável Em Sua Conduta = verso 15.

   D - Elevou-se O Seu Coração De Vaidade E De Falsa Conduta = verso 17;
       Is. 14.12-17; 1 Tm. 3.6.

   E - Rebaixado Em Seu Caráter Moral E Deposto Da Elevada Posição =
       Ez. 18.16,17; Is. 14.12.


   VAMOS ANALISAR NO LIVRO DE ISAÍAS - CAPITULO 14
                                                            www.estudosescriturais.net.br   9
VERSO 18 - Neste momento ULHIM começa a definir o tipo de punição. “Todos os
reis” - ULHIM faz uma comparação para que Satanás soubesse como as coisas
poderiam ser diferentes se ele não tivesse pecado. “Jazem com honra” - Mostra a
forma com que uma pessoa ilustre é lembrada depois de sua morte. Sempre é feito
um túmulo, e geralmente coloca-se uma placa bem bonita: “AQUI JAZ FULANO DE
TAL”. Homenagens são feitas todos os anos etc.

VERSO 19 - (versão revista e atualizada no Brasil) “Mas tu és lançado da tua
sepultura” (somente o corpo fica na sepultura, porém, o espírito é lançado fora.
QUEBER = sepultura comum, cova, buraco no chão), “como um renovo”(dá a idéia
de CORPO TRANSFORMADO, sem consistência física) “bastardo”, (alguém que é
gerado fora do casamento, sem pais definidos, ou seja GERADO SEM PAI naquele
momento nascida alguém totalmente diferente do que ULHIM havia criado)
“coberto de mortos” (que mortos são estes que estão a sua volta constantemente, e
que lhe obedecem fielmente?, alguns acham que são os anjos decaídos. SERÁ?
FALAREMOS SOBRE ISTO MAIS TARDE. NO MEU ENTENDER SÃO OS
DEMÔNIOS E NÃO OS ANJOS DECAÍDOS) “transpassados à espada” (Nesta
expressão, a palavra “ESPADA” dá a conotação de julgamento e sentença divina.
A palavra ESPADA, aparece mais de 450 vezes em toda a Bíblia e em sua maioria,
para determinar algum tipo de MALDIÇÃO OU JUÍZO.

APENAS A TÍTULO DE ENRIQUECER O NOSSO ESTUDO QUERO CITAR
ALGUNS TEXTOS QUE FALAM DA FORMA DE ULHIM CONDENAR A TERRA
USANDO A ESPADA: Leia os textos abaixo, e tire sua próprias conclusões:

Dt. 32.41; Js. 5.13-15; Jz. 7.20; I Cr. 21.12; St. 45.3; Is. 34.6; 66.16; Jr. 12.12;
47.6; Ef. 6.17; Hb. 4.12; Ap. 1.16; 2.16; 19.15).

“cujos cadáveres” (fala dos corpos mortos dos seres que estavam sobre o comando
de Satanás. Note que estes seres possuíam corpos, mas foram destituídos deles
neste momento, nesta punição. E PARA ONDE FORAM OS TAIS CORPOS?
DIRÁ VOCÊ MEU CARO LEITOR. A RESPOSTA ESTÁ NA EXPRESSÃO A
SEGUIR). “descem a cova e são pesados” (Só os corpos foram cobertos ou
petrificados) “pôr pedras”. (repare que declaração extraordinária!, os corpos dos
mortos foram enterrados literalmente, como é o nosso costume hoje em dia, porém
com uma diferença: foram petrificados. Creio que o propósito de ULHIM era
misturar estes corpos com a terra para que ali, fossem esquecidos. No novo Éden
o homem é criado e a ordem é dada: “crescei e multiplicai e enchei toda a terra”
(Gn. 1.28). Nada sobre o passado da terra seria revelado, e a terra seria cheia
novamente. Porém Satanás não se deteve em sua condenação, e tratou de se
infiltrar no novo reino formado pôr ULHIM. Seus súditos, os demônios, ao contrário
dos anjos caídos, estavam sem corpos. ELES NÃO FORAM COMPLETAMENTE
DESTRUÍDOS. A CONDENAÇÃO CONSISTIA EM SOFRER A PERDA DO
CORPO. Daí surge a idéia básica que era: possuir os corpos dos homens. Lógico
que ele não apareceu no Éden como o Diabo, pois logo seria conhecido, mas
usando o corpo da serpente, que era um dos animais preferidos pôr Eva, talvez pôr
causa de suas múltiplas cores. Ele consegue lançar dúvidas no coração do
homem, e através disto, levá-lo a pecar contra ULHIM. Desta forma o homem sem
ULHIM, ficaria à mercê do comando de Satanás. Agora, o homem que havia sido
criado perfeito, se corrompe e a sua sabedoria torna-se apenas humana (leia Gn.
3.22). ULHIM o expulsa do Jardim do Éden (Gn. 3.23,24), e ele passa a viver sobre
                                                         www.estudosescriturais.net.br   10
a terra, multiplicando-se e enchendo-a. Longe da verdadeira sabedoria que é a de
ULHIM, o homem de nossos dias, começa a escavar a terra e a encontrar fósseis
da antiga civilização que ULHIM havia destruído, e como se isso não bastasse, ele
inicia uma corrida em direção da ressurreição destes tais seres representados
pêlos fósseis achados. E AGORA? de quem é o fóssil? Será que era mesmo de
um animal que viveu naquela época? SERIAM OS FÓSSEIS SIMPLESMENTE DE
DINOSSAUROS? SERÁ QUE TODOS OS FOSSEIS QUE ESTÃO SENDO
ACHADOS SÃO APENAS DE ANIMAIS? VOLTAREMOS A ESTE ASSUNTO
MAIS TARDE)

VERSO 20 - “Com eles” (os demônios) “Não te reunirá na sepultura” (cova, ou seio
da terra), “porque destruíste a tua terra” (fala do período do seu reinado) “e mataste
o teu povo”; (este povo aqui descrito não eram os anjos, pois estes só pertenciam
a ULHIM., e além do mais, não habitavam na terra, o habitat dos anjos era o
terceiro céu. A dimensão que Lúcifer comandava era a material, o primeiro céu) a
descendência dos malignos jamais será nomeada. (repare o mesmo texto na
edição da Bíblia VIVA da EDITORA MUNDO CRISTÃO: “Você não terá uma bela
sepultura como os outros reis, porque destruiu sua nação e matou o seu povo, seus
filhos e netos não serão reis como você”). O texto dá a idéia de reprodução
quebrada ou findada, ou seja os demônios em seu corpo original também tinham a
mesma função que os humanos “CRESCER E SE REPRODUZIR”. Logo, eles
tinham sexo definido ou então, alguma forma hermafrodita de vida onde a
reprodução acontecia normalmente (hermafrodita = pessoa ou animal que possui
os dois sexos). Porém, quando ULHIM os priva de seus corpos, termina a
reprodução. Poderíamos dizer então que aqueles seres possuíam sêmen, e que se
reproduziam, cada um, segundo a sua espécie. (Esta é uma boa explicação para o
fato de que, quando há uma manifestação demoníaca em algum ser humano
(“médiuns”), há logo de imediato, uma mudança na vida sexual ativa. O demônio
se sacia usando o corpo do tal ser (chamado de cavalo). Existe hoje, na Oholyao,
várias pessoas que testemunham o fato de que, quando não eram salvas,
praticavam sexo com o próprio espírito que as possuía. É lógico que não
possuindo um corpo, pois esta foi a punição divina, os demônios queriam utilizar-se
dos humanos para que possam sentir o contato com o mundo material. Eles vivem
condenados, vagando pôr terrenos áridos, sem nenhum contato com a existência,
imagine uma pessoa que não tenha os sentidos; não possa ver, ouvir, falar, ver ou
sentir qualquer coisa. (Mateus 12.43).

VERSO 21 - Este versículo, dá a entender que se ULHIM não intervêm com o juízo,
os demônios se multiplicariam mais e mais, ao ponto de a iniquidade dominar tudo.
Todo o mal se multiplicaria. A tragédia seria maior, quem sabe, até fora de
controle.

Quando ULHIM interveio foi para dar um ponto final. Porém com o pecado do
homem a iniquidade toma conta da terra novamente. Não obstante o ponto final de
ULHIM, já estar profetizado para o dia do GRANDE JUÍZO FINAL quando Satanás,
seus anjos decaídos, seus demônios e todos os homens que fizerem a sua
vontade, serão lançados no LAGO DE FOGO ETERNO, DE ONDE NUNCA MAIS
SAIRÃO.

