Festival internacional de Inverno de Campos do Jord�o completa 40 by 0Gv2W0

VIEWS: 22 PAGES: 30

									  Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão 2009
                     Dr. Luís Arrobas Martins


          Governo do Estado de São Paulo lança a programação da
        40ª. edição do Festival cujo tema é o Ano da França no Brasil

                        Homenagem a Heitor Villa-Lobos

  Participação de Nelson Freire, Shlomo Mintz, Parker Quartet, OSESP,
 Antonio Meneses, Michel Dalberto, Cristina Ortiz, Quarteto Ysaÿe, OSB,
Yang Liu, Fábio Zanon, Filarmônica de Minas Gerais, Quinteto Villa-Lobos,
Le Poème Harmonique, músicos e professores do Conservatório de Paris

  O melhor da música francesa nas obras de Debussy, Ravel, Bizet, Satie,
  Berlioz, Saint-Saëns, Milhaud, Poulenc, Duttilleux e Fauré, entre outros

   Edição comemorativa acontecerá de 4 a 26 de julho com 45 concertos


Em 24 de julho de 1970, por iniciativa de Luís Arrobas Martins, Secretário de Estado da
Fazenda de São Paulo no governo de Abreu Sodré, e coordenação do Maestro Camargo
Guarnieri, se realizava os Primeiros Concertos de Inverno de Campos do Jordão, que
se tornaria o atual Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão. Ao
completar 40 anos o Festival é o maior da música clássica na América Latina e um dos
mais tradicionais e importantes eventos culturais do continente.

A edição mais do que especial de 2009 tem por tema o Ano da França no Brasil, mas o
Festival também presta homenagens a Heitor Villa-Lobos, falecido há 50 anos, e a todos os
artistas que participaram de sua história, rica em grandes personagens e na melhor música
produzida no mundo.

O Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão é uma realização do Governo do
Estado de São Paulo e da Santa Marcelina Cultura, Organização Social de Cultura, pela
primeira vez à frente do evento. Como acontece desde 2004, a direção artística é do
Maestro Roberto Minczuk.

A programação terá como atrações os pianistas Nelson Freire, Michel Dalberto,
François-Frédéric Guy, Cristina Ortiz e Ricardo Castro, os violoncelistas Antonio
Meneses, Marc Coppey e Dimos Goudaroulis, os violinistas Shlomo Mintz, Yang Liu,
o violonista Fábio Zanon, as principais orquestras profissionais e jovens do Brasil, como
OSESP, OSB, Filarmônica de Minas Gerais, Jazz Sinfônica, Experimental de
Repertório. Especialmente para essa edição comemorativa do Festival virão o grupo
francês de música antiga Le Poème Harmonique que reúne cantores e instrumentistas,
sob a regência de Vincent Dumestre, em torno de músicas dos séculos 17 e 18, além de
um grupo de notáveis músicos solistas e professores do Conservatório de Paris.
O Festival terá 45 espetáculos em 23 dias, grande parte deles com preços populares e 18
concertos gratuitos. Serão realizados em seis espaços em Campos do Jordão - Auditório
Cláudio Santoro, Praça do Capivari, Capela do Palácio Boa Vista, Igreja Santa Terezinha,
Igreja São Benedito e Igreja Nossa Senhora da Saúde, - da belíssima cidade situada a 167
km de São Paulo, um dos pontos turísticos mais concorridos do país.

O concerto de encerramento será realizado na Sala São Paulo, em 26 de julho, com a
Orquestra Acadêmica do Festival, formada pelos bolsistas, regida pelo maestro Roberto
Minczuk, tendo como solista o pianista francês Michel Dalberto.

Mantendo o enfoque pedagógico de sua história, a 40° edição do Festival de Campos
distribuirá 146 bolsas de estudos para músicos brasileiros e de fora do país. Graças às
parcerias estabelecidas neste ano, professores do Conservatório de Paris e de outras
instituições musicais francesas lecionarão e farão concertos durante o evento. Além disso,
muitos dos artistas presentes irão ministrar master classes.

Os bolsistas brasileiros concorrem a três prêmios: o tradicional Prêmio Eleazar de Carvalho,
que concede bolsa de estudos no exterior para o vencedor, e, uma novidade, o Concurso
Camargo Guarnieri, que premia dois bolsistas - os melhores alunos das classes de
composição e de regência.

Outras novidades são a retomada do curso de violão e a formação do Grupo
Contemporâneo de Câmara do Festival, composto por instrumentistas consagrados do
Brasil e do exterior, que trazem técnicas de execução novas e experimentais para os
concertos e para as aulas. Esse grupo fará a estréia mundial da obra encomendada ao
octagenário compositor brasileiro Gilberto Mendes, principal representante do Movimento
Música Nova. Como extensão desse trabalho, o grupo será dirigido pelos alunos de
regência e executará obras inéditas escritas pelos bolsistas de composição.

Presente, passado e futuro, por Roberto Minczuk

O Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão vive um momento único: celebra
a sua 40ª edição e homenageia o Ano da França no Brasil. O momento é especial também
para os bolsistas. Nesses seis anos à frente da direção artística do evento, constatei a
evolução do trabalho do núcleo pedagógico: cerca de mil estudantes de música de diversas
partes do mundo passaram por aqui para aprender, trocar experiências, aprimorar a
técnica e desenvolver-se como artistas.

Este ano temos como grande parceiro institucional o Conservatório de Paris. De lá virão
grandes nomes da música clássica atual, como o maestro Guillaume Bourgogne, o violinista
Philippe Aïche, a violoncelista Diana Ligeti, o clarinetista Jérôme-Julien Laferrière, o oboista
Jean-Louis Capezzali, o percussionista Florent Jodelet, a harpista Geneviève Létang. Já
estão também confirmados grandes nomes internacionais como o do compositor Stefano
Gervasoni, do violinista Kees Hülsmann, do pianista Michel Dalberto, dos integrantes do
Quarteto Ysaÿe e do Parker Quartet, além dos grandes nomes brasileiros como o
compositor homenageado desta edição Gilberto Mendes, o pianista Nelson Freire, o
violonista Fábio Zanon, as cantoras Celine Imbert e Regina Elena Mesquita, o clarinetista
Cristiano Alves, o trompista Luiz Garcia, o oboista Washington Barella, o contrabaixista
Pedro Gadelha, a violinista Elisa Fukuda, o Quinteto Villa-Lobos, entre outros. Uma
oportunidade rara de encontro e aprendizado para os futuros profissionais da música.
Nesses 40 anos, integraram o elenco do Festival músicos extraordinários, a começar pelos
maestros Camargo Guarnieri e Souza Lima, dois de seus criadores, e Eleazar de Carvalho,
diretor artístico e responsável pela implantação da área pedagógica; os compositores
Marlos Nobre, Almeida Prado, Edino Krieger, João Guilherme Ripper, Jocy de Oliveira; os
pianistas Magdalena Tagliaferro, Guiomar Novaes, Nelson Freire, Cristina Ortiz, Jean-Louis
Steuerman, Linda Bustani, Fanny Solter; os violoncelistas Mstislav Rostropovich e Antônio
Meneses; os violonistas Turíbio Santos e Yamandu Costa; os cantores Dame Kiri Te
Kanawa, Paulo Szot, Fernando Portari, Gun-Brit Barkmin, Rosana Lamosa, Celine Imbert;
os flautistas Pierre-Yves Artaud, Davide Formisano, o regente Kurt Masur, os violinistas
Glenn Dicterow, Nathan Schwartzman, Boris Belkin, Cláudio Cruz, o Trio Beaux-Arts, o
Quinteto de Metais da Filarmônica de Nova York, o Quinteto de Sopros da Filarmônica de
Berlim, o Quarteto Borodin, entre tantos outros.

