Descricao 277

Document Sample
Descricao 277 Powered By Docstoc
					                          Projeto P277 - CATAMARAN POLINÉSIO 29´



                                                                     Índice

DIMENSÕES PRINCIPAIS .................................................................................................................. 2
OBJETIVO ........................................................................................................................................... 2
CASCO E CONVÉS ............................................................................................................................ 2
ACOMODAÇÕES ................................................................................................................................ 3
CONVÉS ............................................................................................................................................. 4
PROPULSÃO ...................................................................................................................................... 4
LEME ................................................................................................................................................... 4
EQUIPAMENTO DE FUNDEIO ........................................................................................................... 4
HIDRÁULICA ....................................................................................................................................... 5
ELÉTRICA ........................................................................................................................................... 5
MASTREAÇÃO ................................................................................................................................... 5
MÉTODO CONSTRUTIVO ................................................................................................................. 5
TEMPO DE CONSTRUÇÃO MÉDIO .................................................................................................. 5
É DIFÍCIL CONSTRUIR UM BARCO ? ............................................................................................... 5
GRAUS DE DIFICULDADE ................................................................................................................. 6
Projeto Completo e plantas de estudo ................................................................................................ 6
DESENHOS ........................................................................................................................................ 8
RENDER ........................................................................................................................................... 15
LISTA DE MATERIAL BÁSICO DO CASCO ..................................................................................... 16




                                                 Ronaldo Fazanelli Migueis, M.Sc.
                                                           Eng.Naval
                                                   Barcos de Alta Performance
                                                      www.arqnav.com.br




Descrição 277                                                             -1-                                                             3/10/2012
                               DIMENSÕES PRINCIPAIS

     Comprimento total                              8,900 m
     Comprimento da linha d’água                    8,278 m
     Boca do barco                                  5,500 m
     Boca do casco                                  1,320 m
     Calado máximo                                  0,600 m
     Borda livre – proa                             1,154 m
     Borda livre – meia nau                         0,878 m
     Borda livre – popa                             0,903 m
                                                               2
     Área vélica                                    33,5    m
     Peso leve                                      1304 Kg
     Deslocamento máximo em água salgada            2811 Kg
     Tripulante                                     1
     Passageiros em pernoite                        6
     Motorização recomendada                        15 hp @ 5600 RPM popa
     Velocidade a motor                             7,0 nós
     Combustível                                    gasolina
     Tanque de gasolina                             44      litros
     Tanque de água doce                            300     litros
     Coeficiente prismático                         0,556
     HP / deslocamento                              5,4     hp/Kg
     Linha d'água/Boca       do casco               11,3


OBJETIVO
     Catamaran Polinésio de 29 pés, para ser utilizado como barco de cruzeiro, cabinado, com pé
     direito de 1,400 m na cabine central e 1,850 m no interior dos cascos, podendo acomodar
     com conforto 5 tripulantes nos camarotes e um sexto no sofá da cabine central.

     A cabine central é baixa, permitindo que as pessoas fiquem sentadas.

     O material a ser usado na construção do casco será preferencialmente compensado naval e
     cedro, freijó, resina epóxi e fibra de vidro leve. Opcionalmente poderá ser usado painel de
     fibra de vidro com resina poliéster.

     O Polinésio 29´, assim como os nossos outros catamarans de estilo polinésio, possui
     soluções simples, construção econômica e um tempo de construção reduzido. É o barco
     para quem deseja em pouco tempo, construir o seu catamaran e lançar velas ao mar.


CASCO E CONVÉS
     Casco com forma de V modificado, convés, cabine central e cockpit construídos de
     compensado naval. Externamente o barco é modelado com massa epóxi especialmente
     formulado para essa aplicação.

     As anteparas são de compensado naval, impregnadas, impermeabilizadas e encapsuladas
     em resina epóxi, e fixadas ao casco com parafusos de inox ou latão e filetes de massa epóxi
     e fibra de vidro. A transversal de proa é de madeira laminada e fixada ao casco por meio de
     ferragens de inox.

