UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

Document Sample
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Powered By Docstoc
					            UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
            ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA
                     BIBLIOTECA




          SUELY CHASTINET VASCONCELOS FAHÉL




DOCUMENTO DE ORIENTAÇÃO PARA ELABORAR TRABALHOS
      DE CONCLUSÃO DE CURSO – MONOGRAFIAS
                   ABNT - 2002




                      SALVADOR
                         2005
                                                                                                           2



                          TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO – TCC



Documento que representa o resultado de estudo, devendo expressar conhecimento do assunto escolhido, que
deve ser obrigatoriamente emanado da disciplina, módulo, estudo independente, curso, programa e outros
ministrados. Deve ser elaborado sob a coordenação de um orientador.


ESTRUTURA


A estrutura de um trabalho acadêmico compreende: elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos
pós-textuais.


ELEMENTOS PRÉ - TEXTUAIS

São os elementos que antecedem o texto, considerando seu caráter obrigatório (ob) ou opcional (op):


                              CAPA ------------------------------------------- (ob)
                              FOLHA DE ROSTO-------------------------- (ob)
                              FICHA CATALOGRÁFICA------------------(ob)
                              TERMO APROVAÇÃO-----------------------(ob)
                              DEDICATÓRIA_-------------------------------(op)
                              AGRADECIMENTO---------------------------(op)
                              EPÍGRAFE---------------------------------------(op)
                              RESUMO-----------------------------------------(ob)
                              LISTAS-------------------------------------------(op)
                              SUMÁRIO----------------------------------------(ob)


                              TEXTO

                              TRABALHO EXPERIMENTAL

                              INTRODUÇÃO
                              REVISÃO DA LITERATURA
                              METERIAL E MÉTODOS
                              RESULTADO
                              DISCUSSÃO
                              CONCLUSÃO


                            COMPILAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

                            INTRODUÇÃO
                            REVISÃO DA LITERATURA
                            CONSIDERAÇÕES FINAIS
                                                                                                              3


CAPA
Configurar previamente a página para formato A4, espaço simples e margens: superior e esquerda, 3,0 cm;
inferior e direita, 2,0cm. Com as características abaixo:

Emblema da Instituição, centralizado em preto e branco;

Nome da Instituição, da Unidade de Ensino, e Departamento Responsável, em espaço simples, na fonte
12, respectivamente, em negrito e maiúscula;

Nome do autor: fonte 12, negrito e maiúscula, centralizado;

Título: Fonte 14 (12 se for extenso), negrito e maiúscula, centralizado e seguido de dois pontos, se houver
subtítulo.

Subtítulo: fonte 12, negrito e maiúscula, logo após os dois pontos do título;

Nome da Cidade e Ano, fonte 12, sem negrito, letra maiúscula, , centralizados na extremidade inferior da
folha, respeitando os 2cm da margem.




Modelo Capa



                                          UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
                                          ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA
                                         DEPARTAMENTO PATOLOGIA CLINICA




                                  SUELY CHASTINET VASCONCELOS FAHEL




                         DOCUMENTO DE ORIENTAÇÃO PARA ELABORAR TRABALHOS
                               DE CONCLUSÃO DE CURSO – MONOGRAFIA
                                            ABNT - 2002




                                                       SALVADOR
                                                          2004
                                                                                                             4


FOLHA-DE-ROSTO

Folha de Rosto é a página sobre a qual se imprimem as informações indispensáveis à sua identificação. Os
elementos da folha-de-rosto devem aparecer na seguinte ordem:

Nome do autor - - fonte 12, centralizado, negrito e maiúscula
Título – fonte 14, centralizado, em negrito e maiúscula, a 9cm da margem superior
Subtítulo – fonte14, em segmento ao título
Especificação do trabalho – no canto inferior direito da folha, indicando o seu objetivo acadêmico ou grau
pretendido, nome da Instituição, 4 cm abaixo do título/subtítulo, sem negrito
Nome do orientador – sem negrito
Nome do local (cidade) – só inicial maiúscula, abaixo semestre e ano, centralizado na extremidade inferior
da folha.

Modelo Folha-de-rosto:




                                SUELY CHASTINET VASCONCELOS FAHÉL




              DOCUMENTO DE ORIENTAÇÃO PARA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE
                                CURSO- MONOGRAFIA
                                    ABNT - 2002




                                                 Monografia apresentada ao curso de
                                                 graduação em Medicina Veterinária,
                                                 Escola de Medicina Veterinária,
                                                 Universidade Federal da Bahia, como
                                                 requisito parcial para obtenção do grau
                                                 de Médico Veterinário

                                                 Orientador: Profº




                                               Salvador
                                            Semestre 1/2004
                                                                                                              5


FICHA CATALOGRÁFICA


Deve ser impressa na parte inferior do verso da folha–de-rosto, segundo o que estabelece o código de
catalogação adotado no Brasil Anglo-American Cataloguing Rules (AACR2), que em1969 foi publicado sob
o titulo de “ Código de Catalogação Anglo – Americano”.

