INFORMA - PREVIRB.pdf

Document Sample
INFORMA - PREVIRB.pdf Powered By Docstoc
					                                     É
                                                            gratificante constatar que
                                                            nossos participantes e assis-
                                                           tidos vêm atendendo, com
                                                          muita presteza e espírito de
                                                         colaboração, à convocação
                                     para o recadastramento na PREVIRB, iniciado no mês
    INFORMA                          de setembro. Mais agradável, no entanto, é tirar proveito de uma faceta desse processo
     Fundação de Previdência         que não estava em nossos planos: o reencontro de antigos colegas.
    dos Servidores do Instituto
      de Resseguros do Brasil        Na verdade, muito embora o GUIA reúna centenas de assistidos, aqueles que se afas-
                                     taram do IRB pelo PAV, os não associados ou aqueles que não vão com freqüência ao
                                     IRB ganharam uma oportunidade de rever os companheiros e, não raro, esses momen-
                                     tos têm sido vivenciados com muita emoção. Afinal, passamos boa parte de nossas vidas
                                     no trabalho, fazendo amigos, construindo histórias e compartilhando saber.

                                     E é em busca deste saber que, hoje, o IRB-Brasil Re corre contra o tempo, para trans-
                                     miti-lo às novas gerações, depois de 28 anos sem realizar um concurso público.

                                     Além do recadastramento, de máxima importância para a gestão dos planos pre-
                                     videnciais, outras novidades merecem destaque, como a implantação da Política de
                                     Treinamento e Desenvolvimento para os empregados da P R EVIRB que, dentre ou-
                                     tros programas, prevê o sistema de reembolso parcial para a realização de cursos de
                                     graduação e pós-graduação, que sejam de interesse da Fundação.

                                     Outro projeto que se concretizou foi a cobertura parcial de plano odontológico
                                     para os empregados e dependentes (cônjuge e filhos com até 18 anos), investindo na
                                     qualidade de vida dos colaboradores diretos da Fundação.

                                     Cuidou-se, também, de melhorar os
                                     controles internos: acabam de ser               C U RTAS E NOTA S
                                                                                      pág. 3
                                     aprovadas e estão em fase de divulgação
27 DE SETEMBRO:                      a Política de Segurança da Informação
DIA NACIONAL DO IDOSO                                                                S I S B E X : P L ATA F O R M A
                                     e uma consolidação do Instrumento de            ELETRÔNICA
                                     Competências e Alçadas Decisórias.               pág. 4
“NÃO É IMPORTANTE                    Além disso, estão em análise no
SOMENTE                              Conselho Deliberativo o Manual de               SPC APROVA ALT E R A Ç Õ E S
                                                                                     NOS REGULAMENTOS
ADICIONAR ANOS À VIDA,               Governança Corporativa e o Programa
                                                                                     pág. 5
MAS VIDA AOS ANOS                    de Avaliação de Desempenho.
CONQUISTADOS.”                       Finalizando, introduzimos nessa edição          E L E I Ç Õ E S N A PREVIRB
                                     o uso do papel reciclado, não por econo-        pág. 6
Confira alguns direitos garantidos   mia, mas para contribuir com uma
                                     pequena parcela na preservação do meio          EDUCAÇÃO FINANCEIRA
por lei para a terceira idade.
                                     ambiente. ■                                     pág. 7
pág. 4



                         CUIDANDO DO PRESENTE, ZELANDO PELO FUTURO
                                                             Há 28 anos
     COMO ANDA NOSSO PATRIMÔNIO
    MAIS DOIS MESES DE BONS RESULTADOS NOS INVESTIMENTOS

