ESQUELETO HUMANO by q3bq1U

VIEWS: 367 PAGES: 24

									ESQUELETO HUMANO

PARTE SUPERIORA DO
  CORPO HUMANO
O que constitui a parte
superiora do corpo humano
•    Vertebras
1.   Cervicais
2.   Torácicas
3.   Lombares
4.   Sacrais
5.   coccigiana
• Clavícula
• Escapula
• Úmero
• Ulna
• Radio
• Metacarpos
• Falanges
Vertebras
• As vértebras são os ossos que compõem a coluna
  vertebral dos vertebrados. Normalmente, existem 33
  vértebras no ser humano, incluíndo as cinco que se
  encontram fundidas e formam o sacro, e as quatro
  coccígeas. As três regiões superiores compreendem as
  restantes 24 vértebras e são agrupadas em: cervicais (7
  vértebras), torácicas (12 vértebras) e lombares (5
  vértebras), de acordo com a zona em que se encontram.
  Este número é por vezes aumentado por uma vértebra
  adicional numa região, ou diminuído numa região, sendo
  que esta deficiência é frequentemente compensada por
  uma vértebra extra noutra região. O número de
  vértebras cervicais é, no entanto, muito raramente
  aumentado ou diminuído. Cada par de duas vértebras é
  separado por uma abertura, o forame intervertebral, de
  onde saem veias e nervos espinhais.
Vértebras cervicais fazendo a articulação com
• Sâo 7. A primeira chama-se Atlas,
    o crânio, e a segunda, Axis, cujo dente ("Dente do Áxis")
    articula-se com a Atlas. Ambas são fundamentais e singulares
    por permitirem os movimentos da cabeça. A sétima vértebra,
    por ser facilmente notada, principalmente em pessoas mais
    magras, é chamada "proeminente".
•   As vértebras possuem: • Forame Transverso • Processo
    Espinhoso Bifurcado ou Bífido • Corpo reduzido • C1 ATLAS:
    O corpo é em forma de anel. Tubérculo Anterior e Tubérculo
    Posterior. Faces Articulares bem diferentes, acidentadas na
    parte superior e na parte inferior é lisa. Na parte superior faz
    articulação com os Côndilos Occipitais. • C2 AXIS: É a única
    vértebra que possui saliência que é chamada de DENTE. Esse
    dente vai se articular com o Tubérculo Anterior do Atlas, o
    que permite o movimento de rotação da cabeça. Possui
    Processo Espinhoso ascendente e também essa característica
    é única dela. • C7: Articula com a primeira vértebra torácica e
    por isso possui todas as características das cervicais e uma
    característica das torácicas: o Processo Espinhoso é
    proeminente, comprido e inclinado para baixo.
VERTEBRAS TORACICAS.

• São em 12, possuindo corpo reforçado e
  fazendo articulação com as costelas.
• As vértebras possuem: • Corpo maior que
  as cervicais.
VERTEBRAS LOMBARES

• São 5, maiores por sustentarem maior
 pressão e peso do corpo. De todas é a
 que possui o corpo mais volumoso e seu
 Processo Espinhoso é reto e curto.
VERTEBRAS SACRAIS

• São 5, com tamanho decrescente. Durante
  a infância, são independentes, mas na
  idade adulta apresentam-se fundidas,
  formando o Osso Sacro.
• Entre as vértebras fundidas não existem
  Discos Intervertebrais (o último disco fica
  entre o Sacro e o Cóccix). Tem formato
  triangular de ápice inferior.
VÉRTEBRAS COCCIGIANAS

