Curr�culo Nacional do Ensino B�sico � Compet�ncias Essenciais by nuF588

VIEWS: 5 PAGES: 31

									Projecto Curricular

     Ano Lectivo
      2005/2006
                  Desenho Curricular

                         DECRETO--
                             LEI            COMPETÊNCIAS
PROGRAMA DO
                         Nº 6 / 2001         ESSENCIAIS
    1º CICLO




                            LÍNGUA
                          PORTUGUESA

                                               EDUCAÇÃO
                                               ARTÍSTICA
     MATEMÁTICA


                             “MAIS E
                                                  EDUCAÇÃO
                            MELHOR                TECNOLÓGICA
                            CIDADÃO”

ESTUDO DO MEIO

                                               EDUCAÇÃO
                                               FÍSICO-MOTORA

                       ÁREAS CURRICULARES
                        NÃO DISCIPLINARES




    ÁREA DE PROJECTO    FORMAÇÃO CÍVICA          ESTUDO
                                              ACOMPANHADO
                                       Vectores Pedagógicos
  Das orientações do projecto educativo inferem-se os seguintes vectores pedagógicos que devem nortear a actuação
dos envolvidos no desenvolvimento do projecto curricular.




   Valorização dos interesses dos alunos e da sua curiosidade natural, bem      Assentar     as     aprendizagens
    como o respeito pela sua espontaneidade, como factores estruturantes a        escolares em experiências do
    partir dos quais as aulas devem ser construídas e os conhecimentos            quotidiano, vivências dos alunos;
    sistematizados;
                                                                                 Valorizar a motivação intrínseca,
   Promover a participação activa e plena dos alunos;                            o prazer e desejo de descobrir,
                                                                                  por     oposição    às   práticas
   Desenvolver o trabalho de grupo e a cooperação entre as crianças;             tradicionais da recompensa e do
                                                                                  castigo;
   Valorização dos métodos activos relacionados com a defesa de uma
    actividade pedagógica centrada nos interesses e necessidades físicas,        Atribuir uma maior importância
    cognitivas, afectivo-emocionais e sociais das crianças;                       aos aspectos cooperativos do
                                                                                  trabalho     escolar      e      ao
                                                                                  funcionamento do grupo-turma,
                                                                                  por     oposição     às     tarefas
   Valorizar a construção progressiva dos conhecimentos e do saber-fazer         estritamente           individuais.
    não só através de uma actividade própria mas também através das
    interacções sociais;

   Privilegiar competências funcionais e globais;
                                 Competências Gerais

O desenvolvimento destas competências tem como pressuposto que todas as áreas curriculares actuam em
convergência, pelo que a sua operacionalização deverá ter um carácter transversal. Compete ao docente
explicitar o modo como é concretizada a operacionalização e como se desenvolve “em cada campo
específico do saber e para cada contexto de aprendizagem do aluno”(ME,DEB)




                               OPERACIONALIZAÇÃO ESPECÍFICA


A operacionalização específica será feita na perspectiva de cada disciplina ou área curricular tendo em
conta os saberes, procedimentos, instrumentos e técnicas essenciais de cada área do saber e visando o
desenvolvimento pelo aluno destas competências
    I - MOBILIZAR SABERES CULTURAIS, CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS PARA COMPREENDER A
              REALIDADE E PARA ABORDAR SITUAÇÕES E PROBLEMAS DO QUOTIDIANO.




          OPERACIONALIZAÇÃO                                        ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES
 Prestar atenção a situações e problemas             Abordar os conteúdos da área do saber com base em situações e problemas
manifestando envolvimento e curiosidade               Rentabilizar as questões emergentes do quotidiano e da vida do aluno
 Questionar a realidade observada                    Organizar o ensino com base em materiais e recursos diversificados, dando
 Identificar e articular saberes e conhecimentos atenção a situações do quotidiano
para compreender uma situação ou problema             Organizar o ensino prevendo a experimentação de técnicas, instrumentos e formas
 Pôr em acção procedimentos necessários de trabalho diversificados
para a compreensão da realidade e para a              Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades dirigidas à
resolução de problemas                               observação e ao questionamento da realidade e à integração de saberes
   Avaliar   a   adequação     dos   saberes    e    Organizar actividades cooperativas de aprendizagem, orientadas para a integração
procedimentos     mobilizados    e    proceder   a e troca de saberes
ajustamentos necessários                              Desenvolver actividades integradoras de diferentes saberes, nomeadamente a
                                                     realização de projectos
 II - USAR ADEQUADAMENTE LINGUAGENS DAS DIFERENTES ÁREAS DO SABER CULTURAL, CIENTÍFICO E
     TECNOLÓGICO PARA SE EXPRESSAR.

