; Clipping da Assessoria de Imprensa do Iamspe - 17/08/2009
Documents
Resources
Learning Center
Upload
Plans & pricing Sign in
Sign Out
Your Federal Quarterly Tax Payments are due April 15th Get Help Now >>

Clipping da Assessoria de Imprensa do Iamspe - 17/08/2009

VIEWS: 287 PAGES: 10

  • pg 1
									Gestão de Comunicação Corporativa

Clipping Iamspe

17/08/2009 Segunda-feira

Clipping
Jornal de Araraquara - http://www.jornaldeararaquara.com.br Assunto: Convênio

15/08/09 Sábado

Saúde

BENEFICÊNCIA PORTUGUESA DE ARARAQUARA
Tudo começou no dia 16 de agosto de 1914
Da Redação
	 A	caminho	do	seu	centenário,	a	Beneficência Portuguesa de Araraquara avança como um dos 80 melhores hospitais do País, com um plano de gestão próprio implantado pelo seu presidente Fábio Donato Gomes Santiago, que nestes últimos 15 anos, criou na cidade um novo conceito sobre a saúde pública, humanizando o atendimento médico-hospitalar. A presença do Secretário Executivo do Ministério das Comunicações, Fernando Rodrigues Lopes de Oliveira, no jantar comemorativo aos	95	anos	de	fundação	da	Beneficência	Portuguesa de Araraquara, na próxima sexta-feira, dia 21, 20h, no Salão de Festas do Clube Araraquarense, demonstra o reconhecimento que a instituição desfruta em todo o País, pelo trabalho de sua diretoria. Sua vinda, segundo o presidente da Beneficência	 Portuguesa,	 Fábio	 Donato	 Gomes	 Santiago, também possibilitará homenagear in memorian, Luiz Lopes de Oliveira, pai de Fernando, que durante oito anos foi presidente do Conselho Deliberativo do hospital (1981/1989). Ele foi um exemplo de homem em sua vida pública	como	funcionário	probo,	dedicado,	eficaz	 e colaborador, realizando um trabalho que não podemos esquecer. No hospital, seu desempenho foi semelhante, atuando com grande humildade e dedicação” , lembra Santiago. 	 Luiz	Lopes	de	Oliveira	tem	seis	filhos,	um	 deles Fernando, que tornou-se economista, trabalhando com destaque em grandes empresas privadas. Foi funcionário público do INSS e atualmente é Secretário Executivo do ministro das Comunicações Hélio Costa, substituindo-o em suas ausências	do	País. O HOSPITAL A cidade reconhece que a ascensão da Beneficência	se	deve	a	atuação	de	Fábio	Santiago, como presidente, cargo que assumiu em 1995. Aliando	experiência	profissional	com	os	cursos	de	 Administração Hospitalar, realizados na Fundação Getúlio Vargas e Faculdades COC de Ribeirão Preto,	 Fábio	 levou	 a	 Beneficência	 a	 ser	 hospital	 referência,	 num	 momento	 de	 crise	 da	 Saúde	 no	 Brasil. Segundo sua diretoria, ele tem feito o hospital	 fechar	 seu	 balanço	 financeiro	 de	 forma	 equilibrada,	o	que	mostra	a	eficiência	do	trabalho.	 Além disso, ele tornou a Benemed num dos mais prósperos	 e	 qualificados	 planos	 de	 saúde	 do	 interior, hoje com 50 mil vidas, atendendo usuários do Iamspe e outras operadoras de expressão nacional como Sul América, Caixa Federal, Golden Cross, além de parceiros expressivos: Cutrale, Lupo, Usina Zanin, CTA, Empresa Cruz, ACIA , APAS e tantos outros. Reeleito em 2009 para continuar na administração do hospital por mais 2 anos, Fábio fez	da	Beneficência	um	hospital	modelo	que	conta	 com cerca de 480 funcionários. Sua atuação está no gerenciamento geral do hospital, coordenando dirigentes, efetuando planejamentos, executando e avaliando programas gerenciais e técnicos. Questionado sobre os métodos administrativos que aplicou para ter retorno tão positivo, ele prefere ressaltar a visão que tem em torno deste sucesso: “ Minha visão sempre foi a de ser uma	empresa	referência	na	Região	Central	do	Estado de São Paulo e do Brasil, reconhecida pela excelência	 em	 serviços	 hospitalares,	 com	 poder	 de catalisar e viabilizar novos parceiros e novos negócios, capacidade de oferecer diferencial para o mercado e para a sociedade, com estrutura moderna, voltada para as atividades do hospital” . COMEMORAÇÕES No dia 21, às 14h, no Salão Nobre da Beneficência	Portuguesa,	acontecerá	a	entronização do retrato de Luiz Lopes de Oliveira na Galeria de Presidentes e Diretores do hospital. Da cerimônia	participarão	os	filhos	do	saudoso	dirigente,	que	 constituiu-se num dos mais brilhantes membros da instituição. O jantar será no Clube Araraquarense,

