OS 5 LIVROS DA LEI by 2Y3w2q

VIEWS: 0 PAGES: 18

									    OS 5 LIVROS
          DA LEI



TORAH
 A TORAH é composta por 5 livros, por isso é também
 chamada também “Pentateuco”



                               PENTATEUCO
                                  Gn - Génesis
                                  Ex - Êsodo
                                  Lv - Levitico
                                  Nm - Números
                                  Dt - Deuteronómio

 Os 5 livros da Torah contam a experiência fundamental do
povo de Israel: as origens do povo de Israel (Patriarcas) e
como Deus o libertou da escravidão Egípcia, conduziu-o
pelo deserto, até a terra prometida.
O  Livro de Génesis fala das origens do
mundo e da humanidade (Gn 1-11) e do povo
de Israel, de Abraão a José (Gn 12-50)
                         Deus é o Criador, único e
                        transcendente, isto é um
                        Deus que não se confunde
                        com a natureza.
                         A natureza é criatura de
                        Deus, obra das Suas mãos.


"Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento
anuncia as obras das suas mãos." (Sl 91,1)
 No princípio criou Deus os céus e a terra". (Gn 1,1)
Deus criou o homem à sua imagem, criou-o à imagem
de Deus (Gn 1,27).
1. As origens do mundo e da humanidade (1-5)
2. Corrupção da humanidade, dilúvio, Noé (6-9)
3. Os povos da terra e a torre de Babel (10-11)
 Os primeiros 11 capítulos do Livro do
Génesis são como uma grande
introdução a todos os livros da Bíblia.
 Apresenta o quadro dramático em que
está envolvida toda a humanidade: Deus
criou o mundo e confiou-o ao homem,
mas este tentado pela antiga serpente,
desobedeceu a Deus.
 O pecado entrou no mundo e, assim,
perdeu-se a harmonia original.
 Mas Deus, não abandonou a
humanidade, interveio muitas vezes,
oferecendo a Sua Aliança de Amor.
A CRIAÇÃO
            De onde vem tudo o que existe?
            Quem é o homem? Qual é a sua
            vocação sobre a terra?


                Deus é o Criador. Tudo
               começou a existir pelo poder da
               Sua Palavra. Depois criou o
               HOMEM «a Sua própria imagem e
               semelhança» , e fê-lo rei de toda a
               criação (Gn 1,27).
                O objectivo da criação é o
               SÁBADO, sétimo dia, o dia do
               descanso de Deus, no qual toda a
               humanidade deve entrar. Deus
               criou o mundo para o homem,
               mas criou o homem para Ele, isto
               é para o descanso eterno.
Deus é Criador, o único Deus do universo: as divindades dos
outros povos são simplesmente criaturas de Deus que lhes deu a
existência com o poder da Sua Palavra.
As criaturas conduzem a Deus (Rm 1,19-20)


                    1Insensatos são todos aqueles homens
                    que, ignorantes de Deus, a partir dos
                    bens visíveis, não reconheceram o
                    Criador. 2Assim proclamaram deuses o
                    fogo, o vento ou o ar subtil, a abóbada
                    estrelada, ou a água impetuosa, ou os
                    luzeiros do céu. 3Se, fascinados pela sua
                    beleza, os tomaram por deuses,
                    aprendam quão mais belo que tudo é o
                    Senhor, pois foi o próprio autor da beleza
                    que os criou… 9Se tiveram tanta
                    capacidade para poderem perscrutar o
                    universo, porque não descobriram,
                    primeiro, o Senhor dessas coisas? (Sab
                    13,1-9)
Por que é que o homem é limitado?
Por que é que vai encontro à morte?

