Mapeamento de Processos Parte II - Nota��es: BPMN Elementos

Document Sample
Mapeamento de Processos Parte II - Nota��es: BPMN Elementos Powered By Docstoc
					    Mapeamento de Processos

    Parte II - Notações: BPMN

Elementos básicos de um Diagrama
de Processos de Trabalho em BPMN


             SEPLAN
              2010
Elementos básicos de um Diagrama de Processos de Trabalho em
BPMN




 Nesta parte do curso vamos aprender quais são os elementos básicos
 propostos pela notação BPMN para modelar um processo de Trabalho.
O que é BPMN

• BPMN define um Diagrama de Processos de Trabalho (Business Process Diagram = BPD)
baseado na técnica de flowchart ou diagrama de fluxo.


• Um BPD é um diagrama desenhado para representar graficamente a sequência de todas
as atividades que ocorrem durante um processo.
O que é BPMN

• Esse diagrama é utilizado pelos analistas de processos, que desenham, controlam e
gerenciam os processos.


• BPMN está desenhado para cobrir diferentes tipos de mapeamento de processos e permitir
a criação de um processo de trabalhos end-to-end.


• Um BPD pode conter vários processos.
Tipos básicos de mapeamento de processos BPMN

 • BPMN propõe 3 tipos básicos de mapeamento de processos:
Exemplos de tipos básicos de mapeamento de processos




 Vamos ver exemplos dos 3 tipos básicos de mapeamento de processos
 descritos anteriormente.
Processo de Negócios Interno (Privado)
 Neste exemplo podemos visualizar um processo de trabalho interno (privado), onde se
 observa o processo em detalhe, visualizando passo a passo cada uma das suas atividades.
Processo de Trabalho Abstrato (Público)
 Neste diagrama podemos visualizar a interação entre um processo de negócio interno
 (privado), que seria o de compras, e um processo abstrato (externo), que seria o do
 fornecedor.
Processo de Negócios Abstrato (Público)

 Nele somente são representados os pontos de contato entre o processo interno com o
 externo. Neste caso, o processo abstrato estaria representado pelo pool fornecedor, onde
 não estão se veem detalhes das atividades do processo.
Processo de Negócios Colaborativo
 Neste diagrama podemos observar um exemplo de processo colaborativo, onde se
 demonstra a interação entre um processo interno (compras) e um processo externo ao
 negócio.
Processo de Trabalho Colaborativo

 A diferença em relação ao tipo anterior, é que neste caso se diagramam algumas atividades
 do processo externo, que é o processo do fornecedor.


 Também se representam aqueles pontos de contato entre os participantes, através de
 mensagens. Neste tipo, diferentemente do anterior, elas se conectam diretamente às
 atividades do fluxo e não aos limites do pool.
Elementos básicos de um BPD

 Agora vamos conhecer os elementos básicos para a diagramação de processos.


 Esse diagrama provê um conjunto de elementos classificados em quatro categorias básicas,
 que permitem facilmente diagramar e entender um processo de negócio:


          • Objetos de Fluxo


          • Objetos Conexão


          • Artefatos


          • Swimlanes
Objetos de Fluxo

 BPMN provê 3 tipos de figuras básicas com objetos de fluxo:




 Categoria         Descrição                              Tipos

                                                          Atividades


                   São os principais elementos gráficos
 Objetos de                                               Eventos
                   para definir o comportamento do
 Fluxo
                   processo de trabalho.
                                                          Gateways
Atividades

 Uma atividade é um passo dentro do processo. Representa o trabalho realizado dentro de
 uma organização e consome recursos, como tempo e custos.




 As atividades são representadas por retângulos com os cantos arredondados.
Gateways

Os gateways são elementos utilizados para controlar os pontos de divergência e
convergência do fluxo, tais como as decisões, as ações em paralelo e os pontos de
sincronização do fluxo.




Os gateways são representados por losangos. As anotações no interior do losango indicam
o tipo e o comportamento do gateway.
Eventos

 Os eventos representam algo que ocorre ou pode ocorrer durante o decorrer de um
 processo.




 Os eventos afetam o fluxo do processo e usualmente tem uma causa ou um resultado.
 Um evento pode iniciar um processo, interromper um processo ou uma atividade, parar o
 processo ou finalizá-lo.
Eventos

 Existem 3 tipos de eventos, baseados em como afetam o fluxo.



               Eventos de Início: indicam quando se instancia um processo.




               Eventos Intermediários: ocorrem durante o transcurso de um processo, ou
               seja, entre o início e o fim.




               Eventos de Fim: indicam quando finaliza-se um processo.
Elementos básicos de um BPD

 Neste processo exemplificativo podemos visualizar as figuras anteriormente descritas.
Elementos básicos de um BPD

 Temos o elemento início do processo, seguido das atividades do processo, o gateway, que
 neste caso representa uma decisão exclusiva (onde o fluxo pode tomar apenas um caminho
 dentro os dois possíveis) e o elemento de fim do processo, que neste caso indica que ele foi
 completado satisfatoriamente.
Objetos de Conexão

 BPMN provê 3 tipos de figuras básicas com objetos de conexão:




 Categoria        Descrição                             Tipos

                                                        Linhas de sequência



 Objetos de       Os objetos do fluxo se conectam       Linhas de mensagem
 Conexão          entre si por meio dos conectores

                                                        Associações
Fluxos de sequência

 Para conectar as figuras básicas, usamos os fluxos de sequência. Eles representam o
 controle do fluxo e a sequência das atividades.