*

Gestão de Comunicação Corporativa imprensa@iamspe.sp.gov.br ( 5088-8731 ou 5549-9025 (Fax)

i www.iamspe.sp.gov.br

Clipping
Jornal de Araraquara - http://www.jornaldeararaquara.com.br Assunto:	Convênio com animação da Fascinação Banda Show. Foto 1 Fernando Lopes de Oliveira recebe em Brasília o convite de Fábio Santiago para participar da solenidade em Araraquara foto 2 	 Fábio	Santiago	vem	dando	à	Beneficência	 Portuguesa	desde	1995,	um	novo	perfil foto 3 Selo comemorativo dos 95 anos da Beneficência	Portuguesa	criado	pela	agência	Marzo SUA VIDA, SUA HISTÓRIA 	 A	 iniciativa	 de	 fundar	 a	 nossa	 Beneficência Portuguesa foi, a bem dizer, da coletividade, do bom coração dos portugueses da colônia aqui radicada, manifestação espontânea e anônima de um trabalho em que todos cooperaram. Diz a história que, no dia 15 de agosto de 1914, saiu pelas ruas da cidade uma comissão de doze portugueses modestos convidando seus compatrícios para uma reunião da colônia no Centro Hespanhol. Eles foram bem acolhidos por onde passaram e assim, no dia seguinte, domingo 16 de agosto, reunia-se no antigo Theatro Bijou que passou a ser sede do Centro Hespanhol, um número significativo	de	portugueses. O redator do jornal “ O Popular” , ladeado por Antônio Teixeira Velloso e Antônio dos Santos tomando a palavra, expôs em frases simples o objetivo da reunião, pedindo a escolha de Carlos Baptista de Magalhães para ela presidir, sendo aplaudidos para secretários Manual Gonçalves Foz e José Maria Paixão. Mediante a boa vontade de todos aprovando de forma unânime a simpática ideia, elegeuse uma comissão para redigir os estatutos e outra mais numerosa para angariar sócios. No dia 4 de outubro realizou-se nova reunião tendo uma das comissões apresentado os estatutos que, com ligeiras alterações foram aprovados,	verificando-se	a	inscrição	de	numerosos sócios fundadores. Nessa memorável reunião que decorreu numa intimidade perfeitamente fraternal foi eleita a seguinte diretoria: Presidente de Honra: Joaquim Carvalho de Oliveira
Gestão de Comunicação Corporativa imprensa@iamspe.sp.gov.br ( 5088-8731 ou 5549-9025 (Fax)

15/08/09 Sábado

Presidente efetivo: Manuel Gonçalves Foz Vice-Presidente: Capitão Adolpho Cardoso 1° Secretário: José Maria Paixão 2° Secretário: Sylvestre de Mattos Duque 1° Tesoureiro: João Gonçalves dos Santos 2° Tesoureiro: João Fernando Goes Nomearam-se na oportunidade também 12 mordomos O presidente eleito Joaquim Carvalho de Oliveira,	 disse	 que	 -	 o	 objetivo	 da	 Beneficência	 Portuguesa é o mesmo de suas ilustres irmãs de Campinas e São Paulo e tantas outras espalhadas por esse País, a atestar a bondade e a generosidade	do	coração	português	que	sempre	se	preocupou	com	assistência	e	caridade	e	deu	ao	mundo	 a santa iniciativa das “ misericórdias” . Socorrer os seus associados, que não são exclusivamente portugueses, em caso de doença, facultando-lhe	hospitalagem	e	assistência	médica,	 tornou-se seu principal foco. Mas pode alguém por limites à bondade do coração? perguntou o presidente. Com a demonstração de um poder visionário, completou: “ O tempo,	os	recursos,	a	experiência	ensinarão	o	que	 convém fazer” . 	 Ele	também	destacou	que	a	Beneficência	 Portuguesa será para esta cidade e para toda a vasta região de que Araraquara é o centro, o asilo da caridade do grande povo irmão, o ponto onde há de convergir muito sofrimento físico e moral e muita miséria, que ao carinho do bom trato e ao latejar quente de corações amigos se transmudará em alegria, saúde e bem estar de todos” . Passaram-se 3 meses: 40 contos subscritos por sócios benfeitores e remidos nos registros de sócios contribuintes conta-se cerca de 300 compatriotas. 	 Adquiriu-se	 assim	 um	 esplêndido	 terreno	 (60m x 55m), cedido generosamente em parte pelo benemerente sócio, Dr. Augusto Freire da Silva Júnior, da sua deliciosa chácara à Avenida José Bonifácio e estuda-se as plantas para a construção de um edifício de 100 contos de réis.

