Para ser um bom Capoeira by rtflUIVu

VIEWS: 68 PAGES: 29

									Resposta do Mestre Pastinha

Yê
Certa vez
Perguntaram a seu Pastinha
O que era Capoeira
E ele
Mestre Velho respeitado
Ficou um tempo calado
Revirando a sua alma
Depois
Respondeu e fou com calma
Em forma de ladainha
Capoeira é um jogo
Um brinquedo
É se respeitar o medo
É dosar bem a coragem
É uma luta
É manhá de mandigueiro
É um vento no veleiro
É um lamento na sezala
É um corpo arrepiado
É um berimbau bem tocado
O riso de um meninho
Capoeira é v o de um passarinho
Bote de cobra coral
Sentir na boca
Todo gosto do perigo
É sorrir pra o inimigo
No apertar de sua mào
É o grito do Zumbi
Écoando no quilombo
É se levantar de um tombo
Antes de tocar no chào
É odio, é esperança que nasce
Um tapa explode na face
Vai arder no coraçao
Enfim
Aceitar o desafío
Com vontade de lutar
capoeira é um pequeno barquinho
solto nas ondas do mar

Ié viva Pastinha
Ie Viva Pastinha, Camará….



1
Manoel Dos Reis Machado


Ieeeé... !
Manoel dos Reis Machado…
Manoel dos Reis Machado…
foi embora e nos deixou
Deus lhe ponha em bom lugar
pois é merecedor
Foi o rei da Capoeira
foi ele que me ensinou
Ele foi mestre dos mestres
meu mestre que Deus levou
se năo joga mais na Terra
pode lá no céu jogar
com Traíra e Besouro
Aberre e Valdemar
Ele foi rei aqui na Terra
e hoje é rei em outro lugar
Camarádinha
Ie... viva...Meu Mestre….
       Ie… viva meu Mestre Camará
Ie… quem me ensenhou
       Ie… Quem me ensenhou, camará
Ie… La Capoeira
       Ie… La Capoeira, Camará
Ie… Viva Bahia
       Ie… Viva Bahia, Camará
Ie… La volta al mundo
       Ie… La volta al mundo Camará



2
  CAPOEIRA DE SAO SALVADOR          CD1 # 8    QUEM VEM LA SOEU


É meu mano                                    Quem vem la sou eu
o que foi que tu viu lá                       Quem vem la sou eu
eu vi Capoeira matando, também vi Maculelé    Berimbau bateu
Capoeira                                      Capoeira sou eu
é jogo practicado na terra de São Salvador
Capoeira                                      Quem vem la sou eu
é jogo practicado na terra de São Salvador    Quem vem la sou eu
Sou discípulo que aprendo                     Berimbau bateu
e mestre que dou lição                        Capoeira sou eu
na roda da Capoeira
nunca dei meu golpe em vao                    Eu Venho de longe
Capoeira                                      Vengo da Bahia
é jogo practicado na terra de São Salvador    Jogo Capoeira
Capoeira                                      De noite e de dia
é jogo practicado na terra de São Salvador
é Manoel dos Reis Machado                     Quem vem la sou eu
ele é fenomenal                               Quem vem la sou eu
ele é o Mestre Bimba                          Berimbau bateu
criador da regional                           Capoeira sou eu
Capoeira
é jogo practicado na terra de São Salvador    Oi sou eu sou eu
Capoeira                                      Quem vem la
é jogo practicado na terra de São Salvador    Oi sou eu Benvenuto
ê Capoeira é luta nossa                       Quem vem la
da era colonial                               Oi montado a cavalo
e nasceu foi na Bahia                         Quem vem la
Angola e Regional                             Oi fumando charuto
Capoeira                                      Quem vem la
é jogo practicado na terra de São Salvador
Capoeira                                      Sou eu Sou eu
é jogo practicado na terra de São Salvador    Quem vem la
é no dia que eu amanheco                      Oi sou eu quem pregunto
danado da minha vida                          Quem vem la
planto cana descascada                        A cancela bateu
com seis dias está nascida                    Quem vem la
Capoeira                                      Capoeira sou eu
é jogo practicado na terra de São Salvador    Quem vem la
Capoeira
é jogo practicado na terra de São Salvador




  3
CAPOEIRA LIGEIRA                                         CD1 # 7


Capoeira pra estrangeiro Meu irmão
É MATO!
Capoeira brasileira Meu compade
É DE MATAR!
Berimbau tá chamando, é a roda formando
Vai se benzendo pra entrar
O toque é de Angola, São Bento Pequeno, Cavalaria e Iúna
A mandinga do jogo, o molejo da esquiva, é pra não cochilar
Capoeira é ligeira
Ela é brasileira
Ela é de matar
CAPOEIRA É LIGEIRA
ELA É BRASILEIRA
ELA É DE MATAR
Capoeira pra estrangeiro Meu irmão
É MATO!
Capoeira brasileira Meu compade

É DE MATAR
Olha o Rabo de Arraia, olha ai a Ponteira
E a Meia Lua pra matar, o Mortal é o Aú
O Macaco, e a Rasteira, e o Arrastão pra derrubar
Galopante Feceiro, vai se preparando pra voar
Capoeira é ligeira
Ela é brasileira
Ela é de matar
CAPOEIRA É LIGEIRA
ELA É BRASILEIRA
ELA É DE MATAR



4
IAIA IOIO

Quando meu mestre se foi
toda Bahia chorou
Iaia Ioio
Iaia Ioio, Iaia ioio
Ô, menino com quem tu aprendeu
O, menino com quem tu aprendeu
aprendeu a jogar capoeira aprendeu
quem me ensinou já morreu
quem me ensinou já morreu
o seu nome está gravado na terra onde ele nasceu
salve Mestre Bimba
salve a Ilha de Maré
salve o mestre quem me ensinou
a mandinga de bater com o pé
Iaia Ioio
Iaia Ioio, iaia ioio
Mandingeiro, cheio de malevolência
era ligeiro meu mestre
que jogava conforme a cadência do bater do berimbau
salve Mestre Bimba
criador da regional
salve Mestre Bimba
criador da regional
Iaia Ioio
Iaia Ioio, iaia ioio
Aprendeu meia lua - aprendeu
cabeçada e rabo - de arraia
e jogava na pé da - ladeira
multa vez i na beira - da praia
Ô salve São Salvador
salve a Ilha de Maré
salve o mestre quem me ensinou
5
a mandinga de bater com o pé
Iaia Ioio
Iaia Ioio, iaia ioio
Quando meu mestre se foi
toda Bahia chorou
Iaia Ioio
Iaia Ioio, iaia ioio