          OPERACIONALIZAÇÃO                        ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES
Reconhecer, confrontar e harmonizar diversas Desenvolver a realização de projectos que impliquem o uso de diferentes
     linguagens para a comunicação de uma                  linguagensOrganizar o ensino prevendo a utilização de linguagens de
     informação, de uma ideia, de uma intenção             comunicação diversificadas
Utilizar formas de comunicação diversificadas, Organizar o ensino com base em materiais e recursos em que são utilizadas
     adequando     linguagens   e   técnicas   aos         linguagens específicas
     contextos e às necessidades                     Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
Comunicar, discutir e defender ideias próprias            diferenciadas de comunicação e de expressão
     mobilizando     adequadamente      diferentes   Rentabilizar os meios de comunicação social e o meio envolvente
     linguagens                                      Rentabilizar   as   potencialidades   das   tecnologias   de   informação   e   de
Traduzir ideias e informações expressas numa              comunicação no uso adequado de diferentes linguagens
     linguagem para outras linguagens                Apoiar o aluno na escolha de linguagens que melhor se adeqúem aos objectivos
Valorizar as diferentes formas de linguagem               visados, em articulação com os seus interesses
III - USAR CORRECTAMENTE A LÍNGUA PORTUGUESA PARA COMUNICAR DE FORMA ADEQUADA E PARA
ESTRUTURAR PENSAMENTO PRÓPRIO;


           OPERACIONALIZAÇÃO                               ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES
Valorizar e apreciar a língua portuguesa, quer  Organizar o ensino prevendo situações de reflexão e de uso da língua
como língua materna quer como língua de portuguesa, considerando a heterogeneidade linguística dos alunos
acolhimento                                        Promover a identificação e a articulação dos contributos de cada área do
Usar a língua portuguesa de forma adequada às saber com vista ao uso correctamente estruturado da língua portuguesa
situações de comunicação cr iadas nas diversas  Organizar o ensino valorizando situações de interacção e de expressão oral e
áreas do saber, numa perspectiva de construção escrita que permitam ao aluno intervenções personalizadas, autónomas e
pessoal do conhecimento                           críticas
Usar a língua portuguesa no respeito de regras  Rentabilizar os meios de comunicação social e o meio envolvente na
do seu funcionamento                              aprendizagem da língua portuguesa
Promover o gosto pelo uso correcto e adequado  Rentabilizar as potencialidades das tecnologias de informação e de
da língua portuguesa                              comunicação no uso adequado da língua portuguesa
Auto-avaliar a correcção e a adequação dos
desempenhos linguísticos, na perspectiva do seu
aperfeiçoamento
IV - ADOPTAR METODOLOGIAS PERSONALIZADAS DE TRABALHO E DE APRENDIZAGEM ADEQUADAS A
OBJECTIVOS VISADOS



            OPERACIONALIZAÇÃO                           ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES
 Exprimir dúvidas e dificuldades                 Organizar o ensino prevendo a experimentação de técnicas,
 Planear e organizar as suas actividades de instrumentos e formas de trabalho diversificados
aprendizagem                                      Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
 Identificar, seleccionar e aplicar métodos de dirigidas à expressão e ao esclarecimento de dúvidas e de dificuldades
trabalho                                          Organizar actividades cooperativas de aprendizagem
 Confrontar diferentes métodos de trabalho para  Organizar o ensino com base em materiais e recursos diversificados,
a realização da mesma tarefa                     adequados às diferentes formas de aprendizagem
 Auto-avaliar e ajustar os métodos de trabalho à  Apoiar o aluno na descoberta das diversas formas de organização da
sua forma de aprender e aos objectivos visados   sua aprendizagem
V - PESQUISAR, SELECCIONAR E ORGANIZAR INFORMAÇÃO PARA A TRANSFORMAR EM CONHECIMENTO
MOBILIZÁVEL;




             OPERACIONALIZAÇÃO                                ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES
Pesquisar, seleccionar, organizar e interpretar
informação    de forma   crítica     em   função   de    Organizar o ensino prevendo a pesquisa, selecção e tratamento de
questões, necessidades ou problemas a resolver e informação
respectivos contextos                                    Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela,
Rentabilizar as tecnologias da informação e actividades             dirigidas   a   pesquisa,   selecção,   organização     e
comunicação    nas   tarefas    de   construção    de interpretação de informação
conhecimento                                             Organizar o ensino prevendo a utilização de fontes de informação
Comunicar, utilizando formas diversificadas, o         diversas e das tecnologias da informação e comunicação
conhecimento resultante da interpretação da              Promover actividades integradoras dos conhecimentos,
informação                                              nomeadamente a realização de projectos
Auto-avaliar as aprendizagens, confrontando o
conhecimento produzido com os objectivos visados
e com a perspectiva de outros
VI - ADOPTAR ESTRATÉGIAS ADEQUADAS À RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E À TOMADA DE DECISÕES;