*

i www.iamspe.sp.gov.br

Clipping Diário Oficial
Roberto Engler: 3º Vice-Presidente Conte Lopes: 1º Vice-Presidente Feliciano Filho: 3ª Secretário Davi Zaia: 2º Vice-Presidente Ana do Carmo: 4ª Secretária Vinícius Camarinha: 4º Vice-Presidente Palácio Nove de Julho Av. Pedro Álvares Cabral, 201 CEP 04097-900 Tel. 3886-6122 www.al.sp.gov.br

Estado de São Paulo Diário Diário	Oficial	do	Estado	de	São	Paulo	-	Legislativo	–	Capa da Assembleia Legislativa Barros Munhoz - Presidente 16ª Legislatura Assunto: LDO Carlinhos Almeida: 1º Secretário Aldo Demarchi: 2º Secretário

15/08/09 Legislativo Sábado

PODER

Volume 119 • Número 151 • São Paulo, sábado, 15 de agosto de 2009 • http://www.imprensaoficial.com.br

Comissão ouve propostas para o Orçamento em São José do Rio Preto e em Catanduva
Transportes, investimentos em estâncias hidrominerais e reivindicações do funcionalismo foram os principais assuntos
Marisa Mello
Márcia Yamamoto / Ag. Assembleia

a

Com o objetivo de ouvir propostas da população de São José do Rio Preto e região para o Orçamento estadual 2010, a Comissão de Finanças e Orçamento (CFO) realizou audiência pública na Câmara Municipal da cidade nesta sexta-feira, 14/8. O presidente da CFO, Mauro Bragato (PSDB), conduziu os trabalhos e a mesa foi composta ainda pelos deputados Vitor Sapienza (PPS), Enio Tatto (PT) e Cássio Navarro (PSDB), membros da comissão, Beth Sahão (PT), representante da região, e José Zico Prado (PT). Após Bragato explicar o processo de incorporação de sugestões ao Orçamento, Sapienza disse que a comunidade precisa participar mais, de forma a marcar posição e alcançar respostas positivas aos seus pleitos. Tatto falou de números destacando que o Orçamento estadual gira em torno de R$ 120 bilhões. “Um montante orçamentário como esse não pode ter discussão restrita a meia dúzia de pessoas.” Segundo Beth Sahão, as audiências permitem a participação popular e podem levar à discussão temas importantes que nem sempre são contemplados pelo governo do Estado no Orçamento. “Dividir o Estado em polos de discussão de propostas para áreas como educação e saúde, por exemplo”, afirmou Zico Prado, referindo-se à regionalização da peça orçamentária, que ele e a bancada do PT consideram fundamental para melhor aplicação do dinheiro público. Cássio Navarro disse que ia ser breve para que a população pudesse se manifestar logo. Ele ressaltou que as audiências são uma oportunidade para os cidadãos, que não podem se dirigir ao Poder Legislativo para apresentar reivindicações, o façam em sua própria região. Maurício Hoffmann, técnico da Secretaria de Economia e Planejamento, também participou da mesa de trabalhos. Manifestações Nenhuma proposta para São José e região foi apresentada. Todos os inscritos falaram em prol de

Presença maciça da associação dos Professores aposentados em são José do rio Preto

sugestões para o funcionalismo estadual. Margarete Brizoti, da Associação dos Professores Aposentados do Magistério Público do Estado de São Paulo (Apampesp), falou em nome de muitas integrantes da Associação presentes ao debate. Ela abordou a questão da incorporação de gratificações, de melhor atendimento por parte do Iamspe e do pagamento de precatórios. Luzia Jorge, representante da Afuse, pediu melhores condições de trabalho que incluem reajuste salarial e um vale-refeição com valores adequados, pois os atuais “R$ 4 não pagam uma refeição”. O vereador Nelson Ohno, de São José do Rio Preto, se inscreveu também para defender as reivindicações

Público acompanha pleitos de moradores da região de Catanduva

do funcionalismo. Ele reclamou dos baixos salários da Polícia Militar. Fabio Perboni, da Apeoesp e do Fórum Permanente da Educação de São José e região, informou que os professores, ao longo dos últimos anos, não tiveram reajuste no salário-base, apenas gratificações. “O governador divulgou que os professores vão ganhar R$ 6 mil. Mas trata-se de um valor que será concedido a quem prestar uma prova, após 15 anos de serviço público, que selecionará 20% dos professores. Os demais, inclusive os aposentados, permanecerão sem reajuste. Assim, clamo para que a Assembleia não aprove essa proposta.” Andreia Militão, também do Fórum Permanente de Educação, reforçou as palavras de Perboni. Margarete Angeli é do Sindicato dos Funcionários do Centro Paula Souza. Ela informou que a categoria precisa de um plano de carreira mais adequado e reclamou dos salários baixos e da expansão de ensino desenfreada sem infraestrutura adequada. Para solucionar problemas como esses, Margarete solicitou dotação de 2% do orçamento estadual. Bragato finalizou esclarecendo que a CFO deverá repensar a questão dos horários em que são feitas as audiências de forma a ampliar a participação popular. “Há um bloqueio histórico. Muitos não comparecem porque não acreditam nos resultados da reunião. Porém, esta comissão tem um compromisso e quer mudar esse quadro.” O presidente da CFO destacou que as regiões do Estado tem desenvolvimento desigual e que um Orçamento mais transparente pode minimizar injustiças na aplicação de investimentos públicos, permitindo que as regiões recebam os recursos necessários ao seu progresso. OT - Página 3

*

Gestão de Comunicação Corporativa imprensa@iamspe.sp.gov.br ( 5088-8731 ou 5549-9025 (Fax)