A - Que Dizem Das Escrituras?



                                                          www.estudosescriturais.net.br   11
a) Satanás não é apenas um princípio, mas sim uma pessoa. I Pe 5.8; Ap.
   13.1-3.

b) Satanás tem muitos nomes. Ele é chamado “Satanás” (hebraico -
    adversário); Diabo
   (grego - caluniador ou acusador); ULHIM deste mundo e chefe das potestades
       do ar, etc. Ele é mencionado de diferentes maneiras 177 vezes na Bíblia.

B - Ele É Um Grande Dominador Celestial. Ef. 1.21; 6.10-12; II Co. 4.4.
    Satanás não é ULHIM do universo, nem da terra, pois, “A Jeová pertence a
    terra e a sua plenitude; o mundo e os que nele habitam”. Contudo, ele é o
    “ULHIM deste século”, “o príncipe deste mundo”, da presente ordem de coisas,
    e dos sistemas mundiais, incluindo as atividades comerciais, sociais, políticas e
    até religiosas. Vide Mt. 4.8. Ele é também o autor da morte e reina sobre a
    mesma. Hb. 2.14; Jo. 12.31; 14.30; 16.11; Lc. 4.5,6.

As passagens Ef. 6.10-12 e Dn. 10.12 e 11.1 indicam claramente que o reino de
   Satanás é organizado à base de principados e poderes, pois o anjo Gabriel foi
   impedido pelo príncipe do reino da Pérsia (Dn. 10.13) de trazer a revelação de
   ULHIM a DayanUL. Gabriel então foi auxiliado pelo anjo MkagUL, o arcanjo,
   em sua peleja com aquele príncipe. MkagUL também informou que teria que
   pelejar contra o príncipe da Grécia. Dn. 10.20. Essas passagens provam que
   existe um satânica oposição organizada contra ULHIM e o cumprimento das
   profecias. Satanás ocupa uma posição tão elevada que nem o próprio arcanjo
   MkagUL tem coragem de proferir-lhe insultos. Jd. 9.

C - A Origem De Satanás. Pelo “Oratório da Criação” de Jó 38.1-7 e passagens
    paralelas sabemos que as hostes angelicais foram criadas antes da
    criação do mundo material. Cl. 1.16; Gn. 1.1,31. Os anjos presenciaram
    essa criação. Jó 38.7. Em seguida foi criado o homem. Gn. 1.26,27.

D - Chamado “O Querubim Ungido Que Cobre”. Ez. 28.11-19. Um estudo
    minucioso desta passagem revela que o “rei de Tiro” mencionado aqui não
    pode ser um mero homem mortal, mas sim um ser angelical descrito como
    possuindo “a perfeição da sabedoria e da formosura”. O “Éden” mencionado
    não é o Éden do tempo de Adão, em que Satanás entrou como rebelde e
    usurpador, mas sim um “Éden” anterior ao qual ele presidia. É interessante
    comparar as pedras mencionadas aqui com aquelas de AP. 21.11-21. Esse
    esplendor talvez indique algo da glória do palácio em que Satanás residia, em
    que provavelmente recebia altas honras da parte dos demais anjos. A
    descrição no versículo 14 indica que Satanás ocupava um lugar de destacada
    honra e que tinha acesso à glória divina. Vide Êx. 24.10-17; Ez.
    1.15,22,26; Jó 1.6; Zc. 3.1,2.

E - A Queda De Satanás. Ezequiel 28.15-18 revela que a queda de Satanás foi
    provocada pelo pecado de orgulho, ambição pessoal, e soberba de espírito. Is.
    14.13,14. Provavelmente teve inveja de YAOHUSHUA hol-Mehushkhay, o Filho
    de ULHIM, que ocupava uma posição ainda mais elevada. I Tm. 3.6. Segundo
    a opinião de certos eruditos, Ez. 28.16 poderia ser assim traduzido: “Pela
    abundância da tua calúnia encheu-se de violência o teu interior”. Assim se
    verificou a queda. Satanás até a presente data continua sua obra de caluniar a
    ULHIM perante os homens e caluniar os homens perante ULHIM. I Tm. 3.6;
                                                         www.estudosescriturais.net.br   12
   Ap. 12.10. Seu nome em grego é “hodiabolos”, o caluniador. Jó 1.6-9; Gn.
   3.15.

Quanto à época em que se deu sua queda, certamente foi em algum tempo antes
   da restauração da terra presente, pois logo no início do estágio presente da
   terra, Satanás penetrou o cenário terrestre para exercer a sua malícia. Gn. 3.1-
   5. Certos eruditos consideram a queda de Satanás e dos anjos que o
   acompanharam como o fator principal da grande ira de ULHIM contra a terra
   original, resultando disso sua ruína, descrita em Gn. 1.2. Essa opinião
   naturalmente pressupõe que Satanás e seus anjos eram os habitantes originais
   da terra. Ez. 28.13.

F - A Obra De Satanás. Em Gn. 3.15 lemos: “Porei inimizade entre ti e a mulher,
    e entra a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o
    calcanhar”. À luz desta profecia, vemos a razão de muitas coisas que de outra
    forma dificilmente se explicariam. As atividades de Satanás através dos
    séculos sempre visaram “A Semente da mulher”, o Messias, pôr Quem o mundo
    seria redimido.      Já nos dias ante-diluvianos Satanás quase conseguiu
    corromper toda a raça humana, sendo fiel a ULHIM apenas a família de Noé.
    Gn. 6.5,7. Outra vez ele quase conseguiu conduzir toda a humanidade no
    caminho da idolatria, no caso da Torre de Babel. Gn. 11. Ainda procurou
    arruinar a linhagem escolhida de Abraão, tentando corromper Sara. Gn. 12.14-
    16. Felizmente, não o conseguiu. Depois ele tramou um plano para Abraão ter
    um filho fora do plano de ULHIM. Esse foi Ismael, filho de Hagar, o qual quase
    chegou a ocupar o lugar destinado ao filho da promessa, que era Isaque. Gn.
    17.18. Em outra ocasião Sara esteve em sério perigo de ficar envolvida com
    Abimeleque, rei de Gerar. Gn. 20.7. Com o nascimento de Isaque (Gn. 21.1-3),
    observamos como Satanás persistiu em seus ataques contra a descendência
    desse homem, pôr meio de Esaú, o qual procurou matar seu irmão Jacó,
    portador do direito de primogenitura. Gn. 27.41-45.

Acompanhando a história de Israel, agora multiplicada em grande nação, vemos a
   mão de ULHIM na preservação de José no Egito (Gn. 50.20), na chamada de
   Moisés para ser o libertador do povo (Êx. cap. 2), e na preservação de Israel na
   travessia do Mar Vermelho. Êx. 15.1-14. Revelando a mais tenaz perseguição,
   Satanás tentou acabar com essa nação, visando impedir a vinda ao mundo do
   Redentor. Junto ao Monte Sinai (Êx. 32), Satanás conseguiu corromper a
   nação de Israel, e se não fosse a oração intercessória de Moisés, que se
   interpôs entre o povo e ULHIM, Ele teria eliminado todos os israelitas.

A história dessa luta continua através do deserto, durante os quarenta anos de
   perseguição, e já na própria terra prometida, e até ao tempo dos juizes e dos
   reis. Especialmente contra Davi, com quem ULHIM renovou a aliança, Satanás
   lançou alguns dos seus ataques mais ferozes. (Considerando este fato, talvez
   poderemos ter mais complacência para com Davi, apesar do seu grande
   pecado). Em certa ocasião a casa de Davi ficou reduzida a um só herdeiro,
   Joás, um menino. Contudo, a linhagem real foi maravilhosamente preservada
   pela fidelidade de Jeoiada, e o príncipe Joás chegou ao trono, a despeito das
   maquinações de Atalia.

