SETEMBRO

Document Sample
SETEMBRO Powered By Docstoc
					               FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE OLINDA - FUNESO
                UNIÃO DE ESCOLAS SUPERIORES DA FUNESO – UNESF
     CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE - CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM


                       PLANO DE ENSINO


DISCIPLINA: ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA E PACIENTES GRAVES
PROFESSOR: FERNANDO RAMOS GONÇALVES
SEMESTRE: 2010.2
CARGA HORÁRIA TOTAL: 90HS
CARGA HORÁRIA PARCIAL TEÓRICA:      30HS Nº DE CRÉDITOS:02
CARGA HORÁRIA PARCIAL PRÁTICA:      90HS Nº DE CRÉDITOS:02
PERÍODO DE APLICAÇÃO TEÓRICO: 03 DE AGOSTO A 21 DE SETEMBRO
PERÍODO DE APLICAÇÃO PRÁTICO: SETEMBRO A DEZEMBRO


HORÁRIO         SEG     TER        QUA        QUI       SEX       SAB
07:10 -08:00
08:00 – 08:50
08:50 – 09:40
09:40 – 10:40
10:40- 11:30
11:30 – 12:20



HORÁRIO         SEG     TER        QUA        QUI       SEX        SAB
13:10 -14:00             X
14:00 – 14:50            X
14:50 – 15:40            X
15:50 -16:30             X
16:30 – 17:20            X
17:20 - 18:10




                                                                         1
   1. EMENTA:

       Necessidades do Indivíduo no seu contexto sociocultural aplicando a
Metodologia de Assistência de Enfermagem, frente a situações de emergências,
traumas e assistência em Unidade de Terapia Intensiva, nos níveis de promoção,
prevenção e recuperação da saúde.



   2. OBJETIVO GERAL:

       Prestar assistência de enfermagem ao paciente em situações de Urgência,
   Emergência e Terapia Intensiva com graus crescentes de complexidades, de
   forma sistematizada, no atendimento de suas necessidades pautadas nos
   princípios éticos e humanísticos, considerando o ser humano e suas relações no
   contexto social, político, econômico e cultural em que está inserido

   3. OBJETIVO ESPECÍFICO:

      Capacitar o Aluno aos princípios da assistência de Enfermagem nas Unidades
       de Emergência e Terapia Intensiva;


      Caracterizar a inserção das Unidades de Urgência Emergência e Terapia
       Intensiva no contexto de assistência à saúde;


      Avaliar as necessidades de cuidados de enfermagem nos pacientes em
       situações de Urgência/Emergência e aplicação de protocolos assistenciais;




      Participar da assistência de enfermagem ao doente na UTI;


      Compreender e discutir o papel do enfermeiro nas Urgências/Emergências e
       UTI;


      Contribuir para a reflexão dos dilemas éticos que surgem no trabalho do
       enfermeiro nas unidades de Urgência/Emergência e UTI;




                                                                                   2
4. COMPETÊNCIA PROPOSTA PARA A DICIPLINA:


     Conhecer os agravos à saúde que ameaçam a vida, caracterizando uma situação
      de urgência e emergência.
     Identificar os sinais e sintomas de agravos à saúde e riscos de vida nas situações
      de urgência e emergência e estabelecer prioridades de atendimento.
     Caracterizar os cuidados e procedimentos de enfermagem utilizados nos
      Atendimentos de urgência e emergência.
     Avaliar o nível de consciência da vítima em situação de emergência.
     Conhecer os medicamentos mais comuns utilizados em emergência.
     Interpretar normas técnicas sobre o funcionamento e a utilização de
      equipamentos e materiais específicos.
     Conhecer a organização, a estrutura e o funcionamento de um Serviço de
      Emergência.
     Conhecer as características de um cliente/paciente em estado grave de saúde.
     Identificar sinais e sintomas que indiquem agravamento no quadro clínico do
      paciente.
     Saber identificar uma Parada Cárdio-respiratória e o protocolo proposto para seu
      tratamento
     Conhecer os princípios da bioética, no cuidado intensivo e na unidade de
      Emergência.
     Interpretar as normas e rotinas de trabalho das unidades, assim como as de
      funcionamento e utilização dos equipamentos e materiais específicos.
     Correlacionar os princípios de Enfermagem que devem ser aplicados para
      prevenir agravos, complicações e seqüelas no atendimento ao cliente/paciente
      grave.
     Conhecer a organização, estrutura e funcionamento de Unidades de Terapia
      Intensiva.




                                                                                      3
5. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:



5.1 Assistência    de    Enfermagem     aos   pacientes   em    condições   de
   urgência/emergência


   5.1.1 Assistência Pré-hospitalar e Hospitalar ao Politraumatizado;
   5.1.2 Trauma crânio-encefálico;
   5.1.3 Trauma Cervical e raquimedular;
   5.1.4 Trauma torácico, abdominal e extremidades;
   5.1.5 Queimaduras;
   5.1.6 Acidentes Ofídicos e Intoxicação exógena.




5.2 Assistência de Enfermagem aos Pacientes graves.


   5.2.1 Conceitos Introdutórios à Unidade de Terapia Intensiva;
   5.2.2 O processo de Enfermagem aplicado ao sistema cardiovascular:
a) Eletrofisiologia cardíaca;
b) Eletrocardiografia;
c) Arritmias Cardíacas
d) Síndromes coronarianas agudas.


