ATIVIDADES COM M�SICA

Document Sample
ATIVIDADES COM M�SICA Powered By Docstoc
					                               PREFEITURA MUNICIPAL DE IPATINGA
                              SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
                       DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO/ SEÇÃO DE ENSINO FORMAL
                           CENTRO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA – CENFOP



                                 ATIVIDADES COM MÚSICA

Atividade 1
Escutar os sons

      Peça às crianças que escutem sons voluntários e involuntários do corpo: mastigar, chupar
       um líquido pelo canudinho, bater palmas, estalar os dedos, estalar a língua, bater os pés,
       espirrar...
      Peça que as crianças escutem sons do ambiente: porta batendo, campainha, água
       saindo da torneira, tesoura cortando papel...
      Peça que as crianças escutem sons de objetos diversos: relógio, brinquedos, sinos,
       caixas de fósforo, geladeira...
      Grave a voz das crianças e depois peça que escutem a gravação.
      Trabalhe com CDs (músicas, histórias ...)

Atividade 2
Sons no corpo
O professor propõe às crianças:
_ “Vamos descobrir quais os barulhinhos que podemos fazer com a nossa boca?”
 Algum tempo depois continua:
_ “Quem quer mostrar aos coleguinhas os barulhos que descobriu?
Cada criança mostrará os barulhinhos descobertos e todo o grupo deverá imitar.
     Produzir sons utilizando as várias partes do corpo ( pé, calcanhar, mão...)

Atividade 3

Sons do ambiente

O professor estimula as crianças a descobrirem os sons que as rodeiam, lançando propostas.
Cada criança vai mostrar sozinha os sons que descobriu. O professor deverá manter-se atento
para comparar os diversos tipos e qualidades de sons.
Algum tempo depois, o professor apresentará um saquinho cheio de desenhos e recortes de
revistas, que sejam do interesse das crianças. Esses desenhos ou figuras devem dar a idéia de
diversos tipos de sons.
Exemplos: cenas da natureza (mar, rio, cachoeira, chuva, árvores balançando ao vento, etc.),
figuras de brinquedos, transportes ou objetos ( peteca, avião, madeira sendo serrada, relógio,
etc.).
Após o sorteio, a criança mostrará o desenho aos coleguinhas e fará sozinha, o som que, para
ela, esteja mais de acordo com o desenho. Em seguida, os coleguinhas repetirão, em coro, o
mesmo som.
Exemplos de alguns tipos de vozes de animais e efeitos de timbre que as crianças gostam de
imitar:
     vaca – um-hum (na garganta);
     galinha – co-có-có;
     carneiro – me-é-é;
     corneta – ta-tá-ta;
     galope de cavalo – pacata, pacata.
Atividade 4

Sons com os pés

Que som podemos fazer com os pés? Deixe que as crianças experimentem livremente. Coloque
uma música de que as crianças gostem e peça que o ritmo seja marcado com os vários tipos de
sons que podemos fazer com os pés.
Depois elas ficam de costas e uma delas, acompanhando uma música, produz sons com os pés.
O jogo consiste em adivinhar que movimento o colega está fazendo.
A atividade pode ser feita com as crianças calçadas e descalças. Esse jogo possibilita diversas
movimentações com os pés e o reconhecimento auditivo do esquema corporal.

Atividade 5

Brincadeira de roda: Onde está Margarida?

Combine com as crianças que uma de cada vez irá dizer o que a Margarida está fazendo, e
todas, ao mesmo tempo farão o gesto.
    - Onde está a Margarida?
    - Olé, olé, olá.
    - Onde está a Margarida?
    - Olé, olé, olá.
    - Ela está no meu castelo.
    - Olé, olé, olá.
    O que ela está fazendo?
    - Olé, olé, olá
    Ela está tomando banho.
    - Olé, olé, olá
    O que está fazendo?
    Ela está se enxugando.

E assim por diante, até que a brincadeira se esgote. Esta atividade envolve, além da
memorização, a improvisação, a expressão gestual e a socialização, pois a criança tem que estar
atenta ao que os outros fazem e esperar sua vez para se expressar.


