DICAS / PASSOS

Document Sample
DICAS / PASSOS Powered By Docstoc
					MANUAL DE OPERAÇÃO DO SISTEMA PASTORAL
Instalação do Sistema .......................................................              05
Atualizando o Sistema ......................................................               05
Atualização do Sistema pelo próprio Sistema Pastoral.....                                  06
Gerais ...............................................................................     06
Documentação - Ajuda, login-f4 ........................................                    07
Pesquisar,Dicas s/Relatorios ...........................................                   07
Fixar ..................................................................................   07
Layout Etiquetas - Envelopes ...........................................                   08
Como criar uma etiqueta ou um envelope personalizado .                                     10
Arquivos que devem ser solicitados p/ Matriz se necessário                                 11
Layout das Lembranças.....................................................                 12
Personalização da impressão das Lembranças ................                                12
Cópia de segurança do Banco de Dados(Backup)............                                   13
Editor de Textos.................................................................          13
Visualizar as últimas alterações do Sistema .....................                          14
MÓDULO ADMINISTRADOR                                                                       15
Cadastro de Usuários (SENHAS)......................................                        15
Utilitários ...........................................................................    15
Exportações da Mitra para as Paróquias...........................                          15
Importações da Mitra para as Paróquias...........................                          16
Contatos da agenda – Agenda telefônica ..........................                          16
MÓDULO PASTORAL .....................................................                      17
Cadastros ..........................................................................       17
Missas – Encomendas, Agendas ......................................                        17
Comunidades ....................................................................           17
Movimentos e Cursos ........................................................               18
Setores ..............................................................................     18
Ministros ............................................................................     18
Retiros ...............................................................................    19
Recibos .............................................................................      20
Agenda da Paróquia .........................................................               20
Agenda de Atividades Anuais da Paróquia(comunidade)..                                      21
DÍZIMOS / CENTÉSIMOS / QUARTAL ............................                                22
Movimentação dos Dizimistas ..........................................                     22
Lançamentos de Dízimos (envelopes)...............................                          23
Emissão de etiqueta\envelope com código de barras ......                                   23
Tabela de Classes ..............................................................           24
Recibo de Dízimo ................................................................          25
Carnê e Tíquete de Dízimo .................................................                25
Relatórios referente ao dízimo ............................................                25
Arrecadação de Dízimo......................................................                25
Ficha de Dizimistas ...........................................................               25
Relatórios do Módulo Pastoral ...........................................                     25
Utilitários .............................................................................     27
MÓDULO SACRAMENTOS ...............................................                            28
Batismos e Batistério ...........................................................             28
1ª Eucaristia .........................................................................       29
Crisma ..................................................................................     29
Matrimônio ............................................................................       29
Digitação de Matrimônios já realizados.................................                       30
Exportações e Importações ..................................................                  31
Utilitários ...............................................................................   31
MÓDULO CEMITÉRIO .........................................................                    32
Cobrança de Cemitério..........................................................               32
Relatórios e Documentos ......................................................                33
MÓDULO FINANCEIRO .......................................................                     34
Cadastros .............................................................................       34
Contas a Receber ................................................................             34
Contas a Pagar .....................................................................          35
Fluxo de Caixa .....................................................................          35
Campanhas ..........................................................................          35
Captação ..............................................................................       36
Relatórios .............................................................................      36
MÓDULO CONTÁBIL ..........................................................                    37
Parâmetros ...........................................................................        37
Cadastro das contas Bancárias ...........................................                     37
Cadastro de Centro de Custos(Comunidades) ....................                                38
Históricos .............................................................................      38
Plano de Contas ...................................................................           39
Plano da Folha de Contribuições..........................................                     39
Plano Prestação de Contas para comunidade da Paróquia .                                       40
Implantação dos Saldos .......................................................                40
Três Maneiras de Implantação de Saldos.............................                           40
Passo 1 Atualização dos cadastros das paróquias...............                                41
Passo 2 – Saldo dos Caixas p/C.Custos e Ctas Bancárias,.                                      41
Passo 3 – Saldos dos Centros de Custos .............................                          42
CAIXA ...................................................................................     43
Operações Disponíveis do Programa na Movimentação ......                                      43
Passo 4 – Registrando Movimentação do Caixa...................                                44
Digitando receitas Pelo Caixa Passo 4 item (a)....................                            44
Digitando despesas Pelo Caixa Passo 4 item (b).................                               44
Digitando depósitos conta pelo Caixa Passo 4 item (c)........                                 45
Exemplo como fica no banco os depósitos feitos por Caixa ..                                   45
Como Sacar dinheiro do Banco pelo Caixa Passo 4 item (d)                                      46
Composição do Saldo do Caixa ............................................                     46
Relatórios do Caixa ............................................................... 47
BANCOS ................................................................................ 47
Passo 5 – Movimentação das Contas Bancárias.................. 47
Digitando um pagamento em Cheque Passo 5 item (a)......... 48
Digitando um débito em conta Passo 5 item (b).................... 48
Digitando Rendimento de Aplic./Poupança Passo 5 item (c). 49
Digitando Transferência de Banco paro o Caixa Passo 5 (d). 49
Digitando Transferência da Conta corrente para conta de
Poupança – Passo 5 item (e) Transf. Para poupança .......... 50
Emissão de Cheque .............................................................. 40
Relatórios –Extratos das contas bancárias ........................... 51
Cópia de Cheques ................................................................. 51
Posição de saldos dos bancos .............................................. 51
Contabilidade - Movimento Contábil ...................................... 51
Movimento Contábil ............................................................... 52
Pesquisa entre filiais .............................................................. 53
Fechamento de Movimentação (segurança).......................... 53
Anuais – rotinas de fechamento do período .......................... 53
Encerramento do Balanço ..................................................... 53
Reversão do Encerramento .................................................. 54
Virada Anual .......................................................................... 54
Saldos Contábeis (Consultas)................................................ 55
Atualização de Saldos ........................................................... 55
Recomendações (diversas) ................................................                    56
Gerando Lançamentos e Exportando para a Matriz ................ 56
Recibos .................................................................................. 57
Utilitários ................................................................................ 57
Folha de Contribuição ........................................................... 58
Relação da movimentação da folha de contribuição ............. 59
Relação do saldo do caixa por centro de custos ................... 59
Orçamento ............................................................................. 59
Movimentação Orçamentária ................................................. 60
Relatórios da contabilidade .................................................... 60
MÓDULO PATRIMÔNIO ...................................................... 63
Cadastros .............................................................................. 63
Cadastro de Bens ................................................................. 63
Dicas para um bom levantamento dos bens ......................... 65
Exemplos do cadastramento correto .................................... 65
Movimentação ...................................................................... 66
Período da movimentação .................................................... 66
Relatórios do sistema ........................................................... 66
Utilitários ............................................................................... 67
Integração contábil................................................................ 67
MÓDULO ATIVIDADES......................................................... 68
Cadastro de Atividades.........................................................            68
Cadastro de Contas das Atividades .....................................                    69
Cadastro de Gratuidades .....................................................              69
Digitação da Movimentação ..................................................               69
Relatório das Atividades por filial e Consolidado ..................                       70
Relatório de gratuidades por período ...................................                   70
MÓDULO SECRETARIA ......................................................                   71
Cadastro de materiais ...........................................................          71
Movimentação de entradas ...................................................               71
Movimentação de saídas ......................................................              71
Impressão de recibos de vendas ..........................................                  72
Relação da movimentação ....................................................               72
Posição cadastral de materiais .............................................               72
Documentos ..........................................................................      72
Ficha do assistido ..................................................................      72
Livro tombo ............................................................................   73
Laudêmio ...............................................................................   73
Cadastro de Imóveis do Foro ................................................               73
Cadastro de contratos de enfiteuse ......................................                  73
Cobrança do foro ..................................................................        73
Recibo e relatórios ................................................................       74
MÓDULO PASTORAL WEB .................................................                      75

Você pode encontrar este e outros manuais, em versão para impressão, no
endereço www.maistre.com.br/manuais/tutoriais.aspx
          As informações contidas neste documento estão sujeitas a
alterações sem aviso prévio. Empresas, nomes e dados aqui
mencionados são fictícios, salvo indicação em contrário. Nenhuma parte
deste documento pode ser reproduzida ou transmitida de qualquer
forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, para qualquer
propósito, sem permissão expressa, por escrito, da Maistre Informática
Ltda.
          O Sistema Pastoral registrado no INPI sob nº 00057431, é
protegido pelas leis e tratados nacionais e internacionais relativos a
direitos autorais, bem como por leis e tratados sobre propriedade
intelectual.
          INSTALAÇÃO - O sistema é fornecido na sua versão original,
copia objeto para um computador e banco de dados, ACCESS ou SQL
SEVER, para utilizá-lo em rede deverá ser adquirido cópia para as
estações em número de uma para cada estação. Conforme descrito no
termo de garantia. Idioma utilizado: Português (Brasil).
          Configuração mínima para instalação: Processador 500 mhz
ou superior -64 mb de memória RAM (recomendado 128 mb ou mais) -
Mínimo 150 MB de disco rígido - Drive CD ROM - Impressora
compatível com Windows - Monitor de vídeo SVGA - Mouse, Teclado -
Windows 98 ou superior.
          A Contratante poderá: Fazer uma cópia do sistema
exclusivamente para fins de salvaguarda ou arquivo - Instalar o sistema
no seu equipamento ou instalação, conforme contrato com o fornecedor
e manter os originais apenas para fim de arquivo - São vedados o
aluguel ou arrendamento, a reversão da engenharia, descompilação ou
desmontagem do Sistema Pastoral, exceto e somente na medida em
que esta atividade seja expressamente permitida pela legislação
aplicável, caso isso ocorra o licenciado manterá em confidencialidade
todas as informações relativas ao sistema, e será responsabilizado na
hipótese de divulgação de tais informações.GARANTIA - A Maistre
Informática Ltda, garante que o Sistema Pastoral desempenhará suas
funções de acordo e em conformidade com a documentação que o
acompanha, desde que, o contratante mantenha seus equipamentos em
perfeito funcionamento. Se o programa apresentar defeitos de gravação
magnética ou problemas na mídia utilizada, a Maistre Informática Ltda
providenciará a troca sem ônus para a contratante.Em nenhuma
hipótese a contratada será responsável por quaisquer danos, incluindo
interrupção de negócios, perda de dados, lucros cessantes, decorrentes
do uso ou da impossibilidade de usar o “sistema”.
                               5

                      DICAS / PASSOS

Instalação do Sistema
1) Coloque o CD do Sistema Pastoral no Leitor de CD.
2) Vai aparecer na tela “BEM-VINDO AO SISTEMA PASTORAL” e o
botão cancelar, aguarde para continuar.
3) Quando aparecer na tela “BEM-VINDO AO ASSISTENTE DE
INSTALAÇÃO DO SISTEMA PASTORAL”, leia as recomendações e
clique no botão AVANÇAR.
4) Aparecerá o contrato de Licença de Uso do Sistema, leia-o, se de
acordo marque a opção, “Aceito os termos do contrato de licença” e
clique no botão AVANÇAR. Este contrato é o mesmo que acompanha
o CD de instalação e deve ser assinado e uma via devolvida a
contratada.
5) Informações do Usuário - o sistema solicita que se informe, se
todos os usuários do computador poderão ver o Ícone do Sistema
Pastoral ou se só o usuário indicado. Aconselhável marcar (qualquer
pessoa que utiliza este computador) –Avançar.
6) Na pasta destino, se possuir uma rede deve acionar o botão
PROCURAR para indicar ao sistema onde deve ser instalado e
acionar AVANÇAR. Se for em apenas uma máquina basta acionar o
botão AVANÇAR. Se a máquina possui mais de um endereço de
disco fixo, deve-se escolher qual o disco.
7) Em “INICIAR A INSTALAÇÃO”, clique no botão AVANÇAR para
começar a instalação. Neste momento o Sistema verifica se possui
área em disco e se houver continuará a instalação.
8) Ao terminar clique no botão CONCLUIR.
Eventualmente o sistema solicitará para reiniciar o seu micro
computador.
Na instalação do Pastoral Sistema, já criou um ícone no desktop de
seu micro, para entrar no sistema dar duplo clique.
Para entrar no sistema a a 1ª vez utilizar o usuário PAROQUIA, sem
acento, e a senha IGREJA, selecionar a empresa e a filial e dar ok.
Depois deve ir no ADMINISTRADOR – Usuário – Cadastro de usuário
e cadastrar uma senha própria, então , pode excluir o usuário
PAROQUIA para sua maior segurança.

Atualizando o Sistema
1) Se utilizar um CD - colocar o CD no leitor de CD ROOM, que dará
partida automática. É necessário que o Sistema Pastoral esteja
fechado (inativo).
                                  6
2) Em “Bem-vindo a atualização do sistema” ler as instruções e se
satisfeitas clique no botão PRÓXIMO.
3) Em “local de instalação do Sistema Pastoral” ler as instruções e, se
em máquina única, e esta possuir somente um disco fixo, clique em
PRÓXIMO para continuar, se a máquina possui mais de um disco fixo,
deve indicar qual o disco que foi instalado o Sistema Pastoral e depois
clicar em PRÓXIMO. Se estiver em uma estação de rede (terminal)
marcar a opção terminal e clique no botão PRÓXIMO, para atualizar
somente o terminal..
4) Em “Atualização do Sistema Pastoral” acionar PRÓXIMO. Se der a
mensagem (não foi possível encontrar o banco de dados) é porque a
atualização está sendo realizada na PASTA errada, ver onde se
encontra a pasta PASTORAL correta e realizar a atualização
novamente.
5) Em “Instalação Completa”, dar finalizar se pretender ler ou listar as
inovações realizadas no sistema, se não quiser ler ou listar deve
desmarcar o item “visualizar as últimas melhorias” e acionar o botão
FINALIZAR.

Atualização do Sistema pelo próprio Sistema
Pastoral, no primeiro módulo, opção Atualização do sistema, esta
opção ao ser acionada, entra na página de internet da Maistre, e
aguarda que se acione o botão ATUALIZAR, neste momento, começa
a baixa do arquivo e quando pronto, já entra automaticamente a partir
do passo (2) da atualização, descrito acima, em atualização do
sistema. Para que este recurso funcione a máquina deve ter acesso a
internet e estar conectada. É vantajoso utilizar esta forma de
atualização por dois motivos, o 1º é que se a conexão cair, bastará
acioná-la novamente para que comesse de onde parou. O 2º é que o
arquivo de atualização fica gravado na pasta Pastoral, sub pasta
Update, dentro da pasta Pastoral, que poderá ser utilizada novamente
se necessário. Para atualizar as estações, podem acionar o arquivo
Atualizar.exe dessa pasta, pelo explorer de cada estação, também é
uma maneira fácil e barata de fazer a atualização do sistema. SEMPRE
APÓS A ATUALIZAÇÃO, DEVE-SE IR NO MÓDULO ADMINISTRADOR E
EM USUÁRIOS – CADASTRO DE USUÁRIOS, ALTERAR OS RECURSOS
DOS USUÁRIOS DO SISTEMA.

GERAIS
Todos os exemplos existentes neste manual são fictícios.
                                7
Documentação do Sistema - Ajuda
Todo o sistema possui em suas telas opção de ajuda, bastando para
isso, que se pressione a tecla de função F1.
F1 - sempre mostrará instruções referentes à tela que estiver aberta
no momento em que for pressionada.

Configuração de Impressora
O sistema assume a impressora que estiver instalada e selecionada
como padrão no sistema operacional.

Logoff - F4
Permite que se troque de empresa ou de filial sem sair do sistema.
Utilizado pelos setores de contabilidade e batistérios das Dioceses.
Também para as paróquias trocar de Usuário e senha sem sair do
sistema. Para que esta operação seja possível o operador (usuário)
deverá ter autorização para as filiais que deseja acessar.
No caso da contabilidade é            possível   trocar o período de
movimentação para digitar em períodos fora do ano corrente.

Pesquisar
Todas a telas possuem um botão chamado pesquisa. Ao ser
acionado, disponibiliza uma outra tela com os campos que achamos
necessários utilizar para obter informações a respeito dos dados ali
armazenados. Para efetuar a consulta, basta informar o conteúdo do
campo ou a combinação de informações desejadas.
Ex.: Os campos alfabéticos como nome, endereço, cidade etc.
podem ser consultados colocando-se o nome completo ou consultado
por palavra chave, para isso, basta colocar o símbolo (%) antes da
palavra chave desejada. Pode-se também combinar mais de uma
situação como: ver o paroquiano do sexo feminino com 40 a 50 anos
de idade ou ainda o paroquiano com 13 anos ou mais que ainda não
realizou a crisma e assim por diante.

Dicas sobre Relatórios e função Fixar
Todos os relatórios após serem listados no vídeo podem ser
impressos ou exportados para alguma ferramenta do Microsoft Office,
para imprimir deve selecionar a impressora no topo do vídeo e
informar quantas cópias ou páginas que deseja imprimir, para
exportar para outra ferramenta devem abrir o envelope no topo da tela
e escolher a ferramenta que deseja utilizar.
Todos os relatórios estarão no formato e direcionados para a
impressora definida como padrão no Windows.
                                  8
Se desejar imprimir, em uma impressora da rede, a mesma deve estar
instalada na máquina e definida como padrão.

Fixar - tem a função de abreviar alguns procedimentos de emissão
de relatórios. Se eventualmente um determinado relatório é sempre
impresso com a mesma configuração ou assinado pela mesma
pessoa, podem fixar, que permanecerá gravado até ser substituído,
para desfazer deve limpar os campos e fixa-lo novamente
Um exemplo disso é a emissão de certidões de batismo o arquivista
pode ser fixado para não ter que informar toda a vez que solicitar uma
certidão. Fixar é o mesmo que Gravar.

