Urocultura

Document Sample
Urocultura Powered By Docstoc
					UROCULTURA




                      Safia Naser
             Syntia Policena Rosa
ITU: presença e multiplicação de bactéria em
  uma ou mais estruturas do trato urinário com
  conseqüente invasão tecidual.

  Cistite
  Pielonefrite
  Glomerulonefrite Aguda
 Glomerulonefrite de
 progressão rápida
 Nefrite intersticial
               Urocultura

• Esse método consiste em utilizar a urina não
  diluída, e fazer a semeadura utilizando-se uma
  alça de platina ou de plástico ,de diâmetro
  calibrado capaz de carrear uma quantidade fixa
  de urina (0,001 ou 0,01ml), padronizando desse
  modo o fator de diluição.
                     Técnica

Em sua execução a alça bacteriológica é introduzida
em uma amostra de urina bem homogeneizada,
fazendo-se movimentos para baixo e para cima no
sentido vertical.
A alça carregada é então utilizada para inocular cada
meio de cultura, fazendo-se, inicialmente, uma linha
reta no centro da placa e completando se o
espalhamento com uma série de passagens em um
ângulo de 90º, através da linha original.
               Meios de cultura


• As placas com meio seletivo (Mac Conkey ou
  EMB) e outro meio não seletivo (Ágar Sangue
  de Carneiro a 5%) deverão ser incubadas 24
  horas à 35-37ºC, devendo este período ser
  prolongado quando as condições clínicas
  justificarem ou quando houver suspeita de
  infecção por Gram positivos (Enterococos e
  Streptococcus agalactiae ou leveduras).
   Parâmetros para interpretação das
             uroculturas
Parâmetro      Método e Interpretação          Comentário


Semi           Lamino cultivo e Dispstick ou   Técnica semi-quantitativa
Quantitativa      Dip-slide




Quantitativa
               Alça calibrada = 0,01 ml        Mais utilizada e de fácil
               1 colônia = 100 UFC/ml             execução
               Alça calibrada = 0,001 ml
               1 colônia = 1000 UFC/ml
               Vantagens
              Lamino-cultivo
 Esta técnica tem sido muito utilizada pelos
  seguintes motivos:
• lamino-cultivo consiste de um recipiente
O Facilita a semeadura.
• Facilita o transporte da urina semeada .
plástico cilíndrico, onde pode também ser
• Fácil conservação do produto em temperatura
coletado a urina, com uma tampa ligada a
  ambiente
• Identificação sumária dos principais patógenos
um suporte plástico com duas faces
  encontrados, dependendo do produto adquirido.
contendo meios de cultura como CLED e
• Estes meios permitem identificar através de
  algumas provas bioquímicas rápidas alguns dos
Mac Conkey ou outras combinações.
  principais gêneros de bactérias ou pelo menos
  sugerir ou afastar a presença de E. coli.
              Desvantagens
                Vantagens
 Esta técnica tem sido muito utilizada pelos são:
 As principais desvantagens do método
   seguintes motivos:
• Facilita a semeadura.
•• Facilita o transporte da urina semeada .
    o método é semi-quantitativo
• Fácil conservação do produto em temperatura
 • ambiente. menor de leitura e observação
    superfície
    de crescimento
• Estes meios permitem identificar através de
   algumas provas bioquímicas rápidas alguns dos
   principais gêneros de bactérias ou pelo menos
   sugerir ou afastar a presença de E. coli.
               Urocultura Calibrada
        Semeadura com Alça
Amostra                       0,001 ml ou 1 µl     1     0,010 ml ou 10 µl     2

    • Alguns trabalhos recomendam a semeadura das
       urinas somente com a alça calibrada 0,01µl (10
Jato médio feminino                         X
       µL), procurando detectar-se contagem de
Jato médio masculinoa
       colônias       partir X
                             de 100 UFC/ml, outros
       trabalhos porém recomendam a semeadura de
Cateter                      X
       acordo com a origem da amostra como o
Punçãoproposto abaixo.
        Supra-púbica                        X


