21cir by HC111125175334

VIEWS: 0 PAGES: 10

									21cir




                       FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA
                                        DEPARTAMENTO DE MEDICINA
                                            E-mail: depmed@ unir.br

                      Campus Porto Velho/RO – BR 364 km 9,5. CEP 78.900.000. Fone (69) 217.8545

                             PROGRAMA DE DISCIPLINA

        Disciplina: SEMIOLOGIA II                                         Carga horária:
                                                                          180 H (120 horas-
                                                                            aula práticas e 60
                                                                           horas-aula Teórica)
        Pré-requisitos: SEMIOLOGIA I                                      Créditos:
                                                                               09

        EMENTA:         Aprofundar os tópicos abordadosna Semiologia I ,
        especificamente quanto ao treinmento em anamnese ,exame físico geral e
        especial, realização de diagnóstico diferencial, hipótese diagnóstica e
        tratamento das patologias freqüentes em ambulatórios de clínica médica.

        OBJETIVOS:

             Objetivo Inicial :
        - Compreender, valorizar e dominar o método clínico.
        - Conhecer os fundamentos da relação médico-paciente.

            Objetivos Intermediários:
        - Conhecer as principais técnicas semióticas e adquirir capacidade para
        executá-las.
        - Memorizar e compreender a nomenclatura semiótica.
        - Reconhecer o normal.
        - Saber analisar os sinais e sintomas e desenvolver o raciocínio diagnóstico,
        chegando a diagnósticos sindrômicos.
        - Estabelecer adequado relacionamento com os pacientes.

            Objetivo Final:
        - Saber realizar o exame clínico e desenvolver a capacidade de
        relacionamento com os pacientes.


        CONTEÚDO PROGRAMÁTICO :

        21. Dor Abdominal
        a)Tipos:
                                orgânica (parietal, visceral, referida);
                                funcional ou psíquica.
        b)Dor nas afecções da região epigástrica:
                                modos de manifestação;
                                irradiação.
        c)Dor nas colecistopatias.
        d)Dor nas hepatopatias.
        e)Dor nas afecções pancreáticas.
f)Dor nas afecções intestinais.
g)Dor anal.
h)Dor retal / sigmoidiana.
i)Dor nas afecções genito-urinárias.

22. Sintomatologia Gastrintestinal
a)Disfagia:
                          orofarigeana;
                          esofageana.
b)Odinofagia.
c)Regurgitação.
d)Soluço.
e)Náusea e vômito.
f)Halitose:
                          orofaringeanas;
                          pulmonares;
                          digestivas.
g)Pirose.
h)Epigastralgia.
i)Hematêmese e melena.
j)Diarréias altas.
k)Diarréias baixas.
l)Constipação intestinal.
m)Enterorragia.

23. Sindromes Esofageanas e Gástricas
a)Disfagia:
                     conceito;
                     causas.
b)Pirose:
                     conceito;
                     mecanismo de produção;
                     ocorrência.
c)Regurgitação:
                     características;
                     complicações.
d)Dor esofágica:
                     características;
                     condições relacionadas com aparecimento.
e)Acalasia:
                     conceito:
                     teorias.
f)Hérnia de Hiato:
                     conceito;
                     classificação;
                     fisiopatologia;
                     etiopatogenia;
                     sintomatologia.
g)Megaesôfago:
                     conceito;
                     incidência;
                     sintomas.
h)Câncer de esôfago:
                     incidência;
                     localização;
                     patologia;
                     sintomas.
i)Varizes esofageanas:
                          conceito;
                          classificação;
                          incidência;
                          sintomatologia.

24. Esplenomegalia :
a)Anatomia;
b)Fisiopatologia;
c)Circulação;
d)Mecanismos de aumento de volume .

25. Hipertensão Portal :
a)Classificação :
                       clássica (pré-hepática, hepática e pós-hepática);
                       moderna (pré-sinusoidal, sinusoidal e pós-
                         sinusoidal) .
b)Quadro clínico;
c)Diagnóstico :
                       história clínica;
                       hemograma;
                       provas de função hepática;
                       endoscopia;
                       ultrassonografia abdominal ;
d)Tratamento.