LUANA É                                        CD1 # 5


Luana é, meu boi Luana é, bará
Teresa samba deitada
O Marina samba de pé
E lá não cais na Bahia
Não tem lele, não tem lá
O Não tem le-le, nem la-lá
O laí-lai-lá O LE-LÉ
La-laí-lai-lá O LE-LÉ
O la-laí Lalaí, la-lailá
O la-laí Lalaí, la-lailá
O la-laí LA-LA-ILÁ
O le-le LA-LA-ILÁ

PARANAUE

Vou dizer minha mulher, Parana
Capoeira me venceu, Parana
Paranae, Paranaue, Parana
Ela que bateu o pe firme, Parana
Isso nao aconteceu, Parana
Paranae, Paranaue, Parana
o Paranaue, Parana, Parana, Paranaue, Parana
Paranae, Paranaue, Parana
e de vera que o morro, Parana
se mudou para a cidade, Parana
Paranae, Paranaue, Parana
Tem batuque todo dia, Parana

6
mulata de qualidade, Parana
Paranae, Paranaue, Parana.




TAVA LA EM CASA                      CD1 # 6
Tava la em casa, o iaia
sem pensar nem imaginar
Tava la em casa, o iaia
sem pensar nem imaginar
Quando ouvi bater na porta
Quando ouvi bater na porta, o iaia
Salomao mandou chamar
era hora de lutar
para ajudar a vencer
Para ajudar a vencer, o Iaia
a batalha liderar
eu que nunca fui de luta
nem pretendia lutar, amigo velho
botei a arma na mao
era tempo de lutar
era hora de lutar
o Besouro Preto
o Besouro Preto bara
o Besouro Preto bara
o Besouro Preto bara
o Besouro Preto
o Besouro Preto malvado
o Besouro Preto malvado
o Besouro Preto danado
o Besouro Preto
o Besouro Preto malvado
o Besouro Preto malvado
o Besouro Preto dourado

Me da meu dinheiro
o me da meu dinheiro, valentao
o me da meu dinheiro, valentao
que no meu dinheiro

7
ninquem poe mao      (4)
Me da meu dinheiro
o me da meu dinheiro, valentao
o me da meu dinheiro, valentao
que eu dou uma rasteira
e lhe ponho no chao
Me da meu dinheiro
o me da meu dinheiro, valentao
O ligeiro, o ligeiro
Parana
Eu tambem sou ligeiro
Parana

Marinheiro Sou                                                                        CD1 # 17


Eu năo sou daqui                      *O Marinheiro marinheiro    Lá vem, lá vem
Marinheiro Sou                        Marinheiro Sou              Marinheiro Sou
Eu năo tenho amor                     Quem te ensinou a nadar     Ele vem faceiro
Marinheiro Sou                        Marinheiro Sou              Marinheiro Sou
Eu sou da Bahia                       Ou foi tombo do navio       Todo de branco
Marinheiro Sou                        Marinheiro Sou              Marinheiro Sou
Do Săo Salvador                       Ou foi a balanço do mar     Com seu bonezinho
Marinheiro Sou (Repite 2)             Marinheiro Sou (Repite 2)   Marinheiro Sou (Repite 2) *




QUEIXADA, ARMADA E AÚ

Ouvi um som diferente
Cheguei mais perto pra ouvir

Era uma roda de gente
Cantando, gingando
Já nao resisti

Queixada, armada e aú
Meia lua e corta capim

        Quixada armada e au
        Meia lua e corta capim

Essa tal Capoeira
Nao sai mais de min




A CABAÇA O ARAME E O PEDAÇO DE PAU

O que é o berimbau
A cabaça, o arame e o pedaço de pau

8
        O que é o berimbau
        A cabaça, o arame e o pedaço de pau

Olha como é gostoso tocar berimbau
A cabaça, o arame e o pedaço de pau

        Olha como é gostoso tocar berimbau
        A cabaça, o arame e o pedaço de pau

O que é o berimbau
A cabaça, o arame e o pedaço de pau

        O que é o berimbau
        A cabaça, o arame e o pedaço de pau


Capoeira Abadá

Vou lhe dizer o que me alegra numa roda
De capoeira Quando eu começo a tocar
Três Berimbaus, Gunga, um médio e uma viola
Atabaque e o pandeiro E dois cabras pra jogar
Capoeira Abadá
Vou jogando capoeira Até o dia clarear
Capoeira Abadá
Se você é capoeira Nunca pare de treinar
Capoeira Abadá
Cante um corrido Um coro bem respondido
Uma energia imensa Que parado não vai dar
Capoeira Abadá
De segunda a sexta-feira Tem roda no Humaitá
Capoeira Abadá
Capoeira que é bamba Joga em qualquer lugar
Capoeira Abadá
Um jogo duro, Uma armada e uma ponteira
Meia-lua e uma rasteira Continue a jogar
Capoeira Abadá
Se você é capoeira Nunca deixe de treinar
Capoeira Abadá
Vou lhe dizer o que me alegra numa roda
De capoeira Quando eu começo a tocar
Três Berimbaus, Gunga, um médio e uma viola
Atabaque e o pandeiro E dois cabras pra jogar
Capoeira Abadá
Vou jogando capoeira Até o dia clarear
Capoeira Abadá
Cante um corrido Um coro bem respondido
Uma energia imensa Que parado não vai dar
Capoeira Abadá

9
Joga em cima Joga embaixo
No que o berimbau mandar
Capoeira Abadá
Um jogo duro, Uma armada e uma ponteira
Meia-lua e uma rasteira Continue a jogar
Capoeira Abadá
De segunda a sexta-feira Tem roda no Humaitá
Capoeira Abadá




É Disse Besouro                                                        CD1 # 4




Quando eu morrer, disse Besouro
Quando eu morrer, disse Besouro            Ohla lá siri de mangue
Não quero choro nem vela                   todo tempo não é um
tambem não quero barulho                   ohla que você não aguenta
na porta do cemitério.                     a presa do quanhamun
Eu quero meu berimbau                      Quando eu entro você sai
eu quero meu berimbau                      quando eu saio você entra
com uma fita amarela                       nunca vi mulher gamada
gravado com o nome dela.                   que não fosse ciumenta.

