AULA 2 by Ive20di

VIEWS: 22 PAGES: 49

									    AULA 2

ISAÍAS, JEREMIAS E
   LAMENTAÇÕES
             INTRODUÇÃO AOS LIVROS PROFETICOS

          ESCRITOS NO PERÍODO DE OBSCURANTISMO
                     DO POVO DE DEUS.

 OS PROFETAS ERAM OS EVANGELISTAS DAQUELA ÉPOCA:
 2 RS 17.13 “Todavia o Senhor advertiu a Israel e a Judá pelo ministério de todos os
  profetas e de todos os videntes, dizendo: Voltai de vossos maus caminhos, e guardai os
  meus mandamentos e os meus estatutos, conforme toda a lei que ordenei a vossos pais
              e que vos enviei pelo ministério de meus servos, os profetas. “



O PERÍODO DOS PROFETAS EM ISRAEL COBRIU 500 ANOS, DO
           9º AO 4º SECULO ANTES DE CRISTO.

     DEPOIS DISSO, A VOZ PROFETICA SE SILENCIOU,
            ATÉ OS DIAS DE JOAO BATISTA
 (PERÍODO INTERTESTAMENTARIO – SILENCIO PROFETICO)
   OS PROFETAS FALAVAM OUSADAMENTE A TODOS,
            DESDE OS REIS ATÉ O POVO

  QUANDO O REINO DE DIVIDIU EM ISRAEL (NORTE) E
     JUDÁ (SUL), SURGIRAM OS GRANDES PROFETAS

     HOUVE 4 PROFETAS MAIORES E 12 MENORES.
 SÃO DIVIDIDOS ASSIM NÃO PELA SUA IMPORTANCIA,
    MAS PELA QUANTIDADE DE MATERIAL ESCRITO.

  OS CATIVEIROS DE ISRAEL E JUDÁ SÃO OS TEMAS
  PRINCIPAIS DOS PROFETAS (ASSIRIA E BABILONIA,
                RESPECTIVAMENTE)

PODEMOS DIVIDIR OS PROFETAS EM GRUPOS, DE ACORDO
                       COM:
               1. ÉPOCA (QUANDO)

6 VIVERAM DURANTE A DESTRUIÇÃO DE ISRAEL (NORTE)
   PELA ASSIRIA – JOEL, JONAS, AMÓS, OSEIAS, ISAIAS
                      E MIQUEIAS

7 VIVERAM DURANTE O TEMPO DA DESTRUIÇÃO DE JUDÁ
      (SUL) PELA BABILONIA – JEREMIAS, EZEQUIEL,
    DANIEL, OBADIAS, NAUM, HABACUQUE E SOFONIAS.

  EZEQUIEL E DANIEL PROFETIZARAM ESTANDO NO
              CATIVEIRO EM BABILONIA.

    3 VIVERAM NO PERIODO DA RESTAURAÇÃO DE
      JERUSALEM – AGEU, ZACARIAS E MALAQUIAS
2. DESTINATARIOS (PARA QUEM PROFETIZARAM)

 3 PROFETIZARAM PARA ISRAEL: AMÓS, OSÉIAS E
                   EZEQUIEL

        2 PARA NINIVE: JONAS E NAUM

        UM PARA A BABILONIA: DANIEL

           UM PARA EDOM: OBADIAS

9 PARA JUDÁ: JOEL, ISAIAS, MIQUEIAS, JEREMIAS,
     HABACUQUE, SOFONIAS, AGEU, ZACARIAS E
                    MALAQUIAS
1.   O DEVER PRINCIPAL DO PROFETA ERA CUIDAR DA VIDA
         MORAL E RELIGIOSA DO SEU PROPRIO POVO

         2.    QUANDO O POVO ANDAVA EM OBEDIENCIA,
                  PROFETAS NÃO ERAM LEVANTADOS

                 3.   O PROFETA ERA SEMPRE HEBREU

         4.    O PROFETA FALAVA SOBRE JUÍZO E TAMBEM
                         PREDIZIA O FUTURO

              MUITOS PREDISSERAM TEMAS EM COMUM:

         •     A DISPERSAO DOS JUDEUS PELAS NAÇÕES  
                      •   A VINDA DO MESSIAS   
     •        A VOLTA DO POVO ESCOLHIDO À SUA TERRA
     •        O REINO DO MESSIAS SOBRE TODA A TERRA
   QUANDO LEMOS OS EVANGELHOS (ESPECIALMENTE
  MATEUS) VEMOS A FRASE: “...PARA QUE SE CUMPRISSE”
      MT 1.22; 2.15; 2.23; 4.14; 8.17; 12.17; 13.35; 21.4


     MOSTRANDO QUE AS PROFECIAS SE CUMPREM
                 LITERALMENTE!


    A IGREJA NÃO FOI PREDITA PELOS PROFETAS.
    ESTE É O MISTERIO QUE DEUS GUARDOU, E QUE O
        PROPRIO JESUS REVELOU QUE EXISTIRIA
                  (MT 16.18, EF 3.3-10)


A MAIOR PREOCUPAÇÃO DOS PROFETAS ERA A IDOLATRIA,
    POIS A RELAÇÃO DE UM HOMEM OU DE UMA NAÇÃO
      COM DEUS, DETERMINA TODA A SUA CONDUTA!
 A PROFECIA É TÃO IMPORTANTE QUE OCUPA
 APROXIMADAMENTE 1/3 DE TODA A BIBLIA.