Layout de Etiquetas e Envelopes.
Todas as opções de emissão de etiquetas possuem dois tipos, para
impressora matricial e para impressora jato de tinta ou laser, exceção
do modelo etiqueta03B.RPT que serve para colocar em carnês e ou
envelopes de dízimos que só tem para jato de tinta ou laser..
Etiquetas para impressora matricial - Modelo 89 X 23,4 x 2 de
qualquer fabricante. Usar o RPT default sem a letra. Ex.: etiqueta3.rpt.
Etiquetas para impressora Jato de Tinta e Laser - Modelo 25,4 x 101,6
mm com 20 etiquetas por folha. Usar o RPT com a letra "A" depois do
número. Ex.: etiqueta3A.rpt.
Em caso de Dúvida pode-se clicar com o botão direito do Mouse
sobre do arquivo "Etiqueta?A.rpt" abrir propriedades e           ir em
comentários onde constará a informação do modelo da etiqueta. Onde
?= um número qualquer.
Etiqueta01.rpt - Etiquetas para aniversariantes - Matricial.
Etiqueta01A.Rpt - Etiquetas para aniversariantes - Jato de tinta e
Laser.
Etiqueta01B.Rpt - Imprime os dados direto no envelope - Jato de tinta
e Laser
Etiqueta01C.Rpt - Etiquetas para aniversariantes- Jato de tinta e
Laser. 3 Etiq. por linha mod.25,4x66,7 com 30 etiquetas por linha.
Etiqueta02.rpt - Etiquetas p/aniv. de casamento - Matricial.
Etiqueta02A.Rpt - Etiquetas p/aniv. de casamento -Jato de tinta e
Laser.
Etiqueta02B.Rpt - Imprime os dados direto no envelope - Jato de tinta
e Laser
Etiqueta03.rpt. - Etiquetas para Paroquianos Impressora Matricial.
Etiqueta03A.Rpt - Etiquetas para Paroquianos p/Jato de tinta e Laser.
Etiqueta03B.Rpt - Etiquetas para Carnê de Dizimista - p/Jato de tinta
e Laser, Imprime a comunidade e o código do carnê do Dizimista, na
falta deste, lista o Código do Dizimista. Em Comunidades a opção
                                 9
Etiqueta/carta/envelope para paroquianos - o tipo personalizado, pode
ser melhor para sua unidade, veja e compara.
Etiqueta03C.Rpt - Etiqueta para jato de tinta ou laser - em 3 colunas
30 etiquetas por folha.não é modelo padrão.
Etiqueta03D.Rpt - Imprime os dados direto no envelope - Jato de tinta
e Laser
Etiqueta03E.Rpt - Etiqueta para jato de tinta ou laser - em 4 colunas
60 etiquetas por folha, modelo 6089.
Etiqueta03G.Rpt - Para impressão no verso de cartas e ou
documentos impressos em papel A4, possibilita que se envie ao
favorecido como impresso. Exemplo: de um lado da folha é impressa
uma carta e do outro o endereçamento dos paroquianos.
Etiqueta03H.Rpt - para envelope e carnê de dízimo, com código de
barras.
Etiqueta04.Rpt - Etiquetas para Paróquias (filiais) - Matricial.
Etiqueta04A.Rpt - Etiquetas para Paróquias (filiais) - Jato de tinta e
Laser.
Etiqueta04B.Rpt - Envelopes para Paróquias (filiais) - Jato de tinta e
Laser.
Etiqueta05.Rpt - Etiquetas para participantes de cursos - Matricial.
Etiqueta05A.Rpt - Etiquetas para participantes de cursos -Jato de tinta
e Laser.
Etiqueta05B.Rpt - Etiq. p/participantes de cursos (movimento) -
Modelo 3 colunas e 30 etiq.por folha - somente para jato de tinta ou
laser.
Etiqueta05C.Rpt - Envelopes para participantes de cursos - Jato de
tinta e Laser
Etiqueta06.Rpt - Etiq. para Clero aniv. de nascimento e ordenação -
Matricial.
Etiqueta06A.Rpt - Etiq. para Clero aniv. de nascimento e ordenação -
Jato de                                    tinta e Laser.
Etiqueta06B.Rpt - Imprime os dados direto no envelope - Jato de tinta
e Laser
Etiqueta07.Rpt - Etiq. por seleção de Sacramentos - Matricial.
Etiqueta07A.Rpt - Etiq. por seleção de Sacramentos - Jato de tinta e
Laser .
Etiqueta07B.Rpt - Imprime os dados direto no envelope - Jato de tinta
e Laser
Etiqueta08.Rpt - Etiq. por Aniversário de Sacramentos - Matricial.
Etiqueta08A.Rpt - Etiq. por Aniversário de Sacramentos - Jato de tinta
e Laser.
Etiqueta08B.Rpt - Imprime os dados direto no envelope - Jato de tinta
e Laser.
Etiqueta09.Rpt - Etiq. avulsas - Matricial. - em utilitários
                                 10
Etiqueta09A.rpt - Etiq. avulsas para jato de tinta e Laser - em
utilitários
Etiqueta09B.rpt - Etiq. avulsas para jato de tinta e Laser, 4 por linha
(modelo-6089), Em utilitários
Etiqueta09C.Rpt - Imprime os dados direto no envelope - Jato de tinta
e Laser.
Etiqueta09D.Rpt - para remetente no envelope para cartão ou
quadrados (largura 16,02 e altura 11,04) Jato de tinta e Laser.
Etiqueta10.Rpt - Etiq. Ministros - Matricial. - em utilitários
Etiqueta10A.rpt - Etiq. Ministros para jato de tinta e Laser - em
utilitários
Etiqueta10C.Rpt - Ministros Imprime os dados direto no envelope -
Jato e Laser.
Cemi030-Etiq.rpt - Etiq. Arrendatário em atrazo com Manutenção -
Matricial.
Cemi030-EtiqA.rpt - Etiq. Arrendatário em atrazo com Manutenção -
Laser e Jato de tinta.
Cemi030-EtiqB.rpt - Emite endereçamento em Envelopes Jato de tinta
e ou Leaser
SPF044EA.RPT - Lista etiqueta para impressora jato de tinta ou
leaser.
SPF044EB.RPT - Lista endereçamento direto em envelope.
SPD044EC.RPT - Lista endereçamento de remetente direto nos
envelopes.
Obs.: Nos Paroquianos e nas filiais deve-se clicar sobre a palavra
Layout que disponibilizará a opção de Seleção do tipo que se deseja
imprimir. Nos demais já parte de seleção. Veja melhor no Help.(F1).
Como criar uma etiqueta e envelope personalizado.
Em Eticata, envelopes e cartas para paroquianos – ir na janela
modelo e Novo Modelo - O sistema permite que você crie um arquivo
com as medidas do formulário de Etiquetas ou envelope e salve para
que nas futuras impressões possa somente indicá-lo em Layout.
Como proceder, selecionar o Modelo <Novo Modelo> aparecerá uma
tela solicitando a descrição do modelo. Informe o nome para este
novo modelo que ficará armazenado em sua base para posterior
utilização, e clique em OK. Este arquivo é salvo dentro do próprio
banco de dados e pode ser modificado ou eliminado quando não
necessitar mais delo, para deletar é só marcar e acionar a tecla
Delete, para alterar deve marcar o modelo e acionar o botão Layout e
modificá-lo.
Na próxima tela deve informar as medidas do papel e etiqueta,
sempre em centímetros;
Altura: Altura do papel
                                11
Largura: Largura do papel
Orientação: Retrato (Folha de pé) ou Paisagem (Folha deitada)
Margem Esquerda: Espaço entre a lateral da folha e a etiqueta
Margem Superior: Espaço entre a parte superior da folha e a
etiqueta
Nº de Colunas: Número de colunas de etiquetas no papel
Altura: Altura da etiqueta
Largura: Largura da Etiqueta
Espaço Hor.: Espaço lateral entre uma Etiqueta e outra
Conteúdo: No campo conteúdo, devem ser informados os itens que
constarão na etiqueta. Clicando com o botão direito do mouse
aparecerá uma lista com alguns campos do sistema. Deve selecionar
os campos desejados.
- No botão representado pela letra A, na base da tela, podem ser
alteradas as configurações de letra e cor das informações que
constarão na Etiqueta.
Imprimir código de barras - marcar se deseja imprimir o código de
barras do Dizimista na etiqueta, observar que para isso é necessário
pelo menos duas linhas ou próximo a 2 centímetros.
Após preencher os campos acima, clique em OK.
Automaticamente, será salvo na lista de Modelos este novo modelo
de etiquetas configurado.
Para excluir um modelo personalizado, selecione-o na lista o Modelo
e pressione a tecla Delete.
Para Alterar, modificar um modelo personalizado, selecione-o na
lista o Modelo e abra o botão layout e faça as modificações que
deseja e pressione em ok para fechar e grava.
Obs. A definição de envelope ou etiquetas deve ser em centímetros.
Se envelope basta definir altura, largura, margens esquerda e
superior, a orientação se paisagem ou retrato e definir o conteúdo a
ser impresso. Se etiquetas, além do tamanho do papel descrito acima
deve-se preencher também o detalhe para etiquetas, sendo a altura,
largura e espaço hor.(espaço entre etiquetas na horizontal) em
centímetros, é claro que o conteúdo a ser impresso na etiqueta.

Arquivos que devem ser solicitados para a Mitra
quando necessário.
Os arquivos, Históricos Padrões, Plano de Contas, Plano da Folha de
Contribuição, Cadastro de Religiosos, Cadastro de Filiais, Agenda de
Atividade Anual da Diocese, e Plano de Contas do Patrimônio,
Moedas do Patrimônio, e Plano de Atividades, devem vir da matriz,
sendo necessário que seja atualizado todas as Paróquias sempre que
houver modificações.
                                 12
OBS: Sempre que a paróquia queira cadastrar uma nova conta ou
não sabe em que conta deve lançar algum valor, deve ligar para
o departamento contábil da matriz, que fará o cadastro ou
orientará como deve ser feito, se for necessário cadastrar nova
conta, a matriz o fará e após enviará os arquivos para as (filiais)
paróquias, para isso, utilizará o módulo Administrador –
Utilitários – Exportações, para enviar os dados atualizados para
as filiais, e as filiais, utilizarão o mesmo módulo para as
importações dos dados recebidos da matriz.

Layout das Lembranças – Layout - Permite que se modifique
o local de impressão dos dados na Lembrança, para isso, devemos
arrastar com o mouse o texto para o local que corresponda ao espaço
que pretendemos imprimir os dados na lembrança.

Personalização da impressão:
Conteúdo - Abrindo o botão conteúdo encontraremos o texto Default
com as varáveis onde o sistema substituirá os dados que serão
impressos em cada lembrança, estes dados, podemos espaçar, trocar
de cor, trocar de local, mudar a fonte, colar imagens entre elas a
assinatura eletrônica, etc.
"Saliento que não é necessário posicionar o texto nesta, pos o
posicionamento na folha será o feito arrastando o texto com o mouse
na máscara antes de entrar o botão conteúdo".
Os exemplos abaixo servem para explicar o que podemos modificar e
o que não podemos:
Em "De [NOME]" se desejamos mudar de cor o texto de uma variável
devemos mudar inclusive os colchetes.
Se desejamos imprimir outros dados, devem posicionar o mouse no
local desejado e clicar com o botão direito do mouse e selecionar a
variável. Para suprimir alguma variável deve eliminá-la. Os dados fora
dos colchetes podem ser modificados. Na linha abaixo temos um
exemplo em "Nascid.. o [S] tem a função de substituir o artigo de
acordo com o sexo da pessoa, não deve ser removido.
Nascid[S] em [LOCAL_NASCIMENTO], no dia [NASCIMENTO].
Podem acrescentar ou tirar do texto qualquer dado nunca esquecendo
do objetivo e o espaço existente no formulário de impressão.
Pode trocar a cor de uma palavra ou de uma linha ou ainda todo o
texto.
Pode negritar e também mudar a fonte de qualquer item.
Dicas do editor - utilizar a barra de ferramentas no topo da tela para
manipular os dados desejados. Cor do texto, Negrito, fonte, etc.
                                 13
Inserir Imagem - usado para inserir imagens e a assinatura
digitalizada.
Inserir Arquivo - usar quando desejarem inserir outro texto na
lembrança.
Se acontecer de salvar o CONTEÚDO indesejado ou sem informação
bastará que limpem tudo (delete) de Ok e feche que ao abrir
novamente o sistema retornará com as informações default. Dúvidas
acione a tecla F1.

Procuramos resumir as atividades do sistema de
maneira que rapidamente se possa saber como
acessá-las.

Para fazer cópia de segurança do Banco de Dados.
Módulo UTILITÁRIOS – é o 1º Botão da Barra de Ferramentas a
imagem é uma mira.
a) Abrir o Sistema Pastoral e ir em UTILITÁRIOS – Banco de
     Dados - Compactar e Reparar. Esta rotina pode ser executada
     sempre que for feito cópia, serve para ajustar o banco. Após ok.
b) Abrir o Sistema Pastoral e ir em UTILITÁRIOS – Banco de
     Dados - Cópia de Segurança e indicar o local que desejamos
     realizar a cópia.
Obs.: Aconselha-se Ter 3 cópias fora do disco fixo da máquina e
quando for fazer a 4ª cópia, poderão descartar a mais antiga.
É bom guardar uma ou mais cópias em outro local, não guardá-las
junto com a máquina. Cópia de segurança (backup), é muito
importante, não fazer pode ter que começar novamente.
Para restaurar a cópia de segurança - Abrir o Sistema Pastoral e
abrir o Módulo UTILITÁRIOS – Banco de Dados – Restauração e
informar o local do arquivo a ser restaurado. Ter o máximo de cuidado
com a cópia a restaurar.
Obs. Se a restauração der problema, o sistema retornará a situação
anterior automaticamente.

Editor de Textos
É similar ao Word e de uso gratuito, utilizado para redigir o texto da
correspondência. Esta poderá ser salva em arquivo com o nome
desejado e com extensão .RTF.
Ao redigir o texto podemos        incluir campos (variáveis) para
personalizar a correspondência, direcionando-a a determinado grupo
de paroquianos. Para isso, deve-se clicar com o botão direito do
mouse no local onde deverá conter a variável e escolher na lista
                                14
apresentada o nome do campo que deve ser substituído em cada
correspondência.    As    correspondências     serão     impressas
personalizadas independente da quantidade de ocorrências.

Visualizar as últimas alterações no sistema.
Possibilita visualizar a cada nova atualização o que e quais os itens
do sistema foram modificados e o que foi criado de novo.
                                 15
                MÓDULO ADMINISTRADOR
Cadastro de Usuários e Senhas de acesso ao Sistema. (ir no
Administrador – Usuários + Cadastro Usuários).
O cadastro de usuários deve ser feitos por um usuário que tenha a
permissão de cadastrá-lo. O cadastro de usuário é composto de:
Departamento - Serve para identificar o setor (localização) do usuário
dentro da empresa.
Usuário - Identificar o nome do usuário.
Senha e Confirmar senha - Estes campos servem para informar a
senha e confirmá-la.
Recursos - Ao se cadastrar um usuário, deve-se acionar este botão
para definir marcar as tarefas que o referido usuário poderá utilizar.
Os itens marcados, o usuário terá acesso, os não marcados, ficarão
inacessíveis a este usuário.
Usuários com acesso limitado: Sempre que criamos uma senha de
acesso para um usuário que não poderá acessar todas as rotinas do
sistema teremos que manter o item Cadastro de usuário encontrado
no botão Recursos- desmarcado.
Filiais - Este botão se acionado, mostrará todas as filiais da empresa
em referência. Quando é criada uma senha, já fica autorizado o
usuário para a filial corrente, não sendo necessário ser marcado a
menos que se queira autorizar este para outras filiais ou todas.

Utilitários
Existem algumas informações que são comuns a todos, que podem
ser atualizados por uma pessoa indicada pela Diocese e exportada
para todos pela Internet ou CD’s, são eles: Cadastros dos Religiosos
(religiosos), Cadastros das Filiais (paróquias), Plano de Contas do
Patrimônio, Moedas do Patrimônio, Cadastro de Moedas do
Patrimônio, Plano da Folha de Contribuição, Agenda de Atividade
Anual (do Bispado), Cadastro de Atividades (atividades), Cadastro de
Históricos (Históricos) e Plano de Contas da Contabilidade.
Exportações - Utilizado pela matriz para transferir(atualizar) os
dados cadastrais das filiais, este procedimento deve ser feito toda a
vez que houver alguma alteração nos dados das tabelas descritas
acima. Os arquivos que desejamos exportar devem marcá-los. Se a
opção for transmitir arquivo devemos acionar o botão seleção para
selecionar as filiais que desejamos transmitir os arquivos. Acionar o
item mensagens, para escrever o assunto e as informações
necessárias para que a filial saiba o que fazer com o material.
Devemos acionar (sim) para que o sistema proceda a transmissão por
e-mail para as filiais selecionadas. Se mudar de idéia bastará acionar
                                16
o botão cancelar. Para o bom desempenho desta rotina, devem estar
com o endereço eletrônico das filiais preenchido corretamente e a
instalação configurada e conectado na internet. Mais instruções
acionar a tecla F1.
Importações - Utilizadas pelas Filiais para atualizar os dados
cadastrais dos arquivos enviados pela Diocese, dessa maneira todos
ficarão com as mesmas informações, que foram alimentadas por uma
única pessoa. Pode-se importar um arquivo, vários arquivos ou todos
os arquivos exportados, devemos marcar os arquivos que desejamos
importar. Os arquivos que não necessitamos ou não desejamos
importar, podemos deixá-los desmarcados. Se marcarmos todos os
arquivos os que não constam na exportação o sistema dará a
mensagem que não foi localizado o referido arquivo, e manterá os
dados atuais.
Contatos da agenda.
Criada para possibilitar a confecção de uma agenda de contatos que
não tenha a ver com os Cadastros do Sistema Pastoral. Esta agenda
deve ser digitada manualmente.
No rodapé da tela tem o botão pesquisar, nele há várias opções de
pesquisa e também podem imprimir as informações.
Agenda telefônica
Criada para possibilitar que se tenha em um único local os dados dos
Paroquianos, Visitantes, Paróquias, Fornecedores, Associados do
Cemitério ou todos os cadastros.
Pesquisa - Podem pesquisar ou listar somente um deles ou todos. Na
pesquisa devem informar por que campo deseja efetuar a pesquisa,
para isso, acione com o mouse na Seta localizado no canto esquerdo
superior da tela, sendo que o default é a pesquisa por nome, depois
de marcar por que campo vai pesquisar deve no campo abaixo
colocar a descrição que deseja encontrar, se não tiver os dados
exatos a pesquisar pode informar os dados do início do campo
desejado ou se souber apenas parte coloque o símbolo de % antes
que a pesquisa encontrará todos os que se enquadrarem nas
informações consultadas, Ex.: %Silva encontrará todos os Silva. Se
telefone pode colocar %2571 listará todos os que tiverem a seqüência
de números informados no campo de telefone.
Imprimir - Imprima a relação em ordem alfabética de todos os
cadastros existentes no sistema. Se desejarem, pode listar somente
um dos itens: Paroquianos, Visitantes, Fornecedores, Associados do
Cemitério ou todos os cadastros.
                                17
                    MÓDULO PASTORAL

Cadastros
Tabelas necessárias para o bom andamento do restante do sistema
Pastoral. Contém as tabelas de: Arquivistas, Comunidades,
Cobradores, Dioceses, Funções, Interesses, Religiosos, Profissões
entre outras.
Obs.: Todas as tabelas possuem ajuda on-line basta acionar a tecla
F1.

