ANDR�IA MENDES SANTOS

Document Sample
ANDR�IA MENDES SANTOS Powered By Docstoc
					                    ANDRÉIA MENDES SANTOS
                     ARLEIDE SOARES SILVA
                  RENATA CAROLINE RODRIGUES
                    TATIANE ROCHA DE SOUZA




        Pontos mais utilizados pelos estudantes do curso
   “Especialistas em Acupuntura” da cidade de Montes
           Claros - MG no tratamento da dor




INSTITUTO UNISAÚDE – PÓS-GRADUAÇÃO - ENSINO E EXTENSÃO SOCIAL
                       MONTES CLAROS - MG
                          SETEMBRO 2007
                    ANDRÉIA MENDES SANTOS
                     ARLEIDE SOARES SILVA
                  RENATA CAROLINE RODRIGUES
                    TATIANE ROCHA DE SOUZA




        Pontos mais utilizados pelos estudantes do curso
   “Especialistas em Acupuntura” da cidade de Montes
           Claros - MG no tratamento da dor



                               Projeto de Pesquisa apresentado à IV JOUNI,
                               como requisito parcial à conclusão do Curso
                               Especialistas em Acupuntura.




INSTITUTO UNISAÚDE – PÓS-GRADUAÇÃO - ENSINO E EXTENSÃO SOCIAL
                       MONTES CLAROS - MG
                          SETEMBRO 2007
                                                          SUMÁRIO




1- INTRODUÇÃO.................................................................................................................03
1.1 JUSTIFICATIVA...............................................................................................................04
1.2 OBJETIVOS
1.2.1 Objetivo geral...................................................................................................................05


2- REVISÃO DE LITERATURA...................................................................................06


3- METODOLOGIA.........................................................................................08


4. CRONOGRAMA ..........................................................................................09


    REFERÊNCIAS .................................................................................................10
1. INTRODUÇÃO


           A acupuntura é uma técnica milenar originada na China Imperial que consiste na

inserção de objetos pontiagudos (hoje, agulhas) em pontos determinados que causam melhora

da dor e do estado geral do indivíduo. O tratamento é feito através de inserção de agulhas

introduzidas nos pontos os quais estão localizados nos canais energéticos também chamados

meridianos (HIRAKUI, 2007).

           Segundo este mesmo autor, a teoria da acupuntura, todas as estruturas do

organismo se encontram em equilíbrio pela atuação das energias Yin e Yang, um

desequilíbrio, gera doença. De acordo com estudos e pesquisas para comprovar a eficácia, a

arte da acupuntura visa através da sua técnica, estimular os pontos reflexos que tenham a

propriedade de restabelecer o equilíbrio alcançando assim, resultados terapêuticos e

diminuindo o quadro álgico para uma melhor qualidade de vida e retorno às atividades diária.

           A dor é um mecanismo corporal de proteção, que se ativa sempre que qualquer

tecido esteja sendo lesado, fazendo com que o indivíduo reaja para remover o estímulo

doloroso. Ela pode ser gerada por estímulos mecânicos, térmicos e químicos, sendo as

substâncias químicas especialmente importantes no tipo de dor crônica e incapacitante que

ocorre após a lesão dos tecidos (DEL, 2003).

           O grau em que uma pessoa reage à dor é altamente variável. Isso resulta, em parte,

da capacidade do próprio cérebro de suprimir a entrada de sinais de dor no sistema nervoso

central (SNC), ativando o “sistema de analgesia”, que se caracteriza como controle natural da

dor. Várias substâncias neurotransmissoras estão envolvidas nesse sistema de analgesia,

especialmente as encefalinas e a serotonina. A acupuntura age estimulando a liberação de

substâncias opióides pelo próprio organismo, controlando a sensação de dor do indivíduo

(BRANCO et al., 2005).
1.1 JUSTIFICATIVA



           A dor, aguda ou crônica, constitui o principal motivo pelo qual um indivíduo

procura tratamento médico. É uma experiência vivenciada pela quase totalidade dos seres

humanos e, como sintoma ou doença, é freqüentemente objeto da procura pelo sistema de

saúde. Enquanto a primeira é fundamental para a preservação da integridade do indivíduo, por

ser um sintoma que alerta para a ocorrência de lesões no organismo, a dor crônica não tem

esse valor biológico, constituindo uma importante causa de incapacidade. As dores crônicas

estão entre os problemas mais difíceis de serem controlados na vida profissional. Essas

condições, freqüentemente encontradas nas regiões de cabeça e pescoço, somam

aproximadamente 40% de todos os casos analisados clinicamente (BRANCO et al., 2005).