26. Ascite .

27. Provas Funcionais Hepáticas :
a)Bilirrubina total e frações;
b)Transaminases;
c)Fosfatase álcalina;
d)Proteínas totais e frações;
e)Atividade de protrombina;
f)Marcadores virais;
g)Gama-glutamiltransferase;
h)Biópsia hepática (histopatologia) ;
i)Ultrassonografia abdominal .

28. Icterícias :
a)Conceito;
b)Metabolismo da bilirrubina ;
c)Hiperbilirrubinemia não-conjugada :
                        produção excessiva de bilirrubina (hemólise);
                        defeito de transporte ;
                        defeito de captação;
                        defeito de conjugação.
d)Hiperbilirrubinemia conjugada :
                        defeito de excreção;
                        obstrução das vias biliares intra-hepáticas;
                        obstrução da vias biliares extra-hepáticas .

29. Artrites e Artroses
a)Artrites:
                          conceito;
                          classificação;
                          quadro clínico.
b)Artroses :
                        conceito;
                        classificação;
                        quadro clínico .

30. Semiologia das Colagenoses :
a)Considerações gerais;
b)Conceito (doenças difusas do tecido conjuntivo);
c)Lúpus eritematoso sistêmico;
d)Esclerose sistêmica;
e)Doença reumatóide;
f)Artrite juvenil;
g)Doença muscular inflamatória;
h)Vasculites necrotizantes e outras formas de vasculopatias:
                        Poliarterite nodosa;
                        Granulomatose alérgica;
                        Angiites;
                        Outras.
i)Síndromes de superposição.
j)Síndrome de Sjögren.
k)Fascite difusa com ou sem eosinofilia.
l)Miscelânea.
m)Manifestações clínicas (cutâneas, no sistema nervoso central,
    osteoarticulares, circulatórias, oculares, hematológicas, renais e
    pleuropulmonares).

31. Provas de Função Renal :
a)Dosagem de uréia;
b)Dosagem de creatinina;
c)Clearance de creatinina;
d)Excreção de fenolsulfoftaleína;
e)Prova de acidificação urinária;
f)Prova de concentração urinária ou jejum hídrico;
g)Prova do ADH.

32. Infecção Urinária :
a)Conceito;
b)Etiologia;
c)Classificação;
d)Características clínicas:
                         infecções agudas;
                         infecções crônicas.
e)Vias de contaminação;
f)Exames laboratoriais.

33.Síndromes Nefrítica e Nefrótica :
a)Considerações gerais;
b)
c)Síndrome Nefrítica :
                       conceito;
                       causas.
d)Síndrome Nefrótica :
                       conceito;
                       causas;
                       características;
                       etiopatogenia.
34. Insuficiência Renal Aguda :
a)Considerações gerais;
b)Definição de termos importantes (oligúria, anúria total, poliúria, polaciúria,
    azotemia, uremia);
c)Classificação:
                       IRA pré-renal ou funcional;
                       IRA renal ou orgânica;
                       IRA pós-renal ou obstrutiva;
d)Etiologia;
e)Fisiopatologia;
f)Diagnóstico.

34.Insuficiência Renal Crônica
a)Conceito;
b)Classificação:
                        quanto à localização do distúrbio desencadeante;
                        quanto à função acometida;
                        quanto à sintomatologia;
                        quanto ao comprometimento funcional;
                        quanto ao curso evolutivo;
                        quanto ao prognóstico.
c)Etiologia;
d)Distúrbios metabólicos;
e)Diagnóstico:
                        história clínica ;
                        quadro clínico (sintomas relacionados à regulação
                          renal de fluidos e eletrólitos; manifestações
                          relacionadas com função não emunctória;
                          manifestações inespecíficas relacionadas com o
                          acúmulo de escórias).

36.Coma
a)Níveis de consciência:
                        vígilia;
                        obnubilação;
                        letargia;
                        estupor ou torpor;
                        coma.
b)Conceito;
c)Níveis de coma;
d)Escala de Glasgow;
e)Principais causas de coma;
f)Quadro respiratório no coma.


39.Hipertensão Intracraniana
a)Anatomia;
b)Medida da pressão intracraniana;
c)Fisiopatologia;
d)Quadro clínico;
e)Causas:
                       processos expansivos (tumores,              abscessos,
                          traumáticos);
                       hidrocefalia (congênita, adquirida);
                       processo inflamatório;
                       encefalopatia hipertensiva;
                       pseudo tumor cerebral.
f)Exames complementares;
g)Tratamento.