• Formado pela fusão de 4 vértebras.
 Articula-se com o sacro através de em
 disco intervertebral.
CLAVICULA.
• A clavícula é um osso presente no esqueleto humano
  que liga os membros superiores ao tronco. É um osso
  subcutâneo e palpável e é classificada como osso longo,
  porém sem cavidade medular (medula óssea), mas com
  partes cortical (compacta) e esponjosa (trabecular). O
  formato dela é de um "s", com os dois terços mediais
  dela sendo convexos anteriormente e o terço lateral
  sendo côncavo anteriormente (a junção do terço medial
  com o terço lateral é onde mais ocorre fraturas nesse
  osso). Os principais acidentes ósseos deste osso são os
  seguintes:
ESCAPULA.
• A escápula ou omoplata é um osso grande e chato,
  localizado na parte superior das costas, que junto com a
  clavícula forma a cintura escapular, responsável pela
  união de cada membro superior ao tronco.O termo
  omoplata já não é usado há 60 anos. É classificado como
  osso plano (chato) e tem uma parte translúcida. No
  plano coronal ou frontal, tem formato triangular, e
  possui três ângulos: ângulo inferior, ângulo lateral e
  ângulo superior. Possui uma espinha, que pode ser
  facilmente apalpada, e que dá origem ao acrômio, onde
  articula-se com a clavícula. Possui também um processo
  coracóide, que tem o formato de um dedo fletido, e
  localiza-se inferior ao acrômio; o processo coracóide
  pode ser apalpado no trígono clavipeitoral. Uma face
  glenoidal, localizada postero-lateralmente, articula-se
  com a cabeça do úmero. Há também uma incisura
  escapular e três fossas: subescapular (localiza-se em
  posição inferior nos quadrúpedes), infraespinhal e
  supraespinhal.
UMERO.
• O úmero é um osso longo que compõe a porção
    esquelética do braço humano, ou as patas dianteiras de
    mamíferos quadrúpedes. O úmero guarda muitas
    semelhanças com o fêmur.
•   Este liga-se à escápula e aos ossos do antebraço, o rádio
    e o ulna (antes conhecido como cúbito). A sua
    articulação com a escápula, na extremidade proximal, é
    do tipo esférica -- articulação feita através da cabeça do
    úmero, que se encaixa na cavidade glenóide da
    escápula. Esta articulação permite grande liberdade de
    movimentos, dai se dizer que a mesma possui 3 graus
    de liberdade (permite a flexão, extensão, adução
    abdução e rotação do braço). Já na extremidade distal,
    na região conhecida como cotovelo, há uma articulação
    através da tróclea do úmero e do ólecrano do
    cúbito/ulna. Uma parte do úmero, o capítulo, vai se
    articular com a cabeça do rádio.
ULNA

• A ulna (conhecida anteriormente como
 cúbita ou cúbito, antes da nova nômina
 anatômica) é um dos ossos que formam o
 antebraço, sendo o maior deles. É
 classificada como um osso longo e sua
 parte proximal é similar a uma chave
 inglesa. Também é conhecida como o
 osso do cotovelo.
RÁDIO.

• O rádio é o osso do braço que se estende
 anatomicamente na parte lateral do
 antebraço, indo do cotovelo até ao lado do
 punho onde se encontra o polegar.
 Proximalmente articula-se com o úmero
 no capítulo deste, distalmente com o
 carpo e medialmente com a ulna. Assim
 possuindo um corpo e duas extremidades
 (proximal e distal).
METACARPOS
• O metacarpo é a porção média da mão, ou seja, o
  conjunto de ossos dos membros anteriores (ou das
  extremidades superiores, no homem) que articulam
  com os ossos do carpo e com as falanges proximais
  dos dedos, em todos os vertebrados que
  apresentam aqueles membros. O metacarpo é
  formado pelos ossos metacarpais ou metacarpianos,
  que são em número de cinco.
• Nos vertebrados com 5 dedos, o carpo é formado
  por 5 ossos alongados; nas aves, o carpo é formado
  geralmente por dois ossos, dos quais um deles é
  notoriamente resultado da fusão de dois
  metacarpais - que é a designação que têm estes
  ossos.
• No homem, é o metacarpo que suporta a "palma"
  da mão.
A=Scaphoid
B=Lunate
C=Triquetrum
(Triangular)
D=Pisiform
Distal:
E=Trapezium
F=Trapezoid
G=Capitate
H=Hamate
FALANGES

• As falanges são os ossos que formam os
  dedos das mãos e pés dos vertebrados.
• No homem, cada dedo tem três falanges,
  excepto o polegar e o hálux (o "dedo
  grande do pé"), que têm apenas duas. As
  falanges têm nomes diferentes, conforme
  sua posição:

								
To top