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SP C=BR, O=ICP-Brasil, OU=ID - 382860, OU=Autenticado por Certisign Certificadora Digital, OU=Assinatura Tipo A1, OU=(em branco), OU=(em branco), CN=IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SP, E=certificacao@imprensaoficial.com.br A IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA garante a autenticidade deste documento quando visualizado diretamente no portal www.imprensaoficial.com.br

i www.iamspe.sp.gov.br

comportamento não se justifica nesse tipo de movimento pacífico”, declarou. (NS)

Clipping
Diário Oficial Poder Legislativo

Diário	Oficial	do	Estado	de	São	Paulo	-	Legislativo	–	pág.	3 Assunto: LDO

Ele pediu que as pessoas participem apresentando suas sugestões na audiência de hoje ou pela internet. Beth Sahão lembrou que o repasse de recursos aos municípios precisa de ajustes, uma vez que algumas Policiólogos O deputado Olimpio Gomes (sem partido), avaliou administrações municipais enfrentam dificuldades enquanto a matéria publicada hoje no jornal O Estado de S. Paulo, outras não sabem nem como aplicar o excedente de verbas. Segundo Vinholi, hoje o governo investe em áreas com o título “Policiais militares matam 56,5% mais no Estado de SP”, afirmando que “o policial não sai à rua prioritárias do Estado. Muitos dos problemas de Catanduva para matar mais ou menos pessoas, como afirmam os ditos acabaram por se tornar questões regionais, como é o caso especialistas “ólogos” ou “policiólogos”. Para Olímpio, a do rio São Domingos, que corta a cidade, está poluído e intensidade da violência é dos bandidos, e de acordo com deságua em águas que servem outros municípios. Baraldi agradeceu a oportunidade que a CFO está a pesquisa da Secretaria de Direitos Humanos, 43% da população concorda que o melhor bandido é o bandido proporcionando aos cidadãos de Catanduva para se morto. “A população, disse Olímpio, quer segurança, e a manifestarem. O vereador Marquinhos Ferreira também polícia é treinada para prender, primeiramente, e não sair destacou a importância da presença da comissão na região. matando pessoas inocentes, grávidas, crianças ou qualquer Ele solicitou acesso adequado, como um viaduto, para ligação da avenida Olímpia, em Catanduva, e a rodovia cidadão”. (MA) Comendador Pedro Monteleone. São Paulo, 119 (151) – lembrou que a secretaria está 3 O técnico Hoffmann em parceria com a Assembleia no processo de oitivas de

15/08/09

revisão do plano de carreira e aumento da dotação orçamentária da instituição. Nelson Benevenuto é vereador em Novo Horizonte e se inscreveu para apresentar antiga reivindicação da cidade que é pavimentação da estrada municipal Bento Cardoso de Morais que liga o centro de Novo Horizonte ao bairro Taquaral. Leandro Oliveira, da Apeoesp, enumerou uma série de reivindicações para o segmento da Educação: contrapartida do Estado no financiamento do Iamspe e reajuste salarial de 27% entre outros pontos. Cícero Zaparolli, de Ibirá, pediu a construção de uma passarela na rodovia Mario Pedro Briolli. O ex-vereador ainda falou sobre a falta de repasse de recursos estaduais para as estâncias hidrominerais, como é o caso de Ibirá. Por fim, Zaparolli informou que a Sabesp não tem adotado a tarifa social, pois a burocracia constante para que o cidadão possa requisitar esse benefício limita a concessão. A próxima audiência pública acontece na Câmara de Ourinhos, às 10h, no dia 20/8, quinta-feira. OT

Sábado

ntou o artigo “Em sejável”, de Maria alor, a respeito da lei é carregada de garante os direitos e é um convite à ona o princípio da cão, pesquisas da almente, 50% da tade da sociedade ara o deputado, a umo é o aumento feita durante as

Audiência em Catanduva revela rejeição a presídio
Márcia Yamamoto / Ag. Assembleia

0800-773-3886
bragato (centro) preside reunião da CFo em Catanduva
IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SP C=BR, O=ICP-Brasil, OU=ID - 382860, OU=Autenticado por Certisign Certificadora Digital, OU=Assinatura Tipo A1, OU=(em branco), OU=(em branco), CN=IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SP, E=certificacao@imprensaoficial.com.br A IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA garante a autenticidade deste documento quando visualizado diretamente no portal www.imprensaoficial.com.br

sem par tido ) Conte Lopes (PTB), por encaminhar o gnou, juntamente erlei Siraque (PT), a 1ª Confederação o que vai debater urança pública no representantes de Gomes também o Romeu Tuma Jr. mente para que a a posicionamento

e Segurança

beth sahão e geraldo Vinholi
Continuação Da PriMeira Página

a respeito do que izada pela Frente acordo com ele, dequada com os deputado afirmou mas sim, à postura mais democrática. e suspensão. Esse ipo de movimento

*

Gestão de Comunicação Corporativa imprensa@iamspe.sp.gov.br ( 5088-8731 ou 5549-9025 (Fax)

a
i www.iamspe.sp.gov.br

partido), avaliou stado de S. Paulo, m 56,5% mais no cial não sai à rua o afirmam os ditos ”. Para Olímpio, a s, e de acordo com umanos, 43% da ndido é o bandido uer segurança, e a amente, e não sair ianças ou qualquer