ê o meu nome                               ê o meu nome
é Besouro                                  é Besouro
E como é meu nome?                         E como é meu nome?
é Besouro……….(4)                           é Besouro……….(2)


Canarinho de Alemanha

*Canarinho da Alemanha quem matou meu curió
Eu jogo Capoeira, Mestre Bimba é o melhor, ê...
*
ô na roda da Capoeira quero ver quem é melhor, ê...
*
Eu jogo Capoeira e Pastinha é melhor, ê...
10
*
Eu jogo Capoeira na Bahia e Maceió, ê...
*
Eu jogo Capoeira, Canjiquinha é melhor, ê...
*
Eu jogo Capoeira, Caiçara tembém é, ê...




BERIMBAU DE OURO (Varias)

O meu berimbau de ouro, minha mãe, eu deixei no Gantois
O meu berimbau de ouro , minha mãe, eu deixei no Gantois
É um gunga bem falante que dá gosto de tocar
Eu deixei com Menininha para ela abençoá
Amanhã as sete horas p’ra Bahia vou voltar
Vou buscar meu berimbau que deixei no Gantois, Ha! ha!

Ie a capoeira, camará
Ai ai Aide
Joga bonito que eu quero ver
joga bonito que eu quero aprender
Joga bonito que eu quero ver
Joga bonito que eu quero aprender

Angola ê, Angolá a, Angola ê mandigueira, Angolá a
Angola ê, Angolá a, Angola ê mandigueira, Angolá a

Vou mimbora pra Bahia amanhã eu vou pra la
Vou jogar a capoeira no mercado popular

Paranaê, paranaê, paraná
Vou mimbora, vou mimbora como ja disse que vou paraná
Paranauê, Paranauê

Vim lá da Bahia pra lhe ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver
P’ra lhe ver, p’ra lhe ver, p‘ra lhe ver

Vou manda leco
Cajuê
vou manda loia
Cajuê

11
Lecô, loiá

Eh sacode a capoeira, embalança, embalança, embalança
Berimbau e feito de beriba, uma cabeça bem maneira Mestre Bimba que me deu
Entra na roda, abre o peito e sai falando toca Iuna e banguela mostra o som que Deus lhe deu

O meu berimbau de ouro, minha mãe, eu deixei no Gantois
O meu berimbau de ouro, minha mãe, eu deixei no Gantois
Eu sai da minha terra por ter sina viajeira
Caminhando pelo mundo, ensinando capoeira
Amanhã as sete horas p’ra Bahia vou voltar
Vou buscar meu berimbau que deixei no Gantois, camaradinho.
Eh viva meu Deus
Eh é hora é hora
Eh vamos embora


Ai ai aide
Olha joga bonito que eu quero aprender
Ai ai aide


Joga Capoeira de Angola

Jogar Capoeira de Angola
Não é brincadeira
Menino vem ver, lelê
Com a cabeça no chão
Vai saindo de aú
Completando rolê Coro

Eu fui lá no cais da Bahia
Jogar Capoeira
Lembrei de Pastinha de Seu Aberê, lelê
Capoeira de Angola
Não é brincadeira menino vem ver

Coro

Camisa sempre me falou
Solte o corpo menino
Deixe de falar
Tem que ter sentimento
Para Capoeira de Angola jogar

Coro

Você diz que entra na roda
Com ginga de corpo sabe balançar
Tem que ser mandingueiro
Para Capoeira de Angola jogar

Coro
                                                            DENTE DE OURO                      CD1 # 3


12
                                  Ela tem dente de ouro
                                  ela tem dente de ouro
                                  ela tem dente de ouro, ora meu Deus
                                  fui eu que mandei botar.
                                  Vou rogar nela uma praga
                                  prá esse dente se quebrar.
                                  Ela de mim não se lembra, ora meu Deus
                                  nem dela vou me lembrar
                                  Menina, diga seu nome
                                  que eu tembém já digo o seu
                                  Eu me chamo Chita Fina
                                  Na daquele vestido seu
                                  Casa de palha é palhoça
                                  se eu fosse o fogo eu queimava,
                                  Tuda mulher ciumenta
                                  se eu fosse a morte eu matava.
                                  Camaradinha, viva meu Deus…
Para ser um bom Capoeira


Para ser bom Capoeira
Muito se tenhe que aprendeu

No es solo hacer un aú
No es solo jogá pra valhé
No es solo da uma vez um mortal
O um martelo que mem da pra vhe

Mais ta veithe que joga bonito
Respeitando a tradiçao
Ei di a senhó do Bofim
E le vhe soua proffeçao

Entrar na roda e jogar
Com toda disposiçao
Despois toi po um camarada
E apretair a sua mao

Camará…Viva meu Deus
13
Ie, viva meu Deus camará
Ie, viva meu Mestre
Ie, viva meu Mestre, camará
Ie, que me ensinhó
Ie, que me me ensinhó, camará
Ie, da volta al mundo
Ie, da volta al mundo, camará
Ie, como tu deu
Ie, como tu deu, camará
Ie, como tu da
Ie, como tu da, camará