Modelo de Ficha Catalográfica:




                        Cerqueira, Robson Bahia
                          Levantamento de brucelose no Estado da
                        Bahia através do milk ring test / Robson Bahia
                        Cerqueira. - Salvador: R.B.C., 2001.
                          20 f.

                           Orientador: Thereza Conceição N. Martinez
                           Monografia (Graduação) – Universidade Federal da
                           Bahia. Escola de Medicina Veterinária.

                           1. Brucelose 2.Diagnóstico 3. Leite




TERMO DE APROVAÇÃO

Folha obrigatória a ser inserida na versão final. Deve ser encabeçada pela expressão TERMO DE
APROVAÇÃO, seguida pelo nome do autor, abaixo 2cm, o título por extenso e subtítulo se houver.
Logo abaixo deve figurar: Tipo do trabalho e grau pretendido; nome da banca examinadora, espaço para
respectivas assinaturas. Logo após o nome do professor orientador, deve figurar a indicação da sua função e
sob a banca examinadora, a data de apresentação do trabalho.
Modelo:

                                      TERMO DE APROVAÇÃO



                                               AUTOR

                                                Título

                  Monografia aprovada como requisito parcial para obtenção do grau de
                  Medico Veterinário, Universidade Federal da Bahia, pela seguinte banca
                                             examinadora:


                Thereza Conceição Martinez____________________________________
                Presidente da Banca
                                           _____________________
                                           ________________________
                Apresentada em:
                                                                                                                 6


DEDICATÓRIA

Folha opcional onde o autor dedica a sua obra ou inclui um pensamento ou citação. A dedicatória ou
pensamento deve figurar na parte inferior da folha

AGRADECIMENTO

Folha opcional encabeçada pela palavra AGRADECIMENTOS, centralizada em maiúsculas, negrito,
contendo em forma de texto ou lista o nome das pessoas e/ou Instituições que contribuíram para o trabalho.



EPÍGRAFE

Inscrição ou frase de caráter opcional, relacionada ao tema do trabalho, com indicação de
autoria
Ex.: Epígrafe




                                                Um dia veio a peste e acabou
                                                     com toda a vida na terra:
                                    Em compensação ficaram as Bibliotecas...
                                      E nelas estava meticulosamente escrito
                                                   o nome de todas as coisas!

                                                         Mário Quitana, 1989




RESUMO

È encabeçada pela palavra RESUMO em negrito e letras maiúsculas, centralizada ao alto, com o texto em
espaço simples.
Deve ser composto de uma seqüência de frases correntes sem enumeração de tópicos num total de 250
palavras, respectivamente para monografia de conclusão de curso.
A primeira frase deve ser significativa, explicando o tema principal do trabalho; a seguir, deve-se indicar a
informação sobre a categoria do tratamento ( isto é, memória científica, estudo de casos, análise da situação,
etc.)
A redação deve ser feita na 3ª pessoa do singular, com o verbo na voz ativa
Não deverá ter pontuação gráfica.
Ao final do Resumo, após 3 espaços duplos, incluir as palavras-chaves, extraída da ficha catalográfica.
                                                                                                                     7


Ex.:




                                                                     RESUMO




                                   Foram avaliadas 211 amostras de leite de diversas usinas de beneficiamento do
                                   estado da Bahia, bem como amostras de pequenos produtores, com a finalidade
                                   de identificar possíveis rebanhos com animais reagentes para brucelose, através
                                   do milk ring test (MRT). Foram identificadas 31 amostras positivas (14,69%),
                                   variando de (+++) até (+), enquanto 180 (85,3%) das amostras apresentaram
                                   reação negativa. Feira de Santana foi a localidade com maior número de latões
                                   positivos (8 latões – 3,79%), devido a grande quantidade de amostras
                                   coletadas. Resultados positivos no MRT, indicam resposta imunológica à
                                   Brucella, enquanto que a eliminação de células viáveis no leite diminui com o
                                   tempo decorrido pós-parto. O MRT é um método rápido, sensível e de baixo
                                   custo, sendo recomendado para o diagnóstico rápido de brucelose bovina em
                                   gado leiteiro.




                                   Palavras- Chaves: Brucelose, diagnóstico, leite imunologia, milk ring test




LISTAS

Elementos opcionais, relacionam conjunto de itens empregados no texto, de modo a localizá-los ou explicá-
los rapidamente.