Esse trabalho desenvolvido durante três semanas de profunda imersão e convívio dos
bolsistas ao lado de grandes artistas dos cenários brasileiro e internacional é de
fundamental importância para jovens músicos e para o mercado musical do Brasil e do
exterior, pois a cada ano vemos mais bolsistas conquistando espaços nas principais escolas
de música da Europa e dos Estados Unidos e em orquestras de destaque do mundo inteiro.
Essa é a maior prova que o nosso esforço na formação destes profissionais tem alcançado
seus objetivos.

Brasil e França – hoje e sempre, por Silvio Ferraz, diretor pedagógico

O ano de 2009 foi escolhido para celebrar as relações culturais da França no Brasil. No
campo da música este momento é significativo, pois permite realçar as relações
inauguradas ainda nos primeiros anos do séc.XX, quando artistas brasileiros partiram para
Paris e começaram a nutrir uma paixão musical mútua com os franceses. Foi nesta ocasião
que os franceses conheceram a música de Heitor Villa-Lobos, cuja obra foi reconhecida por
compositores como Darius Milhaud (que residiu no Brasil entre 1917 e 1919), Edgard
Varèse e Olivier Messiaen.

O Festival de Inverno de Campos do Jordão de 2009 comemora assim não apenas estes
mais de 100 anos de intercâmbio cultural, como também permite intensificar e tornar
efetiva uma nova fase, com vistas a estreitar ainda mais os laços de produção musical
entre os dois países. Iniciativas como o Centre de Documentacion de Musique
Contemporaine (convênio entre a UNICAMP e a Cité de La Musique), a intensa presença de
estudantes brasileiros nos cursos musicais do IRCAM (Instituto de pesquisas musicais
ligado ao Centro George Pompidou) e do Groupe de Recherche Musicale da Radio e
Televisão Francesa foram o ponto de partida para este intercâmbio que mais uma vez se
faz presente, agora com a participação de diversos músicos professores do Conservatório
de Paris e de outras Instituições musicais francesas.

A oportunidade deste contato trará ao estudante de música brasileiro uma renovação desta
relação, por meio de um dos grupos musicais responsáveis pelas principais renovações no
repertório e práticas musicais deste início de século. Novamente teremos à frente nosso
Villa-Lobos em diálogo intenso com Debussy e Ravel.

Projeto Memória – Festival 40 Anos

Como parte das comemorações dos 40 Anos do Festival Internacional de Inverno de
Campos do Jordão, a Santa Marcelina Cultura, nova gestora do evento, está recolhendo
fotos e documentos históricos dessa trajetória rara no meio cultural brasileiro. Para isso,
convida artistas e organizadores que passaram pelo Festival, assim como o público em
geral, a ceder por empréstimo o material que possuírem para ser copiado e catalogado
para o acervo do Festival de Inverno.
Os documentos e fotos originais deverão ser enviados pelo correio para Projeto Memória
– Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão (Largo General Osório,
147 - São Paulo - Brasil - CEP 01213-010). Após a devida cópia e catalogação, os
mesmos serão devolvidos para seus donos no prazo de 30 dias após o recebimento. Todos
que colaborarem com o projeto terão seus nomes mencionados nos agradecimentos
quando da publicação do material comemorativo.

Roberto Minczuk

Roberto Minczuk é o diretor artístico do Festival Internacional de Inverno de Campos do
Jordão, diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica Brasileira, do Theatro
Municipal do Rio de Janeiro e da Filarmônica de Calgary.

Ocupou os postos de diretor artístico adjunto e regente associado da Orquestra Sinfônica
do Estado de São Paulo, da Sinfônica de Ribeirão Preto e regente titular da Sinfônica da
Universidade de Brasília.

Já regeu as orquestras filarmônicas de Nova Iorque, Los Angeles e Israel, orquestras da
Filadélfia, Cleveland e Minnesota; sinfônicas de San Francisco, St. Louis, Atlanta, Baltimore,
Montreal, Toronto e Ottawa, dentre outras. Na Europa, regeu as sinfônicas da BBC de
Londres, BBC de Cardiff e BBC Escocesa; as filarmônicas de Londres, Royal Liverpool, Oslo,
Hallé, Rotterdam; as orquestras nacionais da França, Lyon, Bélgica, Lille, Royal National
Scottish e a Orquestra da Rádio e Televisão Irlandesa. Regeu com grande sucesso de
público e crítica vários concertos da Filarmônica de Londres em turnê pelos Estados Unidos
e as últimas produções de Os Sete Pecados Capitais e O Vôo de Lindbergh da Ópera de
Lyon na França e no Festival Internacional de Edinburgh. Na temporada 2008-2009,
estreou frente às orquestras Sinfônica da Barcelona e Filarmônica da Rádio Holandesa.

Estreou nos Estados Unidos regendo a Filarmônica de Nova Iorque em 1998 e, em 2002,
foi convidado a assumir o posto de regente associado, cargo pela última vez ocupado por
Leonard Bernstein.

Dentre os prêmios que recebeu estão o Martin Segall, o Grammy Latino de Melhor Álbum
Clássico com o CD Jobim Sinfônico, um projeto concebido por Mário Adnet e Paulo Jobim, o
Emmy, o Prêmio Carlos Gomes, o APCA como Melhor Regente e o Prêmio TIM, estes
últimos em 2006.

Em 2007, recebeu o Prêmio Carioca do Ano, concedido pela revista Veja Rio por seu
trabalho com a OSB. Foi eleito Personalidade Cultural do Ano pelo 4º Prêmio Bravo Prime
de Cultura.

Com a Filarmônica de Londres, gravou pela Naxos obras de Ravel, Piazzolla, Martin e
Tomasi; com a Osesp, pelo selo BIS, sete CDs que incluem a integral das Bachianas
brasileiras, danças brasileiras e Beethoven; quatro CDs com a Orquestra Acadêmica do
Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, com obras de Dvorák, Mussorgsky,
Tchaikovsky, dentre outros.

Roberto Minczuk é casado com Valéria Minczuk e tem quatro filhos: Natalie, Rebecca,
Joshua e Julia.
Patrocinadores, apoiadores, realização

O Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão tem o patrocínio do Bradesco
Prime desde 2005.

O Festival de 2009 tem Apoio Cultural de Unimed e Imprensa Oficial do Estado de São
Paulo. Apoio Institucional: Ministério da Cultura, Cultures France, Consulado Geral da
França, Conservatório Superior de Música de Paris, Prefeitura de Campos do Jordão, TV e
Rádio Cultura.

Uma realização do Governo do Estado de São Paulo e da Santa Marcelina Cultura,
Organização Social da Cultura.

Todas as informações estão disponíveis no site: www.festivalcamposdojordao.org.br

O maior patrimônio de uma nação é sua cultura

Alinhado à proposta de reconhecer o talento e valorizar a cultura como elemento de
transformação social, democratizando o acesso à formação e à informação, foi criado em
2008 o Prime Arts, um programa que vem assinando todos os eventos culturais que
contam com o patrocínio do Bradesco Prime.

Desde que surgiu, o Prime Arts já apoiou várias iniciativas que colocam lado a lado
qualidade, bom gosto e diversidade, um conjunto que inclui espetáculos de teatro e dança,
performances de música clássica, ópera e música popular.

Foi com essa visão, sempre ampliada e inovadora, que o Bradesco Prime, por meio do
Prime Arts, assumiu pelo quinto ano consecutivo o compromisso de ser o patrocinador
oficial do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão.

A partir de iniciativas como essa o Bradesco reafirma o propósito de ser um dos
protagonistas do esforço de diversificação do horizonte cultural, por meio do contato com
produções que destacam a criatividade, o talento e a ousadia. Esse suporte também se
insere na essência do que o Bradesco entende como “uma empresa socialmente
responsável”, com uma visão positiva de seu papel na construção de uma nação melhor,
plural e justa.