CHULA                           TRADUCCION


Ie, viva meu deus               Ie, viva mi Dios
Ie, viva meu deus, camara       Ie, viva mi Dios, camarada
Ie, viva meu mestre             Ie, viva mi maestro
Ie, viva meu mestre, camara     Ie, viva mi maestro, camarada
Ie, quem me ensinou             Ie, quien me enseño
Ie, quem me ensinou, camara     Ie, quien me enseño, camarada
Ie a capoeira                   Ie, Capoeira
Ie a capoeira, camara           Ie, Capoeira, camarada
Ie vamos embora                 Ie, vamos ahora
Ie vamos embora, camara         Ie, vamos ahora, camarada
Ie pelo mundo afora             Ie, dentro del mundo
Ie pelo mundo afora, camara     Ie, dentro del mundo, camarada
Ie que o mundo deu              Ie, lo que el mundo tiene que ofrecer
Ie que o mundo deu, camara      Ie, lo que el mundo tiene que ofrecer,
Ie que o mundo da               camarada
Ie que o mundo da, camara       Ie, para ver lo que el mundo nos dará
                                Ie, para ver lo que el mundo nos dará,
                                camarada




14
CHULA                                     TRADUCCION


Ie, e mandingueiro                        Ie, el es un hechicero
Ie, e mandingueiro, camara                Ie, el es un hechicero, camarada
Ie, e mandinga                            Ie, el es un gran hechicero
Ie, e mandinga, camara                    Ie, el es un gran hechicero, camarada
Ie, sabe jogar                            Ie, sabe jugar
Ie, sabe jogar, camara                    Ie, sabe jugar, camarada
Ie, joga p’ra li                          Ie, juega allá
Ie, joga p’ra li, camara                  Ie, juega allá, camarada
Ie, joga p’ra la                          Ie, juega aqui
Ie, joga p’ra la, camara                  Ie, juega aqui, camarada
Ie, viva malandragem                      Ie, viva malandragem
Ie, viva malandragem, camara              Ie, viva malandragem, camarada




Cantigas de Capoeira                      Marimbondo marimbondo
                               CD1 # 12   Pelo sinal
(Mestre Suassuana e Dirceu)
                                          Marimbondo me mordeu
                                          Pelo sinal
Bentivi jogou                             Oi me mordeu foi no umbigo
Gamelera no chão                          Pelo sinal
Bentivi jogou                             Mas se fosse mais prá baixo
Gamelera no chão                          Pelo sinal
Jogo que eu vi                            O mundo estava perdido
Gamelera no chão                          Pelo sinal
Jogo jogou                                Marimbondo que è danado
Gamelera no chão                          Pelo sinal
                                          Marimbondo è venenoso
                                          Pelo sinal




Olha lá o negro                           Queria ir mas agora não vou mais
  Olha o negro sinhá                      No caminho me apareceu uma cobra de corais
Olha lá o negro                           E a cobra lhe morde
  Olha o negro sinhá                      Senhor São Bento
Mas que nego danado                       E a cobra lhe morde
  Olha o negro sinhá                      Senhor São Bento
Oi me pega esse nego                      E a cobra lhe morde
  Olha o negro sinhá                      Senhor São Bento
E derruba no chão                         Mas que cobra valente
  Olha o negro sinhá                      Senhor São Bento
Esse nego è valente                       O veneno da cobra
  Olha o negro sinhá                      Senhor São Bento
Esse nego è um cão                        Ela vai te matar

15
 Olha o negro sinhá                   Senhor São Bento
Olha lá o nego                        Olha que cobra malvada
 Olha o negro sinhá                   Senhor São Bento
Mas castiga esse nego                 Ela vai te pegar
 Olha o negro sinhá                   Senhor São Bento
Mas conforme a razão                  Oia o veneno da cobra
 Olha o negro sinhá.                  Senhor São Bento
Esse nego è ligeiro                   Ela vai te matar
 Olha o negro sinhá                   Senhor São Bento
Esse nego è limão                     Oia que cobra malvada
 Olha o negro sinhá                   Senhor São Bento
Esse nego è safado                    Ela vai te pegar
 Olha o negro sinhá                   Senhor São Bento
Esse nego è cão                       Oia o veneno da cobra
 Olha o negro sinhá                   Senhor São Bento
                                      Ela vai te matar
                                      Senhor São Bento
                                      Oia que cobra malvada
                                      Senhor São Bento
                                      Ela vai te pegar
                                      Senhor São Bento



Sai sai Catarina                      Oi sim, sim, sim, oi náo, náo, náo


Sai sai Catarina                      Oi sim, sim, sim, oi náo, náo, náo
Saia do má venha ver Idalina            Oi sim, sim, sim, oi náo, náo, náo
  Sai sai Catarina                    Mais hoje tem amanha náo, Mais hoje tem
Oi Catarina venha ver                 amanha náo
  Sai sai Catarina                      Oi sim, sim, sim, oi náo, náo, náo
Saia do má venha ver Idalina          Mais hoje tem amanha náo, olha a pisada de
  Sai sai Catarina                    lampiáo
Oi Catarina venha ver                   Oi sim, sim, sim, oi náo, náo, náo
  Sai sai Catarina                    Mais hoje tem amanha náo, Mais hoje tem
Saia do má venha ver, venha ver       amanha náo
  Sai sai Catarina                        Oi sim, sim, sim, oi náo, náo, náo
                                      Olha a pisada de lampiáo, olha a pisada de
                                      lampiáo
                                        Oi sim, sim, sim, oi náo, náo, náo
                                      Se o meu Mestre diz que sim, quero ver
                                      dizer que náo
                                        Oi sim, sim, sim, oi náo, náo, náo

Dona Maria Do Camboatá                A canoa virou marinheiro

Dona Maria do Camboatá                A canoa virou marinheiro
Ela chega na venda ela manda botá     Oi no fundo do mar tem dinheiro
*Dona Maria do Camboatá                 A canoa virou marinheiro
Ela chega na venda e dá salto mortá   Oi no fundo do mar tem dinheiro

16
*Dona Maria do Camboatá                      A canoa virou marinheiro
Ela chega na venda e começa gingar
*Dona Maria do Camboatá