     Todos os móveis internos são de compensado naval, encapsulados em epóxi, fixados ao
     casco para garantir uma maior rigidez estrutural. O acabamento sugerido é de Fórmica



Descrição 277                                 -2-                                     3/10/2012
     branca ou laminado de madeira envernizada, com as bordas em madeira de lei para dar um
     ar mais aconchegante ao espaço interior.

     O acabamento interno é feito com pintura texturizada no costado e anteparas. Teto com
     placas de compensado naval revestido de plástico antimofo na cor branca e piso em
     Formipiso do tipo mogno asiático com frisos de Sikaflex branco.

     O convés é construído com compensado naval e isolamento térmico. Nos locais onde houver
     fixação de ferragens, existem reforços de madeira maciça para garantir uma melhor fixação
     dos parafusos assim como uma vedação perfeita.

     Todo o convés nas áreas onde houver tráfego de pessoas é revestido com uma camada de
     tinta antiderrapante.

     No fundo, existe um poceto com bomba de porão elétrica para recolhimento da água que
     porventura exista no casco.

     A mini quilha é construída junto com o casco e permite suportar o peso do barco em
     encalhes em carreira ou praias, alem de aumentar a área lateral submersa e melhorar o
     ângulo de orça.

     Casco pintado na cor branca. No fundo é aplicado tinto de fundo sobre primer de base epóxi.


ACOMODAÇÕES
     CABINE CENTRAL

        Possui um amplo sofá e uma mesa para 6 pessoas sentarem com conforto. Existem 2
        saídas para o cockpit. Nas laterais e na frente, foram instaladas grandes vigias permitindo
        que o interior seja bem iluminado pela luz do sol. No teto, temos dois gaiútas fornecendo
        uma boa ventilação.

        O sofá é revestido com tecido acrílico sobre espuma de 50 mm de espessura. A mesa é
        regulável para permitir a sua utilização com beliche de casal quando abaixada.

     COZINHA

        Localizada ao lado do sofá da cabine central porem dentro do casco de boreste.

        Pode ser equipada com fogão, forno de microondas, geladeira de fibra de vidro com
        isolamento térmico de poliuretano ou isopor, pia de aço inox, torneiras de água doce e
        salgada e armários. Os móveis são revestidos de Fórmica ou laminados com madeira.

     MESA DE NAVEGAÇÃO

        Localizada no casco de bombordo, possui painel elétrico e as chaves das baterias.

     CAMAROTE DE PROA

        Localiza-se na proa do casco de boreste. Internamente encontramos um beliche de
        solteiro com aproximadamente 2,000 m de comprimento e um armário. No costado existe
        uma vigia com cortina contra mosquitos.

     CAMAROTES DE POPA

        Semelhantes aos camarotes de proa, possuindo porem um maior espaço interno e
        beliche para casal.


Descrição 277                                  -3-                                       3/10/2012
     BANHEIRO

        Existe um banheiro, disposto na região da proa do casco de bombordo equipado com
        vaso sanitário, tanque séptico (não estrutural de polietileno, fibra de vidro, aço inox ou
        alumínio), pia e chuveiro de mão. O piso é de madeira construída em xadrez para poder
        drenar a água do piso, a qual é retirada pela bomba elétrica de porão. As portas são
        construídas para suportarem a ação da água do chuveiro.

        O banheiro pode possuir porta para maior privacidade


CONVÉS
     Porta da cabine central de compensado naval. 4 gaiútas sobre os camarotes e WC.

     Gaiútas sobre a cabine para ventilação. O barco pode ter guarda mancebo em inox, com 2
     linhas de segurança em toda a lateral dos cascos.

     Dois paióis na região de proa para guarda de acessórios.

     Cockpit auto esgotante.

     Janelas laterais da cabine central em policarbonato ou vidro laminado.