À tarde, na Câmara Municipal de Catanduva, integraram a mesa da audiência pública o presidente da CFO, Mauro Bragato (PSDB), Cássio Navarro (PSDB), membro da comissão, os deputados da região, Beth Sahão (PT) e Geraldo Vinholi (PDT), o 2º secretário da Câmara de Catanduva, Onofre Baraldi, e o vereador Marquinhos Ferreira (PT), e o técnico da Secretaria de Economia e Planejamento, Maurício Hoffmann. Cássio Navarro explicou que a razão de a comissão estar realizando audiências em todo o Estado é chegar nos pontos mais extremos para diminuir a distância entre os parlamentares e a população que vive nessas localidades. Ele pediu que as pessoas participem apresentando suas sugestões na audiência de hoje ou pela internet. Beth Sahão lembrou que o repasse de recursos aos municípios precisa de ajustes, uma vez que algumas administrações municipais enfrentam dificuldades enquanto outras não sabem nem como aplicar o excedente de verbas. Segundo Vinholi, hoje o governo investe em áreas prioritárias do Estado. Muitos dos problemas de Catanduva acabaram por se tornar questões regionais, como é o caso do rio São Domingos, que corta a cidade, está poluído e deságua em águas que servem outros municípios. Baraldi agradeceu a oportunidade que a CFO está proporcionando aos cidadãos de Catanduva para se manifestarem. O vereador Marquinhos Ferreira também destacou a importância da presença da comissão na região. Ele solicitou acesso adequado, como um viaduto, para ligação da avenida Olímpia, em Catanduva, e a rodovia Comendador Pedro Monteleone. O técnico Hoffmann lembrou que a secretaria está em parceria com a Assembleia no processo de oitivas de

sugestões de propostas ao Orçamento, peça que, segundo Hoffmann, deverá ser elaborada com atenção às sugestões feitas durante as audiências da CFO. A vereadora Ana Paula Carnelossi, de Catanduva, pediu que não seja instalado, como pretende o governo do Estado, um presídio na cidade, uma vez que demandaria mais gastos com prestação de serviços públicos às famílias de presos que se instalariam na região. Ela ainda pleiteou recursos para Casa de Apoio ao Adolescente e para entidades assistenciais. Os problemas gerados pela terceirização de serviços nas unidades do Centro Paula Souza foram apontados pelo representante do Sindicato dos Funcionários do Centro Paula Souza, Eros Roman. Ele ainda solicitou revisão do plano de carreira e aumento da dotação orçamentária da instituição. Nelson Benevenuto é vereador em Novo Horizonte e se inscreveu para apresentar antiga reivindicação da cidade que é pavimentação da estrada municipal Bento Cardoso de Morais que liga o centro de Novo Horizonte ao bairro Taquaral. Leandro Oliveira, da Apeoesp, enumerou uma série de reivindicações para o segmento da Educação: contrapartida do Estado no financiamento do Iamspe e reajuste salarial de 27% entre outros pontos. Cícero Zaparolli, de Ibirá, pediu a construção de uma passarela na rodovia Mario Pedro Briolli. O ex-vereador ainda falou sobre a falta de repasse de recursos estaduais para as estâncias hidrominerais, como é o caso de Ibirá. Por fim, Zaparolli informou que a Sabesp não tem adotado a tarifa social, pois a burocracia constante para que o cidadão possa requisitar esse benefício limita a concessão. A próxima audiência pública acontece na Câmara de Ourinhos, às 10h, no dia 20/8, quinta-feira. OT

Clipping

13/08/09 - 0200

Quinta-feira

A Tribuna - http://www.tribunatp.com.br/ - Piracicaba Assunto: Coluna - Política

Grafites : Pela valorização do Iamspe, difícil, mas ainda possível

Evaldo Vicente

“O governo erra ao não valorizar o Iamspe”
partida de dois por cento do governo Estado para o funcionamento da entidade, mas que elas	têm	sido	rejeitadas	pelos	deputados	que	 compõem a base do governo, prejudicando o atendimento aos servidores estaduais”. E o Iamspe tem seu presidente indicado pelo governador; mesmo assim, o Estado tem recusado a dar a sua contrapartida ao Instituto. Por isso, ele defendeu que o Conselho Coordenador, pela sua força política histórica, ajude a esclarecer a sociedade sobre esta realidade e a pressionar o governo estadual para que amplie o aporte de recursos ao Iamspe, “atualmente mantido quase exclusivamente com recursos provenientes do desconto das contribuições na folha de pagamento dos funcionários”. Com a inversão da tese governamental, o atendimento poderia ser ampliado, especialmente no Interior do Estado. “Neste ano, por exemplo, os funcionários estão contribuindo com R$ 420 milhões e o governo estadual com apenas R$ 100 milhões, obtidos através da pressão dos servidores”, o que, em síntese, nada levam de concreto para os servidores públicos como um todo, pois os interioranos	ficam	preteridos	aos	da	Capital.	É	 realmente uma injustiça e o CCECP vai lutar para reverter esse quadro, como garantiu o presidente Brusantin. GRIPE I O vereador Paulo Henrique (PRB) cobra, por requerimento, esclarecimentos do Executivo sobre medidas e precauções a serem adotadas pela Secretaria Municipal de Saúde contra a	Influenza	A	H1N1	–	Gripe	Suína.	As	notícias	 nos meios de comunicação falam de inúmeras

