Proposta Protocolo Acolhimento Classifica��o Risco by X228upQ

VIEWS: 87 PAGES: 24

									       PROTOCOLO DE
       REGULAÇÃO EM
    TRAUMATO-ORTOPEDIA

SECRETARIA ESTADUAL DA SAÚDE RS
DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA HOSPITALAR E AMBULATORIAL
CENTRAL ESTADUAL DE REGULAÇÃO HOSPITALAR E AMBULATORIAL

MARÇO/2010
Objetivos
Definir o nível de prioridade das afecções
traumatológicas e ortopédicas, organizando o
encaminhamento em função da necessidade de
tratamento e o tempo em que este deve ser realizado.

Definir o nível de complexidade do procedimento que
determina a instituição habilitada para a sua
realização.
Classificação

              QUANTO AO RISCO:

 1. EMERGÊNCIAS ORTOPÉDICAS E TRAUMATOLÓGICAS
         2. URGÊNCIAS TRAUMATOLÓGICAS

          QUANTO À COMPLEXIDADE:

             3. ALTA COMPLEXIDADE
 4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO ORTOPEDIA
1. EMERGÊNCIAS ORTOPÉDICAS E TRAUMATOLÓGICAS
 Situações que devem sofrer intervenção médica em nível hospitalar
ou ambulatorial com limite de resolução / tempo ideal de tratamento
de 2 horas ou de 6 horas.

1.1. Fratura ou Fratura-Luxação de coluna vertebral com lesão ou
compressão medular (déficit neurológico) / necessita especialista
(traumatologista ou neuro-cirurgião especialista em coluna / resolução -
tempo ideal para tratamento em 6 horas / nível hospitalar.

Classificação:
Tipo A/ Estáveis – geralmente não necessitam estabilização cirúrgica
Tipo B/ Estáveis ou Instáveis – podem necessitar intervenção cirúrgica com instrumentação.
Tipo C/ Instáveis – quase sempre necessitam intervenção cirúrgica com instrumentação.

OBS 1 : Todas as fraturas com lesão ou compressão medular podem necessitar intervenção
cirúrgica com instrumentação.
OBS 2: Os casos de pacientes idosos com fraturas por osteoporose sem trauma importante
dificilmente tem indicação cirúrgica e estas devem ser justificadas.
OBS 3: Os casos de pacientes jovens com trauma de alta energia, mesmo com
fraturas estáveis podem necessitar de tratamento cirúrgico e devem ser avaliados em
serviço de referência.
1. EMERGÊNCIAS ORTOPÉDICAS E TRAUMATOLÓGICAS

   1.2. Fratura de ossos longos ou articulações com compressão ou
  lesão vascular / não necessita sub-especialista na área /tempo
  ideal para tratamento de 2 a 6 horas (dependendo do caso) /
  Geralmente nível Hospitalar – eventualmente nível
  ambulatorial;

  1.3. Fratura ou Fratura – luxação exposta de ossos longos ou
  articulações/ não necessita sub-especialista na área /tempo
  ideal para tratamento de 6 horas / Nível Hospitalar;

  Classificação :

  Tipo 1 : Lesão de até 1 cm / não necessita de tratamento
  cirúrgico/ necessita limpeza e redução da fratura

  Tipo 2 e 3: Lesões acima de 1 cm / necessita tratamento
  cirúrgico de emergência.
1. EMERGÊNCIAS ORTOPÉDICAS E TRAUMATOLÓGICAS


 1.4. Artrite séptica de grandes e médias articulações / não
 necessita sub-especialista na área / tempo ideal para tratamento
 em 6 horas / Nível Hospitalar/ geralmente cirurgia de emergência;

 1.5. Osteomielite Aguda / tempo ideal para tratamento em 6 horas
 / não necessita sub-especialista na área/ Nível Hospitalar;

 1.6. Luxações de Articulações pequenas, médias e grandes /
 tempo ideal para redução em 6 horas / não necessita sub-
 especialista na área / Nível Hospitalar ou Ambulatorial;

 1.7. Fratura de ossos longos / tempo ideal para tratamento em 6
 horas / não necessita sub-especialista na área / Nível Hospitalar ou
 Ambulatorial.
            2. URGÊNCIAS TRAUMATOLÓGICAS


 Situações que exigem intervenções médicas com limite de
algumas horas até 30 dias depois de resolvida a situação de
emergência . O serviço de referência não necessita estar
habilitado em urgência e emergência para receber o caso e
realizar o tratamento.