A PROFECIA É A REVELAÇÃO DO PLANOS E DOS
  PENSAMENTOS DE DEUS PARA O HOMEM.


HÁ 3 ELEMENTOS NAS MENSAGENS PROFETICAS:


• MENSAGEM PARA O SEU TEMPO
• MENSAGEM SOBRE O FUTURO
• MENSAGEM PARA QUALQUER TEMPO (PRINCIPIOS
  DIVINOS)
             LIVRO DE ISAIAS


 AUTOR: ISAIAS (SIG.:“SALVAÇÃO DE JEOVÁ”)


           DATA: APROX 700 A.C.
COINCIDE COM A ÉPOCA DA FUNDAÇÃO DE ROMA,
             ESPARTA E ATENAS


  APRESENTA JESUS COMO NOSSO MESSIAS
   E CHAMA JEOVÁ DE “SANTO DE ISRAEL”


     TEMA: A SALVAÇÃO VEM DE DEUS
  ISAIAS FOI UM HOMEM DA NOBREZA EM JUDÁ.


SEU PAI AMÓS ERA FILHO MAIS NOVO DE JOÁS, REI
      DE JUDÁ. FOI EDUCADO NA CORTE REAL.


     FOI CASADO COM UMA PROFETISA (8.3)


  A TRADIÇÃO CONTA QUE ELE MORREU COMO
 MARTIR, SERRADO AO MEIO, DURANTE O REINADO
    DE MANASSES (REI MAIS IMPIO DE JUDÁ)
            COM APROX. 100 ANOS.
ISAIAS ADVERTIU JUDÁ DE SUA LOUCURA E REBELIAO.
   ISAIAS JÁ PROFETIZAVA, MAS SEU CHAMADO FOI
 MARCADO PELA EXPERIENCIA QUE ELE TEVE COM DEUS
      NO ANO EM QUE MORREU O REI UZIAS (6.1)


     DURANTE ESTA EXPERIENCIA, ISAIAS SE
  CONSCIENTIZOU DE SUA PROPRIA INDIGNIDADE, E
   ACEITOU O CHAMADO DE DEUS PARA PREGAR UMA
    MENSAGEM DE JUÍZO E RESTAURAÇÃO FUTURA.


 ELE PROFETIZOU DURANTE OS REINADOS DE UZIAS
   (JOTÃO REGENTE), ACAZ E EZEQUIAS. DURANTE O
 REINADO DE MANASSES, A TRADIÇÃO INDICA QUE ELE
     NÃO PREGOU PUBLICAMENTE, APENAS DEIXOU
            ESCRITOS OS CAPS DE 40 A 66
  O LIVRO DE ISAIAS FOI ESCRITO COM DUAS
  ENFASES DISTINTAS, OU SEJA, SUA OBRA TEM
         DUAS MENSAGENS PRINCIPAIS.


NA 1ª PARTE DE SEU LIVRO, ELE DESCREVE ISRAEL


NA 2ª PARTE, ISAIAS CONTEMPLA PRINCIPALMENTE
    JESUS, O MESSIAS QUE LEVARIA O PESO DO
                  NOSSO PECADO


  ISAIAS TEVE A VISAO DAS DUAS VINDAS DE
  CRISTO. ELE DECLARA: “ELE VEM” E “ELE VIRÁ DE
                NOVO” IS 53 E 66
           ISAIAS É UMA BIBLIA EM MINIATURA

          BIBLIA                            ISAIAS
      TEM 66 LIVROS                    TEM 66 CAPITULOS

        2 PARTES:                           2 PARTES:
      A.T. 39 LIVROS                    1ª 39 CAPITULOS
      N.T. 27 LIVROS                    2ª 27 CAPITULOS
   COMEÇA COM DEUS              COMEÇA DO MESMO MODO (1.18)
  CONTENDENDO COM O
  HOMEM POR CAUSA DO
       PECADO


   A.T. TERMINA COM A         A 1ª PARTE DE ISAIAS TERMINA COM A
  PREDIÇÃO DA VINDA DO       PROFECIA DA VINDA DO REI DE JUSTIÇA E
 REINO DO MESSIAS (ML 4)       REDENÇÃO DE ISRAEL (CAPS 34 E 35)
  O N.T. COMEÇA COM O        A 2ª PARTE DE ISAIAS CAP 40 – COMEÇA
  MINISTERIO DE JOAO         COM A VOZ DO QUE CLAMA DO DESERTO
          BATISTA
O N.T. TERMINA COM A VISAO   ISAIAS TERMINA COM A MESMA VISAO (IS
  DE UM NOVO CEU E UMA                        66)
    NOVA TERRA (AP 22)
          ISAIAS SOB UZIAS (CAPS 1 – 6)


ANTES DE TER SUA EXPERIENCIA COM DEUS, ESCREVEU
  OS CAPS 1 A 5 (MUDANÇA DE VISAO: “AI DAQUELES...”
                  PARA “AI DE MIM”).