Destaques da Programação do Festival 2009 – 4 a 26 de julho

Sábado, 4, 21h. Concerto de Abertura. Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, regida
por Victor Pablo Pérez, Coro da OSESP, regido por Naomi Munakata e cantores solistas,
obras de Bizet, Canteloube, Delibes e Giménez (Auditório Cláudio Santoro)

Domingo, 5, 12h30. Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, regida por João
Maurício Galindo, obras de Haydn, Saint-Saëns, Villa-Lobos e Darius Milhaud (Praça do
Capivari)

Domingo, 5, 15h30. Coro de Câmara da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo,
regido por Naomi Munakata, obras de Poulenc, Villa-Lobos, Ravel e Debussy (Igreja Santa
Terezinha)

Segunda, 6, 21h. Orquestra Experimental de Repertório, regência de Jamil Maluf, solista
Ricardo Castro (piano), obras de Beethoven e Debussy (Auditório Cláudio Santoro)
Terça, 7, 15h30. Camerata Fukuda, direção artística de Elisa Fukuda, regência de Ugo
Kageyama, obras de Fauré, Bach, Villa-Lobos, Mendelssohn (Igreja São Benedito)

Terça, 7, 21h. Orquestra Sinfônica de Campinas, regência de Ligia Amadio, solista Yang Liu
(violino), obras de Saint- Saëns e Berlioz (Auditório Cláudio Santoro)

Quarta, 8, 21h. Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, regência de Cláudio Cruz, solista
Washington Barella (oboé), obras de Villa-Lobos, Strauss e Bizet (Auditório Cláudio
Santoro)

Quinta, 9, 21h. Quarteto Ysaÿe, obras de Debussy, Duttileux e Ravel (Auditório Cláudio
Santoro)

Sexta, 10, 21h. Orquestra Sinfônica Brasileira da Cidade do Rio de Janeiro, regida por
Roberto Minczuk, solista Antonio Meneses (violoncelo), obras de Haydn, Villa-Lobos e
Roussel (Auditório Cláudio Santoro);

Sábado, 11, 12h30. Banda Sinfônica do Estado, regente Abel Rocha, solista Céline Imbert,
obras de Berlioz, Ravel, Villa-Lobos, Mendelssohn e Fauré (Praça do Capivari)

Sábado, 11, 16h. Banda Sinfônica Jovem do Estado, regente Mônica Giardini, obras de
Saint-Saëns, Milhaud, Schwarz e Dukas (Praça do Capivari)

Sábado, 11, 17h. Dimos Goudaroulis, premiado violoncelista grego radicado no Brasil, obra
de J. S. Bach, 3 suites para violoncelo solo (Capela do Palácio Boa Vista)

Sábado, 11, 21h. Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, regente Fábio Mechetti, solista
Shlomo Mintz (violino), obras de Dutilleux, Ibert e Beethoven (Auditório Cláudio Santoro)

Domingo, 12, 12h30. Jazz Sinfônica, regência de João Mauricio Galindo, com a participação
da cantora Fabiana Cozza, obras de Edu Lobo, Cyro Pereira, Djavan, Edith Piaf, Georges
Moustaki, Chico Buarque (Praça do Capivari)

Segunda, 13, 21h. Grupo Contemporâneo de Câmara do Festival, regência de Guillaume
Bourgogne, obras de Villa-Lobos, Gervasoni, Gilberto Mendes e Ravel (Auditório Cláudio
Santoro)

Terça, 14, 21h. Concerto do Dia da França: Música de Câmara: François Frédéric Guy,
piano; Marc Coppey, violoncelo; Philippe Aïche, violino; Jérôme-Julien Lafferière, clarineta,
obras de Messiaen, Quatuor Pour la Fin du Temps; Milhaud, Suíte; Stravinsky, L´Histoire
d´un Soldat (Auditório Cláudio Santoro)

Quinta, 16, 21h. Parker Quartet, obras de Ravel e Saint-Saëns (Auditório Cláudio Santoro)

Sexta, 17, 21h. Recital de Nelson Freire (piano). Obras de Schumann, Brahms, Chopin,
Debussy e Villa-Lobos (Auditório Cláudio Santoro)

Sábado, 18, 16h. Orquestra Sinfônica de Santos, regência de Luiz Gustavo Petri, obras de
Fauré e Villa-Lobos (Praça do Capivari)

Sábado, 18, 17h. Música de Câmara. Obras de Henri Duttileux. (Capela do Palácio Boa
Vista)

Sábado, 18, 21h. Música de Câmara – Solistas do Conservatório de Paris. (Auditório
Cláudio Santoro)
Domingo, 19, 15h30. Música de Câmara – Classes de Composição e de Regência com o
Grupo Contemporâneo de Câmara do Festival (Igreja Santa Terezinha)

Quarta, 22, 21h. Orquestra Sinfônica Municipal, regência de Rodrigo de Carvalho, solista
Fábio Zanon (violão), obras de Milhaud, Villa-Lobos, Ravel e Debussy (Auditório Cláudio
Santoro);

Quinta, 23, 21h. Recital de Cristina Ortiz (piano). Obras de Debussy e Villa-Lobos
(Auditório Cláudio Santoro)

Sexta, 24, 17h. Quinteto Villa-Lobos. Obras de Lorenzo Fernandez, Camargo Guarnieri,
Mahle e Villa-Lobos (Capela do Palácio Boa Vista)

Sexta, 24, 21h. Orquestra Acadêmica, regência de Roberto Minczuk, solista Michel Dalberto
(piano). Obras de Ravel e Saint-Saëns (Auditório Cláudio Santoro)

Sábado, 25, 12h30. Orquestra Acadêmica, regência de Roberto Minczuk, obras de Ravel e
Saint-Saëns (Praça do Capivari)

Sábado, 25, 17h. Recital de Fábio Zanon (violão). Obras de Gilberto Mendes, Villa-Lobos,
Poulenc, Roussell, Ibert, Fabini, Ramírez e Bellinati. (Capela do Palácio Boa Vista).

Sábado, 25, 21h. Le Poème Harmonique – Regência de Vincent Dumestre. Obra de Michel
Richard de Lalande, Tenebrae (Auditório Cláudio Santoro)

Domingo, 26, 17h (na Sala São Paulo, em São Paulo). Concerto de Encerramento.
Orquestra Acadêmica do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, regência
do Maestro Roberto Minczuk, solista Michel Dalberto (piano), obras de Ravel e Saint-Saëns.

INGRESSOS À VENDA

Os ingressos para os concertos do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão
custam entre R$ 20,00 e R$ 80,00 e estarão à venda a partir do dia 22 de junho nos
seguintes locais:

Sala São Paulo - Praça Júlio Prestes, s/n. Tel.: 11. 3221.3980. Horário da bilheteria: de
segunda a sexta, das 10h às 18h.

Auditório Cláudio Santoro – Campos do Jordão: Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 1880, Alto
da Boa Vista. Tel.: 12.3662 2334. Horário da bilheteria: de segunda a sábado das 10h às
18h e domingos das 10h às 17h. A partir do dia 03 de julho, das 12h às 21h.

Loja do Festival (a partir de 03 de julho) – Campos do Jordão: Praça São Benedito,
190. Capivari. Horário da bilheteria: das 10h às 19h e nas quintas-feiras das 10h às 21h.

Vendas por telefone e Internet: Ingresso rápido - em São Paulo, 11. 2163-2000 ou no
www.ingressorapido.com.br

Em todos os pontos de vendas e pelo telefone, aceitam-se dinheiro; cartões de crédito
Visa, Mastercard, Redecard e Diners; cartões de débito Visa Electrom e Rede Shop. Pela
Internet, apenas os cartões de crédito.

Além dos eventos em que é cobrado o ingresso, o Festival Internacional de Inverno de
Campos do Jordão 2009 tem 18 espetáculos gratuitos em igrejas e praça da cidade.
ENDEREÇOS DO FESTIVAL

Auditório Claudio Santoro - Av. Dr. Luís Arrobas Martins 1880 - Alto da Boa Vista - Tel:
(12) 3662 2334 - Capacidade: 852 lugares.

Concha    Acústica   da   Praça   do   Capivari.   Capacidade:   1500   pessoas   sentadas.