Muito poderíamos relatar da luta de Satanás contra o plano da salvação através do
   período do Cativeiro, do regresso para a Palestina, e até contra a própria vida
                                                          www.estudosescriturais.net.br   13
      de YAOHUSHUA hol-Mehushkhay Messias, pôr exemplo, Herodes e sua
      matança dos inocentes. Na vida de YAOHUSHUA hol-Mehushkhay muitas
      vezes Satanás O atacou, mas graças a ULHIM YAOHUSHUA hol-Mehushkhay
      venceu, sendo a Sua maior vitória a da cruz no Calvário e a ressurreição ao
      terceiro dia. Assim a redenção, prometida à raça humana em Gn. 3.15, veio a
      concretizar-se integralmente! Glória a ULHIM!


2. A NATUREZA DE SATANÁS

   A - É uma pessoa = Jó 1.8; 2.1,2; Zc. 3.2.

   Pôr características pessoais = 1 Tm. 3.6.

   Pôr ações pessoais = Jo. 8.44; I Jo. 3.8; Hb. 2.14; 1 Co. 21.1; St. 109.6; Zc. 3.1.


3. O CARÁTER DE SATANÁS

   A - Sua Astúcia = II Co. 2.11; Ef. 6.11,12; 4.14.

   B - Seu Poder Miraculoso = I 1 Ts. 2.9; Ap. 13.11,14; Mt. 24.24.

   C - Seus Enganos = I 1 Co. 11.14; I 1 Ts. 2.9,10.


O Caráter de Satanás. Verificamos que o nome Satanás (Heb. Satan; Grego -
  Satanás) revela não só a sua personalidade como também o seu caráter. Significa
  que ele é o inimigo, e o adversário. O nome Diabo (grego - diabolos) significa o
  falso acusador. Ele é o pai da mentira, o homicida, e o ímpio. É a causa primária
  dos pecados e é muito astuto. Ap. 12.7-11; II Co. 2.11; Ef. 6.11,12; II Co. 11.14;
  Jo. 8.44; I Jo. 3.8. Satanás é maligno. Lc. 8.13; I Pe. 5.8; II Co. 4.4; I Jo. 5.19.
  Ao mesmo tempo ele é covarde. Tg. 4.7. Satanás é conhecido pêlos nomes:
  dragão, o maligno, o anjo do poço do abismo, o príncipe deste mundo, o príncipe
  das potestades do ar, o ULHIM deste mundo, apoliom, abadom, Belial e Belzebu.


4. A POSIÇÃO EXALTADA DE SATANÁS = Jd. 9

   A - O Príncipe Da Potestade Do Ar = Ef. 2.2; Mt. 12.26; At. 26.18; Cl. 1.13.

   B - O Príncipe Deste Mundo = Jo. 12.31; 14.30; 16.11; Lc. 4.5-7.

   C - O ULHIM Deste Século = I 1 Co. 4.4; I 1 Ts 2.3,4.


5. SUA PRESENTE HABITAÇÃO

   A - Ele Tem Acesso A Presença De ULHIM = Jó 1.6; Ap. 12.10.

   B - Ele Habita Nas Regiões Celestes = Ef. 6.11,12; Ap. 12.7-9 e 1 Ts. 4.16,17.


                                                            www.estudosescriturais.net.br   14
   C - Ele É Ativo Na Face Da Terra = Jó 1.7; I Pe. 5.8.


Os ardis de Satanás. Imbuído de inveja, Satanás conseguiu dominar os nosso
   primeiros pais, e com eles toda a raça humana. Somente pela regeneração poderá
   o homem livrar-se do poder de Satanás. E mesmo depois de se converter, a
   pessoa ainda passará pôr muitas tentações que têm pôr objetivo fazê-la cair
   novamente. Parece que quanto mais o crente se esforça para fazer a vontade de
   ULHIM, mais severos ficam os ataques do inimigo. Satanás não somente ataca o
   indivíduo, como também a coletividade, inspirando a maior parte das religiões do
   mundo, justamente para enganar os homens. YAOHUSHUA hol-Mehushkhay
   quando veio ao mundo não veio como inventor de religiões, mas sim para dar a
   Sua vida para nos prover da vida eterna! Glória a ULHIM!

   a) A diversão. II Co. 4.4; I Tm. 3.7. Satanás sempre procura ocupar os
      pensamentos dos homens com as coisas temporais, com os prazeres da carne
      que passam logo, para evitar que pensem em ULHIM, na eternidade e nas
      coisas espirituais. Ele nega o caminho da redenção pelo sangue e substitui essa
      verdade pelas atraentes teorias falsas

   b) Ilusão. Gn. 3.4; Ez. 13.22; II Ts. 2.9-11. Satanás faz o homem pensar que
      poderá estabelecer a sua própria justiça através de boas obras e rituais
      religiosos.

   c) Vacilação. Mt. 6.24; II Co. 6.14,15; 7.1. Muitas pessoas, pelo ardil satânico,
      julgam que podem andar com ULHIM e com o mundo ao mesmo tempo. A Bíblia
      afirma que isso é impossível. O homem terá que escolher, ou ULHIM ou o
      mundo.

   d) Ceticismo. Rm. 14.23. Pôr suas sutis insinuações, Satanás semeia dúvidas
      nos corações. Sua maliciosa interrogação no Jardim do Éden “É assim que
      ULHIM disse?” serviu para envenenar o clima espiritual do mundo desde então.
      Gn. 3.1-6.

   e) Trevas. Is. 50.10; Rm. 1.21; II Co. 4.4. O “príncipe das trevas” não somente
      subjuga os ímpios em trevas, como também procura ofuscar a experiência do
      próprio crente. Mesmo os mais ilustres homens de ULHIM têm passado pôr
      esses repetidos ataques do maligno.

   f) Desânimo. Hb. 6.1; 9.14. Às vezes é pelo desânimo que o inimigo procura
      vencer o crente. Mesmo a fraqueza ou enfermidade física pode enfraquecer um
      servo de ULHIM, se não estiver bem firmado sobre a Rocha. At. 10.38; Lc.
      13.16. Não raras vezes Satanás se utiliza de acusações falsas para provocar
      desânimo.

   g) Procrastinação. At. 24.25; 26.28; Êx. 8.25-28; 10.24,25. Este ardil é um dos
      mais perigosos para qualquer pessoa, sendo responsável pela destruição no
      inferno de milhões de incautos que alimentavam o desejo de, algum dia, aceitar
      a YAOHUSHUA hol-Mehushkhay pôr seu Salvador.               Mas a morte os
      surpreendeu privando-lhes da oportunidade, e jamais serão salvos. É triste!



                                                           www.estudosescriturais.net.br   15
  h) Transigência com o mal. O Diabo procura de toda maneira levar o crente a
     transigir e tolerar o mal. Uma parte deste trama satânico é o movimento
     ecumênico que visa unir todas as religiões, sob uma só bandeira. Ap. 3.9; II Co.
     11.14,15.


6. SUAS OBRAS

  A - Originou O Pecado No Universo = Ez. 28.15.

  B - Originou O Pecado Na Raça Humana = Gn. 3.1-13; I 1 Co. 11.3.

  C - Causa Sofrimento = At. 10.38; Lc. 13.16.

  D - Causa A Morte = Hb. 2.14; Cl. 2.15; 1 Sm. 17.51.

  E - Atrai O Mal = 1 Ts 3.5; 1 Cr. 21.1; Mt. 4.1,3,4,6,8,9; 1 Co. 7.5.

  F - Engana Os Homens = I 1 Tm. 2.26; 1 Tm. 3.7.

  G - Inspira Pensamentos E Propósitos Iníquos = Jo. 13.2; At. 5.3.

  H - Apossa-se Dos Homens = Jo. 13.27; Ef. 4.27; Tg. 4.7.

  I - Coloca-se Contrário Aos Propósitos De ULHIM = Zc. 3.1; Dn. 10.10-14.

  J - Afligir Ao Povo De ULHIM = I 1 Co. 12.7; Lc. 13.16; Mt. 12.26,27.

  K - Esperar O Juízo De ULHIM = Mt. 25.41.

  L - Impedir Os Santos De ULHIM = Ef. 6.11,12; 1 Ts 2.18.

  M - Cegar As Mentes Dos Homens = I 1 Co. 4.4.

  N - Dissipa A Verdade = Mc. 4.15; Lc. 8.12; Mt. 13.19.

  O - Produz Os Obreiros Da Iniquidade = Mt. 13.25,38,39.

  P - Fornece Energia A Seus Ministros = I 1 Co. 11.13-15; Ap. 3.9; Ef. 2.2,3.