Missas
Possibilita que se faça as encomendas de Missas, inclusive as
programadas.
Horários - Cadastrar os dias da semana e os horários das missas.
Intenções - Cadastrar as intenções de missas que ocorre em sua
comunidade e ordena-las, para a impressão da agenda de missas.
Recados – registre os recados para as datas necessárias.
Encomendas Especiais - de missas, várias opções. Duvida acionar
F1.
Agenda - encomendadas pelos paroquianos quando solicitadas.
Impressão da agenda - Imprimir as encomendas para serem lidas na
missa. Ver melhor modelo.
Arrecadação de encomendas de missas - serve como documento
contábil se informado o valor na encomenda.
Exclusões de missas da agenda - pode ser feito sempre que
desejarem esvaziar o arquivo, cuidar para não excluir missas que
ainda não foram realizadas.

Comunidades
Paroquianos - Este cadastro é único do sistema, nele cadastra-se as
famílias dos paroquianos dizimistas ou não.
Paroquianos - Registrar os dados Pessoais, Complemento,
Sacramentos, Dependentes, Movimentos e Gravar.
Cadastrar os dados que tiverem a disposição, os demais dados, aos
poucos, poderão ser atualizados.
Pode-se cadastrar e atualizar paroquianos quando se está registrando
os Setores, Movimentos, Cursos, Retiros e no Batismo, Crisma, 1ª
Eucaristia e Matrimônio,.
Para um bom cadastramento é importante que as tabelas descritas no
item Cadastro estejam completas. Para atualizar as Tabelas deve-se
ir em: Pastoral – Cadastros. A tabela de Religiosos pode ser
atualizada na Matriz e transmitida para todas as Paróquias.
                                  18
Relatórios - Abra o sistema e veja todos os relatórios, formulários,
etiquetas e envelopes que o sistema disponibiliza, todos contém
ajuda on-line, abra cada um e acione a tecla F1. ou veja no índice
deste manual o item: relatórios do sistema pastoral.

Movimentos e cursos
Movimentos - Nos movimentos cadastrar os Movimentos Diocesanos
existentes na Paróquia.
Cursos - Nos Cursos, cadastrar os Cursos, que podem fazer parte de
algum movimento ou não.
Inscrições - Cadastra-se os participantes dos cursos, se forem
paroquianos podemos buscá-los.
Podemos listar Etiquetas e envelopes para comunicação, Ficha dos
participantes, Relatórios para viagens, entre outros.

Setores
Procedimentos para se cadastrar os Setores e Participantes das
Pastorais existentes na Paróquia.
Coordenadores – Cadastrar os dirigentes de cada Setor.
Setores – Cadastrar todos os setores pastorais existentes na
comunidade.
Ex. Pastoral da Saúde, do Dízimo, da Capelinha, etc.
Participantes – Cadastrar as pessoas que participam nos diversos
Setores.
Podemos listar, Etiquetas e envelopes para comunicação com os
participantes, coordenadores e setores, também relatórios, inclusive
para viagens.

Ministros
Destina-se ao registro dos ministros da Diocese, este possui todas as
rotinas necessárias há sua administração e controle.
Áreas Pastorais - Cadastrar todas as áreas (regiões) Pastorais da
Diocese
Atividades Pastorais – Cadastrar todas a existentes na Diocese Ex.
Alfabetização, Coordenador Comunitário, Conselho Econômico,
Animações, etc.
Cursos - Cadastrar os cursos oferecidos para os Ministros ou
candidatos, possibilita que se registre todos os cursos, local, período
inicial e final, carga horária, o nome do coordenador e os participantes
do curso, estes, devem 1º serem cadastrados. Para inscrever os
ministros já cadastrados no curso de maneira facilitada, devem
estando no modo Alterar, clicar com o botão direito do Mouse no
campo Nome do Ministro, que abrirá um botão com o nome "Filtro de
                                 19
Ministros" Clicando com mouse nele abre uma lista com todos os
Ministros Inscritos no Cadastro. Se desejamos desmarcar todos
devemos clicar no topo coluna dos quadrinhos, um clique marca outro
desmarca. Para marcar ou desmarcar alguns basta clicar no
quadrinho de cada um.
Movimentação de Chamadas dos Cursos - Serve para informar a
presença nos cursos dos ministros de maneira coletiva, para informar
deve selecionar o Curso e informa o nº da etapa que se pretende
marcar a presença.
Curso - Selecionar o Curso, aparecerá todos os inscritos que podem
ser confirmados=marcados(p) e desmarcados para indicar a falta (f).
Etapa - informar a etapa do curso 1 primeira etapa, 2 segunda
etapa,... 10 é a última etapa. Desmarcar os que não compareceram.
Confirmar - ao acionar o botão confirmar o sistema indica a letra P na
etapa informada para cada participante marcado e F para cada
participante desmarcado
Inscrição de ministros – fazer o cadastro dos Ministros, cabe
salientar que o cadastro deve ser o mais completo possível, já que é
utilizado para emitir documentos como a carteira, fichas, etiquetas e
envelopes para comunicação, relatório de presença e demais
relatórios necessários. Pode-se gravar a foto no cadastro.
Carteirinha dos Ministros – Imprime a carteirinha dos Ministros
dentro da validade considerada de 2 anos da adesão ou da renovação
e que não estejam afastados ou inativos. A carteirinha pode ser
impressa já com a foto, a assinatura digitalizada do responsável e a
do Bispo (Arqui)Diocesano.
Relatórios – Relatórios de Cursos, Ficha de Ministros, Etiquetas e
Envelopes para comunicação com os ministros, Relatórios de
ministros, Chamada de participantes de cursos e Crachás.

Retiros
Criado para possibilitar a organização de retiros nas comunidades,
possui todos os documentos e rotinas necessárias para se organizar
um grande retiro. Possibilita que se registre de maneira automática os
participantes da 1ª Eucaristia, Crisma e do cadastro de Paroquianos,
também, gerencia equipes, coordenadores, confecção de camisetas,
pagamentos, emite documento de autorização dos responsáveis,
listas de chamada por equipe, relação de camisetas para confecção,
crachá e relatórios para viagens.
Retiros – cadastrar os retiros
Equipes do retiro – cadastrar todas as equipes dos retiros.
Inscrição dos participantes do Retiro – Cadastrar o participante,
indicando a equipe, o nome para crachá, os dados da camiseta, etc.
                                 20
Geração de Participantes (1ª Eucaristia) - Possibilita que se
inscrevam os participantes do período e etapa desejada
automaticamente a partir da 1ª Eucaristia, também, podendo já indicar
a Equipe que fará parte. Para selecionar os nomes desejados pode-se
marcar ou desmarcar todos clicando no topo da tela ou marcar um a
um.
Geração de Participantes (Crisma) - Possibilita que se inscrevam os
participantes do período e etapa desejada automaticamente a partir
das turmas de Crisma, também, podendo já indicar a Equipe que fará
parte. Para selecionar os nomes desejados pode-se marcar ou
desmarcar todos clicando no topo da tela ou marcar um a um

Recibos
Paróquia/Comunidades – utilizado para registrar transferência das
comunidades para a paróquia.
Recibo de Pagamentos com todas as retenções de ISSQN, INSS,
IRRF conforme a legislação, este recibo, pode ser utilizado para
pagamento de despesas, quando, quem está recebendo não possua
notas Fiscais ou recibo próprio para fornecer, sempre que utilizar este
recibo é dever do pagador reter e recolher os tributos, para isso, deve
ser preenchido o item Parâmetros cfe. legislação em vigor, o seu
contador saberá instruí-lo.
Avulsos utilizados para registrar recebimentos quaisquer
RPA´s Comprovante de pagamento utilizada para pagamento de
serviços prestados por profissionais liberais devidamente registrados.
Os recibos de Pagamentos e RPA’s devem estar com os dados do
Botão parâmetros preenchidos, veja-os com seu departamento
contábil os valores da tabela de IR e INSS.
Obs.: a RPA e o Recibo de Pagamento também tem a retenção do
ISS para as prefeituras caso o prestador de serviço não tenha
inscrição de prestador de serviço. Veja com sua prefeitura o % a ser
retido e recolhido.
Recibo da Pagamento de Côngrua - Este recibo serve para
documentar a Côngrua, para emiti-lo devem colocar a data de
emissão, a competência, o valor, o nº de cópias e o nome do pároco.
Se este recibo for impresso pelo módulo contábil tem a possibilidade
de contabilizar automaticamente no Caixa ou no Banco juntamente
com a emissão do recibo.

Agenda
Agenda da Paróquia
Esta Agenda registra automaticamente toda a programação da
Paróquia registrada no Sistema Pastoral, depois de solicitada a
                                  21
visualização, isto é, marcar a data desejada e clicar em pesquisar,
mostra na tela todos os compromissos registrados no sistema.
Também, podemos imprimir a agenda no vídeo e impressora.
Os itens agendados como: horário de missas, preparações para
batizados e casamentos, Batizados, Casamentos, 1ª Eucaristia,
Crisma, os aniversariantes do dia, Outros Compromissos e os
programados na Agenda de atividade Anual.
Adicionar Novo Compromisso - Botão no topo da tela, possibilita
que se informe outros compromissos na agenda.
Aniversariantes - Caso não desejar que apareça na agenda todos os
aniversariantes deve clicar com o botão direito do mouse e ao abrir
marcar (todos os aniversariantes) ou (Somente os Dizimistas). Ambos
mostrarão os aniversariantes cadastrados no Sistema Pastoral.
Outros Compromissos - Caso se queira agendar outras
Compromissos basta marcar o item com o mouse e depois clicar com
o botão direito do mouse e em outros compromissos incluir os
compromissos desejados, se tiver mais de um compromisso a
informar em horário ou datas diferentes podem Gravar e informar o
seguinte e Gravar até terminar as informações. É necessário ter a
data, o horário, o compromisso e o assunto depois clicar em gravar.
No campo assunto é aconselhável não dar enter após o texto, pois
significará linhas em branco na impressão.
Agenda de Atividade Anual - O Sistema mostra todos os
compromissos que a paróquia possuir na agenda de atividade anual.
No vídeo mostra no item e quando impresso distribui em ordem de
horário.
Os itens que apresentar o sinal de (+) antes do seu início significa que
possui informações.

Agenda de Atividades Anuais da Diocese, Paróquia e
(comunidade),
Esta permite que se planeje todas a atividades da Paróquia definindo
dia, mês, hora e a comunidade onde se realizará, também existe
mecanismo para agendar eventos que se repetem todos as semanas
nas 2ª feiras, todas as últimas ou 1º dias do mês ou todos os dias até
uma determinada data, ou todos os dias 05 de cada mês etc.

Exportação e Importação da agenda de atividade anual -
possibilita que as Paróquias recebam a agenda de atividade anual da
diocese e importar para sua própria agenda. Para enviar ou receber
devem utilizar Importação e exportação existente no Módulo
Administrador – em Utilitários.
                                 22
Dízimos / Centésimos / Quartal
Todos os Paroquianos indicados no cadastro como dizimistas estarão
habilitados.
Para acessá-los ir em Dízimos e escolher a opção desejada, na
dúvida use o F1 para auxiliá-lo.

Movimento dos Dizimistas.
Serve para registrar o valor mensal ou periódico da contribuição do
dízimo. A tela é dividida em duas partes, a da esquerda, mostra os
nomes e os códigos dos paroquianos dizimistas e a direita em linha,
os meses do ano seguido de um campo para se colocar a data e o
valor da contribuição, um quadro para marcar (utilizado quando não
se deseja registrar o valor da arrecadação), o campo para cobrador e
o campo do % de comissão é utilizado pelas unidades que pagam
comissão para os cobradores.
Vamos explicar cada item da tela para melhor entendimento:
Período - Usar para informar o ano que se refere o dízimo, por
Exemplo: se alguém comparecer na paróquia para pagar o dízimo de
anos anteriores, deve-se clicar em período, colocar o ano
correspondente e dar ok. o próximo passo será selecionar o dizimista
e marcá-lo, o sistema apresentará a direita do nome a posição atual,
os meses que estiverem sem a data e o valor ou ainda o quadro sem
marcação, não foram pagos ou não ouve contribuição, os demais,
apresentarão a data e o valor do efetivo pagamento ou estão
marcados. Para incluir novos pagamentos deve-se clicar em incluir e
digitar a data e o valor recebido nos meses pretendidos e clicar no
botão gravar.
Inclusão por Período - Este botão é usado para informar
recebimentos de dízimos de vários meses, de um ano ou de vários
anos inteiros ou fracionados, em uma única vez.
Ex.: quando alguém entregar a paróquia R$ 100,00 para pagamento
de dízimo de um período, bastará clicar neste item, informar a data do
pagamento, o valor, o mês/ano inicial e final correspondente, que o
sistema calculará o valor que cabe para cada mês já preenchendo a
data e o valor dos mesmos.
Incluir - Após selecionar o dizimista deve-se clicar em Incluir,
selecionar o mês desejado e preencher a data de pagamento e o
valor. Também é usado para alterar, bastando para isso, marcar com
o mouse o campo que se deseja alterar. Para os que não colocam
valor, mas, somente marcam se compareceu (contribuiu) e colocam a
data, devem acionar incluir, colocar a data e marcar o quadrinho
referente ao mês de contribuição.
                                 23
Sempre que se fizer qualquer inclusão ou alteração deve-se clicar o
botão Gravar para confirmar as informações e Cancelar para
abandoná-las.
Recibo – sempre que realizamos registros de movimento de dízimo
se desejamos emitir recibo bastará acionar o botão no rodapé da tela.
Excluir Lançamentos - Para eliminar lançamentos indevidos
devemos clicar no botão incluir e com o mouse marcar o campo da
linha que queremos eliminar, acionar o botão delete e depois gravar.
Ordenar - Para ordenar os Dizimistas deve-se clicar com o botão
direito do mouse no campo do nome do Dizimista e escolher se
deseja visualizá-los em ordem de nome, código e ou número do
carnê.
Pesquisar - Permite que se encontre o dizimista mais rapidamente,
para obter ajuda acione a tecla (f1).

Lançamentos de Dízimos
Este é utilizado pelas unidades que possuem a contribuição do dízimo
através de envelopes, também pode ser utilizado pelos demais. Deve-
se informar a data, o mês, o código do dizimista e o valor e gravar,
depois, a cada nova informação devem repetir o código, o valor e
gravar, até que todas as informações forem digitadas. Para registrar
podem utilizar leitor de código de barras. Para isso, é necessário que
seja impresso o código de barras no envelope ou na etiqueta que é
colada no carnê ou no envelope e possuir um leitor de código de
barras com capacidade de interpretar o modelo "Cinco(5) intercalado
de dois(2)".
A emissão da etiqueta ou do envelope com o código de barras, O
sistema permite que você informe as medidas do formulário de
Etiquetas ou as medidas do envelope e salve para que nas futuras
impressões possa somente indicá-lo.
.Ao selecionar em Modelo escolha <Novo Modelo> aparecerá uma
tela solicitando o nome do arquivo. Informe o nome para este novo
modelo que ficará armazenado em sua base para posterior utilização,
e clique em OK. Este arquivo é salvo dentro do próprio banco de
dados e pode ser modificado ou eliminado quando não necessitar
mais dele, para deletar é só marcar e acionar a tecla Delete, para
alterar deve marcar o modelo e acionar o botão Layout e modificá-lo.
Veja abaixo o local e como criar um novo modelo.
O campo Imprimir recibo após a gravação, se marcado, cada
informação o sistema emite o recibo de acordo com a configuração
feita no recibo de dízimo.
Contribuição sem valor, se marcado, o sistema considera o registro
ok após informado ou lido o código do dizimista.
                                24
Confeccionando novo modelo:
No Módulo Pastoral em Comunidades vá em Etiquetas, Envelopes,
Cartas e Carteirinha.... . O sistema permite que você informe as
medidas do formulário de Etiquetas ou as medidas do envelope e
salve para que nas futuras impressões possa somente indicá-lo.
Ao selecionar em Modelo o <Novo Modelo> aparecerá uma tela
solicitando o nome do formulário. Informe o nome para este novo
modelo que ficará armazenado em sua base para posterior utilização,
e clique em OK.
Na próxima tela deve informar as medidas do papel e etiqueta,
sempre em centímetros; Se for envelope não informar o item
etiquetas.
Altura: Altura do papel
Largura: Largura do papel
Orientação: Retrato (Folha de pé) ou Paisagem (Folha deitada)
Margem Esquerda: Espaço entre a lateral da folha e a etiqueta
Margem Superior: Espaço entre a parte superior da folha e a etiqueta
Se etiquetas:
Nº de Colunas: Número de colunas de etiquetas no papel
Altura: Altura da etiqueta
Largura: Largura da Etiqueta
Espaço Hor.: Espaço lateral entre uma Etiqueta e outra
Para ambos (envelope e etiquetas):
Conteúdo: No campo conteúdo, devem ser informados os itens que
constarão na etiqueta ou envelope. Clicando com o botão direito do
mouse aparecerá uma lista com alguns campos do sistema. Deve
selecionar os campos desejados nas linhas.
No botão representado pela letra A podem ser alteradas as fontes de
letra e cor das informações que constarão na Etiqueta.
Imprimir código de barras - marcar se deseja imprimir o código de
barras do Dizimista na etiqueta, observar que para isso é necessário
pelo menos duas linhas ou próximo a 2 centímetros.
Após preencher os campos acima, clique em OK

Tabela de Classes
Cadastrar o salário mínimo atual e mantê-lo atualizado. No campo
classe, cadastrar as classes e ao lado no campo percentual (%),
informar o valor percentual do salário mínimo que aquela classe deve
pagar. Serve para quando for cadastrar os Paroquianos indicar a
classe de contribuição, para que na movimentação de dizimistas o
sistema sugira o valor a ser pago. Utilizados por comunidades que
estabelece uma classe para cada profissão. Ex. agricultor 10%,
                                 25
bancários 15%, profissional liberal 20% sempre do salário mínimo
informado.

Recibo de dízimo - é usado para emitir recibo de dízimo de um ou
mais paroquianos no período indicado. O próprio programa soma os
valores e lista o recibo do total.

Carnês de Dízimo e Capa e o Tíquete de Dízimo - Emissão dos
carnês de dízimo em duas (2) versões, uma com cópia, própria para
carnês com capa e uma com controle para ser utilizada em folha
aberta sem capa. Em ambos lista o nome e o código do dizimista em
todas as frações. Os carnês podem ser listados com código de barras
em cada folha contendo código do dizimista e o mês de competência,
também, pode emitir as folhas sem o código de barras e imprimir uma
etiqueta com código de barras para colar na capa do carnê.
Sugerimos que liste os dois modelos para ver qual se adapta melhor
as suas necessidades.