40.Equilíbrio Ácido-Básico
a)Princípios de química e fisiologia;
b)Regulação do pH :
                        tampões químicos de líquidos orgânicos e das
                            células;
                        mecanismos respiratórios;
                        mecanismos renais.
c)Acidose e alcalose :
                        acidose ( respiratória e metabólica);
                        alcalose ( respiratória e metabólica);
                        compensação;
                        descompensação;
                        super compensação.
d)Caracterizações :
                        acidose respiratória;
                        alcalose respiratória;
                        acidose metabólica;
                        alcalose metabólica;
                        método de Astrup.


42. Hemograma
a)Introdução;
b)Conceitos:
                       hemograma;
                       leucograma;
                       leucometria;
                       eritrometria ou hematimetria;
                       eritrograma.
c)Valores normais;
d)Alterações patológicas:
                        setor eritrocítico – quanto ao tamanho, quanto à
                          coloração, quanto à forma;
                        setor branco – alterações qualitativas (em
                          neutrófilos) e alterações quantitativas.

43. Síndromes do Setor Eritrogênico
a)Considerações gerais :
                       sangue;
                       medula óssea;
                       exame físico;
                       anamnese;
                       sinais e sintomas;
b)Anemias:
                       conceito;
                       valor globular ou riqueza globular;
                       diâmetro horizontal das hemáceas;
                       classificação morfológica das anemias (anemias
                         macrocíticas      e    normocrômicas;     anemias
                         normocíticas      e    normocrômicas;     anemias
                         microcíticas e hipocrômicas);
                       classificação fisiopatológicas das anemias (anemia
                         por deficiência de produção de eritrócitos; anemia
                         por excesso de destruição de eritrócitos; perdas
                         de sangue);
                       anemias pós hemorrágicas;
                       anemias hemolíticas;
                       anemias ferroprivas;
                       anemia por deficiência de fator intrínseco;
                       anemias pluricarenciais;
                       anemia por deficiência de vitamina C;
                       anemia por depressão e inibição da atividade da
                         medula óssea;
                       causas de anemia megaloblástica.
c)Policitemia Vera.

44. Síndromes do Setor Leucogênico
a)Setor leucogênico:
                     reação leucemóide;
                     hiatos leucêmico;
                     desvio à esquerda;
                     desvio à direita.
b)Linfócitos;
c)Leucopenias:
                     anemia aplástica;
                     leucemias.
d)Leucemias:
                     agudas ;
                     crônicas.
e)Granulocitoses:
                     neutrofilias;
                     eosinofilias;
                     basofilias.
f)Linfocitoses.

45. Síndromes Coágulo-Hemorrágicas
a)Hemostasia:
                          definição;
                          fatores;
                          fases da hemostasia;
                          cascata da coagulação;
                          sistema fibrinolítico.
b)Semiologia clínica;
c)Conceitos básicos;
d)Avaliação laboratorial:
                          das plaquetas;
                          dos fatores plasmáticos de coagulação.
e)Alterações das plaquetas – congênitas ou adquiridas;
f)Alterações dos fatores plasmáticos de coagulação:
                          hemofilia A;
                          hemofilia B;
                          doença de Von Willebrand.

46. Mecanismo de Ação Hormonal
a)Introdução;
b)Ações hormonais;
c)Divisão do hormônios quanto à natureza química;
d)Sistema hipotálamo-hipófise;
e)Mecanismo de ação hormonal;
f)Patologias endócrinas.
47.Síndromes Hipotalâmicas
a)Noções de anatomia;
b)Funções do hipotálamo;
c)Síndromes;
                      diabetes insipidus central;
                      síndrome de secreção inapropriada de ADH.

48.Síndromes Hipofisárias
a)Pós-puberal:
                     síndrome de Sheehan;
                     hipofisite linfocitária;
                     hemocromatose;
                     apoplexia hipofisária;
                     sela vazia.
b)Pré-puberal.