Capela do Palácio Boa Vista - Av. Dr. Adhemar de Barros, 3001 - Alto da Boa Vista - Tel:
(12) 3662 1122 - Capacidade: 120 lugares

Igreja Santa Terezinha - Rua Thadeu Rangel Pestana, 662 - Abernéssia - Tel: (12)
3662.1740. Capacidade: 200 lugares

Igreja São Benedito - Av. Macedo Soares, s/n, Capivari - Tel: (12) 3663.1340. Capacidade:
200 lugares

Igreja Nossa Senhora da Saúde – Praça Nsa. Sra. da Saúde, s/n - Vila Jaguaribe – Tel.:
(12) 3662.2919 Capacidade: 200 lugares

Sala São Paulo - Praça Júlio Prestes, s/n, Luz, telefone: (11) 3337.5414 - São Paulo -
Capacidade: 1501 lugares



40º. Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão - Ficha Técnica

Direção   Artística                    Roberto Minczuk
Direção   Executiva                    Paulo Zuben
Direção   Pedagógica                   Prof. Dr. Silvio Ferraz
Direção   Administrativa               Otavio Valero
Direção   de Produção                  Ana Helena de A. Lefèvre




Assessoria de Imprensa / Festival Internacional de Inverno de Campos do
Jordão:

Manoel Carlos Jr.                  - manecojr@uol.com.br -
Daniela Oliveira                  - dani.4@uol.com.br
Luiza Goulart                     - luiza.4@uol.com.br
Luciana Lamanna                   - lu.4@uol.com.br
Telefones: (11) 3667.9826 /       3663.1568 / 3661.2445




Secretaria de Estado da Cultura
Assessoria de Imprensa:     Flavia Faiola
                            e-mail: ffaiola@sp.gov.br
                            Tel.: (11) 2627.8166
          FESTIVAL INTERNACIONAL DE INVERNO DE CAMPOS DO JORDÃO 2009
                                 PROGRAMAÇÃO


4 SÁBADO 21h
Auditório Claudio Santoro
ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESTADO DE SÃO PAULO
VICTOR PABLO PÉREZ regente

GEORGES BIZET
Carmen – Seleção da Suite no. 1

JOSEPH CANTELOUBE
Chants d’Auvergne: Bailèro e La Deláïssàdo

LEO DELIBES
Les filles de Cadix
Maria Bayo soprano

GERÓNIMO GIMÉNEZ (libreto de Julián Romea)
Maria Bayo soprano - Maria, la Tempranica e Gabrié
Carlos Bergasa tenor - Don Luis
Cristiane Minczuk alto – Salu e Gitana
Odorico Ramos tenor – Don Mariano e Zalea
Anderson Luiz de Souza tenor – Don Juan
Silas de Oliveira barítono – Don Ramon
Nibaldo Araneda barítono – Mr. James e Chano
Jocelyn Maroccolo tenor - Gitano

Coro Sinfônico da Osesp
NAOMI MUNAKATA regente

La Tempranica - excertos


5 DOMINGO 12h30
Praça do Capivari
ORQUESTRA SINFÔNICA JOVEM DO ESTADO
João Maurício Galindo regente

F. J. HAYDN
Sinfonia no. 99 em Mi Bemol Maior

C. SAINT-SAËNS
Concerto no. 1 para violoncelo e orquestra em lá menor
Solista: Antonio Lauro del Claro

HEITOR VILLA-LOBOS
Três Cirandas – orquestração Nelson Ayres

D. MILHAUD
Scaramouche
orquestração – João Maurício Galindo
6 DOMINGO 15h30
Igreja Santa Terezinha
CORO DE CÂMARA DA ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESTADO DE SÃO PAULO
Naomi Munakata regente

MAURICE DURUFLÉ
Ubi caritas

FRANCIS POULENC
Exultate Deo

ANDRÉ CAPLET
O Salutaris

HEITOR VILLA LOBOS
Ave Maria
Cor dulcis, cor amabilis

PIERRE PASSEREAU
Il est bel et bon

ORLAND LASSUS
La nuit froide et sombre

CLÉMENT JANNEQUIN
Le chant des oiseaux

JEAN FRANÇAIX
Aurore

MAURICE RAVEL
Nicolette
Trois beaux oiseaux du Paradis
Ronde

FRANCIS POULENC
Un soir de neige (cantata)

CLAUDE DEBUSSY
Dieu! Qu’il la fait bon regarder!
Quant j’ai ouy le tabourin
Yves vous n’estes qu’un villain


6 DOMINGO 16h
Praça do Capivari
ORQUESTRA JUVENIL 2 DE JULHO
Ricardo Castro regente

RICHARD WAGNER
Abertura Mestres Cantores

PIOTR I. TCHAIKOVSKY
Romeu e Julieta – Fantasia

GEORGES BIZET
Suite Carmen n° 1

SILVESTRE REVUELTAS
Sensemaya
ALBERTO GINASTERA
Suite Estância

ARTURO MARQUEZ
Danzon n° 2

LORENZO FERNANDEZ
Batuque


6 SEGUNDA 21h
Auditório Claudio Santoro
ORQUESTRA EXPERIMENTAL DE REPERTÓRIO
Jamil Maluf regente
Ricardo Castro piano
Participação da seção feminina do Coral Paulistano
Maestro do Coro: Thiago Pinheiro

L.van BEETHOVEN
4o. Concerto para Piano e Orquestra, em sol maior, Op. 58

DEBUSSY
“A Catedral Submersa", dos Prelúdios para piano (Orquestração de Rogério Duprat)
“Noturnos”


7 TERÇA 15h30
Igreja São Benedito
CAMERATA FUKUDA
Direção Artística: Elisa Fukuda
Regente: Ugo Kageyama

Violinos: Rodolfo Lotta , André Viana, Ariel Sanches , César Vicente, Cleber Albuquerque,
Gabriela Fogo, Gilberto Paganini, Jair Almeida, Luis C. Barrionuevo, Rafael Loro, Tiago Paganini,
Wellington Guimarães.
Violas:
Bruno de Luna, Jader da Cruz, Yuri Sinto-Girouard
Violoncelos:
Joel de Souza, Boaz de Oliveira, Danilo de Souza, Fabrício Rodrigues
Contrabaixo:
Adriana Norat

GABRIEL FAURÉ
Elegie, em Dó menor, Op. 24, para Violoncelo e Orquestra de Cordas
Solista: Joel de Souza

J. CHRISTIAN BACH
Concerto em Dó menor, para Viola e Orquestra de Cordas
Solista: Renato Bandel

HEITOR VILLA LOBOS
Bachianas Brasileiras No. 09, para Orquestra de Cordas

FELIX MENDELSSOHN
Sinfonia No. 9 em Dó Maior, para Orquestra de Cordas
7 TERÇA 21h
Auditório Claudio Santoro
ORQUESTRA SINFÔNICA DE CAMPINAS
Ligia Amadio regente
Yang Liu - violino

C. SAINT-SAËNS
Concerto no. 3 para violino e orquestra

BERLIOZ
Sinfonia Fantástica


8 QUARTA 15h30
Igreja Nossa Senhor da Saúde
MÚSICA DE CÂMARA

C. SAINT-SAËNS
Elefante Carnaval dos animais

H.VIEXTEMPS
Elegia op.30

FAURÉ
Berceuse em ré maior op. 16

HEITOR VILLA-LOBOS
O canto do cisne negro

DUTTILLEUX
Sonatina

JEAN FRANÇAIX
Tema e variações

J.IBERT
Scales

FRANCIS POULENC
Sonata 1º mov

G. FAURÉ
Elegie em do menor op. 24


8 QUARTA 21h
Auditório Claudio Santoro
ORQUESTRA SINFÔNICA DE RIBEIRÃO PRETO
Cláudio Cruz regente
Washington Barella oboé