Vou dizer a meu sinhô Que a manteiga derramou               A Manteiga Derramou
E a manteiga năo é minha E a manteiga é de ioiô
+Vou dizer a meu sinhô Que a manteiga derramou
A manteiga nao é minha A manteiga é do sinhô
+Vou dizer a meu sinhô Que a manteiga derramou
A manteiga é de ioiô Caiu na água e se molhou
+Vou dizer a meu sinhô Que a manteiga derramou
A manteiga é do patrăo Caiu no chăo e derramou
+Vou dizer a meu sinhô Que a manteiga derramou
A manteiga năo é minha É pra filha de ioiô...
+Vou dizer a meu sinhô Que a manteiga derramou
A manteiga derramou Na carapinha do sinhô
+Vou dizer a meu sinhô Que a manteiga derramou
A manteiga derramou Caiu no chao e se espalhou
+Vou dizer a meu sinhô Que a manteiga derramou


Canticos de capoeira                                                    CD1 # 15

E vai voce, vai voce
  Dona Maria, como vai voce               Eu pisei na folha seca
como passou, Como vai vocé                e vi fazer chue chua
  Dona Maria, como vai voce               Chue, chue, chue, chua
Olha joga bonito qu'eu quero aprender       Eu vi fazer chue, chua
  Dona Maria, como vai voce               Chue, chue, chue, chua
e vai voce, vai voce                        Eu vi fazer chue, chua
  Dona Maria, como vai voce
Olha joga bonito qu'eu quero aprender     E de manha, Idalina ta me chamando
  Dona Maria, como vai voce               Idalina tem o costume
e vai voce, como vai voce                 de chamar e sair andando
  Dona Maria, como vai voce                 E de manha, Idalina ta me chamando
                                          oh Idalina, meu amor
Da, da, da no nego                        Idalina ta me esperando
o no nego voce nao da                       E de manha, Idalina ta me chamando
  Da, da, da no nego                      Idalina tem o costume
e mas se der vai apanhar                  de mandar a gente sair andando
  Da, da, da no nego                        E de manha, Idalina ta me chamando
e no nego voce nao da                     oh Idalina tem o costume
  Da, da, da no nego                      danado de falar de homem
e joga o nego para cima                     E de manha, Idalina ta me chamando
deixa o nego vadiar                       e Idalina, meu amor
  Da, da, da no nego                      Idalina ta me esperando
                                            E de manha, Idalina ta me chamando




17
                              EU SOU ANGOLEIRO

                                Eu sou angoleiro
                               Angoleiro sim sinhô
                               EU SOU ANGOLEIRO
                                Angoleiro de valor
                               EU SOU ANGOLEIRO
                              Angoleiro é que eu sou
                               EU SOU ANGOLEIRO
                                Do Maria Salomé
                              EU SOU ANGOLEIRO
                               Do Bahia de Marhé
                              EU SOU ANGOLEIRO
                                 La Purificaçao
                              EU SOU ANGOLEIRO




VIM DA BAHIA PRA LHE VÊ

Vim da Bahia pra lhe vê
Vim da Bahia pra lhe vê
Vim da Bahia pra lhe vê, pra lhe vê
Pra lhe vê, pra lhe vê, pra lhe vê {Coro repite después del solo}

Pra lhe vê, pra lhe vê
Pra lhe vê, pra lhe vê, pra lhe vê {Coro repite después del solo}




Igreja do Bomfim (Ladahina)                            CD1 # 2

Igreja do Bomfim
Igreja do Bomfim
E Mercado Modelo
Ladeira do Pelourinho
Ai Ai Ai, E a baixa do Sapateiro
Por falar em rio vermelho
Eu me lembrei do terreiro

18
Igreja de São Francisco
Igreja de São Francisco
E a praça da Sé
Onde ficam as baianas
Ai Ai Ai, Vendendo acarajé
Vou falar de Itapoan
Lagoa do Abaeté,
camará, Eo Eo Ora....




19
Vou Girar o Mundo                        Capoeira É defesa, ataque

Este arte me encanta                       Capoeira
Eu nao quero mais sair                   É defesa, ataque
Aprendi a capoeira                       A ginga de corpo
Que vem dos nossos ancestrais            E a malandragem.
Salve salve o meu mestre                 Oh São Francisco Nunes
Que me ensinou o abc                     Preto velho meu avô
Deus lhe salve deus lhe ajude            Ensinou para o meu pai
Eu nunca mais vou lhe esquecer           Mas meu pai não me ensinou.
                                            Capoeira
Cada salto uma reza                      E' defesa, ataque
Cada golpe uma canção                    A ginga de corpo
O que faz levar vantagem                 E a malandragem
E a malicia do negao                     O Macúlele.
E quando ginga incendeia                 a dança do pau
O coração de uma donzela                 A roda da Capoeira
Entre as pedras preciosas                è no toque do berimbau.
A capoeira a e mais bela                    Capoeira
Eu vou girar                             E' defesa, ataque
                                         A ginga de corpo
Vou girar o mundo                        E a malandragem.
Vou girar o mundo                        Eu já tive em Moçambique
Vou girar o mundo                        Eu já tive em Guiné
O girar, o girar, o girar, eu vou        Tô voltando de Angola
                                         Com o jogo de Malé.
     Vou girar o mundo                      Capoeira
     Vou girar o mundo                   E' defesa, ataque
     Vou girar o mundo                   A ginga de corpo
     O girar, o girar, o girar, eu vou   E a malandragem.
                                         Se você quiser aprende
                                         Vai ter que praticar
                                         Mas na roda de Capoeira
                                         E' gostoso de jogar.
                                            Capoeira
                                         E' defesa, ataque
                                         A ginga de corpo
                                         E a malandragem.




20
O Mundo de Deus e Grande               CD1 # 14
Yê
O mundo de deus e grande
O mundo de deus e grande
Entrar no mato fechado
O pouco com Deus muito, o ia ai
O muito sem deus e nada
Noite de escuro não serve,
E Pra caçar de madrugada
Caçador da muitos tiros, o ia ai
De manhã não mata nada
Veado correu pulando
Veado correu pulando,
Um dia corre na trilha
Se eu fosse governador, o ia ia
E manobrasse a Bahia
Isso que tu tá fazendo, o colega véi
Comigo tu não fazia
Camará!

