VALIDAÇÃO DA AGENDA DE CAPACITAÇÃO 2009 by DaronMackey

VIEWS: 130 PAGES: 4

									APRESENTAÇÃO DAS TABELAS COM AS PRIORIDADES DE CAPACITAÇÃO NO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL PARA O ESTADO DE ALAGOAS POR EIXO, AÇÃO/PROGRAMA, DEMANDAS DE CAPACITAÇÃO E PÚBLICO PRIORITÁRIO DE ACORDO COM O LEVANTAMENTO REALIZADO EM 2008.

Eixo GESTÃO SUAS DO

Ação/Programa

Demandas de capacitação apontadas

VALIDAÇÃO SIM NÃO

Público Prioritário  Gestores municipais  Operadores, técnicos e coordenadores do SUAS

PLANEJAMENTO E 1. Capacitação para elaboração do Plano Municipal de GESTÃO Assistência Social 2. Análise do Plano Decenal de Assistência Social 3. Operacionalização dos aplicativos do SUAS 4. Orientações quanto ao preenchimento do Demonstrativo Sintético Anual da Execução Físico-Financeira do SUAS e do Plano de Ação Anual 5. Relatório de Gestão 6. Elaboração de Projetos Sociais

Eixo PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA

Ação/Programa CRAS /PAIF

Demandas de capacitação apontadas 1. Utilização dos recursos do PAIF 2. Acompanhamento e monitoramento dos serviços 3. Bases organizacionais do SUAS: Matricialidade sociofamiliar e territorialidade. 4. Direito à convivência familiar e comunitária 1. Papel dos Orientadores Sociais

VALIDAÇÃO SIM NÃO

Público Prioritário  Coordenadores e Técnicos dos CRAS  Gestores municipais  Técnicos das SEMAS  Técnicos dos CRAS  Orientadores Sociais

PROJOVEM ADOLESCENTE

2. Operacionalização do Projovem 3. Concepção sobre juventude e ações sócioeducativas para jovens PROGRAMA 1. Desenvolvimento de Ações sócioeducativas e trabalho com BOLSA FAMÍLIA as famílias P.B.F 2. Elaboração de projetos de geração de renda para as famílias 3. Sistematização e análise das informações do CAD único

 Coordenadores e técnicos e digitadores do PBF  Gestores municipais

4. Acompanhamento das condicionalidades do PBF 5. Reuniões descentralizadas para a socialização de experiências inovadoras 6. Propostas de trabalho com comunidades remanescentes/tradicionais 7. Operacionalização do SISPETI BENEFÍCIO DE 1. A pessoa idosa e a pessoa com deficiência e o BPC PRESTAÇÃO 2. Revisão do BPC CONTINUADA 3. Concessão do BPC BPC PESSOA IDOSA 1. 2. 3. 4. Desenvolvimento de ações intergeracionais Papel do Conselho do Idoso Implantação do Centro da Pessoa Idosa Política Nacional do Idoso / Estatuto do Idoso

 Técnicos da Saúde e da Educação  Técnicos dos CRAS

 Técnicos do BPC  Gestores Municipais

CRECHE

1. Transição das creches da Assistência para a Educação

 Técnicos dos CRAS  Conselheiros Municipais  Assistentes Sociais das SEMAS  Trabalhadores da Assistência Social e da Educação VALIDAÇÃO SIM NÃO  Coordenadores e digitadores do Programa  Monitores do PETI  Membros da Comissão Municpal do PETI  Técnicos municipais  Conselhos Tutelares  Gestores municipais  Representantes e técnicos das entidades que prestas serviços à PCD  Ministério Público Público Prioritário

Eixo PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL

Ação/Programa PETI 1. 2. 3. 4. 5.

Demandas de capacitação apontadas Estratégia de enfrentamento ao trabalho infantil Operacionalização do SISPETI Elaboração de proposta pedagógica Oficinas temáticas Papel da Comissão Municipal do PETI

PESSOA COM 1. Direitos da pessoa com deficiência DEFICIÊNCIA 2. Política da pessoa com deficiência 3. Inserção da pessoa com deficiência no mercado de trabalho e a acessibilidade à inclusão digital 4. Deficiência e sexualidade

ABRIGO (CRIANÇA, ADOLESCENTE IDOSO)

1. Orientações sobre o Plano Nacional de Convivência Familiar e Comunitária E 2. Trabalho em Sistema de Rede de Proteção Concepção de Abrigo para Crianças e Adolescentes Concepção de Instituto de Longa Permanência para Idosos Funcionamento do CREAS Tipos de violência Instrumentalidade técnica Articulação entre os serviços de Rede de Proteção

 Gestores Municipais  Trabalhadores da Rede de Abrigo

3. 4. CENTRO DE 1. REFERÊNCIA 2. ESPECIALIZADO 3. DE ASSISTÊNCIA 4. SOCIAL - CREAS

 Conselheiros Tutelares  Técnicos dos CREAS  Monitores do PETI

Eixo SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

Ação/Programa

Demandas de capacitação apontadas

VALIDAÇÃO SIM NÃO

Público prioritário  Técnicos do CRAS  Gestores Municipais

SEGURANÇA 1. Implementação da Política Nacional de Segurança ALIMENTAR E Alimentar e Nutricional NUTRICIONAL 2. Elaboração de Projetos da SESAN

Eixo

Ação/Programa

Demandas de capacitação apontadas DE 3. Papel do Conselho Municipal de Assistência Social DE 4. Controle Social 5. orientações sobre a Conferência Municipal de Assistência Social

VALIDAÇÃO SIM NÃO

Público prioritário  Conselheiros Municipais  Conselheiros Municipais  Conselheiros Municipais

CONSELHO MUNICIPAL ASSISTÊNCIA SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL ASSISTÊNCIA SOCIAL

FORMULÁRIO DE VALIDAÇÃO DA AGENDA DE CAPACITAÇÃO NO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Favor preencher este formulário e enviar para o seguinte e-mail: articulacao.seades.al.@gmail.com Atenção enviar apenas um formulário por município. Caso queira enviar sugestões, preencha a tabela abaixo e nos envie para o mesmo endereço: articulacao.seades.al.@gmail.com
Eixo GESTÃO DO SUAS PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA Ação/Programa PLANEJAMENTO E GESTÃO CRAS/PAIF PROJOVEM ADOLESCENTE PBF BPC PESSOA IDOSA CRECHE PETI PESSOA COM DEFICIÊNCIA ABRIGO SOCIAL - CREAS SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL          Conteúdo             Público Prioritário

PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL

SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

 


								
To top