VILLA-LOBOS
Bachiana nº 9

STRAUSS
Concerto para Oboé e Orquestra

GEORGES BIZET
L’arlesienne Suíte nº 1 e nº 2
9 QUINTA 21h
Auditório Claudio Santoro
QUARTETO YSAÝE
Guillaume Sutre violino
Luc-Marie Aguera violino
Miguel da Silva viola
Yovan Markovitch violoncelo

DEBUSSY
Quatuor

DUTILLEUX
Ainsi la nuit

MAURICE RAVEL
Quatuor


10 SEXTA 17h
Palácio Boa Vista
MÚSICA DE CÂMARA

G. TAGLIAFERRE
Quarteto de cordas

J.IBERT
Pièces Brèves

HEITOR VILLA-LOBOS
Quarteto nº1

C. SAINT-SAËNS
Fantasia op. 124

J. BRAHMS
Trio em do maior op. 87


10 SEXTA 21h
Auditório Claudio Santoro
ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
Roberto Minczuk regente
Antonio Meneses - violoncelo

HAYDN
Concerto n. 1 em Dó Maior para violoncelo

H. VILLA LOBOS
Gênesis

ALBERT ROUSSEL
Bacos e Ariane - Suíte n. 2

11 SÁBADO 12h30
Praça do Capivari
BANDA SINFÔNICA DO ESTADO
Abel Rocha regente

HECTOR BERLIOZ
Damnation of Faust
MAURICE RAVEL
Pavane pour une infante defunte

HEITOR VILLA LOBOS
Bachiannas Brasileiras no. 7 - Fuga

F. MENDELSSOHN
Abertura para instrumentos de sopros em C maior, Op. 24

JEAN P. MARTINI Duas canções francesas
Plaisir d’amour

GABRIEL FAURE
Après un rêve
Duas canções francesas
Solista – Céline Imbert

JEAN P. MARTINI / NORBERT GLANZBERG – Duas canções de Cabaret
Au bal de la chance
Adieu mon coeur
Solista – Céline Imbert

HEITOR VILLA LOBOS
Fantasia em três movimentos – Choro

CYRO PEREIRA
Aquarelas de Sambas


11 SÁBADO 16h
Praça do Capivari
BANDA SINFÔNICA JOVEM DO ESTADO
Mônica Giardini regente

C. SAINT-SAËNS
Orient et Occident, Op. 25;

DARIUS MILHAUD
Suíte Francesa

OTTO M. SCHWARZ
O Conde de Monte Cristo

PAUL DUKAS
O Aprendiz de Feiticeiro

11 SÁBADO 17h
Palácio Boa Vista
MÚSICA DE CÂMARA
Dimos Goudaroulis – violoncelo -(anon. francês, final do séc. XVIII), violoncello piccolo de 5
cordas (Saulo Dantas Barreto, Brasil 2007); arco barroco (Marcos Nogueira, Brasil 1996)

J.S.BACH

3 Suites para violoncelo solo
(segundo o manuscrito de Anna Magdalena Bach)

Suite para violoncello solo I, em sol maior

Suite para violoncello solo V “discordable”, em do menor

Suite a violoncello solo VI “a cinque cordes”, em re maior
11 SÁBADO 21h
Auditório Claudio Santoro
ORQUESTRA FILARMÔNICA DE MINAS GERAIS
Fábio Mechetti regente
Shlomo Mintz violino

DUTILLEUX
Metáboles

IBERT
Escales

BEETHOVEN
Concerto para Violino em Ré Maior

12 DOMINGO 12h30
Praça do Capivari
JAZZ SINFÔNICA
João Maurício Galindo regente
Cantora – Fabiana Cozza

EDU LOBO
Zanzibar - orquestração: Nélson Ayres

CYRO PEREIRA
Poema para o Tom

DJAVAN
Cerrado - orquestração: Maurício de Souza
Saxofone solo: Maurício de Souza
Trompete solo: Daniel Alcântara

A. CABRAL/M. RIVEGAUCHE
La Foule

MICHEL VAUCAIRE/CHARLES DUMONT
La ville inconnue

MICHEL EMER
L’accordéoniste

EDITH PIAF/MARGUERITE MONNOT
L’ hymne à l’amour

GEORGES MOUSTAKI/MARGUERITE MONNOT
Milord

EDITH PIAF/LOUYGUY
La vie en rose

MICHEL VAUCAIRE/ CHARLES DUMONT/ ROBERT CHAUVIGNY
Non, je ne regrette rien

P. MISRAKI
Je sais que tu sais

K.A. ZEIDEL
Un tour de manège

CHICO BUARQUE
Joana francesa
12 DOMINGO 15h30
Igreja Santa Terezinha
MÚSICA DE CÂMARA

J.BRAHMS
Quinteto em fá maior op.88

F.MENDELSSOHN
Octeto 1º mov

J.REINBERGER
Noneto 1 º mov

HEITOR VILLA –LOBOS
Bachiana nº1

HEITOR VILLA –LOBOS
Choros n.4

G.FAURÉ
Réquiem (trechos)

13 SEGUNDA 21h
Auditório Claudio Santoro
GRUPO CONTEMPORÂNEO DE CÂMARA DO FESTIVAL

Guillaume Bourgogne regente
Grupo de Câmara do Festival
Luiz Amato violino
Eliane Tokeshi violino
Ricardo Kubala viola
Fábio Presgrave violoncelo
Pedro Gadelha contrabaixo
Maurício Freire flauta
Sarah Hornsby flauta
Montanha clarinete
Vincent Godel fagote
Kathy Halvorson oboé
Carlos Tarcha percussão
Adalto Soares trompa

VILLA-LOBOS
Choros n° 7 (Settiminio)

CAPLET
Légende

GILBERTO MENDES
nova peça – estréia mundial

MURAIL
Seven lakes drive

GERVASONI
Deux poèmes français d’Ungaretti
Deux poèmes français de Beckett

MAURICE RAVEL
Trois poèmes de Mallarmé
Luisa Castellani – Mezzo Soprano
14 TERÇA 15h30
Igreja São Benedito
MÚSICA DE CÂMARA

W. A. MOZART
Quarteto sol menor K478 (1º mov)

F. MENDELSSOHN
Duas Konzertstücke op.113 e op.114

F. SCHUBERT
Quinteto em do maior D 956 0p.post. 163 ( 1ºmov)

R. SCHUMANN
Quarteto em mib op. 47 (1 º mov)

CLÓVIS PEREIRA
No reino da pedra verde

B. MARTINU
Nonetto (1º e 2º mov)

C. GOUNOD
Petite Symphonie para sopros


14 TERÇA 21h
Auditório Claudio Santoro
MÚSICA DE CÂMARA
François Frédéric Guy – piano
Marc Coppey – violoncelo
Philippe Aïche - violino
Jérôme-Julien Lafferière - Clarineta

MESSIAEN
Quatuor Pour la Fin du Temps

DARIUS MILHAUD
Suíte

STRAVINSKY
L´Histoire d´un Soldat


15 QUARTA 15h30
Igreja Nossa Senhora da Saúde
MÚSICA DE CÂMARA

BEETHOVEN
Trio op. 1 nº1 1º mov

J.IBERT
Trio

BEETHOVEN
Trio em ré maior op.70 nº1 Geister-Trio

DEVIENNE
Quarteto em fá maior
W. MOZART
Quarteto em mib maior K 493

ERIK SATIE
Trois Morceaux in forme de poire


15 QUARTA 21h
Auditório Claudio Santoro
MÚSICA DE CÂMARA

H. VILLA-LOBOS
Fantasia Concertante
Ciranda das sete notas
Sexteto Místico

O. LACERDA
Fantasia e rondó

F. MENDELSSOHN
Trio em ré menor

C. SAINT SAËNS
Septeto op 65

16 QUINTA 21h
Auditório Claudio Santoro
MÚSICA DE CÂMARA
PARKER QUARTET
Daniel Chong - violino
Karen Kim - violino
Jessica Bodner - viola
Kee-Hyun Kim - violoncelo