    E         m relação ao Plano Previ-
              dencial A, a P R EVIRB encer-
              rou o mês de julho com
    uma taxa de retorno acumulada no ano
                                              Fundação, viabilizando o equilíbrio
                                              entre o Ativo e o Passivo, este reajus-
                                              tado, originalmente, pela meta atuarial
                                              de INPC+6%ªª.
                                                                                           Essa política evidenciou-se com-
                                                                                        patível com as conclusões do estudo
                                                                                        realizado pela Risk Office, no qual é
                                                                                        ressaltado que o desafio do momento é,
    de 8,59%, acima, portanto, da meta                                                  na verdade, o de aprender a acom-
                                                  Estudo recente, desenvolvido pela
    atuarial de 4,67%, equivalente ao                                                   panhar os créditos privados e dimen-
                                              Empresa Risk Office, sobre alocação
    INPC + 6,00%ªª.                                                                     sionar os limites d e rating até onde se
                                              de recursos em 68 Fundos de Pensão,
       Durante os sete primeiros meses de                                               aceita investir.
                                              identificou uma forte tendência pela
    2006, as baixas variações dos índices                                                  O Ativo Total da P R EVIRB, ao final
                                              troca dos títulos públicos por títulos
    de preço impactaram negativamente a                                                 de julho de 2006, alcançou o montante
                                              privados, cuja média de participação
    rentabilidade da parcela de títulos de                                              de R$ 888,49 milhões, contra
                                              passou de 16,62% para 19,99%, em
    renda fixa indexados a indicadores                                                  R$ 779,12 milhões em julho de 2005,
                                              um ano, enquanto o total investido em
    econômicos, basicamente, títulos do                                                 evoluindo 14,03%, a despeito do fluxo
                                              títulos públicos situa-se em torno de
    Tesouro Nacional (NTN's), papéis                                                    previdencial negativo acumulado de
                                              67% dos investimentos totais.
    atrelados ao IGP-M e ao IPCA. A                                                     R$ 17,16 milhões, inerente ao estágio
    carteira de renda fixa obteve uma            A P R EVIRB, desde o segundo           avançado de maturidade do Plano
    rentabilidade de 8,6%, enquanto o seg-    semestre de 2005, vem dando ênfase        Previdencial A .
    mento de renda variável valorizou-se      às boas oportunidades de investimen-         O desempenho dos investimentos
    10,98%, com acentuada volatilidade        tos em títulos privados, antecipando-     do Plano Previdencial B alcançou, no
    em decorrência das incertezas do mer-     se aos baixos níveis de remuneração       período janeiro/julho de 2006, uma
    cado financeiro internacional.            dos títulos públicos atualmente nego-     rentabilidade de 9,09%, equivalente a
       Como já sabemos, tais títulos, de      ciados em mercado. Mantém partici-        100,78% do Certificado de Depósito
    vencimentos mais longos, constituem-      pações em torno de 24% do total dos       Interbancário-CDI , com o Ativo Total
    se em instrumentos fundamentais para      investimentos em títulos privados e       atingindo, ao final de julho de 2006, a
    alongar o perfil dos investimentos da     63% em títulos públicos.                  cifra de R$ 6,779 milhões. ■



     PREVIRB TEM NOVA CONSELHEIRA

                                                                      N
                                                                                 o dia 6 de setembro de 2006, nas instalações
                                                                                 da Fundação, Aurea da Silva Cabral tomou
                                                                                 posse como conselheira efetiva no Conselho
                                                                      Deliberativo, indicada pelo Patrocinador-Fundador, em
                                                                      substituição a Maria das Dores Silva, cumprindo o
                                                                      restante do mandato que vai até 13/04/2009. A posse da
                                                                      nova conselheira foi dada por Manoel Morais de Araujo,
                                                                      titular da Diretoria de Infra-Estrutura do IRB-Brasil Re,
                                                                      área atualmente responsável pelos assuntos relaciona-
                                                                      dos à P R EVIRB.
                                                                          Em sua fala aos presentes à solenidade, a nova con-
                                                                      selheira agradeceu a confiança com que foi distinguida
                                                                      pelo IRB-Brasil Re, ao indicá-la para missão de tamanha
                                                                      complexidade, ressaltando que, para seu cumprimento,
                                                                      espera contar com o apoio dos integrantes da Diretoria
                                                                      Executiva, dos membros dos Conselhos Deliberativo e
                                                                      Fiscal e do corpo funcional da Fundação. 


2
 PATRIMÔNIO HISTÓRICO
DECRETO MUNICIPAL PRESERVA
PRÉDIO DO IRB-BRASIL RE                                                                   Curtas & Notas
                                                                                       • COMEMORAÇÃO DE ANIVERSÁRIOS. 2006 é o ano



P
        or meio do Decreto                                                             das idades marcantes das entidades ligadas ao IRB:
        nº 26.712, de 11 de                                                            50 anos da AFIRB, 15 anos do SINTRess e 19 anos
        julho de 2006, a
                                                                                       do GUIA. Todas comemoradas com muita alegria e
Prefeitura do Rio de Janeiro
                                                                                       entusiasmo.
determinou o tombamento pro-
visório do edifício João Carlos                                                        • ATUÁRIA E ESTATÍSTICA REFORÇADA. Contratado pela
Vital, sede do IRB-Brasil Re.                                                          P R EVIRB para o cargo de Analista de Atuária e

   Imponente e em perfeita                                                             Estatística, o atuário Roberto Otsuka dará suporte à