  Q - Opõe-se Aos Servos De ULHIM = 1 Ts. 2.18; Zc. 3.1; Dn. 10.13; 1 Co.
      12.7,8,8; Ap. 2.10.

  R - Coloca Os Servos De ULHIM Em Prova = Lc. 22.31; Rm. 8.28.

  S - Acusa Os Servos De ULHIM = Ap. 12.9,10; Jó 1.6-11.

  T - Dará Energia Ao AntiMessias = I 1 Ts. 2.9,10; Ap. 12.9,17; 13.1-27.



COMO O CRENTE PODERÁ DEFENDER-SE CONTRA SATANÁS.
                                                            www.estudosescriturais.net.br   16
a) Revestir-se Da Armadura De ULHIM. Ef. 6.10-18.

b) Perceber As Maquinações E Espertezas Dele. II Co. 2.11.

c) Não Dar Lugar A Satanás. Ef. 4.27. (Note o contexto, vers. 26, a referência à ira).

d) Resistir-lhe. Tg. 4.7.

e) Ser Sóbrio E Vigilante. I Pe. 5.8.

f) Vencê-lo. (Ap. 12.11):

1) Pela PALAVRA (I Jo. 2.4), a espada do Espírito. Hb. 4.12;

2) Pelo SANGUE, e pela palavra do testemunho (Cl. 2.14,15); e

3) EM MESSIAS. Ef. 1.19,22; 2.6; I Jo. 5.8; Cl. 1.13; Jo. 10.28,29. A vitória de
  YAOHUSHUA hol-Mehushkhay sobre
   Satanás é nossa também, mas é imprescindível que permaneçamos nEle e que o
     poder do Espírito Santo opere em nós.


7. SEU DESTINO

   A - É Perpetuamente Amaldiçoado = Gn. 3.14,15; Is. 65.25.

   B - É Tratado Como Inimigo Derrotado Que É = Cl. 2.15; Jo. 12.31; 16.8-11; I
       Jo 3.8; 5.18; Hb. 2.14.

   C - Já Foi Expulso Uma Vez E Será Expulso De Novo = Ap. 12.9.

   D - Será Aprisionado No Abismo Pôr Mil Anos = Ap. 20.1-3.

   E - Será Solto Pôr Pouco Tempo No Final Do Milênio = Ap. 20.3,7,8,9.

   F - Será Lançado No Lago De Fogo = Ap. 20.10.


O Destino de Satanás. Satanás já foi deposto do seu elevado estado que outrora
   ocupava. Ez. 28.16; Lc. 10.18; Jo. 8.44. YAOHUSHUA hol-Mehushkhay o viu
   cair. Durante a Grande Tribulação ele será lançado pôr terra. Ap. 12.9-12. Como
   foi predito em Gn. 3.15, Satanás já é um inimigo vencido, vencido pôr Messias
   durante a Sua vida (Mt. 4.1-11; Jo. 14.30) e na Sua morte no Calvário. I Jo. 3.8;
   Hb. 2.14; Cl. 2.15; Jo. 12.31; I Co. 15.55; Rm. 16.20.

   a) Será algemado pôr 1.000 anos no poço do Abismo. Ap. 20.1-3. (Confira no
      Mapa das Dispensações, observando a linha ondulada da Grande Tribulação ao
      Abismo).




                                                            www.estudosescriturais.net.br   17
  b) Depois de 1.000 anos será solto. Ap. 20.7,8. Esse espaço de tempo será
     curto, mas suficiente para ele sair enganando as nações da terra para fomentar a
     rebelião de Gogue e Magogue, citada na referência acima.

  c) Será lançado para sempre no Lago de Fogo. Ap. 20.10. Isso acontecerá
     depois do levante de Gogue e Magogue. Mt. 25.41; Is. 14.17,18; II Ts. 2.8. ( O
     estudante deve seguir a linha ondulada referente a Satanás, no Mapa das
     Dispensações, verificando que ela sai do Abismo, vai para a terra e depois para
     o castigo eterno no Lago de Fogo).


Pôr Que ULHIM Tolera Satanás Aqui No Mundo? Oferecemos as seguintes três
   razões:

  a) Para desenvolver o caráter do cristão, e bem assim a sua fé’. Lc. 22.31; Rm.
     8.28. Adão foi provado a fim de que a sua inocência passasse a ser santidade,
     que é algo mais perfeito do que a simples inocência.

  b) Prover um conflito, para que os santos possam ser vencedores e receber
     recompensa. Jó 1.2; I Jo. 2.13. Essa vitória não será de nós mesmos. I Jo.
     4.4; II Co. 12,7,8.

  c) Demonstrar nos decaídos seres humanos que o poder de ULHIM é muito maior
     do que o poder de Satanás.
  OS ANJOS DECAÍDOS

  A - Os Anjos Atualmente Associados Com Satanás. Estes são os instrumentos
      de Satanás no seu domínio sobre o mundo. Ocupam posições de autoridade
      sobre as nações e os povos. Dn. 10.13,20; Is. 20.21. O “príncipe do reino da
      Pérsia” resistiu ao mensageiro de ULHIM pôr 21 dias e o “príncipe da Grécia
      veio contra ele, na volta. Parece que o único anjo santo que tem jurisdição
      sobre uma nação é MkagUL, o grande príncipe que se levanta a favor dos filhos
      de Israel. Dn. 12.1; 10.21. Os anjos lutarão ao lado de Satanás contra
      MkagUL e seus anjos na grande guerra nos céus descrita em Ap. 12.7-9.
      Serão lançados na terra. Sendo que o fogo eterno foi preparado para o Diabo e
      seus anjos (Mt. 25.41), concluímos que este será o destino eterno desses seres
      decaídos.

  B - Os Anjos Atualmente Algemados Nas Trevas. Esta classe de anjos,
      mencionada em Jd. 6 e II Pe. 2.4, está reservada em cadeias e trevas, ou no
      lugar chamado Tártaro (Tártarus em grego), classificado pôr alguns eruditos
      como sendo um lugar separado do Hades, ou, como é mais provável, o próprio
      Abismo. (Verificar no Mapa das Dispensações). A razão pôr que ULHIM não
      lhes permite liberdade certamente é porque o seu pecado, o de deixar o seu
      próximo domicílio (ou reino de vida e de ministério) foi muito grave. Jd. 6. Pode
      ser também que sejam revestidos de tanto poder que ULHIM julga
      inconveniente estarem em liberdade. Serão julgados certamente na ocasião
      do Grande Trono Branco. Os crentes ajudarão a julgar os anjos. I Co.
      6.3.

  Não sabemos porque uma terça parte dos anjos do céu, também aderiram à
     rebelião de Lúcifer. Como seres que viviam em torno da santidade de ULHIM,
                                                           www.estudosescriturais.net.br   18
   poderiam descer tanto? Acontece que isto não aconteceu de repente. Tudo
   indica que milhões de anos humanos se passaram (porque o tempo de ULHIM
   é diferente). É nesse ponto que vemos o perfeito caráter de ULHIM. Mesmo
   sabendo de tudo, Ele ainda dava o livre arbítrio e provava sua
   LONGANIMIDADE. Alguns são levados a pensar: “como ULHIM permitiu
   aquilo e não interveio com uma punição antes de toda a consumação?” A
   resposta é simples: Se ULHIM for desintegrar e destruir todos os que têm a
   intenção de pecar não sobraria ninguém vivo. Você mesmo, caro leitor, não
   estaria aí lendo este material, pois quantas foram as vezes em que você
   pensou em fazer algo que não deveria? Mas ULHIM foi longânismo com você,
   não é verdade?

O fato é que os anjos pecaram e destituídos foram da glória de ULHIM. Mas para
   onde eles foram? A Bíblia nos diz em vários textos que uma grande queda
   angelical aconteceu, em algum ponto da HISTÓRIA EXTRA HUMANA, sob a
   liderança de Lúcifer.

JO. 4.18 - “e nos seus anjos encontra loucura” - Fala-nos de uma classe de anjos
   que simplesmente enlouqueceram. O que pode ter acontecido?

MATEUS 25.41 - “diabo e seus anjos” - Fala-nos que estes anjos, liderados pôr
  Satanás já estão condenados ao fogo eterno, assim como todos aqueles que
  fizerem a sua vontade. Porém é bom que observemos que a palavra “anjo”
  neste texto significa emissário. Aquele que cumpre uma tarefa específica. Esta
  expressão está muito ligada aos demônios do que aos anjos decaídos. EM
  NENHUM LUGAR DA BÍBLIA ESTÁ ESCRITO QUE OS ANJOS CAÍDOS
  CUMPREM ALGUMA TAREFA, MUITO PELO CONTRÁRIO. DIZ QUE ESTÃO
  PRESOS.