FIGURAS

Compreendem quadros, lâminas, plantas, fotografias, gráficos, mapas, entre outros.
Sua identificação aparece na parte inferior, sob a denominação genérica Figura, seguida do respectivo número
seqüencial em algarismo arábico, do titulo e/ou legenda e da fonte de onde foram extraído os dados e
informações.
Lembre-se que a legenda e a parte devem ser escritas em letra menor que o tamanho 12.
Pelas suas características, os quadros devem constituir lista própria.
                                                                                                               8


Ex.:



               LISTA DE FIGURAS                                                  LISTA DE QUADROS




 Figura 1 – Habilidade conceituais                                Quadro 1 – Apresentação de artigos

Figura 2 – Habilidades gerenciais                                 Quadro 2 – Distribuição de trabalhos

Figura 3 – Carteira de clientes                                   Quadro 3 – Distribuição de artigos




TABELAS

Sua identificação aparece na parte superior, sob a denominação Tabela , seguida do respectivo numero
seqüencial em algarismo arábico e do título. Após o “fio de fechamento”, deve constar a fonte dos dados e as
notas, se for o caso.


Segundo o IBGE., as Tabelas se diferenciam dos Quadros, porque nestes os dados vêm limitados por linhas
em todas as margens e naqueles as linhas de delimitação só aparecem nas partes superior e inferior.

Quanto aos traços da tabela, devem obedecer as “Normas de apresentação Tabular”:

    -traços simples ou duplo horizontal abaixo do título da tabela; outro abaixo das especificações das --
    colunas e o outro no fim da tabela;

    -traços simples vertical para separação das colunas devem ser dispensados;

    -não se fecha lateralmente a tabela e não se colocam traços horizontais separando os dados numéricos.
                                                                                                              9


Exemplo:

Tabela 4 – Relação entre destino, freqüência e percentagem das carcaças e vísceras de suínos.


Destino                                                   Freqüência                        Percentagem
Conserva                                                       17                             6.6


Fusão                                                          1                              0,4
Graxaria                                                     211                             81,8
Salga                                                          2                              0.8



TOTAL                                                        231                             89,6




SIGLAS

Devemos considerar as seguintes situações:
- a sigla na primeira vez em que aparece no texto, deve figurar entre parênteses, após o seu nome por
   extenso. Deve também constar na LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS;
- devem ser grafadas sem ponto e não devem sofrer divisão silábica no final da linha
- as siglas cujas letras sejam pronunciadas um a uma devem ser grafadas em maiúsculas. Ex.: CNBB,
   FGTS, exeção CNPq.
- Siglas com três ou menos letras são grafadas em maiúsculas. Ex.: ONU, BC, BB
- Siglas com mais de três letras, formando palavras pronunciáveis, devem ser grafadas somente com a
   primeira maiúscula. Ex.: Capes, Petrobras, Unesco, exceção: IBICT (Instituto Brasileiro de Informação
   Ciência e Tecnologia)



SUMÁRIO

É a relação das partes do trabalho, na ordem em que se sucedem no texto e com indicação da página inicial. A
palavra sumário deve ser centralizada em maiúscula e negrito.
Os títulos devem ser escritos em letra maiúsculas e os subtítulos terão como maiúsculas apenas a letra inicial.
A paginação deverá ser feita em nº arábico, interligando o assunto com a linha quebrada.

Ex.: 1 INTRODUÇÃO .......................................................... .7
     2 PESQUISA BIBLIOGRÁFICA................................... 12
     2.1 Conceito .....................................................................20


ELEMENTOS TEXTUAIS

O texto é a parte do trabalho onde o conteúdo é apresentado e desenvolvido. Compreendem geralmente três
partes, desenvolvidas na ordem que segue:
                                                                                                             10


INTRODUÇÃO

-    Apresentação geral do assunto;
-    Definição sucinta e objetiva do trabalho;
-    Justificativa sobre a escolha do tema e método empregado
-    Delimitação do campo de estudo
-    Esclarecimento sobre o ponto de vista sob o qual o assunto será tratado
-    Relacionamento do trabalho com outros da mesma área
-    Objetivos e finalidades da pesquisa, com especificação dos aspectos que serão ou não abordados


DESENVOLVIMENTO

É o levantamento da literatura relevante, já publicada na área, que serve de base a investigação do trabalho
proposto. Sua estrutura deve ser discutida e acompanhada pelo professor orientador, em busca do
encadeamento harmônico e lógico das idéias.
Por sua extensão deve ser dividida em tantas seções (ou capítulos) quantas forem necessárias para detalhar o
assunto e facilitar o entendimento ao leitor. As diferentes seções que compõem a estrutura desta parte poderão
ser designada por título ilustrativos do seu conteúdo (REVISÃO DA LITERATURA, METODOLOGIA e
RESULTADO DA PESQUISA).