           Diante disso, vimos a necessidade da realização deste projeto na cidade de Montes

Claros - MG após a realização do estágio da primeira turma do curso “Especialistas em

Acupuntura” na cidade, buscando verificar os pontos mais utilizados pelos estudantes para o

alívio da dor crônica, bem como os resultados apresentados com o tratamento. Servirá

também como um levantamento de dados para a UNISAÙDE das técnicas utilizadas pelos

futuros especialistas em acupuntura e do perfil da população visada.
1.2 OBJETIVOS



1.2.1 Objetivo Geral



           Verificar os pontos mais utilizados pelos estudantes do curso “Especialistas em

Acupuntura” da cidade de Montes Claros - MG, no tratamento da dor.
2. REVISÃO DE LITERATURA



            Para Aguiar et al., (2003), a Acupuntura é um sistema profilático, diagnóstico e

terapêutico fundamentado na teoria e prática da circulação energética e suas

conseqüências/relações com seres vivos. Através da polaridade (Yin/Yang) e os cinco

movimentos; o método terapêutico visa à regulação e equilíbrio dos organismos vivos através

da estimulação de pontos específicos situados nos meridianos ou canais de energia.

            A acupuntura visa à terapia e cura das enfermidades pela aplicação de estímulos

através da pele, com a inserção de agulhas em pontos específicos chamados acupontos. Trata-

se também de uma terapia reflexa, em que o estímulo de uma área age sobre outra(s). Para

este fim, utiliza, principalmente, o estímulo nociceptivo (WEN, 1989; JAGGAR, 1992;

SCHOEN,1993).

            A maioria dos pontos de acupuntura localiza-se próximos aos nervos periféricos

ou de suas bifurcações, junções neuromusculares, vasos sangüíneos, ligamentos e linhas de

sutura do crânio; na face os pontos são distribuídos ao longo das terminações do nervo

trigêmeo ou do facial. Foi observado que há correspondência de 80% entre os locais dos

pontos de Acupuntura e tecido conectivo intra ou intermuscular (ZHAO et al., 2005).

            Na literatura científica, correlações entre acuponto e mecanismos de ação da

acupuntura têm sido feitos com elementos do processo inflamatório, em especial, aspectos

neurogênicos. A acupuntura pode ter efeitos diretos na regulação periférica da liberação de

mediadores do processo inflamatório e da dor, levando a uma redução da liberação periférica

de substância P (ZHAO e ZHU, 1992).

            Além dos efeitos analgésicos, a acupuntura apresenta uma ampla diversidade de

efeitos: relaxante muscular, sedativo/hipnótico, anti-emético, ansiolítico, antidepressivo

(leve), anti-secretor (de ácido clorídrico), anti-adição, antiinflamatório, indutor de imunidade,
facilitador na reabilitação após acidente vascular cerebral e estimulante da reparação e

cicatrização tecidual (OLIVEIRA e MIN, 2007).

            Segundo Zhao et al., (2005), provavelmente os sinais mecânicos originados no

ponto de acupuntura induzem efeitos como: expressão de genes, síntese de proteínas e

alterações na matriz extracelular. Essas alterações em torno da agulha podem influir nas

outras estruturas compartilhadas pela matriz do tecido conectivo como: aferentes sensitivos,

fibroblastos, células imunológicas e vasculares.

           Para ativar os nociceptores são necessários estímulos de tração ou distorção, frio-

calor e substâncias químicas liberadas a partir da lesão tecidual, tais como: prostaglandinas,

leucotrienos, ácido aracdônico, bradicininas, íons H+, histaminas e substância P (RAJ, 1996).

           Os efeitos neurobiológicos da acupuntura, que atua também sobre os

neurotransmissores relacionados com a dor e a depressão, qualificam o método como útil e

adequado na terapêutica da dor crônica. Entretanto, não deve ser considerado como

tratamento único para todas as síndromes dolorosas, destacando-se a necessidade de escolher

a técnica mais eficaz de estimulação de pontos-gatilho ou o meio de modulação do sistema

endógeno supressor da dor para obter os melhores resultados. A acupuntura tem sido indicada

para o tratamento de diversas condições dolorosas, e a sua eficácia nas dores

musculoesqueléticas crônicas tem sido comprovada, visto que os resultados da acupuntura são

comparáveis aos de outros métodos, apresentando vantagens significativas (SANCHEZ et al.,

2004).
3. METODOLOGIA



           A pesquisa será de caráter exploratório e observacional. Segundo Oliveira (2002),

uma pesquisa exploratória tem como objetivo proporcionar maior familiaridade com o

problema, com vistas a torná-lo mais explícito. O método de pesquisa utilizado será a

pesquisa bibliográfica, que, de acordo com o mesmo autor, é desenvolvida com base em

material já elaborado, constituído principalmente de livros e artigos científicos. A pesquisa

bibliográfica gera subsídios para melhor compreensão do assunto e assim aproximar teoria e

prática.