harmonia com a bela paisagem                                                           Diretoria Técnica nas atividades da área.
antevista em seus andares mais                                                         • EMPRÉSTIMO TEM PRAZO ALTERADO. Encaminhada
altos, o prédio do IRB é tão                                                           carta-circular aos participantes e assistidos, informando
grandioso que, para quem não                                                           que o prazo para recebimento das propostas de
se lembra, chega a ocupar três                                                         empréstimo foi alterado do dia 20 para o dia 15 de
ruas; e em cada lado uma                                                               cada mês.
marca registrada.
                                                                                       • CATÁLOGO DE CREDENCIADOS ON LINE. Está
   De valor arquitetônico e histórico, o prédio, construído pelos irmãos MMM
                                                                                       disponível na página do IRB na internet o catálogo de
no ano de 1941, é caracterizado pelo vão livre na entrada, pé-direito elevado,
                                                                                       credenciados do Plano de Assistência Médica. Acesso:
colunas soltas, jardins suspensos no último andar e as brises soleil, persianas ver-
                                                                                       www.irb.brasilre.com.br - serviços on-line - catálogo
ticais em concreto na lateral do prédio voltada para a Av. Churchil.
                                                                                       de credenciados
   Representativo do chamado “período modernista”, o edifício João Carlos
Vital é considerado um dos exemplos mais significativos do movimento da                • ANTECIPAÇÃO DO 13º SALÁRIO. O INSS antecipou a
nova arquitetura, deflagrado quando da visita de Le Cobusieur ao Rio de                metade do 13º Salário de 2006, que só seria pago em
Janeiro. Esse lírico e belo prédio foi considerado pela Enciclopédia Britânica,        dezembro, creditando o valor nas contas bancárias
em seu livro anual de 1945, uma das melhores construções da época. E foi               dos segurados. No caso dos aposentados integrantes
nesse prédio que se construiu, tijolo por tijolo, a história do resseguro no País,     do Convênio IRB X INSS, o crédito foi feito pelo IRB, no
da qual os irbiários de todos os tempos são os personagens principais.                dia 12/09/06.
                                                                                       • DAIEAWEB AUXILIA A FISCALIZAÇÃO. A partir de
                                                                                       julho/2006, o envio à SPC das informações sobre as

  RECADASTRAMENTO DO INSS                                                              aplicações financeiras passou a ser mensal e por plano
                                                                                       de benefícios – era trimestral e por entidade – em
   APOSENTADO / PENSIONISTA: NÃO PERCA A CHAMADA                                       arquivos com formato próprio para internet. O objetivo
                                              CONFIRA A TABELA:                        é imprimir mais transparência e dinamismo na super-



  E
        m caso de dúvida ou para                                                       visão da Secretaria de Previdência Complementar. Para
                                               FINAL DO NB    MÊS DO CENSO
        saber se o seu benefício                                                       o participante, nada foi alterado.
        foi selecionado para o
                                                 1            ABRIL✔                   • CAFÉ DA MANHÃ DE BOAS VINDAS. A Fundação
  censo, consulte a agência do
                                                 2            MAIO ✔                   apresentou o plano previdencial B aos mais novos fun-
  banco em que recebe o benefí-
  cio, ou a página da Previdência                3            JUNHO ✔
                                                                                       cionários do IRB-Brasil Re, admitidos em julho e
  Social na internet:                            4            JULHO ✔
                                                                                       agosto/06, com um gostoso café da manhã, no dia
                                                 5            AGOSTO ✔
  w w w. p r e v i d e n c i a . g o v. b r                                            11/08. O Diretor Técnico, Nelson Va rella, fez a
  (aposentados e pensionistas                    6            SETEMBRO      ✔
                                                                                       exposição para os futuros participantes.
  /censo previdenciário/consulta                 7            OUTUBRO
  de participação no censo/tira                  8            NOVEMBRO                 • GUIA SE APRESENTA NA SIPAT. Na XVI Semana
  dúvidas), ou ligue para o                      9            DEZEMBRO                 Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho, pro-
  PREVFone - 0800 78 0191.                       0            JANEIRO/2007             movida pela CIPA-IRB, aconteceu inédita participação
                                                                                       do GUIA, dando seu abalizado depoimento sobre
                                                                                       “como é ser idoso e seu compromisso com a vida”.
     ALGUNS DIREITOS GARANTIDOS AOS IDOSOS
              o dia 27 de setem-