MAURICE RAVEL
Quarteto

C. SAINT-SAËNS
Quarteto

17 SEXTA 17h
Palácio Boa Vista
MÚSICA DE CÂMARA

PIAZZOLA
História do tango

MAURICE RAVEL
Duo

DEBUSSY
Danças sacras e profanas

MARCEL DAUTREMER
Recitativo e improviso

C. SAINT – SAËNS
Sonata 1º e 2º mov.

FRANCIS POULENC
Trio
17 Sexta 21h
Auditório Claudio Santoro
NELSON FREIRE piano

SCHUMANN
Papillons op.2

BRAHMS
Sonata op.2 em fá sustenido menor
                II
CHOPIN
2 Noturnos - em sol maior op.37 n°2
             - em dó menor op.48 n°1
             - Scherzo n°4 em mí maior op.54
DEBUSSY
4 Prelúdios (1°livro)
n°4 "Les sons et les parfums tournent dans l'air du soir"
n°5 "Les Collines d'Anacapri"
n°8 " La fille aux cheveux de lin"
n°12 "Ministrels"

H. VILLA-LOBOS
Prelúdio da Bachiana n°4
A Lenda do Caboclo


18 SÁBADO 12h30
Praça do Capivari
GRUPO DE METAIS DO FESTIVAL
Programa a ser definido


18 SÁBADO 16h
Praça do Capivari
ORQUESTRA SINFÔNICA DE SANTOS
Luiz Gustavo Petri regente

FAURÉ
Pelléas et Melisande

HEITOR VILLA LOBOS
Bachianas 2 e 7 (com harpa)


18 SÁBADO 17h
Palácio Boa Vista
MÚSICA DE CÂMARA

HENRI DUTTILLEUX
Sonatina
Sarabande et cortège
Ainsi la nuit
Sonata


18 SÁBADO 21h
Auditório Claudio Santoro
MÚSICA DE CÂMARA SOLISTAS DO CONSERVATÓRIO DE PARIS
Programa a ser definido
19 DOMINGO 12h30
Praça do Capivari
ORQUESTRA GRUPO PÃO DE AÇÚCAR
Regência: Maestro Daniel Misiuk
Direção Artística: Prof. Renata Jaffé
Solistas: Regina Helena Mesquita mezzo soprano
Marcelo Vanucci, tenor
Karin Uzun piano
Henry Alavez piano

Pout Pourri de Músicas Francesas - Arranjo Hugo Ksenhuk

GEORGES BIZET
A História da Ópera Carmen

C. SAINT-SAËNS
Carnaval dos Animais


19 DOMINGO 15h30
Igreja Santa Terezinha
MÚSICA DE CÂMARA
Classe de Composição e Regência + GRUPO CONTEMPORÂNEO DE CÂMARA DO FESTIVAL


19 DOMINGO 16h
Praça do Capivari
ORQUESTRA SINFÔNICA DE SANTO ANDRÉ
Carlos Moreno regente
solista Clélia Iruzun piano

MARLOS NOBRE
Abertura Festiva

ROBERT SCHUMANN
Concerto Para Piano em lá menor

GEORGES BIZET
Suite Carmen n°1 e 2


20 SEGUNDA 21h
Auditório Claudio Santoro
MÚSICA DE CÂMARA
a ser definido


21 TERÇA 15h30
Igreja São Benedito
MÚSICA DE CÂMARA

J. IBERT
Deux Interludes

S. FERRAZ
Pássaro preto sol e menina

SCHUBERT
Quinteto "a Truta" op.114 D.667
FARRENC
Quinteto op.30 em lá menor    1º mov

C. FRANCK
Quinteto em fá menor

NEY VASCONCELOS
Suite Veridiana 1º e 3º mov



21 TERÇA 21h
Auditório Claudio Santoro
MÚSICA DE CÂMARA
a ser definido



22 QUARTA 15h30
Igreja Nossa Senhora da Saúde
MÚSICA DE CÂMARA
a ser definido



22 QUARTA 21h
Auditório Claudio Santoro
ORQUESTRA SINFÔNICA MUNICIPAL
Rodrigo de Carvalho regente
Fábio Zanon violão

MILHAUD
Un Boeuf sur le toit

VILLA-LOBOS
Concerto para Violão

MAURICE RAVEL
Une barque sur l'océan

DEBUSSY
La Mer



23 QUINTA 21h
Auditório Claudio Santoro
CRISTINA ORTIZ piano

DEBUSSY
Suite Bergamasque, Deux Arabesques, Estampes, L’Isle joyeuse

VILLA-LOBOS
A Prole do Bebê nº 1; Alma Brasileira; Valsa da Dor; Festa no Sertão
24 SEXTA 17h
Palácio Boa Vista
MÚSICA DE CÂMARA
Quinteto Villa-Lobos
Antonio Carlos Carrasqueira flauta
Luís Carlos Justi oboé
Paulo Sérgio Santos clarinete
Philip Doyle trompa
Aloysio Fagerlande fagote

OSCAR LORENZO FERNANDEZ
Suíte para quinteto de sopros; Pastoral (Crepúsculo no Sertão); Fuga (Saci-Pererê); Canção da
Madrugada; Scherzo (Alegria da Manhã).

MOZART CAMARGO GUARNIERI
Choro nº 3

ERNST MAHLE
Quinteto

Heitor Villa-Lobos
Quinteto em Forma de Choros; Choros nº 2, para Flauta e Clarineta; Bachianas Brasileiras nº 5 –
Ária (arr. Paulo Sérgio Santos) e Martelo (arr. Nelson Ayres); O Trenzinho do Caipira, Bachianas
Brasileiras nº 2 (arr. Jessé Sadoc)


24 SEXTA 21h
Auditório Claudio Santoro
ORQUESTRA ACADÊMICA
Roberto Minczuk regente
Michel Dalberto piano

MAURICE RAVEL
La valse

SAINT SAËNS
Sinfonia nº 3 “Órgão”

MAURICE RAVEL
Concerto em sol para Piano


25 SÁBADO 12h30
Praça do Capivari
ORQUESTRA ACADÊMICA
Roberto Minczuk regente

MAURICE RAVEL
La valse

SAINT SAËNS
Sinfonia nº 3 “Órgão”
25 SÁBADO 16h
Praça do Capivari
ORQUESTRA DE METAIS LYRA TATUÍ
Adalto Soares regente
*Todas as musicas foram adaptadas para Orquestra de Metais e Percussão por Adalto Soares

ALFRED REED
Sinfonia para Metais 3º movimento - Con Moto

PAUL DUKAS
Fanfare
Pour preceder “La Peri”

JAY CHATTAWAY
Spanish fever

HENRY MANCINI
Mancini Magic

HEITOR VILLA LOBOS
Lenda do Caboclo
Declamação do poema “Os Sapos” Manuel Bandeira
Beatriz Bandiera

LAURO PAIVA / CLELIO RIBEIRO
Capoeira na Pituba

WILLIAM J. SCHINSTINE
Bossa Nova

TOM JOBIM / NEWTON MENDONÇA
Desafinado
Voz Danielly Sampaio
Violão Raphael Sampaio

GILBERTO GAGLLIARDI
Estou por baixo
Solo trombone baixo Luana Maele

ZEQUINHA DE ABREU
Tico tico no fuba

25 SÁBADO 17h
Palácio Boa Vista
FÁBIO ZANON violão

GILBERTO MENDES
Quasi uma Passacaglia

HEITOR VILLA-LOBOS
Prelúdio no.1
Estudo no.8
Estudo no.10
Choros no.1

FRANCISCO MIGNONE
Quatro Estudos
Cinco Peças Francesas:

ALBERT ROUSSELL
Segovia, op.29
GUSTAVE SAMAZEUILH
Sérénade
PIERRE-OCTAVE FERROUD
Spiritual
FRANCIS POULENC
Sarabande
JACQUES IBERT
Française

Seis Peças Latino-Americanas:

GILBERTO MENDES
Prelúdio
EUARDO FABINI
Triste no.1 (transc. Eduardo Fernández)
MARIA LUÍSA ANIDO
Aire Norteño
RAFAEL MIGUEL LÓPEZ
Así Yo Te Soñé (arr. Alírio Diaz)
GENTIL MONTAÑA
Porro (da 2ª Suite Colombiana)
ARIEL RAMÍREZ
Balada para Martín Fierro
PAULO BELLINATI
Emboscada


25 SÁBADO 21h
Auditório Claudio Santoro
LE POÈME HARMONIQUE
Vincent Dumestre
Claire Lefilliâtre soprano
Bruno Le Levreur contra tenor
Serge Goubioud tenor
Benoît Arnould barítono
Luca Guimaraes, viola de gamba
Frédéric Michel, órgão e cravo
Vincent Dumestre, teorba

MICHEL RICHARD DE LALANDE
Tenebrae


26 Domingo 17h
Sala São Paulo
ORQUESTRA ACADÊMICA
Roberto Minczuk regente
Michel Dalberto piano
MAURICE RAVEL
La valse

SAINT SAËNS
Sinfonia nº 3 “Órgão”

MAURICE RAVEL
Concerto em sol para Piano
GRUPOS RESIDENTES

Parker Quartet
Vencedor do primeiro prêmio especial no Festival Internacional de Quartetos de Cordas de
Bordeaux, o Parker Quartet é um dos grupos de cordas de maior destaque internacional dos últimos
tempos. Dedicado ao repertório tradicional de música de câmara, o quarteto reserva uma grande
parte de sua agenda para a formação musical de jovens talentos.

Quarteto Ysaÿe
É um dos mais importantes grupos de câmara do mundo/ Primeiro quarteto francês a conquistar o
Grande Prêmio do Concurso Internacional de Evian/ Seus integrantes fundaram o curso de quarteto
de cordas no Conservatório de Paris, onde lecionam atualmente

Quinteto Villa-Lobos
O Quinteto Villa-Lobos é grupo formado por instrumentistas de sopro que está a quase meio século
em atividade / Vencedor do “Prêmio Carlos Gomes” como melhor grupo camerístico em 2001/
Apresentou-se na maioria das cidades brasileiras e em países como Argentina, Alemanha e França,
ao lado de músicos como Egberto Gismonti, Gilson Peranzetta, Guinga e a cantora Joyce.


ARTISTAS RESIDENTES

REGÊNCIA

Guillaume Bourgogne
Trabalhou com regente frente à Orquestra de Lyon, Orquestra Bordeaux-Aquitaine e a Filarmônica
de Seul/ Dirigiu a orquestra na gravação de duas trilhas sonoras originais compostas para cinema
por Yann Tiersen – “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” e “Adeus Lênin!”.

COMPOSIÇÃO

Stefano Gervasoni
Professor de composição no Conservatório de Paris desde 2006/ Frequentou o Conservatório de
Milão “Giuseppi Verdi” e completou seus estudos no IRCAM, de Paris/ Seu contato com Luigi Nono,
György Ligeti, Brian Ferneyhough e Helmut Lachenmann foi crucial para o desenvolvimento de sua
vocação e talento.

VIOLINO

Philippe Aïche
Membro da Orquestra de Paris desde 1985/ Integra o quarteto de cordas e piano “Quatuor
Kandinsky”/ Atua também como Regente/Professor de violino no Conservatório de Paris.

Kees Hülsmann
Spalla da Filarmônica de Rotterdam / Professor do Royal College of Music, em Haia / Toca em um
Stradivarius de 1731 comprado para ele pela Fundação Erasmus.

Pablo De León
Integrou a Orquestra Experimental de Repertório, a Camerata Fukuda, a Orquestra Jazz Sinfônica e
a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo / “Spalla” da Orquestra Sinfônica Municipal de São
Paulo.

Elisa Fukuda
Professora da Faculdade Cantareira e da Escola Fukuda / Graduouse no Conservatório de Música de
Genebra / Diretora Artística da Camerata Fukuda / ¨Melhor Solista do Ano¨, pela APCA e prêmio
Carlos Gomes na categoria de ¨Solista Instrumental¨.
Bart Vandenbogaerde
Spalla da Filarmônica de Rotterdam / Estudou na Bélgica, Alemanha, Itália, Espanha e no
momento, faz mestrado na classe de Kees Hülsmann.

Luiz Amato
Bacharel pela USP, mestre pelo New England Conservatory de Boston e doutor pela
Universidade da Califórnia em Santa Barbara / Ex-diretor artístico da Orquestra de Câmara
da UNESP, é atualmente professor dessa Universidade.

Eliane Tokeshi
Estudou na Boston University e concluiu o doutorado na Northwestern University em
Chicago / Integrou a Orquestra Sinfônica Municipal de SP e foi Spalla das orquestras de
Câmara da Unesp e Theatro São Pedro em Porto Alegre / Professora da USP.

VIOLA

Emi Ohi Resnick
Estudou na Juilliard School, de Nova York, no Mozarteum, de Salzburg e na Prague Mozart
Academy/ Integrou, como viola principal, a Amsterdam Sinfonietta/ Apresenta-se
regularmente com grupos de câmara como o Ensemble Modern, de Frankfurt e o Blaeu
String Quartet.

Ricardo Kubala
Estudou na Academia da Filarmônica de Berlim / Atuou como 1º violista da Orquestra
Solistas do Brasil / Foi membro do Quarteto de Cordas de São José dos Campos / Professor
da USP – Ribeirão Preto.

VIOLONCELO

Dennis Parker
Estudou na Juilliard School, em Nova York e nas Universidades de Indiana e Yale / Lecionou
na Universidade Estadual da Louisiana / Integrou a Sinfônica de Detroit.

Johan Van Iersel
Estudou nos Conservatórios de Utrecht e de Paris / Venceu concursos como “Princesa
Cristina”, “Postbank Sweelinck” e “Jovens talentos dos Países Baixos” / Desde 1997 é
violoncelista solo da Real Concertgebouw, de Amsterdam / Integra o Escher Trio.

Diana Ligeti
Mestre em musicologia pela Universidade de Sorbonne (Paris IV) / Apresenta-se com um
trio e um quarteto que carregam seu sobrenome, Ligeti, e com o conjunto “Musique
Oblique”/ É professora do Conservatório de Paris.

Fabio Presgrave
Mestre pela Juilliard School, de Nova York / Foi solista de orquestras como a Sinfônica
Brasileira, Petrobrás Pró-Música e Camerata Fukuda/ Tocou no último trabalho do grupo
Sepultura: “DANTE XXI”/ Professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte
(UFRN).
CONTRABAIXO

Pedro Gadelha
Solista da OSESP/ Integrou a Orquestra Sinfônica de Madrid e a Orquestra da Ópera de
Frankfurt / Colabora regularmente com o Ensemble Modern de Frankfurt e com grupos de
música barroca e jazz / É professor da “Joven Orquesta Nacional de España”.

Cristian Braica
Membro da Orquestra Sinfônica da Rádio de Frankfurt desde 2001 / Integrou a Orquestra
da Ópera da Romênia e a Orquestra Filarmônica da Transilvânia / Estudou na Escola de
Música de Klausenburg, na Romênia.

FLAUTA

Maurício Freire
Integrou a OSESP como solista / Doutor pelo New England Conservatory / Professor da
Universidade Federal de Minas Gerais / Atua regularmente com o grupo de música
contemporânea “Boston Musica Viva”.

Jeannette Landré
Formada em música e musicoterapia pelo Conservatório de Utrecht / Integrante do
Nederlands Blazers Ensemble e da Asko-Schoenberg Ensemble / Foi solista na Residentie
Orkest, em Haia e na Orquestra Sinfônica da Radio Kamer Filharmonie.

Sarah Hornsby
Apresentou-se com a New York City Opera Orchestra e a Sinfônica de Bilbao / Premiada
nos concursos da “Flute Talk Magazine”, da Chicago Flute Society e Leopold Bellan em Paris
/ Mestre em Performance Orquestral pela Manhattan School.