     Opção de mastro circular construído em madeira, sem diamantes, equipado para vela com
     carangueja ou de perfil de alumínio convencional equipado com trilho para as talas da vela
     grande.

     Vela de proa (buja) autocambante.

     Uma catraca no mastro para içamento das velas e ajuste da buja auto cambante, controle da
     buja autocambante e dos rizos.

     Uma catraca na transversal de popa para controle da escota do grande.


PROPULSÃO
     1 motor de popa, a gasolina, com comando a distância e partida elétrica, localizado em
     suporte basculante, fixado na região da antepara de popa.

     Tanques (2) de combustível de polipropileno fornecido pelo fabricante do motor.

     O comando simples se localiza no cockpit juntamente com os instrumentos


LEME
     Dois lemes, interligados por uma barra. Opcionalmente podemos ter roda de leme,
     acionando a barra de ligação dos lemes.

     Eixo de inox com a lamina de fibra de vidro sobre miolo de madeira laminada.


EQUIPAMENTO DE FUNDEIO
     Guincho elétrico no convés central (opcional). Sobre a transversal de proa existe o suporte
     de ancora.

Descrição 277                                  -4-                                      3/10/2012
     Quatro (4) cunhos, localizados 2 na popa 2 na proa.

     Ainda no convés central se localizam os dois paios para guarda do cabo da ancora, espias e
     defensas.


HIDRÁULICA
     ÁGUA DOCE

        2 tanques, não estruturais, de 100 litros cada de polipropileno ou alumínio.

     ÁGUA SALGADA

        Sistema opcional, acionado por bomba elétrica ou manual, com saídas na pia da cozinha,
        popa e guincho.

     SANITÁRIOS

        1 vaso sanitário de acionamento manual

     BOMBA DE PORÃO

        2 bombas de porão de 1500 GPH de acionamento automático


ELÉTRICA
     Painel elétrico

        Painel elétrico de 12 V e 110 V, equipado com disjuntores, voltímetro e amperímetro. 3
        bancos de baterias, sendo 1 para o motor e 2 de serviço para iluminação, eletrônicos e
        guincho.


MASTREAÇÃO
        Mastro de madeira laminada ou alumínio extrudado sem conicidade, apoiado na
        transversal central. Todas as ferragens são de inox e alumínio.

        Moitões instalados em diversos pontos do convés para permitir o manuseio de todos os
        cabos.


MÉTODO CONSTRUTIVO
        Costure e cole (stitch & glue)


TEMPO DE CONSTRUÇÃO MÉDIO
        Estimamos em 1200 horas o tempo médio de construção do conjunto casco-convés.


É DIFÍCIL CONSTRUIR UM BARCO ?


Descrição 277                                  -5-                                     3/10/2012
     Classificação deste projeto : FÁCIL

     Classificamos os nossos projetos em 3 categorias, para facilitar na escolha do projeto ideal.

     Cada projeto possui um manual de construção específico, o qual pode ser usado como um
     curso básico de construção, não tendo a pretensão de substituir um curso de construção de
     barcos, apenas auxiliar na construção do mesmo.

     O grau de dificuldade não está relacionado com o tamanho do barco e sim com o tipo de
     material utilizado, método de construção e qualidade de acabamento.


GRAUS DE DIFICULDADE
     FÁCIL

        São barcos que podem ser construídos por pessoas que nunca construíram um antes. É
        exigido que o pretendente a construtor naval tenha um mínimo de habilidade manual.
        Os projetos classificados com este grau de dificuldade utilizam ferramentas manuais
        como serrote, chave de fenda, formão, etc. e elétricas básicas como furadeira e serra
        tico-tico. Nesta categoria estão os kayaks, pequenos veleiros e pequenas lanchas. Após a
        conclusão do seu primeiro projeto, você terá aprendido a cortar compensado, cortar ripas,
        chanfrar, lixar, aparafusar, colar, laminar e interpretar um desenho técnico.