    N         bro, homenagea-
              mos a 3ª Idade, a
    maravilhosa idade da sabe-
                                     • Direito à prestação alimentícia - Lei 10.406/02;
                                     • Direito à prioridade na tramitação dos processos
                                     judiciais - Lei Federal 10.173/01 - Lei Estadual
                                     2.078/93 - Lei Estadual 2.988/93;
                                                                                          duais, relativas à renovação da Carteira Nacional
                                                                                          de Habilitação - Lei Estadual 4.085/03;
                                                                                          • Gratuidade no transporte coletivo - Constituição
                                                                                          Federal - Lei Municipal 1.422/95;
    doria, das experiências vivi-
    das e do amor desprendido.       • Direito à prioridade no atendimento em ban-        • Direito ao tratamento especial no âmbito penal
                                     cos, concessionárias de serviços púbicos e órgãos    - DL 2.848/40 - Lei Federal 7.210/84;
    Idoso é quem tem o privilé-
                                     públicos - Lei Federal 10.048/00 - Lei Estadual      • Direito à reserva de assentos nos transportes
    gio de viver uma longa vida
                                     1.703/90 - Lei Estadual 2.157/93 - Lei Estadual      coletivos - Lei Federal 10.048/00;
    e conserva a capacidade de
                                     2.476/95 - Lei Estadual 3.301/99;
    sonhar, de aprender, de se                                                            • D i reito de preferência no recebimento de pre-
                                     • Direito ao desconto nos ingressos para espetácu-   catórios referentes a créditos de natureza alimen-
    exercitar e fazer planos. Para
                                     los em salas de propriedade do Estado e nos ci-      tícia - Constituição do Estado do Rio de Janeiro -
    o idoso a vida se renova a
                                     nemas localizados no Estado - Lei Estadual           Emenda Constitucional 21/01;
    cada dia que começa. O dia
                                     1.817/91 - Lei Estadual 2.454/95;
    de hoje é o primeiro do resto                                                         • Direito à entrada gratuita nos estádios e ginásios
                                     • Cria a Delegacia Especial de Atendimento às        oficiais e em museus e casas de cultura de pro-
    de sua vida e não o último
                                     Pessoas da Te rceira Idade - Lei Estadual            priedade do Estado - Lei Estadual 1.833/91 - Lei
    de uma longa jornada; o ca-
                                     2.200/93;                                            Estadual 2.562/96 - Lei Estadual 2.796/97 - Lei
    lendário está repleto de
                                     • Institui a Defensoria da Pessoa Idosa - Lei        Estadual 23.557/97;
    amanhãs...
                                     Estadual 3.084/98;                                   •  Concede isenção de pagamento de taxa de
    Que você, quando idoso,
                                     • Concede redução de 50% no preço do ingresso        incêndio - Lei Estadual 3.686/01;
    viva uma vida longa, mas
                                     de eventos culturais, promovidos ou apoiados pela    • Concede isenção de IPTU ao contribuinte maior
    que nunca fique velho.
                                     P refeitura Municipal aos maiores de 65 anos de      de 65 anos com renda mensal de até 3 salários-
                                     idade - Lei Municipal 1.339/94;                      mínimos, titular de um único imóvel, utilizado
       S.O.S. Idoso (denúncias)      • Concede isenção do pagamento de taxas esta-        para sua residência - Lei Municipal 1.702/98
                0800 - 220008




     SISBEX EM FASE DE IMPLANTAÇÃO
    SISTEMA PERMITE TRANSPARÊNCIA E SEGURANÇA NAS OPERAÇÕES
    DE COMPRA E VENDA DE ATIVOS

    A       PREVIRB deu início, em 30 de
            junho de 2006, ao processo de
            inscrição junto à Câmara de
    Liquidação e Custódia, para a utilização
                                                 fazem parte da Política de Investi- preços gerados dinamicamente pelo sis-
                                                 mentos aprovada.                      tema.
                                                 As ferramentas de que o SISBEX dispõe Permite, ainda, que o administrador
                                                 permitem efetuar o gerenciamento e credenciado pela Fundação cadastre os
    do Sistema de Negociação de Títulos          controle de risco das mesas de opera- operadores e atribua autorizações e
    Públicos e Outros Ativos-SISBEX na           ções das instituições participantes, limites operacionais correspondentes,
    administração de investimentos.              assim como dar suporte aos procedi- designando-lhes senhas individuais.
    SISBEX é um sistema de negociação e          mentos de liquidação. Em função disto            Os equipamentos já foram instalados e
    registro eletrônico, onde são realizadas     e das garantias depositadas, as negocia-         os funcionários já passaram pelo treina-
    operações de compra e venda, à vista ou      ções nessa plataforma atribuem maior             mento inicial, preparando-se para a
    à termo, opções e futuros, e operações       segurança às operações realizadas. Pa r a-       próxima fase, que objetivará a familiari-
    compromissadas de uma grande varie-          lelamente, os negócios realizados nesse          zação com os programas, através de
    dade de ativos, com ênfase em títulos        ambiente se revestem de elevado grau             treinamento em ambiente de simu-
    públicos. No caso da PREVIRB, a parti-       de transparência, em função da existên-          lação, antes de adotá-los, efetivamente,
    cipação ficará restrita às operações que     cia de rodas de negociações e leilões de         nas rotinas internas. ■


4
 SPC APROVA ALTERAÇÕES NOS REGULAMENTOS
         Secretaria de Previdência Com-                     cipante se desliga da patrocinadora, mas           suas contribuições e as da patrocinadora.

A        plementar aprovou, através das
       Portarias nºs 627 e 628, de
24/08/2006, as alterações feitas nos regu-
                                                            ainda não faz jus a benefício.
                                                                Esse participante pode optar por res-
                                                            gatar as contribuições que fez, transferir
                                                                                                                   As condições para o exercício dessas
                                                                                                               opções – carências e outros requisitos –
                                                                                                               estão explicitadas nos novos regulamentos,
lamentos dos planos previdenciais A e B                     seus recursos acumulados – incluindo as            que já estão disponíveis na página da
da PREVIRB, a fim de adequá-los à reso-                     contribuições da patrocinadora – para               PREVIRB, na internet: www.previrb.com.br,
lução CGPC nº 06, que regulamentou os                       outra entidade (portabilidade), deixar sua         selecionando “Estatuto e Planos”.
institutos de resgate, portabilidade, benefí-               poupança na Fundação até que tenha o                   A reimpressão dos regulamentos está
cio proporcional diferido (BPD) e autopa-                   direito a receber o benefício (BPD) ou se          sendo providenciada, para oportuna dis-
trocínio, isto é, as opções nas quais o parti-              tornar autopatrocinado, arcando com as             tribuição aos participantes e assistidos. 