Ye, eo e ora
Ye, eo e ora, camará
Ye, vamos embora
Ye, vamos embora, camará
Ye, Va a la Fora
Ye, Va a la Fora, Camará.
Ye, viva meu deus
Ye, viva meu deus, camará
Ye, viva meu mestre
Ye, viva meu mestre, camara
Ye, quem me ensinou
Ye, quem me ensinou, camara
Ye, a Malandraguen
Ye, a Malandraguen, Camará
Ye, a capoeira
Ye, a capoeira, camara




21
Moca Chorando
(Suassuna)
Lá em cima da janela
da janela do sobrado
Tinha uma moça chorando
Chorando pra se acabar
Por causa do Cordão de Ouro
Ai meu bem, que o ladrão tinha roubado
Mas não chore dona moça
Que o ladrão já tá sendo procurado
Quem pegar este ladrão
Oi, ai, ai! Será bem recompensado
Dou um berimbau maneiro
Ai, Ai, Ai! Dou um gunga ritmado
Oi Chiquinho ê e ê! Oi Chiquinho a a a!
Oi a menina de ouro mandou me chamar
         Oi Chiquinho ê ê ê! Oi Chiquinho a a a!
Oi na volta que o mundo deu
E na volta que o mundo dá
         Oi Chiquinho ê ê ê! Oi Chiquinho a a a!
Oi a menina de ouro mandou me chamar
         Oi Chiquinho ê ê ê! Oi Chiquinho a a a!


PISA, CABOCLO (Suassuna)              CD1 # 9


Pisa, caboclo                                      ê Ogum ê
quero ver você pisar                               oi tada que o ma lembé
Pisa lá que eu piso cá                             ê Ogum ê
quero ver você pisar                               oi tada que o ma lembé
*Pisa, caboclo quero ver você pisar                ê Ogum ê
Na batida do meu samba                             oi tada que o ma lembé
quero ver você dançar                              ê Ogum ê
*Pisa, caboclo quero ver você pisar
Pisa lá que eu piso cá
quero ver quem vai pular
*Pisa, caboclo quero ver você pisar
Na batida do meu gunga
quero ver você pular
*Pisa, caboclo quero ver você pisar




22
Itabuna (Suassuna)

Mas eu sou da Bahia
Sou lá de Itabuna
Terra do mestre Magrelo, Luíz Medicina
E também Suassuna, Mas eu sou da Bahia

      Mas eu sou da Bahia
      Sou lá de Itabuna
      Terra do mestre Magrelo, Luíz Medicina
      E também Suassuna (2)

Mas eu da Bahia
Sou lá de Itabuna
Terra do cacau
Lá se planta biriba de dia
E de noite de noite na roda
Já tem berimbau
E a roda para ficar legal
O som é bonito e o forte coral
Batam palmas e venham ver
É Luíz Medicina espaço cultural, Mas eu sou da Bahia

      Mas eu sou da Bahia
      Sou lá de Itabuna
      Terra do mestre Magrelo, Luíz Medicina
      E também Suassuna (2)

Se você dúvida de mim
Está feito o convite pra ir confirmar
Você vai ficar encantado
Com a capoeira que rola por lá
Lá tem o Badogue, o Carlinhos
Tem o Pão de Milho e o Lampião
O Ninja, Artur, Risadinha
São tão camaradas, parecem irmãos
Minha família é muito unida
Tem o Carioca e o Arrepiado
Pra fechar Tem o mestre Magrelo
Que lá em Itabuna
É o mais respeitado, Mas eu sou da Bahia

      Mas eu sou da Bahia
      Sou lá de Itabuna
      Terra do mestre Magrelo, Luíz Medicina
      E também Suassuna (2)




23
Recife tambem tem Capoeira

E moleque, escula o que eu digo larga de besteira
Fala pro teu mestre que Recife também tem capoeira.
       E moleque, escula o que eu digo larga de besteira
       Fala pro teu mestre que Recife também tem capoeira
E moleque !!!
       E moleque, escula o que eu digo larga de besteira
       Fala pro teu mestre que Recife também tem capoeira.
Recife também tem capoeira
Recife também tem tradicão
Recife do Mestre Teté, Todo Dura, Casco é Barrão
Recife do Mestre Piraja de Canaga, Duvale e Cancão
Recife do Mestre Mulatinho, o Curisco, Velero e Itapoan.
       E moleque, escula o que eu digo larga de besteira
       Fala pro teu mestre que Recife também tem capoeira
Recife da Ginga do Corpo Negra
Da SOCAP e da meia lua-intera
Recife da Chapéu de Couro
Do Quilombo e do Axé Capoeira
Recife tem muito capoeira
Recife é um acervo cultural
Recife tem muita cabaça
E biriba pra fazer berimbau.
       E moleque, escula o que eu digo larga de besteira
       Fala pro teu mestre que Recife também tem capoeira.
Se vôce for a Recife
Não esqueçade jogar capoeira
Lá na praça de Boa Viagem
Casa da Cultura e Parque da Jaqueira
e depois vá em casa Amarela para conhecer o Axé
Capoeira, Fhalé.
       E moleque, escula o que eu digo larga de besteira
       Fala pro teu mestre que Recife também tem capoeira.
Vocé já falou do Rio
de São Paulo, Bahia, Paraná
Pois agora eu falo de Recife
Recife tem muito que falar
Recife é terra de sarará
de caboclo de branca e negro tu
Recife é terra do frevo
Capoeira, baião, maracatu (E moleque !!!)
       E moleque, escula o que eu digo larga de besteira
       Fala pro teu mestre que Recife também tem capoeira.




