Visao_Institucional_38

Document Sample
Visao_Institucional_38 Powered By Docstoc
					VISÃO INSTITUCIONAL ESPM INFORMATIVO 38 – AGO/2008
Aprender é uma escolha.
Caros colegas: Em diversos números anteriores do Visão, conversamos sobre como facilitar a aprendizagem dos nossos alunos. O texto deste mês trata novamente desse assunto, mas do ponto de vista da necessária colaboração do aluno para que o aprendizado possa ocorrer. Nosso ponto de partida é a constatação de que uma característica importante da educação é a coparticipação do aluno na produção do serviço educacional. Daí decorre que os resultados do processo de aprendizagem dependem diretamente da cooperação do aluno e somente serão satisfatórios se este cooperar. Que a colaboração do estudante é fundamental para o aprendizado, é evidente. O que talvez seja menos saliente é que essa cooperação é uma escolha individual de cada aluno. Ou seja, o estudante escolhe se está aberto ao aprendizado ou não. Ainda que de forma inconsciente, essa decisão é feita todo dia, por todos os alunos. Às vezes, o aluno irá se expressar de tal forma que não pareça uma escolha, mas uma limitação. Por exemplo, quantas vezes já ouvimos alguém dizer que não tem facilidade para números? Em muitos casos, essa explicação pode esconder uma limitação auto-imposta, muitas vezes oriunda de uma frustração ocorrida ainda no ensino fundamental ou médio. É muito comum o aluno não se dar conta de que está fazendo uma escolha, justamente por ser inconsciente, no sentido de não aprender. O resultado disso é que ele coloca toda a responsabilidade pelo seu aprendizado e pelo seu desenvolvimento no professor, resultado que queremos evitar. Um importante objetivo da ESPM é tornar nossos alunos responsáveis pelo seu desenvolvimento. Ainda assim, não podemos simplesmente criticar nossos alunos por esse comportamento, afinal de contas, muitos realmente não se dão conta de que podem agir de forma diferente. O que devemos fazer, portanto? Em minha opinião, a melhor alternativa é tentar conscientizar os alunos de que aprender é, fundamentalmente, uma escolha de cada um. Na verdade, não é somente o aprendizado que é uma escolha individual, mas o crescimento como um todo é uma grande escolha. E o aprendizado está inserido, sem dúvida, nessa grande caminhada que é o crescimento. Ao longo dessa caminhada, o aluno aprenderá a ser responsável pelas suas próprias decisões e a aceitar as conseqüências das suas ações. Podemos ajudá-lo a compreender que o nível de aproveitamento da faculdade, ou da pós-graduação, será tanto maior quanto mais firme e consciente for a escolha de aprender. Mas por que devemos dar tanta atenção a esse ponto? Creio que por pelo menos dois motivos, um mais relacionado com os alunos e outro mais relacionado com nós próprios. O primeiro é que faz parte da nossa função ajudar e orientar nossos alunos no caminho do desenvolvimento pessoal e profissional. O segundo é que, na ausência dessa escolha consciente, por parte dos alunos, o sucesso do nosso esforço como professores poderá ser comprometido. Quantas vezes também não ouvimos coisas como “não aprendi nada nessa matéria”? Esta frase talvez diga muito mais sobre o aluno do que sobre o professor, afinal de contas, de acordo com este ponto de vista, o aluno não aprendeu porque escolheu não aprender. Concluindo, se o aluno faz parte do processo produtivo do serviço educacional, a sua escolha de aprender ou não é parte integrante desse processo. O lado positivo disso é que, se formos bem sucedidos em auxiliar nossos alunos a tomar consciência efetiva desse fato (porque eles têm que se auto-conscientizar) ganharemos a confiança e boa vontade dos alunos em nos acompanhar nos caminhos mais complexos e chegar a bom termo. O outro lado, negativo, é que o nosso sucesso está, ao menos em parte, condicionado a essa escolha individual e isso pode gerar frustração para ambos os lados, o professor na firme crença de que deu o máximo de si no trabalho com o aluno e o aluno na firme crença de que, independente do quanto tenha estudado, não conseguiu aprender o quanto queria. Obrigado pela atenção e até o nosso próximo encontro. Alexandre Gracioso Diretor Acadêmico ESPM


				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:21
posted:9/5/2008
language:
pages:1