CLARINETE

Cristiano Alves
Clarinete Solo da Orquestra Petrobrás Pró-Música / Professor da Universidade Federal do
Rio de Janeiro – UFRJ.

Jérôme Julien-Laferrière
Participou de diversos festivais como Verbier (Suíça), Tournon (França) e Trieste (Itália).
Professor da Escola Nacional de Música Montreuil-sous-Bois e do Conservatório de Paris.

Luís Afonso “Montanha”
Primeiro clarinete da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo/ Integrante dos grupos
Sujeito a Guincho e Trio de Palhetas Opus Brasil, entre outros/ Professor do Departamento
de Música da ECA-USP há 17 anos/ Doutor em Música pela Unicamp.

FAGOTE

Fábio Cury
Fagote Solo da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal de São Paulo e da Orquestra Jazz
Sinfônica / Professor da Universidade de São Paulo, da Escola Municipal de Música e da
Faculdade Cantareira.
Benjamin Coelho
Concluiu seus estudos de graduação e mestrado em New York / Professor da University of
Iowa/ Lecionou na Universidade Federal de Minas Gerais e foi membro das Orquestras
Sinfônicas de Campinas e do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Vincent Godel
Primeiro fagote da “Orchestra della Svizzera Italiana”, em Lugano/ Colabora como primeiro
fagote junto à Orquestra de Câmara de Lausanne, Orquestra de Câmara de Genebra e
Orquestra da Ópera de Lyon.

OBOÉ

Washington Barella
Oboé Solo da SWR Orquestra Sinfônica Baden-Baden e Freiburg / Vencedor do “Concert
Artists Guild International New York Competition”.

Jean-Louis Capezzali
Estudou no Conservatório de Versailles/ Aos 25 anos, tornou-seo solista principal da
Orquestra Filarmônica da Radio France/ De 1988 a 1998 foi professor do Conservatório de
Paris/ Ensina oboé no Conservatório Nacional Superior de Lyon.

Kathy Halvorson
Estudou no Conservatório de Música de New England e no Royal Conservatory of Music, na
Holanda/ Integrou o Netherlands Wind Ensemble, a Filarmônica de Rotterdam, a Ópera, o
Ballet e as Orquestras da Rádio e Sinfônica da Holanda.

PIANO

Richard Bishop
Integra a Lyric Chamber Music Society of New York / Vencedor do Prêmio Melhor
acompanhador no Concurso Tchaikovsky de Moscou.

Linda Bustani
Estudou no Conservatório de Moscou / Apresenta-se como solista em vários países.

Cristina Ortiz
Solista e camerista de destaque no cenário internacional / Apresenta-se regularmente com
importantes orquestras de todo o mundo / Dedica-se ao ensino de jovens pianistas /
Venceu o Concurso Van Cliburn.

Paulo Álvares
Mestre pela Texas Christian University / Recebeu o prêmio “Kranichstein Music” em
Darmstadt, na Alemanha / Professor da Escola de Música de Colônia, na qual fundou o
conjunto de música aleatória da entidade.

Ricardo Ballestero
Integrou o Studio da Houston Grand Opera Lou / Professor de repertório vocal na
Universidade de São Paulo / Doutor pela Universidade de Michigan.

PERCUSSÃO
Eduardo Leandro
Professor da Universidade de Massachussets e da Universidade de Stony Brook / Integrante
do Duo Contexto.
Florent Jodelet
Solista da Orquestra Nacional da França/ Integra conjuntos como o InterContemporâneo e
orquestras como a Filarmônica de Montpellier/ Professor assistente do Conservatório de
Paris.

Carlos Tarcha
Integrou a Orquestra Sinfônica Municipal de SP e a Orquestra Jazz Sinfônica/ Professor de
Percussão da Escola Superior de Música de Colônia, Alemanha.

HARPA

Rita Costanzi
Formada pela Eastman School of Music /Harpista da Orquestra da Rádio da CBC.

Geneviève Létang
Integrou a Orquestra Bordeaux-Aquitaine e a Orquestra Filarmônica da Radio France/ Há
treze anos é professora do Conservatório de Paris nas áreas de música contemporânea,
repertório de orquestra e pedagogia/ É mestre no ensino da harpa.

TROMBONE

Wagner Polistchuk
Trombone solo da OSESP há 24 anos / Atua também como regente / Diretor artístico e
regente titular da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina / Venceu o
Concurso para Jovens Regentes Eleazar de Carvalho.

Martin Albert Schippers
Solista da Filarmônica de Câmara da Rádio da Holanda e da Filarmônica da Rádio dos
Países Baixos / Segundo trombone da Real Concertgebouw, de Amsterdam / Membro do
grupo New Trombone Collective.

TUBA

David Kutz
Tuba solo na Radio Kamer Filharmonie / Possui quatro diferentes diplomas na área musical,
incluindo doutorado pela Northwestern Universidade de Chicago / Professor do
Conservatório Sweelinck de Amsterdam e da Orquestra Jovem dos Países Baixos.

TROMPETE

Fernando Dissenha
Mestre pela Juilliard School, de Nova York / Foi solista da New York String Orchestra e da
Orquestra Sinfônica da Venezuela / Desde 1997, é trompete-solo da OSESP/ Professor da
Tom Jobim Escola de Música do Estado de São Paulo.

Valentín Garvie
Tocou com a Filarmônica de Buenos Aires e com a Orquestra Sinfônica Nacional da
Argentina / Fez pós-graduação na Royal Academy of Music, em Londres / Membro do
Ensemble Modern desde 2002.
TROMPA

Luiz Garcia
1ª Trompa Staatskapelle –Berlin 1ª trompa licenciada da Orquestra Sinfônica Brasileira
OSB / Formado pela Juilliard School de Nova York e pelo New England Conservatory de
Boston / Integrante do quinteto de sopros Zephyr.

Adalto Soares
Diretor da Orquestra de Metais Lyra Tatuí / Foi trompa principal da Orquestra Mundial
Juvenil, na Polônia e da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas / Integrou o naipe de
trompas da Orquestra Jazz Sinfônica e da Orquestra Sinfônica do Estado de SP.

VIOLÃO

Fábio Zanon
Vencedor dos dois maiores concursos internacionais de violão: “Francisco Tarrega”, na
Espanha e Concurso da Fundação Americana de Violão (GFA), nos EUA / Estudou na Royal
Academy of Music, em Londres e concluiu mestrado na Universidade de Londres.

Eduardo Isaac
Recebeu os prêmios internacionais “Infanta Cristina” e “Andrés Segovia”, da Espanha e
“Reina Fabiola”, da Bélgica. Foi solista de diversas orquestras como a Sinfônica de Montreal
(Canadá), de Córdoba (Espanha) e a Sinfônica Nacional da Argentina. Apresentase em
turnês por todo o mundo.

TÉCNICAS DE GRAVAÇÃO DE MÚSICA CLÁSSICA

Jakob Händel
Atuou como produtor de gravação das orquestras Filarmônica de Berlim, Gewandhaus de
Leipzig, Tonhalle de Zurique e nos dois CDs da Orquestra Acadêmica / Ganhou o Grammy
Latino 2004 pelo CD Jobim Sinfônico na categoria Melhor Álbum Clássico.

PALESTRAS

Gilberto Mendes
É um dos pioneiros da música concreta no Brasil, tendo atuado ao lado dos poetas Haroldo
e Augusto de Campos e Décio Pignatari / Organizou, com Rogério Duprat e Júlio Medaglia,
o Grupo Música Nova de Santos / Criou, em 1962, o Festival de Música Nova, o mais antigo
do país dedicado à música contemporânea / Foi aluno de Karlheinz Stockhausen, na
Alemanha / Lecionou na USP e na Universidade de Wisconsin (EUA).

Claude Ledoux
Depois de obter um diploma na área de ciências, voltou-se para o estudo de música,
frequentando escolas e seminários na Hungria, Itália e em Paris / Realizou pesquisas na
área de música eletrônica.

								
To top