49.Síndromes Tireoideanas
a)Considerações gerais;
b)Mecanismo de produção dos hormônios tireoideanos;
c)Ações dos hormônios tireoideanos;
d)Hipertireoidismo:
                       tireotoxicose (bócio difuso tóxico, bócio uninodular
                          tóxico, bócio multinodular tóxico, devido a
                          tireoidites, devido a neoplasias, tireotoxicose
                          factícia,   resistência  hipofisária,   ação   da
                          miodarona, Job Basedow);
                       fisiopatologia das manifestações clínicas;
                       bócio difuso tóxico e doença de Basedow-Graves.
e)Hipotireoidismo:
                       cretinismo.

50.Síndromes Paratireoidéias
a)Metabolismo do cálcio;
b)Hiperparatireoidisimo;
c)Hipoparatireoidismo.

51.Semiologia do Pâncreas Endócrino
Diabetes mellitus:
a)Considerações gerais;
b)Classificação:
                       Diabetes mellitus tipo II;
                       Diabetes mellitus tipo I.
c)Diagnóstico.

52.Síndromes de Supra-Renais
a)Introdução;
b)Síndrome de hiperfunção – síndrome de Cushing:
                      causas;
                      clínica;
                      exame físico;
                      diagnóstico laboratorial.
c)Síndrome de hipofunção – síndrome de Addison:
                      causas;
                      clínica;
                      diagnóstico;
                      tratamento.
53.Semiologia das Gônadas
Hipogonadismo:
a)Sinais e sintomas;
b)Hipogonadismo nas mulheres;
                     síndrome de Sheehan;
                     síndrome de Turner.
c)Hipogonadismo no homem:
                     síndrome de Klinefelter.

METODOLOGIA DE ENSINO :

- Aulas expositivas na sala de aulas no Campus da Unir
- Aulas práticas em enfermarias de Clínica Médica, UTI,Serviço de Pronto
Socorro, Hospital de Doenças Infecto-Contagiosas, etc.
-Demonstração prática em Enfermarias, Salas de Aulas, Ambulatórios, etc.



SISTEMA DE AVALIAÇÃO:
    Área cognitiva – testes constando de questões subjetivas e/ou
     objetivas.
    Área psicomotora – anamnese e exame de pacientes (prova prática).
    Área afetiva – observação contínua do estudante e análise de
     exercícios (anamnese).


BIBLIOGRAFIA:

1. LIVROS TEXTOS e ATLAS

   Semiologia Médica
    Celmo Celeno Porto
    Editora Guanabara Koogan
    4a edição / 2002

   Exame clínico – Bases para a prática clínica
    Celmo Celeno Porto
    Editora Guanabara Koogan
    4a edição / 2000

   Manual do Exame Clínico
    Bevilacqua, Bensoussan, Jansen, Spinola
    Editora Cultura Médica
    12a edição / 2000

   Exame Clínico
    Owen Epteins, G. David Perkin, David P. de Bono, John Cookson
    Artmed
    2a edição / 1998
   Atlas Colorido e Texto de Clínica Médica
    Forbes, Jackson
    Editora Manole Ltda
    2a edição / 1999

   Fisiopatologia Clínica
     Bevilacqua, Bensoussan, Jansen, Spinola
     Editora Atheneu
      5a edição / 1998

   Semiologia Médica – As bases do diagnóstico clínico
    Mário López, J. Laurentys-Medeiros
    Editora Revinter
    4a edição / 1999

   Exame Clínico – Guia prático para o diagnóstico clínico
    Talley
    Editora Revinter
    2a edição / 2000

   Cecil - Tratado de Medicina Interna
    Bennett e Plum
    Editora Guanabara Koogan
    21a edição / 2000

   –Harrison,   Principios de Medicina Interna Fauci 14 Ed, Magyom Hill 1997

   –Diagnósticosclinicos e tratamentos por metodos laboratoriais John
     Bernard Henry 19 Ed. Editora Manole 1999

   –Atualizacao   Terapeutica, Prado, 19 Ed. W. B. Sauders, 2000

   –Semiotecnica    da Observacao Clinica Jose Ramos Junior 8 Ed. Sarvier
     1998




Prof.. Mauricio Carvalho C. de Oliveira , Prof. Otino J. de Araújo
       Freitas e Prof. Romualdo Xavier de Oliveira Lima.

								
To top