24
CÁNTICOS DE CAPOEIRA
(Suassuna)                                                CD1 # 11

Vou contar minha história, O Iaiá    Capoeira, Capu                     E, Capoeira
com uma dor no coração               *Maculelé, Maracatu                tu quer me matar
Vou contar minha história, O Iaiá    O não é Karaté                     E, Capoeira
com uma dor no coração               nem tanbém Kung-Fu                 joga lá que eu jogo cá
Um aluno falou de mim                *Maculelé, Maracatu                *E, Capoeira tu quer me matar
Um aluno falou de mim, O Iaiá        O mas eu fui na Bahia              E, Capoeira joga lá que eu jogo
foi uma grande ingratidão            E comer carurú                     cá
Sei que tu fala ge mim               *Maculelé, Maracatu                Já joguei com Mestre Bimba
Sei que tu fala ge mim, O Iaiá       E comer caruru                     já lutei com Lampião
sei que tu de mim falou              e não comer angu                   já joguei com Seu Besouro
Que eu não jogo Capoeira             *Maculelé, Maracatu                e também com Riachão
Que eu não jogo Capoeira, O Iaiá     Oi, meu filho quando nascer        *E, Capoeira tu quer me matar
Que eu não sou bom professor         vou perguntar prá parteira:        E, Capoeira joga lá que eu jogo
Mas tu vai sentir soudade            O que é que o meu filho vai ser?   cá
Mas tu vai sentir soudade, O Iaiá    O meu filho vai ser Capoeira!      Aprendi a Capoeira
daquele que te ensinou               Capoeira, Capu                     Angola e Regional
Sei que Judas traiu Cristo           *Maculelé, Maracatu                e depois vim prá São Paulo
Sei que Judas traiu Cristo, O Iaiá   O não é Karate                     prá poder ensinar
da traição não se salvou             nem tanbém Kung-Fu                 *E, Capoeira tu quer me matar
Sei que tu fala de mim               *Maculelé, Maracatu                E, Capoeira joga lá que eu jogo
Sei que tu fala de mim, O Iaiá                                          cá
mas eu sei é quem eu sou
                                     Oi beira-mar, aue, beira-mar
Ié, viva meu Deus...
                                     Beira-mar, aue, beira-mar          Certo dia numa festa
                                     *Beira-mar, aue, beira-mar         um moleque me chamou prá
Olha pega esse nego                  Beira-mar, aue, beira-mar          jogar
e derruba no chão                    O riacho que corre pro rio         eu que sou desconfiado
esse nego é valente                  é o rio que corre pro mar          fiquei lá de lado a reparar
esse nego é o cão                    o mar é morada de peixe            o que tava escrito na camisa
*Pega esse nego                      eu quero ver quem vai jogar        era o tal de Besouro Mangangá
 e derruba no chão                   na corda de ouro                   o que tava escrito na camisa
esse nego é valente                  *Beira-mar, aue, beira-mar         era o tal de Besouro Mangangá
esse nego é o cão                    Beira-mar, aue, beira-mar          EE, ieá, era o tal de Besouro
*Pega esse nego                                                         Mangangá
 e derruba no chão                                                      o que tava escrito na camisa
                                     E minha mãe chama Maria
Oi, zum, zum, zum                                                       era o tal de Besouro Mangangá
                                     da ladeira de maré
Acabaram com o samba
                                     em vez de cantar Maria
e ainda mataram um
                                     minha mãe não sei quem é
*Oi, zum, zum, zum
                                     mas quero saber
Acabaram com o samba
                                     *Beira-mar, aue, beira-mar
e ainda mataram um
                                     Beira-mar, aue, beira-mar
*Oi, zum, zum, zum




25
26
Corridos
                                            Xôo! Xôo! Meu Canário
Vai Começar! Êh! Êh!                        Êh! Meu Canário é Cantador!
Vai Começar! Camará.                        Xôo! Xôo! Meu Canário!
A Capoeira! Êh! Ê!                          Êh! Mas Meu Canário é da Alemanha!
A Capoeira! Camará!                         Xôo! Xôo! Meu Canário!
Vai Começar! Êh! Êh!                        Êh! Meu Canário é Cantador!
Vai Começar! Camará.                        Xôo! Xôo! Meu Canário!
A Capoeira! Êh! Ê!
A Capoeira! Camará!                         Oi! É tu que é muleque!
Ja começou! Êh! Êh!                         Muleque é tu!
Ja Começou! Camará!                         Oi! É tu que é muleque!
A Capoeira! Êh! Ê!                          Muleque é tu!
A Capoeira! Camará!                         Oi! É tu que é muleque!
Ja começou! Êh! Êh!                         Muleque é tu!
Ja Começou! Camará!
A Capoeira! Êh! Ê!                          Oh! Vai Você! Vai Você!
A Capoeira! Camará!                         Dona Maria Como vai Você?
                                            Joga bonito que eu quero aprender!
Solta Mandinga! Êêêêêh!                     Dona Maria Como Vai Você?
Solta Mandingá                              Oh! Vai Você! Vai Você!
Solta Mandinga! Êh! Capoeira                Dona Maria Como vai Você?
Solta Mandingá!
Solta Mandinga! Êêêêêh!                     Lá! Lá! Eh! Lá! Lá! Lá! Eh! La! Lá!Ih! Lá!
Solta Mandingá                              Lá! Lá! Eh! Lá! Lá! Lá! Eh! La! Lá!Ih! Lá!
Solta Mandinga! Êh! Capoeira                Oh! Lê! Lê!
Solta Mandingá!                             Lá! Lá! Ih! Lá!
                                            Oh! Lê! Lê!
Vô Dizê minha Mulher                        Lá! Lá! Ih! Lá!
Paraná, Capoeira me venceu! Paraná!
Paraná! Uê! Paraná! Uê! Paraná!             Abalô, Capoeira Abalô!
Ela sim bateu pé firme!                     O Ie Abalô, Deixa Abalar!
Paraná, Isso não aconteceu! Paraná!         Abalô, Capoeira Abalô!
Paraná! Uê! Paraná! Uê! Paraná!             Mas Abalô Deixa Abalar!
                                            Abalô, Capoeira Abalô!
Oi! Chora menino!                           Mas Abalô Deixa Abalar!
Oh! Nhéin! Nhéin! Nhéin!                    Abalô, Capoeira Abalô!
O Menino Chorou!
Oh! Nhéin! Nhéin! Nhéin!                    Camará! O que é meu?
Cala Boca menino                            É meu irmão!
Oh! Nhéin! Nhéin! Nhéin!                    Meu irmão do Coração! Camará
Foi porque não mamou!                       É Meu Irmão!
Oh! Nhéin! Nhéin! Nhéin!                    O Camará! O que é meu?
                                            É meu irmão!
A Canoa Virou Marinheiro
Oh! No fundo do mar tem Dinheiro!           Axé Axé!
A Canoa Virou Marinheiro!                   Capoeira é pra homem, menino e mulher
Oh! No fundo do mar tem Dinheiro!           Axé Axé!
A Canoa Virou Marinheiro!                   Si eu no aprende é que no quere
                                            Axé Axé!
Eu pisei na folha seca! Vim Fazer Xuê Xuá
Xuê! Xuê! Xuê! Xuá!                         Adeus! Adeus!
Eu vim fazer: Xuê! Xuá!                     Boa Viagem!
Xuê! Xuê! Xuê! Xuá!                         Eu vou me embora!
Eu vim fazer: Xuê! Xuá!                     Boa Viajem!
Xuê! Xuê! Xuê! Xuá!                         Eu vou com Deus!
Eu vim fazer: Xuê! Xuá!                     Boa Viajaem!
                                            Com nossa senhora!
                                            Boa Viajem!