Revisão da Literatura

Resulta da reunião e análise de outros trabalhos referentes ao tema objeto da pesquisa, visa fornecer a
fundamentação teórica para o estudo.
Deve incluir a contribuição do próprio autor e a indicação e citações de trabalhos consultados. Dispensa
organização cronológica, sendo mais adequado adotar um fluxo lógico do pensamento.

Metodologia ( Materiais e Métodos)

Descreve a estratégica da pesquisa, em seqüência cronológica, associando o problema, o objeto de estudo, as
hipóteses, de modo a permitir a interpretação dos resultados. Deve incluir a população, a coleta de dados
(analise documental, observação participante ou não, entrevista, questionário), os métodos de análise, as
técnicas estatísticas ( para abordagem quantitativa) e o referencial teórico (para abordagem qualitativa).

Resultado da Pesquisa (Análise e Discussão)

Apresentam as evidências resultantes das análises quantitativa e qualitativa. Devem discutir e analisar os
resultados do estudo, podendo ser dividido em tópicos fornecendo elementos para Conclusão.

CONCLUSÃO ( Considerações Finais e Recomendações)

Baseada nos resultados, recapitula a pesquisa, a partir da idéia principal, dando fechamento ao trabalho.

ELEMENTOS PÓS TEXTUAIS

São todos que sucedem o texto, apresentados na ordem que segue, considerando seu caráter obrigatório (ob)
ou opcional (op):
Elementos:

1.   Referências          (ob)
2    Glossário           (op)
3    Apêndice            (op)
4    Anexo               (op)
5    Autorização Comut   (ob)
                                                                                                           11


1 - Referência: As obras citadas e consultada para a elaboração de um trabalho acadêmico, devem ser
organizadas de modo a constituírem uma lista única de Referência, localizada logo após o texto, para efeito de
monografia.
É encabeçada pela palavra REFERÊNCIAS, em negrito e letras maiúsculas, forma centralizada .
A Norma Brasileira de Referência (NBR 10520 ), estabelece que as referências devem ser alinhadas somente
à margem esquerda; deste modo, o recurso justificar oferecido pelo processador de texto word, ficará restrito
ao texto.
Quanto a sua ordenação, deve aparecer em ordem alfabética (não numerada) dos sobrenomes dos autores.
Atenção: todos os autores citados no corpo do trabalho, terão que ser referenciados.
Ver também apostila “RESUMO ATUALIZADO DE COMO FAZER REFERÊNCIA”


Entrada de autores: indica(m)-se o(s) autor(es), de modo geral, pelo último sobrenome, em maiúsculas,
seguido do (s) prenome e outros sobrenomes, abreviados. Os nomes devem ser separados por ponto -e-
vírgula, seguido de espaço.
Sobrenome com designativos: Filho, Júnior, Neto, Sobrinho, devem figurar depois do sobrenome,
Ex: COELHO NETO, H.
     ALMEIDA JÚNIOR, A. ou ALMEIDA Jr., A.
Ex.:
a) um autor:
   HAFEZ, E. S. E. Adaptação de los animales domésticos. Barcelona: Labor, 1973.217p.



b)dois ou mais autores:
 DUCAM, J. R. ; PRASSE, K. W. Patologia clinica. Rio de Janeiro: Guanabara,
 1982.217p.


No caso de várias obras do mesmo autor, da segunda em diante, pode-se substituir o nome do autor por um
traço, feito com seis toques ininterrupto, seguido de ponto.

Autoria desconhecida : em caso de autoria desconhecida, a entrada é feita pelo título. O termo anônimo não
deve ser usado em substituição ao nome do autor desconhecido.

Ex.: DIAGNÓSTICO do setor editorial brasileiro. São Paulo: Câmara do Livro,1993.64p.

Titulo e subtítulo – O título e subtítulo ( se for usado) devem ser reproduzidos tal como figuram no
documento, separados por dois pontos.
Em título e subtítulo demasiadamente longos, podem-se suprir as últimas palavras, desde que não seja
alterado o sentido. A supressão deve ser indicada por reticências.
Ex.: Arte de furtar...Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1992.

Os títulos dos periódicos na referência podem ser abreviados, conforme NBR6032.


Edição – Quando houver uma indicação de edição , esta deve ser transcrita, utilizando-se abreviaturas dos
numerais ordinais e da palavra edição, ambas na forma adotada na língua do documento (ex: 5. th. ou 6. ed.)

Ex.: SCHAUM, D. Schaum´s outline of theory and problems. 5th ed. New York: Schaum
    Publishing, 1956. 204p.

