Your Federal Quarterly Tax Payments are due April 15th Get Help Now >>

CELEBRA��O VOCACIONAL (Suplemento da Revista Rogate n� 272) by gBNRM9U6

VIEWS: 27 PAGES: 4

									                                     ANO SACERDOTAL




                              CELEBRAÇÃO VOCACIONAL
                    REZEMOS PELA SANTIFICAÇÃO SACERDOTAL

Canto inicial: “Vem e eu mostrarei”

1. Vem e eu mostrarei que o meu caminho te leva ao Pai, guiarei os passos teus e junto a ti hei de
seguir. Sim, eu irei e saberei como chegar ao fim. De onde vim prá onde vou, por onde irá, irei
também.

2. Vem, eu te direi o que ainda estás a procurar. A verdade é como o sol que invadirá teu coração. Sim,
eu irei e aprenderei minha razão de ser. Eu creio em ti , que crês em mim e à tua luz verei a luz.

3. Vem, e eu te farei da minha vida participar. Viverás em mim aqui: viver em mim é o bem maior.
Sim, eu irei e viverei a vida inteira assim, eternidade é na verdade, o amor vivendo sempre em nós.

4. Vem, que a terra espera quem possa e queira realizar, com amor, a construção de um mundo novo
muito melhor. Sim, eu irei e levarei teu nome aos meus irmãos. Iremos nós e o teu amor vai construir
em fim a paz!

1. ACOLHIDA
Animador: Irmãos e irmãs, neste mês em que toda a Igreja celebra o Dia de Santificação Sacerdotal,
vamos nos unir ao Sagrado Coração de Jesus e a todos os sacerdotes, pedindo ao Bom Pastor por
aqueles que ele escolheu e chamou, fazendo-os ministros do evangelho. Estamos reunidos:

Todos: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém

Animador: O Dia de Santificação Sacerdotal é realizado desde 1948 na Solenidade do Sagrado
Coração de Jesus, que é uma festa móvel, na segunda sexta-feira após Corpus Christi. A idéia partiu do
Pe. Mário Venturini, fundador da Congregação Jesus Sacerdote, e foi aprovada pelo papa Pio XII. Em
1995 a Congregação para o Clero assumiu tal iniciativa. Pe. Ventuniri desejava que os presbíteros
refletissem – unidos – sobre o amor de Jesus, Sumo Sacerdote, por seus escolhidos, a caminho da
santidade.

Todos: Com toda a Igreja de Cristo, rendamos graças por tal iniciativa que tanto tem
contribuído para fortalecer no povo de Deus a estima e a oração pelos seus sacerdotes. A vocação
sacerdotal é um dom de Deus para a Igreja e para o mundo.
2. A PALAVRA DE DEUS
Animador: Preparemo-nos para ouvir a Palavra de Deus, cantando:

Canto de aclamação:

Leitor 1: O Senhor esteja convosco

Todos: Ele está no meio de nós


Leitor 1: Evangelho de Jesus Cristo, escrito por João (15, 15-17)

Todos: Glória a vós, Senhor

Leitor 1: Naquele tempo, Jesus disse aos seus discípulos: “Já não vos chamo servos, pois o servo não
sabe o que faz o seu Senhor. Eu vos chamo amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu
Pai. Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que
produzais fruto e o vosso fruto permaneça.... Isto é o que vos ordeno: amai-vos uns aos outros”.
Palavra da Salvação

Todos: Glória a vós, Senhor

Breve silêncio

3. REFLEXÃO
Leitor 2: O presbítero, antes de tudo pessoa humana – pelo Batismo, filho de Deus – é chamado a
viver em santidade, no amor total a Jesus Cristo. Para isso, o amor é condição primeira para ser pastor
de seu rebanho. É importante lembrar o diálogo com Pedro, no qual Jesus pergunta: “Tu me amas mais
do que estes? Cuida dos meus cordeiros (cf. Jo 21,15). Portanto, quando os sacerdotes amam o Cristo e
o povo que lhes foi confiado, é possível dar à comunidade de fé profunda alegria por aquilo que são e
significam nas Igrejas Particulares.

Todos: Enviai, Senhor, sacerdotes santos à vossa Igreja e operários à vossa messe.

Leitor 3: O primado absoluto da graça da própria vocação do presbítero emerge, na sua totalidade,
quando vivido na intimidade maior com Deus Uno e Trino. Aí o sacerdote vivencia, mais
profundamente, a palavra de Jesus: “Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e
vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça” (Jo 15,16)

Todos: Senhor Jesus, fazei com que os nossos sacerdotes encontrem a alegria completa somente
em vós

Leitor 4: O sacerdote é uma delicadeza do coração do próprio Deus: “Dar-vos-ei pastores segundo o
meu coração” (Jr 3,15). Nossos padres não precisam só de elogios, mas de perdão, de compreensão e
de colaboração. O padre é uma invenção do amor Trinitário em favor do povo. Na comunidade cristã
toda e qualquer pessoa deve ouvir a voz de Deus que o chama para a vocação. Ser padre não é uma
dignidade somente para os santos e justos, nem é uma opção para quem não alcançou outros ideais na
vida. O padre é um pai, um pastor, um profeta, um homem de Deus.