 Indica que a atividade B só inicia quando a atividade A finaliza.
 São utilizados para representar a sequência dos objetos do fluxo (as atividades, os
 gateways e os eventos).
Linhas de Mensagem

 Como vimos, as linhas de mensagem representam a comunicação existente entre dois
 processos (pools).


 Representam as possíveis mensagens que se podem trocar entre processos, tais como:
 requerimentos, respostas, eventos que podem modificar o processo etc.


 Representam sinais ou mensagens, não fluxos de controle.


 Portanto, nem todas as linhas de mensagem se cumprem para cada instância do processo e
 tampouco se especificam uma ordem para as mensagens.
Linhas de Mensagem
Podem haver linhas de mensagem conectadas diretamente às atividades, representando os
fluxos de mensagens entre dois processos internos, ou entre um processo interno e outro
externo, como se mostra neste diagrama.
Linhas de Mensagem
Também podem haver linhas de mensagem conectadas diretamente aos limites de um pool,
representando os fluxos de mensagens entre um processo interno e um processo abstrato
(caixa preta), como se mostra neste diagrama.


Obs.: Não podem haver
linhas de mensagem
dentro de um mesmo
pool.
Categoria Swimlanes

 BPMN provê 2 tipos de figuras básicas como swimlanes:




 Categoria        Descrição                              Tipos


                                                         Pool


                  São utilizados para organizar as
                  atividades do fluxo em diferentes
                  categorias visuais que representam
 Swimlanes                                               Lanes
                  áreas funcionais, papéis,
                  responsabilidades, entidades ou
                  processos
Pools
 Agora vamos conhecer os Pools. Um pool é um contêiner de um único processo.




 No exemplo, um processo de trabalho interno (privado) está contido em um pool. O nome do
 pool deve ser o nome do processo.
Pools

 Como se mencionou anteriormente, um BPD pode conter vários processos de trabalhos,
 internos ou externos, o que significa que um BPD pode conter vários pools.


 Se um BPD só contém um único pool, seu desenho é opcional. Entretanto, implicitamente
 sempre existe pelo menos um pool no processo.
Pools
 Como vimos antes, para representar a sequência das atividades de um processo utilizam-se
 os fluxos de sequência.


 BPMN estabelece que os fluxos de sequência não podem cruzar os limites de um pool.
 Portanto, para representar as interações entre diferentes processos ou entidades se utilizam
 as linhas de mensagem.
Pools




 Um processo abstrato (externo) pode ser diagramado como um pool vazio, com os pontos
 de contato nos limites do pool.
Lane

É uma subdivisão de um pool, normalmente representando um papel ou uma área
organizacional.
Artefatos

 Adicionalmente, BPMN estabelece um conjunto de figuras com o fim de proporcionar
 informações complementares sobre o processo.


 Essas figuras estão classificadas na categoria Artefatos.


      •São utilizados para proporcionar informações adicionais sobre o processo.
Objetos de Artefatos

 BPMN provê 3 tipos de figuras básicas como artefatos:


   Tipos                               Descrição


   Objetos de Dados                    Proveem informações sobre as entradas e
                                       saídas de uma atividade.


   Anotações                           Permitem agregar informações adicionais
                                       sobre o processo.


   Grupos                              São mecanismos visuais que permitem
                                       agrupar as atividades, com fins de
                                       documentação ou análise.
Artefatos – Objetos de Dados

 Os Objetos de Dados se podem associar diretamente às atividades ou ao fluxo de
 sequência utilizando um tipo de conector chamado Associação.
Artefatos – Objetos de Dados
 Neste exemplo podemos visualizar um objeto de dados entrando na atividade “Receber
 reclamação”, então utilizamos uma associação com a seta que indica que o objeto está
 entrando na atividade.




 Podemos também observar outro objeto de dados saindo da atividade “Responder
 reclamação”, onde a flecha da associação indica que o objeto de dados está saindo.
Artefatos – Objetos de Dados

 Quando se associam Objetos de Dados aos fluxos de sequência, não se representam as
 setas, pois não se define se eles entram ou saem.
Artefatos – Anotações

 Neste outro diagrama podemos observar as anotações. Estas permitem agregar
 informações ao processos que se consideram relevantes para seu entendimento.


 Igualmente, se ligam às atividades por meio do tipo de conector denominado Associação.
Artefatos – Grupos
 Neste outro diagrama podemos observar um grupo, que contém as atividades prévias ao
 estudo de crédito.




 Recordando: Grupos são mecanismos visuais que permitem agrupar as atividades, com fins
 de documentação ou análise, mas não afetam a sequência do fluxo.
Secretaria de Planejamento e Gestão
         SEPLAN - 2ª Divisão




                       Contatos:(61)3316-7343
                                (61)3316-7651

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:210
posted:5/23/2012
language:Portuguese
pages:38