    PEDROSA, I. Da cor à cor inexistente. 6.ed. Rio de Janeiro: L. Cristiano, 1995. 219p.
                                                                                                              12


Local – O nome do local (cidade) de publicação deve ser indicado tal como figura no documento.
No caso de homônimos de cidades, acrescenta-se o nome do estado, do país etc.
Não sendo possível determinar o local, utiliza-se a expressão sine loco, abreviada, entre colchetes [S.l.].

Ex.: OS GRANDES clássicos das poesias líricas. [S.l.]: Libris, 1981.20f.

Editora – O nome da editora deve ser indicado tal como figura no documento, abreviando-se os prenomes e
suprimindo-se palavras que designam a natureza jurídica ou comercial, desde que sejam dispensáveis para
identificação.
Ex.: LIMA, M. Tem encontro com Deus. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1985. 28p.

Nota: Na publicação: Livraria José Olympio Editora

Quando a editora não puder ser identificada, dever-se indicar a expressão sine nomine, abreviada, entre
colchetes [s.n.]
Ex.: FRANCO, I. Discursos. Brasília: [s.n.], 1993. 107p.

Quando a editora é a mesma instituição ou pessoa responsável pela autoria e já tiver sido mencionada, não é
indicada.
Ex.: UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Catálogo de Graduação 1999. Salvador,
     2000.


Data – Por se tratar de elemento essencial para a referência, sempre deve ser indicada uma data, seja da
publicação, distribuição, do copirraite, da impressão, etc.



Descrição física – Quando o documento for constituído de apenas uma unidade física, ou seja um volume,
indica-se o número total de páginas ou folhas, seguido da abreviatura p. ou f.
Nota: A folha é composta de duas páginas: anverso e verso. Alguns trabalhos, como teses, dissertações e
trabalhos de Conclusão de Curso, são impressos apenas no anverso e, neste caso, indica-se f.
Quando a publicação não for paginada ou a numeração de página for irregular, indica-se Não paginado ou
Paginação irregular

Referências de publicações avulsas ( livros, folhetos, obras coletivas, considerada no todo)

Ex.: DUNCAN, J. R. ; PRASSE, K. W. Patologia clínica veterinária. Rio de Janeiro:
     Guanabara,1982. 217p.

Entidade como autor (Sociedades, Organizações e Instituições, podem ser autores, sendo seus nomes
transcritos em caixa alta até a primeira pontuação)

Ex.: BIBLIOTECA NACIONAL (Brasil). Relatório da Diretoria Geral 1984. Rio de Janeiro, 1985. 40p.

Obs.: Em relatórios a entrada é feita pelo nome da Instituição e não pelo autor do relatório.

      Orgão de Administração Governamental, a entrada é pelo nome do local de sua jurisdição.

       Ex.: BRASIL. Ministério da Educação

            BAHIA. Secretaria da Agricultura
                                                                                                             13


Publicações avulsas consideradas em partes :

Quando a parte tem autoria própria:

Ex.: BREZNOCK, E. M. Cirurgia dos tecidos vasculares hepáticos. In: BOJRAB, M. J. Cirurgia dos
     pequenos animais. 2. ed. São Paulo: Roca, 1991. p.224-231.

Quando o autor da parte referenciada for também o autor da obra

Ex.: BOJRAB, M. J. Fígado, vias biliares e pâncreas. In: ______. Cirurgia dos pequenos animais. 2.ed. São
     Paulo: Roca, 1991. p. 224-231.

Artigos de Periódicos:

A maneira mais clara de apresentar os títulos de revista e/ou periódicos, consiste na citação por extenso,
seguido do local de publicação, se necessário.
Porém a grande maioria das revistas científicas exige que os títulos sejam abreviados, por motivo de
economia de espaço e composição.

Ex.: FENTZLAFF, G. ; KUHL, S. E. ; ARNOST, L. V. ; CUNHA, O. Insuficiência renal em cães. Nosso
     Clínico, v. 7, n. 37, p. 48 – 52, 2004.

Teses, Dissertações, Monografias de Graduação

Ex.: VIEGAS, E. A. Emprego de estirpes de Leptospira biflexa na reação de soro-aglutinação
     microscópica aplicada ao diagnóstico da leptospirose em caprinos experimentalmente infectados
     com leptospira interrogans sorotipo pomona. 1989. 72f. Tese (Doutorado) – Universidade de São
     Paulo, São Paulo.

     SOUZA, X. C. A. Principais doenças transmissíveis ao homem através do leite e derivados.
     1996. 22 f. Monografia (Graduação ) – Universidade Federal da Bahia, Salvador.

Eventos (Congressos, Seminários, Simpósios, etc.)

Ex.: FIGUEIREDO, N. Metodologia para avaliação de coleções de periódicos em bibliotecas universitárias.
     In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 5., 1987, Porto Alegre.
     Anais... Porto Alegre: Biblioteca Central da UFRGS, 1987. v. 2. p. 37-46.