Relatórios Referente ao dízimo
Todos os relatórios podem ser impressos no vídeo e analisado da sua
necessidade e utilidade, observar que todos possuem uma série de
opções listam relatórios com informações diferentes. Existem muitos
relatórios referentes aos dizimistas em comunidades selecionado o
item Tipo. Em caso de dúvida acione a tecla F1.
Abaixo explicamos alguns relatórios:
Arrecadação de Dízimo – usado para listar os valores arrecadados
no período indicado, serve também, para justificar lançamentos no
caixa (assinado pelo Pároco é um documento contábil). Esta pode ser
impressa sem o valor bastando para isso marcar a opção ocultar
valor.
Ficha de Dizimistas - A ficha dos dizimistas, criado com o objetivo de
arquivamento ou transporte das informações para locais onde não
possua computador, imprime em formulário A4, duas fichas por folha,
estas contêm o nome, endereço e telefone, os dependentes, também,
a posição do dízimo dos últimos 5 anos todos os meses, a partir do
ano indicado no ato da emissão. Esta pode ser impressa para um
dizimista, para uma comunidade ou para todos e em ordem de nome
ou código.

Relatórios do Módulo Pastoral
Todos os relatórios podem ser impressos no vídeo e depois enviados
para impressora. Todos os relatórios possuem muitos tipos, modelos
                                26
e opções que podem lhe interessar, se houver dúvidas acione a tecla
F1.
Em Cadastros:
 Cada tabela possui seus relatório e opções. Os Religiosos
    possuem no item imprimir na base da tela opção para listar Ficha;
    Etiqueta, Envelope e relação de aniversariantes de nascimento e
    ordenação a fim de não serem esquecidos.
Em Missas:
 Agenda de missas, Relação de recados, Arrecadação de
    encomendas de missas.
Em Comunidades:
 Relação de paroquianos, Relação de dependentes de
    paroquianos, Ficha cadastral de paroquianos, Formulário para
    visita às famílias, Etiquetas, Envelopes e cartas para
    paroquianos, E-mail para paroquianos, Transferência para
    paroquianos, Relação dos aniversariantes, Etiquetas, envelopes
    e cartas para aniversariantes da paróquia, Relação dos
    aniversariantes de casamento, Etiquetas para os aniversariantes
    de casamento, Relação dos paroquianos por seleção de
    sacramentos, Etiquetas dos paroquianos por seleção de
    sacramentos, Etiquetas para os aniversariantes de Sacramentos,
    Campanha de arrecadação para festas.
Obs.: E-mail para paroquianos – acione F1 para ver como deve estar
configurada a Internet para que esta rotina funcione.

Em Movimentos:
 Relação dos participantes de cursos, Fichas dos participantes de
   cursos, Etiquetas/envelopes para os participantes de cursos,
   Relação dos participantes para viagens, Relatório da situação
   dos dízimos para os participantes.

Em Setores:
 Relação e envelopes dos Coordenadores, Relação dos setores,
   Relação e envelopes para os participantes, Relação de
   participantes para viagens, relatório da situação do dízimo dos
   participantes.

Em Ministros:
 Relatórios de cursos, Fichas dos Ministros, Etiquetas ou
   envelopes para os Ministros, Relatórios dos Ministros, Lista de
   chamadas para os participantes de cursos, Carteirinha dos
   Ministros e Crachá.

Em Retiros:
                                27
   Ficha cadastral para os participantes dos retiros, Etiquetas para
    crachás dos participantes, Relatórios de chamadas dos
    participantes e Relatório de Equipes dos retiros.

Em Agendas:
 Agenda da paróquia e Agenda de atividades anual da paróquia e
   comunidades.

Em Utilitários: (um clique marca outro desmarca)
 Exibir barra de atalho – se marcada, exibe uma barra de atalho
   na lateral do vídeo, Exibir barra de ferramentas – se marcada,
   exibe ferramentas no topo da tela, esta dependendo da resolução
   do vídeo acaba prejudicando o posicionamento das telas,
 Exibir comunidades na geração das fichas de paroquianos – se
   marcada, sempre que nos sacramentos ou movimentos for
   incluído um paroquiano o sistema pede se deseja atualizar o
   cadastro dos paroquianos, também pedirá qual a comunidade
   que pertence, se desmarcado, não fará a última pergunta.
 Etiqueta especial – Utilizar para emitir mais de uma etiqueta para
   um mesmo endereço, digitar o nome, endereço, Cep., cidade,
   estado e informar quantas cópias deseja.
                                  28

                  MÓDULO SACRAMENTOS

Batismos
Batistério
Para digitar os Batizados já realizados, ir em – Batismo – Batistério,
neste, pode-se digitar todos os livros. Podem ser digitados pela
Matriz e transmitidos (exportados) para a Paróquia ou vice versa.
Inscrição para Batismo
Para Cadastrar os Batismos, ir em Sacramentos – Batismos –
Inscrição para batismo. Descrevemos abaixo os passos necessários
para fazer a inscrição, sabendo por exemplo, que quando não há
preparação para Batismo não haverá a necessidade de criar a agenda
de preparação descrita no item “a” abaixo:
     a) Agendar as preparações de Batismos (poderão programá-las
          para período futuro).
     b) Agendar os Batizados (poderão programá-las para período
          futuro).
     c) Inscrever os Batizandos, indicando a data em que os pais e
          padrinhos irão realizar a Preparação. Indicar em Turma e
          Grupo, o Dia e a Hora do Batismo.
     d) Após a realização da preparação de Batismo, ir na Agenda
          de Preparação e confirmar os participantes que realizaram a
          Preparação.
     e) A qualquer tempo, podem listar os Certificados de
          participação da preparação, a Ficha de Inscrição, a
          Lembrança de Batismo, etc..
     f) Após a realização do Batizado, deve-se ir na Agenda de
          Batizados e confirmar o batizado. Na 1ª vez devemos
          informar o nº. do livro, a quantidade de folhas que o livro
          contém, (o último registro realizado, sendo o nº. da última
          folha, o nº. da ordem e do nº do registro). A partir daí o
          sistema só exibirá a última numeração usada, que se estiver
          correta, podemos confirmar clicando no botão Confirmar. Se
          não estiver correta devemos acertar e depois confirmar.
     g) Parâmetros dos Livros de Batismo – devido aos diferentes
          padrões de livros utilizados foi criado condições de definir a
          sua organização – mais informações acione a tecla F1.
     h) Profissão de Fé – além de imprimir o documento, também é
          possível gravar o registro no batistério em tempo de emissão
          bastando para isso marcar para registrar no batistério.
     i) Documentos, formulários, Lembranças, Crachás, Livros,
          fichas e relatórios todos podem ser listados no vídeo e
                                29
          também possuem ajuda on-line, basta acionar a tecla F1
          para obtê-la.

1ª Eucaristia
     a)  Criar a agenda de 1ª Eucaristia para o período, onde a
         Turma é o dia da semana e o Grupo é a hora. As unidades
         que possuem várias etapas de catequese, devem cadastrar
         uma agenda para cada etapa, nas etapas seguintes, pode-se
         transferir pela própria agenda os catequizandos não sendo
         necessário cadastrá-los novamente.
     b) Cadastrar os candidatos a 1ª Eucaristia e transferir os que
         mudam de etapa.
     c) A data da 1ª Eucaristia deve ser confirmada na Agenda da 1ª
         Eucaristia item (a).
     d) Se houve alguma desistência, deve-se desmarcá-lo para
         depois confirmar.
     e) Documentos, formulários, Lembranças, Crachás, Livros, fichas
     e relatórios todos podem ser listados no vídeo e também
     possuem ajuda on-line basta acionar a tecla F1.

Crisma
a)   Criar a agenda de Crisma para o período, onde a Turma é o dia
     da semana e o Grupo é a hora. As unidades que possuem mais
     de uma etapa devem cadastrar uma agenda para cada etapa,
     nas etapas seguintes, pode-se transferir pela própria agenda os
     crismandos, não sendo necessário cadastrá-los novamente.
b)   Cadastrar os candidatos a Crisma e transferir os que mudam de
     etapa.
c)   A data da Crisma deve ser confirmada na Agenda de Crisma,
     item (a). Se houve alguma desistência, devem desmarcá-lo para
     depois confirmar. Ao confirmar devem anotar o nome do
     Celebrante e a Comunidade onde se realizou a confirmação,
     além de confirmarem o livro e nº do livro.
d)   Documentos, lembranças, crachás, formulários, Livros, Termos,
     Atas, fichas e relatórios todos podem ser listados no vídeo e
     também possuem ajuda on-line, basta acionar a tecla F1.

Matrimônio
Inscrição para Matrimônio
a) Na Agenda de Preparação para Matrimônio, Agendar a
    programação da Paróquia, se desejar, pode colocar das
    paróquias vizinhas e da Pastoral da Família, a fim de não faltar
    opção para os candidatos.
                                  30
b)  Inscrição para Matrimônio, fazer o cadastro dos nubentes: na aba
    registro, deve informa a data e hora da cerimônia, o celebrante e
    o local da realização. Nas mãos dadas, marcar a data e hora da
    entrevista dos noivos com o Pároco. Na Benção, indicar se dentro
    ou fora da missa, demais dados dessa tela são automáticos, o
    próprio sistema marcará de acordo com a situação dos nubentes,
    exceção o último item que se refere à validade do casamento no
    Civil. Ao registrar os dados do noivo e noiva, deve agendar a data
    e hora da preparação ou marcar a data e local da realização se
    realizado em outra comunidade.
c) Feito a inscrição dos noivos pode-se emitir a Habilitação
    Matrimonial “Proclamas”, Ficha de Inscrição para o Matrimônio,
    Lembrança e o formulário de entrevista “Declaração sob
    juramento” do noivo e noiva.
d) Após a realização da Preparação - ir na agenda de Preparação e
    confirmar e emitir o certificado para os participantes.
e) Após a realização do Matrimônio - ir na inscrição para
    Matrimônio e selecionar os noivos que se deseja confirmar, após
    acionar o botão confirmar e conferir ou informar a data da
    realização e os dados do livro. Na 1ª confirmação do sistema
    deve-se informar o nº do Livro atual, a quantidade total de folhas
    do livro, o nº da última folha, da última ordem e do último registro
    usado. A partir daí, toda a vês que formos confirmar um
    matrimônio, o sistema só exibirá a última numeração usada, para
    vossa conferência, se correta, ser confirmada.
f) Após ser confirmado o Matrimônio deve-se listar a Notificação da
    noiva e do noivo e enviar à paróquia de Batismo e a Diocese para
    que seja feita anotação no complemento do livro.
Digitação dos Matrimônios já realizados (Livros).
g) Digitações dos livros de Matrimônio já existentes, para registrar
    estes assentamentos devem ir – em Matrimônio opção
    Matrimônios já realizados. Estes livros, depois de digitados
    podem ser reimpressos e também exportados para a Diocese e
    vice versa.
h) Parâmetros dos Livros de Matrimônio – devido aos diferentes
    padrões de livros utilizados foi criado condições de definir a sua
    organização – mais informações acione a tecla F1
i) Documentos, formulários, Livros, fichas e relatórios todos estão
    configurados e seguem as normas do Código Canônico, podem
    ser listados no vídeo e também possuem ajuda on line, basta
    acionar a tecla F1. Possui todos os relatórios e documentos
    necessários no processo de Matrimônio.
                                 31
Exportações e Importações
Após a realização dos Sacramentos, os registros ficam armazenados
no sistema possibilitando a impressão de Certidões e livros, também
de acordo com os critérios definidos pela Diocese, podem ser
transferidos periodicamente para que o arquivo de batistério da
Diocese fique atualizado, que pode ser mensal ou quando termina o
livro.

Em Utilitários:
Batismos – Exportação - informar o período e ou nº do livro e o local
de gravação, se for todo um período não precisa informar o livro.
Importação – informar somente o local de gravação do arquivo que o
sistema identificará o conteúdo.

Complementos dos batismos - Exportação - informar o período e ou
nº do livro e o local de gravação, refere-se às anotações no
complemento. Importação – informar somente o local de gravação do
arquivo que o sistema identificará o conteúdo

Crisma - Exportação - informar o período e ou nº do livro e o local de
gravação. Importação – informar somente o local de gravação do
arquivo que o sistema identificará o conteúdo

Matrimônios – Exportação, informar o período e ou nº do livro e o
local de gravação. Importação – informar somente o local de gravação
do arquivo que o sistema identificará o conteúdo
                                  32

                     MÓDULO CEMITÉRIO
Possibilita que as paróquias que possuem Cemitério possam se
organizar e torná-lo viável, o sistema também ajuda na localização
dos falecidos, controle o estoque de sepulturas, os arrendamentos,
gerencia os contratos, controla as taxas de sócios e arrendatários.
Também, possui todos os relatórios e documentos necessários para a
sua administração. Para utilizá-lo devemos primeiro cadastrar as
tabelas cfe.abaixo:
Definir parâmetros - colocar a forma de cobrança e o último dia e mês
de vencimento. Cadastrar categorias e valores cobrados.
Associados - Se o associado não for paroquiano deve cadastrá-lo –
Se paroquiano ir em Pastoral – Comunidades – paroquianos,
selecionar o paroquiano e no complemento, estando no modo
Alteração, colocar que é associado.
Sepulturas – cadastrar todas as sepulturas existentes as ocupadas,
as reservadas e as disponíveis. No cadastro ficam como disponíveis
até que seja informado o contrato de arrendamento.
Falecidos – cadastrar todos os falecidos existentes e a cada novo
enterro cadastrar o falecido, depois pode listar a ficha do falecido, que
facilitará a celebração da encomenda do corpo.
Contratos – cadastrar todos os contratos existentes se não existirem
simular – Obs. Para fins de cobrança de arrendamentos deve-se
cadastrar os contratos ou pelo menos registrar, para que o sistema
possa gerar a cobrança. Cada novo falecido devemos cadastrar um
novo contrato, no caso de um falecido que utilizará uma sepultura já
ocupada deve registrar um adendo ao contrato. Ao registrar o
contrato é indicada a sepultura, a data do contrato, o vencimento de
acordo com as normas do cemitério ou da secretaria da saúde, no
Botão Falecido deve indicar o falecido e o local que ocupa na
sepultura (para acessar os falecidos cadastrados basta clicar na
linha), também deve indicar o arrendatário e o suplente.

Cobranças
Cobrança de Cemitério – Ao abrir a cobrança apresenta uma tela é
dividida em duas partes, a da esquerda, mostra o código, o nome dos
sócios e arrendatários e os códigos das sepulturas contratadas, e a
direita em linha, os meses do ano seguido do campo para se colocar
a data e o valor recebido no campo pertinente, que pode ser taxa de
sócio, manutenção, renovação e ou sepultamento. No quadro da
esquerda se desejamos organizar por nome ou código podemos clicar
com o botão direito do mouse e marcar a ordem.
                                 33
No rodapé da tela existem informações como: da última data de
pagamento, código do suplente, código do contrato, a última
renovação de contrato.
Período – utilizar para pagamentos de anos anteriores ou posteriores.
Incluir – ao ser acionado libera a grade para informar a data e o valor
pago, e também libera a Inclusão por Período que possibilita que se
informe um valor total para um determinado período e o sistema
distribui uniformemente.

Relatórios e Documentos.
Ir em relatórios e escolher o relatório ou documento desejado, que
pode ser:
Posição do cemitério, Posição de associados do Cemitério, Ficha do
falecimento, Registro de óbito, Arrecadação do cemitério, Recibo de
arrecadação     (recebimentos),    Aviso    pedindo  regularização,
Relação/Etiquetas/Envelopes de atrasos, Aviso pedindo a renovação
de Contratos, Autorização de Exumação, Licença para transporte de
restos mortais, Declaração de liberação/troca de sepultura e Ficha
para cadastro de Túmulos e Contratos.
Todos os relatórios podem ser impressos no vídeo e depois enviados
para impressora. Todos os relatórios possuem muitos tipos, modelos
e opções que podem lhe interessar, se houver dúvidas acione a tecla
F1.
                                 34
                    MÓDULO FINANCEIRO

É responsável pelo controle das Contas a Pagar e a Receber, além
de fornecer o fluxo de caixa e outros relatórios de controle, também
disponibiliza rotinas completas para controle de Captação e de
Campanhas. Este módulo possui parametrização que possibilita ao
mesmo tempo em que controlamos a contas, já seja integrado com
Caixa, Bancos e a contabilidade. Também na Captação possui rotinas
para gerar Doc’s bancários com código de barras dos Benfeitores.

Cadastros
Em cadastros encontramos as tabelas:
Parâmetros – destinado a parametrizar o sistema a fim de gerar a
integração contábil das contas a pagar e a receber. Podendo gerar os
lançamentos de apropriação e liquidação. Devem também definir os
históricos e informar as contas de cada item para contabilização.
Contribuintes – automaticamente todos os paroquianos aparecerão.
Os que não são paroquianos poderão ser cadastrados diretamente.
Nota os Contribuintes é o mesmo que Clientes.
Fornecedores – deverão ser cadastrados todos os fornecedores,
inclusive os que fornecem Energia, telefones, alugueis, enfim todos os
que nos dão crédito.
Obs.: Os Contribuintes e os Fornecedores se utilizarem integração
contábil deverão ter a informação da conta contábil no campo próprios
do cadastro.
Vendedores – utilizado para cadastrar pessoas que são remuneradas
ou não, mas responsáveis por Captação de recursos no Dízimo e
outras captações.

Contas a Receber
Destinado ao controle dos valores a receber, títulos, cheques pré
datados etc.
Cadastros de Títulos – nele devem cadastrar e liquidar os títulos a
receber.
Pagamento de Títulos -. Em documento - Podem escolher se
desejam utilizar o nº do banco ou o nº do título. Opção utilizada para
facilitar a informação do recebimento dos títulos. Para efetuar o
recebimento deve informar o número do título de forma completa
inclusive com os zeros a esquerda, isso se faz necessário devido o
código do título ser um campo alfabético
Emissão de Bloquetos – emite Doc’s bancários com código de
barras para os bancos parametrizados.
                                 35
Relação de Títulos – emite diversos tipos de relatórios de títulos para
os mais variados controles.
Cobrança eletrônica KNAB240 – envio e retorno de informações de
títulos para os bancos parametrizados. No retorno o sistema pode
liquidar os títulos se ajustado ao critério de cada banco.

Contas a Pagar
Gerencia todas as contas a pagar que podem ser contas de luz,
telefone, compras a prazo, alugueres, etc.
Cadastro de Títulos – cadastrar e liquidar todas as contas
pendentes. As notas tiverem imposto retido devem abrir o botão
tributos e informar no campo pertinente a cada um o valor e a data de
pagamento, este para poder listar os relatório abaixo. Se contabiliza e
apropria devem colocar o histórico e complemento.
Pagamento de títulos – informar os valores de cada campo se
houverem e se foi pago com cheque devem informar o banco em
campo próprio se não informar o banco o sistema lança no caixa.
Relação de Títulos – idem contas a receber acima.
Relação de impostos retidos para recolhimento – relação para
pagamento de impostos.
Relação de retenção de impostos – lista todos os valores retidos
durante o período indicado do fornecedor.

Fluxo de Caixa
Imprime relatório de fluxo de Caixa conforme itens marcados. Imprime
Relatório de todas as contas movimentadas durante o ano com o
valor de cada mês e com totalização anual e mensal.