O LONGO REINADO DE UZIAS – 52 ANOS – TERMINOU DE
   FORMA TRISTE, O REI FICOU LEPROSO E SEU FILHO
               REGIA EM SEU LUGAR.


   ISAIAS PREGOU QUE DEUS ESTAVA PRESTES A
  ABANDONAR JUDÁ, PARA QUE O POVO TEMESSE E SE
                 POSICIONASSE.


  NO ANO EM QUE UZIAS MORREU, ISAIAS TEVE UM
  ENCONTRO COM DEUS, QUE MUDOU O CURSO DE SEU
                  MINISTERIO.
          ISAIAS SOB ACAZ (CAPS 7-14)


ACAZ ERA UM IDOLATRA DECLARADO. NESTA EPOCA DEUS
       PERMITIU QUE OS REIS DA SIRIA E ISRAEL
                 INVADISSEM JUDÁ.


 ISAIAS FOI AO ENCONTRO DE ACAZ (7.3) PARA DIZER
 QUE ELE SE VOLTASSE PARA DEUS, MAS ELE PREFERIU A
   AJUDA DOS ASSIRIOS, DO QUE A AJUDA DE JEOVÁ.


 ISAIAS VÊ A CHEGADA DO MESSIAS (7.14) DANDO UM
        SINAL DE QUE JUDÁ NÃO IRIA MORRER
EM ISAIAS 9.6 VEMOS OUTRA GRANDE PROFECIA ACERCA
                     DE JESUS
 ISAIAS 11 MOSTRA A GLORIA DO REINO FUTURO QUE
    CRISTO VIRÁ ESTABELECER NA TERRA (MILENIO)
 A VIDA DE CRISTO RETRATADA EM ISAIAS

         NASCIMENTO – 7.14 E 9.16
              FAMILIA - 11.1
               UNÇÃO – 11.2
             CARATER – 11.3-4
           SIMPLICIDADE – 7.15
            MANSIDAO – 42.1-4
               MORTE – 53
           RESSUREIÇÃO – 25.8
     REINADO GLORIOSO: ISAIAS 11 E 12
                     O REI – 11.1
                  SUA UNÇÃO – 11.2
            SEU REINO DE JUSTIÇA – 11.3-5
             SEU REINO GLORIOSO – 11.6-9
A REUNIAO DE SEU POVO DOS 4 CANTOS DA TERRA – 11.10-16
              O CULTO DE SEU REINO - 12
   EM ISAIAS 13 VEMOS A PREDIÇÃO DA RUINA DE
   BABILONIA, QUE AINDA IRIA LEVAR JUDÁ CATIVO,
        MAS ISAIAS PREVÊ SUA DESTRUIÇÃO:

     OU SEJA, AINDA QUE DEUS PERMITISSE QUE A
    BABILONIA FOSSE USADA COMO INSTRUMENTO DE
       JUÍZO CONTRA JUDÁ, DEUS SEMPRE RETRIBUI
   AQUELES QUE FAZEM O MAL A SEU POVO, CONFORME
  ELE PROMETEU A ABRAAO EM GN 12.3 “Abençoarei aos que
     te abençoarem, e amaldiçoarei àquele que te amaldiçoar”

QUANDO OLHAMOS PARA A BABILONIA HOJE (IRAQUE)
 VEMOS QUE A PROFECIA SE CUMPRIU – LITERALMENTE –
            SÓ HÁ DESOLAÇÃO E RUÍNA.

EM ISAIAS 14.28 LEMOS QUE ACAZ MORREU. MAS ISAIAS
   AVISA AO POVO QUE OPRESSORES PIORES QUE ACAZ
                   ESTAVAM POR VIR
         ISAIAS SOB EZEQUIAS (15 A 66)

   O REINADO DE EZEQUIAS FOI UM DOS MAIS
 IMPORTANTES DE ISRAEL, POIS ELE FOI UM REI BOM.

NESSA ÉPOCA A ASSIRIA INVADIU ISRAEL E LEVOU-OS
  CATIVOS, AMEAÇANDO TAMEBM O REINO DE JUDÁ.

 O 14º ANO DO REINADO DE EZEQUIAS FOI O PONTO
 CRITICO. COM A AMEAÇA DA INVASAO ASSIRIA, E SUA
    ENFERMIDADE MORTAL; POREM DEUS O SAROU E
   TAMBEM CUIDOU DOS ASSIRIOS PARA EZEQUIAS
                    (CAP 37).

OS CAPITULOS DE 40 A 66 SÃO CHAMADOS “LIVRO DA
 CONSOLAÇÃO”, POIS ISAIAS FALA DA RESTAURAÇÃO
     DE ISRAEL E DA VINDA DO SERVO DE JEOVÁ
ISAIAS HAVIA PROFETIZADO QUE DEUS IRIA USAR CIRO
  PARA LIBERAR OS JUDEUS DO CATIVEIRO BABILONICO
  E RESTAURAR JUDÁ, 200 ANOS ANTES DELE NASCER, E
  O CHAMOU PELO NOME:

• IS 44. 28 que digo de Ciro: Ele é meu pastor, e cumprira tudo
  o que me apraz; de modo que ele também diga de Jerusalém:
  Ela será edificada, e o fundamento do templo será lançado.

