APURA��O DO IRPJ EC SLL LUCRO REAL EP RESUMIDO

Document Sample
APURA��O DO IRPJ EC SLL LUCRO REAL EP RESUMIDO Powered By Docstoc
					     APURAÇÃO DO IRPJ E CSLL LUCRO REAL E PRESUMIDO



                           INDICE GERAL

1 - PARA QUE SERVE A PLANILHA                                     02

2 - CARACTERISTICAS GERAIS                                        03

3 - MODULOS DA PLANILHA                                           04

4 - DETALHAMENTO DOS MODULOS                                      07

  A – Inicio                            07
  B – Lucro Real                        08
  C – Lucro Presumido                   13

5 – DUVIDAS e SUGESTOES                                           14




           Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006        1
                     Email: ca_nascimento@oi.com.br
            PARA QUE SERVE O CONJUNTO DE PLANILHAS E MACROS
Esta planilha foi desenvolvida para auxiliar a contabilidade na apuração do Imposto de renda
Pessoa jurídica e a Contribuição Social pelo lucro real/ estimado e Presumido, bem como no
acompanhamento dos incentivos fiscais, distribuição de juros s/ capital próprio, Pat, e Outros.
Ajudando num Planejamento fiscal melhor.

A alocação dos valores é feita com certa facilidade, uma vez que e possível identificar
exatamente a posição de cada um deles.


Os detalhes de cada módulo serão explicados em cada capitulo.




                   Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006                      2
                             Email: ca_nascimento@oi.com.br
                           CARACTERÍSTICAS GERAIS

Esta planilha só funciona corretamente se a opção ATIVAR MACROS do Excel estiver
acionada é os comandos forem seguidos corretamente. Caso esteja configurado, ele será
aberto normalmente. Dependendo da configuração, o Excel lhe avisará sobre a existência
de macros e perguntará se você deseja abrir ou não a planilha. Clique em SIM para abrir.

Poderá também acontecer da planilha não ser aberta e nem lhe ser perguntado se deseja
abrir ou não. Nesse caso, provavelmente seu Excel está configurado para não abrir
documentos com macros e nem perguntar pela sua opção. Para corrigir isso, vá ao menu
Ferramenta, Macros, Segurança. Selecione o nível de segurança como Médio. Isso fará o
Excel lhe perguntar se deseja abrir ou não a planilha. Tente abrir novamente a planilha e
responda SIM para ativar as macros.

A pasta Trib_Irpj_V2, tem que ser salva no diretório C:\Arquivo de Programas.




              Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006                     3
                        Email: ca_nascimento@oi.com.br
                                       MÓDULOS
A - Inicio (Menu).
 - Cadastro
     - Empresa
     - Selic/Tjlp
 - Digitação
    - Lucro Real/estimado
    - Lucro Presumido
 - Manual

B - Inicio 2 (Lucro Real).
 - Digitação 1
     - Saldo inicial LPC e créditos fiscais.
     - Saldo inicial do diferido e remuneração do capital próprio.
     - Crédito fiscal.
     - Imposto recolhido.
     - Lalur.
     - Adições e exclusões da contribuição social.
     - Lançamentos -1.
     - Lançamentos - II.
     - Movimentação do IRPJ/CSLL diferido.
     - Calculo da remuneração do capital próprio.

 C - Relatórios
    - Apuração da contribuição social lucro real.
    - Demonstração do lucro real.
    - Cálculo do IRPJ lucro real.
    - Cálculo da contribuição social estimada
    - Cálculo do IRPJ Estimado.
    - Apuração do IRPJ estimado
    - Demonstração do imposto de renda a recolher.
    - Demonstrativo do imposto a recolher.
    - Situação fiscal.
    - Lalur.
    - Lalur b-I.
    - Lalur b-II.

              Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006   4
                        Email: ca_nascimento@oi.com.br
- Anexos
     - Auxiliar contábil.
     - Remuneração do capital próprio.
     - Pat.
     - Bônus de adimplência fiscal.
     - IRPJ/CSLL diferido.
     - Auxiliar da declaração.
- Outros
   - Manual reduzido.
  - Retorna ao inicio.




            Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006   5
                      Email: ca_nascimento@oi.com.br
Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006   6
          Email: ca_nascimento@oi.com.br
                          DETALHAMENTO DOS MÓDULOS


A - Inicio
Este modulo e o link com todos os outros módulos.
 O primeiro passo e cadastrar as empresas, para entrar-nos outros módulos, informe a
empresa que vai ser trabalhada no campo Empresa.
 A1 - Cadastramento
      A1. 1 – Empresa (Cademp)
       Neste campo serão cadastrados os dados da empresa a fim de iniciar o
processamento. O cadastro e no Maximo de cinco empresas.

Código da Empresa: Utilize neste quadro a mesma numeração que você utiliza no seu
sistema contábil/Fiscal, se quiser pode numerar também de 1 a 5. Este quadro e
Obrigatório.
        Para se movimentar entre os quadros, utilize a tecla Tab, e para se movimentar
entre as empresa, utilize a seta para baixo.




Razão Social: Obrigatório.
Cnpj: Obrigatório.
Nome Sócio/Diretor: Este quadro e obrigatório para quem apura pelo lucro real.
Cargo: Sócio/Diretor. Este quadro e obrigatório para quem apura pelo lucro real.
Cpf: Sócio/Diretor: Este quadro e obrigatório para quem apura pelo lucro real.
Nome Contador: Este quadro e obrigatório para quem apura pelo lucro real.
Crc: Este quadro e obrigatório para quem apura pelo lucro real.
Cpf: Este quadro e obrigatório para quem apura pelo lucro real.
Município: Este quadro e obrigatório para quem apura pelo lucro real.
Estado: Este quadro e obrigatório para quem apura pelo lucro real.
Tipo de Apuração: Obrigatório, defina R para lucro real e P para presumido.
Calculo do bônus de adimplência fiscal: Obrigatório, defina S para Sim e N para não.
Calculo do IRPJ/CSLL diferido: Obrigatório, defina S para Sim e N para não.

              Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006                       7
                        Email: ca_nascimento@oi.com.br
      A1. 2- Taxa Selic/Tjlp
        Este modulo e destinado ao cadastramento dos índices informado pela SRF. Este
modulo não e obrigatório para quem não atualiza os créditos tributários ou faz remuneração
s/ capital próprio.

A2 - Digitação
     A2. 1 – Lucro Real
         Neste ponto você será direcionado para inicio (2), para apuração do lucro real. Se o
sistema não obedecer, observe no cadastro de empresa a sua opção se foi lucro real.
     A2. 2 – Lucro Presumido
         Neste ponto você será direcionado para inicio (3), para apuração do lucro
presumido, Se o sistema não obedecer, observe no cadastro de empresa a sua opção se foi
lucro presumido.



B – Inicio (2) - Lucro Real / Estimado
       Neste modulo, vão ser digitadas todas as informações para geração dos cálculos,
impressão dos relatórios e anexos.




B1 – Digitação 1
    B1.1 – Saldo Inicial
        Nesta ficha, serão digitadas todas as informações referentes aos saldos do ano
anterior. Os campos de digitação são:

 - Saldo do lucro/prejuízo acumulado.


- Contribuição Social
   - Saldo da contribuição retida na fonte

   - Saldo inicial do credito tributário: Para quem calcula os juros s/ estes créditos, o valor
original tem que ser lançado separado dos juros.

               Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006                               8
                         Email: ca_nascimento@oi.com.br
- Saldo inicial da base negativa

– Imposto de Renda
 - Saldo do ir retido na fonte

 - Saldo inicial do credito tributário: Para quem calcula os juros s/ créditos tributários, o
valor original tem que ser lançado separado dos juros.

 - Saldo do prejuízo fiscal operacional e não operacional: Estes valores têm que ser
lançado separadamente.

        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.
.