            OPERACIONALIZAÇÃO                              ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES


Identificar situações problemáticas em termos      Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
de levantamento de questões                        que permitam ao aluno fazer escolhas, confrontar pontos de vista e
 Seleccionar informação e organizar estratégias resolver problemas
criativas face às questões colocadas por um          Organizar o ensino prevendo a utilização de fontes de informação
problema                                           diversas e das tecnologias da informação e comunicação para o
 Debater   a   pertinência   das    estratégias desenvolvimento de estratégias de resolução de problemas
adoptadas em função de um problema                   Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
 Confrontar diferentes perspectivas face a um de simulação e jogos de papéis que permitam a percepção de
problema, de modo a tomar decisões adequadas       diferentes pontos de vista
 Propor situações de intervenção, individual e,     Promover a realização de projectos que envolvam a resolução de
ou colectiva, que constituam tomadas de decisão problemas e a tomada de decisões
face a um problema, em contexto
      VII - REALIZAR ACTIVIDADES DE FORMA AUTÓNOMA, RESPONSÁVEL E CRIATIVA;




           OPERACIONALIZAÇÃO                              ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES

  Realizar tarefas por iniciativa própria           Organizar o ensino prevendo a realização de actividades por
  Identificar, seleccionar e aplicar métodos de   iniciativa do aluno
trabalho, numa perspectiva crítica e criativa        Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
  Responsabilizar-se por realizar integralmente   dirigidas à experimentação de situações pelo aluno e à expressão da
uma tarefa                                         sua criatividade
  Valorizar a realização de actividades             Organizar      actividades    cooperativas    de      aprendizagem
intelectuais, artísticas e motoras que envolvam    rentabilizadoras da autonomia, responsabilização e criatividade de
esforço, persistência, iniciativa e criatividade   cada aluno
  Avaliar e controlar o desenvolvimento das         Organizar o ensino com base em materiais e recursos diversificados
tarefas que se propõe realizar                     que favoreçam a autonomia e a criatividade do aluno
                                                     Apoiar o aluno na descoberta das diversas formas de organização
                                                   da sua aprendizagem e na construção da sua autonomia para aprender
                                                     Criar na escola espaços e tempos para intervenção livre do aluno
                                                     Valorizar, na avaliação da aprendizagem do aluno, a produção de
                                                   trabalhos livres e concebidos pelo próprio
          VIII - COOPERAR COM OUTROS EM TAREFAS E PROJECTOS COMUNS




            OPERACIONALIZAÇÃO                              ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES

  Participar em actividades interpessoais e de      Organizar o ensino prevendo e orientando a execução de
grupo, respeitando normas, regras e critérios de    actividades individuais, a pares, em grupos e colectivas
actuação, de convivência e de trabalho em vários     Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
contextos                                           dirigidas para o trabalho cooperativo, desde a sua concepção à sua
  Manifestar sentido de responsabilidade, de       avaliação e comunicação aos outro
flexibilidade e de respeito pelo seu trabalho e      Propiciar situações de aprendizagem conducentes à promoção da
pelo dos outros                                     auto-estima e da autoconfiança
  Comunicar, discutir e defender descobertas e       Fomentar actividades cooperativas de aprendizagem com
ideias próprias, dando espaços de intervenção       explicitação de papéis e responsabilidades
aos seus parceiros                                    Organizar o ensino com base em materiais e recursos diversificados
  Avaliar e ajustar os métodos de trabalho à sua   adequados a formas de trabalho cooperativo
forma de aprender, às necessidades do grupo e        Apoiar o aluno na descoberta das diversas formas de organização
aos objectivos visados                              da sua aprendizagem em interacção com outros
                                                     Desenvolver a realização cooperativa de projectos
      IX - RELACIONAR HARMONIOSAMENTE O CORPO COM O ESPAÇO, NUMA PERSPECTIVA PESSOALL E
INTERPESSOAL PROMOTORA DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA




            OPERACIONALIZAÇÃO                              ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES

  Participar em actividades interpessoais e de         Organizar o ensino prevendo a realização de actividades em que é
grupo, respeitando normas, regras e critérios de    necessário estabelecer regras e critérios de actuação
actuação, de convivência e de trabalho em vários       Organizar o ensino prevendo a realização de jogos diversificados de
contextos                                           modo a promover o desenvolvimento harmonioso do corpo em relação
  Manifestar sentido de responsabilidade, de       ao espaço e ao tempo
flexibilidade e de respeito pelo seu trabalho e        Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
pelo dos outros                                     dirigidas à apropriação de hábitos de vida saudáveis e à
  Comunicar, discutir e defender descobertas e     responsabilização face à sua própria segurança e à dos outros
ideias próprias, dando espaços de intervenção          Organizar actividades diversificadas que promovam o
aos seus parceiros                                  desenvolvimento psicomotor implicado no desempenho de diferentes
  Avaliar e ajustar os métodos de trabalho à sua   tarefas
forma de aprender, às necessidades do grupo e          Organizar actividades cooperativas de aprendizagem e projectos
aos objectivos visados                              conducentes à tomada de consciência de si, dos outros e do meio
                                                       Organizar o ensino com base em materiais e recursos diversificados
            OPERACIONALIZAÇÃO                             ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES
 Pesquisar, seleccionar, organizar e interpretar
informação de forma crítica em função de              Organizar o ensino prevendo a pesquisa, selecção e tratamento de
questões, necessidades ou problemas a resolver e    informação
respectivos contextos                                 Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela,
 Rentabilizar as tecnologias da informação e       actividades dirigidas a pesquisa, selecção, organização e
comunicação nas tarefas de construção de            interpretação de informação
conhecimento                                          Organizar o ensino prevendo a utilização de fontes de informação
 Comunicar, utilizando formas diversificadas, o    diversas e das tecnologias da informação e comunicação
conhecimento resultante da interpretação da           Promover actividades integradoras dos conhecimentos,
informação                                          nomeadamente a realização de projectos
 Auto-avaliar as aprendizagens, confrontando o
conhecimento produzido com os objectivos visados
e com a perspectiva de outros
VI - ADOPTAR ESTRATÉGIAS ADEQUADAS À RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E À TOMADA DE DECISÕES;




            OPERACIONALIZAÇÃO                               ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES

 Identificar situações problemáticas em termos        Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
de levantamento de questões                          que permitam ao aluno fazer escolhas, confrontar pontos de vista e
  Seleccionar informação e organizar estratégias    resolver problemas
criativas face às questões colocadas por um             Organizar o ensino prevendo a utilização de fontes de informação
problema                                             diversas e das tecnologias da informação e comunicação para o
  Debater a pertinência das estratégias             desenvolvimento de estratégias de resolução de problemas
adoptadas em função de um problema                      Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
   Confrontar diferentes perspectivas face a um     de simulação e jogos de papéis que permitam a percepção de
problema, de modo a tomar decisões adequadas         diferentes pontos de vista
   Propor situações de intervenção, individual e,      Promover a realização de projectos que envolvam a resolução de
ou colectiva, que constituam tomadas de decisão      problemas e a tomada de decisões
face a um problema, em contexto
VII - REALIZAR ACTIVIDADES DE FORMA AUTÓNOMA, RESPONSÁVEL E CRIATIVA;




           OPERACIONALIZAÇÃO                              ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES

  Realizar tarefas por iniciativa própria           Organizar o ensino prevendo a realização de actividades por
  Identificar, seleccionar e aplicar métodos de   iniciativa do aluno
trabalho, numa perspectiva crítica e criativa        Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
  Responsabilizar-se por realizar integralmente   dirigidas à experimentação de situações pelo aluno e à expressão da
uma tarefa                                         sua criatividade
  Valorizar a realização de actividades             Organizar      actividades    cooperativas    de      aprendizagem
intelectuais, artísticas e motoras que envolvam    rentabilizadoras da autonomia, responsabilização e criatividade de
esforço, persistência, iniciativa e criatividade   cada aluno
  Avaliar e controlar o desenvolvimento das         Organizar o ensino com base em materiais e recursos diversificados
tarefas que se propõe realizar                     que favoreçam a autonomia e a criatividade do aluno
                                                     Apoiar o aluno na descoberta das diversas formas de organização
                                                   da sua aprendizagem e na construção da sua autonomia para aprender
                                                     Criar na escola espaços e tempos para intervenção livre do aluno
                                                     Valorizar, na avaliação da aprendizagem do aluno, a produção de
                                                   trabalhos livres e concebidos pelo próprio
VIII - COOPERAR COM OUTROS EM TAREFAS E PROJECTOS COMUNS




            OPERACIONALIZAÇÃO                              ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES

  Participar em actividades interpessoais e de      Organizar o ensino prevendo e orientando a execução de
grupo, respeitando normas, regras e critérios de    actividades individuais, a pares, em grupos e colectivas
actuação, de convivência e de trabalho em vários     Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
contextos                                           dirigidas para o trabalho cooperativo, desde a sua concepção à sua
  Manifestar sentido de responsabilidade, de       avaliação e comunicação aos outro
flexibilidade e de respeito pelo seu trabalho e      Propiciar situações de aprendizagem conducentes à promoção da
pelo dos outros                                     auto-estima e da autoconfiança
  Comunicar, discutir e defender descobertas e       Fomentar actividades cooperativas de aprendizagem com
ideias próprias, dando espaços de intervenção       explicitação de papéis e responsabilidades
aos seus parceiros                                    Organizar o ensino com base em materiais e recursos diversificados
  Avaliar e ajustar os métodos de trabalho à sua   adequados a formas de trabalho cooperativo
forma de aprender, às necessidades do grupo e        Apoiar o aluno na descoberta das diversas formas de organização
aos objectivos visados                              da sua aprendizagem em interacção com outros
                                                     Desenvolver a realização cooperativa de projectos
IX - RELACIONAR HARMONIOSAMENTE O CORPO COM O ESPAÇO, NUMA PERSPECTIVA PESSOAL E
INTERPESSOAL PROMOTORA DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA




            OPERACIONALIZAÇÃO                              ACÇÕES A DESENVOLVER PELOS PROFESSORES

  Participar em actividades interpessoais e de         Organizar o ensino prevendo a realização de actividades em que é
grupo, respeitando normas, regras e critérios de    necessário estabelecer regras e critérios de actuação
actuação, de convivência e de trabalho em vários       Organizar o ensino prevendo a realização de jogos diversificados de
contextos                                           modo a promover o desenvolvimento harmonioso do corpo em relação
  Manifestar sentido de responsabilidade, de       ao espaço e ao tempo
flexibilidade e de respeito pelo seu trabalho e        Promover intencionalmente, na sala de aula e fora dela, actividades
pelo dos outros                                     dirigidas à apropriação de hábitos de vida saudáveis e à
  Comunicar, discutir e defender descobertas e     responsabilização face à sua própria segurança e à dos outros
ideias próprias, dando espaços de intervenção          Organizar actividades diversificadas que promovam o
aos seus parceiros                                  desenvolvimento psicomotor implicado no desempenho de diferentes
  Avaliar e ajustar os métodos de trabalho à sua   tarefas
forma de aprender, às necessidades do grupo e          Organizar actividades cooperativas de aprendizagem e projectos
aos objectivos visados                              conducentes à tomada de consciência de si, dos outros e do meio
                                                           Organizar o ensino com base em materiais e recursos
                                                            diversificados




     Avaliar e ajustar os métodos de trabalho à sua forma de aprender, às necessidades do grupo e aos objectivos visados
Actividades de Enriquecimento Curricular
                                                                I – INGLÊS


                                                           Nível de desempenho                      Experiências de aprendizagem
        Competências específicas


                                                 O desenvolvimento da competência de           Serão de privilegiar,     nesta   fase   de
Desenvolvimento de uma competência de            comunicação deverá privilegiar:               iniciação, doze temas:
comunicação integradora do uso de várias         A audição e a oralidade, especialmente na      -Cores;
linguagens ( verbal, visual, auditiva,           fase inicial;
corporal);                                         A memorização em suportes visuais,          - Objectos de sala de aula;
Desenvolvimento de competências gerais           auditivos e gestuais;                          - Família;
individuais a nível cognitivo, socioafectivo e     A utilização de todos os padrões
psicomotor.                                      possíveis, tais como o trabalho individual,   - Animais de estimação;
                                                 de pares, ou em pequenos grupos,               - Corpo;
                                                 associados ao trabalho com o grupo-turma
                                                                                                - Aniversários;
                                                                                               - Casa;
                                                                                               - O tempo;
                                                                                                - Desportos;
                                                                                                - Alimentação;
                                                                                               - Transportes;
                                                                                                - Vestuário.
                                                                                                - Celebrações e Festividades
Experiências de aprendizagem


Serão de privilegiar nesta fase de iniciação:
•   A audição e a reprodução de rimas, canções, poemas...;
•   A participação em diálogos simples relacionados com a vida do dia-a-dia;
•   A compreensão dos acontecimentos principais de uma história transmitida em registo áudio ou audiovisual;
•   A participação em jogos de expressão dramática;
•   A compreensão de instruções simples;
•   A compreensão / resposta a mensagens escritas (bilhete, convite, postal, fax, correio electrónico...);
•   A compreensão dos elementos principais de um cartaz, de um anúncio, de uma embalagem, de um aviso,...
    Avaliação

As principais orientações e disposições relativas à avaliação da aprendizagem no ensino básico estão consagradas no Decreto-Lei n.º
6/2001, de 18 de Janeiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 209/2002, de 17 de Outubro, remetendo o primeiro para
despacho do Ministro da Educação a aprovação de medidas de desenvolvimento das referidas disposições, agora concretizadas no
Despacho Normativo n.º 1/ 2005, de 5 de Janeiro.