2.1. Tratamento cirúrgico ou conservador de fraturas
expostas após o tratamento , cirúrgico ou conservador , inicial
em serviço de emergência.

2.2. Tratamento Cirúrgico ou Conservador de Fraturas
fechadas após o tratamento (redução e/ou imobilização) inicial
em serviço de emergência.
2. URGÊNCIAS TRAUMATOLÓGICAS




2.3. Tratamento Cirúrgico ou Conservador de luxações após
redução de emergência;


2.4. Infecções pós-operatórias de cirurgias ortopédicas/
geralmente urgências / tempo ideal para tratamento de 6 horas
a 21 dias (pode ser mais dependendo do caso) / normalmente
deve ser resolvido pela equipe cirúrgica do caso / deve ser
resolvida em outro serviço se encaminhada pela Regulação
Estadual ou Municipal.
3. ALTA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA

3.1. Especialidade / Coluna Vertebral

3. 1.1. Artrodese de coluna vertebral / emergência se houver lesão ou
compressão medular / urgência se fratura / eletiva se for discopatia /
inclui fixação cirúrgica;

3.1.2. Discectomia de Coluna Vertebral / emergência se infeccioso –
tempo ideal para tratamento em 6 horas / eletivo se por processo
degenerativo;

3.1.3. Ressecção de Corpo Vertebral / urgente se fratura (envolve
estabilização cirúrgica) ou eletivo;

3.1.4. Retirada de corpo estranho da Coluna Vertebral / emergência se
lesão medular – tempo ideal para tratamento em 6 horas / eletivo nos
demais casos;

3.1.5. Tratamento Cirúrgico de Deformidade de Coluna Vertebral / via
anterior ou posterior / todos os níveis / caráter eletivo;
3. ALTA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA




 3.2. Especialidade / Membro Superior

 3.2.1. Artroplastia Escapulo – umeral / urgência se fratura –
 tempo ideal para tratamento em 20 dias / demais casos
 eletivos;

 3.2.2. Artroplastia de Cotovelo / urgência se fratura – tempo
 ideal para tratamento em 20 dias / demais casos eletivos;

 3.2.3. Microcirurgia / reimplante ou revascularização de
 membros / emergência – tempo ideal para tratamento em 6
 horas;
3. ALTA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA
3.3. Especialidade / Quadril
3.3.1. Artroplastia total coxo – femural revisão / urgência se fratura –
tempo ideal para tratamento em 30 dias / eletivos nos demais casos
/ pode necessitar de banco de ossos;

3.3.2. Artroplastia total coxo-femural não-cimentada ou híbrida /
urgência se fratura de colo de fêmur com paciente abaixo de 65 anos
e contra-indicação de fixação cirúrgica / eletivo nos demais casos /
pacientes acima de 65 anos tem indicação de artroplastia total coxo –
femural cimentada (média complexidade).

3.3.3. Tratamento Cirúrgico de fratura / luxação / disjunção do anel
pélvico (bacia) / tratamento conservador – média complexidade
(maioria dos casos) / Pode ser cirúrgico / urgência – tempo ideal para
tratamento em 30 dias;

3.3.4. Tratamento Cirúrgico de Fratura do Acetábulo / urgência –
tempo ideal de resolução em até 21 dias / tem indicação cirúrgica
nos casos de fraturas deslocadas ou com degrau articular em zona de
apoio.
3. ALTA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA
3.4. Especialidade / Joelho

3.4.1. Artroplastia total primária de joelho / ou casos de revisão
(troca de prótese) / todos são de caráter eletivo.

3.4.2. Vídeo-artroscopia / maioria dos casos são de caráter eletivo.

3.5. Especialidade / Fixador Externo

3.5.1. Alongamento e/ou transporte ósseo (tratamento cirúrgico de
pseudoartrose) de ossos longos / Caráter eletivo;

3.5.2. Tratamento Cirúrgico de Pseudoartrose Congênita da Tíbia /
Caráter eletivo;

3.6. Especialidade / Ortopedia Infantil

3.6.1. Tratamento Cirúrgico ou revisão de luxação coxo – femural
congênita / Caráter eletivo
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA


  4.1. Amputação ou desarticulação de membros inferiores e
 superiores / emergência se traumática ou isquêmica – tempo ideal
 para tratamento em 6 horas / eletiva se tumor;

  4.2. Artroplastia de Quadril Parcial / urgência – tempo ideal para
 tratamento até 21 dias / não exige especialista;

  4.3. Artroplastia total primária do Quadril Cimentada / urgência
 se fratura de colo de fêmur em paciente acima de 65 anos e com
 contra-indicação de fixação/ tempo ideal para tratamento em
 6hs a 21 dias / eletiva se for processo degenerativo / exige
 especialista em quadril.