     INTERMEDIÁRIO

        São barcos que podem ser construídos por qualquer pessoa que tenha um mínimo de
        habilidade manual. A maioria dos nossos projetos possui esta classificação de dificuldade.
        Se você sabe utilizar um formão, serrote, furadeira elétrica, serra tico-tico e já construiu
        ou reformou algum móvel você poderá construir um barco.
        A construção de barcos grandes também pode cair neste grau de dificuldade.
        Os projetos classificados com este grau de dificuldade partem do princípio que o
        construtor saiba interpretar o básico de um desenho técnico, cortar compensado, cortar
        ripas, chanfrar, lixar, aparafusar, colar e laminar.
        É exigido conhecimento de escala, conversão de metro em milímetro e cálculo de áreas.

     AVANÇADO

        São barcos que devem ser construídos por estaleiros e profissionais com experiência
        prévia em construção naval. São utilizadas ferramentas de grande porte e que exige
        experiência do operador como tupias, desempeno, laminação a vácuo, fibras de carbono,
        kevlar, pós cura, etc.


PROJETO COMPLETO E PLANTAS DE ESTUDO
     Este projeto é protegido por direitos autorais e pertence ao autor, Engenheiro naval Ronaldo
     Fazanelli Migueis,M.Sc. O que está sendo adquirido pelo construtor é o direito de construir
     apenas 1 barco. O construtor não poderá vender, alugar, emprestar, doar sem prévia
     autorização do autor.

     O projeto é enviado via e-mail, no formato PDF em tamanhos que variam de A3 ao A1.

     Os desenhos das balisas e anteparas são fornecidos em tamanho real, ou seja, escala 1:1,
     para facilitar a fabricação. Basta colocar o desenho sobre o compensado naval, furar com um
     prego ou outro instrumento pontiagudo, riscar e serrar com tico-tico.



Descrição 277                                  -6-                                       3/10/2012
     A planta de estudo, compreende alguns desenhos selecionados ao projeto e que visam a
     melhor conhecer o barco. Com elas e com a relação de material que está neste folheto, é
     possível, ao futuro construtor, fazer um orçamento preciso. Isso é importante pois os valores
     das matérias primas variam muito de região para região no Brasil.

     Caso o cliente julgue necessário, podemos fornecer o projeto, já plotado em papel e enviar
     pelo correio. Neste caso será cobrado adicionalmente o custo de plotagem e de envio pelo
     correio ou Sedex.




Descrição 277                                 -7-                                       3/10/2012
DESENHOS




Descrição 277   -8-   3/10/2012
Descrição 277   -9-   3/10/2012
Descrição 277   -10-   3/10/2012
Descrição 277   -11-   3/10/2012
Descrição 277   -12-   3/10/2012
Descrição 277   -13-   3/10/2012
Descrição 277   -14-   3/10/2012
RENDER




Descrição 277   -15-   3/10/2012
LISTA DE MATERIAL BÁSICO DO CASCO



                Material do casco                   Qtde   Unidade
                Compensado naval de 4 mm             21     chapa
                Compensado naval de 6 mm              2     chapa
                Compensado naval de 10 mm            51     chapa
                Compensado naval de 15 mm             9     chapa
                                                              3
                Cedro ou Freijó (madeira bruta)     1,2      m
                Resina epóxi                        160      Kg
                Tinta de fundo                        2     galão
                Primer epóxi                          7     galão
                Tinta de poliuretano (exterior)       6     galão
                Tinta alquídica (interior)            2     galão
                Lixa d´água                         200       u
                Lixa de calafate                     15      m
                Parafuso de latão 4,8 x 25          400       u
                Parafuso de latão 4,8 x 45          400       u
                Parafuso de latão 4,8 x 55          400       u
                Arruela de latão                    400       u
                                         2
                Fibra de vidro 326 g/m               65      Kg




Descrição 277                                -16-                    3/10/2012

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:35
posted:3/10/2012
language:
pages:16