• IS 45.1-4 Assim diz o Senhor ao seu ungido, a Ciro, a quem
  tomo pela mão direita, para abater nações diante de sua face,
  e descingir os lombos dos reis; para abrir diante dele as
  portas, e as portas não se fecharão;eu irei adiante de ti, e
  tornarei planos os lugares escabrosos; quebrarei as portas de
  bronze, e despedaçarei os ferrolhos de ferro.Dar-te-ei os
  tesouros das trevas, e as riquezas encobertas, para que
  saibas que eu sou o Senhor, o Deus de Israel, que te chamo
  pelo teu nome.Por amor de meu servo Jacó, e de Israel, meu
  escolhido, eu te chamo pelo teu nome; ponho-te o teu
  sobrenome, ainda que não me conheças.
 ISAIAS 53 MOSTRA UM QUADRO PERFEITO DA MORTE
    VICÁRIA DE JESUS, SUBSTITUINDO O PECADOR,
  PAGANDO VOLUNTARIAMENTE O SALARIO DO PECADO.


OS CAPS 60 A 66 FALAM DO REINO VINDOURO: A FUTURA
                 GLORIA DE ISRAEL.


ISAIAS VÊ MUITOS ACONTECIMENTOS APOCALIPTICOS,
  COMO JOAO: A NOVA JERUSALEM, NOVOS CÉUS E UMA
             NOVA TERRA (CAP 65.17-25)


  POR TODA SUA ENFASE NA VINDA DO “MASHIACH”
ELE É CONSIDERADO O PROFETA MAIS MESSIANICO, OU
    O 5º EVANGELISTA (PORTADOR DAS BOAS NOVAS)
        LIVROS DE JEREMIAS

    AUTOR: JEREMIAS (Yirməyāhū – Jeová é sublime)

                DATA: aprox. 605. a.C.

                 ÉPOCA: 40 ANOS,
ANTES E DURANTE A INVASAO DE JUDÁ PELA BABILONIA

REINADOS (5): JOSIAS, JEOACAZ, JEOAQUIM, JOAQUIM
                    E ZEDEQUIAS.

      APRESENTA JESUS COMO O JUSTO JUIZ

      TEMA: IDE E DIZEI O QUE VOS MANDO!
JEREMIAS NASCEU EM UMA CIDADE SACERDOTAL, A 5 KM
         DE JERUSALEM, CHAMADA ANANOTE


  ERA SACERDOTE POR NASCIMENTO (TRIBO DE LEVI),
        FILHO DO SACERDOTE HILQUIAS, QUE
    PROVAVELMENTE FOI O SACERDOTE QUE LEVOU O
       LIVRO DA LEI PARA O REI JOSIAS, O QUE
      DESENCADEOU UM GRANDE REAVIVAMENTO


    FOI CHAMADO PELO SENHOR COM 21 ANOS (A
  MATURIDADE MINISTERIAL ERA CONTADA A PARTIR
     DOS 30 (1 CR 23.3) – E VIA SUA IMATURIDADE E
   INCAPACIDADE PARA FALAR COMO UMA RAZAO PARA
    NÃO ACEITAR TAL RESPONSABILIDADE (CAP 1.6)
NÃO TEVE PERMISSAO PARA SE CASAR, POIS SUA TAREFA
    EXIGIRIA TODA SUA CONCENTRAÇÃO E ESFORÇO
                     (16.1-2)


   FOI CHAMADO PARA SER PROFETA NO 13º ANO DO
  REINADO DE JOSIAS, O ULTIMO REI BOM DE JUDÁ (60
    ANOS APÓS A MORTE DE ISAIAS), E CERTAMENTE
     INFLUENCIOU ESTE REI, ASSIM COMO ISAIAS
              INFLUENCIOU EZEQUIAS.


     FOI CONTEMPORANEO DA PROFETISA HULDA,
      HABACUQUE, SOFONIAS, EZEQUIEL E DANIEL


 NÃO HÁ CERTEZAS SOBRE SUA MORTE. ALGUNS DIZEM
   QUE MORREU NO EGITO, APEDREJADO POR JUDEUS,
  OUTROS DIZEM QUE ELE ESCAPOU DO EGITO E MORREU
                  NA BABILONIA.
A MISSAO DE JEREMIAS ERA DE ALCANCE MUNDIAL.


INCLUIA NÃO SÓ SEU PROPRIO PAÍS, MAS TAMBEM AS
  NAÇÕES DO EGITO, AMOM, MOABE, TIRO E SIDOM.


SUA MISSAO ERA ARRANCAR, DERRUBAR, DESTRUIR E
  ARRUINAR A SOBERBA, O ORGULHO E A IDOLATRIA,
MAS TAMBEM EDIFICAR E PLANTAR OS PRINCIPIOS E A
            VERDADE DE DEUS (CAP 1.10)


 É SEMPRE DIFICIL PROFETIZAR COISAS MÁS, POIS
    MUITAS VEZES RECEAMOS A REAÇÃO DO POVO.
      JEREMIAS CUMPRIU SUA TAREFA DE FORMA
     CORAJOSA, MAS MUITAS VEZES EXCLAMOU O
    DESGOSTO DA REJEIÇÃO E DO SOFRIMENTO DE
   TRAZER UMA MENSAGEM QUE GERAVA ODIO NOS
               OUVINTES (CAP 15.10)
SUA MENSAGEM NUNCA FOI POPULAR. DIVERSAS VEZES
 FOI PERSEGUIDO, APANHOU, FOI PRESO E HUMILHADO.