Numa reunião simples, mas com muito espírito público, o Conselho Coordenador das Entidades Civis de Piracicaba (CCECP) ateou fogo num debate que, parece, não interessa muito ao governador José Serra (PSDB). Para esse encontro, o presidente da entidade, Edie Brusantin, levou o deputado estadual Roberto Felício (PT) que, além de parlamentar, de uma vida dedicada ao serviço público, como professor da rede estadual. “São 36 anos de trabalho”, contou aos conselheiros na última terça-feira, numa das salas da Associação Comercial e Industrial (Acipi) que abriga a entidade coordenadora. Ele defendeu, com todas as forças, a valorização do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) pelo governo estadual, tendo apoio nas informações sobre custos hospitalares de José Coral, presidente do Hospital dos Fornecedores de Cana de Piracicaba, um dos mais destacados administradores do setor, e também presidente da Associação e Cooperativa dos Fornecedores de Cana de Piracicaba. Para Roberto Felício, “o governo erra ao não valorizar o Iamspe, que, a ser utilizado pelo funcionalismo público, acaba contribuindo para desafogar a rede pública de saúde”. Felício é coordenador da Frente Parlamentar da Assembleia Legislativa de São Paulo em defesa do Iamspe e, preocupado com o tema, lembrou que, em Piracicaba, há mais de 10 mil dependentes do Instituto. Felício relatou, também, que tem apresentado, anualmente, emenda ao orçamento estadual, “na tentativa de assegurar a contra-

a

*

Gestão de Comunicação Corporativa imprensa@iamspe.sp.gov.br ( 5088-8731 ou 5549-9025 (Fax)

i www.iamspe.sp.gov.br

Clipping
pessoas infectadas pelo vírus. Segundo ele, “o problema pode se agravar em repartições públicas, onde há uma grande circulação de pessoas, no atendimento aos contribuintes, pacientes, e até mesmo entre os funcionários, devido ao contato pessoal”. GRIPE II No requerimento, o vereador Paulo Henrique indaga sobre o número de pessoas que contraíram	o	vírus	Influenza	A	H1N1,	os	casos	de	 internação e os de óbito. Pede informações da Secretaria de Saúde sobre possível epidemia ou proliferação do vírus no município, e quais as medidas que foram adotadas ou ainda serão implantadas para a prevenção contra o vírus nas repartições e locais públicos, além de indagar se seria possível o fornecimento de álcool em gel para as repartições públicas nas secretarias e autarquias. RELIGIÕES O PTB Diálogo Inter-Religioso inaugura dia 17, às 20h, o Instituto Mahatma Ghandi, na Assembleia Legislativa. De maneira inédita, 15 representantes de diferentes doutrinas religiosas	se	reuniram	por	vários	meses,	e	definiram o estatuto do Instituto que deve iniciar atividades no segundo semestre deste ano. O Instituto terá como principal objetivo potencializar entidades ligadas a essas diferentes orientações religiosas, e é mais um trabalho do deputado estadual Campos Machado, presidente estadual da legenda. MICROCRÉDITO O microcrédito é um empréstimo de baixo valor voltado aos empreendedores informais e às microempresas sem acesso aos canais tradicionais. Em 2008, segundo dados do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado do Ministério do Trabalho e Emprego, foi desembolsado R$ 1,8 bilhão aos microempreendedores, crescimento de 64% em relação a 2007. De acordo com o IBGE, há
Gestão de Comunicação Corporativa imprensa@iamspe.sp.gov.br ( 5088-8731 ou 5549-9025 (Fax)

13/08/09 - 0200

Quinta-feira

A Tribuna - http://www.tribunatp.com.br/ - Piracicaba Assunto: Coluna - Política

10 milhões de empresas informais no país. Dia 25, a Mostra Fiesp/Ciesp de Responsabilidade Socioambiental fará encontro sobre o tema. BEIRA RIO I Estiveram na terça-feira na sede da Petrobras, em São Paulo, o presidente do Ipplap, João Chaddad, e o ex-vereador Gustavo Ranzani Herrmann (PSB) para bater o martelo para a vinda de mais 2 milhões de reais da empresa para patrocínio das obras do projeto Beira Rio. Faltam algumas documentações, como licença ambiental, que a Prefeitura de Piracicaba terá que providenciar. Mas, o mais importante	ficou	definido	na	reunião:	o	recurso	 vem, sem o perigo de ser cancelado. São as forças políticas, quando unidas, fazem muito mais pela comunidade. BEIRA RIO II É	 que,	 com	 a	 morte	 de	 João	 Herrmann,	 em	 abril, e a CPI da Petrobras, havia temores de que a empresa pudesse recuar com o compromisso assumido com o deputado federal piracicabano. Por isso, Gustavo buscou se envolver no assunto e saiu satisfeito da reunião com o gerente de comunicação institucional da BR, José Aparecido Barboza. “Meu pai adorava aquele lugar e desde o primeiro real conquistado junto a Petrobras, ainda no governo Jose Machado, estava envolvido com o	Projeto	Beira	Rio”,	disse	Herrmann,	o	filho.