A avaliação:

•   é um elemento integrante e regulador da prática educativa, permitindo uma recolha sistemática de informações que, uma vez
    analisadas, apoiam a tomada de decisões adequadas à promoção da qualidade das aprendizagens.

•   incide sobre as aprendizagens e competências definidas no currículo nacional para as diversas áreas e disciplinas de cada ciclo,
    expressas no projecto curricular de escola e no projecto curricular de turma, por ano de escolaridade.

As aprendizagens de carácter transversal e de natureza instrumental, nomeadamente no âmbito da educação para a cidadania, da
compreensão e expressão em língua portuguesa e da utilização das tecnologias de informação e comunicação, constituem objecto de
avaliação em todas as disciplinas e áreas curriculares.

A avaliação das aprendizagens e competências assenta nos seguintes princípios:

a) Consistência entre os processos de avaliação e as aprendizagens e competências pretendidas, de acordo com os contextos em que
ocorrem;
b) Utilização de técnicas e instrumentos de avaliação diversificados;
c) Primazia da avaliação formativa com valorização dos processos de auto-avaliação regulada e sua articulação com os momentos de
avaliação sumativa;
d) Valorização da evolução do aluno;
e) Transparência e rigor do processo de avaliação, nomeadamente através da clarificação e da explicitação dos critérios adoptados;
f) Diversificação dos intervenientes no processo de avaliação.

A avaliação das aprendizagens inclui as modalidades de avaliação de diagnóstico, formativa, e sumativa.

A avaliação diagnóstica conduz à adopção de estratégias de diferenciação pedagógica e contribui para elaborar, adequar e reformular
o projecto curricular de turma, facilitando a integração escolar do aluno, apoiando a orientação escolar e vocacional. Pode ocorrer em
qualquer momento do ano lectivo quando articulada com a avaliação formativa.
A avaliação formativa é a principal modalidade de avaliação do ensino básico, assume carácter contínuo e sistemático e visa a
regulação do ensino e da aprendizagem, recorrendo a uma variedade de instrumentos de recolha de informação, de acordo com a
natureza das aprendizagens e dos contextos em que ocorrem.
A avaliação formativa fornece ao professor, ao aluno, ao encarregado de educação e aos restantes intervenientes informação sobre o
desenvolvimento das aprendizagens e competências, de modo a permitir rever e melhorar os processos de trabalho.

A avaliação sumativa consiste na formulação de um juízo globalizante sobre o desenvolvimento das aprendizagens do aluno e das
competências definidas para cada disciplina e área curricular.

A avaliação sumativa, no 1º ciclo, é considerada apenas na sua componente interna, pelo que:
• ocorre no final de cada período lectivo, de cada ano lectivo e de cada ciclo;
• é da responsabilidade do professor titular da turma em articulação com o respectivo conselho de docentes;
• a informação resultante desta avaliação expressa-se de forma descritiva em todas as áreas curriculares.
                                                     CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
           Critérios                 Parâmetros                  Exemplo de Indicadores

                                                           Conhecimento dos conteúdos
                              Adequação entre o            programáticos trabalhados:
Domínio do Conhecimento
                              estabelecido e o realizado    - registos diários
                                                            - fichas


                                                            - Adequação dos
                                                              comportamentos às regras
                              Adequação dos                   estabelecidas
Sentido de responsabilidade   comportamentos às             - Pontualidade
                              regras estabelecidas          - Assiduidade
                                                            - Realização de trabalhos extra-
                                                              aula


                                                            - Atenção e interesse
                                                              demonstrado
                                                            - Reconhecimento de erros /
                              Consistência no trabalho
Empenho                                                       dificuldades
                              realizado pelo aluno
                                                            - Autonomia (tenta superar
                                                              dificuldades sem a ajuda dos
                                                              outros)
                                                              Sabe seleccionar prioridades

                                                           Revela:
                              Coerência entre as            - bom relacionamento com os
                              manifestações                   outros
                              observáveis e a               - postura correcta na sala de aula
Construção do colectivo
                              aprendizagem activa na        - intervenção organizada e
                              sua dimensão individual e       adequada
                              social                        - aceitação das decisões
                                                              colectivas
                                                               saber esperar a sua vez
                                                        INSTRUMENTAÇÃO
No processo de ensino – aprendizagem o professor deve recolher elementos de avaliação apoiando-se na utilização de técnicas e
instrumentos específicos para o efeito, como:

             Registos de observação;
             Fichas de progresso;
             Listas de verificação;
             Intervenções orais e escritas;
             Trabalhos individuais e de grupo;
             Trabalhos de casa;
             Aplicação de fichas de avaliação;
             Observação directa.