    FAT O R E L E VA N T E
   FALANDO DE SUPERÁVITS E DE SUA UTILIZAÇÃO COM RESPONSABILIDADE
   O que significa para os participantes e assistidos da PREVIRB saber que a sua Fundação apresenta um
   superávit superior a R$ 120 milhões? De que forma essa situação poderia beneficiá-los?

                   uitos acham que um montante              do que a utilização de superávit com finali-         Além desses, não podemos deixar de

    M              dessa ordem deveria ser utilizado
                   para aumentar o valor dos benefí-
    cios dos assistidos e reduzir a taxa de con-
                                                            dade de melhoria de benefício e/ou redução
                                                            de taxas só pode ocorrer se, antes:
                                                            • tiverem sido satisfeitas as exigências regu-
                                                                                                             mencionar o aumento efetivo da expectativa
                                                                                                             de vida do brasileiro, fenômeno que pode vir
                                                                                                             a provocar o alongamento dos compromis-
    tribuição dos ativos. É preciso, no entanto,            lamentares relativas ao plano de benefício; e    sos previdenciais da Fundação. Isso porque
    estar atento para os riscos a que poderiam                                                               as bases técnicas em que se apóiam as
                                                            • houver sido constituída a reserva de con-
    ficar sujeitos os integrantes da Fundação –                                                              avaliações atuariais, dentre elas a sobre-
                                                            tingência (cujo valor é limitado a 25% das
                          s,
    p a t ro c i n a d o re participantes ativos e assis-                                                    vivência do grupo de participantes, devem
                                                            reservas matemáticas); havendo excedente,
    tidos – caso viesse a se configurar uma si-                                                              ser revistas de tempos em tempos, para
                                                            este seria utilizado para constituir reserva
    tuação de déficit. Pela lei, obrigatoria-                                                                segurança dos planos.
                                                            especial para revisão do plano, situação que
    mente, todos seriam chamados a pagar
                                                            não ocorreu até o momento.                           Para ter uma idéia de como esse fenô-
    contribuições extras, para o equaciona-
                                                                 É muito provável que, pelos próximos 40     meno vem se refletindo nos números da
    mento desse déficit, até que os planos de
    benefícios voltassem a ficar ajustados atua-            ou 50 anos, ainda estejam sendo pagos            Fundação, a substituição, no ano de 2004,
    rialmente aos ativos financeiros que lhes               benefícios de aposentadoria, fato que nos        da tábua de mortalidade AT49 pela AT83 –
    dão cobertura.                                          mostra a necessidade de a Fundação pro c u-      essa última considerada mínima, hoje, pela
                                                            rar continuamente maximizar os seus resul-       legislação em vigor – provocou um aumento
        Ora, então seria razoável imaginar que,
                                                            tados, mantendo nível de superávit con-          de cerca de R$ 140 milhões nas reservas
    na situação inversa, o superávit, ou parte
                                                            f o rtável que permita viabilizar o cumprimen-   matemáticas, reduzindo nosso superávit
    dele, fosse também distribuído entre seus
                                                            to de seus compromissos com os assistidos.       nesse mesmo montante.
    participantes e assistidos... mas o que pode-
    ria ocorrer se a cada superávit fosse dado                  É importante salientar que os planos              Há, também, uma outra questão que
    esse tratamento? Certamente aumentaria a                de benefícios, como os da PREVIRB, estão         apresenta grande influência nos resultados,
    probabilidade de ocorre rem situações                   sujeitos a uma série de obstáculos, alguns       que é a taxa de juros adotada. Hoje, a legis-
    deficitárias, podendo-se concluir que essa              deles de difícil superação, como, por            lação estabelece como máxima a taxa de
    medida, no final das contas, não estaria                exemplo, as constantes modificações das          j u ros de 6% a.a, mas a expectativa é de que,
    beneficiando a ninguém.                                 normas da previdência complementar e             mais cedo ou mais tarde, essa taxa venha
        E, com essa preocupação e nesse con-                das regras e procedimentos do INSS, as           ser reduzida. Esse fato também acarre t a r i a
    texto, a legislação procurou dar uma desti-             revisões de planos de cargos e salários,         aumento das reservas matemáticas, pois
    nação ao resultado superavitário das fun-               das tabelas de funções comissionadas e           quanto menor for essa taxa, maior será o
    dações, justamente com o propósito de pro-              das regras de pro g ressão funcional e das       impacto nos resultados, podendo ocorre r,
    teger participantes e assistidos, determinan-           crises cíclicas da atividade econômica.          inclusive, situação indesejável de déficit.
   CORPO & MENTE
              HIDROGINÁSTICA NA MELHOR IDADE
                       Fábio Hervê, professor de Hidroginástica da Academia Djan Madruga