II PEDRO 2.4 - “Porque, se ULHIM não perdoou aos anjos que pecaram, mas,
    havendo-os lançado no inferno (no original TÁRTARO que neste texto indica
    um lugar específico de castigo onde os anjos caídos estão para aguardarem o
    dia do juízo), os entregou às cadeias (expressão usada para definir que eles
    estão presos. Os anjos decaídos não estão soltos pôr aí tentando entrar nos
    corpos dos homens, eles estão presos) da escuridão (lugar de escuridão total,
    também chamado de abismo da escuridão. Alguns estudiosos ousam chamá-lo
    de buraco negro), ficando reservados (esta palavra dá a entender que eles
    estão incomunicáveis. O que significa que não há nenhum contato entre eles e
    o mundo exterior) para o juízo”; (este juízo aqui é o “juízo final”. Portanto, até
    lá, os anjos caídos estarão presos). Compare com LUCAS 16.23-31 e veja
    como o contato é impossível. Leia também APOCALIPSE 20.11-15.

JUDAS VERSO 6 (EDIÇÃO REVISTA E ATUALIZADA): “E AOS ANJOS, OS QUE
   NÃO GUARDARAM O SEU ESTADO ORIGINAL, MAS ABANDONARAM O
   SEU PRÓPRIO DOMICÍLIO, ELE TEM GUARDADO SOB TREVAS, EM
   ALGEMAS ETERNAS, PARA O JUÍZO DO GRANDE DIA”; Creio que este
   texto está bem claro e não é preciso muito comentário. Note as palavras:
   “guardado”, “algemas”, “trevas”, que dentre outras definem bem o que já
   explicamos acima.

APOCALIPSE 12.9,10 - O texto declara que Satanás, logo após tentar nova
  investida contra os céus, será lançado junto com os seus anjos, na Terra.
                                                          www.estudosescriturais.net.br   19
   Depois do arrebatamento da Oholyao a Terra será totalmente entregue a
   Satanás. O que impede a sua presença hoje é a presença da Oholyao, pois
   com ela está o ESPÍRITO SANTO, e a LUZ não permite a entrada das trevas.
   No momento em que o ESPÍRITO SANTO subir, levando a Oholyao, a Terra
   mergulhará completamente nas mãos de Satanás. Logo, quem age hoje na
   Terra não é o próprio Satanás em pessoa, nem os anjos caídos pois estes
   estão fora. Quem age hoje são os demônios, que não possuindo corpos tentam
   operar através dos humanos, seguindo fielmente as ordens do Diabo que fica
   de fora influenciando. Pôr este motivo é que o apostolo Paulo nos diz: “nossa
   luta não é contra a carne nem contra o sangue mas contra os principados e
   potestades (Ef. 6.12).




DEMÔNIOS


Demônios. É necessário fazer distinção entre “demônios”, “anjos decaídos” e o
“Diabo”. O Diabo chama-se “Ho diabolos” em grego, e só há um Diabo. Não se
usa o nome no plural. Ap. 12.10; 20.2. Os demônios chama-se “daimonia” em
grego, sendo a palavra usada 56 vezes no Novo Testamento. A palavra “daimon” é
usada cinco vezes. Os demônios também se chamam “espirito” em Mt. 8.16;
17.18; Mc. 9.25; Lc. 8.23; 10.17,20.

A diferença entre demônios e anjos decaídos é que os primeiros são espíritos
descarnados, sem corpo, enquanto os outros possuem um corpo espiritual. Lc.
20.35.   É evidente que os demônios não possuem corpos porque estão
constantemente procurando entrar nos corpos dos homens a fim de usá-los como
se fossem seus. Mc. 9.25; Mt. 12.43-45. Em Mt. 8.31 notamos que eles aceitaram
até os corpos dos porcos. Um missionário da Índia relatou-nos um caso de um
demônio que entrou num veado, o qual logo demonstrou os mesmos sintomas da
pessoa de quem fora expulso o referido demônio.

Demônio é transliteração do grego “daimon” ou “daimonion”: o plural é “daimonia”.
“Daimon” ou demônio significava, segundo uso clássico, ULHIMes ou divindades,
que eram responsáveis pelo mal que acontecia as pessoas. Era como se eles se
referissem a uma espécie de ULHIM inferior que servia de obstáculo intermediário
entre o mundo divino e o humano.




A - A Origem Dos Demônios - Existem algumas teorias a respeito da origem dos
    demônios, vejamos algumas:

a) Os demônios e os anjos caídos são as mesmas pessoas = Embora esta
   seja uma teoria
   muito aceita no meio evangélico, não cremos que assim o seja. A Bíblia dá
      grande diferenças de uma espécie para a outra, em muitos aspectos e
      muitas características. Veja a explicação a seguir.


                                                       www.estudosescriturais.net.br   20
b) Tanto anjo caído como demônio são a mesma coisa, apenas um recebeu
    uma sentença e
   outro outra Pôr este motivo um tem corpo e o outro não. = Esta teoria me
      parece um tanto quanto estranha pois se os anjos pecaram o mesmo
      pecado e eram todos da mesma substância pôr que ULHIM daria um
      punição diferente? isso não seria acepção de pessoa? Será que ULHIM
      estaria, no caso dos anjos apenas, fazendo discriminação? Não cremos que
      esta seja uma explicação plausível.

c) Os anjos caídos e os demônios são pessoas distintas, porém isso não é
   importante e cada
   um pode ter sua idéia = Esta é uma teoria que me parece estranha pois induz
      a confusão de pensamentos.

d) Anjos e demônios são pessoas distintas e existem vários textos bíblicos
   que explicam isto.
   Vejam A GRANDE DIFERENÇA:

  1) ORIGEM

     Anjo: Um ser celestial criado pôr ULHIM, e que habita o terceiro céu, quando
        a Bíblia menciona os anjos, refere-se basicamente a um mensageiro de
        ULHIM. É bom sabermos que eles podem assumir a forma física (visível)
        ou se manter invisível (forma metafísica). Em Hebreus 1.14 são
        mencionados como “espíritos ministradores”. Os anjos foram criados
        com livre arbítrio, tento toda a capacidade de agir totalmente
        independente do outro; são imortais, não tem sexo, não aceitam
        adoração e se classificam de várias formas: Arcanjo, anjo das nações,
        querubins, serafins, são poderosos, santos e sábios. Anjos caídos são
        aqueles que se envolveram com a rebelião de Lúcifer (Mt. 25.41; Ap.
        12.4).

     Demônios: São espíritos enganadores que habitam nas regiões celeste,
       porém não foram criados como demônios, eram criaturas de ULHIM que
       habitavam a terra pré-adâmica, onde foram criados sendo submissos ao
       seu líder Lúcifer. Porém com o pecado de Lúcifer foram enterrados ou
       aterrados pela grande catástrofe cósmica (talvez a queda do grande
       meteoro) quando foram punidos pela espada de ULHIM. Leia os textos:
       Mt. 8.16; 17.18; Mc. 9.25; Lu. 8.2; 10.17,20

  2) CORPO

     Ao analisarmos o texto de Atos 23.9 (“Não achamos neste homem mal
        algum; e será que algum espírito ou anjo lhe tem falado?”), encontramos
        uma pergunta feita a alguém em que se faz diferença entre anjo e
        demônio. A grande diferença entre estas duas classes, é que anjo tem
        corpo, e a Bíblia não diz que os anjos decaídos perderam os seus.
        Então, partimos do princípio de que os anjos decaídos, possuem corpos,
        o mesmo que eles possuíam, porém agora sem glória, enquanto que os
        demônios não, pois o corpo que eles possuíam se perdeu no meio da
        terra quando ULHIM os puniu. Veja no texto de Gn. 18 que os anjos
        aparecem em seus próprios corpos. São vistos pôr todos e ouvidos pôr
                                                      www.estudosescriturais.net.br   21
     todos. O corpo materializado e quase que completamente humano;
     comem junto com Abraão e o alimento é normalmente engolido e
     digerido. Logo após os anjos desaparecem. Já os demônios não
     conseguem comer pois não possuem corpos, a não ser que eles
     possuam o corpo de alguém e usem o aparelho digestivo deste alguém,
     que pode ser um ser humano ou um animal (Leia Mc. 5.1-20. Os
     demônios de um homem entraram nos animais). Isto também acontece
     quando alguém coloca um chamado despacho em alguma encruzilhada
     (Esquina de cruzamento de ruas) o material ali depositado só será
     consumido se o tal espírito demoníaco, que eles chamam de entidade, se
     apossar do corpo de algum mendigo, ou ainda de algum animal que
     esteja na redondeza. Somente então, usando o tal corpo, em uma
     possessão, é que o demônio consegue comer, beber e se relacionar
     como o meio ambiente humano. A primeira posse de um corpo de que
     se tem notícia foi a da serpente no paraíso. Alguns, são de opinião que o
     próprio Diabo se tenha materializado, porém eu creio que o que houve foi
     mesmo uma tomada de posse do corpo da serpente. Repare que ULHIM
     a puni pôr isso, o que significa que ela, a serpente, também teve culpa.
     Leia o texto de Gn. 4.8, e tire as suas conclusões.

