Resoluções de Ano Novo

Document Sample
Resoluções de Ano Novo Powered By Docstoc
					Resoluções de Ano Novo
Cecilia Gomes
Quem ainda não fez a sua lista, que atire o primeiro mouse sem fio. Um calendário é um sistema de medida para longos períodos de tempo. A maior parte do mundo ocidental usa o calendário gregoriano, desenvolvido pelo Papa Gregório XIII a partir do calendário juliano. Nele, o ano tem 365 dias, divididos em 12 meses, que por sua vez são divididos em semanas, dias etc. Imagino que ao instituir seu calendário Julio César tinha outras preocupações em mente, mas nos fez um grande favor, pois nos deu os ciclos de tempo de um ano, o que significou ter sistematicamente começo, meio e fim, seguidos de um novo início e assim por diante. Um tempo longo o suficiente para se fazerem planos e concretizar idéias, mas não tão longo que não se possa ver com alguma clareza o fim e a possibilidade de recomeço. Assim, como acontece com todo ciclo que se fecha, é inevitável fazer uma retrospectiva do que passou e planos para o ano que se inicia; seja na vida pessoal, profissional ou mesmo empresarial. Comecemos então com um balanço da Ccaps em 2006. Para manter qualquer negócio funcionando, é preciso constantemente adaptá-lo às condições do mercado e da indústria em que se está inserido. A monitoração do mercado nos dá as informações do que nossos clientes precisam, do que nossos concorrentes estão oferecendo e como nossos fornecedores estão alinhados com nossos objetivos. Em 2005 vimos uma parte muito importante da equação do mercado em que atuamos ser completamente alterada: as taxas de câmbio. Como trabalhamos extensivamente com o mercado internacional, fomos diretamente afetados por essa mudança. E como a política cambial brasileira é baseada em taxas de câmbio “livres”, era difícil dizer se o que estávamos vivendo era passageiro ou não. No final do ano de 2005, as taxas de câmbio das moedas estrangeiras já tinham caído bastante e não era mais possível ignorar a nova realidade de um Real supervalorizado. Entretanto, no segundo semestre de 2006, as taxas de câmbio acabaram se estabilizando - embora estivessem bem abaixo do patamar que gostaríamos ou que estávamos acostumados. Por quanto tempo essa situação se manterá não podemos predizer, mas no curto prazo já conseguimos criar um planejamento mais consistente. Como sempre tivemos nosso foco no mercado internacional, o fortalecimento do Real em relação ao dólar, ao euro e à libra teve uma forte influência nos nossos resultados. Isso resultou em uma redução brusca da receita total, embora tenhamos observado um crescimento do faturamento nas principais moedas estrangeiras com as quais trabalhamos. Como nossas despesas são todas em moeda corrente, passamos a precisar de mais volume para fazer frente aos mesmos custos.

Página 1 de 4 ©2005 Ccaps Translation and Localization. Todos os direitos reservados.

Neste momento, como tantos outros exportadores, nos demos conta que não podíamos continuar ignorando o mercado nacional. Medidas estratégicas teriam que ser tomadas para viabilizar essa mudança econômica, mas qualquer iniciativa teria que esperar mais um pouco...

A desvalorização das moedas estrangeiras no período 2004-2006

Com a chegada de 2006, era hora de consolidar algumas ações para nos certificar de que seria possível continuar existindo neste novo cenário. Épocas difíceis exigem decisões complicadas, e em alguns momentos tivemos que caminhar em direções que não havíamos previsto ou desejado, como adaptar a política de pagamento de nossos fornecedores às práticas correntes de mercado. Porém, épocas difíceis também criam excelentes oportunidades para repensar o que tem sido feito e como os resultados podem ser melhorados. Foi exatamente isso que fizemos, e já no segundo semestre deste ano algumas dessas ações começaram a surtir efeito no campo da produção: • Firmamos uma importante parceria com várias empresas de localização ao redor do mundo em busca de melhores negócios que compensassem a queda do faturamento em Real, aumentando a receita em moeda estrangeira; Reorganizamos nossos processos e, principalmente, fortificamos nossa capacidade de gerenciamento com a contratação de Cassius Figueiredo, Gerente de Projetos Globais que veio contribuir com sua experiência de 11 anos no mercado de localização. Para conhecê-lo melhor e ainda saber sobre as melhores práticas de gerenciamento que estamos estabelecendo, leia a entrevista que publicamos em nossa última edição da Ccaps Newsletter; Reforçamos nossa equipe de engenharia com dois novos profissionais, Bruno Fontes e Marcelo Moraes, o que veio a confirmar nossa habilidade em oferecer serviços de localização completos, e não apenas de natureza lingüística;

•

•

Página 2 de 4 ©2005 Ccaps Translation and Localization. Todos os direitos reservados.