Artigos de Jornais

Ex.: TINOCO, A. Humildade: a lição. A Tarde, Salvador, 2 fev.2004.Caderno 1, p. 8.

    BIBLIOTECA climatiza seu acervo. O Globo, Rio de Janeiro, 4 mar. 1985. p.11, c.4

Casos Especiais de Referenciação:

-   Trabalho no prelo - Só devem ser citados os trabalhos em fase de impressão.

Ex.: MALNIC, G. Hypothalamic stimulation and electrolete excretion. Am. J. Physiol., v.239, 1997. ( no
     prelo).

-   Apostilas

Ex.: FURLANI, J. Anatomia do sistema cardiorespiratório. São Paulo, 1999. (Apostila).
                                                                                                                14


Comunicação Pessoal

Ex.: CAMARGO, A. A. (Instituto Butantã). Comunicação Pessoal, 1971.

Nota: Esta informação deverá figurar em nota de rodapé.

-   Portarias

Ex.: BRASIL. Serviço Nacional de Fiscalização de Medicina e Farmácia. Portaria nº 45, de 18 nov. 1972.
     Altera a Portaria nº 30, de 15 de maio 1972. Diario Oficial da União. Brasília, 6 nov. 1972. Sec. 1. pt. 1.

Relatório - A entrada é feita pelo nome da instituição e não pelo autor do Relatório. Só é incluída a editora
quando for diferente do autor.

Ex.: UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Relatório 1999. Salvador, 2000. 75p.

Bula de Remédio

Ex.: RESPRIN: comprimidos. Responsável técnico Delosmar R. Bastos. São José dos Campos: Johnson &
    Johnson, 1997. Bula de remédio

Documentos Eletrônicos - Quando se tratar de obras consultadas online, são essenciais as informações sobre
o endereço eletrônico, apresentado entre os sinais < >, precedido da expressão “Disponível em:” e a data de
acesso ao documento, precedida da expressão “ Acesso em: ”.

Livros

Ex.: BIRDS from Amapá: banco de dados. Disponível em: < http://www.Bdt.org/bdt/avifauna/aves>.
     Acesso em : 25 nov. 2003.

Artigos de Revista

Ex.: GURGEL, C. Reforma do Estado e segurança pública. Política e Administração, Rio de Janeiro, v.3, n. 2,
     p. 15-21, 1997. Disponível em: < http//www.brazilnet.com.br>. Acesso em: 10 set. 2003.

Trabalhos Publicados em Anais de Congresso

Ex.: SILVA, R.N.; OLIVEIRA, R. Os limites pedagógicos do paradigma da qualidade total na educação. In:
     CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPE, 4, 1999. Recife. Anais eletronicos... Recife:
     UFPE., 1999. Disponível em: < http://www.propesq.ufpe.br/anais/educ >. Acesso em: 21 jan.
     1999.

E-Mail

Ex.: ACCIOLY, F. Publicação eletrônica [ mensagem pessoal ] . Mensagem recebida por
     < suelyvet@ufba.br > em 30 jan. 2002.

Nota: As mensagens recebidas por correio eletrônico devem ser referenciadas somente quando não se
dispuser de nenhuma outra fonte para abordar o assunto em discussão. Mensagens trocadas por e-mail tem
caráter informal, interpessoal e efêmero e desaparecem rapidamente, não sendo recomendável seu uso como
fonte científica ou técnica de pesquisa.
                                                                                                               15



Homepage

Ex.: CIVITAS. Coordenação de Simão Pedro Marinho. Desenvolvido pela Universidade Católica de Minas
     Gerais, 1995 – 1998. Apresenta textos sobre urbanismo e desenvolvimento de cidades. Disponível em: <
     http: www.gosnet.com .br/civitas > . Acesso em: 29 nov. 1999.

Material Especial

Ex.: BATISTA, A. Brasis. Rio de Janeiro: UFRJ., 1987. Fita de Vídeo, 16min., color, sonoro.

    FAGNER, R. Revelação. Rio de Janeiro: CBS, 1988. 1 fita cassete (60 min.), 3 ¾ pps.,estereo.

2 - Glossário: é a relação de palavras ou expressões técnicas de uso ou de sentido obscuro, utilizadas no texto
e acompanhadas das respectivas definições.
Devem ser ordenadas alfabeticamente.

3 - Apêndice: Texto de caráter opcional, elaborado pelo autor a fim de complementar sua argumentação.
Devem ser identificados por letra maiúscula, seguida de travessão e dos respectivos títulos, com a primeira
letra em maiúscula. Para citar no texto, basta indicar a letra que identifica cada um deles.