  Um anjo decaído possui corpo e como poderia um corpo entrar em outro.
    Existe uma lei básica da física que determina esta declaração, pois corpo
    corresponde a massa física, que ocupa espaço e que tem forma definida.
    Logo, um anjo só poderia (se não estivessem presos) estar ao lado ou
    em volta, porém nunca dentro. Mas um espírito desprovido de corpo,
    pode com facilidade se apoderar de qualquer corpo, pois ele não tem
    nenhum. Baseado nesta regra fundamental chegamos à conclusão de
    que anjos decaídos e demônios são classes completamente distintas.
    Em quanto uma está presa sem poder agir, a outra está agindo
    livremente sobre o planeta terra com a devida permissão do seu
    governante legal que é o homem.

3) LIBERDADE DE AÇÃO

  É bom sabermos que na lei de ULHIM, tanto anjos caídos quanto demônios
     estavam presos, porém não da mesma forma. Os anjos caídos quanto
     demônios estavam presos, porém não da mesma forma. Os anjos
     caídos, em cadeias e prisões no sentido físico, ou seja, de lá eles não
     poderiam sair. A expressão trevas exteriores ditas várias vezes pôr
     YAOHUSHUA hol-Mehushkhay diz respeito a este lugar específico. Já a
     prisão dos demônios é no sentido de não poderem se comunicar com o
     mundo natural. Imagine se você fosse colocado em um lugar totalmente
     escuro onde não pudesse ver nada, nem ouvir nada, não falar com
     ninguém e nem mesmo a própria voz, a ponto de não saber se estava
     falando ou não, não sentir nenhum tipo de aroma ou cheiro e não
     pudesse sentir a presença de ninguém, não tocar nem ser tocado pôr
     nada. Um completo vazio de tudo. Se o homem não pecasse, os
     demônios não poderiam jamais obter qualquer tipo de contato. Sempre
     que um demônio se apossa de alguém, ele tenta usar os seus sentidos
     principais tais como:      visão, paladar, olfato, audição, fala, e
     principalmente com o mundo físico. Compare os textos: Lc. 11.14; Mc.
     9.17,18; Lc. 8.27 e At. 8.7 dentre outros. Pôr terem sido banidos do
                                                   www.estudosescriturais.net.br   22
          mundo físico material, os demônios são condenados às trevas espirituais,
          sem nenhum contato se não fosse o pecado do homem. Já os anjos
          decaídos que viviam no mundo espiritual são condenados a uma prisão
          material. Creio que isto é fácil de se entender.

B - A Existência Dos Demônios

a) É reconhecida pôr YAOHUSHUA hol-Mehushkhay; Mt. 8.28; 12.27,28; Mc.
   16.17.

b) Foi reconhecida pêlos setenta; Lc. 10.17.

c) Foi reconhecida pêlos apóstolos; 1 Co. 10.20,21; 1 Tm. 4.1; At. 16.14-18;
    Tg. 2.19.
C - A Natureza Essencial Dos Demônios

a) São Seres Pessoais         Inteligentes;   Mt. 8.29,31;    Lc. 4.35,41;        Tg. 2.19;
   Mc. 1.23,24;
   At. 19.13,15.

b) São Seres Espirituais; Lc. 9.38,39,42; Mc. 5.2,7-9,12,13,15.

c) São Seres Destituídos De Seus Corpos; Mt. 12.43,44; Mc. 5.10-13.

d) São Seres Muito Numerosos; Mc. 5.9; Lc. 8.30; Mt. 12.26,27.

D - A Natureza Moral Dos Demônios

a)    São Maus, Maliciosos E Degenerados Em Seu Caráter;                  Mt. 8.28;      Lc.
     4.33,36; 9.39

b) São Vis, Perversos E Baixos Em Sua Conduta; Lc. 9.39; 15.22.

c) São Servis, Obsequiosos E Degradados Em Seu Serviço Que Prestam
   A Satanás;
   Mt. 12.24-27.


Personalidade.    Os demônios têm personalidade, pois YAOHUSHUA hol-
   Mehushkhay dialogou com eles, interrogou-lhes e dos mesmos recebeu
   respostas. Lc. 8.26-33. São dotados de grande inteligência, conhecendo que
   YAOHUSHUA hol-Mehushkhay é o Filho de ULHIM e que serão finalmente
   encarcerados no lugar de tormento. Mt. 8.29.


O Poder dos Demônios sobre o Corpo Humano. Os demônios podem causar
   mudez (Mt. 12.22), loucura (Lc. 8.26-35, cólera e homicídio (I Sm. 18.10,11;
   19.9,10), mania de suicídio (Mc. 9.22) e de ferir-se (Mc. 9.18), e outros defeitos
   e deformações. Possuem força sobrenatural. Uma vez de posse dum
   corpo, podem sair e entrar à vontade deles. Lc. 11.11-26.



                                                         www.estudosescriturais.net.br    23
O Caráter dos Demônios. Note-se o caráter maligno desses espíritos nas suas
   doutrinas falsas (I Tm . 4.1), nas heresias destruidoras (II Pe. 2.1), nas orgias,
   festas e cultos pagãos. I Co. 10.20,21. Sem dúvida alguma, as falsas doutrinas
   modernas, como sejam; a Ciência Cristã, Novo Pensamento, Baiísmo (com
   sede em Haifa, Israel),        Teosofismo, Espiritismo, Telepatia, Esoterismo,
   Necromancia, e semelhantes são todas de origem e inspiração demoníaca.
   São falsas porque todas elas negam que Messias veio em carne e que a
   redenção da raça humana seja efetuada pelo sangue de Messias I Jo. 4.1; I
   Co. 12.3.


São Os Espíritos Familiares Da Antiga Feitiçaria. O povo de Israel foi proibido
   pôr ULHIM, sob pena de morte, de ter qualquer comunicação com espíritos
   familiares, como os cananeus e outros povos pagãos costumavam fazer. Lv.
   20.6,27; Dt. 18.10,11; Is. 8.19. No moderno espiritismo eles personificam os
   mortos. Os médiuns são pessoas endemoninhadas como era a moça pitonisa
   que Paulo libertou em Filipos. At. 16.16-18. Era possessa dum espírito
   adivinhador.

O rei Saul, quando desesperado pôr não ter conseguido nenhuma comunicação
   com ULHIM, nem pôr sonhos ou visões, nem pelo Urim e o Tumim e nem pêlos
   profetas (Samuel morrera cerca de dois anos antes), de noite procurou a
   feiticeira de Endor. Antes ele mesmo havia destruído os feiticeiros, agora ele
   mesmo ocupou uma tal pessoa, fato que denuncia o quanto estava desviado
   dos caminhos do Odmorul. I Sm. 28.6-25. A mulher, pelo poder dos demônios,
   enganou a Saul fazendo-o pensar que realmente havia tido comunicação com o
   falecido profeta Samuel. Tudo não passou duma personificação que só serviu
   para a condenação do rei angustiado. Apresentamos as seguintes nove razões
   porque NÃO foi Samuel que subiu..