*

i www.iamspe.sp.gov.br

Clipping

11/08/09 - 02h10

Terça-feira

A Tribuna - http://www.tribunatp.com.br/ - Piracicaba Assunto: LDO

Cidades

Comissão Estadual recebe propostas para 2010
Evaldo Vicente
Este é o quinto ano consecutivo que a Comissão percorre cidades do Estado para debater com a população a arrecadação e os gastos futuros do Governo do Estado 	 Durante	 a	 audiência	 pública	 organizada pela Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa, ontem, na Câmara dos Vereadores, o prefeito de São Pedro, Eduardo Modesto, reclamou da baixa representatividade das cidades da região no encontro. “Somos em 30 e estão presentes apenas o prefeito de Santa Maria da Serra, Josias Zani Neto, e eu”. O descontentamento geral, segundo ele,	está	na	dificuldade	das	cidades	menores	 terem suas demandas atendidas no orçamento estadual. “Quando entra algum investimento de peso é para Piracicaba, que é centro regional.	As	demais	cidades	ficam	de	fora”.	 Mesmo ciente da desvantagem nas negociações, Du Modesto fez questão de registrar a necessidade de R$ 1,2 milhão por ano para São Pedro ter sua Santa Casa de novo funcionando. Além de saúde, sua segunda pauta era para obra viária. José Maria Cancegliero, presidente do Centro do Professorado Paulista (CPP), defendeu que o investimento prometido pelo governador José Serra ao Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) fosse incluído no orçamento. “Consta que no ano passado ele liberou R$ 100 mil dos R$ 250 mil prometidos. Mas se o recurso estivesse no orçamento, teríamos mais	garantia	de	recebê-lo”.	 Cancegliero recordou que o governo estadual havia se comprometido em participar com uma parcela equivalente ao que é recolhido	 pelos	 servidores	 –	 R$	 400	 mil	 por	 ano	 (2%	da	folha).	“Mas	isso	ficou	só	no	discurso	 e	sem	a	parcela	do	estado	o	instituto	fica	comprometido”. Segundo ele, na proposta orçamentária de 2006 para 2007, a Comissão de Finanças aprovou a proposta, “mas foi vetada pelo governador”. 	 É	o	quinto	ano	consecutivo	que	a	Comissão percorre cidades do Estado para debater com a população a arrecadação e os gastos futuros do Governo do Estado. Os deputados	 têm	 até	 o	 fim	 do	 ano	 para	 debater,	 propor emendas e votar o Projeto de Lei Orçamentária apresentado pelo Poder Executivo. 	 Os	resultados	das	audiências	públicas	 irão subsidiar a elaboração da Proposta Orçamentária do Estado, que será encaminhada pelo governador do Estado, José Serra, à Assembléia Legislativa até 30 de setembro.

a

*

Gestão de Comunicação Corporativa imprensa@iamspe.sp.gov.br ( 5088-8731 ou 5549-9025 (Fax)

i www.iamspe.sp.gov.br

Clipping
Grafites	:	Capitão	Gomes	fez	bem	a	sua	parte	contra	queimada		

11/08/09 - 02h10

Terça-feira

A Tribuna - http://www.tribunatp.com.br/ - Piracicaba Assunto: Coluna - Política

Valeu, sim, a luta, deputada, incluindo todos os que batalharam
Evaldo Vicente

	 Ontem,	uma	agência	de	comunicação	divulgou nota em que assegura que o Ministério Público Estadual (MPE) determinou, de	vez,	o	fim	da	queima	da	palha	da	cana	 de açúcar, informando que “a deputada estadual Vanessa Damo (PV-SP) sempre defendeu	o	fim	dessa	prática,	que	provoca	 danos à população e ao meio ambiente”. “O Ministério Público Estadual proibiu a queima da palha da cana-de-açúcar, método utilizado por alguns agricultores do interior paulista durante a pré-colheita. A decisão é uma medida para proteger o meio ambiente e a população. De acordo com estudos do Instituto de Química da Unesp/ Araraquara, o material resultante da queima	que	fica	em	suspensão	no	ar	é	mutagênico	e	cancerígeno”,	diz	a	nota. Vanessa Damo, há tempos, trava uma luta para acabar de vez com essa prática, não negamos, e merece nossos aplausos. A parlamentar foi relatora da CPI da Queima da Palha da Cana e apresentou, na Assembléia Legislativa do Estado de São	 Paulo,	 final	 de	 março,	 um	 Projeto	 de	Lei	que	propunha	o	fim	da	queima	até	 2012.	Não	é	do	perfil	deste	escriba	eliminar méritos, mas é desejo não deixar que se cometam injustiças a que tem mérito. De uma coisa é certa, o vereador Capitão Carlos Gomes da Silva (PP), em Piracicaba, fez muito bem a sua parte na luta contra a queimada. E o povo de Piracicaba sabe disso. Valeu, sim, a luta, deputada, incluindo todos os que batalharam. Mas sem se esquecer	 do	 meu	 antigo	 sargento	 –	 que	 sempre	diz	em	ter	sido	seu	atirador	–,	hoje	 capitão reformado do Exército Brasileiro.