  4.4. Artroplastia escapulo-umeral parcial / urgência se fratura –
 tempo ideal para tratamento até 21 dias.
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA


 4.5. Discectomia de Coluna Vertebral / todos os níveis /
 emergência se infecciosa – tempo ideal para tratamento em 6
 horas;

  4.6. Patelectomia total ou parcial / urgência – tempo ideal para
 tratamento em 6 horas à 21 dias / não exige sub-especialista na
 área;

  4.7. Reconstrução ligamentos do tornozelo e joelho /
 preferencialmente de tratamento conservador (pode ter indicação
 cirúrgica de urgência – exige justificativa) / tratamento cirúrgico
 em caso de evolução insatisfatória;

  4.8. Reconstrução de tendão Patelar / tendão quadricipital e
 tendão de aquiles / urgência - tempo ideal para tratamento em
 6 à 21 dias;
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA

  4.9. Ruptura de manguito rotador do ombro / preferencialmente
  de tratamento conservador (pode ter indicação cirúrgica de
  urgência – exige justificativa) / tratamento cirúrgico em caso de
  evolução insatisfatória;

   4.10. Retirada de corpo estranho intra-articular / urgência ou
  eletivo / não necessita sub-especialista na área;

   4.11. Tratamento cirúrgico de fratura ou lesão fisária do úmero
  distal (supra-condileana) ou proximal/urgência – tempo ideal para
  tratamento de 6 horas à 21 dias / Especialista em ortopedia
  pediátrica ou traumatologista Geral.

   4.12. Tratamento cirúrgico de fratura ou lesão fisária de falanges
  e metacarpianos / urgência –tempo ideal para tratamento de 6
  horas à 21 dias.
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA



   4.13. Tratamento cirúrgico de fratura ou lesão fisária dos
  metatarsianos ou pododáctilos / urgência - tempo ideal para
  tratamento de 6 horas à 21 dias

   4.14. Tratamento cirúrgico ou lesão fisária proximal ou distal do
  fêmur ou tíbia proximal ou distal / urgência – tempo ideal para
  tratamento de 6 horas à 21 dias.

   4.15. Lesão fisária ou epifisiólise : lesão traumática da epífise de
  crescimento em crianças / necessita redução da emergência /
  tempo ideal para tratamento de 6 horas / pode ser tratamento
  conservador / geralmente necessita de fixação cirúrgica / pode ser
  realizada por traumatologista geral /alguns casos podem necessitar
  de especialista em ortopedia infantil/ tratamento ideal em até 21
  dias do trauma.
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA


  4.16. Tratamento Cirúrgico ou Conservador de Fraturas

  4.16.1. Fratura luxação cóccix / indicação inicial de
  tratamento conservador / tratamento cirúrgico em caso de
  evolução insatisfatória

      4.16.2. Fratura Bimaleolar ou Trimaleolar ou Fratura
  Luxação de Tornozelo / necessita redução de emergência e
  após, geralmente, de tratamento cirúrgico – tempo ideal de
  tratamento de 6 horas à 21 dias / não necessita sub-
  especialista na área;
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA



      4.16.3. Fratura de Clavícula / geralmente não necessita
  redução de emergência / indicação de tratamento conservador
  e tratamento cirúrgico em caso de evolução insatisfatória;

      4.16.4. Fratura e/ou Luxação acrômio- clavicular / pode
  necessitar de redução de emergência / tem indicação de
  tratamento conservador /eventualmente pode necessitar de
  tratamento cirúrgico (exige justificativa);

      4.16.5. Tratamento Cirúrgico da Diáfise da Tíbia / necessita
  redução de emergência em caso de deslocamento / indicação,
  se possível, de tratamento conservador / tratamento cirúrgico
  em caso de não consolidação / pode necessitar de fixador
  externo;
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA


   4.16.6. Fratura da Diáfise do Fêmur / indicação de tratamento
  cirúrgico em adultos e adolescentes/ geralmente tratamento
  conservador em crianças / urgências - tempo ideal de
  tratamento de 6 horas à 21 dias;

      4.16.7. Fratura do Terço Distal do Antebraço / necessita
  redução incruenta de emergência / sequência com tratamento
  conservador / indicação cirúrgica em casos especiais (exige
  justificativa) / urgência - tempo ideal de tratamento de 6
  horas a 21 dias;

      4.16.8. Fratura de extremidade proximal do antebraço
  (olécrano) / não necessita redução incruenta / tratamento
  cirúrgico em caso de deslocamento / não necessita sub-
  especialista na área/ urgência - tempo ideal de tratamento
  de 6 horas à 21 dias;
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA


      4.16.9 Fratura da Diáfise dos Ossos do Antebraço/ pode
  necessitar de redução de emergência / urgência para
  resolução - tempo ideal de tratamento de 06 h a 21 dias com
  indicação de osteossíntese se houver deslocamento;

     4.16.10. Fratura do Calcâneo / podem necessitar de
  redução incruenta/ geralmente tratamento conservador/ pode
  necessitar de tratamento cirúrgico / urgência - tempo ideal
  de tratamento de 06 h à 21 dias.

      4.16.11. Fratura do colo e glenóide da escápula / não
  necessitam redução incruenta / indicação de tratamento
  cirúrgico em caso de deslocamento importante / exige
  especialista / urgência - tempo ideal de tratamento de 6
  horas à 21 dias;
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA

   4.16.12. Fraturas do Pilão Tibial / podem necessitar de redução
  de emergência / indicação de tratamento cirúrgico em caso de
  deslocamento (degrau) intra - articular / não necessita sub-
  especialista na área / urgência - tempo ideal de tratamento
  de 6 horas à 21 dias;

      4.16.13. Fraturas do Planalto Tibial / podem necessitar de
  redução de emergência / indicação de tratamento cirúrgico em
  caso de deslocamento (degrau) intra - articular / não necessita
  sub-especialista na área / urgência - tempo ideal de
  tratamento de 6 horas à 21 dias;

      4.16.14. Fratura do Tálus (astrágalo) / indicação de
  tratamento cirúrgico em caso de deslocamento ou
  comprometimento articular/ urgência para resolução - tempo
  ideal de tratamento de 06 h à 21 dias.
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA



   4.16.15. Fratura Subtrocanteriana ou Transtrocanteriana / não
  necessita de redução incruenta de emergência / geralmente
  tem indicação de fixação cirúrgica / não necessita sub-
  especialista na área / tempo ideal de tratamento de 6 horas à
  21 dias;

   4.16.16. Luxação / fratura – luxação a nível do joelho / pode
  ser emergência de resolução - tempo ideal de tratamento em 2
  horas / exige redução incruenta / geralmente tratamento
  cirúrgico posterior / tempo ideal de resolução de 6 horas a 21
  dias;

      4.16.17. Luxação / fratura – luxação de metatarsianos /
  falanges / necessita de redução incruenta de emergência /
  geralmente de tratamento conservador;
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA




      4.16.18. Luxação / fratura–luxação de metacarpianos
  falanges / necessita de redução incruenta de emergência /
  geralmente de tratamento conservador;

   4.16.19. Pseudoartrose ou retardo de consolidação de ossos
  longos de membros superiores e inferiores / tratamento eletivo
  / pode necessitar de tratamento cirúrgico por especialista em
  fixador externo;

   4.16.20. Lesões osteo – condrais de joelho ou tornozelo /
  eletivo ou urgência - tempo ideal de tratamento de 6 horas a
  21 dias / pode necessitar especialista em joelho;
4. MÉDIA COMPLEXIDADE EM TRAUMATO-ORTOPEDIA



      4.16.21. Lesões de joelho com ruptura de menisco /
  normalmente são de tratamento conservador inicial podendo
  necessitar de tratamento cirúrgico posterior eletivo / necessita
  de especialista em joelho em hospital habilitado em
  artroscopia;

   4.16.22. Retirada de fixador externo / materiais de síntese /
  geralmente eletivos / pode se tratar de urgência /
  normalmente deve ser realizado pela equipe-hospital / podem
  ser realizados em outros serviços quando encaminhadas pela
  regulação municipal ou estadual.

								
To top