   CONFORME DEUS LHE DAVA MENSAGENS SEU
 COMPANHEIRO E ESCRIBA BARUQUE AS REGISTRAVA,
 MAS O LIVRO DE JEREMIAS NÃO ESTÁ ORGANIZADO
 CRONOLOGICAMENTE, POR ISSO É DIFICIL DIVIDI-LO
                   EM PARTES.


  ALÉM DE PROFETIZAR, JEREMIAS EXECUTOU ATOS
 PROFETICOS PARA LIBERAR AÇÕES DE DEUS NA TERRA,
                      COMO:
      CINTO APODRECIDO (SOBERBA – CAP 13)
  JUGO NO PESCOÇO (JUGO DE BABILONIA – CAP 27)
   BOTIJA QUEBRADA (JUIZO S/ O POVO – CAP 19)
               O que são Atos Proféticos?
                  (ex. Ap Leo – dolar EUA)
Definimos Ato Profético como uma ação executada por um
      profeta ou enviado de Deus, investido com a devida
     autoridade, em um local, tempo e modo especificados
       pelo Espírito Santo, com o fim de trazer à terra a
  liberação do Seu poder sobre determinada circunstância
   em que o próprio Deus já tenha revelado Sua perfeita e
    soberana vontade. Só tem efeito se for uma ordem de
                              Deus.
Satanás também usa atos simbólicos para liberar poder das
   trevas sobre a terra (feitiçaria, magia negra, agouros).
    O homem possui a autoridade para isso (Gn 1.28), e é
    agente de liberação de poder tanto de Deus, como do
                           diabo.
 CRISTO É APRESENTADO EM JEREMIAS COMO:


       • FONTE DE AGUAS VIVAS – 2.13
         • O GRANDE MEDICO – 8.22
        • O BOM PASTOR – 23.4 E 31.10
       • O RENOVO DE JUSTIÇA – 23.5
        • O REI, FILHO DE DAVI – 30.9
           • O REDENTOR – 50.34
• SENHOR, JUSTIÇA NOSSA (JEOVÁ TSIDEKNU) –
                     23.6
 ANTES DA QUEDA DE JERUSALEM (CAPS 2 A 39)


 AS PROFECIAS DE JEREMIAS ANTES DA QUEDA DE
 JERUSALEM, FORAM FEITAS NA SEGUINTE ORDEM:


       NO REINADO DE JOSIAS – CAPS 2-12
NO REINADO DE JEOAQUIM – CAPS 13 A 20; 25.1-27.11
    NO REINADO DE ZEDEQUIAS – CAPS 21 A 24;
                  27.12 A 39.18


         HOUVE PERIODOS DE SILENCIO
             ENTRE SUAS PROFECIAS
           NO REINADO DE JOSIAS


 CAPS 2 A 6 : FALAM DO PECADO DE JUDÁ E DEUS
    CHAMA O POVO AO ARREPENDIMENTO. HÁ
 JULGAMENTOS PREDITOS PARA O CASO DO POVO
          NÃO OUVIR ESSA CHAMADA AO
                 ARREPENDIMENTO.


CAPS 7 A 9: MAIS UMA VEZ HÁ PREVISOES DE JUÍZO
  SOBRE O POVO DE CORAÇÃO DURO, NESTES CAPS
          VEMOS A TRISTEZA DO PROFETA.


 CAPS 10 A 12: A IDOLATRIA E A DESOBEDIENCIA
   PERSISTEM. MOSTRAM A DECEPÇÃO DE DEUS.
JEREMIAS MUDOU-SE DE ANANOTE PARA JERUSALEM,
  POIS FOI FORÇADO A DEIXAR SUA CIDADE NATAL,
     JÁ QUE OS CIDADAOS DE ANANOTE HAVIAM
        CONSPIRADO PARA MATA-LO (11.18-23)


ESTE FOI UM DURO GOLPE PARA ELE, SABER QUE SEUS
         VIZINHOS, E ATÉ MESMO PARENTES,
        QUERIAM ACABAR COM SUA VIDA.
 MAS DEUS LHE DISSE QUE ESTE ERA SÓ O COMEÇO
 DAS LUTAS, E UMA PREPARAÇÃO PARA LUTAS AINDA
                MAIORES (12.5-6)


   OS MAIORES INIMIGOS DE JEREMIAS ERAM
 JUSTAMENTE SACERDOTES E PROFETAS (26.7-8), OU
  SEJA, A MAIOR OPOSIÇÃO À PALAVRA PROFETICA
     NÃO VINHA DO POVO, MAS DOS LIDERES
                  RELIGIOSOS.
COM A MORTE DO BOM REI JOSIAS, JUDÁ ENTROU
    NUM DECLINIO DO QUAL NUNCA MAIS SE
                 RECOBROU.


 O REI JOSIAS FOI SUCEDIDO POR SEU IRMAO –
   JEOACAZ – QUE SÓ REINOU POR 3 MESES. ELE
  MORREU E JEOAQUIM FOI NOMEADO COMO REI
PELO FARAÓ NECO (EGITO), QUE CONTROLAVA JUDÁ.