FELÍCIO O deputado estadual Roberto Felício (PT) foi convidado pelo Conselho Coordenador das Entidades Civis de Piracicaba (CCECP) para falar sobre o Iamspe , na noite de hoje, a partir das 20h, na sede da Acipi. Roberto Felício é o coordenador da Frente Parlamentar da Assembleia Legislativa de São Paulo em defesa do Iamspe, que, em Piracicaba, tem mais de 10 mil dependentes. Anualmente, Felício tem apresentado emenda ao Orçamento do Estado de São Paulo, forçando o governo estadual a dar sua contrapartida ao Instituto. VOO ALTO O vereador José Luiz Ribeiro (PSDB), líder do prefeito Barjas Negri na Câmara, foi eleito, no sábado, diretor do Secretariado de Vereadores do PSDB. Desta forma, o vereador de Piracicaba estará no centro das decisões estratégicas do partido em todo o Estado e sua primeira luta, como disse, é pela implementação de regionais em todo o Estado. Além de Thame e Barjas, é mais um tucano de Piracicaba a crescer o bico nas decisões pessedebistas. Vereador com a votação de Ribeiro realmente é difícil encontrar. PTB Com a presença deputados federais e estaduais, senadores da república e secretários de estado, além de inúmeras autoridades do governo estadual e federal, será inaugurado no próximo dia 27 de agosto, uma quinta-feira, o 8º Escritório Político Regional do PTB, desta vez em Campinas. Segundo o coordenador do Es-

*

Gestão de Comunicação Corporativa imprensa@iamspe.sp.gov.br ( 5088-8731 ou 5549-9025 (Fax)

i www.iamspe.sp.gov.br

Clipping
critório Regional, Sinval Dorigon, a instalação vai consolidar um grande sonho dos companheiros petebistas e fortalecer cada vez mais o partido na região. O deputado Campos Machado (PTB) amplia o leque. MANUAL Para auxiliar magistrados e gestores públicos	na	resolução	de	conflitos,	o	Ministério da Justiça lança hoje, 11, às 18h30, em Brasília, o manual de mediação judicial. Com 246 páginas, a obra contém orientações sobre como realizar uma mediação, além de indicações sobre como fazer treinamento e como avaliar o trabalho do mediador. O manual é resultado da parceria do Ministério da Justiça, por meio da Secretaria de Reforma do Judiciário, com o Conselho Nacional de Justiça e a Universidade de Brasília. TREVISAN I O vereador Laércio Trevisan Júnior (PR) não tem dado trégua ao prefeito Barjas Negri (PSDB) na questão da saúde. Ele acaba de solicitar, ao Executivo, através de Requerimento, informações sobre a relação de médicos contratados como servidores públicos junto a Secretaria Municipal de Saúde de Piracicaba. “A falta de médicos em Piracicaba, no Sistema Público Municipal de Saúde, principalmente nos Prontos Socorros, tem afetado a população piracicabana usuária do sistema”, afirma	o	edil,	dizendo-se	preocupado. TREVISAN II Também é do vereador Laércio Trevisan Júnior (PR) requerimento em que solicita informações sobre as inscrições do concurso público para preencher entre outros, cargos na área médica. “De acordo com a imprensa local, foram inscritos par ao

11/08/09 - 02h10

Terça-feira

A Tribuna - http://www.tribunatp.com.br/ - Piracicaba Assunto:Coluna - Política

concurso 22 clínicos gerais, cinco médicos plantonistas e 15 médicos de saúde de família, diante disso solicito que o Executivo me envie a relação dos inscritos em cada área	e	a	especialidade	de	cada	profissional”, disse. As inscrições foram entre os dias 16 e 27 de julho. REFERÊNCIA O vice-prefeito de Porto Ferreira, Saldanha Leivas Gougo, esteve na manhã de sexta-feira, 7, visitando o Centro de Referência	em	Saúde	do	Trabalhador	de	Piracicaba (Cerest). O vereador e presidente do Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região, José Antonio Fernandes Paiva (PT), acompanhou a comitiva, a visita, como explicou o médico Fábio Bolonha, é em função de o Cerest de Piracicaba ser uma	referência	no	Estado,	e	pelo	fato	de	 Porto Ferreira iniciar o processo de implantação do seu. LIMITES Um novo critério interpretativo das indenizações concedidas pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça garantiu uma transformação no resultado dos julgamentos. A indenização por prestação mensal e vitalícia, cuja média chegou a R$ 5,6 mil em 2001, foi reduzida em mais da metade. Com a aplicação de médias de mercado,	 o	 valor	 caiu	 para	 R$	 2,3	 mil	 –	 diferença que tem enorme impacto nos retroativos. Nunca vi razão de tanto dinheiro para anistiados, que devem ser reconhecidos, com limites legais.

*

Gestão de Comunicação Corporativa imprensa@iamspe.sp.gov.br ( 5088-8731 ou 5549-9025 (Fax)

i www.iamspe.sp.gov.br


								
To top