1) Uma vez que ULHIM, antes disso, recusou comunicar-se com Saul pêlos
    meios normais
   (sonhos, visões, Urim e Tumim, e profetas) e havia retirado o Seu
      Espírito dele (I Sm. 28.6,15,16; 16.13-23; I Cr. 10.13,14), certamente não
      iria comunicar com esse rei pôr mios condenados, isto é, pôr um espírito
      enganador, fingindo ser Samuel.

2)    Saul propositadamente procurou a feiticeira, portanto de         espírito      familiar,
     sabendo que a
     prática da feitiçaria era proibida pôr ULHIM. Vers. 7.

3) A Bíblia declara que tais pretensas comunicações com os mortos, podem ser
   na realidade,
   casos dos demônios personificando os mortos. Vers. 7-19; Dt. 18.11; I Cr.
      10.13,14; Is. 8.19.

4) Tais comunicações são proibidas em dezenas de passagens. (Cf. Lc.
   12.29). Pôr
   conseguinte, ULHIM não permitiria a Saul tentar tal comunicação.

5) A aparição de Samuel perante a feiticeira foi simplesmente o caso dum
   espírito familiar
                                                          www.estudosescriturais.net.br     24
     personificado e fingindo ser Samuel. Quem falava não era Samuel mas sim o
        espírito que conhecia tanto a Saul como a Samuel e as relações anteriores
        entre ambos. Esse espírito era capaz de fazer predições. Dt. 13.1-3. Isaías
        avisou-nos que a pessoa que procura comunicar-se com os mortos é
        enganada pôr espíritos familiares. Is. 8.19.

6) O espírito praticamente se denunciou quando disse que Saul e seus filhos
   estariam com ele
   no dia seguinte. De fato, Saul, ao morrer, foi para o lugar de sofrimento no Seól
      ou Hades. Samuel estava no Seol, mas no lado do conforto, junto com
      Abraão.

7) Não há nenhum caso registrado na Bíblia em que ULHIM tenha
   interceptado uma
   comunicação entre os demônios e os homens. Saul inquiriu através de um
       demônio e pôr um demônio foi respondido. ULHIM sempre comunica Suas
       mensagens pelo Espírito Santo, mesmo que utilize várias maneiras de fazê-
       lo.

8)    Está declarado em I Cr. 10.13,14 que Saul morreu pôr causa dos seus
     pecados anteriores
     bem como pôr esse pecado contra a Palavra do Odmorul, de consultar a
        feiticeira e os espíritos familiares, coisa proibida pôr ULHIM. Assim, somos
        obrigados a concluir que foi desse espírito e não de Samuel que obteve Saul
        as informações.

9)    YAOHUSHUA hol-Mehushkhay ensinou que é impossível aos mortos se
     comunicarem com os vivos aqui na terra.
     Todas as demais passagens bíblicas confirmam esse ensino. Havia um abismo
        intransponível entre as duas partes do Hades, de forma que Lázaro não
        podia ir para o outro lado onde estava Dives. Lc. 16.26-31. O único caso
        duma pessoa saindo do seu lugar após a morte, e antes da ressurreição, é o
        caso de Moisés e quem ULHIM trouxe pôr uma legítima razão, ao Monte da
        Transfiguração. Mt. 17.1-8. Neste caso, contudo, trata-se dum ato de
        ULHIM e não dum feiticeiro. Moisés e Elias vieram à terra a fim de
        conferenciarem com YAOHUSHUA hol-Mehushkhay a respeito de Sua morte
        na cruz, na qualidade de representantes do Velho Testamento, “a Lei e os
        Profetas”. Portanto, não existe nenhuma base nesse acontecimento para as
        falsas suposições espíritas.

     A historia do Rico e Lázaro revela que não somente é proibida a comunicação
        entre os vivos e os mortos, mas também que não é necessária essa
        comunicação, pois os vivos tem Moisés e os Profetas, isto é, as Escrituras
        para sua orientação espiritual. Lc. 16.19-31. Portanto, qualquer pessoa que
        se envolve com o espiritismo corre enorme perigo de ter o seu
        “entendimento endurecido” e de passar a ficar sob o domínio dos
        demônios. Ef. 4.17-19.

E - As Atividade Dos Demônios

a)   Apossam-se dos corpos dos seres humanos e dos animais;                       Mt. 4.24;
     8.16,28,33; At. 8.7.
                                                         www.estudosescriturais.net.br   25
b) Trazem aflição mental e física aos homens; Mt. 9.32,33; 12.22; Mc. 5.4,5;
   Lc. 9.37-42

c) Produzem impureza moral; Mt. 10.1; Mc. 5.2; Ef. 2.2; 6.11,12; II Pe 2.10-12;
   I Jo. 4.1.



A AÇÃO DOS DEMÔNIOS NO MUNDO DE HOJE

A idéia de demônio no GREGO era de uma entidade que tendo vivido em uma
época de ouro, não se sabe quando, agora estava transformado em um ULHIM
inferior que precisa se apossar de um corpo (no caso dos humanos) para se
comunicar, pois trata-se de um espírito sem corpo. De onde será que eles tiraram
este pensamento? onde há fumaça há fogo, não é verdade?

Durante muito tempo em toda a história da humanidade, o homem tem acreditado
que os espíritos dos mortos podem voltar a ter algum tipo de contato com o mundo
dos vivos. Através deste engano, o Diabo tem conseguido o seu culto, aparecendo
como “entidade de luz”, ou ainda, “um santo milagroso”. O nome destes espíritos
são os mais variados possíveis: “Pomba Gira”, “Preto Velho”, “Virgem Maria”, e
tantos outros nomes. Analisando esta idéia em confronto com a palavra de ULHIM
podemos logo afirmar que esta, é uma idéia errada pois Hebreus 9.27, diz que:
“aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo”, Analise
comigo:

A - Depois da morte do homem não há como ele voltar, pois, “segue-se o juízo”.
    Logo é impossível que algum espírito humano, volte e se comunique, de
    alguma forma, com os homens.

B - Se os espíritos dos homens não podem voltar, então, as incorporações de que
    se tem notícias, nos chamados centros espíritas ou em qualquer outro lugar, só
    podem ser de espíritos não humanos, que possuíam corpo, em alguma época
    anterior à vida humana, e que agora tentam se apossar dos corpos dos
    homens.

C - Estes espíritos não podem se apresentar ao homem como espíritos imundos
    das trevas, pois logo seriam reconhecidos e não aceitos. Então eles se
    apresentam como “espíritos de luz”, e com esta capa, eles conseguem
    aceitação fácil. Depois que dominam completamente as suas vitimas, eles se
    revelam, mas aí, já é tarde demais.

D - Se a Terra foi dominada pôr alguma espécie de vida não humana, em um
    passado bem distante, e seus espíritos vivem vagando pôr terrenos áridos, é
    lógico que eles queiram tentar tomar de volta o seu habitat anterior. Se o
    governador geral, que é o homem, permite, então eles simplesmente, dominam
    tudo. É o que está acontecendo hoje. Espíritos demoníacos, que já haviam
    sido banidos da Terra, voltam a possui-la pôr causa do pecado do homem.




                                                       www.estudosescriturais.net.br   26
OBS.: Demônio era um nome dado como titulo aos ULHIMes dos pagãos no
Antigo Testamento.
      Leia: Dt. 32.17; St. 106.73. Também no Novo Testamento, o mesmo
      acontece: 1 Co. 10.20; Ap. 9.20.


Mateus 12.45. Fala-nos de uma espécie de hereditariedade entre os demônios, e
de uma espécie de grau de periculosidade e maldade. Este texto confirma que são
espíritos sem corpo que andam à procura de um. Eles são organizados e agem
sempre dentro de um planejamento. Repare no texto de Mt. 12.26, que na
declaração de YAOHUSHUA hol-Mehushkhay, “reino de Satanás”, existe um
ensinamento profundo. Trata-se de um reino que não trabalha dividido, e cada um
sabe, exatamente o que deve fazer. Eles também são conhecidos pôr espíritos
imundos, desprovidos de corpos, isto não quer dizer que eles tenham sido criados
assim (Mc. 1.26).


João 18.36. YAOHUSHUA hol-Mehushkhay declara que o Seu reino não é deste
mundo, o que significa que quem governa este mundo não é Ele.


João 14.30. Este texto afirma que o mundo é governado pôr um sistema de
governo chamado principado cujo príncipe maior é Satanás. Compare com Ef. 12 e
Ef. 2.2.