Todos: Senhor Jesus, ensinai-nos a acolher e amar os nossos sacerdotes
Leitor 5: O sacerdote é investido da responsabilidade da edificação de uma nova sociedade em Cristo.
Mais particularmente, ele tem a responsabilidade de oferecer um testemunho de fé na presença nova
que brota de cada consagração, que transforma o pão e o vinho em corpo e sangue do Senhor. Por isso
a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus constitui, para nós, um convite a contemplar o amor que
brota da fonte inesgotável de Cristo e se difunde em toda a humanidade, mediante a Eucaristia

Todos: Senhor Jesus, fazei de nossos sacerdotes multiplicadores espirituais de toda a Igreja,
mediante a Eucaristia

Leitor 6: Cada sacerdote é um dom de Deus à Igreja, que agradece, acompanha e o estimula com a
oração da comunidade. E o mesmo se diga das vocações na sua origem, à qual de aliam a iniciativa
divina e a colaboração dos fiéis. Dizia o papa João Paulo II em sua Exortação Apostólica Pós-sinodal
“Dar-vos-ei Pastores” (Pastores Dabo Vobis): “ A vocação sacerdotal é um dom de Deus, que constitui
certamente uma grande bem para aquele que é o seu primeiro destinatário. Mas é também um dom
para a Igreja inteira, um bem para a sua vida e missão. A Igreja, portanto, é chamada a proteger este
dom, a estimá-lo e amá-lo: ela é responsável pelo nascimento e pela maturação das vocações
sacerdotais” (n.41)

Todos: Senhor Jesus, fazei com que todo encontro com a Palavra de Deus seja um momento feliz
para a resposta vocacional de nossos sacerdotes

Leitor 7: Para o papa Bento XVI, o sacerdote, alimentado pela Palavra de Deus é testemunha universal
da caridade de Cristo, e coloca-se em sintonia com a Igreja de Cristo. Afirma o papa: “Não podemos
reservar para nós o amor que celebramos no mistério eucarístico. Por sua natureza, pede para ser
comunicado a todos. Aquilo de que o mundo tem necessidade é do amor de Deus, é de encontrar Cristo
e acreditar nele. Por isso, a Eucaristia é fonte e ápice não só da vida da Igreja mas também da sua
missão:” Uma Igreja autenticamente eucarística é uma Igreja missionária” (Exortação Apostólica Pós-
sinodal Sacramentum Caritatis, n.84)

Todos: Ó Senhor da messe, não deixai faltar à sua Igreja numerosas e santas vocações

Leitor 8: Bento XVI, no seu discurso para a sessão inaugural da 5ª Conferência do Episcopado da
América Latina e do Caribe, no dia 13 de maio de 2007, em Aparecida-SP, afirmou que levar Deus aos
homens é a missão essencial do sacerdote, missão que o ministro sagrado pode realizar porque, sendo
escolhido por Deus, vive para ele: “Os primeiros promotores do discipulado e da missão são aqueles
que foram chamados para estar com Jesus e ser enviados a pregar (cf. Mc 3,14). [...] O Sacerdote
deve ser antes de tudo um homem de Deus (1Tm 6,11): um homem que conhece a Deus em primeira
mão, que cultiva uma profunda amizade com Jesus, que compartilha os sentimentos de Jesus (cf. Fl
2,5). Somente assim o sacerdote será capaz de levar Deus – o Deus encarnado em Jesus Cristo – aos
homens, e ser representante do seu amor” (n.5).

Todos: Que nossos ministros ordenados, segundo o exemplo de Jesus, Bom Pastor, cuidem, com
carinho e amor de todas as pessoas a eles confiadas.

4. PRECES DA COMUNIDADE
(o animador pode motivar a assembléia para as preces espontâneas, e a cada duas ou mais preces, deve-se cantar a resposta:
refrão da música “A Barca”):

Todos: Senhor, tu me olhaste nos olhos, a sorrir, pronunciaste meu nome, lá na praia, eu larguei
o meu barco, junto a ti buscarei outro mar...

5. CONCLUSÃO
Animador: Concluamos nossa celebração vocacional, rezando juntos:

Todos: Senhor Jesus, somos vossos servos, vossos amigos! Sois o único e eterno Sacerdote, capaz
de compreender nossas fraquezas e vos oferecer em sacrifício pela salvação de todos. Somos um
povo sacerdotal. Somos um rebanho que precisa de pastores. Ficai conosco, Jesus! Acompanhai
aqueles que chamastes ao sacerdócio. Fortalecei os que coroastes com a consagração. Sustentai
os vacilantes. Acolhei os louvores dos exultantes. A todos integrai na única família, que é vossa
Igreja. Amém.

6. BENÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO.

								
To top