Campanhas
Serve para gerenciar as campanhas organizadas pela Paróquia e
comunidades. As campanhas podem ser, para construir um salão,
para fazer uma calçada, para pintura da paróquia, etc.:
Cadastro das Campanhas – cadastrar as campanhas indicar o
período início e fim.
Inscrição de participantes – indicar os participantes, devem ser
paroquianos.
Movimentação das Contribuições – informar cada contribuição
recebida.
Relatórios – Relação dos Participantes, Etiquetas/Envelopes dos
participantes, Impressão de Carnês, Impressão de Recibos e Relação
de arrecadação.
                               36
Captação
Utilizada para gerenciar arrecadação de seminários e outras
entidades de maneira completa, permite controlar os benfeitores, as
paróquias e comunidades que pertencem, gerenciar o “contas a
receber” emitir Doc’s, Recibos e Relação de débitos e conta, etc.:
Geração de Cobrança dos Benfeitores – gera os valores ofertados e
nas periodicidades de acordo com o cadastro de cada um, emitindo
Doc’s, Recibos e Relação para débito em conta bancária/depósitos
conforme o caso. Os Benfeitores são definidos no cadastro de
Paroquianos no Módulo Pastoral, em Comunidades – Paroquianos –
na aba Complemento – o botão Captação.
Relatórios – Relação de arrecadação, Autorização de débito em
Conta, Relação de benfeitores para débito em conta, Relação das
captações por cobrador, Impressão dos Recibos.

.
                                 37
                     MÓDULO CONTÁBIL
O Sistema de Contabilidade, desenvolvido para atender as
necessidades da igreja, propiciando conforto na integração com todas
as rotinas, também, possibilita a transferência das informações das
capelas para a Paróquia e da Paróquia para a Matriz “Diocese”, pela
Internet ou em qualquer meio magnético. O Sistema gerencia
automaticamente a Empresa, as Filiais, as Comunidades “centros de
custos” e as contas bancárias de cada uma, gerando Balancetes,
demonstrativos e Balanços em todos os níveis inclusive consolidando
automaticamente se solicitado. Dispõe de rotinas de atualização de
cadastros entre as unidades e integra diretamente com a
movimentação do Caixa, Bancos, Contas a pagar e a receber,
Patrimônio, Folha de Pagamento e Atividades Filantrópicas.
Descrevemos a seguir cada rotina do sistema:

Em Cadastros
Parâmetros
utilizado para ajustar o funcionamento da contabilidade no que se
refere ao plano de contas, conta caixa e contas de Superávit e Déficit
estas utilizadas pelo sistema para encerramento automático do
balanço, etc.

Cadastro das Contas Bancárias.
São cadastradas as Contas Bancárias que a Paróquia e suas
Comunidades possuem, podendo ser, conta corrente, poupança e
aplicação etc.
Se existirem contas na mesma agência bancária e ou mesmo Banco,
deve ser cadastrada cada uma delas, mesmo que a conta contábil
seja a mesma para todas as contas. Nos casos em que o banco utiliza
a mesma conta para a conta corrente e para a aplicação, deve-se
cadastrar no sistema a mesma conta duas vazes, como se fossem
duas contas, porém, uma deve ter no item, conta contábil a conta que
no plano de contas representa a conta corrente e a outra no mesmo
item a conta contábil de aplicação.
Código – informado automaticamente pelo sistema, podendo ser
modificado se desejarem, porém, não poderá ser trocado depois de
movimentado.
Banco - indica o número do banco no Banco Central.
Nome do Banco – descrever o nome do banco Ex.:BANCO DO
BRASIL S/A
                                38
Código e nome da agência – descrever ambos seguida da
comunidade que pertence a conta se desejar ex. COMUNIDADE
SÃO JOÃO.
Tipo de conta - indicar o tipo de conta ex: Conta corrente, poupança,
etc.
Conta - indicar o número da conta no banco.
Código Contábil - Informar o código da conta bancária na
contabilidade, este código, não poderá ser modificado após ter
recebido qualquer movimentação.
Layout do Cheque - deve ser configurado de acordo com o modelo
fornecido pelo banco normalmente em folha A4. Só necessário, se for
emitir cheques pelo sistema utilizando a rotina de emissão de
cheques existente em bancos.

Centro de Custo (comunidades).
Cadastrar os centros de custos (comunidades) das filiais.
Para incluir, deve-se informar o código e o nome que identifica os
centros de custos de sua instalação.
Os centros de custos serão necessários para as informações
financeiras no contas a pagar e a receber, or;amento, patrimônio,
caixa, bancos e contabilidade, além de identificar os locais de
eventos, cursos, movimentos e demais estatísticas necessárias pelas
filiais e pela matriz.
Os centros de custos de 001 a 999 e poderão ser cadastrados e
alterados pelas filiais de acordo com sua organização.
Ex.: 001 – Matriz ou Paróquia; 002 Capela A; 003 Capela B; 004
Cancha de esportes, etc.

Históricos
Deve-se cadastrar os históricos padrões, que serão utilizados para
registro das movimentações do financeiro, caixa, bancos, contas a
pagar e a receber e na contabilidade. Deve ter o código e a
descrição.
A descrição poderá ter complemento no meio ou no fim.
Ex.: 001 Pagamento conta n. ###### referente ao mês; 002 Pago ch.
n.º ; 003 Recebido NF. ; 004 Rec. Doc nº. 005 – Conforme cupon
fiscal nº.
# - Significa que além do complemento, pode-se colocar dados no
meio do histórico padrão, substituindo o (#).
Históricos para encerramento de balanço:
Xxx – Transferência para encerramento do exercício
Xxx - Resultado do exercício ou .....
                                  39
A Inclusão e Alteração de Históricos deverão ser feitos pela Matriz,
depois exportado e enviado para as filiais importarem ficando assim
todos atualizados.

Plano de contas
Deve-se cadastrar o Plano de Contas que a Empresa e as Filiais
utilizam. A quantidade de dígitos das contas e o número de graus são
e foram definidos em Cadastros no item Parâmetros.
A inclusão e a alteração sempre se darão no arquivo da empresa
nunca das Filiais, isto é, as contas que as Filiais utilizarão são da
Matriz.
A necessidade de inclusão de contas novas pelas filiais, deverão ser
solicitadas para que a Matriz o faça e forneça para as filais uma cópia
atualizada do Plano de Contas para que possam efetuar os
lançamentos. Isto quando as filiais integram com a matriz.
Este procedimento poderá ser feito pela exportação do Plano de
Contas atualizado na Matriz e pela Importação do plano atualizado
(recebido da Matriz) na Filial.
O meio de transporte dos Dados (arquivos) pode ser via Internet ou
qualquer outro meio magnético disponível.
Para saber mais acione F1 para obter ajuda.

Plano da folha de Contribuições.
Este foi criado para gerar a folha de contribuição da Paróquia para a
Mitra automaticamente a partir do movimento Contábil (caixa e
bancos) ou informado manualmente os valores na planilha.
A Paróquia pode emitir o relatório, e saber, previamente o valor a
transferir para a Mitra. Se for por rateio também.
A Mitra ao receber a contabilidade da filial pode emitir o relatório que
serve como recibo. Também pode preencher a planilha manualmente
gerando o mesmo resultado da leitura na movimentação.
Obs.: Para que este recurso esteja disponível devemos ao cadastrar o
Plano de Contas na Contabilidade, colocar o (%) que aquela conta de
receita deve transferir para a Mitra. Desse modo, criamos um plano de
contas para disciplinar os tipos de % de transferência e totalizá-los no
relatório recibo, ainda efetuar a contabilização de toda a folha de
contribuição de maneira automática no Caixa e na contabilidade da
matriz, também a contabilidade da filial que prestou conta.
As dioceses que emitem Doc’s Bancários com código de barras para
cobrar o rateio das Paróquias deverão escolher um banco e nos
enviar as normas e os dados do contrato de cobrança para
parametrização dos Doc’s.
                                 40
Para obter mais informações abra o plano da folha e acione a tecla
F1.

Plano para Prestação de Contas para a comunidade
da Paróquia
Este foi criado com a finalidade de gerar um relatório para prestação
de contas, de maneira compacta de uma paróquia. Embora tenhamos
uma série de relatórios disponíveis como: Demonstrações,
Balancetes, Extratos, etc.
Para implantar o plano para prestação de contas, devemos em:
Grupo - colocar o código do grupo, composto de um digito e com a
descrição da conta título. No Sub-grupo – colocar o nome do sub-
título, e no campo reduzido, deve-se informar o código da conta ou
das contas que irão compor o total da verba indicada no subtítulo. No
campo reduzido - se clicarmos com o mouse na linha vazia, abre uma
seta, que acionada com o mouse, abre o Plano de Contas onde
podemos indicar a cada subtítulo quantas contas queremos que some
nela.
Exemplo - se queremos que a conta de coletas seja a soma de outras
10 contas, devemos indicar no subtítulo as 10 contas.
Para imprimir o Relatório de Prestação de Contas deve-se ir em
Contabilidade - Demonstrações - e Prestação de contas. Este, se
listado de um único mês, mostra o saldo anterior à movimentação do
mês e o saldo final. Se listado de um período, lista somente a
demonstração da movimentação do período. Obtenha mais
informações acionando a tecla F1.

IMPLANTAÇÃO DE SALDOS
Há três (3) maneiras para implantar os saldos na
contabilidade.
A 1ª é Exportar os saldos iniciais da contabilidade da Matriz para que
a Paróquia Importe e fique com o saldo contábil igual a posição da
matriz. Se a matriz não tiver os saldos contábeis das paróquias,
deverá criar um balancete de abertura baseado no IR do ano anterior
para que sirva de saldo inicial, considerando o saldo de caixa e
banco.

A 2ª maneira é a mais correta, para realizá-la devemos entrar no
sistema no período anterior ao início da movimentação, abrir módulo
Contábil, entrar na Contabilidade – Movimentação contábil e digitar
os lançamentos dos saldos anteriores de cada conta e cada centro de
                                 41
custos utilizando o histórico, implantação de saldos. Após digitado dos
saldos, deve listar uma balancete ou balanço para verificar se os
saldos estão corretos. Ex.: se a contabilidade começar em janeiro o
saldo anterior deve ser implantado com referência ao balanço do ano
anterior e a data dos lançamentos deve ser 31/12, após implantado o
saldo e corrigido, deve ir em Contabilidade – Anuais – e fazer a
virada anual para que o saldo seja transferido para o saldo anterior de
janeiro do ano seguinte. Se iniciarmos a movimentação durante o ano
corrente deve-se implantar os saldos no mês anterior ao início das
atividades e não será necessário executar a virada anual. Os que
utilizarem esta forma de implantação dos saldos iniciais não será
necessário os procedimentos dos Passos2 e 3 abaixo.

A 3ª maneira, esta serve para as paróquias, já que não precisam se
preocupar com o saldo anterior de balanço da Diocese, é Implantar
somente os saldos de caixa, bancos e comunidades (centro de
custos), seguindo o que está descrito no Passo 2, itens a, b e c,
abaixo.

A implantação dos saldos é necessária para que as
Paróquias iniciem a movimentação do Caixa e Bancos
com a informação da situação financeira e contábil do
período anterior. Devemos colocar os saldos iniciais do
caixa de cada centro de custos, das contas correntes,
poupanças, aplicações e os saldos contábeis dos centros
de custos. Veja a seguir todos os passos para os que
utilizaram a 3ª maneira descrita acima:
Passo 1.
Os cadastros das paróquias deve estar atualizados, caso não estejam
a Mitra da Diocese deve exportar os cadastros (Plano de Contas,
Históricos Padrões, Plano da folha de contribuição, Plano do
Patrimônio), só os que existirem, para que as paróquias importem em
suas bases e todas fiquem atualizadas de maneira igual. Este passo é
utilizado pelas 3 maneiras descritas acima.

Obs.: Os passos 2 e 3 abaixo só serão necessário para
os que utilizaram a 3ª maneira de implantar os saldos
descrita no passo 1 cima.
Passo 2.
                                 42
Após terem cadastrado as conta bancárias e ter cadastrado os
Centros de Custos (comunidades) devemos informar os saldos do
Caixa de cada Centro de Custos, o saldo de cada conta bancária e
dos Centros de custos cfe. passo 3 abaixo.
Obs. Podemos ter várias contas em um mesmo Banco, usando ou
não, a mesma conta contábil, neste caso, a soma dos saldos de cada
conta bancária deve ser igual ao saldo da conta na contabilidade.
a) Para informar o saldo dos caixas devemos Ir no módulo Contábil -
    em saldos – caixas por Centro de Custos – em competência,
    colocar ano que pretendemos começar a digitação do caixa, em
    Centro de Custos, selecionar o centro de custos desejado, e com
    o mouse marcar em saldo anterior no mês que pretende começar
    a digitação e então digitar o saldo anterior, dar enter e responder
    SIM, para registrar o saldo. Fazer isso para cada centro de custos
    que pretende controlar o saldo do caixa. A soma do saldo do
    caixa dos Centros de Custos será o saldo total do caixa da
    Paróquia.

b)   Para informar os saldos das contas bancárias Ir em saldos – ir
     em bancos e colocar os saldos das contas bancárias, sejam elas,
     contas correntes, poupanças e aplicações. Para informar os
     Saldos deve-se, Ir no Módulo Contábil em Saldos – Bancos em
     competência, colocar o ano que deseja começar a digitação, em
     Banco, selecionar a conta bancária desejada e com o mouse
     marcar na coluna Saldo Anterior do mês que desejamos começar
     a digitar a movimentação, colocar o saldo, dar enter e responder
     SIM, para registrar o saldo. Fazer isso, até que todas as contas
     bancárias estejam com o saldo indicado.

c)   Se não foi importado o saldo inicial da Mitra (matriz) conforme
     descrito na 1ª etapa, devemos ainda ir em Saldos – contábeis –
     selecionar a conta de cada banco – em competência colocar o
     mês e anos desejado – em código reduzido selecionar a conta
     contábil do banco e com o mouse marcamos o saldo anterior do
     mês que pretendemos começar a digitação (deve ser o mesmo
     do item b acima), e digitamos o saldo(que deve ser a soma do
     saldo de todas as contas bancárias que utilizam a referida conta
     contábil), dar enter e responder SIM para registrar o saldo
     indicado.

Passo 3:
Saldos dos centros de custos
Após os centros de custos estarem cadastrados, podemos (devemos)
colocar os seus respectivos saldos,para que possamos controlar os
                                  43
saldos. OBS: se não queremos controlar os saldos dos centros de
custos não é necessário informar os saldos.
O saldo de cada Centro de Custos deverá ser a soma do Caixa mais
os saldos das contas bancárias próprias=(caixa+contas correntes+
aplicações + poupança)
a) Para controlar os saldos das comunidades (Centros de Custos),
      devemos implantar o saldo anterior, para isso, ir no módulo
      Contábil - em Saldos – Saldos contábeis por centros de custos,
      em competência acertar o ano – em Centro de Custo – selecionar
      o centro de custo (comunidade) desejada, e, marcar com o
      mouse o campo do saldo anterior do mês que se irá começar a
      digitação dos lançamentos do caixa e bancos, (este mês deve ser
      o mesmo utilizado no passo 2 acima), colocar o saldo existente
      na data, dar enter e responder SIM para registrar o novo saldo.
      Fazer isso em todos os centros de custo que se deseje controlar
      os saldos.
Obs.: Os passos 2 e 3 acima só serão necessário para os que
utilizaram a 3ª maneira de implantar os saldos descrita acima.
A partir dos saldos iniciais, toda a movimentação realizada pelo caixa
ou bancos, é automaticamente registrada e efetuado o controle do
saldo daquela unidade, e ainda, quando necessário poderão listar o
relatório da movimentação por Centro de Custos, bastando para isso,
ir em Contabilidade - Extrato - opção Filiais e Centro de Custo, indicar
a unidade desejada e o período. Podemos também, listar
Demonstrativos por centro de custos, Balancete por centro de custos,
etc.:

CAIXA
Os procedimentos de implantação da contabilidade já estão
satisfeitos, agora veremos como se digita a movimentação de
entrada e saída do caixa. Procuramos abaixo mostrar vários tipos
de movimentações para facilitar o entendimento.

Operações disponíveis do programa na movimentação
Ir a contabilidade – caixa – movimentação, opção incluir – para
digitar os lançamentos, alteração – para alterar algum dado do
lançamento, excluir - para eliminar algum lançamento, imprimir –
para listar o boletim de caixa diário ou mensal por centro de custos ou
não, e pesquisar – para localizar lançamentos.
                                44
Passo 4.
Registrando a movimentação diária do Caixa
a)   Para digitar lançamento de receitas de dízimos, ir em
     contabilidade – caixa -movimentação e preencher os campos:
Data – Centro de custo (comunidade) – código contábil (conta de
receita com dízimos) – tipo de movimentação = 1 Entrada – valor e
histórico padrão e ou descrever o histórico no complemento.
O mesmo procedimento ocorre para coletas, missas, doações,
receitas advindas de materiais sacros, panfletos, velas, taxas de
batismos, casamentos, etc.
OBS: As encomendas de missas podem ser lançadas pela relação de
arrecadação de encomendas de missas (localizada no item missas do
módulo Pastoral), os dízimos, pela relação de arrecadação de dízimos
(encontrada no item dízimos do módulo Pastoral). Os dois relatórios
discriminados acima servem como documento contábil, podem ser
enviados junto aos demais documentos para o departamento de
contabilidade da matriz.
Veja exemplos de lançamentos de receita na movimentação do caixa,
abaixo:




b)  Para digitar lançamentos de despesas com alimentação e
    limpeza, ir em
contabilidade – caixa - movimentação e preencher os campos:
Data - Centro de custo (comunidade) – código contábil (indicar a
conta de despesas) - Tipo de movimentação = 2 Saída – valor –
Histórico padrão e complemento de histórico.
O mesmo procedimento ocorre para registrar gastos com compras de
materiais de limpeza, com veículos, combustíveis, taxa para cúria,
despesas com serviços, manutenção, concertos,            material de
escritório, material de culto, despesas com missas, limpeza de salão,
limpeza do templo, etc., desde que pagas pelo caixa.
Veja exemplos de lançamentos de despesas na movimentação do
caixa, abaixo:
                               45




c) Para registrar lançamentos de depósito e conta corrente.
ir em contabilidade – caixa - movimentação e preencher os campos:
Data – C. Custo (comunidades) – Código contábil (conta do banco
onde vamos depositar) – tipo de movimentação = 2 saída – valor –
histórico padrão ou complemento do histórico.
ABAIXO LANÇAMENTO DE ORIGEM DE CAIXA PARA BANCO.
Como aparecem na movimentação do caixa:




Veja abaixo como aparecem na movimentação do banco: o 1º é um
lançamento na conta corrente e o 2º em uma conta de poupança.
                                 46
d) Para sacar dinheiro do banco e usá-lo no caixa, (é o mesmo que
emitir um cheque e sacar o dinheiro).ir em contabilidade – caixa -
movimentação e preencher os campos:
Data – C. Custo (comunidade) – código contábil (conta do banco onde
será ou foi efetuado o saque) – tipo da movimentação = 1 Entrada –
Valor – Histórico padrão ou complemento.
OBS - Este lançamento poderá ser feito pelo banco, veja Passo 5
item c.
Os (2) dois lançamentos abaixo, o de R$75,00 e o de R$ 80,00 foram
sacados do banco e pago as contas pelo Caixa. O de R$ 150,00 só
foi sacado para ter no caixa.




veja abaixo como aparecem os lançamentos na movimentação do
banco:




Composição do Saldo de Caixa (evite utilizar
bilhetes).
Possibilita o lançamento de todos os vales retirados do caixa para
Obs.: Os passos 2 e 3 acima só serão necessário para os que
utilizaram a 3ª maneira de implantar os saldos descrita acima.
posterior acerto e também dos valores em cheques que compõe o
caixa do dia.
Como exemplo: quando alguém precisa de dinheiro para fazer alguma
compra, esse valor é anotado como vale, ao retornar com a nota fiscal
ou documento com o valor gasto é feito o acerto de contas, lançando
no caixa o valor gasto e, então, colocado na linha a data do acerto de
                                 47
contas e devolvido o saldo (sobra) de dinheiro para o caixa. Para
registrar os vales e cheques - ir em contabilidade – caixa – opção
composição de saldos de caixa e clicar no botão Editar,em:
Vales – digitar a data do vale, o nome de quem pegou o vale e o valor
retirado, Quando a pessoa retornar com as compras ou vier devolver
o dinheiro deve-se ir no botão editar selecionar o vale e informar a
data da quitação.
Cheques informar o valor total em cheques no dia, esta informação,
deve ser refeita diariamente com o valor em cheque que estão em
poder do caixa.
Estas informações servem para completar o caixa diário, fazendo a
composição do caixa do dia e informando o total em Vales, Cheques,
e Dinheiro.