                                                         NOMENCLATURA
A informação resultante da avaliação tem um carácter qualitativo e será utilizada a seguinte nomenclatura:

             Não Satisfaz
             Satisfaz pouco
             Satisfaz
             Bom
             Muito Bom
             Excelente


                                                  NÍVEIS DE DESEMPENHO MÍNIMOS
Os níveis de desempenho que se referem constituem apenas uma referência para controlo do desvio face às aprendizagens desejáveis
não significando que haja lugar a retenção automática no caso de o aluno ficar aquém do referente definido:
   1.1.2   Língua Portuguesa

                    Capacidade de:                                                                       1º A   2º A   3º A   4º A
Compreensão oral    Saber escutar                                                                         x      x      x      x
                    Reter informação                                                                      x      x      x      x
                    Interpretar pequenas mensagens                                                        x      x      x      x

                    Transmitir uma mensagem e cumprir uma ordem                                                  x      x      x
                    Ouvir e compreender a informação essencial de um discurso                                           x      x
Expressão oral      Capacidade de se exprimir de forma clara e audível                                    x      x      x      x
                    Reproduzir uma história simples                                                              x      x      x
                    Articular com correcção palavras e frases                                                           x      x

                    Narrar situações vividas e imaginadas                                                               x      x
                    Fazer recontos orais                                                                                x      x
                    Inventar histórias                                                                                  x      x
                    Expressar-se correctamente sobre um tema                                                            x      x
Leitura             Associar grafemas/fonemas para decifrar palavras/frases e/ou textos curtos            x
                    Apreender o significado global de um pequeno texto                                    x      x      x      x
                    Responder a perguntas simples de interpretação                                        x      x      x      x
                    Ler com correcção                                                                            x      x      x

                    Compreender o que lê                                                                         x      x      x

                    Identificar a ideia principal de um texto                                                    x      x      x
                    Identificar as personagens de um texto                                                       x      x      x
                    Interpretar textos adequados                                                                        x      x
                    Escrever frases e textos adequados ao desenvolvimento etário, com correcção morfo-
                    sintáctica e ortográfica.                                                             x      x      x      x
                    Compor textos                                                                                x      x      x
Expressão Escrita
                    Reproduzir uma história simples                                                              x      x      x
                    Ordenar gravuras de uma história simples (adequando ao desenvolvimento etário)               x      x      x
                    Relacionar frases simples e imagens                                              x   x   x
                    Fazer resumos                                                                        x   x
                    Inventar histórias                                                                   x   x

                    Capacidade de usar correctamente o conhecimento adquirido para comunicar     x   x   x   x

                    Utilizar regras elementares de ortografia e regras básicas de pontuação          x   x   x
Conhecimento
Explícito           Identificar e aplicar minimamente as noções gramaticais                              x   x

                    Usar minimamente o conhecimento da língua como instrumento de aprendizagem               x

    1.1.3   Matemática


1º ano
                            Compreensão do sistema de numeração de posição (unidades e dezenas)
                            Compreensão dos algoritmos de adição e subtracção
Números e cálculo
                            Reconhecimento dos números inteiros até 20
                            Capacidade de efectuar cálculo mental
                            Reconhecimento de formas geométricas simples
Geometria
                            Aptidão para realizar construções geométricas simples


 2º ano
                            Identificar e representar números até à ordem das centenas (500)
                            Estabelecer relações de ordem entre os números
                            Compor e decompor números
                            Calcular adições com e sem transporte
                            Calcular subtracções com e sem empréstimo
Números e cálculo
                            Construir as tabuadas do 2, 3, 4, 5 e 10
                            Calcular produtos de um número de 2 algarismos por outro de 1
                            Identificar números pares e ímpares
                            Identificar números ordinais até ao 10º
                            Resolver situações problemáticas
                           Identificar figuras geométricas: quadrado, rectângulo, círculo e triângulo
Geometria
                           Seriar objectos por tamanho, forma ou peso