Marcos 5.9. Pelo fato de não possuírem corpos, eles não ocupam espaço,
podendo com isso, milhares deles ocupar um único corpo. Leia e compare Marcos
16.9 e Lucas 8.2.


Marcos 9.17-24. Repare que este espírito imundo se apossava da voz do menino,
e o fazia ranger e espumar. Era o demônio deliciando-se de poder emitir algum tipo
de som. Alem de usar a voz, o tal espírito se deleita em usar os sentidos do tato do
corpo do jovem. Note como ele se lançava no quente e logo após no frio a fim
de poder sentir algum tipo de sensação. Compare com Mt. 9.32-34; 12.22;
17.14-17; At. 5.16; 8.7.


Mateus 8.28-332. Estude este texto e repare que os demônios sabem a respeito
de sua condenação e que ULHIM não pode passar pôr cima de sua própria palavra,
e ainda, foi o próprio homem quem lhes deu autoridade de agir como bem
entenderem. eles agem como se YAOHUSHUA hol-Mehushkhay fosse um invasor
de seus domínios. É pôr isso que Messias nos dá o poder de desfazer as obras do
Diabo e de pisar em sua cabeça. Somente através do poder de YAOHUSHUA hol-
Mehushkhay é que podemos destronar cada demônio de seu domínio. Compare:
Mc. 1.23,27; At. 16.18; 19.12,13; Tg. 2.19.


Marcos 5.1-13. Este é um texto que define bem tudo que já explicamos, repare:
MILHARES EM UM SÓ CORPO, NÃO QUERIAM SAIR DO TERRITÓRIO (O QUE
DEMONSTRA QUE ELES SÃO, PÔR ALGUM MOTIVO LIGADOS A UM
                                                         www.estudosescriturais.net.br   27
TERRITÓRIO ESPECÍFICO) E FORAM PARA OS CORPOS DOS PORCOS. (O
QUE SIGNIFICA QUE SENDO IMPEDIDOS DE POSSUIR SERES HUMANOS,
ELES SE CONTENTAM COM OS ANIMAIS).
Será que não é este o verdadeiro motivo de tentar trazer de volta os
dinossauros?


I Timóteo 4.1-5. Aqui a Bíblia fala de uma das ações dos demônios, usando
homens para enganar e criar falsas doutrinas. Os espíritos malignos se apossam
da mente, do corpo de alguém e, então, introduz a sua mensagem enganadora.
Usando o corpo de um dinossauro, essa ação, não seria mais fácil?
O fato de o Diabo juntamente com os seus demônios, estarem sempre exigindo
culto e adoração, corresponde a dois objetivos básicos seus, que são:

a) Manter o homem sob seu controle. Isto ele consegue fazendo-se passar pôr
seu ULHIM.

b) Fazer com que o homem se ache preenchido em sua necessidade maior que
é a ausência do
   ULHIM verdadeiro. O homem foi criado PÔR ULHIM E PARA ULHIM, e é pôr
   isso que existe um vazio no coração do homem que só pode ser preenchido
   pelo próprio ULHIM. É desta forma que o diabo consegue engana-lo com
   facilidade. Uma religião contendo uma boa filosofia, alguns milagres para
   intimidar e o uso de alguma coisa meio bíblico, pronto, está feita a grande
   salada de engano para o pobre do homem sem o ULHIM Verdadeiro.


NÓS, OS VERDADEIROS RENASCIDOS, NÃO DEVEMOS PREGAR RELIGIÃO,
POIS ISTO ELES JÁ POSSUEM DEMAIS. NOSSA MENSAGEM DEVE SER
SEMPRE MESSIASCÊNTRICA.


PESQUISA DE CAMPO. Nos últimos dias tenho feito um estudo em vários lugares
para tentar captar a forma de ação de Satanás e seus demônios. Nos lugares pôr
onde andei fui anotando cada acontecimento e tentando conferir a mão do diabo
pôr traz de tudo. Pude constatar a diferença da ação entre os demônios e o porque
da Bíblia usar vários títulos para esses seres das trevas.

A - Em Alguns Sanatórios, onde fiz a pesquisa, pude constatar que a grande
    maioria dos doentes mentais, não são doentes mas sim endemoninhados. Este
    tipo de demônios são chamados de espíritos imundos. É uma classe de seres
    das trevas que tem como tarefa a vida pessoal de cada um. Se apoderam de
    suas vítimas e as fazem: mendigar, não tomar banho, andar nu, etc., fazendo
    assim mal a si mesmos. O comportamento dos tais demônios é bem parecido
    com o dos animais danados, e ao possuir uma pessoa a obriga a viver como tal.

B - Em Lugares - Em alguns lugares especificamente, podemos ver a ação dos
    demônios de forma territorial, que agem naqueles pontos, de forma especifica
    também. Estes já são os espíritos do mal, que agem de forma diferente dos
    anteriores. Enquanto os espíritos imundos agem na pessoa, os espíritos do mal
    agem no território.    Pôr este motivo é que vemos coisas especificas
    acontecendo sempre em lugares específicos. Agindo desta forma, o Diabo
                                                       www.estudosescriturais.net.br   28
   controla uma pessoa e através dela controla um lugar. Repare que os
   demônios que estavam na vida do homem conhecido como “gadareno”,
   assombravam toda a região, a ponto de todos terem medo até de passar pôr
   aquele lugar, somente através de uma pessoa; o “gadareno”. Veja que nem
   mesmo o nome daquele homem era conhecido, pois todos o chamavam de
   “endemoninhado gadreno”. No caso deste homem duas classes de espíritos
   das trevas agiam: os imundos que possuíam a vida do homem e os do mal que
   atacavam os moradores do lugar.

C - Em Oholyao: Várias são as Oholyaos que estão sendo atacadas frontalmente
    pelo diabo. Estas são Oholyaos que poderiam se dar pôr satisfeitas pois, hoje
    em dia o Diabo tem mudado o seu modo de agir. Ele não tem mais, como base
    de ação, o ataque frontal a uma Oholyao, o seu ataque agora, é interno.
    Penetrando na Oholyao através de alguém, ele se batiza, freqüenta os culto, é
    eleito a cargos importantes, entra para o ministério, tem direito a voto nas
    grandes decisões e alguns, até, pasmem os irmãos, chegam a ser pastores da
    fama. Não seria pôr causa disso que as grandes divisões acontecem? Sim,
    esta é a grande verdade, O DIABO ESTÁ AGINDO DENTRO DAS
    OHOLYAOS, TRAZENDO INTRIGA, DIVISÕES, ESCÂNDALOS, QUEDA DE
    PASTORES, ESVAZIAMENTO, NOVAS DOUTRINAS “DE DEMÔNIOS”,
    DESTRUINDO COMPLETAMENTE A REPUTAÇÃO DE VERDADEIROS
    HOMENS DE ULHIM, E ARREBANHANDO ASSIM, MAIS VIDAS PARA O
    INFERNO.


OBS.: YAOHUSHUA hol-Mehushkhay disse que: “o ladrão não vem senão para
roubar, matar e destrui”. Esta é a forma mais ampla de descrever a ação dos
demônios. Entrando nos lares; nos filhos ou nos pais; no marido ou na esposa; no
patrão ou no empregado, com um único propósito: levar todos com ele para o
inferno. É pôr isso que a Bíblia ordena: “vigiai para que não entreis em tentação”.
VOLTO A LEMBRAR AS PALAVRAS DO APÓSTOLO DITAS AOS EFÉSIOS NO
CAP. 6 VERSOS DE 10 A 12 “no demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Odmorul
e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de ULHIM, para que
possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que
lutar contra a carne e o sangue, mas sim, contra as potestades, contra os príncipes
das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares
celestiais”.


A Relação dos Demônios com o Abismo. Evidentemente os demônios tem
qualquer afinidade com o Abismo, pois eles rogaram a YAOHUSHUA hol-
Mehushkhay que não os lançasse ali. Lc. 8.31. Em Ap. 9.1-3 notamos que é do
Abismo, durante a Grande Tribulação, que sai um grande número de demônios
encarnados como gafanhotos.


O Destino Final. Quanto ao seu destino final, sabemos que serão encarcerados
num lugar de tormento (Mt. 8.29), que evidentemente é o Lago de Fogo. Mt. 25.41;
Ap. 20.10-14.




                                                        www.estudosescriturais.net.br   29
www.estudosescriturais.net.br   30

								
To top