Relatórios.
Listar boletim de caixa diário ou mensal. Para listá-lo ir em
contabilidade – caixa movimentação – imprimir – escolher se opção
diário ou mensal, informar o período ou o dia se for diário, informar o
nº da 1ª página e imprimir.
Há um outro caminho que é, ir em contabilidade – caixa – boletim de
caixa.
Para listar o caixa de um único Centro de custos, basta selecionar o
Centro de Custos desejado, se não informado o centro de custos o
sistema lista o caixa da Paróquia.
O relatório que deve ser enviado para o departamento de
contabilidade da matriz da Diocese, juntamente com os lançamentos,
é o caixa mensal da Paróquia, ou se preferir, pode mandar o caixa de
cada centro de custos. Mais informações dar F1.
Para Exportação dos lançamentos para a matriz, veja nos Utilitários do
módulo contábil.

BANCOS
Procuramos demonstrar vários tipos de movimentações
bancárias para facilitar o entendimento.
Passo 5:
Confeccionando movimento de Bancos
Digitando Movimentos das contas bancárias ir em contabilidade -
bancos -selecionar bancos - escolher a conta bancária desejada e
em movimento escolher, opção incluir – para digitar os lançamentos,
alteração – para alterar algum dado do lançamento – excluir para
eliminar algum lançamento, imprimir – para listar o extrato da
movimentação da conta, ou se o lançamento de pagamento permite
                                 48
listar o cheque e a cópia de cheque, esta, a cópia de cheque, é um
documento contábil, pesquisar – para localizar lançamentos.

a) Digitando pagamentos com cheque, utilizado para compra de
material e pagamentos de serviços diversos.
ir em contabilidade – banco – Movimentação – escolher a conta
desejada e em movimentação preencher os campos:
Data – Centro de custo (comunidade) – Código Contábil ( deve ser a
conta de despesas com material de culto) – Tipo de movimentação =
2 Saída – Valor – Histórico Padrão e complemento ou só
complemento.
Da mesma maneira podemos efetuar os lançamentos de todos os
pagamentos realizados por Banco.
Obs. Pode-se emitir o cheque e a cópia de cheque ao mesmo tempo
em que se faz o lançamento de pagamento.
Veja abaixo como ficam os lançamentos de despesas no extrato de
bancos:




b) Digitando um Débito em Conta corrente ex. (conta de luz). Estes
ocorrem quando autorizamos o débito em conta.
ir em contabilidade – banco – Movimentação – escolher a conta
desejada e em movimentação preencher os campos
Data – C. Custo (comunidade) – código contábil (deve ser o código da
conta de despesa) - tipo de movimentação = 2 saída - valor – histórico
padrão e complemento ou só complemento.
Obs. Da mesma maneira podemos lançar todos os débitos em conta
como: contas de telefone, luz, gastos com cartão de crédito, juros
cobrados, taxas bancárias(débito de talão e manutenção de conta,
CPMF), etc.
                                49
Veja        lançamentos       no       extrato       da       conta
bancária:




c) Fazendo o lançamento creditando os rendimentos da poupança ou
aplicações e também, dando entradas de doações depositadas e
demais créditos na conta bancária.
ir em contabilidade – banco – Movimentação – escolher a conta
desejada e em movimentação preencher os campos
Data – C. Custo (comunidade) – código contábil (informar a conta da
receita de rendimentos) – Tipo de movimentação = 1 Entrada – Valor -
histórico e complemento ou só complemento.
Obs. Da mesma maneira podemos lançar doações creditadas no
banco, depósitos, e outros créditos em conta.

Veja abaixo como fica a movimentação no extrato da conta:




d) Transferindo dinheiro de uma conta bancária para o caixa
(suprimento de caixa). ir em contabilidade – banco – Movimentação –
escolher a conta desejada e em movimentação preencher os
campos:
Data – Centro de custo (comunidade) – código contábil (informar a
conta do caixa) – Tipo de movimentação = 2 saída – Valor -
histórico e complemento ou só
complemento. Esta operação é a mesma do Caixa, Passo 4 item (d),
e serve para o mesmo fim, que é, sacar o dinheiro para efetuar os
pagamentos pelo caixa
                                 50




Os lançamentos acima de saque no banco geram uma entrada no
caixa demonstrado na tela abaixo.




e) Transferindo dinheiro da conta corrente para conta de poupança ou
vice versa.
ir em contabilidade – banco – Movimentação – escolher a conta
desejada (esta deve ser a conta de onde vai sair o dinheiro), e em
movimentação preencher os campos
Data – C. Custo (comunidade) – código contábil ( informar a conta
contábil da conta bancária destino, que é, para onde vai o dinheiro) –
Tipo de movimentação = 2 Saída – Valor - Histórico e complemento
ou só complemento.
Veja abaixo como fica o estrato do banco de onde o dinheiro saiu:




Veja abaixo, o lançamento de R$1.500,00 que saiu da conta corrente
acima e foi para a conta de poupança do Banco do Brasil e o
lançamento de R$ 60,00, que saiu da poupança e foi para a conta
corrente acima:
                                 51
Veja abaixo, o lançamento de R$500,00 que saiu da conta corrente e
foi para aplic.:




O lançamento acima, também serve para exemplificar o
funcionamento das contas bancárias mistas, aquelas que os bancos
movimentam na mesma conta a Aplicação e a Conta Corrente. Deve
ser lançada na movimentação bancária toda a movimentação que
constar no extrato. Quando Aplicar, deve-se dar a saída na conta
corrente informando a conta contábil da aplicação. Quando resgata,
deve-se dar uma entrada na conta corrente informando a conta
contábil da aplicação.

Emissão de Cheque
Pode-se digitar todos os cheques que desejamos emitir e depois
emiti-los todos juntos. O mesmo com a cópia de cheques. Utilizar
folhas avulsas fornecidas pelo seu banco e ajustado para cada banco,
mais informações acione a tecla F1.

Relatório.
Listar Extratos de Bancos. Ir em contábil – bancos – extratos de
contas – marcar a conta desejada – colocar o período e imprimir.
Também, pode ser impresso estando na movimentação do banco
acionando o botão imprimir no rodapé da tela.
Listar Cópia de Cheque – estando na movimentação do banco, ao
se fazer um lançamento de saída, pode-se acionar o botão imprimir,
localizado na base da tela, abrirá duas opções, a emissão de extratos,
emissão de cheque e de cópia de cheque. Pode-se emitir o cheque a
mão e ao fazer o lançamento listar a cópia de cheque para fins de
documentação contábil. Obs. o cheque deve ser configurado com
antecedência e informado no cadastro de bancos em layout.
Posição dos Saldos dos Bancos – este possibilita que se tenha uma
consulta em tela ou relatório do saldo de todas as contas bancárias na
data solicitada. Podem marcar se desejam que o sistema some o
saldo das contas bancárias que utilizam a mesma conta contábil.

Contabilidade
Movimentação contábil
A Contabilidade é utilizada pela Mitra da Diocese que trabalha com
todas as filiais e possui todos os recursos para ajustar os lançamentos
                                  52
recebidos das filiais, a fim de satisfazer a legislação vigente, os
recursos são disponibilizados para as paróquias como auxiliar, não
para realizar lançamentos, pois, as Paróquias devem registrar as
movimentações de entradas e saídas de dinheiro na movimentação
do Caixa e na movimentação de Bancos. Quando houver algum
equívoco nos lançamentos realizados pelas paróquias, a Mitra pode
proceder de duas formas para regularizar junto a filial, a 1ª é ligando
para a Paróquia e solicitando que seja feita a devida alteração e
retransmitida para a diocese e a 2ª é exportando o movimento
corrigido para a filial, neste caso a filial deve excluir a movimentação
que está com erro e importar o correto para sua base, desta maneira,
comunicando as paróquias as incorreções, com o tempo, todos vão
saber como fazer os lançamentos no caixa e bancos corretamente.
A Movimentação Contábil – reúne os lançamentos das origems:
movimento contábil (ctb); Caixa (cax); Bancos (ban); Contas a Pagar
(cp); Contas a Receber (cr); Controle Patrimonial (pat); Atividades
(sat) integrados automaticamente e a Folha de Pagamento (fpag); por
importação.
Movimentação – Recursos disponíveis:
O sistema só permite que se inclua, altere e consulte
lançamentos dentro do período informado ao entrar no sistema
ou mudado acionando F4 e trocando o período.
Inclusão - Pode-se incluir lançamentos de qualquer período e com
contas a débito e a crédito ou só débito e só crédito.
Alteração - Permite que se altere qualquer lançamento independente
da origem, porem aconselha-se que se altere sempre na origem.
Exclusão - Se for Excluído um lançamento e este tiver contrapartida
seja de caixa ou de banco o sistema eliminará os dois lançamentos.
Se a contrapartida for uma soma o sistema diminuirá o valor excluído.
Copiar - Utilizado para repetir o lançamento anterior, sempre que o
próximo lançamento for semelhante ao anterior, pode-se utilizar esta
opção e depois modificar os campos que são diferentes.
Histórico Padrão - Deve ser previamente cadastrado (...) permite
consulta, é um campo facultativo.
Complemento do histórico – nele pode ser descrever o que falta para
completar o histórico padrão ou o histórico completo do lançamento
no caso de não haver histórico padrão informado.

Nota: Para ver se a movimentação de uma determinada data está
fechada, deve-se marcar um lançamento da data que se deseja e
clicar com o Botão Direito do Mouse em cima da parte Cinza da tela
de movimentação - Este indicará o valor total a débito, a Crédito e a
diferença se existir.
                                 53
Pesquisa - Pode-se consultar o movimento por período informando o
dia/mês/ano inicial e final. Por origem devendo-se informar a sigla da
origem que é CAX para caixa, CTB para contábil, BAN para bancos
etc. Tipo se só débito ou só crédito. Pode-se consultar por valor, por
centro de custos, por conta, este deve informar sempre o código
reduzido da conta. Se pesquisar pelos campos de histórico e
complemento deve informar o histórico completo ou informar % antes
de parte dele ou de palavras chaves.

Pesquisa entre filiais
Possibilita que se faça uma pesquisa de um período, de um valor, de
um centro de custos, de uma conta, de uma origem, do (débito e
crédito), de um centro de custos, de um histórico e de um
complemento, podemos utilizar cada campo em conjunto ou
individualmente e podemos ordenar a resposta de várias maneiras.
Esta consulta verifica a informação em todas as filiais, independente
da filial que estiver trabalhando. Ex.: se desejamos saber quanto cada
filial pagou de energia elétrica em um período bastará fazer a consulta
informando a conta e a ordem que desejamos ver as informações. Se
a consulta for feita utilizando senha especial fornecida pela Maistre
podemos marcar os lançamentos que desejamos, imprimir ou excluir
ou trocar a conta por outra conta.

Fechado até... (Fechamento de Movimento)
Utilizado para evitar que involuntariamente alguém modifique
lançamentos de Caixa, Banco e Contabilidade após termos conciliado
e dado como pronta a movimentação até o referido mês.
O Sistema não permitirá que se modifiquem lançamentos, altere ou
inclua, em períodos fechados. Consideram-se períodos fechados do
início do ano “janeiro” até a data informada. Quando uma paróquia
importa lançamentos enviados pela Matriz o sistema fecha o período
automaticamente.

Anuais
Encerramento do Balanço
Executar os procedimentos de encerramento do Exercício financeiro
(contábil) da empresa ou filial. Para executá-lo, ir em contabilidade –
anuais.
Gera os lançamentos necessários para zerar as contas de resultado
(receitas e despesas e transferências), transferindo o resultado para a
conta de Superávit ou Déficit (Lucro ou Prejuízo) estas contas devem
estar indicadas nos Parâmetros. Para ajustar as informações nos
Parâmetros deve ir em cadastros do módulo contábil e informe as
                                 54
contas corretas. Depois de executado este programa, pode-se emitir o
Balanço, o Diário e o Razão para encadernação.
Campos que são necessários para encerramento do balanço:
Data – informar a data do encerramento do balanço.
Conta de Encerramento –O sistema trás automaticamente se
estiverem cadastradas no plano de contas com código de
demonstração = 99. As empresas e filiais que possuem controle do
saldo das contas por centro de custos, devem marcar o item
Executar o encerramento do exercício por centro de custos.
Históricos – informar os históricos que devem estar cadastrados
previamente. O primeiro deve ser “Transferência para encerramento
do exercício” ou similar os demais no nome já diz. F1 para obter
ajuda.
Seleção de Filiais – Pode ser encerrada uma filial, algumas filiais ou
todas. Cada vez que for feito enceramento devem fazer a virada anual
novamente e se no ano seguinte já tiverem lançamentos devem
executar a Atualização de saldos – Encontrada no botão Saldos.

Reversão Encerramento do Exercício
A Execução dessa rotina eliminará os lançamentos realizados pela
rotina de Encerramento do Exercício, e retornando os saldos
anteriores ao encerramento. Este procedimento poderá ser executado
quando for necessário reabrir movimentos anteriores ao balanço.
Após os acertos deve-se encerrar novamente o balanço. Para reverter
devem informar em data a exata dos lançamentos do encerramento
que se está revertendo. Pode-se reverter uma filial, algumas ou todas
assim como no encerramento.

Virada anual
Anualmente após terminar o movimento contábil, do mês de
dezembro, deve-se ir em – contabilidade – anuais – virada anual –
Este procedimento é necessário para que o sistema transfira o saldo
de 31/12 para o 01/01 do ano seguinte. Se por ventura este
procedimento for executado após ter sido gravado lançamentos do
ano destino, deve-se executar a Atualização de Saldos que se
encontra no item Saldos.
As empresas e filiais que possuem controle do saldo das contas por
centro de custos, devem marcar o item Virar saldos Contábeis
anual por centro de custos. Para se usar este recurso devem ter
executado o encerramento também com esta opção marcada.
Observamos que neste período(início de ano), deve-se tomar cuidado
ao entrar no sistema, pois o mesmo, sempre entra com a data do
micro como data atual. Se desejar digitar lançamentos do ano
                                  55
anterior, ao entrar no sistema deve-se alterar a data atual para 31/12.
do ano anterior. Isto porque o sistema só mostra e permite os
lançamentos que estiverem dentro do ano (período) corrente, então
sempre que muda o ano, teremos que ter o cuidado de (estando com
o módulo contábil aberto) dar um F4 e informar o período inicial e final
que desejamos. Se for trabalhar no ano corrente não será necessário
informar a data.
Obs.: A virada anual só pode ser utilizada se existir saldo no ano
anterior para passar para o ano seguinte. Também, sugere que se
encerre o exercício, mas mesmo sem encerrar o exercício podem
executar a virada para não parar a digitação e quando encerrar faça a
virada e atualize os saldos para acertar os saldos atuais.

Saldos - Ir em contabilidade – saldos
Sempre que necessitamos verificar o saldo de alguma conta
podemos ir em contabilidade – saldos – e escolher a opção, acertar a
competência (data) desejada, selecionar ou informar a conta.
Caixa – para ver o saldo diário da filial (paróquia)
Caixa por centro de custos – para ver os saldos de todo o ano de
cada centro de custos.
Bancos – para ver os saldos das contas bancárias
Contábeis – para ver o saldo de qualquer conta contábil (mensal)
Contábeis por centro de custos – possibilita consultar o saldo de uma
conta contábil em um determinado centro de custos.
Contábil por Grupo de conta – esta consulta permite que se consulte
um grupo inteiro de contas de um determinado mês do ano.
Contábeis consolidados – mostra o saldo de toda a movimentação
das filais da conta solicitada.
Centro de custos – mostra o saldo dos centros de custos.

Atualização de saldos - informar a partir do mês e ano que se quer
atualizar, podem também atualizar uma filial, algumas ou todas.
Sempre que a soma dos movimentos de entradas e saídas, de
alguma conta não fecha com o saldo, devemos executar a
Atualização dos Saldos, isto ocorre normalmente por alguma queda
de luz no momento em que se está utilizando o programa, e por uma
infinidade de problemas externo ao sistema e devem ser avaliados
caso a caso se necessário. Também, quando for importado saldos
enviado de outra base, como da Matriz, ou executarmos uma virada
anual e já tivermos lançamentos mais atualizados, devemos executar
a atualização.
                                56
Recomendações.
   As paróquias devem preferencialmente fazer os lançamentos
    contábeis sempre pelo caixa e bancos, nunca pela movimentação
    contábil, pois dessa maneira, o sistema gerará sempre as
    contrapartidas, evitando possíveis incorreções.
   Os lançamentos em caixa e bancos podem ser digitados
    diariamente, isto evita incorreções e correrias no final de cada
    mês.
   No final de cada mês, antes de enviar a movimentação para a
    matriz, devem fazer correções para se certificarem que todos os
    lançamentos foram feitos e que o saldo do caixa e bancos estão
    corretos.
   Para fechar o caixa o saldo do caixa deve ser exatamente o que
    se tem em dinheiro, cheques para depósito e vales no caixa e, os
    saldos dos bancos, devem ser exatamente iguais aos do extrato
    dos bancos.
   Os extratos dos bancos devem fechar, com os extratos emitidos
    pelo sistema.
   Se as recomendações acima estão satisfeitas, pode-se gerar a
    exportação dos lançamentos do período para a matriz.