•

Estamos desenvolvendo um novo sistema de fluxo de trabalho que nos dará mais praticidade e permitirá que alguns processos que hoje consomem muito tempo e recursos sejam concluídos de maneira mais eficiente. O investimento nessa ferramenta trará como retorno mais precisão e agilidade no gerenciamento de projetos e processos administrativo-financeiros, bem como uma otimização do gerenciamento de recursos, possibilitando avaliações do desempenho de nossos colaboradores e atualizações em tempo real do nosso banco de dados.

Como estamos nos aproximando do fim do ano, acredito que seja um bom momento para não só falarmos dos êxitos passados, mas também das surpresas que estamos planejando para 2007 em termos de marketing institucional. Pensando em maneiras de nos aproximar ainda mais de nossos clientes e fornecedores, resolvemos criar um blog corporativo que será alimentado principalmente pela equipe da Ccaps. Esse novo canal de comunicação resultou das metas coletivas que estabelecemos internamente e que são desenvolvidas a cada ano como forma de avaliação de nosso desempenho. Em fase de testes, o Ccaps Blog deverá estar operacional e fazer seu début no mundo virtual no primeiro trimestre do novo ano. Ele vem se adicionar às outras ferramentas de comunicação da Ccaps, como a Ccaps Newsletter e o website, criando mais um instrumento de divulgação e compartilhamento de informações.

Uma pequena prévia de nossa nova ferramenta de comunicação corporativa.

A Ccaps Translation and Localization, que atualmente atende tanto o mercado estrangeiro quanto o brasileiro, passará a concentrar seus esforços comerciais no mercado internacional. Estamos planejando também uma sugestiva mudança em nossa marca: a empresa encurtará o seu nome e passará a se chamar apenas “Ccaps”. Essa é uma prova de que estamos ganhando força para oferecer muito mais do que serviços de tradução, simplesmente. E reflete com mais precisão o aumento de nossa capacidade gerencial e uma maior concentração em atividades mais técnicas, como DTP, engenharia e teste.

Página 3 de 4 ©2005 Ccaps Translation and Localization. Todos os direitos reservados.

Mas não abandonaremos o mercado nacional! Na verdade, estamos criando uma nova marca que, após cuidadosa análise de mercado, atenderá as empresas brasileiras com mais leveza, agilidade e, principalmente com preços mais competitivos. Essa nova marca será viabilizada com a reestruturação de certos processos internos e externos, e esperamos vê-la operacional, com novo site, novas cores e nova abordagem ainda no primeiro semestre de 2007. Desse modo, criamos três opções para nossos clientes atuais e futuros: de um lado e satisfazendo as necessidades do mercado brasileiro, um serviço local de tradução principalmente para idiomas estrangeiros; de outro, respondendo à demanda crescente de agências de localização e empresas estrangeiras, um serviço de localização completo para o português do Brasil e uma solução (ainda mais completa) de localização, internacionalização e globalização multilíngüe. Parece importante diferenciar um ano ruim de um ano difícil. Difícil não quer dizer ruim, quer dizer que foi preciso lutar, repensar, reorganizar, mas sempre tendo em mente todas as conquistas e todos os sucessos já alcançados. O ano que passou pode não ter sido um ano fácil, mas está longe de ter sido ruim; saímos de 2006 fortalecidos, tendo repensado nosso modelo de negócios e estabelecido estratégias inovadoras e importantes para o nosso futuro. Tenho certeza que em 2007 teremos muitas outras estórias para contar. E pode acreditar em mim: vale à pena esperar... Cecilia Gomes, Diretora de Operações, trabalha na Ccaps desde julho de 2001. Formada em Letras (Tradução Inglês/Francês) pela Faculdade da Cidade e com um MBA em Gerenciamento de Empresas pela FGV-RJ, é responsável pelas operações da empresa. Nas horas vagas, é mãe de um príncipe de 10 anos e toca agogô no bloco Bangalafumenga.

Página 4 de 4 ©2005 Ccaps Translation and Localization. Todos os direitos reservados.


				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Stats:
views:13
posted:9/24/2009
language:English
pages:4