B1. 2 - Saldo Inicial-II
        E destinada a quem apura a CSLL/IRPJ diferido ou efetua a remuneração do capital
próprio. Ela e dividida em dois quadros:
– Remuneração do capital próprio
  – Patrimônio liquido (Saldo inicial sem as reservas de reavaliação).
  – Lucro acumulado mais a reserva de lucros.



  – CSLL /IRPJ diferido.
    – Saldo inicial da CSLL diferida ativa.
    – Saldo inicial da CSLL diferida passiva.
    – Saldo inicial do IRPJ diferido ativo.
    – Saldo inicial do IRPJ diferido passivo.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

B1.3 – Crédito Fiscal
        Lançamento tanto da contribuição social bem como o imposto de renda que foram
retidos na fonte.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

               Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006                             9
                         Email: ca_nascimento@oi.com.br
B1.4 – Imposto Recolhido
        Lançamento do imposto recolhido (CSLL/IRPJ), sem juros ou multa só o valor
original.
Obs.: O valor devera ser informado no mês de apuração e não no mês de recolhimento.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

B1.5 – Lalur
       Escrituração do lucro real.
       Esta ficha funciona diferente das demais, antes de iniciar qual quer procedimento e
necessário que um mês seja selecionado.
       Ao termino da digitação, clique a tecla Exporta devera ser acionada para que o
banco de dados seja alimentado.
       Para acerto de algum lançamento já exportado, clique a tecla Importa para que os
dados apareçam para serem alterados.
       Para sair desta tela, clique em menu.

Obs.: O modulo considera os meses com fim de apuração, por isto o saldo do lalur e
acumulado sempre para o mês seguinte.
       Os lançamentos ref. Ao Irpj/Csll diferidos e o excesso de remuneração do capital
próprio, não deverão ser lançados, pois são automáticos.

B1. 6 – Adições e Exclusões a Contribuição Social
        Destinado ao ajuste que tem reflexo somente na contribuição social.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

B1. 7 – Lançamentos -I
        Este modulo e destinado à digitação do lucro/prejuízo acumulado do mês antes, dos
juros s/ c. Tributários, Cs e Irpj, bem como as receitas operacionais e as operações
financeiras para apuração do imposto com base no lucro estimado.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

B1. 8 – Lançamentos –II
       Neste modulo, serão digitadas as informações referentes incentivos fiscais,
programa de alimentação ao trabalhador e outros.

              Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006                        10
                        Email: ca_nascimento@oi.com.br
        Este modulo, não e obrigatório para quem não fez este tipo de opção.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

B1. 9 – Movimentação do Irpj/Csll Diferido.
        Neste modulo, serão efetuados os lançamentos das provisões não dedutíveis de
período anteriores e do período atual e as adições e exclusões temporárias.
        Este modulo, não e obrigatório para quem não fez este tipo de opção.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

B1. 10 – Remuneração do Capital Próprio
        Este modulo e destinado a quem optou no cadastramento por este tipo de controle.
        Será lançado o pagamento ou provisão de dividendos no período base sob lucros
acumulados e os juros pagos/creditados no mês.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

B2 – Relatórios
        Relatórios que serão exibidos a, pois a digitação.
- Apuração da Contribuição Social – L. Real.
        Demonstração das adições/ exclusões, base de cálculo, compensação da base
negativa, bônus de adimplência fiscal, compensação das retenções/créditos tributários e
valor a recolher.

- Demonstração do Lucro Real – Resumo
      Demonstração das adições/ exclusões, compensação dos prejuízos fiscais e o lucro
real.

- Cálculo do Irpj – L. Real.
       Neste quadro e demonstrado o imposto apurado, as deduções com incentivos,
compensação dos impostos retidos/créditos tributários e o valor a recolher.