           O levantamento bibliográfico ocorrerá consultando artigos de periódicos

nacionais, internacionais e eletrônicos no sistema MEDLINE e SCIELO, utilizando os

seguintes descritores: acupuntura, tratamento, história da acupuntura, efeitos da acupuntura,

dor.

           Serão ainda observadas as fichas de avaliação realizadas no estágio pelos

estudantes do curso “Especialistas em Acupuntura” da cidade de Montes Claros – MG,

promovido pela UNISAÚDE, com autorização da coordenadora do estágio.
4. CRONOGRAMA




                                      AGO SET OUT NOV DEZ
                MÊS
   ESCOLHA DO TEMA DO PROJETO DE
             PESQUISA
       REVISAO BIBLIOGRAFICA

 ELABORAÇAO DO PROJETO DE PESQUISA
APRESENTAÇAO DO PROJETO AO COMITE
             DA IV JOUNI
 ESPERA DA RESPOSTA DO COMITE DA IV
               JOUNI
       CONFECÇAO DO POSTER

 APRESENTAÇAO DO POSTER NA IV JOUNI

  ANALISE DAS FICHAS DE AVALIAÇAO

  ELABORAÇAO DO ARTIGO CIENTIFICO
REFERÊNCIAS



AGUIAR, D. N. de; SOUZA, J. B. G. de; SOUZA, J. L. de; LUZ, F. G. R. Análise
espirometrica do VEF1 E CFV em pacientes aparentemente saudáveis do sexo masculino
entre 20 e 30 anos pré e pós aplicação da acupuntura.Soc. Bras. Fis. Acup. I, 2003.

BRAGA, A. F.; DO COUTO ROSA, K. O. L.; ARAUJO, J. E. Tratamento da dor crônica
decorrente de lesão traumática de ombro através do uso de campo magnético: relato de caso.
Soc. Bras. Fis. Acup.4, 2004.

BRANCO C.A., FONSECA R.B., OLIVEIRA T.R.C., GOMES V.L., FERNANDES NETO
A.J.. Acupuncture as a complementary treatment option to temporomandibular dysfunction:
review of the literature. Rev Odontol UNESP. 2005; 34 (1): 11-6.

DEL SEPIA, C.. Effects of magnetic field exposure on open field behaviour and nociceptive
responses in mice. Behav. Brain Res. 144 (1-2): 1-9, Sep. 2003.

HIRAKUI, Thaisa. Acupuntura, uma terapêutica alternativa no tratamento da fibromialgia.
São Paulo, 2004. Disponibilidade em: < www.interfisio.com.br>. Acesso em 13 de Agosto de
2007.

JAGGAR, D. History and basic introduction to veterinary acupuncture. Problems in
Veterinary Medicine, v.4, n.1, p.13-15, 1992.

OLIVEIRA, João Filipe de; MIN, Li Shih. Ensaio clínico N-de-1: uma nova perspectiva para
pesquisa em Acupuntura? N-of-1 design: a new perspective for Acupuncture research?.
Disponivel em: <http://www.somasp.org.br/2edicaorevista.asp>. Acesso em: 13 Agosto 2007.

OLIVEIRA, Silvio Luiz de. Tratado de metodologia cientifica: projetos de pesquisa, TGI,
TCC, monografias, dissertações e teses.São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002. 320 p.

RAJ, P.P. Pain Medicine, a Comprehensive Review. Mosby-Year Book, Inc, 502-520. 1996.
SANCHEZ, H.M.; MORAIS, E.G.; LUZ, M.M.M. Acupuntura Fisioterapêutica no
Tratamento da Fibromialgia: uma revisão. Soc. Bras. Fis. Acup.1:3, 2004.

SCHOEN, A.M. Introduction to veterinary acupuncture: scientific basis and clinical
aplications. In: Annual Convention of the American Association of equine practioners, 39,
1993. California. Proceedings. California, 1993. p.39.

WEN, T.S. Acupuntura clássica chinesa. 2.ed. São Paulo: Cultrix, 1989. 225p.

ZHAO, C.H.; STILLMAN, M.J.; ROZEN, T.D.. Acupuntura tradicional baseada em
evidências para controle da cefaléia: teoria, mecanismos e prática. Headache. 2005; 45: 716-
30.

ZHAO, F., ZHU, L. Effect of electroacupuncture on neurogenic inflammation. Chen Tzu Yen
Chiu, v.17, n.3, p.207-211, 1992.

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:4
posted:12/8/2011
language:Portuguese
pages:11