Cistoscopia                                                         X

1- uma colônia com alça de 1 µL = 1000 UFC/ml
2- uma colônia com alça de 10 µL = 100 UFC/ml
Utilizado para amostras onde a contagem de colônias baixa tem significado clínico
                       Urocultura
Amostra                 0,001 ml ou 1 µl   1   0,010 ml ou 10 µl   2




Jato médio feminino                                    X


Jato médio masculino            X


Cateter                         X


Punção Supra-púbica                                    X


Cistoscopia                                            X
        COLETA E MANIPULAÇÃO DE
               AMOSTRAS
  1- Recipiente




 2.Identificação
    NOME:                       SEXO:
    IDADE:
    HORÁRIO DA COLETA:               DATA:   /   /


3- Tempo de entrega ao laboratório
                     Coleta

Punção supra-púbica:
• Material obtido diretamente da bexiga por punção
  com seringa e agulha

• Qualquer contagem é significativa
Jato médio:
• Coleta do jato médio da primeira urina da
  manhã após higiene intensa da região genital
• Fácil-rotina
Saco coletor:
• Obtenção de urina através de saco plástico
  fixado na região genital - crianças
                Cateter
Não indicado como método de coleta
Resultados devem ser analisados com
 cuidado
• Atualmente utiliza-se muito o meio CLED, que permite
  crescimento das enterobacterias, impedindo o
  espalhamento dos Proteus, a maioria dos gram positivos
  e leveduras. É prudente a leitura em 48-72 horas
  quando a contagem de leucócitos ou a bacterioscopia
  sugerirem infecção urinária e não for verificado
  crescimento bacteriano em 24 horas.
• Nos casos de suspeita clínica de ITU por anaeróbios, o
  material clínico adequado para cultura é a urina obtida
  por punção supra-púbica e semeada de acordo com as
  orientações deste manual para cultura de anaeróbios.
  Quando houver suspeita de ITU fúngica, recomenda-se
  semear de acordo com as orientações deste manual
  referentes às infecções fúngicas.
                     Técnica
• Atualmente utiliza-se muito o meio CLED, que permite
  crescimento das enterobacterias, impedindo o
  espalhamento dos Proteus, a maioria dos gram positivos
  e leveduras. É prudente a leitura em 48-72 horas
  quando a contagem de leucócitos ou a bacterioscopia
  sugerirem infecção urinária e não for verificado
  crescimento bacteriano em 24 horas.
• Nos casos de suspeita clínica de ITU por anaeróbios, o
  material clínico adequado para cultura é a urina obtida
  por punção supra-púbica e semeada de acordo com as
  orientações deste manual para cultura de anaeróbios.
  Quando houver suspeita de ITU fúngica, recomenda-se
  semear de acordo com as orientações deste manual
  referentes às infecções fúngicas.
Cilindros hialinos
  Cilindros hialinos
Filamentos de muco
Cilindro granuloso
Cilindro granuloso
  Aspectos importantes na interpretação
      dos resultados da urocultura
• Qualidade do crescimento (colônia pura x
  diversos tipos de colônias)

• Quantidade de crescimento (contagem do
  organismo em crescimento puro ou
  predominante)

• Piúria

• Presença ou ausência de sintomas
        Como reportar resultado
• Independente do tipo de coleta realizado, o
  resultado deve ser sempre quantitativo em
  unidades formadoras de colônia por mililitro de
  urina (UFC/mL)
• Informar o método utilizado na coleta de urina
• Cultura negativa: não houve crescimento de
  microrganismos
• Cultura positiva: 100.000 UFC/mL de E.coli
      Referencias Bibliográficas
• http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/manuais/microbiologia/textos
  /mod%20i%202004.doc
• KUMAR, V.; COTRAN, R. S. & ROBBINS, S. L. Patologia básica.
  5.ed. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 1994.
• TORTORA, G.J.; FUNKE, B.R.; CASE, C.L. Microbiologia. 8a. ed.
  Porto Alegre, Brasil: ARTMED, 2004.

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:462
posted:3/25/2012
language:Portuguese
pages:25