           o processo natural de envelhecimento,

N          ocorre uma mudança do sistema neuro-
           muscular, que sofre depressão do meta-
bolismo. As fibras nervosas perdem sua mielina,
                                                         Veja os benefícios que o aluno da Melhor Idade terá:
                                                         • Aumento da capacidade respiratória em até 30%;
                                                         • O volume sistólico e diastólico do coração é maior, melhorando a capacidade
responsável pela velocidade de condução do estí-         cardíaca;
mulo nervoso, causando lentidão nos movimen-             • Diminuição do envelhecimento das artérias, prolongando a vida;
tos diários. A força diminui cerca de 20% aos 50         • Aumento em 200% da resistência muscular localizada;
anos, quando comparada com a de alguém com
                                                         • Melhoria da estética;
25 anos. Ocorre uma considerável perda de
                                                         • Diminuição do peso corporal e da ansiedade;
massa óssea e há uma diminuição dos espaços
                                                         • Desaparecimento de doenças crônicas como coronarianas, diabetes,
intradiscais, causando dores na coluna vertebral.
                                                         hipertensão arterial, osteoporose e depressão;
Depois dos 30 anos, a capacidade respiratória
regride 10% por década.                                  • A água reduz o impacto nas articulações e a força da gravidade. A pressão
                                                         da água reduz inchaços, facilitando os movimentos e tornando a atividade
   Hoje, encontramos um grande número de pes-
                                                         física prazerosa;
soas que buscam uma nova estratégia para driblar,
                                                         • Melhoria no funcionamento dos sentidos;
de forma agradável, as reações negativas desta
                                                         • O ambiente da aula combate a solidão, favorecendo a socialização entre pes-
fase, praticando uma atividade sem impacto arti-
                                                         soas da mesma faixa etária. As aulas podem ser não só divertidas e cheias
cular e eficaz, conhecida e famosa por seus resul-
                                                         de incentivos, mas também uma fonte para uma séria de benefícios físicos,
tados benéficos: a hidroginástica. Pratique
                                                         principalmente, a qualidade de vida, implementando uma visão geral de
hidroginástica e seja mais um vencedor da                viver “feliz para sempre ” .
Melhor Idade. 



                 2007 É ANO DE ELEIÇÕES NA PREVIRB
                                        s primeiros meses de 2007 serão movimentados

                               O        pelo processo de eleição para ocupar o cargo de
                                        membro dos Conselhos Deliberativo e Fiscal da
                                  PREVIRB, atendendo à exigência legal de renovação par-
                                                                                                    VOCÊ JÁ PENSOU EM SE
                                                                                                    CANDIDATAR A
                                                                                                    CONSELHEIRO
                                   cial dos integrantes desses colegiados. Serão eleitos qua-       DA PREVIRB?
                                   tro membros do Conselho Deliberativo (2 titulares e 2            Você poderá ser integrante do
                                   suplentes) e dois membros do Conselho Fiscal (1 titu-            Conselho Deliberativo, que é o
                                   lar e 1 suplente). Os novos Conselheiros terão mandato           ó rgão máximo da PREVIRB, ou
                                   de 4 anos e tomarão posse em abril/2007. Tomarão                 do Conselho Fiscal, responsável
posse, também, na mesma data, 2 membros do Conselho Deliberativo e 2 membros do                     por fiscalizar as contas da enti-
Conselho Fiscal (1 titular e 1 suplente), representantes do Patrocinador nos Colegiados.            dade.
                                                                                                    A g u a rde as novidades na pró-
Renovação parcial dos Conselhos: entenda por que                                                    xima edição deste inform a t i v o
                                                                                                    sobre o processo eleitoral do
A cada dois anos, os Conselhos Deliberativo e Fiscal passam por uma renovação parcial.              próximo ano e as normas para
Parte de seus integrantes é alterada, tanto pelo voto dos participantes quanto pela indicação       as candidaturas.
da Patrocinadora. Isso acontece porque, conforme as Leis Complementares 108 e 109, que              A sua participação é fundamen-
regulamentam a previdência complementar, o fim dos mandatos dos componentes desses                  tal nesse processo democrático!
órgãos não pode ser simultâneo, a fim de evitar descontinuidade na condução da entidade.
    PLANOS PREVIDENCIAIS A E B
   INSCRIÇÃO DE DEPENDENTES JUNTO AO INSS - PENSÃO POR MORT E
   Na seqüência das edições anteriores, as informações extraídas do site da Dataprev, sobre a inscrição de dependentes.