Relatórios oficiais: Balancetes, Balanços, Diário.
 As paróquias não devem listar relatórios contábeis para serem
    apresentados para Receita órgãos públicos e bancos, pois devem
    ser solicitados para a matriz e ter a assinatura do contador
    responsável.

GERANDO OS LANÇAMENTOS E ENVIANDO PARA A
CONTABILIDADE DA MATRIZ.
1) Ir em contabilidade – utilitários – exportação de lançamentos
   – informar a data inicial e final – tipos de lançamentos a
   exportar, deixar sempre marcado em contabilidade, em exportar
   lançamentos para, deve-se, indicar onde irá gravar os
   lançamentos, o default é o A: (disquete) ou indicar uma pasta
   do disco fixo de sua máquina e depois enviar pela internet.
   Ou ainda, simplesmente transmitir, o sistema gerará a
   exportação, fará a conexão e enviará para a mitra. Este só
   funcionará se no cadastro da empresa tiver o endereço de E-mail
   e a máquina estiver conectada e a Internet configurada
   corretamente.
2) Ir em contabilidade- caixa – boletim de caixa e listar o caixa
   mensal do período indicado.
                                57
3)   Tendo a transmissão dos dados, em disquete ou pela internet, o
     boletim de caixa mensal, mais, os documentos de caixa, bancos,
     (notas, cupons, recibos, cópias de cheques, extratos de contas,
     etc.), juntar tudo e enviá-los para o departamento contábil da
     matriz, conforme determinado por esta. Se constatadas algumas
     incorreções o departamento de contabilidade entrará em contato
     com a filial, orientando-a para que no mês seguinte estes
     problemas não mais se apresentarão. Os principais problemas
     que podem ocorrer são, algum saldo que não fecha, alguns
     lançamentos em contas incorretas etc.

Recibos
Todos os recibos podem ser opcionalmente contabilizados
diretamente no caixa ou no banco “se desejar gerar os lançamentos
no caixa ou banco deve selecionar”.
 Log - registra todos os recibos impressos
Parâmetros – no Recibo de pagamento e na RPA servem para tabela
de retenção dos tributos, nos demais recibos é para informar o
número do processo de filantropia.
Contabilização – selecionar se deseja contabilizar no caixa ou no
banco, se desejar contabilizar.
 Recibos de paróquias/centros de custos – utilizado pelas
     paróquias para acerto de contas com as comunidades.
 Recibo de pagamentos – é um recibo utilizado para efetuar
     pagamentos quando o vendedor ou prestador de serviço não
     possuir seu próprio documento, observa-se que é necessário
     reter os tributos e recolher. F1 para obter mais informações.
     Recibo de Pagamento com opção simplificado utilizar quando
     deseja pagar valores que não seja remuneração por serviços
     prestados. Exemplo repasses, ressarcimentos, etc.
 Recibo avulso – serve para registrar qualquer recebimento.
 RPA – este é o recibo de pagamento para profissionais Liberais,
     médicos, contadores, engenheiros, administradores, observamos
     que é necessário reter os tributos e recolher.
 Obs.: a RPA e o recibo de pagamento devem possuir os
     parâmetros preenchidos corretamente de acordo com instruções
     do contador.
 Recibo de pagamento de Côngrua – Utilizar para pagamento dos
     Padres se não tiver orientação contrária da Diocese.

Utilitários
 Exportação de lançamentos – utilizado para exportar (transferir)
     os lançamentos de Caixa, Bancos e Contabilidade para outras
     bases, como das Paróquias para a Matriz ou vice versa.
                                  58
   Importa Lançamentos – utilizado para importar os lançamentos
    que foram exportados em outras bases que utilizam o sistema e
    também para importar lançamentos gerados por outros sistemas
    como Folha de Pagamento para isso, devem ao endereçar o
    arquivo também indicar o tipo de arquivo se .zip ou .txt.
   Exportação de Saldos – utilizado para exportar os saldos, o
    sistema exporta sempre o saldo anterior do período indicado,
    serve para a Matriz transferir os saldos de cada paróquia para
    implantação dos saldos, conforme descrito em implantação de
    saldos e também, para transferir o saldo de encerramento do
    balanço da Diocese para as Paróquias.
   Importação de saldos – utilizada para importar os saldos
    exportados.
   Geração do Plano de Contas – é utilizada nas unidades onde
    existem mais de uma empresa utilizando o mesmo Plano de
    Contas, tem a função de duplicar a base e copiá-la para a outra
    empresa, esta rotina, deve ser utilizado em conjunto com os
    parâmetros da contabilidade.
   Exclusão dos lançamentos por intervalo de datas - esta é uma
    rotina que deve ter um cuidado muito grande ao ser utilizada,
    quem a utiliza deve ter total controle sobre a contabilidade. Tem a
    função de eliminar os lançamentos que se enquadrem no que for
    solicitado. Para utilizar deve-se informar o período inicial e final,
    se todos os lançamentos ou utilizar a seleção para indicar se só
    lançamentos de Caixa, bancos, etc., uma opção ou outra, ou
    todos ou por seleção. Centro de custos informar somente se
    deseja eliminar os lançamentos de apenas um centro de custos.
    Conta informar a conta se deseja excluir só os lançamentos da
    referida conta.

Folha de Contribuição
É utilizada pala administração da Diocese para o acerto de contas
referente ao repasse das Paróquias. Há Dioceses em que as
paróquias transferem um % de determinadas contas de receita para a
Matriz, o sistema pode gerar o valor a transferir a partir do movimento
de caixa e bancos. Para gerá-lo ir em Contabilidade – Caixa – Folha
de Contribuição. Selecionar a paróquia Informar a competência e
clicar o botão gerar, após informar os demais valores como encargos
sociais, taxas de serviços, coletas consignadas, etc., salvar e imprimir,
dessa maneira, a própria Paróquia poderá ter uma prévia dos valores
que devem ser transferidos para a matriz. Na Matriz o mesmo
programa pode ser informado os valores na hora, gerar o recibo de
pagamento e ao mesmo tempo, se configurado para isso, o sistema já
lança no caixa a entrada do dinheiro e também, efetua os
                                 59
lançamentos contábeis na filial que está prestando conta e na matriz.
Para realizar os lançamentos é necessário acionar o botão
Contabilização – este deve ser utilizado na matriz, quando esta
desejar contabilizar automaticamente os valores da prestação de
contas. As Dioceses que possuem a prestação de contas da Paróquia
por rateio predefinido, podem utilizar para gerar o faturamento (recibo
de acerto de contas), onde é possibilitado que se tenha valores fixos e
valores variados. Os valores fixos que podem ser, o valor do rateio,
algum seguro, etc., o sistema armazena e gera todos os meses o
mesmo valor podendo é claro ser modificado quando desejarem e os
valores variados que normalmente são encargos sociais, taxas de
materiais fornecidos pela diocese, taxa de serviços, etc. Este acerto
poderá ser de 2 maneiras, uma é o acerto feito na própria diocese
com a presença do pároco ou outro responsável pela Paróquia e a
outra, que consiste em emitir Doc’s bancários e enviar para a paróquia
juntamente com o recibo contendo a descrição dos valores. O doc
bancário é impresso em formulário A4 e com código de barras no
padrão Knab240, que pode ser pago em qualquer agência bancária
ou lotérica. Para emitir o Doc bancário é necessário parametrizar de
acordo com as instruções do banco. O Doc. bancário é armazenado
no Financeiro em Contas a Receber e pode ser contabilizado
automaticamente e também de acordo com o banco realizar a
informação do pagamento utilizando o Knab240.
Complementar – utilizar para registrar a folha de contribuição quando
uma paróquia presta contas de forma parcelada, pode-se fazer vários
complementos em uma mesma competência. Para obter mais
informações acione a tecla F1, ou entre em contato com nosso
suporte técnico.

Relação da movimentação da folha de contribuição
Emite relatório das arrecadações de cada paróquia tendo como base
o valor da folha de contribuição mensal

Relação dos saldos do caixa por centro de custos
Este tem a função de listar o saldo dos Caixas das comunidades
(Centros de Custos), mostrando o saldo anterior, a movimentação e o
Saldo atual, totalizando-os por coluna.

ORÇAMENTO
Possibilita que cada Paróquia realize o orçamento anual de cada
conta, mês a mês, por centro de custos se desejarem. Depois de
registrado o orçamento pode listar relatório do orçamento anual, que
mostra se o orçamento é superavitário ou se é deficitário, também
                                  60
é possibilita que se liste mensalmente os relatórios comparativos
que demonstram se o orçado e o realizado estão compatíveis. Depois
de realizado o orçamento pode transferi-lo para a matriz, para que a
Diocese tenha as informações necessárias das previsões de gastos e
receitas das paróquias.
Exportação - Para exportar os dados do orçamento para a matriz,
deve-se ir em contabilidade – orçamento – exportação dos
lançamentos – informar o ano e o local para gravar o arquivo, pode-se
enviar por disquete ou pela internet da mesma maneira que a
contabilidade.
Importação – tendo recebido a exportação, podemos importar para
qualquer base, normalmente isto ocorre na Diocese.

Movimentação Orçamentária
Devemos informar a previsão de receitas e despesas das contas nos
meses e no ano desejado. No módulo Financeiro em Fluxo de Caixa
no ano anterior que serve como base para o orçamento futuro.
Para digitar os movimentos, ao entrar na tela devemos informar o ano
e dar enter, após escolher a opção incluir, informar a conta, o centro
de custos se desejar, marcar se receita ou despesas e incluir os
valores previstos de cada evento (conta) a cada mês. Podem utilizar
alguns recursos para facilitar a digitação, veja abaixo:
Copiar - permite que após digitarmos o valor de um mês, possamos
repeti-lo nos demais meses, para isso, deve-se digitar o valor e antes
de dar enter acionar o botão copiar.
Rateio - permite que se informe um valor total, indicando o mês inicial
e final, que o sistema dividirá pelo número de meses indicados
gravará o valor de cada mês.
Para alterar ou excluir lançamentos devem marcar o item desejado e
depois acionar a opção.

Relatórios da Contabilidade Todos os relatórios podem ser
impressos no vídeo e depois enviados para impressora. Todos os
relatórios possuem muitos tipos, modelos e opções que podem lhe
interessar, se houver dúvidas acione a tecla F1.
Os relatórios Consolidado – demonstram a posição da empresa ou
várias filais conforme opção.
Por filial – lista somente a posição da filial solicitada ou das filiais
solicitadas de maneira individual.
Crítica
 Relação da movimentação – imprime todos os lançamentos
     digitados por ordem de data, demonstrando no final se o débito e
     o crédito estão fechados.
                                 61
   Relação de totais – lista a relação dos saldos totais por filial,
    demonstra se há diferença em alguma filial. Se alguma filial
    apresentar diferença, podem listar a relação da movimentação da
    filial por data, este demonstra qual a data possui a diferença e ai
    se desejar pode listar a relação da movimentação da data
    indicada.
 Movimentação por centro de custos – lista todos os lançamentos
    classificados por centro de custos e data.
Balancetes
 Balancete consolidado – imprime o balancete consolidado
    acumulado ou do mês de acordo com a solicitação.
 Balancete consolidado acumulado – Imprime o balancete
    acumulado do período solicitado
 Balancete por Filial – este pode listar da Filial ou do Centro de
    custos cfe solicitado.
Razão
 Razão consolidado – lista a movimentação das contas por ordem
    de data de todas as filiais ou das filiais solicitadas.
 Razão por Filial – lista a movimentação das contas em ordem de
    data da filial.
Extratos
 Centros de custos consolidados – lista o extrato da
    movimentação dos centros de custos (comunidades) todos juntos
    de todas as filiais da empresa.
 Filiais e centros de custos – lista o extrato da movimentação do
    centro de custos solicitado.
Diário
 Consolidado – o consolidado lista automaticamente o diário de
    todas as filiais da empresa, para as Dioceses é o diário oficial,
    deve ser encadernado juntamente com o balanço e a
    Demonstração de Receitas e despesas (demonstrativo).
 Por Filiais – Lista a movimentação diária de cada filial
    separadamente.
Demonstrações – utilizar o help (F1) para obter ajuda.
 Demonstrativo de receitas e despesas por centro de custos
 Demonstrativo de receitas e despesas por empresa
 Posição financeira por centro de custos
 Posição financeira por empresa
 Posição de saldos dos centros de custos
 Resultado consolidado
 Resultado por filiais
 Receitas e despesas consolidada
 Receitas e despesas por Filais
 Prestação de contas
                                    62
Balanços
 Consolidado – lista o balanço da empresa com todas as filiais e
    setores somados.
 Filiais – lista o balanço individual da filial ou das filiais solicitadas.
Termos
 Abertura e Encerramento – Lista os termos de abertura dos livros
    Diário, Razão, Balanços e Balancetes e caixa.
                                 63
                   MÓDULO PATRIMÔNIO
O módulo de Patrimônio foi desenvolvido com o objetivo de
disponibilizar todos os recursos necessários para que as paróquias e
comunidades registrem os bens de sua responsabilidade como;
veículos, imóveis, móveis, semoventes, florestas, obras de artes,
máquinas e equipamentos, etc:, possibilita que se coloque a fotografia
do bem juntamente com o cadastro. Tem a função de gerar os
lançamentos contábeis da depreciação e de emitir todos os relatórios
necessários para o controle dos bens. Também possui mecanismos
de exportação dos registros para a Diocese.

Cadastros
   Paróquias e centros de custos – são os mesmos da
    contabilidade.
   Espécie – é uma tabele que possibilita classificar os bens por
    espécie, ex.; animal, vegetal, mineral, etc., – facultativo.
   Moedas – se cadastrada todas as moedas desde a criação da
    correção monetária do patrimônio em 1967 o sistema converterá
    os bens pela data de aquisição na moeda do adia e fará a
    depreciação e correção monetária do bem até a data atual. Deve
    ser cadastrada no mínimo a moeda utilizada na data atual para
    que o sistema consiga controlar a depreciação do bem.
   Localização – utilizada para saber onde se encontra o bem,
    sempre que se emprestar, ceder ou transferir um bem devemos ir
    no cadastro e trocar a localização do mesmo.
   Plano de contas – deve ser criado um plano de contas comum,
    assim como o plano da contabilidade e exportado para as
    paróquias, nele devemos definir o % da depreciação e as contas
    conta contábeis para integração dos lançamentos.
   Planta de seguro – utilizada para registrar a planta de seguro que
    cobre os bens.

Cadastro de Bens
Efetivar os cadastros dos Bens existentes na paróquia e
comunidades, os bens podem ser; terrenos, prédios, carros,
apartamentos, salas, máquinas, mesas, cadeiras, bancos,
equipamentos diversos, Instalações diversas, semoventes (animais),
etc.
Dados necessários para o bom cadastramento:
Paróquia - indicar a paróquia onde se localiza o bem, se cadastrado
na própria o sistema preenche automaticamente.
                                64
Centro de Custos - Indicar o local e ou comunidade onde está
localizado o bem.
Tipo - Indicar o tipo do bem, que pode ser veículos, imóveis ou
outros.
Código - informar o código do bem, este é o código do cadastro,
normalmente o sistema incrementa a partir do 1 a cada filial.
Descrição - Descrever o bem de maneira que se possa identificá-lo
(tamanho do campo é 150 caracteres). Ex. uma Cadeira, seria assim,
"cadeira com pernas metálica e rodízios, acento de couro preta,
encosto para os braços, marca xxxxxxx modelo mmmmm NF.nº
nnnnn, fornecedor yyyyyyyyyy".
Data de aquisição - (colocar a data da compra aquisição) do bem.
Chapa/Plaqueta - colocar o número do bem, para as instalações que
possui os bens emplaquetados (identificados por uma plaqueta).
Localização - Informar o local onde o bem se encontra, deve-se
utilizar os locais cadastrados na tabela de locais.
Conta - Informar a conta que representa o item, se veículos a conta
de veículos, se imóveis a conta de imóveis e assim por diante.
Planta de seguro - Informar a planta de seguros que dá cobertura
para o referido bem, devem-se utilizar as informações da tabela de
planta de seguros.
Valor de aquisição - informar o valor do bem, se tiver nota fiscal o
valor da nota, se não, pode ser indicado o valor de mercado do bem,
levantado por uma pesquisa, ou ainda podem fazer uma reavaliação
do valor do bem, na falta destes, pode-se informar um valor simbólico
de 0,01 apenas para constar.
Valor em Moeda - informar o valor em moeda do bem, para encontrar
o valor deve-se dividir o valor da aquisição do bem na data da compra
pela moeda do dia da compra, o índice encontrado será o valor em
moeda, se a aquisição se deu em época de outra moeda devemos
converter para a moeda atual, normalmente o sistema fará isso
automático se todas as moedas estiverem informadas.
% de depreciação - informar a taxa de depreciação da conta conforme
lei vigente no país, no caso do referido bem ter uma taxa de
depreciação diferenciada dos demais devemos informar a taxa
específica do bem, isto ocorre, em algumas máquinas que possuem
por lei depreciação acelerada.
Fornecedor - informar o fornecedor do bem, isto é, o nome de quem
forneceu o bem.
Nota Fiscal - Informar o número, se existir.
ICMS - informar o valor o ICMS pago na aquisição do Bem.
Vendas - se o bem for vendido, doado, ou cedido colocar a data da
venda, o valor da venda, o nome do comprador e o CPF.
                                  65
Se tipo for Veículos:
Deve-se informar os dados solicitados na aba Veículos, a maioria dos
dados deverão ser retirados do certificado do veículo, os demais
campos como; Comprador - informar no nome de quem comprou o
veículo.
Responsável - o nome de quem possui ou responde pelo veículo.
Contato - o nome da pessoa que é responsável pelo veículo,
Telefone - o telefone do contato.
Se tipo imóvel:
Deve-se informar os dados do registro do imóvel, tais como: o Nome
do cartório de registro de Imóveis a que pertence, a data do registro, o
nº do registro, o nº da Matrícula, Livro, Folha, em situação tributária
descrever se há algum problema, e em benfeitorias - descrever as
benfeitorias adicionais.
Utilização - descrever para que é utilizado o imóvel,
Situação - Selecionar a situação do imóvel,
Outros documentos - descrever todos os documentos que por ventura
existam com referência ao imóvel.
Cláusulas especiais - descrever todas as particularidades e ou
condições especiais, contratuais ou no registro do imóvel.
Foto – podem gravar a foto dos bens.