- Cálculo da Contribuição Social – Estimada
        Neste quadro e demonstrado as receitas, base de cálculo s/ as receitas, demais
resultados/ganhos de capital, valor da contribuição, utilização do imposto retido/crédito
tributário e o imposto a recolher.
- Cálculo do Irpj – estimado

               Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006                         11
                         Email: ca_nascimento@oi.com.br
        Neste quadro e demonstrado as receitas, base de cálculo s/ as receitas, demais
resultados/ganhos de capital, lucro inflacionário realizado, Base de cálculo e o imposto
apurado.
- Apuração do Irpj – Estimado
        Neste quadro e demonstrado as deduções com incentivos, compensação dos
impostos retidos/créditos tributários e o valor a recolher.
- Demonstração do Imposto a recolher.
        Demonstra o imposto a recolher pelo lucro real e pelo estimado, indicando sempre o
melhor modo de recolhimento. (Planejamento).
- Situação Fiscal.
        Demonstra o imposto a recolher, recolhido, acumulado e a falta ou excesso no
recolhimento.
– Lalur A/B
        Demonstra a apuração do lucro real por lançamentos efetuados, vem como o
controle da base negativa/prejuízo fiscal operacional e não operacional.

- Anexos
        Os anexos que compõem este pacote são:
- Auxiliar Contábil. (Balancete Fiscal).
- Remuneração do Capital Próprio. (Demonstra toda a movimentação e o excesso).
- Pat. (Demonstra a movimentação com este incentivo).
- Bônus de Adimplência Fiscal.
- IRPJ/CSLL Diferido.


- Auxiliar da Declaração. (Demonstração da apuração).

       Obs.: Orientamos que as planilhas sejam salva a, pois preenchimento de cada ficha.




              Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006                     12
                        Email: ca_nascimento@oi.com.br
C – Inicio (3) – Módulo do Presumido

C1 - Digitação

C1. 1 - Saldo Inicial
        Nesta ficha, serão digitadas todas as informações referentes aos saldos do ano
anterior, os campos de digitação são:

– Contribuição Social.
  – Saldo da contribuição retida na fonte
  – Saldo inicial do credito tributário.
    Para quem calcula os juros s/ estes créditos, o valor original tem que ser lançado
separado dos juros.

– Imposto de Renda
   – Saldo do ir retido na fonte
   – Saldo inicial do credito tributário.
      Para quem calcula os juros s/ créditos tributários, o valor original tem que ser lançado
separado dos juros.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

C1. 2 - Credito Fiscal.
        Lançamento tanto da contribuição social bem como o imposto de renda que foram
retidos na fonte.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.




C1. 3Imposto Recolhido.
       Lançamento do imposto recolhido (Csll/Irpj), sem juros ou multa só o valor
original.
       O valor devera ser informado no mês de apuração e não no mês de recolhimento.

               Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006                         13
                         Email: ca_nascimento@oi.com.br
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

C1. 4 - Digitação de Dados.
        Este modulo e destinado a digitação das receitas operacionais e as operações
financeiras para apuração do imposto com base no lucro presumido.
        Atenção: Quando esta ficha e acionada, ela traz para a tela os dados digitados
anteriormente.

C1. 5 – Relatórios

       Abaixo segue relação dos relatórios que serão exibidos a, pois a digitação.
- Cálculo da Contribuição Social
        Neste quadro e demonstrado as receitas, base de cálculo s/ as receitas, demais
resultados/ganhos de capital, valor da contribuição, utilização do imposto retido/crédito
tributário e o imposto a recolher.
- Cálculo do Irpj
        Neste quadro e demonstrado as receitas, base de cálculo s/ as receitas, demais
resultados/ganhos de capital, lucro inflacionário realizado, Base de cálculo e o imposto
apurado.
- Apuração da CS e do Irpj
        Neste quadro e demonstrado a apuração e deduções dos impostos.
- Situação Fiscal.
        Demonstra o imposto a recolher, recolhido, acumulado e a falta ou excesso no
recolhimento.




                                        Duvida e Sugestões

              Caso haja alguma duvida na utilização desta planilha ou queira fazer
       sugestão, entre em contato.

                                  contato@carlosnascimento.com




               Desenvolvido Por Carlos Alberto do nascimento – 2006                         14
                         Email: ca_nascimento@oi.com.br

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:103
posted:5/20/2012
language:
pages:14