   5.2.3 Manobras avançadas de reanimação cárdio-pulmonar-cerebral;
   5.2.4 Processo de Enfermagem aplicado ao sistema respiratório:
a) Assistência Ventilatória Mecânica;
b) Síndrome da Angústia Respiratória Aguda – SARA;
c) Equilíbrio Ácido Básico
d) SEPSIS




                                                                             4
6. METODOLOGIA DE TRABALHO:

   Aulas Expositivas, Seminários, Estudo de Casos.


7. RECURSOS DIDÁTICOS:
 Data-Show, Sala de Técnicas, TV e DVD


8. INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO
 Prova Teórica, Seminário, estudo de caso.


9. REFERÊNCIAS BÁSICAS:


       1. BRUNNER, Lílian Sholtis, SUDDARTH, Doris Smith. Tratado de
          enfermagem médico-cirúrgica. 9.ed. Rio de Janeiro: Guanabara
          Koogan, 2002

       2. ERAZO, Guillermo ª Cuella; PIRES, Marco Túlio Baccarini. Urgência
          em Pronto socorro. 6.ed. Rio de janeiro: Medsi,2002

       3. SOUZA, Névea Cristina Moreira. Urgência e emergência para
          enfermagem. Rio de Janeiro: Látria,2002

       4. Comitên do PHTLS da National Association of emergency Medical
          Technicians ( NAEMT) em colaboração com o colégio americano de
          cirurgiões. PHTLS. Prehospital Trauam Life Support. 5ed.
          Americana. Rio de Janeiros:elsevier,2004.

       5. BARRETO, Sérgio Saldanha Menna; VIEIRA, Silvia Regina Vieira;
          PINHEIRO, Cleovaldo Tadeu dos Santos. Rotinas em terapia
          intensiva. 3.ed reimp. Porto Alegre, Rs: ArtMed Editora, 2001. 694p.

       6. MACHADO, Edjane Guerra de Azevedo. Enfermagem em unidade de
          terapia intensiva. Goiânia, GO: AB, 2004. 168p
       7.
          KNOBEL, E. Terapia intensiva: enfermagem. São Paulo, Atheneu,
          2006.

       8. HUDAK, C.M.; GALLO, B.M. Cuidados intensivos de enfermagem: uma
          abordagem holística. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997




                                                                            5
    10. REFERÊNCIAS COMPLEMENTARES:

            9. BRITO, Carlos Alexandre Antunes de; BACELAR, Técio Souto.
               Condutas em emergências médicas. Rio de Janeiro, MEDsi,2003.

            10. ORLANDO, José Maria da Costa. UTI: muito além da técnica... a
                humanização e a arte do intensivismo. São PAulo: Atheneu, 2002.
                585p.


    11. Calendário de provas:

I EXERCÍCIO: 24/08/2010 Avaliação de Aprendizagem

II EXERCÍCIO: 14/09/2010 Avaliação de Aprendizagem

II CHAMADA:      16/09/2010 Avaliação 50% dissertativa e 50% objetiva = 10 pontos

PROVA FINAL: 21/09/2010 Avaliação 50% dissertativa e 50% objetiva = 10 pontos



                                            DISCIPLINA
  DATA              AULA                           CONTEÚDO PROGRAMADO
                                                                                              APLICADO
     I     -Aula Expositiva;        -Assistência. Pré-Hospitalar e Hospitalar Ao
03/08/2010 -Aula Discursiva         Politraumatizado
                                    -Trauma Crânio-Encefálico;
                                    -Trauma Cervical e Medular
     II        -Aula Expositiva;    -Conceitos Introdutórios A UTI;
10/08/2010      -Aula Discursiva    -Eletrofisiologia, Eletrocardiografia e
    III        -Aula Expositiva;    - Arritmias Cardíacas
17/08/2010      -Aula Discursiva    -Trauma Torácico, Abdominal e de Extremidades.
    IV         -Avaliação Teórica   1-Avaliação Teórica
24/08/2010     -Aula Expositiva;    - Manobras Avançadas de Reanimação Cárdio -
                -Aula Discursiva
                                    Pulmonar-Cerebral.
                                    - Intoxicação Exógena;
    V      -Aula Expositiva;        -Assistência Ventilatória Mecânica;
28/08/2010 -Aula Discursiva         -Equilíbrio Ácido-Básico
    VI        Seminário             Seminários:       QUEIMADURAS;          SARA;
14/09/2010                          SEPSIS; Acidente com Animais Peçonhentos
16/09/2010                                           2ª CHAMADA
21/09/2010                                           PROVA FINAL
A avaliação de 2ª chamada - Será todo conteúdo da disciplina.
Avaliação Final - Só poderá se submeter a avaliação final o aluno que obtiver somatório de notas (1ª e 2ª
EXERCÍCIO) igual ou superior a OITO, participado de pelo menos, 75% da carga horária da disciplina.
ALERTA – Alunos com falta em número superior ao percentual mencionado serão considerados
REPROVADOS POR FALTA, INDEPENDENTEDOS RESULTADOS OBTIDOS NAS AVALIAÇÕES.
Freqüência Mínima 75% da Carga horária, nesta disciplina 30 horas teóricas, freqüência mínima, 23
horas, ou seja, 5 aulas. Desta forma, Cuidado, POIS 2 FALTAS REPRESENTAM REPROVAÇÃO!
                                                                                          Bom Estudo!!!!!




                                                                                                       6

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:8
posted:12/6/2011
language:
pages:6