Atividade 6

Reconhecimento dos sons

      Apresente sons de instrumentos musicais.
      Peça que as crianças desenhem objetos que produzem sons.
      Peça que desenhem com cores diferentes, enquanto prestam atenção aos sons.
      Peça que as crianças confeccionem objetos que produzem sons (oferecer papel, grãos,
       latinhas com tampa, tampinhas de garrafa, botões, pedaço de madeira).
      Um grupo de alunos imita animais, em gestos e sons e o restante da classe procura
       reconhecer que animais estão sendo imitados.
      Imitar sons de objetos, instrumentos e máquinas, tais como: sino, motorzinho do dentista,
       motocicleta, avião.
      Pedir que as crianças sentem-se no chão em círculo, mas com as pernas viradas para
       fora, de forma que fiquem de costas para todos. A professora entra no círculo e, quando
       tocar uma criança, ela deve dizer uma palavra combinada antes. As outras devem dizer se
       a voz é de menino ou menina, e o nome da criança que falou.
Atividade 7

Intensidade (forte/fraco)

A) Para estimular as crianças a entrarem em contato com a intensidade sonora, o professor pode
pedi-las que batam com força uma bola no chão e a deixem cair. Pergunte-lhes o que há de
diferente no som produzido pelas duas ações. Em seguida repita as duas ações, ao mesmo
tempo, utilizando duas bolas. Converse novamente com as crianças sobre os sons obtidos,
explicando-lhes que deverão representar graficamente os sons fortes e fracos que foram
produzidos com cada bola.

 B) O professor propõe: vamos cantar forte, mas sem gritar. Agora vamos cantar baixinho, de
leve.
Variação: divisão das crianças em dois grupos. O professor propõe que um grupo cante a 1ª
estrofe de leve e o outro, a 2ª estrofe, forte.

C) Percuta um instrumento, alternando a intensidade, ora forte, ora fraco, em intervalos de
tempo sempre iguais. Simultaneamente, as crianças acompanham o ritmo ouvido, batendo
palmas.
Observação: Você só deverá mudar a intensidade das batidas quando perceber que a maioria
das crianças estão acompanhando. Faça interrupções repentinas; elas são excelentes, pois,
além de exigirem redobrada atenção da criança, caracterizam a atividade como um jogo
desafiador.

D) Percuta, alternadamente, três batidas fortes e três batidas fracas em um instrumento
qualquer, em ritmo sempre igual, enquanto as crianças permanecem atentas. As crianças
reproduzem os sons imediatamente, com palmas ou percussão de um instrumento, observando
as intensidades forte e fraca.

E) O professor propõe que as crianças formem uma fila indiana, por ordem de tamanho, imitando
um trem e ruídos de “tchu tchu”. Com um pandeiro, o professor comandará o andamento do trem,
que começará lentamente, até, progressivamente, começar a correr, fazendo curvas ou
retardando a marcha. Ao mesmo tempo, o professor continua a dirigir a atividade, propondo
diferentes situações. O trem está longe da estação, está se aproximando, está bem perto, está se
afastando, aumentou a velocidade, está parando, etc.

     Variações (introduzindo exercícios de respiração)
 Sem sair do lugar, as crianças imitam o ruído de saída, viagem e chegada do trem. A um
sinal ( que representa a parada do trem) todas as crianças inspiram de repente como se
estivessem tomando um susto. Em seguida, o professor comanda a expiração das crianças, que
será feita lentamente.
 O professor propõe situações para dirigir a inspiração e expiração das crianças. Vamos
balançar a chama de uma vela, sem apagá-la? Vamos imitar um cachorrinho cansado?
 Propõe ao grupo de crianças que imitem, em conjunto, sons como o canto de cigarras,
zumbido de abelhas, barulho de vento, rio, mar, chuva, trote de cavalo, etc. Esses sons irão
variar de intensidade, aumentando ou diminuindo, conforme as situações que forem imaginadas
e propostas.
Ex.: As abelhas estão bem longe da gente. (som fraco)
Agora estão chegando pertinho. (crescendo)
Estão junto da gente! (som forte)
Agora estão começando a ir embora. ( diminuindo)
Desapareceram. (silêncio)

                                      Fonte: http://educacaoapaixonada.blogspot.com

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:44
posted:3/18/2012
language:
pages:3