4 - Anexo – Opcional, não elaborado pelo autor, serve de fundamentação, comprovação e ilustração. Devem
ser identificados por letras maiúsculas, seguida de travessão e dos respectivos títulos. Para citá-los no texto,
basta a identificação da palavra de cada um deles juntamente com a letra ou número que representa .

5 - Autorização para reprodução por Programa de Comutação Bibliográfica

Comutação Bibliográfica é um serviço de obtenção de cópias estabelecidas, mediante acordo formal entre
bibliotecas.
Modelo de autorização:



                 GOMES, Kelly Suedde. O uso de ivermectina para o
                tratamento de ectoparasitoses em cães e gatos.2000.
                30 f. Monografia (graduação medicina veterinária)-
                Escola Medicina Veterinária, Universidade Federal
                da Bahia, Salvador.




                Autorizo a reprodução [ parcial ou total ] deste trabalho
                para fins de Comutação bibliográfica.



                            Salvador, ----- de --------- 2004




                                Kelly Suedde Gomes
                                                                                                           16


Citação – As citações podem ser apresentadas por meio de dois sistemas: autor- data ou numérica. Adotamos
o Sistema autor – data , e é importante que ele seja respeitado do início ao fim do trabalho.
Cita-se o autor pelo sobrenome, todo em maiúscula, entre parênteses, seguido do ano de publicação,
separando-se por vírgula.
Quando o nome do autor fizer parte da sentença, somente a sua inicial será maiúscula e apenas a data
aparecerá entre parênteses;

    Ex.:

    Como diz ainda Alvarenga (2000),

    a) autoria única:
       Santos (1994) ou (SANTOS, 1994)

    b) dois autores:
       Santos e Silva (2005), ou (SANTOS , SILVA, 2005)

    c) tres autores:

      Vilaça , Pinheiro e Santos (2002) ou ( VILAÇA, PINHEIRO e SANTOS, 2002)

    d) mais de tres autores

      Santos et al. (2005) ou (SANTOS et al., 2005)

    NOTA: Nas Normas da ABNT/2002, as citações com mais de três autores, indica-se o
    primeiro autor pelo sobrenome seguido da expressão “ e outros”, porém, por questão de
    padronização e adaptação da Escola MEV, indicamos o primeiro autor pelo sobrenome
    seguido da expressão “et al.”

    Os termos científicos, serão impressos em itálico, entre eles estão:
        - os nomes científicos dos gêneros, espécies, subespécies e variedades. Mas, segundo ABNT, pode-
        se dispensar o grifo em itálico em termos largamente usados e suas abreviações, principalmente de
        origem latina, como “apud, et al.,etc.,op cit e outros.

-                                                                   comunicação pessoal
    Quando se tratar de dados obtidos por informação verbal (palestras, debates,
    etc.), indicar entre parênteses a expressão informação verbal, mencionando os dados
    disponíveis em nota de rodapé;

    Ex.: No texto:

           O novo medicamento estará disponível até o final do semestre (informação verbal)1

           No rodapé da página

            ____6 cm__________
                                      Smith no Congresso Internacional de Engenharia, em
           1 Notícia fornecida por John
           Londres, em outubro de 2001.


Nota de Rodapé: Deve-se utilizar no sistema autor – data para as citações no texto, e o númerico para notas
explicativas. As notas de rodapé devem ser alinhadas, a partir da segunda linha da mesma nota, abaixo da
primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente, sem espaço entre elas e com fonte menor.
                                                                                                         17




- Informações obtidas indiretamente (apud = citado por, conforme, segundo) pode também ser usada no texto
Ex.: Segundo Silva (1983) apud Pessoa ( 1990), o estudo da biblioteconomia requer...

                                                      ou

     O estudo da biblioteconomia requer [...] (SILVA, 1983 apud PESSOA, 1990)

OBS.: Neste caso, a obra efetivamente consultada foi aquela cujo autor figura por último e portanto, a
referênciada.

-   Citações de obras de um mesmo autor, publicada no mesmo ano, devem ser diferenciada com uma letra
    minúscula após data, sem espaço;

    Ex.: (VIEGAS, 1970a)
         (VIEGAS, 1970b)

OBS.: Esta mesma diferenciação deve ser mantida nas respectivas referências listadas final do texto.



-   Quando houver coincidência de sobrenomes de autores, acrescenta-se as iniciais de seus prenomes; e se
    mesmo assim a coincidência existir, coloca-se os prenomes por extenso.

    Ex.: ( BARBOSA, C., 1990)                   (BARBOSA, Cássio, 1980)
         ( BARBOSA, O., l990)                   ( BARBOSA, Celso, 1980)


-   Citações de obras diferentes com a mesma autoria
-
    Ex.: ( BOBBIO, 1997, 1999)


    No caso de obra cuja autoria é desconhecida, indica-se a primeira palavra do título em maiúscula,
    seguido de reticências, vírgula e do ano de publicação.