   CATEGORIA DO DEPENDENTE: IRMÃO (Ã)
   O(a) segurado(a) pode inscrever seus dependentes, quando possível, no ato de sua inscrição, junto à Agência da
   Previdência Social. É aceita procuração específica para este fim, onde conste identificação do segurado e do dependente.

   Documentos necessários:                            Formulário: Declaração de Dependentes,            • Procuração ou fiança reciprocamente outorgada;
   • Certidão de nascimento do (a) segurado (a) e     Dependência Econômica e Inexistência de           • Conta bancária conjunta;
   do dependente;                                     Dependentes Preferenciais (disponível no site
                                                                                                        • Registro em associação de qualquer natureza
                                                      da Previdência Social e nas agências do INSS)
   • Documento de identificação do dependente;                                                          onde conste o interessado como dependente
                                                      Para comprovar a dependência econômica,           do segurado;
   • Comprovante de invalidez atestada através de
                                                      devem ser apresentados cópia e original de, no
   exame médico-pericial a cargo do INSS, para                                                          • Apólice de seguro da qual conste o segurado
                                                      mínimo, três dos seguintes documentos, con-
   os maiores de 21 (vinte e um) anos de idade;                                                         como instituidor do seguro e a pessoa intere s-
                                                      f o rme o caso:
   • Carteira de Trabalho e Previdência Social do                                                       sada como sua beneficiária;
                                                      • Declaração de Imposto de Renda do segu-
   segurado;                                                                                            • Ficha de tratamento em instituição de
                                                      rado, em que consta o interessado como seu
   • Documento de Cadastramento do                                                                      assistência médica da qual conste o segurado
                                                      dependente;
   Trabalhador/Contribuinte Individual - DCT/CI, no                                                     como responsável;
   caso de segurado especial;                         • Disposições testamentárias;
                                                                                                        • Escritura de compra e venda de imóvel pelo
   • Comprovante de Inscrição de Contribuinte         • Anotação constante na Carteira Profissional -   segurado em nome do dependente;
   Individual - CICI ou DCT/CI e carnês ou guias de   CP e/ou na Carteira de Trabalho e Previdência
                                                                                                        • Quaisquer outros documentos que possam
   recolhimento do segurado contribuinte indivi-      Social - CTPS, feita pelo órgão competente;
                                                                                                        levar à convicção do fato a comprovar.
   dual, doméstico e facultativo;                     • Declaração especial feita perante tabelião
                                                                                                        Atenção: A apresentação do CPF é obrigatória
   • Certificado do Sindicato dos Trabalhadores       (escritura pública declaratória de dependência
                                                                                                        para o requerimento dos benefícios da
   Avulsos ou do Órgão Gestor de Mão-de-obra,         econômica);
                                                                                                        PREVIDÊNCIA SOCIAL.
   no caso dos trabalhadores avulsos;                 • Anotação constante de ficha ou Livro de
                                                                                                        Caso não possua o Cadastro de Pessoa Física -
   • Comprovante de recebimento de aposentado-        R e g i s t ro de empre g a d o s ;
                                                                                                        CPF, providencie-o junto à Receita Federal, Banco
   ria, se for o caso;                                • Prova de mesmo domicílio;                       do Brasil ou Empresa de Correios e Telégrafos -
   • Declaração de não emancipação para o menor       • Prova de encargos domésticos evidentes e        ECT e apresente-o à Previdência Social no prazo
   de 21 (vinte e um) anos de idade, pelo (a) segu-   existência de sociedade ou comunhão nos atos      máximo de até 60 dias após ter requerido o bene-
   rado (a).                                          da vida civil;                                    fício, sob pena de ter o benefício cessado. 



       EDUCAÇÃO FINANCEIRA É RESPONSABILIDADE SOCIAL
       acilidades de crédito impulsionam o            sidade de pegar o empréstimo e quanto isso         Essa é a maneira mais racional para se atin-

F      consumo e a economia do país. Assim
       foi em outras nações mais desenvolvi-
das, assim é no Brasil. Contudo, a adoção
                                                      representará do seu orçamento familiar.
                                                      Existem situa-ções que tornam o endivida-
                                                      mento inevitável como problemas de saúde,
                                                                                                         gir o equilíbrio desejado. Obviamente,
                                                                                                         aqueles que se encontram em dia com seus
                                                                                                         compromissos financeiros também podem
da educação financeira como parte de pro-             porém, verificamos que a maior parte das           fazer uso dessa estratégia, como forma de
gramas e projetos sociais desenvolvidos por           pessoas está fazendo uso desses recursos sem       acumular recursos para investimentos.
empresas e, principalmente, pelos Fundos              qualquer análise crítica ou responsabilidade,      Crie metas para você e sua família, informe-
de Pensão, tem mostrado a importância                 comprometendo o equilíbrio financeiro de           se e estude a melhor maneira de motivar
dessa assistência social aos aposentados que          suas famílias. Segundo o IBGE, o Brasil tem        uma mudança de comportamento que evite
fizeram uso do empréstimo consignado e,               hoje 42 milhões de famílias com endivida-          desperdícios no consumo de produtos e
hoje, encontram-se com dificuldades de sal-           mento crônico. O que é isso? O indivíduo           serviços. Garanta um futuro melhor para
dar outros compromissos financeiros que não           só sobrevive através da rolagem de suas dívi-      todos. Adote em casa a mesma Respon-
passam pelo desconto em folha.                        das, atingindo um total desequilíbrio finan-       sabilidade Social que você cobra das empre-
Qual seria a solução? Outro financiamento?            ceiro com conseqüências diretas sobre seu          sas, certamente, “a vida vai melhorar”.
Pedir dinheiro emprestado a um amigo ou               comportamento no lar e no trabalho.
parente? Atrasar contas ou pagar a fatura do          Quem passa por um momento de “estresse                    Artigo de Edmilson Loureiro de Lyra
cartão de crédito pelo valor mínimo? Não.             financeiro” tem que diminuir desperdícios                Presidente da Associação Brasileira de
                                                                                                                        Educacão Financeira-ABEF
Antes de tudo se deve analisar a real neces-          e buscar alternativas de trabalho e renda.

