Teoria das Elites by 98410r3G

VIEWS: 69 PAGES: 12

									Teoria das Elites

                 - Gaetano Mosca
                 - Vilfredo Pareto
                 - Robert Michels




                Desenvolvido por Laila L. F. Poppe
Elite: grupo social superior

   Teoria das Elites:

        Existência de uma “nata” de pessoas
        dirigentes, representativas de uma
        minoria, destinadas a liderança
  “Em qualquer sociedade, grupo, época ou
 lugar haverá sempre uma elite que por seus
dons, competências, e recursos terminará por
    se destacar, deter o poder e dirigir uma
                   minoria”


(Grynszpan, Mario. Ciência, política e trajetórias sociais: uma sociologia
histórica da teoria das elites. Rio de Janeiro: Editora FGV, 1999. 256p. )
Gaetano Mosca

   Havia sempre duas classes de pessoas
                  Dirigidas e Dirigentes
   Distinção entre elas: organização
   Dirigentes destacavam-se por possuir atributos
    valorizados em termos sociais:
                     - Força Física
                     - Contato com divindades
                     - Saber
                     - Riqueza (...)
Eleitor optava sempre por um conjunto de
candidatos promovidos por grupos:
                representante se impunha


   Classe dirigente não se sustentava no poder
    apenas na base da força:
                Devia ter algum princípio


             Religioso                 Legal
                            Moral
    Enxergava importância na democracia: princípios
    de igualdade entre homens e soberania popular
    não eram possíveis na prática



   Tendência Democrática: Forma de renovar
    dirigente
                 Essencial para o progresso
    das sociedades (impede a “ossificação”)
Vilfredo Pareto

   Existe em todas as esferas indivíduos que se
    destacam dos demais (qualidades superiores)

   As elites não são eternas: Existe uma renovação
           “Circulação das Elites”

   Quando cessa a circulação acontece a
    degeneração da elite: Elite com elementos de
    qualidade inferior
Homens não estão igualmente
distribuídos na escala social:



                    Pequena minoria




                         Alguns intermediários



                              Grande maioria
      “ O Caráter da elite que define a
          qualidade da sociedade”

   Numa Sociedade Ideal a circulação das
    elites garantiria que os mais aptos
    chegassem ao topo, pelas capacidades

                   Sociedade Ideal NÃO existe

   Princípios de seleção não ocorrem
    exclusivamente pela competência.
                  Exemplo: Hereditariedade
Robert Michels

   Democracia como principal objeto de
    preocupação
                Não se concebe democracia
                sem organização

   Haverá sempre quem detenha mais poder que
    a maioria: é inerente a organização social
Lei de Ferro da Oligarquia


 “ A organização é a fonte de onde nasce a
 dominação dos eleitos sobre os eleitores,
 dos mandatários sobre os mandantes, dos
 delegados sobre os que delegam. Quem diz
 organização diz oligarquia”
   Lideres devem responder pelos anseios dos
    liderados, porém fazem valer interesses
    próprios
                 Sempre os líderes, nunca as
                 massas exercem o poder



                  Tendência Intrínseca

								
To top