    Ex.: (DIAGNÓSTICO ..., 1993)


    APRESENTAÇÃO GRÁFICA – Em sua maioria , os trabalhos acadêmicos, pela sua formalidade,
    caracteriza-se por uma apresentação também formal. Dentro deste critério, é recomendável que o papel
    seja branco em formato A4 e o texto em cor preta. A digitação do trabalho deve prever utilização de um
    só lado do papel.




    MARGEM- Programe as margens e o tamanho do papel no recurso configurar página, do processador de
    texto word.


    Esquerdo ------------------ 3,00                Superior-----------------3,00
    Direito --------------------- 2,00              Inferior ----------------- 2,00
                                                                                                              18



       ESPACEJAMENTO (entrelinhas)

       Programe as entrelinhas no recurso formatar parágrafo, no processador de texto word.

       Simples – nota sobre a natureza do trabalho, área de concentração e orientador, na folha de rosto;
       Resumo, citações longas, legendas de ilustrações e tabelas, referências;
       1,5 ----------------Sumário;
       Duplo ------------ Texto
       2 duplos ----------entre subseções e os respectivos textos que os procedem e sucedem


       FONTE E CORPO – Para texto de monografias recomenda-se a fonte Times New Roman ou Arial, em
       corpo tamanho 12; legendas das ilustrações e tabelas, tamanho 10.
       As seções cujo título não tenham indicativo numérico – Resumo, Listas, Sumário, Apendices e Anexos ,
       devem figurar de forma centralizada em maiúscula e negrito

       PAGINAÇÃO – Convencionalmente, os trabalhos acadêmicos ocupam somente o anverso da página,
       razão pela qual a paginação é indicada por “f”, de folha ( e não por “p” de página)
       Todas as páginas em que houver texto devem ser contadas seqüêncialmente, a partir da folha de rosto, e
       devem ser programadas para que o número apareça no canto superior direito, em algarismo arábico, a
       partir da INTRODUÇÃO , a 2cm da borda superior.
       Os apêndices e anexos devem dar seguimento à paginação do texto.

       OUTROS ELEMENTOS – A seguir, você encontrará orientação para diversas situações que ocorrem na
       redação de um texto

       Destaque de palavras e expressões:

       a) negrito: titulo ( livros, periódicos)
       b) versal (letra maiúscula) : titulo de obras; capítulos, sobrenome do autor (pessoal) e nome de entidade
          nas referências

Horário – é especificado em horas, minutos e segundos:
                ex.: 12 h 15min 30s

  Medidas - seus símbolos são invariáveis e aparecem sem ponto
            Ex.: 2cm; 15m; 250km

 Números e Numerais

  a) em início de frase, devem ser grafado por extenso
  b) os números de um a dez devem ser escritos por extenso
      ex.: o folheto tem cinco páginas ; o livro tem 50 página
  c) os números ordinais recebem o mesmo tratamento daquele indicado na alínea b
      ex.: o nono andar do prédio / ele ficou em 39º lugar
  d) os números terminados com vários zero, devem ser substituído por palavras.
     ex.: A base ortodocs tem mais de 1 milhão de referências de livros

  e)     número acima de 999 devem ser dividido por espaço e não por ponto
         ex.: 1 525 320 e não 1.525.320


Datas – ao transcreve-las, o nome do mês deve ser por extenso.
    Ex.: 15 de novembro de 2003
                                                                                                       19



Equações e Fórmulas – figura no texto de forma destacada, visando a facilitar sua leitura


NORMAS GERAIS

Os trabalhos deverão ser entregues em três cópias impressas em uma só face, colocados em envelopes pardos
e identificados com o nome do aluno, orientador e título.
Após apresentação e apreciação pela banca examinadora, as três vias serão devolvidas aos alunos para
correção.
O trabalho definitivo o aluno entregará à Coordenação, duas vias encadernadas em espiral com capa verde
(fundo) e transparente (frente), em plástico e outra via em CD.
As três cópias para correção, devem ser fotocópias do original.


BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TECNICAS. Informação e documentação : referência e
elaboração. Rio de Janeiro, 2000.

_____.Numeração progressiva das seções de um documento NBR 6024. Rio de Janeiro. 1980.

CORTES, E. A. M. Introdução para apresentação física da monografia. Salvador: MEV/UFBA, 1990.

LUBISCO, N.M.L. ; VIEIRA, S.C. Manual de estilo acadêmico: monografia, dissertações e teses. 2.ed.
Salvador: Edufba, 2003. 144p.

USP. Sistema integrado de Bibliotecas. São Paulo, 1990.

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:13
posted:4/23/2012
language:
pages:19