3º ano
                           Identificar as ordens até ao milhar
                           Ler e escrever números inteiros e decimais
                           Identificar, ler e escrever números ordinais até 30º
                           Calcular somas com e sem transporte, com números inteiros e decimais
                           Calcular diferenças, com e sem empréstimo, com números inteiros e decimais
                           Construir as tabuadas do 6, 7, 8 e 9
Números e cálculo          Multiplicar por 10, 100, 1000
                           Calcular produtos de um número por outro de dois algarismos
                           Efectuar divisões de números por um algarismo
                           Identificar as medidas de grandeza (comprimento, peso e capacidade)
                           Aplicar as medidas de grandeza em situações reais
                           Aplicar o cálculo mental em situações problemáticas
                           Resolver situações problemáticas recorrendo às diversas operações
Geometria                  Identificar sólidos geométricos

4º ano
                            Ler, escrever e decompor números inteiros e decimais até à classe dos milhares
                            Dominar a técnica das 4 operações
             Números e      Resolver situações problemáticas que envolvam situações do dia a dia
             cálculo        Identificar e aplicar as medidas de grandeza
                            Aplicar o cálculo mental em diversas situações
                            Ter noção de perímetro e área
                            Identificar figuras geométricas
Geometria                   Reconhecer os sólidos geométricos: cubo, paralelepípedo, cilindro, esfera,
                            pirâmide e cone

    1.1.4   Estudo do meio

1º ano

A localização no espaço e no tempo
Reconhecimento e identificação de elementos espácio-temporais que se referem a acontecimentos, factos, marcas da história pessoal
e familiar e da história local

Reconhecimento e utilização dos elementos que permitem situar-se no lugar onde se vive
Reconhecimento e utilização no quotidiano de unidades de referência temporal

                 O conhecimento do ambiente natural e social

Compreensão das razões da existência de dia e noite e da sua relação com o movimento de rotação da Terra

Caracterização das estações do ano, utilizando diversos indicadores resultantes da observação directa e indirecta
Observação directa dos aspectos naturais e humanos do meio e realização de actividades práticas e trabalho de campo no meio
envolvente à escola.
Reconhecimento da existência de semelhanças e diferenças entre seres vivos, entre rochas e entre solos e da necessidade da sua
classificação

O dinamismo das inter-relações entre o natural e o social
Resolução de situações que envolvam deslocações, localizações e distâncias em espaços familiares e, por associação e comparação,
situar-se relativamente a espaços mais longínquos
Realização de actividades experimentais simples para identificação de algumas propriedades dos materiais, relacionando-os com as
suas aplicações

Identificação dos processos vitais comuns a seres vivos dependentes do funcionamento de sistemas orgânicos.

Conhecimento das modificações que se vão operando com o crescimento e envelhecimento, relacionando-as com os principais
estádios do ciclo de vida humana.

Reconhecimento de que a sobrevivência e o bem-estar humano dependem de hábitos individuais de alimentação equilibrada, de
higiene, de actividade física e de regras de segurança e de prevenção.



2º ano

Reconhecer o nome, data de nascimento, sexo

Reconhecer unidades de tempo

Conhecer e utilizar normas de higiene corporal

Localizar, no corpo, órgãos dos sentidos

Conhecer e aplicar:
        Normas de prevenção redoviária
        Regras de convivência social
Reconhecer diferentes modos de vida e funções sociais
Distinguir animais domésticos e selvagens
Distinguir seres vivos e não vivos
Distinguir características externas dos seres vivos
Registar condições atmosféricas (tabelas de dupla entrada)
Identificar as estações do ano e relacioná-las com o estado do tempo
Conhecer os meios de transporte
Reconhecer tipos de comunicação social e pessoal
Descrever os seus itinerários diários
Manusear objectos em situações concretas




 3º ano

Distinguir freguesia, concelho, distrito, país
Identificar dados pessoais
Estabelecer e distinguir relações de parentesco
Identificar regras básicas de:
          Higiene pessoal
          Segurança
Reconhecer funções vitais
Construir cadeias alimentares simples
Reconhecer o perigo do uso de drogas
Reconhecer a importância do sol, do ar, da água
Reconhecer a importância do solo
Identificar solos próprios para a agricultura e silvicultura
Conhecer os pontos cardeais
Conhecer unidades de tempo
Reconhecer a importância de algumas actividades económicas no meio local




4º ano

Conhecer a constituição do corpo e principais cuidados a ter
Identificar as principais regras de segurança:
                    na rua,
                    em casa,
                    na escola
                    ao sol
                    primeiros socorros
                    prevenção e comportamentos a ter perante fenómenos naturais
Identificar os principais elementos do meio físico e natural
Manifestar comportamentos de preservação e defesa do equilíbrio ecológico
Revelar conhecimento básico da história do meio envolvente
Conhecer os principais símbolos nacionais

								
To top