        O Senhor Deus plantou um jardim
        no Éden, ao oriente, e nele colocou
        o homem que tinha formado; e fez
        brotar da terra toda a espécie de
        árvores agradáveis à vista e de
        saborosos frutos para comer; a
        árvore da Vida estava no meio do
        jardim, assim como a árvore do
        conhecimento do bem e do mal.
        (Gn 2,8-9)

         O homem é CRIATURA;
         Deus deu-lhe Vida em
         abundância.
          Senhor Deus chamou o homem e
          disse-lhe: «Onde estás?» (Gn 3,9)
          O Senhor disse a Caim: «Onde está o
          teu irmão Abel?» Caim respondeu:
          «Não sei dele. Sou, porventura,
          guarda do meu irmão?» (Gn 4,9)


O homem desobedeceu a Deus e «perdeu-se»;
nem reconhece «o irmão»; foge, afasta-se de si
mesmo e dos irmãos, o medo apodera-se dele.
Mesmo assim, Deus não destrói o homem,
continua a dar-lhe vida e a protege-lo.
6O Senhor arrependeu-se de ter
criado o homem sobre a Terra, e
o seu coração sofreu
amargamente. 7E o Senhor
disse: «Eliminarei da face da
Terra o homem que Eu criei» (Gn
6,5-7)
 Deus não fica indiferente, sente-se
 profundamente envolvido. Sofre diante da
 criação “boa” perturbada pela maldade
 humana.
 A decisão de “exterminar” não deve ser
 entendida como um “castigo”, mas como uma
 “nova criação”, a origem de uma “nova
 humanidade”. O homem é chamado a colaborar
 com Deus na realização do Seu projecto de
 Amor. É como um Baptismo: a vida nova nasce
 deixando morrer a antiga (1Pt 3,20-21)
1Deus abençoou Noé e os seus filhos, e disse-lhes: «Sede
fecundos, multiplicai-vos e enchei a terra. 2Sereis temidos e
respeitados por todos os animais da terra, por todas as aves do
céu, por tudo quanto rasteja sobre a terra e por todos os peixes
do mar; ponho-os à vossa disposição. 11Estabeleço convosco
esta aliança: não mais criatura alguma será exterminada pelas
águas do dilúvio e não haverá jamais outro dilúvio para destruir
a Terra.» (Gn 9,1-2.11)
Com o pecado das origens
(desobediência, querer ser deuses), os
homens perderam a amizade com Deus.
A maldade começou a invadir o mundo.
O primeiro homicídio diz que o
relacionamento humano foi
dramaticamente alterado.
O dilúvio diz que foi alterado o
relacionamento com a natureza que
agora se revolta contra o homem.
A torre de Babel diz que foi alterado o
relacionamento social: os homens se
organizam para construírem uma
sociedade sem Deus, mas já não
conseguem entender-se.
                                 Gn 1-10:
                                  a origem do mundo,
                                 do homem e da mulher,
                                  a origem do mal que
                                 deu início à história da
                                 salvação.



Gn 11: o pecado dá início a uma humanidade dividida:
línguas e povos. O cume do pecado: organizar a
sociedade sem Deus: «sereis como deuses» (Gn 3,5)
 9Por isso, lhe foi dado o nome de Babel,
visto ter sido lá que o Senhor confundiu a
linguagem de todos os habitantes da
Terra, e foi também dali que o Senhor os
dispersou por toda a Terra. (Gn 11,9)




  Quando chegou o dia do Pentecostes,
  encontravam-se todos reunidos no
  mesmo lugar. Os Apóstolos falavam e
  todos os ouviam na sua própria língua.
  (Actos 2)
Gn 1-11 = PREISTÓRIA BÍBLICA
                                            O crescimento do mal e a
                                            misericórdia de Deus


                                             Deus é Criador de todas
                                            as coisas e criou o homem e
                                            a mulher a sua imagem e
                                            semelhança e lhe confiou
                                            todo o universo.


    A corrupção da humanidade provoca o dilúvio (anti-criação) (Gn 6-
   9). Deus intervém, renova a Aliança da criação, renova a humanidade
   (9-10)
    Os homens constroem uma sociedade sem Deus (Torre de Babel),
   por isso não se entendem, não falam a mesma língua, ficam
   desnorteados (Gn 11,1-9)
    Deus envia Abraão … Moisés, David, os Profetas, os Sábios… e, por
   fim, o Seu Próprio Filho, Jesus Cristo

								
To top