         NO REINADO DE JEOAQUIM


NESTE PERIODO JEREMIAS PREDISSE O JUÍZO DAS
              NAÇÕES E DE JUDÁ.
       REPROVOU OS FALSOS PROFETAS.
     PREDISSE O CATIVEIRO BABILONICO.
JEOAQUIM FOI UM PESSIMO REI. ERA ORGULHOSO,
       EGOISTA, COBIÇOSO E VINGATIVO.


  SOBRECARREGAVA O POVO COM IMPOSTOS, PARA
 SATISFAZER AS EXIGENCIAS DO FARAÓ NECO, E ERA
   INFDIFERENTE AO SOFRIMENTO DO POVO (2 RS
                     23.35)


REINOU 11 ANOS E DEPOIS DE SUA MORTE SEU FILHO
     JOAQUIM DE 18 ANOS ASSUMIU O TRONO,
      POR APENAS 3 MESES E 10 DIAS, POIS
 NABUCODONOSOR CERCOU JERUSALEM, E DEPOIS DE
   UM CERCO DE 3 MESES, A CIDADE FOI TOMADA.
APÓS A TOMADA DA CIDADE, COMEÇOU A DEPORTAÇÃO
         DOS NOBRES E PRINCIPES DO POVO.
ENTRE OS CATIVOS ESTAVAM O PROPRIO JOAQUIM E
                   SUA MAE.


SÓ FOI DEIXADA A PARTE POBRE DO POVO (2 RS 24.14).


 NESTA OCASIAO JEREMIAS PREDISSE O TEMPO DE
70 ANOS DE CATIVEIRO PELA PRIMEIRA VEZ (25.1-14)


JEREMIAS NÃO HESITOU EM DENUNCIAR ATÉ MESMO
  O REI. ELE REPREENDEU JEOAQUIM E AVISOU QUE
     ELE MORRERIA SEM SER PRANTEADO E SERIA
   ENTERRADO COMO UM JUMENTO (22.13-21), POIS
       NUNCA DERA OUVIDOS A VOZ DE DEUS.
 O 4º ANO DO REINADO DE JEOAQUIM FOI QUANDO
    JEREMIAS COMEÇOU A REGISTRAR POR ESCRITO
         SUAS PROFECIAS NUM ROLO (36.1-2)


BARUQUE, SEU AMIGO INTIMO, FOI O ESCRIBA QUE
      REGISTROU AS PALAVRAS DO PROFETA.


EM SEGUIDA ELE FOI ENCARCERADO NUM CALABOUÇO,
  PARA QUE NÃO MOLESTASSE MAIS OS DIRIGENTES
  COM A PALAVRA DO SENHOR. MESMO ASSIM, LÁ DO
    CARCERE ELE DITAVA AS PALAVRAS A BARUQUE
                     (36.4-6)


ELE ORDENOU QUE BARUQUE LEVASSE O ROLO ATÉ A
   CASA DO SENHOR (TEMPLO), E LESSE DIANTE DO
         POVO, JÁ QUE ELE ESTAVA PRESO.
A COMISSAO REAL DE INVESTIGAÇÕES MANDOU BUSCAR
      BARUQUE E ORDENOU QUE ELE LESSE O ROLO
               NOVAMENTE (36.14-15)

DECIDIRAM QUE O REI DEVERIA CONHECER O CONTEÚDO
     DO ROLO. CONHECENDO BEM O CARATER DO REI,
     ACONSELHARAM QUE BARUQUE E JEREMIAS SE
                ESCONDESSEM (36.19)

O ROLO FOI LEVADO E LIDO A JEOAQUIM. ELE NÃO PODE
  SUPORTAR A PALAVRA DE DEUS. FICOU IRADO, CORTOU
                O ROLO E O QUEIMOU.

O PROPRIO ATO DO REI ERA UMA FIGURA DA REAÇÃO DO
   POVO JUDEU, QUE OUVIU E REJEITOU A PALAVRA DE
                   DEUS (36.20-26)
 ELE ORDENOU NOVAMENTE A PRISAO DE JEREMIAS E
 TAMBEM DE BARUQUE, MAS DEUS OS ESCONDEU (36.26)
DEUS ENTAO ORDENOU QUE JEREMIAS TOMASSE OUTRO
  ROLO, E ESCREVESSE NOVAMENTE TODAS AS PALAVRAS
          QUE ESTAVAM NO ORIGINAL (36.27-32)

 JEREMIAS FICOU NA PORTA DO TEMPLO FALANDO AOS
   FALSOS ADORADORES OUSADAMENTE DO JUÍZO DE
                      DEUS.

   ELE ANUNCIAVA O JUÍZO, MAS SEMPRE DANDO A
     ESPERANÇA DE LIVRAMENTO, CASO O POVO SE
       ARREPENDESSE E SE VOLTASSE PARA DEUS.