27
Capoeira Jurou Bandeira                    Os Negros de Aruanda

                             CD1 # 13                                 CD1 # 10
Iêê...
Capoeira jurou bandeira
pediu seu santo sua proteção
                                           Ai, meu tempo, faz tanto tempo
entrou na roda, olhou o parceiro           que o meu tempo não volta mais
ô, mas olhando o chão pediu perdão         quando os negos de Aruanda
ê, mas deu uma volta de saudação           cantavam todos iguais
oi, ainda na roda falou:                      *Ai, meu tempo, faz tanto tempo
Capoeira, eu sou baiano                        que o meu tempo não volta mais
oia, Mestre Suassuna foi quem me ensinou
estendeu a mão
                                               quando os negos de Aruanda
ê, lá no cumprimento                       cantavam todos iquais
o pé no peito logo levou                   Nós somos pretos da capanga de
ô, mas subiu do chão que nem corisco       Aruanda
prá confirmar o que havia dito             a Conceição viemos louvar
Capoeira nesse dia                         Aruanda E E E, Aruanda E E A
ê, lutou tudo que sabia
ô, mas se não lutasse perdia
                                              *Nós somos pretos da capanga de
amor no peito de Maria                     Aruanda
moça do seu coração                            a Conceição viemos louvar
jogou no ar e no chão                          Aruanda E E E, Aruanda E E A
fez diabrura do cão                        Preto velho ficava setado
oi, rezando uma oração                     no batente do velho portão
ê, lá homem de corpo fechado
ô, mas não teme ferro de matar
                                           Preto velho com sua viola
Ogum é meu padrinho                        Preto velho com seu violão
ô guerreiro do céu e guarda na lua            *Preto velho com sua viola
e na terra meu peito é de aço                  Preto velho com seu violão
ê, lá faca de ponta não fura               Lá na festa da Conceição
ê, viva meu Deus                           todo mundo pedindo implorava
iê, viva meu Deus, camará
iê, viva meu Mestre
                                           O menino pegava a viola
iê, viva meu Mestre, camará                Preto velho então cantarolava
iê, que mestre meu                            *O menino pegava a viola
iê, que mestre meu, camará                     Preto velho então cantarolava
iê, que me ensinou
iê, que me ensinou, camará




28
SE NÁO FOSSE A ESCRAVIDÁO            Olele Baiana (Samba De Roda)
                          CD1 # 16
Olha eu vou contar                   OH LE LE LE LE, OH LA LA LA LA
                                     *OH LE LE LE LE, OH LA LA LA LA
quem quiser pode ouvir
                                     A baiana me pega
quem quiser diga que não, olelé      Me leva pro samba             CD1 # 20
quem quiser diga que sim             Eu sou do samba
                                     Eu vim samba'
Agradeço a escravidão                *LE LE LE BAIANA
quem quiser que ache asneira         Minha baiana que deu sinaláaa
                                     *LE LE LE BAIANA
se não fosse o escravo, olelé
                                     Pra dancar o carnaval
não existia a Capoeira               *LE LE LE BAIANA
                                     Tambem jogar a Capoeira
Zum, zum, zum                        *LE LE LE BAIANA
Capoeira mata um                     Angola e Regional
                                     *LE LE LE BAIANA
                                     OH LE LE LE LE, OH LA LA LA LA
*Zum, zum, zum
                                     *OH LE LE LE LE, OH LA LA LA LA
Capoeira mata um

Cuidado com o preto velho
que ele pode machucar                CAPOEIRA VEIO AQUI
no tempo da escravidão, olelé        Capoeira veio aqui
só jogava o pé pro ar                Pros quilombos de zumbi
                                     Como angola ela chegou
                                     E aqui luta virou
Zum, zum, zum                        Nego fugia da senzala
Capoeira mata um                     Perseguido no meio do alarido
                                            PRA LUTAR¡¡¡¡¡¡¡¡
*                                    Olha a armada, meia lua e cabecada
                                     Ah rastreira e a queixada
O filho do meu patrão                       PRA MATAR¡¡¡¡¡¡¡
ia na escola estudar
                                     Capoeira dizia
e a caneta do escravo, olelé         Capoeira fazia
era no canavial                      Liberdade pro nego
                                     Liberdade pra vida
                                     Capoeira hoje em dia
                                     É brasil e alegria
Zum, zum, zum                               Vem pra roda vamos a jogar¡¡¡¡¡¡¡¡
Capoeira mata um                     OOOOOO
*                                     Capoeira...   capoeira
                                     OOOOOO
                                      Capoeira...   capoeira
                                     OOOOOO
                                      Capoeira...   capoeira
                                     OOOOOO
                                      Capoeira...   capoeira




29

								
To top