                                                                                                                                                            7
     NÚMEROS EM RESUMO                                                                          agosto/2006
    QUADRO DE PA RTICIPANTES                             BENEFÍCIOS ( R$ mil )                                     CONTRIBUIÇÕES ( R$ mil )

                                Plano A   Plano B                                     Plano A    Plano B              Plano A                                                 489

    Ativos                      227       239              Aposentadoria              2.605          -                Plano B                                                 329

    Autopatrocinados                 1     64              Pensão                     188            -
    Saldados                    139             -          Pecúlio                    50             -
    Aposentados              1.231              -          Resgate                     -             4
    Pensionistas                311             -



                                                               GOZANDO A VIDA
                                                                NOVOS APOSENTADOS DA PREVIRB:
                                                                              JULHO 2006
                                                                                   Dalva Regina da Silva Valle
                                                                                   Gilberto de Oliveira Tebaldi
                                                                                   José Carlos da Silva Zaupa
                                                                                   Maria Helena Alvarenga Passos
                                                                                   Ronaldo Coelho Albernaz
                                                                              AGOSTO 2006
                                                                                   Angela Mª Saavedra N. Pereira
                                                                                   Conceição Gomes Salgado
                                                                                   Consuelo Maria Terra Marins
                                                                                   Diamantino Figueiredo Mota
                                                                                   Leila Lopes Guimarães




                                                          FALECIMENTOS
                                                           A d a l b e rto Ramos                                   Elza Lopes Barroso
                                                           Anayde Ribeiro Bastos Erthal                            Maria Lopes de Carvalho
                                                           Aristeu Siqueira da Silva




                                                                                                      PUBLICAÇÃO TRIMESTRAL DA FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA DOS
                                                                                                        SERVIDORES DO IN S T I T U TO DE RESSEGUROS DO BRASIL
                                                                                                           Ano XIX • Nº 51 • Ju l h o / A g o s t o / S e t e m b r o
     NOVOS PARTICIPANTES DA PREVIRB                                                                              de 2006 • 2.500 exemplares
                                                                                                                          S U P E R I N T E N D E N T E GE R A L :
     PLANO PREVIDENCIAL B                                                                                                  Maria das Dores Silva
                                                                                                                            DIRETORA FINANCEIRA:
                                                                                                                      Regina Lúcia da Silva Ribeiro
      Carina Silva D'Almeida Cardoso                Mauro Ribeiro de Castro
                                                                                                                               DI R E TO R T É C N I C O :
      Carlos Vinicius Simonini de O. Coutinho       Patrícia Colcher de Carvalho                                         Nelson da Silva Va r e l l a
      Cláudio Mendonça de Alencar Mattos            Paula Martignoni                                        P R O G R A M A Ç Ã O VI S UA L , ART E E I L U S T R A Ç Ã O :
                                                                                                                   A 4 Mãos Comunicação e Design
      Cristina Mainardi Silva                       Priscila Kelly Carvalho Sabino
                                                                                                                              REDAÇÃO E EDIÇÃO:
      Gilberto de Oliveira Tebaldi                  Rachel Mercedes Penha de Castro                              Maria da Conceição Soares da Silva
      Harlei Coelho da Silveira                     Roberto Antonio Pereira Otsuka                                                      GRÁFICA:
      Igor Barreto Faissal                          Viviane Cesar Teixeira                                                  ZIT Gráfica e Editora .
      José Roberto Ferreira da Silva                                                                Endereço P R EV I R B: Av. Marechal Câmara 160 / 16º andar
                                                                                                         Castelo • Rio de Janeiro • CEP 20020-080 • RJ
                                                                                                          Tel.: (21) 2532-3256 • Fax: (21) 2262-0209
                                                                                                                 e-mail: previrb@previrb.com.br


8

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:2
posted:6/11/2012
language:
pages:8
censhunay censhunay http://
About