 A BATALHA DE JEREMIAS ERA DE CUNHO MORAL, POR
  ISSO ERA TAO DIFICIL DE SUSTENTA-LA; O POVO ERA
   CONFRONTADO POR ELE, MAS AO MESMO TEMPO ERA
   ENGANADO PELOS FALSOS PROFETAS QUE DIZIAM O
   QUE ELES QUERIAM OUVIR: “NADA VAI ACONTECER,
  POIS NÓS SOMOS O POVO DE DEUS – É TEMPO DE PAZ”
  APÓS A QUEDA DE JERUSALÉM (CAPS 40 A 52)

NO 4º ANO DE JEOAQUIM NABUCODONOSOR INVADIU
   JUDÁ E COMEÇOU A DEPORTAR A NOBREZA PARA A
                   BABILONIA.

  NABUCODONOSOR DEU O TRONO A ZEDEQUIAS,
 IRMAO DE JOAQUIM. COMPARANDO A NOBREZA QUE
  FOI LEVADA AOS POBRES QUE FICARAM, JEREMIAS
        FALA DOS 2 CESTOS DE FIGO (CAP 24)

  OS QUE TINHAM SIDO LEVADOS ERAM OS FIGOS
   BONS, OS RUINS E IMPRESTAVEIS ERAM OS QUE
   TINHAM FICADO EM JUDÁ. DANIEL, HANANIAS,
     MISAEL E AZARIAS FORAM LEVADOS NESSA
                    OCASIAO.
ZEDEQUIAS ATÉ ESTAVA DISPOSTO A OUVIR JEREMIAS,
    POREM TINHA PERSONALIDADE FRACA, E TEMIA O
   POVO POR ISSO NÃO SE POSICIONOU CONFORME AS
              ORIENTAÇÕES DO PROFETA.

JEREMIAS SEMPRE DIZIA PARA ACEITAR O JUÍZO E SE
 SUBMETER A NABUCODONOSOR, POIS ESTE CATIVEIRO
 TINHA DATA PARA ACABAR E DEPOIS DEUS JULGARIA A
                   BABILONIA.

 OS PROFETAS FICAVAM FURIOSOS, POIS JEREMIAS
 FALAVA EM 70 ANOS DE CATIVEIRO, ENQUANTO ELES
 DIZIAM QUE LOGO ESTARIAM DE VOLTA A JUDÁ. (29.1-
                       14)

   À MEDIDA QUE O CERCO APERTVA, MAIOR ERA A
     HOSTILIDADE DO POVO PARA COM JEREMIAS.
   LANÇARAM-NO NUMA CISTERNA LAMACENTA PARA
                MORRER DE FOME.
  MAS DEUS LEVANTOU UM HOMEM (EBEDE-MELEQUE
    “SERVO DO REI”) PARA LIVRA-LO. ELE CONSEGUIU
  PERMISSAO DO REI E TIROU JEREMIAS DA CISTERNA.
                       (38.6-13)


LOGO QUE JEREMIAS FOI LIBERTADO ZEDEQUIAS VEIO
 LHE PEDIR UMA PALAVRA DA PARTE DE DEUS; JEREMIAS
   INSISTIU PARA QUE ZEDEQUIAS SE SUBMETESSE A
  NABUCODONOSOR, MAS COM MEDO DO POVO ELE NÃO
 OBEDECEU, E SE REBELOU CONTRA O REI DA BABILONIA
                      (28.14-18)


FINALMENTE, APÓS 1 ANO E MEIO DE CERCO, JERUSALEM
  FOI TOTALMENTE TOMADA. OS FILHOS DE ZEDEQUIAS
    MORRERAM NA SUA PRESENÇA, ELE TEVE OS SEUS
  OLHOS FURADOS E FOI LEVADO ACORRENTADO PARA O
                 CATIVEIRO (39.1-7)
 O REI NABUCODONOSOR RECONHECEU A AUTORIDADE
   ESPIRITUAL DE JEREMIAS, E ALÉM DE LHE POUPAR A
    VIDA, OFERECEU-LHE UMA POSIÇÃO DE HONRA NA
 BABILONIA (39.11-12), MAS ELE PREFERIU FICAR COM OS
    POBRES QUE HAVIAM SOBRADO NA TERRA (40.1-16)


LOGO APÓS O FIM DOS 70 ANOS, O REINO BABILONICO
     FOI TOMADO PELOS PERSAS, E SEU PODERIO
     DESTITUIDO, COMO JEREMIAS HAVIA DITO.


AS RECOMPENSAS DO MINISTERIO DE JEREMIAS FORAM
 DESASTRES, FRACASSOS E HOSTILIDADE. PREGOU PARA
    OUVIDOS SURDOS E COLHEU SOMENTE ODIO, EM
 RETRIBUIÇÃO AO AMOR QUE SENTIA PELO POVO E PELA
       PATRIA. DESPREZADO PELOS HOMENS, MAS
     REGISTRADO POR DEUS COMO UM DOS MAIORES
                     PROFETAS.
  LIVROS DE LAMENTAÇÕES DE
          JEREMIAS

  AUTOR: JEREMIAS (Yirməyāhū – Jeová é sublime)

 NOME HEBRAICO: EKAH (Ai! Ou Como?!) ou QINOT
                (Lamentações)

              DATA: aprox. 587. a.C.

ÉPOCA: DURANTE E APÓS A INVASAO DE JUDÁ PELA
                  BABILONIA


    APRESENTA JESUS COMO O JUSTO JUIZ
 Jeremias escreveu uma série de cinco lamentações a fim de
  expressar sua intensa tristeza e dor emocional por causa da
         trágica destruição da cidade de Jerusalém.