Abaixo algumas dicas para um bom levantamento
dos bens:
Os bens que não possuem valor conhecido podem a eles ser
atribuído o valor de mercado, o valor histórico, ou um valor qualquer
simbólico. Seguir orientação do departamento de contabilidade e ou
responsáveis.

1) Bens com valor irrisório, do tipo: grampeadores, clip´s, borrachas,
etc, deverão ser mais bem avaliados e se possível, desprezados.

2) Computadores, fazer o levantamento, não separando teclado e
mouse, pois tem valores irrisórios, e são de fácil reposição, o teclado,
o mouse, caixas de som, cabos, podem ser contabilizados como
despesa.
3) Nunca começar a descrição do bem, com números ou outros
caracteres que dificultam a localização.
Ex: Erros cometidos                          Ex: Certo
1 cadeira preta com rodízios =       Cadeira preta com rodízios .........

Duas cadeiras usadas mod 2ABC =Cadeira usada mod 2ABC ..........
                              = Cadeira usada mod. 2ABC .........
                                66
Vlr NF ref uma cadeira usada ... = Cadeira usada NF XXX           de
                                   Casa das Cadeiras Ltda.

4) Computadores e impressoras, seguir um padrão.
Ex: Computador pentium II, vídeo Vga color,1GB de disco, memória
Ram, marca ABC, NF 123456 (nome do fornecedor)
Impressora epson mod.1170 NF 3456 – de fulano de tal.
OBS: Ao registrar os bens, pode-se colocar também como informação
adicional o nome do fornecedor.

Movimentação - utilizada pelo programa para gravar os valores
contábeis, referente a correção e depreciação dos bens em
determinado período, também pode ser utilizado para a implantação
dos valores do balanço anterior quando da implantação dos bens,
vindos de outro sistema, ou até mesmo, para ajustar o valor do
imobilizado com o balanço contábil.
Tipos de Movimentação – foi criado vários tipos de movimentação
para possibilitar acertos e movimentações necessárias. Para fazer as
movimentações necessárias devem informar no campo:
TR - o tipo de registro “movimentação”.
Data – o dia, mês e ano da referida movimentação.
Valor – informar da referida movimentação.
Histórico – descrever o motivo da movimentação, campo informativo.
Cada TR possui uma função, se tiverem alguma dúvida acione a tecla
F1 para obter ajuda.

Período da Movimentação - utilizado para definir o período do
processamento, no momento que for informado o período, entrando
no sistema já calcula a depreciação e a correção dos bens do referido
período gerando os lançamentos contábeis.

Relatórios do sistema
Todos os relatórios podem ser impressos no vídeo e depois enviados
para impressora. Todos os relatórios podem ser impressos por filial,
centro de custos, ou consolidados na Empresa. Todos os relatórios
possuem muitos tipos, modelos e opções que podem lhe interessar,
se houver dúvidas acione a tecla F1.
Consolidado – para listar relatórios consolidados não devem
selecionar a filial.
 Ficha cadastral do imóvel – lista a ficha dos bens.
 Ficha cadastral dos veículos – lista a ficha completa dos veículos.
 Demonstrativo analítico da correção monetária e depreciação –
    lista os dados dos bens e a situação contábil dos mesmos.
                                67
   Demonstrativo Sintético – imprime um resumo contábil dos bens
    de acordo com a seleção solicitada, se nada for informado lista
    consolidado por conta.
   Balancete contábil do patrimônio – imprime o balancete
    demonstrando além dos saldos a movimentação de entrada,
    depreciação, correção e baixas.
   Inventário com saldos atualizados – Lista o cadastro dos bens
    juntamente com o saldo do bem e depreciação acumulada.
   Relação de bens – lista a relação de todos os bens do cadastro.
   Relação das aquisições do período – lista os bens adquiridos no
    período indicado.
   Relação das baixas do período – imprime a relação dos bens
    baixados no período.

Utilitários
 Exportação do cadastro de bens – utilizado para enviar o
     cadastro de bens da Paróquia para a Diocese, que utilizará no
     gerenciamento contábil dos bens e também, para o
     gerenciamento como da idade da frota de veículos, utilização dos
     imóveis etc.
 Importação do cadastro de bens – utilizado para importar os
     bens, se desejarem substituir os bens já existentes devem marcar
     a opção. Se não, o sistema só importa os novos cadastros da
     filial.

Integração Contábil – tem a função de gerar os lançamentos da
depreciação do período, o período aparece no topo da tela em
vermelho para evitar enganos, bem como a data dos lançamentos que
é sempre o dia do período final.
 Filial - Podemos gerar para todas as filiais ou selecionar a filial
    desejada.
 Centro de Custos - Só informar quando desejamos gerar apenas
    para um Centro de Custos.
Contas de Contrapartida:
 Correção Monetária - Informar a conta de Receita com Correção
    Monetária. A conta do imobilizado no Ativo já deve estar
    informada no plano de contas do Patrimônio.
 Depreciação - Informar a conta de Despesa com Depreciação. A
    conta redutora de Depreciação no Imobilizado já deve estar
    informada no Plano de Contas do Patrimônio
As Opções e Históricos – Acione a tecla F1 para obter informações e
exemplos caso tenha necessidade.
                                 68
                    MÓDULO ATIVIDADES
O Sistema de Atividades é utilizado por Pessoas Jurídicas de direito
privado sem fins lucrativos, beneficente, que atue na área Social,
Educação e Saúde.
Estas elaboram um Plano de Atividades a serem desenvolvidas no
ano seguinte e encaminham para o Instituto de Seguridade Social,
neste plano, são eleitas as prioridades e definido como serão
realizadas.
No final de cada ano, devem informar ao Instituto Nacional de
Seguridade Social, Secretaria do Trabalho Cidadania e Assistência
Social, Justiça Federal e Conselho Municipal de Assistência Social o
que foi realizado, quantificando cada atividade e informando quantas
pessoas foram beneficiadas, quantas pessoas trabalharam, qual foi o
benefício e o tipo de benefício. Os benefícios podem ser;
conhecimentos, aconselhamentos, alimentos, remédios, agasalhos,
empregos, locomoção, produtos (roupas, calçados, alimentos), aulas,
treinamentos, reuniões, cessão de local para reuniões por hora,
locomoções e viagens para atendimentos, Batizados, Casamentos,
Crismas, 1ª Eucaristia, encontros, missas, valores em dinheiro e
outras gratuidades.
O sistema armazena e produz informações, estatísticas e valores
contábeis de tais movimentos por unidades (filiais) e consolidada (de
toda a diocese).

Cadastro de Atividades
Utilizado para o registro de todas as atividades realizadas ou
possíveis de serem realizadas pelo grande grupo. O cadastro é
composto de Código da Atividade, Descrição da atividade e do
Cabeçalho, o cabeçalho é utilizado para definir o conteúdo do relatório
para cada atividade. As atividades devem ser cadastradas pela matriz
para uso de todas as unidades.
Ex.: de atividades
I – Atividade assistências e caritativas.
II – Amparo à saúde:
III – Parceria da Igreja com outros grupos que utilizam as
dependências da paróquia.
IV – Integração ao mercado de trabalho e re-qualificação profissional.
V – Proteção ao Idoso.
VI – Proteção à família.
VII – Proteção a Cidadania.
VIII – Amparo à Criança e ao adolescente.
IX – Atividades de Promoção Humana.
                               69
Cada atividade descrita acima possui características próprias de
serviços, abra o item e acione a tecla F1 para obter ajuda.

Cadastro de Contas
Devemos cadastrar todas as contas que fazem parte de cada
atividade e são compostas de:
Conta - código da conta, utilizado para registrar as ações.
Descrição - descrever o nome da conta, como exemplo,
demonstramos algumas contas da Atividade Assistências e
Caritativas,   Alimentos, Brinquedos, Material escolar, Refeições
fornecidas, Roupas, etc.
Atividade - selecionar uma das atividades cadastradas, e claro que
se deve escolher a atividade que representa a ação=(nome da conta).
Conta Débito - Informar a conta de despesa pertencente à ação que
deve estar cadastrada no plano de contas.
Conta Crédito - Informar a conta de receita pertencente à ação que
deve estar cadastrada no plano de contas.
Histórico - Informar a descrição correta do lançamento na
contabilidade da referida ação.
Imprimir - possibilita impressão das contas.
As contas e os históricos servem para registrarem os valores
contábeis referentes às doações e os serviços prestados a
comunidade pela igreja.
Na movimentação são registradas às informações referentes às
gratuidades e as quantidades de pessoas envolvidas, beneficiadas,
tempo gasto etc. Estas servem como estatísticas e informações
contábeis.

Cadastro de Gratuidades.
Registrar todas a ações sejam elas serviços ou materiais destinados
a gratuidades.
Descrever o nome de cada uma e em Valor registrar o valor da ação
ou produto.
Ex.:       Cesta Básica                           valor R$ 150,00
           Arroz                                  valor R$ 1,30
           Km rodado                              valor R$ 0,51
           Etc.:
O valor é utilizado para a geração dos valores contábeis de
gratuidades, recebidas e doadas. Este se utilizado facilitará as
informações necessárias à renovação e manutenção da filantropia.

Digitação da Movimentação.
Cada ação deve ser registrada informando-se a conta que representa
a ação, seguida da data da realização da ação e informando para a:
                                  70
Atividade assistências e caritativas, a quantidades de voluntários e
a quantidade de beneficiados de cada ação.
Amparo à saúde, nº de grupos, nº de encontros, total de voluntários e
total de beneficiados.
Parceria da Igreja com outros grupos que utilizam as
dependências da paróquia, nº de grupos, nº de encontros, total de
participantes e nº de salas ocupadas. Podem utilizar o contrato de
Cedência, encontrado no módulo Administrador – em secretaria.
Integração ao mercado de trabalho e re-qualificação profissional,
nº de grupos, nº de encontros, total de voluntários, total de
beneficiados, nº de salas ocupadas.
Proteção ao Idoso, nº de grupos, nº de encontros, total de
voluntários e total de beneficiados.
Proteção à família, nº de grupos, nº de encontros, total de voluntários
e total de beneficiados.
Proteção a Cidadania, nº de grupos, nº de encontros, total de
voluntários e total de beneficiados.
Amparo à Criança e ao adolescente, nº de grupos, nº de encontros,
total de voluntários e total de beneficiados.
Atividades de Promoção Humana, nº de grupos, nº de encontros,
total de voluntários e total de beneficiados.
Descrição - selecionar a conta que representa a ação, esta trará o
valor de referência, que pode ser mantido ou modificado.
Valor - o valor da ação poderá ser modificado para mais ou para
menos se o valor sugerido não representar a realidade.
Quantidade - informar a quantidade de unidades da referida ação,
que pode ser: quantidade de horas se for aula e uso de sala
(dependência da paróquia); quantidade de unidades se for alimento,
roupa, brinquedos, cesta básicas, km rodado, passagens, etc.;
quantidade de pessoas se for palestras, cursos, viagens, aulas, etc.
Comentários - descrever algo sobre a referida ação, se for
necessário, esta descrição vale como informação para a comunidade
até para programar a próxima ação.
Gravar - para registrar a movimentação.
Imprimir - e possível imprimir o relatório de atividades
Algumas ações poderão ser registradas na movimentação pelo
próprio Sistema Pastoral.

Relatório de Atividades por filial e consolidado.
Emite o relatório de atividades por filial de uma ou de todas as filiais
marcadas.

Relatório de Gratuidades por Período.
Emite o relatório de gratuidades da Paróquias e também consolidada.
                                71
                      MODULO SECRETARIA

As Paróquias podem registrar e controlar o estoque de materiais
existentes nas secretarias, podendo inclusive emitir recibo na saída,
dar baixa automática na quantidade e ainda registrar a movimentação
de saída e entradas de materiais.

Cadastro de Materiais, em:
Código - informar o código da peça - Obs.: É sensato que se organize
os materiais por tipo, utilização, motivo, em fim no entendimento de
cada unidade. Por exemplo: Cartões do código 01 ao 30, lembranças
do 40 ao 60, livros do 100 ao 150, veja que é só uma idéia.
Descrição - Colocar o nome da peça de maneira que seja entendido o
que ela é.
Quantidade - pode ser incrementada quando do cadastro ou não.
Obs. sempre que adquirir algum material utilizar a rotina de
Movimentação de Entrada que o sistema atualiza as quantidades e o
valor de compra automaticamente.
Preço de Custo - é incrementado sempre que der entrada de
materiais, também pode ser informado manualmente por alteração no
cadastro.
Preço de venda - Deve ser informado manualmente no cadastro de
materiais na inclusão e depois em alteração. Na saída pela
Movimentação de Saída o Sistema dá baixa automaticamente na
quantidade, também possibilita que se altere o valor caso o preço de
venda não esteja correto. Apos gravada a saída podem emitir
(imprimir) o recibo.

Observações - Serve para comentários e observações a serem
respeitadas ou lembradas.

Movimentação de entradas
Entrada de materiais no controle da secretaria, seja por compra,
consignações, doações, etc.
A movimentação de entrada atualiza automaticamente o estoque de
materiais nas quantidades e no preço de custo, além de registrar a
movimentação de entradas no período.

Movimentação de saídas
Rotina utilizada para se dar saída de materiais no controle da
secretaria, seja por venda, consignações, doações, etc.
A movimentação de saída atualiza automaticamente o estoque de
materiais, diminuindo do estoque a quantidade vendida, além de
registrar a movimentação de saída.
                                72
Impressão de recibos
Sempre que for realizada uma movimentação de venda (saída) pode
ser emitido o recibo para comprovar a saída.

Relação da movimentação
Imprime a relação da movimentação de entrada e saída de materiais
dentro do período solicitado.

Posição cadastral de materiais
Imprime a posição dos materiais existentes em cadastro de acordo
com as opções selecionadas.

Documentos
Neste estarão disponíveis uma série de documentos utilizados pelas
administrações das Paróquias e do Bispado, tais como: Solicitação de
Portaria de novas diretorias; Portaria de posse; Termo de adesão ao
trabalho voluntário, Contrato de locação de salão, Contrato de
Comodato, Contrato de cedência, Solicitação de autorização para
compra e venda de imóveis, veículos e movimentação bancária, entre
outros, todos com Ajuda por F1.

Ficha do Assistido
Utilizada por administradores de grupos de recuperação pertencentes
a igreja católica, registrar os candidatos (assistidos) e imprimir
relatórios e fichas.
Podem imprimir a ficha em branco para disponibilizá-la
antecipadamente aos candidatos e seus familiares.
A ficha cadastral é composta dos dados pessoais e de informações
referente aos responsáveis e a família do assistido.
Questionário 1 - situação econômica e social/familiar do candidato o
item Tipo de Drogas Usadas, pode ser marcada uma ou todas as
opções, os demais itens são normais.
Questionário 2 - Sobre a saúde do candidato e medicamentos
utilizados.
Questionário 3 - Sobre a situação com a justiça do candidato.

Pesquisar - Possibilita que se efetue a pesquisa por vários campos
do cadastro

Imprimir - Podemos imprimir relação dos assistidos de acordo com as
opções marcadas, também a ficha do assistido, esta, tem opção de
                                 73
listar em branco, utilizar quando desejar fornecer a ficha para ser
preenchida em outro local.

Livro Tombo
Para digitar devem colocar a data, hora e o evento "titulo" e no
conteúdo escrever o texto. No greed abaixo o sistema mostrará os
itens em ordem crescente de data e hora.
Impressão do Livro – imprime o livro do período solicitado no formato
dos demais livros, porém sem definição de quantidade de registros
por folha, para listar algumas folhas devem listar no vídeo e depois
mandar imprimir as folhas que deseja.
Termos de abertura e encerramento – listar para encadernar o livro,
quanto ao encadernação devem seguir orientação da Diocese, na
falta desta, utilizar o que está definido nos livros do sacramento.

Laudêmio
È uma rotina criada para auxiliar no controle dos imóveis de Foro, dos
contratos de Enfiteuse dos foreiros e do pagamento anual desses
foreiros.
Imóveis – possibilita que se cadastre os imóveis com todos os dados
para a localização, documentação e dos pagamentos, com recursos
de avisar os em atraso e controlar a arrecadação. Cartório –Informar
os dados do registro do imóvel. Pagamentos – fica o registros dos
pagamentos das anuidades do imóvel.

Contratos - cadastrar os contratos de Enfiteuse deve-se informar a
data do contrato, selecionar o Imóvel e o Foreiro, estes devem estar
previamente cadastrados.
Representante - só informar quando o contrato for assinado por um
representante do Bispo, se não informado o sistema entende que o
próprio Bispo é que assinará o contrato.
Rescisão - deve ser informado sempre que um contrato for rescindido.
Contrato - botão localizado na base da tela, possui relação de
contratos realizados ou rescindidos no período informado, um ou
outro. Também, possibilita que se liste o contrato de Enfiteuse.
Foreiro - O foreiro deve ser cadastrado no módulo Pastoral em
Comunidades - Paroquianos.

Cobrança - utilizado para informar os valores recebidos dos Foreiros
de Laudêmio na transferência do imóvel e também a do Foro que é
anual.
Laudêmio que deve ser acionado para informar o valor da
transferência do imóvel na realização do contrato e Quitação do Foro
                                74
que é a taxa mensal que o foreiro deverá pagar pelo direito de uso do
terreno.
Recibo - botão na base da tela serve para emitir o recibo da quitação
do Foro. O recibo do Laudêmio deve ser impresso em recibo próprio.

Relatórios – Existe uma série der relatórios, Recibos, Avisos pedindo
regularização, Contratos e Enfiteuse, controle de arrecadação,
relação de imóveis e relação de inadimplentes.
                                 75
                      SERVIÇOS ADICIONAIS

                           Pastoral Web

O que é?
O Pastoral Web é uma ferramenta integrada ao Sistema Pastoral que
permite o gerencimento de um website.

Como funciona?
Será criada uma Página de Internet, com endereço e contas de e-mail
personalizados. A partir do Pastoral Web será possível publicar e
atualizar o conteúdo do site, sem a necessidade de mão-de-obra
terceirizada.

Sua Paróquia possui uma Página de Internet?
Não?!Então, não perca mais tempo. Um Website é uma poderosa
ferramenta de divulgação de eventos, ações e obras sociais. Além
disso, cria um novo, ilimitado e gratuito canal de comunicação entre a
Igreja e seus fiéis.

No Pastoral Web você poderá criar e administrar o site de sua Igreja,
de uma forma rápida, fácil e integrada ao Sistema Pastoral;
publicando diversos tipos de conteúdo: Notícias, artigos, previsão do
tempo, aniversariantes, liturgias, álbum de fotos, bíblia on-line,
pedidos de oração e muito mais.

Para maiores informações acesse www.maistre.com.br e conheça o
Pastoral Web.

                         Pastoral Web
             ”Para evangelizar não existem fronteiras.”

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:38
posted:12/4/2011
language:Portuguese
pages:76