 Esses poemas se tornam especialmente penetrantes quando
  contratam as antigas bênçãos e forças de Judá com o caos e
     o sofrimento que seus pecados haviam levado sobre si.
O povo escolhido e protegido tinha perdido tudo e estava numa
                   situação de desesperança.
Tudo que tinha significado para esse povo havia sido destruído.


  Jeremias é mandado novamente como profeta para falar a
         respeito das circunstâncias do povo de Deus.
  Ele ajudou o povo a entender suas aflições e também deu
                       conforto para ele.
 Ele também os ajudou a pensar a respeito da mão de Deus
       sobre eles em forma de castigo e ajudou para se
     submetessem penitentemente ao julgamento que eles
      mereceram até que isso tivesse passado (3.28-33)


Somente após uma completa humilhação é que o povo estaria
      em condições de pensar sobre uma restauração.


As lamentações caracterizam seis temas principais, todos
        relacionados com o conceito de sofrimento:


• O sofrimento deles era o resultado dos seus pecados. Esse
   forte tema é visto em cada capítulo ( como em 1.5; 2.14;
                      3.42; 4.13; 5.16).
    • O sofrimento deles poderia conduzi-los a Deus.

• O profeta está constantemente consciente de Deus, dos
 seus propósitos e do relacionamento de Deus com seu povo.
 Aqui não há indicação de que o sofrimento seja resultado de
 um total abandono de Deus ou de uma erradicação dos seus
                  princípios da mente deles.

• Sofrimento, lágrimas e oração devem andar juntos. Eles
foram encorajados a abrir seu coração a Deus, chorar diante
 dele e contar a ela todos dos detalhes de sua dor, mágoa e
   frustração. Cada capítulo, exceto o 4, termina com uma
                           oração.

 • A oração deve ser sempre feita buscando algum fio de
 esperança. A oração nunca deve ser derrotada pela aflição.
• Após detalhadas descrições de sofrimento e aflição, nos
   primeiros dois capítulos e meio, uma nova compreensão
 parece surgir em 3.21-24. Aqui, fala acerca da esperança e,
  também, da misericórdia, compaixão e fidelidade de Deus.


Isso era uma prova de que uma manifestação da disciplina de
      Deus não significava que o seu amor havia cessado.
   Quando a disciplina tivesse atingido seu propósito, as
            circunstâncias mudariam (3.31,32).


• A responsabilidade deles era de submeter pacientemente
   aos seus sofrimentos (COLHER O FRUTO DO PECADO).
  As sua aflições tinham de ser aceitas com paciência, com a
  consciência de que isto iria terminar quando a vontade de
             Deus tivesse sido cumprida (3.26-32).
                Esboço de Lamentações

I. O primeiro poema:

• a miséria, o pecado e a oração de Jerusalém (1.1-22)

• A derrota, humilhação, sofrimento e pecado de
  Jerusalém (1.1-11)

• Falando ao mundo descuidado sobre seu castigo (1.12-
  19)

• Uma oração por ajuda em grande aflição (1.20-22)
II. O segundo poema:

•   a destruição mandada por Deus e a reação do profeta
    (2.1-22)
•   Como o próprio Deus destruiu Israel (2.1-10)
•   O sofrimento do profeta, desesperança e exortação à
    oração (2.11-19)
•   A oração angustiada de Judá (2.20-22)

III. O terceiro poema:

•   a severidade e misericórdia de Deus; a submissão e a oração
    do povo (3.1-66)
•   A severidade do castigo conduz a pensamentos de
    misericórdia (3.1-24)

•   Submissão e humildade trazem misericórdia (3.35-39)
•   O arrependimento deles chega tarde demais (3.40-47)
•   O profeta e o povo confiam em Deus pra sua defesa no fim
    (3.48-66)
IV. O quarto poema:
•   Devastação, o resultado da desobediência (4.1-22)
•   A devastação do povo e de seus líderes (4.1-11)

•   A desobediência e seus resultados (4.12-20)
•   Edom será castigado e Israel será ajudado (4.21.22)


V. O quinto poema:
•   uma oração registrando o sofrimento e apelos finais de
    Jerusalém (5.1-22)
•   Uma lembrança de seu estado lamentável (5.1-10)
•   Ninguém está isento do sofrimento (5.11-14)
•   Todo o orgulho e a alegria se foram (5.15-18)
•   O apelo final desesperado (5.19-22)
OS LIVROS DA AUTORIA DE JEREMIAS SÃO UM
   RELATO PURO, E A PROVA FACTUAL DE QUE:


 TG 2.13 “a misericórdia triunfa sobre o juízo.“


APÓS CENTENAS DE ANOS DE MISERICORDIA E
  AVISOS PROFETICOS CHAMANDO O POVO AO
ARREPENDIMENTO, FINALMENTE VEIO O JUÍZO;


   E MESMO APÓS O JUÍZO, HAVENDO O
ARREPENDIMENTO, DEUS TRAZ UMA PALAVRA DE
ESPERANÇA, LIBERTAÇÃO E RESTAURAÇÃO A SEU
                  POVO.

								
To top